One Piece RPG
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Asger
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:40

» Samantha Evergreen
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:38

» Buki Bijin
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:33

» Rimuru Tempest
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:53

» Lotus Chô
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:49

» Gallore Strange
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:35

» Ling Tian
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:27

» Han Dom
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:11

» [Mini Aventura - Moryn] O Início
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Moryn Hoje à(s) 18:10

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Shiro Hoje à(s) 14:42

» Mini Zayel
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Zayel Hoje à(s) 14:11

» [Mini - Inim] O errante
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Visastre Hoje à(s) 13:37

» [Kit - Neferpitou - Hunter x Hunter] v2
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Blum Hoje à(s) 10:51

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor JuninhoSiq1997 Hoje à(s) 10:41

» Raksha Ragnarson
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:55

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Van Ontem à(s) 22:34

» Voltei, arrependido.
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:31

» [M.E.P] Inim
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:19

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 19:40

» [MEP] Seguindo conselhos
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 18:02



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Bianncaaaa
Membro
Membro
Bianncaaaa

Créditos : 6
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Feminino Data de inscrição : 17/02/2018

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptyDom 18 Fev 2018, 23:41

Nome:Euros
Idade:17
Sexo:feminino
Raça:Celestial
Tamanho:normal
Estilo de Combate:ceifador
Localização:Wars Island
Grupo:Civil
Vantagem:
Desvantagem:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptySeg 19 Fev 2018, 00:11

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bianncaaaa
Membro
Membro
Bianncaaaa

Créditos : 6
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Feminino Data de inscrição : 17/02/2018

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptySeg 19 Fev 2018, 17:43

Euros caminhava de forma lenta e silenciosa. Estava cansada e com sede, sustentava seu corpo como podia, tentando não perder o equilíbrio e ir de encontro ao chão. Se alguém a visse naquele estado, certamente se assustaria. Sua pele extremamente clara estava suja e meio avermelhada depois de tanto tempo no sol. Seu cabelo alaranjado e volumoso conseguia esconder a sujeira e o desgrenhado que se formou ali, suas roupas meio amassadas e sujas evidenciavam que ela havia dormido ao relento por algumas noites. Não sendo natural daquele lugar, pouco conhecia suas rotas e pontos habitados. Chegou a escutar sons familiares como os de carroças e pessoas, mas escolheu não se revelar, talvez por medo. Em seus 17 anos de vida, a jovem nunca havia deixado Grand Line, onde vivia de maneira não muito pacífica com sua família.

Edmund e Emélia eram sua companhia em sua antiga casa, mesmo que não existisse tanta proximidade e afeto por parte de seu pai. Ela entendia sua posição dentro daquele ambiente em que vivia. Edmund, seu pai que a via como uma covarde e desonrada, comandava tudo. Ele era responsável pelo bem estar da família, e com família ela se referia unicamente a sua irmã mais nova, Emélia. Com apenas dois anos de diferença, sua caçula era a estrela da família, amada por todos e principalmente por ela. Inseparáveis era o que as definia, um amor fraternal seu fronteiras, mas que sofreu influências vindas de quem ninguém poderia imaginar, nem mesmo ela. A pequena Emélia era ingênua e podia se levar pelas palavras reconfortantes de seu pai, ele só precisava por irmã contra irmã, e ele o fez.

Muito antes de entender sua posição ali, ela entendeu o porque. Tudo começava com uma voz suave e um colo de mãe. Euros ouvia a canção que saia da boca de Serena, que assim como o nome, encantava e acariciava sua pequena. Em suas lembranças ela tentava abrir os olhos e ver a face de sua mãe, queria olhar admirar sua beleza estonteante, então continuava a tentar, todas as vezes. Os sons mudavam, ela podia ver nos braços de Serena um bebê e um choro agudo, braços fortes a erguiam para que tocasse pela primeira vez em Emélia e de repente gritos, choros, desespero. As lembranças nunca foram claras para si, mas naquela noite, a única que consegue lembrar, foi a noite em que sua mãe foi morta. Desde então ela sabia, estava só.

Cansada de ser apenas um estorvo dentro de casa, quando completou 15 anos, se juntou a uma organização de investigações. Euros gostava de se aventurar, de mergulhar de cabeça nas coisas e a O.I.A.A.R. (Organização de Investigação Anônima de Alto Risco) era o seu lugar. Durante dois longos anos ela refez sua vida dentro daquele lugar, e tudo ia muito bem, até a chegada de um caso incomum. Entregue de forma anônima, o "Serene003" sofreu modificações em suas provas, estava corrompido, o dever da organização era o restaurar e seguir a diante, tarefa nada fácil. Com apenas alguns meses de atividade do caso, membros e células inteiras foram corrompidos, até que foi necessário uma ação de urgência. ela e outros 24 jovens foram designados e encontrar ajuda de maneira anônima, encontrar um órgão de apoio e prosseguir com o caso, sem a ajuda da O.I.A.A.R. Para Euros, aquele caso tinha algo a mais, e aquilo a intrigava. Ela sabia que em Wars Island encontraria respostas, e a todo custo, tentaria descobrir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptyTer 20 Fev 2018, 13:24


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo!

Era um início de noite fatídico, na ilha de Wars. Euros havia aportado ali há dias, incumbida de seus propósitos pessoais e peculiares, junto à organização. O.I.A.A.R.; A grande questão é que em nenhum momento, durante esses longos dias, conseguiu encontrar o suporte técnico e de inteligência necessários para o andamento de sua missão.

Consigo, trazia apenas os últimos bravos resquícios dos recursos-padrão dados aos investigadores de tempo intermediário dentro da Organização, como ela era. Alguns mirrados berries, já gastos em grande parte pela sua estada e alimentação naquele local estrangeiro, sua Foice de metal sólido, porém simples, e algumas provisões de emergência, com barras de cerais e outras M.R.E (Meals ready to eat, I.E; comidas prontas para comer).

Naquele momento, ela havia buscado o cais para aliviar um pouco do estresse de estar sendo tão malsucedida em sua empreitada. O barulho da água do mar se chocando com as pedras daquela região, conseguia transportá-la para as memórias menos ruins que trazia guardadas em sua psique. O clima estava agradável, com um vento gostoso e várias nuvens no céu. A lua, vez por outra, se escondia por trás das mesmas, dando a todo o ambiente um tom sinistro que, instantes depois, voltava a ser iluminado paulatinamente.

Um barulho despertou a atenção de Euros. Era algo súbito, mecânico, abafado, e saía de dentro de um dos grandes armazéns que haviam ali, ao longo de toda extensão portuária. Aqueles locais deveriam ser para armazenamento de grãos, especiarias, e coisas advindas de outras regiões, trazidas pelos vários navios que movimentavam o vai-e-vem tradicional das manhãs, entretanto, aquele barulho... Era algo que exalava um tom muito familiar para a Ceifadora... Era algo... tecnológico.

Bips e bops eram feitos em profusão, conforme o ronco do motor mantinha-se constante. Após alguns minutos, o barulho sessou, e um portão metálico foi arrastado para o lado, abrindo-se, e deixando sair cerca de uma dúzia de pessoas. 02 dessas pessoas usavam jalecos brancos e cumprimentavam-se, dando as mãos e saindo em direções opostas. 08 das restantes dividiram-se em dois grupos de 04 e escoltaram os mesmos; e os últimos dois se puseram em posição de guarda na frente do portão.

Isso tudo seria apenas uma cena peculiar aleatória, não fosse a boa audição da celeste captar o seguinte diálogo entre os cientistas:

... Ouviu dizer que o O.I.A.A.R está na ilha, Ewerton?
... Sim Memphis, mas eles nunca vão descobrir nossa obra de arte aqui. Não é algo para os olhos daqueles meros ignóbeis...


A parte seguinte do diálogo foi abafado por uma onda que se chocou com uma pedra próxima. O que ela ouviu em seguida resumiu-se a:

... Serene003?
... Sim, mas deixa pra lá. Boa noite Ewerton.
...Boa noite Memphis, te vejo amanhã.


Agora a menina estava ali, frente a um mundo de possibilidades e ponderações malucas que saltavam na sua cabeça como luzes de um cassino. A sua rota de ação frente aos seguranças – Últimos membros restantes do grupo – Seria o que definiria seu sucesso ou falha na missão.



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bianncaaaa
Membro
Membro
Bianncaaaa

Créditos : 6
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Feminino Data de inscrição : 17/02/2018

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptyTer 20 Fev 2018, 20:22

Euros sentiu um arrepio tomar-lhe a espinha. Será que ela finalmente haveria de ter encontrado um alicerce para prosseguir com o caso? No entanto, não poderia tomar decisões precipitadas. Devido ao som causado pelo impacto do mar contra as pedras ela não conseguiu ouvir por completo a conversa que os homens de jaleco estavam tendo, mas escutou em alto e bom som o nome que mais desejava encontrar, Serene003. Nem ela soube identificar o que seu corpo sentiu naquele momento. Uma mistura de felicidade, por ter encontrado uma pequena fagulha do seu objetivo, e medo, já que aquela cena que presenciou era familiar. Ela já havia trabalhado em alguns casos enquanto esteve como aprendiz na organização, e se teve uma coisa a qual ela nunca esqueceria, era de que se soubessem as siglas da agência, escondiam algo da mesma. Não é comum uma agência anônima se torna perigo para civis de bem, que não tivessem ações suspeitas.

Em poucos minutos, Euros foi capaz de montar várias hipóteses em sua mente. O que havia de mais claro em todos seus pensamentos era a certeza de que entraria dentro daquele armazém. Ela não era tão esperta quando alguns membros da organização acreditavam, mas seus estudos eram suficientes para supor que o local pudesse ter outra entrada. Como não via bem a sua frente ela se arriscaria a tentar dar a volta no recinto em busca de algum acesso ao interior do armazém. Uma vez lá dentro, sem os olhares atentos dos guardas, estaria livre para se aprofundar no que eles tanto escondiam, e dependendo muito do que ele mantinham ali poderia tentar reatar a O.I.A.A.R e o caso citado.

Por outro lado se não existe a tal entrada seria inevitável, teria de encarar os dois rapazes que faziam a guarda naquela noite. Estava confiante, mas seus pensamentos por vezes fraquejavam, a fazendo imaginar uma forma de aproximação da entrada principal. Interação social não era sua atividade favorita, das vezes em que passou por situações assim, sempre acabava optando pela utilização de seu charme, e ela odiava tentar aquilo. Se sentia fraca, uma inútil, situações do gênero a faziam desejar sempre permanecer na parte técnica ou informativa. Será que eles estariam dispostos a um diálogo? Talvez se ela pudesse obter informações dos cientistas que haviam se retirado. Uma abordagem vitimada, era o que planejava. Seus pensamentos clichês imaginavam que ninguém seria capaz de negar ajuda a uma pobre garota desamparada. Para tal, ela até já tinham montada em seu banco de dados uma identidade. Lumiar, uma jovem de família rica, parente de primeiro gral de um general da Marinha, vítima da maldade imprescindível de piratas, chegou até ali com muito esforço, estava faminta e cansada, e alguém precisaria ajudá-la. Tudo uma grande mentira.

De todas as suas opções, nem sequer passou por sua mente a possibilidade de um combate, mas no fundo ela sabia que poderia acabar ocorrendo um. Não sabia eles estavam armados, então dizer que sua Foice daria conta seria impossível agora. No que fosse possível, tentaria estudá-los, caso necessário. Em seus treinos ela sempre se saia muito bem, observar os movimentos de seu adversário era uma tática antiga que quase sempre a levava à vitória. Mas naquele momento, tinha algo além de suas habilidades. Não importava se os homens que estavam parados em frente a seu objetivo eram maus, eles haveriam de ter família, alguém que se importasse com a existência aparentemente insignificantes daqueles seres. Seus princípios eram a principal barreira que a fazia tremular ao tocar em seu equipamento.

Respirou fundo, estava na hora. Ali seria o momento de fazer todas as tentativas que imaginou. Estava bem programada, preparava seu físico para sorrateiramente arrodear o armazém, enquanto tratava de arruinar mais ainda suas vestes e deixar bem evidente que poderia ter sofrido algum araque pirata, escondendo o máximo que podia sua Foice. Era de admirar seu preparo, até mesmo o mental. Estava agora confiante, o segredo de tal era sua vontade de retomar sua vida, movido por sentimentos de adrenalina que percorriam seu corpo sempre que lembrava de sua família, de sua mãe. Encarou o nada com ferocidade e concluiu.


- Agora é tudo ou nada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptyQua 21 Fev 2018, 13:13


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo!

Euros circulou o local, silenciosa como o próprio vento. O barulho do mar agitado ajudava no seu procedimento de análise furtiva da área. Os guardas acenderam seus charutos e ficaram conversando entre si, não ligando para a garota que passava inicialmente em direção à cidade, e que só depois dava a curva para a parte dos fundos do estabelecimento. Um ainda foi ousado e assoviou um “fiu fiu” alto, o outro, mais recatado, apenas riu.

Em volta do armazém, o mato era alto e úmido. Devia ter chovido ali recentemente. A terra estava também molhada, mas não o suficiente para fazer-se lama. As paredes do local eram feitas todas de um material que lembrava muito uma madeira compensada artificial; e cada detalhe sobre aquela estrutura parecia passar a impressão de que, em caso de necessidade, tudo poderia ser desmontado e remontado em outro lugar em questão de horas. Era praticamente um grande Armazém “descartável”, se é que essa definição existia no mundo da Arquitetura.

Haviam janelas laterais de vidro, porém todas altas demais. Como a parede era 100% lisa, escalar não era uma opção. Todavia, nossa heroína não deixou isso a desanimar e continuou buscando uma entrada, indo em direção aos fundos. Nos fundos, o chão mudava novamente de terra para asfalto duro, e como que por intervenção divina ela viu uma portinha pequena e tímida, pintada da mesma cor do material externo da madeira, para não chamar atenção nenhuma.  A felicidade, entretanto, era tão grande quanto curta – Na frente da porta, também fumando, estava um guarda jovem e mais robusto que os outros. Ele parecia ter notado a presença da garota e olhava diretamente para a esquina do armazém que Euros havia acabado de dobrar. Seu semblante, entretanto, não era de raiva ou daquela intimidação habitual que seguranças tentam passar. Parecia que ele tinha interpretado que a menina precisava de ajuda, por algum motivo, e era assim que ele a abordava

Olá, moça? Aconteceu algo? O que faz por aqui, a essa hora? – Ele apagava o charuto, jogando-o longe; sem sair do seu posto mas segurando a espingarda mais forte – Alguém te fez mal? – Suas perguntas não pareciam ser embebidas de malícia ou estratégia. Era preocupação da mais pura e genuína.



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bianncaaaa
Membro
Membro
Bianncaaaa

Créditos : 6
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Feminino Data de inscrição : 17/02/2018

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptyQui 22 Fev 2018, 19:23

Ela não estava assustada, seu corpo permanecia firme diante a falha parcial, porém sua frustração era o que mais a tomava naquele momento. Ao encarar o homem a sua frente, ela percebeu que sua tarefa não seria fácil e seus planejamentos tinham que ser extremamente antecipados, capazes de prever toda e qualquer situação. Por outro lado, o que faria agora? Será que se usasse a tática de fingir ser a moça indefesa e necessitada o guarda cairia? Não custava tentar. Olhou novamente para ele, tentando transparecer medo e preocupação. - Eu estou perdida. - Iniciou de forma tremula.


Sentiu aquele olhar de antes pesar sobre si. "Talvez seja esse o momento de recuar." Mas contrariando seus pensamentos decidiu se aproximar, rezando para que ele tivesse compaixão em oferecer-lhe ajuda. Então direcionou ao rapaz seu olhar inocente e em seguida fitou a porta. - Parece ser bem mais quente ai dentro. - retornou a olhá-lo. - Deixe-me entrar, estou tão cansada e com tanto medo. Sei que aqui poderei encontrar ajuda. Tenho um tio querido, que é ativo na Marinha, ele deve estar tão preocupado, imagina se algo acontecer a mim. Não o imagino desamparado. - Suavemente abaixou o tom de voz, como se estivesse visivelmente preocupada. Sua atuação, imaginava ela, estava bem convincente. Sua aparência no momento era vantajosa. Mas não entendia o motivo que o fez pensar, ao olhar para ela, que estaria precisando de ajuda. Sendo que os outros dois guardas agiram de forma tão repugnante e mal-educada. Não era hora de preencher sua mente com pensamentos do tipo. - Aliás, onde eu estou? - Tentou puxar um assunto, se ele interagisse certamente não estaria com nenhuma desconfiança  

Caso o guarda permitisse sua estadia por apenas uma noite, o que seria difícil, nada a impediria de descobrir o que eles guardavam ali, daí entrava a dificuldade maior de sair e informar seus aliados. Planejou uma investigação ligeira, iria atrás de provas e de informações dos homens de jaleco que vira deixando o armazém e com aquilo traria maravilhas ao desenvolver do seu caso, mas ela sentia que ele não era fácil de enganar. Nem mesmo tinha cara de tolo.


No fundo ela estava mais preparada que antes, sabia que aquilo poderia se tornar um combate, sua cabeça nem negava mais essa possibilidade. Por isso quis se preparar internamente para erguer sua Foice e agir. Analisou seu porte físico, ele poderia estar armado, poderia ser um lutador de primeira classe, ou poderia ser apenas um guarda sem características unicamente voltadas para defesa própria e do local onde estava patrulhando. Infelizmente contando com a possibilidade dele chamar reforços antes que ela pudesse se manifestar de forma negativa, dessa maneira, provavelmente, a colocando em apuros. Mas agora, voltar atrás não era sua melhor nem pior opção. "Não fraqueje agora, Euros".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptySex 23 Fev 2018, 13:24


Orientação - Fase 02 - Combate!

Euros percebeu na hora o que movia as atitudes do rapaz, pois, ao se aproximar um pouquinho dele lhe despejando seu discurso ludibriador, viu que os olhinhos do rapaz brilhavam. Se existia ou não isso de amor à primeira vista, ninguém jamais vai conseguir provar ou contraprovar; mas sem sombra de dúvidas aquele rapaz tinha caído de paixão no segundo em que o vento da noite bateu nos cabelos da Ceifadora, bagunçando-os e levantando-os como que em um filme romântico repleto de câmeras lentas e músicas clichê.

V-você quer entrar?
– Ele parecia lutar internamente – Tudo bem, mas a gente entra só pra podermos ligar pro seu tio, tá? Tem um den den mushi lá dentro, podemos contatar o Quartel General e avisá-lo que você se perdeu... – Ele tirou um molho grosso de chaves e se pôs a abrir a porta; em seguida, ambos puderam entrar. À ativação de um interruptor apertado pelo jovem guarda, várias luzes ligaram em sequência, demonstrando várias máquinas e coisas de caráter científico. O que mais chamou a atenção de Euros, entretanto, foi um grande tubo vertical, apoiado sobre uma máquina, que estava coberto por uma lona cinza. Ele estava coberto por uma lona cinza, mas dava pra ver que havia um líquido borbulhando dentro dele e algo que parecia com... Um pé humano! Pintada sobre a lona estava, em tinta amarela, escrito – “S.E.R.E.N.E”

Assim que a nossa heroína terminou de ler, vários passos fizeram-se ouvir, arrodeando o galpão e entrando pela porta de trás – JAMES! O QUE VOCÊ FEZ? – Era um dos guardas da frente, que estava visivelmente furioso. O outro vinha na sua cola, ambos portando suas espadas em punho. O jovem rapaz ficou meio sem ação, tentando explicar – Não, caras... Ela estava perdida e, além disso, é sobrinha de um cara da Marinha, não tem problemas afinal estamos todos no mesmo barco né? – Ele parecia falar sobre o fato de, aparentemente, aquele experimento estar ligado de alguma forma ao Governo Mundial

Seu idiota, olhe só pra ela! Ela tá carregando uma FOICE! Você é BURRO? Que tipo de menina perdida carrega uma FOICE? Ela deve ser uma espiã! Ela está tentando ver o projeto dos Doutores, seu retardado! – O guarda mais jovem parecia sem saber direito o que fazer, mas quando viu os seus dois colegas partindo para cima da sua “amada”, se interpôs

Ninguém vai tocar nela! – E puxou a sua própria espada, bloqueando o golpe de um dos dois adversários de Euros. O outro, entretanto, fazia a volta no rapaz e avançava diretamente contra Euros, traçando um golpe que, se não fosse de alguma maneira evitado pela nossa heroína, iria cortar-lhe horizontalmente a barriga – Precisamos eliminá-la, não a deixe fugir!

O combate havia se iniciado, e o mistério que já era grande... Acabou de ficar ainda maior!

Citação :
Começo de posts de luta:

- Agora será seu post de luta, escreva condições de ataque e defesa, dizendo os movimentos que ira fazer e lembre-se, você NUNCA faz nada, você SEMPRE TENTA seus ataques, então TENTE seus movimentos e crie casos de movimentos consequentes, se caso aquele movimento der certo, você TENTARIA algo ou se caso ele não der certo, você TENTARIA outro algo, ou se algum dos homens tentar atacar o que você TENTARIA fazer. Coisas desse tipo. E faça sempre movimentos brutais visando matar/desmaiar o oponente. ^^


Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bianncaaaa
Membro
Membro
Bianncaaaa

Créditos : 6
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Feminino Data de inscrição : 17/02/2018

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptySex 23 Fev 2018, 22:53

Naquele momento, como se fosse por instinto sua mente reagiu de maneira rápida, empunharia sua Foice em uma tentativa de bloquear o ataque do guarda que vinha em sua direção. Nem mesmo ela estava entendendo, seu corpo estava quase que no piloto automático. Seus treinamentos de combate físico valeram a pena naquele momento. Euros estava sentindo que se agisse com agilidade e precisão, como nos treinos, sua fuga estaria garantida.


Sua mente trabalhava a mil. Não imaginou que aquele rapaz, que agora também se encontrava em apuros ao tentar defender uma "forasteira", permitiria que ela entrasse. Seu coração disparou ao visualizar o local que se fez luminoso a sua frente. Ela não era capaz de entender o que tudo aqui era ou fazia, mas sabia que havia encontrado algo de valor para seus objetivos.

Porém de nada iria adiantar o que seus olhos acabaram de fotografar, se ela não escapasse viva. Tinha que admitir, ficou deveras surpresa ao ver o jovem guarda tentando protegê-la, proferindo palavras até honrosas. Ele parecia dedicado, mas ser desastrado foi seu único erro. Deixou escapar para o desfrute de Euros que todos aqueles maquinários científicos poderiam estar ligados ao Governo Mundial. Agora ela tinha vários pontos importantíssimos que a incentivavam a escapar dali.


Logo após sua tentativa de defesa, ela já pensava em desarmar seus oponentes. Viraria sua Foice de maneira que seu suporte despencasse em diferenças ao guarda em seguida virando novamente para as laminas que usaria para arrancar a espada adversária do guarda, tentando o máximo possível não arrancar as mãos que seguravam o objeto. Naquele momento ela estava ciente que ele poderia defender, e caso o fizesse, viraria novamente a parte pontiaguda e não exitaria em fazer um corto não profundo no peito do homem a sua frente. Um corte não suficiente para ceifar sua vida. Por outro lado, se ele não defendesse seu destino seria bem menos doloroso. Sem sua espada se tornaria um alvo fácil e bastaria apenas uma forte pancada com a parte sem lâmina da sua arma.

Seu problema então estaria voltado para os outros dois guardas, embora nitidamente um deles parecesse ser seu aliado. Ela não poderia confiar em alguém pelo simples fato dessa pessoa estar fazendo escolhas "erradas" que se tornaram vantajosas a si. Fugir sozinha era seu plano. Antes de tentar, procurou por todos os lados algo que fosse útil onde tentaria comunicação com uma base aliada. "Preciso encontrar aquele den den mushi!". Com eles em mãos, só precisaria de alguns minutos para estar realizada.


Ela estava eufórica e meio assustada. Depois de tantas coisas dando certo, será que enfim estaria indo em uma direção correta. Euros voltou seu olhar aos outros dois guardas. Tentaria sorrateiramente passar por eles e ir em busca de seus aliados, mas sabia que se um combate tomasse forma, teria dificuldades em combater dos dois. Sua mente, além de tudo, também se encontrava dividida em opiniões sobre o guarda que no momento a protegia. Não iria confiar no rapaz, mas talvez sua ajuda ali fosse essencial.

Se esgueirar até a porta era o plano, mas sem se desprender de sua Foice ou baixar a guarda. Caso acontecesse algum imprevisto, nada pararia a euforia de sua lâmina que transparecia o que o coração da jovem Euros sentia naquele momento. Era uma mistura de medo e felicidade que ela não tinha palavas para descrever. Estava na hora de mostras 100% de todo seu potencial e dizimar os planos daquela agência desconhecida. A partir dali, tudo dependia de Euros e sua astúcia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! EmptySab 24 Fev 2018, 15:03


Orientação - Fase 02 - Combate!

A manobra de defesa escolhida por Euros mostrava-se efetiva, bloqueando a lâmina atacante por completo. O guarda mostrou-se surpreso, principalmente pela força física demonstrada pela garota. Era claro o fato de que o homem não estava acostumado a ver suas investidas bloqueadas de maneira tão eficaz, ainda mais por uma “pobre garotinha perdida”.

Os movimentos seguintes eram complexos e ininteligíveis para qualquer um não-versado nas artes do combate. Virando a foice de maneira inventiva, Euros travou a espada do seu atacante e fez um puxão estratégico que, por muito pouco, não foi bem-sucedida em desarmar seu algoz. Ele arregalou os olhos, finalmente entendendo o que a garota estava tentando fazer, e propositalmente soltou a espada, deixando-a cair.

Mas aquilo não tinha sido sem motivos, pois, ao mesmo tempo em que soltou sua arma principal, já acelerou em sacar a sua secundária – Uma adaga que trazia presa à cintura. Usando a adaga o mesmo aparou o golpe cuidadoso que Euros havia aplicado contra ele, sorrindo – Que ataque mais leve. Como uma menina sem potência no golpe conseguiu bloquear minha espada? – Ele perguntou em voz alta, deixando muito claro que um golpe sem intenções de vitória jamais seria capaz de derrubá-lo.

Após aparar, contra-atacou quase instantaneamente com um corte que sangrou o ombro da nossa heroína. O sangue escorreu e a região começou a arder bastante, mas seu corpo já estava acostumado com as dificuldades; ou pelo menos assim ela acreditava. De qualquer forma, não seria um golpe de raspão no ombro que seria capaz de tirá-la de combate. O marinheiro amaldiçoou a si mesmo por ter errado o ataque e armou mais um – Uma estocada direta contra o estômago da investigadora.

Usando a visão periférica, Euros pôde perceber que o combate ao seu lado estava acirrado. O seu aliado apaixonado lutava de igual para igual com o outro guarda, ambos já apresentando alguns cortes bem preocupantes. Não dava para saber quem estava na vantagem, sendo ela com certeza o elemento que iria desestabilizar o equilíbrio que havia naquela contenda.



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!   [Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini-Bianncaaaa] A Chegada Celestial!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: