One Piece RPG
Tróia - Parte 2 - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P] Joe Blow
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Licia Hoje à(s) 03:45

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 03:15

» Sidney Thompson
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49

» Seasons: Road to New World
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:26

» Hello darkness my old friend...
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Zed Hoje à(s) 00:09

» Phantom Blood
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P]Kujo
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Kujo Ontem à(s) 23:42

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 23:30

» Enuma Elish
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 23:07

» Xeque - Mate - Parte 1
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 22:22

» Ain't No Rest For The Wicked
Tróia - Parte 2 - Página 3 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 22:00



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Tróia - Parte 2

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyTer 06 Fev 2018, 15:58

Relembrando a primeira mensagem :

Tróia - Parte 2

Aqui ocorrerá a aventura do(a) agente Achiles Wolf. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Sargento
Sargento


Data de inscrição : 01/09/2017

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptySeg 26 Fev 2018, 23:32


Tróia - Parte 2





Ramiel era bem paciente com as minhas perguntas, talvez estivesse perguntando bem mais do que a paciência pudesse aguentar, mas o homem não se irritava e parecia se divertir respondendo as mesmas o que me deixava mais tranquilizado sobre isso. Segundo ele, não havia necessidade em saber um conhecimento a mais quanto a cuidar de um mink e me explicava melhor sobre a grand line que era dividida em duas partes, o quão grande é esse mundo?

Quanto a localização parecia tê-lo pego de surpresa, ele me dizia sobre um lugar com neve até o umbigo e isso não era uma das melhores notícias, ainda estava meio receoso quando se tratava de neve e em um volume tão grande já que não havia me dado bem das últimas vezes com esse tipo de solo. Sorria quando o mesmo dizia que iríamos treinar e isso começava a me empolgar novamente, conseguia sentir o meu sangue começando a esquentar em meio ao frio que estava fazendo pela empolgação

Caminhávamos seguindo o trajeto que o ceifeiro indicava, não demorava muito para ver a neve enorme acumulada a nossa frente e antes de começarmos com aquilo havia uma última pergunta a ser respondida, sobre tritões. Ele me dizia que eram quase iguais aos minks, mas eram peixes ao invés disso, talvez as histórias massacrassem demais esse tipo de híbrido por algum motivo, mas não tenho dúvidas nenhuma que há pessoas muito piores independente da raça.

Ramiel se preparava para andar em meio aquela neve comigo e me lançava um desafio para me movimentar em oito e movendo a cintura, não havia entendido bem o que ele havia a passar através daquela explicação ficando um pouco confusa, mas entendia que havia de treinar e melhorar a minha movimentação em meio a toda aquela neve. - Movimentar-me em oito em meio a essa neve? - Ainda meio confuso havia de tentar mesmo não tendo entendido muito bem.

Colocaria-me pensativo sobre o obstáculo a minha frente, qual seria a melhor forma de prosseguir diante toda aquela neve até o umbigo e que conseguisse ser rápido, precisava fortalecer as minhas pernas mantendo um ponto fixo ao solo e para não perder o equilíbrio usar os braços de maneira nivelada agarrando-me a neve e abrindo um espaço para que o meu corpo pudesse passar sem grandes dificuldades.

Flexionaria os meus joelhos para ter um melhor centro gravitacional e consequentemente um melhor equilíbrio, começaria a concentrar as forças em minhas panturrilhas e pés deixando-os levemente inclinados e daria um pequeno avanço a minha frente, com minhas mãos procuraria enfia-las na neve e empurrá-la para os lados direito e esquerdo tentando abrir um caminho em meio aquela neve, meu movimento se assemelharia a um pêndulo de um lado para o outro e minhas mãos procuraria seguir como um "∞" retirando a neve a minha frente.

Em meus pensamentos esse era o movimento mais adequado para encarar aquilo, com a neve sendo jogada para trás me permitiria avançar melhor. Manteria a minha respiração constante, respiraria fundo pelo meu nariz e expiraria pela minha boca sempre em constância com os movimentos tentando avançar o máximo que eu pudesse em meio a neve.

Se em algum momento percebesse que os movimentos estivessem me deixando cada vez mais lento procuraria tentar forçar mais os braços, pernas e minha respiração para estar sempre em constante movimento. Olharia para o meu lado para ver se Ramiel estivesse me acompanhando ou estivesse a minha frente, procuraria observar os movimentos que ele estava usando para superar aquele obstáculo e começaria a adaptar os meus aos dele estando disposto a mudar a forma que mexesse as minhas mãos ou pernas e seguisse conselhos se fossem me ditos procurando sempre estar em um constante avanço.

Caso o meu corpo começasse a fraquejar em meio aquilo procuraria tentar acelerar para aumentar a minha temperatura corporal, aquele frio não me faria nem um pouco bem e provavelmente acabaria me deixando com hipotermia uma hora ou outra com minhas vestimentas nada adequadas para o clima frio que estava fazendo naquela ilha.

Se chegássemos ao fim daquilo procuraria olhar para Ramiel já tentando retirar qualquer resquício de neve das minhas vestes balançando-me para o lado e para o outro e tentando esfregar os meus ombros para aumentar a temperatura do meu corpo mais uma vez embora a adrenalina também ajudasse bastante nisso não achava que seria capaz de mantê-lo aquecido apenas me  movimentando.






Objetivos:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyQua 28 Fev 2018, 06:01

The Survivor


O garoto se preparava para começar a transpor o obstáculo na sua frente, ele não havia lutado em neve antes, e isso era um empecilho na sua frente, mas esse era o ponto pra o tutor, trabalhar para o governo é mais que cumprir ordens, é ser um sobrevivente e por isso lidar com todo tipo de ambiente era uma das coisas mais importantes que ele poderia fazer, ele eventualmente daria de frente com todo tipo de lugar pelo mundo, e quando isso acontecesse deveria estar pronto, o garoto então colocava a força de seus joelhos pra funcionar, os flexionando ele colocava a força das pernas pra trabalhar adentrando na neve, enquanto fazia a movimentação da cintura para poder se se movimentar, desde o início ele já podia sentir o quão pesado era se mover com a neve tão alta.

Ramiel adentrava na neve em conjunto com o garoto, acompanhando ele enquanto refletia sobre o que estavam fazendo, inicialmente o jovem tinha muito gás e não demorava muito para avançar mas já quase na metade do caminho era notável que ele estava reduzindo aos poucos, a velocidade e intensidade, ele, no entanto, cada vez mais forçava para poder melhorar, era de se admirar a perseverança dele em seguir ate o fim por mais que sua resistência fosse bem curta ele tinha uma força de vontade a compensar. Depois de algum tempo eles estavam no final do trajeto, e o jovem rapaz completava essa primeira parte, o ceifeiro fazia nesse momento de pausa uma explicação. - Isso é uma forma de melhorar a flexibilidade, o movimento de cintura é importante pra o boxeador, já que boa parte da força do soco vem dai, então é uma das maneiras, esse tipo de movimento é muito útil também como uma forma defensiva, e ofensiva também.- Ele olhava para a alta neve e então pegando uma pequena bola de neve jogava em Achiles.

A bola de neve acertava bem no peito dele, e Ramiel ia passar a próxima parte do treino, era uma coisa um tanto quanto louca mas parecia interessante.- Vamos dar uma repassada em seu acerto antes de voltarmos ao QG, eu tenho que falar com Jason lá também, então teremos uma missão mas antes de mais nada vou lhe explicar.- o homem se acocorava enquanto juntava quase 30 ou 40 bolas de neve durante alguns segundo sem falar mais nada, ele preparava isso pra sua segunda faze, depois de tudo levantando de lá era hora da explicação. - Bem eu vou querer que você de socos em todas as bolas de neve que eu vou jogar, elas podem ir altas ou baixas, pro lado, em fim, não importa seu objetivo é pegar todas as que conseguir, socando elas.- falava ele preparado para começar o treino, logo sentava no chão ao lado do monte de bolas que ele preparou para jogar no garoto.

Ele colocava a primeira bola na palma da mão e esperava que o jovem fosse se posicionar e antes de começar tudo ele perguntaria. - Alguma dúvida sobre o treino?- falaria ele esperando que o garoto talvez perguntasse a ele o objetivo daquilo, ou algo como isso, na verdade era bom ele entender. - Nem todos os inimigos são grandes e fáceis de acertar, por mais que esses sejam os mais comuns, e algum dia você vai encontrar algum desses e se encontrar, vai ser… um saco, mas se for lutar com um anão, vai precisar de paciência.- falava ele soltando um leve riso, e assim que o garoto tivesse posicionado ele começaria a lançar as bolas de neve para todo lugar, seria interessante ver aquilo, ate por que, além de serem ruins de acertar, eram rápidas quando lançadas, isso seria o ponto mais interessante que o anterior, aqui teria um momento mais difícil de se realizar ate. O ambiente ao final ali não era muito diferente exceto que a visão ali era mais prejudicada pois a queda constante da neve impedia que se visse muito longe de onde estavam, era perigoso justamente por não dar pra contar que veriam de verdade se um outro ser se aproximasse, por isso agora a cautela deveria ser elevada.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyQua 28 Fev 2018, 09:24


Tróia - Parte 2





A neve gelada era um desafio para passar, o peso em meu corpo aumentava quando adentrava aquele obstáculo que me deixava empolgado por estar treinando, sempre gostei de sentir essa energia e adrenalina que aumenta em meu sangue, são as melhores coisas da vida. Ramiel seguia ao seu meu lado e não podia deixar de notar a dificuldade que era toda aquela neve acumulada, começava com um gás maior, mas com tanto esforço era notável que me cansara mais rápido do que esperava estando apenas na metade.

Seguia o caminho costurando em meio a neve até que finalmente conseguíamos passar para o outro lado com uma enorme força de vontade, uma pequena pausa para descansar e o ceifeiro começava a me explicar o princípio atrás daquilo e eu exibia um sorriso para o mesmo enquanto coçaria a cabeça tentando respirar fundo para recuperar o fôlego. - É complicado me mover em meio a toda essa neve, devo tentar mais vezes ao ver isso para estar sempre progredindo com a movimentação. - Estava pensativo sobre isso, o movimento na cintura poderia ser bem utilizado estrategicamente, pois ao mover para os lados lentamente você se torna previsível, acrescentando velocidade ao movimento e uma aproximação talvez consiga confundir o seu inimigo ou enganá-lo de alguma forma.

Assim que eu voltava para a realidade eu era acertado por uma bola de neve de Ramiel, aquilo me causava uma certa estranheza sobre o mesmo que começava a falar sobre repassar acerto e uma notícia me alegrava que era saber que teríamos uma missão pela frente, a energia que aquilo me dava era grande e a sensação de que uma luta estava próxima era a melhor coisa que haveria. Ele começava a juntar várias bolas de neve agrupando as mesmas e após se levantar começava a explicar o que faríamos com aquilo, ele parecia estar lidando com aquilo de forma bem descontraída sentando-se ao chão para lançar as bolas e me perguntando se havia alguma dúvida sobre o treino. - E esse treino serve para? - Minha pergunta era respondida em seguida, me parava para pensar nos inimigos que havia enfrentado até agora e vários deles eram altos ou do meu tamanho, mas um anão seria tão difícil de acertar assim com as pernas curtas que haviam?

Não era o momento de dúvidas e precisava me posicionar, a neve caia do céu e não parecia que pararia tão cedo, ficaria em uma distância de quatro metros de Ramiel ou me aproximaria mais um pouco para três se a visão estivesse muito prejudicada, procuraria flexionar levemente os meus joelhos, fecharia a minha guarda deixando o meu braço esquerdo um pouco mais a frente do direito enquanto os meus pés se manteriam da mesma forma, essa postura costuma potencializar os socos com a mão direita por ter mais espaço para agir.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Socaria o ar algumas vezes e daria um leve grito para cima para aquecer o meu corpo de toda forma, a ideia por trás disso era me animar e passar essa empolgação para Ramiel. - Manda! - Gritaria em sua direção para que houvesse o início do treinamento. Meus movimentos haviam de ser precisos e não queria deixar passar uma bola sequer, começaria tentando forçar as minhas panturrilhas para dar um melhor equilíbrio mantendo-me com os pés ligeiramente levantados para antecipar qualquer bola que fugisse do meu alcance inicial.

Com as bolas sendo lançadas procuraria acertá-las com a mão que estivesse mais próxima da mesma, daria jabs rápidos em sua direção com apenas a força necessária para que ela fosse acertada, meus olhos estariam fixos nos meus alvos procurando movimentar os meus pés sempre que fosse acertar um dando um ligeiro passo para frente ou para o lado de maneira que fosse mais fácil antecipar e acertar a bola de neve. Se uma bola de neve fosse jogada muito longe ou alta demais tentaria forçar minhas panturrilhas e levantar mais os meus pés do chão para ficar quase nas pontas do pé e dar um salto na direção da bola de neve, tentando acertá-la antes que caísse ao chão e com sucesso ou não procuraria antecipar o movimento girando o meu corpo assim que chegasse ao chão e dando um outro salto para um próxima bola de neve que fosse jogada.

Estaria sempre focado nisso apenas tomando cuidado para as direções que fosse me movimentar, tentaria ficar longe de cair na água ou acabar tropeçando em uma caixa ou coisa parecida dentro do porto dando apenas leves espiadas para a direção em que me movimentasse, mas sem perder o real foco do treinamento que era acertar as bolas de neve. Não me desanimaria em perder uma ou outra, mas tentaria acertar todas independente da distância ou dificuldade que fosse lançada, mas caso acabasse perdendo três em sequências mudaria a minha postura para uma mais agressiva e com um leque de golpes mais ampliados.

Usaria da minha movimentação da mesma forma de antes, mas procuraria agora acertar as bolas mais altas com um pequeno salto forçando mais dos meus braços para alcançar e acertar um direto no ar, para bolas em altura mediana continuaria usando os jabs que eram a forma mais fácil de acertá-las e para golpes mais abaixo procuraria acertar golpes parecidos como uma de marreta de na vertical usando a parte debaixo da mão. Em bolas mais longes ou bem altas continuaria usando da mesma estratégia sempre tentando manter a força o necessária para que a bola acabasse a explodir. Estaria sempre com minha respiração focada, respirando firme antes de tentar acertar qualquer bola de neve e procurando soltar após o golpe tentando mantê-la constante e em uma boa forma.

Quando as bolas de neve acabassem, olharia para Ramiel, procuraria lembrar de quantas eu acertei e perguntaria para o mesmo. - E aí, o que achou? Contou quantas eu acertei? - Estaria com um olhar empolgado para o mesmo, mas colocaria minhas mãos em meu joelho para recuperar o fôlego e descansar um pouco dos meus músculos, esperaria ouvir a sua avaliação, colocaria minhas mãos atrás da cabeça e continuaria. - Foi bem interessante tudo isso, devo lhe agradecer, Rams. - Voltava com aquele apelido para ele sorrindo em seguida. - Temos que voltar para o QG agora? - Meu corpo ainda pedia por mais treinamento embora não fosse o pior voltar para o quartel e começar uma missão, estava empolgado diante daquilo vendo que tinha certeza que uma batalha se aproximaria, durante a coleta de impostos mal pude ter tempo de batalhar e estava correndo um perigo com a minha mochila pesando horrores devido ao dinheiro arrecadado.

Olharia ao meu redor para ver se não tinha nenhuma outra pessoa por ali, o porto estava vazio e isso nos havia proporcionado uma grande área para nós treinarmos, mas a curiosidade sobre conhecer mais minks ou tritões ainda estava pairando sobre a minha cabeça e não seria satisfeita sem pelo menos vê-los uma vez ou outra, estaria olhando para o mar também tentando em meio a toda aquela neve conseguir enxergar alguma coisa.

Tendo visto alguém ou não, seguiria junto a Ramiel para o QG se não houvesse me fosse passado outro treinamento, minhas memórias me lembravam de Rannah, perder um familiar era algo terrível e qual eu já havia sentido bastante dessa dor, precisava apoiá-la qualquer momento, mas ela não parecia me querer por perto, talvez eu tivesse algum tempo antes de começar a missão para vê-la? Não sei, mas é um desejo meu.

- Rams, será que eu teria um tempo para ver como Rannah está? Ainda me preocupo com ela depois dessa perda, devo prestar meu apoio. - Faria uma pergunta esperando ouvir que haveria, ouviria a sua resposta com atenção ficando sério sobre o mesmo, meus companheiros são alguém que devo proteger e apoiar sempre. Ao caminhar para o quartel me lembrava de Akame e a cena que havia visto quando entrei em sua sala, ela me parecia alguém bem inteligente e talvez fosse ela a mandante da missão? - Conte-me mais sobre Akame. - Esperaria que Rams me contasse mais sobre ela.

Tendo uma resposta positiva de ter um tempo para visitar Rannah, seguiria para o dormitório feminino onde procuraria por qualquer garota que estivesse do lado de fora ou bateria na porta da mesma. - Você sabe onde está Rannah? -  Se ela estivesse do lado de dentro do dormitório procuraria pedir um favor. - Teria como chamá-la até aqui?Diga que é o Achiles. - Esperaria que meu nome talvez viesse a alegrá-la e minha presença ali confortasse a sua dor, caso ela não quisesse me ver devido a estar bem triste infelizmente deixaria como está, pressioná-la não era bom e um espaço talvez viesse a ser a melhor coisa a se fazer. - Agradeço, me desculpe qualquer incômodo. - Me despediria da pessoa seguindo em direção a Ramiel se ele houvesse me dito para onde ir ou seguiria em direção a sala de Akame esperando que ela soubesse sobre a missão.

Em caso de conseguir ver Rannah, com ela estando fora ou dentro do dormitório procuraria tentar abraça-la. - Tudo ficará bem, acredite, você tem que ser forte. - Confortaria-a em meus braços. - Quando eu voltar nós sairemos para comer, Ramiel deve estar me esperando agora. Apenas precisava te ver. - Sorriria para a mesma e seguiria os caminhos de antes.

Se não houvesse tempo para poder ver Rannah, apenas seguiria o caminho perguntando sobre Akame e estando atento ao que fosse me dito, procurando entender bem as instruções e o que havia a ser tratado com Jason, ter o atirador ao meu lado me proporcionaria mais boas memórias e uma confiança de ter um aliado fiel.

Se me encontrasse com Jason em qualquer momento sorriria para o mesmo. - Jason! Como está?! - Estaria feliz em encontrar o mesmo esperando que Ramiel dissesse para ele o que queria sem interrompê-los estando apenas atento as suas palavras, caso eu fosse afastado para não ouvir esperaria os mesmos me apoiando na parede com uma das pernas dobradas.





Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyDom 04 Mar 2018, 00:41

The Survivor


A técnica do garoto era interessante, ele usava de tudo o que tinha para pegar as bolas de neve que iam sendo jogadas pelo tutor, as primeiras vinham bem no centro dele e iam sendo rebatidas, ate o momento tudo estava bem, ele conseguia se livra de praticamente tudo sem sofre com isso, mas o cenário mudava de maneira frustrante a medida que as bolas de neve começavam a ficar baixas demais, ele começava a precisar flexionar os joelhos e as bolas de neve atingiam bem ali. - Consegue enxergar o perigo?- falava ele lançando as bolas de neve agora para zonas mais distantes em algumas ele acertava e em outras ele errava, quando eram altas demais eram simplesmente chatas de se acompanhar e acertar não era bem… fácil… mesmo flexionando os joelhos e saltando.

Ramiel depois de alguns testes voltava a jogar elas na parte mais baixa do corpo do boxeador, e isso novamente o fazia começar a errar bem mais mas assim que subiam se tornava novamente mais fácil, e o treino prosseguia nesse padrão ate que as bolas acabavam. -Você notou alguma coisa? A sua dificuldade nas bolas baixas, mostra um pouco do que o que é lidar com um bicho pequeno, ele gruda nas suas pernas e faz da sua vida, um inferno.- e o garoto com sua extrema empolgação perguntava quantas poderia ter acertado, o homem não tinha contado todas mas havia uma base. - Entre 30 a 35 de 50, foi uma media boa mas acabou sendo padronizado a localização de onde você mais acertava e errava, temos que expandir sua área depois e sim vamos para o QG.

Os dois se retiravam dali em passos calmos sem muita pressa, Achiles parecia ter entendido bem como tudo funcionava por ali e isso seria uma base para como agir dali pra frente, em relação a diversas coisas, mas não era a preocupação dele no momento, e simplesmente puxava algum assunto. - Ela era uma música que trabalhava fazendo uns bicos, a mãe dela foi ultra famosa no North Blue, e fez umas apresentações na GL, mas tinha uma doença terminal, Akame largou a carreira dela que estava no início e não dava tanta grana, pra fazer algo onde pudesse ganhar mais.- ele não falava do governo mundial, apesar de ela estar lá agora, era outro ramo que ele explicaria mais a frente claro e os dois já estavam ate próximos do QG e não daria para falar muito mais. - Ela passou algum tempo caçando recompensas, conseguiu algumas doses do remédio, mas no fim acabou por a mulher falecer, depois disso ela recebeu um convite de um homem chamado Varus, um cara famoso nas Cps dos blues, e acabou por virar agente, mas as vezes eu acho que ela ainda quer continuar como musicista, mas nunca entrei muito nesse assunto tem pessoas que não gostam muito do passado, bem chegamos.- Falava ele parando bem nos grandes portões do QG, isso era o ponto de separação ao menos por alguns minutos.

Achiles pedia um tempo pra ver Rannah e sem ter muitos problemas o ceifeiro apenas acenava com a cabeça mas chegando ao quarto não havia ninguém lá, ate mesmo perguntou a algumas pessoas mas ninguém viu ela por enquanto, o que o deixava com uma alternativa única que era voltar ate o rapaz, lá Jason Converssava com Ramiel, era um assunto a parte sobre a missão.-Foi bem rapido em? Bem me sigam.- começava a andar pouco depois da fala, e já o garoto aproveitava esse ponto para questionar Jason, isso sobre como ele estava. - Eu estou como sempre, mas o que andou fazendo nesse tempo?- perguntava ele nesse caminho seguindo o homem, ele tinha aquela feição seria de sempre, sem muita expressividade na pergunta, parecia não ter mudado muito, ao menos não ate esse momento, claro que as pessoas evoluem e como tal, isso eventualmente aconteceria com eles, Ramiel parava frente a porta de Akame mandando que eles esperassem um pouco. - Bom fiquem ai por uns minutos, eu já volto aproveitem pra por os papos em dia, e assim que eu sair eu repasso a missão mas antes tenho de fazer algo.- Falava sem demorar muito e já adentrando no local.

Spoiler:
 



____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyDom 04 Mar 2018, 12:02


Tróia - Parte 2





O meu treinamento havia dado o seu início e as bolas de neve vinham rápidas, tudo parecia estar seguindo bem de começo com as bolas vindo centradas e como eram de se esperar elas começavam a ficar mais difíceis vindo em altura que me prejudicavam mais, as bolas altas eram chatas e as pequenas eram piores me fazendo errar bastante quando elas vinham nessa altura e era um detalhe que me irritava por não estar conseguindo acertar tantas quantas eu gostaria. A quantidade finalmente havia dado o seu fim e Ramiel dava o seu feedback em relação aos acertos o que me levava a rir quando ele dizia sobre grudar em sua perna e fazer um inferno. Quando perguntava sobre a minha quantidade de acertos eu tinha uma base de trinta a trinta e cinco, os números não eram dos mais agradáveis embora tenha acertado mais que a metade, ficava triste por as bolas baixas serem tão difíceis de acertar e terem me prejudicado nesse quesito, era algo que eu precisaria trabalhar mais.

Começávamos a nossa volta para o QG, perguntava para Rams sobre Akame e ele começava a me contar parte da história da chefia, ela era realmente uma música bem habilidosa e teve uma história triste perdendo a sua mãe para uma doença, era algo que eu me identificava, porque infelizmente isso também havia acontecido comigo embora eu fosse bem mais novo. Se falar sobre o passado era ruim para ela, eu deveria ignorar completamente o que fosse me dito e agir como se eu não soubesse de nada.

Recebido a aprovação para ir ver Rannah me deixou cada vez mais alegre, mas infelizmente o resultado foi completamente negativo, o dormitório estava vazio e não havia ninguém que soubesse o paradeiro dela. - Droga! Que desgraça! - Minha frustração em não conseguir encontrá-la era grande, assim eu não podia prestar nenhuma ajuda ao meu companheiro. Sem ter outra opção, seguia em encontro a Jason e Ramiel e encontrava ambos, o atirador me perguntava sobre o que eu havia feito recentemente embora suas expressões não exibiam nenhuma emoção. - Estive cuidando de alguns assuntos do governo, prendendo algumas cabras em cercados, brigado com alguns ladrões e treinado com o ceifeiro e você?! - Diria com um leve tom cômico sobre aquilo dando uma leve risada combinada de um sorriso.

Estávamos em frente a sala de Akame quando Ramiel mais uma vez dizia que havia algo para fazer antes e entrava dentro da sala antes de passar a missão, com Jason do lado de fora, ele era meu alvo para tentar puxar um bom papo. - Cara! Mal posso esperar para ver o que será dessa vez, da última vez lutamos contra um lobisomem! E agora?! - Diria com uma empolgação gigantesca em relação a isso. - Mal posso esperar para colocar as coisas que eu treinei em ação, aquele movimento com a cintura vai acabar com o próximo adversário que eu ver! - O meu sangue fervia ao saber que uma luta se aproximava, esperava que dessa vez estivéssemos em um terreno mais favorável para eu conseguir colocar todos os meus movimentos em dia sem ser prejudicado com qualquer coisa que me prendesse ou me segurasse!

Nesse momento as memórias de minhas batalhas passavam diante de meus olhos, cada momento vivido desde que dei um passo em Conomi, trabalhando para deixar o bote seguro e depois partindo junto a Jason, observando cada fruto, cada planta e detalhe daquela natureza, isso irritou o atirador por eu estar sempre descuidado e despreocupado com as coisas, as nossas vidas estavam correndo risco e eu não estava deixando de me preocupar com coisas tolas, mas é a vida e eu sou desse jeito infelizmente e não acho que eu vá conseguir parar independente de quantos perigos estiverem a minha frente. Conseguimos escapar daquilo e fomos batalhar contra dois revolucionários que me deixaram bem ferido... O lobisomem foi incrível também me deixando bem ferido, mas a sensação de batalhar contra tal animal me deixou mais do que nervoso e isso não para de subir a minha empolgação!

- Hey, Jason! Tenho uma pergunta! O que você mais acha incrível em suas armas? - Queria que ele se empolgasse um pouco estando sempre tão quieto, talvez as armas despertasse esse interesse nele. - Devo dizer, Pilo estava certo em achar você bem interessante, é um exímio atirador e me ajudou muito como companheiro. - Estenderia a mão para ele exibindo um sorriso de canto. - Fico feliz em tê-lo ao meu lado mais uma vez, desculpe-me por incomodar tanto. - Daria um sorriso torto estando meio envergonhado em estar dizendo aquilo, mas queria passar o meu bom humor para o mesmo e estar empolgá-lo. Se houvessem companheiros que eu deveria escolher para uma futura missão, Jason seria o primeiro seguido de Rannah e isso era porque ele esteve ao meu lado em inúmeras batalhas embora eu tivesse uma grande queda pela gata.

Estaria a esperar pelo chamado de Ramiel para que pudéssemos entrar na sala me posicionando encostado na parede ao lado da porta. Assim que adentrássemos a mesma eu procuraria olhar para Akame e diria para a mesma. - Hey Chefia! Estou de volta! - Sorriria para a mesma já me preparando para receber uma bronca da mesma embora achasse aquilo hilário, estar provocando mulheres sempre foi o meu forte e minha queda, esperaria para ver se precisaria sentar, caso não, estaria de pé e ouviria com atenção todas as palavras de meus superiores, procuraria por alguma brecha para tirar alguma dúvida caso não entendesse alguma de suas palavras ou mais especificamente um nome, localização ou expressão desconhecida. - Mas "quem/o que" é isso? - Estaria pensativo sobre o mesmo. Se começasse uma reação de estratégia com alguma planta, procuraria observar a mesma e começar a pensar em um plano bom, observaria as suas entradas e por onde poderíamos seguir.





Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyQua 07 Mar 2018, 13:34

Devils Got You Beat


Ramiel adentrava na zona deixando os dois sozinho por alguns momentos, esses que Achiles respondia, a pergunta do atirador, de forma que ele automaticamente estranhava o que havia acontecido, na mente do atirador uma palavra corria: “Cabras” mas ele preferia não perguntar, poderia acontecer de tudo mesmo nesses lugares então ate o momento tudo era possível mesmo! Ele então respondia a pergunta no final. - Eu só cumpri uma missão, nada demais, e agora estou aqui.- sim ele de fato não havia feito nada muito grande, apenas cobrou impostos da área central não tendo muitos problemas em questão, mas agora as coisas iam variar muito pois a missão que o ceifeiro tinha pra eles deveria ser bem menos limpa, bem só descobririam quando ele saísse.

Jason apenas ouvia Achiles naquele momento quando ele expunha as suas maneiras de fazer as coisas, e como estava animado para uma próxima missão, ele apenas escutava o que era passado, com o mesmo rosto de sempre, ate que o boxeador resolvia fazer uma pergunta sobre as armas dele onde de certa forma ele teria de responde. - Incrível? eu queria ter armas incríveis... São revolvers simples, não tem nada muito especial neles, eu queria ter armas melhores na verdade, por que se a pólvora molhar eu estou desarmado e inútil, simplesmente assim, e não gosto desse fato.- ele na verdade usava armas de fogo pela facilidade de acesso, mas sempre enxergou isso como uma certa desvantagem quando olhava de uma certa distância, mas ele gostava de armas, só não as que estava hoje, apenas um pouco frustrado com alguns ocorridos.

Por fim, ele elogiava o homem enquanto ele apenas continuava ouvindo e encerrava apenas com um “obrigado”, de dentro da sala finalmente o grandão saia, Achiles já se preparava pra entrar mas não era isso que ocorria na verdade o homem ia explicar ali fora mesmo a missão. - Muito bem eu venho aqui com a missão de vocês, a missão será simples, vocês farão a proteção de um nobre.- ele removia uma foto do bolso exibindo Eduardo Robiespiere de Norwich, e esperava que eles olhassem enquanto terminava de fechar a porta atrás dele. - esse homem é um dos últimos da família dele, ninguém sabe que ele está nessa cidade ainda ao menos, isso por que depois do atentado contra a família dele foi escolhido que este deveria receber um cuidado especial, então tudo que vocês tem de fazer é proteger ele dentro da casa.- ele completava de falar esperando que eles processassem na mente deles o que estava sendo dito por tal enquanto pegava outras coisas do bolso, provavelmente para mostrar a eles.

-Vocês vão trabalhar com o esquadrão liderado pela Akame, claro que nem eu nem ela poderemos estar lá, mas decidimos ambos mandar equipes, por que da última vez que ele foi atacado, era por uma criatura um tanto famosa um perigoso inimigo chamado Crasus. - Ele então mostrava a segunda coisa que havia pego, era um cartaz de procurado, com recompensa de 7 milhões, com uma imagem que mostrava quem era Crasus, ele agora tinha uma noção de com o que estava lidando, provável que com uma força exorbitante além do controle dele ou do garoto com a pistola, e isso seria algo talvez divertido, ou talvez um inferno como em Conomi, independente do que fosse tinham agora um novo objetivo.- A equipe dela já está no local tem 5 pessoas lá, então por isso mandarei apenas 2 de vocês pra dar um reforço.- ele pegava um mapa e apontava pra uma região onde ele deveria ir, aquele era o ponto crucial da missão na verdade e agora vinha a instrução mais importante de todas

Ramiel lembrava de certo modo da forma como as coisas aconteceram na outra vez que lutaram, e esse tipo de informe passava a ser importante.- Essa é uma missão de proteção, vocês não estão lá pra capturar um procurado certo? Se o inimigo se mostrar forte demais, fujam com o escoltado, não fiquem tentando parar algo se não forem capazes, alias, se isso acontecer convençam ele a qualquer custo a vir par ao QG, ele só está nessa mansão por se negar de certa forma a vir para o QG, eu e Akame resolveremos outros problemas, já que ele terá que ser escoltado pra Grand Line futuramente, então tomem cuidado, assim que chegarem lá, peçam uma planta do local, e estudem ela, peçam ajuda dos agentes já lá pra conhecer o local.- completava ele entregando algumas coisas pra Jason dentro de uma mochila, provavelmente apenas coisas simples como munição mas nada que chamasse muita atenção, então entrava pra dentro da sala novamente fechando a porta, a missão estava repassada pra ao jovem boxeador.

Spoiler:
 


____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyQua 07 Mar 2018, 19:37


Tróia - Parte 2





Jason estava de costume, um homem de poucas palavras, ele também havia cumprido uma missão simples pelo que parecia pela falta de detalhes, eu estava empolgado como sempre, vibrando e falando de meus sonhos, quando perguntava de duas armas, o mesmo negava ao falar que elas eram incríveis, não se sentia bem com elas e suas forças eram questionáveis diante de seu olhar. Era uma notícia em saber aquilo, um homem que não sente confiança em seu equipamento pode acabar sendo um problema para o mesmo, mas se sua pólvora molhasse, eu estaria ali para ajudar o atirador com todas as minhas forças, um companheiro é sempre um companheiro, independente de seu estado.

Ramiel por fim saia da sala,infelizmente não seria hoje que eu veria a beleza de Akame pela segunda vez seguida. O grandalhão estava parecendo apressado como sempre, ele mostrava para nós a foto de um homem de cabelos pretos vestindo um terno, era um homem branco e parecia ser alto, era o nosso dever protegê-lo de qualquer irregularidade mesmo que não soubessem de sua presença, ele tinha um alvo marcado em suas costas pelo que Rams dizia. Nós teríamos a missão de protegê-lo e possivelmente ter que escoltá-lo se as coisas saíssem de controle para o quartel general. O nosso inimigo era homem fantasiado, uma capa enorme diante de uma máscara preta com detalhes em branco, seus músculos estavam estendidos por todo o colante que parecia ter aquela vestimenta, era um homem intimidante com uma recompensa alta, aquilo me empolgava, ele não parecia ter armas e usaria de seus punhos para tentar tirar o nosso protegido de nós, mal podia esperar para lutar contra ele. Punho versus punho.

Estaríamos contando com o apoio de mais um esquadrão enviado por Akame, me pergunta como seriam suas aparências e se a garota tinha tanto bom gosto para escolher os seus agentes, apenas uma pessoa eu não queria ver e era Yami nessa missão, mas como ele estava conosco na última missão, pensava que o mesmo pertencesse ao esquadrão do qual eu estava e não estaria na missão já que apenas eu e Jason estaríamos a ir.

Antes que o ceifeiro fosse embora, ele nos deixava um último recado, não perseguir o homem e ter o nosso nobre protegido em prioridade, se a situação escapasse do controle teríamos que convencê-lo a ir para o quartel general, uma coisa que me deixava preocupado com esse recado era que eu também havia fugido de Conomi e do lobisomem, não havia chegado a derrotá-lo, ficamos bem próximos da morte ambos, mas foi eu que fugi, minha honra e confiança estava em jogo naquele momento, eu também fugi quando os homens me prenderam no beco, eu não poderia passar a vida fugindo. Para mim era derrotá-lo ou ser derrotado, não recuarei diante daquele perigo e tentarei ao máximo preservar o estado físico de meus companheiros.

A outra dica era obtermos a planta, pegarmos uma melhor posição e estudar bastante a mansão dos quais estaríamos a defender o nobre, tudo isso proporcionaria a nós uma vantagem bem maior do nosso futuro inimigo que não saberia bem como andar por ali se não tivesse uma segunda planta da casa, esses eram pontos cruciais de defesa, teríamos uma missão bem perigosa e era certeza que o homem não nos daria trégua se viesse atacar. Rams mais uma vez entrava dentro da sala e eu sobrava ao lado de Jason. - Bom, acho que é melhor andarmos logo. - Lembraria do ponto em que o ceifeiro havia mostrado no mapa para onde deveríamos seguir e seria o primeiro a andar esperando ser acompanhado pelo atirador.

Meus passos seriam rápidos, eu estava com pressa para seguir em direção a mansão, nossa presença era requisitada e era bom chegarmos logo para não perdemos nada e podermos nos preparar para qualquer coisa que fosse preciso, estava começando a ter ideias de como poderíamos ter uma vantagem maior dentro daquela mansão, mas teríamos que avaliar o terreno para termos uma melhor cobertura.

Estaria com os olhos atentos assim que saísse do quartel, minha curiosidade havia voltado a tona e estaria mais despreocupado com o que estava acontecendo ao meu redor, mas procuraria por minks tentando ver se encontrava mais, queria entender se eles se comportavam diferente dos seres humanos e quais seriam suas outras aparências, tudo era relevante e emocionante, não havia preconceito algum com eles, respeitava os seres e gostava deles embora tenha encontrado uma anja e um demônio. (Referência a Rannah e o lobisomem)

Em qualquer caso de sermos surpreendidos em meio ao trajeto em direção a mansão, seja por Crasus ou por qualquer outra pessoa procuraria estar em esquivando no último instante, observaria o seu movimento de perto esperando parado e com a guarda alta, quando o mesmo viesse para me atacar moveria o meu corpo rapidamente para a direita movendo-me abaixado e usando do máximo da minha aceleração, tentaria acertar a sua costela mais baixa direita com um rápido gancho e me posicionaria em suas costas, se o mesmo se virasse para mim daria um salto e procuraria tentar acertar um soco direto em seu nariz. Me distanciaria e esperaria melhor para ver a situação.

Em caso de não encontrarmos com ninguém em meio ao caminho e chegássemos a mansão, mas não tivesse ninguém no esperando, procuraria bater na porta, daria três toques lentos e fortes esperando para ser atendido. Tendo alguém para nos atender, me apresentaria. - Me chamo Achiles e este é Jason, Ramiel nos enviou para ajudarmos na proteção do nobre. - Esperaria para ver qualquer uma de suas reações e se fosse possível adentraria o local.

Observaria cada detalhe, janela, porta, um segundo andar se tivesse e qualquer móvel ao meu lado, procuraria ver se haviam preparado armadilhas visíveis, qualquer outro integrante do esquadrão ou o nobre. Olharia paras as luzes que iluminavam o local, precisaríamos de uma boa iluminação para um homem que se vestia de preto, sua roupa poderia ajuda-lo a se proteger em meio a escuridão e seria uma desvantagem maior se tivéssemos isso.

Se houvesse uma segunda apresentação para os demais integrantes, eu olharia para todos os agentes com uma expressão e um bom sorriso, estava confiante que sairíamos vitoriosos daquela missão e não podia deixar de mostrar a minha empolgação. - Me chamo Achiles Wolf, espero que possamos fazer uma grande missão juntos. Se Crasus vier, colocaremos ele para correr ou dentro das grades. - Procuraria olhar sorrindo para os mesmos, levantaria o meu braço direito e forçaria o meu muque para que aparecesse enquanto puxaria a minha manga ao máximo para mostra-lo como uma demonstração de força.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltaria meu foco para a missão, procuraria novamente pelas brechas dentro da defesa daquela mansão, se eu tivesse visto qualquer detalhe, buraco ou rachadura nos muros da mansão ou do lado de dentro procuraria guardar isso para mim absorvendo a informação, voltaria a conversar com todos. - Quem está como líder da missão? Tenho algumas ideias que podem fortalecer esse lugar. Aliás, algum de vocês tem um kit médico?Tenho alguma experiência nessa área e gostaria de carregar um comigo para eventualidades. - Uma estratégia para lidar com um futuro problema era sempre uma boa ideia, era o momento de me provar, de mostrar que eu fiquei bem mais forte de quando eu estava lutando em Conomi.





Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptySex 09 Mar 2018, 04:05

Lute como um demônio e morra feito um cão


Achiles então depois das ordens partia em uma caminhada para fora do local, apesar de algumas das coisas ditas entravam por um ouvido e saiam por outro, claro que ele quereria lutar com o homem, não fazia o tipo dele retiradas sem antes terem tentativas, ele caminhava, no entanto, com os minks na cabeça e pensava na possibilidade de ver eles de várias maneiras distintas para ser justo, mas logo eles estavam frente ao local, pra ser mais exato de frente a mansão ali a neve parecia bem mais baixa provavelmente por que eles deveriam remover constantemente, era um homem com dinheiro afinal. Mas isso nem era o que chamava atenção era muito diferente do que se podia imaginar, era um lugar enorme, grande de maneira difícil de se imaginar ate naquela ilha.

O ambiente era claramente uma mansão, havia um jardim bem pra onde eles iam caminhando em direção a porta, e claro uma fonte ao centro, a água no momento não saia por causa do gelo claro assim como as plantas estavam em parte coberta, mas pareciam cuidar disso também aparentemente, já que não tinha tanta neve assim, como na maioria das plantas além das paredes, havia um enorme portão com os dois criados que abriam para os homens de terno adentrar e caminhar dentro das muralhas daquela mansão, eles abriam as portas logo depois de Achiles se apresentar. Mas claro agora era um novo portão, na verdade o da casa que também era grande mas esse era uma madeira muito forte aparentemente. E assim que a porta se abria e ele ia falar, era puxado pra dentro de uma só vez, era o time de Agentes da Akame, 5 moças bonitas todas com uma faixa de idade dos seus 16 a 18 anos, e trajando ternos, tinham corpos bem desenvolvidos, e de certa forma similares, a maior diferença entre elas eram os cabelos, claro que sempre é isso, um rosa, uma loira, uma ruiva, um cabelo preto e um azul, e algumas poucas variações de adereços no uniforme, como a camiseta social simples variava em suas colorações.

A moça com chapéu fedora e cabelo rosa então esperava a apresentação dele e todas as moças com olhares ainda um pouco desconfiados o ouviam, ela então se aproximava dele com o rosto bem pertinho olhando bem fundo nos olhos dele e desabotoava os dois primeiros botões da camisa descendo o olho. - acho que nos mandaram uma distração talvez? Não me disseram que ia vir um pedaço de mal caminho em?- e todas soltavam uma pequena risadinha enquanto ela tomava as rédeas das coisas, ela parecia bem confiante e decidida e aquele chapéu ajudava no ar que passava. -Bem eu sou a líder da missão, pode me chamar de Agente 6 ou six se preferir, costumamos nos designar por números, é mais comum.- então ela dava um sorriso começando uma por uma. - A loira é Agente 9, a ruiva pode chamar de Agente 1, a de cabelo azul com um rostinho meio irritado é a Agente 5 e minha irmã, liga não ela ficou assim pelo que você falou de Crasus, isso por que ela tem uma história constrangedora sobre ele. E a de cabelos negros pode chamar de Agente 7, assim como se preferir, Nine, One, Five, Seven, é sempre assim que nos chamamos, vamos cumprimentem o rapaz.- completava ela com um olhar calmo e toda aquele jeito mais simples de agir que parecia possuir.

As moças uma a uma se apresentavam sempre da mesma maneira apenas seguravam a mão dele e falavam. - É um prazer- ate que chegava a Agente 5 que se aproximava dele já com aquele ar demonstrado anteriormente de irritação, ela não pegava na mão dele, apenas se aproximando dizia algo pra ele, parecia que cada palavra vinha do fundo da alma dela. - Lute como um demônio e morra como um cão sarnento comedor de lixo, é isso que quer? Se for coloque toda a missão em risco por conta do seu ego.- e se afastava, o que fazia rapidamente Six se aproximar dele pra acalmar mais os animos. - Bem é que você lembra alguém a ela e por causa de algo ela acabou passando péssimas situações nas mãos desse homem, e foi assim que essa pessoa que você lembra morreu, lutando com ele, permitindo que ela fosse capturada, e usada de muitas formas, ele a vendeu pra ser mais exato, loga história. Não vamos focar nisso.- ela então sorria tirando o chapéu e o girando no dedo mudando o assunto para as perguntas do garoto, sobre os mantimentos e o local e explicando por que certas coisas podiam ou não acontecer.

Achiles não tinha visto nenhuma armadilha mas havia um motivo para isso, ao menos o lugar estava bem iluminado e parecia seguro, as portas fechadas, além da murada é claro, depois disso ele então poderia ter melhor ideia de como fazer tudo, as outras moças saiam do local reassumindo seus postos de comando e vigília logo após a ordem de Six que ia explicar tudo, Jason estava como sempre um pouco mais quieto e ouvia também para se situar em tudo. - Bem vamos aos detalhes, tem uma sala com equipamentos médicos por aqui, a Nine também sabe lidar com eles, por isso precisamos da sala no geral, já que se você se ferir e tombar o kit não seria comprometido, ela é bem acessível em ponto estratégico da casa.- era a primeira fala e ela esperava que algum dos dois respondesse antes de continuar falando.

Logo ela retomaria o que estava dizendo pra explicar cada detalhe. - Bem não criamos armadilhas, pelo risco do dono cair nelas conjuntamente o senhor Norwich ser comprometido com ferimentos era o nosso fim, aquele tarado… digo cliente tem muita influência por aqui por essa região, e pode tirar todos nós de circulação facilmente, então de certo modo, nossa carreira está em jogo.- dessa maneira Jason parecia observar o local tanto quanto Achiles, ambos na verdade notavam algumas coisas que podiam facilitar uma invasão como o fato de algumas das janelas não estarem com as grades fechadas, apesar de a janela em si estar a gradação era importante, não era como se o problema fosse a chuva por exemplo, e outros detalhes como o próprio portão que poderia ser mais reforçado por dentro, e vários detalhes que pareciam bobos mas poderiam influenciar.

Jason não falava sobre o caso mas por poucas vezes ele tinha uma pergunta que fritou o seu cérebro, e mesmo um homem que não é muito de falar queria saber, e provavelmente o garoto wolf também gostaria de tal resposta, curioso como tem se mostrado ate não ter perguntado antes do pistoleiro era uma surpresa. - Mas me diga, por que seus codinomes são números?- ela dava uma risadinha mas logo o rosto ficava sério de novo, parecia que aquilo dava um misto de emoções positivas e negativas nela, daquelas que você percebe no olhar, era um misto de várias coias, apesar de não ter como notar tudo em si, era possível ver bem como era confuso o olhar dela, mas depois dessa pequena contração ela voltava a si rapidamente, como se por alguns segundos antes tivesse se perdido no seu mundo. - Há isso? É que na verdade não temos nomes reais, estávamos em um local, acorrentadas e só lembro mais disso, então tudo que eu sabia sobre mim era um número na coleira do pescoço, e era o número 6 no meu caso, tenho cicatrizes disso, mas meu cérebro inibiu tudo não lembro de nada anterior ao dia que a Akame me libertou e desde então eu sigo os passos dela, ela quis me dar um nome, mas tudo que eu quis foi Six, eu não precisava de nada além disso.

A cada mísera fala era notável o peso de cada palavra, o olhar dela transpassava um pouco disso, mas ela não parecia acreditar as vezes no que ela mesma dizia, então por fim de tudo ela mudava de ideia, sobre completar a história e então puxava um novo assunto. -É isso, quais as suas ideias rapazes e vamos andar por todo o local, e decidir suas funções? Também dá pra ver os postos de todos os outros e como eles ficaram divididos, qualquer opinião é bem vinda-falava ela estendendo a mão em direção ao corredor a frente que levava ao primeiro salão da casa enorme, parecia uma boa forma de cortar assunto, e claro o garoto agora teria sua chance pra explanar os furos de defesa já notados, ou talvez ver mais ali pra frente já pudesse ser muito útil ate o momento.

Spoiler:
 


____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptySex 09 Mar 2018, 18:42


Tróia - Parte 2





Havia tido um caminho tranquilo até a mansão, ela parecia estar sendo bem cuidada observando a neve que pouco se acumulava do lado de fora de seus portões, infelizmente não havia encontrado nenhum mink para sastisfazer a minha curiosidade, mas era um detalhe que poderia ser deixado de lado. O que mais me surpreendia era haver um local tão enorme e lindo dentro daquela cidade que não parecia ser tão nobre assim, talvez esse fosse a diferença exorbitante de classe social que todos sempre apontavam, minha casa sempre havia sido humilde, poucos cômodos, faltando comida, a água não sendo das mais limpas, acho que eu nunca me acostumaria tão rápido a ver construções como essa, mas acreditava que seria cada vez mais usual vendo que o governo servia, na maioria, nobres.

O seu jardim era mais bonito quando pássavamos por ele, infelizmente o chafariz não despejava a água podendo ser resultado do clima congelante que caia sobre a ilha. Nos apresentávamos e pássavamos por dois guardas, um portão fortificado feito de madeira guardava a entrada da mansão e mal entrávamos já sendo puxados pelo esquadrão de Akame para não demorar a entrar.

Estar sendo puxado por garotas me trazia boas sensações, a maioria era bem jovem e pareciam estar uma idade bem aproximada de mim e não podia de sentir a maior atração possível por cada uma delas, minha vontade de canta-las e tê-las ao meu lado abraçando a mim apenas aumentava a cada segundo que eu passava olhando para aquelas agentes mais do que atraentes. Seus corpos eram parecidos e era possível diferenciar cada uma pelas suas cores de cabelos diferentes de cada uma, era bom para ter uma boa noção de quem estaria a chamar em cada uma ocasião, a agente de cabelos rosas se aproximava desabotoando alguns botões de sua camisa e não podia deixar de ser mais sensual, ela me cantava e isso me deixava bem empolgado com a mesma, isso sim seria uma ótima missão!

As apresentações começavam e minha suspeita era confirmada com sucesso, a líder, Agente Six era o seu codinome. A moça parecia estar cheia de energia e era bem mais animada que as outras, gostava disso nela, deixava tudo mais interessante. As garotas vinham uma por vez para me cumprimentar segurando a minha mão, Five era a única que se recusava a isso, seu rosto estava irritado e parecia não gostar da minha presença quando soube que queria lutar contra Crasus. Suas palavras entravam por um ouvido e saia pelo outro, não poderia me importar menos com a sua bronca, pois para mim lutar contra o mascarado era primordial, não poderia deixá-lo a solta, a missão era uma emboscada para ele ao meu ver. Six tentava corrigir a situação explicando o que havia acontecido com Five e isso me causava um maior rancor contra aquele homem que deveria estar morto ou preso, meu dever era proteger os cidadãos, sejam eles pobres ou ricos, malvados ou bondosos.

Observando o local pelo lado de dentro, constava algumas irregularidades ao meu ver, algumas das janelas não estavam com suas devidas grades posicionadas corretamente e a porta poderia contar com um pouco mais de reforço, eram detalhes simples, mas que poderiam fazer a diferença dando ao inimigo uma entrada a se explorar. Uma coisa que havia me deixado curioso era sobre seus codinomes, coisa que Jason se sentia tão curioso quanto e perguntava, a resposta vinha com melancolia e trazia consigo uma história triste sobre pelo que parecia uma história de escravidão. Não terem nomes era triste, mas isso havia fortalecido os seus sensos de justiça e feito daquelas mulheres mais fortes, embora não lembrasse bem do seu passado.

Chegava a hora de começar a repassar o que eu havia visto de irregular, começar a formação de planos e um melhor reconhecimento da área, conhecendo as funções e onde todos observavam, naquele momento, meus sentimentos eram mais ofuscados, me sentia em um combate imaginando algumas cenas dos quais poderiam acontecer, Crasus entrando por uma daquelas janelas ou explodindo/arrombando a porta, eram estratégias de entrada simples dos quais eu havia uma familiaridade após imaginar bastante sobre coisas assim no passado que pudessem acontecer. Olharia com um olhar mais sério para a agente. - Six, olhe diretamente para aquelas janelas, elas tem que ter as grades certas e trancadas, não podemos deixá-las abertas, a porta tem como ter um reforço a mais, há alguma carpinteira ou ferreira que possa ajudar com isso? - Meu pensamento estava pegando fogo, inúmeras ideias estavam a surgir em minha mente. - Se armadilhas são perigosas para o nobre, qualquer coisa que tiver barulho pode servir de alerta, um sino ou algo pesado colocado em uma janela ou na própria grade que ao sofrer um leve impacto faça barulho. - O nobre daria trabalho e provavelmente poderia acabar desarmando tudo o que estávamos tendo o trabalho de fazer, esperava que ele fosse mais inteligente e visse isso como uma ameaça a sua segurança.

- Não vejo mais irregularidades, talvez se barrássemos algumas janelas e deixássemos o piso mais escorregadio com água e sabão fosse uma armadilha mais simples, apenas teríamos que avisar ao nobre para ter cuidado com o piso molhado. - Não era bem uma armadilha, mas deixando o piso mais liso poderia gerar um escorregão de Crasus se ele realmente viesse a nos atacar. Agora mais relaxado após propor as ideias, ficaria com um sorriso maior no rosto olhando para a garota de cabelos rosas que ligeiramente me lembrava do cabelo de Rannah. - Uma última sugestão, um restaurante, luzes e um bom vinho, o que acha? - Levantaria uma das sobrancelhas tentando parecer mais sedutor embora não fosse perito nisso.

Independente da resposta recebida da mesma, procuraria olhar para Jason mais uma vez antes de continuarmos o reconhecimento da área. - Há alguma ideia ou coisa que esqueci de comentar, Jason? - Esperaria a sua resposta. Voltaria para Six e estenderia minha mão esquerda para baixo. - Mostre o caminho, donzela mais do que linda. - Diria com um tom galanteador e um sorriso mais fechado tentando novamente ser sedutor com a garota. Olharia atentamente para tudo ao meu redor, cada detalhe que fosse possível de ser notado, algum fio passando pelas paredes, janelas que também não tivessem suas grades, um teto com uma claraboia o que seria bem mais perigoso e teríamos que ter uma atenção maior ali.

Guardaria em minha memória cada um desses detalhes para dizer em um momento futuro, ao passar pelas áreas das outras garotas, tentaria sempre lançar uma piscadela para alguma delas, mas se fosse o caso de encontrar a Five, reagiria diferente. - Five, peço desculpas por antes, mas tentarei ao máximo acabar com aquele mascarado, não quero que ele faça isso com mais ninguém e tentaria usar de toda a minha força para dar fim a isto, mesmo que eu venha a morrer como um cão sarnento, darei a minha vida pelos cidadãos sempre. - Diria com convicção em minhas palavras, tentaria ao máximo despertar um interesse maior nela mesmo que isso viesse a talvez irritá-la, mas queria tentar passar confiança para a mesma que eu seria capaz de realizar tal alto.

Continuando o caminho, esperaria até o fim para olhar para Six mais uma vez, se houvesse uma claraboia em algum ponto da casa diria para a mesma. - Precisamos de uma melhor visão daquela claraboia, é um ponto bem frágil da mansão. - Se houvessem mais janelas sem as grades devidamente colocadas, diria. - Mais janelas sem as grades, precisamos consertar isso e aumentar a segurança. - Em caso de ter visto fios elétricos expostos, diria. - Os fios expostos são perigosos para todos, em caso dele conseguir arrebentar ou cortar um sem tomar uma devida carga de eletricidade pode deixar tudo escuro, temos que ter uma maior atenção a isso. - E por fim concluiria. - Bom, obrigado pelo reconhecimento, acho que não tenho mais nada a dizer, eu tenho uma preferência por estar em um ponto mais elevado, mas onde será meu posto? - Esperaria uma ordem da líder, eu não tinha prestado em um ponto estratégido em específico, mas preferia estar em um andar mais alto. - Estarei indo para lá, agradeço por tudo, mais do que bela Agente Six.

Daria por fim uma piscadela para a mesma e me posicionaria conforme fosse indicado pela garota de cabelos rosas, estaria com toda a minha atenção para a área que eu viesse a cobrir, olharia atentamente a qualquer sombra ou movimentação estranha, em caso de encontrar alguma coisa que estivesse estranha ou um grito de dor, caminharia lentametne para lá se fosse bem perto, deixando a minha guarda mais alta, mas caso viesse de longe, procuraria olhar para alguém que estivesse perto, se estivesse,  me moviemntar me tiraria da minha posição estratégica e não era algo bom. Se a coisa estranha que viesse a acontecer fosse um barulho estranho ou algo sendo jogado, não me moveria, ficaria parado com a guarda alta, em uma situação de combate eu sempre fui mais cauteloso e sempre tive essa maior precaução.

Em caso de nada estar acontecendo, procuria olhar para o meu relógio de bolso olhando as suas horas e também a foto que havia dentro, era realmente algo que eu nunca poderia esquecer e levaria comigo o resto de minha vida... Voltaria a minha atenção ao redor e procuraria caminhar lentamente em círculos pela minha área, sempre lentamente e prestando atenção ao redor.

Crasus era um inimigo poderoso, caso ele conseguisse invadir a mansão de alguma forma e viesse ao meu encontro, meu primeiro instinto seria pará-lo, começaria ac correr em sua direção, pulando por cima de obstáculos jogando as minhas pernas por cima e deixando meu corpo deslizar sobre a superfície em um movimento de Parkour, ao estar próximo dele não hesitaria, correndo em sua direção procuraria deslizar ao chão ao chegar próximo, tentando evitar qualquer ataque alto que o procurado pudesse utilizar tentando apenas agarrar e pegar apoio em sua perna puxando com força os meus braços para não desestabilizá-lo, mas fazê-lo servir como um poste onde tentaria me levantar com agilidade e tentar acertar com força as suas partes íntimas tentando levantá-lo por aquele ponto. Se conseguisse fazer o movimento de levantá-lo atrás daquela forma usando toda a forma do meu braço para fazer um movimento parecido com um gancho enorme procuraria tentar jogá-lo ao chão com força e aplicar mais dois ganhos alternados em seu rosto tentando agir o mais rápido que pudesse naqueles movimentos.

Em caso de não conseguir levantá-lo, procuraria tentar agarrá-lo o mais próximo e mantendo a minha cabeça abaixada tentando evitar qualquer golpe que ele pudesse tentar para me tirar daquela posição e depois o empurraria com força tentando usar das minhas pernas para adquirir um impulso e pular para trás tentando me esquivar, observando qual seria o seu estilo de ataque, pensava que seria algo mais lento devido ao seu peso bem superior ao meu e tentaria usar isso como vantagem procurando usar de movimentos de última hora para esquviar com sucesso. Quando ele estivesse próximo o bastante para me acertar, procuraria observar primeiro qual membro do corpo ele estivesse usando, se fossem as suas mãos, procuraria observar como o golpe estava vindo, se era um direto ou golpe mais curvado, vindo um golpe mais cruzado, procuraria me abaixar ao máximo movendo o meu corpo para a direita ou para esquerda baseado em qual braço ele utilizou para isso e consequentemente tentando acertar a parte de dentro do seu suvaco com o alvo do músculo e da costela que há ali, com um golpe bem dado, aquela área ficaria bem dolorida e pesaria mais os seus ombros, na teoria.

Com os joelhos ligeiramente flexionados, esperaria pelo seu próximo movimento, esperando que fosse um golpe com o braço tentando aproveitar do giro para estar virado para mim, se o mesmo viesse tentaria mais uma vez me abaixar para esquivar e tentaria me levantar rapidamente tentando acertar o seu maxilar com força usando o braço direito para que caso ele estivesse com a boca aberta o golpe seria forte o suficiente para que mordesse a língua ou quebrasse alguns dos dentes.

Tentaria rapidamente me distanciar após o golpe, dando um leve gap para ele respirar e eu também recuperar o meu fôlego. Eu havia pensado em uma estratégia de combate enquanto estava vindo até aqui baseando em sua foto, onde esperava um homem com músculos bem trabalhados e mais alto que eu e tentando usar isso ao meu favor, como Ramiel mesmo havia dito, lutar contra um anão era extremamente mais difícil que lutar contra um cara alto e eu estava tentando ser esse anão.

Eu suspiraria forte em cada golpe para aplicar uma força maior e com raiva, trabalhando também a minha respiração facilitando a recuperação de fôlego que adquiria usando os pulmões de forma controlada.



Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptyDom 11 Mar 2018, 19:55

O mundo não é belo por suas cores.


Achiles estava animado com o que ele poderia fazer e em primeiro ele explicava o que considerava falhas na defesa e dava ideia de como usar talvez sinos, ou aogo do tipo para o nobre enquanto caminhava com ela para a primeira porta perto da escada entrando a esquerda o que fazia ela explicar. - Não temos ninguém pra esse tipo de serviço, alem que demandaria um tempo extra, visto que amanhã ele deverá partir para a Grand Line, então não temos como fazer algo como isso, em pouco tempo, acho que pela extensão gigantesca da casa se ele for entrar quebraria uma das portas, ou ate mesmo destruiria as telhas, então é complicado.- diria ela sorrindo enquanto abria a primeira porta ouvindo todas as colocações do jovem boxeador, que a seguia claro.

Eram todas boas ideias e muito uteis mas ela não visualizava todas viáveis como sempre, era um pouco durona. - Bom nós tentamos os sinos, ele caiu e quase pegou fogo perto da lareira e não o sino não estava perto de lá, se alguma forma ele se amarrou em tudo e rolou ate lá perto, então não deu hahahaahhaa e quanto a algo liso, é uma dificuldade pra ele mas pra nós também, mas como temos um atirador atrasaria ele, então ate poderíamos por, sugere alguma substância?- complementava ela começando a entrar na sala, o primeiro lugar era enorme como se era possível de imaginar, haviam dois enormes sofás de cor preta ali no meio da sala, com um tapete circular branco ao centro, uma lareira pra se aquecer, haviam quadros de família pela parede também o que indicava ser a mansão realmente de um herdeiro, o piso brilhava, era possível se ver nele ate, havia também alguns moveis na sala como 3 estantes cheias de livro, a madeira dessa era extremamente bem-acabada e talhada. E ficavam de lado oposto ao da lareira, ou seja, na parede da esquerda em relação a quem entro pela porta que Achiles vinha, e a lareira a direita perto do sofá. Havia também ali o que pareciam armários pra guardar coisas.

Além dos quadros de família, as paredes tinham escudos com o brasão de uma águia, e duas espadas cruzadas, provavelmente o símbolo ou selo da família, então Achiles fazia sua última sugestão um tanto quanto fora dos padrões. - Prefiro um quarto e quatro paredes, e algumas algemas e cordas o que acha? hahahaha- falava ela dando uma gargalhada ao final do que falava, e continuava explicando a anatomia do lugar, -essa sala é um lugar pra descanso e leitura, não colocamos ninguém nesse ponto por ser de fato desnecessário já que o homem não estará por essa zona, e pra passar por ela teria que antes atravessar a cozinha, e passar por lá despercebido é impossível.- explicava ela caminhando já em direção a porta e adentrando esperando que ambos fossem a seguindo, era agora uma salinha vazia mais um corredor, ode tinha apenas uma porta pra outra área acima, não tinham janelas por aqui e nem nada desse gênero. - e aqui acima tem uma outra sala com bebedouro, e várias grades de bebida alcoólica, assim como uma escada pra subir, mas não vamos pra lá, de certa forma é um ambiente que tem coisas muito caras.- dizia ela seguindo ate a próxima porta já adentrando nela enquanto parecia tomar mais cuidado com a aberta que das outras.

O que havia ali era uma sala de música, um piano estava bem ao centro do lugar e haviam vários outros instrumentos, violão celo, violino, acordeon, violão, guitarra, flautas de vários tipos, gaitas também, e outros vários instrumentos como o Ukulele por exemplo, as paredes pareciam ser preparadas para ter uma boa acústica e os cantos dela eram circulares em vez de quadrados, o teto nessa parte também se fazia dessa forma, era uma área de um nobre. Então nada menos que o esperado claro. Ela não dizia muito sobre o lugar apenas ressaltava que eram instrumentos caros. - Cuidado é tudo caro nessa sala.- dizia continuando ate a próxima porta que levava eles ate um outro lugar completamente diferente, ali era a sala de treinos, com uma quantidade de equipamentos, Supinos, mesa flexora, leg press, adutor / abdutor, barra fixa o chão tinham também alguns steps e similares, e vários outros como aparelhos de remada alta e baixa, além de tudo várias coisas como pesos de tornozelo, medidor de pressão e pulso, coisas que você só vai ver tão bem-feitas e diferentes na casa de um nobre.

A moça ali explicava um pouco mais. - Bem aqui é uma área de treinos que a família dele construiu e ele vem pra cá toda manhã, acompanhado de algum de nós, se quiserem pode ser um de vocês na próxima.- e avançava para a próxima parte, assim que ela abria a porta o bom cheiro tomava conta dos narizes, era o local perfeito e magnificamente gigante, a cozinha. Haviam variados fogões e fornos ali, e uma quantidade absurda de funcionários todos pareciam preparar comida naquela hora, o cheiro era de uma lasanha de queijo e presunto, que tomava conta de todos que entravam só de pisar ali a fome batia, e ela não era a única coisa sendo preparada, biscoitos, torta de frango e várias coisas desse tipo, carnes sendo assadas e preparadas com um molho especial, e tudo mais que um homem de bom paladar possa sonhar, além do tamanho do lugar, a qualidade muito acima da media, Six sentia o cheiro e já apressava o passo pra sair dali, os chefs acenavam pra os agentes caminhando como se os cumprimentassem. Jason que ate então estava calado então falava. - acho que deveríamos voltar aqui depois pra provar um pouco da hospitalidade.- e ele estava certo, cara o local era uma delicia.

Todos chegavam a última área da parte baixa da casa ou melhor a que eles tinham acesso.-bem só temos acesso ate aqui, o resto pra lá são apenas para os mais impostantes membros da família e seu servo pessoal, então partimos para a parte de cima agora onde todas estão posicionadas.-a escadaria era um pouco longa ate a parte mais elevada, já era possível ver assim que chegavam lá em cima duas divisórias de quartos e um corredor vazio, posicionada em um ponto estrategio estava 9, era a área dos quartos dos empregados, a zona que ela estava era perto da única janela, mas de um ponto que quem entrasse por ela não a veria de cara, além disso tinha visão mais que direta da escada e do corredor, um ponto perfeito de observação.-Esse é o posto da Nine, ela fica por aqui, prossigamos.-e todos seguiam pelo corredor, eram várias portas com números nelas, um dormitório bem grande, com muitos quartos devia caber uma media de 50 a 60 criados por ali, algo nessa faixa imaginando. E agora na próxima área estava 5 e 1 as duas ficavam onde seria os quartos de hóspedes.

O ambiente igualmente grande, com 3 quartos centrais, e isso era o que se mostrava no meio, pareciam todos extremamente gigantes caberiam muitas pessoas em cada quarto, o que não deveria acontecer, mas dá pra se imaginar morando num desses, ate mesmo dividir suas áreas fazer uma cozinha pessoal. O boxeador vendo 5 aproveitava para se aproximar dela e se desculpar pelo ocorrido, ela era pouco receptiva ao que foi dito, apenas dizia uma única frase em resposta.- não estrague tudo, não há nada de belo em morrer por nada.- e permanecia em seu silêncio depois de tudo, ainda não gostava muito do que era o agente, e da forma como ele agia e falava, elas tinha convicção em sua mente que pessoas assim morrem bem cedo mesmo, e isso poderia mudar muito o rumo de cada coisa, ela sabia o que se passava na mente dele, coisa que homens desse tipo pensam, pra ela era claro como a água que ele tentaria se meter no combate e ficar pra lutar. Dessa vez 6 não intervinha na conversa nem colocava nenhuma carta na mesa apenas deixava que o fluxo das coisas se ajustasse por si só.

O garoto passava por elas então seguindo para a última sala, 1 estava bem à vontade naquele momento, com o terno aberto e a camisa social com a barriga de fora, provavelmente por algo que ele só notava depois, uma queimadura enorme, ela estava com uma coisa com gelo sob o local, não parecia ferimento recente então deveria ser da missão passada. Ela vendo ele se aproximar apenas acenava de leve pra ele, que o fazia lembrar que ele tem uma pomada pra isso, mas não dava muito tempo pra agora, poderia voltar lá depois do tour, eles entravam no último lugar após o corredor que dava na porta do quarto do nobre, que era do tamanho de uma casa de uma pessoa normal praticamente. - aqui é o fim do tour, bem ai é onde está o homem, eu e 7 ficamos protegendo ele por aqui, nós revesamos os posts e temos turnos de descanso de cada um, mas no momento preferimos vocês lá embaixo como temos pouco pessoal não cobriremos toda a zona da casa, mas ao menos toda a parte de cima e a entrada principal, ou seja, vão pra lá inicialmente, depois na hora de trocar de posto uma ou duas de nós descerá e vocês sobem ou ao menos um de vocês entendido.- Achiles dava uma piscadela pra ela e seguia seu rumo.

Lá embaixo eles estavam no primeiro lugar que foi por onde chegaram era um lugar simples e Jason puxava uma das 4 cadeiras que tinha em torno da mesa e se posicionava perto da janela pronto pra atirar com a arma armada e em mãos. - bem acho que agora que a missão começa de verdade o que acontecer daqui pra frente é por nossa conta, diferente de conomi, lembre que além de nossas vidas, tem muitos civis em jogo, então temos que ser ainda mais efetivos aqui, no nosso trabalho falhas custam vidas.- falava ele alertando o jovem, não é como se ele não soubesse disso, mas era uma coisa que sempre valia a pena relembrar de quando se fala e isso de fato parecia ser um problema do que se falava, e talvez um tabu pra uma conversa simples entre agentes

Spoiler:
 


____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Tróia - Parte 2 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 EmptySeg 12 Mar 2018, 02:01


Tróia - Parte 2





O nosso passeio estava para começar, mas sem antes Six começar a retrucar as minhas estratégias afirmando que não teríamos funcionários o bastante para estar fazendo tais coisas, mas gostava da ideia de deixarmos o chão mais escorregadio, me perguntando qual seria o tipo de líquido que utilizaríamos e o primeiro que vinha a minha mente e que era bem fácil de encontrar era: Desinfetante ou cloro, deixarão bem escorregadio com bastante duração e embora o nobre possa acabar escorregando junto, ele estará cheiroso. - Riria como se fosse uma piada embora o nosso dever fosse de proteger, a forma que ele sempre acabava se metendo em uma confusão era algo que me trazia humor.

Todo o lugar era bem bonito, os detalhes de cada um era incrível de se notar, cada móvel caro que aquele lugar havia, eu não me via morando em uma casa gigantesca dessa nem em milhares de mundo, mas talvez me acostumasse mais um pouco se viesse a fazer mais missões de proteger os nobres. Sem mais sugestões para dar, tentava cantar a garota e era mais do que surpreendido com uma resposta bem curiosa, sadomasoquismo ou masoquismo, qual será que a garota pretendia fazer em quatro paredes usando aqueles utensílios? - Assim que tivermos um tempo seria um prazer. - Diria com um sorriso em meu rosto.

O nosso tour continuava, o nosso tour pela casa estava começando a se tornar bem interessante provando que o nobre havia bom gosto, havia onde beber água e algumas bebidas em grades, embora fosse um fã de bebidas, não era um alcoólatra e aquilo não despertava o desejo de bebê-las, mas sim admirá-las. Após isso entrávamos em uma sala bem mais curiosa e interessante, uma variedade de instrumentos, das maiores qualidades que se pudesse imaginar e andando em passos curtos tomando cuidado era notável que os instrumentos eram realmente caros quando Six dizia, acho que eu nunca tive tempo para aprender algo, muito menos vontade.

Após isso, era uma sala de treino e aqui era onde eu sentia mais a vontade, o desejo de treinar ali era cada vez maior, supinos, mesas, tudo o que mais eu precisasse para realizar um ótimo treino e fortalecer os meus músculos. A agente nos dizia que o nobre passava por ali toda manhã, eu não me importaria de acompanhá-lo ou ajudá-lo nenhum pouco, embora não falasse nada naquele momento. O próximo cômodo era bem mais interessante do que qualquer coisa provocando uma água na boca e uma leve fome, era a cozinha, mais magnífica e tinha um tamanho bem parecido com o galpão do qual eu fui recrutado. Jason dizia que deveríamos voltar ali logo e não podia estar mais certo para "aproveitar da hospitalidade".

Após alguns lances de escada e um corredor não demorava muito para nos encontrarmos com Five, tentava me desculpar por antes, mas parecia que sua raiva não havia mudado, era um infelizmente acontecimento, esperava mudar o seu pensamento em um futuro próximo. E logo depois disso eu conseguia ver a beleza que One havia, mais do que atraente abrindo bastante a sua barriga com a barriga de fora, isso me deixava bem mais interessado na garota e lembrava que eu havia uma pomada para queimaduras do qual nunca cheguei a usar, felizmente. O nosso tour havia chego ao fim quando estávamos uma porta para o nobre, nós ficaríamos cuidando do andar debaixo e as garotas no de cima, não era o que eu queria, pois as garotas seria uma bela visão, mas conseguiria me concentrar melhor em minha missão. Desci com Jason após dar uma piscadela para Six e estávamos no primeiro cômodo, o atirador estava mais próximo da janela com sua arma em mãos, ele me alertava que haviam civis em jogo e deveríamos ficar cada vez mais atento com aquilo.

Sem muito saber para qual direção seguir ou o que fazer, apenas andaria dando uma ronda pelo lugar, alertaria a Jason antes de fazer isso para ver se ele não havia nenhum problema com a minha movimentação. - Jason, irei dar uma ronda pelo lugar para ver se não há nada de estranho. Volto logo, qualquer coisa, grite. - Sabia bem que o meu companheiro não era alguém que gritasse, mas bom.. Vai saber. Começaria a focar a minha visão e audição tentando usufruir dos dois ao máximo para escutar qualquer grito, barulho alto ou estranho, qualquer móvel que estava fora do lugar do que havia sido visto antes, tomaria cuidado ao me movimentar por qualquer cômodo da casa tentando ao máximo não esbarrar com nada, sempre andando em passos curtos e lentos procurando estar atento ao máximo para não ser surpreendido. Tomaria o dobro de cuidado ao passar pelo cômodo dos instrumentos musicais, não haveria dinheiro o suficiente para pagar se esse fosse o caso, então era de extrema importância não danificar nada.

Pararia perto de alguma das janelas em qualquer dos cômodos sempre tentando dar uma espiada do lado de fora, procurando observar qualquer sombra ou movimentação estranha que estivesse acontecendo, se esse fosse o caso, procuraria ficar observando até ver para onde iria, me afastaria da janela e começaria a me direcionar em direção a Jason, me agrupar com o mesmo e deixá-lo em alerta seria ótimo. Quanto as garotas elas já deveriam estar esperando por alguma ação após tanto tempo paradas. Ainda continuaria tomando as precauções necessárias embora ainda apertasse o meu passo, me moveria lentamente pela sala dos instrumentos para não ter o perigo de não derrubar algum instrumento. Diria assim que visse Jason . - Vi uma movimentação estranha *(e/ou)* do lado de fora da janela *(localização)* - Esperaria uma resposta do mesmo já me preparando para voltar ao cômodo em que vi isso.

Em caso de não estar acontecendo nada, abaixaria um pouco da guarda, mas não deixaria por nenhum instante de estar atento olhando para os arredores. Caso me encontrasse com One em meio ao caminho, tiraria de meu bolso a pomada. - Como conseguiu a queimadura? Tenho uma pomada que eu use na minha. - Desabotoaria a camisa até ser capaz de enxergar a minha cicatriz em meu peito, estenderia a pomada para a mesma esperando que ela aceitasse, se esse fosse o caso sorriria para a mesma. - Pode ficar com tudo, faça bom uso. - E continuaria a fazer o que estava fazendo.

Estava a espera pela chance de poder subir para o segundo andar e se houvesse uma troca de turnos eu seria o primeiro a me oferecer para subir, haviam várias garotas ali e estar tão próximo delas me deixaria bem mais animado e retiraria um tanto do meu tédio de estar ali parado.

Se houvesse a invasão, eu começaria uma corrida até a direção sempre me preocupando em não esbarrar em nada, no caso do cômodo dos instrumentos seria bem mais meticuloso e andaria bem mais lentamente para não esbarrar em nada, mas voltaria a corrida após passar pelo cômodo. Ao ver Crasus, correria em sua direção, pulando por cima de obstáculos e jogando as minhas pernas por cima, deixando meu corpo deslizar sobre a superfície em um movimento de Parkour, não hesitaria ao estar próximo do mesmo, estando a uma distância razoável, deslizaria pelo chão tentando evitar ataques altos e tentando agarrar a sua perna para me servir de apoio usando bastante da força, mas não para desestabilizá-lo e sim me dar o apoio necessário para que eu pudesse me levantar rapidamente, se ele desviasse procuraria me levantar o mais rápido para continuar com o ataque. Meu primeiro soco seria em direção as suas partes íntimas vindo de um gancho de baixo para cima com a mão direita e não pararia nesse instante, com a força que restava tentaria levantá-lo do chão usando toda essa forma e tentando com a minha outra mão agarrá-lo pelos braços ou pelo ombro para me dar um melhor apoio e conseguir uma maior força para levantá-lo, se tivesse êxito procuraria jogá-lo ao chão para a minha esquerda.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Não perderia tempo e tentaria pular para cima do mesmo com golpes alternados usando as minhas duas mãos tentando usar o máximo de minhas forças para aplicar uma variedade de ganchos ou diretos em seu rosto dependendo se ele estava com a guarda alta ou não, sempre tentando explorar alguma brecha sobre o mesmo.

Em caso de não conseguir levantá-lo, procuraria tentar agarrá-lo o mais próximo e mantendo a minha cabeça abaixada tentando evitar qualquer golpe que ele pudesse tentar para me tirar daquela posição e depois o empurraria com força tentando usar das minhas pernas para adquirir um impulso e pular para trás tentando me esquivar, observando qual seria o seu estilo de ataque, pensava que seria algo mais lento devido ao seu peso bem superior ao meu e tentaria usar isso como vantagem procurando usar de movimentos de última hora para esquivar com sucesso. Quando ele estivesse próximo o bastante para me acertar, procuraria observar primeiro qual membro do corpo ele estivesse usando, se fossem as suas mãos, procuraria observar como o golpe estava vindo, se era um direto ou golpe mais curvado, vindo um golpe mais cruzado, procuraria me abaixar ao máximo movendo o meu corpo para a direita ou para esquerda baseado em qual braço ele utilizou para isso e consequentemente tentando acertar a parte de dentro do seu sovaco com o alvo do músculo e da costela que há ali, com um golpe bem dado, aquela área ficaria bem dolorida e pesaria mais os seus ombros, na teoria.

Com os joelhos ligeiramente flexionados, esperaria pelo seu próximo movimento, esperando que fosse um golpe com o braço tentando aproveitar do giro para estar virado para mim, se o mesmo viesse, tentaria mais uma vez me abaixar para esquivar e tentaria me levantar rapidamente tentando acertar o seu maxilar com força usando o braço direito para que caso ele estivesse com a boca aberta o golpe seria forte o suficiente para que mordesse a língua ou quebrasse alguns dos dentes.

Tentaria rapidamente me distanciar após o golpe se não tivesse tido êxito em levantá-lo, dando um leve "gap" de tempo para ele respirar e eu também recuperar o meu fôlego. Eu havia pensado em uma estratégia de combate enquanto estava vindo até aqui baseando em sua foto, onde esperava um homem com músculos bem trabalhados e mais alto que eu e tentando usar isso ao meu favor, como Ramiel mesmo havia dito, lutar contra um anão era extremamente mais difícil que lutar contra um cara alto e eu estava tentando ser esse anão.

Eu suspiraria forte em cada golpe para aplicar uma força maior e com raiva, trabalhando também a minha respiração facilitando a recuperação de fôlego que adquiria usando os pulmões de forma controlada.



Objetivos:
 

Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 2   Tróia - Parte 2 - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Tróia - Parte 2
Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: