One Piece RPG
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:09

» A inconsistência do Mágico
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 16:34

» Mep-Ruriel
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 16:28

» [Mini-Ruriel]
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Ruriel o Ruivo Hoje à(s) 16:24

» O Regresso do Anjo Torto
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor DanJo Hoje à(s) 15:18

» Meu nome é Mike Brigss
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Shiro Hoje à(s) 14:38

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 14:05

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 13:46

» Xeque - Mate - Parte 1
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 13:31

» Art. 4 - Rejected by the heavens
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 12:50

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Furry Hoje à(s) 11:20

» [M.E.P] Joe Blow
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Sidney Thompson
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyQui 01 Mar 2018, 15:57

Relembrando a primeira mensagem :

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Caçadores de Recompensas Gallore Strange, Kisame e Nie. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 02/05/2013

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptySeg 19 Mar 2018, 20:00


Por algum motivo que eu desconheço, minha investida não só havia dado errado, como a investida de Gallore havia acertado, mas no alvo errado, agora estava eu em meio as cordas, solto, mas em um confusão em meio a elas. Lan havia conseguido comer a fruta, o que fez com que nosso primeiro objetivo fosse por água a baixo. Meus dois companheiros ja haviam escolhido seus oponentes, e estava na hora de eu enfrentar o que restava, livraria-me do amontoado de cordas onde eu estava e voltaria a minha atenção para Dan, eu estava enfurecido com o que acabará de acontecer e me dirigia para Dan com esse mesmo sentimento. Nenhuma palavra seria dita, apenas meus olhos vermelhos de raiva fitando Dan enquanto franzia o cenho eram mais do que mil palavras, aquela expressão mostraria a minha sede de sangue ao meu inimigo.

Ficaria com uma postura ereta, olharia nos olhos de Dan, empunharia meu machado com mão direita e iria caminhando ate o pirata. Podia não ser uma investida rápida para pegar meu inimigo de surpresa com a velocidade, mas era uma investida intimidadora, em que mostraria todos os atributos de meu corpo, usando uma postura ereta para parecer maior perante meu inimigo, a raiva nos olhos o que mostraria uma face mais demoníaca, e o andar como se um tigre estivesse se locomovendo ate a sua presa, um conjunto em que provavelmente poucos não se intimidassem.

Conseguindo me aproximar o suficiente do garoto, meus movimentos deixariam de ser vagarosos como o caminhar, usaria agora da minha velocidade investindo de surpresa ate ele, como um Leão dando o bote em sua presa, os passos da caminhada agora tonariam passos de corrida, e ao conseguir a aproximação suficiente para atingi-lo com minha lamina, meu braço direito que estaria empunhado o machado se moveria rapidamente ate meu oponente, com a lamina do machada coltada para Dan, um golpe horizontal simples seria desferido ate o garoto, visando acertar seu braço esquerdo e peito ate atravessar todo o seu corpo, acertando-o ou não continuaria o movimento e voltaria agora com um movimento horizontal da esquerda para a direita visaria acertar o braço direto e peito do mesmo ate atravessar seu corpo novamente.


Durante a minha investida no momento em que ele estivesse mais focado em minha lamina eu intimidado com minha investida, usaria minha calda para segurar uma das pernas de Dan, a que estivesse mais próxima, e assim realizaria meus movimentos. Durante todas as minhas ações estaria sempre atento ao meu redor e com os movimentos de Dan, se em algum momento fosse desferido algum ataque em mim, independentemente da fonte desse ataque eu usaria meu machado para defender-me de tal, em caso de ataques sem projeteis, a lamina do meu machado ficaria voltada para meu inimigo, que em caso de ser um ataque com punhos cortaria-o com a sua própria força, e no caso de ataques com armas de fogo, posicionaria o machado de lado, fazendo com que ele abrangesse uma área maior de proteção em mim mesmo. No caso do inimigo tentar usar alguma investida contra mim, ao bloquear seu ataque usaria minha calda para segura-lo, no local onde fosse mais facil de faze-lo e depois desferiria uma mordida no inimigo, onde fosse possivel apos o lançaria para longe, de preferencia para o mar. Por fim, olharia para a batalha de meus aliados, para ver como estava a luta entre eles, mas ainda atento ao meu oponente.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyTer 20 Mar 2018, 17:24

As batalhas dentro de Walrus se seguiam, de forma que Gallore se focava no inimigo tritão, Kisame saltava do timão e avançava contra Lan, e Nie acabava por avançar contra o outro irmão, Dan.

Gallore, com as soqueiras encaixadas nos punhos, avançava contra o tritão que já tentava um soco contra ele. O boxeador passava se esquivando pelo golpe e tentava um pela retaguarda do inimigo, que girava saindo da direção do golpe. Os golpes trocados entre os dois saiam assim, de ataque em esquiva, quase como um revezamento.

Isso é, até o último ataque, quando Gallore mira um soco diretamente no peito de Hilgrim e o tritão, quase no mesmo instante, lança um direto contra a traqueia do caçador. Os braços quase se tocam, e ambos tem seu impacto no mesmo tempo, empurrando os dois um para cada lado, fitando-se com aquele ar típico de batalha. O golpe que Strange recebia era sentido com força, e ele sentia até uma breve falta de ar no mesmo instante, tendo percebido que aquele golpe não causara mais dano pois, talvez em meio a movimentação, o inimigo havia perdido o "flow" do movimento. Mas uma coisa Gallore sabia: um golpe do tritão ali em suas plenas condições poderia trazer um grande risco.

Já Kisame, indo contra o novo akumado, que estava em sua forma humana, via ele sacando suas típicas duas adagas e também avançando contra o tubarão. O primeiro golpe que vinha era de Kisame, que tentava um corte horizontal abrangente contra Lan.

O pirata ruivo, se lança de joelhos no chão deslizando e, com uma das adagas, bate na lâmina da espada de Kisame para cima, causando uma abertura propícia em meio ao bloqueio fechado do tritão para seu próximo movimento: cravando a outra adaga na coxa de Kisame, que respondia tentando redirecionar um outro golpe, que era esquivado com uma cambalhota para trás por parte de Lan.

Mesmo sem estar usando suas habilidades da Akuma no Mi, Lan estava realmente rápido, e quem dirá como poderia ficar utilizando características de uma raposa? Tanto é que, pelo menos neste primeiro round, conseguia deixar a adaga presa na coxa de Kisame, que sentia uma extrema dor, ainda com a arma em si. - O jantar está servido é? Hoje teremos sushi, pelo que soube. - Sua arrogância aparência em qualquer fala de Lan.

E Nie, se desvencilhando das cordas, resolvi avançar contra Dan, que lutava desarmado. O tritão vinha com toda uma pose intimidadora, mas o pirata de madeixas azuis parecia não se importar tanto com aquilo, mantendo-se focado enquanto esperava o avance inimigo.

Os golpes que Nie tentava aplicar contra Dan eram todos esquivados com movimentos, no geral, para trás, mas havia um diferencial pensado pelo bárbaro peixe, que acabava por auxiliá-lo de certa maneira: Sua longa calda(sic., seria cauda) era enrolada na perna de Dan.

Contudo, o pirata era tão rápido, que no momento que via aquilo, só conseguia aplicar um soco contra a face de Nie que sequer tinha tempo para perceber o golpe. E mais um outro soco veio, e mais outro, e o tritão tinha seu rosto virado para um lado e para o outro com cada golpe, e sentia até uma breve tontura.

Tontura essa que dava o instante de segundo que Dan precisava para impulsionar o golpe que finalizaria Nie em um nocaute. O tritão, vendo o soco se aproximava, impulsivamente fechava os olhos antes de receber o golpe.

Contudo, uma pequena intervenção vinha. E quando eu digo pequena, eu pretendo passar a ideia literal deste adjetivo. Aduun surgia saltando entre os dois combatentes e socando, com sua pequena mão, o braço de Dan que iria com o punho fechado contra a face de Nie. Tal movimento fazia o boxeador de cabelos azuis perder a direção do golpe e este passar logo ao lado do rosto do tubarão.

Dan se afastava, observando que agora tinha dois oponentes: Nie, o qual parecia estar superando, de certa forma, em velocidade; E agora Aduun, que não tinha ainda demonstrado suas habilidades em batalha, mas vinha em um momento propício para nivelar o combate de um NPC nível 2 com um player nível 1 entre o Assassino dos Mares e o novo pirata Dan.

Contudo, mesmo com o auxilio, Nie havia recebido os golpes anteriores, e ele sentia uma sensação estranha em seu nariz, como se estivesse de certa forma sensibilizado. Provavelmente outro golpe ali poderia causar alguma fratura ou algo mais sério, e isso talvez fosse algo com que ele devesse se preocupar.

caLda de Nie:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptySex 23 Mar 2018, 00:20

Uma chegada inesperada



Hilgrim o tritão não parava de me surpreender, ele se mostrara um excepcional lutador no decorrer de tudo, o embate ficou muito equilibrado em uma guerra de quem acerta primeiro, e a tamanha agilidade que o tritão tinha para se esquivar era notável, o primeiro golpe desferido não saiu de graça, e um recíproco soco foi também contra golpeado contra minha traquéia, enquanto era empurrado pelo golpe pude sentir uma leve falta de ar, acertar um ponto vital assim, não pode ter sido coincidência, mas tenho certeza que ele sentiu o mesmo, pois assim como meu oponente eu não estou atacando aleatoriamente.

Fitaria o homem-peixe por um breve momento, ao mesmo tempo em que levaria minha mão à garganta não só como uma forma de alívio mas também de surpresa de ter sido acertado em tal um sorriso de satisfação se abriria em meu rosto. - Agora eu entendi como aqueles dois conseguiram fugir da Marinha. Pelo visto escolhi muito bem meu oponente. - E após tais palavras avançaria novamente ao combate. Não sei dizer se Hilgrim é do tipo conversador então é possível que ele me ataque durante essa leve pausa, e se isto for dito feito eu me esquivaria dando curtos saltos para trás ao mesmo tempo em que continuaria falando, quando estivesse de costas para um apoio, seja o batente para a parte superior do convés ou o próprio mastro, eu pularia nesta região e então usaria minhas duas pernas como apoio para um rápido dash contra meu oponente, meu tronco se curvaria encostando o peito em meu joelho esquerdo que se encontraria a frente, enquanto que eu colocaria meu cotovelo direito em frente ao meu rosto mirando uma rápida cotovelada no plexo-solar do tritão, um golpe bem aplicado nesta região pode facilmente esvaziar o ar dos pulmões, me dando talvez um tempo de restabelecimento onde recuaria três passos e partiria para uma nova arrancada.

Independente de ser necessário um contragolpe ou não meu próximo movimento seria rápido e direto, com um preciso soco de direita bem no meio dos olhos de Hilgrim, meus ataques agora tomariam uma postura diferente, sempre mantendo o membro oposto em guarda rente à minha face protegendo meu corpo da região torácica até o rosto. Na possibilidade de acertar o golpe e causar um atordoamento momentâneo me aproveitarei disso para tentar passar para a retaguarda do tritão e desferir três rápidos golpes em sua coluna, dividindo os alvos entre suas regiões lombar, torácica e cervical, sendo este último uma tentativa definitiva de nocaute.

Contudo se eu perceber minha investida será bloqueada, o que acho pouco provável, usarei o golpe de finta recuando meu braço novamente para a guarda ao mesmo tempo em que desferirei um uppercut esquerdo por debaixo de suas costelas, acertando assim seu diafragma e dificultando novamente a respiração, finalizando com um rápido agachamento desferindo um golpe em suas pernas para que o mesmo caísse. E se o mais provável acontecer e Hilgrim desviar de meu soco, não darei tempo para ele, e imediatamente darei uma passada direita para frente mudando meu centro de gravidade na intenção de realizar um completo giro anti-horário e desferir uma poderosa cotovelada esquerda em sua têmpora, podendo assim causar a perda de consciência, de movimentos, e em casos extremos, a morte.

No entanto se em meio a isso o tritão for mais rápido e conseguir contra-atacar durante meu ataque, eu tentarei me esquivar com um rolamento para sua lateral, e me aproveitando de minha posição daria um impulso para frente ainda me mantendo baixo para derrubá-lo com um lariat em suas pernas, derrubando-o no chão eu me jogaria por cima do mesmo colocando meu cotovelo para se chocar contra seu peito, mas se sua base for muito estável e ele não cair, antes de o mesmo puder atacar eu agarraria sua perna mais próxima e rolaria entre suas pernas para lançá-lo ao chão, onde em qualquer dessas duas situações eu imobilizaria o tritão com minhas algemas. E se porventura ele me ver agachado e se sentir tentado a dar um chute, eu abriria minha guarda na lateral do tronco apenas esperando o momento do golpe para agarrar sua perna com um braço e golpear seu joelho com uma cotovelada do outro.

No êxito de derrotar meu oponente eu tomaria um tempo para respirar enquanto analisaria meus arredores me certificando se minha presença seria necessária nas outras lutas que estão ocorrendo, mas se por acaso ver Lan em sua forma de raposa lutando contra Kisame, não perderei este golpe de oportunidade, tentarei agarrar o pirata por seu rabo de surpresa com as duas mãos e por fim o arremessaria direto ao mar no intuito de acabar logo com isso.


Objetivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptySab 24 Mar 2018, 13:06


Inacreditável o modo como a raposa se movimentava, diferente de Karate Island, ele se mostrara muito mais poderoso. Seria este o poder da fruta do demônio, me perguntaria, mas sem perder o foco. A curiosidade e cobiça aumentavam em conjunto com a dor enquanto via a maldição fortalecer aquele mero humano, que anteriormente teria apanhado por uma criança em conjunto com seu irmão. - Não é possível! Diria para o garoto que acabara de cravar uma de suas armas em minha perna. Podia sentir uma dor enorme causada pelo ferimento, mas ainda assim deixaria a lâmina em minha perna, não tinha um motivo especial, talvez eu apenas estivesse esquecido ao entrar em choque.

Não permitiria que o breve legado do Príncipe dos Mares chegasse ao fim de maneira tão rápida, ainda mais diante de um ser tão insignificante quanto este, a raposa pagaria caro por todo tempo que me perturba. Independente de minha postura, tentaria manter-me em pé. Utilizaria de minha espada se fosse necessário, apoiando-a entre as madeiras do convés para erguer o enorme tubarão branco que parecia abatido. - Uma presa desse tamanho...não ficarei de joelhos para você, Raposa! Expressaria minha indignação, a honra dos predadores estaria na mesa, morrer com desprezo ou viver na glória da cadeia alimentar. - O mundo é do oceano agora, e eu estou no topo! Um grito estrondoso, e uma força maior cairia sobre mim, com todo minha força de vontade ficaria ereto e novamente me disponibilizaria para um confronto.

Se conseguisse erguer-me, logo começaria o plano. - Venha, vamos ver do que é capaz! Provocaria meu adversário que por mais forte do que fosse, ou aparentasse, não deixava de ser aquele estúpido caçador de piratas. Novamente colocaria a lâmina em frente ao meu corpo, ambas as mãos segurariam-a firmemente enquanto minhas pernas lutariam para manter meu corpo de pé. Avançaria na direção do criminoso, desta vez um pouco mais cauteloso e com passos menos firmes, tentando amenizar a dor que aflige os músculos danificados. Se conseguisse me aproximar mesmo que fosse poucos metros - o suficiente para que a extensão da espada atingisse-o - tentaria desferir um corte horizontal, à mesma maneira que o anterior para que restringisse a zona de defesa de meu adversário.

No entanto esperaria por um resposta da raposa, que se novamente se esgueirasse e deslizasse pelos espaços, eu também recepcionaria de maneira diferente e neste caso o meu sangue não seria derramado. Durante minha investida, meu passo de apoio seria com a perna que estivesse intacta, colocando a ferida mais atrás onde meu peso teria uma menor distribuição. Posteriormente aguardaria uma ação do meu inimigo que caso esquivasse da minha arma e se aproximasse um pouco mais para perto de mim, rapidamente retiraria a adaga anteriormente cravada em minha perna e tentaria crava-la com uma estocada no endemoninhado - não selecionaria um alvo, o membro ao meu alcance seria o destino da arma -.

Velozmente saltaria para trás, reuniria toda força e esforço que me restara para me impulsionar na direção contraria à do meu adversário. Ainda neste movimento tentaria trazer a Katana comigo, enquanto que a lâmina menor, deixaria-a com seu dono. - DESGRAÇADO! Um grito repentino para ampliar as reservas de energia utilizadas para me afastar.

Tentaria me recompor de imediato, evitando desperdiçar o tempo entre todas minhas ações. Neste caso, empunharia a arma novamente e ficaria a espera de outro afronte. - Cometi o erro de deixar você vivo da outra vez, mas agora só vai restar a sua cabeça e a do seu irmão! Afirmaria para Lan, eu estaria pronto para o combate novamente.

Qualquer investida que viesse tentar me atingir seria recebido de forma ríspida e rude, independente da maneira que Lan me golpeasse, novamente minha espada seria usada para bloquear, sendo como a extensão do meu braço ela aproveitaria minha força para ficar entre mim e a arma do oponente, se o golpe fosse lançado na vertical a lâmina seria colocada no sentido horizontal, da mesma forma se repetiria no caso do ataque seguir pelo outro sentido - e qualquer distância -.

Minha destreza com a espada seria colocada a prova em cada instante e ataque. Quando a lâmina de minha arma entrasse em contato com qualquer outro equipamento, desta vez não empurraria-a com toda minha força, apenas tentaria estabilizar o ex-caçador e sua adaga e se ocorresse apenas um segundo da falta de equilíbrio do mesmo, aproveitaria a oportunidade para desferir um corte no membro exposto mais próximo de minha espada - levando em conta a pressão da arma, caso ocorresse -. No instante que está ação acontecesse, não moveria minha espada a não ser para bloquear em outra posição, se eu tentasse ricocheteá-la, novamente poderia ser surpreendido com uma brecha.

Manteria uma única postura e com cautela, novamente a vida estava em jogo, entretanto a aposta era outra, três (3) foragidos de um oficial da marinha e um deles com peculiaridades, seria difícil imaginara fortuna que conseguiríamos. - As coisas não estão fáceis aqui, Squalo! Uma deixa para meus companheiros, o tom de voz seguiria o cansaço e esforço que me cercara.


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Sahashi Minato

Créditos : Zero
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 4010
Masculino Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 25

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptySeg 26 Mar 2018, 12:51


Aparentemente a fraqueza de meu oponente estava apenas em minha imaginação, com sua personalidade só imaginava que seria um oponente fraco, mas eu estava enganado, o rapaz era verdadeiramente veloz, veloz o suficiente para me dar uns bons golpes sem que eu tivesse nenhuma reação. Aduum percebia a minha dificuldade é vinha me ajudar, aparentemente para o anão ou eu era o mais fraco da tripulação ou era o único que estava com dificuldades entre nós, daria uma rápida olhada ao meu redor para ver como estava a situação dos meus companheiros, e chegaria a uma rápida conclusão, para o anão eu era realmente o mais fraco, não era o único que estava com dificuldades, meu irmão estava com uma faca cravada em sua perna e mesmo assim Aduum escolhia me proteger, infelizmente no momento eu não poderia ajudar meu irmão, teria primeiro que acabar com meu inimigo e depois sim, eu poderia ajudá-lo.

"Vamos Aduum, vamos acabar com esse cara logo, meu irmão esta precisando de juda!"  Apos dirigir a minha fala a Aduum iniciaria meus movimentos, procuraria me sincronizar meus movimentos com os do anão, mas se ele não quisesse, me moveria sem ele. Por mais que os golpes do rapaz tivessem sido efetivos, não me preocuparia com eles, eles não haviam me deixado com medo ou ate mesmo receio de enfrentar aquele humano, mas sim com mais vontade de derrota-lo. No caso de ainda estar um pouco tonto pelos golpes que havia sofrido, esperaria ate voltar ao normal e depois executaria meus movimentos, caso contrario executaria-os imediatamente. Novamente executaria ataques simples, correria em ate Dan com meu machado empunhado na mão direita e ao me aproximar o suficiente, com meu machado em um movimento de cima para baixo atacaria Dan visando acertar qualquer parte de seu corpo, depois, continuando meu movimento, agora de baixo para cima volataria a atacar o corpo do rapaz com meu machado, visando sempre acertar com a lamina em seu corpo. No caso de Dan tentar se esquivar do ataque se movendo para frente tentando encurtar a nossa distancia, tentaria acertar uma joelhada em seu abdome, por fim me afastaria de Dan esperando pelos movimento de Aduum.

Faria o que fosse possível para ajudar Aduum a atingir o rapaz, seja auxiliando ele com sua movimentação ou como um escudo impedindo que Dan o acertasse, ou ate mesmo tentando segurar Dan para que Aduum agisse. Usaria meus braços, pernas, cauda e machado para me defender de possíveis ataques dirigidos a mim ou ate mesmo de Aduum. No caso de Dan se aproximar para desferir algum ataque a mim tentaria segura-lo durante esse ataque, se fosse algum soco ou chute desferido a qualquer parte do meu corpo, sem ser as partes baixas, ou rosto, permitiria que seu golpe acertasse e aproveitaria para segura-lo durante o golpe, um momento onde seria mais difícil do garoto impedir-me de agarra-lo, seguraria tanto com minha cauda quanto com os braços. Tendo exito seguraria-o para q Addum pudesse finaliza-lo e aproveitaria para morde-lo onde fosse possível.

Histórico:
 

____________________________________________________

   
[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptySex 30 Mar 2018, 19:14


A reação de Nie a sequência de golpes recebidos era extremamente rápida, de forma que agora ele se recuperava e então partia para cima do inimigo. Duas machadadas verticais, de cima pra baixo, e de baixo pra cima, e Dan somente se esquivando com movimentos de passos de um lado para o outro, com velocidade, de forma a cada vez mais se aproximar do tritão e adentrar sua guarda.

Ele subia em um gancho logo após uma esquiva, acertando então o nariz de Nie, que via aquilo como uma oportunidade perfeita, se deixando acertar. No instante do golpe, ele sentiu um estalar nos ossos de sua face, e uma dor enorme, como se algo se partisse em seu nariz, mas não perderia a oportunidade e enrolava o garoto com seus braços e sua cauda, prendendo-o, o que permitia a Aduun aplicar alguns fortes golpes contra as pernas do pirata de cabelos azulados.

Se não bastasse, Nie dava uma mordida no ombro de Dan, que só não era mais forte pois ele conseguia se desvencilhar do agarrão no mesmo instante, de forma que os dentes de Nie não penetravam em sua carne, mas produziam uma serie de cortes no ombro que já começavam a sangrar.

Dan os encarava, com certo ódio no olhar, apertando os punhos e tomando um passo para trás, distância. Estava, provavelmente, para iniciar uma nova sequência. Nie sentia a extrema dor em seu nariz, mas não era algo que o pararia.

Já Gallore, lutando logo ali ao lado praticamente, soltava seus dizeres contra o tritão, que ao contrário dele, já partia com uma movimentação ofensiva com uma sequência de socos poderosos. O boxeador ia saltando para trás com movimentos rápidos até se aproximar do mastro da embarcação, e neste instante Hilgrim sorria, como se pensasse que o caçador estava encurralado, mas neste instante ele batia as pernas no mastro e se lançava contra o tritão.

Hilgrim girava para o lado e se esquivava do ataque em seu plexo solar, já Gallore aproveitava a cinética do movimento e fazia um rolamento para o lado, tentando se agarrar nas pernas do tritão, que vacilava com o movimento, quase caindo, mas utilizando daquilo para se apoiar com as mãos no chão e com um movimento acrobático se livrar.

Ambos se levantavam, e se encaravam novamente. Hilgrim mantinha um semblante neutro encarando Gallore, passando seus olhos pelo mesmo, como se o analisasse, de certa forma.

E Kisame, lutando contra Lan, se erguia ignorando a dor, amparado pelo sangue quente e suas características ferozes de tubarão. Ataques horizontais contra Lan eram tentados, e ele os circundava se esquivando com velocidade, se aproximando cada vez mais do tritão para tentar lhe deferir um golpe.

No instante que iria atacar a outra perna, a lâmina de Kisame bloqueava o golpe e, com a outra mão, o tritão tentava cravar a adaga do próprio pirata contra ele. Era um movimento muito bom, e o que salvava a vida de Lan era que Kisame não tinha propriedade para lutar com aquele tipo de arma, conseguindo fazer apenas um ataque superficial, um corte pequeno em seu ombro esquerdo, de forma que Lan pegava novamente a arma e se distanciava.

Kisame lançava suas palavras contra o pirata de cabelos ruivos, que respondia com desprezo. - Sabe, não preciso acabar com vocês agora. Percebo que se tivermos tempo, poderei aprender a manejar as habilidades que recebi, e encontrar a tripulação de Hilgrim. Então... - Ele guardava as adagas, e sorria irônico. - Adeus! Nos vemos mais tarde! - E dizia mais alto, de forma que Hilgrim e Dan ouviam. O tritão saltava para as próprias águas, e o pirata de cabelos azuis para o chão rochoso junto de seu irmão.

Aos poucos eles iriam se distanciando, e Hilgrim se juntando a eles. Talvez pudessem ser perseguidos, mas era difícil saber se os alcançariam. Aos poucos, eles sumiria, se ninguém fosse atrás, e Aduun juntaria-se com Nie no centro do convés com os outros, dizendo. - Eu não sei ao certo o que fazer agora que perdi o foco de minha pesquisa mas... Aventureiros quando chegam no Farol costumam ir se encontrar com Don Karthus, para conseguir a bússola para navegar na Grand Line.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyDom 01 Abr 2018, 01:25

Nada Acontece, Feijoada



Eu já disse como esse tritão não para de me surpreender? Não sei o que acontece com essa maldita raça que parecem ter nascido para lutar, o desgraçado não era só resistente e forte como também ágil, se eu fosse um tritão e extremamente feio poderia dizer que somos gêmeos, pois até nosso estilo de luta é parecido, mas diferente de mim e do outro homem peixe que enfrentei, no caso Kisame, Hilgrim realmente não fazia o tipo conversador e não tardava para me atacar com uma rápida sequência, minha esquiva era fácil, assim como a que o tritão executava em minha virada, demonstrando novamente habilidades semelhantes às minhas com sua acrobacia. Ataque, esquiva e contragolpe, essas três palavras resumiam nossa luta, após a troca de punhos nenhum dano sequer fora desferido, e seguindo essa lógica agora era minha vez, com o mesmo sorriso no rosto eu me preparava para avançar contra meu oponente.

- Adeus! Nos vemos mais tarde! - O grito de Lan ecoava pelo ambiente, e em meio a minha investida Hilgrim simplesmente dava-me as costas e pulava ao mar, desapontamento era tudo que passava por minha cabeça, eu me aproximava do parapeito do navio enquanto observava o trio fugindo de vista, uma breve olhada em meus companheiros e podia notar que não estávamos em condições de perseguí-los, Kisame parecia ferido na perna enquanto que Nie aparentava ter levado bastante dano, e sinceramente, toda minha vontade de lutar já havia se esvaído no momento em que os três decidiram fugir. - Tsc… COVARDES! - Aduum então nos dava orientação, mas juntamente a isso ele me parecia perdido, aquela pesquisa era sua vida, e agora se esvaiu por um completo vacilo meu, deixar Lan não só comer a fruta como também escapar ileso. - Se eu tivesse sido mais cuidadoso, ou quem sabe se eu não tivesse atrapalhado Nie não estaríamos nessa situação. - Andaria nervoso até o mastro golpeando-o para aliviar minha frustração.

- Não tem porque segui-los agora. - Continuaria agora um pouco mais calmo porém incomodado, independente de meus sentimentos baixar a moral do grupo é a única coisa que não pretendo fazer. - Eles que vieram até nós, e se voltarem basta que os surremos novamente de volta pra qualquer buraco que tenham se escondido. - Chegaria perto de Kisame que ainda teria o ferimento aberto e pediria para se sentar enquanto eu analisaria o machucado continuando minha fala. - Vamos focar em nosso próprio objetivo e procurar esse tal de Karthus como Aduum falou, apenas fiquem atentos pro caso dos três covardes voltarem. - Eu ridicularizaria o pequeno grupo, no entanto ainda me preocupando com eles, principalmente a parte que Lan falou sobre o bando do tritão, já havíamos enfrentado tripulações piratas antes mas nunca se sabe o dia de amanhã.

Uma adaga havia sido cravada na perna de Kisame e seu ferimento era profundo, após analisar corretamente eu retiraria minhas soqueiras colocando-as no bolsos, e agora me dirigiria ao anão no tempo que iria levar para retirar o material de minha mochila. - É realmente uma pena sua pesquisa Aduum, mas não se abale ainda. - Diria fitando-o com meu sorriso de um dente omisso no rosto. - Primeiro nós damos uma surra nesses caras como vingança e depois achamos outra fruta pra você analisar. Que tal? - aquele pequeno homenzinho se encontrava desamparado em minha frente, podemos não ter ficado muito tempo juntos, mas de alguma forma já tenho um certo apreço por ele, uma vez que alguém luta ao meu lado consideração é o mínimo que eu sentiria por tal pessoa, e esse era meu sentimento pelo anão, que eu assim o expressaria em uma forma de chamada para que ele se juntasse a nós de uma vez.

Quanto ao ferimento de Prince eu começaria jogando um pouco de Álcool só por precaução e limpeza, se após isso notar um sangramento por dentro da ferida eu usaria de meu cautério para estancar o sangue e por fim suturaria seu corte finalizando envolvendo-o com bandagens. - Certo Prince, não vamos perder tempo aqui. - Diria ao tritão agora tratado enquanto me aproximaria de Nie se o mesmo já não estivesse próximo. - Vamos atracar em algum local seguro para o navio, eu logo te ajudo com a âncora. - Tentaria pegar o tubarão de surpresa, seu nariz aparentava fraturado, normalmente a cicatrização é natural mas é preciso colocar no lugar antes, posicionaria meu dedão na região deslocada enquanto apoiaria no outro lado meus dedos médio e indicador, e por fim rapidamente forçaria o encontro dos dedos para realocar o nariz. No caso de Nie se atentar a aproximação de minha mão eu fingiria apenas analisar seu ferimento e faria a mesma ação como uma surpresa, e logo após isso tiraria meu braço rapidamente no caso de seus instintos predominarem e ele tentar morder minha mão. - Se estiver sangrando muito coloque alguma coisa para tapar as narinas, respire pela boca e não incline a cabeça para trás ou o sangue vai acumular na sua garganta. - Uma fratura óssea, principalmente no rosto costuma doer e incomodar muito, portanto tiraria uma dose de morfina de minha bolsa e a aplicara no homem peixe. - Aqui, vai aliviar a dor. -

Após tratar todos os ferimentos me dirigiria para a âncora no intuito de puxá-la assim que Kisame ajustasse uma boa posição para o barco. - Certo… Vamos lá. - A confusão toda com que descemos havia desviado minha atenção mas finalmente a ficha caiu, Grand Line Paradise. - Finalmente cheguei aqui. - Um passo mais próximo de meu sonho, e a partir de agora só subirei.

Uma vez com Walrus atracado o próximo passo seria esse chamado Don Karthus, não sei como funciona isso de navegação mas essa tal bússola deve ser importante. - Aquela casa grande no farol me parece um bom ponto de partida, vamos lá dar uma olhada. - Seguiria para o local esperando que os demais fossem junto, no caminho perguntaria para Aduum uma das muitas perguntas que latejam em minha mente. - Ei, quem é esse Karthus afinal? Me pergunto se ele é forte. - Durante o percurso tentaria evitar problemas desnecessários, haviam pessoas de todos os tipos ali e eu não quero chamar o tipo errada de atenção, por enquanto. - Talvez eu o desafie pra uma luta. - Se conseguir chegar e adentrar na casa analisaria o local, no caso de ser movimentado com diversas pessoas me dirigiria a alguém um pouco mais “central”, que aparente trabalhar ou morar ali, por outro lado se não encontrar nada cheio procuraria por alguém com que pudesse falar, e independente de qual das duas situações se desenrolarem eu finalmente dirigiria minha palavra. - Estamos procurando por Dom Karthus, se puder me ajudar eu agradeço. -


Objetivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyDom 01 Abr 2018, 21:37


Uma luta difícil que encerrara quando uma das partes acabava desistindo do combate, lamentavelmente eram os vencedores. - Eu não acredito nisso! Cairia de encontro ao chão junto com as dores que me amaldiçoavam, minha força parecia não ser o suficiente para navegar nesses mares, mas quem poderia definir isso depois te tanto treinar e batalhar pelos azuis. Lan era realmente abençoado e não o contrário como eu pensará, a fruta do demônio parecia abrir portas para ele e quando concluísse este pensamento, a inveja tomaria conta.

- Gallore, venha aqui! Gritaria furiosamente, quase que implorando por um atendimento médico. Minha não forçaria o meu músculo da perna acima do ferimento, procuraria amenizar a dor de qualquer forma para que o curandeiro pudesse realizar o seu trabalha com perfeição. -  Acabamos de ver uma demonstração de como as coisas irão funcionar daqui para frente. Uma pequena pausa para um suspiro enquanto fitaria o machucado. - Demônios serão tudo o que veremos aqui! Pegaria minha espada nesse instante e cravaria-a no convés. - ISSO PODERIA SER MELHOR? Mudaria drasticamente minha expressão, um sorriso que rasgasse meu rosto seria dado para ilustrar a excitação, a dor que sentisse por um pequeno instante seria esquecida para que me erguesse aos céus comovendo e contagiando meus tripulantes. Quem poderia medir as recompensas e oponentes a partir de agora, não teriam limites para as novas aventuras, então nossas barreiras também deveriam ser quebradas.

- Guie-nos anão, parece que você conhece este lugar. Diria em bom tom para ele. Empunharia minha espada e faria-a de bengala, a cada passo em que meu peso fosse distribuído pela perna ferida, ela auxiliaria em meu apoios. Isto tudo até eu chegar no timão onde seguraria-o e com um leve movimento guiaria Walrus para a costa mais calma. - Solte a âncora apenas quando a embarcação parar e não deixam as velas atrapalhar. Após as instruções, levaria o barco para a parte mais calma das águas nos arredores.

Quando a situação se acalmasse e estivéssemos estagnados, começaria a me movimentar em direção ao solo, onde segundo o pequeno, iríamos de encontro às Karthus, assim como todos com o objetivo de navegar pela Grande Linha. - Tomara que aqueles idiotas estejam por lá, vou acabar com eles desta vez. Vociferaria comigo mesmo, uma conversa breve com meus próprios pensamentos. Caminharia pelo terreno à procura do estabelecimento deste homem que seria a chave para adentrarmos e procura dos criminosos. Entretanto se Aduum soubesse o caminho, com certeza facilitaria a busca, e com toda calma do mundo seguiria-o. Passo a passo com cautela para uma recuperação menos demorada, já fazia um tempo que eu não conseguia navegar ileso, esses seriam os ossos do ofício de um Caçador de Recompensas.


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Sahashi Minato

Créditos : Zero
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 4010
Masculino Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 25

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyTer 03 Abr 2018, 13:25


Sofria um ultimo golpe, mas graças a ele, meu plano teve sucesso, ser um saco de pancadas no fim teve seus beneficios, não só eu havia saído da batalha com ferimentos, mas meu oponente também. "HAHAHA, Boa garoto, você ate que tem bons movimentos, na proxima vez que nos encontratrmos, espero que tu esteja mais forte, e me de uma luta tão boa quanto a de hoje!!!" As palavras sairiam de minha boca enquanto via o rapas saindo ao lado de seu irmão e o outro tritão. A dor que eu sentia não me traia nada alem de prazer, muitos estariam com expressões de dor estando com o nariz quebrado, mas comigo era diferente, a dor so me trazia prazer, o que fazia com que eu ficasse com um sorriso no rosto.

Mas agora eu tinha de esquecer isto e me preocupar com meu irmão, logo iria em sua direção, ele estaria sendo tratado por Gallore e eu esperaria ate terminar o tratamento, com isso esperaria a minha vez de ser tratado e deixaria ele fazer o que fosse necessário, para curar meu ferimento. Com nos dois estando tratados iria ajudar meu irmão a se locomover pelo navio ou no que fosse necessário, como baixar a ancora, isar a velas entre outras coisas referente a locomoção do navio e sua parada.

Com o navio aportado iria ficar ao lado de meu irmão, onde seria a sua muleta humana, apoiaria-o ao lado da perna machucada para que ele não a utilizasse. Aduum parecia conhecer o local, e meu irmão aparentemente estava contando com o conhecimento dele para ir em certos locais, meu trabalho agora seria ajudar meu irmão a andar, para que ele usasse o menos possível a sua perna ferida, sendo assim estaria sempre ao lado dele, independentemente de onde ele fosse.

"Você precisa cuidar mais de ti mesmo irmãozinho, não vou estar aqui para sempre! HAHA" Aproveitaria da situação para "zuar" um pouco com o tritão visto que de todos nos o mais machucado era ele.
Histórico:
 

____________________________________________________

   
[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyQui 05 Abr 2018, 18:48

Cauterizações, suturas e tratamentos de ferimentos. Gallore até tentava falar com Aduun para animá-lo, mas o anão possuía um ar triste, mesmo que tentasse disfarçar. Com a ideia de conseguir outra fruta, ele não parecia muito esperançoso.

Nie estava sorridente com a dor. E no momento que seu nariz era recolocado no lugar pelo médico, em uma surpresa, ele soltava até um certo gemido de prazer, até mesmo fechando seus olhos por conta da sensação que ele, sendo um amante da dor, tanto gostava. Isso é, até a picada de Gallore, que o fazia sentir um certo alivio. Havia também um breve prazer na morfina, mas não era igual a dor.

De qualquer maneira, âncora lançada, eles decidiam seguir o rumo para o encontro de Karthus. Era dito para que Aduun os guiasse, sendo supostamente alguém que conhecia o local, e em resposta o pequeno homem dizia. - Nunca estive aqui. Conheço apenas as histórias, e elas contam que o velho reside no Farol e é louco por apostas. - Ele dizia, apontando o rumo do Farol.

Aduun subia no ombro de Gallore, Nie apoiava Kisame para que este andasse melhor enquanto sua perna se recuperava, e eles seguiam assim o rumo na direção do grande Farol. No caminho, inclusive, Gallore perguntava que seria o tal Karthus, se perguntando se seria ele forte. Aduun, em seu ombro, voltava a responder. - Ele é, e muito, se as histórias estiverem corretas. Ninguém sabe direito de onde ele veio, mas há quem diga que era amigo do próprio Will D. Chris, e que sua força se equipara a dele. Fantástico, não?

Aos poucos eles iam se aproximando, tendo caminhando por alguns minutos, passando inclusive por diferentes pessoas na ocasião, algumas que os ignoravam, e outras que olhavam para eles de maneira estranha. Estava com um forte vento, o que dificultava até mesmo a caminhada, e neve caia, estando as formaçoes rochosas quase que inteiramente brancas. Frio, muito frio, mesmo com as roupas quentes que eles usavam. Talvez tivessem que conseguir novas para sobreviver naquela nevasca.

Enfim, acabavam por se aproximar do Farol, vendo que este possuía uma casa anexa a si. Sentado ali, em uma cadeira de madeira, um homem de longa barba branca, gordo, com um chapéu e óculos redondos em cima de sua cabeça. Na cintura, uma espada longa embainhada.

- Estamos procurando por Dom Karthus, se puder me ajudar eu agradeço. - Tomava a frente Gallore, tentando perguntar para o velho, que sorria para ele levemente, fitando-o bem dentro de seus olhos.

- Estão procurando o velho e maldito Karthus? - Seu olhar passava por todo o grupo, dando uma parada especial em Kisame, notando o ferimento em sua coxa, e voltando-se novamente para Gallore. - Estão falando com o próprio HAHAHAHA presumo que queiram um Log Pose mas... Gostam de apostas?

o velho e maldito Karthus:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 EmptyQui 05 Abr 2018, 20:07

O Homem Mais Forte do Mundo



- ISSO PODERIA SER MELHOR? - As palavras que Kisame dizia enquanto eu o tratava ecoavam em minha mente, pelo visto eu me juntei aos malucos certos, por um momento achei que teria que socar o tritão no rosto novamente, quem sabe alguma pancada o tivesse deixado covarde, mas não dessa vez, assim como eu, aqueles dois gostam da ação, da luta, causar e sentir dor, e por falar em dor, esse pensamento só se intensificou mais ao ver as reações de Nie, me deixando até mesmo um pouco culpado por desperdiçar morfina com alguém que não se importava com seu nariz quebrado.

Mas isso não vem ao caso agora, o fato é que como Prince disse, daqui pra frente tudo só vai piorar, e essa ideia não para de me animar ainda mais, um verdadeiro desafio na Grand Line, é isso que eu realmente estou procurando. - Será que eu sou masoquista que nem esses caras? - Pensava enquanto via o sorriso sádico de Nie. - Nah, eu sou normal, esse aí devem ter caído do berço. -

Por mais que Aduum nunca tivesse pisado no Farol antes, suas histórias já eram o bastante para nos guiar, o pequeno homenzinho ainda parecia um pouco desanimado, mas o que mais me incomodava era o fato de ele ter navegado os quatro Blues sem nunca ter pisado aqui. - Mais uma coisa que terei de perguntar mais tarde acrescentada à lista. - Continuando a responder minhas perguntas o anão comentava agora sobre Don Karthus, uma força equiparada ao antigo rei dos piratas.

- Wow, isso não deve ser pouca coisa. - Respondi de volta enquanto caminhávamos, o percurso demorou alguns minutos que só se alongaram mais devido a dificuldade em andar com os pés enterrados na neve fofa e macia. Diferente de Baterilla, o clima aqui estava imensamente gelado, e mesmo com um casaco a sensação de frio espetava minha pele como finas agulhas que me causavam arrepio, minha tremedeira no entanto não era devido a temperatura, e sim para encontrar esse homem que dizem ser tão poderoso. - Eu definitivamente vou desafiá-lo pra uma luta. -

O fato de avistar indivíduos tão diferenciados só me fez imaginar ainda mais como seria este homem tão forte, um humano? tritão? ou quem sabe os lendários gigantes que podem esmagar cidades como se não fossem nada. Quem nos atendeu de frente ao Farol foi um velho corpulento e sentado com uma longa barba advinda de seu queixo, e minha maior surpresa com aquele senhor foi descobrir que ele é Don Karthus.

Por um momento minhas expectativas foram ao chão em ver que o poderoso homem equivalente a Will D. Chris era um senhor de idade e um tanto quanto roliço, mas as palavras de meu mestre ecoavam em minha cabeça me lembrando de nunca subestimar alguém por sua aparência, e isso me fazia recobrar a empolgação.

Com as mãos nos bolsos não só para esconder minha ansiedade mas também para colocar minha soqueiras a qualquer momento eu ouvi cada palavra do velho com calma e atenção, esses aspectos no entanto não se manteriam por muito tempo pois a palavra “aposta” ativou toda a impulsividade em mim.

- Aposta? Se refere à uma luta contra o senhor? - Responderia o homem afastando um pouco as pernas para firmar minha e não deixando de mostrar um sorriso empolgado, minha mão em meu bolso direito já com a soqueira equipada esperaria apenas pela resposta de Karthus. Se o velho demonstrasse qualquer sinal positivo de que aceitaria, seja se levantando para lutar ou aceitando verbalmente, eu não conseguiria mais me segurar, sem sequer ouvir e concordar nada sobre regras, condições ou o que aconteceria em derrota eu avançaria para cima dele com um grito. - É ASSIM QUE SE FALA! - Meu dash seria visando minha maior velocidade com um direto de direita sem um ponto específico, apenas mirando o velho, minha vontade não é de derrotá-lo, e sim testar sua força, a força que eu preciso para me considerar verdadeiramente forte.

Se ele no entanto recusar de imediato não me conterei em demonstrar meu desânimo, um pesado suspiro seria dado logo antes de abaixar a cabeça em decepção e por fim retirando minhas mãos sem arma alguma dos bolsos antes de continuar a conversa.

- E então? Que tipo de aposta é essa? E o que é um Log Pose? - Apesar de um pouco triste de não presenciar a força de um lutador lendário não ficaria desinteressado ou com desdém para com o velho, apenas sua presença já me cativou, principalmente ao despertar minha curiosidade sobre o que ele poderia estar falando. E por fim, na possibilidade de ele aceitar a luta e ela for interrompida ou encerrada, eu tentaria fazer a mesmas perguntas, isso se estiver em condições para tal.


Objetivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters
Voltar ao Topo 
Página 3 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Baterilla-
Ir para: