One Piece RPG
Innuendo - Página 13 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Innuendo - Página 13 Emptypor Furry Hoje à(s) 18:57

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Innuendo - Página 13 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
Innuendo - Página 13 Emptypor Shiro Hoje à(s) 17:46

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Innuendo - Página 13 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 16:50

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Innuendo - Página 13 Emptypor Ceji Hoje à(s) 16:14

» Kit - Ceji
Innuendo - Página 13 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:23

» [ficha] Arthur D.
Innuendo - Página 13 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 15:15

» Mini-Aventura
Innuendo - Página 13 Emptypor Makei Hoje à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Innuendo - Página 13 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Innuendo - Página 13 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34

» Mini-Aventura
Innuendo - Página 13 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Innuendo - Página 13 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Innuendo - Página 13 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Innuendo - Página 13 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58

» Jade Blair
Innuendo - Página 13 Emptypor Kylo Hoje à(s) 3:42

» Seasons: Road to New World
Innuendo - Página 13 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 2:26

» The Victory Promise
Innuendo - Página 13 Emptypor Akise Hoje à(s) 0:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Innuendo - Página 13 Emptypor Fukai Hoje à(s) 0:27

» Kit Phil Magestic
Innuendo - Página 13 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Innuendo - Página 13 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Innuendo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty08.03.18 17:50

Relembrando a primeira mensagem :

Innuendo

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) marinheiros Skÿller Van Der Veen e Hizumy Mizushiro Mayan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento


Data de inscrição : 10/08/2015

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty10.06.18 15:45

Improvise. Adapt. Overcome.



...... O homem revelava ser um caçador de piratas, mas seria o mesmo aplicado para revolucionários? A nossa missão era recolher o máximo de informações possíveis e neutralizar os revolucionários, mas se eles tivessem recompensa pela cabeça não duvido que o homem matasse cada um deles na primeira oportunidade que tivesse.
...... - Tá na hora de você acabar com eles. – disse friamente Samael – Não vai conseguir nenhuma informação deles.
...... “Ainda não os posso matar. Precisamos deles.”
...... - Quando resolverem esse problema dos piratas você acabar com eles. – Samael aproximou-se de Lilian e passou a mão no rosto dela – Aproveite que ela está sozinha…
...... “Engraçado como você está preocupado com a missão.”
...... - Estou preocupado em você falhar a missão e ficar se menosprezando. – Samael levantou a voz – Recuso a acreditar que a reencarnação da minha irmã é uma pessoa cheia de dúvidas e mentalmente instável… Quer dizer… - disse Samael colocando o mão no queixo e ficando mais calmo – Ela já era mentalmente instável…
...... Francis e o seu grupo foram até aos maquinistas enquanto eu e o meu grupo fomos para os vgões de número maior. Os guardas, ou melhor, o guarda agradeceu pela ajuda e dava uma breve explicaão do que estava ocorrendo. A hipotese de os piratas terem um submarino estava posta de parte, visto que os civis que saltaram pelas janelas estavam bem e por alguns afirmarem ter visto um navio de um dos lados do trem.
...... Então um aviso para todos irem para o vagão 9 ou de número menos tocou. – os vagões 9 e 10 não são dos de alimentação? – perguntei já sabendo a resposta – A comida parecia ser fresca, o que quer dizer que ela é preparada aqui… Então existem fogões no trem… - não resisti em ter um sorriso no rosto.
...... - E entao? – perguntou Samael num tom incerto e ligeiramente assustado.
...... - Se existem fogões existe gás. – diria imediatamente. Começaria a acelerar o passo até ao vagão 10 e, se começassem a correr, acompanharia eles até la enquanto explicaria – Se for esse o caso, precisamos ganhar tempo para colocarem o trem a andar. E avisar a todos os civis para irem para os vagões 8 ou de número menor. – se perguntassem no que eu estaria pensando eu olharia para a arma do guarda – O navio deles é muito rápido mas eles devem ter parado ele bem perto do trem… Bem… Se explodirmos alguns vagões perto do navio deles, no mínimo eles teriam de parar de nos seguir para não naufragarem, certo? – olharia para o grupo – É um pouco arriscado, então o melhor seria deixar isso para último caso.
...... - Você é maluca. – Samael olhava para mim com um ar incrédulo – Nunca que eles vão alinhar nessa sua ideia.
...... Quando estivéssemos passando vagão 9 eu daria ordem para pararem. – Você, guarda. Preciso que pegue o máximo de garrafas com bebidas alcoólicas e panos que conseguir. – ordenaria – Nós as 3 vamos continuar para proteger as pessoas, traga o máximo que conseguir. – se alguém questionasse eu diria – Bem… Evangeline é uma criança, não posso deixar ela perto de álcool; Lilian parece ser forte; Eu tenho confiança nas minhas capacidades; E o guarda… Esqueci o seu nome, desculpe… O guarda tem uma arma e pode nos dar cobertura se chegar mais tarde. – se ninguém tivesse nada contra daria sinal para continuarmos até aos vagões seguintes. – E ALGO QUE FAÇA FOGO! – gritaria.
...... - Ele não é seu escravo, sabe? – Samael estaria rindo e flutuando.
...... Se no vagão 9 ou seguintes tivessem civis, eu diria para continuarem até aos vagões seguintes e ajudarem aqueles que estivessem incapacitados. Ajudaria um ou outro a se levantar e daria espaço para passarem, mas não perderia muito tempo.
...... Seria bem fácil destinguir quem era pirata de quem não era. Todos que fossem minks leões armados e atacando civis seriam piratas. Os que estariam fugindo de medo seriam civis. Assim que eu visse um dos piratas sacaria a minha ninjaken e saltaria na direção dele, realizando um golpe horizontal no seu pescoço com a finalidade de cortar a sua traqueia, se não fosse o suficiente penetraria o seu tórax assim que eu voltasse para o chão.
...... Para defender-me de chutes baixos, eu tentaria pular para cima do pirata e enfiar a minha ninjaken em seu pescoço, empurrando-o ela para o lado esquerdo, para cima de uma mesa ou banco; se os chutes fossem médios ou altos, eu rapidamente abaixar-me-ia e então me jogaria na outra perna para que ele caísse, se ele não tivesse nenhuma proteção na perna não hesitaria em morder a sua perna.
...... Para socos circulares direcionados à cabeça ou tronco, eu me esquivaria com um movimento de pêndulo para o lado oposto do soco; no caso de socos frontais direcionados na minha cabeça, eu esquivaria para direita e então perfuraria o rim do pirata; Se tentassem dar socos abaixo da cintura eu saltaria o mais alto possível e enfiaria a ninjaken, segurando com a mão esquerda, na clavícula dele enquanto tentaria enfiar as minhas garras direitas em um dos seus olhos; se fossem socos de gancho, eu daria um salto para a minha direita e tentaria realizar um corte horizontal no torso do agressor. Se tentassem agarrar-me a nível da cintura pela frente eu levantaria a ninjaken até ficar com um ângulo de 90º em relação à cintura do pirata e sem pensar duas vezes investiria na sua direção de forma a fazer a minha arma penetrar a zona pélvica do pirata.
...... Caso ainda existissem piratas conscientes no vagão não hesitaria e usaria a técnica “Now You See Me…” no mais próximo. Se Evangeline ou Lilian estivessem em apuros eu correria o mais rápido possível até elas para as socorrer, usando a minha ninjaken para rebater o golpe do seu adversário.
...... Quando não existissem mais piratas no vagão atual olharia para Lilian e para Evangeline – Vocês estão bem? – Aproveitaria para olhar pela janela de cada lado do trem procurando pelo navio pirata. Se o achasse, analisaria bem o seu formato, eu não sabia muito sobre navios, mas talvez alguém no grupo soubesse e conseguisse encontrar alguma fraqueza pela descrição.
...... Quando o guarda chegasse com garrafas de bebida, panos e fonte de calor, eu sorriria e diria me sentando numa mesa – Muito bem… - pegaria nos panos e, com a minha ninjaken, cortaria eles pela metade e colocaria eles dentro da garrafa, deixando uma parte de fora e outra tocando no líquido. Se a garrafa estivesse cheia eu despejaria metade pela janela, porém se fosse vinho beberia um pouco. – Ok… Temos molotovs… - coçaria o nariz e então continuaria – O expresso tem sistema anti fogo? – Se a resposta fosse positiva pegaria num pedaço de pano e deixaria ele comigo, se não houvesse mais pano eu rasgaria a manga do meu próprio vestido e suspiraria – É lindo mas… De que adianta um vestido lindo dentro de um caixão?
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 46
Sangue: (03/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Ninjaken: Tesouro de Ymir/Requiescant:
 
Perdas: -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 4/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… : 4/4
Coments Extras: Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty11.06.18 23:58

Narração

Clima: Agradável dentro do trem
Local: Trem do oceano
Progresso até Endeavor:  7/9 ~progresso parado a partir deste ponto~


Skÿller

A insanidade da mink parecia estar aflorando. A primeira ideia que obteve ao ouvir as notícias foi de tacar fogo no expresso oceânico. A mesma começou a explicar toda a sua ideia enquanto andava sendo seguida pelos outros três. O guarda já foi protestando, aquela ideia era insana demais para ele aceitá-la de forma simples. - Você está maluca achando essa uma boa ideia! Não sei porque todo esse desespero, não está vendo que estamos cuidando dos piratas de certa forma sem problemas? - Atravessaram o vagão 6 e 7 de forma relativamente tranquila, havia pessoas machucadas, havia pessoas mortas, havia piratas e guardas mortos. O guarda que havia ajudado a terminar os piratas no vagão 5 estava morto entre o vagão 7 e 8. O guarda então que estava com Skÿller engoliu em seco. - Algum pirata atacou por aqui... e voltou para lá? - Perguntou olhando para o caminho que já estavam andando. Então finalmente entraram no vagão 8 e perceberam que havia uma forte neblina nele. Ao pisarem no vagão em si, sentiram água no chão, ele estava totalmente encharcado, muito mais do que o normal. Mas conseguiram passar completamente tranquilos, não havia nenhum pirata por ali, havia só cadáveres, muitos.

Chegando no vagão 9 por fim, perceberam que havia outro massacre, porém não havia uma névoa tão densa ou água no chão como no oitavo, além do número de cadáveres ser bem menor. Deu algumas ordens para o guarda, que apesar de ter recusado o plano no início, acabou acatando ao ver o massacre do oitavo vagão. Skÿller falou que ela e as duas continuariam, porém antes tentou olhar o navio pirata pela janela. Em vão. Percebeu que uma densa névoa havia por ali também.

Continuou andando então junto de Lilian e Evangeline, a criança estava bem mais centrada do que Skÿller poderia imaginar. Se a mink lembrasse da outra criança que havia feito uma missão com ela, com certeza lembraria de como essa criança pararia por causa de cada cadáver ficando assustada com tamanha violência. O vagão 10 havia mais um massacre. Até mesmo os minks estavam mortos. - Isso não está me cheirando bem. - Falou Lilian preocupada. Passaram o décimo vagão e foram andando, chegando facilmente até o décimo quinto vagão citado na fala dos maquinistas. Não havia nenhum mink, guarda ou civil vivo em todo o trajeto. Porém era perceptível que o número de minks mortos era bem menor que dos outros e não porque eram menos piratas e sim porque realmente era perceptível que os minks estavam sendo poupados. Do lado de fora, olhando pela janela, era possível ver somente a densa névoa que ali havia. Ou pelo menos assim era, até que a mesma começou a sair de perto, como se seguisse alguma coisa noite a fora, a névoa estava "andando" em direção a parte frontal do navio.

Foi então que o guarda chegou com sete garrafas e panos pedidos por Skÿller. Além de uma caixa de fósforos com quatorze fósforos. A cara dele de puro medo era evidente. - Aqui... aqui está... - O coitado aparentemente queria deitar no chão em posição fetal e ficar chorando por ali mesmo. Então um grito ecoou para algum vagão após o 15, quem sabe o décimo sexto, sétimo ou além. A sargento da marinha honrando sua posição foi até a direção do grito para salvar quem quer que fosse, informação ali era necessária. O grito veio do décimo sétimo vagão, aparentemente o último do trem. Havia alguns piratas ali ainda, cercando alguns humanos, que por algum motivo ainda não haviam matado.

- Não acredito que Tempestade deixou alguém chegar aqui ainda. - Falou um dos leões. Havia quatro minks ali e quinze civis, alguns sentados em cima das últimas mesas, a maioria machucados. Skÿller não perdeu tempo, sacou sua ninjaken e correu na direção deles, onde atacou o primeiro com um corte horizontal na altura do pescoço. Infelizmente não foi fundo o bastante. Ele apesar de surpreso com a situação conseguiu sobreviver colocando a mão em seu pescoço. Foi então que o mink mais próximo dos reféns gritou. - Eu mato todos eles se você atacar mais uma vez!

Situação:
 


Histórico:
 

Evangeline:
 

Francis:
 

Revolucionários:
 

Disposição dos bancos no vagão 5:
 

Guts Ossen = Homem misterioso:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty13.06.18 16:05

Improvise. Adapt. Overcome.


...... O guarda era completamente contra o plano de explodir os vagões finais do expresso, claro que era uma medida drástica mas ainda assim era a única ideia que tínhamos. Durante todo o caminho vimos inúmeras pessoas magoadas e mortas, sendo elas civis, guardas e até mesmo piratas, Samael estava estranhamente calmo naquela situação, assobiando uma melodia que, por algum motivo, me fazia lembrar de minha infância.
...... “Essa música…”
......- Hum? – Samael parou de assobiar, ficou encarando-me com um ar curioso – O que tem ela?
...... “O vovô assobiava essa música para mim antes de eu ir treinar…”
......Algo a mais estava acontecendo, uma névoa estranha parecia estar a se mover na direção do navio pirata, o chão dos vagões estavam encharcado de água e alguns piratas eram deixados para morrer lentamente ou, como alguns gostam de dizer, “estavam sendo poupados”.
......No último vagão existiam 4 piratas e alguns civis que, obviamente, estavam sendo feitos de reféns. Os piratas ficaram surpresos por verem que havíamos conseguido chegar no último vagão sem problema algum, aproveitei essa oportunidade para tentar reduzir o seu número mas fui ineficaz. - Eu mato todos eles se você atacar mais uma vez!
......- Porquê que todos acham que você se preocupa com civis? – perguntou Samael.
...... “Não é que eu me preocupe com eles. A existência deles é insignificante para mim mas… Mas neste momento não posso deixar civis morrerem na frente do guarda nem de Lilian sem pelo menos tentar os salvar.”
......Lentamente guardaria a minha ninjaken à medida que eu recuaria até ao meu grupo – Parece que essa tal tempestade virou contra vocês. Vários de vós estão no chão quase mortos. – a existência de civis no vagão apenas dificultava tudo – E parece que ela vai até ao vosso navio. Se não acreditam podem olhar por vocês mesmos. – eu não sabia o que fazer, se eu atacasse os civis eram mortos e o disfarce de ser uma garota apaixonada e simpática também ia por água abaixo; se eu não fizesse nada estaria apenas permitindo que algo pior acontecesse.
......Olharia para Lilian e para Evangeline quase como se estivesse a perguntar “E agora?” para elas. Este parecia ser um momento ideal para meditar e pedir ao Criador por um sinal, mas infelizmente era impossível de o fazer visto que isso levaria tempo e concentração, me deixando vulnerável a qualquer ataque.
......Se em algum momento eles fizessem algum movimento brusco contra os civis eu amargamente e num tom extremamente frio diria – Não se esqueça que eles são a vossa única proteção. Um único arranhão e eu me certificarei de que nenhum de vocês voltará a ver o sol a nascer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 47
Sangue: (04/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Ninjaken: Tesouro de Ymir/Requiescant:
 
Perdas:  -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 4/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… :  4/4
Coments Extras:  Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty18.06.18 17:38

Narração

Clima: Agradável dentro do trem
Local: Trem do oceano
Progresso até Endeavor:  7/9 ~progresso parado a partir deste ponto~


Skÿller

Apesar de não se importar com nenhum daqueles civis, a sargento Skÿller não conseguiu ver nenhuma opção além de guardar sua arma, ainda estava em missão, precisava enganar Lilian. Decidiu então tentar persuadir os piratas de que tempestade os atacou. - Bom... eles sabiam que não podiam ficar no caminho dele. - Falou o mais a frente, aparentemente assustado com a notícia. - Você não está de todo errado. - Falou o ao fundo para o companheiro. - Mas mesmo assim o maldito não deveria ter feito isso tão fácil. - Então virando-se para Skÿller e os outros acabou falando. - Lógico que ele está no nosso navio, ele veio com a gente. -  Grunhiu um pouco de raiva. - Aquele pedaço de merda deve ter encontrado alguma coisa muito valiosa nesse trem de merda. - Enquanto eles conversavam, a mink olhou para Lilian e para Evangeline como se buscasse alguma ideia, alguma salvação. Para a surpresa da sargento, a que se manifestou foi a pequena criança. - Skÿller-nee-sama... - O tom dela parecia meio assustado enquanto se aproximava da sargento apavorada. - Tempestade não era o nome daquele homem mal que vimos o cartaz de procurado? - Skÿller obviamente não sabia do que Evangeline estava falando, talvez algum tipo de aviso? O leão mais próximo a sua frente sorriu e falou de forma ameaçadora, o que definitivamente não combinava com o tom que possuía antes, onde temia o tal Tempestade. - Esse mesmo do cartaz. Um perigo gigantesco para qualquer um que está por aqui, era prioridade da marinha e do governo enquanto solto, agora está livre de novo. - Foi então que Lilian se manifestou. - Tempestade! Aquele revolucionário que foi capturado a alguns meses? - O tom dela era de genuína surpresa quando se tocou de quem deveria ser em sua mente. Os leões estavam sorrindo apesar do tal perigo que havia ali para eles também. Havia então um revolucionário matando pessoas e piratas a solta pelo trem? Lilian parecia aflita com a informação. - Nós temos que voltar e tentar parar ele... - Falou ela baixinho para Skÿller, o tom dela de puro medo era evidente. Por que uma revolucionária estaria temendo um revolucionário?


Histórico:
 

Evangeline:
 

Francis:
 

Revolucionários:
 

Disposição dos bancos no vagão 5:
 

Guts Ossen = Homem misterioso:
 

Situação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty19.06.18 17:30

The Road So Far...



...... Embora esse tal “Tempestade” fosse aliado dos piratas, eles claramente o temiam. Os De La Serre não costumavam ter aliados que não fossem do clã, muito menos humanos, então algo que dizia que esse tal “Tempestade” era um De La Serre a trabalhar dentro dos revolucionários, o que era preocupante, visto que Kiara estava organizando os seus passos com cuidado.
......Evangeline e Lilian pareciam preocupadas com esse novo inimigo, já eu apenas conseguia ver ele como um bilhete para acabar com essa história de ter o trem parado. Samael começou a rir quando percebeu o que eu estava planejando, mas não era um riso de deboche como o costume, mas sim um riso que dizia “vai na fé”.
......- Vou precisar de vocês emprestadas. – disse confiante para as duas garotas. Olhei para a criança e sorri inclinando a cabeça para a direita – Está na hora de colocar a diplomacia em prática. – pisquei o olho esquerdo ao acabar de falar.
......- Sim, você é ótima para negociar. – respondeu Samael dando enfase em “negociar”.
......Lentamente olharia para cada um dos piratas e diria num tom confiante – Eu desafio vocês para o Turnier. – se alguém perguntasse o que era isso eu explicaria de imediato – É um desafio onde os 3 melhores lutadores de cada lado combatem individualmente. Os vencedores escolhem o que acontece com os derrotados. Apenas é necessário vencer 2 lutas. – se a pergunta tivesse sido feita por algum dos piratas eu acrescentaria – Já não fazem De La Serre como antigamente…
......- Você confia nessa criança? – perguntaria Samael.
...... “Ela parece mais focada na missão que eu. E se ela está no governo então não está aqui para brincar, ela deve conseguir sobreviver.”
......- Se nós ganharmos vocês vão embora, entregam o Tempestade como prisioneiro e não voltam a atacar o trem. – olharia em volta, para os civis e para as minhas companheiras – Se nós perdermos vocês podem ficar com uma ninjaken mágica e com isso aqui. - pegaria na minha máscara e mostraria para eles – A vossa amiga vai amar ter isso aqui.
......Esperaria a reação deles, e certamente Lilian e Evangeline seriam contra ou demonstrariam incerteza no meu plano – Não se preocupem. Eu sei o que estou fazendo. – se Lilian desconfiasse sobre como eu sabia tanto sobre aquilo eu diria num tom seco porém amigável – Bem… Eu estudei vermes um pouco diferente daqueles que você estudou.
......Se eles recusassem eu não resistiria e o meu rosto seria dominado por um riso maldoso – Achei que vocês eram mais corajosos que isso. Onde está o vosso tão bem dito orgulho? Com medo de 3 garotinhas? Se confiam tanto nesse tal Tempestade então não vejo qual é o vosso receio. – se algum comentasse sobre a máscara eu responderia – Encontrei ela numa loja. Reconheci ela na hora e eu asseguro para vocês que a vossa líder quer esta coisa na “coleção” dela. Tenho o recibo de compra se quiserem provas.
......Quando aceitassem eu diria quase como ordenando – Lembrem-se que não é permitido matar antes das 3 lutas serem concluídas. – olharia para o pirata que demonstrasse ser o líder do grupo – Eu lutarei por último contra o vosso tal “Tempestade”. – aproximar-me-ia lentamente enquanto morderia levemente o polegar direito de forma a sangrar, então passaria o sangue na palma da mão esquerda e estenderia ela – Que todas as vossas almas sejam amaldiçoadas se quebrarem o acordo. – diria a frase num tom robótico. – Encontramo-nos no vagão 9.
......Assim que tudo estivesse dito e esclarecido eu daria ordens para o meu grupo ir embora até ao vagão onde estaria o resto do grupo. Não diria nenhuma palavra durante o percurso, precisava estar concentrada para preparar a minha mente para o que estaria prestes a vir. Quando chegássemos ao vagão onde o grupo estava reunido eu contaria sobre o desafio num tom natural, porém se alguém fosse contra a ideia eu responderia com um tom frio impondo alguma liderança – Tem alguma ideia melhor? Não estou vendo esse trem andar até muito longe sem essas pragas atrás de nós. Mesmo se o expresso estivesse em movimento eles dariam conta de parar ele de novo. Eles vão respeitar o desafio, eu sei com o que estamos a lidar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 48
Sangue: (05/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Ninjaken][spoiler="Imagem escolhida pelo Player:
 

-Nome: Tesouro de Ymir/Requiescant
Detalhe: Ninjaken feita de gelo. Sempre que se quebra, ela se regenera.
Preço: 1.000.000 B$
Dano: 18
Level: 3
Ocupação: 1W[/spoiler]
Perdas: -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 4/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… : 4/4
Coments Extras: Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty20.06.18 3:19

Narração

Clima: Agradável dentro do trem
Local: Trem do oceano
Progresso até Endeavor:  7/9 ~progresso parado a partir deste ponto~


Skÿller

Aparentemente a jovem mink teve algum tipo de ideia muito estranha com todas aquelas informações novas. Pediu apoio das duas ali presentes e desafiou os mink leões ali presentes para um Turnier. Os leões começaram a sorrir, porém Lilian ao contrário perguntou sobre o que se tratava isso e Skÿller acabou respondendo de bom grado. Lilian não pareceu muito fã da ideia, principalmente porque a mink pediu ajuda para a pequena também. Mas isso tudo perdeu o significado quando a sargento propôs "entregam o Tempestade como prisioneiro". Todos os leões começaram a rir daquela frase, até que o mais próximo de Skÿller acabou por falar. - Se tivéssemos força o suficiente para levá-lo como prisioneiro ele não estaria a solto por aí agora. - Eis que o segundo leão então finalmente se pronunciou. -Você disse: "Os vencedores escolhem o que acontece com os derrotados." Então porque está sugerindo o que nós queremos? Se vencermos iremos querer nada mais nada menos que a vida de vocês como sacrifício. - Aquilo meio que acabava por fazer eles poderem pegar a ninjaken como prêmio de qualquer forma.

Para a surpresa da mink, a criança foi a primeira a responder aquela provocação de vida como sacrifício e de uma forma positiva enquanto apertava seu pequeno punho esquerdo em uma demonstração de força. - Vamos acabar com eles rápido onee-sama. - Os três leões a frente sorriram concordando com a situação. - Quando começaremos? - Eis que Skÿller comenta que quer lutar por último com o tal Tempestade. O segundo leão então acabou se pronunciando novamente. - Você não está entendendo a situação. Ele está com a gente, mas não está. Tempestade é um maníaco por lutas que está nos seguindo porque prometemos a luta de sua vida se seguisse com a gente. - Apesar de não ser a intenção dela, Lilian acabou por soltar um suspiro triste quando ouviu aquilo, era bem baixo, Skÿller só ouviu por causa de sua boa audição. - Não existe forma alguma dele concordar com isso tudo, ele preferiria lutar contra nós seis ao mesmo tempo e se banharia com nosso sangue apesar de ser "proibido" matar antes do desafio se concluir. - Foi então que o leão mais ao fundo ouvindo tudo aquilo de desafio calado até então decidiu finalmente falar algo novamente. - Não sei porque toda essa ladainha para um simples desafio. Vocês três contra eles três logo a sua frente. Simples rápido e perfeito. Quanto mais sacrifícios melhor. - Skÿller conseguia sentir uma escala de poder pelo tom de voz naquele ao fundo. Ele era o mais forte deles. Dos três no meio não conseguia diferenciar muito, até mesmo porque um ainda não havia falado nada.


Histórico:
 

Evangeline:
 

Francis:
 

Revolucionários:
 

Disposição dos bancos no vagão 5:
 

Guts Ossen = Homem misterioso:
 

Situação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty21.06.18 18:06

The Road So Far...



...... Os piratas claramente não tinham qualquer poder sobre o tempestade, então ele não era um do clã, o que poderia ser bom para nós mas o facto de eles o temerem podia significar que ele era mais poderoso. Como o esperado Lilian não havia gostado da ideia de lutar, principalmente porque isso significava que eu estaria permitindo Evangeline lutar que não passava de uma criança.
......- Acho que a garotinha mais mais coragem que a Lilian. - comentou Samael - Mas será que tem mais força?
......Parecia que eles não reconheciam a máscara, talvez isso fosse uma vantagem a meu favor, visto que talvez eles não lutem com a mesma garras que lutariam se soubessem a minha real identidade. O maior dos minks, que parecia o líder daquele grupo, indicava que os seus lutadores seriam os seus 3 companheiros, embora eu preferisse colher a alma do tempestade como uma oferte singular, teria que me contentar com aquilo.
......"Talvez não os vá matar... Vai depender do meu estado quando a lutar acabar."
......- Por mim pode ser. - diria assentindo positivamente com a cabeça- Podem escolher a primeira dupla. - eu estava confiante naquele desafio, talvez fosse bem difícil mas certamente não seria impossível. O cenário mais provável e mais vantajoso seria aquele onde vencemos o desafio mas todas completamente acabadas. Por algum motivo eu já não esta com receio da força dos piratas, era como se o facto deles se esconderem atrás de alguém os tornasse menos perigosos aos meus olhos, trazendo aquela tão amada sensação de adrenalina.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......Esperaria pela minha vez, tendo a minha arma preparada para  interromper a luta caso alguém tentasse acabar com a vida do oponente derrotado. Se quem quebrasse a regra fosse uma aliada, eu correria e agarraria os pulsos (ou pernas para o caso de ser uma lutadora de taekwondo) e olharia nos olhos enquanto acenava negativamente; Se fosse um pirata eu sacaria a minha ninjaken e correria o mais rápido possível na direção dele, ficando entre ele e uma das minhas aliadas, nesse momento encostaria a minha ninjaken no pescoço do pirata e olharia com total frieza e intimidação.
......Assim que fosse a minha vez de lutar eu sacaria a minha ninjaken e, assim que a luta começasse, atiraria a bainha na direção do pirata como distração não hesitaria em usar as técnicas "Now You See Me..." e "The Wolf" em sequência, claramente uma estratégia arriscada visto que me deixaria demasiado perto do meu alvo e com uma janela longa o suficente para ele me parar, mas o dano provocado compensaria. No entanto, se eu percebesse que não seria possível usar a técnica "Now You See Me..." devido ao espaço limitado eu usaria apenas a técnica "The Wolf". Após a última técnica, em ambos os casos, eu aproveitaria a minha curta distância e realizaria uma estocada no joelho do pirata, obrigando-o a se ajoelhar, nesse momento bateria com o cabo da ninjaken com toda a força na cabeça do pirata (se ele estivesse de frente bateria com um movimento ascendente no queixo; se ele estivesse de costas bateria com um movimento descendente na nuca) - VAMOS! VAMOS! VAMOS! - dira com um sorriso porém com uma voz feroz. Se ele caísse eu olharia com desprezo para ele, se ele tentasse se levantar eu enfiaria a minha ninjaken no seu ombro com toda a força de forma a prender ele ao chão do trem - Deita. - diria friamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......Para defender-me de chutes baixos, eu tentaria pular para cima do pirata e enfiar a minha ninjaken em seu ombro, empurrando-o para o chão; se forem chutes médios ou altos, eu rapidamente me abaixaria e então me jogaria na outra perna para que ela caísse e tentaria não ficar por baixo do mink, se ele não tivesse nenhuma protecção na perna não hesitaria em morder dele.
......Para socos circulares direccionados à cabeça ou tronco, eu me esquivaria com um movimento de pêndulo para o lado oposto do soco; no caso de socos frontais direccionados na minha cabeça, eu me esquivaria para direita e então perfuraria fígado do pirata; Se tentassem socos abaixo da cintura eu saltaria o mais alto possível e enfiaria a ninjaken, segurando com a mão esquerda, na clavícula dele enquanto tentaria enfiar as minhas garras direitas em seu olho direito; se fossem socos de gancho, eu daria um salto para a minha direita e tentaria realizar um corte horizontal no torso do pirata.
......Para golpes cortantes ou de impacto horizontais direccionados acima do pescoço, eu rolaria para a frente e então tentaria enfiar a minha ninjaken no rim esquerdo do pirata e então empurraria a ninjaken para um dos lados de forma a realizar uma abertura no corpo do pirata, porém não letal (de imediato); Para golpes horizontais direcionados ao meu tronco eu esquivar-me-ia para trás com um pequeno salto; Se fossem golpes horizontais focados abaixo da cintura eu saltaria o mais alto possível e enfiaria a ninjaken no ombro do braço predominante;
......Para golpes de estocada eu esquivar-me-ia para um dos lados, rotacionando o meu corpo num ângulo de 90º, e então tentaria uma estocada no centro do corpo do pirata, repetiria essa defesa e contra ataque se o pirata realizasse múltiplas estocadas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......Sempre que eu recebesse ou acertasse um golpe começaria a rir, um riso que começaria normal mas que começaria a se acumular aos poucos e que se tornaria naquele riso psicopata que poucos tinham escutado e vivido para contar a história, com o riso também começaria a provocar - É SÓ ISSO QUE TEM? - mesmo levando todos os golpes continuaria a provocar, para então ver até onde a paciência do pirata e a minha adrenalina conseguiam chegar.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 49
Sangue: (06/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Ninjaken][spoiler="Imagem escolhida pelo Player:
 

-Nome: Tesouro de Ymir/Requiescant
Detalhe: Ninjaken feita de gelo. Sempre que se quebra, ela se regenera.
Preço: 1.000.000 B$
Dano: 18
Level: 3
Ocupação: 1W[/spoiler]
Perdas:  -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 4/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… :  4/4
Coments Extras:  Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty22.06.18 3:38

Narração

Clima: Agradável dentro do trem
Local: Trem do oceano
Progresso até Endeavor:  7/9 ~progresso parado a partir deste ponto~


Skÿller

Apesar das mudanças em todas as condições, Skÿller ainda aceitou as condições. O mink leão que estava na frente então apontou para a garotinha enquanto lambia os beiços. - Carne de filhote é sempre mais gostosa. - Sentiu Lilian estremecendo enquanto Evangeline se colocava frente a frente com o mink leão que aparentava ser duas vezes maior do que ela. Apesar de ambos os grupos não terem preparado qualquer tipo de sinal, os dois agiram ao mesmo tempo. A menina, com seu tamanho incrível, talvez não mais que um metro e quarenta, de mãos nuas, suas pequenas mãozinhas, partindo para cima daquele ser tão grande sem medo algum. O leão estava com suas garras prontas descendo em um golpe vertical com sua pata esquerda na direção da pequena. A mesma não teve dificuldades para desviar graças ao seu tamanho. Mas antes mesmo que a pequena percebesse outro golpe, com a pata direita vinha e este acertou em cheio. Fazendo a mesma voar  um pouco e se chocar contra um dos bancos do vagão. Os minks começaram a rir, Lilian parecia muito preocupada, mas a falta de reação de Skÿller fez com a mesma não fizesse nada. Foi então que Evangeline se levantou. A mesma já saiu em um pequeno impulso na direção do lobo e o mesmo reagiu um pouco mais devagar do que era o esperado, talvez não imaginava que a pequena se levantasse novamente. A criança então acertou um soco na região próxima ao umbigo do leão que reagiu de uma forma bem diferente ao que seria de se esperar. Ele envergou um pouco, apesar de não cair. Era possível ouvir um sorrisinho dela. O mink a frente dela ficou irado com isso e então atacou novamente na vertical, na verdade, dada a altura dela era basicamente o único tipo de ataque que ele conseguiria fazer. O golpe dele acertou novamente, cortando a pele da pequena na altura do ombro e descendo até que ele perdesse o contato com a pele graças ao movimento descendente. No entanto, a mesma nem tentou desviar muito, percebendo que era inútil dado que ele era mais rápido e assim aproveitou-se para acertar-lhe outro soco, no entanto, este segundo soco foi no ponto fraco de seres masculinos e o mesmo sentiu uma dor muito maior do que imaginava naquele instante. O cheiro do sangue dela estava no ar, uma tentação para Skÿller e para os minks. No entanto a menina não parecia se importar com o sangue e continuou, aproveitando o momento de dor do mink, aplicou mais um golpe com bastante força no peito dele e outro e outro e outro golpe, a menina entrou em frenesi de golpes no mink até que o mesmo ficasse completamente desacordado. Quando ela percebeu que o mesmo estava fora de combate, acabou se afastando sorrindo e se postando ao lado de Lilian e Skÿller começou a tratar seus próprios ferimentos. Os minks leões estavam atônitos com o que haviam acabado de ver. Os reféns comemoravam como loucos. Uma criancinha havia acabado de bater em um dos mink que haviam colocado todos ali de reféns, o que diabos tinha acabado de acontecer?

O segundo mink então fez algo estranho e cortou o pescoço do primeiro mink, como se fosse uma desonra para eles aquela derrota. Então o mesmo apontou para Lilian que era a assustada ali no meio. Claramente Skÿller passava uma sensação de perigo muito maior que a revolucionária. Lilian no entanto parecia mais confiante após ver a pequena criança vencendo o leão sozinha. Além disso a mesma se lembrava que Skÿller havia derrota dois leões sozinha antes também. Não havia perigo para ela ali. Então a mesma confiante deu seus poucos passos para frente e então encarou o segundo leão. Essa segunda luta foi muito diferente da primeira. Infelizmente. Lilian não fez jus a sua confiança por ali. No primeiro momento parecia que ocorreria tudo bem. Ela socou o leão, porém a reação deste mink em relação ao soco dela foi muito menor que a reação do primeiro leão ao soco da pequena. Ficava difícil de dizer se Lilian era fraca ou se este mink era muito mais poderoso que o primeiro. No entanto, isso simplesmente não importava para os propósitos do combate. Ele conseguiu segurar Lilian por sua cabeça e a jogou até o chão, Skÿller sentia que ele poderia fazer aquilo até matar a revolucionaria, ele fez esse golpe várias vezes até a menina estar completamente desmaiada. Ela nem ao menos conseguiria sair daquele local. Porém o mink foi "legal" e a retirou do caminho jogando-a na direção de Skÿller. A diferença de força naquela segunda batalha foi muito evidenciada. Os reféns desta vez começaram a ficar mais preocupados, será que o pirata havia pegado leve com a criança sem perceber? Algo instintivo? Será que eles estavam realmente bem? Quando Lilian caiu perto da mink marinheira, Skÿller acabou por ouvir uma fala de Evangeline. - Nenhuma surpresa, era para eu e Francis cuidarmos dos quatro só nós dois... eles são fracos... - Não havia perigo na fala dela ser ouvida por Lilian, na verdade seria até um milagre se isso ocorresse.

Então era finalmente a vez de Skÿller. Só sobrara um mink, o único que não havia falado nada até então. Ele apontou para Skÿller, ele não parecia ter medo dela, mas a jovem sargento também não tinha medo dele de forma alguma. O inexistente sinal funcionou mais uma vez, ambos sabiam quando a luta "começara", Skÿller não perdeu tempo e apesar do espaço limitado conseguiu perceber que era possível utilizar sua técnica e assim a fez. O mink talvez estivesse muito confiante por ter visto a luta de seu companheiro antes, porém este seria um erro muito alto a se fazer naquele momento. A mink conseguiu cortar o mesmo como queria na diagonal enquanto puxava sua ninjaken. No entanto, o mink igual a pequena, parecia não ter se importado muito com o golpe em si e reagiu contra-atacando dando algo que seria um coice na marinheira. Skÿller vira isso vindo e tentou desviar pulando para cima, porém o golpe ainda pegara, dando um coice entre o meio de sua canela e parte frontal de seu pé, fazendo a mink girar um pouco em pleno ar graças a parte inferior de seu corpo ter sido chutada para trás. Assim, apesar da mesma conseguir realizar seu movimento e enfiar a ninjaken no ombro do mink leão, viu-se caindo em cima dele desequilibrada. Assim ambos foram para o chão. A jovem começara a rir com a situação. Enquanto se levantava vira o mink se levantando também e se virando para ela, assim, o mink estava do lado de Evangeline enquanto Skÿller estava do lado dos piratas. A mesma ainda rindo, começara a rir cada vez mais alto, o seu típico sorriso psicopata. Aquela risada enfurecia um pouco o mink com que estava lutando e dava medo a todos os reféns, será que ser resgatado por aquela pessoa era a melhor escolha? O mink meio nervoso com a situação atacou Skÿller com suas garras quase que ao mesmo tempo tentando formar um corte em X na altura do peito da jovem mink. No entanto a mesma conseguiu desviar-se facilmente com um pequeno salto para trás. Se os piratas desonrassem a situação e a atacassem por trás, provavelmente não conseguiria desviar e aquilo seria realmente perigoso. O mink então começava mais um impulso de ataque em sua direção, quando ouviram um alto e potente trovão e um estrondo de explosão em seguida no próprio expresso.

- Pelo visto Tempestade está se divertindo lá na frente. - Falou o mink que estava intacto próximo dos reféns. O segundo mink que estava intacto também graças a inutilidade de Lilian sorrira. - Você tem algum amigo lá na frente? - Perguntou o segundo mink para Skÿller. No entanto o mink que estava lutando com ela ficou só mais nervoso por causa que aqueles dois pareciam querer interromper a luta na base da conversa e atacou ferozmente de forma idiota na altura da cabeça de Skÿller. Aquilo era o suficiente para ela. A mink conseguiu realizar o movimento que queria e quando viu sua ninjaken estava fincada no rim do mink e assim era determinado que a mesma havia vencido a terceira luta. Era possível ouvir mais e mais trovões só que menos potentes que o primeiro.


off:
 

Histórico:
 

Evangeline:
 

Francis:
 

Revolucionários:
 

Disposição dos bancos no vagão 5:
 

Guts Ossen = Homem misterioso:
 

Situação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty22.06.18 11:15

The Road So Far...



...... Evangeline se mostrava capaz de tomar contra de um mink leão com o dobro do tamanho dela, eu estava tão concentrada focando a minha mente e corpo para a batalha que estava prestes a vir que nem consegui demonstrar qualquer tipo de reação.
...... - Caramba… - disse Samael – Você é tão insensível… Pelo menos dê um abraço a ela e dê “parabéns”.
...... A luta de Lilian foi menos agradável, visto que ela foi completamente massacrada. Quase tive de interromper a luta para que ela não morresse, mas ela parecia viva no final de tudo - Nenhuma surpresa, era para eu e Francis cuidarmos dos quatro só nós dois... eles são fracos... – o comentário da pequena agente era uma surpresa agradável, me distraindo por momentos da minha “meditação”.
...... - Meu Pai… - disse Samael levando a mão ao rosto – Vocês as duas são monstros… Não sentem compaixão?
......"Hmmm... Não."
...... Então chegou a minha vez de lutar, o oponente era forte mas tinha um temperamento volátil, facto de eu estar rindo no meio da batalha com o facto dos piratas interromperem o combate por causa do Tempestade fez com que ele agisse por impulso e não tomasse cuidado com o seu ataque, se expondo e permitindo que eu o finalizasse de imediato.
...... - Você tem algum amigo lá na frente? – perguntou um dos piratas.
...... - Como o combinado. - ignoraria deliberadamente a pergunta - Vocês vão embora, deixam o Tempestade e não voltam a atacar o trem. – respondi num tom de superioridade, não resistindo em sorrir, mas rapidamente o sorriso desapareceria e diria num tom firme e sério – Não quero ver um único pirata neste trem. – olharia para os reféns – E nem pensem em matar um único civil. – as minhas palavras eram frias e claras. Olharia para os civis e ordenaria – Vamos embora. E alguém que carregue ela. – apontaria para Lilian.
...... Deixaria que os civis fossem na minha frente para os vagões anteriores, enquanto isso eu caminharia na direção dos piratas e falaria baixo, de forma a eles serem os únicos a escutar com a sua audição aguçada – Digam a Kiara que mais uma vez os peões dela se colocaram no meu caminho. Da próxima vez não serei tão piedosa. – sorriria e daria as costas.
...... Caminharia até Evangeline e pousaria a minha mão esquerda na cabeça dela, fazendo cafuné enquanto diria – Você lutou bem. Ótimo trabalho. – Quanto todos os civis saíssem do vagão caminharia ao lado de Evangeline num passo acelerado até à fonte da confusão. Durante o caminho ficaria pensativa, eu estava começando a gostar daquela criança por ela ser diferente das demais, mas até onde ela seria diferente? – Evangeline. – diria no meio do caminho – Acho que vou aceitar a proposta que você me fez antes… Mas vou precisar da ajuda de alguém com mais experiencia… Mas vou precisar de ajuda... Você conhece alguma garotinha de cabelos rosas que esteja disposta em ajudar? - sorriria para ela, antes que ela pudesse responder eu diria – Mas agora vamos lá acabar com esse tal Tempestade.
...... Quando estivéssemos perto eu olharia em volta e então soltaria um suspiro – Evangeline, eu vou entrar primeiro e vou distrair ele – sentar-me-ia e começaria a fabricar um molotov que entregaria para a criança junto dos fósforos – Não brinque com isso. Use apenas em último caso. – me levantaria e daria um gole numa das garrafas de vinho. Respiraria fundo – Ele parece bem forte… Acho que isso vai ser divertido... – olharia pensativa para cima – Será que o expresso tem sistema anti fogo? Bem não importa. Precisamos tentar alguma coisa. - Então sairia do vagão e iria até à fonte do problema, analisando o espaço de forma a recolher o máximo de informação possível.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 50
Sangue: (07/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Ninjaken:
 
Perdas: -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 1/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… : 1/4
Coments Extras: Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty24.06.18 4:13

Narração

Clima: Agradável dentro do trem
Local: Trem do oceano
Progresso até Endeavor:  7/9 ~progresso parado a partir deste ponto~


Skÿller

Ignorando a pergunta sobre amigos, a jovem vitoriosa se pronunciava com todo o tom superior que podia reunir falando para os piratas saírem deixando os reféns e Tempestade naquele trem. Os minks leões hesitaram por um momento, o orgulho de manter o tratado ou simplesmente quebrar aquele acordo de merda e atacar a jovem de cabelo rosa a sua frente? O orgulho acabou vencendo, Skÿller ainda abusou no tom de voz enquanto falava com eles e em seguida deu algumas ordens aos civis ali presentes. Todos começaram a correr pulando entre os bancos e mesas para não chegarem minimamente próximos dos piratas. Pegaram Lilian com mais delicadeza do que Skÿller esperava. Talvez a tratassem como uma heroína. Os civis foram recuando para os vagões de números menores.

Sobrando no vagão somente as duas cabelos rosado e os piratas, a mink gato se aproximou dos minks leões e falou algo que deixou ambos irados. Virando-se de costas ouviu que ambos se mexeram, mas não sentia que havia chance de ser atacada. Começou então a falar com Evangeline que ficou muito feliz com o elogio da mink.

Enquanto andavam na direção dos vagões de número menor, Skÿller foi conversando um pouco com Evangeline, parecia decidida de algo. No entanto não chegou a ouvir nada da menina porque perceberam que chegaram ao vagão onde os reféns pararam. O vagão treze, onde tratavam da melhor forma que podiam Lilian, a maioria ali estava preocupado por causa dos barulhos que vinha de alguns vagões a frente. Além disso não continuaram porque parecia não haver necessidade na verdade já que não havia piratas por ali mais.

Foram então andando mais atentas, até chegar no último vagão antes do restaurante. O vagão do restaurante estava pegando fogo. Havia um pouco de fumaça no vagão em que estavam. Apesar de toda a fumaça, Skÿller passou para Evangeline um coquetel molotov e então se aproximou do vagão aos poucos. A visão de dentro dele era bem limitada, parecia que alguém estava tentando defumar alguma coisa por ali tamanha era a quantidade de fumaça que ali havia e isso porque existia fumaça saindo por vários buracos que existiam. Com a visão limitada, conseguia só ouvir o que estava acontecendo no local. No entanto não ouvia sinais de luta vindo daquele vagão. O barulho na verdade parecia vir de outro lugar, um pouco mais distante e acima do vagão?


off:
 

Histórico:
 

Evangeline:
 

Francis:
 

Revolucionários:
 

Disposição dos bancos no vagão 5:
 

Guts Ossen = Homem misterioso:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Innuendo - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty24.06.18 16:32

The End Is Near...


...... Tudo dava a indicar que o Tempestade estava do lado de fora do expresso, mais especificamente encima dos vagões lutando contra alguém. Imediatamente o meu instinto foi querer ir lutar, mas Samael segurou meu braço com bastante força e ficou olhando nos meus olhos por alguns segundos, a sua face estava séria e isso não era bom sinal.
...... “Eu sei. Ele é forte. Mas eu também sou.”
...... - Talvez não o suficiente. – respondeu de imediato.
...... - Não estou sozinha desta vez… - respondi em voz alto involuntariamente.
...... Começaria a procurar uma forma de ir para a parte superior dos vagões e, quando achasse ajoelhar-me-ia rapidamente e diria – Que a sua vontade seja feita, Criador. – então subiria e analisaria o exterior do trem. Clima, espaço disponível para lutar, quantidade de luz, estilo de luta do Tempestade, número de aliados, etc., tudo seria importante a se ter em consideração para esta batalha que usaria toda a minha energia restante.
...... Assim que eu visse o Tempestade tentaria não chamar muita atenção, apenas analisando o seu estilo de combate por alguns segundos, porém não perderia tempo e correria na direção dele com a minha ninjaken em ambas as mãos, tendo cuidado para não escorregar caso o piso estivesse molhado. Quando chegasse perto o suficiente, passaria por ele deslizando e realizando um corte ao nível da cintura dele, assim que passasse por ele saltaria na direção dele realizando um golpe diagonal descendente, apenas com a mão esquerda, no peito dele. Se o chão estivesse mais escorregadio que o esperado eu ficaria com a minha mão direita pronta para ajudar a travar. Lembrar-me-ia do comentário do pirata em relação ao Tempestade e, se ele estivesse realmente se divertindo com a luta eu deixar-me-ia levar pelo momento e começaria a sorrir também e então diria – Diga… Você sangra? – Pela descrição dos piratas, Tempestade tinha o perfil de um megalomaníaco, eu sempre tive noção da minha mortalidade mas eu não permitia isso impedir o meu dever como Escolhida – Vou fazer você sangrar até ficar vazio… - lamberia os meus lábios.
...... Para me proteger contra chutes baixos, eu tentaria pular o mais alto possível enquanto realizaria um golpe horizontal no peito do revolucionário; se forem chutes médios ou altos, eu daria um salto para trás (caso isso não significasse cair do vagão, nessa situação eu me jogaria na outra perna).
...... Para socos circulares direccionados à cabeça, eu me esquivaria com um movimento de pêndulo para o lado oposto do soco e imediatamente enfiaria a minha ninjaken no pulmão do Tempestade; Contra socos circulares ao nível do meu tronco eu daria um salto para trás tendo cuidado para não cair fora do vagão; no caso de socos frontais direccionados na minha cabeça, eu me esquivaria para direita e então tentaria cortar o seu braço fora com um golpe vertical no cotovelo; Se tentasse socos abaixo da cintura eu saltaria o mais alto possível e enfiaria a ninjaken no ombro direito do agressor; se fossem socos de gancho, eu daria um salto para a minha direita e tentaria realizar um corte horizontal no torso do pirata.
...... Para golpes cortantes ou de impacto horizontais focados acima do pescoço, eu rolaria para a frente e então tentaria enfiar a minha ninjaken no fígado do Tempestade e empurraria a ninjaken para baixo de forma a causar o máximo de dano no corpo; Para golpes horizontais direcionados ao meu tronco eu esquivar-me-ia para trás com um pequeno salto, visando não cair do vagão; Se fossem golpes horizontais focados abaixo da cintura eu saltaria o mais alto possível e enfiaria a ninjaken no centro do pulmão e então realizaria o máximo de força para destruir o maior número de costelas possíveis;
...... Para golpes de estocada eu esquivar-me-ia para um dos lados, rotacionando o meu corpo num ângulo de 90º, e então tentaria uma estocada no centro do corpo do pirata, repetiria essa defesa e contra ataque se o pirata realizasse múltiplas estocadas.
...... No momentoem que o trem começasse a andar, fazendo com que eu perdesse o equilíbrio, eu agachar-me-ia e colocaria a mão direita no chão, usando as minhas garras e as pontas dos dedos para criar atrito e evitar que eu caísse do vagão. Caso eu perdesse o equilíbrio (devido ao movimento do trem ou algum golpe do Tempestade) eu enfiaria a minha ninjaken com ambas as mãos no chão para criar um suporte "estável" para eu me segurar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 51
Sangue: (08/15)
Ganhos: Patente Sargento; Perícia Toxicologia; Perícia Química; Ninjaken lvl 2; Par de algemas; Bolsa; Vestido; 7.525.000 berries; Feridas no braço direito; Feridas nas Costas.
Requiescant:
 
Perdas: -29.564.000 berries; Ninjaken lvl 1; NPC Acompanhante (Roxanne); Medalha Guardian; Medalha Enterprise.
Personagens:
The Wolf: 2/4
Dance of Knives: 4/4
Now You See Me… : 2/4
Coments Extras: Usando um vestido; Judgement Star no pulso.

Objetivos:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Innuendo - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Innuendo   Innuendo - Página 13 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Innuendo
Voltar ao Topo 
Página 13 de 14Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: