One Piece RPG
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bell Farest
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:25

» Helves
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:22

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 18:53

» O Segredo de Um Ladrão
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:11

» Art. 5 - The hunt is on
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:10

» Cap.1 Deuses entre nós
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 18:09

» The Hero Rises!
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:21

» VIII - The Unforgiven
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:10

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Far Hoje à(s) 16:17

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:52

» Vol 1 - The Soul's Desires
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 15:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Furry Hoje à(s) 13:22

» Seasons: Road to New World
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:55

» [FICHA] Sonny Delahunt
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:10

» Sonny Delahunt
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:09

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Oni Hoje à(s) 08:33

» Meu nome é Mike Brigss
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Oni Hoje à(s) 08:18

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Hisoka Hoje à(s) 03:24

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 01:54

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 01:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Stranger Family - Wild Tide

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 68
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQua 03 Jan 2018, 19:05

Relembrando a primeira mensagem :

Stranger Family - Wild Tide

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) piratas Royce, Raksha e Ken Rock. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Layla Morningstar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador


Data de inscrição : 21/03/2017

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyTer 09 Jan 2018, 11:17

Avançando para a Grand Line



Post 2




"Se existe um começo, existe um fim, Isso é regra. Pode até ser triste, mas ficar triste só porque é o fim não faz meu tipo. Por ser o fim, é melhor bagunçar ainda mais. Assim, independente de como seja o final, podemos terminar sorrindo."” - (Dante)




A ruiva agora precisava de foco, ela desde o começo ficaria ali perto do timão com o careca, ela estava um pouco nervosa com a ideia de subir a reverse mountain algo comum para qualquer navegador, entretanto estava emocionada também, era seu primeiro desafio realmente grande por vir, ela havia pilotado barcos de pesca e mercantes de Shells pra Down e as vezes pra conomi mas nada como aquilo ali, era algo diferente.

Entretanto nem tudo são flores se um estranho ser azulado que parece um galo se aproximasse dela, criatura que já havia visto mas não tinha interação ainda, e bem, ele falava coisas e mais coisas, a ruiva de fato estranhava aquilo, não era como os homens que costumeiramente a cantavam ou que tentavam alguma coisa, tinha um tom irritante de fato, talvez pela escolha de palavras do galináceo,  entretanto ela faria assim como com Aleister em conomi, que vivia fazendo esse tipo de cenas em situações de tensão apenas ignoraria o fato e o responderia cordialmente. - Não obrigada, tentador mas tenho outros planos, espero que seja bom com as mãos em, elas podem lhe ser ótimas esposa no futuro.- depois apenas focaria no trabalho ela pensava bastante em aprender alguma coisa pra tratar loucos, ela atraia esse tipo de gente aparentemente.

Aproveitaria o primeiro tempo calmo para procurara um mapa ela então perguntaria por ali se alguém continha um ou qualquer coisa do tipo, seria útil para a viagem e de certa forma. - Alguém tem um mapa por ai? - Falaria em alto tom, entretanto se o felino chegasse a mim antes apenas abriria bem os olhos e pediria o mapa. - Posso ver? Eu estava atrás disso. - Terminaria pegando o mapa quando ele entregasse e o abriria, um sorriso se faria no rosto dela nesse momento, por algum motivo ela gostava de mapas, sempre que abria um ela se sentia relativamente animada pra observar o conteúdo, passaria a vista por cima, e logo pegando a bússola usaria ela para conferir a direção e estabeleceria a melhor rota pra lá. Então repassaria as instruções rapidamente a torreto, sempre que possível, estaria também prestando atenção no tempo, era importante para ela que eles não fossem pegos de surpresa.

Caso o tempo começasse a mudar conforme avançássemos e mostrasse tempestuoso, guardaria o mapa comigo para que não fosse danificada, a partir faqui com uso da luneta continuaria observando o horizonte sempre conferindo também a bússola para que dessa forma pudesse manter a direção, já que agora sem o sol não haveria uma rota fixa, sempre passando as informações necessárias para torreto de pra onde virar ou seguir., rapidamente pediria para que todos reduzissem a área das velas, para que fosse possível ainda termos algum controle sobre o barco. - Reduzam as velas!! Ou perderemos o controle do barco.- Falaria rápido, mas com o suficiente pra todos entenderem o que estava sendo dito, me aproximaria da sirena se pudesse a ver por ali. - Eu gostaria de ter sua ajuda por aqui, precisamos achar a correnteza certa, acho que se alguém com uma certa afinidade ao mar ajudar poderia facilitar bastante pra gente.-Falaria olhando pra ela esperando uma resposta da mesma. Se ela decidisse por ajudar iria junto com ela para tentarmos colocar o navio no curso, e dessa forma podermos adentrar na reversse.


Citação :
Finalmente postei.

I Am a Driver:
 

Objetivos:
 

Histórico de Layla:
 

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQua 10 Jan 2018, 05:39

Avistando a entrada


O navio partia da doca direcionada agora a grand line, Royce que observava a bandeira subia a colocando no mastro, ele falava sobre possivelmente pre o caminho inicialmente era calmo, a comida estava na mesa colocada por Cassandra, o Lince se aproximava a pegando agradecendo e posteriormente sentando em um caixote. Ele partia comendo, não demorava muito ate o tritão treteiro aparecer por ali também, ele elogiava a sirena de uma forma um tanto invasiva, ela se assustava apenas com a chegada repentina dele, e posteriormente quando ele terminava sua cara mostrava que havia estranhado tudo aquilo, entretanto apenas agradecia os elogios e negava a ideia dele. - Obrigado pelos elogios, mas acho que tenho outras coisas pra fazer.-ela esperava ele se afastar um pouco dali e era possível ver um pouco da maldade no olhar dela, o tritão precisava de disciplina ela pensava.

O Lince nesse momento aproveitava para dar uma palavrinha com ela, que concordava plenamente com a ideia do lince. - Se o galo quer milho, ele vai ter milho.- Ela fazia uma expressão sombria no rosto quando falava isso e depois voltava ao seu sorriso normal. O tritão ainda não satisfeito com seu trabalho de encher o saco da tripulação agora ia pra sua próxima vítima, a ruiva, entretanto mesmo com tudo que ele falava, ela praticamente não fazia muito, apenas dava uma resposta que considerava apropriada. Royce que tentava acalmar um pouco os ânimos fazia um leve momento de descontração, afinal brigarem entre si naquele tipo de momento não era nem mesmo um pouco viável, depois disso as pessoas se afastavam um pouco dali o momento que ele usava para falar com a sirena.

A pergunta que ele fazia era interessante, e ela lembrava bem do ocorrido. - Bem quando o barco chegou em Illusia estávamos prontos pra partir, mas eu acabei ficando doente, então não tínhamos como partir comigo naquele estado, pedi pra que eles fossem embora sem mim, mas então eu fiz uma última refeição pra eles antes de irem.- Ela olhava pra a comida que estava pra todos comerem ali perto e então apontava pra ela prosseguindo.- Era bem parecida com ela, ai bem.. Sabe o veneno… ele bom… não estava na comida deles, mas, ainda assim, quando se aproximaram da montanha, a correnteza era muito forte, e puxava o barco pra fora do curso, ele ainda acertaram adentrar mas na última puxada o barco se chocou na lateral e foi destroçado, só um deles sobreviveu e me contou o que tinha ocorrido.- ela completava a história, por fim, depois de ouvir o triste comentário do lince sobre não ter arrependimentos, uma leve piada talvez tentando distrair ele. - É pobre piloto, tava tão acostumado a dirigir envenenado que quando estava bem bateu o barco.

Enquanto isso o tigre estava em conversa com os dois minks ele falava na realidade sobre seu pesar na consciência, ele queria saber sobre o que havia acontecido por lá (Lily). -Ela foi tratada e ficou pra se recuperar mas o resultado disso demorará um pouco pra termos certeza do que ocorreria.- ele apenas prestava seu respeito a tal e depois perguntava sobre o que ambos queriam fazer, Ezequiel era o primeiro a falar sobre tal. - Ainda não tenho o rumo certeiro pra mim, mas tudo depende de onde ficarei, escolherei uma ilha na viagem e me instalarei por lá, se preciso contatarei os revolucionários daqui, ainda tenho contatos importantes entre eles.- ele completava o que queria dizer e se colocava a espera da jovem moça se pronunciar, entretanto ela não tinha pensado muito, praticamente quase nada. -Bem eu não me decidi, por enquanto eu só quero viver livre- era um ponto interessante para ambos mas Raksha mudava o foco logo que lembrava da sua máquina a mostrando e perguntando.

O tritão puto profissional chegava onde eles estavam bem ali, e tomava das mãos do tigre a planta dizendo que conseguia entender e claro encaixava um xingamento no meio se não, aquele não seria ele, que, por fim, o tigre falava então de seus sonhos após a passagem breve do cação luminoso e recebia uma leve brincadeira por parte da mink. - Pequeno? Um tanto irônico um homem de 3 metros me dizer isso haha.- Ela tinha um leve sorriso descontraído no rosto enquanto dizia tal. Já ali em outro canto Royce apresentava o mapa para os dois pilotos on fire perto do timão. - Olha esse mapa pode realmente dar uma nova vida as coisas hahaha.- torreto mal terminava de falar e a ruiva fominha passava a mão no mapa e começava a traçar rotas eles precisavam seguir a leste por ali e ia repassando tudo ao piloto veloz que atendia aos comandos instantaneamente, mas outro tópico importante estava com Royce por ali como seu navio teria ficado. -Bem o navio está realmente ótimo, talvez pudesse ser ainda mais rápido, mas essa é uma opinião de gosto pessoal.- completava o careca que agora fazia um giro um pouco brusco do leme pra esquerda, aparentemente a correnteza estava ficando mais forte, os tempos de calmaria pareciam estar quase se findando.

O azulado aproveitava ali os últimos tempos para pegar seu prato de comida, ele partia para comer, Cassandra que ainda estava ali perto. - Bom lanche, o gosto deve estar especial hoje.- completava ela com seu sorrisinho macabro. Ken comia tranquilamente seu lanche realmente estava muito gostoso, entretanto ele sentia algo estranho na barriga, mas por enquanto nada demais. Os tempos agora começavam a mudar a ruiva sempre atenta percebia de cara, as nuvens negras cobriam os céus e vento ficava mais forte enquanto as correntezas estavam cada instante mais loucas, ela repassava a ordem para diminuírem as velas. O tritão baleia que estava la perto, rapidamente corria e começava com esse trabalho os passos fortes e pesados dele eram ouvidos no chão do barco mas ele rapidamente auxiliava.

Raksha que estava a algum tempo meditando depois da conversa voltava para a realidade e saindo de seu cômodo partia para perto do timão, sempre cuidadoso com as viradas de barco, o engenhoso lince usava de suas garras para ajudar Goratiks com as velas, ambos faziam um bom trabalho por ali, Torretto mesmo sendo uma montanha de muculos demonstrava certa dificuldade para mover o leme, a correnteza puxava com toda a força. A ruiva então gritava mais uma vez com instruções eles estavam saindo da rota, e o tigre logo saltava no leme ajudando o fortão a mover ele para a direção correta.

As duas forças somadas ajudavam a que tudo saísse como deveria, a chuva lavava o chão do barco eram gotas fortes que tornavam tudo mais escorregadio, no momento agora a ruiva com sua luneta avistava que a rota estava certa, a sirena depois de chamada por ela comparecia ao lugar. - Posso tentar ajudar.- ela fechava os olhos em concentração ela sentia o mar fluir como se fosse seu próprio sangue e logo repassava.- A direita, a corrente fica pra lá.- A ruiva confirmava com a cabeça e os dois gigantes moviam o leme para tal. Enquanto isso ken sentia a forte dor no estômago, a comida precisava sair, e ele sabia disso, quanto mais tempo ele aguentaria segurando a coisa? Bem descobriremos em breve.

O balanço do barco ficava cada vez mais forte o que lançava Ken para uma das beiradas batendo com um forte impacto, ele não sofria ainda danos sérios mas sabia agora que, com certeza, precisava se fixar em algum lugar, mas outra coisa chamava a atenção de todos ali naquele momento, a imponente red line estava bem a frente deles, a parede gigantesca, mesmo que olhassem pra cima eles não viam seu fim pois adentrava as nuvens. Vários redemoinhos estavam em torno delas o barco estava na linha e precisava ser mantido nela. A distância ali a ruiva com a luneta via a passagem era uma entrada relativamente “estreita” para se entrar, não literalmente mas visto a situação de o barco ser puxado para fora da direção, a subida estava prestes a começar, o leme sendo segurado pelos dois precisava se manter firme ou acabariam estraçalhados na parede.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQua 10 Jan 2018, 12:56




Royce

Fury Furry



O jovem gatuno ficou um bom tempo pensando nas palavras de Cassandra após a conversa que teve com ela. Na verdade ele acabou ficando com aquela cara de paisagem enquanto pensava que havia convidado uma cozinheira que envenenava a comida, mas depois de pensar algum tempo percebeu que não era sempre ao acaso, pois recordando-se das palavras dela para o tritão o jovem viu um sorriso crescendo nos lábios....

- Vai ser uma travessia interessante, nyanyanyanyanyanyanyanyanya - ria aproveitando-se dos últimos momentos de tranquilidade. A real calma antes da tempestade.  

Molhado até os ossos o jovem se via desprovido de humor, ao menos até começar a avistar a imensa muralha vermelha.

- NYANNNNNNNNNNNNNn... - o som continuou enquanto ele continuava inclinando a cabeça para o alto a fim de enxergar o monumento a sua frente. - Vamos todos morrer-gara. - Disse em um súbito acesso do humor mórbido de Cassandra. - Bom... Acho que é a hora nyan. - prendendo bem a vela na posição que estava e aproveitando-se dos minutos que restavam-lhes ainda nesse mundo Royce com cuidado foi até a corda da Jolly Roger.

Erguendo a bandeira até o alto do mastro frontal ao tempo que virava-se para os seus companheiros, não tão companheiros a bordo.

NYANNNNN! - Gritou para chamar a atenção enquanto a bandeira subia. E se pelo menos alguns o olhassem e lhe dessem alguma atenção prosseguiria. - Alguns a bordo eu ainda não conheço. - grita para se fazer ouvir por sobre o clamor da tempestade. - Não sei seus motivos, ou motivações, não sei por que vieram ou para onde vão e muito menos de onde vieram. Mas isso agora já não importa, pois enquanto cada um estiver dentro do navio seremos como uma família.... - pensou um pouco melhor e completou. - Uma estranha família. (Strager Family) – deixou uns segundos a palavra no ar e então continuou. - Tudo que eu quero é ser livre, e enquanto estiverem no navio são todos livres, mas só ficaram enquanto respeitarem a liberdade dos outros.   -Era apenas um aviso, um aviso da única regra que desejava abordo da embarcação, não havia qualquer outra condição, não havia qualquer outra amarra. Enquanto estivessem ali dentro só precisavam respeitar o espaço um do outro e sua liberdade. Amarraria a corda mantendo a bandeira no alto e depois olharia para o oceano e sorrindo diria. - Vamos surfar essa maré selvagem.


Voltou-se novamente para aquele enorme desafio e embora a chuva fosse gélida o seu sangue fervia pela antecipação.

- Não nos mate navegadora-gara. - diria em um grito animado.  Imaginava já ter feito o que podia, e agora era só esperar o que viria, pois a forte correnteza os levaria para o maior mar de todos, ou os mataria.

Seguraria-se bem junto as velas, usando as cortas amarradas como apoio junto com o mastro, onde deixaria suas garras cravadas para se firmar e esperar o momento decisivo.

- Segurem-se! - gritou naquele momento.

O momento aguardado havia finalmente chego, quando a incoerente subida começasse e a sensação de aumento de velocidade tomasse conta daquele momento o jovem gritaria.

NYANNNNNNNNNNNNN- cravando ainda mais fortes as garras no mastro. Afrouxando-as um pouco apenas quando se acostumasse a sensação de velocidade.

- O que vai acontecer quando chegarmos-gara ao topo? - não havia se dado ao trabalho de pensar antes nisso, mas agora que já não havia mais volta a realizada o atingiu. - vamos cair-gara? - seu coração martelava no peito diante da perspectiva do desconhecido, daquela emoção de ver algo que nunca havia visto.


As pedras voavam por sua visão ao olhar para o lado tentando ver os contornos da montanha.

Mas ainda que emocionado e tomado por aquele sentimento o jovem se manteria junto a vela o mais atento que a situação lhe permitisse para atender a alguma ordem de ajuste de vela, cuidando ele de uma dos lados da vela, enquanto o tritão baleia ajudava no outro, pois poderia ser emocionando, mas ficar vivo era ainda a prioridade.



O navio provavelmente transpassara as nuvens, nesse momento o jovem brincalhão não resistiria e abriria bem a boca.

- Será que tem gosto de algodão doce? AHHHHHHHH- Obviamente se encontraria decepcionado após a saída das nuvens. - Ehhhhhh, é só água....


A ansiedade em enxergar o topo estava no limite e por isso gritaria a todo os pulmões quando finalmente o avistasse.


- EU-GARA VEJO O TOPO NYAN! - gritaria arregalando os olhos para ver e segurando-se mais firme do que antes completaria. - É agora que vamos MORRERRRRRR.


Agora era so rezar.


”objetivos”:
 

Histórico:
 

”Dados da Ficha”:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




Última edição por GM.Furry Men em Qui 11 Jan 2018, 12:11, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Layla Morningstar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Layla Morningstar

Créditos : 15
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 21/03/2017
Idade : 23
Localização : Conomi Island - East Blue

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQui 11 Jan 2018, 08:31

Avançando para a Grand Line



Post 3




"Se existe um começo, existe um fim, Isso é regra. Pode até ser triste, mas ficar triste só porque é o fim não faz meu tipo. Por ser o fim, é melhor bagunçar ainda mais. Assim, independente de como seja o final, podemos terminar sorrindo."” - (Dante)



A forte tempestade tinha sido ate mesmo maior que a ruiva esperava, e as histórias eram reais, não que ela fosse cética, mas são coisas ditas que as vezes é difícil de se acreditar, aquele tempo os redemoinhos, ate mesmo a forte correnteza puxando nem mesmo o Toretto estava conseguindo manipular o barco sozinho, isso a deixava em êxtase, mas, ao mesmo tempo, tinha um tom de último feito, aquele pequeno momento final, o vento forte e a chuva marcariam como a música para esse réquiem.

O tigre enorme partia dali ajudando o careca a girar o leme quando preciso era uma força importante a adicionar ali, ela pensava, Royce seguia as ordens para as velas junto com o tritão gigante que estava por ali, mas a coisa que mais a impressionava era ver literalmente a montanha aonde a água corre ao contrário, era uma coisa impressionante, que apenas demarcava ainda mais o quão a jovem ainda tinha que aprender, o mundo era realmente tão fantástico quanto as histórias de seu pai, e era muito diferente enxergar com os próprios olhos o que a rata de biblioteca compreendia apenas nos livros.

Aquilo a fazia ao mesmo tempo ter aquele pequeno conflito de pensamentos, o que fazia ela ter ficado tanto tempo nos blues se a aventura estava bem ali na sua frente, mas o que fazia também ela sentir prazer em uma situação de vida ou morte, isso a intrigava de fato, não deveria ser de normal escolha pra a maioria “Eu estou aqui pai, eu cresci” ela abriria os braços naquele momento sentindo a chuva cair sobre eles, por mais que sua visão não se voltasse para cima, não ainda, olharia para as velas precisava ter certeza que ambas estavam em uma forma similar, um desajuste em uma poderia facilitar que o barco fosse arrastado, caso notasse algum erro nelas diria. - Ajuste a vela, a da esquerda(Ou direita) está mais aberta, seremos puxados!!- falaria alto pra que todos pudessem ouvir, afinal Goratiks tinha ido pra lá da outra vez, se ele estivesse por lá ainda seria mais fácil ajustar, ficaria sempre de olho para esses detalhes.

Observaria o curso sempre que possível, dependendo da distância usaria a luneta para ver a entrada observando se o curso estava correto para a entrada e se notasse desvios no mesmo pediria para os dois que estivessem no leme para consertar a rota. - O leme pra esquerda (ou direita) estamos saindo do curso. - observaria ate que estivéssemos de volta nele e então avisaria. - Aqui segurem firme.- e continuaria prestando sempre atenção nisso caso notasse os desvios então sempre corrigiria pedindo que ajustassem novamente.

Quando o lince subisse no mastro apesar de a ruiva não virar seu rosto pra olhar ela atentaria seu ouvido a cada palavra, sua curiosidade a fazia querer olhar, ela inicialmente apenas ouviria tal, mas logo quando sua curiosidade vencesse ela viraria o rosto para o alto olhando a proclamação do lince, ela então falaria quando o final da fala dele tivesse se dado. - Pode deixar, eu ainda quero ver o All Blue, morrer aqui não é o que quero pra hoje, vou dar meu melhor, mas se acontecer jantaremos juntos na outra vida.- um acesso de humor tomava conta dela a fazendo gargalhar depois da fala, era uma mistura do nervosismo com a excitação e talvez um pouco de ansiedade do que os esperava do outro lado da montanha, mas o medo tinha realmente desaparecido dela depois daquilo, ela começava a lentamente abraçar aquele destino que a cercava, não era como se fosse se entregar, continuaria a lutar pra ter tudo que desejava, mas aquela era a coragem pra receber de braços abertos o que acontecer ao final.

Se conseguissem, por fim, colocar o navio na entrada, seguraria bem na coisa mais próxima e rígida por perto, para que pudesse se manter firme mesmo com o aumento de velocidade, talvez fosse o mastro ou alguma outra coisa, só evitaria o leme já que esse poderia ser um problema, mesmo que agarrada a algo colocaria a visão voltada a frente sempre tentando sentir o vento que poderia vir no rosto, e observar a maravilha que era, a ideia de uma montanha que sobe ao contrario.


Citação :
E saiu mais um post

I Am a Driver:
 

Objetivos:
 

Histórico de Layla:
 

Legendas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Furry Family:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ken Rock
Pirata
Pirata
Ken Rock

Créditos : Zero
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 9010
Data de inscrição : 27/05/2015

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQui 11 Jan 2018, 13:11

A tempestade começada, a chuva tomada conta do cenário, praticamente de uma hora pra outro tudo estava se auto fodendo, inclusive o meu estômago, o céu que antes não apresentava um pingo de chuva estaria estranhamente perverso. Não conseguiria em pensar em quase nada até o momento em que não sentia mais o chão em meus pés...

“Mas que caralho, será que finalmente aprendi a voar?”...


Era óbvio que não, pelo menos naquele momento! Nada seria impossível para mim e era nisso que eu sempre me apaguei. Mas no momento conseguia apenas me segurar nas madeiras da lateral do barco. A pancada, parecia não ter me causado nenhum dano,  apenas aumentou ainda mais a sensação de extremo desconforto que fazia minha boca salivar ainda mais... – Mas que porra é essa caralho!,

Me rastejaria até a corda mais próxima, antes de me segurar nela, notaria se a mesma estivesse amarrada em algum lugar seguro e depois daria alguns puxões na mesma e a seguraria com a força que tinha naquele momento, afinal de constas eu era o cação luminoso porra e não poderia me dar ao luxo de perder a subida daquela montanha de merda!

Prestaria atenção nos comandos da navegadora e em seguida olharia para o Gora, caso ele ainda não tivesse tomado as ordens da mesma eu gritaria com mesmo... – Ta esperando o que caralho? A merda de um convide prum bailinho de merda porra! Faça logo o que ela disse ou iremos no fodeeurrrrguhhhh... daria uma singela golfada ao término da frase.

O mar estaria incrivelmente agitado e em todos esses belos, maravilhosos, graciosos, exuberantes, longos magníficos, deliciosos, gloriosos, esplendidos, imponentes, extensos e pomposos anos de vida, nunca havia visto algo tão nervoso sem menosprezar a correnteza que subia a montanha, aquilo sim era algo digno de arrancar um sorriso de minha boca. Sim, estaria sorrindo com os dentes apertados, tão apertados como as minhas mãos seguraria a corda...

Nesse momento escutaria as palavras do gatinho, com os olhos cheios de lágrimas encararia o mesmo , caso estivesse me olhando, faria um sinal de positivo com uma das mãos e pensaria fortemente comigo mesmo... "foda-se, não vou mais me segurar!"... Com uma das socaria a minha barriga
Spoiler:
 
viraria minha cabeça em direção do mar ou em alguém que estivesse próximo de minha bela pessoa e vomitaria toda a comida que estivesse me fazendo me sentir nauseado.
Como um milagre, após o vomito, conseguiria me sentir um pouco melhor e mais bem disposto, é a cura para todos os males.

- Vamo foder com essa porra da montanha ruivinha! Morrer é o caralho, vamo foder ela e mostrar que ninguém para a merda dessa família... olharia para o careca e o tigrão que estariam quase se cagando de tanta força... - E ai seu careca de merda, força nessa porra! Você tb tigrão ou prefere que a gente chame o outro (Scar) pra te provar que ele é mais foda do que você!
Realmente aquela montanha deveria ser afrodisíaca ou o medo de que qualquer erro naquela porra poderia ser a morte na certa de todos nós ali, creio que deveria ser a sensação de todos e que talvez naquele momento poderíamos estar criando laços tão fortes que nem mesmo irmãos que nasceram da mesma mãe conseguiriam conquistar!
Ao avistar as nuvens do topo meu coração bateria mais forte, o topo talvez estivesse após aquele paredão de nimbos, sacaria a minha arma e a apontaria para o céu e aguardaria!

Assim que o topo da montanha se aparentasse para nós e escutasse o gatinho histérico gritando que iriamos morrer, daria uma volta em meu braço com a corda e a seguraria com toda a minha força, sacaria a minha pistola e começaria a atirar para cima gritando!! .... – Aeeew Caraleooooo, vamo destruir essa porra toda caralho Muuahushuahuhsa, morrer é para os fracos gatinho, ninguém morre hoje com o grandioso Ken Rock!! Muuahushuahusha Gorfff...

Guardaria novamente a arma para não perde-la e limparia a minha boca esperando a próxima etapa da montanha, manteria minhas pernas ligeiramente abertas e pouco flexionadas para ajudar na estabilidade e tomar as devidas atitudes para não receber nenhum impacto ou ser jogado para qualquer lado como uma vara seca!

Olharia a minha volta para saber onde estavam todos e o que todos estariam fazendo naquele momento, caso acontecesse algo com alguém de ser jogado ou arrastado para fora do navio, faria o máximo para tentar ajudar a pessoa e minimizar os estragos, e diria palavras de incentivo para confortá-la(o).... - Seu pedaço de merda azeda da porra! Ninguém vai morrer nesse caralho de montanha! Tu ó vai morrer quando eu quiser e da maneira que eu quiser seu verme escroto, gorrrrff (na cara da pessoa).... Caso a pessoa não tivesse onde se segurar, seguraria seus cabelos voltaria a segurar na corda de maneira sorridente, talvez com um ou outro pedaço de bacon preso entre os dentes.
Histórico:
 

Dados Player:
 


Objetivos:
 

Off :
 

____________________________________________________

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 38
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptyQui 11 Jan 2018, 21:16

Os salpicos do mar que batiam em seu corpo assim como os pingos de chuva encharcavam o Tigre completamente. Plantando seus pés nas taboas abaixo de si, Raksha tentaria expandir suas garras de forma que perfurassem as pontas de suas botas e o ajudassem a se firmar no chão. Mesmo em meio àquela tempestade ele se sentia calmo, mesmo perante aquele imenso paredão a sua frente se sentia otimista. “O mar mais perigoso do mundo. É lá que fica a terra natal de meu povo (minks). Local onde o comercio de escravos acontece com mais intensidade e é até mesmo legal em algumas ilhas. Onde jaz o meu destino. Aqui vou eu.”

Esses eram os pensamentos que rodavam em sua cabeça quando se aproximassem ainda mais da Reverse Mountain. Procuraria segurar firme no leme ao mesmo tempo em que olhava ao seu redor procurando ver pontos seguros e próximos onde poderia tentar se agarrar caso algo desse errado e ele necessitasse, de forma a evitar cair fora do barco e ser levado pelas ondas. – É mais seguro lá dentro. Apesar de que estar lá iria reduzir muito a intensidade da experiência que estamos prestes a viver. Se forem ficar aqui, segurem-se firme!! – Diria para Lily e Ezequiel e depois virando para a navegadora que ainda não conhecia, reforçaria a ideia. – Você também! Segure firme em algum lugar! Seria um desastre se fosse carregada pelas águas!

Procuraria seguir as instruções da moça a respeito do leme, quando fixa-lo, quando movê-lo de forma a manter o navio em seu curso, procurando aprender através de tais direções e movimentos como melhor pilotar uma embarcação. Se em algum momento visse que não estava dando conta de firmar o objeto mesmo com o auxílio do Careca, e houvesse espaço (buraco) no próprio leme para isso, avisaria a ele rapidamente. – Vou soltar uma mão por um instante! Me ajuda a impedir que se mova! – Para em seguida puxar minha lança e passa-la pelo cabo no buraco, de baixo para cima, de forma que a mesma ficasse de cabeça para baixo e os dentes do tridente se fixassem no piso. Se não fosse possível aquela posição, tentaria outra.

Assim que o fizesse voltaria a segurar o leme com ambas as mãos procurando firmar mais ainda o mesmo e garantir que a subida seria correta. Se em algum momento a navegadora dissesse para mover o mesmo, rapidamente puxaria a lança do chão, para que a mesma não atrapalhasse a movimentação. Já se não fosse possível fazer uso da lança, Raksha buscaria a melhor posição possível para controlar o leme, nem que tivesse que ser ajoelhado.

Uma vez que a embarcação começasse a subida, ele aproveitaria ao máximo a sensação, que provavelmente seria única em sua vida. Do fundo de sua mente no entanto ele sentiu algo que contrastava com a energia positiva que sentia. Fúria, revolta. Essas emoções, ele sabia, vinham de Scar. “DEVERIA SER EU A ESTAR VIVENCIANDO ISSO!! EU!”

Apesar das palavras que surgiam em sua mente, o mink não se deixaria distrair de sua missão atual e procuraria afastar aquelas sensações para voltar a usufruir da jornada. Sabia que seu irmão não tentaria uma batalha pelo poder agora correndo o risco de matar a todos, inclusive a si mesmo. Presava demais a própria vida para isso.

Ignoraria as palavras de Ken, ou os gritos desesperados de quem pensava que ia morrer, mas caso visse o vômito de Ken vindo em sua reta, procuraria se abaixar ou chegar pro lado da melhor forma possível sem que isso alterasse sua pegada no leme. Durante a subida sentiria que existia uma força (gravidade) que puxava seu corpo para baixo, seu peso, e que a movimentação dessa cachoeira reversa ia diretamente contra ela, carregando-o junto a embarcação cada vez mais para o alto de forma que não possa ser parado. “É assim que minha determinação deve ser. Incontestável. Imparável.”

Ao se aproximar das nuvens (se houvessem) ficaria maravilhado com as mesmas e sua proximidade. E uma vez que passasse por elas e chegasse ao topo, teria um momento em que se sentiria sem peso nenhum, com tudo suspenso no ar, e naquele momento, sua mente se encheria de uma paz imensa. Nada mais importaria. Nada além daquela sensação de tranquilidade. De Nirvana.

E pensar que não seria através de dias seguidos de meditação que o levariam a tal estado espiritual de elevação, mas sim um único momento durante o percurso mais perigoso de todo o mundo.

No entanto, assim que sua sensação de peso voltasse, o momento teria passado, assim como aquele estado. Ainda assim Raksha se sentiria como uma nova pessoa, como se uma bolha tivesse estourado ao seu redor.

“Pode-se passar uma vida inteira buscando por isso, para encontrar no momento em que se deixa de procurar. Fascinante!”

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptySex 12 Jan 2018, 09:01

Morrendo na subida




A Ruiva tomava as precauções necessárias pra que a subida desse certo qualquer erro no percurso era corrigido por ela, cada desvio um giro no leme, enquanto isso Goratiks trabalhava nas velas, ele parecia ser experiente com aquilo e elas estavam ajustadas no tamanho certo, Royce subia no mastro indo para seu topo e assim hasteando a bandeira a maioria ali prestava atenção no que ele dizia exceto os dois marombeiros, ate ken que vomitava na lateral do navio olhava pra cima, era um belo discuso, e a sirena se agarrava ao mastro com os tentáculos nesse meio tempo. A ruiva inicialmente não virava o rosto pra olhar, mas a curiosidade era bem mais forte a fazendo de certa forma interagir com todo o discurso do gatuno. Aquilo marcava o começo do bando, as palavras dele de fato diziam o que eles eram pessoas livres, fazendo o que o coração mandar, uma estranha família peluda e escamada, ate tinham humanos, isso que poderíamos chamar de raças vivendo em igualdade, era uma miniatura do sonho de Raksha, uma harmonia entre todos, por mais que apenas naquele pequeno barco, era possível enxergar a possibilidade de sua utopia um dia ser a realidade que conquistará o mundo, nada mais que palavras de esperança talvez, aquela montanha parecia trazer esses sentimentos de maneira ainda mais forte, era a sensação de réquiem os últimos momentos sempre tem tons negros e tristes, mas trazem a tona a maior beleza contida nos seres os suspiros de esperança.

Raksha falava com lili e Ezequiel um breve aviso, as garras do leão já estavam cravadas no chão, aquela não era sua primeira vez nessa montanha. - Olá velha amiga.- era o que o leão dizia naquele breve momento de êxtase pessoal. Lily também se agarrava em uma das laterais do navio que finalmente estava adentrando na entrada a força tinha sido o suficiente para que eles pudessem de fato começar a subir, o navio impulsionado pela correnteza pegava velocidade, ele estava cada vez subindo mais rápido, eles não mais precisavam segurar o leme naquele momento a não ser pra segurar a si mesmos é claro.

Royce cravava as garras fortes no mastro, ele podia sentir o enorme vento que assanhava seus pelos enquanto o barco subia, ele aos pouco tomava conhecimento da velocidade, se acostumando mais e tranquilizando sua subida. Raksha ouvia a voz na sua cabeça mas scar não arriscava dessa vez era um preço que podia sair caro, a Ruiva no momento que sentia a velocidade saltava no mastro ficando agarrada do outro lado que cassandra estava, enquanto que o tritão arruaceiro, encrencava com todos enquanto colocava as tripas para fora na lateral. Eles aos poucos alcançavam a altura das nuvens, e pra decepção do lince nada mais eram que água, não foi dessa vez amigo, mas num mundo onde cachoeiras correm ao contrário, um dia você acha sua nuvem de algodão-doce.

A subida era alucinante, o tipo de sensação única de se subir aquela montanha, não era como nada que eles tivessem feito, todos já haviam de certa forma se acostumado com a velocidade ate que estava diante dos seus olhos o topo, a grande correnteza que se chocava naquela região jogava a água para cima com tremenda força, as perguntas, com certeza, entravam na mente de todos eles, mas e agora o que vem depois disso? Apesar de o único verbalizando tal era o lince grudado no mastro, e sem nem mesmo aquela chance de parar pra chorar pelo leite derramado, a barco atingia o ápice, o navio era lançado para o alto a força de tal fazia com que facilmente todos precisassem se agarrar muito mais forte os corpos eram puxados para cima pelo impacto e já no alto tragos de volta abaixo pela gravidade, era um dos momentos que passa a sensação de se estar entre a vida e a morte, ali mesmo os que se segurassem firmemente sentiriam a força que tinha aquele salto, e claro posteriormente o impacto da queda que fazia um efeito tão grande quanto o lançamento.

Agora no topo e iniciando a descida eles podiam ver era a Grand line abaixo deles, sua visão era prestigiada, a baixo das nuvens todo o enorme e famoso oceano que todos buscavam estava lá, para uns poderia ser o cemitério de piratas, para outros o início de uma nova vida distante do seus problemas habituais, e claro onde os sonhos nascem e morrem, e onde as lendas se propagam, um mundo de sonhos além do imaginável estava por lá, a montanha era apenas o começo, e aquele topo deixava isso claro, o horizonte era muito distante para se explorar ainda, agora bastava iniciar. Cassandra naquele momento carregava um leve sentimento de realização ela partia rumo aos sonhos que seus amigos não conseguira realizar, Goratiks tinha apenas uma sensação de conforto estava mais perto de casa, mesmo que esse perto fosse ainda muito distante. O Akuma bem ele. -Huuum- enquanto que Lily observava a sua frente grudada a lateral do barco, sentia a pulsação do coração aumentar, era surreal para ela, o cheiro a vista, o balanço e toda a velocidade que o barco tomava. O velho leão gargalhava incansavelmente. - Hhahahahaha eu te venci denovo- E rugia ao final, como se demonstrasse seu sinal de vitória ao mundo. Cada um deles carregava consigo suas particularidades, enquanto Ken Rock ainda no canto do navio vomitava um pouco mais do que ainda restava no estomago.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ken Rock
Pirata
Pirata
Ken Rock

Créditos : Zero
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 9010
Data de inscrição : 27/05/2015

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptySex 12 Jan 2018, 15:37

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
O enjoou ainda não teria passado como havia previsto. Provavelmente teria que vomitar muito mais para poder ficar melhor. Se bem que  daqui a pouco eu estaria do avesso de tanto vomitei até o momento. Porém, mesmo estando com o meu lindo estomago completamente violado por alguma merda que que teria comido. No topo da montanha, não poderia de deixar de olhar aquele imenso mar azul, até pelos do meu cu estariam em pé, e aquela sensação misturada com a incrível descida faria com o desconforto dos vômitos passassem, talvez! Afinal até mesmo o leão caquético estaria feliz por ter feito a porra desse caminho mais uma vez.
Ainda segurando a corda, agora um pouco mais tranquilo, caminharia até a parte central do navio e abriria os braços, deixaria a pressão do ar tocar meu sexy corpo. Sentiria como se estivesse voando ou alguma coisa similar!

- Caralho é foda pra caralho essa merda de sensa.
..... Viraria minha cabeça para traz e golfaria o máximo possível daquela porra para fora!

Assoaria as dias narinas para retirar os fragmentos de arroz e bacon, finalizaria com uma leve escarrada!  Caralho, seria essa uma maldição ou algo parecido da montanha? Precisava de ajuda e rápido e nesse momento de desespero um flash passou pela minha cabeça!

“Caralho, aquele puto de tigre gigante é cheio de ficar lendo sobre um de merda, deve ter alguma coisa que esse infeliz possa me ajudar !”
Caminharia até o tigrão e assim que o alcançasse o seguraria com muita força e com os olhos cheios de lágrimas diria.... – Me ajud...... despejaria mais um jato de vômito!

E assim mais uma ideia de merda surgiu em minha cabeça! “ Caralho, será que eu consigo atirar vomito pela minha boca? Provavelmente seria um excelente para uma futura técnica!”

E assim olharia para o careca e assim que sentisse a golfada queimar a minha garganta, me posicionaria no melhor ângulo possível e soltaria alguns jatos de vômitos sequenciais contra o mesmo, usaria a pressão do ar para aumentar a velocidade do jato ou até mesmo a inclinação do mesmo! Estaria sempre segurando uma corda ou algo do tipo que facilitasse minha bela locomoção.
Spoiler:
 

Recuaria gargalhando, seguraria em algo seguro, e olharia para a descida pensando em que possivelmente teria criando ou planejado algo para o futuro!

“mauhauha mas que fo....” Infelizmente dessa vez estaria posicionado contra o vento e não imaginaria que uma golfada surpresa escaparia do meu lindo interior e golpearia, possivelmente, o meu rosto.

No final das  costas, já estaria todo fodido e por algum motivo bizarro e escroto, olharia para cada um dos tripulantes abordo, seguraria em alguma corda, abriria os braços e abrira a boca deixando a pressão do vento bater em meu belo rosto azum e simplesmente sorriria com um lindo e largo sorriso acompanhado com mais vomito!

- Muauhauhsuha não aguento mais vomitar essa porra toda! .... abriria os meus braços e boca e começaria a gritar como uma criança!!!!!
Spoiler:
 
– Caralhooouuuuo vou ser o tritão mais rico desse maldito oceano! Vou atirar gotas com o meu grandioso e violento membro em meus inimigos, essa será uma das minhas técnicas supremas!! E é claro  que viverei pelado no melhor dos mares de todos que encontrar! Miahsuhsuhausijahsuahusa
Histórico:
 

Dados Player:
 


Objetivos:
 

Off :
 

____________________________________________________

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Layla Morningstar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Layla Morningstar

Créditos : 15
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 21/03/2017
Idade : 23
Localização : Conomi Island - East Blue

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptySex 12 Jan 2018, 20:04

Avançando para a Grand Line



Post 4




"Se existe um começo, existe um fim, Isso é regra. Pode até ser triste, mas ficar triste só porque é o fim não faz meu tipo. Por ser o fim, é melhor bagunçar ainda mais. Assim, independente de como seja o final, podemos terminar sorrindo."” - (Dante)



A ruiva que se agarrava no mastro apenas sentia um certo alívio quando percebia que o barco tinha adentrado no curso correto, a velocidade não a assustava, mas fazia seu coração pulsar mais rápido, ela não esperava tudo aquilo na subida, claro que era imaginável algo assim, mas o que a deixava mais animada em pensar era o que estaria ao fim da subida, e não demorava muito, agora eles tinha o topo a vista, agora isso sim assustava Layla - O que? As águas são lançadas pra cima? Acho que vamos voar!!!!!- Agarraria mais forte o mastro enquanto o rosto que antes seria calmo agora teria uma certa expressão de preocupação.

O pensamento que a fazia de fato pensar se estava realmente tudo bem era simplesmente imaginar uma queda livre se o barco voasse e não tivesse onde pousar do outro lado, era assustador imaginar, o impulso que a jogava pra cima, faria seu corpo tremer, aquele calafrio na espinha do voo a queda livre e claro, quando pousasse no chão não esperava nada suave, tentaria amortecer o impacto flexionando os joelhos nada demais, já que não tinha técnicas acrobáticas apenas uma tentativa de truque.

Mas o que a impressionaria de fato era quando o pouso fosse realizado, visualizar toda a extensão da grand line. - Aquele é o próximo mar que contem nosso destino, que as boas marés nos acompanhem.- Falaria assim que os olhos batessem de frente com a imensidão a sua frente ela sentia com o coração que o All Blue estava ao seu alcance, que qualquer coisa podia de verdade acontecer. “Kuro, quando eu voltar irei te falar tudo do all blue, eu sei que verei ele com meus próprios olhos, e então não será como apenas uma lenda” agarraria forte o mastro não seria ali que deixaria as coisas acabarem, ela havia visto a subida e esperava que a descida fosse ainda mais rápida.

Abriria novamente o sorriso no rosto, aquele momento foi uma grande mistura de emoções, satisfações, temores, excitação, êxtase, tudo isso em uma única montanha, palavras não podiam descrever aquela experiência, agora ela entendia as palavras de Bill, era como nascer de novo, não era exatamente isso que ele falava mas era como ela lembrava, todas as coisas que ela ouviu sobre essa montanha nem chegavam perto da sensação real, ela agora sentia que havia conquistado a chance de ser mais livre de que qualquer um, não era se libertar fisicamente ela tinha acabado de soltar as amarras que prendiam a sua mente, seu espírito, e apenas assim ela podia verdadeiramente viver.

A ideia de navegar um barco por toda aquela imensidão aguçava a curiosidade da ruiva, se todo aquele oceano era tão interessante e cheio de novidades como aqui, o que mais ela poderia sonhar, bem talvez com vinho infinito, mas esse não vem ao caso, o amor pela bebida era tão grande quanto sua sede por aventuras e diversão, fazia muito tempo que ela não ia também a uma taverna, o que era diferente de suas rotinas, na verdade ela não tinha mais isso era só um pensamento que ficou pra trás, e sendo sincera ela não combina com essa palavra.


Citação :
Estamos chegando

I Am a Driver:
 

Objetivos:
 

Histórico de Layla:
 

Legendas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Furry Family:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptySab 13 Jan 2018, 17:32




Royce

Fury Furry


- Mas que ideia idiotaaaaaaaaaaaaaaaaaa. - gritava o gatuno quando o barco começava a acelerar para chegar no topo… referia-se é claro a estar no topo do mastro. NYANNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN - continuou gritando até que a queda livre roubou-lhe o ar dos pulmões e apenas o grito mudo continuou, mas até esse começou a se transformar em uma risada devido ao frio na barriga e a sensação de liberdade que aquele salto no topo do mundo proporcionava.


- NyanNyanNyanNyanNyan. - Riu-se o nobre gatuno pendurado no topo do navio enquanto desciam do topo do mundo.

Novamente assistia as nuvens, agora abaixo dele, se aproximando em alta velocidade.
-Será que deste lado? - se perguntou esperançoso. Talvez deste lado do oceano as nuvens tivessem gosto de algodão doce. Abriria então novamente a boca ao passar pelas nuvens. Afinal, todos diziam que aquele era um mar dos sonhos, então talvez, só talvez fosse possível.

E? Não, parecia ainda ser só água. A descida prosseguia e a pressão do vento era provável que aumentasse cada vez mais. O gatuno se agarraria com pernas e braços ao topo do mastro enquanto com todas as suas forças se seguraria, tentando se manter na parte traseira do mastro de modo que quando o navio se chocasse com a água lá em baixo ele possui-se algum apoio que evitasse que ele fosse atirado longe do navio.

Estaria quase chegando, nada mais podia ser arrumado, agora era só esperar e torcer para que o navio não quebrasse ao meio por qualquer força maligna.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

”Dados da Ficha”:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




Última edição por GM.Furry Men em Sab 13 Jan 2018, 17:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 38
Warn : Stranger Family - Wild Tide - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 EmptySab 13 Jan 2018, 17:34



Uma vez que o navio pousou na água e o impacto passou pelo corpo de Raksha, seus pensamentos sobre o que havia acabado de passar seriam interrompidos por uma criatura azul fedorenta. O olfato sensível do Tigre ao captar o cheiro de bile faria com que o mesmo franzisse o nariz em desgosto. Mas nem mesmo isso faria com que o Mink deixasse de arregalar os olhos em espanto. – Está louco?! Ainda não acabou! Se segure em algo! – diria ao mesmo tempo em que liberava uma mão do leme e a usava para empurrar o tritão em direção a um dos pontos que tivesse avistado como medida de precaução (no post anterior).

– Me ajud...

A fala do tritão parecia ser interrompida por um jato de vômito que o Mink se sentiria sortudo em ter evitado se esse fosse o caso. No entanto se o jato viesse em sua reta, se abaixaria o mais rápido possível tentando evitar da mesma forma.

Se recebesse o jato, seria isso, ao invés de desfrutar a paisagem que se abria a sua frente, a Grand Line em sua imensidão, ele ficaria com a cara expressando extremo nojo, e sem conseguir se aguentar, vomitaria de volta no tritão babaca sentindo seu estômago se revirar.

“KIIIIIIIISHISHISHI! ISSO É O QUE MERECE SEU OTÁRIO!” Viria a voz mesquinha do fundo de sua mente!

Já se tivesse conseguido se desviar, olharia para o homem com cautela, esperando para ver se ele tentaria algo do tipo novamente. Uma vez que a situação passasse, apreciaria a beleza que aquela altidtude lhe permitia enxergar. “Nunca estive tão alto. Ao menos que consiga me lembrar... ver tudo de tal perspectiva constantemente... deve ser incrível ser um pássaro.”

Se ele visse o precipício se aproximando, se firmaria ainda mais. – TODOS ATENTOS! SE SEGUREM!! VAMOS DESCEEEER!!!” – Gritaria para avisar os outros, revendo novamente os lugares em que poderia se segurar caso o leme se soltasse por algum motivo. Se fosse necessário, não seria pego desprevenido e com um pisão se impulsionaria em direção ao que tivesse avistado aproveitando a própria movimentação do navio para alcançar e segurar firme.

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Stranger Family - Wild Tide   Stranger Family - Wild Tide - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Stranger Family - Wild Tide
Voltar ao Topo 
Página 2 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Ilusia Kingdom-
Ir para: