One Piece RPG
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Nine}
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 02:17

» Kit - Ninja mais bonito de Konoha
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor West Ontem à(s) 09:59

» Kroft
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Kroft Ontem à(s) 00:38

» [FICHA] Akito Wanijima
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:25

» [Ficha] Roxas
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:15

» [FICHA] Bóris Ivanenko
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:10

» Bóris Ivanenko
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:09

» Henry Meursault
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Meursault Ter 20 Ago 2019, 20:42

» Glitzky Platzken
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Pierce Ter 20 Ago 2019, 15:35

» Suzuk Hamada
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Faktor Seg 19 Ago 2019, 20:10

» [Mini-Haqim] Maelstrom
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Khrono Dom 18 Ago 2019, 21:15

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Johnny Bear Dom 18 Ago 2019, 18:02

» [Kit - Rikan Motsai]
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Blum Dom 18 Ago 2019, 17:04

» Hizumy Mizushiro Mayan
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Mizushiro Hizumy Dom 18 Ago 2019, 16:31

» Karyo Shen
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:38

» Fanalis B. Ria
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:08

» Kaleb Blaze
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:19

» Doppio Pannacotta
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:17

» ||NPC|| Jack e Mari - Lvneel - North Blue
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor PepePepi Dom 18 Ago 2019, 00:46

» Mini-aventura Shironi
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Emptypor Khrono Sab 17 Ago 2019, 22:17



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
annavitoria
Membro
Membro
annavitoria

Créditos : 6
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  10010
Feminino Data de inscrição : 20/03/2018

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyTer 20 Mar 2018, 17:45

Nome: Anne
Idade: 21
Sexo: Feminino
Raça: Lagomorfos (Coelho)
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Atirador
Localização:  East Blue :: Organ Island
Grupo: Civil
Vantagens: Aceleração
Desvantagens: Amnésia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQua 21 Mar 2018, 15:21

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  DuXWscQ
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  7KiC7F7

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XG4WLSF   [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
annavitoria
Membro
Membro
annavitoria

Créditos : 6
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  10010
Feminino Data de inscrição : 20/03/2018

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQua 21 Mar 2018, 22:23

A solidão pode ser aterrorizante para aqueles que não estão acostumados. Não ter com quem conversar, mesmo que sobre assuntos triviais, te transforma em uma pessoa, no mínimo, esquisita. Mas como Anna não tinha ninguém para apontar sua estranheza, considerava-se completamente normal.

Claro, as orelhas podiam atrapalhar um pouco. Em suas visitas escondidas observando a ilha, nunca havia visto alguem com a mesma aparência. Mas sabia que era de outra raça e isso não deveria ser uma questão muito importante. Quase todas as noites a garota sonhava com o dia em que encontrava a ilha onde nascera, com todos os habitantes da mesma raça que ela e com uma família pra te fazer companhia.

Mas a realidade não era tão bonita. Anne não tinha nenhuma lembrança antes dos seus 12 anos, quando acordou na floresta, em uma cabana desconhecida. Quando despertou, tinha a companhia de um mentor: um gênio eremita chamado Ulisses, que nessa época já estava quase no fim da vida. Mas antes da morte o levar, ainda foi capaz de ensinar a Anne como mergulhar no mundo dos livros e manter distância das pessoas. Com uma rica biblioteca em sua cabana e com a ideologia de que as pessoas são más por natureza, Anne se trancou no universo do mentor até completar 21 anos. Mas chegou o momento em que se cansou de apenas sonhar com aventuras e viver a sua própria.

Com esse pensamento em mente, caminharia pela manhã em direção a vila. Ao acordar, teria vestido sua melhor roupa e, se encontrasse, usaria algum chapéu para disfarçar suas grandes orelhas de coelho. De toda forma, quando saísse da floresta densa, mediria seus passos com cuidado. Seu principal objetivo era ir até uma biblioteca e pegar algum livro para ler, tentando ao máximo passar despercebida e observar de perto as pessoas que moravam ali. Se alguém a abordasse, tentaria agir naturalmente. Como não sabia nada sobre a vila, provavelmente falaria se te perguntarem alguma informação:

"Bom dia. D-desculpe, não sei lhe informar. Com licença."

Mas, se perguntassem coisas que realmente sabia, responderia com educação e atenção, tentando não demonstrar seu desconforto.

"Meu nome é Anne."
"Estou tentando chegar até a biblioteca."


E, se lhe ofecerem algo, diria com delicadeza:

"Não quero comprar nada, obrigada. Tenha um bom dia."

No fim, não fazia ideia do que a esperava além da floresta. Mas a única forma de descobrir é se arriscando. Com um suspiro profundo, daria o primeiro passo em direção ao seu futuro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQui 22 Mar 2018, 01:13

~~ Orientação ~~


O verão de Organ faziam os moradores suarem como se estivesse numa sauna, mas apenas no horário ao qual o sol possuía seu ápice de calor, que era por volta do meio dia. Mas a grande floresta da ilha permitia que as arvores criassem sombras e de certa forma amenizar o calor escaldante.

O forte do verão já havia passado e apesar da ilha possuir poucos habitantes, era um local famoso pela quantidade de cidadãos mink’s e como também visitantes. Não era como se fosse algo raro. Anne uma jovem humanoide da espécie lagomorfos, havia saído recentemente da floresta e chegado ao centro da cidade, que não era grande coisa. A cidade havia sido construída em cima de ruinas antigas dos tempos aos quais os tritões ainda dominavam a ilha, mas isso era passado.

Os moradores não possuíam discriminação pelos Mink’s, muito pelo contrário, até porque uma parte dos habitantes eram da antiga raça dos anões. Anne, aos olhos dos cidadãos, era como qualquer um que perambulava pela cidade tentando trabalhar para ganhar o pão do dia. Perdida em seus pensamentos devido as suas memorias estarem perdidas criando uma grande lacuna sobre seu passado, tentava localizar uma biblioteca mais próxima.

Organ não era lá uma cidade que possuía biblioteca como outras ilhas dos blues que eram conceituadas por isso. A cidade era conhecida pela sua Pet Shop que fornecia diversos utensílios, animais e ingredientes específicos para toda parte do Blue. Mas ainda sim existia uma pequena livraria que poderia ser facilmente localizada devido seu peculiar nome: “Livros Cabaya.”

A pequena placa informava o nome e ao adentrar no local poderia ver poucas estantes com alguns livros empoeirados devido ao pouco uso no local. – Boa tarde. O que procura, jovenzinha? Uma senhora de porte baixo com a face extremamente enrugada devido a sua idade, perguntava para Anne o que a mink gostaria.

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  DuXWscQ
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  7KiC7F7

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XG4WLSF   [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
annavitoria
Membro
Membro
annavitoria

Créditos : 6
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  10010
Feminino Data de inscrição : 20/03/2018

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQui 22 Mar 2018, 11:09

Calor. Foi o primeiro sentimento de Anna quando se afastou da floresta densa e seguiu pela cidade sentindo o mormaço lhe corroer.  Sentindo-se incomodada, mas sem se deixar abater, continuou seguindo pelas ruas, até chegar ao centro da cidade. A jovem tinha tanto medo que mal se arriscava olhar para as pessoas, permitindo-se apenas algumas espiadas discretas. É engraçado como sofremos por medo do inesperado, do desconhecido. Se Anna tentasse conhecer mais sobre a ilha, saberia que não havia discriminação contra minks em Organ. Pelo contrário, ela poderia ter sido acolhida com afeto e compreensão.

Mas, como a vida não é conhecida por ser fácil ou justa, tudo que Anna conhecia era o isolamento e a necessidade de aprender a se virar sozinha. Foram anos difíceis na cabana, que lhe ensinaram a arranjar sua própria comida, suportar as mudanças climáticas, doenças e animais selvagens. Claro que isso te ajudou a ser uma exímia atiradora, ter uma velocidade invejável e nervos de aço em momentos de tensão. Mas nada que viveu (ou se lembra de ter vivido) a ajudou a ter uma conversa normal com outra pessoa.  

Ao ler o nome “Livros Cabaya” depois de só encontrar estabelecimentos relacionados a pet shops e animais, a jovem nem pensou duas vezes em entrar na livraria. Seguiria com o passo apressado, olhando tudo ao seu redor, percebendo apenas alguns poucos livros empoeirados. Sentiu o desânimo lhe invadir: seu plano não funcionaria ali. Quando partiu em busca de uma biblioteca ou livraria, pediria ao dono por uma chance para trabalhar ali. Mas, naquelas condições, a jovem duvidou que eles pudessem contratar alguém.

Boa tarde. O que procura, jovenzinha?

Boa tarde, senhora. Me chamo Anna – a jovem ficaria em silêncio um instante, meio relutante em continuar – Eu vim de longe, sabe? Como amo ler mais do que qualquer coisa, eu tinha a esperança de conseguir um emprego. A senhora está contratando?

Sem conseguir esconder a decepção de seu rosto, Anna esperaria uma resposta de senhora. Qualquer resposta positiva, qualquer coisa que ela solicitasse que a mink fizesse, qualquer “segunda opção de emprego”, a jovem aceitaria de imediato.

- Claro que sim! Muito obrigada pela chance!

Mas, caso a resposta fosse negativa – como já esperava – a jovem agradeceria o tempo da senhora, saindo novamente em direção a rua. Como tinha percebido o forte comércio de pet shops, decidiria tentar a chance em algum desses estabelecimentos. Entraria, respirando fundo, buscando a pessoa responsável.

- Boa tarde senhor (a), eu me chamo Anna. Estou procurando trabalho, qualquer um. Acabei de chegar na ilha. Pode me ajudar?

Tentaria manter sua postura, todo o tempo, reta e firme. Tão concentrada como se estivesse prestes de matar um antílope. Sabia que não seria fácil conseguir um emprego de imediato, mas estava disposta a fazer o que fosse preciso para conseguir. Caso a opção dos pet shops também não vingasse, tentaria mais um tiro: loja de armas. Se tinha uma coisa que tinha aprendido no tempo em que passou sozinha em uma cabana que, felizmente, tinha várias armas a sua disposição, era que sabia atirar. Não custava tentar.

- Boa tarde. Vocês estão precisando de alguém para trabalhar aqui? – diria, se encontrasse alguma loja de armas e falasse com o responsável – Posso fazer o que for preciso.


off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQui 22 Mar 2018, 14:37

~~ Orientação ~~


Apesar do carisma acolhedor da senhora atendente, a loja estava longe de demonstrar qualquer clima de afeição, em razão de que, estava com aspecto tão velho quanto a própria idosa. Anne relutou consigo mesma, pensando se seria uma boa ideia pedir por emprego, mas a resposta “não” ela já teria caso não perguntasse.

Anne reagia ao responder a velha senhora de maneira carismática. A idosa transparecia uma expressão de pena e responderá de forma simpática. – Há minha querida, como pode ver, não tenho muitos clientes e mal consigo colocar o pão na mesa no final do dia, quem dera querer contratar uma moça tão bela quanto você, desculpe. Ela dizia enquanto gesticulava com as mãos tentando explicar o motivo de sua resposta.

Mas a mink coelha não se abalou! Decidiu por continuar sua busca por emprego seguindo o centro da cidade ao qual era pouco movimentado. Durante sua pequena e breve jornada em busca de um serviço, Anne se deparou com uma barra que ficava dentro de uma árvore ou talvez uma árvore que possuía aspecto de barraca. Todavia a aparência do local era um largo elevado tronco com alguns galhos junto de folhas em seu topo. Em cima da entrada, ao qual não possuía porta, estava escrito: “Lar das Bugigangas.”

Era um local que possuía certo movimento, pois alguns homens e mulheres, habitantes é claro, saiam do local com sacolas. Logo que decidiu por adentrar no local para tentar solicitar uma vaga de emprego, não avistou ninguém de imediato, mas proferiu mesmo assim.

Talvez pudesse até sentir que estivesse falando sozinha, mas uma resposta surgiu inesperadamente. – How.How.How! Uma coelha sexy assim... é claro que temos uma vaga! O que é melhor que uma mink? São duas mink’s, não acha? Huhuhuhu. Era uma mulher de cabelos extremamente longos e de cores azulados. Suas orelhas e rabo indicavam que era uma Mink também e provavelmente da espécie felina.

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  VMpEAeY

– Qual seu nome moça das orelhas pontiagudas? A mulher felina proferia ao se aproximar ainda mais da jovem atiradora. – Minha loja é simples... vendemos de quase tudo! Mas é um saco ter que ficar limpando todo dia. Se quiser pode começar como faxineira e mais pra frente se você mostrar empenho posso lhe promover! Há propósito meu nome é Lya Cabaya. A mulher de fisionomia felina dizia ao expressar um sorriso um tanto estranho. – Já pode começar, é só pegar o espanador e tirar a poeira por enquanto. Ela dizia ao mostrar o objeto em cima do balcão principal. Em seguida entrava alguns clientes e a mulher ia logo atendê-los.

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  DuXWscQ
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  7KiC7F7

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XG4WLSF   [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
annavitoria
Membro
Membro
annavitoria

Créditos : 6
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  10010
Feminino Data de inscrição : 20/03/2018

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyQui 22 Mar 2018, 16:43

“Nem acredito... Tenho um emprego!” pensaria Anna, animada, praticamente abraçando o espanador de pó. Animadíssima, começaria a limpar os objetos que a sua nova chefe havia indicado. A jovem não sabia por qual motivo ficava mais animada: por ter conseguido tão fácil algo para trabalhar, por sua patroa também ser uma mink ou pelo fato da Srta. Cabaya ser incrivelmente sexy. Os objetivos de Anna naquele momento eram bem simples: limpar de forma impecável e, em todos os possíveis momentos livres, conversar com a mink felina. Queria saber tantas coisas!

- Então, Srta. Lya... Você mora aqui a muito tempo? Como é ilha?

Ouviria com atenção as respostas, deixando que ela atendesse as pessoas que chegassem sem incomodar. Aproveitaria esse tempo que não estava conversando para analisar com atenção os objetos. O que diabos era vendido nessa loja? Anna começou a se perguntar se não tinha nada ilegal escondido entre as tralhas vendidas. Mas, por ora, não quis questionar isso. Estava mais curiosa sobre a origem da Srta. Lya. Se a mink falasse que sempre morou nessa ilha, perguntaria:

- E o nome “Cabaya” é comum? Acabei de sair de uma livraria com o mesmo nome.

Mas, se ela disse que veio de outro lugar, as perguntas tomariam um rumo diferente.

- E como é essa ilha? Lá tem minks? É verdade que existe uma ilha onde todos os minks nascem?

Se chegasse a esse ponto, Anna perceberia que se empolgou e fez perguntas demais. Levemente corada, continuaria a trabalhar, dedicando-se a limpeza. Mas os pensamentos de “uma ilha de minks” não sairiam da sua mente. Conhecer esse lugar – que ela nem sabe se realmente existe – é o seu maior sonho. Afinal, para uma jovem que não sabe absolutamente nada do seu passado, um lugar como esse poderia ser a solução dos seus problemas. Poderia ser reconhecida, descobrir que tem família e que tem uma história além da cabana, o arco e flecha e os livros. Independente do que tivesse ouvido de Lya, sabia que não deixaria ninguém a impedir de viver sua própria aventura: descobrir, afinal, quem é ela é.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptySex 23 Mar 2018, 13:30

~~ Orientação ~~


Conforme os clientes entravam e saiam da loja, sendo grande parte deles apenas olhando as mercadorias, Anne começava a puxar um diálogo com sua chefe Lya. A humanoide ouvia e com um suspiro devido ao fato dos últimos clientes não terem comprado nada respondia. – Mais ou menos... eu era pirata até uns tempos atrás num clã de mink, mas o mundo é cruel e eu percebi que essa vida não é fácil depois de perder alguns amigos! Daí decidi sair dessa vida, é mais pratico ser vendedora. Ela terminava de proferir ao olhar para o nada como se estivesse relembrando seus tempos de gloria, apesar de não ser nem um pouco velha, pelo menos não aparentava.

A mink coelha estava empolgada por conseguir emprego e limpava freneticamente os objetos. – Oi, oi... não vá deixar cair nada em orelhuda! Ela proferia e em seguida se espreguiçava, quase parecendo um gato. Anne voltava a questionar sobre o sobrenome “Cabaya” e a mulher com um sorriso respondia. – Ahh é que eu possuía mais lojas e vendi algumas delas. Parecia orgulhosa com sua resposta, talvez pelo trabalho árduo que havia possuído em seus anos em Organ.

Anne continuava a conversar e por um tempo não adentrava ninguém no estabelecimento. Por isso Lya respondia para a mink empregada. – Hunnnnn já nem lembro mais! Desde que me aposentei da pirataria, estou aqui em Organ. Não é a melhor ilha de todas, mas para nós é um local bom para recomeçar e sem preconceito, apesar de que quase ninguém tem muito isso conosco. Dizia ao apontar para outras estantes para que Anne continuasse a limpar enquanto conversavam. A mink poderia notar enquanto tirava a poeira que havia em baixo de um dos balcões uma arma camuflada, provavelmente Lya havia colocado para usar se fosse preciso em algum momento.

Mas foi então quando um sujeito entrou na loja fez o clima mudar totalmente, principalmente pelas suas palavras. – Lya Cabaya, garras indóceis! Viemos buscar você. Suas vestes eram escuras e seu chapéu tampava seu rosto. – Tsch! Vocês enfim me encontr-... foi nesse momento que o sujeito estranho fez um sinal e três homens usando mantos negros adentravam numa rápida velocidade que fez a dona da loja se surpreender, apesar de que, Anne estivesse acompanhando com os olhos.

Os homens nocauteavam a mulher e em seguida pegavam seu corpo e estavam prestes a sair da loja quando o homem que até então não havia se mexido dizia. – Sem testemunhas e o chefe disse para colocar fogo em tudo! Suas palavras eram direcionadas para um de seus comparsas que acenava com a cabeça para o mandante que logo saia do local.

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  ASC7KfI

O homem retirava o capuz que cobria parte de seu rosto e uma cabeleira azulada parecida com a de Lya era exposta. Um tom de pele escura com tatuagens tribais por todo corpo. E era possível ver pequenas orelhas felinas rodeadas pela cabeleira do homem. – Nada contra sua pessoa..., mas hoje é seu dia de azar! Ele terminava de falar ao fechar os punhos e encarar friamente a jovem coelha. Seria melhor correr? Mas a única saída era a entrada da loja que estava atrás do estranho homem. Seria melhor lutar? Mas Anne conseguiria lidar com aquele sujeito intimidador? O que a jovem atiradora faria a seguir.

Dicas do Monstrão:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  DuXWscQ
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  7KiC7F7

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XG4WLSF   [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
annavitoria
Membro
Membro
annavitoria

Créditos : 6
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  10010
Feminino Data de inscrição : 20/03/2018

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptySex 23 Mar 2018, 16:34

Em meio as suas fantasias sobre uma nova vida na ilha e uma chance de recomeçar, surgiu uma confusão inesperada que a deixou em estado de estresse e alerta para tudo o que aconteceria a seguir. No tempo em que assistiu a Srta. Lya sendo levada e que outro mink, ameaçou sua vida, o corpo da jovem já estava se preparando para um possível combate. Anna sentiria o aumento da pressão arterial e frequência cardíaca atingirem seu corpo, fazendo o sangue circular mais rápido e seus músculos conseguirem desenvolver uma performance melhor.

Em questão de segundos, suas pupilas se dilatariam, da mesma forma que acontecia quando arriscava sua vida na floresta. Se parasse para refletir, perceberia como toda a sensibilidade sobre o que acontece ao seu redor é enfraquecida: ela não perceberia mudança ambiental, dor ou vontade de ir ao banheiro. Tudo que importava, naquele momento, é enfrentar esse inimigo desconhecido e vencer.

Nada contra sua pessoa..., mas hoje é seu dia de azar!

A jovem percebeu o homem fechando os punhos e, como não viu armas, supôs que ele tentaria ganhar dela apenas com força bruta. Em instantes, lembrou-se de quando tirava a poeira que havia em baixo de um dos balcões e viu uma arma camuflada. Fugir não estava entre as opções: Anna pegaria a arma e atiraria nesse desgraçado. Mas, sentindo que o mink não estava a levando a sério, decidiu usar uma estratégia que poderia dar alguma vantagem nesse combate.

Apesar de não ter experiencia em sociedade, Anna sabia que era atraente. No auge da sua juventude, tinha a pele escura e cabelos espessos. Os seus cílios eram bem negros, apesar de seus cabelos brancos e orelhas, dando um contraste e muito expressão em seu rosto. Suas longas orelhas leporinas eram cobertas de pêlo e ela mantinha seus cabelos compridos até a cintura, deixando uns pedaços mais curtos para emoldurar seu rosto. Seu corpo, com anos de exercícios e alimentação saudável, era atlético e bem definido.

– M-mas... Por que precisa me matar? – a jovem faria a voz mais doce e trêmula que conseguisse, como se estivesse amedrontada. – Juro que finjo que nada disso aconteceu! Me deixe ir embora!

Esperaria apenas alguns segundos depois que o homem respondesse, encarando-o com um falso medo, para então usar toda a sua aceleração e tentar correr até o galpão onde tinha visto a arma. Também tentaria derrubar tudo que ficasse atrás dela, objetos, estantes e móveis, para ter mais tempo até que o homem a alcance. Uma vez com a arma em mãos, fingiria que estava apenas se escondendo. No entanto, em posição de ataque, se manteria parada e esperaria calma e pacientemente atrás do balcão, aguardando o homem dar algum sinal de aparição em seu campo de visão, se concentrando para tentar ouvir seus passos.

“Tudo o que preciso é de um bom tiro” pensaria jovem.

A primeira impressão de Anna era que ele não carregava armas, e mesmo que usasse de longa distância, os dois estariam na mesma situação. Assim que percebesse qualquer aproximação do mink, esperaria até o momento em que o homem chegasse o mais próximo possível sem que o mesmo perceba a arma em suas mãos. Era preciso que ele fosse até ela pensando que a mesma estava despreparada e com medo, para que elemento surpresa esteja a seu favor.

Caso tudo corresse conforme planejado, usando a sua aceleração e a pouca distância, dificilmente Anna erraria o tiro, até porque também não haveria espaço para que o adversário desviasse. A humanoide lagomorfa miraria o tiro em seu peito, certeiro, para diminuir a chance de erro.

Caso o homem tenha a mesma estratégia que ela, e percebesse que ele não avançaria, a jovem olharia ao seu redor, buscando novas soluções. Apenas se levantar e atacar seria uma atitude idiota, caso ele também tenha uma arma de longa distância.

Caso o homem seja extremamente rápido e esteja avançando em velocidade muito alta, a jovem se afastaria aos poucos e, apesar da velocidade, começaria a atirar no inimigo em movimento, tentando se concentrar em pontos vitais. O mesmo ataque vale para o caso dele conseguisse pular por cima dela ou atacá-la de forma inesperada: tiros a queima roupa, com o objetivo de salvar a própria pele.

Como defesa, tentaria se manter atrás do balcão ou da estante que havia limpado, sempre atenta ao menor movimento do homem. Como a jovem ainda não sabe qual é o método de ataque do mesmo, qualquer atitude é relevante e ela precisa estar preparada para qualquer imprevisto.

Se por ventura ele conseguir acertá-la, Anna ignoraria qualquer dor naquele momento e aproveitaria a brecha que ele deu para atirar em seu peito (se estiver com a arma) ou correr e pular o mais rápido possível para algum ponto seguro, seja a porta ou atrás de algum móvel (caso esteja desarmada, aproveitando-se da sua aceleração e suas pernas longas).

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  EmptyDom 25 Mar 2018, 15:05

~~ Orientação ~~


A mulher-coelha tentava utilizar uma artimanha com o objetivo de seduzir ou na melhor das hipóteses diminuir o raciocínio do homem de cabeleiras azuladas. Porém, o humanoide nada expressava e apenas observava a mink correr entre os balcões desesperada chegando a derrubar alguns e se esconder na lateral de uma estante.

Anne havia pegado sua arma, mas não sabia se o estranho homem estaria armado, pelo menos a principio não demonstrava carregar qualquer armamento de fogo. Um silencio predominou durante um tempo e as únicas armas que o felino demonstrava era suas garras que emitiam um pequeno som após serem ativadas. A coelha achava que era preciso apenas um tiro para resolver a situação, e errada não estaria afinal... um tiro na cabeça seria fatal, não é mesmo?!

Anne erguia-se e percebia que o homem se dirigia até ela calmamente e deixando suas garras rasgarem as pequenas estantes próximas a si. A lagamorfa logo começa a atirar mirando o tórax do mink felino e o mesmo utiliza movimentos sutis para baixo e para os lados. Apesar da excepcional aceleração de Anne, seu oponente não perdia em nada em termos de agilidade.

Entretanto os últimos dois tiros da mink acertaram de raspão os ombros do adversário, em razão de sua esquiva ser efetuada lateralmente. Os ferimentos superficiais geram uma explosão de fúria ao qual é expressada com a arrancada lateralmente entre os moveis do local. A loja não parecia ser tão grande assim, mas naquele momento de pura adrenalina, parecia que não havia fim dentro do estabelecimento.

Quando Anne tentou desferir o próximo tiro quase a queima roupa, sua arma fez apenas o barulho, apresentando estar com o tambor vazio. – Eu falei... dia de azar. Ele profere ao desferir suas garras contra a mulher-coelho. A mink era arremessada contra a parede que ficará poucos metros a sua lateral esquerda. Os cortes haviam pegado em sua barriga, mas devido ao pico extremo de epinefrina, Anne não sentia tanta dor, mas percebia seu sangue escorrer pelas roupas. Havia uma porta a sua direita e o balcão principal de atendimento a sua esquerda.

A porta estava fechada e não havia qualquer placa sinalizando se seria banheiro, compartimento de produtos ou algo do gênero. Quando Anne talvez pensasse que seria seu fim, ela percebe que o braço e a coxa do mink felino estão sangrando. Não apenas Anne, mas como também o próprio homem nota que havia sido ferido durante sua investida furiosa. – Mas o que? Quando foi que você me acertou? Ele profere ao fraquejar por um momento e se apoiar em um dos balcões. Seria um bom momento para Anne recarregar e dar um fim ao seu oponente? Talvez fugir com tal oportunidade? Ou seria uma encenação para pegar a mink desprevenida? O que a mink-coelha faria a seguir?

Dicas do Monstrão:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  DuXWscQ
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  7KiC7F7

[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  XG4WLSF   [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.    [MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.  Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[MINI-ANNA] Alô, alô, som? Testando.
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: