One Piece RPG
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 XwqZD3u
One Piece RPG
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Noah Hoje à(s) 15:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor AoYume Hoje à(s) 15:08

» Pandemonium - 9 Brave New World
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 14:50

» Uma promessa ao céu
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Bolin Hoje à(s) 13:32

» Lealdade, Valor e Morte
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Coldraz Hoje à(s) 11:47

» Steps For a New Chapter
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 10:49

» Right Punch, Left Punch!
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Razard Hoje à(s) 10:36

» ~ Acontecimentos ~ The Wonderful Land
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 10:17

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Shogo Hoje à(s) 09:22

» [Mini - Toji]
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 07:33

» Um Encontro Destinado
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Cloe Kaminari Hoje à(s) 02:24

» Drake Fateburn
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 01:49

» I did not fall from the sky, I leapt
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Formiga Hoje à(s) 01:47

» Alipheese Fateburn
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 01:43

» Sophia Aldebaran Rockfeller
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 01:38

» Vol 2 - The beginning of a pirate
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Formiga Hoje à(s) 01:09

» [MINI-HOKI] O Espadachim Negro
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Hoki Hoje à(s) 00:35

» União Flasco: Inicio do Sonho
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 00:12

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 22:57

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:05



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 1º Ato: O circo chegou!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyTer 20 Fev 2018, 02:23

Relembrando a primeira mensagem :

1º Ato: O circo chegou!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Drake Wu. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Genki
Civil
Civil


Data de inscrição : 17/05/2015

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyDom 04 Mar 2018, 21:28


  Drake e Madeline estavam do lado de fora caminhando juntos. O estomago de Drake jazia satisfeito das refeições que fizera, a garota com certeza tinha uma boa habilidade na cozinha. A noite anterior havia sido um pouco perturbada pelos barulhos que cercavam a casa, apesar disso o sono do mink havia sido pesado como uma pedra. Agora, na rua, o macaco era incapaz de identificar qualquer atividade suspeita. Mesmo que se esforçasse não pode sentir algum cheiro anormal, haviam diversos odores no ar mas nada que merecesse destaque.

  Caminharam por algum tempo até que em frente a ele se encontrava um beco – Mas que porcaria é essa? – Um odor extremamente desagradável encheu as narinas de Drake, algo amargo e mórbido. Daquele beco saiu uma mulher ruiva vestindo um jaleco, usava óculos e sua expressão era seria, seria demais. Atrás dela seguiam dois homens carregando sacos pretos nas mãos, vestindo casaco pretos e não parecendo nada amigáveis. Quando cruzaram o caminho de Drake um dos homens lhe dirigiu um sorriso, mas não do tipo que alguém gostaria de receber. Era algo malicioso, sem nenhum tipo de bom intensão e causou um frio na espinho do jovem macaco. Aquelas pessoas com certeza não eram boa companhia – Talvez não seja uma boa ideia implicar com esses caras.

  O macaco e a maluca continuaram seu caminho, chegando finalmente a um grande galpão colorido que parecia ser o destino dos dois. - Ue, será que nenhum deles chegou ainda? – Madeline analisava o portão trancado com um cadeado- Vamos esperar um pouco, logo mais eles devem vir!

  De repente da rua lateral ao galpão uma figura surgiu correndo, carregando uma caixa de madeira, e durante seu percurso acabou se desequilibrando e caindo ao chão, deixando cair o objeto que carregava. Da caixa caída no chão saíram alguns itens e entre eles uma espada, uma adaga e um bastão de madeira. A expressão do rapaz caído demonstrava um grande medo, e a causa desse medo se aproximou rapidamente, vindo da mesma rua lateral. - Pare de correr seu moleque! Passe essa caixa para cá! – um dos homens de preto de antes apareceu e avançou para cima do garoto machucado no chão. Suas mãos o ergueram e jogaram novamente ao solo, e logo depois seu pé ia de encontro à barriga do jovem.

  O que diabos está acontecendo? – Drake estava indignado com a agressividade do homem de preto. Já não havia gostado muito da aparência do mesmo mas essa atitude lhe dava nos nervos. Ele olharia em direção a Madeline e levaria a mão a boca, fazendo sinal para que ela ficasse em silencio. Levaria a mão ao bolso buscando a máscara, aquele seria um bom momento para esconder o rosto, não seria nada agradável ter seu rosto visto por alguém tão agressivo quanto aquele homem, ainda mais sabendo que ele tinha amigos que pareciam ser tão cruéis quanto ele. – Hora do show!

  Colocaria a máscara em seu rosto e avançaria em direção ao bastão que se encontrava no chão com o intuito de pega-lo, era o único instrumento que Drake saberia manusear de bom modo, e seria melhor do que lutar de mãos vazias. Feito isso ele avançaria em direção ao homem de preto e tentaria girar o bastão para acertar um golpe forte em sua cabeça, na parte de trás, buscando o elemento surpresa. Após isso esperaria que o homem se virasse em sua direção e então iria tentar acertar um golpe ascendente com o bastão no meio das pernas do homem, tentando acertar seus genitais e causar grande dor. Após isso giraria o bastão com força em um movimento horizontal tentando acertar a parte lateral da cabeça do homem.

  Caso o homem desviasse do primeiro golpe Drake recuaria esperando que o homem atacasse. Se um soco fosse desferido pelo homem o macaco tentaria bloqueá-lo com o bastão empunhado e giraria o corpo para o lado e utilizaria o impulso do giro para acertar a perna do homem, visando atingir a área do joelho. Se um chute fosse desferido Drake iria optar por atacar com força a perna utilizada usando seu bastão, visando impedir que fosse atingido ao mesmo tempo que causa dano ao homem.

  Depois que se defendesse com sucesso Drake iria avançar visando um ultimo golpe na parte lateral da cabeça do homem, utilizando toda sua força em um giro completo com o corpo para impulsionar o golpe.

  Se sua defesa falhasse e Drake fosse ao chão o macaco tentaria levantar o mais rápido possível, se afastando do inimigo com uma cambalhota. Depois avançaria rapidamente em direção ao mesmo, tentando acertar um golpe ascendente em seu queixo com o bastão, e em seguida um golpe descendente em sua cabeça.

  Caso o homem caísse ou fugisse Drake giraria o bastão em suas mãos em um gesto de vitória e diria eloquente como um mestre de cerimonias. – O espetáculo acebou, por favor limpem seus acentos antes de sair!

objetivos:
 
Histórico:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Narrador
Narrador
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 22

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptySeg 05 Mar 2018, 20:27



Cold and Freeze



O jovem com seu senso de justiça, não poderia deixar aquela cena daquela forma, um inocente sendo violentado, aparentemente pelo interesse no que o rapaz carregava. aquela caixa com equipamentos. Madeline responde a seu sinal com um aceno em sua cabeça, a jovem ficaria atenta no que estaria por vir. Genki sem pensar duas vezes coloca a máscara recém adquirida, parecia fazer parte do seu “plano” ou da sua “marca”. De fato aquela atitude intrigou um pouco a garota que o acompanhava. Num movimento rápido e silencioso, pegava o tal bastão que estaria no chão. Ele seria sua arma.

Novamente, seguindo a ideia de movimentos rápidos sem gerar muito barulho, o macaco avança na direção do capanga, dando-lhe um golpe certeiro em sua cabeça, a primeira ação do homem era ficar completamente desnorteado, não saberia dizer de onde veio aquilo, mas foi o suficiente para interceptar suas atitudes no momento. Em seguida de forma desengonçada, o homem se vira, parecia meio tonto devido a força do ataque.

Durante sua “virada” o golpe seguinte havia sido certeiro, novamente. Com isso o malfeitor não suportou, com um expressão de completa dor, postura completamente tor e com suas duas mãos no seu “pacote”. Ele cai para o lado esquerdo. Deixando o caminho aberto até o rapaz, que aos poucos voltava a consciência de maneira plena.

-Oh.. OH Ai… Obrig...Obrigado! - Dizia o rapazinho sem jeito, ele se levantada, era explícito a expressão de surpresa, pelo fato de seu herói não revelar seu rosto. Se Genki revelasse sua identidade, o rapaz ficaria ainda mais surpreso por ele não ser necessariamente humanos. Mas tentaria se portar de forma não ingrata e desrespeitosa, mesmo que seus olhares fossem bem nítidos.

De forma rápida, Madeline se aproxima, parecia estar muito impressionada pelo feito de seu então companheiro, afinal não esperava que ele fosse do tipo justiceiro, ainda mais um lutador. Sua expressão era completamente de fascínio, parecia encantada pelo feito de Genki, tanto pela luta, pelos golpes certeiros ou pela atitude positiva. Tudo parecia bem heroico.

-Uau! - Seus olhos brilhavam, colocava suas mãos em sua bochechas, deixando sua expressão ainda mais cômica - Não sabia que tinha um cavaleiro ao meu lado!

A jovem dizia isso da forma mais séria possível, mas não seria de brava, mas sim no que significa a expressão, normalmente artistas ficam de fora da questão combate e violência. Entretanto em situações como essa é bem útil dominar um estilo de luta. O garotinho recém caído, após levantar começa a recolher as coisas que estavam no chão, após recolher tudo, olha para o bastão na mão do macaco. Parecia pensativo. Depois de alguns segundos, ele pega a caixa e tudo que havia ficado no chão, ela era meio grande para ele, de acordo com as proporções dela, mas parecia estar acostumado.

-Bom, vou deixar esse bastão bom você! Obrigado pela ajuda, de verdade! - O rapazinho diz isso, começava a andar na direção da rua, onde ambos haviam vindo, em minutos não era possível vê-lo mais, já teria se distanciado. A cena voltaria a ter apenas dois protagonistas, Madeline e Genki, e claro o corpo no cara desmaiado no chão, poderia acordar logo, mas isso não era certo.

-Bom, e agora? Aparentemente aconteceu alguma coisa aqui, para eles não terem vindo! Teremos de gastar mais tempo, o que você quer fazer? Foi bem legal conseguir essa arma, afinal não precisará gastar mais dinheiro comprando uma, mas existe alguma outra coisa que gostaria de fazer? Existem várias lojas e coisinhas legais para se fazer por aqui, quem sabe não ache alguma que lhe interesse? - Ela diria isso com bastante preocupação e remorso, parecia estar preocupada com o que poderia ter acontecido com seus amigos, mas nada parecia se encaixar no que acabara de passar - E o que vamos fazer com esse cara ai? - Dizia apontando para o coitado caído na neve.






Status:
 

Ganhos:
 

Perdas:
 




valeu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] carol!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Genki
Civil
Civil
Genki

Créditos : Zero
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/05/2015

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyDom 11 Mar 2018, 20:03


 
  O combate do mascarado se encerrava com sua vitória. O corpo do oponente ia ao chão, inconsciente, e o rapaz que antes estava sendo agredido agora se encontrava seguro, mesmo que aqueles golpes parecessem ter feito um estrago no mesmo.

  – Oh.. OH Ai… Obrig...Obrigado! – O garoto se levantava do chão como podia, um pouco surpreso pela aparência do heroi mascarado.

  – Sem problema meu bom rapaz! – O macaco diria alegre, mantendo sua identidade oculta. Não seria bom que o garoto saísse por aí contando historia de um macaco que bate em pessoas na rua. Isso fugiria do status anônimo que Drake gostava de possuir.

  – Uau! – A fala de madeline era de encanto e sua expressão passava o mesmo sentimento - Não sabia que tinha um cavaleiro ao meu lado!

  – A seu dispor madame! – O macaco faria uma reverencia para madeline, típica de um agradecimento feito ao fim de performances artísticas.

  – Bom, vou deixar esse bastão com você! Obrigado pela ajuda, de verdade! – A arma que Drake utilizou havia sido de grande valor. Não parecia ser o melhor que poderia possuir, mas com certeza já era algo muito bom e teria bom uso. O rapazinho caminhava para longe, pelo caminho do qual viera, e após algum tempo já não era possível vê-lo por ali.

  – Bom, e agora? Aparentemente aconteceu alguma coisa aqui, para eles não terem vindo! Teremos de gastar mais tempo, o que você quer fazer? Foi bem legal conseguir essa arma, afinal não precisará gastar mais dinheiro comprando uma, mas existe alguma outra coisa que gostaria de fazer? Existem várias lojas e coisinhas legais para se fazer por aqui, quem sabe não ache alguma que lhe interesse? – A garota perecia realmente preocupada, talvez por conta do fato que acabara de ocorrer e pelo homem que estava desmaiado ao chão, ou talvez por não terem conseguido se encontrar com seus amigos. – E o que vamos fazer com esse cara ai?

  Drake se abaixaria próximo ao homem no chão. Talvez pudesse encontrar em seus bolsos ou suas vestes algo que indicasse quem ele fosse ou de onde viera. Ele poderia ter perguntado tal coisa ao garoto que estava ali agora a pouco, mas achava que dificilmente ele diria algo. Passaria então a mão por suas roupas tentando encontrar alguma informação útil. Feito isso pediria a Madeline, caso o homem fosse muito pesado, uma pequena ajuda para movê-lo. Não precisaria arrasta-lo para muito longe, não seria bom ser visto carregando um homem inconsciente, mas um beco ou rua qualquer serviria. Faria isso apenas para que o homem não despertasse proximo do local de encontro de madeline e seus amigos, talvez aquilo pudesse gerar confusão. Caso, em algum momento, o homem despertasse, Drake pegaria seu bastão e daria uma pancada forte e rápida em sua cabeça, repetindo o processo até desmaiá-lo novamente.

  Feito tudo isso, o macaco levaria a mão ao rosto e tiraria a máscara que estava usando. Viraria a frente dela para si, contemplando-a, talvez aquela fosse apenas a primeira vez de muitas outras que a usaria, e, para ser sincero, a sensação de coloca-la havia sido de certa satisfação. A guardaria em suas roupas e se voltaria para a garota que o acompanhava. – Madeline, talvez fosse bom que encontrássemos seus amigos agora, sei que vocês se encontram naquele local que estávamos, mas não havia ninguém lá. Não quero te assustar, mas talvez fosse bom que procurássemos por eles.  – O macaco diria com a voz mansa e calma, realmente não queria preocupar a moça mais do que ela já estava, mas ele temia que talvez os amigos de Madeline pudessem ter se envolvido em algo ruim. Havia acontecido algumas coisas estranhas até aquele ponto, e mesmo que Drake não gostasse dessa ideia, talvez os participantes da peça pudessem estar envolvidos, ou talvez em perigo. De qualquer forma o macaco não conseguiria ficar satisfeito sem entender o que estava acontecendo por ali. – Você sabe por onde poderíamos começar a procurá-los? Talvez a casa de um deles ou algum outro lugar que vocês frequentem juntos?

  O macaco aguardaria a resposta da garota e seguiria pelo caminho que ela indicasse, esperando que pudesse de alguma forma entender o que estava acontecendo.


objetivos:
 
Histórico:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|Aventura
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Narrador
Narrador
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 22

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyTer 13 Mar 2018, 10:27



Cold and Freeze



Lindo de morrer, lutador e nada estúpido. Drake se mostrava muito a frente dos acontecimento que lhe rodeavam, estava sempre pronto e sempre tinha algo irresistível para dizer, o rapaz contornava as acasos daquela situação, estaria pronto. Começou a fuçar nas roupas do então “capanga do mal”, muitos dos bolso estavam vazios, mas o direito de sua calça tinha algo. Um papelzinho, com algo escrito, uma pequena lista.

“1º Presas e pele de Lobo
2º Equipamentos
3º Cerbera odallam
DRALBJ ”

Os primeiros termos pareciam bem claros, já os últimos completamente confusos ou pelo menos sem nexo algum para aquele rapaz e para a moça que o acompanhava. Mas por algum motivo aquilo não parecia nada bom. Ou pelo menos fedia a confusão. Junto ao papel uma chave, era pequena e completamente prateada, chegava a brilhar um pouco.

-Mas o que será que isso quer dizer? Eu não entendi nada! Que lista mais aleatória… - Dizia Madeline completamente confusa, sua expressão parecia bem clara.

Devido a estatura média do homem, não era necessário pedir ajuda a garota, mas ela mesmo assim se propôs a ajudar cada um seguraria em um ombro e arrastaria até um beco próximo, não demoraria muito, coisa de poucos minutos. O rapaz dizia com calma o que deveriam fazer, visava não deixar a jovem preocupada, mas já era tarde demais, a insinuação de que algo poderia ter acontecido com seus amigos já foi o bastante para deixá-la preocupada, a jovem então ouvindo o que Drake diz, esbugalhar os olhos olhando para ele. Ela nem ao menos tinha pensado nessa possibilidade.

-Eu..Eu não sei, não… - Sua voz ficava explicitamente alterada - Acho que têm um lugar… Não sei.. Vamos rápido por favor!

Madeline ficava desesperada, aquele alerta foi o suficiente para deixar ela muito nervosa, sua voz tremia, parecia apavorada e tensa. De forma estranhamente ágil, a garota começa a correr, iria entrando pelas ruas, demoraria três minutos correndo, o que seria suficiente para deixá-la ofegante. Chegaria na frente de uma doceria. Uma lugar simples, mas muito agradável, era simples feito de madeira marrom, com alguns detalhes em bege. Tinha um toldo feito de plástico em cima para proteger da neve que caia, tinha uma parte em vidro, porém nela existia uma pichação, um símbolo, feito em tinta de spray preta. Era de uma flor. Devido a isso era possível ver o que tinha dentro. A porta estava aberta, era feita de madeira nas bordas e vidro no centro, porém estava todo pintado de preto, com a mesma tinta.

Aquela cena era bem assustadora, parecia algo macabra. Na verdade era tudo isso. A jovem ia na direção da porta e a abria devagar. Sua expressão era bem clara, completamente apavorada, quando abriu a porta completamente e contemplou o que estava lá dentro. Caia de joelho no chão, dando um grito. Seu choro vinha logo em seguida, a cena era horripilante.

Caso Drake entrasse no ambiente para que pudesse ver. Teria noção do impacto daquela visão, várias mesas quadradas com uma perna central e cadeiras de madeira comuns levemente desorganizados, o local estava cheio, porém  vazio. Existiam vários corpos ali, pessoas que frequentava o local, mortas. Estavam visualmente bem, não existia nenhum ferimento ou sangue, mas um liquido escorrendo de seus lábios e olhos, a ponta de seus dedos e lábios estava escurecido. Seus olhos estavam claros, pupilas dilatadas, no canto uma mesa com três pessoas. Eram os tais amigos.

Dois rapazes e uma moça, os meninos tinham o rosto pintado de palhaços e a menina estava sem maquiagem, um deles era gordinho possuía uma pele em tom caramelo e cabelos cacheados, usava uma bermuda pintada em linhas verticais coloridas, com uma blusa branca e suspensórios. O outro rapaz era mais magro e alto, cabelos bem cortados e lisos, estava com um blusa amarela, com uma bermuda marrom e suspensórios pretos. A menina usava um vestido azul claro, era rodado e bem adornado com alguns desenhos infantis. Eles já tinham partido.

No bancada logo a frente, era possível ver um dos garçons, estava do lado de lá, mas caído para frente, com os braços e a cabeça na frente do balcão, como se tivesse caído do lado de dentro para fora. Para a surpresa de todos, um nova figura vinha caminhando. Uma mulher vinha de trás do balcão, estava vestida com roupas similares a uma “Maid”, seus cabelos eram castanhos e longos, separados por dois rabos de cavalo. Ela estava pálida e andando com dificuldade até cair sentado no chão.

Se caso o rapaz chegasse para poder falar com ela, no intuito de perguntar o que havia acontecido, para tentar entender melhor a situação, a mulher olhava em seu rosto com dificuldade. Seu olhos estavam brancos, sem qualquer cor, mas não naturalmente, como se sua pupila e iria ficassem cinzas, ela parecia não conseguir encontrar o jovem, mesmo que estivesse na sua frente.

-Eu.. - Tosse - Estava tudo bem… -Tosse - Até que aquela mulher chegou.. Ela deu pequenos bombons para todos.. Ai quando ela foi embora… Depois disso… -Tosse, girou a cabeça olhando ao redor - Aconteceu isso!

Em seu último suspiro, a cabeça da mulher se apoia na parede, parecia não estar mais viva, ou pelo menos bem, tudo ali parecia macabro e obscuro. Porém o cheiro não era ruim, cheirava a flores e doces, como uma doceria comum.

O choro de Madeline pode ser ouvido novamente, agora um pouco mais alto, seu rosto estava vermelho com lágrimas escorrendo, olhava para seus amigos sentados ali, pareciam ter ido de forma dolorosa. Sem seguida, olhava para o rapaz, não sabia o que dizer, parecia estar muito mal agora, seus amigos, estavam mortos, não havia o que se fazer ali naquele lugar. Estava completamente em choque.



Status:
 

Ganhos:
 

Perdas:
 




valeu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] carol!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Genki
Civil
Civil
Genki

Créditos : Zero
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/05/2015

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyQui 15 Mar 2018, 20:04


  –Mas o que será que isso quer dizer? Eu não entendi nada! Que lista mais aleatória… - A lista que acabavam de encontrar não fazia muito sentido à Madeline e muito menos ao macaco. A chave junto ao papel parecia ainda mais misteriosa, e não fazia ideia de que tipo de fechadura ela poderia abrir. Os dois afastaram o corpo do homem do local sem muita dificuldade, levando-o para um beco onde pudessem deixá-lo.

  O pensamento de Drake vidrava nas possibilidades do que poderia ter acontecido por ali, e tentou, da maneira que pode, dizer à Madeline que deveriam procurar por seus amigos, procurando não preocupa-la. Infelizmente, a intenção de acalmar a garota não havia dado certo, e o horror nos olhos dela mostrava muito bem isso.

  – Eu...Eu não sei, não… - a voz de Madeline não parecia sair naturalmente - Acho que têm um lugar… Não sei.. Vamos rápido por favor! – Tremula e tensa a garota começou então a correr, indicando a Drake o caminho do local que procurava com pavor, e após alguns minutos, finalmente chegaram. Uma doceria comum, feita de madeira e onde tudo parecia em ordem, não fosse a flor negra pintada no vidro do local e a tinta que cobria a porta. Parecia como se algo estranho houvesse acontecido ali, talvez algum ato de vandalismo, mas não havia como ter certeza. Madeline foi a primeira a dar um passo à frente e abrir a porta, e à medida que ia contemplando o interior sua expressão ia se moldando em terror, finalizando com um grande grito e caindo no chão de joelhos. O choro da garota ecoou na cabeça de Drake, e por um segundo ele teve medo do que poderia haver lá dentro.

  O macaco iria seguir em direção à porta, entrando e finalmente vendo o cenário que abalou sua amiga. Os corpos enchiam completamente o local e, apesar de não haver resquícios de sangue, o estado dos cadáveres era assustador. Um liquido negro escorria de seus olhos e boca, pupilas dilatadas e dedos e lábios que pareciam necrosados. Ao fundo do estabelecimento algumas figuras se destacavam, certamente 3 artistas, coloridos e maquiados, mas claramente mortos, os amigos de Madeline. O cheiro de doces do local geralmente alegraria Drake, mas aquela imagem certamente impedia que isso acontecesse.
 
  Antes que o Mink pudesse pensar em qualquer palavra que pudesse confortar a garota que chorava, uma figura estranha apareceu de trás do balcão. Ela caminhava entre os corpos e sua pele estava pálida como um defunto, depois caía no chão sentada. Mesmo que um pouco receoso, Drake caminharia em direcção à mulher. Ela não parecia ameaça, não aparentava nem ter força suficiente para andar muito menos para causar algum mal ao macaco.

  –O que foi que aconteceu aqui? – Drake diria em voz alta. Agora era possível notar os detalhes no rosto da mulher, seus olhos estavam praticamente sem cor e ela não parecia capaz de fixar o olhar no rapaz.

  –Eu.. Estava tudo bem… -A mulher tossia, dificultando a sua fala - Até que aquela mulher chegou.. Ela deu pequenos bombons para todos.. Ai quando ela foi embora… Depois disso… Aconteceu isso! – Ao terminar sua fala, a cabeça da mulher se encostou na parede e parou de se mover.

  O choro de Madeline parecia cada vez mais alto. A garota olhava para seus amigos, a aparência deles indicava que haviam sentido bastante dor antes de partir. Em seguida olhava para Drake e parecia que lhe faltavam palavras e força para fazer qualquer coisa. Não havia o que ser dito à garota naquele momento, não havia palavras que pudessem fazê-la se sentir melhor e Drake sabia disso. O macaco caminharia em direção à garota e se ajoelharia em sua frente, olhando em seus olhos e em seguida lhe envolvendo em um abraço. Era o único gesto que o macaco pensou que fosse importar naquele momento, ele não podia trazer os amigos dela de volta, mas queria que ela soubesse que ele estava ali por ela.

  Mad...- O rapaz diria baixinho à garota. – Vamos sair daqui... – Não havia o que ser feito ali. O macaco poderia procurar algum tipo de pista sobre quem havia feito aquilo, mas cada segundo naquele local feria profundamente Madeline, e ele sabia disso. Ele tentaria se levantar e ajudar a garota a fazer o mesmo, a envolveria em seus braços e caminharia com ela em direção ao lado de fora do local. Uma vez fora caminharia com a garota em direção à casa da mesma.

  Chegando à casa iria leva-la para dentro e se sentar com ela no sofá da sala. Havia sido algo bem estranho que acabavam de testemunhar, e as respostas que Drake procurava pareciam agora ainda mais distantes. Pessoas haviam morrido dessa vez, as coisas começaram a ficar perigosas e o rapaz não gostaria de envolver a garota nesse perigo. O macaco permaneceria na casa de Madeline durante o resto do dia, confortando-a do jeito que pudesse. Lhe traria algo da cozinha para que ela comesse e bebesse, algo que não exigisse um preparo elaborado, já que o macaco não possuía muito talento para esse tipo de coisa. Permaneceria ali até o período da noite, tentando fazer tudo que pudesse para conforta-la naquele momento.

  Assim que a garota dormisse o macaco iria buscar as respostas que procurava. Andar à luz do dia não havia trazido nenhuma solução, então talvez a escuridão trouxesse algo melhor. Drake sairía silenciosamente da casa da mulher, buscando não acordá-la. Colocaria sua máscara no rosto e andaria pelas ruas da ilha devagar, mantendo os sentidos atentos ao que estivesse ao redor.

  O primeiro local que procuraria por algo seria nos arredores da casa de Madeline. Não havia encontrado nada ali durante o dia e talvez a situação noturna fosse diferente. Olharia em becos e ruas próximas, procurando por qualquer figura estranha o suficiente para estar na rua naquele horário. O lobo que havia ouvido no dia anterior também era alvo de sua procura, e caso o encontrasse se aproximaria devagar, tentando iniciar um diálogo com o animal. – Com licença senhor lobo, acho que seria bom que converssásemos.
 
  Caso não conseguisse nada no primeiro local partiria para o próximo. Iria em direção ao galpão onde Madeline disse que ensaiava com seus amigos. O homem que Drake enfrentou ali mais cedo possivelmente era parte de algo maior, e talvez fosse a chave para entender o que estava acontecendo. Ele andaria pelas proximidades do local, tentando encontrar qualquer local ou pessoa que chamasse a atenção naquela noite. A mulher que o macaco havia encontrado na rua e os homens de preto talvez pudessem ser encontrados por ali.

  Caso encontrasse alguém suspeito ou algum lugar que chamasse sua atenção, o macaco se esconderia atrás de algum obstáculo, procurando não ser visto. Tentaria observar e escutar de longe enquanto estava escondido, buscando obter qualquer informação útil.

  Se, enquanto vigiava, fosse detectado, o rapaz sairia de sua posição naturalmente e caminharia em direção às pessoas que o detectaram devagar. Enquanto caminhava, pegaria seus malabares devagar e começaria a jogá-los ao ar e pegá-los, como em uma performance. Se aproximaria dessa forma dos indivíduos que ali estavam, e falaria alto e de forma alegre e descontraída, tentando distraí-los para que não pensassem que ele fosse uma ameaça.

  – Boa noite, nobres cidadãos! Gostariam de ver alguns truques de circo? Apresentação gratuita apenas essa hoje!

objetivos:
 
Histórico:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|Aventura
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Narrador
Narrador
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : 1º Ato: O circo chegou! - Página 2 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 22

1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 EmptyDom 18 Mar 2018, 19:43



Cold and Freeze



Madeline estava arrasada, porém Drake tinha um pouco mais de calma perante aquela situação, tudo deixava de ser florido e colorido e recebia uma grande carga negativa. Da forma mais rápida que conseguiu, levou Madeline para sua casa, ela nem se quer se dava ao trabalho de responder estímulos, parecia acabada. E de fato estava. Dentro de sua casa, sentava em seu sofá, parecia completamente mal. não conseguia mais chorar, seu rosto e seus olhos já estavam vermelhos, não existia mais água para se eliminar em prantos.

Ela ficava séria, sentada, olhando para a escadaria. Não comeria nem beberia nada, passaria horas assim seu olhar estaria completamente perdido em seus pensamentos. Depois de alguma horas ali, pegaria no sono, deitada sobre o braço do sofá, não teria dito uma única palavra depois de ter visto o corpo de seus amigos. Aparentemente no sono, encontraria seu reconforto, talvez em seus sonhos pudesse reencontrá-los para ao menos se despedir depois de uma morte tão angustiante.

Caso Drake fosse até a cozinha encontraria um pacote de cookies em cima da mesa. Que poderiam ser levado para se precisasse comer algo durante a noite.  O rapaz então se vestiram à caráter. Como um guerreiro da noite. Tinha que descobrir o que diabos estava acontecendo.

Conseguiria sair sem fazer nenhum barulho. Ao chegar lá fora, o ambiente estaria frio, porém com menos neve do que nos períodos anteriores, já era noite.  O ambiente estava pouco movimentado, mas ainda assim existiam pessoas ali civis normais, sem nada de suspeitos, não pareciam ao menos saber do que havia acontecido. O beco onde havia visto a figura observando-o naquele outro dia, estava com uma estranha luz. Se o rapaz se movesse para lá de forma ágil, seria capaz de vez de relance uma porta de fechando. Porém não era uma porta comum, estava “escondida” na parede.

Isso responderia porque naquela outra noite não foi capaz de vez quem estava  se escondendo ali. O porta se fecharia sem fazer nenhum barulho. Se caso se aproximasse para analisar, poderia encontrar uma pequena abertura na parede, pouco mais de 1cm. O beco estava vazio, possuía apenas uma caçamba de lixo, do lado da entrada.

Era possível ouvir vozes se aproximando do beco, mas pareciam ser pessoas comuns. Se caso resolvesse se esconder de forma eficiente, não seria notado pela pessoas que passavam ali. Entretanto se resolvesse continuar a vistas do que passavam ali. Logo seria “abordado”

-Mas o que é isso? AAAAAAAAAA - Era dito por uma das meninas do grupo, não daria nem tempo do rapaz reagir, o medo delas era muito mais alto que o raciocínio, em seguida todos saíram correndo e gritando, para aquela hora da noite, o barulho ecoava por todos os lados até que outras pessoas apareceram para ver o que é que estaria ali no escuro.

Logo mais apareceriam marinheiros ali. Estariam com roupas especiais para o frio, suas expressões eram sérias - Quem é você e o que está fazendo ai parado no escuro? - Era claro que não estavam ali para papo, eram três e aparentemente estavam com espadas embainhadas em seus quadris.

Entretanto se houvesse optado por se esconder, o grupo teria passado sem ao menos notar sua presença. Um  barulho de fechadura foi ouvido por ele. Aquela pequena abertura na parede era na verdade em fechadura escondida. Que poderia ser utilizado por ele para abrir e entrar na porta que se disponibilizaria.

Se resolvesse entrar, encontraria uma escadaria para baixo, o material da escada era estranhamente branco e reluzente, assim como as paredes e o todo, todo o ambiente era feito desse material. Depois das escadas um pequeno corredor, 2,5 m de altura e 2m de largura. No final uma porta dupla, era feita de metal liso e cada um possuía duas esferas de vidro na parte superior. O ambiente tinha um cheiro estranho, meio de plastico novo. Na sala seguinte, pelas entradas de vidro, era possível ver pequenas colunas de 1,5m no chão, eram quadradas, em no seu todo, pequenos frascos de vidro cheio de “água verde”, com várias flores, existiam 6, estavam posicionados igual o número seis em um dado, dois em dois, um na frente do outro,  cada uma com uma flor diferente, no canto era possível ver dois dos caras de preto novamente. Um deles parecia ferido. estava meio curto com uma mão na cabeça. Um voz feminina era ouvida com força

-Com assim você perdeu sua chave? Como que alguém pode ser tão incompetente assim? Ainda não conseguiu o que eu precisava! Saiam daqui agora! - Estava nervosa e gritando. Ambos os homens iriam para um outra saída, que sumia do campo de visão do rapaz.

Depois de alguns segundos, a mulher então apareceria. Estava usando um jaleco branco, por cima de um vestido colorido, em sua cabeça um chapéu de “chef”, porém meio curvo para o lado esquerdo, seus cabelos ruivos estavam com pequenos cachos na ponta, mesmo com a feição brava, estava com uma maquiagem colorida. Em suas mãos, uma bandeja prateada, com três pequenos bombons desordenados.

Ela passariam pela porta, alguns metros na frente, se não se abaixasse seria facilmente visto. O cheiro daqueles bombons era estranhamente familiar. Assim que passasse ela colocaria-os em uma bancada do outro lado da sala. Novamente estaria fora do campo de visão do rapaz.

Off:
 

Status:
 

Ganhos:
 

Perdas:
 




valeu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] carol!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Ato: O circo chegou!   1º Ato: O circo chegou! - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Ato: O circo chegou!
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Toroa Island-
Ir para: