One Piece RPG
Cace o limite - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Cace o limite - Página 6 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
Cace o limite - Página 6 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Cace o limite - Página 6 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 02:55

» Enuma Elish
Cace o limite - Página 6 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 02:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Cace o limite - Página 6 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Cace o limite - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
Cace o limite - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Cace o limite - Página 6 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
Cace o limite - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
Cace o limite - Página 6 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Cace o limite - Página 6 Emptypor Furry Ontem à(s) 22:54

» Seasons: Road to New World
Cace o limite - Página 6 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
Cace o limite - Página 6 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
Cace o limite - Página 6 Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49

» Um novo tempo uma nova história
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:29

» Ruby Belmont
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:47

» Drake Fateburn
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:38

» Alipheese Fateburn
Cace o limite - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:10



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cace o limite

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Cace o limite - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 EmptySex 09 Mar 2018, 21:22

Relembrando a primeira mensagem :

Cace o limite

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçador de Recompensas Coldraz Anne Stine. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Coldraz
Mercenário
Mercenário


Data de inscrição : 12/11/2017

Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 EmptySab 12 Maio 2018, 22:41


Como eu imaginava, ela estava apenas um pouco ansiosa, mas também chegava as mesmas conclusões que eu.

— Até que você pensa um pouco, da dupla você é o cérebro e ele a força ? — Dizia o mini-Frank.

Na verdade, eu acho que ela era ambos, eu era apenas o cara que arrumava confusão e atraia os piratas. Aquela garota havia me salvado duas vezes e nos garantido uma passagem naquele navio; eu por outro lado, tive sucesso apenas em irritar as pessoas certas. Embora essa devesse ser uma bela qualidade para um caçador.

— Terra a vista senhor!!!! — O aviso era seguido pelo vislumbre da nossa primeira parada. A princípio eu ficava feliz, estávamos chegando ao nosso destino mas, depois de passar um tempo procurando qualquer sinal de civilização e não encontrar nada além de uma grande floresta e mata densa, essa animação diminuía. Tudo bem que ainda poderia haver alguma civilização inteligente no lugar, mas era difícil imaginar que uma sociedade sem construções enormes e um porto a vista, tivesse navegadores e navios.

Além disso, eu sei que já devia esperar, mas quando o capitão disse que iriam embora assim que nos deixassem naquela ilha deserta, não tinha como não ficar com uma expressão assombrada, que apenas piorava e lotava minha mente de pensamentos horríveis com o barulho de algum animal que podia ser ouvido assim que chegávamos perto da ilha.

— É isso, eu devia ter imaginado quando mandaram o garoto com a gente, vamos ser usados como sacrifício para algum monstro marinho ancestral nessa ilha deserta. —

Tudo bem, talvez eu estivesse exagerando, mas não tinha motivos para pensar positivo naquela situação. Infelizmente, também não havia sentido em ficar pensando demais, eu precisava encarar o meu primeiro obstáculo nos olhos e me preparar para matar qualquer coisa que entrasse no meu caminho.

Como forma de cortesia e para mostrar minha gratidão, antes de deixar o navio, eu faria um sinal de positivo com a mão para o capitão e agradeceria dizendo em voz alta, para que o resto da tripulação também pudesse ouvir — Valeu pela carona, a comida estava deliciosa, continuem assim. —

No geral, não havia mistério algum no que eu faria assim que o navio chegasse na ilha. Se não tivesse nenhum perigo aparente ou problema, eu apenas seguiria as instruções dos marinheiros para que deixássemos o navio. Se não houvesse porto, talvez precisássemos de um bote, ou não, quem sou eu pra dizer a eles como fazerem seu trabalho ? Apenas seguiria suas instruções e manteria a dianteira para que qualquer coisa que tentasse nos atacar, não pudesse atingir a Marianna antes de passar por mim.

Porém, aquele barulho havia levantado minha guarda, eu não podia simplesmente ficar tranquilo naquela situação. Por isso, se alguma coisa tentasse nos atacar, fosse antes, durante ou após desembarcarmos, eu tentaria bloquear com meu jutte, mas de forma simples, apenas juntando meu braço ao corpo enquanto segurava ele com a ponta para fora, de forma a apenas reduzir o impacto do golpe enquanto usava meu corpo como escudo para que a Marianna pudesse efetuar um disparo com sua arma.

Se eu conseguisse desembarcar sem problemas, empunharia meu jutte e daria uma olhada ao meu redor para ter uma noção de onde estávamos. Se haviam animais ferozes, o clima e, principalmente, sinais de civilização. E no caso de não haverem animais obviamente ferozes com garras e presas a mostra ou o barulho de algum deles pela proximidade, eu então adentraria na ilha em busca de algum sinal de vida inteligente.

Porém, se eu acabasse notando a presença de alguma criatura hostil, eu tentaria dar a volta na orla da ilha ou ir pelo caminho onde minha visão tivesse menos obstáculos e eu pudesse observar meus arredores mais claramente. Claro que se a criatura começasse a nos perseguir, eu tentaria correr na direção oposta ou para a esquerda, no caso do animal vir de dentro da ilha.

Lutar seria minha última opção, mas se a Marianna não pudesse correr ou ficasse evidente que o inimigo iria nos alcançar, eu então avançaria em sua direção usando minha técnica Golpe na cabeça e em seguida me afastaria para ver o resultado do meu ataque.

Objetivos:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Punk
Pirata
Pirata
Punk

Créditos : 13
Warn : Cace o limite - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/07/2013
Idade : 28
Localização : No barco

Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 EmptySeg 14 Maio 2018, 18:34



Narração


O caçador agradecia pela comida e a carona, apenas ele e Marianna desciam na ilha, os marinheiros estavam prontos para partirem a jornada de ambos na Grand Line começava para valer. Desembarcam sem problemas antes do navio da marinha seguir para sua missão o capitão olha para vocês e diz: “– Boa sorte, vão precisar, pois essa é a pior ilha do mundo.” Palavras firmes e ao mesmo tempo sinceras, com isso o jovem casal podia observar o navio ir embora, Marianna logo notava algumas coisas nada boas para a garota, a onde vocês estão pisando é completamente lamacento, um pequeno rio forma uma espécie de caminho também completamente sujo. “– Meu Deus que lugar é esse, onde nós estamos?” Falava a garota há um tom um pouco assustada. Comum até para uma garota não gostar tanto do local. Logo se assustava com uma teia pequena de aranha. “Ahhhhhh” A floresta é enorme, ainda tinham que se preocupar com o barulho que ouviram no navio, ah questão é, será que veio realmente dessa ilha? Ou seria algum ser do mar?

Como o caçador de recompensas pode perceber, o pântano não é um dos mais agradáveis lugares, mas poucos, conhecem sua verdadeira essência, atualmente está manhã. Eles podem beber a água do córrego, só que não tem uma aparência agradável. Há vista de ambos um caminho já se torna mais largo e em certos momentos já quase não é possível saber qual árvore faz parte do caminho e qual não faz parte. Temperatura esquenta e um clima de êxtase surge no ar. O sol brilha forte e alto no céu, parece um dia dos grandes reis do passado. Não há nenhum perigo aparente no ar e o clima ainda faz com que os aventureiros se sintam mais seguros ainda. Num certo momento eles vêem uma árvore de aproximadamente sete metros de altura carregada de frutas vermelhas da cor do sangue. Os frutos vermelhos são podres, cheios de vermes e um liquido vermelho muito semelhante a sangue escorre delas. Consegue notar animais como aranhas, escorpiões, moscas e mosquitos. O solo é negro, rachado, é está coberto por musgo causando uma sensação gélida que percorre o corpo todo. Nada parece ter vida ou amor, ali aparenta que reina a tristeza e o ódio. Eles acabaram de chegar no local conhecido como “A Pior Ilha do Mundo.”

Viagem 5/5 desembarque.

OFF:
 

Considerações. escreveu:
Em primeiro lugar eu gostei muito de narrar você, sendo sincero eu não esperava muito quando peguei a TND. Ainda mais sendo um caçador de recompensas, onde as aventuras tendem a ser muito parecidas, tentei trazer uma dinâmica diferente, porém acho que não consegui muito. Segundo lugar, acho que você posta bem, muito bem por sinal, está de acordo com uma boa narração. Sim!!! É leal a sua personalidade, vantagens e desvantagens, veremos como se sai com a desvantagem sedutor incorrigível, tendo uma npc acompanhante. Mesmo assim uma coisa que eu tenho em mente é que há sempre algo a melhorar, inclusive eu. Tome cuidado com algumas decisões que podem levar seu personagem a ter sérios problemas e não me leve a mal se tivesse vindo pela reverse com ajuda de um npc, não teria gasto tanto e saído com alguns trocados a mais. Há outro caçador ai na quarta rota, conversa com ele quem sabe vocês não possa jogar juntos, ele pretende virar marinha, mas aqui não tem QG então não será nessa aventura seria bom para ambos por conta do XP. Você posta bem não se limite a coisas simples, vá atrás de coisas grandes, não desanime, continue buscando, continue sonhando, tem um grande potencial no fórum e agradeço por ter me deixado ser seu narrador até o fim da aventura. Peço desculpa por qualquer coisa e desde já lhe desejo ótimas futuras aventura e que se reencontremos por aí de novo, seria ótimo narrá-lo novamente e acompanhar ainda mais a evolução do seu personagem. Para finalizar, há algumas aventuras na frente da sua, talvez demore um pouco ^^.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace o limite - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 23

Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 EmptySeg 14 Maio 2018, 23:13


— Boa sorte, vão precisar, pois essa é a pior ilha do mundo —

Desgraçado, se ele sabia disso porque diabos nos abandonou em uma região isolada e muito possivelmente hostil, sem qualquer meio de deixar o local ? A comida foi boa, mas começava a me questionar se eu não havia trocado uma morte terrível numa montanha que desafia as leis da física, por uma morte terrível em uma ilha isolada e aparentemente isenta de qualquer vida inteligente.

Não havia nada de bom para dizer daquela região selvagem; as árvores pareciam formar o labirinto natural perfeito para intrusos como nós, as frutas que conseguia notar pareciam podres e provavelmente só serviriam como um meio de acabar com a tortura que devia ser viver naquela região infestada de insetos, aranhas e escorpiões. Pelo menos não havia nenhum sinal de qualquer besta carnívora que representasse uma ameaça, ainda.

— Ahhhhhh! — Gritava Marianna, chamando imediatamente minha atenção e atraindo os piores pensamentos possíveis.

Eu já estava me preparando para entrar em um combate feroz contra alguma espécie de animal pré-histórico de anatomia duvidosa, quando percebo que o susto havia sido causado por uma pequena teia de aranha. Eu gostava dela e tudo mais, mas aparentemente aquela ilha era seu ponto fraco e ficava imaginando se não seria um problema andarmos pelas redondezas nessas condições.

Mas, toda situação tem seu lado bom, basta você ter visão. Minha mente finalmente notava o que meu corpo sentia a algum tempo, aquela ilha era absurdamente quente, uma coisa no mínimo irritante e complicada, mas poderia me render uma bela vista do corpo despido de Marianna. É normal as pessoas cobrirem os corpos em regiões quentes para não acabarem com queimaduras de sol, mas isso provavelmente não se aplicaria à uma região de mata densa e sombra, onde o maior risco era uma desidratação pelo excesso de roupas, e a desculpa perfeita para tornar aquele lugar um pouco melhor.

Começaria então a tirar a minha camisa e amarrar em volta da cintura ao mesmo tempo em que diria para a Marianna com um rosto sério para não deixar escapar minhas intenções — É melhor você tirar um pouco de roupa também, ou corre o risco de desmaiar por desidratação, não acho que este lugar tenha água potável — e esperaria sua resposta.

Sendo sincero, não tinha tantas esperanças de que ela realmente se despisse, provavelmente seria necessário algumas horas de calor intenso antes que isso se tornasse uma opção viável para ela. Sem contar que a vista seria bem melhor se estivéssemos em uma região tropical um pouco mais amena. Mas jogamos com as cartas que a vida nos dá. Independente do resultado, aquela era apenas uma tentativa de tornar minha estadia naquela ilha um pouco mais agradável, não interferiria no que eu já planejava fazer.

Ainda era cedo e conseguimos comer alguma coisa antes de vir parar nesse lugar, e isso faria toda a diferença. É senso-comum que predadores caçam a noite e seria bom gastar nossas energias buscando algum modo de deixar aquele local. Talvez algum sinal de civilização ou piratas que acabaram presos naquele lugar, no pior dos casos eu precisaria aprender rapidamente como construir um bote, o problema é: construção nunca foi o meu forte.

Por isso eu diria para a Marianna — É melhor começarmos a procurar algum sinal de civilização antes que escureça e percamos a energia. Espero encontrar um abrigo antes de anoitecer ou vamos estar com problemas — e então começaria a adentrar na ilha mata-a-dentro. Eu não fazia ideia de para onde ir, mas eu precisava chegar a algum lugar, de preferência um que tivesse alimento e abrigo, ou uma rota de fuga, isso definitivamente seria melhor.

Minha forma de caminhar seria lenta, prestando atenção onde pisava, tentando me manter em uma área aberta que aumentasse meu campo de visão e distante do córrego; poderiam haver animais adaptados ao ambiente que vivessem, caçassem ou usassem este como fonte de hidratação. De resto, prestaria atenção a vozes humanas, barulhos de equipamentos e armas que pudessem ser ouvidos, ou qualquer outro sinal de vida inteligente, como fumaça por exemplo, e faria desta a minha direção, até que continuar seguindo a fonte se mostrasse impossível ou perigoso demais, nesse caso, eu procuraria por outro caminho, seguindo a mesma forma de locomoção precavida de antes.

Caso encontrasse algum outro ser inteligente, eu imediatamente o analisaria. Se este não se mostrasse hostil, eu apenas manteria minha guarda levantada e perguntaria — Estamos perdidos, sabe como podemos sair dessa ilha ? — E esperaria sua resposta. Porém, se este acabasse se mostrando uma ameaça para a nossa segurança, eu tentaria manter distância e segui-lo para ver se este possuía algum modo de deixar a ilha: se ele me visse e não me atacasse de imediato, eu então diria — Só estamos de passagem, mas o que você acha de dar uma carona pra gente ? — E esperaria sua resposta. Independente do tipo de indivíduo que eu encontrasse, se tentasse me atacar, eu o trataria como uma criatura hostil.

No caso de encontrarmos alguma criatura hostil, fosse animal ou humano, no momento em que este tentasse nos atacar, eu imediatamente avançaria usando minha técnica Golpe na Cabeça e me afastaria para ver o resultado do meu movimento. No caso de haver mais de um oponente, eu faria do meu alvo, a criatura hostil mais próxima de mim.

Além disso, meus movimentos de defesa seriam simples. Se eu estivesse distante da Marianna, eu apenas me esquivaria dando três passos para o lado ou para trás, o que fosse mais conveniente. Porém, se ela estivesse próxima de mim e o fato de me esquivar pudesse acarretar nela sendo atingida, eu então tentaria bloquear o ataque com meu jutte usando um movimento horizontal da direita para a esquerda, visando acertar o que quer que meu adversário (humano ou não) utilizasse para me atacar. E esta seria minha defesa.

Objetivos:
 

Histórico:
 

Agradecimentos Finais:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Punk
Pirata
Pirata
Punk

Créditos : 13
Warn : Cace o limite - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/07/2013
Idade : 28
Localização : No barco

Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 EmptyQui 24 Maio 2018, 22:00



Narração



O ambiente era muito estranho apesar de enormes sobras a ilha em si era muito quente e perigosa ao mesmo tempo o caçador de recompensas fazia uma proposta para sua companheira. “ – Nem ... nesse lugar cheio de bicho, morrerei de calor então.” Marianna não estava se sentindo confortável naquele lugar e demonstrava isso claramente. De fato, a dupla estava perdido num pântano ruim de andar, ainda por cima ouvindo barulhos estranhos. “ – Também não quero passar a noite aqui nessa mata.” Completava a garota que se mostrava muito cuidadosa com cada passo que dava, sempre olhando de um lado para outro. O que o caçador de recompensas faria agora, sua jornada na Grand Line estava apenas começando.


Avaliação Coldraz



Perdas:
● 2.130.000B$

Ganhos:
● Cicatriz ??? -"Negado?" Não seria necessário dessa vez, foram tratados bem rápido, mas, lembre de listar os ferimentos por aqui quando mandar para avaliação Cace o limite - Página 6 3997999705
● Cigarros (x20), Fósforo (5 caixas x30 Usos cada) - Ok
● Perícia: Lábia* (comprada) - Ok
● 2 caputurados - 10.500.000B$ de Recompensas totais. - Ok
● Rank - Mercenário. (Alcunha) - Ok - O Player já possui uma alcunha Cace o limite - Página 6 3997999705
● 3.000.000B$ pela captura de um dos procurados. - Ok
Medalhas falsificadas:
 
- Compradas (forjadas) - Ok
● Roupas velhas - Ok
Roupas velhas:
 

Essas roupas não tem status a imagem é só ilustrativa, pois o mesmo queria saber como estava vestido. Era do falecido pai de Marianna. -( Sim, atualmente nenhuma vestimenta dá mais status, seja armadura, uniforme ou qualquer outra coisa, então é tudo tranquilo)

● NPC Acompanhante - Ok
Npc Acompanhante:
 
Relação de personagens:

●  Sedutor Incorrigível (2\2) Adicionado quase esqueci dessa aqui


●  Ele faz.

Exp: 9 XP
EdC:  9 XP

Localização: 4º Rota - 1º ilha Berlinque Ok (Leia o adendo sobre isso por favor Sir.Narrador)
Quantidade de posts do(s) Narrador(es): 26 - 2 creditos

Observações importantes:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cace o limite - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace o limite   Cace o limite - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cace o limite
Voltar ao Topo 
Página 6 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: