One Piece RPG
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] - [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:48

» [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:47

» Ficha - Ares Coldwood
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 09:41

» Ares Coldwood
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 09:39

» Ficha - Borium Sartoski
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:44

» Borium Sartoski
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:43

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Licia Hoje à(s) 08:00

» Tyrael Silverfang
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 07:56

» For Whom the Bell Tolls
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:21

» [MINI - Masques] A far off dream
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Masques Hoje à(s) 02:07

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 01:36

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:08

» Faíscas da Revolução
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:30

» [M.E.P - Masques] A far off dream
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:23

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:21

» O Sapo Mágico
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:04

» I - Dançando No Campo Minado
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:54

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Bijin Ontem à(s) 21:47

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 21:46

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:44



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyDom 18 Mar 2018, 18:40

Relembrando a primeira mensagem :

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Alice Levith. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Magma
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptySab 12 Maio 2018, 19:11

"Here comes the problem (Viagem 06/06)" - 18


Music:
 


Eu estive atento a todo o diálogo até então, minha expressão, tornou-se uma carranca com a intimidação de Gustav, Alice podia ter se tornado uma aliada a pouco tempo, mas continuava sendo uma aliada, e acima de tudo, uma mulher. Apesar de eu não a conhecer tão profundamente, eu saiba que mulheres tinham uma fragilidade psicológica natural, que podia se tornar uma grande arma ao favor dela no futuro, se ela tivesse o preparo necessário é claro.

Todavia eu não poderia deixar de relembrar os acontecimentos que se passaram na ilha e filtrar cada um deles. Re-formulei e repassei de maneira rápida e atenta todos os fatos que eu tinha acumulado de Alice em minha mente, seu estilo de combate a curta distância, suas súbitas mudanças de comportamento, eu havia alinhado tudo numa misteriosa teia de aranha mental, cujo o centro ainda era uma incógnita para mim.

Naquele instante, eu pude sentir cada músculo do meu corpo pulsando, de alguma forma desconhecida eu era capaz de sentir meu corpo trabalhando e minha mente se clareando, respirei fundo, mantendo o temperamento mais calmo possível a cada palavra que Gustav desferia, inconscientemente pegaria a manopla e a colocaria no punho direito.

Alice era considerada por mim, imprevisível, e muito, muito perigosa. Quanto mais eu a observava, mais eu sentia que ela era estranha e carregava consigo um desejo complexo e profundo de carnificina e dor, tal como conhecimento e aventura.

- Jane. Murmuraria a uma altura considerável, esperando que Jane percebesse o meu contato visual, faria um sinal com a cabeça para que ela se afastasse.


Por via das dúvidas, eu me concentraria o máximo possível e tentaria avaliar Gustav com os olhos, escanearia todo o seu corpo com minha visão e tentaria deduzir, através de fatos, o que aconteceria se uma briga se desenrolasse.

Apesar da tentativa eu mesmo interromperia o pensamento, assim que ouvisse sobre a missão da qual eles estavam falando, não poderia deixar de arregalar os olhos e sorrir.   "É PERFEITO! UM ASSASSINATO! UM PERFEITO PRIMEIRO CASO!" Pensaria e em seguida daria uma leve corrida até Alice, agarraria ela pelo braço e diria.

- Desculpe senhor Tenente, Não iremos interromper mais.

Não daria chance para Alice se recuperar, e simplesmente correria para fora da ala médica puxando-a pelo braço, claro, com delicadeza o suficiente para não acabar lhe causando danos durante o percurso, em seguida a deixaria do lado de fora da Ala médica e diria a ela.

- Mantenha-se no controle, Ataque esse homem e ninguém poderá te salvar da cadeia, nem você mesma, acalme-se Alice!

Usaria um tom de repreensão médio e calmo, para tentar fazer-la ficar o mais calma e controlada possível.


Em seguida eu faria um sinal para que ela me seguisse e iria até Marco, quando me aproximasse diria.


- Senhor Marco, preciso lhe pedir um favor, claro, sei que já pedi cigarros demais, entretanto é algo mais sério. Sabe eu ocasionalmente ouvi que vocês estavam num caso de assassinato, correto? Imagino que eu não devesse saber disso, mas, não se preocupe, eu irei entrar para a marinha assim que chegarmos a Lvneel, e na verdade, gostaria que o senhor desse a mim e a senhoria Alice uma certa ajudinha, compreende? Nós somos uma espécie de parceiros agora, e vamos tentar nos ajudar para crescer na corporação, saiba que Alice tem uma grande experiência com caça, principalmente por viver naquela ilha! E ao meu ver, assassinos não são muito diferentes de animais selvagens a serem caçados, entende?

Daria um sinal positivo com a cabeça e em seguida continuaria.


- Enquanto eu, tenho uma certa experiência com esse tipo de missão, assassinato e etc. Eu fui treinado por meu tio, um consultor da Marinha de Micqueot em casos difíceis desse tipo, e tenho uma certa experiência, como um detetive, entende?  E então, se puder me ajudar com sua influência, mesmo que minima, eu aceitaria de bom  grado e ficaria lhe devendo um favor, senhor Marco. Sabe, me colocar no caso com vocês.

Terminaria de falar, ofegante e um pouco nervoso, um caso era o que eu mais precisava agora, antes que eu entrasse numa depressão por ficar tanto tempo longe de um caso.

Entretanto, durante toda aquela loucura, eu podia ver uma espécie de Calmaria se aproximando, quando imaginava, quanto tempo faltava, para chegarmos a Lvneel.

 













[/b]



Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyTer 15 Maio 2018, 00:26



Narração
Alice e Gregory


A noite estava quase no fim, era possível ver poucas estrelas no céu, o barco cortava as frias aguas negras do oceano, Fabregas havia pilotado o barco a noite inteira, neste momento o rapaz estava encostado no solo do barco encolhido na posição fetal, abraçava suas pernas e tentava se manter aquecido, Marco estava no controle, mas não tinha a mínima ideia do que fazia, apenas tentava não virar o barco, sorria a todo momento, apesar da colisão anterior com Gustav, aparentemente tinha grande respeito pelo seu Tenente.

A dupla saia de dentro da sala, Greg puxava a garota pelo braço e lhe dava um leve sermão sobre a situação, a menina por sua vez apenas ignorava a situação e se recostava próximo de Fabregas e se encolhia, a menina parecia realmente cansada, enquanto isso, Gregory parecei contende com o que viria a seguir, ao ouvir que a missão se tratava de um assassinato, o homem não conseguia esconder sua felicidade.

Greg seguia para onde Marco estava, o homem tentava controlar a direção do barco dando voltas e voltas no timão. O detetive se aproximava do Sargento e explicava sua situação, gostaria que Alice e ele continuassem juntos, mesmo não tendo nenhuma relação anterior, a pequena aventura que haviam dito na ilha de gelo tinham aproximado o rapaz e garota, mesmo tendo personalidades distintas, sem uma explicação justa, eles realmente se davam bem.

Marco mesclava seu olhar entre Greg e o mar a frente, por fim resolvia dizer o que o rapaz queria ouvir – Não vejo problema em continuarem juntos, afinal, eu vejo que vocês se completam – Nesse momento pegaria o maço de cigarro em seu bolso, mas para sua surpresa os cigarros haviam acabado. O aspirante a Marinheiro continuava a falar sobre suas habilidades como detetive, e deixara pôr fim a pergunta mais importante, o rapaz queria fazer parte da missão, Marco esboçava um sorriso de canto de boca e colocava sua mão no ombro do rapaz – Eu sabia que você deveria sem bom em algo hahaha afinal, você não e um grande lutador não e mesmo hahaha, eu verei o que posso fazer, quando chegarmos no QG, eu em pessoa irei acompanhar sua inscrição na Marinha, o que acha? Isso e um começo certo?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Após pouco tempo, o sol começava a raiar, o alvorecer de um novo dia dava forças para os tripulantes da pequena embarcação, Fabregas estava novamente no controle, Jane saia da sala e caminhava para finalmente ver a silhueta da ilha de Lvneel, a ilha mais próxima da Grand Line, Gustav estava deitado novamente, Marco acordava para ver o que acontecia, e ao ver que estavam chegando, sentava-se e observava o castelo que era o grande orgulho daquele povo, uma coloração rosa que chama a atenção, com detalhes em branco, suas torres eram enormes, e pelo rumos, vivia um grande Rei ali, justo e honesto com seu povo.

O porto da cidade estava movimentado, pescadores saiam para conseguir o seu alimento pela manhã, marinheiros faziam a ronda matinal, enquanto vários mercadores trocavam suas mercadorias numa pequena feira que havia ali perto. O QG se encontrava no alto do morro, haviam pequenas casas por ali, e apenas uma loja que aparentemente se encontrava de tudo. Fabregas manobrava o barco, este ancorava de forma perfeita, Marco caminhava até a sala e acordava Gustav, ambos saiam caminhando até ficarem todos os tripulantes no meio do barco, Gustav enchia o peito de oxigênio e começava a falar – Jane e Gregory ne? Bem, iremos até aquela merda de QG passar o relatório para o inútil do Eric, se conseguirem podem me acompanhar, caso precisem de algo – nesse momento seus olhos pousavam sobre Greg que estava com uma péssima aparência – podem passar naquela loja ali e comprarem o que quiser, la tem roupas e até umas armas, a Jane pode cuidar de vocês.

Todos começavam a descer do barco, e seguiam seu rumo, Fabregas cumprimentava os mercadores que conhecia, enquanto Gustav ignorava os Marinheiros que prestavam continência, já Marco pegava na mão de cada um deles e tentava não ficar para tras, Jane esperava pela respostas da dupla para saber o que queriam.



Willian West


Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 
Gustav:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyQua 16 Maio 2018, 22:08

"Lvneel" - 20


Music:
 


Eu estava incrivelmente contente, tão contente, que só era capaz de assentir as perguntas de Marco, sem parar de balançar minha cabeça, eu tinha um sorriso aberto de boca a a boca,  olharia para Alice e em seguida para Jane, quando já estivéssemos no cais.

- Ouça querida Jane, por mais que eu não esteja bem apresentável, não me importo muito com a situação de minhas roupas, todavia, gostaria que a senhora me levasse até alguma loja onde eu pudesse comprar um Maço de cigarros e um isqueiro. Talvez, pela primeira vez, eu estivesse dando um alegre sorriso, o motivo não poderia ser negado, o fato de que eu finalmente teria um caso me era muito, muito influenciador em meu estado psicológico.

Esperaria Jane me levar até a loja, quando chegássemos, pediria os produtos, pagaria o valor estipulado e em seguida me retiraria com meu troco ou com o restante do que eu tivera pago.

Após isso, diria. - Agora, poderia nos levar até o Quartel General para que possamos nos alistar?

Esperaria que ela nos guiasse, e em seguida a seguiria em direção ao QG, não deixando de escapar o incrível sorriso no meu rosto.

Não esqueceria, antes de tudo, de guardar o cigarro e o isqueiro após comprar-los, apenas, por precaução.

 

















Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyQui 17 Maio 2018, 15:39


     
EM FIM CHEGAMOS

Após uma longa viagem finalmente havíamos chegado em nosso objetivo, minha tensão iria relaxar um pouco, sabendo que o objetivo estava logo em nossa frente me fazendo para de prestar tanta atenção em nossa volta. Mas isso não duraria muito tempo, pois sabia que é perigoso baixar a guarda, mesmo que nosso objetivo esteja bem a nossa frente.

-Vermelha–Eu pensei que todas as ilhas fossem brancas-

A Vermelha diria enquanto olhava para a ilha estranhando a mesma. O que não era surpresa, já que tudo o que vimos até agora era nossa ilha natal. Mary não falaria nada, mas dava para perceber que ela estava um pouco inquieta, empolgada. Eu não demonstraria emoção nem uma em ver a ilha, apenas iria pegar minha mala que havia deixado no navio e procuraria algum lugar para deixar meu sobretudo, já que ele já havia sido estragado e nessa ilha não parecia que iria precisar muito dele.

Felizmente o barco aportou em segurança. Marco pareceu explicar bem a situação para Gustav, pois assim que se juntou a nós começou a falar.

– Jane e Gregory ne? Bem, iremos até aquela merda de QG passar o relatório para o inútil do Eric, se conseguirem podem me acompanhar, caso precisem de algo... Podem passar naquela loja ali e comprarem o que quiser, la tem roupas e até umas armas, a Jane pode cuidar de vocês.-

Eu não precisava comprar nada, então apenas falaria olhando nos olhos de Gustav:

-Alice–Eu gostaria de entrar para a marinha o mais rápido possível, não sei se Marco te contou, ele fez um acordo de nos pagar em troca de nossa ajuda, e fizemos nossa parte do acordo. Gostaria de saber quando vamos receber. -

Caso ele perguntasse a quantia que foi combinada eu falaria rapidamente, como se a resposta estivesse na ponta da língua.

-Alice–100.000 Barries -

Se ele falasse que a quantia era muito alta, responderia com a mesma rapidez.

-Alice–Esse foi o combinado-

De qualquer maneira no caminho para QG da marinha minhas ações seriam semelhantes com a de Gustav. Não iria cumprimentar ninguém , não via motivos para isso, afinal não conhecia eles. Ao chegar no QG continuaria seguindo Gustav esperando que ele ou Marco me falasse o que fazer quando chegasse no QG.





historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptySab 19 Maio 2018, 01:08



Narração
Gregory e Alice



Narração Gregory


O rapaz queria passar primeiro na loja para poder saciar seu vício, Jane o acompanha, com o nascer de um novo dia, a beleza da moça estava radiante, seus cabelos jogados ao vento combinado com um belo sorriso chamava a atenção de todos que se encontravam no porto. A marinheira estava com um humor renovado, quando passava por algum conhecido, parava e cumprimentava a pessoa, era incrivelmente belo de ver como todos pareciam gostar daquela garota.

Finalmente, era possível ver uma pequena loja a frente, não tinha nenhuma placa indicando o nome, era apenas um casebre de madeira velha, tinha uma pequena varanda onde estavam sentadas duas figuras que já tinham cabelos brancos, ao chegar Jane tomou a frente – Bom Dia Sra. Molly, meu amigo aqui deseja um maço de cigarros e um isqueiro – a velha averiguava em sua mente se teria tais objetos em seu inventario – segunda prateleira, quarta gaveta minha filha, o valor total vai ser ... deixa eu pensar, ei Leon – a velha cutucava o velho ao seu lado, este parecia estar dormindo – Quanto vai dar um maço de cigarro e um isqueiro ? – O velho nem precisou pensar muito, e rapidamente respondia a mulher – 10 mil pelo maço e 20 mil pelo isqueiro.

Gregory então pegava o dinheiro que possuía e dava para a velha, enquanto isso Jane entrava no local e voltava com os objetos em sua mão e entregava ao rapaz, após se despedir dos velhos, a moça conduzia Greg por um morro, onde encima dele ficava o QG da Marinha.


Narração Alice


Alice alcançava o trio, Gustav mesmo com seu corpo ferido mantinha um ritmo forte de caminhada, parecia querer chegar logo no QG, enquanto isso a garota não havia esquecido do dinheiro que Marco havia lhes prometido – HAHAHA, então ele te prometeu uma grana garota, por curiosidade, quanto foi? – a menina nem precisava de tempo e respondia que o valor era de 100 mil - HAHA, nos te trouxemos até aqui não foi? Acho que a nossa dívida está paga.

Marco ouvindo a conserva da dupla, se aproximava enquanto colocava seu braço nos ombros de Alice – Ei Ei, eu te dei minhas adagas não dei? Não seja tão grosseira, eu ainda vou supervisionar seu treino no QG. O trio subia o morro rapidamente, até que chegaram no portão que guarnecia o QG, era um grande portão branco, com grades e soldados faziam a ronda dentro dos muros, havia 2 Marinheiros de guarda no portão, quando viram a aproximação do trio, eles sorriam e abriam o portão – Eae Marco, demorou nessa missão hein – dizia um deles, enquanto Gustav seguia sem nem trocar olhares com todos que estavam ali, Marco parava e trocava algumas palavras com a dupla, Alice e Fabregas seguiam logo atrás de Gustav.


Narração – Todos


Gustav chegava até a recepção do QG, uma mulher perguntou algo e logo o homem seguiu em frente, enquanto isso, Fabregas e Alice sentavam nas cadeiras que tinham na sala. A sala dava uma visão para o terreno que haviam passado, la era possível ver alguns recrutar correndo em círculos, todos vestiam uniformes da marinha e portavam armas, espadas, espingardas, entre outras.

O portão era aberto novamente, e quem chegava era Jane e Gregory, a moça caminhava a frente, enquanto Greg a seguia, o pequeno batalhão parava para ver a moça passar, alguns trombavam em seus colegas, ate mesmo Marco parava sua conversa para seguir a dupla. Após alguns passos, todos se encontravam na recepção, a mulher vendo Marco esboçava um enorme sorriso – Marco, quem são seus amigos? – o marinheiro então colocava um de seus braços no balcão e descansava seu corpo enquanto observava a dupla – Eles vão ingressar na Marinha, eu pessoalmente irei fazer os testes dele, então nem pense em chamar aquela vaca da Elena viu.

A moça dava uma risada, enquanto pegava um molho de chave e entregava para Marco – A sala de combate precisa de uma limpeza sabe, se pude me ajudar, eu te ajudo então hehe. O rapaz então fazia um sinal para a dupla lhe acompanhasse, abria uma porta lateral que havia e seguia por um corredor apertado, mal cabia uma pessoa do lado da outra, fazendo com todos andassem em fila, finalmente chegavam o fundo do corredor onde havia outra porta.

Após abrir os olhos, todos eram assolados novamente pelos raios solares, fazendo com que não notassem onde estavam. O local era simples, havia duas prateleiras com algumas armas (bastão de madeira, katanas de madeira, nunchako), uma de cada lado da parede, mais a frente havia uma grande porta de correr, que dava para outro terreno no QG, ao fundo do terreno era possível ver alguns recrutas treinando a arte da luta – Primeiro de tudo, vocês terão que passar por 3 testes para entrar na Marinha, 1ª aprender a disciplina e o trabalho em grupo, terão que limpar esta sala, a moça irá trazer vassouras e produtos, 2º terão que passar por um treino físico, apenas para saber como se comportam e por último, um treino de combate contra outros recrutas, ou comigo hahaha, enquanto isso, eu tenho algumas coisas para fazer, vou demorar 1 hora, e o tempo que tens para limpar o local- terminando a frase, o Marinheiro deixava o local seguido por Fab e Jane.

Não passou muito tempo, ate que a mulher da recepção trouxesse dois baldes cheio de agua e duas vassouras – Limpem bem os cantos, não se esqueçam, qualquer coisa podem me chamar; O local aparentemente não estava sujo, mas vendo de perto, o piso estava cheio de pegadas além de estar coberto por uma camada de poeira, parecia que ali era o local de treino de combates, pois era possível notar algumas gotas de sangue nos cantos da parede.


Willian West




Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 
Gustav:
 
Sala para limpar:
 

Magma:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Willian West em Seg 21 Maio 2018, 01:56, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptySab 19 Maio 2018, 09:51


     
TUDO CALOTEIRO!!!

Para minha surpresa parecia que Marco não havia falado nada sobre o pagamento para seu superior. O que me fez questionar se realmente iria ser paga.  Gustav falou que a dívida já havia sido paga pela viagem.

- HAHA, nos te trouxemos até aqui não foi? Acho que a nossa dívida está paga.


-Vermelha–Esse filho da puta quer nos passar pra trás-                            

Vermelha estava visivelmente irritada tentando esfaquear o pescoço de Gustav. Mary estava como de costume atrás de mim,  com um sorriso de desprezo em seu rosto, visivelmente com nojo  de ver que ele não parecia querer honrar o acordo. Eu simplesmente responderia olhando nos olhos de Gustav.
                                                                   
-Alice– Eu vejo a viagem como benefício mútuo, vocês estavam correndo risco de serem atacados, em caso de ataque também iriamos ter que lutar. Isso iria beneficiar bastante vocês, já que Você e o Marco não parecia estarem em condições de luta, principalmente você que permaneceu apagado a maior parte da viagem. Sem falar que como Marco mesmo havia disse eu salvei a vida dele, e acredito que a vida dele vale mais do que essa viagem. -

Marcos também iria entrar na conversa falando:

- Ei Ei, eu te dei minhas adagas não dei? Não seja tão grosseira, eu ainda vou supervisionar seu treino no QG-

Pegaria minhas adagas pela lâmina com a mão direita com cuidado para não me cortar com as mesmas e ofereceria para Marco a parte do cabo para ele segurar.

-Alice–Eu não pedi pelas adagas, e acredito que o dinheiro prometido vale muito mais do que essas adagas, pelo que eu me lembro do acordo foi para carregar  as madeiras e eu contribui muito além do combinado -

Nós tínhamos um acordo e esperava,  que ele cumprisse com a parte dele, afinal eu havia contribuído com minha parte com perfeição,  salvando a vida de Marco no processo,  me colocando na frente para chamar a atenção dos lobos e  fornecendo o plano que fez termos recursos o suficiente para sair da ilha. Se mesmo assim eles não concordasse em pagar o que me devia eu simplesmente guardaria as adagas em minha cintura  sabendo que elas seriam a única coisa que ganharia deles enquanto falava.

-Alice–Entendo, então marinheiros não tem palavra-

Se Gustav me ameaçasse como já havia feito anteriormente eu olhando nos olhos dele responderia com uma voz fria sem carregar sentimentos.

-Alice–Entenda, eu ainda não sou sua subordinada, não sou obrigada a seguir suas ordens sem receber nada em troca. Quando vestem o uniforme, vocês estão representando a marinha, e estão dando uma péssima impressão.-

-Vermelha–Na realidade, eu gostei, se eu for marinheira posso sair por aí prometendo o que eu quiser sem cumprir nada, e se algum civil achar ruim é só ameaçar ele , esse é o emprego perfeito !!!-

Vermelha tinha parado de tentar matar Gustav e parecia feliz com a ideia de ser marinheira, enquanto Mary parecia um pouco desanimada, mas ela continuaria me seguindo se contentando com o que eu decidisse. Por enquanto eu iria continuar rumo ao QG, a ideia de marinheiro que Marco e Gustav havia me dado me agradado, e me ensinado a não fazer acordos com eles.

Com Marco cumprindo com o que ele prometeu ou não iria até o QG, onde nos foi dado um teste, a primeira parte do teste era basicamente limpar a sala de treino.  A mulher nos entregou duas vassoura e dois balde com água e falou.

-Limpem bem os cantos, não se esqueçam, qualquer coisa podem me chamar-


Pelo visto nosso trabalho seria apenas limpar o chão, já que não havia nos dado pano para tirar o pó dos equipamentos.  Deixaria minha mala em um canto onde não fosse se molhar e estivesse à vista. Para logo em seguida começar a trabalhar pegaria um balde de água e uma vassoura e falaria para Gregory.

-Alice–O que acha de cada um limpar metade? -

Falando isso eu iria ficar com a metade do lado esquerdo. Primeiramente iria ver se o chão estava muito sujo. Se tivesse eu  iria varrer o chão para tirar o grosso do mesmo, tentando varrer até mesmo embaixo de qualquer equipamento que estivesse no local. Iria juntar a sujeira em pequenos montes e depois iria procurar alguma pá e lugar para jogar a sujeira fora, caso não achasse iria deixar a sujeira em algum canto isolado.


Caso não fosse necessário varrer para tirar o grosso ou se já tivesse  varrido para tirar o grosso iria tentar tirar do caminho da água tudo que parecia não poder se molhar, também tentaria identificar a caída do lugar, para tentar jogar a água de maneira que a caída me ajudasse e não atrapalhasse e por último iria tentar ver se tinha algum produto de limpeza na água.

Feito tudo isso iria começar a jogar água no chão, apenas um pouco e começaria a varrer tentando tirar toda a sujeira e mancha possível, quando necessário jogaria mais água, faria isso repetida vezes.Até estar tudo limpo, reabastecendo o balde quantas vezes fosse necessário. Se tivesse algum produto de limpeza teria que pegar outra água, agora contendo somente água para jogar onde limpei, aproveitando da caída do terreno. Desta vez iria jogar o balde todo e utilizaria a vassoura para varrer a água do local tentando deixar o mais seco possível.

Com minha  parte pronta tentaria ajudar na parte de Gregory se fosse necessário, caso não fosse iria esperar secar  para colocar tudo que tirei do caminho da água em seu devido lugar. com tudo pronto iria até a Marco ou a secretaria, dependo de quem estava a vista, mas daria preferência a Marco já que era ele que havia nos dado o teste e falaria.


-Alice–Já terminei o que tinha que fazer.-




historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por t4mpa em Sab 19 Maio 2018, 17:36, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptySab 19 Maio 2018, 12:05

"Alistamento 1/3" - 21


Music:
 




"Preciso me concentrar" Pensei enquanto ainda caminhava com Jane na direção do Quartel da Marinha, respiraria profundamente algumas vezes, apenas para tentar relaxar meu corpo e aumentar minha atenção nas coisas ao meu redor, ultimamente estive me comportando de maneira muito supérflua, e na ocasião atual eu precisaria ser o mais sério e concentrado possível.

Ficaria atento, tanto nas ações quanto no diálogo de todos ao meu redor, não deixaria de olhar em todas as direções, de uma maneira calma para não parecer um lunático preocupado com qualquer coisa, entretanto, o fato de que eu odiava ignorar detalhes mínimos presos ao ambiente viriam a tona uma hora ou outra, e a hora era agora.

Não poderia deixar observar mais de uma vez todas as pessoas ali, observaria e tentaria descrever e anotar os perfis de cada um em minha mente, observaria elas de cima a baixo, tentaria observar o mais profundamente possível, os menores detalhes poderiam talvez me dizer quem é quem, ou qual a posição da pessoa na sociedade, é algo bem simples, procuraria por um broche, medalha, roupa diferenciada, arma, algo "escondido" nas mangas, dentro do paletó, observaria como um animal observando para pegar sua presa, tentaria notar a altura, se era gordo ou magro. Homem ou mulher, que jóias utilizava, tinha aliança de casamento? se sim, o que existe no seu dedo? a aliança? ou só a marca?.

Eram todas perguntas possíveis de responder apenas observando, e isso era justamente o que eu gostava de fazer, é claro que eu não poderia deixar de observar o local onde estávamos, vagarosamente eu movimentaria os globos oculares pelo local, tentando catalogar o máximo de informação possível, tentaria deduzir o material das paredes apenas olhando a distância, era uma fina parede de madeira ou uma grossa parede de alvenaria? essa dúvida bateu em minha cabeça por algum motivo aleatório e também por mera curiosidade, não pude deixar de tentar dar uma batidinha na parede enquanto caminharia até o local onde realizaríamos nosso exame de admissão.

Quando chegássemos até o salão de treinamento que teríamos de limpar, eu observaria ele ainda mais procuraria pelos detalhes e até mesmo pela sujeira espalhada.


– O que acha de cada um limpar metade?


Caso Alice disse-se isso assentiria, um pouco indiferente, afinal eu estava mais focado em observar naquele momento, entretanto, quando Marco chegou com os equipamentos de limpeza eu não hesitei, iria para um lado oposto ao de Alice, começaria uma limpeza por etapas, pegaria papéis e qualquer outros objetos considerados "lixo" do chão, observaria bastante antes, para confirmar que aquilo era realmente algo que deveria ser jogado fora, recolheria todos e jogaria eles em um lixeiro, caso houvesse, ou então eu utilizaria uma vassoura para deixar-los num único lugar e em seguida pegaria todos ao mesmo tempo e jogaria num lixeiro ou em algum lugar onde eu "devesse" jogar, afinal, se Marco trouxesse os equipamentos de limpeza ele traria um lixeiro também ou uma sacola/saco onde pudéssemos jogar o lixo.

Em seguida, recolheria todos os equipamentos de treino que não poderiam ser molhados ou enxarcados com água e os colocaria em um local seguro. "Varrer a seco pode não ser a melhor opção aqui" pensei, deduzi que talvez se eu realizasse a varredura a seco parte da sujeira iria se espalhar e talvez até fosse para o lado que Alice estivesse, e isso não era algo que eu queria, pegaria o balde com água e jogaria vagarosamente uma quantidade pequena mas considerável de água no chão, tentaria controlar o lançamento para que apenas uma fina quantidade de água ficasse no chão, em seguida começaria a varrer, molhada a sujeira talvez se uniria ou então grudaria na vassoura, nada de ruim na verdade, eu poderia varrer sem jogar pó ou poeira pra todo lado. Iniciaria a varredura, levemente preocupado com o tempo não poderia deixar de varrer a uma velocidade considerada rápida. Na verdade, a preocupação principal era o caso de assassinato que a cada movimento com a vassoura ele ticava em minha mente.

Em seguida, depois de varrer toda a sujeira, eu pegaria um rodo e passaria um pano para ajudar a secar a água, no caso de não ter um rodo com pano que eu pudesse passar, eu apenas jogaria o resto da água no intuito de tirar um resto de sujeira que tivesse ficado.

Em seguida esperaria secar, durante esse período, caso Alice não tivesse terminado suas tarefas eu a ajudaria a terminar, seguindo as poucas instruções que ela me desse ou que eu mesmo era capaz de projetar em minha mente, me baseando no que ela estivesse fazendo e no que iria precisar depois.

Quando finalmente tudo estivesse finalizado, eu procuraria por Marco, e quando o encontrasse diria.

- Já terminamos a limpeza senhor, qual a próxima fase?

Esperaria que o feedback dele sobre a minha limpeza fosse satisfatório, isso no caso dele dar algum feedback, entretanto se ele apenas me levasse até o local onde realizaríamos a próxima fase do exame, eu apenas o seguiria.



 
 

















Objetivus qrido narrator escreveu:

[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..






Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptySeg 21 Maio 2018, 01:57



Narração
Alice e Gregory



Narração - Todos

Os futuros recrutas tinham sua primeira lição, limpar a sala de combate do Quartel, o sol já não se escondia atrás das montanhas e subia aos céus, todavia, a neve ainda caia deixando o solo do quartel coberto de branco, não era tao frio como a cidade natal de Alice, mas para quem não era acostumado como Gregory, o frio incomodava.

A moça havia deixado dois baldes com agua e duas vassouras para a dupla, Alice sabiamente propunha que cada um limpasse metade da sala, assim poderiam acabar mais rápido, Greg mesmo não dizendo nenhuma palavra concordava tacitamente com menina e pegava uma vassoura e um balde e partia para o lado oposto da garota.

Antes de começarem, a mesma mulher voltava ofegante – Esqueci de entregar este saco e uma pequena pá, podem jogar o lixo aqui – deixava perto da porta e saia rapidamente, deixando a dupla com seus serviços. Alice começa jogando um pouco de agua no chão e focada em varrer toda a sujeira até que acumulasse em um canto. Gregory verificava os objetos que poderiam estar no chão, mas felizmente tudo estava empilhado na prateleira, com isso, o rapaz pegava o balde com agua e jogava aos poucos até ocupar sua parte, depois passava a vassoura limpando toda a poeira que havia no chão, nos locais mais sujos, forçava para que limpasse.

O tempo ia passando e o local ia ficando limpo novamente, Greg por ficar mexendo com agua no frio, espirrava vez aqui, vez acola, mas nada preocupante, até o momento pelo menos. Após juntarem a sujeira, ambos pegavam a pá e jogava a sujeira na sacola que havia na prateleira, um de cada vez, ate que finalmente a sala estava com a cara nova. Após acabarem a moça entrava novamente no local – Voces são um dos primeiros que limparam sem reclamar, interessante, não são bebes choram pelo menos haha, vou chamar o Marco, ele quer fazer o teste com vocês.

Após alguns minutos Marco surgia, sua feição estava bem melhor, fumava um cigarro e tragava vez ou outra, portava uma espada em sua cintura, e vestia uma camisa branca simples com o símbolo da Marinha – Demoraram para limpar hein, pelo menos ficou limpo- o homem olhava cada canto da sala, averiguando casa quina do local, após notar que estava limpo, ele então parou e olhava para a parte da sala que não tinha parede, esta que dava para um terreno, ainda de costas começava a explicar o segundo teste – Muito bem jovens gafanhotos enquanto falava, Marco passava a mão em seu queixo, como se tivesse uma barba grande agora vem o teste mais difícil, e de quebra ainda ganharam o dinheiro que eu lhes prometi, estão vendo estes guizos – tirava dois guizos do bolso e mostrava para a dupla – se conseguirem toca-los, eu lhes pagarei os 100 mil que eu havia prometido, e agora vem a parte importante, se me derrubarem 1 vez sequer, passaremos para o terceiro e último teste

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Marco então caminhava até a prateleira e tirava uma katana de madeira, e tirava a sua da cintura, colocando-a no lugar da antiga, os guizos ele pendurava no seu pulso esquerdo, enquanto segurava a katana na sua mão direita, o cigarro em sua boca era tirado e jogado para fora da sala – Podem pegar o que quiserem, lembre-se, se os dois tocarem as costas no chão ao mesmo tempo, estão fora, então tentem trabalhar juntos. Na prateleira atrás da dupla, havia armas feita de aço e algumas de madeira, tinha armas de todos os tipos, katanas, soqueiras, adagas, etc, bastavam pegar algumas delas, e concluir a missão.


Willian West



Fabregas:
 
Marco:
 
Jane:
 
Gustav:
 
Sala:
 



Status:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Magma
Soldado
Soldado
Magma

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 010
Data de inscrição : 20/09/2014

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyDom 27 Maio 2018, 02:11

"Alistamento 2/3" - 23


Music:
 



Eu estranhei um pouco o estilo de teste estranho de Marco quando ele o apresentou, eu estava um pouco relutante em lutar na verdade, eu nunca gostei muito de lutar para falar a verdade, só o fazia quando necessário, como por exemplo, em momentos que minha sobrevivência estava em jogo.

Eu iria até a prateleira e procuraria por um par de luvas de combate, de preferência escuras, e as colocaria, tiraria a manopla velha da mão rapidamente, eu já estava ficando com nojo de utilizar aquele item antigo e preferiria as luvas de combate simples, que eram práticas, limpas, e estilosas.


Eu só olharia para Alice e murmuraria a uma altura o suficientemente baixa para que ela escutasse e ele não.

- Eu servirei de distração, você tenta pegar os guizos e derrubar-lo. E não se preocupe, vou tentar derrubar-lo também, mas minha principal função vai ser segurar-lo.


Daria dois passos para frente e olharia para Marco, de preferência em seus olhos, não deixaria de emitir uma pitada de escarnio quando meus olhos cruzassem os dele, eu não conseguia esconder tão profundamente que eu não gostava muito do tipo dele.

Apenas não demonstraria muito com o corpo que escarnecia o homem. Daria mais dois passos para frentes, vagarosos.

Tiraria a capa feminina se ainda estivesse com ela, poderia atrapalhar minha mobilidade.


E por um instante, pensaria.


~ Preparação Mental ~ (Como já sabe ignorar ações de combate, é meramente uma simulação mental do personagem)

Me imaginei me aproximando de Marco, primeiramente, com base em minhas observações definiria uma distância de alcance da sua katana de madeira, imaginaria um circulo ao redor dele, simbolizando a área que ele seria capaz de atacar.

Todavia, meu pensamento fora interrompido por um outro de minha parte.


~ Preparação Mental Fim ~ (Como já sabe ignorar ações de combate, é meramente uma simulação mental do personagem)  


"Eu só vou servir como distração nesse teste, é realmente necessário eu me preparar tão meticulosamente?

Caminharia, passo a passo na direção de Marco, de uma maneira um tanto quanto vagarosa.

Eu me aproximaria dele, até que chegasse ao limite da distância do ataque de Marco, imaginaria que ele só fosse contra-atacar, afinal, ele só precisava não cair para que vencesse o teste.

Flexionaria os joelhos ao decorrer de todo o caminho tomado, para sempre dar a impressão de que iniciaria uma arrancada a qualquer momento, quando chegasse a distância citada, esperaria apenas alguns instantes, e arrancaria em linha reta, é claro, levaria em conta a espada estar reta em minha direção, impedindo a passagem, nesse caso, arrancaria movimentando a cintura para cima, realizando uma jinga em forma de "U" para constantemente tentar desviar dos movimentos bruscos da espada.

Entretanto, se ela não estivesse bloqueando minha passagem, um pouco para a esquerda,direita,cima,baixo. Eu arrancaria em linha reta tranquilamente, não deixaria de observar todo o corpo de Marco a cada momento, tentaria notar qualquer reação brusca que ele desse naquele instante, olharia constantemente também para seus olhos, para saber a direção para a qual ele estaria olhando.

Durante a corrida em ambas as ocasiões, posicionaria os punhos, fechados, sobre a têmpora de seu respectivo lado, deixaria a frente do rosto aberta, para ter uma visão mais privilegiada de Marco a minha frente.

No caso da espada estar um pouco mais para um dos lados, eu deixaria o punho de seu respectivo lado posicionado para defender, e ficaria atento ao movimento de Marco.

Durante meu movimento eu tentaria fazer com que a espada ficasse sempre a minha esquerda, tentando limitar os movimentos de Marco com meu corpo.

Caso ele tentasse me golpear com um corte na horizontal pela minha esquerda, com o punho, eu tentaria golpear a espada com a parte resistente da luva, para não machucar a mão. E se conseguisse realizar o golpe continuaria avançando, até me aproximar dele, quando notasse que ele desviou os olhos para observar Alice e se notasse, eu tentaria desferir um Jab contra sua face, daria um soco rápido e seco, e no recuo do braço eu continuaria avançando e em seguida jogaria meu corpo contra seu braço direito que empunhava a espada.

Eu ficaria próximo o suficiente para que se ele quisesse me golpear de maneira forte e efetiva, tivesse que mudar de posição ou erguer muito o braço.

Se tudo ocorresse como o previsto, eu colocaria a perna esquerda um pouco mais para o seu respectivo lado, mudaria um pouco minha postura e "enrolaria" a perna esquerda na perna direita de Marco, na tentativa de impedir o seu recuo e ficando muito próximo a ele no processo.

Tentaria desferir um cruzado de direita contra o estômago de Marco, cruzado esse que não utilizaria apenas com o intuito de danificar, mas também, empurrar Marco para trás exercendo um pouco de força extra se necessário, em seguida puxaria sua perna direita para trás utilizando minha esquerda avançada, tentaria realizar uma espécie de combo para derrubar-lo de costas no chão no processo.

Se não conseguisse enrolar minha perna na dele ou até mesmo me aproximar mais devido um recuo ou algo do gênero, continuaria me aproximando, e não deixaria de ficar atento ao local ao meu redor, se Marco tentasse me derrubar, utilizaria meus braços para me apoiar antes da queda, e engatinharia rapidamente para o mais longe possível de Marco, em seguida me ergueria rapidamente e voltaria a postura.

Se durante a segunda tentativa de avanço Marco tentasse me atacar pela esquerda ou direita, faria o mesmo que antes só que com o braço do respectivo lado atacado.

Porém se Marco investisse em atacar por cima ou por baixo abordaria uma diferente forma de ataque, socaria para baixo com o braço esquerdo, utilizaria a área resistente da luva para tentar inutilizar o ataque direto de Marco e em seguida continuaria arrancando, até que me aproximasse o suficiente de Marco para desferir um soco, tentaria um Jab reto e simples contra seu rosto, com o principal objetivo de tomar sua atenção.

Tentaria também, caso as tentativas anteriores fossem falhas ou não chegassem a se realizar, me aproximar de Marco, tentaria, como sempre, deixar sua espada a minha esquerda, nesse caso, dividiria minha atenção entre utilizar o punho esquerdo para neutralizar os ataques feitos com a espada, de preferencia tentando sempre acertar o seu ataque com a parte resistente da luva. Observaria bastante seu jogo de pernas e seus olhos também, se notasse as vezes em que ele mudaria seu foco, tentaria desferir em todas um Jab com o braço direito, para tentar atrapalhar-lo um pouco e retomar sua atenção ou impedir-lo de ver Alice.

Se notasse por acaso um movimento de suas pernas avançaria um pouco mais e tentaria o atacar com um cruzado de direita, Geralmente quando estão se movimentando as pessoas tendem a focar mais no solo do que na sua frente, eu não sabia se Marco era o mesmo mas poderia tentar.

Se por acaso tivesse de Utilizar o meio de avanço em "U" Eu me movimentaria, passando a cabeça por baixo da espada, tentaria realizar um movimento de tronco e de pernas cada vez mais rápido, até atingir um pináculo de velocidade possível.

Posicionaria os braços para cobrirem a nuca, têmpora e um pouco da parte superiora da cabeça, no caso de Marco tentar me golpear por cima, avançaria como um pequeno e refinado trator, e então, quando me aproximasse de seu punho, tentaria desferir um soco com o braço esquerdo contra seu pulso na tentativa de fazer-lo soltar sua espada. Se conseguisse continuaria avançando e ergueria o corpo de uma vez com o punho direito fechado, giraria os pés e em sequência os quadris, movimentaria os ombros e o cotovelo. Utilizaria todo o corpo em conjunto como as engrenagens de um relógio e os pistões de uma arma, tentaria gerar uma explosão de força repentina para acertar Marco com um potente cruzado de baixo para cima e da esquerda para a direita, o alvo era seu rosto, tentaria acertar o queixo, para desacordar-lo de maneira rápida e menos perigosa.

No caso de não derrubar sua espada, eu "deslizaria" o corpo para a direita, e manteria a espada a minha esquerda e então tentaria desferir o golpe anteriormente citado.

Em todos os casos, se conseguisse derrubar Marco de alguma forma eu o ajudaria a se erguer e esperaria por sua avaliação.

Entretanto, se eu não tivesse espaços para ataque eu apenas me manteria avançando de uma maneira um tanto vagarosa, utilizaria de outra estratégia, avançaria de maneira calma e vagarosa com um trabalho de corpo e pés lento mas bem aleatório e trabalhado, tentaria confundir Marco com a lentidão, tentando o impedir de saber qual seria minha próxima cartada.

Tentaria Observar todas as vezes que ele mudasse de atenções, e nesses curtos espaços de tempo tentaria arrancar com um dos métodos anteriores que fosse mais plausível na ocasião, se conseguisse realizar tudo citado faria como dito anteriormente ao fim. Todavia se não conseguisse o resultado esperado recuaria alguns passos e tentaria utilizar essa mesma estratégia.

Em todos os casos, caso os ataques viessem por cima eu tentaria apenas desviar girando a cintura para a direita, sempre, direção que manteria a espada a minha esquerda.

O motivo de manter-la a minha esquerda? Bem simples, eu seria uma barreira que permitiria a passagem de Alice pela esquerda de Marco (que seria no caso minha direita), para que ela pudesse pegar os guizos e garantir nosso dinheiro.
















Objetivus qrido narrator escreveu:

[] - Marinha
[X] - EU quero um AGASALHO PORRA.
[] - Ser o maior detetive do North Blue Carai.
[] - Preciso de Tabaco. então né.
[X][] - Perícia, Só em Anatomia Humana/Psicologia
[] - Resolver algum caso de assassinato, ou outro crime nessa fase da aventura..





As luvas podem ser algo mais ou menos assim.:
 




Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Cada caso que eu pego encerro, oras, é elementar"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

- Minha fala.
- Fala Npcs/Players.
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
t4mpa
Civil
Civil
t4mpa

Créditos : Zero
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 3010
Data de inscrição : 30/09/2015

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyDom 27 Maio 2018, 09:24


     
TRETA
Como de costume eu estaria atrás de Alice olhando em volta tentando perceber qualquer ameaça. Felizmente a limpeza terminou bem e Alice teve sucesso em passar para a próxima parte do teste.

Marco chegou na sala após termos terminado a limpeza e começou a nos dar instruções.

-agora vem o teste mais difícil, e de quebra ainda ganharam o dinheiro que eu lhes prometi, estão vendo estes guizos...se conseguirem toca-los, eu lhes pagarei os 100 mil que eu havia prometido, e agora vem a parte importante, se me derrubarem 1 vez sequer, passaremos para o terceiro e último teste


Cada vez que Marco falava meu respeito com ele diminuía um pouco, era triste saber que uma pessoa sem qualquer senso de palavra e com pouca inteligência crescesse na marinha. Vermelha estava com um sorriso no rosto enquanto olhava para Marco, não precisava de muito esforço para saber o que ela estava pensando em fazer com Marco. Alice permaneceu  com o mesmo rosto frio de sempre enquanto respondeu Marco.

-Alice–Então agora quer que te derrubemos ou pegamos nesses sinos para recebermos um dinheiro que por direito já era pra ser nosso? você não tem vergonha?-


Se Marco falasse algo sobre estarmos na marinha e ter que respeitar o mesmo a Alice responderia assim que o mesmo terminasse  de falar como se a resposta já estivesse na ponta da língua.

-Alice–Isso não tem ligação com a marinha, isso tem ligação com um trabalho que nos fez fazer arriscando nossas vidas  e agora não quer pagar.-

De qualquer maneira  nós iremos prosseguir com o teste, já havíamos desistido de conseguir o que nos foi prometido, provavelmente ele iria por mais dificuldades mesmo se conseguimos passar por esse teste para conseguirmos o dinheiro.


Gregory falou que iria distrair ele para que Alice pudesse atacar, Alice por sua vez apenas passou o controle de seu corpo para mim, sabendo que eu provavelmente iria me sair melhor  em um teste para a marinha e que se fosse entregar o controle do corpo para a Vermelha não iria sair nada de bom.


Iria deixar o Gregory ir na frente e lentamente  e sem pressa iria flanquear o inimigo enquanto ambos lutavam, de modo que Marco iria ficar no meio entre eu e Gregory.  Iria ficar a aproximadamente 2 metros de distância de Marco enquanto observava ele lutar. ficaria imóvel respirando o mínimo possível   eu só tinha um objetivo derrubar o Marcos.

Iria esperar uma hora que ele estivesse de costa para mim focado no combate contra Gregory para avançar em direção a Marco. Minha mão esquerda iria em direção aos sinos, mas não iria avançar em minha velocidade máxima, pois acreditava que por mais que eu tentasse me permanecer  furtiva Marco iria me perceber então esperaria ele fazer seu movimento defensivo.


Se Marco fosse se esquivar  eu aumentaria minha velocidade para a velocidade máxima tentando pegar Marco desprevenido. Marco nunca me viu correndo, já que não era eficaz correr para desviar dos ataques dos lobos com neve até os joelhos, então esperava pegar o mesmo desprevenido com isso. iria me chocar com todas as minhas forças contra o mesmo o segurando pela cintura tentando derrubar o mesmo com isso, não me importava de ficar machucada no processo.


Se enquanto estivesse avançado Marco apontasse sua espada para mim, apenas daria um sorriso no rosto e continuaria avançando agora com a velocidade máxima. Acreditava que esse era apenas um teste da marinha e que Marco nos devia a vida então ele hesitaria em nos machucar seriamente com a katana. Em um movimento perigoso me chocaria contra  o agarrando pela cintura e tentando jogar ele para trás no chão comigo caindo por cima dele ignorando completamente a katana.

Tendo sucesso com esse Plano sem sair machucada eu falaria enquanto estivesse sentada em cima dele :

-Mary–Parece que você não é tão ingrato assim gatinho -


Caso enquanto eu estivesse avançando ele me atacasse com um chute eu iria simplesmente  aumentar minha velocidade tentando me esquivar do chute indo utilizando o aumento de velocidade para ir para direita para logo depois com um pulo me chocar contra Marco tentando agarrar ele pela cintura enquanto estivesse em pleno ar e jogar  ele para trás de forma que ele caísse.


Com ele me atacando na forma de um soco, iria  me abaixar o máximo possível enquanto avança para que  o golpe passasse por cima do meu rosto, para logo em seguida avançar em velocidade maxima em direção a cintura do mesmo, me chocando contra ela tentando fazer o mesmo cair  para trás

Caso meu planos dessem certo eu falaria com um sorriso no rosto( exceto para o caso da katana)

-Mary– Pensei que você era mais forte.-  

Não faria bem nem um em provocar Marco, mas ele havia me irritado e queria pelo menos desabafar um pouco antes de retornar o controle para Alice


Se antes de eu avançar Marco me atacasse com um golpe frontal eu iria me esquivar utilizando de minha aceleração para desviar para a direita o mais rápido possível. Caso o ataque viesse das laterais eu iria desviar indo para trás. Se o golpe viesse das laterais, mas ele estivesse avançando de modo que desviar para trás fosse pouco eficaz eu iria desviar na diagonal para trás indo na direção oposto que o ataque tinha começado( se o ataque viesse da direita iria para trás e para esquerda e vice versa). Logo após desviar tendo sucesso ou não utilizaria da minha aceleração e com velocidade máxima tentaria avançar contra a cintura do mesmo tentando derrubar o mesmo




historico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 EmptyTer 29 Maio 2018, 16:24



Narração
Alice e Gregory


A tensão tomava conta da pequena sala, Marco colocava sua katana a frente do seu corpo, segurando com sua mão direita e deixava sua mão esquerda para trás, de forma que os guizos ficassem o mais longe possível da dupla. Greg preferia pegar um par de luvas novas, tendo em vista, que a sua única manopla era antiga e velha, quase se desintegrava a cada movimento do futuro detetive, Alice parecia irritada com a atitude de Marco, questionava-lhe acerca do dinheiro que na visão da garota, era um direito dela pelos serviços prestados anteriormente, mas o marinheiro dava simplesmente de ombros e ignorava os sentimentos da menina.

Com todos prontos para o teste, Marco fitava as duas figuras a sua frente, contudo, Greg parecia tomar a iniciativa e Alice caminhava para o lado, era uma estratégia valida, tendo em vista que são dois contra um – Venham com tudo – Dizia o Marinheiro olhando fixamente para Greg que flexionava seu joelho como se estivesse pronto para investir, mas não do jeito que se imaginava, tomando uma posição mais a esquerda, fazendo com que Marco recuasse sua katana e fitasse o que a movimentação levaria.

Com Greg a sua esquerda, Alice flanqueava pelo lado direito tomando uma posição mais ofensiva, Marco fixava seu olhar em Greg, contudo, sabia da força da menina, e sua experiência em batalhas poderia levar aquele combate a outros rumos. O marinheiro dava alguns passos a frente e avançava contra Greg, com um golpe firme na horizontal, visando acertar o rosto do rapaz. Vendo que não poderia ficar apenas na defensiva, o rapaz golpeava a espada com sua manopla esquerda no meio do ataque de Marco, causando um breve recuo do Marine, que deixava sua base na sua perna esquerda. Gregory avançava e desferia um Jab rápido na altura do rosto do marinheiro, entretanto, o golpe foi facilmente contra-atacado devido ao buraco que ficou em sua defesa.

Marco apenas agachou e entrou na defesa do rapaz, com sua mão esquerda dava um soco com o cotovelo aberto na altura das costelas de Greg, o barulho do sino era ouvido quando o golpe entrou de forma certeira nas costelas do detetive, todavia, Marco havia sido descuidado, e no momento em que acertou o soco, viu um golpe vindo por baixo, batendo no seu antebraço, seu recuo foi instantâneo, sua postura era torta e sua base já não era firme, com uma feição de surpresa pelo golpe, viu Greg avançando novamente e desferindo um Jab que por pouco não o acertou, o soco passou próximo ao seu rosto, acertando levemente na sua bochecha.

Aquela esquiva custaria muito para Marco, já que no momento que em que andou para trás, ficou de costas para Alice que estava pronta para dar o bote em sua presa. A garota avançava rapidamente para abater sua presa, o marinheiro virava rapidamente seu corpo, sua espada na mão direita rotacionava passando próxima de Greg, e apontava para Alice, que aparentemente sorria quando houve esse movimento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Alice não se intimidava pela posição defensiva de Marco e continuava a avançar desta vez usando de sua velocidade máxima – Vocês quase conseguiram – Marco colocava seu braço para trás e forçava seus músculos, seu punho enrijecido segurava firme no cabo da espada, quando Alice entrou no seu raio de ataque, desferiu um golpe na horizontal da esquerda para a direita, a garota parecia não esperar por aquele ataque, de modo que não conseguiu se esquivar ou bloquear, o ataque acertou no ombro da garota jogando-a contra a parede de madeira que trincou com o impacto, a espada de madeira quase partiu por completo, mas era possível ver várias rachaduras – E melhor levarem a sério isto aqui – Alice caia de costas com o impacto na parede, Greg estava a poucos metros atrás de Marco, que se encontrava olhando para Alice, ou seja, de costas para Greg.



Willian West


Marco:
 
Sala:
 



Status:
 

[spoiler=Ferimentos] Gregory= Resfriado 10/10 post (Ainda resfriado, mas sem efeito em sua movimentação, sua aparência esta normal novamente) e Contusão Forte na Lombar 8/8 post curado / Alice= Ferimento superficial no braço esquerdo- Curado (10-10) - Dilaceração Profunda na mão esquerda- Curado (10-10) - Dor Leve

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Willian West em Sab 09 Jun 2018, 22:33, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"   I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?" - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I- O Detetive a Psicopata e a "Justiça?"
Voltar ao Topo 
Página 7 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: