One Piece RPG
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P] Joe Blow
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Licia Hoje à(s) 03:45

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 03:15

» Sidney Thompson
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49

» Seasons: Road to New World
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:26

» Hello darkness my old friend...
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Zed Hoje à(s) 00:09

» Phantom Blood
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P]Kujo
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Kujo Ontem à(s) 23:42

» [Mini-Aventura] A volta para casa
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 23:30

» Enuma Elish
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 23:07

» Xeque - Mate - Parte 1
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 22:22

» Ain't No Rest For The Wicked
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 22:00



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyQui 01 Mar 2018, 15:57

Relembrando a primeira mensagem :

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Caçadores de Recompensas Gallore Strange, Kisame e Nie. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Convidado
Convidado



No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyDom 11 Mar 2018, 13:44


A subida era iniciada, a embarcação tomara uma posição inusitada, quem diria que Walrus saberia subir montanhas. Mesmo que fosse incrível não teríamos tempo para apreciar, nem para qualquer outra coisa, apenas reagir. A velocidade com que o barco seguia a corrente e a inclinação apenas dificultavam as ações realizadas por nós e apesar de Walrus estar pronta para receber este tipo de navegação, para mantê-lo em seu rumo ainda seria necessário a minha interferência. - Segurem-se em algo, não caiam na água, será a última vez que nos veremos. Gritaria para os despreocupados. - Nie, não tente ser um herói, nem mesmo os Reis dos Mares ousam atravessar esta loucura! Na verdade não acho que algum ser vivo seja tolo o suficiente! Começaria a questionar nossa posição atual e tentando impor nosso objetivo principal sobre tal, o verdadeiro motivo de estarmos atravessando a Montanha Reversa.

Em um momento de dificuldade o anão vinha até mim. Algumas instruções básicas eram dadas, veríamos se o mascote e Gallore sabia o que estava dizendo. Rapidamente mudaria minha postura, meus braços tomariam o centro do timão como direção e da mesma maneira manteria o barco centrado no meio daquelas rochas pontiagudas. A proximidade de meus braços, um do outro, poderia exigir um pouco mais de força, pois bem, assim seria para que não fosse a ultima ação voluntária tomada por mim. Entretanto, aproveitaria da inclinação do barco para lançar meu peso para atrás enquanto manteria minhas mãos firmes no curso, isto para que o estímulo sobre o timão fosse aumentado, facilitando assim meu trabalho.

- Lhes concedo liberdade total para me ajudarem! Exclamaria para aumentar minha força e persistência ao mesmo tempo que indiretamente direcionaria a mensagem para os tripulantes. Isto antes de voltar ao meu momento de concentração, onde nenhuma palavra mais seria dita, apenas, força. - Mas que diabos de barulho é esse?. Indagaria em alto e bom som. - Vocês estão ouvindo? Perguntaria para todos, talvez a minha teoria de que nenhum ser atravessasse a reverse não estivesse mais válida. Um som não identificado por mim, só conseguia imaginar o pior, estaria por toda embarcação, perguntaria para eu mesmo. Todavia não teria tempo para explorar, poderia ser coisa da minha cabeça devido ao estresse da viagem e da vida em minhas mãos, estranharia se mais ninguém notasse mas não interromperia minhas ações.

Não sabia ainda se meus esforços durariam muito tempo, estávamos viajando em alta velocidade, mas não deixaria de me perguntar quando acabaria. Continuaria à segurar-nos até que a turbulência sessasse e se este instante chegasse, rapidamente relaxaria meus braços, o tempo poderia ser curto. Ainda não largaria o Walrus, apenas descansaria meus membros superiores para não ser encaminhado para o pior. - Continuem espertos. Novamente, não deem chance para o azar! Diria enquanto estivesse fitando o horizonte, se este fosse possível de observar. Estaria sempre em busca do que tinha por vir, observaria ao redor para tentar analisar a melhor forma de navegar. - Anão, fique comigo! Sua sabedoria poderia ser útil, isto se sua sugestão tivesse dado certo.



Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptySeg 12 Mar 2018, 14:15

Para o infinito e além


Certa vez em um livro li sobres as ilhas do céu, lugares além do horizonte inalcançáveis para os homens, mas atingível para os audaciosos. Me pergunto se a sensação que os exploradores dos livros sentiram seja algo do tipo que estou presenciando agora. Nossa embarcação já não mais navegava em direção ao mundo sem fim, mas para cima, o céu que todos os homens querem alcançar. O solavanco que Walrus causava em nossa subida era rápido tal qual poderíamos ser jogados para trás em um único momento de vacilo, eu não me deixarei vencer por uma simples montanha, não importa se ela desafia toda a lógica, ainda assim faz parte da natureza, e nós homens nascemos para dominá-la.

Eu me agarraria nas cordas em que estava puxando para levantar as velas, não posso me deixar cair agora, o divisor de águas é aqui, o marco inicial de minha conquista. Enquanto o equilíbrio era tentado por mim Aduum ía até Kisame orientá-lo, o anão parecia saber do que falava, auxiliando nosso navegador a não nos matar. Satisfação era o mínimo que passava por minha mente, meu discurso aparentemente trouxe um bom marujo, não apenas com conhecimento, mas experiência, se esse camarada já viajou por todos os quatro blues, as chances de o mesmo já ter atravessado essa montanha algumas vezes é plausível.

Kisame agora com o auxílio de Aduum parecia ter uma melhor controle da embarcação, no entanto este ainda pedia por suporte, sua motivação parecia vacilante, não sei se ele ainda acredita em nossa capacidade tanto quanto eu, e além disso parecia delirar com alguma coisa, não posso culpá-lo, eu mesmo já tive a voz do próprio Caolho em minha cabeça por um dia inteiro, e sinceramente isso ainda me perturba um pouco.

- Barulho? Do que você está falando?! - Neste momento eu já estaria me dirigindo ao lado de Kisame para ajudá-lo a manter o curso, se o pequeno corpo de Aduum já aparentou ter ajudado ao menos um pouco, eu não devo ser totalmente inútil ali. - Qual o problema Kisame?! - Tomaria cuidado para não ser jogado para fora durante meu caminho, usaria todas as cordas e apoios ao meu alcance para chegar lá em segurança, e se em algum momento nada disso estiver ao meu redor me moverei abaixado, não seria prudente subestimar a turbulência causada pelas águas, muito por estas que tem algo a mais. - Você não é o Príncipe dos Mares?! - Neste momento espero já ter chegado até lá para poder ajudar a segurar o timão, e se passado pelo anão, seguiria suas orientações, já que ele parece ter um bom conhecimento do assunto. - Então trate de retomar seu lugar e governar sobre a droga dessas águas! Onde está todo seu orgulho? Este não foi o homem com quem eu lutei! - Uma vez dentro da calmaria na tempestade eu ainda não descansarei, isso só acaba quando descermos na Grand Line, continuarei segurando o leme firmemente, no entanto tentarei observar os arredores, uma viagem assim só se faz poucas vezes na vida, uma história digna dos contos de taberna, e eu planejo memorizar cada instante deste momento importante na vida todos aqui presentes.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Sahashi Minato

Créditos : Zero
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 25

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptySeg 12 Mar 2018, 15:04


A subida da montanha se iniciava, me perguntava se Walrus aguentaria essa subida, ou se nós aguentaríamos ela, era uma montanha íngreme e impossível de acreditar que ela realmente existia, cada vez ficava mais difícil de se movimentar dentro da embarcação, a viagem começou a ficar turbulenta, o que me obrigou a buscar algo para me apoiar, cordas ou parapeito da embarcação seriam os alvos que eu escolheria para me segurar, e me manter equilibrado enquanto subíamos. "Segurem-se em algo, não caiam na água, será a última vez que nos veremos." Com a fala de Kisame algo um tanto quanto inusitado era escutado por mim, meu irmão se preocupando com alguém alem de mim e ele mesmo? não era todo dia que se veria isso. "Nie, não tente ser um herói, nem mesmo os Reis dos Mares ousam atravessar esta loucura! Na verdade não acho que algum ser vivo seja tolo o suficiente!" Por algum motivo meu irmão deve pensar que sou algum idiota mesmo sendo seu irmão mais velho ele acha que faria alguma burrice em um momento como esse. "Irmãozinho, acho que você esta falando isso pra pessoa errada, quem gosta de aparecer aqui é você!"

Com a turbulência na Reverse Mountain eu podia sentir uma boa excitação por aquele momento crescendo dentro de mim, provavelmente era a adrenalina que estava crescendo, mas era uma sensação muito boa ate um sorriso poderia ser visto em meu rosto, algo que não era muito comum. Kisame que estava junto de Aduum cuidando do leme pedia por ajuda com isso veria Gallore se deslocando com certa dificuldade ate ele, junto a mim que teria ido imediatamente ajudar o tritão, seria alguns passos difíceis, com as águas caóticas da montanha o Walrus se movia de mais o que dificultava na locomoção, mas mesmo com essa dificuldade eu iria ajuda-los, procuraria a rota mais segura, onde houvesse mais coisas em que eu poderia me apoiar, de apoio em apoio eu iria ate o Kisame.

No meio tempo em que estaria indo ate ele, Kisame falava algo um pouco estranho. "Mas que diabos de barulho é esse? Vocês estão ouvindo?" Por alguns instantes achei que meu irmão estava aficando louco, eu não estava escutando nada, talvez eu estivesse ficando surdo, mas não era isso, Gallore rapidamente o respondia. "Barulho? Do que você está falando?!" Logo depois do medico eu também o respondia. "Não, o que tu ta escutando?" Algo estava estranho, o que era esse barulho que apenas ele escutava? Mas essa era uma questão que ficaria para depois, agora o objetivo era ajuda-los a colocara a embarcação em uma rota segura.

Tendo exito em chegar ao lado de Kisame procuraria onde me segurar e ajudaria com o leme, minha calda seria usada para segurar o anão caso ele precisasse, se não fosse necessário ajudar o Aduum usaria-a como mais uma fonte de equilíbrio e seguraria em algo com ela também.
Histórico:
 

____________________________________________________

   
[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptySeg 12 Mar 2018, 21:37

A subida persistia cada vez mais difícil. Era como se quanto mais o navio subisse, mais turbulentas as águas ficavam, e mais difícil era de manter a estabilidade da embarcação. Contudo Kisame, mesmo recebendo a ajuda de Aduun e segurando o timão mais no meio, tinha ainda dificuldades para travar a direção.

Uma liberação para ajudarem-lhe e um questionamento sobre os cochichos que naquele momento ele só ouvia. Gallore e Nie acabava por ajudar a segurar o timão, e com a força compartilhada de Nie já era possível fazer um esforço não tão grande e orientar de maneira correta o Walrus.

Aos poucos o barco ia cada vez subindo mais, e o pico da montanha estava cada vez mais próxima. Por um segundo ocioso, Gallore acabava por dar uma olhada em volta, como se aproveitasse a grande vista que tinha daquele grande momento naquele grande lugar. Era mais do que certo reparar.

Fazendo isso, no entando, Strange visualizava no lado de trás do barco figuras que se seguravam em ganchos presos no casco do navio. Três para ser mais exato, e quando o boxeador olhava para elas, indiscerníveis ainda, elas saltavam para dentro da embarcação, passando por cima deles e caindo na parte maior do convés.

A cena era incrível. Eles atingiam quase o topo da Montanha Reversa e a vista de uma boa parte da Grand Line acabava por ser fundo dos três homens, ou melhor, dos dois garotos e do tritão que se revelavam. O tritão nunca havia sido visto, e diferente de Kisame e Nie que tinha um quezinho, mesmo que minimo, de beleza, ele era extremamente monstruoso e se parecia talvez muito mais com uma criatura marinha.

- E aí, caçadores. - A figura de cabelos ruivos dizia, com desdem na última palavra de sua frase. Aquele era o antes caçador de recompensas, Lan.

- Oi gente. - O irmão, de madeixas azuladas, complementava. E aquele era Dan. O tritão do agora trio parecia não dizer nada, mantendo apenas uma expressão de certa forma assustadora. O anão parecia não entender muito o que estava acontecendo.

- Então Chinatsu e companhia, vocês acharam mesmo que... - Lan dizia, com seu jeito sempre típico e provocativo, parando por um instante e observando todos os que estavam no navio. Ele não via Chinatsu, e estranhava. - Onde está a Chinatsu..? Ahhh... Não importa. Nós viemos para fazer-lhes pagar pelo que fizeram conosco no caminho para Baterilla.

- É VERDADE! NÃO FOI JUSTO VOCÊS FAZEREM NÓS SERMOS PRESOS, GALERA! - Dan complementava, com um tom quase triste em sua voz.

- É. - Não parecia concordar tanto, mas preferia neste instante não contrariar o inocente irmão. - Se acharam que aqueles marinheiros de merda iriam nos parar, se enganaram. Nós fugimos facilmente, e ainda trouxemos alguém tão perigoso como nós, Hilgrin, o tritão. - Ele apontava para a figura escamosa logo ao seu lado. - E agora preparem-se para... - Antes que ele pudesse dizer mais alguma coisa, um solavanco ocasionado pelo alcance máximo e diminuição repentina da velocidade era sentido, e todos eram quase jogados para frente.

Os novos piratas e os caçadores conseguiam se manter firmes, mas o pequeno anão era lançado para frente naquele rápido instante, sendo antes segurado por Lan no ar com a única mão que não estava se apoiando no navio. - O que é isso...? - Ele tirava o baú das costas do anão, e então a descida em alta velocidade também fazia o anão voar para trás, sendo salvo somente por Nie que conseguia segurá-lo com sua cauda. Lan abria o baú e um brilho se formava em seus olhos verdes claros. - Não me digam que é...

- Uma Fruta do Diabo! - Dan dizia, também impressionado. Todos na verdade estavam e conseguiam ver dentro do baú a pequena fruta redonda, vermelha, com desenhos de aspirais em todo sua casca. Aduun parecia extremamente preocupado com aquele objeto nas mãos dos piratas, e o grupo talvez devesse tomar uma decisão rápida antes que algum deles comesse a fruta amaldiçoada.
Os Gêmeos Preferidos de Vocês:
 

Tritão:
 

Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyTer 13 Mar 2018, 11:11


A tensão sob os tripulantes era incessante, uma viagem dura acabara que acabara de atingir seu meio. Antes que eu pudesse focar-me totalmente à navegação, o inesperado acontecia. As vozes que eu escutava deixavam de ser imaginarias, eu realmente não estava ficando louco, era algo pior. Dan, Lan e um tritão infiltravam-se no barco e desfrutavam de uma confortável viagem, mas sem pagar nada e isso me deixava irritado. - Joguem eles pra fora, estou um pouco ocupado aqui. Expressaria-me enquanto manejaria o timão em prol à correnteza. Não estava acreditando no que estaria acontecendo, fazia pouco tempo que tinha conseguido me livrar dos dois pirralhos do Gallore e agora os caçadores que tentaram tirar tudo de mim estavam em meu convés, não poderia deixar de pensar nos crimes que cometi na vida passa, deveriam ser horríveis para eu merecer estes encostos.

- Espero que vocês consigam lidar com eles, tenho um problema muito maior para resolver aqui. Não fitaria ninguém, ignoraria-os e daria as instruções, se Walrus saísse de controle, morte na certa. Uma nova direção era tomada por nós, uma descida, tão rápida quanto a subida e aparentemente mais mortal também. Junto a isso, a revelação de uma fruta do diabo esquentava as coisas por ali, parecia que ao presencia-la, os perigos dos arredores tinham sumido e as expressões mudaram. Sabia o que estaria prestes a acontecer mas ainda assim tinha prioridades. - Aquilo parece ter um grande valor! Não os deixem pegar, NIE MATE TODOS! Gritaria enquanto lutaria com a gravidade contrária. Ainda com as mãos no timão, não permitiria um deslize no curso, meus pés já não me auxiliariam como contra-peso e sim segurar-me no convés com toda força para que não fosse lançado à frente.

Não tinha ideia de como eles lidariam com a situação, parecia que os nossos inimigos estavam em vantagem - por ora -, eu não me meteria por enquanto também. Entretanto se algum dos três (3) invasores viesse em minha direção para me atacar ou simplesmente passar pelo meu alcance, não perderia a oportunidade. Manteria o meu equilíbrio apenas com uma perna enquanto a outra tentaria lançar qualquer um em direção às rochas da montanha. Um chute reto com o solado de meus pés e desfrutando de toda minha força. Posteriormente retornaria para minha posição inicial e novamente tentaria tomar o controle da embarcação.

Aqueles dois idiotas, não poderia perder tempo imaginando como escaparam de um oficial da marinha, eles pareciam ser tão inúteis, porém agora fugitivos que apenas me deixariam mais rico. Este seria um barco de mercenários, o dinheiro tinha caído em nosso convés, ou seja, nos pertencia. E o anão teria muito que me explicar quando esta turbulência acabasse, se ainda estiver vivo, sua estatura não teria minha total atenção, só esperava que aqueles dois patetas conseguissem resolver tudo sozinho até que nossa queda fosse finalizada.



Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyTer 13 Mar 2018, 21:41

Idi e Ota... De novo



Por pouco conseguimos manter o controle do barco, o mais difícil já havia passado, e uma vez no topo da montanha já estávamos a meio caminho andado, a visão que se tinha do mar era magnífica, ou seria, se não fosse pela visão horrível que se seguia. Kisame aparentemente não estava maluco, realmente existiam vozes da popa navio, ou melhor, “pessoas”. Quem surgia por cima de nossas cabeças e caíam no convés, eram Lan e Dan, juntos de uma criatura que preferi não prestar muita atenção.

A dupla dinâmica estava de volta agora com mais um membro, mas suas atitudes não haviam mudado em nada, enquanto um tinha a mesma fala megalomaníaca e ao mesmo tempo covarde de sempre, o outro continuava… bem, sendo o Dan. Aparentemente eles haviam escapado da marinha junto do tritão, e agora buscavam vingança, principalmente contra nossa loli sombria que já não nos acompanha mais, pareciam confusos com a ausência da mesma, e o mínimo que eu posso fazer é zoar eles no lugar dela.

- O que Chinatsu diria? - Seriam meus pensamentos antes de proferir a seguinte provocação. - Hmpf, se ele é tão inútil quando vocês dois então não vai ser um problema. - Finalmente chegamos ao topo da montanha e isso acabou acarretando alguns futuros problemas, Aduum, foi temporariamente capturado, deixando o conteúdo de sua pesquisa com o trio de palermas. Naquele momento minha expressão não poderia estar mais surpresa, era disso que a pesquisa do anão se trata. - Nas mão erradas não isso não pode ser bom. - Meu pensamento aparentemente era semelhante ao nosso pequeno companheiro, e a preocupação de Aduum não era em vão, nossa embarcação já não estava mais no topo, a última marca do percurso já se iniciava, e com o solavanco para trás do navio já era possível ver a enorme descida que temos pela frente.

- Prince! Segure as coisas um pouco que eu já volto. - Essa fruta é de Aduum, e não posso deixar que alguém a coma, principalmente Lan. No momento de minha fala pularei para o convés, mas não na direção de nossos invasores, e sim para a lateral no navio, onde me agarraria na corda da vela e então a cortaria com minha katana, com isso pretendo usar da gravidade somada ao meu impulso junto da cinética do movimento de Walrus para dar várias voltas ao redor do mastro e prendendo os piratas no mesmo com a corda enrolada ao seu redor. Uma vez com eles aprisionados eu rapidamente tiraria a fruta das mão do garoto de cabelos vermelhos golpeando o mesmo se necessário, e a guardaria em minha mochila. - Devolverei para Aduum quando isso acabar. - Por fim checaria e retiraria quaisquer armas ou pertences cortantes que eles venham a possuir, impedindo qualquer tentativa de fuga, se o tritão que os acompanha tiver dentes afiados eu desferiria um forte soco por trás de sua mandíbula na intenção de tirá-los, é melhor não arriscar. - Souvenir? Acho que não… Muito fácil. - Terminaria então com alguma provocação pela satisfação pessoal de Chinatsu, que gostaria de saber o fim desses dois. - Não sei o que é mais ridículo, sua idéia de se prender atrás de um navio prestes a subir a Reverse Mountain, ou achar pode de alguma forma nos derrotar. -

No entanto se meu plano de rodeá-los e prendê-los não der muito certo, eu investiria contra aquele que estiver segurando a fruta no momento, entraria dentro de sua guarda me posicionando lateralmente, ainda me agarrando a corda dando uma volta da mesma em meu braço e por fim acertaria o tendão localizado nas costas da mão de meu oponente no intuito de fazê-lo vacilar o instante necessário para que eu possa tomar o fruto de suas mãos. Uma vez feito isso apenas me afastaria me esquivando de ataques com pulos usufruindo da corda presa ao mastro como apoio. - Mesmo que conseguisse comer isso ainda assim não seria forte o bastante para esse seu plano de vingança ridículo. - Preferiria lutar quando já não estivermos em águas tão turbulentas, mas se a oportunidade surgir não exitarei em utilizar da corda em movimentos pendulares para lançá-los navio a fora.

Contudo se em meio a isso o pior acontecer e Lan comer a fruta, não medirei esforços para jogá-lo ao mar antes que seus poderes despertem, faria assim como fiz com Jack, o diferencial seria que agora eu estaria me segurando a corda, e ao o empurrar comigo apenas Lan cairia enquanto eu me apoiaria na lateral da embarcação em plena segurança.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Sahashi Minato

Créditos : Zero
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 25

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyTer 13 Mar 2018, 21:50


Para a minha felicidade, meu irmão não estava ficando louco, os sons que ele estava escutando era apenas três idiotas que achavam que poderiam conseguir algo mais alem da morte lutando contra a tripulação de Kisame. Já estava tão cansado da cara dos irmão idiotas que tudo o que eles falavam era ignorado por mim. Vendo a fruta na mão de Lan um ponto de irritação surgia em mim, "Quando tu pretendia nos falar que tinha uma akuma no bau seu merdinha? Se soubéssemos, esse bau nunca teria caído na mão deles!!" Voltaria a minha tenção e palavras para o anão enquanto ele ainda estivesse em minha calda. "Bom, não importa mais, agora nos sabemos. Felizmente vamos ganhar três recompensas e uma akuma para por na nossa conta!" Me acalmando largaria o anão nos ombros de meu irmãozinho ou aos pes dele. "Pequeno, fique ai e ajude meu irmão no que ele precisar! Gallore, nós temos alguns idiotas para caçar agora. Vamos!"

"Aquilo parece ter um grande valor! Não os deixem pegar, NIE MATE TODOS!" Kisame que estaria ocupado com o leme daria as ordens para mim. "Vai ser um prazer irmão!" Procuraria pelo momento certo para me mover em direção aos novos piratas, quando Walrus estivesse mais estável seria o momento para me mover, mas mesmo assim procuraria usar a minha calda para me segurar e me manter equilibrado, em caso de haver algum solavanco inesperado. Me moveria com meu escudo nas minhas costas e meu machado na mão direita. Fitaria meus inimigos com uma expressão sanguinária, "Hoje Walrus vai ser banhado com o sangue dos inimigos novamente!" Olharia nos olhos de Dan, que era o mais ingenuo do grupo, e provavelmente o mais fácil de ser intimidado, com uma postura ereta e franzindo o cenho eu me moveria ate os piratas, meu foco seria Lan que estava com a Akuma, retiraria meu escudo das costas e o empunharia com o braço esquerdo, meu movimentos provavelmente não estariam perfeitos graças a descida da montanha, mas isso valia para os dois irmãos e o tritão desconhecido.

Caso tenha conseguido ir para o convés onde os três estavam, começaria meu ataque, colocaria meu braço direito para traz fazendo com que eu ficasse em uma posição em que meu torço ficasse praticamente de lado, como se fosse dar um jogo de corpo nos três piratas, e partiria em direção a Lan que estaria com a akuma em sua mão, tentaria fazer alguns movimentos rápidos onde ao me aproximar o suficiente atacaria-o com meu machado, em um movimento de baixo pra cima visando acertar braço que estava segurando a akuma, mais precisamente no pulso do pirata ruivo. Tendo exito ou não no mesmo movimento traria o machado para baixo, visando fazer um corte de cima para baixo no peito de Lan.

Por fim me distanciaria deles com meu escudo posicionado em minha frente. Durante minha investida, no caso de algum dos inimigos tentasse me atacar usaria meu machado para bloquear o ataque, levando-o ate o local do ataque para me defender.

Histórico:
 

____________________________________________________

   
[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Boreal
Pirata
Pirata
Boreal

Créditos : 4
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 19

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyTer 13 Mar 2018, 23:46

A situação não parecia nada boa naquele momento. Os inimigos haviam capturado a fruta demoníaca e haveria um grande risco de um deles comer, além da possibilidade dos estudos de Aduun irem por água abaixo.

Kisame não poderia sair do leme, e assim dava a ordem para que seu irmão desse conta dos inimigos, contudo, antes do tritão sair a frente, Gallore já saltava com suas habilidades de acrobacia se agarrando numa das cordas, tentando utilizá-la em favor da batalha. Nie, avançando, tentava atacar Lan com um golpe vertical ascendente em seu braço.

O resultado era que o ruivo conseguia notar as intenções do boxeador, e então dava a deixa para o grupo. - Abaixem-se! - Contudo, Nie não estava realmente preparado para aquilo e ele quem acabava por ser enrolado no mastro pelo movimento de Gallore, enquanto os outros rolavam no chão e conseguiam parar de pé, seguros. Lan lançava o pequeno baú para o mar, estando agora com a fruta já em mãos.

Strange via a necessidade de golpear o ruivo no instante que este estava prestes a comer a fruta, e isso seria efetivo, se não fosse pelo trabalho do tritão. O médico Gallore sentia o impacto da palma da mão do peixe em seu braço, fazendo com que o golpe perdesse a direção e Lan conseguisse se esquivar, dando então uma bela mordida não fruta.

No momento que aquilo entrava em sua boca, sua expressão mudava. Era aquela típica cara de quando você coloca alguma coisa ruim na língua, e ele tinha inclusive a vontade de cuspir fora, mas acabava por se esforçar para engolir.

Talvez fosse possível sentir toda a energia brotando do corpo de Lan. Como se ele se tornasse um ser extremamente poderoso. Mas só talvez. Na verdade, ninguém sentia nada, nem o próprio Lan, que parecia estranhar aquilo.

Era o momento certo para Gallore, impulsionado e preso pela corda, avançar contra o gêmeo ruivo, um movimento perfeito que só poderia dar certo, principalmente pela proximidade do alvo. No entanto, os poderes da fruta se manifestavam no instante que seria o impacto, e em um segundo a estatura de Lan diminui, de maneira que o boxeador apenas passava por cima, voltando num pêndulo antes receber um outro soco na barriga do tritão, fazendo-o se soltar da corta e deslizar na madeira do convés até parar no parapeito quase na proa.

Aduun parecia aterrorizado com o que via, e até deixava de ajudar Kisame na direção por um instante, instante este que Dan surgia tentando de alguma maneira atacar o tritão navegador. Kisame até tentava um chute, mas não conseguia realizá-lo de forma efetiva, de maneira que o garoto de madeixas azuis contornava o movimento e pegava o espadachim por trás, prendendo seus braços antes de jogá-lo para o chão, soltando-o. Kisame por pouco não batia a cabeça no chão, tendo batido o ombro e sentido uma certa dor no instante do impacto, que talvez pudesse durar alguns segundos ou minutos a mais.

De qualquer forma, o navio durante as movimentações fazia a descida da montanha por um fluxo agora no sentido natural da gravidade, e parava aportando quase que naturalmente em uma região rochosa ali, até sem muitas praias. Uma leve movimentação, mas bem leve mesmo, ainda era sentida pela âncora não ter sido ainda jogada, mas talvez essa não fosse uma das principais preocupações dos caçadores naquele instante, pois dois dos homens haviam sido jogados no chão e Nie, mesmo que não amarrado, estava enrolado pelas cordas do mastro no próprio mastro.

- Vocês venceram aquela primeira batalha, imprestáveis, mas não tem chances de vencer a guerra. - Lan dizia, provocativamente, voltando a sua forma humana normal, olhando para suas mãos agora humanizadas novamente, maravilhado com aquelas habilidades. - Eu recomendo fortemente que vocês fujam, pois acabamos de tomar este barco como nosso. Considerem este o começo do pagamento da divida por terem roubado nossas recompensas.

Aquela região rochosa onde o barco estava tinhas muitas cavernas próximas, além de um caminho quase sem fim que, longe, dava numa casa ligada a um grande Farol, que eles chegaram a ver um pouco no momento da descida. Haviam alguns outros barcos a vários metros dali, sempre distantes uns dos outros, além de homens dos mais diferentes que andavam, brigavam e fugiam no chão rochoso ali.

Também o clima ali era muito mais intenso do que em Baterilla, e, mesmo com as roupas que os aqueciam, eles sentiam também um frio de leve em seus rostos e mãos, que a este ponto já estavam vermelhos. Era possível reparar também que os piratas trajavam roupas próprias para o frio.
Não abra antes de ler o post:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Designer
Designer
Remenuf

Créditos : 19
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 20
Localização : No seu coração

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptyQua 14 Mar 2018, 19:04

Uma chegada inesperada



Eu e os tritões parecíamos ter nos entendido ao decidirmos navegar juntos, nosso trabalho em equipe no entanto, ainda deixa a desejar, Lan pelo visto é mais astuto do que imaginei, e ao desviarem de minha primeira investida o único peixe que consegui fisgar foi o próprio Nie, que agora se encontra enrolado no mastro. O ruivo por outro lado continuava intacto e com a fruta em mãos, e meus esforços para impedi-lo de comê-la aparentemente foram em vão, toda vez que eu investia contra o gatuno, Hilgrin, o tritão monstruoso, me interrompia, chegando até mesmo a me derrubar através do convés logo após Lan por fim comer o fruto e se transformar em um pequeno animal, que de fato, era uma raposa.

Enquanto esse embate se seguia nossa descida para a Grand Line continuava firme a forte até um ponto em que estávamos no mar novamente, Walrus agora se encontrava parando em uma área rochosa, e os ventos gelados que já nos acompanhavam só aumentavam cada vez mais, à minha frente, Lan de volta à sua forma humana falava as mesmas idiotices de sempre. Por mais que o terreno tenha se tornado estável novamente já é tarde demais, a pesquisa do pobre Aduum já foi goela abaixo. Podemos cuidar desses dois irmãos patetas a qualquer hora, minha honra por outro lado, estava ferida, foi um erro ignorar aquele tritão, ele não só me golpeou duas vezes sem o menor pudor como também conseguiu me derrubar, meu orgulho como artista marcial não me permite ignorar isso, vou derrotar esse maldito tritão e fazer de exemplo pros outros dois que vamos capturar depois.

- Prince… Nie, não interfiram. - Diria enquanto me levantaria colocando minha soqueiras. - Esse tritão é meu. Façam o que quiser com os outros dois. - Assim como eu, ele aparentemente utiliza de artes marciais, e isso já é mais do que o suficiente para me deixar empolgado, um sorriso se abriria em meu rosto, lutar é minha forma de viver, e deixarei isso bem claro através de meus punhos.


Sem o mínimo de hesitação partirei para cima de meu oponente, não me esquecendo porém de meus arredores, por mais que Dan já não estivesse em meu caminho, Lan permanecia de pé ao lado de meu alvo, e agora após ter comido esse fruto não posso subestimar suas capacidades. Dito isto, caso o ruivo venha a me interceptar em minha investida eu pararei me agachando e me locomovendo para a esquerda, criando na verdade uma finta onde logo após a reação de meu oponente eu pularia por cima de sua cabeça caindo assim entre meus dois adversários e não tardando para golpear com meus punhos em ambas as direções. Neste caso eu pegaria Lan de surpresa, mas se meu verdadeiro alvo, o tritão de dispor a contra-atacar com um soco eu esquivaria passando por debaixo de seu golpe até suas costas onde desferiria uma cotovelada direita em sua vértebra torácica logo antes de proferir um upper esquerdo em seu rim, recuando assim alguns passos para trás, esperando respectivamente que com esses golpes eu consiga causar uma rápida paralisia seguida de um sangramento interno.

Uma vez frente a frente com Hilgrim espero que Lan e Dan estejam ocupados com meus dois aliados, para que eu possa focar somente no tritão. Já senti seus golpes em primeira mão, e apesar de não me causarem tanto dano ainda assim doeu um pouco, e planejo descontar cada golpe com juros, assumirei uma posição de luta com os punhos levantados e com perna esquerda sempre a frente e nunca a cruzando com a direita, meus joelhos levementes flexionados me darão uma melhor base, e ao me apoiar somente nas pontas dos pés terei um melhor tempo de resposta e esquiva.

Começarei minha investida mirando um jab esquerdo em seu rosto, usando deste golpe como uma finta para um direto de direita em seu plexo-solar, acertar tal área causa uma extrema dor além de dificultar a respiração, uma vez executado esperarei pelo contra-ataque do tritão, afinal, uma luta onde só um golpeia nem mesmo pode ser chamada de tal.

Na possibilidade de Hilgrim tentar me acertar com um soco direto, com o direito por exemplo, eu me esquivaria para minha direita ainda avançando para dentro da guarda do tritão, uma vez esquivado daria um soco com meu punho direito entre o epicôndilo lateral e medial (região oposta ao cotovelo) de seu braço atacante, uma região repleta de musculatura ligante e nervos, logo após daria uma cotovelada em seu rosto com o mesmo braço, por fim finalizando com uma passada direita para trás simultaneamente com um jab esquerdo em seu osso esterno (região no meio do peito). Fazendo assim o mesmo movimento espelhado no caso de um golpe semelhante vindo da outra direção.

Golpes vindos de cima ou horizontais eu me agacharia dando um leve giro para o lado espelhado da direção do golpe me posicionando assim na lateral de meu oponente, aproveitando então minha posição favorável para desferir uma cotovelada por trás do joelho do tritão, e usando de seu possível arqueamento para envolver meu braço direito em seu rosto e puxando-o para baixo onde encontraria diretamente com um gancho esquerdo desferido por mim bem no meio de suas costas.

No entanto se seu contragolpe vier de baixo para cima, na forma de ganchos, ou chutes, forma de ataque ainda não vista porém que devo considerar, eu pularia por cima do mesmo usando de seu ombro como apoio, e por fim desceria com um golpe em seu trapézio seguido de um soco nas duas regiões de suas costelas simultaneamente. Se em meio a isso ele desviar, continuarei esquivando e atacando conforme já descrito, e em casos de for acertado seguraria seu membro usado para ataque como apoio para manter minha base em um golpe direto em seu rosto, neste caso então não seria uma luta de quem bate mais, e sim de quem aguenta apanhar.

No decorrer da luta, se perceber qualquer instante de vacilo por parte do tritão, seja após a finalização de meus golpes ou uma simples desestabilização do mesmo, tentarei usar de minhas algemas para prender uma perna e um braço de Hilgrim, impedindo assim seu movimento e garantido minha vitória. Terminada a luta relaxaria um instante para analisar a situação ao meu redor, quem está enfrentando quem, a condição atual de Aduum, e principalmente, quem necessita de meu auxílio.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptySex 16 Mar 2018, 18:11


Finalmente a calmaria de águas não turbulentas, saiamos finalmente da montanha reversa para adentrar na grande linha, lugar onde maiores perigos nos aguardavam. Mesmo que em uma situação melhor, a embarcação não perdia o agito. Os intrusos causavam grande confusão e nossos caçadores encontravam dificuldades para enfrentá-los, esta seria uma boa hora para seu capitão aparecer e acabar com tudo. - Seus patetas, concentrem-se, estão acabando um com o outro. Expressaria minha indignação, por ora Nie ficaria sem meu auxilio, bem, ele já estava bem grandinho para isso.

O trio adversário não era bem vindo, uma invasão não seria respondida com boas vindas. - Parece que o jantar está servido, não é mesmo? Indagaria enquanto fitava a raposa, este seria meu oponente, apesar de tudo, um bom lanche para o grande tubarão branco. Um sorriso sádico expressaria meus desejos e ao sacar a espada as intenções não poderiam ficar mais claras. A arma, agora, se tornaria a extensão de meu braço direito e antes que percebesse já começaria a correr na direção de meu inimigo. - Estas são suas boa vindas!

Avançaria em máxima velocidade, utilizando o esforço que me restara após a aventura para reduzir a distância entre nós. Passo a passo deixaria minha força acumular, pequenos passos, até virarem um breve salto para antes do ataque. Logo que me aproximasse à poucos metros, meus membros inferiores travariam o movimento e por mais que minhas pernas continuasse estagnadas, meu tronco continuaria com um giro, levando a espada até o amaldiçoado. A arma tomaria uma posição horizontal de forma que abrangeria uma maior área em que a lâmina atingisse. Assim procuraria reduzir a rota de fuga do mesmo.

Todavia, se a raposa conseguisse esquivar de alguma forme, seja saltando, abaixando ou ainda assim fugindo pelas laterais, tentaria acompanhá-lo. Posteriormente toda força seria canalizada em minhas pernas, afim de realizar um salto na direção em que meu alvo seguisse. Durante esse movimento secundário minha espada ficaria ereta, como se a mesma apontasse um dedo para o peito do meu inimigo. Na ocasião de acertá-lo - perfura-lo -, continuaria o movimento até que atingíssemos a borda do convés, onde logo após levaria-o para a água comigo, saltaria em um mergulho violento ao mesmo tempo em que minhas presas tentariam dilacerar sua garganta. Mesmo que errasse o afronte com a arma, rapidamente posicionaria a mesma em uma das mãos para que tivesse a liberdade de tentar agarrá-lo e prosseguir com minhas ações.

No entanto não iria subestimar aqueles foragidos, já que se conseguiram driblar um oficial da marinha, talvez estivessem escondendo uma carta na manga, minhas suspeitas é de que o tritão que teria acolhido aqueles idiotas, mas não daria sorte para o azar. Me precaver era fundamental e como no nosso ultimo encontro estava implícito minha força sobre a deles, tentaria aproveitar-me disto para me defender.

Cada investida contra mim, seria bloqueada com minha espada, de modo que a mesma fosse posicionada entre mim e o atacante. A Lâmina estaria sempre voltada pra o inimigo e seus afrontes seriam interceptados com um movimento rápido de meus braços - que empunhariam a arma -, que colocariam-a à minha frente impedindo um contato direto  com o meu corpo. Independente se o lado oposto usasse armas ou golpes com o corpo. Aplicaria toda minha força no movimento, meus pés ficariam firmes no chão, alternando sua posição conforme o ataque que viesse. Ficariam sempre ao lado oposto, um mais à frente e o outro de apoio como se formassem uma estrutura inabalável e não permitissem que perdesse o equilíbrio em meio às investidas.

Cada bloqueio seria seguido se um empuxo, aplicaria minha força  contra o meu adversário no intuito de joga-lo para trás, não permitiria uma sequência de golpes que pudessem me prejudicar. Assim repetiria até entender como sua postura funcionaria e tentaria bolar uma estratégia para contra ataca-lo. - As cabeças de vocês vão ficar belas como decoração do Walrus! Diria para meu rival. Nie e Gallore estariam por conta própria, já o anão, não importava, ele já teria contribuído muito, pró e contra.



Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sahashi Minato
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Sahashi Minato

Créditos : Zero
Warn : No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 25

No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 EmptySeg 19 Mar 2018, 20:00


Por algum motivo que eu desconheço, minha investida não só havia dado errado, como a investida de Gallore havia acertado, mas no alvo errado, agora estava eu em meio as cordas, solto, mas em um confusão em meio a elas. Lan havia conseguido comer a fruta, o que fez com que nosso primeiro objetivo fosse por água a baixo. Meus dois companheiros ja haviam escolhido seus oponentes, e estava na hora de eu enfrentar o que restava, livraria-me do amontoado de cordas onde eu estava e voltaria a minha atenção para Dan, eu estava enfurecido com o que acabará de acontecer e me dirigia para Dan com esse mesmo sentimento. Nenhuma palavra seria dita, apenas meus olhos vermelhos de raiva fitando Dan enquanto franzia o cenho eram mais do que mil palavras, aquela expressão mostraria a minha sede de sangue ao meu inimigo.

Ficaria com uma postura ereta, olharia nos olhos de Dan, empunharia meu machado com mão direita e iria caminhando ate o pirata. Podia não ser uma investida rápida para pegar meu inimigo de surpresa com a velocidade, mas era uma investida intimidadora, em que mostraria todos os atributos de meu corpo, usando uma postura ereta para parecer maior perante meu inimigo, a raiva nos olhos o que mostraria uma face mais demoníaca, e o andar como se um tigre estivesse se locomovendo ate a sua presa, um conjunto em que provavelmente poucos não se intimidassem.

Conseguindo me aproximar o suficiente do garoto, meus movimentos deixariam de ser vagarosos como o caminhar, usaria agora da minha velocidade investindo de surpresa ate ele, como um Leão dando o bote em sua presa, os passos da caminhada agora tonariam passos de corrida, e ao conseguir a aproximação suficiente para atingi-lo com minha lamina, meu braço direito que estaria empunhado o machado se moveria rapidamente ate meu oponente, com a lamina do machada coltada para Dan, um golpe horizontal simples seria desferido ate o garoto, visando acertar seu braço esquerdo e peito ate atravessar todo o seu corpo, acertando-o ou não continuaria o movimento e voltaria agora com um movimento horizontal da esquerda para a direita visaria acertar o braço direto e peito do mesmo ate atravessar seu corpo novamente.


Durante a minha investida no momento em que ele estivesse mais focado em minha lamina eu intimidado com minha investida, usaria minha calda para segurar uma das pernas de Dan, a que estivesse mais próxima, e assim realizaria meus movimentos. Durante todas as minhas ações estaria sempre atento ao meu redor e com os movimentos de Dan, se em algum momento fosse desferido algum ataque em mim, independentemente da fonte desse ataque eu usaria meu machado para defender-me de tal, em caso de ataques sem projeteis, a lamina do meu machado ficaria voltada para meu inimigo, que em caso de ser um ataque com punhos cortaria-o com a sua própria força, e no caso de ataques com armas de fogo, posicionaria o machado de lado, fazendo com que ele abrangesse uma área maior de proteção em mim mesmo. No caso do inimigo tentar usar alguma investida contra mim, ao bloquear seu ataque usaria minha calda para segura-lo, no local onde fosse mais facil de faze-lo e depois desferiria uma mordida no inimigo, onde fosse possivel apos o lançaria para longe, de preferencia para o mar. Por fim, olharia para a batalha de meus aliados, para ver como estava a luta entre eles, mas ainda atento ao meu oponente.

Histórico:
 

____________________________________________________

   
[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters   No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
No Trees for Smoking, No Boyfriends: The Shark Hunters
Voltar ao Topo 
Página 2 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Baterilla-
Ir para: