One Piece RPG
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Seasons: Road to New World
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 14:46

» Revan Yamamoto
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:29

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 13:57

» Um Destino em Comum
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 13:26

» Supernova
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Shroud Hoje à(s) 13:09

» [Kit] Broly - DragonBall Super
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:59

» Meu nome é Mike Brigss
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:42

» Phill Magestic
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:33

» The One Above All - Ato 2
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 00:49

» Primum non nocere
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 00:18

» Tidus Belmont
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 23:48

» Cap.1 Deuses entre nós
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 22:52

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:25

» Cap. 2 - The Enemy Within
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor King Ontem à(s) 22:19

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:56

» Enuma Elish
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:50

» BOOH!
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:34

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor Pippos Ontem à(s) 21:31

» [Kit] Kat
2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 21:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 2º Epic - Challenging Gods

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Kerigus
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Kerigus

Créditos : 74
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 30

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySeg 26 Mar 2018, 16:34

Relembrando a primeira mensagem :

2º Epic - Challenging Gods

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Revolucionários Raymond King Walker, Tidus Belmont, Frisk Dreemurr e Elsa Volkerball. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul


Data de inscrição : 10/06/2011

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySex 15 Jun 2018, 01:02


Haki (5)!

A resposta de Dormaru sobre o meu questionamento me confundia ainda mais. - “Han? O que ele quer dizer com isso? Não é como se estivesse tentando treinar o meu Kenbunshoku em conjunto com o Busoushoku no momento.” - Cocei a cabeça claramente mais confuso ainda. - Desculpe se isso soou rude, não foi o que quis dizer. - Baixei levemente a cabeça em respeito e fui para minha posição preparando-me para o exercício. Todos pareciam bem sérios, talvez sérios até demais, mas isso não me abalou e nem mudou minha forma de ver aquele treino, era apenas uma forma de testar a habilidade de armamento de uma forma diferente, até onde ela ia? O que exatamente ele beneficiava? Era hora de por isso a prova.

Com o início da corrida Elsa utilizou seu gelo para me prender, contudo houve outra grande surpresa logo no inicio, a força que o Haki do Armamento. - “Isso de fato é uma surpresa agradável!” - A força do Soru ampliada pelo Armamento desbloqueou um novo nível de poder, contudo com minha força atual mal era capaz de manter uma perna revestida e alternar tão rapidamente mostrava-se uma tarefa extremamente desgastante e complicada. - “Tsc… Ele fazia parecer tão fácil.” - Pensei comigo mesmo enquanto lidava com o gelo que era criado em meu caminho. Mais adiante um novo problema, quando estava prestes a retornar um golpe disparo por Frisk atingiu meu braço em cheio, contudo a armadura do Haki mostrava-se novamente impressionante, o golpe sequer conseguiu me arranhar mesmo sendo arrastado para trás com a violência do impacto. - “Então com esse poder consigo até mesmo resistir a golpes deste nível?” - Esbocei um leve sorriso contente com o resultado, mas tal expressão durava pouco ao perceber que o vaso que estava em minhas mãos não havia tido a mesma sorte. - Hunf… - Removi a venda e ergui a mão com caco restante do vaso. - Parece que perdi, hehe. - Dei uma leve risada e voltei caminhando até onde todos estavam reunidos.

O fim do exercício era seguido por conselhos, elogios e sermões.  - “Alternar entre duas pessoas?” - Pensava enquanto o velho passava instruções para os outros dois antes de chegar a minha vez. O tom de Amarath parecia diferente quando chegou minha vez, talvez fosse sua forma de demonstrar decepção? Eu não o culpava, o vaso estava em pedaços, mas ao mesmo tempo em nenhum momento senti que havia perdido ou feito algo errado, pelo contrário, desde o início tudo aquilo não passou de aprendizado e auto-conhecimento. - Bem, para ser sincero sequer passou pela minha cabeça revestir o vaso, digo, eu não saberia nem por onde começar, apenas atentei-me a colocar em prática o que havia treinado até então, revestindo diversas partes do corpo, alternando o uso e vendo o quanto a armadura aguentava, posso dizer que não estou decepcionado com o resultado, digo, pude ver que o armamento vai além de uma simples armadura, minha força foi ampliada e até mesmo fui capaz de segurar o golpe de Frisk com as mãos nuas, sequer cogitaria tal coisa em uma situação normal. - Explicava meu ponto e respondia seu primeiro questionamento. - Sobre meu espírito de luta, não entenda errado… - Minha expressão leve gradualmente dava lugar a um olhar sério. - Isso não foi nem o começo. O exercício foi divertido e elucidante, mas em nenhum momento me esforcei de verdade para vencê-lo, foi um teste pessoal, permaneci na defensiva, recebi todos os golpes e enfrentei todos os obstáculos de frente propositalmente para ver até onde era capaz de resistir com esse poder, não levantei a mão contra eles ou os atrapalhei por escolha própria, não foi ingenuidade ou falta de vontade, foi uma escolha onde eu estava bem ciante dos riscos. - Dei um leve sorriso e me virei de costas. - Além disso acho que não conseguiria trata-los como inimigos nem se quisesse. - Murmurei quase que de maneira imperceptível, um pensamento que escapou entre os lábios.

O resto do meu treino se resumiria a mais um pouco de prática para tentar me acostumar com o revestimento ao ponto de se transformar em algo natural, além disso o mais desafiador parecia a parte de revestir outros objetos, era algo novo e por onde começar? Se o armamento era a manifestação do meu espírito de luta, revestir outros objetos significava transferir minhas vontade para os objetos? Ainda pensativo apanhei um dos cacos do vaso e o levantei deixando-o bem a frente de meus olhos. - “Transferir minha força de vontade para outros objetos...” - Foquei naquele pequeno caco e inicialmente tentaria revestir a mão que o segura com a armadura negra. - “Afine sua vontade espiritual, transforme este ato em algo natural.” - Pensava comigo mesmo enquanto tentava não focar muito no ato de “revestir”, apenas sentiria a energia fluindo pelo meu corpo e a concentraria no local desejado. Quando me sentisse confiante tentaria transferir a energia do armamento para o caco em minha mão tentando cobri-lo completamente com a mesma energia.

Repetiria o procedimento algumas vezes tentando revestir meu corpo com mais naturalidade e eventualmente passar essa energia para o caco, conforme avançasse tentaria com outros objetos, alguns cacos maiores como um vaso completo, a bainha da minha katana e por fim minha fiel espada Tentetsutou, apanharia-a  com a mão esquerda e revestiria até o meu antebraço. - “Transforme-a em uma lâmina negra.” - Manteria o foco em meu braço e assim como nos era ensinado no bushido... - “A espada é apenas uma extensão do seu braço.”- Sim! A espada era a continuação do meu próprio braço, tudo que eu precisava fazer era transferir essa energia que fluía pelo meu corpo para o resto desta extensão. Respiraria fundo e sentiria essa energia escorrendo pelo meu corpo como um riacho correndo pelos meus dedos e banhando minha lâmina.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Assim que dominasse essa arte e sentisse que estava pronto caminharia até onde Dormaru estava para reportar meu progresso. - Você queria uma demonstração do meu verdadeiro espirito de luta, não é? - Diria com um sorriso no rosto e guardando minha katana de volta na bainha. - Eu estou pronto para mostra-lo a você, sensei. - Ergueria meu punho direito fechado revestido pela armadura negra, aguardando pelo seu ultimo desafio.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySex 15 Jun 2018, 23:16

O resultado do exercício prático não poderia ter sido melhor, na realidade poderia pela idealização da estratégia, porém o desconhecimento das capacidades que possuía com o Haki cobrava preços durante todo o percurso só que felizmente, cumpria com o objetivo entregando o vaso a Dormaru primeiro que os demais. Se havia me dedicado a complicar a vida de meus dois companheiros, me pegava surpresa pelo fato de Frisk ter sido o segundo a chegar e não Tidus que parecia ter se complicado na volta e ainda por cima perdido o vaso pelo impacto. – Parece que estou merecendo um prêmio! – dizia de forma divertida ao sair da dimensão de Frisk, mostrando o vaso a Missu e Mindy, a quem trocava um olhar agudo e cheio de malícia, antes de voltar a atenção a Aramath e o jovem revolucionário. – Aquilo foi inesperado! Quase perdi o equilíbrio. Não esperava que você fosse de fato nos atrapalhar, embora ache que eu tenha sido atingida por tabela pelas suas ações. – sorria para o rapaz. – Mandou bem! – erguia o vaso, como se fizesse um brinde, antes de ouvir as palavras do ex-marinheiro.

Obrigada! Ainda que não seja exatamente do meu feitio agir de forma tão espalhafatosa, as circunstâncias me obrigavam a agir desse jeito contra eles. É preciso admitir que realmente não possa competir em força física contra nenhum dos dois, por isso o ato de respeitá-los e instigar uma disputa limpa e franca só me colocaria em desvantagem. Foi por isso que você aplicou o exercício dessa maneira eu suponho. –
erguia um dos dedos, agradecendo o elogio e partilhando brevemente minha tática e entendimento do exercício com a dupla. – E sim, durante todo o momento eu tive de me concentrar em um único alvo para conseguir avançar, o que complicava enormemente lidar com os dois de forma específica e manter-me focada no objetivo principal. Mas creio que seja realmente uma questão de prática. – observava Frisk, indicando um local onde ele pudesse se sentar. – Acho que sei como podemos treinar isso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Antes de seguir com Frisk, ouvia um pouco da conversa entre Dormaru e Tidus e não perdia a oportunidade, mesmo que breve de brincar com a situação, aproveitando o momento em que o Duque virava de costas para comentar em tom de gozação. – Uhhh Isso tem cara de choro! – abria um largo sorriso, levando a mão ao rosto antes de piscar para a dupla, indicando que não falava de maneira séria. Assim, seguia até junto de Frisk, onde colocaria o vaso em uma das bancadas e chamaria nossas companheiras para se juntarem a nós no treinamento. – Vou precisar que as duas nos ajudem nessa reta final do treino. Eu e Frisk temos dificuldades para sentir múltiplas presenças, por isso vamos trabalhar rápida mudança de foco e compreensão de ações. – olharia as duas por um tempo, antes de continuar. – Se ajudarem eu prometo uma sessão de acupuntura de graça! Se bem que eu já tenho feito muita coisa de graça... – dava de ombros com o comentário irônico e logo voltava a me sentar, de frente para Frisk.

Prestem atenção! Frisk, nosso objetivo é sentir a presença um do outro a princípio, estaremos de olhos fechados para isso. Mindy e Missu estarão andando ao redor de nós em todo momento, elas vão acionar nossa atenção através de um comando. - olharia para as duas. – Vão jogar uma peça do jogo em cima do tabuleiro que ficará entre eu e Frisk e escolherão um número de um a cinco para formar com os dedos. Nosso objetivo é manter a concentração na aura um do outro e quando ouvirmos a peça, vamos usar nosso Haki para identificar nossas parceiras e em seguia identificar o número que elas estão fazendo. Nosso objetivo a cada “rodada” e executar tudo isso de forma rápida. – olharia para o rapaz. – Alternando nosso foco e identificando os movimentos sem olhar. – fazia um breve silêncio antes de falar pela última vez. – Nem preciso dizer que escolho a Mindy como parceira né?

Assim, aguardaria que todos estivessem prontos e então daria um sinal com a mão antes de fechar os olhos e concentrar-me no que havia proposto. Expandiria meu Haki pelo local e me focaria inteiramente em Frisk e na aura do jovem, ali tentaria sentir suas intenções, no foco único o objetivo era explorar cada vez mais as camadas que Dormaru havia dito e assim aguardaria o som da peça de shogi para então rapidamente tirar meu foco do rapaz e buscar a presença de Mindy e em seguida identificar o número que ela fazia com as mãos. Assim, responderia em voz alta, apontando a direção dela e o número escolhido, tentaria realizar o mais rápido que pudesse em uma competição saudável para estimular o aprendizado do Haki. Conforme as rodadas fossem avançando cada vez mais rápidas, tentaria conciliar a exploração intensa da aura na transição entre Frisk e Mindy de forma a sentir mais dos que os movimentos, mas também as intenções. Se tivesse sorte, poderia prever o número escolhido pela mulher antes da rodada seguinte e assim, reduzir à necessidade de identificação a somente sua localização. Permaneceria nisso, até todas as peças do tabuleiro acabar ou até Dormaru achar que já era suficiente.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySex 15 Jun 2018, 23:27



2º EPIC — CHALLEGING GODS!

O resultado da corrida acabava sendo melhor do que eu imaginava, no final das contas. Não que eu não tivesse me esforçado, mas eu não contava com a chegada em segundo lugar, principalmente por não conseguir usar o Soru como os outros dois, movimento que dava uma vantagem bem grande pra situações como essa. "Bom saber que a estratégia funcionou bem." Eu sorri, satisfeito. Aquela técnica tinha bastante força, e com certeza me ajudou a alcançar os dois ao desequilibrá-los - ou melhor, ao desequilibrar Elsa-san, que acabou sendo a única atingida pela pressão de vento. - Heh, eu pretendia atrasar vocês dois com a força do golpe, mas acho que faltou calibrar a mira. - brinquei. Focar nela e em Tidus-san durante a corrida com o Kenbunshoku tinha sido bem difícil. Se eu tivesse que descrever, era como se eu ainda não estivesse acostumado a usar esses meus novos "olhos da mente", que serviam pra enxergar essas auras.

"É realmente como lidar com um sentido novo...acho que o jeito é praticar até me acostumar melhor." A dificuldade do treinamento daquele Haki não era nem um pouco menor que a do Busoushoku, pelo jeito. Eu tinha me empolgado depois que finalmente tinha feito ele funcionar, mas ainda estava longe de poder dizer que sabia usar aquele poder - então, seguindo as instruções de Dormaru, eu seguiria até onde as meninas estivessem, junto com Elsa-san, para irmos pra próxima parte do treinamento. Aparentemente, a ideia era alternar o foco entre as presenças de cada um ali, para enxergar a aura de cada um. Provavelmente não seria algo fácil de fazer a princípio, mas seria interessante ver as cores de todo mundo ali.

Felizmente, Elsa-san tinha um plano pra deixar as coisas um pouco mais fáceis e ajudar naquela fase do treino. - Frisk, nosso objetivo é sentir a presença um do outro a princípio, estaremos de olhos fechados para isso. Mindy e Missu estarão andando ao redor de nós em todo momento, elas vão acionar nossa atenção através de um comando. - ela começava explicando, e eu já podia imaginar mais ou menos aonde isso ia dar. Alternar rapidamente o foco do Haki ao som de um comando ajudaria não só a treinar esse ponto do poder, como também os nossos reflexos, conforme fôssemos indo mais rápido. Ainda assim, a ideia acabou sendo mais criativa do que eu esperava - e bem divertida, até, o que me animou um pouco.

- Hehe, parece legal. Eu vou junto com a Missu então. - eu sorriria, assentindo para a mulher antes de começarmos. Respiraria fundo, primeiro, e então fecharia os olhos e voltaria a minha concentração para Elsa-san, tentando sentir e enxergar a sua aura assim como tinha feito antes, da primeira vez em que usara o Kenbunshoku. Ao mesmo tempo, me manteria alerta ao som do tabuleiro, pois assim que as outras duas jogassem a peça, eu procuraria a aura de Missu dessa vez, pra tentar identificar as suas intenções; e com isso, o número que ela tinha resolvido formar. "Agora!" Pensaria, no momento da "troca" de foco, tentando ser mais rápido que Elsa-san - como que numa competição amistosa - mas ainda mantendo a calma para conseguir fazer aquilo direito. No fim, era empolgante e divertido para um treinamento, o que era bom.

Conforme as rodadas fossem passando, eu não teria medo de demonstrar minhas reações a depender de quem conseguisse acertar os números primeiro. - Haha! - comemoraria, caso conseguisse fazê-lo antes da Rainha dos Espinhos, mas mesmo caso perdesse a disputa, o faria com um sorriso animado no rosto: - Ah, droga! Mais uma, a próxima eu ganho! - e durante todo o tempo, permaneceria sentado e de olhos fechados, focando não apenas em me divertir, mas em melhorar pouco a pouco o meu desempenho com o Haki da Observação. Continuaria treinando, junto com Elsa-san, Missu e Mindy, até que o pequeno "jogo" terminasse, ou até Dormaru nos interromper para dizer o que viria a seguir.

Histórico:
 

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 38
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySeg 18 Jun 2018, 15:01



Haki - Fim


Perante a réplica de Tidus, Dormaru apenas balançou a cabeça negativamente. Estava velho demais para bater boca com um moleque cabeça dura daqueles. “Igualzinho ao pai, hek hek.” Pensava enquanto dava as costas e olhava para a dimensão de bolso mais uma vez. “Realmente fantástico. Essas frutas mostram que a realidade vai muito além do que aquilo que os nossos olhos podem ver... será que existe algo após isso tudo de fato?”

Sentindo que havia dito tudo que podia para ajuda-los, o velho começava a divagar sobre coisas filosóficas. Enquanto isso o próprio Duque Azul começava a tentar cobrir objetos fora do seu corpo com o Busoushoku, começando por um pequeno pedaço do vaso que havia se quebrado. De início não era tão simples, mas conforme as horas iam passando e o homem persistia, finalmente conseguiu. A partir daí, cobrir objetos um pouco maiores não foi difícil, e até mesmo foi capaz de fazer isso com sua espada.

Indo falar com Dormaru sobre ter finalizado e estar pronto para o desafio, o velho olhava com certo espanto, como se estivesse tentando se lembrar de qual desafio era esse. Estava muito imerso em suas teorias e precisou de uns dois segundos para se lembrar. – Ahh, sim, sim. É bem simples. Vê esse dedo? – Perguntava ele erguendo o indicador direito e o mostrando para Tidus enquanto uma coloração negra revestia o membro. – Você deve impedir que o machuque. – E no momento em que dizia isso o homem desaparecia da vista de Tidus, reaparecendo acima dele virado de cabeça para baixo e dando uma estocada com o dedo. Uma série de ataques teria início agora.

Já Elsa, feliz por ter vencido, mostrava a Mindy o vaso enquanto fazia uma leve brincadeira. Em resposta, a moça tímida a segurava pelo braço enquanto dava um leve sorriso. Nenhuma palavra era dita, mas o gesto de intimidade e sua expressão facial passavam a mensagem que queria emitir.

Com Dormaru se afastando para lidar com Tidus, e filosofar um pouco, a mulher aproveitava para sacanear um pouco o companheiro antes de assumir as rédeas, conversando com Frisk e apresentando uma ideia para deixar aquele fim de treino divertido. Avisando a Mindy e Missu que precisaria delas, cada um reagiu ao seu jeito, a primeira acenando apenas, e a segunda apoiando as mãos no chão e se aproximando bastante de Elsa. – Ohhhh!! Como? Como? – Dizia animada a menina.

Com a explicação, todos tomavam suas posições. Dividindo igualmente as peças do tabuleiro entre si, as duas mulheres começavam a andar em torno de Frisk e Elsa, uma no sentindo horário, outra no anti-horário. A primeira a jogar uma peça foi Missu que estava ansiosa, fazendo o numero “1” com o dedo. De imediato ambos aprendizes direcionavam o seu foco para uma das moças, e ironicamente ambos sentiam a pessoa errada, Mindy.

Percebendo o erro, os dois quase que simultaneamente procuravam por Missu e diziam o resultado em conjunto. Não parecia ter um vencedor. A segunda rodada, foi Mindy a iniciar e jogar uma peça, fazendo o numero “4” com a mão. Dessa vez, Frisk encontrava a mulher primeiro que Elsa, já que esta acabava percebendo Missu primeiro e perdia tempo para ir até Mindy. Comemorando, Frisk abria a vantagem.

Com as horas passando, a velocidade que as moças rodeavam os dois aumentava, agora estavam literalmente correndo enquanto lançavam peças de tempos em tempos no tabuleiro. Quando acabavam, recolhiam mais e repetiam. O motivo? Tanto Elsa quanto Frisk ainda erravam, as vezes focando na pessoa errada primeiro, as vezes o resultado do número.

Mas aos poucos os erros começavam a diminuir. Aos poucos a troca de foco entre uma mulher e outra se tornava mais ágil, mais praticada. Não estava perfeita, mas se comparado ao início, era a distância entre o céu e a terra. Pedindo uma pausa para descansarem um pouco, Mindy e Missu ofegavam. Já estavam correndo a toda havia algum tempo.

Abrindo os olhos, Frisk e Elsa viam uma cena inusitada. Tidus em pé, com Dormaru acima dele no ar, de cabeça para baixo, e fazendo um movimento de estocada para baixo. No entanto, sua perna direita se dobrava, e como se estivesse usando o próprio ar como uma parede, ele dava um impulso, fazendo com que seu corpo se deslocasse.

Era como o ponteiro do relógio girando em quarenta e cinco graus. E logo o velho não mais estava acima de Tidus, e sim “deitado” no ar, dando uma estocada na direção das têmporas do revolucionário.

- Ohh, então vocês finalmente acabaram? Bom, bom, desejam se juntar a ele? – Perguntava o velhinho após esse primeiro golpe, já se preparando para o segundo.

Ali, dentro da dimensão de Frisk onde não podiam afetar o trem de fato, era o local perfeito para um treinamento intenso, e eles ainda tinham mais dois dias de viagem pela frente.


____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyTer 19 Jun 2018, 01:33


Busou and Kenbun

Com um pedaço de caco do vaso quebrado em mãos iniciei o próximo passo do treinamento, transferir minha determinação para um objeto, uma tarefa que a primeira vista parecia impossível, o quão louco isso soava? - “Transferir minha força de vontade para um caco...” - Com os olhos fixos no objeto tentei ignorar o quão estranho isso soava e mantive o foco, controlando a respiração e sentindo a energia fluindo pelo meu corpo, tentando fazer com que ela escorresse e cobrisse o objeto bem na minha frente. Inicialmente não senti nenhuma mudança, o Busou estava travado em meu corpo, como se uma tampa estivesse impedindo que ele saísse. - “Concentre-se… Imagine como uma extensão do seu corpo, você e ele são um só...” - Fechei os olhos e tentei me conectar com aquela energia, assim como no Haki da Observação talvez o segredo fosse a conexão.

O tempo foi passando e em determinado momento senti algo diferente, a energia que antes estava presa em meu corpo começou a consumir o caco lentamente até torná-lo completamente escuro como a noite. - “Hoho!” - Arregalei os olhos, surpreso e ao mesmo tempo contente com o resultado. - “Vejamos com algo diferente...” - Após completar o revestimento com o caco tentei reproduzir o efeito com um vaso inteiro, o que podia dizer é que era como andar de bicicleta, depois de aprender como funcionava se tornava algo simples de executar, ainda não sabia exatamente como explicar o seu funcionamento e todos os elementos por trás disso, mas sabia como fazer e isso que importava no momento. - ”Isso é realmente incrível.” - Com um sorriso no rosto larguei o vaso e cobri minha espada com uma camada de Haki alterando sua cor, não apenas isso mas o seu fio parecia mais afiado do que nunca, quase como se fosse uma espada completamente diferente. - “Então essa é a sensação… ” - Fechei os olhos por um instante sentindo o poder que havia em meu corpo, a cor do armamento, cor da observação e o poder de um demônio, todos pareciam habilidades distintas, mas no fim tudo aquilo fazia parte de quem eu era agora, um homem completamente diferente.

Com a conclusão do meu treinamento retornei até Dormaru para um teste real, estava na hora de colocar tudo em prática e me preparar para a batalha que estava por vir. Ao ouvir o meu anúncio Amarath demorou um pouco para responder, parecia entretido com outra coisa. - “Veja só você, parece tão entretido a dimensão de Frisk quanto nós com o Haki.” - Abri um leve sorriso discreto no rosto enquanto ouvia suas palavras. - Impedir o seu dedo? - Foi tudo que consegui pensar ou dizer antes do velho simplesmente desaparecer e surgir um pouco mais acima, preparando o seu ataque. - “Rápido!” - Por instinto levantei o braço e o revesti com Haki em uma tentativa de bloqueio. De fato a ideia de bloquear um único dedo de alguém parecia algo simples e até bobo, mas estávamos falando de Dormaru, a diferença de força que havia entre nós era gigantesca e talvez parar apenas um único dedo que fosse seria muito.

Após ser pego de surpresa focaria meu Haki da Observação totalmente no ex-marinheiro tentando prever suas intenções e consequentemente ações assim como ele havia feito em nosso primeiro encontro, o próximo passo sentir tentar revestir a região que julgasse que ele iria alvejar com o Haki do Armamento no intuito de intercepta-lo. Por mais que fosse uma tarefa árdua não me deixaria abater com os possíveis fracassos, com a prática vinha a perfeição e nada além disso era aceitável, pois quando falhávamos vidas eram tomadas assim como em Cactus Island e em Alabasta, estava na hora de colocar todo meu espírito de luta em ação como o velho queria, demonstrar o que Tidus Belmont era capaz de fazer quando está totalmente empenhado e focado em algo, doando cada gota de sangue e suor!

Conforme o tempo fosse passando realizaria algumas pausas periódicas conforme fosse necessário para comer uma fruta, tomar um ar ou simplesmente refletir sobre o exercício, ver onde estava falhando para que pudesse fazer melhor da próxima vez. Aquilo já não era mais um simples treino para dominar o Busoushoku mas sim para aprender a utilizar de forma eficiente as duas cores do Haki de forma homogênea. Tudo se resumia a concentração e foco, não podia confiar apenas nos meus cinco sentidos, precisava ir além e sentir sua aura, interpretar e blindar a região do meu corpo que seria alvejada por seus golpes provindos de sua intenção mais agressiva. - “Leia, interprete e reaja.” - Repetiria essa linha de pensamento comigo mesmo esporadicamente durante o treinamento, seriam os três passos principais que precisaria seguir se quisesse ter êxito. Em todo caso se obtivesse exito no treinamento aproveitaria as ultimas horas ou minutos de viagem para descansar um pouco e planejar nossos próximos passos junto a Frisk, Elsa e os demais.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyQui 21 Jun 2018, 21:25

Livre do treino direto contra Dormaru tinha o tempo necessário para praticar junto de Frisk o desenvolvimento do Haki de Observação. O intuito não era apenas o de aprimorar o que foi aprendido, mas sim corrigir as falhas do seu uso mais básico, o qual pelo menos podia partilhar da cooperação não apenas do rapaz, como de Missu e Mindy, que se dispuseram a nos ajudar naquela tarefa. O empenho físico havia de fato ficado para Tidus, e aproveitava daquele momento de meditação para trabalhar mentalmente a atuação de minha observação, para só após alguns bons minutos encerrar a questão prática, com nossas companheiras ofegantes pela corrida que haviam disposto na atividade. – Podem descansar. Acho que foi muito produtivo. – sorria para as duas conforme mantinha o olhar voltado nelas e em Frisk. Naquele pequeno e breve tempo, notava e refletia sobre meu próprio desempenho, compreendendo que por mais a velocidade com a qual terminava o treino, não necessariamente implicaria em velocidade real. – Com duas pessoas, eu basicamente me foco na alternância, ainda levo certo tempo para ‘ler’ a pessoa na qual estou focada e isso me atrasa demais. – levava a mão ao queixo, ponderando as pequenas conquistas e o menor dos defeitos.

Mas foi nesta questão de minutos para que enfim, notasse a situação em que o Duque se encontrava. – Mas o que... – estranhava num primeiro momento o que enxergava, mas depois sentia graça da situação, custando a levantar devido ao riso. – Isso me soa nostálgico. – comentava com Frisk, enquanto levantava-me aos poucos. – Mindy deixarei minhas coisas com você. – diria, removendo os sapatos e os demais pertences. Sabia que o convite teria lá suas limitações, e queria ter certeza de manter tais limitações únicas e absolutas. Despia-me dos sapatos, jóias e agulhas e quando somente a roupa do corpo sobrava, removia a parte de cima do vestido, mantendo somente o top sobre o busto, tal como o havia feito no treinamento do Soru. – Não dispensamos uma boa diversão, nem vamos deixar nosso amigo sofrendo sozinho. – respondia ao convite com um sorriso, enquanto aguardava Frisk para que entrássemos na dimensão da Doa Doa.

Assim que entrasse na dimensão, prontamente caminharia em direção ao centro do local e voltaria a me sentar, entrando em posição de meditação e com os olhos fechados. – Evitar que você nos toque, correto? – repetia o que havia ouvido da conversa do ex-marinheiro com Tidus, antes de voltar ao silêncio. – Não preciso nem responder, ele vai ler minhas intenções de todo modo. Preciso corrigir minhas falhas, mesmo que fique para trás, preciso de uma boa base para progredir com tranquilidade. – pensava, enquanto expandia meu Haki buscando sentir cada um de forma individual, para só então saltar para o outro e assim por diante. – Meu objetivo é claro, bloquear suas investidas com gelo e quando não for possível, esquivar-me, tudo usando a Observação. – respirava fundo, enquanto lentamente movia minha cabeça em sinal de afirmação, de que estava pronto para aquilo. E assim permaneceria, mente em silêncio e olhos fechados, apenas meu Haki me guiaria dali até o fim, era esse o meu objetivo e permaneceria firme ali, mesmo que os erros me machucassem ou me deslocassem do local, permaneceria sentada e firme até ser capaz de evitar todos os golpes.

Alternaria o foco com rapidez entre os três que estavam na dimensão além de mim, buscaria encontrar Dormaru e enxergar suas intenções antes que ele agisse contra mim. Permaneceria focada e atenta, emanando uma aura de frio poderosa, capaz de fazer estalagmites rapidamente projetarias tais formas de maneira a bloquear as investidas de Dormaru. Mas não ficaria somente presa a utilização do gelo, mas ao movimento de meu tronco, curvando-me para evitar seus golpes sempre que possível, resistindo a cada falha. Sempre que tomasse um golpe, voltaria alternar o foco entre as auras de maneira a não apenas focar-me na leitura de aura do ex-marinheiro, como de constantemente me obrigar a alternar com rapidez para que fosse capaz de aos poucos identificar com mais agilidade uma aura e ser capaz de compreender seus ataques, suas camadas mais superficiais rapidamente. Assim permaneceria firme. – Foque no objetivo! - Se os golpes ignorassem minha intangibilidade, suportaria a dor. – Eu posso fazer mais rápido, eu posso reagir mais rápido! - Se quando não fosse mais capaz de criar o gelo, manter-me-ia firme nas esquivas, aguentaria as dores do corpo pela posição, a sede a fome até que tivesse o êxito obtido. – Lembre-se de quem você é, do seu sonho! Não caia agora! - Ainda que meu corpo rachasse como gelo frágil estava determinada a levar àquela situação a bem além do limite do que considerava extenuante, tudo em prol de meu objetivo e do que aquele avanço poderia significar nas pessoas ao meu redor.

Se conseguisse ao fim do treino, o que desejava, permitir-me-ia relaxar no chão da Doa Doa, rindo de felicidade, enquanto ouvia os demais ou esperasse a aproximação de algum deles ou de Mindy. – Estou morrendo de fome. – comentaria, enquanto sentisse a barriga reclamar e então, questionaria Dormaru. – Eu ainda tenho uma pergunta pra fazer não é? – mas logo o sorriso sumiria da face, trazendo certo desapontamento. – Eu tenho tantas perguntas, fico pensando qual delas valeria a pena. Família, amigos, conselhos... – permaneceria em silêncio por um tempo, mas logo ponderaria e chegaria a uma pergunta.

Deixaria de ser nosso mestre, para ser nosso amigo? – abriria um largo sorriso. – As demais perguntas, respondo eu mesma!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyQui 21 Jun 2018, 23:24



2º EPIC — CHALLEGING GODS!

Aquele jogo proposto por Elsa-san acabou se mostrando um pouquinho mais complicado do que eu antecipava. As regras eram bem simples, sim, mas pra nós que ainda estávamos engatinhando com o Kenbunshoku, não era uma tarefa nada fácil ficar trocando o foco de uma pessoa para outra. Como se isso não bastasse, identificar o número que as garotas estavam fazendo com as mãos também não era tão fácil quanto parecia. E levando tudo isso em conta, o resultado não podia ser muito diferente: os erros apareciam com frequência, tanto do meu lado quanto do de Elsa-san, por mais que nós dois nos esforçássemos pra acertar. A competição era acirrada, mas pessoalmente, eu não tinha a menor intenção de perder.

Felizmente, os erros foram diminuindo, e pouco a pouco, foi ficando mais fácil trocar o foco do Haki de uma pessoa para outra. Ainda era um pouco incômodo só poder usá-lo em uma pessoa por vez, claro, mas aquele poder era algo que eu só aprenderia a dominar com o tempo. Eu finalmente me espreguicei depois do longo treinamento, esticando os braços e as pernas. - Kuh...alguém contou os pontos? - eu disse, sorrindo para Missu em seguido. Aquilo tinha sido bem produtivo, sem a menor dúvida, e nós tínhamos a ela e a Mindy pra agradecer. - Foi um pouco difícil, mas eu me diverti. Obrigado a vocês duas por ajudarem. - apesar de tudo, eu estava um tanto quanto bem humorado. Seria mentira se dissesse que não estava preocupado com aquele pessoal das jaulas no outro vagão, mas por hora, não podia fazer nada.

"Melhor tirar essa preocupação da cabeça pra não ficar me estressando à toa." Eu sorri, satisfeito, me levantando e continuando com os alongamentos - afinal, tínhamos passado um bom tempo sentados, e minhas pernas estavam meio dormentes. Além do mais, Elsa-san parecia interessada no treinamento que Tidus-san estava fazendo com o velho, e depois de tanto tempo parado, eu imaginei que seria uma boa oportunidade pra me mexer um pouco. - Heh, parece legal. - eu disse, terminando de me alongar. Também tiraria um pouco do peso das roupas, como o paletó, a gravata e os sapatos, deixando apenas a camisa e as calças. Com os braços nus, dava pra perceber o quanto o meu corpo tinha mudado desde que comecei a viajar. "Tem uns músculos aqui que eu nem sabia que eu tinha." Eu ri de leve, me divertindo. No final das contas, todo aquele treinamento e todas aquelas lutas tinham deixado a sua marca.

Depois que nos aproximamos, Dormaru logo nos convidou para fazer parte do treinamento também - mesmo que essa fosse a ideia desde o começo. - Evitar que você nos toque, correto? - Elsa-san perguntou, sentando-se como se fosse meditar. Aparentemente, ela pretendia bloquear os ataques usando o gelo da sua Akuma no Mi. Aquele plano não servia pra mim. - Bem, eu vou ver até onde o meu Busoushoku aguenta então. - sorrindo com animação, eu dei alguns saltos enquanto socava o ar à frente. Com a ajuda do Kenbunshoku, eu poderia sentir a intenção de Dormaru e, talvez, prever quando ele iria tentar me atacar. E com o Busoushoku para fortalecer meus braços, a ideia era trocar golpes com Dormaru, usando minha força pra parar os ataques dele. Restava apenas conseguir reagir a tempo pra isso, mas essa era a graça do jogo.

Assim sendo, eu focaria o meu Haki da Observação em Dormaru, dessa vez sem fechar os olhos, para que pudesse tentar prever as suas intenções - a ideia era conseguir reagir a tempo aos seus ataques, já que eu atacar junto com ele, e não simplesmente esquivar. No momento em que sentisse que ele tentaria me atacar, cobriria um dos braços com o Busoushoku, e com a palma semiaberta, lançaria um ataque na direção do seu dedo, para tentar pará-lo com a força do meu próprio golpe. Alternaria entre os braços pra me defender, sempre tentando ser rápido o suficiente para contra-atacar - mas em último caso, não hesitaria em me esquivar, recuando ou saltando para algum dos lados de modo a sair da trajetória do ataque.

Se aquele treinamento acabasse durando bastante, como as várias horas que o outro levou, eu pararia pra descansar um pouco de tempos em tempos. - Fuu...vou parar um pouco. - diria, me afastando um pouco da confusão e me encostando numa parede pra poder respirar. Também comeria e tomaria água quando julgasse preciso, já que podíamos acabar passando um bom tempo ali - tomara que ainda tivessem sobrado algumas daquelas frutas. Com a movimentação constante, era provável que acabasse suando bastante, então ficaria contente por ter tirado um pouco da roupa antes de começar. No mais, tiraria um cochilo caso o cansaço exigisse, mas voltaria sempre para treinar quando estivesse revigorado. Os métodos de Dormaru podiam ser rígidos, sim, mas serviam de preparação para o que estava por vir. E eu estaria pronto.

Histórico:
 

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 38
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptySex 22 Jun 2018, 13:19


Friends?

Um treinamento intenso tinha início ali na região da Doa Doa. Tidus era o primeiro a sofrer, com seu Haki da observação ele conseguia perceber que o homem o atacaria no topo da cabeça, e revestia o lugar com o armamento, mas no instante seguinte Dormaru estava na sua lateral, atingindo sua têmpora com o dedo, fazendo com que o Duque Azul cambaleasse para o lado e sentisse uma forte dor na região, além do início de uma dor de cabeça.

Com Elsa e Frisk se juntando à festa, Mindy e Missu viam uma cena incrível, e um pouco… triste. Movendo seu corpo e seus braços em uma velocidade incrivel, na qual elas só conseguiam ver nitidamente o corpo do velho na hora que ele realizava um ataque e reaparecia em outro lugar atacando mais alguém. Com os olhos esbugalhados, nem mesmo Mindy conseguia conter e disfarçar o espanto que sentia, espanto que aos poucos se transformava em admiração.

E quanto ao trio maravilha? Inferno. Era por isso que eles estavam passando, ou ao menos era assim que as primeiras horas pareceriam certamente. A cada vez que erravam o local onde deveriam se revestir por lerem erroneamente as intenções de Dormaru, ou então a cada vez que revestiam a região de armamento\ colocassem uma camada de gelo na reta \ se esquivavam devagar demais, eram atingidos por aquele dedo, e apesar de não serem feridos realmente, doía. Marcas roxas e amareladas já haviam começado a cobrir os seus corpos, e nem mesmo a criança escapava desse destino.

Os dois revolucionários com uma aparecia linda de morrer, agora estavam com uma aparência trágica, todo resquício de beleza escondido por baixo dos hematomas. Mas enquanto a dor física era alta, e até mesmo alguns momentos de frustração poderiam ter dado as caras, a realidade era que com o tempo e persistência, resultados começavam a ser vistos. Aos poucos eles começavam a ser capazes de bloquear ou se esquivar das dedadas, até o ponto em que não mais tomavam nenhum ataque diretamente.

- Pheeew! Hek hek, muito bom!! Vocês conseguiram se adaptar a essa velocidade. Agora comam e descansem por uma hora, vamos intensificar um pouco mais as coisas. -
Com uma expressão de pura alegria no rosto e diversão até, Dormaru caminhava e pegava mais uma fruta. - É difícil saber qual o limite do corpo humano ao que diz respeito de velocidade de reação. Quão rápido você pode se mover? Da mesma forma, é difícil dizer quão rápido você consegue pensar algo, ou melhor, desejar algo. E quão rápido seu espírito de luta é capaz de responder ao seu desejo, fazendo com que o armamento apareça? - Se sentando de pernas cruzadas enquanto comia, ele falava mais um pouco tentando elucidar seus “alunos”. - Tudo isso deve estar em sincronia, capaz de cobrir qualquer fraqueza existente. E não só isso, mas é preciso entrar em sincronia com a sua capacidade de observação, e para aqueles que possuem uma akuma no mi, com as habilidades dela.

O que quero dizer, é que a chave de tudo é a velocidade de reação, assim como a sincronia entre todas suas habilidades, inclusive força física. Esse é o caminho para chegar ao ápice do poder.


Finalizando a mensagem final, após acabar de comer ele fechava os olhos meditando, para abrir novamente quando era a hora de retomar o treinamento. E o ciclo recomeçava. Atingidos, judiados, persistentes. Aos poucos os três voltavam a se adaptar, conseguir resistir, descansar, voltar a treinar. Talvez até mesmo tivessem perdido a noção de quantas vezes haviam feito isso.

- Sigh, se ao menos tivéssemos mais tempo… mas faltam exatamente dez horas para chegarmos em Pindorama. Usem esse tempo para descansar, e fazer o que mais precisam fazer antes de desembarcar. Eu fiz o que podia por vocês nesse curto espaço de tempo. - Dizia o homem para as três formas jogadas no chão, que se olhadas com atenção, poderiam ser percebidas como humanas.

O olhar de Mindy e Missu haviam mudado de admiração para medo. Não do homem em si, mas do treinamento que seus companheiros estavam passando. Só em pensar estar na posição deles, calafrios subiam pelo seus corpos. O que elas não notaram no entanto, é que após passar tanto tempo tentando acompanhar os movimentos de Dormaru, que estava sempre a aumentando aos poucos, elas mesmas haviam sido um pouco beneficiadas.

- Bom na verdade… - puxando uma corda Deus sabe de onde, ele caminhava até Frisk se abaixando. - Na verdade acho que posso te ajudar se achar que meu conselho tem alguma serventia jovem, hek hek. Existe uma clara fraqueza no seu lado esquerdo, o que impede uma sincronia melhor nos seus movimentos. Se não resolver isso, no futuro vai se tornar uma grande falha a ser explorada em seus combates. Por isso está proibido de usar o braço direito até conseguir usar o esquerdo tão bem quanto. - No momento em que acabava de falar, era tambem o que acabava de dar um tipo de nó, amarrando o braço do pobre anjo à suas costas.

- Prontinho. - Completava dando dois tapinhas leves no ombro direito dele. Dessa vez não doía, mas a região ficava dormente, e o menino perdia completamente a sensação do braço. Se Elsa estivesse olhando, reconheceria o movimento devido seus estudos de acupunctura e medicina.

- Agora vamos voltar para a região normal? Acho que já vi tudo que podia ver aqui hek hek. -
Dizia ele brincando, mas era surpreendido por Elsa.

– Eu ainda tenho uma pergunta pra fazer não é? –

- Heh?? Verdade, verdade. Eu já… enfim, pode fazer hek hek.

– Eu tenho tantas perguntas, fico pensando qual delas valeria a pena. Família, amigos, conselhos… Deixaria de ser nosso mestre, para ser nosso amigo? As demais perguntas, respondo eu mesma!

Realmente ele não esperava por aquela pergunta, e por um momento ficou perplexo, sem saber o que dizer. Fechando os olhos e suspirando de leve, ao abrir havia o traço de um sorriso neles. - Hek, hek. Realmente crianças especiais. Certo, senhorita Elsa, se essa for a vontade de vocês, o prazer seria todo meu.

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyDom 24 Jun 2018, 18:14


Friends

Para o treinamento final Frisk e Elsa que anteriormente estavam praticando em separado também se juntaram a Dormaru e eu, não que fizesse muita diferença já que para o velho não parecia ser trabalho algum enfrentar um ou todos nós de uma única vez. - “Fala sério...” - A diferença entre nossas habilidades nunca deixava de me surpreender e incomodar. Sem muita cerimônia a investida do ex-marinheiro começou, inicialmente era difícil prever onde ele atacaria por mais que sua intenção demonstrasse que almejava uma região ela logo mudava e meu tempo de reação não era o suficiente, o resultado disso? Fortes dores e hematomas que faziam me retorcer o contorcer de dor, resmungar e cambalear, esforçando-me para continuar de pé e concentrado. - “Tsc, e pensar que ele está pegando leve.” - Um sorriso torto se formou em meu rosto sem sentido aparente, contudo a diferença entre nossas habilidades chegava a ser uma grande piada sem graça.

O tempo foi passando, ou pelo menos dava a impressão, era difícil dizer quanto tempo já havia passado, segundos? Minutos? Talvez horas? Independente de quanto tempo fosse mais parecia uma eternidade. Porém era como diziam, com a prática vinha a perfeição e em determinado momento os golpes de Amarath já não me atingiam diretamente, em resposta ao Haki da Observação o Armamento se formou no local exato e na hora certa, impedindo que seus golpes me ferissem novamente. - Aarg! Acho que não estou sentindo o meu corpo. - Cai sentado no chão com os braços para trás e respirando tão rápido quanto podia, Dormaru por outro lado parecia muito bem, quase como se para ele aquilo fosse tão natural quanto caminhar tranquilamente por um bosque. Enquanto me recuperava e comia um pouco, o ex-marinheiro aproveitava para nos passar mais algumas orientações e reflexões. - “No fim é o mesmo de sempre, o Haki não é um poder milagroso, corpo e alma devem estar sempre em sincronia.”

Após algum tempo de paz o treinamento recomeçou, desta vez ainda mais intenso do que da última vez, o que me levou a questão até onde Dormaru podia ir, digo, até agora ele parecia estar brincando conosco, tanto antes quanto agora, então do que ele era realmente capaz quando totalmente sério? Para falar a verdade no fundo sentia medo de ter essa questão respondida. Assim como da ultima vez minha noção de tempo foi totalmente distorcida, a sessão de treinamento - que mais se assemelhava a uma tortura, me impedia de focar em outra coisa além de tentar me defender da forma que podia com o auxílio das duas cores do Haki. De qualquer modo em determinado momento o velho simplesmente parou anunciando o fim do treinamento, o que trouxe uma mistura de alívio e dúvida, alívio pela tortura ter finalmente chegado ao fim e dúvida por não ter certeza se estava pronto, será que havia sido o suficiente? Era difícil dizer, mas no curto espaço de tempo que tínhamos teria de servir, quer dizer, ao menos serviu para nos mostrar o caminho, dali em diante era por nossa conta. - Fiiiu… - Novamente caia sentado no chão, dessa vez inclinado para frente e com os braços apoiados nos joelhos. - Hunf… Não seria exagero dizer que... Cheguei a pensar que fosse morrer... Hehe. - Comentava de forma sarcástica em meio a profundos suspiros.

Com a conclusão do treinamento Dormaru foi em direção a Frisk e prendeu o seu braço em uma espécie de tipoia, insinuando que o garoto precisava melhorar o manuseio do seu outro braço para que assim encontrasse equilíbrio. - “Ele realmente percebe tudo.” - Ainda com certa dificuldade e dolorido me levantei, apanhei outra fruta e me preparei para sair da dimensão esverdeada, certificando-me de que não estava deixando nada para trás, contudo antes de retornar a realidade Elsa utilizou seu prêmio para fazer um pedido no mínimo curioso ao velho. - “Heee... Interessante.” - Dei uma mordida na fruta e encostei de costas na parede. - “Essa garota é realmente estranha, não sei dizer o quão sincera ela está sendo nesse pedido e nem seu real objetivo, mas acho que nem Dormaru esperava por essa.” - Abri um leve sorriso e assenti positivamente com a cabeça. - Acho que agora lhe visitaremos como amigos e não apenas como discípulos, não é? - Comentava de forma amigável.

Quando a porta que ligava as duas dimensões fosse aberta passaria por esta e procuraria um canto para descansar. - Acho que devemos usar esse tempo para nos recuperar do treinamento, o que nos espera em Pindorama vai requerer nossa total atenção e força. - Tentando encontrar um local para descansar removeria minhas armas e sentaria. - Mas antes de chegarmos ao nosso destino precisamos resolver um assunto, não é, Frisk? - Olharia na direção do garoto já que havia sido ele a encontrar a gaiola com escravos. - Eu gostaria de fazer um último pedido se não for incomodo, Dormaru. - Alternaria o olhar para o velho. - Você parece ter uma boa noção de tempo de viagem, então quando estivermos prestes a chegar poderia nos avisar? Vamos precisar ser rápidos, libertá-los e saltar do trem antes que nos percebam, a última coisa que vamos querer é ser recebidos pelos caçadores logo no desembarque. - Finalizado o que tinha a dizer esticaria as pernas e levaria as mãos para de trás da cabeça. - Agora se me dão licença eu realmente preciso disso, tsc. - Retorci o rosto em resposta a uma fisgada.

Assim que a hora de descer do trem chegasse me levantaria de onde estava repousando e recolheria meus pertences. - Certo, certo… - Esticaria os braços para cima e em seguida para os lados, um simples alongamento matinal. - Espero que tenham descansado o suficiente porque é agora que a coisa fica interessante. - Me aproximaria dos demais para verificar se estavam todos prontos. - Vamos precisar ser rápidos e discretos, então Frisk. - Apontaria para o garoto com o indicador. - Usaremos sua dimensão de bolso para nos aproximar das gaiolas e analisar a situação, total de guardas e gaiolas para então agir, jogo rápido e limpo. - Tendo finalizado começaria o queixo pensativo. - Eu não sou exatamente um estrategista, então se algum de vocês quiser compartilhar algo… - Abriria um leve sorriso sem graça, a parte tática nunca havia sido o meu forte.

Independente do resultado da conversa haveria uma última coisa a fazer. - Dormaru. - Caminharia na direção do ex-marinheiro. - Acredito que é aqui que nos despedimos. - Com um sorriso no rosto esticaria a mão direita em sua direção esperando que fizesse o mesmo. - Eu só tenho a agradecer tudo o que fez por nós. E saiba que conseguiu amigos confiáveis, se precisar de algo não hesite em nos chamar. - Selaria o momento com um aperto de mão firme, despedindo-me de nosso novo amigo. Com tudo resolvido e despedidas realizadas aguardaria que Frisk abrisse uma porta para a dimensão da Doa Doa e o seguiria até onde as gaiolas estavam localizadas para só então por nosso plano em ação.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyTer 26 Jun 2018, 23:37

Quantas horas haviam se passado desde que tinha iniciado aquela etapa final do treinamento? Para ser sincera, já tinha desistido de estimar tal coisa após as consecutivas falhas fazerem meus braços ficarem dormentes. Permanecer de olhos fechados, concentrada exclusivamente em meu Haki tinha uma premissa simples demais para tentar sustentar algo daquele tipo. Mas conforme os hematomas se multiplicavam, sentia que gradativamente a exaustão, a tranquilidade da respiração havia se tornado um arfar pesado, a dormência dos braços desaparecia e a dor se refletia em tremedeira, sentia minhas pernas queimarem em câimbras e a coluna aos poucos me colocava numa posição curvada pelo cansaço. Poupava-me dos pensamentos e das dúvidas, toda concentração era voltada para que não desmoronasse daquela posição, era verdade que em dado momento, a dor era tão insuportável que chegava a usar o gelo para dar-me uma sensação de alívio, infelizmente Dormaru sequer permitia manter tal ação por um tempo bom o suficiente para que pudesse minimamente de restabelecer em postura.

Entendia a passagem das horas através dos sinais de fome, a necessidade do alimento e da água me definhava ainda mais rapidamente, embora mantivesse no semblante a expressão de uma resiliência notável. Não era notável de fato, o estômago embrulhava e os braços relaxavam aos poucos, abria mão das pequenas coisas enquanto a mente se mantinha alerta e intuitiva, os primeiros sinais de que acompanhava o marinheiro a tempo não tiveram tempo para uma devida apreciação, apenas a constatação de que conforme me debilitava fisicamente, sentia o espírito se solidificar e se engrandecer. – Estou morrendo de fome... – pensava, somente quando havia momento para tal, a pausa dada pelo ex-marinheiro, aproveitada por todos, com exceção de mim, que não possuía forças sequer para me mover da posição atual, sentia o poder de minha fruta emanar ao meu redor, refletindo o espírito afiado que tinha atingido até então, não seria sábio Mindy ou Missu virem ao meu encontro e disso tinha total certeza, talvez por isso gesticulasse lentamente com o rosto em negação a qualquer oferta de alimento. – Estou bem. – respondia em voz trêmula, mantendo os olhos fechados enquanto voltava a praticar, porém num ritmo mais lento.

Durante o intervalo, ouvia com atenção os comentários do velho, atentando-me a cada detalhe por mais simplório que fosse, ao término reagia, puxando o ar enquanto erguia-me de volta a posição original soltando o ar logo em seguida, relaxando o corpo e retomando a respiração tranquila. – Sincronismo, era bem mais complicado quando só sabia metade do caminho. O caso é bem diferente agora. – aos poucos reduzia a intensidade do frio até ele desaparecer por completo. Havia reiniciado todo o processo, pronta para aplicar as dicas que havia recebido até então, assim como aquela não tão breve experiência prática. E se restavam dúvidas acerca da capacidade do homem de dificultar as coisas, elas eram esclarecidas nas horas seguintes, da tortura e das dores sofridas, da readaptação, das falhas consecutivas que precederam a constante de sucessos. Aos poucos dependia menos da aura de gelo intensa do inicio ao fim, usava-a somente para defender no momento certo, projetando o gelo entre mim e o dedo do nosso ‘mestre’ e quando isso não era possível, desviava ainda que cada movimento parecesse exigir um empenho gigantesco que se mostrou ao longo das últimas horas em uma face de cansaço e dor extrema.

Ao término, cedia o corpo em direção ao chão, caindo com força no chão esverdeado, não tinha forças para sequer me levantar e tudo o conseguia fazer era no máximo conversar ainda que com voz arrastada. – Pode vir aqui? – chamava por Mindy, com um sorriso, esperando que ela viesse para que pudesse pelo menos por minha cabeça em seu colo. – Fazia muito tempo que não treinava desse jeito. – brincava em um meio sorriso, enquanto aproveitava da ocasião para questionar Dormaru, efetivando o prêmio da atividade anterior. E embora a simplicidade, era estranho notar o espanto naquele homem, como se sequer tivesse previsto algo daquele tipo. – Seja lá o que estiver acontecendo em Climax... – comentava em resposta. - ... conte conosco. – terminava de falar, prontamente me entregando ao cansaço e caindo no sono antes de sair da dimensão esverdeada. Esperava que alguém, pelo menos me tirasse dela caso todos decidissem sair e assim permaneceria no sono até despertar alguma hora depois, completamente faminta.

O que eu perdi? – Diria assim que acordasse, seja de forma espontânea ou pela agitação dos demais, procuraria por Mindy e caso ela já estivesse comigo, questionaria a respeito das frutas. – Sobrou algo para comer? – diria, espreguiçando-me antes de olhar para todos e só então notar o braço de Frisk preso. – Tá ai algo que eu não via a muito tempo. Usou o pano para pressionar o músculo do bíceps e levou o braço até uma posição onde o corpo naturalmente pressiona o deltoide. Isso bloqueia o nervo musculocutâneo e provoca dormência no braço. – fazia uma breve pausa. – Meu pai usava isso para que meus irmãos dominassem o uso do outro braço. Do ponto de vista médico? Ruim se usado de forma displicente, mas se você tiver pressa, é bom que pelo menos me deixe tratar da musculatura depois. – comentava com Frisk.

Se conseguisse uma fruta para comer, degustaria do alimento com enorme prazer enquanto mantinha a atenção nos demais, na agitação de Tidus e Frisk em relação aos prisioneiros. – Meu Deus, o que eles estão aprontando agora? – entendia a necessidade de ajuda e longe de mim ser alguém a se indispor em relação a isso, mas nenhum dos dois pareciam aptos a agir de forma cautelosa. Meu medo era entramos uma batalha logo de cara e fazer da missão secreta, um show de tiro, pancada e bomba. – Hmm, deixe-me pensar... – comentaria, assim que ouvisse a última palavra do duque. – Salvamos, todos. Ok, isso eu consigo ver a gente fazer, mas como saímos? A Doa Doa parece respeitar regras bem rígidas que só podem ser quebradas pelo seu usuário. Este vagão, por exemplo, enquanto a porta estiver fechada, se entrarmos na Doa Doa ficaremos confinados neste espaço e só poderemos avançar caso Frisk abra caminho através de seu poder, criando uma porta entre dimensões. – deitava no chão novamente, gesticulando com o dedo enquanto lambia os lábios molhados pela fruta. – No entanto, se me lembro bem, se a porta original estiver aberta, quem está dentro da Doa Doa poderá atravessar ao outro vagão sem a necessidade do usuário abrir passagem. – apontava para a porta.

Escravos são mercadorias, serão os últimos a saírem daqui. Se os colocarmos dentro da dimensão verde, precisaremos que Frisk abra caminho sempre que houver uma porta aberta. Mas, se garantirmos que todas as portas até a saída deste trem estejam abertas, então só precisará que Frisk abra uma única porta para que todos entrem e saiam sem chamar a atenção. –
levantava-me, colocando-me sentada no chão. - Observar a quantidade de guardas é prudente, mas pode ser contornada facilmente. Tidus poderá controlar minhas agulhas com seu poder e através de uma porta bem pequena, disparar agulhas na vértebra C1 de cada um deles. Isso vai inutilizar todos os guardas se fizermos de forma simultânea, mas não irão calar eles. Matar, apenas se for para garantir o sucesso do resgate. – levantava-me. – As jaulas podem ser abertas de muitas maneiras, desde que não sejam de kairouseki, podemos congela e quebrar, manipular com a fuwa e forçar sua abertura ou até mesmo criar uma porta giratória o suficiente para permitir que sejam removidas. Do contrário precisaremos das chaves e para isso, teremos de identificar o guarda que as possui. Ele será nossa prioridade. – estalava os dedos. – Precisamos verificar se eles não possuem colares explosivos. O Governo Mundial frequentemente os aprisiona dessa forma, para que evitem fuga, se houver esses colares, então teremos de pensar num meio de removê-los, caso não tenhamos chaves.

No fim, tudo depende de chegarmos lá e vermos a situação. – dava de ombros, coçando a cabeça. – Vamos evitar por tudo pelos ares no momento. Ou serei obrigada a cortar os cigarros de um e o achocolatado de outro. – dizia em tom descontraído, enquanto caminhava para perto de Dormaru, encarando-o assim que estivesse frente a frente com ele, após Tidus e Frisk irem falar com ele. - ... – ficaria em silêncio por um tempo, enquanto abriria um sorriso saudoso, antes de abraçá-lo. – Obrigada por tudo! – diria, antes de confidenciar um pedido. – Se vir alguém com o meu sobrenome, diga que estou bem! – me afastaria, mantendo o sorriso nos lábios e cruzando os braços. – Até breve meu amigo. E fique de olho nos jornais, muita coisa está para mudar. – faria uma reverência de agradecimento, enquanto esperava que Frisk abrisse uma porta para a Doa Doa, entraria na dimensão verde, mas não antes de abrir a porta do vagão para só então ir junto dos demais.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : 2º Epic - Challenging Gods - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 EmptyQua 27 Jun 2018, 00:08



2º EPIC — CHALLEGING GODS!

O treinamento que Dormaru propôs dessa vez me pegou de surpresa. Pra falar a verdade, acho que pegou a todos nós. O que eu imaginava que ia ser um exercício divertido e um pouco desafiador começou como um verdadeiro teste de resistência, e dos difíceis, já que eu sequer conseguia reagir aos ataques do velho e acabava sendo acertado por várias e várias vezes. "Argh, ele podia pegar leve na força!" Eu não tinha nem muito o que falar a respeito da diferença de força entre nós três e o ex-marinheiro. A gente não tinha a menor chance de lidar com aqueles ataques, mas mesmo assim, continuamos com o treinamento infernal.

E pouco a pouco, os resultados foram aparecendo. "Foi depois de muita surra, mas parece que você finalmente tá se acostumando com o ritmo dele." Chara tinha ficado calado por um bom tempo, mas finalmente resolveu comentar alguma coisa. Como ele disse, o treinamento realmente estava progredindo, e aos poucos eu fui conseguindo reagir as ataques, fosse esquivando, fosse bloqueando ao usar o Haki do Armamento. Porém, ouvir a voz dele na minha cabeça de novo me fez perguntar por que ele não "saía" há tanto tempo. Nós dois amadurecemos muito desde que saímos de Conomi, então talvez ele simplesmente tivesse tomado gosto por observar tudo de lá de dentro. Mesmo que fosse como um irmão pra mim, ele ainda era um mistério algumas vezes; acho que ainda vou demorar um pouco pra entender ele de verdade.

O treino pesado com o velho continuou por várias horas, e mesmo que parássemos pra descansar em alguns momentos, ele sempre começava outra vez, e foi assim que seguimos a viagem até Pindorama. Quando finalmente terminamos, eu já nem fazia ideia de quanto tempo tinha passado, mas agradecia por aquilo tudo ter chegado ao fim - por mais que a ideia fosse nos treinar, Dormaru tinha atacado com força, e o resultado eram aquelas dores por todo o meu corpo. Pouco depois, ele ainda se aproximou e me explicou um pouco sobre como meu lado esquerdo era um ponto fraco óbvio, e sugeriu algo interessante pra que eu fosse forçado a usá-lo. - Hmm...é meio desconfortável, mas vai servir. - eu sorri, olhando pro velho.

- Eu já tinha tentado praticar com o braço esquerdo antes, mas nunca me forcei a usar apenas ele por um bom tempo. - olhando pra mão esquerda, eu me lembrei da luta-treino que tive com Axell-san antes de chegarmos em Alabasta, na qual tínhamos usado apenas os nossos membros esquerdos. - Obrigado pela dica, Dormaru-san. - eu era realmente grato ao velhinho por tudo que ele tinha feito por nós, mesmo que na teoria, nossas organizações fossem inimigas. A pergunta de Elsa-san reforçou ainda mais o fato de que esse sentimento era verdade pra todos nós, e eu não pude deixar de dar umas boas risadas de puro contentamento com aquele desfecho. - Pfft...hahaha! - eu não teria pensado em um final melhor.

Uma vez que o treinamento tinha acabado, eu abriria uma porta para o outro lado, para que todos aproveitassem um pouco do tempo que ainda restava descansando, sem ter que olhar para os tons de verde da dimensão de bolso. Pegaria mais uma das frutas para não dormir de barriga vazia e então, se possível, tiraria um cochilo ao lado de Missu - ela e Mindy ficaram nos observando por grande parte do treinamento, então talvez estivessem cansadas também. - Vamos descansar um pouco, e quando estivermos perto de chegar, ajudamos todo aquele pessoal a sair daquelas jaulas, certo? - pegaria em uma das mãos da garota, tentando passar confiança, com um sorriso cansado. Tinha prometido a ela que ajudaríamos eles, afinal. Depois de dizer isso, então, eu cairia lentamente no sono, com o cansaço finalmente me alcançando.

Quando chegasse a hora de acordar, me espreguiçaria, ainda um pouco cansado. Dormiria mais um pouco se tivesse a chance, mas com o trem se aproximando do destino, eu chutaria que tínhamos menos de uma hora pra tirar todos os prisioneiros de lá. - Pronta? perguntaria a Missu, sorrindo, antes de ir até o restante do pessoal para discutirmos o plano. Plano este que Elsa-san logo começou a descrever, e que parecia sim uma boa ideia, especialmente a parte de imobilizar os guardas. Como sempre, o ideal pra mim era resolver esse tipo de coisa sem tirar a vida de ninguém, e até então, a estratégia soava bem sólida.

Haviam sim alguns problemas no entanto, mas eu imaginava que tinha a solução pra alguns deles. - Quanto às jaulas ou as coleiras, eu posso simplesmente abrir com meus poderes. E se forem de Kairouseki, eu tenho isso. - mostraria o Kit de Lockpick que vinha carregando comigo fazia algum tempo. Aparentemente, aquele era bem famoso por conseguir abrir qualquer tipo de fechadura. - Nunca imaginei que ia acabar usando isso assim, por causa dos poderes da Doa Doa, mas se ela não funcionar, então isso com certeza vai nos dar uma mãozinha. - eu sorri, animado. Tinha feito bem em manter aquilo guardado, no final das contas.

- A parte da saída ainda é um problema, porém, mas se chegar a isso, eu posso sempre abrir uma porta na lateral do Expresso pra sairmos por lá. Primeiro vamos focar em salvar todo mundo. - diria, com confiança. Só podia usar o braço esquerdo por enquanto, mas felizmente, meus poderes só exigiam uma das mãos de qualquer forma. No momento em que finalmente fôssemos dar início à operação, me despediria de Dormaru-san, com um sorriso de clara gratidão no rosto. - Obrigado por tudo, Dormaru-san. Prometemos ir fazer uma visita em Climax quando estivermos por perto! - eu daria uma risada, e então, acenando uma última vez, abriria uma porta para a dimensão de bolso. Era hora de começar a festa.

Histórico:
 

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: 2º Epic - Challenging Gods   2º Epic - Challenging Gods - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
2º Epic - Challenging Gods
Voltar ao Topo 
Página 8 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Alabasta-
Ir para: