One Piece RPG
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The Hero Rises!
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 13:59

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Oni Hoje à(s) 13:44

» Nova Ficha - Regina "Gina" Drake
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Gina Hoje à(s) 09:51

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 06:47

» Que tal um truque de mágica?
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The One Above All - Ato 2
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap 1. Quem sou eu?

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySab 17 Mar 2018, 17:19

Relembrando a primeira mensagem :

Cap 1. Quem sou eu?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Nyx. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
yaTTo
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 07/11/2010

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySex 04 Maio 2018, 18:37



嗨让我们战斗吧

A luz vermelha no céu indicava que o inimigo tinha nos avistado, minhas pernas corriam como nunca, o sorriso em meu rosto não me deixava mentir, estava gostando mais daquilo do que gostaria de adimitir. As feridas de meu corpo pareciam querer se abrir todas ao mesmo tempo ao pular naquela embarcação. Minha caixa torácica fazia movimentos de subida e descida repetidas vezes demonstrando o quanto estava sem folego de toda aquela ação desenfreada, iria sair com estilo de Las Camp, como um verdadeiro procurado. Não sabia como meu mestre iria reagir ao receber as novidades, provavelmente me chamaria de tolo e inconsequente. - HAHAHAHA Eu te encontro onde combinamos, na Grand Line! - Gritava para Kyriel, parte de mim ficava naquela ilha, enfrentar aquele homem me tinha feito evoluir, não fisicamente, mas como pessoa. Ainda deitado de braços abertos sobre o chão frio da embarcação, sentia a neve cair sobre meu rosto lentamente – Vocês sabem porque a neve é branca? - Indagava as garotas que estavam comigo ainda olhando diretamente para o céu – Porque ela esqueceu sua cor original... - Minhas palavras saíam um pouco tímidas e tristes, relacionava essa velha frase a mim, meus cabelos brancos e aquele buraco em minhas memorias eram o que traziam destaque a meu ser naquele momento. Viraria o rosto lentamente, talvez aquele fosse um bom momento para saber um pouco mais sobre elas, como companheiras de equipe era importante o fato de as conhecer melhor. Sentia uma pontada na região torácica que parecia ondular para o corpo todo, talvez aquela correria tinha sido demais. - Xi, poderia da uma reforçada em meus curativos? Acho que exagerei um pouco em nossa fuga HAHAHAHA - Sorria para a mesma para disfarçar um pouco da dor que sentia. Esperava que a mesma tratasse um pouco daquela dor ou ao menos me desse qualquer tipo de analgésico, não sabia o que a mesma portava consigo, ela era um verdadeiro mistério para mim. - Xi, você é um verdadeiro mistério para mim. - Era direto em minhas palavras, apesar de enfrentarmos aquela marinheira e estarmos em fuga não sabia muito sobre a mesma, Jiya também era quase completamente uma desconhecida, apesar de nossos laços terem se encontrado naquela taverna. - Esse seu olho, ele se parece muito com o meu, o que aconteceu? Talvez seja a peça que falta para completar os quebra cabeças do meu passado. - Quando vi aquele olho primeiramente pensei que era algo comum, afinal eu e a mesma tínhamos, contudo quanto mais eu penso sobre isso menor vem a lembrança de ter visto qualquer outro tipo de pessoa assim.

Talvez minha aproximação não tivesse sido a mais sincera e adequada, Daivuss tinha me falado que para as pessoas darem algo elas precisavam receber algo, a lei da troca equivalente – Eu não lembro nada de meu passado. - Minha frase era firme e mesmo com o sorriso calmo em meu rosto era notável pelos meus trejeitos que estava nervoso – Decidi me tornar um revolucionário para descobrir sobre meu passado, a realidade é que nem sei se Nyx é meu nome real ou algo que apenas imaginei em devaneios aleatórios. - Suspirava baixinho, depois de Daivus aquela dupla eram as únicas pessoas para quem tinha contado minha história, isso deveria significar algo. - Porque vocês decidiram entrar no exercito revolucionário? Tirando Xi que é uma lunática sanguinária matadora de pessoas não entendo como veio parar aqui Jiya. - Minhas palavras agora em um tom mais feliz ajudavam a quebrar um pouco o gelo naquela noite gelada onde tudo que se poderia ver nos céus eram os flocos de neve que caíam repetidamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 20
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySex 04 Maio 2018, 19:26


Esqueceu sua cor... – A tristeza surgia na face de Xi, aquelas palavras tinham a afetado um pouco e após alguns segundos de tristeza ela voltava a sorrir, saltando pela embarcação até chegar ao felino. – Claro, deixe-me ver. – Com cuidado ela observava os ferimentos e curativos de Nyx, arrumando o que era necessário e posicionando seu braço de uma forma que ele ficaria imobilizado, facilitando na recuperação. – Beba isso. – De seu bolso ela tirava um pequeno frasco com algum liquido azul e entregava ao garoto. – Beba tudo, vai resolver sua dor por algumas horas se conseguir manter o braço parado. – As palavras de Nyx confundiam a médica, fazendo ela se sentar ao lado do mink e observar seu rosto por algum tempo. – Mistério? – A falta de conhecimento um sobre o outro causava tal sentimento para o trio, pois tinham se conhecido no meio da confusão e houve pouco tempo para conversarem sobre suas vidas, objetivos e a própria história.

Foram alguns cientistas malucos que fizeram diversos tipos de coisas com o meu corpo... Meu olho foi um dos problemas e reações que tive enquanto eles testavam suas teorias e tentavam melhorar meu corpo, provavelmente criar uma pessoa poderosa. – Sorrindo e sem qualquer problema de falar sobre isto ela balançava os braços e tocava seu peito. – Eu sou uma das falhas deles. – Com o dedo direito apontado para o olho vermelho ela continuou. – Por isso mantenho o combate a distância... Meu corpo não aguentaria uma luta próxima e eu nunca tentei me esforçar para recuperar minha forma, então também não pensei em retornar o olho ao normal. É algo que marca minha pessoa e me faz ser diferente dos outros. – Jiya estava de longe observando a situação e sentia-se mal pela dupla. – Não conheço meus pais e vivi o tempo inteiro presa em um laboratório de pesquisas, provavelmente abandonada pela minha família e vendida como um objeto que seria usado nos testes deles... – As mãos dela iam até o interior da vestimenta, retirando de lá um pedaço de roupa que possuía o símbolo da marinha. – Isso foi tudo o que consegui após fugir com os revolucionários. Todos os guardas tinham este símbolo e é ele que me fez entrar neste grupo, se a marinha é realmente daquela forma eu gostaria de aniquilar esta organização. – Finalizou sua história e se aproximou do gato, encostando nele para terminar a viagem perto de alguém que era quente e tinha pelos.

No meu caso foi mais uma mudança de rotina. Sempre estudei e treinei para me tornar uma marinheira, não tenho família então precisava de dinheiro e o salário deles é algo que conseguimos sobreviver com tal quantia. Só que Kinerius me abordou um dia enquanto treinava, mostrou todas as coisas ruins que a marinha e governo já tinha feito até aquele dia e fez o convite para eu me juntar a revolução. – Jiya também se aproximava de Nyx e Xi para conversarem melhor, sentando ao lado esquerdo do garoto enquanto observava o céu. – Não aceitei, pois era algo tão estranho e impossível na minha cabeça. Nunca acreditei em mudar o mundo destruindo a única justiça que existe, mas a morte de uma amiga minha me fez mudar de ideia... Existem muitos marinheiros bons e justos que fazem seu trabalho por gosta, ajudando todos os civis e cuidando da população. Porém também existem aqueles que matem pessoas inocentes apenas pelo dinheiro ou poder, minha amiga foi vitima de um destes e assim eu percebi o quão podre o governo pode ser. Por reclamar de tal ato feito a uma inocente eu fui levada até lugar um privado para conversar e eles me espancaram, deixando claro que se algo sobre este incidente fosse divulgado eu seria a primeira pessoa morta na lista deles. – Jiya batia na madeira com raiva só de lembrar do passado, mostrando o quão fraca era ela antigamente. – Não pude salvar ela e ainda não consegui justiça por aqueles atos. Isto tudo me fez entrar na revolução... Eu nunca conseguiria mudar eles por dentro enquanto pessoas desse tipo estiverem no poder, muito acima do meu. Aqui com os revolucionários nós ajudamos e tentamos mudar tudo, se a marinha um dia for destruída nós vamos cuidar do povo e melhorar tudo. O que eu quero é leis justas e pessoas que realmente gostam de ajudar a população, protegendo eles de piratas e impedindo mortes desnecessárias.

Após tanta conversa elas se cansaram e apoiavam-se no felino enquanto aguardavam a chegada na ilha. Muito tempo tinha passado e a voz do piloto anunciava a chegada deles. – Estamos chegando, vou deixa-los em uma área mais isolada da ilha. – Xi estava dormindo e acordava com tal chamado, levantando com Jiya para ver a ilha onde estavam chegando. Era um local dominado pela cidade e pouco espaço para ancorar a embarcação. Por ser algo que eles precisavam fazer silenciosamente o piloto encostava rapidamente em um ponto sem ser o porto, deixando que todos fossem pulando até a ilha de maneira lateral. – Chegamos. Quer fazer algo antes de ir até os superiores? – A pergunta estava sendo direcionada ao felino e por ele estava vestindo as piores roupas poderia decidir ir ou apenas seguir até onde conseguiria provavelmente uma nova missão.

2/2 - Chegou em Ilusia Kingdom


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySab 05 Maio 2018, 19:48



嗨让我们战斗吧


As histórias de ambas minhas companheiras eram incríveis, agora sabia um pouco mais sobre elas e elas sabiam um pouco mais sobre mim. Suas reações enquanto comentavam suas histórias pareciam sinceras e verdadeiras. Cada um naquele navio tinha uma história por trás de si, até mesmo o homem que pilotava o mesmo, não tive tempo de perguntar sua história pois chegávamos a nosso destino, porem quem sabe um dia não tivesse a chance de o encontrar novamente? - Qual o nome dessa ilha? - Demonstrava minha ignorância em relação a geografia local, tudo que sabia sobre o mundo é que existiam quatro blues e uma grand line, o que eram? Não tinha a menor ideia, porem aquilo tudo era um mundo novo e estava prestes a descobrir. Olhava para minhas roupas e para as de minhas parceiras, com certeza tinha levado a pior, como um bom revolucionário não poderia sair daquele jeito para as missões, o que as pessoas pensariam da causa? Que eram um bando de desajustados vagabundos? Tinha que demonstrar um pouco mais de classe – Vamos primeiro arranjar algo para mim vestir HAHAHAHA – Dava uma volta ao redor de meu próprio eixo e demonstrava meu estado naquele momento – Acho que estou no pior estado entre nós três.- Dava um sorriso tímido - Vocês sabem como se mover nessa ilha? Onde vamos para conseguir uma boa roupa? - Não sabia nem por onde começar, era minha primeira vez em um local que não fosse Las Camp, naquele momento eu só gostaria de trocar de roupa e ir em direção a minha próxima missão, tinha que mostrar serviço, melhor do que tinha feito anteriormente, não me deixaria ser pego como antes, teria que alcançar o sucesso e voltar sem precisar de ajuda, o que aconteceu na missão passada ainda me deixava envergonhado, muito envergonhado. Iria esperar pela resposta de Xi e Jiya para determinar o caminho que seguiríamos e as acompanharia, não iria bravejar muito sobre a dor que estava sentindo em meu braço, por tudo que elas tinham feito por mim, aquele pequeno incomodo não era mais do que isso, um incomodo.

Chegando ao local onde conseguiria minhas roupas iria experimentar as que mais pareciam se assemelhar a mim, claro, não iria pegar nada caro pois o dinheiro que tinha não dava para praticamente nada. Contava minhas moedas, não parecia que iria dar para uma roupa completa, o sorriso que exibia em meu rosto se distanciava de seu foco alegre para um tom mais obscuro, triste. - Acho que só um manto vai servir... - Falaria para o primeiro comerciante que encontrasse ao me referir sobre o que iria comprar, afinal não importava muito o que estivesse embaixo do manto, as pessoas só veriam a parte exterior. - Exatamente como eu... - Ultimamente estava me encontrando em situação onde conseguia relacionar diretamente com meu estado emocional, não sabia se era apenas coincidência ou era um sinal do que estava para acontecer no futuro. A capa escolhida seria simples, em uma cor singular, preto se possível, adorava aquela cor. Iria pegar o dinheiro necessário e entregar a quem estivesse pedindo, colocaria a capa no mesmo momento e sairia da loja vagarosamente, sempre prestando atenção nas redondezas, não sabia como estava a situação de minha fama entre as ilhas, com o avanço das informações não me surpreenderia se a noticia de minha fuga e assassinato da marinheira já estivesse na boca da população, as novidades voam, ainda mais quando se tratava de atos revolucionários, as pessoas querem acreditar em nós, em nossos feitos e em um futuro melhor, eu pelo menos acreditava naquilo. Com minha nova capa era hora de ir em direção ao posto dos revolucionários naquela ilha, não sabia nem onde estava e muito menos como iria chegar onde desejava, então era melhor contar com a ajuda de Jiya, ela era com certeza alguém mais experiente do que Xi e esse que vos fala.

Iria acompanhar a mesma em direção ao quartel local dos revolucionários, não sabia que tipo de gente iria encontrar, pessoas parecidas com kinarius? Ele era uma pessoa interessante, tinha sido aquele que me tinha recrutado para a causa e parecia inteligente, contudo duvido que suas habilidades de combate eram sua maior arma, para esse tipo de coisa eu estava pronto, para ferir e sangrar... "Sangue..." A lembrança da ultima luta aparecia forte em minha mente, desde minha ultima memoria aquela era a primeira vez que via alguém morrer em minha frente, todo meu ser sentia que não era a primeira vez em minha vida, mesmo assim... Os pensamentos emaranhados em minha mente como teias de aranha me confundiam e me distraiam no caminho a seguir. Chegando ao ponto final iria observar bem o local, as pessoas e o clima. Sem demoras iria me apresentar - Nyx, acabei de me juntar a causa, prazer em conhece-los. - Iria abaixar minha cabeça em sinal de respeito, algo que tinha orgulho de fazer era demonstrar respeito a superiores, fruto do ensinamento de meu mestre, ele era um homem esperto. - Qual é minha próxima missão? Estou pegando fogo de excitação! - Minhas palavras sinceras refletiam sobre meu estado atual, meu braço não estava no seu melhor momento, porem não poderia deixar isso transparecer, alguém que seguia esse tipo de vida tinha que lutar mais forte do que todos, minha vontade tinha que sobressair sobre meu medo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 21
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySab 05 Maio 2018, 23:00


Ilusia Kingdom. – Jiya apresentava o nome da ilha e ia na frente para guiar o garoto até uma loja de roupas, entrando pelas laterais da cidade que pouco conheciam até então. – Sei muito pouco da ilha, mas já ouvi falar dela algumas vezes. – Perdidos na ilha desconhecida o grupo resolveu seguir até uma loja de roupas com Jiya perguntando a alguns civis que passavam, recebendo bastante atenção dos mesmo e assim seguindo até um local onde poderiam comprar vestimentas novas. A mudança de aparência ajudaria muito em não serem descobertos pela marinha, pois agora seus rostos eram conhecidos e talvez já tivesse chego algo até aquela ilha. Nyx teria de tomar cuidado e evitar as autoridades locais. – Cada paga com o próprio dinheiro, não quero emprestar nada para vocês. – Eles eram sim um grupo só não tinham tanta intimidade para ajudar um ao outro na questão de dinheiro. Ambas as garotas iam à frente até a loja indicada pelos civis, entrando no local bem simples e com roupas na faixa de preço que Nyx tinha disponível. Enquanto as garotas olhavam a loja e procuravam algo para elas, o felino estava meio perdido e não tinha nada de interessante por ali. Uma garota surgia para falar com ele, indicando algumas roupas que poderiam ser do agrado dele, porém o mink decidia apenas pegar um manto preto bem simples e barato. – Este é cinco mil berries. – Avisava a vendedora, pegando seu pagamento e deixando o trio sair com todas as roupas após tudo ser devidamente pago.

O novo visual mudava completamente a aparência do felino, pois o manto cobria todo seu corpo e escondia as roupas velhas por baixo. – Agora sim! – Xi sorria com a mudança de aparência que seu companheiro tinha, aceitando o fato dele ter melhorado seu visual. – Agora podemos andar juntos sem problemas. – De maneira superior a garota ficava mais perto de seu companheiro, caminhando junto atrás de Jiya que por hora apenas guiava o caminho deles. Era um caminho longo e complicado, passando pelos pontos mais estranhos da cidade até chegar no objetivo. Ao chegar em uma casa o trio entrou e pode ver um homem de pé os observando. – Major Zuz. – Jiya se curvava ao homem e aproximava-se, tendo uma pequena conversa particular com o mesmo antes de serem interrompidos pelas palavras do felino. – Me chamo Xi. – Sem mais nada para ser dito os três podiam relaxar, percebendo agora que nas sombras pelas laterais da sala onde estavam existiam cadeiras e pessoas sentadas nelas, todos observando tal situação e avaliando os novatos.

Escutei sobre os dois. Fizeram uma bagunça em Las Camp, merecem estar aqui para a missão que faremos. – O homem era um pouco sinistro, porém agia com tranquilidade na frente dos novatos, aceitando que eles ajudariam em uma missão e começando as explicações de imediato para todos. – Os três tem ferimentos, mas podem fazer a missão sem problemas. Vamos lá. – Zuz segurava uma pasta e abria esta para mostrar aos recém chegados algumas fotos, tais fotografias eram sobre um tipo de escravidão, usando pessoas em uma mineração que somente ajudava os donos da empresa chamada Pedra Rara. – Como podem ver, estamos partindo em uma missão de libertação. Estas pobres pessoas estão sendo usadas como escravos pelo rei desta ilha, nosso objetivo é derrubar não só a pedra rara, mas também o rei e todos que estão ajudando ele nestes atos horríveis. – A pasta era fechada e após alguns segundos de pausa o homem retornava, observando diretamente o trio. – Não temos como destruir este reinado de uma vez, precisaremos de diversos ataques e vocês vão ajudar a ultrapassar a primeira barreira. Precisamos eliminar o máximo possível de subordinados que cuidam da empresa, libertar a maior quantidade possível de escravos e terminar por ai. Não quero arriscar a vida de ninguém, por isso estaremos fazendo a missão em dias variados. Hoje vocês três podem começar o ataque em um lado enquanto outro grupo maior vai servir de isca em uma direção totalmente diferente da de vocês, dando assim o espaço necessário para fazerem algum estrago. – A voz dele parava e certos documentos passavam para Jiya.

Precisamos de mais duas pessoas. Estamos feridos e mesmo conseguindo fazer a missão, não podemos garantir sucesso com tão pouco poder. – A falta de alguém na linha de frente estava clara naquele grupo e Jiya fazia a jogada certa ao pedir ajuda. – Precisamos de lutadores que podem aguentar o combate próximo, pois temos dois que lutam em uma distância grande... Alguém forte ou resistente seria o bastante para ajudar nesta missão. – Zuz ficava quieto por alguns segundos pensando no caso, tomando cuidado em cada situação e por fim dando a resposta aos três. – Mandarei dois dos meus melhores combatentes, os deixarei sobre o comando de Jiya e vocês podem se encontrar no ponto marcado mapa. – O ponto onde teriam de ir era próximo da empresa e por lá teriam como bolar um plano melhor, invadir o local e causar todo o dano necessário. Baby den den mushi em mãos e todos os documentos preparados, Jiya então partia na frente sendo seguida por Nyx e Xi no caminho até a segunda missão deles.
Zuz:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptyDom 06 Maio 2018, 01:39



嗨让我们战斗吧


Nunca tinha estado em uma sala com aquele numero de pessoas antes, o tanto de membros do exercito revolucionário que estavam ali poderiam quem sabe derrubar um reino - Vamos atacar o rei?! - Não terminava nem de concluir meus pensamentos quando recebia a noticia de minha próxima missão, chegava a ate mesmo gelar a espinha. Não sabia o quanto realmente estávamos preparados para isso, a não mais que algum tempo atrás estava ajudando a pegar salmão e agora estava envolvido em um plano de derrubar um rei, como minha vida tinha chegado aquele ponto? - É... Vamos la! - Tentava demostrar animação, afinal eu pedia por aquilo anteriormente. Suspirava, dessa vez teríamos mais duas pessoas para nos apoiar e não seria agora o momento que iriamos enfrentar o rei, iriamos comer pelas beiradas, a mina de pedras preciosas seria o alvo. Um monte de pensamentos surgiam em minha cabeça e nenhum parecia ser realmente de algum uso, apenas palavras soltas tentando entender como faríamos isso. Incitar uma revolta? Simples, talvez desse certo, ou não, as pessoas estavam a tanto tempo naquilo que sair daquela escravidão poderia ser o incomum para elas. Guardas, quantos estariam defendendo e protegendo aquela mina? Afinal estávamos falando de pedras preciosas, apesar de parecer uma ilha nobre como Las Camp tenho certeza que algum pirata alguma vez já deve ter planejado e atacado aquele local, eles devem estar preparados para esse tipo de coisa. Com passos rápidos iria seguir minhas companheiras, Jiya na frente novamente era a superior encarregada da missão, sabia que podia contar com a mesma, durante a missão anterior ela tinha se provado como uma ótima companheira. - Que engraçado. - Percebia a situação em que estava, os papeis pareciam estar sendo trocados - Dessa vez irei soltar alguém que está preso, foi assim que se sentou em relação a mim anteriormente Jiya? HAHAHAHA - Liberava um sorriso discreto imaginando toda a situação que ela deve ter passado antes de meu resgate. Chegando ao local próximo da missão era hora de se concentrar no plano para invadir, sabia que não seria fácil e nem pratico, entretanto tinha orgulho de minha habilidade para improvisar. - Jiya tenho uma sugestão, vou sozinho na frente para ver como está a situação, como um batedor, depois retorno a este mesmo ponto e bolamos um plano melhor. - Esperava por sua autorização, afinal era ela a líder daquele esquadrão e não iria em nenhum momento passar por sua autoridade, apesar de uma relação de amizade ser criada entre nós ela ainda era uma superiora e iria a tratar como tal. - Se eu não retornar em meia hora considerem que fui pego... novamente HAHAHAHA - Deixava um pedido de resgate caso não voltasse a tempo, era o melhor a se fazer.

Com autorização concedida iria começar a me mover, checava se meu chicote ainda estava bem preso a minha bermuda, mesmo que fosse um papel de batedor e o combate seria evitado não tinha noção ate que ponto poderia passar despercebido, caso o combate fosse inevitável com certeza desejava estar bem preparado para o mesmo. Ajustaria meu manto preto, deixava de um jeito que a distancia não conseguisse ver com clareza meu rosto, ainda tinha que me preocupar com as ações que tinha feito em Las Camp, eu tinha absoluta certeza que kyriel não iria deixar as coisas acabarem como acabou, encontrar-me com ele ali seria uma das piores opções possíveis. - Vai dar tudo certo... - Falava comigo mesmo baixinho ao deixar o local onde estávamos, iria com calma avançando aos poucos em direção a mina, com meus olhos afiados procurava por qualquer tipo de pessoa que se assemelha-se a um marinheiro ou qualquer tipo de guarda, principalmente se fosse alguém de terno negro, ainda que não tivesse encontrado nenhum era bem possível que existissem naquela ilha, os agentes do governo, pessoas sobe o comando direto do governo mundial, uma organização que tinha influencia em todo o mundo, eles eu tinha certeza, não poderia nem ao menos pensar em enfrentar sem devido cuidado. Becos, telhados e janelas eram meus principais alvos em minha busca por olheiros, locais altos tinham vantagem nesse tipo de coisa, e era essa vantagem que pretendia ter. Chegando próximo a mina iria procurar por qualquer prédio perto, alto e com boa visão para o local, iria forçar as possíveis portas laterias e traseiras a procura de uma aberta ou caso não encontrasse nada fingiria estar entrando como um cliente comum pela porta da frente e pegaria as escadas para o telhado, não sabia ate que ponto isso seria efetivo e o quão longe estaria de meu objetivo, mas era melhor ter uma visão geral da área antes de realizar nosso ataque, um mapa era excelente, mas nada era comparado com a visão crua. Conseguindo subir era hora de observar os arredores da mina, procuraria por guardas na entrada e se existissem quantos eram, se eles se movimentavam ou ficavam estáticos. Iria procurar por outras saídas e principalmente a geografia local, se era um campo liso ou se existiam construções ao redor, depois de liberar essas pessoas por onde as conduziria? Entrar provavelmente seria fácil mas sair seria o real problema. Iria ficar por não mais que quinze minutos observando e então voltaria ao local onde tinha deixado minha equipe antes do tempo de meia hora acabar, relataria tudo que tinha avistado e esperava as respostas de como poderíamos realizar o melhor plano para o ataque.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 22
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySeg 07 Maio 2018, 13:27


Derrubar o rei é algo muito complicado. Eles apenas vão enfraquecer as forças dele, isso pode acabar levando anos para ser concluído. Nossa tarefa é tão pequena comparado ao objetivo do Major. – A missão não tinha muito impacto. O trio tinha que encontrar outros dois revolucionários e atacar um pouco a empesa, libertando alguns escravos enquanto eliminam certos guardas. Nada daquilo soava tão importante assim. Era uma simples missão que eles teriam de fazer e a grandiosidade do objetivo era tanta que não importava o sucesso ou fracasso, um dia eles tentarem derrubar o rei e conquistar tudo de uma vez, pois aos poucos as coisas são construídas novamente. Somente um ataque em larga escala faria dano à Ilusia. Jiya que estava na frente indicava exatamente onde eles precisavam ir, entrando em uma casa abandonada onde duas pessoas estavam esperando encostados na parede. O mais próximo tinha um bastão de ferro bem fino em mãos, seu corpo era cheio de pinturas estranhas e guelras próximas ao pescoço como um peixe. Já o segundo era um mink como Nyx, porém ele parecia muito com uma pantera por ter seus pelos na coloração preta. Em sua cintura estava uma espada e possuía uma ombreira no ombro esquerdo.

Nyx sugeria ir à frente para checar o lugar, sendo um felino ele teria velocidade o bastante para entrar e sair, mas no percurso poderia ser descoberto e este seria o real problema. Antes de realmente iniciar a questão da missão os dois novos integrantes do grupo tinham que se apresentar dando simples explicações de seus estilos para o trio. – Sugok, espadachim e posso segurar a linha de frente durante os ataques. – Simples e direto o mink se aproximava mais de seus companheiros, pronto para escutar qualquer que fosse o plano. – Me chamem de Luka, sou um simples usuário de bastões e sei me virar contra a maioria dos oponentes. Não venham me perguntar sobre planos, sei lutar e quem decide o que faremos são vocês. – Os cinco estavam prontos para discutir sobre o plano e Nyx não poderia prosseguir com sua ideia inicial, pois Jiya não parecia estar muito interessada em um possível sacrifício. – Eu pedi mais pessoas justamente para lutarmos. Nosso objetivo é diminuir a força deles e libertar alguns escravos. – Todos tinham de entender a real intenção daquele grupo ter se formado, pouco importando como era o local e quantas pessoas poderiam ter defendo por lá. – Pelo que vi nos documentos essa mina é comanda por Aaron, líder da CP3 e um agente do governo. Ele é o real problema aqui, pois podemos encontrar agentes por lá e teremos que enfrentar todos eles. O rei tem essa parceria com este agente e ambos ganham com tal escravidão, precisamos criar uma confusão e desaparecer após algum tempo. – Jiya tinha definido a missão e todos precisavam se manter juntos para tudo dar certo.

O local de mineração fica no centro da ilha, porém a base e onde os possíveis escravos ficavam era na empresa. Jiya tinha sido ordenada a causar problemas na empresa, liberando alguns escravos do local e assim conseguindo diminuir a força do rei. Ao chegarem próximos da empresa o grupo de revolucionários conseguia ver quatro guardas na entrada principal, dois de cada lado da porta que dava acesso ao interior. Todos os guardas usavam ternos, tendo uma aparência respeitável que poderia relembrar agentes do governo. – Esses devem ser guardas normais, os principais devem estar lá dentro protegendo os gerenciadores da empresa. – Não existiam outras entradas visíveis, deixando apenas a chance deles passarem pelos guardas iniciando assim o ataque que poderia criar uma confusão gigantesca naquele prédio. – Isso vai ser muito divertido, mas por qual motivo estamos aqui e não na mina? – O mapa os levou até a empresa por um motivo bem simples. – Os civis não sabem que aquelas pessoas são escravos, ir diretamente lá só atrairia uma atenção desnecessária e a visão errada da população que provavelmente apoiaria o rei. Nossa missão é enfraquecer eles e libertar alguns, estes que podem estar aqui. Seria impossível uma pessoa trabalhar o dia inteiro sem se cansar, eles fazem turnos onde trocam de posição para descansar. – Como a missão era realmente derrotar a maior quantidade de pessoas possível, ninguém tinha de pensar em um bom plano, podendo invadir o local assim que todos os guardas fossem derrotados.


Revs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptyTer 08 Maio 2018, 18:11



嗨让我们战斗吧


Que grupo mais engraçado, dois minks, duas humanas e um ser que nunca tinha visto antes, parecia gostoso, me lembrava dos peixes que eu e Daivus pescávamos todos os dias em alto mar. Nossa missão era ir diretamente na fabrica, enfraquecer suas forças e com certeza estávamos preparados para isso. A melhor estrategia? O ataque desgovernado e não planejado, se o objetivo era só derrotar o maior numero de pessoas para causar perdas e enfraquecer a imagem do governo, assim como salvar algumas pessoas da situação de escravidão, a melhor coisa a se fazer seria apenas invadir como um navio sem leme e derrotar quem estivesse pela frente. Quatro guardas, esses eram o numero de pessoas que esperavam no lado de fora, estávamos em cinco então tínhamos uma pessoa a mais, uma vantagem numérica. Suspirava um pouco antes de tomar qualquer investida, porem naquele ponto só tinha algo obvio a se fazer, não iriamos de nenhum jeito precisar de ataques mirabolantes ou estrategias de guerra, seria a mais perfeita e horrível demonstração de nosso nível de batalha contra o deles, o melhor iria vencer. - Luka, Gulak, vocês dois pegam os dois da esquerda, Xi e esse que vos falam pegam os dois da direita, Jiya... - Ainda estava um pouco preocupado com o estado de saúde de Jiya, não sabia o quão bem ela estava então novamente tinha que pensar em como deixar a mesma em uma posição que tanto beneficiasse a gente como ela própria - Jiya, você vai ser nosso esquadrão móvel de assistência múltipla! - Nem eu mesmo sabia o que tinha falado, eram apenas palavras complicadas para determinar onde a mesma ficaria em toda aquela loucura - Fique atrás de ambos as duplas e dê assistência com seus senbons, acho que vai ser a melhor opção, claro, se você não quiser tal função apenas irei obedecer suas ordens. - Naquele momento algo estalava em minha cabeça, tinha noção que estava comandando aquele grupo como se fosse o líder e isso tinha sido o fruto de diversas situações onde minha palavra era a voz por trás dos planos. Não sabia como os novos membros daquele esquadrão reagiriam aquilo, um novato dando as ordens? Eles com certeza eram membros mais antigos e de confiança do que um mero mink que teve que ser resgatado em sua primeira missão. - Bem... Acho que coloquei a carroça na frente dos burros HAHA.... - Um sorriso tímido era possível de ser associado a mim, tinha que ser da forma mais honesta possível e pedir pela opinião dos mesmos ou acabaria sendo alguém que apenas da ordens sem se importar com o modo que todos observavam aquilo - Se vocês tem qualquer objeção ao plano que tracei... Por favor sejam sinceros agora... - Esperaria pela resposta de todos os membros, iria ouvir suas palavras e reconsideraria minhas ações.

Sem objeções era hora de finalmente atacar nosso alvo, como antes planejado eu e Xi iriamos pela direita, nossos alvos utilizavam uma vestimenta formal, ao contrario de minha capa negra que parecia voar sobre o vento, eles com certeza não eram marinheiros e pareciam ter classe demais para serem apenas guardas contratados - O governo... - Falava baixinho para Xi, eles eram considerados nossos adversários diretos enquanto a marinha eram apenas seus bonecos. Demonstrar habilidade em frente aquela batalha de ideologias era nosso foco, sem perder tempo soltava o chicote de minha cintura e em passos largos em zig zag tentaria esquivar de quaisquer projeteis que lançassem. - Tremam em desespero cães do governo, pois o Rei dos Ratos chegou! - Ao terminar minha frase iria lançar um ataque ao homem que estivesse mais próximo, assim que a distancia entre nos e eles fosse de aproximadamente o tamanho de meu chicote, pegaria o mesmo e de trás para frente com o balanço de meu braço direito visava acertar qualquer local de seu corpo que fosse acessível, tronco, pernas e braços. Iria em um movimento brusco parar de correr e com apenas o braço direito, não poderia ainda utilizar o esquerdo devido seu estado ainda incerto, iria o puxar em direção a seu companheiro tentando assim causar o choque entre eles. - Xi, acerte eles! - Dava instruções para que minha companheira acertasse ambos os homens no momento do choque, seria a melhor oportunidade para evitar uma esquiva desnecessária ou bloqueio dos projeteis. Caso o choque entre eles fossem evitados não teríamos tempo para pensar em qualquer plano novo, iria ter que demonstrar todo meu leque de movimentos improvisados - Xi, não deixe ele fugir! - Iria soltar o chicote do homem, voltaria ele para meu braço e continuaria avançando em direção a eles, iria tentar evitar ataques a curta distancia com movimentos rápidos de aceleração e calma em ritmos irregulares para confundir os olhos de meu inimigo. A curta distancia tentaria laçar o pescoço, cabeça ou qualquer parte superior de seu corpo, puxaria minha mão direita para baixo e com o joelho esperava acertar seu rosto em um movimento vertical de salto, de baixo para cima. "Não posso parar" Giraria meu corpo em torno de meu próprio eixo em cento e oitenta graus para ter visão completa de meu próximo alvo, iria correr em direção ao mesmo - Xi! - Gritava pelo nome de minha companheira, esperava que a mesma acertasse qualquer disparo para o deixar desnorteado para meu próximo ataque que visava suas pernas. Iria tentar laçar uma ou ambas suas pernas com meu chicote e em um movimento para trás tentaria derrubar o mesmo. Saltaria por acima do mesmo e com meu pé direito tentaria acertar sua barriga tentando causar dor suficiente para o deixar desmaiado. Durante toda essa investida iria esperar que Jiya conseguisse fazer qualquer coisa, mesmo que anteriormente tivesse a dito para ajudar ambos os grupos não poderia contar com isso então se pudêssemos executar nossos alvos sem precisar de ajuda seria a situação perfeita. Após nossa batalha iria observar como estava indo o segundo grupo, se eles tinham sido uteis ou teríamos que iniciar uma nova batalha logo após a outra.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 23
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptyQua 09 Maio 2018, 08:54


Nyx não era nenhum grande estrategista, mas tinha sido o único a se pronunciar no meio de tantos pensamentos sobre aquela missão. – Todos concordam? – Cada um dos integrantes do grupo fez um breve aceno com a cabeça, aceitando tal proposta e partindo cada um em suas funções. – Eu não me importo com o plano em si, vou fazer aquilo que consigo, que é derrotar o máximo de pessoas possíveis. Se você é quem escolhe como iremos agir, muito bem, irei fazer do seu jeito... Tanto faz se entrou agora no exército revolucionário, eu não ligo para essas coisas. – O tritão parava no meio do caminho, virando-se para Nyx enquanto sorria. – Se as coisas derem errado nesse seu plano, não será minha a culpa, mas sim de quem pensou nessas coisas e da pessoa que aceitou. Agora se nossa missão for um sucesso, entenderei a razão de essa garota confiar tanto em um novato. – Por fim ele voltou-se aos alvos e partiu na direção dos guardas, acompanhado de seu parceiro naquele combate. – Relaxa, leva algum tempo para as pessoas aceitarem os novatos. Eu também estou no mesmo nível que você, só não fico tentando criar planos, prefiro seguir o que meus superiores falam e matar muitas pessoas. – A conversa já tinha durado muito tempo, Jiya dava dois tapinhas nas costas dos dois novatos e ambos partiam para enfrentar os guardas antes que a luta se ficasse 2x4 para seus companheiros.

Rei dos Ratos?! – Os dois guardas mais próximos da dupla ficavam surpresos ao ver Nyx e seu chicote acompanhado de uma outra pessoa com ataduras pelo corpo que cobriam também seu rosto impedindo reconhecer quem estava por trás daquele estilo estranho de se vestir. O primeiro ataque surgiu e tão rápido quanto o chicote de Nyx os oponentes reagiam, retirando armas de fogo que não foram o bastante para impedir a chicotada de acertar, envolvendo o sujeito e fazendo ambos baterem um com o outro. – Que pena. – Dois disparos surgiam, um em cada guarda, acertando diretamente no peito de ambos. Jiya não estava por perto, porém também tinha participado do combate ao lançar suas senbons no momento exato para acertar o pescoço de cada um deles. Xi não tinha acabado e se aproximou saltitante dos homens caídos, observando que ambos não estavam mortos e imploravam por suas vidas enquanto o sangue se espalhava pelo chão e a voz ia se esvaindo. – Eu não tenho motivos para te salvar, você é apenas mais um que vai entrar na minha lista de mortos. – Um único disparo na testa e aquele homem perdia qualquer sinal de vida. – Você vai sentir algo mais especial. – A garota lentamente dizia algo tão baixo que ninguém conseguia escutar e descarregava todas as balas no tronco do guarda. – Apenas cinco balas, foi pouco, mas mesmo assim me diverti. – Sem qualquer respeito pelo morto ela pisava nele, andando por cima do mesmo até alcançar a porta de entrada.

Durante tal combate os outros dois companheiros também tinham terminado o serviço, podendo ser visto os dois guardas no chão com sangue por perto. Enquanto isto Jiya estava procurando algo no bolso dos homens e enfim voltava até seu grupo, abrindo a porta com um cartão branco de acesso. – Certo. – Ao olharem por dentro existiam dois caminhos, um para a direita e o outro a esquerda. Ambos levavam até elevadores ou as escadas, além disso, existia uma pequena recepção de frente com a entrada onde uma mulher loira e vestindo roupas sociais estava observando os desconhecidos. Do local onde ela estava não tinha como ver os guardas mortos ou desacordados do lado de fora, imaginando que aquele grupo estava ali para fazer algum negocio. – Bem vindos a Pedra Rara, como posso ajuda-los? – Simpática, sorria aos revolucionários e aguardava alguma resposta, parando para observar os cinco que tinham sangue e armas e mãos entendia a situação um pouco melhor. A velocidade dela não era tão elevada e antes mesmo que pudesse fazer algo podia se escutar um disparo, acertando diretamente na testa dela e finalizando qualquer chance da mulher chamar reforços. – Deve ter algum botão por ali, ela queria chamar os guardas. – Ainda que não fosse uma boa ideia matar ela, aquilo poderia diminuir o tempo até a chegada dos guardas e Xi não estava tão errada em eliminar possíveis complicações.

Ao passarem até onde a loira estava morta o grupo poderia ver que no balcão existiam diversos botões, alavancas, monitores e um den den mushi fixo que serviria de comunicação com aquele local. Alguns papeis estavam espalhados por ali, além de outro cartão, sendo este preto. – Acho que agora podemos acessar certas áreas que antes não era possível. – Sem portas eles só tinham como subir os elevadores e foi para lá que todos seguiram. – Vocês dois pela direita, iremos pela esquerda. Iremos parar no primeiro andar. – Os dois lutadores seguiam até a direita, abrindo um dos elevadores com o cartão branco enquanto Jiya, Nyx e Xi usavam o preto para subir ao primeiro andar. Chegando lá eles encontravam um corredor vazio que seguia de um elevador até o outro, mas logo na frente tinham diversas portas e barulho poderia ser escutado ao chegar próximo delas. Tinham janelas nos dois cantos do corredor e câmeras de segurança estavam no topo na esquerda mirando todo o corredor e a outra ficava na direita também no topo, mirando quem poderia sair dos elevadores. – Esse deve ser o local onde os guardas ficam, ou talvez alguns clientes estejam por aqui. Os escravos devem ficar em um ponto mais baixo, talvez o subsolo que ainda não sabemos como chegar... Alguma sugestão? – O pedido da líder fazia Xi querer falar e seu plano não era nada interessante, mas poderia funcionar se a quantidade de guardas ou pessoas no interior fosse pequena. – Vamos entrar destruindo a porta e atirar em qualquer pessoa que se mova, nós podemos acabar rapidamente com eles por estarem distraídos e se sobrar alguém, forçamos o mesmo a falar sobre os escravos. Eu só quero matar alguém. – Ela tinha uma ideia muito complicada de se fazer, algo sem qualquer pensamento e que poderia dar muito errado.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptyQui 10 Maio 2018, 13:59



嗨让我们战斗吧


- Vai com calma ai - Xi era realmente maluca, que tipo de pessoa gostava de matar os outros? No pouco tempo que tive contato com a mesma cada vez mais me convencia que ela não era normal, era certamente alguém engraçada e de fácil convivência. Câmeras e corredores, aquilo tinha acabado de se tornar um labirinto, se já era confuso o suficiente como diabos deveria ser a real mina? Me dava calafrios só de pensar em me perder abaixo da terra, felinos foram feitos para viverem livres. - Ok, acho que temos algumas opções...- Nossa missão era enfraquecer a moral do governo como também seu poderio militar em ilusia, salvar os reféns era de fato algo que parecia secundário, contudo nossa melhor forma de enfraquecer o governo era liberando aquelas pessoas, a verdade era que nem sabia se eles eram realmente escravos ou apenas pessoas que não tinham amor próprio e viviam naquele estado deplorável de degradação social. A ideia de Xi era boa, entretanto os disparos realizados anteriormente poderiam ter alertado todos os guardas, as câmeras de segurança que tinha avistado a pouco também não estavam ali de enfeite, os cães do governo com certeza já deveriam saber de nossa presença, tínhamos que ser rápidos. - Vamos, seguiremos em nosso plano de não ter um plano! - Gritava tentando motivar a equipe a seguir em frente, iriamos trazer o caos para aquele local nem que fosse se transformar em uma banheira gigante de sangue, algo que tentaria evitar, mas Xi com certeza tinha um dedo nervoso, a funcionaria anteriormente nem conseguia terminar sua frase e já era executada a sangue frio. - Xi temos que trabalhar esse seu temperamento, o que as pessoas vão achar de nós? - Mesmo que aquelas palavras tivessem saído de minha boca, ainda não sabia como reagir em relação a morte, era obviamente algo que tinha convivido e estava convivendo diariamente, eu já tinha assassinado alguém antes? Por que mesmo achando que as ações de minha parceira eram errôneas ainda assim apenas a repreendia com palavras vazias? No fundo eu não me importava com as pessoas sendo mortas de maneira tão cruel? Ou apenas nunca tinha levado esse pensamento por esse caminho? Muitas duvidas e nenhuma resposta, acho que quando eu descobrir quem sou e sobre meu passado tudo isso vai ser resolvido.

Com o chicote em mãos iria avançar pela porta com um grande chute, estávamos ali para causar confusão, o máximo de barulho e algazarra que fizermos melhor. - Saiam de seus buracos cães! - Incitava a quem estivesse ouvindo que estava preparado para atacar quem quisesse defender com a vida aquele experimento de exploração diabólico. Não aparecendo ninguém seguiríamos em direção ao que acreditávamos ser o subsolo, tentaria nos guiar por placas ou indicações nas paredes, chão e teto. - Irmãos, quebrem suas correntes, O rei dos ratos chegou e com ele a liberdade! - Tentava chamar a atenção dos funcionários, aqueles que mesmo em situação similar a escravidão ainda sim tinham uma chama que os poderia querer se juntar a revolução, meu mestre tinha dito que as pessoas mais incríveis eram aquelas que conseguiam convencer os outros apenas com palavras e ter um monte de aliados, quem sabe eu não era um desses homens incríveis? Um devaneio em meio a correria em busca do que desejava. - O que vocês acharam do rei dos ratos? HAHAHAHA - Tinha bravejado aquele apelido enquanto ainda estava do lado de fora da empresa, Daivuss lia para mim uma fabula chama de "Rei Dos Ratos", sobre um homem que não tinha dinheiro, fama ou passado e que com sua coroa de lata tinha dominado o mundo com sua sinceridade e voracidade. Relacionava aquilo a mim mesmo, não tinha um passado e nem recursos para seguir em frente, porem com o pouco que tinha estava tentando dominar o mundo, deixar minha marca para as próximas gerações. Correndo por entre os corredores quem aparecesse iria apenas dar uma olhada firme para Jiya e Xi, era o sinal obvio para ficarem estáticas e de longe auxiliarem em minha investida sempre de frente. Com o chicote pegaria quem encontrasse e laçaria suas pernas o jogando contra o chão ou parede, tomando cuidado para não ser atingido por disparos ou laminas curtas, mesmo que minha arma fosse fácil de manipular o espaço necessário para grandes giros era limitado. Caso encontrasse qualquer civil que não tivesse ligação com o governo apenas os ignoraria e continuaria naquela investida agressiva.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 24
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 83
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptySex 11 Maio 2018, 12:11


As pessoas eu não sei, mas a marinha e governo vão me achar perigosa. Acho que só isso já basta. – Ria com a situação e já que o plano base era criar uma enorme confusão, Xi avançou junto de Nyx até a porta, abrindo-a com tanta força que as pessoas no interior do local ficavam assustadas e despreparadas para as ações da atiradora. O lugar era um tipo de sala onde os guardas descansavam, todos estavam vestidos de maneira desleixada e conversavam, além de jogar alguns jogos de tabuleiros. Xi não se importava com quem eles eram, existia cerca de 10 pessoas por ali e ela resolveu disparar todas as balas que tinham em sua pistola. Três caiam de imediato, sendo levados ao chão com a dor e força do disparo. Jiya surgia por trás de Nyx já lançando diversas senbons contra outros homens desatentos, incapacitando mais três. Restavam 4 naquela sala, todos estes tinham conseguido escapar dos golpes de antes e estava atentos no fundo da pequena sala. Nenhum deles tinha armas, talvez elas estivessem guardadas naquele momento e por isto estavam cautelosos.

Na sala ao lado o barulho ocorria em uma intensidade muito maior, existindo gritos e impactos enormes nas paredes, escutando também os gritos de dor de diversas pessoas. A dupla de lutadores tinha conseguido dominar facilmente a sala ao lado, porém mais passos surgiam no corredor e para a surpresa do trio, um grupo de 5 outros guardas aparecia, todos estes vestindo-se normalmente e com armas. Três tinham pistolas na cintura e os outros dois possuíam espadas. Não existiam saídas, somente uma janela atrás dos guardas na frente dos revolucionários e pular daquele lugar seria complicado. – Oh! Agora vai ficar divertido, vamos brincar um pouco! – A situação naquela sala provavelmente se repetia do outro lado e todos estavam com problemas.

Sem qualquer piedade os guardas partiam na direção do grupo, obrigando eles a ficar no centro da sala, sendo atacados por ambos os lados. Os ataques de espada surgiam e Xi conseguia bloquear alguns, levando outros golpes em seu corpo enquanto Jiya atrapalhava os atiradores em seus disparos, sendo atingida por algumas balas de raspão que não importavam muito naquele momento. – Alguma ideia brilhante? – A líder estava ficando sem opções e uma bomba de fumaça naquele momento poderia complicar ainda mais, podendo prender eles ali dentro por não conhecer onde estavam. Existiam diversos papeis e copos de vidro por perto, além de sucos e sofás onde os homens estavam sentados antes. – Estou ficando sem balas. – A garota pegava um de seus últimos carregadores e encaixava na pistola, preparando-se para o pior. Os revolucionários estavam pegos em uma situação complicada, totalmente cercados e perto de serem destruídos completamente em tal posição.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 EmptyQua 16 Maio 2018, 20:27



嗨让我们战斗吧


Diante aquela situação só existia uma alternativa eficaz, um plano que não exigia uma estrategia brilhante e muito menos precisão cirurgica para ser executado - Bem, acho que entramos em uma fria... - Abria um sorriso preocupado em meu rosto, era obvio que em uma instalação do governo como aquela o numero de guardas seria no minimo um pequeno esquadrão, porem o tanto de pessoas que surgiam era certamente maior do que eu esperava. Nosso grupo era constituida de Xi, um atiradora quase sem balas, Jiya que ainda estava ferida depois de nosso ultimo combate e eu, um maluco qualquer com um chicote, aquele certamente não era o time dos sonhos de qualquer pessoa no mundo. Entretanto como parte integrante daquele grupo tinha que trabalhar com apenas aquelas peças, o plano que pensava no começo era a melhor opção. - Xi, Jiya, vamos ter que executar o plano vinte e cinco três três quatro... - Fazia uma pequena pausa em minhas palavras, deixava o clima um pouco silencioso em aguardo do que diabos seria aquele plano que anunciava para todos que estavam ali ouvissem - Nos... Fugimos! - Com um grito corria em direção a saída de onde a pouco tinhamos saído, enfrentar quem estivesse em nossas costas era melhor do que enfrentar todos que estavam ali juntos, uma fuga bem executada seria primordial para não termos mais baixas durante aquela missão. O plano de fugir era simplesmente atacar os homens que apareciam nos cercando e ao passar por eles nos reunir com o segundo grupo, eles eram fundamentais naquele momento, lutar em minoria era algo que não estava acostumado, desde que tinha entrado para os revolucionarios toda batalha que tinha feito ate agora era em maior numero, claro, Kyriel era uma exceção a regra. Para realizar essa fuga estrategica tinha que ajudar Jiya a lidar com os espadachins e pedir para Xi que nos desse cobertura para os homens que antes estavam em nossa frente, agora eles estariam em nossas costas, ser acertado por trás era um problema. - Jiya, nossas costas! - Bradava para a mesma enquanto girava meu chicote no ar em um semi salto para frente, tentava diminuir ainda mais a distancia entre mim e os guardas que acabavam de chegar, mesmo que Jiya estivesse lidando com inimigos a curta distancia se ela apenas recuasse em minha direção já seria o suficiente para seguir nessa rota de fuga. Com o chicote sabia exatamente onde acertar para neutralizar rapidamente aqueles guardas, não seria uma medida final e muito menos justa, porem situações desesperadas pediam medidas desesperadas. Cinco guardas, duas espadas e três pistolas, já sabia onde achar a munição que faltava para Xi.

- Xi, para trás. - Pedindo para a mesma recuar planejava tomar sua posição que estava defensiva e partir para o ataque, uma troca de defesa para ataque coordenada as pressas, não seria executado com precisão mas era o necessário para o que planejava. De baixo para cima puxava o chicote que arrastava ao chão com ferocidade, meu alvo era as partes intimidas dos soldados, nenhum homem que tinha visto ate agora em minha vida tinha conseguido receber um golpe naquele local e sair como se nada tivesse acontecido, era um ponto fraco que pretendia explorar, mesmo que não fosse a ação mais honrosa eu nunca tinha dito que era esse tipo de pessoa. - Nas bolas de ouro! - Gritava tentando acertar de baixo para cima o homem que estivesse mais perto. Ainda se aproveitando da velocidade tentava em um semisalto acertar com um chute o mesmo, se conseguisse jogar ele para trás já estaria facilitando nossa fuga. Conseguindo acertar o chute em meu adversário iria assumir seu local na formação de sua equipe, não perdendo qualquer tempo realizava um movimento que agradecia a minha raça felina, jogava meu corpo para o ar e em um giro de trezentos e sessenta graus planejava com meu chicote acertar o homem a minha esquerda e direita, ambos na região do rosto, a força que executava o golpe esperava que fosse o suficiente para os jogar para os lado oposto ao golpe. Conseguindo passar pelos homens, seguiria direto em direção a onde tinha escutado um golpe alto mais cedo, esperava que Jiya e Xi com a abertura que tinha feito me seguissem, era hora de agrupar e se preparar para um novo combate.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 25
Ganhos:Chicote x1
Perdas:30.000 Berries
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Spoiler:
 
Extra:-x-

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1. Quem sou eu?   Cap 1. Quem sou eu? - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap 1. Quem sou eu?
Voltar ao Topo 
Página 5 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: