One Piece RPG
[MINI] Crazy Joe XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini Shelvinho] O Início da Lenda
[MINI] Crazy Joe Emptypor Khrono Hoje à(s) 12:44

» [Mini - Lind] Testando novas águas
[MINI] Crazy Joe Emptypor Lind Hoje à(s) 01:38

» [Ficha] Song Jun Wang
[MINI] Crazy Joe Emptypor Visastre Hoje à(s) 00:53

» [Mini - Inim] O errante
[MINI] Crazy Joe Emptypor Khrono Ontem à(s) 23:25

» [Ficha] Miyamoto Ryuma
[MINI] Crazy Joe Emptypor Miyamoto Ontem à(s) 22:52

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[MINI] Crazy Joe Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 21:12

» [MINI-*JAUM11*] *O INÍCIO*
[MINI] Crazy Joe Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 20:19

» Anitha Degar
[MINI] Crazy Joe Emptypor Degar Ontem à(s) 19:34

» [Ficha] Boney Pepino
[MINI] Crazy Joe Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 14:44

» Alipheese Fateburn
[MINI] Crazy Joe Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 13:46

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[MINI] Crazy Joe Emptypor Blum Ontem à(s) 13:25

» Ficha~Pierce~
[MINI] Crazy Joe Emptypor Pierce Ontem à(s) 09:58

» [Mini - Kyoki] Uma Jornada Inesperada.
[MINI] Crazy Joe Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 02:20

» [Ficha] Violet
[MINI] Crazy Joe Emptypor Nana. Dom 21 Jul 2019, 22:17

» [Mini-SWGSwordWarrior]O Começo
[MINI] Crazy Joe Emptypor Khrono Dom 21 Jul 2019, 21:56

» [MINI - Gust ] O Início do fim
[MINI] Crazy Joe Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 21:00

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[MINI] Crazy Joe Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 20:54

» Maya Snow
[MINI] Crazy Joe Emptypor ADM.Hoyu Dom 21 Jul 2019, 20:14

» [Mini - Chikara] - Vamos para algum lado ?
[MINI] Crazy Joe Emptypor Chikara Dom 21 Jul 2019, 19:03

» Meu perfil / mini-aventura
[MINI] Crazy Joe Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 14:41



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [MINI] Crazy Joe

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Dr. Sancho
Membro
Membro
Dr. Sancho

Créditos : 5
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Data de inscrição : 29/01/2018

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyTer 20 Fev 2018, 15:59

Nome: Joe
Idade: 28
Sexo: Masculino
Raça: Humano - Braços Longos
Tamanho: 1,80m
Estilo de Combate: Atirador
Localização: East Blue - Shels Town
Grupo: Civil
Vantagens:
- Ambidestro
Desvantagens:
- Curioso

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQua 21 Fev 2018, 02:24

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[MINI] Crazy Joe FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dr. Sancho
Membro
Membro
Dr. Sancho

Créditos : 5
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Data de inscrição : 29/01/2018

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQua 21 Fev 2018, 12:23

Já faziam três dias da chegada de Joe em Shells Town. Sem moradia, comendo o pouco que a pouca moeda que tinha o permitia comer e escondido por detrás de camadas de couro syhi que lhe cobriam a feiura da pele retorcida, Joe continuava a viver como sempre viveu: na sarjeta societal.

No entanto, ele sempre mostrou ser um homem inquieto. No terceiro dia, ao invés de descer dos céus à terra percebeu que a monotonia do cotidiano o impelia aos céus, à glória, à riqueza. - Preciso de um trabalho. - A voz saiu rouca por detrás do pano que lhe cobria a boca, estava deitado no banco em que dormira na última noite, os olhos viam o céu matutino alaranjados por conta de seu redondo óculos que projetava a maldita cor em todo o lugar.

Poria-se de pé em um pulo, passaria os dedos na quina dos olhos para arrancar a remela que João Pestana depositara na noite passada e caminharia na direção do centro da cidade, procurando algum bar. Ambas as mãos estariam enfiadas nos bolsos da calça, manteria o olhar erguido, o nariz levemente empinado com a sombra projetada pelo chapéu lhe ocultando ainda mais o rosto já escondido pelo pano e pelo óculos.

O bar era a morada dos bêbados, dos saltimbancos, dos criminosos e da informação. Estava em busca da última. Se houvesse um mural no bar - nessas nascentes etílicas sempre havia um, carcomido e repleto de papeis - procuraria um cartaz de procurado. Se pudesse escolher, não escolheria nem o mais barato nem o mais caro, caso fosse possível escolheria o de valor mediano. - É esse. - A voz escapuliria abafada, a mão magra agarraria o papel e o colocaria no bolso. Os dedos caminhariam pelo cinto até que encontrassem o coldre vazio. - Merda! - praguejaria, dando uma pisada no chão, como se o coitado do assoalho tivesse culpa. "Preciso de uma arma." E então olharia em volta, esperando encontrar um bêbado armado para ser vítima de suas mãos leves.

Claro, como narradores adoram conjecuturas posso acabar tendo conjecturando por demais, as vezes - na verdade, na maioria das vezes - a realidade não é como nós esperamos. Se chegasse a um bar e não houvesse mural algum, caminharia na direção do balcão e sentaria sobre o mesmo, observando as pessoas ao seu redor, tentando captar as informações mais relevantes que invadissem seu sentido. Nesse meio tempo provavelmente se lembraria da falta de uma pistola, o que o levaria a inclinar o corpo para frente do balcão, isso quando o barmen ou seja lá qual o nome dessa profissão passasse na sua frente, colocaria a mão sobre o ombro do sujeito e cochicharia em seu ouvido: - Hey, sabe onde posso comprar uma arma? - Tinha cinquenta mil berries, aquilo provavelmente se trocaria no máximo por uma garrucha suja. Mas na mão de Joe uma arma imunda era mais do que o necessário para tirar uma vida.
Spoiler:
 

____________________________________________________

[MINI] Crazy Joe Cp8ha74
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQua 21 Fev 2018, 13:49


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo!

Era uma noite sórdida em Shells Town. Naquela região pobre e fétida da cidade, aonde apenas os piores elementos se reuniam para fazer apenas as piores das coisas, o brilho da lua não ousava nem sequer entrar. A iluminação parecia sempre artificial, sempre fruto daquelas várias estranhas luzes de neon, piscando, anunciando bares e prostíbulos. A presença era, claro, predominantemente masculina; e Joe aumentava esse dado demográfico estando agora exatamente no meio da rua, caminhando em direção ao bar mais famoso do local – O famoso “Macaco Caolho”.

Seus olhos ainda traziam o peso do sono. Afinal de contas, qualquer hora era hora de dormir para aquele que deseja ter como obrigação apenas a sagrada missão de viver a vida ao máximo. Sua boca, por detrás de seu capuz de fugitivo improvisado, estava amarga e sedenta por algum líquido qualquer; o que aumentava ainda mais sua ansiedade e vontade de atingir a entrada da taverna. Sua verdadeira sede, no entanto, parecia ser a de se tornar um caçador de recompensas notável.

Virou uma, duas, três esquinas; e finalmente divisou aquele vai-e-vem típico na frente do estabelecimento. Uma das luzes havia queimado, e dois bêbados brigavam na frente do local, trocando socos tão lentos quanto a câmera mais lenta, do filme mais lento, sobre a vida das tartarugas mais lentas. Uma mulher gritava coisas ininteligíveis para os dois, que, claro, a ignoravam completamente. Alguns outros transeuntes se acumulavam, rindo e gritando coisas como – Ó o pau quebrando, aê, ó!

Representação visual da área:
 

Entretanto... Uma coisa chamou a atenção de Joe – Ambos os ferrenhos lutadores tinham soltado suas pistolas ao chão, para brigarem (porcamente) usando os punhos. Estavam ali, dando sopa, prontas para repousarem nas mãos de um atirador que as honrasse com bons tiros e mira impecável. Os cartazes de procurado não estavam acumulados em um quadro, ou coisa do tipo, mas, sim, colados na própria parede externa do estabelecimento; servindo como tapa-buracos para as diversas marcas de projétil que arrancavam o reboco externo daquela nada nobre casa de diversões.

As decisões de Joe seriam as definidoras do seu destino, a partir de agora. Mas uma coisa era certa, independentemente de qual fosse a sua rota de ação; ele não conseguia ignorar uma presença estranha naquele local. Um menino, de aproximadamente 12 anos, bem vestido e altivo, parecia não dar cartaz para nada que acontecia ali. Apenas encarava um cartaz de procurado em específico, de costas para toda a confusão que se instaurava. Era impressionante como, mesmo com toda a confusão, ninguém se aproximava de um raio de 05 metros em volta dele. Era quase como se houvesse uma força invisível que afastasse a todos... Como se ele fosse um objeto fedorento, agourento e indesejável.



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[MINI] Crazy Joe FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dr. Sancho
Membro
Membro
Dr. Sancho

Créditos : 5
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Data de inscrição : 29/01/2018

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQua 21 Fev 2018, 19:17

O demônio do álcool é traiçoeiro, e é por isso que Joe não colocava uma gota do veneno na boca. Lembrava sempre do seu pai.

Dois possuídos pelo espírito etílico se humilhavam numa cena grotesca, trocando sopapos lentos e desengonçados, como duas bestas cambaleantes. O olhar de Joe abandonou a feição de desprezo quando viu no chão duas pistolas largadas no chão, um verdadeiro presente dos deuses que para Joe não existiam.

Daria passos calmos na direção das armas, ignorando qualquer olhar que gritasse com suas pupilas denunciadoras: "Ladrão!". Inclinaria a corcunda para frente, abaixando o braço e tomaria as duas armas, uma em cada mão, abriria o tambor de ambas para lhes contar as balas e então as enfiaria no coldre. As armas nesse momento seriam suas, não havia nada que provasse que aqueles dois bêbados eram seus donos. Nota fiscal? Provavelmente não estaria pendendo no cano das pistolas. Ou seja, elas seriam de Joe, o que daria ele o direito de meter uma bala no peito suado de cada um dos bêbados caso esses viessem vingar a transferência do porte da arma. Ah, como é bela a Justiça! Como é belo o Direito! - Espero que isso não seja necessário... - Comentou para si mesmo, cuspindo no chão.

Seus olhar seria atraído pela figura do infanto observando um cartaz. Pelas roupas, tinha dinheiro, pelos olhos, tinha vontade. Vontade de vingança talvez? Se assim a tivesse, seria Joe aquele que saciaria sua ânsia. Caminharia na direção do garoto, parando do seu lado, olhando pro mesmo cartaz que seus juvenis olhos encaravam. - O que essa pessoa fez pra você garoto? - Ambas as mãos segurariam o cinto, com os dois dedão enfiados na boca da calça. - Me dê um motivo para eu matar, que eu matarei. Matar com um bom motivo sempre torna a tarefa mais doce.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQui 22 Fev 2018, 12:30


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo

Foi surpreendentemente fácil e tranquilo tomar posse das armas esquecidas ali. Primeiro porque os donos estavam mais concentrados em acariciar um ao outro com golpes macios e sem força, e segundo que a pequena multidão que ali estava não era exatamente o que poderíamos chamar de... “Defensora dos direitos alheios”.

Agora armado, portando 12 projéteis mortais prontos para ser disparados, Joe voltava sua atenção para o menino que estava ali. Sua roupa – Um terninho risca-de-giz-com-preto alinhado e fino – definitivamente gritava que ele não pertencia àquela vizinhança; mas foi chegando perto do jovem que o atirador sentiu aquilo que mais lhe estranhou...

Ao entrar no raio de ação acima mencionado, seu coração sofreu uma sensação estranha. Era como se abrissem a porta de uma geladeira DENTRO do seu corpo. Um frio não climático se apoderou dele, caminhando lentamente para as extremidades do seu longo corpo. Por ser um cara vivido, nosso anti-herói sabia que existiam mais coisas entre o céu e a terra do que a pobre filosofia dos Blues era capaz de explicar, e apenas por isso conseguiu não sair correndo imediatamente. Com uma voz soando muito menos segura do que ele gostaria, fez a sua abordagem.

O garotinho virou para ele, evidenciando seu rosto calmo e olhos tão pretos quanto os cabelos – Hm – Ele fazia uma espécie de análise de Joe, olhando da ponta dos seus cabelos até o fim dos seus pés – Interessante. Você está perto de mim e não desmaiou? Deveras... – Ele caminhava de um lado para o outro, com os bracinhos entrelaçados por detrás das costas – Deveras interessante...

Subitamente, a sensação gélida parou e Joe estava confortável de novo... Se é que confortável era um termo adequado para a situação. O garotinho pareceu julgar o futuro caçador como bom o suficiente para dar uma palavrinha com ele – Na verdade não foi o que ele fez, meu jovem – Espera, o menino chamando de jovem?!?! – E sim o que NÃO fez... Digamos apenas que existe uma noiva por aí muito triste por ter tido que morrer antes da hora... – As explicações eram vagas e inconclusivas, mas Crazy Joe não parecia alguém que precisava saber da novela inteira para receber os dividendos.

Você parece querer o trabalho, e eu não tenho muito tempo por aqui... Este homem esconde-se na região norte da ilha, em uma casamata afastada da cidade, dentro da flores, subindo o córrego da montanha. Lá, todos conhecem, basta pedir informações... – Ele mais uma vez olhou nos olhos do seu novo contratado – Se você mata-lo antes do amanhecer, tem a minha palavra de que será bem recompensado...

E a minha palavra, bem...
– Ele dava as costas, já caminhando para longe dali, lentamente enquanto levava o cartaz do homem na mão - ...Minha palavra é a maior certeza que alguém poderia querer neste mundo – E, quando um relâmpago cortou os céus, o menino já não estava mais naquele beco imundo. O cartaz que estava em sua mão voou pelo vento gelado da noite, até se chocar forte contra o rosto de Joe, e ele viu o que se segue abaixo...

Wanted:
 


Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[MINI] Crazy Joe FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dr. Sancho
Membro
Membro
Dr. Sancho

Créditos : 5
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Data de inscrição : 29/01/2018

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptyQui 22 Fev 2018, 14:44

Ao se aproximar do garoto, Joe percebeu da pior maneira o motivo da multidão de bêbados evitarem uma proximidade maior para com o infante. Uma sensação glacial sobrenatural, que parecia lhe brotar da alma e querer escapar pelas extremidades do corpo, tomou-lhe conta. "Que merda é essa?" Cerrou os dentes, um tempo após de ter perguntado ao garoto sobre o que o sujeito do cartaz havia feito para ele.

Como resposta à maldita sensação um reflexo levou a mão direita a avançar em um bote na direção da pistola adormecida no coldre, mas parando subitamente antes de lhe tocar o cabo, isso pois o 'Hm' do garoto parecia dizer que o mesmo não tinha motivações agressivas. Ouviu-o falar sobre desmaio, algo que não compreendeu, e logo foi inundado pela resposta do fidalgo, resposta essa que havia sido tão estranha quanto a sensação gelada de antes, mas que fora o suficiente para Joe se interessar pelo caso.

Não falava nada. A presença do garoto o desinibia de ação, preferiu somente escutá-lo. Os olhos estavam arregalados por detrás dos óculos e o rosto tensionado de forma que se não estivesse cobrido pelo pano, sua fronte retorcida pelas queimaduras certamente estariam com um aspecto ainda mais assustador. Sentia medo.

Ao terminar o monólogo - que Joe havia achado até mesmo um pouco piegas - o garoto sumiu como uma assombração e Éolo soprou-lhe o cartaz na cara. Joe retirou o papel que se debatia contra seu rosto e viu um homem cujo o sorriso não o fazia parecer perigoso, mas pelo contrário, parecia um larápio sem vergonha; tipos que Joe havia conhecido aos montes durante sua vida.

Enrolou o papel, enfiou-lhe na barra da calça e começou a caminhar na direção do seu destino. Segundos após iniciar a empreitada perceberia que não sabia para onde ir, três dias não havia sido o suficiente para conhecer todas as localizações de Shells Town. - Bem, tenho até o amanhecer... - Olharia em volta, tentando procurar na multidão o sujeito aparentemente mais sóbrio. Quando o encontrasse se aproximaria do mesmo, cumprimentaria-o tocando na aba do chapéu com o indicador e o dedão e então perguntaria: - Boa noite. Sabe me dizer como chegar ao córrego da montanha? - Faria um pausa, coçando o queixo. - Uma dama me espera no local.

Caso o sujeito não o respondesse, iria até outro que parecesse menos alterado e falaria as mesmas coisas. Repetiria isso até conseguir as indicações. Seguiria-as, com ambas as palmas debruçadas sobre as coronhas das pistolas, prontas para sacá-las. Caso chegasse ao riacho que sobe a montanha, interromperia seus passos no leito, observando o local e descansando da caminhada. - Rider, Rider, onde você está...? - Ficaria alguns segundos tomando um ar e então voltaria a andar, subindo a encosta do córrego.

Caso encontrasse um transeunte no caminho, acenaria com a cabeça e perguntaria como que não quer matar alguém, mas como quem procura um velho amigo. - Ei, sabe me dizer onde mora Flynn Rider? - E então seguiria mais uma vez as indicações da população local, esperando encontrar o alvo de suas balas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptySex 23 Fev 2018, 12:30


Orientação - Fase 02 - Combate!

Woof Woof – O velhote que havia sido parado por Crazy Joe tentava imitar porcamente um cão, como efeito sonoro da sua piada sem graça – Seu cachorrão sortudo safado, uma dama? AUUUUU – Agora ele uivava, tosco – Só seguir a torre de execução ali jovem. Ela é o ponto mais ao norte da ilha e é onde os habitantes mais antigos daqui chamam de “Flores”. Flores é o nome carinhoso do distrito inteiro, por conta das várias orquídeas que lá florescem anualmente... – O cara parecia se perder em memórias - ...Enfim! Bom encontro pra você, CACHORRÃO! AUUU – E meteu-se bar adentro, anunciando – HOJE EU QUERO É BEBER PRA ESQUECER!

Não foi necessário muito esforço para sair do beco e levantar a cabeça, divisando de pronto a grande torre de execução, imponente, ao norte da ilha. Durante a noite, ela era iluminada apenas por duas grandes tochas colocadas em cada lado do fim da longa escadaria que levava os condenados. E foi para lá que Joe começou a caminhar, focado em seus propósitos e ainda ponderando sobre como estranho havia sido aquele encontro.

15 minutos de caminhada foram o suficiente para fazer com que nosso anti-herói saísse da zona suja da cidade, passasse pela parte decente, e começasse a notar que chegava de fato aos limites nortes da mesma. As casas vizinhas cada vez mais tinham mais e mais metros de distância entre si, e o solo, antes feito de paralelepípedos e calçamento, agora perdia espaço para a terra crua. As plantas começavam a ficar maiores e, em instantes, seu ouvido já começou a detectar o grande barulho do volume de água que descia pelo córrego se chocando contra as pedras do afluente – Muito embora ainda não pudesse ver a hidrografia local, ele sabia que estava no distrito Flores. Havia atingido o local correto.

Me perguntei quanto tempo o velho demoraria para mandar alguém me matar – Uma voz masculina assustou Joe, que ficou de prontidão – E daí que eu deflorei a filha dele, enganei, roubei seu dote gigantesco, e fugi? O mundo não deveria ser dos mais espertos? – Era estranho. Ele parecia se referir ao garoto que contratou Joe como ''Velhote'', mas, de qualquer maneira, não havia tempo para esses pormenores. A voz saía do alto de uma casamata que estava tão camuflada no meio de flores e arbustos que atingia quase um nível de invisibilidade. Lá estava o alvo do futuro caçador de recompensas, de pé, no teto.

Com um salto acrobático, ele atingiu o chão como um felino acuado – Bom, acho que não tem jeito, né? – E o próprio puxou uma pistola, fazendo mira contra a cabeça do seu algoz e puxando o gatilho sem pensar duas vezes. Por sorte, Joe passava longe de ser um mero humano comum que sucumbiria perante um ataque daqueles. Seus olhos, ajudados pela sorte do destino que abria o céu e permitia o brilho da lua nova iluminar perfeitamente o local, puderam perceber perfeitamente o momento do ataque – Dando ao seu ágil corpo uma chance de defender-se da bala que já vinha praticamente iniciando sua trajetória.
Ambiente:
 

Citação :
Começo de posts de luta:

- Agora será seu post de luta, escreva condições de ataque e defesa, dizendo os movimentos que ira fazer e lembre-se, você NUNCA faz nada, você SEMPRE TENTA seus ataques, então TENTE seus movimentos e crie casos de movimentos consequentes, se caso aquele movimento der certo, você TENTARIA algo ou se caso ele não der certo, você TENTARIA outro algo, ou se algum dos homens tentar atacar o que você TENTARIA fazer. Coisas desse tipo. E faça sempre movimentos brutais visando matar/desmaiar o oponente. ^^

Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[MINI] Crazy Joe FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dr. Sancho
Membro
Membro
Dr. Sancho

Créditos : 5
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Data de inscrição : 29/01/2018

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptySex 23 Fev 2018, 15:37

Velhote? - Um som estranho escapou-lhe pelos nariz. 'Até ele está bêbado?' - Quem me contratou tem metade da sua idade. - Completou Joe, olhando para o sujeito que estava no alto da casamata, confessando os crimes pelos quais Joe não ligava.

Após o falatório, torceu seu corpo num pulo e pousou no chão, sacou uma pistola de sabe lá onde e disparou. O som, o clarão, aquilo colocava o corpo de Joe na pulsão de adrenalina que ele tanto gostava. Para desviar, jogaria seu corpo para o lado esquerdo, encolhendo-se em torno de si próprio e dando uma cambalhota no chão. Sorte dele da bala não fazer curvas, aquilo provavelmente seria o necessário para não ganhar um furo no corpo.

Aproveitaria para no meio do movimento da cambalhota puxar ambas as pistolas do coldre. Tendo elas em mãos, pararia a cambalhota forçando o pé direito e o joelho esquerdo no chão, parando seu corpo agachado. A mão direita se estenderia e um disparo seria feito mirado na coxa esquerda do sujeito. Ainda sentindo o tranco do primeiro tiro, impulsionaria seu corpo para cima utilizando suas pernas de alavanca e se colocaria de pé num pulo. De pé, a pistola na mão esquerda cuspiria outra bala, visando acertá-la na região entre a virilha e o umbigo.

Se fosse alvo de tiros, já tinha em mente os movimentos para se desfazer deles. Se percebesse que as balas iam na direção de suas pernas, flexionaria as pernas e impulsionaria seu corpo para trás em um pulo para esquerda, e tocando os pés no chão daria outro para a direita, e voltaria dar um terceiro para a esquerda e continuaria a fazer isso o quanto fosse necessário utilizando de toda força que tinha nas pernas, para com esse movimento em ziguezague conseguir desviar dos disparos.

Caso acreditasse que as balas vinham na direção da parte superior de seu corpo, jogaria-se em uma rápida cambalhota para o lado que mais lhe conviesse, rolando uma vez no chão e então voltando a se por de pé novamente.

Se ele completasse uma esquiva, aproveitaria isso para um contra ataque, disparando um tiro que voaria em direção do peito do sujeito.

Morreu? - Perguntaria após tudo, meio sarcástico meio sincero, não queria gastar mais das balas que havia ganhado de graça.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [MINI] Crazy Joe 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe EmptySab 24 Fev 2018, 13:46


Orientação - Fase 03 - Conclusão!

O Salto de Joe havia sido efetivo em removê-lo da trajetória ameaçadora do ataque inimigo. A bala passou zunindo ao seu lado, cortando o ar e indo repousar em um tronco de árvore que se localizava longe dali – Como? – Uma interjeição de surpresa era expelida quase que espontaneamente por parte de Flynn. Não era todo dia que se encontrava alguém capaz de esquivar de tiros.

Em resposta, dois tiros acrobáticos eram efetuados. Em uma cambalhota digna de um artista circense, Crazy Joe de maneira natural e fluida aplicou um tiro potente que acertou em cheio a coxa esquerda de seu alvo. Em resposta, o homem cambaleou e saltou para trás, deitando-se bem a tempo de evitar o segundo disparo que iria trespassar-lhe a cintura. Habilidoso como era, ainda tentou atirar na cabeça do nosso anti-herói que esquivou com certa facilidade utilizando mais um dos seus espertos rolamentos.

O homem tentou levantar após estar no chão, mas sofria. Seus gemidos de dor eram altos, e a bala parecia ter-lhe atingido naquela fatídica artéria localizada na perna, que aqueles com um pouco mais de conhecimento anatômico sabem ser tão importante para a manutenção da vida no corpo humano. Mesmo de longe era possível ver o sangue esguichar para o alto, como uma mangueira que era ligada e desligada com frequência

Maldito! – As maldições do homem vinham no pacote, junto com as preposições de dor – C-como é possível? Eu nunca perdi um duelo em t-toda minha vida! – Os danos ao orgulho de Flynn pareciam ser tão altos e consideráveis quanto aqueles aplicados contra seu corpo físico. A lua iluminava ainda mais o local, e o combate havia sido aparentemente finalizado antes do que o previsto.

Eu me rendo! Leve-me para um hospital! Dentro da casamata tem 50 mil berries, eles são todos seus! Apenas... Me leve para um hospital! – Ele soltava a pistola, jogando-a longe em sinal de rendição; e as decisões a partir de agora residiam inteira e literalmente nas mãos de Joe. Sua mente deveria ponderar a melhor linha de ação para aquele momento definidor de sua história.



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[MINI] Crazy Joe FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[MINI] Crazy Joe Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI] Crazy Joe   [MINI] Crazy Joe Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[MINI] Crazy Joe
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: