One Piece RPG
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Unbreakable
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Ainz Hoje à(s) 15:32

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 14:42

» O Legado Bitencourt Act I
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 14:08

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:01

» Procura-se piratas no East Blue
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Ainz Hoje à(s) 13:58

» Miyuki Morningstar
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 12:58

» Rumo aos novos mares ! Grandline me espera
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Faktor Hoje à(s) 11:13

» Construindo o Começo
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Ainz Hoje à(s) 9:24

» [FP] Kozuki Orochi
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Akagami Hoje à(s) 9:24

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 3:00

» mini-aventura
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 2:01

» Bastardos Inglórios
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Kenway Hoje à(s) 1:06

» Nox I - Loucura
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:08

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:39

» Apenas UMA Aventura
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Van Ontem à(s) 20:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor Wesker Ontem à(s) 20:07

» Buki Bijin
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 19:02

» Arthas Mandrake
Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 18:58



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Ato I: Planejamento Ousado

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10 ... 15  Seguinte
AutorMensagem
Johnny Bear
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 20/04/2016

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 0:04

O dinheiro é um material interessante. Há muito tempo vem sendo imposta a ideia de quem tem dinheiro tem o poder, coisa que vem se tornando cada vez mais presente em qualquer sociedade, podia corromper os honestos e garantir ao seu portador o poderio daquilo que quisesse, com o dinheiro um homem podia comprar outro a um custo particular para cada qual. Todo homem tem seu preço. Chô nunca dera importância aos valores agregados por um punhado de moedas, na verdade, sua emoção estava ali, mais simplórios prazeres que a vida podia lhe propor, agregando o verdadeiro valor sentimental que cada coisa deveria ter para si. Mas até mesmo o mais justo dos homens tinha seu preço, até mesmo o mais nobre podia se vender a um preço, não necessariamente ao dinheiro material e ao valor que ele podia garantir ao portador, mas também para com aquilo que ele podia comprar. O dinheiro compra tudo a partir do momento em que ele pode comprar aquilo que possa lhe agradar, não se privando a apenas bens materiais, mas também experiências que podiam ser vividas através do mesmo, coisa que o Mink estava enfrentando naquele instante.

A sede por uma breve aventura se fazia presente no corpo daquele jovem a cada instante que se passava, afinal, fora pra isso que decidiu sair de sua vila natal e caminhar pelo mundo, descobrir e viver além daqueles muros, encontrar seu destino e sua glória nos prazeres que toda aquela imensidão dos mares podia trazer para seu coração. O Panda não hesitava em balançar a cabeça positivamente, apreensivo ele fechava os olhos para dar um longo suspiro, os dedos passavam esguios pela pelugem em seu queixo enrolando-a no meio de seus dedos, ele estava apreensivo e analítico quanto a proposta mesmo já sabendo qual resposta daria para tal, a questão do dinheiro nem passava por sua mente, indo de um ouvido a outro de uma forma despercebida, ele estava desatento e desinteressado quanto a estipulação de valores, estava naquela barganha não para saciar seus desejos materiais, mas sim por aquilo que pulsava em seu peito.

- Me chame de Chô! – Diria o Panda assim que o homem tivesse cessado por fim suas falas, ele apresentava uma aventura no mínimo interessante que podia ser levada em conta, por mais que não houvesse definitivamente um ponto que fizesse o Mink acreditar que aquela seria uma experiência única e miraculosa, mas como toda grande história tem seu ponto de partida dado nas pequenas e bem elaboradas aventuras, quem sabe esta não podia ser aquela que lhe diria o que talvez devesse esperar do mundo, a aventura que poderia decidir para qual lado o Mink verdadeiramente penderia e o que os sonhos de sua própria ganância revelariam ao se obter aquele sentimento único no momento de adrenalina. Uma aventura que poderia dizer ao humanoide quem ele seria, algo capaz de mudar a si mesmo.

Eram postas novas cartas à mesa, a cidade realmente não era um lugar para viajantes desatentos e as oportunidades se mostravam cada vez mais curiosas quanto aos meios das quais elas se apresentavam, sendo julgado apto para um breve serviço apenas pela sua aparência era algo curioso, coisa que Chô a pouco tempo passou a analisar em sua mente fora algo sobre as aparências de certa forma enganarem o que algumas pessoas realmente são. – Não hei de recusar o pedido, assim juro minha espada aos teus serviços! Mas deixo breve e em retumbante tom de que o dinheiro não é o que me move para tal serviço. – A mão do humanoide passara breve pelo cabo da espada no instante em que ele proferiria suas palavras, dando ênfase ao ato no instante em que diria sobre seu juramento. O Panda então, decidido a trilhar por aquele caminho escolhendo lutar e seguir adiante aquela aventura, levantaria logo depois do dito “Troy” se erguer e caminhar para fora, bradando para que outros que também se disporão ao serviço o seguissem para a execução da tarefa. Chô por sua ver continuaria calado e atento ao caminho, seguiria para perto de Troy enquanto colocara sua mão apoiada sobre o cabo da Katana. – Hei de me juntar a tua expedição, mas há necessidade de que saibamos de algum plano ou detalhe que tenha importância para vir a ser discutido? – Aparentava ser uma tarefa simples, como uma missão de resgate ao tesouro e impedir que o grupo de outros homens o tomasse, no entanto, a resolução que esse problema poderia vir a ter talvez devesse ser discutido previamente, recorreu então na mente do Mink uma possibilidade de dialogar e resolver tudo com a ajuda das palavras e do carisma de cada qual, deixando a ideia de ter que lutar para casos mais extremos.


Objetivos:
 

Histórico:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Brav
Civil
Civil
Brav

Créditos : Zero
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 1010
Data de inscrição : 13/06/2017

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 0:34

Eu tinha noção de que não estávamos totalmente seguros caminhando naquela floresta, ainda mais com as suspeitas que Will tinha em relação à Drake e seu grupinho particular.

De toda forma, eu tiraria os olhos de Will e trataria de me cuidar mais, pois a qualquer momento algo poderia saltar pra fora de um arbusto e nos atacar, o que com certeza não seria nada interessante. Furtividade seria algo essencial para me esgueirar por entre vinhas, cipós, galhos e entre outras coisas, pois quantos menos soubessem que estávamos lá, melhor seria pra nós.

Minhas costas continuavam a doer, mas a intensidade ia diminuindo cada vez mais. Com certeza, eu não iria querer mais um motivo para não poder prosseguir naquela caça-ao-tesouro, portanto, continuaria a seguir WILL (deixar bem destacado), no entanto, desacelerando um pouco o passo.

O clima frio me animaria um pouco - eu adorava observar os flocos de neve caindo e se misturando aos tantos outros que repetiam esse processo. Era muito bonito, mas aquela não era a hora certa pra ficar com todo aquele papo meloso.

Enquanto percorríamos aquele caminho, algo tocava no bolso de um de meus colegas, Drake. Por sorte, era somente alguém - possivelmente Silk - nos alertando sobre 'anões', mesmo que eu não tivesse nenhuma ideia de quem seriam eles.

Me prepararia para caso eles decidissem investir contra a gente. Me afastaria um pouco de Will, pois próximos seríamos um alvo mais fácil. Eu sabia que com certeza não teria condições de lutar, mas faria o possível pra pelo menos dar suporte aos meus companheiros.

Drake explicava todo o plano para Will, que provavelmente seguiria ele, chegando às escondidas para encontrarmos com Silk, que nos guiaria até nossos perseguidos, o que não me deixaria tão mais ansioso, pois aquela luta que travei contra aquele homem no beco não foi uma experiência muito boa não. De qualquer jeito, eu faria como Drake dizia, sempre com a guarda levantada e caminhando sorrateiramente. Will se tornaria uma bússola pra mim naquele momento, já que eu com certeza não tomaria as decisões por mim mesmo.



Histórico - Bravheseer Finn:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Remenuf

Créditos : 20
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 19
Localização : No seu coração

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 3:01


~Narração~

Brav e Will



Will e Finn se preparavam para seguir o plano de Drake, este primeiro ainda não confiava nem um pouco no homem, e lhe ameaçava em caso de isso tudo for uma emboscada, o homem deu de ombros e seguiu com sua parte do plano de atrair os perseguidores, não é que tivesse ignorado o jovem West, mas pra ele uma ameaça vazia não tinha sentido. Os dois jovens partiram para a direção indicada como instruído, encontrando por fim com Silk, que surgia aparentemente do nada. - Muito bem recrutas, vocês chegaram. Eu, Lady Silk irei guiá-los pela batalha. - Willian perguntava para a garota sobre um plano, e ela apenas o respondia com uma cara confusa. - Plano? Você bateu com a cabeça? Vamos chegar lá e acabar com a raça deles é claro. Agora adiante soldados! - E assim seguiam na formação, a garota lunática guiando o caminho, e os dois rapazes atrás.

Tj e Lotus


Em meio a isso Troy guiava seu grupo de expedição para o local orientado antes por seus subordinados, o homem a princípio havia ignorado as perguntas de Tj e Lotus, a pressa o fez agir daquele jeito, mas no caminho entretanto, o homem começava a puxar papo e a explicar seu plano de ação. - O tesouro que caçamos agora era do tritão que antes mandava por aqui, quando me juntei ao grupo que expulsou aqueles desgraçados eu não recebi um único centavo em troca… Tudo que quero agora é o que é meu por direito. - O homem não aparentava mentir, em fato, mentir não era algo que parecia encaixar com sua personalidade bruto e sincera, mas o garoto de cabelos vermelhos ainda desconfiava do homem no entanto, e Troy continuava a explicar a situação. - Drake fez parte do mesmo grupo que eu, lutamos lado a lado, dividindo sangue e lâmina… Mas foi aquele desgraçado que me roubou durante a última empreitada, e agora ele quer fazer o mesmo. Eu não vou deixar!! -

O líder que os guiava agora exalava o ódio que sentia pelo homem, como se o tesouro nem mesmo importasse tanto, e sim sua vingança pessoal. O urso Chô revelou então que não se importava com o dinheiro, e sim o que aquela expedição poderia trazer. - Não se preocupe com isso… “Chô”... Eu não chamaria vocês aqui à toa se o único problema fosse o Drake. Aquele desgraçado é forte mas o que aguarda junto do tesouro deve ser pior ainda. A localização em si não é desconhecida por todos, aparentemente a coisa toda fica debaixo do mar, no entanto todos que foram explorar só foram encontrados em pedaços na baía, e se uma nova passagem foi descoberta, pode ser que agora tenhamos uma vantagem contra essa coisa que nos impede de dar um mergulho. - A floresta já começava a aparecer, uma clareira esperava mais à frente, e lá, uma figura estranha aguardando ao lado da entrada de uma caverna. - Lá está! - Exclamava Troy ao mesmo tempo em que girava seu machado se preparando. Quem os aguardava era um homem relativamente alto com roupas de frio feitas de pele de animal, tinha um grande cabelo castanho assim como sua barba, e à cintura uma simples espada, mas que poderia representar um grande perigo, já não faltava muito para que os dois “grupos” se encontrassem, e sol já não habitava mais naquele meio.

Todos


Silk parava repentinamente se escondendo atrás de uma árvore, ela sinalizava para os dois rapazes que a seguiam mostrando os alvos logo a frente. Assim como a garota dissera pelo comunicador eram dois indivíduos, um com uma espada em sua cintura enquanto que o outro carregava um coldre de arma, Ambos pareciam não ter notado os três que ali se escondiam, estavam concentrados demais observando a cena que se seguia, esta que nem mesmo Will e Finn deixavam de reparar.

Drake permanecia parado em uma clareira perto da suposta entrada do tesouro, a noite agora dominava o céu, e ao mesmo tempo que os flocos de neve caiam sobre todos a lua iluminava da mesma forma, um brilho se formava de dentro da caverna, um brilho que muito provavelmente calaria a boca de todos que duvidaram da existência do ouro até agora. O homem, no entanto, não se aprontava para entrar, ele apenas permanecia de pé, esperando o grupo que se aproximava.

Troy, acompanhado de Harima e mais três capangas finalmente chegavam ao local que tanto almejavam, enquanto o líder tinha um machado em mãos e Harima apertava suas luvas os outros remanescentes sacaram suas armas, respectivamente uma katana, uma lança e por fim duas adagas. Os outros dois membros que acompanhavam, por mais que ganhassem destaque no meio pareciam um tanto quanto tranquilo, e Will ao longe conseguia reconhecer cada um deles, assim como Finn que avistava o homem que lhe batera, e Silk, que soltava um brilho no olhar ao ver o Mink panda.

O silêncio era o que ladeava o local, tanto Troy quanto Drake se encaravam como se estivessem esperando por algo, em uma batalha de alto nível se tem um conhecimento comum, aquele que atacar primeiro ou é muito forte, ou é idiota. - DRAAAAKE! - Um grito era escutado por todos os arredores, era Harima que avançava com fúria em direção ao homem, este que apenas desviava com facilidade e colocava o pé pra que o rapaz de madeixas brancas fosse ao chão. Para os que estavam observando aquilo poderia ter sido algo normal, mas para Finn que havia provado a força de Harima em primeira mão, Drake se demonstrara um nível completamente diferente. Os outros três subordinados começavam a cercar o homem que sozinho ali lutava. - Você está em desvantagem meu amigo, desista por hoje, e tenha a honra que não teve a anos atrás. - Essas eram as palavras de Troy. Drake permanecia calmo, e pela primeira vez pegava na guarda se lua lâmina, prestes a sacá-la. - Você se ilude em pensar que eu fui o culpado, no entanto se não posso mudar seus pensamentos não me resta alternativa senão lutar. -

Os três que agora estavam em meio a floresta se viam diante de uma encruzilhada, seus alvos eram fáceis, seu aliado no entanto, também era, como se já não bastasse ser cercado por quatro homens Drake ainda era observado por outros três no qual Will reconhecia, os primeiros segundos serão os mais decisivos deste embate, e uma escolha precisava ser feita, tanto por parte daqueles que perseguiam, quanto dos que simplesmente observavam.
Drake:
 
Silk:
 
Troy:
 
Harima:
 


Considerações:
 
Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Praise The Sun:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Pirata
Pirata
West

Créditos : 28
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Avante!   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 10:32

Avante!


Como esperado, Silk veio até o encontro da dupla, a garota ao ver de Will, não parecia nada tensa, a situação poderia piorar, e mesmo assim, a garota continuava com aquelas maluquices; Após escutar o plano da garota, Will não segurou um sorriso, sabia que isso poderia acontecer, mas não havia muito o que fazer, iria apenas seguir a garota, certificando que Finn lhe acompanhava.

Silk parou atrás de uma arvore, Will iria procurar por algum lugar que lhe fornecesse um esconderijo, mas que fosse possível ver os seus inimigos. Ao avistar os alvos, Will reconheceu um espadachim, o outro deveria ser um atirador, mas não importava, se Will fosse ligeiro o bastante, poderia derrubar os dois, mas tudo dependeria do quão rápido ele se moveria.

Para o espanto de Will, Drake estava mais a frente, segurando uma espada em frente a entrada de uma caverna, Will não confiava em Drake, mas naquele momento o homem parecia realmente determinado. Atras de Drake era possível ver o brilho do tesouro, Will não iria ficar entusiasmado com o tesouro, a situação era complicada demais para focar em coisas secundarias.

Um outro grupo de inimigos estavam mais a frente, Will reconhecia Troy, e o espadachim ruivo, e para sua surpresa, seus olhos não lhe enganaram na cidade, realmente tinha um Panda segurando uma katana, Will iria ficar impressionado, jamais tinha visto algo assim anteriormente Aquele Panda pode ser um problema – pensava Will observando que o grupo deles tinha mais que o dobro de pessoas.




Harima foi o primeiro a avançar, Will sabia do passado do rapaz, queria acabar com ele com suas próprias mãos, Will já se preparava para tentar fazer algo, quando Drake derrubou o rapaz de cabelo branco com uma facilidade incrível, Drake não era um homem comum afinal.
A situação não estava a favor de Will, tinham 4 homens cercando Drake, fora os 3 que observavam a distância, além de mais 2 que estavam mais afastados, mesmo não sendo um grande estrategista, ou um líder por natureza, Will teria que fazer algo, então iria se virar para Silk e Finn, olhando bem para os dois, e dizendo o mais baixo possível, para que ninguém os escutasse.
- O Drake ta fudido, eu não tenho nenhum código ou coisa do tipo, mas temos que ajuda-lo, então vai ser o seguinte, eu vou avançar e derrubar esses dois homens, assim que eu estiver ocupado, Silk você avança e vai ajudar o Drake, Finn você seguira a Silk por enquanto, não tente nada perigoso, assim que eu derrubar esses dois inúteis, eu corro para ajudar vocês, e depois a gente vê como fica

Will diria serio seu plano, após verificar que ambos concordaram, iria se preparar para a investida, caso Finn ou Silk tenham outro plano, Will iria escuta-los e iria averiguar qual dos planos era melhor.


Caso aceitem o primeiro plano, Will iria se preparar para a investida, primeiro iria tentar se aproximar o mais perto possível dos alvos, sem que ninguém o visse, usando de sua furtividade, iria caminhar a passos curtos, ainda com sua katana na bainha. Assim que visse que estava o mais próximo possível, sem que os homens percebessem sua presença, iria dar um leve sinal com a cabeça para que Silk ficasse atenta, pois o plano iria começar.


Will iria sacar sua katana, tentando não fazer barulho algum, usando de sua furtividade e acrobacia, iria dar um salto da mata, para tentar cair atrás dos alvos, com sua katana na mão direita, iria tentar enfiar a katana no meio da costa do homem que segurava a arma, afinal, esse atirador poderia acertar Drake ou os garotos a distância e isso poderia piorar a situação, assim que conseguisse efetuar seu primeiro movimento, iria se agachar visando sair do campo de visão do espadachim ao lado do atirador, tirando sua katana das costas do rapaz, Will iria efetuar um corte horizontal no joelho do espadachim para que ele ficasse imóvel, com esse primeiro corte, Will iria se levantar rapidamente e tentaria crava a katana na barriga do homem caso ele caia com as costas no chão ou nas costa do homem, caso ele caia de barriga no chão.

Caso na primeira investida, Will fure as costas do homem e o segundo alvo tenha uma reação rápida o suficiente para sacar sua katana e tentar um ataque, Will iria tentar bloquear sacando sua katana das costas do rapaz, dando passos para trás, visando sair do campo de ataque do oponente, caso o homem ataque por cima, Will iria levantar sua katana na vertical na altura da sua cabeça, bloqueando seus ataques por cima.

Caso o inimigo tente atacar pelos lados, Will iria tentar bloquear fazendo rápidos movimentos com sua katana na horizontal, bloqueando os ataques laterais, sempre caminhando para tras, visando se defender.


Caso Will consiga de defender dos ataques do seu oponente, Will iria usar de usa aceleração, para tentar uma investida rápida, visando matar o homem o mais rápido possível. Após se defender, iria dar alguns passos para trás, depois iria colocar sua katana para baixo, iria usando de sua aceleração e velocidade avançando sobre o inimigo ferozmente, após chegar próximo o bastante para o alcance da sua katana, Will usando de sua acrobacia, iria tentar agachar rapidamente e efetuaria um corte no joelho do rapaz visando uma possível queda, caso o homem venha ao chão, iria cravar a katana no seu peito.



Caso o homem não caia de imediato, Will iria usar o que sabia sobre luta de rua, para tentar dar uma rasteira com sua perna, já que estava agachado, efetuando um ataque em meia lua com sua perna, na parte posterior do joelho machucado, caso o homem caia somente agora, iria mata-lo.
Se o homem se defender de todos as investidas, Will iria dar saltos para trás e verificaria se Finn e Silk conseguiram avançar até Drake, e logo focaria no seu inimigo.  Iria dar um leve sorriso de satisfação e iria avançar com tudo sobre o homem utilizando sua técnica:
West X.


Histórico:
 

Legenda:Fala Willian
               Pensamento Willian
              Fala NPC

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Willian West em Ter 13 Mar - 14:04, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TJ-kun
Pirata
Pirata
TJ-kun

Créditos : 6
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 10010
Data de inscrição : 24/01/2018

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 13:22

Capítulo 1.7 - A batalha pelo tesouro se inicia



De início TJ foi meio que ignorado por Troy, isso teria deixado-o mais incomodado ainda, porém no meio do caminho até a floresta, ele começou a falar, deve ter sido a pressa, aquele tesouro tinha muita importância para aquele homem, isso poderia ser um problema, esse sentimento vingativo, misturado com ambição e não sei mais o que pode deixar as pessoas meio malucas, a atenção deveria continuar no máximo.

O tesouro que caçamos agora era do tritão que antes mandava por aqui, quando me juntei ao grupo que expulsou aqueles desgraçados eu não recebi um único centavo em troca… Tudo que quero agora é o que é meu por direito. Drake fez parte do mesmo grupo que eu, lutamos lado a lado, dividindo sangue e lâmina… Mas foi aquele desgraçado que me roubou durante a última empreitada, e agora ele quer fazer o mesmo. Eu não vou deixar!!

Não compreendo, tudo que ele fala parece tão sincero, será que o Alfred era quem eu devia desconfiar? Que complicação na minha cabeça! Quer saber, vou é confiar apenas em mim, nem nesse urso grandão aqui posso confiar, ele parece ser forte mesmo

Estávamos nos aproximando do local quando já avistamos um homem em frente a caverna, sua aparência parecia forte, mesmo com apenas uma simples espada, era estranho só ter avistado ele até o momento, ainda mais parado como estava, havia diversas hipóteses para isso mas não tinha tempo para analisar friamente a situação, então o melhor era continuar na retaguarda e ver o desenrolar dessa aproximação, manteria a atenção enquanto seguia Troy para não ser pego de surpresa, mas então eis que ao finalizar a aproximação, Hari parte para cima e é facilmente combatido, depois que os demais homens de Troy cercaram aquele homem de cabelos castanho, TJ teria ficado sem uma reação rápida.

Troy, isso está estranho, não acredito que este homem viria sozinho já que sabia que você está atrás do tesouro, acho melhor ficarmos atento a emboscadas. Ei, urso, você parece forte, o que acha de cuidarmos da retaguarda do Troy?

Independente do que Troy achasse de seu comentário e o urso decidisse, olharia ao redor para ver se conseguia encontrar alguém escondido, algum atirador por exemplo, ao mesmo tempo que procuraria esconderijos para se refugiar, tinha que ter uma rota de fuga para o caso de ser necessário, sacaria sua katana para que pudesse ter uma reação mais rápida, seus olhos ficariam a todo momento varrendo a área em busca de informação, já que estava próximo a Troy, sentia um pouco mais de segurança, sua postura defensiva demonstraria que não tinha a intenção de tomar a iniciativa, então aguardaria um pouco o desenrolar do combate.

Vou usar o Troy para aumentar minhas chances de sobrevivência e de pegar este tesouro!

Caso Troy avançasse, o seguiria na retaguarda, usando-o de escudo para ataques frontais e manteria sua espada levemente levantada para bloquear ataques laterais, mesmo se houvesse algum ataque especifico em TJ, o mesmo tentaria bloquear com sua espada e não se distanciar muito de Troy, já que seu plano era usá-lo o máximo possível nessa situação.

No caso do grupo entrar em combate, manteria sua postura defensiva, usaria sua espada para bloquear ataques frontais, colocando ela na posição horizontal na altura do ataque se for acima da cabeça, altura da cabeça ou peito, se for abaixo disso, esquivaria para o lado direito preferencialmente, mas para o esquerdo caso tivesse alguém a sua direita, para o caso de ataque lateral, usaria sua espada na posição vertical pelo lado do ataque, esquerda ou direita, para bloquear.
Legenda:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brav
Civil
Civil
Brav

Créditos : Zero
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 1010
Data de inscrição : 13/06/2017

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 15:11

Por fim, encontrávamos com Silk, que aparentemente não tinha nada de errado, apesar de, com certeza, ser meio maluca. Assim que Will perguntava a ela sobre o plano, ela respondia que não tinha um, e ainda por cima chamava ele de biruta.

Eu não dava muita bola pras palavras daquela garota, afinal, não se sabe ao certo quando ou não ela está falando sério. Ao invés disso, tentaria encontrar algum ponto cego dos inimigos e, surpreendemente, o que acabava por achar era um panda segurando uma espada. Ele parecia ter pouco mais de dois metros, e mesmo que ele apresentasse uma aparência meio intimidadora, eu não deixava de apreciá-lo por mais uns dez segundinhos, e não esqueceria de dar mais uma olhadinha em nossos inimigos, além daquele delinquente de algumas horas atrás, não esquecendo de ranger os dentes para ele, enfurecido.

Assim que eu terminasse, voltaria minha atenção para os meus companheiros - principalmente Will, que aparentemente tinha um plano melhor do que o de Silk. Eu com certeza não seria louco o suficiente pra obedecê-la e morrer por culpa dela, então, não importaria o quão ruim - ou bom - fosse o plano de Will, eu iria preferir o dele ao de Silk, mesmo que isso nos custasse uma discussão que poderia acabar em sermos descobertos pelos inimigos.

Assim que Will terminasse de nos contar seu plano - apesar de eu não acreditar que a garota aceitaria fácil aquela mudança - eu balançaria a cabeça de cima para baixo, mostrando que estava disposto a seguí-lo. E assim o faria: mesmo que aquele plano não tivesse aceitação por parte de Silk, eu com certeza me empenharia ao máximo para executá-lo perfeitamente.

Assim que Will saltasse e fosse cuidar de dois deles, eu suspiraria profundamente e esperaria pelo próximo movimento de Silk, pois mesmo que eu não gostasse tanto dela, ela seria a pessoa quem provavelmente salvaria minha vida caso algo acontecesse.

Assim que recebesse o sinal que ela avançaria - logicamente, por parte dela -, a acompanharia, enquanto cubriria sua retaguarda. Não importaria o quanto ela demorasse, eu permaneceria ali parado até ela tomar a iniciativa.

Caso tudo corresse bem, nos juntaríamos a Drake em sua luta para ajudá-lo. Fosse uma boa hora ou não, eu não daria ouvidos a ninguém naquele momento. Me manteria atento a todo movimento que eu conseguisse perceber e, caso algo decidisse vir para cima de mim, eu responderia o mais rápido possível me agachando, o que abriria uma brecha para subir com um soco logo no queixo do sujeito, buscando atordoá-lo e tirá-lo da lista de ameaças ao nosso grupo.

Meu ataque poderia não ser tão imprevisível quanto eu pensava, o que me deixaria com a guarda aberta caso meu oponente decidisse investir contra mim com um chute rasteiro. Para evitá-lo, daria algumas cambalhotas para trás, buscando uma proximação mínima para, em seguida, partir pra cima dele com uma série furiosa e incessante de socos, joelhadas e cotoveladas - todos concentrados no seu estômago.

Vamos lá, seus paspalhos! — Soltaria algumas risadinhas, enquanto abriria um pequeno sorriso em meu rosto, pronto para surrar quem quer que fosse.



Histórico - Bravheseer Finn:
 

Nossa cara...:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 18

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyTer 13 Mar - 21:03

Era com total concentração e perseverança que o Panda se portara diante da situação, tomando seu corpo por um senso mais calmo e analítico para a situação que convivia como um todo, baseando a princípio na sua visão para capturar cada detalhe que passasse em seu campo de visão a partir do ponto que a situação se tornava delicada. Se tratando de tesouros e de outro grupo que também buscava as mesmas ambições que Troy, estratégias de combate deveriam ser levadas em conta antes mesmo de chegarem ao local para dar uma averiguada na situação, coisa que até então parecia ser totalmente ignorada pelo líder da expedição, para o homem era como se fosse uma tarefa simples e sem qualquer tipo de contratempos, ficando inteiramente dependente de seu próprio orgulho e confiança nas numerosas tropas que carregava para o acerto de contas. Situações como aquela deveriam ser precisas, analisadas com antecedência, elaborar estratégias e emboscadas, possíveis situações em que o combate seria iminente ou até mesmo uma batida de retirada, Troy parecia ser desprovido de intelecto o suficiente para desconsiderar totalmente as possibilidades que poderiam vir a complicar e comprometer o resto da equipe, coisa que poderia ser diferente considerando o lado oposto, quem sabe eles realmente tivessem um plano.

O homem que se posicionava no meio da clareira parecia ser aquele que Troy buscava, era evidenciado isso em expressões e também ações de outros capangas diante da presença do mesmo, mas era curiosa a forma com qual ele se apresentava. Tendo-se noção de que um grupo viria ao mesmo local para pegar o mesmo tesouro e mesmo assim ele estava sozinho, até mesmo depois de Troy dizer que este tinha seus próprios aliados para aquela aventura. – Disse-me que ele reuniu pessoas, onde estão? -

Chô tentaria se habituar ao local, analisando bem os obstáculos naturais que ali haviam para que posteriormente ele pudesse tirar proveito dos mesmos. Recuaria um passo, diferente do que outro dos companheiros de Troy resolvia fazer, optando por partir para cima daquele que era dito como “Drake”, era como um desajeitado que aquele jovem de cabelos brancos se portava diante do alvo, optava por cruzar a distância que dividia os dois de uma forma errônea e escandalosa, atacando sem precedentes ou análise crítica da situação, apenas parecia estar fazendo aquilo para que pudesse ser atingido, não passou na cabeça de Chô um motivo para que aquele movimento fosse realizado senão para envergonhar a si próprio. Nem mesmo estava por analisar as possibilidades e oportunidades que viria ter, um golpe fraco que resultava em seu próprio vexame ao ser derrubado por um simples, porém preciso movimento para o lado seguido pela perna que se movia de modo que fizera o jovem cair graças ao peso de seu próprio corpo. Drake aparentava ser o tipo de homem que lutava com calma e se mantinha analítico e estratégico, até dado momento não ousando sacar sua arma mesmo diante de muitos que ali estavam para rendê-lo. Chô admirava a forma com qual aquele homem se portara, considerando uma honra até mesmo confrontá-lo caso fosse realmente necessário chegar a aquele ponto. Concluía-se na cabeça do Panda então de que a todo momento, quando ainda eram uma dupla, Troy fazia o serviço de fornecer a força bruta quando Drake tinha o papel sempre mais estrategista e tático da situação. Não era como se estivesse se arrependendo do lado que escolhera ajudar, mas sim tentando entender a forma como seu oponente agia e lutava.

- Percebera também? Viera-me a cabeça esta hipótese. – Diria o Mink após ouvir do outro que havia se juntado à empreitada de Troy no mesmo bar sobre a suposta emboscada que Drake poderia ter criado ao se expor daquela maneira sem apresentar seus aliados. Diante da opinião de seu companheiro, Lotus movimentaria seu corpo para o lado enquanto raspava o palmo esquerdo sobre o cabo da arma e puxando-a pela parte de madeira. Talvez fosse dada a impressão de que, por sacar a arma com um repentino e brusco movimento, indicara sua introdução a batalha que se propagava logo a frente, no entanto, era diferente do que se podia imaginar. A lâmina da arma era posta sobre o ombro do Humanoide com a parte cortante servindo de apoio, este moveria então seu corpo pelo local naquela posição, buscando um bom posicionamento não muito distante para que conseguisse refletir a luz da lua na parte não cortante de sua lâmina, a noção exata do tempo lhe daria uma perfeita base para que pudesse se localizar e entender de um modo mais simplório o posicionamento perfeito que lhe garantisse o resultado esperado. Com a luz batendo na lâmina, ele então iria girar seu corpo de modo que ficasse com os olhos focados na retaguarda de Troy assim como o outro companheiro o faria para cobrir o líder. - Posso estar me precipitando ao sugerir isso sem conhecer da história que vocês compartilham, mas Troy, se há uma forma de reconsiderar o pedido de seu velho amigo e resolver isso tudo sem a necessidade de nos confrontarmos, acredito que agora seria um momento perfeito! -

A visão à penumbra o ajudaria a captar os mínimos movimentos possíveis, mesmo que de relance, a pequena luz que seria produzida aumentaria o alcance da visão além de ampliar o número de detalhes que poderiam ser captados pelo Panda. Não se dispondo dependência apenas da visão, Chô utilizaria também de sua vantagem natural para com o olfato a fim de detectar os diferentes odores que se fariam presentes no local, caso necessário, captaria a princípio o cheiro de seus aliados para que pudesse manter gravado em sua mente aquele odor, podendo então, diferenciar aliados de outros sujeitos que poderiam ser possíveis oponentes, isso apenas por sentir um odor diferente do que captara de seus companheiros.

Com a arma apoiada no ombro, evitaria ao máximo um confronto que precisasse utilizá-la, assim, caso fosse vítima de algum ataque iminente, tentaria o Mink se precipitar com o uso de seus sentidos para mover sua espada de modo que conseguisse bloqueá-lo. Caso falhasse em sua tentativa de se precipitar quanto a um ataque iminente, ele iria então tentar executar uma rolagem para a direção oposta do qual o ataque vinha, isto é, caso esse fosse executado com o auxílio de alguma arma diferente das de disparos e/ou ataques corporais. Disparos tentariam ser evitados por um salto rápido que o Panda tentaria executar para o lado, usaria a todo o momento o peso de seu corpo para auxiliar no movimento, dessa forma, conseguido executar mais rápido o rolamento.


Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Remenuf

Créditos : 20
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 19
Localização : No seu coração

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyQua 14 Mar - 1:28

~Narração~



O conflito era de certa forma iniciado, enquanto Drake era cercado por oponentes, Will via aquilo tudo como uma necessidade de ajudá-lo, ainda não confiava no homem, mas tinha o dever moral de ajudá-lo, pelo menos até sua suposta traição. Ao ver o plano de “ataque” de Silk o jovem West se encarregou de dividir a funções, a missão já não era exatamente a mesma, e isso fazia com que o grupo se dividisse novamente.

Willian então partia para cumprir sua tarefa de eliminar os dois inimigos que se esgueiravam pela floresta, os dois estavam desprotegidos e atentos demais no conflito que ocorria na clareira, e isso os distraía o suficiente para que West eliminasse o outro sem o menor problema, cravando sua lâmina nas costas do homem, este que ia ao chão agonizando de dor. O outro no entanto percebia tudo quase que imediatamente sacando sua espada, um duelo se iniciara, o homem atacava ferozmente com ódio pela morte de seu amigo, o jovem no entanto apenas rebatia a lâmina do adversário com facilidade, o momento decisivo se passou em segundo, com Will derrubando seu oponente cortando-lhe e joelho logo antes de finalizá-lo com uma impiedosa estocada no peito. Dois já eram, mas a luta mal havia começado, e Will agora parava para observar o campo de batalha.

Drake cercado por seus oponentes se preparava para o combate, e por mais que estivesse com a mão apoiada no cabo de suas espada, ele não a sacava, e isso só demonstrava seu nível de confiança, o gatuno avançava para cima de Drake, este que ficou parado sem mover, ao chegar próximo o bastante o homem não efetuou seu ataque, só tentou uma finta para que o lanceiro usasse de uma rápida estocada, mas o homem na desvantagem parecia perceber tudo isso, e se esquivava com facilidade logo antes de segurar o cabo da lança e a usar para jogar um oponente no outro.

Vendo aquela situação tanto Tj quanto Lotus questionavam sobre o plano atual, Troy apenas respondia sem olhá-los. - Eu já disse, não se preocupem com o Drake, dele cuido eu. - O cerco continuava, e quem atacava agora era Harima, que até dava uma boa sequência de golpes, todos bloqueados no entanto, e Drake mais uma vez o afastava com um chute no âmago de seu estômago. Troy, que via o ruivo e o panda sem nenhuma ação apenas observando os arredores decidia passar sua nova “estratégia”. - Todos vocês, sigam para a caverna! Tenho uns assuntos pendente aqui e logo mais alcanço vocês. Tomem cuidado, não se sabe que tipo de coisa protege esse tesouro. -

Enquanto isso um espadachim avançava contra Drake, e para surpresa de todos Silk saía da floresta com Finn em seu encalço. - Ei seu bunda mole! - Era dito pela garota antes que ela sacasse um revólver e disparasse contra o homem que atacava seu amigo, mesmo de uma considerável distância a precisão da menina era perfeita, e o espadachim ia ao chão imediatamente. Um buraco era aberto na formação, dando a brecha necessária para que o jovem Bravheseer se juntasse ao lado de Drake. - Vocês demoraram. Onde está o outro? - Perguntava ele.

Silk por outro lado preferia se abster de lutar cercada, ela apenas atravessou o campo de batalha seguindo diretamente para a caverna. Troy, que observava tudo aquilo parecia ficar cada vez mais irritado. - O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO? ATRÁS DELA! - Dois dos homens que faziam o cerco seguiam caverna adentro, enquanto que agora a os embates estavam entre Finn e Drake contra Troy e Harima, o homem careca parecia irritado com o fato de Hari ter ignorado a ordem, mas ao mesmo tempo isso o satisfazia, pois poderia lutar no mano a mano com seu “rival”.

- Garoto, eu sei que disse para não se preocupar com Silk… Mas pode ir atrás dela por mim? Não consigo não me preocupar, pode deixar que eu dou conta desses caras. - Pela primeira vez Drake sacava sua lâmina, a luta havia ficado séria e Troy se aproximava do homem girando seu machado. - Você vai pagar por tudo. - Drake assumia uma posição de combate e por fim bradava ainda em sua calma personalidade. - Pode vir então! -
Drake:
 
Silk:
 
Troy:
 
Harima:
 


Considerações:
 
Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Praise The Sun:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
TJ-kun
Pirata
Pirata
TJ-kun

Créditos : 6
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 10010
Data de inscrição : 24/01/2018

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyQua 14 Mar - 18:16

Capítulo 1.8 - A corrida pelo tesouro



Era inconcebível na mente de TJ entrar no meio daquela confusão com Drake sendo que já precebera tamanha força vindo daquele homem, de certa forma, passou a confiar que Troy iria conseguir dar um jeito nele, então realmente ficou sem reação, ainda mais vendo que Hari não conseguia fazer nada contra Drake, por um momento seu pensamento de que aquela aventura estava ficando perigosa demais para ele, eis então que Troy decide proferir novas ordens:

Todos vocês, sigam para a caverna! Tenho uns assuntos pendente aqui e logo mais alcanço vocês. Tomem cuidado, não se sabe que tipo de coisa protege esse tesouro.

Hora de tirar proveito desta situação, ele está focado demais em seu ódio, talvez o tesouro seja quase que secundário para ele, vou chamar esse urso, ele pode ser de grande ajuda em combate.

Quando estava na iminência de dizer algo, ocorre um disparo e surge 2 anões, ou crianças, não saberia dizer, mas o lacaio de Troy ao chão após o tiro TJ conseguiu ver muito bem, isso reforçou seu pensamento de que isso estava ficando perigoso demais, tinha que agir, controlar a situação e fazê-la ficar ao seu favor, mas ao ver a garotinha correr para a caverna, berros eram ouvidos!

O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO? ATRÁS DELA!

Vamos urso, não vamos perder essa oportunidade, se nos ajudarmos, poderemos sair ilesos e com a missão cumprida! O que acha?

Antes mesmo de ouvir qualquer resposta, sairia em disparada em direção a caverna atrás da garota, ao ver ela correndo, tentaria observar quanto tempo ela gastaria até a caverna para calcular sua velocidade de corrida, isso poderia ser útil em alguma situação futura, tentaria alcançar os outros 2 homens que haviam iniciado a caçada anteriormente, o foco do combate estava em outro lugar agora então correria o mais rápido possível até alcançá-los, sua intenção era ficar em grupo para aumentar as chances de sucesso, se o urso viesse junto, diria:

Eu sou médico, poderei ser útil no que a gente precisar, posso confiar em sua força?

Não que os outros 2 homens não merecessem confiança, mas eles eram capangas de Troy, então era mais fácil se "aliar" com outro que esteja na mesma situação do que com eles, era nisso que nosso aspirante a pirata estava pensando naquele momento. Se conseguissem chegar na entrada da caverna, sugeriria que tivessem cautela pois aquela menina parecia ser uma exímia atiradora, todo cuidado era pouco. Manteria a atenção redobrada para não deixar passar um barulho ou algum movimento despercebido, iria supor que a caverna só tinha aquela saída, então a pressa não era sua maior preocupação.

Normalmente cavernas assim só tem uma entrada e saída, então não precisamos entrar em desespero para chegarmos primeiro, é melhor ter cautela e quem sabe armar uma emboscada para aquela menina, ela pode ter espalhado armadilhas também. Vamos manter uma formação para cobrir nossos 4 lados!

Se sua ideia fosse aceita, andaria em passos normais com sua katana empunhada, tentaria fazer uma formação em que fosse coberto norte, sul, leste e oeste, todos próximos, ficaria na retaguarda e os 3 demais ficariam conforme achassem melhor, caso um fosse atacado, somente o da sua direita iria auxiliar a princípio para não quebrar a formação e nos tornar um alvo ainda mais fácil, manteria a calma para continuar agindo com a razão, queria executar o plano com maestria e sair com um bom tesouro.

Mas no caso de sua ideia não for aceita, iria ficar na retaguarda, mantendo uma distância segura do "pelotão da frente", com a espada empunhada e atento a ataques surpresas e, se alguém fosse atacado, não iria intervir, ficaria apenas preparado para o caso de seu aliado ser derrotado e precisar entrar em combate.
Legenda:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brav
Civil
Civil
Brav

Créditos : Zero
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 1010
Data de inscrição : 13/06/2017

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyQua 14 Mar - 22:40

Logo após Will dar conta dos dois caras que possivelmente mais nos trariam problemas - especialmente o atirador -, eu simplesmente me voltaria para Silk, a espera de sua próxima ação.

No entanto, passados alguns minutos, o tumulto era iniciado. A maioria estava concentrado na clareira, e Drake, surpreendentemente, apresentava uma força fora do normal. Eu não esperava que ele fosse tão forte, mas mesmo que isso me impressionasse, precisaria me manter atento a cada detalhe, incluindo os movimentos da garota ao meu lado. E assim o fiz, quando de repente, Silk salta para fora de onde estávamos escondidos e começa a disparar com um revólver contra um espadachim que tentava atingir Drake.

Eu também não ficava pra trás. Acompanhei ela até que alcançamos Drake, que mesmo parecendo estar com o controle da situação, ainda se preocupava com Silk que sem demora partia direto pra caverna. Assim como Drake me pedia, eu seguia ela até dentro de onde estava o tesouro até então desconhecido por todos nós.

Fosse lá o que me esperasse dentro daquele lugar, eu trataria de me cuidar. Me manteria sempre atento, sem desviar o olhar para nada sem muita relevância, já que um vacilo meu poderia me custar a vida. Daria um passo de cada vez para não tropeçar ou ativar alguma armadilha, enquanto vasculharia cada quadrado daquela caverna, dando uma boa olhada pra ver se achava algo que viesse a calhar em um momento de perigo.

Ei, Silk! Não sai de perto de mim! — Alertaria a garota. Se ela não respondesse na minha primeira tentativa, tentaria falando um pouco mais alto — SILK! Volta aqui! — Mesmo que tentasse chamar pela menina, eu ainda não me descuidaria, pois eu importava tanto quanto ela naquela aventura.

Caso algo ou alguém tentasse me surpreender ou simplesmente afastar-me do meu objetivo, eu não hesitaria em atacar. Começaria correndo contra a 'coisa', numa arrancada poderosa, que em seguida daria lugar a uma joelhada.

Mas existia também a possibilidade do meu golpe passar em vão ou simplesmente eu ser acertado antes que conseguisse fazer o mesmo com meu adversário. O golpe provavelmente doeria, o que me deixaria um pouco irritado. Partiria - novamente - contra a criatura, mas desta vez, alternaria a corrida de um lado para o outro, em zigue-zague, tentando driblar seus olhos, o que me daria a oportunidade de encaixar algum golpe em sua guarda, e assim o faria, caso fosse possível e de certa forma viável: decidiria em instantes que seria melhor atacar sua retaguarda. Tentaria alcança-lá, me atiraria no chão e buscaria escorregar por entre as pernas do meu oponente, levantando alguns segundos depois subindo com uma cotovelada na nuca do tal ser, aplicando quase toda a minha força no golpe.



Histórico - Bravheseer Finn:
 







Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 18

Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 EmptyQua 14 Mar - 23:05

Não era feito nada pelo Panda a princípio, seu corpo vultoso se mantivera na mesma posição da qual antes estava, não movendo sequer um músculo mesmo diante da ordem de Troy, até então, coordenador de toda aquela missão. Ideias batiam na mente do Humanoide, era como se toda vez em que era posto a prova de uma situação caracterizada por decisões de dificultosa escolha sua mente vinha a metralhar informações de modo incessável. Como outrora havia feito, o Mink dava total ouvido aos seus próprios questionamentos, era na dúvida que ele sempre estava por achar a resposta mais viável e favorável para as diversas situações em que se metera, talvez não todas, mas boa parte seguia por esse caminho.

Em meio as observações uma voz acalmava toda aquela agitação que se estabelecia dentro de sua mente, era trago para a realidade por aquela voz, como uma mão que agarrava seu peito e o puxava para fora do mar que era seus pensamentos. – Ide primeiro ao encontro do tesouro, eu vos encontrarei assim que terminar! –

Chô voltara seus olhos para o imenso vazio de sua alma, raspando suavemente o dedo sobre o cabo de sua espada pronto para se prontificar. Aquele rapaz de cabelos brancos até então se tornara um completo desleixo para o desenvolvimento daquela batalha, mesmo que Drake nem mesmo tivesse tido o trabalho de sacar a arma que carregava na cintura, ele se mostrara um homem forte o bastante para lidar com a situação ainda em desvantagem. Não era uma falta de confiança em Troy, mas sim um apelo de sua alma que aclamava, era como se ela pedisse que o Panda ficasse ali, que ele lutasse e fizesse jus ao juramento de espada que ele fizera momentos antes. Ele sabia que se falhasse com o homem nunca iria se perdoar por deixá-lo para trás, apenas para um simples tesouro parecia uma decisão ridícula de se fazer, soando até como se ele estivesse pedindo para que escolhessem o ouro do que ajudar a salvar uma vida. A ideia de evitar conflitos começava a se perder naquele local, era como se Troy fosse cabeça dura o suficiente para não ouvir aos pedidos incansáveis de Chô para repensar sobre a situação. Mas algo mudara drasticamente a decisão de Chô para com todo aquele questionamento, algo que nem mesmo ele podia negar, seria um hipócrita se o fizesse. A ideia de lutar mano a mano com seu rival parecia ser cada vez mais deleitosa para Troy, até então passava despercebido por todos ou até mesmo a grande maioria aquele desejo. Era uma honra que estava sendo posta em jogo, um orgulho que estaria sendo manchado ao baixar a arma, coisa que nem mesmo aquele panda tinha conseguido fazer no começo do dia.

Mesmo que com um tempo sucinto para que pudesse se decidir quanto às dúvidas, ele não se demonstrava preocupado em resolver as complicações dentro de sua mente de forma breve, era como se estivesse esperando a analisando os fatos e como a situação se resolvia aos poucos conforme os fatos ocorriam. Era dado um momento que Chô cessara todas as preocupações, sanara todas as dúvidas, virando seu corpo de uma forma relutante, ele ainda olhava para trás no momento em que decidiu que enfim caminharia em direção a entrada da caverna citada por Troy, durante seu movimento o pulso voltaria a ser repousado sobre o cabo da Katana que estaria armazenada na bainha que se amarrava em sua cintura, o uso da lâmina naquela situação já estava fora de questão e nenhuma outra situação obrigava o rapaz a usá-la.

- É de todo ser se deleitar de seu próprio orgulho. Mesmo que eu tente mudar essa situação, é inquebrantável a vontade e espírito destes! – Diria enquanto continuaria a seguir para dentro da caverna, mesmo lá dentro a corrida não seria parada, buscando se aproximar do grupo de aliados que deixara partir com antecedência.


Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato I: Planejamento Ousado   Ato I: Planejamento Ousado - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato I: Planejamento Ousado
Voltar ao Topo 
Página 5 de 15Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10 ... 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: