One Piece RPG
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 02:15

» 1º Ato - O Despertar
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Hoje à(s) 01:12

» VI - Seek & Destroy
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:52

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 23:24

» [LB] O Florescer de Utopia III
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:52

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 22:34

» Enuma Elish
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:05

» The Claw
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:46

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:15

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:06

» MaikLynn Scarlaiti de Orr
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 19:24

» II - Aliados
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Hunson Ontem à(s) 19:19

» Tríade Selvagem
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 19:18

» Escuridão total sem estrelas
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 19:17

» Rumo à Grand Line?
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:00

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 18:40

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 18:26

» O início da pesquisa.
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 18:07

» Yami Sukehiro
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor Mad Ontem à(s) 17:50

» O Sapo Mágico
Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 17:47



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Chapter III: Easy Way Out

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptyQui 05 Abr 2018, 13:41

Relembrando a primeira mensagem :

Chapter III: Easy Way Out

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçador de Recompensas Akihiro Yoshida. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySab 28 Abr 2018, 14:35

Aquilo foi realmente um susto para mim. Olhar para o lado direito e ver o estado que o meu ombro se encontrava. Sem contar com a dor e o desespero de quem nunca havia deslocado nada em toda a sua vida. Eu evitava olhá-lo e até fingi que estava tudo bem, mas o balançar do barco me lembrava constantemente dele. Me concentrei no que acontecia no convés e consegui escutar Warren falando para Tyla ir ver como eu estava. Ela foi ótima e bem atenciosa e “delicadamente” botou o meu braço no lugar. A bem da verdade, ela quase tomou um socão no estômago por fazê-lo, mas isso não é algo que ela precise saber. Mesmo com todas as emoções o barco parecia estar bem e finalmente achei meu sabre, recolhendo-o da cama em que estava cravado. Faltava apenas uma coisa para podermos continuar viagem, o Log Pose.

Ao descermos percebi que o ambiente era bem hostil. Olhares de cobiça vindo de várias direções para o nosso barco. Warren me explicou bem a situação, então eu já sabia o que fazer: — Vocês podem ficar protegendo o barco, eu irei ver o senhor Karthus. — Com o braço enfaixado eu não protegeria bem o barco e eu era o capitão, não era? Nada mais justo que eu fosse barganhar com o velho Karthus para conseguir o item tão necessário para a nossa viagem. Enquanto eu andava, sentia os olhares rumando de mim para o barco, “Tsc, espero que esses abutres imundos nem pensem em chegar perto dele. To precisando pegar umas recompensas mesmo.”. Infelizmente nada daquilo me fazia esquecer a dor que estava a sentir no ombro direito, que mesmo controlada pelos remédios da Tyla, me incomodava constantemente a cada passo.

Outra coisa que me incomodava era o desafio que o velho homem do farol poderia propor e suas consequências caso eu não me saísse bem. Óbvio que ao meu ver esse fardo tinha que ser meu, mas ainda sim eu não me sentia como o capitão daquele grupo. Como eu poderia protegê-los ou simplesmente liderá-los sem ao menos ser mais forte do que eles? Ao mesmo tempo percebi que era apenas eu me esforçar mais e mais, que um dia eu poderia ser um líder digno da tripulação que navegava comigo ou de todas as outras pessoas que poderiam vir a se juntar ou partir no futuro. Foi com isso na cabeça que adentrei nos domínios do velho lobo do mar em busca de uma direção para minhas aventuras. Caso não o visse na frente de sua casa eu bateria na sua porta educadamente e esperaria um tempo para ver se ele apareceria. De qualquer forma, falaria ao encontrá-lo: — Ouvi muitas coisas a seu respeito Karthus, meu pessoal me falou que precisaria barganhar com você para ganharmos o Log Pose e seguirmos nossa jornada. Seu jogo, suas regras, pelo que iremos jogar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySab 28 Abr 2018, 17:34


A decisão do capitão deixava seu grupo um pouco preocupado. Olhando para a situação atual eles imaginavam que alguém precisava ir com o ruivo, mas ele não parecia pensar o mesmo e decidia por tomar a missão sozinho. Karthus não era um homem bom e nem tão ruim, mas estava claro que ele não gostaria de perder uma aposta fácil. O objetivo dele era conseguir vencer suas apostas e ganhar novas coisas, acomodando muitos piratas que fracassaram em seus desafios ali na red line. – Tudo bem, cuidaremos do barco e estaremos te esperando. – Akihiro partiu rumo ao farol. A porta do local estava aberta e ele pode entrar sem problemas, observando por lá um velho forte e armado com uma pistola e espada que estavam descansando em sua cintura, pois no momento ele jogava dardos em um alvo na parede com outro homem por ali. Este que parecia ser o desafiante estava suando e tinha medo de errar, tomando todo o cuidado para conseguir acertar o alvo, porém era ruim de mira e o dardo errava muito o centro. O que ocorria ali era uma aposta que acabava sendo falha para o lado do possível pirata, o fazendo deixar lágrimas descerem por seu rosto e cair de joelhos na frente do velho Karthus. – Implorar não vai te ajudar aqui. – Ao perceber o ruivo na porta ele desistiu de falar com o fracassado pirata e partiu até Akihiro enquanto sorria e ajeitava as vestimentas.

Hahaha... Outro novato. – Ele olhava os arredores e voltava a falar após escutar as palavras do ruivo.– Quer um Log Pose? Haha, todos querem um, mas é difícil alguém conseguir. – As pausas na conversa davam tempo dele dar uma bela olhada na embarcação do caçador e tomar a decisão sobre o que apostariam. – Como parece determinado eu vou te dar uma simples missão. – Com a mão direita ele apontou na direção de um homem fugindo, tal ser que era exatamente o pirata chorando anteriormente e que agora parecia correr desesperado até seu barco. – Aquele homem acabou de roubar um Log Pose e se você conseguir pegar ele em 5 minutos eu deixarei que seja seu, caso não consiga neste tempo eu mesmo irei até lá e pegarei o ladrão. Deve ser sua especialidade, não é? – Ria retirando o relógio do bolso para começar a contar quanto tempo se passava e aguardar a captura ou falha de Akihiro.

O pirata ladrão era um homem careca e de pele escura, possuindo diversas armas de lâmina pelo corpo, sendo elas adagas e espadas na maioria. Ele corria em alta velocidade na direção de um barco pirata um pouco longe de onde os companheiros do caçador estavam sendo mais demorado chegar até tal ponto. Alguns piratas pareciam já se movimentar na direção do barco de Akihiro, tomando finalmente a ofensiva para roubar tal embarcação nova e pronta para partir. O tempo era curto e o ruivo precisava rapidamente derrotar o ladrão de log pose ou poderia perder seu barco antes mesmo de pensar, pois nem mesmo seus companheiros poderiam cuidar de muitos invasores ao mesmo tempo.

Karthus:
 
Pirata ladrão:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptyDom 29 Abr 2018, 21:14

Ao abrir a porta da casa, vejo um homem velho e barbudo com uma pistola e uma espada embainhada junto de um cara negro, possivelmente um pirata que estava ali pelo mesmo motivo que eu. Ele parecia bem nervoso, o jogo não devia estar indo bem. Após jogar um dardo completamente errado, perdendo claramente a disputa para o velho Karthus, o pirata surrupiava o Log Pose e começava a correr. O velho lobo do mar já havia voltado sua atenção para mim e me disse para caçar o homem, ganhando o Log Pose que estava em suas mãos como recompensa. Só havia um detalhe, o tempo limite de 5 minutos ou ele mesmo iria buscar o item. — Se você diz senhor, não tenho tempo nenhum a perder, certo? — Procurava em meus bolsos o analgésico que Tyla havia me dado e tomaria um dos seus comprimidos para evitar possíveis dores em meu ombro direito. Logo depois sacaria minha winchester e andaria em sua direção atirando projéteis atrás de projéteis, visando acertar pernas ou tronco e diminuir a movimentação, forçando-o a lutar.

— Não precisa correr cara, vamos resolver isso aqui e agora, se me matar Karthus falou que te deixaria seguir com o Log Pose. Continue a correr e morrerá ou nas minhas mãos ou nas mãos dele. — Minha fala não era uma mentira completa, então talvez isso o motivasse a ficar e lutar, já que para ser sincero, minha vontade de correr atrás dele era zero. Obviamente teria que fazê-lo caso ele não parasse com meus tiros e avisos e caso o alcançasse na corrida, sacaria meu sabre empunhando-o em minha mão esquerda e estocaria contra sua perna, tentando forçá-lo a diminuir a velocidade e me enfrentar. Agora a luta começaria de verdade.e eu estava ansioso por aquela peleja. Tomaria a iniciativa e avançaria em sua direção e venceria a distância entre nós o mais rápido que minhas pernas podiam para desferir com toda a força e peso do meu corpo um corte na diagonal, tentando forçá-lo a bloquear ou se esquivar. Se ele bloqueasse eu usaria minha mão direita, até então livre, para socar-lhe o rosto ou suas costelas, uma, duas, três vezes para compensar a possível falta de força do ombro recém colocado no lugar, a depender de como ele houvesse bloqueado. Aproveitando a surpresa causada pelo soco eu recuaria o cabo do meu sabre até meu ombro, com o fio virado para cima, e estocaria em seu ombro direito, independente do quanto a lâmina entrasse, eu agacharia e usando toda a força tanto da parte de cima quanto da parte de baixo do meu corpo, puxaria a espada para cima, aumentando o rombo em seu ombro. Se ele fosse bom o bastante para conseguir recuar para trás eu aproveitaria a força posta no golpe para girar meu corpo 360° na horizontal num movimento acrobático e dar-lhe outro golpe na diagonal para continuar com o combo descrito anteriormente. Se ele esquivasse para os lados eu corrigiria meu corpo e o socaria duas, três vezes no rosto e repetiria o movimento anterior, tentando mutilar seu ombro.

— É melhor me dar esse Log Pose de uma vez, você ainda pode escapar daqui vivo. — Não duvido nada que meu ombro estivesse doendo mais do que antes, mas teria que aguentar. Aquela luta era muito importante para todos e como eu havia puxado a responsabilidade para mim, seria extremamente problemático se eu falhasse. Seria quase impossível olhar o rosto de todos sabendo que fui o culpado por acabar com a jornada deles. Obviamente eu estaria preocupado com a possibilidade dele ser mais rápido do que eu, então estaria sempre preparado para me esquivar de suas possíveis estocadas ou cortes tirando meu corpo, me agachando ou dando pequenos saltos para trás, preferindo sempre focar meus contra-ataques, sempre que possível no braço que ele segurasse sua lâmina. Atacaria seus bíceps, cotovelo ou ombros a depender da facilidade em alvejá-los. Usaria de bloqueios com a parte achatada da espada a menos que percebesse que seria impossível me evadir com esquivas comuns. Em uma dessas esquivas para trás, eu tentaria me lançar para trás e tentaria sacar de minhas costas meu rifle de rápida repetição e tentaria disparar quantas balas pudesse antes dele conseguir chegar perto de mim. Embolaria para trás em evasiva ou usaria o rifle para bloquear seus ataques, nesse caso meu foco era ficar em pé e ganhar um pouco de distância. Adoraria terminar aquela batalha o mais rápido possível para seguir minha jornada.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySeg 30 Abr 2018, 16:20


A fuga não parou mesmo com os disparos e palavras do ruivo, pois aquele homem estava desesperado. A chance de ter sua viagem concluída até a Grand Line era algo que ele nunca deixaria passar, pois mesmo perdendo sua honra ao roubar algo após sua derrota ele ainda conseguiu sem ser percebido. Isso era o que ele estava pensando no momento. Sangue escorria pelo corpo dele e ainda assim nada de sua corrida parar, continuando até passar pelo barco de Akihiro e seguir diretamente até o dele, correndo como se aquilo fosse a única chance que teria de ir a GL. Akihiro corria e quando finalmente alcançou o fugitivo conseguiu acertar a perna dele com seu sabre, derrubando o pirata no chão. O homem rolava e por fim caia com o rosto na terra. Ainda que estivesse determinado ele estava longe de ter chances contra o ruivo e precisava de tempo, pois aquele combate nunca terminaria bem levando tudo no um contra um.

O caçador estava longe de ser um espadachim, mas seu conhecimento com armas diferentes fazia ele saber usar tais equipamentos e conseguir lutar com eles, mesmo que a precisão e força daquele estilo não fosse tão superior comparada ao seu boxe ele ainda teria como vencer alguém apenas usando tais armamentos. Todos os ataques com o sabre foram inúteis, pois aquele pirata sabia como espadas funcionavam e bloqueava qualquer ataque normal de um simples conhecedor do estilo. A surpresa maior do homem foi receber aquele soco nas costelas, tomando todo o dano e precisando recuar de imediato para recuperar-se daquele golpe doloroso. Após alguns segundos o pirata avançou até seu alvo lançando diversos golpes aleatórios com uma lâmina em cada mão sendo uma cimitarra e a outra uma simples adaga. Os cortes surgiam do nada e cada ataque conseguia ser esquivado ou bloqueado pelo ruivo, porém ele podia perceber o peso dos golpes e a força que tal homem tinha. Para ser o capitão ele precisava ser forte e ter algo com o que lutar, pois precisava proteger e comandar sua tripulação.

Ainda com o remédio as dores voltavam mais fortes e Akihiro mal conseguia mover o ombro naquele instante. Usar o braço direito seria o fim da luta para o pirata, porém também causaria problemas ao caçador e ele precisaria daquele membro futuramente. Warren e os outros pareciam ocupados no barco enfrentando alguns piratas que incomodavam a calma deles, podendo precisar logo da ajuda de seu líder que agora estava ocupado perseguindo um ladrão. Karthus ao longe podia ser visto observando o seu relógio e olhando o combate que deveria terminar logo, pois lentamente o velho começava a caminhar na direção de Akihiro e isto só podia significar que estava acabando o tempo limite.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySeg 30 Abr 2018, 23:10

Eu tinha que elogiar a persistência e força desse pirata, ele estava bem ferido, mas seus golpes eram tão vivos e fortes. Não era a toa que ele também era um capitão, mas eu não podia perder ali, já que assim como ele, haviam pessoas que aguardavam o meu retorno. Com minha visão periférica, via Karthus começando a se mover em nossa direção, o tempo devia estar perto de acabar. Aquela cena fez crescer em mim um sentido de urgência, não tinha muito tempo para finalizar aquele piratinha de merda. Para tal, eu já havia pensado em algo. Só torcia para dar certo, já que o tempo se esgotava numa velocidade estonteante. — Eu sei que está cansado de lutar, caia de uma vez e deixe o Log Pose comigo, é melhor do que perder a vida nas minhas mãos ou na do Karthus. Você não tem chance alguma. — Enquanto falava, ajeitava o meu corpo enquanto flexionava as pernas para o que seria o último avanço naquele combate.

Segurando a espada na mão esquerda, já que meu braço direito estava completamente inutilizável, eu a posicionaria com a lâmina voltada para o chão e lançaria um corte de baixo para cima. Porém, esse golpe seria uma finta e serviria apenas para o pirata levantar a guarda, então eu aproveitaria tal movimento para cravar o sabre com toda a minha força em seu pé, tentando impedi-lo de se mover. Nesse avanço eu iria me preocupar com cortes na parte de cima do meu corpo. Para eles, eu me abaixaria  ou até deslizaria no chão como evasiva para enfim continuar com o movimento de prendê-lo ao chão. A partir daí, eu resolveria o resto com meus punhos, ou punho, já que era impossível utilizar meu braço direito devido a dor que sentia no ombro. Aproveitaria a surpresa da dor que ele sentiria e com a minha única mão boa, lançaria um potente soco em suas costelas e depois, sem exitar, desferiria dois, três, quatro, quantos golpes precisasse até vê-lo desfalecer na minha frente, sem piedade, sem compaixão.

No fim, tiraria a espada de seu corpo e a embaiaria, tendo em vista que fiz todo o necessário para cumprir meu objetivo. Se ele tentasse contra-atacar com um corte horizontal depois de preso eu usaria a mão esquerda na junção de seu cotovelo para bloquear o corte e daria um gancho em seu queixo e dois cruzados consecutivos em sua cabeça, obviamente tudo com a mão esquerda. Se tal contra-ataque fosse com uma estocada eu inclinaria para a esquerda como evasão e aproveitaria o movimento para lançar um gancho, dessa vez em sua barriga, e continuar com os cruzados de esquerda até ele perder a consciência e pegar o Log Pose para mim. Então me viraria para o velho barbudo que se aproximava de mim e perguntaria: — Está satisfeito? Posso voltar ao meu barco e ajudar meus companheiros? — Se Karthus desse por satisfeito, eu iria na direção do meu barco, possivelmente preocupado com a luta que todos enfrentavam para protegê-lo. De longe, tentaria identificar se alguém precisava de ajuda e seguiria para essa direção com a espada desembainhada, pronto para usá-la se necessário. Não exitaria em utilizá-la pelas costas de qualquer um que não fosse um real tripulante do meu navio. Com intuito de por algum medo no coração dos invasores depois de derrubar um ou outro pelas costas eu gritaria a plenos pulmões para todos ouvirem: — Quero que vocês saibam que o capitão dessa poha acabou de voltar, então os que não quiserem morrer, parem com essa idiotice de querer tentar tomar o barco e saiam daqui de uma vez e tentem roubar outro troxa. — Identificaria Warren e daria o Log Pose em suas mãos. — Vamos embora daqui, ajudarei os outros a dar conta de qualquer um que tente nos atrapalhar. — Quando a confusão tivesse acabado eu chamaria Tyla e falaria: — Por favor, dê uma outra olhada em meu braço, não consigo movê-lo muito bem. — Usaria meu melhor sorriso de desculpas para qualquer bronca que ela pudesse me dar, já que fiz tudo para ganhar aquela luta. Eu estava ansioso, enfim continuaríamos em nossa jornada e a pior parte já havia passado, ou era o que eu pensavam.



Gif ilustrativo para a esquiva/gancho na barriga:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptyTer 01 Maio 2018, 22:47


O combate estava destinado a terminar com Akihiro sendo o vencedor. Ainda que o pirata fosse determinado ele entendia sua situação e estava quase aceitando a proposta do caçador, só não conseguiu fazer isto ao perceber que seus companheiros estavam lutando bravamente contra certos invasores na embarcação e eles tinham realmente se esforçado para conseguir segurar tudo enquanto o capitão tentava conseguir o log pose. – Desistir é inútil... Se eu parar agora vou perder a única chance que terei de escapar desse inferno. – Ambos os lideres estavam com uma missão e somente um deles retornaria com o log pose para a sua tripulação, podendo assim seguir até a Grand Line sem mais problemas e interrupções de outros. Karthus iria garantir essa saída por ser um homem honrado, sabia das chances do ruivo e tinha confiado tal missão ao mesmo, mas o tempo dado era tão curto que ele estava quase se aproximando do combate e Akihiro tinha pouco espaço para acabar a luta.

Akihiro avançou com sua última investida usando do sabre em uma finta quase perfeita, acertando a lateral do pé direito, fincando esta parte no chão ainda tem a possibilidade de mover o membro e sentir dor. O pirata sem pensar nem mesmo por um segundo movimentou seu corpo, sacrificando aquele pé em tal situação, usando de tudo que tinha para ganhar do ruivo. As lâminas do pirata surgiam, fazendo diversos cortes na direção do caçador, causando alguns danos superficiais e outros apenas acertavam o ar sem chance alguma de cortar o boxeador. Realmente um boxeador. Akihiro estava usando tanto outros estilos que poderia ser facilmente confundido com outro tipo de lutador, mas sua real força estava naquele golpe. Os socos que seguiram com o fim da luta foram poderosos. O ruivo tinha bastante força e conseguiu perceber isto ao quebrar a barreira criada por ambos os antebraços do pirata, destruindo seu bloqueio e abrindo completamente a guarda para os golpes seguintes, acabando completamente com as costelas do homem, finalizando qualquer chance do mesmo continuar o combate e desaparecendo com seu sonho de ir até a Grand Line com o log pose roubado.

Muito bem. – Enquanto o pirata caia no chão Karthus surgiu sorrindo com seu revolver em mãos. – Estava me preparando para acabar com o serviço, mas você não me desapontou. – Com a maior tranquilidade o velho guardava sua arma e chegava perto do pirata desacordado, pegando o log pose roubado do ladrão e jogando este ao caçador. – Parabéns, venceu meu pequeno desafio e este é seu prêmio. Já está calibrado, pode partir quando quiser. – Akihiro seguiu até seu barco, deixando Karthus para trás com o pirata e sua fome de vingança pelo roubo anterior. Os invasores ainda estavam por lá, alguns no convés e outros lutavam contra os companheiros do ruivo, criando uma grande confusão e bagunça no barco. Por trás da luta o capitão teve facilidade em causar ferimentos em invasores desatentos, derrotando dois com rapidez e gritando aos outros que tinham a atenção voltada ao mesmo. Warren pegava o log pose jogado por seu líder e partia para preparar a embarcação.

Os outros ainda tinham problemas, mas conseguiam resolver com a distração criada por Akihiro, recebendo ajuda em pontos mais fáceis que outros e por fim conseguiam derrotar todos os invasores, jogando eles para fora do barco antes de realmente começarem a movimentação até a primeira ilha da Grand Line. Tyla chegava próxima do ruivo assim que era pedida sua atenção ao ferimento, checando com cuidado cada ponto do braço direito até ter uma simples conclusão. – Foi usado indevidamente, provavelmente vai voltar a funcionar em breve. – Deu alguns tapinhas nas costas de Akihiro e começou a se afastar. – Sou médica, mas não posso te incomodar por usar algo que é necessário. A missão deve ter sido um pouco complicada. – Comentava e seguia até onde Warren estava, ajudando o navegador que precisava de muita ajuda agora.

Até aquele momento o ruivo pode não ter percebido, mas o farol estava realmente frio. A nevasca atingindo a região era bem mais forte que nos blues, parecia ser algo em um nível muito superior e incomodava a montanha onde o farol estava criando um frio incomodo alcançando boa parte do local, porém sumindo de leve durante movimentação para longe da red line. – Teremos problemas com o clima por aqui, espero que todos estejam preparados. – Aos poucos o grupo podia ver surgindo nuvens de tempestade no céu, iniciando com uma pequena chuva que lentamente ia se transformando em algo mais forte e perigoso. – Não é nada como a Reverse, mas vai ser chato de controlar e precisarei do controle nas velas bem preciso. – Warren faria a maior parte do trabalho junto com Faoni e Haidee, pois Tyla precisava ficar livre no caso de alguém necessitar de suas habilidades como médica.

Quantidade aleatória (1,7) :
4

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptyQua 02 Maio 2018, 20:07

Mesmo eu sendo seu oponente natural, não só pelo Log Pose, mas por se tratar de um confronto entre um pirata e um caçador de recompensas, não pude deixar de sentir pena tanto dele quanto da sua tripulação que muito provavelmente sucumbiria aos ataques dos “abutres” que povoavam a Red Line prontos para atacar bandos novatos que passaram por dificuldades pela Reverse Mountain. Minha última investida o pegou de surpresa, já que me abstive do meu estilo com a espada e usei meu real estilo de combate, acabando aquela luta em grande estilo com meus punhos cerrados encontrando diversas vezes o rosto do capitão inimigo, recuperando assim o Log Pose e ao meu ver, ganhando um pouco de respeito do velho Karthus que chegava para ver a conclusão do embate ou dar um fim nele, o que obviamente não precisou.

— Karthus, sendo sincero com você, o mais importante para mim era não desapontar meus tripulantes e não você, mas sua aprovação também é boa. — Ainda sim, era óbvia a minha felicidade por ter terminado tudo aquilo, só que eu precisava voltar ao navio e ajudar a todos na “limpeza” do convés, o que aconteceu mais rápido do que eu pensava depois de voltar lá pra cima. Entreguei o Log Pose ao Warren e começamos a navegar, sendo rapidamente arrebatados por um puta frio. Tyla não me deu bronca, mas parecia estar insatisfeita por eu ter usado o braço direito, felizmente ela percebeu que havia sido realmente necessário: — Foi mal, foi realmente necessário, mas da próxima vez tentarei seguir mais o que você fala, sua opinião como médica é importante para mim.

Tocaria na cabeça dela afetuosamente e iria na direção de meu quarto, avisando a todos que voltaria rapidamente. Chegando lá eu tiraria do armário ou se precisasse, da própria cama, um cobertor, o mais grosso que eu pudesse achar na cabine e voltaria com ele para o convés. Me sentaria do lado do Warren e usaria a luneta do meu rifle para procurar basicamente qualquer coisa no mar. — Como estamos? Essa viagem bem complicada, mas o barco vai ficar bem? — Eu estava meio emburrado, quem sabe até fazendo biquinho. Queria muito ajudar a todos a manobrar o barco, mas toda vez eu era impedido por causa de algum ferimento. Primeiro na Reverse e agora já na Grand Line. Mesmo tendo sido eu a ir buscar o Log Pose, aquilo não parecia o bastante. Mesmo com alguma resposta do Warren eu continuaria olhando minha luneta, pois o mar era vasto e eu estava começando a  perceber que os perigos do mundo eram grandes e apareciam em momentos inesperados. Não sei por que, mas a cicatriz em meu olho esquerdo ardia com as lufadas de vento frio que vinham do mar, mas aquilo nunca havia acontecido antes. Será que podia ser algum tipo de sinal? Tanto faz, não conhecia todos da tripulação a muito tempo, mas só por termos passado vivos pela Reverse me fazia confiar neles, independente do que acontecesse.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Nolan em Qui 03 Maio 2018, 21:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptyQui 03 Maio 2018, 17:28


O frio fez Akihiro se cobrir com um cobertor, tomando cuidado para não ficar doente e logo partindo até onde Warren estava. – Mesmo com a tempestade não teremos problemas, só que eu não conheço a GL... Então a previsão de chegada não é algo que consigo calcular. – O loiro tinha muita experiência em navegação, mas nunca tinha ido até este mar poderoso, ficando na duvida quanto ao tempo levado para alcançarem a ilha. Todos os tripulantes cuidavam de certas funções durante a tempestade enquanto o capitão observava os arredores sem encontrar nada de interessante no mar até aquele ponto.  – Esta ficando tarde, vou preparar algo para comer. – Haidee percebia o desaparecimento repentino da chuva e das nuvens negras, partindo assim para suas obrigações que seria alimentar o grupo antes de encontrarem a ilha ou algum inimigo no mar. Faoni estava em um canto qualquer arrumando seus instrumentos com cuidado, testando o som das cordas e murmurando um som que parecia ser uma música desconhecida para os outros.

Tyla estava em um trabalho de cuidar dos ferimentos que tinham conseguido após a invasão da embarcação, tratamento cada um dos companheiros enquanto eles se ocupavam. – Vamos precisar abastecer o barco e comprar algumas coisas necessárias. Precisamos de espaço, talvez construir mais salas no interior vai melhorar isso. – Um barco simples normalmente só possui duas salas interiores, deixando espaço para fazer outras e por causa dessa falta de quartos construídos eles tinham que dormir um perto do outro, tirando o ruivo que possuía sua própria sala. A construção seria importante principalmente para criar as salas dos médicos e até onde poderiam criar armas e outras coisas. Um barco completo seria complicado de alcançar e Akihiro ainda tinha muitas coisas para pensar, precisando de tempo e dinheiro até conseguir pagar alguém e melhorar a escuna.

A noite enfim chegava, Warren continuava próximo do leme para manter a rota sempre reta e impedir qualquer mudança no caminho deles. Tyla parecia cansada e estava deitada no chão bem ao lado de Akihiro, que por hora observava os arredores e pela primeira vez naquela escuridão ele viu algo brilhante. Exatamente para onde eles estavam indo existia fogo, podendo ver que um barco estava começando a pegar fogo e este se aproximava de uma ilha não muito longe daquele lugar. Tal barco estava sendo alvo de duas outras embarcações, estas sendo visivelmente pirata com a bandeira negra e um simbolo estranho nelas, o segundo tinha pinturas da marinha e parecia ser realmente um barco da marinha, porém estava muito destruído para definir completamente. Haidee finalmente retornava da cozinha e avisava sobre o jantar. – A comida esta pronta, podem ir lá e pegar o que quiser. – Falou pouco antes de escutar uma explosão mais a frente, destruindo com maior efeito a outra embarcação. Naquele instante ninguém conseguia ver muito bem, estavam se aproximando lentamente e somente Akihiro teve a melhor visão do que estava acontecendo no interior do barco que pegava fogo. Lá estavam diversos piratas matando os marinheiros no que ainda estavam vivos e no meio de toda a confusão alguém conhecido do ruivo aparecia. Jewel sangrava e lutava contra todos os criminosos, sua vida estava correndo perigo e assim que viu outra embarcação se aproximando surgiu um pingo de esperança no olhar da mesma.

No barco da direita que estava destruindo o barco de Jewel existia um homem, este que possuía duas katanas na cintura, cabelos brancos e o olhar de experiência que poucos possuem. Sua aura era completamente diferente dos outros, podendo imaginar que aquele era o líder do bando. – Deveríamos ajudar? – Tyla mostrava-se preocupada com todo o fogo e destruição pelo mar, estava com medo de ajudar, mas percebia o quanto Jewel estava lutando por sua vida e gostaria da reposta de seu líder em tal situação. Akihiro tinha o poder nas mãos e teria que fazer uma escola muito complicada em sua vida. Salvar Jewel seria a tarefa principal, mas aquilo não parecia uma luta justa e se eles eram piratas da Grand Line provavelmente seriam poderosos o bastante para nem mesmo o ruivo ter chances. – Eles são fortes... Precisamos ajudar, mas vamos ser apenas mais um na lista de eliminação deles. – Em sua primeira experiência na GL o músico não estava muito feliz, já Tyla não tinha qualquer dúvida. – Ele é muito forte para nós... – Ajudar Jewel era realmente a coisa mais importante, porém ela tinha medo e quase tremia ao falar. – Eu já vi ele antes... Em um cartaz nos blues... Ele tinha uma recompensa bem alta, entrou na Grand Line com 25 milhões e atualmente descobri nos jornais que sua recompensa aumentou para 50 milhões. – Todos os companheiros de Akihiro e até o próprio ruivo podia sentir a pressão causada pela presença daquele pirata.

2/3

vrau:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySex 04 Maio 2018, 20:54

Aah.. Aah.. AATCHIM! Mesmo com aquele cobertor o tempo frio não parecia me estar fazendo tão bem e nem a boa notícia sobre o barco me animava naquela altura do campeonato, mesmo tendo sido eu mesmo a perguntá-la. Eu confiava nele, então mesmo se ele não soubesse quando iriamos achar terra firme eu sei que conseguiríamos chegar. Haidee avisava que ia preparar o jantar, mas eu nem me movia, continuava a olhar o mar em busca de algo, só que nada cruzava o meu campo de visão, tornando a aventura que antes estava animada, bem chata. Enquanto isso, Tyla cuidava dos ferimentos de todos. Era muito bom tê-la conosco, estava sendo, literalmente, o nosso anjo da guarda. Ah, e sobre as suas reclamações, eu estava totalmente de acordo, realmente precisávamos de mais espaço para todos dentro do barco e algumas outras salas nos ajudariam muito. — Você está certa, que tal fazer assim? A partir de agora Warren e Faoni podem dormir comigo na cabine, assim vocês tem mais espaço. — Antes dela retrucar eu a interromperia: — Tenho espaço demais lá, não vai ser problema algum. Não precisa se preocupar.

Eu não mudaria de ideia sobre aquilo. Me orgulhava pela minha teimosia e não seria uma mulher que eu conhecera a pouco e ainda por cima tripulante do meu barco que mudaria a minha opinião sobre algo. Aquela situação só duraria até construirmos mais salas no barco, então está tudo bem, aqueles idiotas seriam os irmãos que eu nunca tive. E foi nesse momento que eu vi algo estranho pela luneta de minha winchester. Brilhava no meio do mar, era como se algo estivesse pegando fogo, estávamos distantes para sentir o cheiro de fumaça, mas a cada légua que nos aproximávamos eu tinha mais certeza que algo estava em chamas. Uma bandeira pirata era vista e logo depois que Haidee saiu da cozinha anunciando o jantar, uma explosão era ouvida por todos. Apenas eu podia ver a carnificina que acontecia lá dentro, os piratas sem nenhum pudor massacravam os tripulantes da embarcação quando eu vi algo que me fez perder o ar.

Era Jewel, mas como poderia ser ela? Por que caralhos eu a encontraria numa situação como essas. Não foi esse o reencontro que eu pensei para a gente. Pela luneta eu percebia que ela havia avistado o nosso barco, já que um pequeno brilho de esperança aparecia em seu rosto. Mesmo com as informações dadas por Faoni e Tyla, era impossível que eu abandonasse ela assim. — Me escutem, iremos ajudar, mas como esse cara é possivelmente forte demais para nós, não poderemos lutar por muito tempo. — De uma coisa eu sabia, precisava ficar calmo para tudo aquilo dar certo, me desesperar não ajudaria em nada naquela situação. — Alguém, por favor, me busque a corda mais longa que tenha no barco e prendam-na em algum ponto firme, preciso que ela chegue até o outro barco com folga, se precisarem, juntem pedaços de corda, rápido! É uma ordem. — Eu virava para Warren e falava, quase implorando: — Por favor, posicione o barco para que eu possa me lançar nele, tente deixá-lo o mais próximo possível. — Não importa o quão calmo eu seja, aquela situação era realmente aterradora em vários níveis, esse era o cartão de visitas que a Grand Line me dava e ele não era nada agradável.

Quando nosso barco estivesse chegando perto de emparelhar com o de Jewel eu olharia para todos para dar as últimas ordens. — Posicione o canhão na direção do navio inimigo e dispare quantas vezes você conseguir assim que eu pular para o navio da marinha. — Viraria para olhar as meninas nos olhos e continuaria as explicações. — Haidee e Tyla, fiquem preparadas para nos ajudar a voltar ao navio, puxem a corda se necessário. Assim que conseguir tê-la em meus braços, eu tentarei pular de volta e precisarei ser içado para dentro. Conto com vocês. Porém até lá, preciso que vocês fiquem de olho para que ninguém nos invada, protejam o Warren. — Agora com todos de acordo e com os preparativos feitos, só me restava pular no barco e ajudá-la a fugir. Tirando os meus pais, eu nunca havia pensado em outra pessoa como pensava na Jewel. A primeira pessoa da marinha que eu havia conhecido, ela me explicou tudo o que eu precisava e lhe devia muito, isso e seu jeito doce e atencioso de ser fez crescer dentro de mim um sentimento que tinha sentido poucas vezes em minha vida, eu com certeza não a deixaria morrer ali.

Quando nossa escuna estivesse se preparando para se meter no meio dos navios eu encheria os pulmões de ar e gritaria: — SE SEGUREEEEM! — Para que todo mundo saísse com a menor quantidade de ferimentos possíveis eu precisava ser rápido, então assim que eu pulasse para o barco inimigo ao resgate de Jewel eu começaria a atacar utilizando minhas mãos nuas. Primeiro miraria no pirata mais perto delal, então quando todos os requisitos fossem concluídos: “Akagami no Hayai Dageki”. Aquela minha habilidade lançaria um potente e rápido soco no rosto desse pirata. Se não fosse suficiente, sacaria o sabre e estocaria contra sua barriga. Aproveitaria da possível surpresa para lançar cortes nos oponentes desavisados para abrir caminho para a garota: — Segura minha mão, iremos pular de volta ao meu navio. Mas antes preciso fazer uma coisa — A partir daí precisávamos ser rápidos, eu iria bloquear ou me esquivar apenas dos golpes mais críticos e sempre priorizaria a proteção de Jewel e devolveria tais ataques com estocadas ou cortes verticais apenas nos piratas que se pusessem em nosso caminho. Antes de pularmos eu correria para a roda do leme, rodaria-o na direção do barco inimigo e a prenderia nessa direção cravando o rifle no chão de madeira do convés. Aquilo faria o barco ralar na minha escuna até enfim seguir na direção do navio inimigo, mas era um risco que eu precisava correr para não sermos perseguidos. Só assim eu voltaria ao meu caminho à amurada do navio com Jewel ao meu encalço, momentos antes de pular de volta eu me aproximaria de seu ouvido e falaria num sussurro: — Se segure com força. — E me lançaria de volta à segurança de meu navio. Tudo aquilo era muito arriscado, mas não havia outro jeito, a única coisa que me restava era torcer para tudo dar o mais certo possível, já que confiava em minha tripulação.





Akagami no Hayai Dageki:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySex 04 Maio 2018, 22:48


A missão de salvar Jewel tinha sido anunciada para sua tripulação. Todos os caçadores estavam preocupados com tal ideia do líder, mas não podiam ignorar um aliado sendo destruído logo a frente. Warren seguia rapidamente as ordens do ruivo e movimentava a escuna até onde poderiam passar ao lado do navio onde a sargento estava. Uma corda era amarrada na cintura do homem e rapidamente eles se aproximavam, raspando a lateral da embarcação entre o navio da marinha e o pirata que estava na esquerda, abrindo assim o espaço de salto que Akihiro aproveitou, chegando finalmente onde o massacre estava ocorrendo. Diversos marinheiros repousavam no chão com sangue por todos os lados, pedaços da embarcação destruídos e muito fogo queimando diversas partes que já não podiam ser acessadas. – Deixa-lo sozinho lá vai ser inútil. Precisamos mudar a rota dos dois barcos ou impedir que ambos não consigam nos seguir até a ilha. – Tyla estava correta e assim que seu líder passava para onde Jewel estava ela corria e saltava ao barco pirata na esquerda, iniciando uma missão complicada que deveria ser completa o mais rápido possível.

A luta não tinha terminado com a presença do caçador, mas sim virava contra o mesmo, começando ataques que ele apenas passava rapidamente até alcançar Jewel e derrubar um pirata que atacava a garota. A marinheira tentava andar e suas pernas não respondiam, estava completamente sem força para andar ou falar, caindo assim aos pés de Akihiro que a pegou de imediato e começou a movimentação até o leme. Ao sacrificar seu rifle ele conseguiu mudar a rota da embarcação, correndo de imediato até sua escuna que estava sofrendo os danos do contato, mas permanecia bem. O tempo de resgate foi muito rápido, levando assim Jewel e o ruivo até a embarcação do mesmo enquanto os barcos da direita se chocavam um com o outro, causando uma destruição grandiosa. Faoni observava o barco da esquerda que ainda estava bem e esperava apenas Tyla retornar, vendo a garota saltar ele imediatamente disparou um tiro com o canhão na direção onde o piloto normalmente fica destruindo assim os controles do barco que já estava tendo a rota mudada. Recarregando outra vez o canhão, Faoni realizou mais um disparo e este ia ao fundo do barco, abrindo um buraco enorme que deixava a água entrar e provavelmente afundaria o navio pirata em pouco tempo.

Os caçadores sentiam-se aliviados e até pensavam que tudo estava resolvido, porém algo cortava o convés, penetrando na madeira e deixando a marca que era seguida de outro corte, fazendo assim um buraco ao lado de onde Akihiro e Jewel estavam. – Ninguém entra no meu caminho e sai vivo! – A voz estava logo acima do barco, caindo do céu até pousar na frente de Warren. Haidee e Tyla tentaram correr até o navegador, só não tinham velocidade o bastante para impedir que o garoto fosse cortado no peito e lançado ao chão em questão de segundos. – Ajudar a marinha foi o pior erro de vocês. – Um passo foi feito e quando o segundo surgiu ele já estava ao lado das duas garotas, acertando ambas com os cabos das katanas. – Ruivo... – A calma na voz dele era lago surreal, sua força não tinha comparação com as pessoas nos blues e qualquer um podia sentir a presença ameaçadora, pois o medo era real ao se ver na frente daquele homem. Faoni ainda tentava usar do canhão para acertar aquele homem e sua ideia estava correta, faltou apenas uma distração que o fizesse perder tal visão da bala de canhão. Com um simples balançar da katana ele partiu a bala ao meio, explodindo alguns metros atrás dele e assim danificando a escuna de Akihiro. – Seu grupo é fraco... Vamos lá ruivo, você deve ter algo melhor do que isso por aqui. – O homem dava mais alguns passos enquanto cortava o ar e Faoni caia no chão com um corte no peito e sangue jorrando.

Mais alguns passos e ele chegava à frente do ruivo e da marinheira que estava no chão sem qualquer reação, sentindo toda a pressão que aquele homem mostrava na frente deles. Os 50 milhões de recompensa não eram por nada. – Salvar sua namoradinha foi a pior coisa que fez. – A velocidade do corte era gigantesca. Akihiro sentia diversos cortes e não tinha reação, Jewel estava atrás de si e não recebia nada, mas o ruivo não conseguia reagir e o que parecia ser o golpe final surgia. A lâmina descia tão rápida que a morte passou nos olhos do caçador. Isto teria acontecido se somente ele de forte estivesse por perto, mas ali estava o salvador da dupla. Um marinheiro de roupas completamente pretas e aparência jovem, avançou por trás do pirata, lançando ele para frente enquanto desferia diversos golpes e uma luta começava se desenrolar. Ferido e com muito sangue caindo pelo corpo Akihiro só conseguiu ver que Sven tinha aparecido e ele estava ferido, sem quaisquer chances de vencer, mas ali estava o tenente pronto para salvar seus companheiros e dar sua vida por isso. Com toda sua determinação ele avançou, recebendo os dois golpes com em cheio na barriga que deixavam as lâminas atravessarem e exatamente desta forma Sven pulou no mar enquanto segurava o pirata, saltando com toda sua força para dar a vida por Jewel.

Nos outros barcos os soldados também se esforçavam para a rota não seguir até aquela ilha, pois era ali que Jewel teria de se recuperar e retornar. Toda a frota de Sven tinha se sacrificado pelo futuro da garota e ela tinha de fazer sua vida continuar, mesmo que fosse viver no inferno. Akihiro mal conseguia se levantar e estava perdendo a consciência aos poucos, permanecendo acordado apenas por sua força de vontade. Jewel estava fraca e era a única que conseguiu realmente andar, correndo até o leme para controlar porcamente a embarcação que já estava na direção da ilha, porém precisava de um controle ou uma pausa. No fim ela não pode fazer muito e a escuna entrou diretamente nos rios da ilha que parecia um pântano, existiam caminhos no interior e a floresta densa. A escuna subia na terra, batendo em uma árvore e parando por ali pela falta de controle da garota sobre tal oficio.  

Jewel se aproximava rapidamente dos companheiros de Akihiro, tentando acordar e cuidar deles para começar os tratamentos. Ela estava perdida e desesperada mesmo sendo uma médica não sabia o que fazer naquela situação, precisando usar de toda sua força restante para tratar de todos. Ninguém conseguia se mover e Jewel começou a procurar os materiais para tratar dos caçadores, começando então com os mais feridos e indo depois para os que tinham ferimentos mais fáceis de tratar. Em uma ilha desconhecida e sem ninguém para ajudar eles estavam pedidos, sem forças e com o barco danificado não poderia navegar muito em breve, tendo de ser concertado naquela ilha ou teriam problemas futuramente. – Eu vou cuidar de vocês. – A voz rouca e fraca da sargento foram as últimas palavras antes de Akihiro desmaiar devido a perda de sangue e todos o cansaço acumulado que os combates anteriores tinham causado. A Grand Line era muito mais perigosa do que parecia e hoje o caçador tinha provado deste perigo, tendo uma derrota completa em sua primeira passagem até a ilha atual.

3/3

vrau:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 EmptySex 04 Maio 2018, 23:20

Até um certo ponto o plano estava dando certo, eu tinha conseguido agarrar Jewel pela cintura e abrir caminho pelos piratas até a roda do leme, travá-la na direção do barco inimigo e voltar ao meu barco com a garota junto à mim. Eu havia sofrido alguns ferimentos no decorrer desse resgate, mas nada que me pusesse à beira da morte. Tyla fez um ótimo trabalho, mesmo sem nenhuma ordem minha e atrapalhou completamente o outro barco pirata. Já Faoni fez um ótimo trabalho com o canhão e mesmo pressionado, conseguiu causar grandes danos no outro navio inimigo. Havia um certo alívio no ar, já que mesmo com alguns ferimentos, tínhamos tido a primeira experiência de batalha juntos na Grand Line. Só que tinha um porém, ela não havia acabado e seria bem mais macabra do que todos esperavam. Antes da escuna se afastar por completo dos navios ela sofreu dois ataques que inicialmente demorei para processar de onde vieram, mas fiquei completamente atônito quando percebi quem os tinha lançado. “Realmente, um procurado de 50kk está num patamar completamente diferente de todos os oponentes que eu enfrentei, inclusive o Nowak.” Eu estava tão pasmo que não consegui reagir quando o líder pirata caiu no convés perto do Warren. Se bem que acredito que mesmo se conseguisse reagir, não adiantaria de nada. Tanto Haidee quanto Tyla tentaram ajudá-lo, mas não foram rápidas o suficiente e a espada do pirata desceu, rasgando o peito do garoto que caía com um baque surdo no chão.

Não consigo por em palavras o desespero que eu senti naquele momento. Nenhum traço calmo de minha personalidade estava ali naquele momento. Eu tremia, tamanha era a impotência que sentia. Eu queria reagir, tinha que reagir, porém algo em mim já havia aceitado a derrota. Estávamos todos mortos e nada no mundo poderia mudar aquilo. De um em um eu vi ele dar cabo em todos. Se movendo com rapidez e maestria o pirata se botava entre as duas garotas que tentaram salvar o Warren e dava, ao mesmo tempo, dois potentes golpes em suas nucas que as faziam desmaiar instantaneamente, com um baque surdo eu as vi cair com a cara no chão. O espadachim falava alguma coisa enquanto caminhava pelo navio, mas eu não conseguia identificar, como se a voz dele viesse de longe. Meu choque era tanto que eu só consegui vê-lo cortar a bala de canhão atirada por Faoni no meio e sua explosão causando ainda mais danos à nossa escuna, o músico foi o próximo alvo do capitão espadachim. EU. NÃO. CONSEGUI. MOVER. UM. MÚSCULO. Depois disso, foi a minha vez e a única coisa que pensei foi: “Tenho que proteger a Jewel e farei isso com minha vida”. E foi isso o que eu fiz. Me prostrei na sua frente e recebi os múltiplos ataques de sua espada. O sangue escorria e eu começava a sentir frio, eu estava ferido demais, talvez mais do que em qualquer outro combate. Eu o via levantar a espada para o que me parecia o golpe de misericórdia quando algo extremamente inesperado aconteceu. Vindo do nada, um homem jovem de vestes pretas atrapalhava o marinheiro, salvando de maneira inesperada a minha vida. Aquilo poderia ter me dado alguma esperança de sobreviver, mas ao olhar bem para o garoto tenente, percebi que tudo aquilo era em vão.

Ele havia sido completamente derrotado antes, isso era certeza. Mas de alguma forma estava ali de pé, nos protegendo como um escudo. Mesmo com dificuldade, tentaria fazer minha voz ser ouvida, mas apenas uma palavra sairia da minha boca: — Por que? — Ele avançou na direção do espadachim que trespassou-o com suas duas espadas, só que aquilo fazia parte do plano de Sven que com toda a sua determinação se jogou no mar, levando nossa ameaça junto com ele. Aquela cena toda me deixou pasmo e quando vi os marinheiros sobreviventes tentando levar os barcos para longe da ilha, entendi o que eles estavam tentando fazer. Jewel era querida para eles e como estavam basicamente mortos, quiseram ao menos salvar sua vida. Não sei quando começaram, mas eu sentia o quente das lágrimas descendo a pele fria do meu rosto. Eles fizeram tudo aquilo para nos dar uma pequena esperança de sobrevivência. Nunca poderia agradecer a marinha o suficiente para expressar toda a minha gratidão. Jewel se movia desesperada entre os corpos dos feridos e para mim já era difícil continuar em pé. Eu estava completamente sonolento e não tive mais nada a fazer a não ser desfalecer no meio do convés como todos os outros. Eu sinceramente achei que era o meu fim.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chapter III: Easy Way Out
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: