One Piece RPG
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Asger
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:40

» Samantha Evergreen
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:38

» Buki Bijin
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:33

» Rimuru Tempest
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:53

» Lotus Chô
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:49

» Gallore Strange
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:35

» Ling Tian
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:27

» Han Dom
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:11

» [Mini Aventura - Moryn] O Início
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Moryn Hoje à(s) 18:10

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Shiro Hoje à(s) 14:42

» Mini Zayel
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Zayel Hoje à(s) 14:11

» [Mini - Inim] O errante
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Visastre Hoje à(s) 13:37

» [Kit - Neferpitou - Hunter x Hunter] v2
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Blum Hoje à(s) 10:51

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor JuninhoSiq1997 Hoje à(s) 10:41

» Raksha Ragnarson
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:55

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Van Ontem à(s) 22:34

» Voltei, arrependido.
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:31

» [M.E.P] Inim
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:19

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 19:40

» [MEP] Seguindo conselhos
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 18:02



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Bunda Branca
Membro
Membro
Bunda Branca

Créditos : 6
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 03/01/2014
Localização : No seu coração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptyTer 06 Mar 2018, 02:53

Nome: Bundd A. Brank
Idade: 22
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Espadachim
Localização: Malkiham Island - North Blue
Grupo: Civil
Vantagens: Boa aparência
Desvantagens: Curioso

____________________________________________________


Legenda:
 

Oni está em todo lugar:
 


Última edição por Bunda Branca em Sex 09 Mar 2018, 04:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
Zuzu Hijra

Créditos : 18
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptyQui 08 Mar 2018, 12:51

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou uma Orientadora, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P, que corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso será seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, ela será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei a sua Orientadora.




Dicas e Orientações:
 
OFF:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫


[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Zuzu_h10

Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bunda Branca
Membro
Membro
Bunda Branca

Créditos : 6
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 03/01/2014
Localização : No seu coração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptySex 09 Mar 2018, 05:18



              Retirou a carne de javali já assada na fogueira, um pouco além do ponto. Após, foi buscar uma tigela de barro dentro de sua casa de madeira para servir água a seu mestre, afinal não havia copos e nem nada que tenha sido desembolsado dinheiro para adquirir. Ao sair, com seus olhos demonstrando calma e seu cabelo preto esvoaçante, perguntou a ele:
              – Você está com uma feição diferente hoje. Será que vai ficar mais tempo?
              – Não, após comer irei zarpar. Jantar com você é um saco, tenho que ficar tomando antídotos antes da refeição já que mata as presas intoxicadas. Use logo uma espada para cortar a cabeça desse bicho. – Disse o mestre.
              – Sabe que não tenho dinheiro para comprar qualquer arma branca. Você me ensinou a usar ambos, porém na floresta só tenho acesso ao método de caça mais difícil. – Falava o jovem enquanto ria.

              Após saciar sua fome, o mestre sempre dava um conselho ao jovem. Indo em direção à parte urbana da cidade disse:
              – Bundd, preste bem atenção nisso – expressou suas palavras em tom alto, mas sem gritar. – Você só perde uma batalha quando morre. Enquanto ambos estão vivos houve um empate. Honra é um princípio de quem nasceu com privilégios!

              O jovem acorda do sonho. Um sonho real da última vez que viu seu mestre, há cinco anos. Ele sempre vinha um dia a cada seis meses e depois desaparecia, mas após esta frase nunca mais retornou à Malkiham. O velho ensinou tudo que o jovem sabia, já que perdeu uma boa parte de sua memória após ver a morte de seus pais na guerra. Bundd sabe do ocorrido pelas palavras do povo da cidade, já que sua primeira lembrança de vida é estar sozinho encostado em uma pedra na floresta.
              Levantou, não triste, mas sim empolgado por ter um sonho de um momento tão marcante. Olhou para o céu e disse:
              – Tô sentindo que hoje o dia vai ser intenso!


OFF:
 




____________________________________________________


Legenda:
 

Oni está em todo lugar:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
Zuzu Hijra

Créditos : 18
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptySab 10 Mar 2018, 17:54

~Post NEGADO~

Em primeiro lugar, fique tranquilo. Um post negado não é necessariamente algo tão ruim, na verdade é a oportunidade de entender melhor os seus erros e aperfeiçoar e/ou refazer o seu turno.

Entendo que seja bem complicado começar um primeiro turno, mas recomendo que leia com carinho as dicas e orientações ali em cima, pois contém orientações pontuais para a construção de um texto conforme o sistema do fórum.

Bem, eu gostei da sua ideia de apresentar o personagem de uma forma mais objetiva e ao mesmo tempo explorando um pouco a motivação dele para aventuras futuras, porém, é preciso que você me apresente alguma ação – no futuro do pretérito! (verbo + ia) – para que eu possa desenvolver a narração a partir dela. Ou seja, faça com que seu personagem vá para a cidade, praia ou outra parte da ilha para beber, brigar, caçar ou qualquer outro movimento.

Além disso, acabou, infelizmente, cometendo God Mode. O God Mode, é quando o Player descreve cenário, cria e/ou controla NPC’s, cita horários do dia, e afirma suas ações de maneira indubitável, sem que antes o narrador o tenha feito. Esses elementos citados são de trabalho e controle do narrador. Ou seja, apesar de ter gostado , não posso aceitar que narre sobre o momento que levantou, por exemplo, principalmente por estar no pretérito - "levantou", "olhou" - ao invés do tempo verbal correto - "levantaria", "olharia" - já mencionado. É um erro bem chato que não dá simplesmente para contornar.

Sendo assim, mesmo que não houvesse cometido God Mode, suas ações estão afirmando – “o jovem acorda do sonho”; “olhou para o céu” – ao contrário do que é permitido, afinal, suas atitudes devem ser por TENTATIVAS no futuro do pretérito (verbo+ria) – “o jovem acordaria do sonho”; “olharia para o céu".

Não se assuste, estresse ou desanime. É super normal, inclusive para players experientes, se adequarem ao sistema do fórum. Leia outras minis para ter um exemplo mais “prático” do que espero do primeiro turno e dos que virão. Dê o seu melhor e vamos em frente!

Estou aqui para o que precisar, tá? Envie-me MP quantas vezes forem precisas! <3

P.S: Agradeço pela alteração, amigo! Desejo que tenhamos uma mini-aventura muito divertida, pode ter certeza. <3

OFF:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫


[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Zuzu_h10

Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bunda Branca
Membro
Membro
Bunda Branca

Créditos : 6
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 03/01/2014
Localização : No seu coração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptySab 10 Mar 2018, 19:24



              Retirou a carne de javali já assada na fogueira, um pouco além do ponto. Após, foi buscar uma tigela de barro dentro de sua casa de madeira para servir água a seu mestre, afinal não havia copos e nem nada que tenha sido desembolsado dinheiro para adquirir. Ao sair, com seus olhos demonstrando calma e seu cabelo preto esvoaçante, perguntou a ele:
              – Você está com uma feição diferente hoje. Será que vai ficar mais tempo?
              – Não, após comer irei zarpar. Jantar com você é um saco, tenho que ficar tomando antídotos antes da refeição já que mata as presas intoxicadas. Use logo uma espada para cortar a cabeça desse bicho. – Disse o mestre.
              – Sabe que não tenho dinheiro para comprar qualquer arma branca. Você me ensinou a usar ambos, porém na floresta só tenho acesso ao método de caça mais difícil. – Falava o jovem enquanto ria.

              Após saciar sua fome, o mestre sempre dava um conselho ao jovem. Indo em direção à parte urbana da cidade disse:
              – Bundd, preste bem atenção nisso – expressou suas palavras em tom alto, mas sem gritar. – Você só perde uma batalha quando morre. Enquanto ambos estão vivos houve um empate. Honra é um princípio de quem nasceu com privilégios!

              O jovem acordaria do sonho. Um sonho real da última vez que viu seu mestre, há cinco anos. Ele sempre vinha um dia a cada seis meses e depois desaparecia, mas após esta frase nunca mais retornou à Malkiham. O velho ensinou tudo que o jovem sabia, já que perdeu uma boa parte de sua memória após ver a morte de seus pais na guerra. Bundd sabe do ocorrido pelas palavras do povo da cidade, já que sua primeira lembrança de vida é estar sozinho encostado em uma pedra na floresta.
              Levantaria, não triste, mas sim empolgado por ter um sonho de um momento tão marcante. Olharia para o céu e diria:
              – Tô sentindo que hoje o dia vai ser intenso!

              Iria até a cidade procurar algum jornal caído no chão, já que Bundd não possui dinheiro. Caso não encontrasse nenhum, procuraria nos bares alguém que não estivesse lendo e perguntaria:
              – O senhor(a) já acabou de ler? Pode me emprestar por alguns instantes para ver as novidades?
Repetiria a pergunta para diferentes pessoas até conseguir. Caso consiga um jornal, leria notícias referentes a piratas que estão com notoriedade, primeiramente na localização de Malkiham, depois no North Blue e no Novo Mundo. Se o jornal citar algum pirata em Malkiham, procuraria por ele na cidade e diria:
              – Ei, você! Por que se tornou um pirata?
             Se o jornal não indicar alguma informação do tipo, procuraria saber entre as pessoas do bar se alguma delas conhece algum pirata que está neste momento na ilha. Em caso de resposta positiva, perguntaria sua localização atual, procuraria o possível pirata e repetiria a pergunta acima.
             Se minha procura fracassar, sentaria em algum lugar disponível na cidade e diria em voz alta para os céus:
              – Vou viver minha vida inteira como um bosta nessa ilha onde todos me desprezam.

OFF:
 




____________________________________________________


Legenda:
 

Oni está em todo lugar:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
Zuzu Hijra

Créditos : 18
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptyQua 14 Mar 2018, 19:42


        Como sempre, o clima da ilha não favorecia aqueles com a imunidade um pouco mais baixa, criando uma sinfonia de corizas e tosses vindas dos transeuntes que eram a única companhia em todo o trajeto de Bundd até o bar mais próximo. Aliás, era uma birosca bem ajeitadinha, com várias mesinhas de madeiras prestes a serem destroçadas em meio a alguma briga e um cheiro de encrenca que empesteava toda a região. Mas de qualquer forma, não seriam meros detalhes que desanimariam o rapaz que sonhara com seu mestre e estava motivado.

        Devia ser já perto da hora do pôr do sol quando adentrou o Terus, o tal bar. Contudo, engana-se quem acredita que ele estava ali para embriagar-se e cair nas tentações que um local repleto de pessoas violentas proporciona aos que idolatram a brutalidade. Na verdade, seu objetivo era simples: encontrar alguma pessoa sóbria o suficiente para conseguir segurar o jornal do dia e emprestá-lo após a leitura.

        Não demorou muito para dar de cara com uma figura sentada ao fundo do estabelecimento, com várias canecas na mesa e o grande papel lhe cobrindo o rosto. Também era possível enxergar a bainha dourada da espada daquela pessoa despontando em meio aos seus trajes completamente pretos.

        Um pouco desinibido demais, Bundd aproximou-se e perguntou:

         – O senhor ou a senhora já acabou de ler? Pode me emprestar por alguns instantes para ver as novidades?

         - E se eu tiver terminado, por que deveria fazer isso? É um caçador de recompensas, por acaso? – uma voz de timbre grave precedeu o leve abaixar do jornal e a revelação do rosto daquele leitor misterioso. Na realidade, um rosto feminino longo, boca grossa, sobrancelhas pretas marcantes e um cabelo longo claríssimo, aproximando-se do branco, desenhavam a mulher que respondeu Bundd. Sua expressão de deboche era nítida – Vamos, diga! É um caçador? Ou um pirata? Quem sabe um civil desmiolado... – uma risada maliciosa indicou o tom daquelas perguntas – Digo que tem algo sobre alguém muito importante nesse jornal, mas irei pensar se te empresto, Senhor... – balançou a mão esquerda como se perguntasse o nome do jovem.

        O que fazer? Aquela mulher tinha uma personalidade forte demais, entretanto, podia ser alguém importante e talvez se interessasse pelos objetivos de Bundd com o jornal. Era uma boa ideia trocar algumas palavras com ela, mas será que a moça enxergaria com bons olhos?


Dicas e orientações:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫


[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Zuzu_h10

Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bunda Branca
Membro
Membro
Bunda Branca

Créditos : 6
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 03/01/2014
Localização : No seu coração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptySex 16 Mar 2018, 06:00




       A caminhada de Bundd até a cidade foi composta por sons que atrapalhavam o seu raciocínio, conseguindo pensar apenas que tudo que não queria naquele momento era a gripe que os transeuntes poderiam passar a ele. Ao chegar, avistou o bar Terus, um local um tanto agradável para concluir sua missão.

       Ao entrar no bar, percebeu uma pessoa lendo o jornal, mas não era capaz de ver o seu rosto. Todos os julgamentos que fez a tal ser naquele momento foram a possível embriaguez e que se tratava de um espadachim.

       Bundd tinha um perfil um tanto debochado. Fazia piada com seus adversários, normalmente colocando apelidos com alguma referência física ou de personalidade e ridicularizando seus golpes. Porém, engana-se quem pensa que é só com os outros, afinal também faz colocações inconvenientes com si mesmo e sua situação atual. No entanto, não era burro e também sabia que deveria utilizar o respeito dependendo no momento em que se encontra, principalmente quando solicita algo, como para a pessoa na qual proferiu a pergunta:
         – O senhor ou a senhora já acabou de ler? Pode me emprestar por alguns instantes para ver as novidades?
        – E se eu tiver terminado, por que deveria fazer isso? É um caçador de recompensas, por acaso? – disse uma mulher com a voz grave, mostrando seu rosto longo, com lábios grossos, sobrancelhas negras e cabelo praticamente branco. Rindo, a mesma ainda disse: – Vamos, diga! É um caçador? Ou um pirata? Quem sabe um civil desmiolado... Digo que tem algo sobre alguém muito importante nesse jornal, mas irei pensar se te empresto, Senhor...

        O jovem notou o deboche nas palavras da mulher, que utilizava um vocabulário um pouco grosseiro. Abriu um leve sorriso no rosto, ao ponto de mostrar os dentes sem soltar sons, afinal gostara do jeito que a mulher falava, porém ficou um pouco irritado internamente por precisar de algo que a pertencia e não poder utilizar velha encardida em sua resposta. Então, diria em tom calmo:
        – Brank, Bundd A. Brank. Mas você pode me chamar só de Mr. Bundd. Eu sou só um cara que quer ver o que o jornal traz nas notícias durante um final de tarde. Tá muito preocupada com caçadores, hein. É uma pirata? Não me diz que tá com medinho de um cara desarmado hihihi.

        Se a mulher emprestar o jornal, leria a notícia referente ao “alguém muito importante” no qual ela disse. Porém, se ela negar, esperaria ela colocar o jornal na mesa, pegaria e sairia correndo com ele.
        Na hipótese dela ficar brava e me atacar imediatamente, tentaria me esquivar do golpe indo para trás e exclamaria:
        – Tá louca, velha pinguça?! Quer me matar por causa de um jornal?
        Caso ela solicite uma batalha pelo jornal, diria:
        – Acho que não vai rolar não, afinal estou desarmado. Sou um espadachim que não possui espada.
        Se ela ou alguém fornecer uma espada de qualquer tipo para Bundd, recitaria:
        – Assim que o povo gosta! Cuidado aí para não se cortar, velha. Mr. Bundd vai pegar leve com você hihihi.




____________________________________________________


Legenda:
 

Oni está em todo lugar:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
Zuzu Hijra

Créditos : 18
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptySeg 19 Mar 2018, 02:11


        - Medo? – um sorriso igualmente zombeteiro rasgou a seriedade do silêncio daquela mulher enquanto esperava a resposta do rapaz – Nós, piratas não temos medos de civis, principalmente de civis folgados como você que não entendem a nossa superioridade! – com uma velocidade impressionante, uma das espadas da moça fincou o jornal na mesa de madeira, dando espaço para que ela levantasse empunhando outra – Pode pegar a “Mary” emprestada, afinal, nada mais justo do que eu te desafiar para uma luta depois de ter me ofendido...

        Era óbvio que aquela baderneira não sentia-se ultrajada pelo pedido de Bundd e queria apenas uma desculpa para caçar confusão e provocar inúmeros prejuízos. Essa era a lida dos bandidos dos mares: incitar o caos e se deliciar com ele. E foi o que ela fez. Levantou-se, segurou sua espada e apontou em direção ao outro espadachim.

         – Acho que não vai rolar não, afinal estou desarmado. Sou um espadachim que não possui espada.

        - Pegue a “Mary” e me devolva se conseguir criar qualquer corte em sua adversária, seja nas roupas ou na própria pele.

        – Assim que o povo gosta! Cuidado aí para não se cortar, velha. Mr. Bundd vai pegar leve com você hihihi.


         - Isso só demonstra a sua fragilidade, por que, além de continuar achando que sou velha, sendo que somente meus cabelos são brancos, você ainda tem muito o que aprender. Mas... – passou a ponta dos dedos sobre as costas da lâmina da espada que manejava - ...não estou aqui para te ensinar.

        Uma batalha iria acontecer e isso era mais do que esperado, contudo, como reagir a isso em um local tão apertado e repleto de mesas, copos e clientes curiosos? Seria prudente enfrentá-la assim? Visto que, mesmo sendo bastante faladora, a mulher carregava uma crença inabalável na derrota de Bundd. Bem, somente ele poderia dar o melhor rumo para essa peleja.



Dicas e orientações:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫


[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Zuzu_h10

Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bunda Branca
Membro
Membro
Bunda Branca

Créditos : 6
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 03/01/2014
Localização : No seu coração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptyTer 20 Mar 2018, 04:24





             – Medo? Nós, piratas não temos medos de civis, principalmente de civis folgados como você que não entendem a nossa superioridade! Pode pegar a “Mary” emprestada, afinal, nada mais justo do que eu te desafiar para uma luta depois de ter me ofendido...
             A mulher proferiu as palavras em tom debochado, igual tudo que havia saído de sua boca até o presente momento. Bundd foi incapaz de esconder sua apreensão quando a espada Mary foi fincada na mesa em alta velocidade.

             – Acho que não vai rolar não, afinal estou desarmado. Sou um espadachim que não possui espada. – disse o rapaz um tanto receoso.
             – Pegue a “Mary” e me devolva se conseguir criar qualquer corte em sua adversária, seja nas roupas ou na própria pele.
             Tentando parecer confiante, mesmo não estando, Bundd afirmou com certo tom debochado:
             – Assim que o povo gosta! Cuidado aí para não se cortar, velha. Mr. Bundd vai pegar leve com você hihihi.
             – Isso só demonstra a sua fragilidade, porque, além de continuar achando que sou velha, sendo que somente meus cabelos são brancos, você ainda tem muito o que aprender. Mas não estou aqui para te ensinar.
             O rapaz ouviu atentamente a fala da mulher. O mesmo não a achava velha, porém seu jeito – normalmente imprudente – era criar apelidos. Tinha plena convicção que sua adversária possuía um poder superior comparado ao seu e deveria atacar ao surgir alguma oportunidade e usar o que tinha de vantagem neste combate: o álcool no sangue e a prepotência da mulher. Teria de vencer a todo custo, pois sua curiosidade em saber o que tinha naquele jornal era maior do que a razão.

             Pegaria a espada Mary que estava fincada na mesa e diria:
             – É uma bela espada. Uma pena que derrotará sua própria dona.
             O objetivo de falar isto seria a tentativa de deixar a mulher irritada e atacar imprudentemente. Por isso usaria a estratégia do contra ataque, usando uma mão apenas na espada para dar mais agilidade.

             Ficaria sempre atento aos movimentos da mulher. Tentaria bloquear com a espada qualquer ofensiva, sempre já colocando a espada em posição do bloqueio no movimento do membro superior dominante dela. Esperaria uma oportunidade, como alguma das listadas abaixo.
             Se utilizar golpes simples como se achasse que ganharia de qualquer jeito, faria um bloqueio e após isso giraria meu corpo e aplicaria um golpe rápido na lateral de seu outro braço.
             Caso ela tente uma estocada, colocaria meu corpo de lado, e bateria com a Mary na parte interna da espada dela. Se a espada dela caísse no chão, apontaria a Mary para a cara dela e diria “xeque-mate”. Se isto criar apenas uma abertura, daria uma estocada na coxa de sua perna não dominante.
             Em uma situação que ela golpeie de forma que os golpes sejam de fácil desvio por estar alcoolizada, bloquearia os 2 primeiros e desviaria do terceiro, colocaria a espada em seu pescoço, porém não o cortando.
             Se ela não criar nenhuma abertura na batalha, bloquearia insistentemente no estilo dito no começo, porém dando passos pra trás após bloquear, para cansá-la. Quando ela demonstrar maior cansaço, tentaria atacar sua perna não dominante realizando um corte lateral.

             Na hipótese de vitória, diria de forma calma:
             – Nem sempre os melhores vencem, velha. Eu e a Mary temos uma ótima coordenação. Por que decidiu se tornar uma pirata? Dona... – balançando a mão esquerda como se quisesse perguntar o nome da mulher.




____________________________________________________


Legenda:
 

Oni está em todo lugar:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo EmptyTer 27 Mar 2018, 15:03

~~ Orientação ~~


A maioria dos clientes percebiam a treta que havia ocorrido entre a pirata e o espadachim Bundd, aqueles que não haviam notado estavam totalmente bêbados. A audácia agregada a arrogância estava mais que visível, pois, Brank era um homem daqueles que quando era desafiado, não recuava.

O rapaz estava preparado para os possíveis ataques vindo da pirata. Raciocinou os tipos de golpes que a mulher poderia fazer, como por exemplo: estocadas, cortes diagonais, verticais e até mesmo golpes da cintura para baixo. Mas para a surpresa de Bundd, a pirata esticava sua espada até alcançar o balcão ao qual estaria sentada e bebendo, e com a ponta de sua espada alcançava a alça da caneca e assim exercia um movimento na horizontal jogando o objeto na cara de Brank.

Provavelmente o jovem espadachim estivesse esquecido que estaria enfrentando um pirata, apesar de ser do sexo feminino, um pirata é um pirata. Jogar limpo é algo que piratas não seguem, apesar de existir alguns casos raros. A mulher aproveitando da distração que havia criado, desfere uma estocada contra a lâmina de Bundd e seguindo com outro golpe acertando o tórax e assim rasgando parte de suas roupas. – Parando para pensar, garoto! Até que você é bonitinho. Uma pena que terei que tomar sua vida! Ela dizia expressando um sorriso endiabrado. O ataque havia feito um pequeno corte superficial, quase nem sangrou o peitoral de Brank.

Mas isso era apenas porque a mulher não havia usado toda sua força. Era mais como um aviso do tipo: se você descuidar, morrerá. A maioria dos clientes já estavam acostumados a ver lutas naquele estabelecimento, e os que não estavam acabaram por indo embora. A volta de Brank havia algumas mesas com cadeiras, o balcão do empregado do local e a sua frente a pirata almejando o confronto devido ao tedio que havia sentido outrora. O que o espadachim faria a seguir?

Dicas do Monstrão:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo DuXWscQ
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo 7KiC7F7

[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo XG4WLSF   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo BoYumQ5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo   [MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[MINI - Bunda Branca] A solidão que busca embarcar ao mundo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: