One Piece RPG
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor xRaja Hoje à(s) 01:39

» [ficha] Arthur D.
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:13

» Arthur Diggory
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:12

» Cindy Vallar
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:53

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 22:20

» Jade Blair
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:18

» Blackjack Baskerville
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:17

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Licia Ontem à(s) 20:58

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:31

» Karatê Cindy
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:29

» A inconsistência do Mágico
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:03

» Livro Um: Graduação
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 19:41

» Arco 5: Uma boa morte!
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 19:28

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Shiro Ontem à(s) 17:46

» Os 12 Escolhidos, O Filme
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 16:14

» Kit - Ceji
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 15:23

» Mini-Aventura
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 12:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 35
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 24
Localização : Far, Far Away ♫

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySex 01 Dez 2017, 14:10

Relembrando a primeira mensagem :

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts

Aqui ocorrerá a aventura dos revolucionários Elsa Volkerbäll, Raymond King Walker, Tidus Belmont e Frisk Dreemurr. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Volker
Frozen
Frozen


Data de inscrição : 23/03/2013

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptyQui 07 Dez 2017, 15:30

Não havia razão para manter uma ponta de indignação agora que a situação se desenrolava numa situação desagradável. Rá’zor se explicava a respeito da nossa convocação até o castelo, alegando ser um pedido do rei, caso algo ocorresse. No fim, era apenas o cumprimento de seu dever como guarda, embora sua preocupação com a nova rainha indicasse talvez mais do que um sentimento de proteção. Caminhava pelo salão enquanto escutava atentamente as palavras do homem, aproveitando um pouco da situação para dialogar com o mesmo. – No momento, apoio é o mais importante. Pelo menos já estejam cientes que as coisas não serão fáceis no começo. – esboçava um sorriso. – Mas tenho certeza de que tudo dará certo, se ela for bem orientada. – terminava, voltando para perto de Mindy e imediatamente, fazendo sinal para que Missu se aproximasse de nós.

Darwishi era um homem inescrupuloso, mas ainda sim era um comerciante de grande porte. Deve manter tudo organizado e de forma sistemática em sua residência. – fazia uma breve pausa, para expor minha ideia e caso Victoria estivesse livre, a chamaria também. -  Digo, é visível que a prioridade agora é extinguir a escravidão da ilha, ainda que haja o interesse da Rainha em revogar tal prática, ainda existem os contratos de compra e venda de Darwishi, se tivermos os documentos, poderemos usar os meios legais para revogar a escravidão sem gerar atritos com as demais pessoas da ilha. – observaria Victoria. – Ele também atuava no mercado negro correto? Podemos ter noção do problema que aflige a ilha se tivermos esses documentos, se a Rainha tiver acesso a eles. Só estou comentando, pois acho que a decisão disso caberá não apenas a ela, mas a você também Victoria. – iria expor o pensamento a revolucionária, afinal de contas, além ela igualmente queria desfazer todo aquele legado tenebroso do qual passou boa parte de sua vida.

Coçava a cabeça, enquanto suspirava. Após conversar com as três, me encaminharia até Rá’zor. – Com licença, mas pode me responder uma coisa? – buscaria primeiro saber de sua disponibilidade para só então questioná-lo, quando houvesse a oportunidade para tal. – Posso presumir que o falecido Rei mantinha-se alinhado aos interesses do Governo Mundial certo? – aguardava por uma resposta positiva, embora ela parecesse bem óbvia. – Ele recebia visitas frequentes de membros do Governo? Com o que ocorreu hoje, a notícia não deve demorar a correr a Grand Line e Alabasta terá os olhos voltados para si. T.A.G.A.Y.A. não é uma ameaça imediata, mas o Governo pode vir a ser uma. – dava de ombros, agradecendo as respostas e expondo que continuaria com o assunto uma vez que estivéssemos todos reunidos. – Continuo na reunião. Obrigada. – caminharia para longe do homem, para despedir-me de Mindy. – Fique de olho nos meninos. – piscaria com um dos olhos, em sinal de confiança.

Seguiria com os demais até o encontro com a rainha, aonde chegando ao local não me disporia de uma imediata cortesia. – Meus Sentimentos. – iria abraçá-la, mesmo que a intimidade fosse zero e aquele um primeiro encontro, ele havia perdido mais que um rei, não seria justo tratá-la apenas pela posição, seria também um gesto de conforto, antes de enfim uma saudação mais condizente com a sua posição. – Majestade. – curvar-me-ia em sinal de respeito e só assim procuraria um local para me sentar, onde aguardaria pelas palavras da mulher, assim como as de Victoria.



Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySex 08 Dez 2017, 21:37




Reunião real!

  • Todos


O clima estava tenso, não só pelo que houve com o rei, mas também pela iminente reunião que seria feita com a nova rainha da ilha. E foi em meio a esse cenário que Elsa foi até Victoria, para tomar a palavra. Mindy a acompanhava, entretanto Missu parecia preocupada demais com o estado de Frisk com aquilo tudo, e não se aproximou quando chamada. A Rainha dos Espinhos lhes mostrou um outro lado daquilo tudo, e que podia vir a ser útil na hora de resolver a questão da escravidão. - Entendo. Realmente, isso pode ser de grande importância. Acho que isso é uma coisa que vale a pena ser mencionada na hora da reunião. - Logo o comandante também voltava, sendo questionado sobre as relações do antigo rei por Elsa. - Ahn, sim. Vez ou outra um representante do governo mundial vinha falar com ele, mas não era algo muito frequente. Acredito que não vai demorar, mas também não saberão do ocorrido do dia para a noite. - Interrompido pela própria revolucionária, o comandante da guarda ficou quieto novamente, até que os outros revolucionários que também participariam da reunião se aproximaram para ir para o loca, sendo alvo então de uma pergunta de Raymond. - Anutops? Não se preocupe, aquele lá é duro na queda. Ele está na enfermaria tratando brevemente das queimaduras, mas já acordou e está bem. - Rá Zor pareceu ficar feliz com a curiosidade ou preocupação do Rei Vermelho, e logo guiou todos pelos corredores do castelo.

Os revolucionários foram guiados para uma sala não muito distante da sala do trono, com uma grande mesa de madeira elegante, mas não muito chique. Toda a sala não era muito chique como o resto do castelo era, na verdade. Suas paredes eram virgens, com alguns poucos detalhes, e seu interior dava a impressão de algo bruto. Talvez fosse assim para refletir o que aquela sala significava: seriedade, e não vadiagem. Ao longo da longa mesa que se estendia por quase toda a sala, haviam várias mesas, e na da ponta, que era mais alta e mais refinada, jazia a rainha de Alabasta. Seu olhar parecia refletir o ambiente que a sala proporcionava, com a cabeça baixa, expressão neutra e um pouco rígida, como se ainda tivesse certo receio de sentar onde o pai sentava poucos dias antes. Ao ver os revolucionários entrando, a jovem erguei levemente a cabeça, como se esperasse que aquele dia nunca chegasse. Sua expressão se manteve séria, até que a Volkerball correu ao seu encontro e a abraçou; por um instante a mesma entrou em choque com o afeto repentino, mas logo retribuiu, deitando a cabeça no ombro de Elsa, e por pouco não chorava.

Procurando manter a compostura agora que era a regente da ilha, Ísis logo levantou a cabeça novamente, e Elsa terminou o abraço, afastando-se dos braços da rainha. Era óbvio que aquilo tudo estava sendo muito duro para a garota, mas a mesma se esforçava ao máximo para parecer forte e inspirar todos a sua volta. Logo depois que os revolucionários entraram, um grupo de 6 guardas entrou junto, se dispostos nos cantos da sala. Ísis olhou feio para eles, como se não os quisesse ali, mas não disse nada, provavelmente por ser alguma tradição da ilha. - Não, não precisam dessa formalidade toda. - A jovem pareceu ficar ligeiramente constrangida quando os mesmos a saudaram, chamando-a de majestade ou rainha. - Não há a necessidade disso. Além do mais, eu nem fui coroada oficialmente, então nem rainha eu sou ainda. - agora que estavam mais de perto, era possível notar que os olhos da garota estavam ligeiramente vermelhos, e a maquiagem borrada fora grosseiramente concertada a pressa, sinais de que ela provavelmente havia chorado ao receber a notícia. Todos se sentaram, frente a frente com a princesa. - Isso tudo foi muito inesperado, e agora estão tentando arrumar uma coroação as pressas, por causa da situação em que a ilha se encontra. Disseram-me que provavelmente será feita amanhã à tarde, mas ainda não tem uma data especifica.

Procurado tentar direcionar o rumo da reunião, Victoria chamou a atenção de Ísis. - Você pediu que nos chamassem aqui. Há algum motivo em especifico? - Com as palavras de Victoria, a princesa respirou fundo a pareceu mudar totalmente sua postura, e até mesmo sua aura mudou. Deixou de lado a insegurança e tristeza que a arrebatava a poucos instantes para uma convicção e confiança que alguém na sua posição precisava. - Não sei se sabem, mas diferentemente de meu pai, eu sempre fui contra o sistema de escravidão da ilha. Não só isso, mas também tenho o objetivo de encerrar de vez a venda ilegal do pó de dança. Entretanto, tudo isso seria bem complicado, pois teria um choque de interesses com os nobres a ilha. Tudo isso torna essas mudanças bem complicadas de serem feitas, mas esse não é o principal problema. - Sua expressão era impassível, como se estivesse prestes a falar algo que estava guardando consigo a muito tempo. - Para poder implementar mudanças tão radicais... Terei que cortar relações com o governo mundial. - As palavras foram como um choque; de fato Victoria planejava criar uma aliança da ilha com o exército revolucionário, mas não esperava que a princesa fosse tão direta ou expressasse esse desejo por ela mesma. Alguns guardas pareceram inquietos com a afirmação feita pela princesa. - Para isso, vou precisar do apoio de vocês, do exército revolucionário.

Mal ela falou isso Nathan sussurrou algo discretamente no ouvido de Victoria e se levantou, fazendo uma reverencia e se retirando. Ísis estava determinada em fazer aquilo, olhando impassível para os revolucionários, como se procurasse a confirmação para seguir com seu objetivo. - Pretendo anunciar a cisão na minha coroação, mas eles já sabem do que aconteceu na ilha... - Ísis pegou um papel do bolso, onde uma única frase estava escrita, com uma marca d’água do governo no fundo. Uma única frase que representava ameaça real: “Estamos de olho”. - Eles sabem do meu posicionamento, e tenho medo que decidam retaliar.



Legenda:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySab 09 Dez 2017, 09:26


Enquanto caminhavam até o local onde Ísis se encontrava, Raymond havia perguntado a Rá onde estaria Anutops e depois de ouvir a resposta, esboçou um leve sorriso com o canto da boca, na verdade ele não estava necessariamente preocupado com o mink, só não podia negar que era um guerreiro muito forte e seria de grande ajuda se algo desse errado. O resto da caminhada foi tranquilo e o revolucionário se manteve em silêncio o tempo inteiro. Chegando no local todos eram um tanto cordiais com a nova rainha, até mesmo Ray, pois mesmo sendo contra esse tipo de hierarquia, demonstrou o devido respeito no momento, mas para ele essa hierarquia de reis e rainha só sustentavam ainda mais a diferença social e abria um grande leque para injustiças. No momento em que encontravam Ísis, o Rei Vermelho podia notar que a mesma estava em um estado horrível e não muito apresentável, mas dadas as circunstâncias, ele não podia julga-la. Elsa imediatamente a abraçava e todos ali ficaram apenas observando a cena, Ray particularmente não deu muita bola pois ele queria ir direto ao ponto, mas respeitou aquele momento de fragilidade.

Não demorou muito até Victória perguntar o porque estavam ali, e logo a Rainha começava a falar o que pensava e o que pretendia. Raymond havia se sentado em uma das cadeiras próxima a mesa e ouvia atentamente tudo o que era dito por Ísis e aos poucos aquilo ia fazendo sentido. - " De fato, se ela romper a relação com o governo, isso poderá acarretar problemas, dependendo do tipo de pensamento que aqueles caras tenham. " - ficava refletindo enquanto observava o desenrolar da conversa, e quando a rainha finalizava, Ray imediatamente se pronunciava.

- Deixa eu ver se entendi a situação... Você pretende cortar laços entre Alabasta e o Governo Mundial, mas teme que ao fazer isso eles possam fazer alguma coisa contra você ou a ilha. - dizia com seu semblante habitual sério e o tom de voz calmo. - Entendo a sua posição, mas você tem que entender também que nós somos procurados, todos nós. Queremos te ajudar, mas não podemos fazer isso de qualquer jeito, porque você não pode ser vista conosco. Por mais que eles desconfiem de algo, você ser vista conosco só vai piorar a situação e será tratada como igual, uma revolucionária. E por mais que você seja, ou queira ser, você agora tem que liderar esse povo, e a segurança da ilha está acima de tudo. - continuava falando olhando diretamente nos olhos de Ísis. - Nós vamos ficar por perto e se algo ruim acontecer, nós vamos intervir, mas você deve agir normalmente e fingir que não nos conhece. Vamos ajuda-la de forma discreta enquanto você ajeita as coisas que seu pai deixou para trás, isso não será fácil, mas quando terminar eu tenho certeza que essa ilha será um lugar muito melhor do que já foi. - em seguida Raymond se levantava e dava uma olhada em volta, principalmente aos membros do seu grupo, balançando a cabeça levemente e depois voltava a olhar para Ísis. - Não posso dizer que terá o apoio de todo o exército revolucionário, mas posso afirmar que nesse momento tem o apoio da Red Legion. - finalizava suas palavras e voltava a se sentar, cruzando os braços e fechando os olhos.

Quando a reunião terminasse, Raymond se retiraria do local em silêncio e se dirigiria até o pátio onde lutou contra Anutops, lá ele ficaria olhando a cidade de cima enquanto retiraria sua garrafa de sake, onde a abriria e tomaria alguns goles enquanto pensava no futuro. - " Não posso ficar parado enquanto isso. Tenho que dominar esse Haki, eu preciso ficar mais forte... Mas como? " - dominar o Haki era uma das maiores preocupações de Ray, pois encontrar alguém que dominasse o Haki a nível de poder ensinar não seria fácil, e por algum motivo ele sentia que uma guerra estava chegando. Ele se manteria parado no pátio bebendo seu sake e pensando no que faria a seguir.






Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySab 09 Dez 2017, 15:29

Até chegar a sala de reuniões, havia conseguido as informações que queria com Rá’zor. A visita de membros do Governo Mundial ao antigo rei indicava naquele tempo apenas um procedimento padrão, quase como uma reunião de negócios, uma realidade que seria abruptamente alterada a partir do dia da coroação. Junto a isso Victoria parecia concordar com minha sugestão de obter os arquivos de Darwishi para termos assim conhecimento daqueles que usufruíam de seus negócios. – Uma busca por poder pode estar ocorrendo neste exato momento. – pensava nas possibilidades, mas no fim tudo iria se resumir nas decisões da nova rainha, que mesmo sob o forte abalo da notícia lutava para permanecer em um semblante de seriedade e altivez.

O abraço parecia de fato inesperado, como se mais ninguém o tivesse feito. – Sua posição deve ter impedido até mesmo os guardas reais de expressar um afeto além das palavras. – pensava com certo pesar, enquanto podia realmente notar que a mulher lutava para não chorar outra vez, visto que sua maquiagem praticamente escancarava que ela o tinha feito no momento que recebeu a notícia. Sentei-me logo em seguida, com Ísis prontamente tentando recuperar a compostura para dar início enfim a reunião. O início da conversa parecia trazer consigo uma ponta de nervosismo ao tratar inicialmente da coroação, mas Victoria rapidamente cortava o assunto, direcionando-o para onde ele deveria de fato estar. Relaxava na cadeira, ouvindo a todos com cautela e extrema atenção.

A notícia era um baque inicialmente, ainda mais quando a mulher expressava tanta determinação e convicção naquelas palavras. Era lindo de se ouvir, ainda mais para aqueles que fossem fervorosos apoiadores da revolução, mas sentia que a mulher começava a por os carros a frente dos bois nesta situação. A certeza de tal sensação fora a carta do Governo Mundial, expressando seu conhecimento da situação, algo que curiosamente me provocou um comentário a respeito do que me fora dito anteriormente. – Não saberão do ocorrido da noite pro dia? – as palavras vinham com certa ironia, realçada com um leve sorriso, antes de Raymond tomar a palavra e expor sua opinião.

Só o nosso apoio não é necessário. – começava a falar sem me levantar da cadeira, mas tomando uma posição mais séria. – Caso não saiba, nós fomos os únicos revolucionários a aceitar o pedido de ajuda de Victoria. Todos os demais se negaram a vir por causa da situação em que se encontravam. – expunha a situação da qual havia encontrado quando cheguei na ilha, a realidade era que naquele momento, a força revolucionária na ilha era nula, ainda mais se considerássemos que nossa passagem pelo local seria breve. – Você quer romper com o Governo Mundial? Isso é uma péssima ideia, ainda que isso possa soar contraditório vindo de uma revolucionária. – fazia uma breve pausa, antes de continuar a falar.

Eles já sabem que você será rainha, mas não sabem se podem ou não confiar em você, lembre-se disso. Saímos de um problema tão grande, não queremos entrar em outro muito pior. É preciso limpar a casa, organizar Alabasta antes de tratar assuntos com o Governo. O fim da escravidão é um baque, mas não é o pior dos prejuízos pra eles, ter um reino como Alabasta abertamente afiliado aos revolucionários colocará não apenas a sua cabeça como a de cada cidadão em risco. – gesticulava com as mãos, como se tentasse trazer a dimensão do problema em que ela poderia se meter. – Veja bem. Tiramos Darwishi de sua posição de prestígio, assim como de sua posição de grande comerciante de Alabasta, agora isso não significa que estamos livres de problemas, ainda há aqueles que lutarão para tomarem o lugar dele na hierarquia de comércio. São essas pessoas que você deve se preocupar, pois serão suas principais opositoras no processo de abolição e caso você rompa relações com o Governo, serão essas pessoas que o Governo vai querer no comando. – concluía aquela primeira parte, dando a brecha para que Victoria entrasse com uma explicação relacionada aos documentos de Darwishi, só então continuaria.

Dê ao governo razões suficientes para que não a vejam como uma revolucionária, diga que você anseia pela abolição, mas também por manter a boa relação com o governo, peça opções e use as influências deles para trazer bons recursos para Alabasta. – aliviava o semblante, trazendo o tom sério de voz a um patamar mais calmo e suave. – Dê a Victoria a abertura necessária para estabelecer uma aliança entre os revolucionários e tornar Alabasta um porto seguro. Sabemos ser discretos, podemos nos manter assim ainda mais com você ao nosso lado. Reconstrua essa cidade sob novas e fortes bases, só depois disso pense em algo como romper com o Governo Mundial, pois quando isso ocorrer, não apenas você e toda Alabasta, mas como seus aliados serão fortes o suficiente para manter tal posição. – finalizava com um suspiro, voltando a relaxar sob a cadeira, voltaria a prestar atenção a tudo que fora dito e as considerações e decisões que se sucedessem a partir dali, caso houvesse alguma.

Ao fim da reunião permaneceria sentada, aguardando a saída da maioria para então ir até a rainha. Aproximaria-me dela de forma um pouco tímida, ostentando um meio sorriso. – Desculpe se foi muito invasiva com o abraço. – cruzava os braços, cruzando o salão com o olhar. – Senti que talvez você precisasse de algo além de palavras que expressassem conforto. – voltaria o olhar na direção dela a encarando de forma amigável. – Se me permite ser novamente invasiva, vou te deixar uma dica, dessa voz por experiência própria. – me aproximaria, colocando minha mão em seu ombro. – Não guarde essa dor consigo. Divida ela com o povo, eles são sua família agora, não seus súditos. Não permita que eles a vejam como alguém superior a eles, mas como igual que sofre e erra como qualquer um. Você tem tudo para fazer de Alabasta um paraíso, tem tudo pra ser uma líder formidável. – abriria o sorriso, antes de voltar a me afastar, seguiria com Victoria até a base, caso ela estivesse retornando.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.



Última edição por Volker em Qui 01 Mar 2018, 14:02, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptyDom 10 Dez 2017, 03:35


Alliance

Formalidades não pareciam ser o forte de ísis, ou melhor dizendo, elas pareciam deixá-la sem jeito. - “Talvez tenha sido cedo demais, mas ela se acostuma.” -  Deixei escapar um leve sorriso, de certa forma aquilo lembrava a mim mesmo no passado quando me encontrava com os “amigos” puxa saco de meus familiares, principalmente os do meu  pai e avô. - “Se até eu me acostumei a isso ela deve tirar de letra.” - Dei um leve puxão na alça da caixa nas minhas costas, fui em direção a uma das cadeiras e me sentei em um assento livre deixando a caixa de armas bem ao meu lado.

A reunião tinha início e a princesa - ou rainha seja lá qual fosse a nomenclatura correta no momento, foi bem direta em suas palavras, o que me fez arregalar um pouco mais os olhos por um breve momento. - “Ehn, essa garota tem fibra, mas...” - Suspirei discretamente, era claro a inexperiência dela, para falar a verdade sequer parecia ter noção da posição que estava para assumir na ilha. - “Acho que seu pai nunca te treinou para assumir o trono, não é?” - Não era como se eu fosse um especialista em como deve-se governar, mas era claro a existência de falhas em sua postura, confiar cegamente em pessoas que acabará de conhecer... E se fossemos agentes do governo? Ela estaria declarando sua traição e fatalmente assinando sua sentença de morte. - “Eu também já pensei que ter um bom coração era o mais importante, mas isso é apenas um terço, não,talvez um quarto ou menos.” - Cruzei os braços e permaneci em silencio apenas tomando nota da situação antes de me pronunciar, Ray e Elsa nesse meio tempo começaram a expor seus pontos de vista.

Assim como eu havia concluído os outros dois majores também repudiaram a ideia de romper com o governo mundial, existia muito em jogo ali e ter o governo - ou até mesmo o mundo inteiro -
como um inimigo com o reino em um estado tão instável como aquele era totalmente inviável, além do mais era cedo demais para considerar o exército revolucionário um aliado, ela tinha a nós o que sendo sincero não era muito em uma situação dessa. - Eu concordo com o que meus companheiros disseram, principalmente com os fatos apontados por Elsa. - Inclinei-me um pouco para frente e apoiei os cotovelos na mesa. - Você precisa organizar a casa primeiro. E lembre-se que nós revolucionários somos taxados como os vilões não apenas pelo governo mas por todas a nações, nossas cabeças valem milhões, ser nosso aliado é assumir um alvo bem nas suas costas também, e quando falamos em um reino aliado ao exército revolucionário… Bem, é ainda mais delicado, pois você não terá apenas retaliação por parte do governo mas também por parte de outros reinos e de todas as famílias nobres, em outras palavras isso certamente iniciaria uma guerra que faria algo como T.A.G.A.Y.A. ser apenas a calmaria antes da verdadeira tempestade. -  Por fim me inclinei para trás um pouco mais relaxado, esboçando um leve sorriso. - Mas não há motivo para preocupação, eu aprecio a sua oferta e acredito que o exército revolucionário terá prazer em ter uma aliada tão importante quanto Alabasta, mas isso deve ser feito de forma discreta como já mencionado pelos outros. - Coloquei o dedo indicador levantado na frente dos lábios sorridentes, reforçando o termo "discreto". Daria espaço para que mais alguém apresentasse algo a discussão, no mais permaneceria apenas ouvindo o restante.

Com o fim da reunião aguardaria até que ísis estivesse sozinha - ou acompanhada apenas de Rá e me aproximaria sutilmente. - Admiro o que fez aqui hoje, mas um conselho de um amigo que também veio de uma família nobre. - Abaixaria um pouco mais para ficar em uma altura mais apropriada para não precisar falar alto. - Tome cuidado, o poder atrai o pior e corrompe o melhor. O poder só é dado a aqueles que estão dispostos a abrir mão de si por ele. - Voltaria a minha postura ereta e daria um passo para trás. - Eu não vou mentir, isso vai ser difícil, talvez em alguns momentos o peso chegue a ser sufocante, mas eu acredito em você, e lembre-se que você não precisa carregar esse fardo sozinho, não é? - Olharia na direção de Rá’Zor e colocaria minha mão direita sobre o seu ombro com um sorriso no rosto. Dito o que precisava afastaria-me lentamente e acenaria sutilmente com uma das mãos antes de me virar de costas e apanhar minha caixa de armas no chão.

Com nossa pequena reunião concluída agora precisávamos seguir com nossos planos também, ajeitaria minha bainha nas costas e me juntaria ao restante do grupo para ver o que pretendiam fazer. - E então, temos muito o que acertar, comunicar o exército revolucionário do que aconteceu aqui e planejar nosso próximo passo. - Ergueria os braços mantendo as mãos para trás da nuca para me espreguiçar. - Hunf... O trabalho sem fim de um revolucionário. - Concluiria com uma frase bem humorada em uma tentativa de espantar o clima ruim. No geral se fossemos voltar a nossa base retornaria primeiro até onde estavam nossos tapetes para utiliza-los como meio de transporte novamente. - Todos a bordo. - Essa seria a deixa para que todos retornassem aos tapetes, estando todos em seus devidos lugares estalaria os dedos para engue-los e retornar ao nosso esconderijo.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptyDom 10 Dez 2017, 15:00






Frozen Fists and Burning Hearts

De certa forma, foi aliviante ver que a princesa estava quase tão desacostumada com as formalidades quanto eu, o que me levou a dar um pequeno sorriso ao ouvir a sua resposta. Isso me fez lembrar de como Tidus-san também tinha sangue nobre, mas isso nunca tinha me feito sentir nervosismo ou ter que medir as palavras perto dele. Chegava a ser um pouco engraçado. "Vai ver é porque nós todos lutamos juntos desde o primeiro dia, em Conomi." Pensei, relembrando as memórias.

A reunião, porém, tomou um rumo um tanto quanto inesperado - que eu acredito ter pego a maioria de nós de surpresa, já que se tratava de um assunto bem delicado. Eu não podia dizer que entendia muito de diplomacia ou das relações de um reino com o Governo Mundial, mesmo que já tivesse lido um pouco a respeito, mas eu já tinha sentido na pele o que o Governo podia fazer pra se livrar de "incômodos". "Eu até gosto da ideia, mas é radical demais. Ainda é muito cedo pra algo assim." Pensei, ouvindo atentamente o que os outros iam dizendo. "Se ela fizer isso, não acho que vá demorar muito pra se juntar ao Rei." Odiava pensar naquilo, mas Chara tinha razão. Eles dariam um jeito de afastá-la do poder.

Esperaria todos terminarem de falar, para então dizer, também, o que eu achava daquilo tudo. - Eu vou ter que concordar com o pessoal. - começaria, olhando a princesa nos olhos - Eu sei bem, fui criado por uma família de revolucionários depois que eu perdi a memória, quando era mais novo. A questão é...o Governo é capaz de qualquer coisa pra se livrar de seus inimigos. Se enviaram agentes pra apagar uma família do mapa, eu tenho certeza que não hesitariam em fazer o mesmo pra assegurar o controle num Reino como Alabasta. - diria, suspirando de leve. Lembrar do que aconteceu na Mansão nunca me fazia bem, mesmo agora.

- Mas, enfim... - respiraria fundo, retornando o olhar de confiança ao rosto e dando um pequeno sorriso, amistoso - Aconteça o que acontecer, eu faço das palavras de Ray-san as minhas: você pode contar com a Red Legion! - e com isso, me recostaria novamente na cadeira. Agora, só podia torcer para que tudo desse certo, por mais que sentisse que nosso trabalho ali ainda não tinha acabado. Por isso, não podia simplesmente relaxar - aquele novo poder, o tal Haki, ele certamente seria a chave para que eu conseguisse ficar mais e mais forte. Eu precisava dominá-lo.

Uma vez que a reunião acabasse, eu sairia da sala e esperaria o restante terminar o que tivesse de fazer. Enquanto isso, iria até Missu, acenando ao me aproximar. - Não conversamos muito depois do que aconteceu, né? - ficaria ao seu lado, sem saber ao certo o que dizer. Então, suspirando, eu fitaria o teto e voltaria a falar. - Eu fui fraco. Tudo o que aconteceu lá, com você, com a Elsa-san, com Lincoln... - apertaria um pouco os punhos, frustrado - Se eu fosse mais forte, poderia ter evitado tudo. E não é a primeira vez que a minha fraqueza me custa algo. - dessa vez, olharia pra garota, uma mistura de seriedade e determinação no olhar - Mas eu prometo, eu vou ficar mais forte. Forte o suficiente pra, com essas mãos, proteger você...proteger todo mundo. - e então, eu sorriria, mais melancólico do que gostaria - Então...pode depender de mim se quiser.

Depois disso, esperaria Tidus-san organizar os tapetes-móveis. Dessa vez, só abriria uma porta pra dimensão de bolso se se mostrasse necessário. Acho que seria bom sentir um pouco de vento no rosto pra variar.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySeg 11 Dez 2017, 21:53




Hora de treinar!


  • Todos


As ideias de Ísis era ditas, junto da situação em que se encontrava, e a garota esperava que tivesse apoio dos revolucionários, entretanto as opiniões deles pegaram a princesa de surpresa. - Tudo que eles falaram está correto, Ísis. O governo é um inimigo poderoso, e se você pretende romper relações, precisa primeiro ter certeza de que pode ganhar essa batalha. Mas não fique chateada, o melhor é você saber de tudo logo antes que possa fazer algo irreversível. - A garota de início havia ficado meio cabisbaixa, não pelos revolucionários não terem apoiado sua ideia, mas por perceber que a mesma foi ingênua. - Vocês tem razão, eu estou sendo tola. O país inteiro está abalado com o que houve, não somente eu. Não posso piorar as coisas ainda mais, colocando em risco o meu povo. Mas é muito bom saber que vocês poderão me ajudar nesse processo. - De fato, mesmo que conseguisse reestruturar o país, conseguir romper relações com o governo seria quase impossível sem o apoio dos revolucionários. - Ah, quase esqueci. - Victoria pareceu se lembrar de algo de repente, fazendo os olhares se virarem para ela. - Se vai acabar com a escravidão, os documentos de transação de escravos de Darwishi podem ser úteis. Se soubermos quem são os importadores de escravos da ilha, o comercio ficara mais fácil de ser controlado. - Ao dizer isso, a comandante deu uma olhada discreta para Elsa, pois a ideia havia sido dela.

- Sim. Muitas pessoas da ilha faziam uso dos escravos, mas Darwishi era o que detinha o maior número deles, então seus registros devem ser uma boa fonte para se aproveitar. - Ísis deu um suspiro, olhando para o bilhete ainda estendido sobre a mesa. - Mas o governo parecia preocupado com meus ideais. Se, mesmo dizendo que pretendo manter as relações eles resolverem fazer algo, não terei o que fazer. Se nos atacarem, continuar a manter relações amigáveis vai ser impossível. - Dito isso, a princesa se levantou. - Se vamos fazer isso mesmo, não tenho tempo a perder. - A jovem pegou um den den mushi e entregou para Victoria. - Se precisarmos entrar em contato, assim fica mais fácil. - A reunião foi encerrada, e todos saíram da sala.

  • Raymond e Tidus


Assim que saiu pela porta, Tidus esperava que fossem se retirar, entretanto Victoria começou a falar em particular com a princesa, enquanto andavam, Frisk foi falar com Missu e Raymond se afastou sozinho. Além do mais, Nathan tinha saído do meio da reunião, e até agora não tinha reaparecido. O Duque trocou algumas palavras com Ísis, que agradeceu antes de seguir andando, mas logo o revolucionário se viu sozinho. Com tudo isso, não havia muito o que fazer além de esperar, entretanto logo Nathan reapareceu e veio falar com o Duque Azul. - Ow, Belmont. Eu disse que me desse um tempo e iria conseguir professores melhores do que eu para vocês, né? - Disse, dando um gole na bebida. - Vem comigo. - Dito isso, o beberrão seguiu pelos corredores para fora, na direção do pátio externo. Logo que a reunião teve fim, Raymond seguiu para o pátio de treino, onde a luta com os comandantes da guarda real se deu. O lugar ainda estava com marcas da batalha, mas era tranquilo o suficiente para que ele pudesse refletir, enquanto bebia. Sua reflexão, entretanto, foi interrompida pela chegada de Nathan, junto de Tidus, quando o ceifeiro chamou a atenção do Rei Vermelho. - Ah, Walker! Você também, né? Beleza, esperem aqui. - O revolucionário não encontraria sentido nenhum nas palavras do bêbado, mas ele parecia ter algo em mente. Pouco tempo depois, Nathan voltou, e junto de si veio uma pessoa que ambos conheciam muito bem.

- Então vocês dois realmente despertaram o haki da observação. - Dessa vez, Rá estáva completamente sem a armadura, que provavelmente havia sido tirada para ser reparada. Seu corpo negro estava vestido com uma túnica casual branca, e usava braceletes e tornozeleiras para esconder as marcas que ali haviam. - Faz sentido. A pedido de Jaf... Digo, Nathan, irei treinar os dois para usarem o haki, mas não esperem que eu pegue leve. Sou bem rígido. - O comandante deu uma risada. - bom, primeiro quero que me falem como despertaram e o que sentiram. Também quero saber que experiências vocês tiveram com o haki da observação, e o que acham que ele seja capaz. - Enquanto dizia isso, Nathan saiu apressado, para voltar só um tempo depois.

  • Frisk


Assim que saíram da sala, Frisk puxou Missu para um canto, para falar o que estava guardando para si mesmo já a um tempo. - Você não precisa se culpar tanto, Frisk. Eu decidi ficar para trás, mas não fui capaz de enfrentar Amon. Mesmo assim você veio e me salvou. Você não foi nada fraco, não é qualquer um que consegue vencer um monstro como aqueles. - A garota colocou uma mão no ombro do celestial, olhando em seus olhos. - Você tem que se lembrar que você não é responsável por tudo que acontece a sua volta. Não é responsável por salvar todos, mas mesmo assim você tenta. É isso que nos diferencia. Não somos culpados se conseguirmos ou não salvarmos alguém, somos culpados se nem ao menos tentarmos. - Missu se aproximou e deu um rápido beijo na bochecha de Frisk. - Mas obrigada por se preocupar assim comigo. - Virando o corredor, Nathan veio apressado, com algumas gotas de suor escorrendo de sua testa. - Ah, ainda bem que você ainda está aqui, Frisk. - Missu olhou para os dois e deu um risinho. - Vou procurar a Victoria. Não se preocupe, não vou atrapalhar vocês. - Em seguida, seguiu andando pelo corredor.

- Vem comigo, moleque. Lembra que eu disse que conseguiria um professor mais adequado? Só vem logo que ele está impaciente. - Sendo guiado pelo ceifeiro, Frisk foi levado para uma ala de treino separada do pátio principal. Lá, um grande mink de pelagem negra. - Então você é o pirralho? - Seu pelo havia sido queimado em alguns pontos, revelando a pele rosada, mas os ferimentos que tinha haviam sido tratados. - Nathan me pediu para te ajudam com o haki do armamento, mas se vamos treinar, vai ser do meu jeito. - Anutops pegou pesos de mãos e pés e jogou para o celestial. - Coloca isso, e me fala como você despertou o haki. O que conseguiu fazer com ele e qual foi o resultado.

  • Elsa


Antes de saírem, enquanto Victoria esperava na porta, Elsa foi falar uma última vez com ísis, que já se levantava para sair. As palavras de Volkerball foram reconfortantes, e tentavam acalmar ísis no meio daquilo tudo. - Obrigada, Elsa. Não só a você, mas a todos vocês. Vocês tem me ajudado muito. Sinceramente, eu ainda não sei se vou ser uma rainha tão boa assim, mas estou disposta a tentar e me esforçar pelo meu povo. - Levantando o rosto e olhando nos olhos de Elsa, a pricesa voltou com a voz firme. - Se me permite, poderia fazer uma coisa para mim? Victoria citou os documentos de Darwishi durante a reunião, mas eu estou muito ocupada com a preparação da minha coroação para ir buscar. Além disso, com essa confusão toda, dificilmente conseguirei mobilizar os soldados para irem para lá, mas temo que alguém possa tentar conseguir os documentos antes de nós. Seria pedir muito que você fosse lá buscá-los para mim? Vou entender se não puder. - Ísis foi saindo pela porta, onde se juntou a Victoria. - Se você for, vá no estabulo arranjar uma montaria. Viajar a pé nesse deserto não é uma coisa muito confortável. - Disse, saindo em seguida.



Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptyQua 13 Dez 2017, 20:07


Haki

Após algum tempo trocando informações e planejando o próximo passo a reunião finalmente chegava ao fim, a parte burocrática nunca foi o meu forte e provavelmente nunca será. - “Marinha, revolucionários… No fim só troquei uma pilha de papéis por outra.” - Suspirei um mundo aliviado por tudo aquilo ter terminado e me retirei do local após trocar algumas palavras com a princesa. - “Pergunto-me se ela entendeu o que quis dizer.” - Dei de ombros e voltei a caminhar. - “Bem, ela vai aprender de um jeito ou de outro.” - Poder... Talvez ísis nunca tenha-o cobiçado, mas agora ela o tinha e precisaria aprender a usa-lo o quanto antes e mais, ela teria de aprender a defende-lo.

Logo após todos se separarem Nathan retornou até onde eu estava dizendo algo sobre encontrar um mestre para o meu treinamento em Haki. - “Mas ein? Onde ele pode ter encontrado alguém tão rápido?” - Olhei um pouco curioso arqueando uma das sobrancelhas, mas o que eu tinha a perder? - Isso foi mais rápido do que eu esperava. - Deixei escapar um comentário sarcástico durante a caminhada que faziamos em direção ao suposto mestre em Haki. Não precisamos ir muito longo para encontrar um rosto familiar parado e pensando na vida como de costume. - “Ray?” - Inicialmente demonstrei estar um pouco confuso, afinal de contas o que ele fazia ali sozinho? Não que isso fosse novidade, mas por que ali? Acreditava que de todos ele deveria ser um dos mais entusiasmados para ir embora.

O espião revolucionário nos deixava uma vez mais sem dar muitas explicações - ou melhor nenhuma, talvez fosse mania de espião no fim das contas. - Eu juro que não entendo esse cara. - Olhei para Ray com leve sorriso amigável no rosto e erguendo levemente os braços demonstrando não estar entendendo bem o que se passava ali. Felizmente não demorou muito para que outra figura retornasse junto ao revolucionário beberrão, inicialmente tive dificuldade para reconhecer a pessoa, até forcei um pouco a vista de forma quase que involuntária. - “Eu já vi esse sujeito em algum lugar...” - Permaneci em silencio apenas observando como se estivesse buscando algo no fundo da minha mente que só foi esclarecido após ouvir suas primeiras palavras. - “Essa voz… Rá?” - A expressão de dúvida em meu rosto dava lugar a uma mais leve e carismática, era a primeira vez que estava lhe vendo sem toda aquela armadura imponente, apesar de já ter visto seu rosto antes. Antes que pudesse questionar alguma coisa o comandante da guarda real começou a explicar o motivo de estar ali, o que me surpreendeu um pouco a princípio. - “Ehn… Ele vai nos treinar?” - Por um breve momento olhei com desconfiança, como se duvidasse que ele era capaz de realizar tal tarefa. - “Se Nathan não é capaz de lecionar quer dizer que esse homem é no mínimo mais habilidoso do que ele nessa arte, então como explicar o que aconteceu em nossa luta?” - Era difícil acreditar que aquele homem podia ser um mestre em haki uma vez que fui capaz de acompanhá-lo mesmo que por um breve momento. - “Se isso for verdade a única explicação plausível para isso é que em momento algum ele levou aquilo a sério, ele esteve me testando o tempo todo?” - Talvez essa fosse a única explicação possível para o que aconteceu, mas de todo modo acho que eu não perderia nada tentando aprender algo com ele.

Rá'Zor nos questionou a respeito do que já sabíamos sobre o Haki, meu conhecimento não era tão vasto - muito pelo contrário, mas de fato já havia tido algumas experiências com aquele poder antes. - Vejamos… - Levei a mão direita até o queixo. - Acho que a primeira vez que vi esse poder em ação e comecei a entendê-lo foi em Little Garden contra um sujeito chamado Ornen, ele era uma montanha de músculos mas possuía reflexos incríveis, era quase como se ele fosse capaz de prever o que estava para acontecer, mesmo os golpes surpresas. Inclusive nós o enfrentamos juntos na ocasião. - Referiam-me ao Rei Vermelho. - Ele também era capaz de revestir o corpo com uma espécie de armadura negra, mas foi nos explicado a diferença entre as habilidades, sobre a existência de dois tipos de hakis que são mais comuns, Armamento e Observação, um capaz de revestir o corpo com uma energia negra que inclusive foi o primeiro que vi, em Cactus Island, onde estava tendo problemas com uma usuário de uma Akuma no Mi intangível e com essa habilidade um comandante foi capaz de feri-la. Já o outro haki pelo que nos foi dito aparentemente o usuário é capaz de sentir as intenções das outras pessoas, acredito que isso seja a origem da habilidade de “previsão”. - Removeria a caixa de espadas das costas e a colocaria no chão bem ao meu lado. - Já como eu me senti… Bem, é difícil dizer, digamos que em determinado momento da luta eu senti que podia “ver” o que estava por vir, no climax da nossa batalha foi como se eu soubesse o que precisava fazer e meu corpo simples o fez, talvez quase como um Déjà vu? - Finalizava erguendo os ombros, como se não soubesse o que aconteceu de fato. De resto daria espaço para que Ray também se explicasse e que Rá desse inicio a nossa aula, que se fosse como o treinamento em Rokushiki, bem, seria longa e dolorosa.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptyQui 14 Dez 2017, 22:52

Não havia razões para concordar com as pretensões da princesa, ainda mais quando todos os demais pontos que conduziam a tal decisão se mostravam invariavelmente contra ela. Por mais nobre que fosse seu intuito de estabelecer em definitivo uma relação de parceria com o exército revolucionário, foi preciso no fim optar por uma posição menos combativa em relação a nossos inimigos, pelo bem geral. – Não há tolice alguma na inexperiência, é um sinal de que ainda há muito para se aprender. Veja isso de forma mais positiva. – tentava minimizar o desapontamento com um gracejo sutil, Victoria por outro lado, apoiava nossa decisão e comentários e aproveitava para expor o que havíamos conversado um gesto retribuído a mim com um aceno de positivo com a cabeça ao notar seu olhar. – Se você controlar o comércio poderá ditar as regras, após isso é separar a água do vinho. – falar era fácil quando a enormidade daquela responsabilidade não estava em meu colo, mas era um fardo que naquele momento infelizmente cabia a Ísis.

Como eu disse, eles estão preocupados, pois não a conhecem. –
gesticulava com os braços, como se demonstrasse que já tinha noção daquela posição. – Mas você já sabe o que fazer e como fazer. Se as coisas apertarem num primeiro momento, sabe que estamos aqui para ajudar, assim como o Punho Árido. – esboçava um sorriso, especialmente ao mencionar o grupo que havia lutado em paralelo aos revolucionários contra o antigo regime. Na ausência de mais assuntos a tratar, ou pelo menos daqueles dos quais éramos diretamente envolvidos, tínhamos enfim dado o devido término a reunião. Os demais revolucionários possuíam outros assuntos a tratar, o que dizia que no fim eu teria um tempo livre para tratar de meus próprios interesses, principalmente daqueles que se referiam a meus companheiros, ainda sim me dirigi brevemente a palavra ao líder da Red Legion, havia assuntos dos quais queria tratar com ele, mas tudo a seu tempo, aquilo não era uma enorme prioridade. – Quando tiver um tempo, podemos conversar em particular? – comentaria de forma discreta quando ele se levantasse.

Dirigi-me logo em seguida a futura nova rainha de Alabasta, onde pude não apenas conversar com ela de maneira mais informal. – Dúvida é algo normal, eu posso dizer que eu estive num período semelhante, antes de chegar aqui. – suspirava. – Mas você já disse tudo o que eu precisava ouvir ao menos minha dúvida sobre o futuro de Alabasta já foi resolvida, esse local está em boas mãos. – abria um largo sorriso ao notar a expressão de seriedade daquela mulher, era uma sensação de decisão da qual simplesmente não podia ignorar talvez ela já tivesse nascido com um senso de liderança, mas só começava a notar isso devido as circunstâncias e eu sabia muito bem o como situação como essa moldam nossos pontos fortes com mais afinco. – Está brincando? – soltava uma leve gargalhada. – Eu ia perguntar se poderia pegar uma joia do cofre do Darwishi, sabe como é? Compensação pelos problemas. – respondia em tom de brincadeira, ou quase isso. – Mas compreendo sua preocupação, eu busco... – puxava um olhar malicioso aliado a um sorriso. - ...mas eu posso pegar uma joia também né? Hahaha. – brincava enquanto lentamente me afastava da princesa, mas não antes de agradecer pela montaria. – Minha amiga! Eu vim de outra ilha de verão onde tive que andar dia e noite por um deserto, eu sei muito bem do que você está falando, por isso eu te agradeço imensamente! – sairia logo em seguida, passando por Victoria onde comentaria com ela sobre o pedido.

Eu tenho um tempo livre para isso, Durong e os demais ainda estão se recuperando, Mindy está bem e tudo o que tenho a tratar pode aguardar algumas horas. Estarei de volta em breve, mas se qualquer coisa ocorrer é só me chamar que eu venho o mais rápido que meu camelo conseguir correr. – brincava com ela antes de me dirigir ao estábulo, onde procuraria por uma montaria adequada a viagens no deserto e antes de partir comentaria com qualquer guarda que estivesse próximo do local. – Poderia entrar em contato com qualquer homem que esteja  na região do Cassino? Apenas para comunicar da minha ida e evitar qualquer mal entendido. – faria o pedido antes de seguir em direção ao meu objetivo. Se chegasse sem demais problemas ao local, verificaria se haviam guardas protegendo a região e informaria de que estava ali por ordens da futura rainha e se necessário aguardaria pela permissão para adentrar ao Cassino. Uma vez lá dentro, dado a necessidade de primeiro encontrar os documentos, iria a busca deles, verificando os cômodos da mansão até encontrá-los.

Se achasse os documentos, aproveitaria para também procurar por joias, afinal de contas, num lugar tão luxuoso assim, era difícil de não pensar nas belezas que ele poderia ter guardado e que seria um baita desperdício se ficassem sem uma dona para usá-las. Estimava que talvez elas estivessem em uma sala de segurança e, portanto iria a sua busca, estimaria igualmente ir ao local caso não encontrasse os documentos, tendo em vista a importância dos mesmos, guardá-los de forma apropriada também era uma possibilidade bem plausível.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.



Última edição por Volker em Qui 01 Mar 2018, 14:04, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySex 15 Dez 2017, 01:35






Frozen Fists and Burning Hearts

Depois que a conversa acabou e Missu foi embora, com um risinho, eu demorei alguns segundos pra me recompor, o rosto ainda vermelho. O beijo tinha sido inesperado, e eu não soube muito bem como reagir, mas por algum motivo eu não conseguia tirar o sorriso do rosto. Eu quase conseguia ouvir Chara rindo do quão envergonhado eu estava só com aquilo, e sinceramente, isso não estava ajudando muito.

Batendo com as palmas das mãos no rosto, enfim, eu recuperei o foco. Por mais feliz que estivesse, tinha uma tarefa mais importante em mãos agora - a conversa com Missu ficaria pra mais tarde. - Vamos então. - eu respondi Nathan, assentindo. Imaginava quem poderia ser o tal professor do Haki, uma vez que nem mesmo Victória ou Nathan tinham a capacidade de ensinar aquele poder ainda. "Quem é não importa. Se ele puder nos ensinar a usar isso direito já tá ótimo pra mim." De qualquer forma, não demorou muito pra que eu o encontrasse: era um Mink bem grande, um canino de pelagem negra e de aparência um tanto quanto intimidadora. Mas tinha alguma coisa errada com o pelo dele.

"Tá...queimado? Será que foi contra ele que o Ray-san lutou mais cedo?" Independentemente das queimaduras ou ferimentos, o Mink não parecia ser do tipo que gostava de perder tempo, e foi direto ao ponto. Perfeito, já que eu também pretendia aprender a usar esse poder o mais cedo possível. - Coloca isso, e me fala como você despertou o haki. O que conseguiu fazer com ele e qual foi o resultado. - ele disse, lançando pesos para braços e pernas na minha direção. Eu dei um sorriso meio tímido, como se já pudesse adivinhar o rumo que aquilo tomaria. "Treino pesado, é? Ótimo, pode vir!" Eu pensei, enquanto colocava os pesos.

Respirando fundo e posicionando as pernas numa base firme, eu testaria dois socos no ar à frente, um com cada mão, pra ver o quanto aqueles pesos limitavam os meus movimentos. Então, olharia para o Mink, agora com o semblante sério. - Bom... - eu fitei minha mão direita, lembrando do que tinha acontecido durante a luta contra o guarda-costas de Darwishi. - Aconteceu quando lutei contra Amon, no Cassino. Por mais que eu odeio admitir, aquele cara era um monstro, e eu achei de verdade que morreria ali. Pra completar, eu tinha que lutar protegendo Missu, já que ela estava amarrada...não foi uma luta bonita de se ver. - eu brinquei, sorrindo de leve. Em seguida, ergui um pouco a mão direita.

- Mas em um dos golpes que eu dei nele, eu senti que tinha acontecido algo diferente. Foi até um pouco assustador, na hora. Meu braço direito escureceu de repente e o estrago que o soco fez foi bem, bem maior, o suficiente pra mandar Amon voando pra longe mesmo que meus ataques não tivessem feito muita coisa com ele até então. - era meio estranho lembrar da sensação, principalmente quando àquela altura do campeonato eu já estava bem acabado por conta do veneno e dos ferimentos, mas não havia engano. - Eu já tinha ouvido falar desse poder pelo Mark-san uma vez. Haki do Armamento...sim, eu senti como se minha mão tivesse sido envolta em uma armadura invisível, forte como aço. Foi só por um momento, mas despertar isso salvou minha vida. - eu expliquei, convicto. Aquele golpe tinha virado a luta contra Amon.

E então, com um olhar determinado no rosto, eu olhei nos olhos do grande chacal, pronto pra dar tudo de mim naquele treinamento. - Se não fosse por esse Haki, não só eu teria morrido lá, como também Missu e Elsa-san. Então custe o que custar... - eu fechei os punhos, batendo-os um contra o outro e sorrindo confiante - ...eu vou aprender a dominá-lo. Pra proteger as pessoas com quem me importo! - não seria nada fácil, eu tinha ciência disso. Mas se eu queria me tornar mais forte...essa era minha chance!


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 EmptySab 16 Dez 2017, 01:03


Depois de expor sua opinião sobre o principal assunto discutindo na reunião, Raymond se manteve em silêncio com um semblante pensativo enquanto encarava cada pessoa que tomava a palavra para si. Ísis parecia bastante empolgada com a "causa", e essa empolgação a cegou em certos pontos, mas a reunião acabou sendo bastante produtiva e esclarecedora e todos ali tinham em mente mais ou menos o que aconteceria. Quando a reunião aparentemente havia terminado e algumas pessoas começavam a trocar palavras, Raymond se levantava e dizia uma última coisa antes de se retirar. - Ficaremos por perto caso haja algum problema. - e em seguida assentia com a cabeça levemente e ia se retirando, porém, ao chegar na porta, sentia alguém se aproximar de forma sutil, e ao olhar para o lado, notava que era Elsa. Ela não parecia preocupada nem nada do gênero, mas falou de uma forma um tanto discreta que deixou Ray um tanto curioso, ele que arqueou uma das sobrancelhas levemente enquanto a encarava por alguns segundos, mas logo respondia a sua pergunta.

- Sim, quando eu terminar o meu treino, irei até você. - respondia de maneira rápida e também discreta a mulher, logo em seguida assentiu com a cabeça levemente como forma de despedida e se retirou do local.

O Rei Vermelho se encontrava no pátio onde havia lutado contra Anutops, olhando em volta podia notar que o local estava totalmente acabado, mas por algum motivo ele se sentia confortável naquele local. Ray sempre foi um homem da guerra, passou boa parte de sua vida lutanto, então lugares destruídos ou acabados era um tanto familiar para ele, era como se estivesse em casa. Ele ficou ali por alguns minutos tomando longos goles de sua bebida, o seu elixir que sempre o ajudava a pensar, de uma forma ou de outra. Não demorou muito até ele notar que mais pessoas se aproximavam e ao olhar para o lado, podia notar que Tidus estava junto com Rá, os dois pareciam conversar sobre alguma coisa e Ray não podia ouvir, e por isso aquilo chamou sua atenção, desviando o olhar totalmente para aquela cena. Não demorou muito até o comandante da guarda real sair e deixar o Duque Azul sozinho, este que ao notar a presença de Ray, o olhava e fazia uma expressão engraçada de que não sabia o que estava acontecendo. Ray por sua vez sabia de menos ainda, ele arqueou a sobrancelha e encarou o Belmont, ele também estava confuso. Depois de alguns minutos Rá retornava e se aproximava junto com Tidus, quando o comandante revelou que era um mestre no haki e que iria os ensinar, Ray ficou bastante sério e pensativo por algum momento.

" Se me lembro bem, Tidus teve uma luta equilibrada contra ele, estranho... " - refletia o encarando enquanto o mesmo falava que Nathan pediu para os ensinar. - " Ou Tidus está estupidamente forte, ou ele não é um mestre, e sim tem um nível avançado a ponto de ensinar. " - o Rei Vermelho criava suas teorias enquanto ouvia o que era dito pelo homem. Depois do Belmont falar sobre o seu primeiro contato com Haki e o que sentiu quando despertou, deu a brecha para Ray falar também, e foi exatamente o que ele fez.

- O meu primeiro contato com o Haki, acredito eu, foi na luta contra o Ornen também. Não tenho muito a acrescentar do que o Tidus falou, é exatamente como foi dito por ele, aquele brutamontes era realmente um monstro, e dominava bem os dois Hakis, só tivemos uma chance de derrota-lo quando eu despertei o Haki do Rei... - citar aquele Haki fez algumas lembranças terríveis da batalha contra Ornen vir a tona, e aquilo deixou o ruivo meio perturbado, o fazendo desviar o olhar levemente e não falando mais nada sobre aquilo. - Já quando eu despertei, Anutops tinha mais força e resistência do que eu, e para machuca-lo eu precisava ser preciso nos ataques, porque mesmo usando minha akuma no mi, estava sendo facilmente anulada pelo Haki do Armamento. - dava uma pequena pausa e ficava um pouco pensativo, estava relembrando do momento exato em que sentiu o Haki. - E nos últimos momentos da luta, mesmo após eu utilizar uma de minhas técnicas mais poderosas, Anutops ainda estava pronto para continuar e foi nesse momento que eu senti o Haki, eu fiquei mais sensitivo, foi como se eu sentisse toda a vida da ilha dentro de mim, suas dores, alegrias, tristesas, ansiedades... E nesse momento eu senti... Não vi exatamente o que Anutops ia fazer, mas eu senti, e meu corpo se moveu sozinho naquele momento, foi algo inato. Foi como um sexto sentido aflorando em mim. - Raymond dizia com seriedado nas palavras ao mesmo tempo que encarava Rá de maneira séria e pensativa, ele finalizava e se mantinha em silêncio aguardando a resposta do comandante da guarda real perante a toda aquela informação.






Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts   1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Epic - Frozen Fists and Burning Hearts
Voltar ao Topo 
Página 2 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Alabasta-
Ir para: