One Piece RPG
Critical Acclaim - Página 11 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Achiles Hoje à(s) 8:27 pm

» Drake Fateburn
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 7:59 pm

» Hermínia Hetelvine
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 7:51 pm

» Akira Suzuki
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 7:49 pm

» Sette Bello
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 7:46 pm

» Bell Farest
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Far Hoje à(s) 7:43 pm

» Alipheese Fateburn
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 7:31 pm

» As mil espadas - As mil aranhas
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Noelle Hoje à(s) 7:08 pm

» The One Above All - Ato 2
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 6:54 pm

» Seasons: Road to New World
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 6:28 pm

» Cap. 2 - The Enemy Within
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 6:04 pm

» Enuma Elish
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 5:28 pm

» Primum non nocere
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 5:21 pm

» Vallerie P. Breathnach
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor ReiDelas Hoje à(s) 5:00 pm

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 4:54 pm

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Greny Hoje à(s) 4:53 pm

» Arco 5: Uma boa morte!
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 4:50 pm

» [MEP] Akaza
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Akaza Hoje à(s) 3:15 pm

» A inconsistência do Mágico
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 3:07 pm

» Cap.1 Deuses entre nós
Critical Acclaim - Página 11 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 2:02 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Critical Acclaim

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyQui Fev 01, 2018 2:49 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Critical Acclaim

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Hari Nnoitra. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Wesker
Major
Major


Data de inscrição : 29/04/2012

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyTer Maio 08, 2018 11:00 pm


☠️
Ada Spice Rock

We Are Pirates




A análise do salão levava alguns minutos, até que por fim eu conseguia descobrir qual seria a senha que me faria abrir aquele cofre e partia para digitá-la. Chegava a encostar as mãos no cadeado para começar a por os números, mas neste momento a minha atenção era totalmente tomada pela porta que se abria e fazia com que minha paz de espírito novamente fosse substituída pela adrenalina e pela seriedade, fazendo com que eu imediatamente levasse a mão até uma das katanas e encarasse para ver quem entraria ali.

A tensão era liberada e me permitia soltar o cabo da katana quando eu via o rosto de Nirvana a frente daquele grupo. Todos estavam ali, vivos! Nunca havia duvidado de meus companheiros. Um sorriso aliviado surgia em meu rosto a medida que eu começava a analisá-los em busca de ferimentos, Nirvana, meu irmão, Hikari, aquela mulher, todos pareciam bem exceto... -Shiro! - Exclamava preocupada, vendo que o companheiro vinha sendo carregado por outros dois, e era deixado deitado no chão. Só com minha exclamação que os presentes ali pareciam me perceber. Em um primeiro momento, Nirvana que parecia sorridente e feliz em me ver finalmente aparentava lembrar-se da condição do irmão, e preocupada vinha até mim com um pedido que apertava o meu coração.

Eu não podia, odiava admitir mas ainda era muito verde e não fazia a menor ideia de como poderia ajudar Shiro. Ainda precisava trabalhar meus conhecimentos em medicina, que até então eram tão escassos e faziam com que eu pela segunda vez não pudesse ajudar um amigo em necessidade - Nivy... Me desculpe... Eu não tenho os conhecimentos para cuidar dele. - Dizia com claro pesar na voz, sem conseguir olhar para os olhos nervosos da ruiva. Envergonhada, corria os olhos por meus outros companheiros e ouvia Leon fazer um comentário que tentava quebrar todo aquele gelo, não que tivesse muito sucesso. Por fim meu olhar voltava-se para Hikari, que parecia estranha - O que você está...!??? - Exclamava preocupada vendo, quase em câmera lenta, o dardo se aproximar do ombro da garota que parecia com um estranho desejo de se auto mutilar.

Com força, desferiria um tapa contra o rosto da garotinha atormentada que parecia falar coisas estranhas e dizer ser outra pessoa - Eu não me importo com quem você é! - Dizia trocando toda a decepção que tinha antes por fúria - Mas se ferir a Hikari novamente, eu mesma te tiro daí! - A fúria era evidente em meus olhos, talvez fosse um modo de descontar toda a frustação por não poder tratar de Shiro, mas eu tinha mais do que um motivo para fazer o que fiz. Para começo de conversa, já tinhamos um companheiro ferido, não poderíamos arriscar ter outro, e como médica, era uma afronta ver alguém se ferir assim, não poder ajudar apenas servia para que eu ficasse mais furiosa com a garota e desse as costas para esta, dando-lhe um ultimo olhar ameaçador.

Perguntava-me no que a garota estava pensando, por sorte não havia atingido nenhum ponto grave com aquela porcaria de dardo. Meu irmão vinha sendo estranhamente... Fofo com aquela mulher, me perguntava se ela sabia no que estava se metendo, ou mesmo se meu irmãozinho finalmente estava tomando algum jeito na vida. A unica coisa que eu tinha certeza no momento era que precisava tratar de Shiro, mas ainda perguntava-me como poderia fazê-lo sem ter os conhecimentos. Talvez naquele cofre tivesse ao menos um medicamento para estabilizar a febre até encontrarmos um médico em outra ilha, era o ponto de encontro dos soldados da revolução afinal - Revistem tudo! Talvez possamos encontrar algum remédio para estabilizar a febre de Shiro! - Dizia em tom mandante, andando até o cofre. Chegando lá, eu finalmente digitava a senha que havia deduzido, e algo semelhante ao mecanismo na loja de Herfesto era ativado.

Repentinamente o suporte do aquário subia em velocidade e chocava-se contra o teto, matando a pobre criatura. Aquilo me dava um pouco de pena, queria ter tido a chance de livrá-la dali, mas não fazia ideia que fosse acabar acontecendo algo assim quando eu abrisse o cofre. Engolindo aquele sentimento eu via uma escadaria surgir no centro da sala para o subsolo, e sentia o vivre card queimar-se em meu bolso com a morte da criatura - Vamos! - Dizia ao grupo em tom sério, curiosa para saber o que tinha ali e sentindo a urgência de achar um medicamento para Shiro. Seguia a escadaria com cuidado, não sabia o que havia ali e também não desejava acabar caindo devido a pouca iluminação no local. Ao fim do caminho alcançava uma porta que estava destrancada, e ao abrí-la encontrava uma espécie de armazém.

Revistava o local rapidamente, achando comida, joias e outros mantimentos. O mais importante, os remédios, também estavam ali. Não sabia quem havia deixado aqueles medicamentos tão bem etiquetados, mas só podia agradecê-lo. Procuraria pelo medicamento necessário para tratar de Shiro, e ao encontrá-lo levaria o remédio rapidamente até o companheiro ferido -Hari está em um navio logo aqui na frente, saqueiem tudo e levem para lá. Cuidarei de Shiro! - Dizia apressada e preocupada, mas por mim lembrava-me de algo e me voltava para a namorada de Leon - Você! Pode cuidar da Hikari? Não sei o que aconteceu mas ela não parece bem, e deve precisar de um curativo na idiotice que fez. - Dizia ficando zangada ao fim por lembrar-me da atitude da garota. Por fim voltaria a andar com cuidado até o ninja ferido, chegando até ele eu daria a dose necessária de remédio, e torceria para que funcionasse.


Post: 016~ Rename: -X- ~ Location: Dawn Island - East Blue

Notes: •Ganhos:2 katanas // Perícias: Atuação e Luta de Rua
•Perdas: 30 mil berries

Legenda: -falas-
"pensamentos"

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ashrya L. Winter
Pirata
Pirata
Ashrya L. Winter

Créditos : Zero
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 22/06/2012
Idade : 26
Localização : No Mar.

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyQui Maio 10, 2018 11:10 am







Baby let’s go. I won’t take it slow.




What do you think we're made of?


Mesmo após o veredito de Ada, a bárbara continuava a encarar a espadachim, como se esperasse um "e..." ou "mas...". E ele não vinha. A ruiva abaixou a cabeça com uma expressão de confusão, encarando o chão enquanto refletia sobre o que poderia fazer.

Teresa, em seu próprio discurso, mostrava a dor da perca dos próximos e tinha certeza que ela não o ajudaria. Nirvana faria o mesmo. Rangeu os dentes.

"Maldição, Shiro!"

Bateu a mão punho na parede da cabana, com força, erguendo a cabeça para olhar o ninja caído no chão a tempo de ver o movimento de autoflagelo de Hikari.

Piscou, olhando para a garota que agora se apresentava como outra. Aparentemente havia sido de mais para a violinista lidar sem ter que despertar seu outro lado, hã? Riu sem sorrir, deixando que Ada desse a bronca. Os olhos ambares acompanhavam a reação até surpreendentemente protetora da espadachim, antes de que a ruiva finalmente se pronunciasse:

- Tem algum botão pra eu te ativar, Yami? Porque se Hikari ficar travada toda hora que tivermos um problema, vai acabar matando um de nós. Então... conto com você. Espero que saiba derrubar o sangue dos inimigos também, e não só o seu.

Zoou no final do ataque que a louca havia dado em si mesma, com seu típico ar arrogante e debochado antes de voltar a ficar séria com Shiro ali.

Só então que finalmente parava para olhar o alçapão que se abria, ignorando a princípio a ordem de Ada por estar em um estado de choque sobre as possibilidades com seu irmão. Do jeito que estava, seria melhor que ele fosse capturado e tratado do que morresse com eles, e o pensamento a causava repúdio pela incapacidade que sentia no momento.

Era melhor deixar Shiro ali do que ficar carregando-o para cima e para baixo, e com isso Nirvana deixava o irmão no chão, ajeitando-o em um canto despistado e seguia atrás de Ada para saquearem o que tivesse ali, virando-se no caminho para Leon e completando:

- Não precisa me ajudar mais agora com meu anikin, quando for necessário eu o carregarei devagar, proteja nossa retaguarda ou, sei lá. Valeu por tudo. - Disse simplesmente, imaginava como deveria estar sendo irritante a situação para o lutador, e Shiro era seu irmão, e se fosse pesar para alguém, pesaria para apenas ela. Poderia não parecer, mas era uma forma de ser "legal" da bárbara com o lutador.

Caminhava com cuidado, atenta aos detalhes do local para evitar cordas ou possíveis armadilhas, observando as paredes e possíveis vãos, nunca se sabe, o lugar era engenhoso e já havia mostrado o quão mortal podia ser com a lula que pretendia comer de jantar.

Lá embaixo, saquearia tudo o que pudesse de joias e ouro se assim tivesse, com prioridade secundária para equipamentos e por fim mantimentos. Buscaria algum saco por lá para empilhar as coisas e carregar se assim fosse o caso, e em momento algum abaixaria a guarda, atenta para caso precisasse tentar se esquivar de alguma coisa ou de alguém - seu sangue ainda estava quente da batalha.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptySex Maio 11, 2018 12:04 am

The hardest part of ending...


Se tinha algo que deliciava-me mais do que a liberdade recém-adquirida, era ver a reação dos ali presentes. Especialmente a de Ada. Sentia o tabefe em meu rosto, o pulsar do sangue em minha bochecha e a sensação de dor espalhando-se por meu rosto


— HAHAHAHA ISSO, ADA-CHAN! EXTRAVASE! Mas não se engane. Foi a própria Hikari quem fez aquilo.


Sentia um certo deleite com a cena, sendo o centro das atenções. Nirvana chamava minha atenção ao falar comigo e logo percebia que iria gostar da garota. Ela, antes que todos, entendeu bem o que se passou. Sorria maliciosamente de volta para a garota, piscando inocentemente com o olho direito.


— Fico feliz que tenha perguntado, Ny-chan! Preciso tentar acessar a consciência da Hikari e convencê-la a cooperar, do contrário ela, ao se recuperar, provavelmente vai tentar bloquear minha saída. E eu não quero me forçar a tomar conta de tudo o tempo todo. A maior parte do tempo é tudo tãããããão chaaaato!


Levava o indicador à boca, como se estivesse pensando. De lá, baixava-o até apontar na direção de Shiro, dando uma risadinha leve antes de dizer:


— Falando em inúteis, vocês vão precisar de um tempo até deixá-lo estável. Tentarei usar esse momento para acessar a consciência da Kari e bater um papinho com a onee!


Observava os arredores, via cada um escolhendo diferentes ações para tomar. Coisas interessantes ocorriam, mas que, por hora, não eram minha prioridade. Recolhia-me a um canto e nele me sentava, fechando os olhos e começando a trabalhar minha respiração. Tentava ganhar acesso às camadas do subconsciente, até encontrar Hikari, escondida no fundo.


— Kari no neechan? Pode me ouvir?




Citação :
Aguardo aprovação da narradora para entrar em transe/estado hipnótico e acessar o alterego

Objetivos:
 

Contagem de posts:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptySab Maio 12, 2018 12:24 pm


Pequeno Tesouro!


A resposta de Teresa, apesar de pesarosa, aquecia o peito do rapaz. Aquelas lágrimas eram sinceras, carregadas de sentimentos diversos, difíceis de se processar em tão pouco tempo, então ser um dos rumos a se seguir colocava o rapaz em uma posição agradável. Ele definitivamente a ajudaria a superar tudo aquilo e seguir em frente. Mesmo que soubesse que o clima não seria o dos melhores, ainda mais se Shiro seguisse junto deles mesmo, tentaria saciar as necessidades da mulher, para que não fosse tomada por sentimentos assassinos contra o rapaz, teria de fazer com que ela concentrasse essa vingança que poderia surgir, contra um alvo diferente, o mesmo alvo que teve durante os anos que preparava a revolução naquela ilha... os nobres. Os que balançavam os chicotes invisíveis e engordavam e enriqueciam as custas dos menos favorecidos. Até que não era má ideia roubar bastante desses burgueses, ser pirata era uma boa maneira de inspirar medo naqueles "almofadinhas", o que agradava bastante Leon, tomando de certa forma as dores da parceira.

Aquela reunião, de comum não tinha nada. Por um lado sua irmã desvendava algum quebra-cabeças e abria um certo cofre, liberando um mecanismo com bastante sonoridade ao abrir uma passagem, ao mesmo tempo que executava o animal que estava a frente de todos. Foi algo simples e rápido, aquele ponto, a lula não passava de patê - No fim, essa coisa ia morrer de qualquer jeito em... Preferia que tivesse virado petisco, mas né?!... -Comentava frente aquela cena. Já pelo outro lado, havia Hikari... ou Yami, para Leon aquilo não era muito comum, achando mais que a própria Hikari estava de certa forma atuando para se proteger de coisas como vergonha e culpa, realmente não saberia lidar com aquilo, então apenas observava enquanto Ada e Nirvana o fizessem.

Nirvana parecia o agradecer, de sua própria maneira, o que Leon aceitava numa boa, até preferia não precisar ajudar mais Shiro, agora que parecia estarem fora de perigo e que estavam novamente reunidos. Ao que parecia tinham até um navio para seguir viagem e Hari estava lá tomando conta, como ambos chegaram a conseguir tudo aquilo?! Uma história para perguntar depois - Pode deixar, vou levar a biruta la pra esse barco, assim que Teresa tratar sua ferida! Depois me conte como chegaram aqui... Aquele cara ali fodeu com tudo hoje! Deve ter sobrado até pra vocês! Aah, veja se acha algo bonito para que eu dê para Teresa! - Sussurrava a ultima frase para que apenas Ada ouvisse.

Se voltava para Teresa, já com aquela cara de que viria a pedir algo para ela - Você poderia dar um jeito naquilo ali! Sei que essa menina tinha de aprender a machucar os outros, mas ela resolveu virar masoquista agora?! Hahaha! - Brincava para descontrair aquele clima todo, antes de continuar - Assim, vamos tratar dela e ir para o navio, Ada disse que eles carregava oque acharam, então acho que você e a pequenina merecem um descanso! - Ajudaria então no que fosse preciso para que Teresa tratasse Hikari, enquanto essa parecia que entrava em um novo transe falando consigo mesmo... "Vai entender..." Se tivesse um certo tempo, ele mesmo iria dar uma olhada naquelas jóias a procura de alguma que pudesse dar a Teresa mais tarde, para apimentar as coisas.

Subiria então ao barco para ver qual era a situação por lá, entender melhor tudo, procurar um quarto e possivelmente algum livro para carregar consigo - Teresa, vamos fazer uma troca?! Prometo fazer massagens e te satisfazer o quanto quiser, em contrapartida você poderia me ensinar a ler?! Confesso que eu fugi da escola e perdi meu tempo entre brigas e rabos de saia desde cedo! -



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyTer Maio 15, 2018 2:16 pm

Décimo post narração

Núcleo do  Esconderijo



Frente a descoberta que ali havia sido feita ao qual pareceu ter caído dos céus o grupo havia seguido seus próprios interesses, no entanto a súbita mudança de Hikari ao qual começou autoproclamar-se como Yami em uma ação de se auto-flagelar havia abalado o grupo ao qual havia finalmente encontrado um pequeno pedaço de paz em meio ao caos ao qual estavam mergulhados até a pouco tempo, fazendo com que dois lados contrastados por Ada e Ash em relação a como cada um lidaria com essa nova faceta apresentada pela garota, enquanto Ash parecia incentivar a permanência desta devido a força apresentada pelas poucas palavras, assim como a sombra que era o perfeito contraste para a luz de Hikari, que talvez fosse pura demais para lidar com as situações difíceis que a vida na pirataria poderia fazer com que existisse. Por outro lado, Ada  demonstrou uma preocupação mais humana, em relação ao mal auto-infligido, essa nova faceta pareceu a ela uma ameaça muito mais do que uma benção, não só para aquela situação mas também para futuras. O ferimento de Hikari não era profundo, mas ainda assim era preocupante, em uma situação onde tudo deveria começar a se ajeitar que isso acabasse surgindo. Não demorou muito para que pudessem encontrar os medicamentos que Shiro precisava e felizmente, para o grupo pouco a pouco era visível que a respiração do rapaz começava a se estabilizar um pouco, ainda que sua temperatura não tivesse uma mudança fácil de notar aquele era um bom sinal a todos que pudessem se preocupar com ele, o que nesse momento se resumiria a Ash e talvez Ada.

De outro lado, Leon buscou em Teresa um meio de tratar a pequena, pelo menos naquilo que era possível, sua parte física e era possível para o rapaz que ele pudesse ver a atiradora e médica procurar pelas ferramentas necessárias para que pudesse tratar bem do ferimento que ela apresentava, era possível que Leon notasse que a respiração da mulher estava um pouco pesada naquele momento, talvez fosse pela tensão do momento ou até mesmo devido a toda correria, já que ela estava a frente na maior parte do tempo. Em um momento a moça então se virou para o moreno e lhe pediria ajuda para que pudesse encontrar as coisas o mais rápido possível.

-Leon...Vou precisar de sua ajuda, preciso que você encontre uma caixinha com o símbolo de cruz vermelha, deve estar em algum lugar, para que eu possa fazer os primeiros socorros...Não é mais do que um susto, esse ferimento que ela fez… Eu me preocuparia mais com ela tentando se machucar novamente no futuro, mais do que com essa ferida, que desde que eu desinfete e possa fechar, não deve demorar muito a sarar… Eu me recuso a tocar no porco, no entanto se quiserem fazer o mesmo por ele, pelo menos deve ajudar para que ele não perca o braço por infecção até que ele encontre um veterinário para tratá-lo.

Teresa diria em um tom um pouco esbaforido, devido a própria pressa para encontrar as coisas para partir, ela oferecia um meio para que Shiro pudesse aguentar até que pudesse ter um tratamento médico adequado, algo que talvez se não fosse sua natureza ao qual lembrava uma bomba em meio ao próprio grupo, talvez pudesse receber por parte da médica mas, o orgulho por ter estragado o plano de todos enquanto ainda estava consciente era maior do que a noção do que ele havia feito, talvez se ele fosse parte de um grupo que pretendia evitar com que a revolução ocorresse, ao lado dos nobres ele poderia bater no peito pelo feito, mas ao seu grupo ele havia causado mais estrago do que benefício. Enquanto procuravam, nesse meio tempo em que Hikari tinha um espaço, ela havia ali se sentado, entrando no que ela poderia acreditar ser um transe em busca de si mesma, através do que simulou ser uma meditação através do relaxamento do corpo e de sua respiração. Frist caso tivesse ajudado Teresa a achar o pequeno kit de primeiros socorros, seria aquele a encontrar, do contrário um tempo depois a própria atiradora encontraria e uma vez que estivessem próximos de Hikari, seria aberta a pequena caixa, ao qual surpreendentemente tinha muitos materiais dos quais poderiam ser usados para primeiros socorros, dentre eles, cerca de 20 Bandagens e uma garrafa pequena de alcool de 1L, algo que parecia bem completo a todos que pudessem prestar atenção ali,  a moça  seguraria com firmeza o braço de Hikari, de modo e aplicaria um pouco do Alcool, algo que poderia causar uma ardência grande naquele momento, já cortando um pedaço de bandagem, deixando coberto o local onde havia a ferida causada pela flecha, um processo que era deveras veloz para a situação, o que fazia com que fosse um pouco rudimentar o processo, mesmo que eficiente. A garota deixaria então os materiais a disposição, caso quisessem aliviar um pouco Shiro ao pelo menos desinfetar o ferimento e cobrir, para não gangrenar.

Uma vez que todos tivessem reunido o que poderiam levar restava a eles levar ao barco ao qual Ada apontou estar sobre responsabilidade de Hari, quando chegassem lá, poderiam ver que haviam três civis dos quais poderiam muito bem ajudar a carregar o peso, assim como o próprio Shiro caso desejassem, era da vontade deles serem colaborativos para que eles pudessem poupá-los, mas seria pouco provável que devido ao claro nervosismo que algum fizesse a pergunta de forma verbal, cabia ali ao grupo decidir o que eles fariam com os civis, antes de prosseguir a viagem a atmosfera por mais que pudesse parecer tranquila naquele momento poderia mudar a qualquer hora e eles teriam de tomar uma decisão rápida se quisessem partir em segurança dali. Para aqueles que fossem  mais curiosos, poderiam ver que o barco ali era bem apertado para o número de pessoas que eles tinham, tendo além da sala do maquinário apenas dois quartos pequenos com sacos de dormir devido a ausência de espaço para uma cama de forma a dar certeza de que aquele navio deveria ser temporário, diferente daquele que foi queimado ao qual eles talvez pudessem ter acesso, caso o chefe da polícia tivesse voltado e cumprido a sua parte da promessa, como havia dito que faria.

Ferimentos:
 

Considerações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyQua Maio 16, 2018 12:53 pm


Hora de Zarpar!

Apesar da boa surpresa vinda do pequeno tesouro que achavam, a necessidade de curar os companheiros parecia ser mais urgente. Leon começava a ter a sensação de que ficar ali muito tempo era dar muita chance ao azar, então agiu prontamente frente ao pedido de Teresa, se colocando para procurar a pequena caixa com a cruz vermelha junto dela. Não demorou muito para encontrar uma e tirar o excesso de poeira que descansava em sua superfície - Achei!! É isso aqui não?! - Exclamava um pouco acelerado para Teresa. Enquanto a observava realizar os primeiros socorros de Hikari, ele ficava um momento matutando... "Hika... Yami, deve estar doida! Isso tudo que aconteceu parece ter sido mais do que a pobre garota podia suportar! Mas nunca pensei que fosse masoquista. Onde já se viu?! Enfiar uma flecha no próprio ombro... Tsc! Todo mundo aqui tem uns parafusos a menos! Shiro... Esse tem vários! Sua irmã também, mas é algo mais lidável e que chega a ser até agradável! Quem não fica empolgado perto desse gênio que procura confusão. Aquele Hari é um covardão... Ainda bem que tenho Teresa pra me confortar quando ficar de saco cheio deles! Não vejo a hora também, imagino que cor que..." estava tão concentrado em sua imaginação naquele momento que mal percebia que a mulher acabava o tratamento.

Agora estava tudo dentro dos conformes, estava na hora de ir ao barco que usariam para fugir dali, sua nova moradia, agora que estavam para viver no rumo das marés. Tomaria para si alguns dos suprimentos que levariam consigo, fosse tesouro, mantimentos ou o que quer que fosse necessário - Ei, pedaço de mal caminho! Percebi que estava meio sem fôlego agora a pouco! Sei que corremos muito, mas essa noite vai ficar assim de novo! - Se dirigia para Teresa com uma piscada e um sorriso de canto de boca, achava que era bom manter a cabeça dela em outro lugar, afinal ela havia perdido tudo em um único dia e já que queria fazer isso, por que não unir o útil ao agradável e finalmente voltar um pouco do clima do começo do dia. "Afinal, não é melhor lugar para se dormir, do que em um ninho de amor com uma gostosa dessas do meu lado..." Pensava consigo mesmo, não vendo a hora de poder ficar só com ela e sem se preocupar com mais nada.

Ao chegar no barco, pode perceber que além de Hari, haviam mais três pessoas desconhecidas, que por suas ações e aparência, julgou não passarem de reféns... Estavam muito nervosos para ser outra coisa. Então para não acabar com qual ato fosse de sua irmã e do caolho, por que não aproveitar disso?! - OE! Vocês aí! Desçam e ajudem as moças a carregar tudo, se acham que o cara do tapa-olho ali é ruim, é por que não viram a ruiva lá fora! - Falaria firme e com um ar de ameaça e aviso, até por que ele mesmo acreditava nisso. De alguma forma ele sabia que os machados de Nirvana estavam muito sedentos por sangue, afinal... por conta do irmão dela todo o divertimento que poderiam ter tido ao saquear os nobres, havia ido por água abaixo. Quanto ao Shiro, não sabia direito como lidar com ele. Por Leon eles deveriam deixá-lo para trás de alguma forma, se ele fosse agir mais vezes como aquela, muito provável que o próprio moreno o esfolasse na pancada em algum momento, sem contar que algum dia poderiam acordar e ele não passar de uma peneira de tantos tiros que Teresa poderia lhe dar.

Ele se aproximaria de Ada em algum momento que pudesse falar com ela, sem ser ouvido pelos demais - Ei, eu já esperava que não fossem lá grande coisa, mas esse Shiro ai vai ser um baita problema! Será que a ruiva ali ficaria muito brava se a gente "esquecesse" ele aqui na ilha?! Quem sabe fingir que ele também é um refém e nos livrarmos dele junto dos outros três ali! Olhe o estado de Hikari! A revolução acabou por causa dele e ele bateu no peito com orgulho por ter feito tamanha merda! Não sei não em... - Como eram íntimos de sua irmãzinha, Leon tentava é jogar a bomba nas mãos dela, pois... não seria melhor resolverem aquilo como amigos, do que um moreno brutamontes com olhar sempre sacana, que acabava de se juntar aos demais?! Depois de dizer o que tinha pra falar com Ada, finalmente ele iria dar uma olhada no navio. Não via a hora de poder zarpar e usar um pouco do que aprendera sobre navegação, por mais que não passasse de um amador no assunto, ficava empolgado com a ideia de desbravar esse mundão a fora, cheio de rabos de saia para se conquistar.

O estado daquela embarcação se revelava não muito promissor, mesmo aos olhos nada treinados no assunto, de Leon. Dois quartos pequenos, sacos de dormir, ele até mesmo diria que a madeira deixava claro os tempos sendo castigada pela maresia... Só podia esperar que ela não afundasse até que chegassem a próxima ilha. eles estavam em três mulheres, uma criança e três homens, dois se conseguisse se livrar de Shiro "Nada mal, pelo menos as coisas devem ser mais bonitas assim, já que uma é minha irmã e outra gosta da mesma fruta que eu! Tendo Teresa já deve estar pro gasto, já que o caolho e o babaca não fazem frente para tudo isso aqui!" Se divertia com seu próprio pensamento ao imaginar como as coisas poderiam ser. Deduzia que não precisariam ficar separando entre quarto masculino e feminino, queria um quarto só pra ele, claro, mas por enquanto era o que tinham, então para a noite a sala de máquinas podia ser um ótimo lugar para... Bem, os barulhos poderiam ser abafados pelo maquinário. Tomaria dois sacos de dormir para si e os deixaria separado ali no lugar, dizendo a Teresa - Acho que vai ser o jeito para termos um pouco de privacidade mais tarde! Não acho uma boa traumatizar mais ainda a pequenina Hikari, não?! - já deixando claro suas intenções. Se fosse pra dormir mesmo, depois eles poderiam até mesmo se deitar no convés ou na proa, já que eram sacos de dormir, a temperatura não deveria atrapalhar muito, deduzia.

Com seus preparativos em forma, eles esperaria que todos também o fizessem, se tudo estivesse em ordem aqueles reféns continuariam cooperativos, até que pudessem descartar eles, como o fariam, deixaria para Ada convencer Nirvana que não valia a pena matá-los, pois é o que esperava da sedenta por sangue. Faria os preparativos para poder zarpar, arrumaria velas, checaria o que pudesse e agora aguardaria o desfecho dizendo a Teresa - Então... Vai me ensinar a ler?



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
Ashrya L. Winter
Pirata
Pirata
Ashrya L. Winter

Créditos : Zero
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 22/06/2012
Idade : 26
Localização : No Mar.

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyQua Maio 23, 2018 9:51 pm







Baby let’s go. I won’t take it slow.




What do you think we're made of?


Nirvana ouvia a garota que agora tomava conta de Hikari, bufando impaciente com aquelas condições ridículas de sempre e dando-lhe as costas. Porque os melhores sempre ficavam presos? Certo que tinha toda aquela palhaçada de lobo com máscara de ovelha, mas era ridículo. Sua maior revolta era o fato de sua mãe ficar presa por trás de uma máscara, e agora Hikari era mais uma, a diferença é que aparentemente a musica sempre surtaria quando se vesse tendo feito ou fazendo algo violento. Um peso tanto quanto seu irmão desmaiado daquele jeito.

- Ótimo.

Rosnava, basicamente. Sua feição agressiva mudava para uma preocupação que ardia em seus olhosquando parava  para olhar aquele de seu sangue caído no chão, e pouco a pouco a compreensão vinha; mesmo contra sua vontade. Uma sensatez que não lhe era comum.

Pegou os objetos deixados pela médica e, imitando a forma como ela fez em Hikari, ou pelo menos tentando, limpava e aliviava o ferimento em seu irmão tacando o líquido por cima sem se importar se ia doer, e limpando os arredores antes de ajeitá-lo mais uma vez e amarrar uma mão do mesmo na outra, assim como os pés, como se fosse um prisioneiro. Era uma decisão difícil mas não teriam condições de cuidar dele, e ele relutava tanto com aquela vida que... talvez fosse melhor deixá-la simplesmente ir. Uma sombra em seu rosto denunciava o quão difícil era para a ruiva dar as costas ao irmão mais velho:

- Vamos fazer os civis ajudarem a carregar, depois de tudo pronto, largamos eles aqui e vazamos dessa ilha. Shiro... vai ser melhor que ele fique, ele nunca quis isso para a vida dele mas vive me seguindo pra cima e pra baixo como se fosse responsabilidade. Se eu desaparecer, ele vai poder viver em paz e parar de fazer cagadas.

Disse, seguindo na direção do barco com o machado sobre os ombros e gritando para os civis ela mesma com uma expressão de poucos amigos no rosto e balançando o machado:

- OOOOOOOE!!! VERMES!! SUBAM AQUI E CARREGUEM ALGUMAS COISAS. SE TODO MUNDO COLABORAR NINGUÉM VAI PRECISAR DAR BOM DIA PRO MEU MACHADO OU VIRAR ESCRAVO DE NAVIO. NÃO QUERO MESMO TER QUE VER A CARA FEIA DE NINGUÉM DE NOVO. E DEEM UM JEITO NO OUTRO IDIOTA QUE SE MACHUCOU AQUI. ANDEM LOGO!

Gritava mantendo uma distância deles com o machado em mãos e o olhar afiado e atento para qualquer movimento suspeito, que ela puniria com nada mais nada menos que uma bela cravada do machado na parte mais visível do infeliz, puxando violentamente de volta sem ligar de abrir um sangramento grande, gritando: CONTINUEM! Se tentassem avançar contra ela, ficaria atenta para esquivar-se e estar sempre em um terreno mais alto ou sem permitir que a circundassem para não ficar sem saída; não confiava no que poderiam estar tramando. A ruiva estava segurando bastante raiva de ressentimentos naquele instante, por mais que seu sonho estivesse começando ali... o seu peito estava apertado. O "Idiota" machucado indicado era o próprio Shiro, que mostrava para os civis como se fosse um refém, uma decisão dela. Não carregaria nada, apenas escoltaria os civis para que eles fizessem o trabalho brutal. De malas já havia carregado o bastante naquele dia.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 56
Warn : Critical Acclaim - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 EmptyTer Maio 29, 2018 3:13 am

Décimo primeiro post narração

Grupo o/



Leon havia encontrado o que havia sido pedido a ele, sendo assim possível para que Teresa pudesse tratar apropriadamente Hikari do ferimento que ela havia ali causado a si mesma, ainda um pouco distante do local de onde o garoto estaria, ela teria de dar alguns passos para mais perto, para que pudesse constatar que de fato o rapaz havia achado e confirmaria com a cabeça, antes que pudesse pegar de sua mão as coisas e pudesse rapidamente agir, enquanto isso, o moreno pensaria sobre o que havia acontecido e como de tudo que ali havia acontecido, como Teresa havia sido pelo menos uma coisa boa que ele poderia levar ao seu lado.

Na mesma sala, Nirvana que havia passado por diversas experiências que poderiam ali deixar seu volátil humor ainda pior a faziam refletir sobre a verdadeira natureza de Hikari, comparando-na a própria mãe, como se a pequena criança tivesse o potencial para que pudesse servir para os próprios propósitos, mas apenas em situações extremas e naquele momento isso não a diferenciaria de Shiro, que até então não havia se provado útil ao grupo, indo na direção oposta. A ruiva tentaria repetir o que havia visto, tanto levando como base o próprio tratamento que havia sido feito mais cedo, assim como o que ela via ser feito com  Hikari a sua frente, seu trabalho não era nem de longe perto daquele feito pelas mãos de uma profissional, era bem rústico e seria possível ver o corpo de Shiro dar sinais em resposta a dor, mesmo que ele não estivesse consciente no entanto havia sido ali novamente a decisão mais inteligente a se tomar pois isso poderia estabilizar o quadro do rapaz. Diferente de quem não era parte da família, a decisão de Nirvana não era fácil para que ela tomasse, deveria ali pensar sobre o próprio bem e o do grupo, assim como também o do próprio irmão a vida de pirataria talvez não fosse para todos e talvez ações desse tipo pudessem eventualmente ceifar a vida do grupo no futuro, estava decidida e com isso restringiu Shiro, que ali devido ao seu estado não poderia evitar o próprio destino.


Suas palavras seriam duras, mas representavam a realidade e ela parecia estar preparada para levar as próprias palavras como sua realidade. Leon ajudaria a carregar o máximo que podia consigo em relação ao tesouro que haviam coletado e alguns suprimentos, e em relação ao gracejo dele era possível que ele pudesse ver a garota ali sorrir, dando a ele o sinal verde de que pelo menos a noite lhe seria gentil. Ao ver os civis ali ele havia deixado oalerta sobre o que poderia causar a resistência aos comandos e era possível ver que quando ali a ruiva havia chegado  nenhum deles eram capazes de contrariá-los naquele momento os ajudando a  levar as coisas para o navio, no entanto o menor deles quando havia visto Shiro ali amarrado, vendo as feridas que ele tinha, com a voz trêmula acabaria pensando alto.

-E-Esse daqui precisa de tratamento.V...Vamos terminar logo com as caixas para que eu possa cuidar direito dessa ferida…


E com suas palavras todos ali se mobilizaram para que pudessem terminar as tarefas o mais rápido possível e havia se provado inteligente a idéia que Nirvana havia tido de deixá-lo amarrado como se fosse um prisioneiro, assim garantiria que ele pudesse alcançar cuidados médicos e ter ajuda, mesmo depois que eles pudessem partir em suas ações faria com que o abandono ali garantisse ao rapaz as melhores chances para que ele sobrevivesse e pudesse seguir uma vida dentro dos seus próprios padrões, sem que ele pudesse seguir a ela e por fim acabasse em uma situação pior.


Leon havia nesse mesmo instante aproveitado para que em uma parte mais reservada pudesse discutir sobre qual seria o destino que poderiam atribuir a Shiro, sem que naquele momento pudesse saber que a própria irmã dele já havia tomado a decisão mais difícil e mais inteligente e talvez ali naquele momento ele não tivesse a resposta de sua irmã e se tivesse talvez não fizesse diferença ao momento em que ele havia saido para que pudesse explorar o navio, pudesse ver que Shiro não mais se encontraria junto a eles, o que poderia ou não fazê-lo perguntar a Nirvana no momento em que eles pudessem cruzar seus caminhos mas naquele momento, seus pensamentos se dirigiam ao estado daquele barco, esperava que ele pudesse alcançar o destino antes que afundasse. Havia ali visto que haviam dois quartos pequenos, queria um para ele mesmo mas não pareceu que discutiriam sobre isso no momento, em seu coração havia a perspectiva do que poderia vir como um sinal de esperança, ou seria melhor descrever como luxúria? Teresa o acompanharia e o ajudaria a ajeitar na sala do maquinário os sacos de dormir, pareceu se divertir com o que poderia ver e era provável que ficasse claro a Leon que ela queria tentar concentrar a sua própria cabeça nas coisas boas ao invés da dor, o que era um sinal positivo de que seu coração machucado poderia ser curado com o tempo e com as atitudes as quais ele parecia saber guiar de forma perfeita até então, frente ao seu comentário ela ali naquele momento daria a ele um sorriso completo de desejo, enquanto mordeu o lábio inferior levemente.


-Espero que você consiga acompanhar meu ritmo, se não vamos dormir.


Disse a garota o olhando em seus olhos, sua voz era manhosa e sedutora ao mesmo tempo, carregada de malícia que só aquela situação poderia ter e naquele momento ela ajudaria a organizar o resto das coisas, enquanto  o próprio Leon poderia ajudar na parte da navegação, para que  Hari pudesse pilotar e enfim pudessem zarpar. Um vento frio iria bater sobre o lado de fora da navegação e logo poderiam começar a se afastar para que seguissem na direção do amanhã, sobre um futuro incerto e sobre as águas que agora pareciam muito mais tranquilas, para que Ada, Leon, Teresa, Hikari e Nirvana pudessem navegar caso pudessem olhar para o céu poderiam vê-lo bem limpo e estrelado, facilitando a navegação de quem fosse cuidar dessas tarefas e assim que já tivessem zarpado, Leon havia ali encontrado com Teresa que subiria para ver como estavam as coisas, convenientemente com um livro nas mãos, referente ao manual do funcionamento do motor olhando o moreno nos olhos frente ao seu pedido, onde ela suspirou enquanto acabou levando o livro para próximo do próprio peito com uma das mãos, enquanto ajeitava o cabelo com a outra.

-Não sou realmente um exemplo de professora mas, posso te ensinar não só a ler como o que mais você tiver interesse grandão.

Diria a garota em um tom firme, Teresa certamente não estava com a cabeça completamente no lugar, mas era uma mulher forte ao poder ficar ali a sua frente e focar-se no que viria ao invés do passado, se permitindo e o permitindo que ambos pudessem descontar suas próprias frustrações, a garota esperaria que o rapaz a guiasse para que pudesse enfim ajudá-lo, tinham algum tempo livre dentro da embarcação e poderiam aproveitá-lo como quisessem, desde que pudessem manter o barco no curso.


Ferimentos:
 

Considerações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Critical Acclaim - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Critical Acclaim   Critical Acclaim - Página 11 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Critical Acclaim
Voltar ao Topo 
Página 11 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: