One Piece RPG
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Vermelho
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 12:38

» Ares Coldwood
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Handa Hoje à(s) 11:14

» [M.E.P.] - [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:48

» [MINI-Kyoji] Sobrevivência.
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Kyoji Hoje à(s) 10:47

» Ficha - Ares Coldwood
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 09:41

» Ficha - Borium Sartoski
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:44

» Borium Sartoski
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 08:43

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Licia Hoje à(s) 08:00

» Tyrael Silverfang
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Mephisto Hoje à(s) 07:56

» For Whom the Bell Tolls
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:21

» [MINI - Masques] A far off dream
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Masques Hoje à(s) 02:07

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 01:36

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:08

» Faíscas da Revolução
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:30

» [M.E.P - Masques] A far off dream
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:23

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:21

» O Sapo Mágico
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:04

» I - Dançando No Campo Minado
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:54

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor Bijin Ontem à(s) 21:47

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Emptypor TheJoker Ontem à(s) 21:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptyQui 30 Nov 2017, 19:24

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Hanah V. Hayashi. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptySex 01 Dez 2017, 13:20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A vida não faz muito sentido quando estamos sozinhos, e a solidão é algo que vivenciei por tanto tempo que cada passo além do refúgio criado por mim mesma seria excruciante de várias formas. Naquela época eu não sabia que as coisas são simples, e que se nós as complicamos deveria haver uma boa razão, não é mesmo? Pois é, ainda não sei quem sou, e na verdade, mesmo agora eu não tenho muitas razões para explicar porque vivi tanto tempo esperando. Já chega. É hora de seguir em frente carregando pouca bagagem de vida infelizmente, mas torcendo para que enquanto experimento se o modelo de filha que meu pai idealizou vai um dia conquistar alguma coisa, finalmente possa construir algo de especial e genuinamente meu, tomar as rédeas da nossa própria vida pode ser difícil, mas é preciso.  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Uma vez decidida, percebi que poucas coisas fazem tanto sentido quanto aquele momento onde você tem que se mexer pra conquistar alguma coisa por si mesma, e se deixar isso passar vai acabar se tornando fraca para sempre, uma ovelha, tal como dizia papai. Não sei o que me espera, nem seria divertido se soubesse, mas de hoje em diante quero começar a construir uma história pra minha vida, só o tempo dirá quão longe poderei ir, mas usarei tudo que sei em prol da humanidade, eu tenho uma convicção movendo-se comigo. Meu pai queria que eu guardasse esse mundo das coisas ruins, me convenceu disso ao longo dos anos, ele foi tão bom nisso que o único medo que eu já senti em meu coração era o medo de desapontá-lo. Não mais, quero finalmente subir os degraus da justiça uma passo de cada vez. Realidade ou ilusão, essa justiça que ele me mostrou só pode ser alcançada me juntando a um dos pilares que sustentam este mundo, o que me conforta é que talvez, talvez... eu descubra a verdade fazendo isso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De onde quer que estivesse me levantaria abrindo os olhos lentamente e ao mesmo tempo me espreguiçaria feito uma gata. Olhando ao redor ajuizaria a minha situação, checando a mim mesma e o local onde estivesse, procuraria por meus poucos pertences. Eu gostaria de começar minha jornada me preparando, só depois que eu pudesse fazer coisas corriqueiras como tomar um banho, secar os cabelos, e tomar um bom café da manhã ao estilo de pessoas que tem o privilégio de viver num Igloo, mas isso só se estivesse em casa como gostaria. Pois se estivesse em outro lugar, tentaria me lembrar o que aconteceu comigo e como cheguei até ali, para só então decidir o que fazer. Seguiria no estado em que estivesse, na direção do caminho disponível.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em minha mente não havia dúvida, eu estava realmente disposta a levar a sério a minha própria vida, então procuraria a direção da rua principal por mim mesma e caso soubesse de alguém que pudesse me vender uma blusa seguiria pra lá imediatamente e sem olhar pra trás, mas se por alguma razão não pudesse encontrar o caminho por mim mesma e não conhecesse alguém que pudesse satisfazer minha necessidade, perguntaria a quem avistasse, me aproximando a trotes rápidos para esquentar o sangue, já me esforçando para não bater os dentes caso estivesse muito frio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Por favor, você sabe me dizer o caminho principal, gostaria de comprar uma blusa. Se fosse uma pessoa agradável e conhecida, esticaria só um pouco a conversa. – Como vai você, a família, o que tem feito e como estão as coisas?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se houvesse uma resposta positiva agradeceria com um sonoro e sorridente. – Obrigada. Para só então tentar seguir o caminho indicado, caso contrário continuaria andando até encontrar outra pessoa para repetir a pergunta até que obtivesse uma resposta. Apesar da Ilha Sagrada de Freya ser um lugar um pouco melhor de se viver, eu sabia que precisaria de um pouco de sorte para conseguir as coisas, mas mantendo a calma, realmente acreditava que conseguiria me virar sozinha. Afinal, meu pai não me perdoaria se de fato eu me provasse uma pessoa fraca, e ele, com certeza, jamais quero decepcionar.

Histórico:
 

Considerações e Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Levy em Seg 04 Dez 2017, 08:03, editado 7 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rock Lee
Membro
Membro
Rock Lee

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 9010
Data de inscrição : 18/11/2017

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptySex 01 Dez 2017, 23:27


Desolado na ilha do gelo
Cap 1 ✦ Post 1

Desolado, tentava entender o por que daquilo ter ocorrido, preferia acreditar que aquilo tinha um grande propósito, aonde Guy não existiria mas seria lembrado por meus atos. Caia em prantos, o zepelim em chamas havia sido destroçado nas gélidas águas de um lugar em que nem ao mesmo conhecia o nome. Provavelmente, não seria eu o único sobrevivente do ocorrido, precisava sair daquela ilha o quanto antes, e decidir o que fazer com minha vida. Com um grande senso de justiça qual havia herdado por convívio de Guy, decidia alistar-me a marinha o quanto antes. Estava como um peixe fora d'água, enxugava minhas lágrimas e levantava-me do chão, ao qual estava prostrado.

- Obrigado Guy Sensei, por ter concedido-me a chance de viver. - Era realmente muito grato por meu mestre ter sacrificado-se por mim. Em sua morte, ainda conseguiu passar-me ensinamentos: Quando se salva alguém, você está matando outro. Me salvando, Guy havia privado a salvação a outras pessoas dentro do zepelim, tudo foi tão rápido, que quando percebi estava flutuando enquanto via a enorme aeronave batendo contra um Iceberg. Lembranças que provavelmente haveriam de perturbar-me durante algum tempo, mas mesmo assim, teria viver com a consciência de fazer aquele sacrifício valer a pena, não só o do meu mestre, mas de todas aquelas pessoas que haviam sido privadas da mesma oportunidade que me foi dada.

 - Aqui me lembra muito os morros gelados de Karate Island, Guy-sensei. Está meio frio, mas nada que o nosso macacão e vontade de fogo não aguentem. - Sorrateiramente sorria, enquanto lembrava de cada momento em que havia passado com o meu mestre. Toda aquela tristeza em tê-lo perdido, se tornou em alegria por ter a honra em ser treinado por ele. Observava bem tudo a minha volta, em um giro de 360º a minha volta, para poder achar qualquer ser vivo qual pudesse conversar, e obter alguma forma de sair daquela ilha. Caso não encontrasse ninguém, correria ao sul tentando buscar qualquer foco populacional. Tomaria cuidado com ursos e criaturas que parecessem hostis a minha presença.

- Qual o nome dessa ilha, e como posso sair daqui, algum lugar específico? - Diria em um tom amigável, a quaisquer pessoas qual encontrasse. Me atentando a resposta, qualquer que fosse pois provavelmente seria o meu passe para fora daquele lugar. Caso obtivesse uma resposta positiva ou negativa diria: - Obrigado - Caso soubesse aonde poderia começar a minhas tentativas de sair daquela ilha, me guiaria por suas palavras, indo em direção a onde suas palavras haviam orientado-me. Em uma breve corrida controlada, esperava amenizar o frio enquanto em minha busca, para evitar doenças que poderiam ser causadas pelo excesso de frio. Tentava a medida em que andava, em dado caso, perceber a passagem de tempo e tentar determinar quais são as horas exatas no momento, que me ajudariam a definir quantas horas possuía antes do tempo piorar a noite, coisas que eram frequentes em terras com gelo.

Histórico:
 

Objetivos:
 

Considerações:
 

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
 
Sobre Figurante:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Orientador
Orientador
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 20
Localização : Hospício

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptyTer 05 Dez 2017, 22:24

Frio. É, com certeza, o fator que liga todos sobre as terras de Freya.

Há poucos aldeões fora dos igloos, e eles ousam dizer que são loucos os que vagam por aí na neve, à mercê de ursos brancos e presas afiadas. Ainda assim, há aqueles que insistem em se desviar do bom senso e arriscar as vidas no frio excruciante,
com roupas nada adequadas. Entre alguns igloos no extremo sul da ilha, perto de onde funciona a única parte "portuária", dois aparentemente perdidos se esbarram.

"Por favor, você sabe me dizer o caminho principal, gostaria de comprar uma blusa"
"Qual o nome dessa ilha, e como posso sair daqui, algum lugar específico?"

Perguntas sem resposta; não por falta de educação ou coisa do tipo. Nenhum dos dois disse mais nada, e ali se instaurou um pequeno silêncio incômodo. Claro, o som do mar e de alguns blocos de gelo se soltando das encostas próximas ainda estava lá.
Uns pescadores aqui e ali indo trabalhar pra sobreviver. Nada demais.

Agora, estavam ali dois estranhos, em silêncio. Que ilha sem graça.

Notas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rock Lee
Membro
Membro
Rock Lee

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 9010
Data de inscrição : 18/11/2017

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptyQua 06 Dez 2017, 01:24


Desolado na ilha do gelo
Cap 1 ✦ Post 2

Aquele dia estava muito frio, não como se fugisse muito do clima padrão do local e muito menos como se conhecesse o terreno, mas até para uma terra coberta de gelo, estava terrivelmente frio. Caminhava por entre algumas construções tão monótonas quanto o que a ilha ofereceu-me, gelo em todas as partes. Acontecia que absolutamente tudo em que olhava era feito, ou estava coberto por gelo. As casas eram feitas por blocos de gelo, e tão alvo quanto a neve que cobria o solo, eram as pelagens de alguns ursos que rondavam ao longe.

Não passava muito tempo desde que levantava-me para procurar por alguém, e como um movimento de sorte conseguia sem esforço algum, encontrar uma linda mulher. Pouco mais alta que eu, e mesmo em meio a um clima tão assíduo tomava a liberdade de imaginar que assim como eu, aquela não morava naquela ilha. Sua aparência jovial era sem dúvidas, algo que chamava muita atenção, seu corpo era dotado de curvas que julgava ser perfeitas. Em sua cabeça, saindo por seus lisos e claros fios, dois chifres que mais pareciam de algum bode, ou algum da espécie. Nunca havia visto nada do tipo, um humano com chifres? Era novo, e o novo assusta.

Em situações normais, eu contaria uma piada ou tentaria resgatar o humor para alegrar o clima, mas me via impotente e imóvel perante ao estranho ser que presenciava. Talvez fosse o próprio demônio que após levar Guy, tinha vindo buscar-me. Poderia ser também, uma caçadora com chifres de suas presas expondo como troféu. Independente do caso, eu estava psicologicamente afetado, e era complicado para disfarçar o que sentia.

Medindo a gravidade da situação, dava um passo para trás receoso ao que aconteceria, e no mesmo diria: - Olá. Me chamo Lee, e estou perdido nessa fria ilha. Quanto ao seu casaco de inferno, não posso ajudar-te quanto a isso. Inferno não, inverno! Perdoe-me pela minha falta de educação - Curvava-me em sinal de total arrependimento, havia demonstrado minhas emoções para minhas falas e atitudes, o que poderia tornar aquilo um clima alegre, ou um hostil, caso a garota desconhecida conseguisse perceber a referência a minha frase.

Enquanto conversava, continuaria com minha tentativa de deduzir a exata hora qual estávamos, como também o período do dia em que iríamos entrar, para obter vantagem mesmo sobre um clima tão hostil quanto aquele. Minhas habilidades de dedução seriam postas a prova também quanto a questão médica, em que com minha Diagnose, tentaria notar pequenos gestos corporais que indicassem doenças que poderiam ser iniciadas pela exposição ao frio sem roupas adequadas. Colocaria de fora também a primeira teoria sobre a nacionalidade da jovem, se em meio a tanto frio e sem roupas adequadas a mesma não demonstrasse fraqueza perante ao clima. Mesmo acostumada com a temperatura, a exposição que a mesma estava sofrendo poderia ser grave, e como um meio de prevenir futuros em que precisaria cuidar da mulher por este problema, começava a calcular cuidados e possíveis males trazidos pela queda brusca de temperatura corpórea.

Caso fosse abordado com uma resposta positiva sobre o meu desintencional erro de fala, escutaria atenciosamente o que fora falado, dando uma gargalhada forçada tendo como intuito mascarar o que tinha pensado sobre a garota demônio. Continuando minha fala: - Em uma ilha tão gelada quanto essa, pude perceber: Rir aquece. Hahahahahahahahahaha - Mantinha um sorriso forçadamente exagerado enquanto com minha mão direita fechada, moldava um '' joinha '' levantando meu polegar, quanto mais rápido fugisse do assunto, melhor seria para mim e para meu histórico de educação.

Levando em conta que conseguisse sair do assunto em um futuro aonde, tudo foi levado com um tom humorístico, tentaria achar respostas para minhas perguntas o quanto antes, para iniciar o meu plano para saída da ilha, pois quanto mais rápido saísse, mais rápido poderia chegar a Wars Island, aonde iríamos desembarcar, eu e Guy. - Qual o nome dessa ilha, e como posso fazer para sair daqui até Wars Island? Preciso chegar lá o quanto antes, é muito importante para mim. - Mantinha em segredo o por que de ter chegado ali, não se conta sobre morte e catástrofe a uma estranha, ainda mais quando se desconfia que essa estranha possa ser o próprio catalisador de desastres.

Caso percebesse uma atitude de boa-fé da jovem, a seguiria por onde quer que fosse, em passos rápidos utilizando da minha aceleração para conseguir uma velocidade de em média 10 m/s no que aos olhos daqueles que viam parecia uma forma de correr, ao contrário, estava apenas andando. Entretanto, me seguraria para tentar acompanhar a jovem que me ajudava, dando alguns pulos para me aquecer e não deixar meu corpo esfriar. Esperava, que enquanto andávamos um clima de incertezas tomasse o ar gélido do local, não seria estranho se a mink perguntasse sobre o por que de querer tanto ir para Wars Island, e talvez também seria perguntado o motivo pelo qual estava ali, o mais isolado dos habitantes da vila poderia facilmente notar que eu não era natural dali, não só por minhas roupas, mas pela insegurança demonstrada em pequenos gestos imperceptíveis.

Suava frio, estava a mercê de tudo o que poderia acontecer ali, entretanto, estava preparado para qualquer coisa que pudesse ocorrer. Em alerta para tudo, absolutamente tudo, estar em uma ilha e a situação que havia ocorrido havia beneficiado-me com o dom do medo. Quem o perde, é guiado pela confiança e a confiança mata. Mas não, não confunda confiança com determinação, determinação é mesmo quanto tudo vá contra você, mesmo com todo o medo  que possa sentir, enfrentar pelo bem de todos a sua volta, não recuar para o bem maior, a determinação e o medo andam juntas, lado a lado.

Caso minha intuição estivesse correta, responderia as resposta com a maior sinceridade quanto fosse possível, e mesmo que não fosse perguntado, caso a mulher começasse a falar a sua história, esperaria com que acabasse dizendo: - Eu sou de Karate Island, e bem, um zepelim caiu dos céus com uma pessoa que eu amava. Agora estou a muito pouco tempo aqui, tentando sair dessa ilha. Bem, eu quero ir para Wars Island, pois é aonde meu zepelim iria desembarcar, ali aonde poderei ter mais desafios, e me alistar a marinha. Preciso fazer com que o sacrifício do meu mestre não seja em vão. - Uma lágrima caia em meu olho direito, enquanto segurava-me para não chorar. Era uma situação delicada ainda falar da morte de Guy, queria fugir daquele assunto quanto antes. Dita minha frase, ficaria atento e cabisbaixo, acompanhando-a por onde quer que fosse.

Histórico:
 

Objetivos:
 

Considerações:
 

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
 
Sobre Figurante:
 


Última edição por Rock Lee em Qua 06 Dez 2017, 13:24, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptyQua 06 Dez 2017, 10:50

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Estava realmente frio, até mesmo para uma mink como eu, mas já esperava por isso, e não por acaso minha primeira preocupação era encontrar um bom casaco de pele. Eis a contradição, porque estima-se que alguém que vive num lugar inóspito tenha a disposição tudo que precisa pra viver ali, mas não é assim que pensa a alta cúpula divina que nos permite apenas o mínimo para começar a existir. Dramática eu sei, talvez… Mas qualquer um em minha situação amaldiçoaria sua sorte, e acredite, se eu não tivesse a alma tão fria quanto o gelo que nos cerca, poderia até perder a calma com o tipo estúpido de pessoa que responde uma pergunta com outra pergunta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O silêncio não era tão incômodo para mim, mas aquele adolescente que doravante chamarei de Lee, se manifestava após me olhar de cima abaixo. Sua expressão seria algo que eu não deixaria escapar, pois apesar de saber dizer até quais músculos de sua face estavam se mexendo enquanto ele me fitava, na verdade fui levada pela mundana curiosidade sobre o que ele pensava sobre mim após vê-lo exitar dando um passo para trás. Naquele momento, entredentes e em som quase inaudível, murmuraria o que estive pensando.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Uma moeda de ouro… pelos seus. Talvez não fizesse sentido para ele, e certamente não o disse para fazer, apostava que sequer teria ouvido a menos que tivesse uma boa audição. Mas nesse frio, não havia espaço para perder tempo numa proza amistosa, ou logo iríamos congelar, e não podendo nem querendo ignorá-lo, o chamaria para sair daqui o quanto antes, pois a impressão que tenho sobre ele, é que esta realmente perdido, e um pouco assustado por alguma razão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]As palavras daquele jovem me fizeram gargalhar segurando o estômago. – Hahahaha-Hahahaha… Pois é, esse lugar aqui pode até ser um inferno, haha, só que gelado. Eu sei porque vivi aqui a vida inteira, apesar de não parecer. Seguiria dizendo após uma pausa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Bom Lee, eu sou Hanah Vinsmoke Hayashi e tenho que te dizer que você está na Ilha Sagrada de Freya, em Fernand Ice Island. Você parece meio nervoso, mas não se preocupe, acabei de decidir que vou te ajudar a achar os seus pais, você se perdeu deles? Parecia o começo de um mal entendido, mas nada que não pudesse ser contornado caso houvesse uma boa troca de sinceridades entre ambos ali. Esperaria por uma resposta, ou explicação, mas ainda que não a obtivesse convidaria o garoto para sair. – Porque não vem comigo, vamos continuar andando, o sangue vai esfriar mais ainda caso fiquemos parados por muito tempo e parece que estamos perto da região portuária, talvez a gente encontre alguém que possa te dizer como chegar a Wars Island. Começaria a andar naquela direção, talvez lá houvesse algo para encontrarmos. Se Lee viesse comigo procuraria saber mais sobre ele fazendo as perguntas em momento oportuno.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Afinal o que tem em Wars Island pra você? Como chegou aqui? Prestaria atenção às palavras do jovem mantendo o caminho, se fosse questionada sobre o que eu estava fazendo, tentaria explicar de forma simples e objetiva. – Bem, meu pai está desaparecido a mais de três anos, então eu decidi sair de casa, eu sei que ele era um agente do governo, eu pretendo procurar informações sobre ele, mas, na verdade, eu nem sei como e onde ele trabalhava. Após um suspiro cansado. – Acho que ainda estou seguindo os passos dele. Nessa hora eu olharia para Lee e faria uma imitação grosseira e caricata sobre meu pai falando comigo para cortar rapidamente o clima ruim. – Hanah! Pra que tudo saia bem é preciso fazer uma pequena coisa de cada vez, até que todas essas pequenas coisas que você fez possam te conduzir a fazer algo maior. Com um sorriso ao final eu olharia para o horizonte enquanto terminasse o raciocínio. – Cá estou a procurar por algo pequeno, tal como uma roupa que me aqueça, e agora ajudando você, e quem sabe algo maior virá não é mesmo?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se o caminho na neve perdurasse ainda mais, continuaria seguindo na direção dos indícios de civilização mais próxima. Caso chegássemos a algum lugar, estabelecimento ou igloo comercial, qualquer coisa do gênero, ou mesmo se encontrássemos apenas mais alguém andando no gelo, procuraria logo perguntar a quem estivesse por ali. – Olá tudo bem? Poderia nos ajudar, eu gostaria de uma blusa. Apontando para Lee. – Imagino que ele também vai precisar. Mas se na verdade não parecesse que no lugar haveria tal coisa, pediria algo que ali houvesse, tal como uma comida quente, fazendo o mesmo tipo de pergunta, mudando apenas o objeto. Se algo fosse trazido, experimentaria, fosse a roupa ou a bebida quente, e tão logo fosse de meu agrado perguntaria o preço. – Quanto custa? Se não, apenas observaria em volta o lugar, e que tipo de pessoas estariam ali, para poder situar como e o quê poderíamos fazer nessa situação.

Histórico:
 

Considerações e Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Orientador
Orientador
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 20
Localização : Hospício

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptyQua 13 Dez 2017, 22:08

Enquanto o vento frio castiga a dupla de recém conhecidos, seu diálogo nada convencional se estende. O céu começara a escurecer, e a temperatura só começava a cair. Eles já rangiam os dentes entre as palavras e tremiam como varas verdes; agora, fazem isso em dobro.

É Hanna quem toma a dianteira e sai da zona de conforto; a mink se move com um objetivo em mente — o de ajudar o recém conhecido a encontrar seus pais — e é essa atitude que faz Rock Lee seguí-la. A lua já começa a ficar visível e os sons deitam-se pra dormir. Ouve-se o rugido do mar e o assobio do vento. Lentamente, enquanto os pescadores terminavam de descarregar as pequenas embarcações em mau estado, o movimento naquele vilarejo de iglus se esvaía.

O tempo parecia não favorecer nenhuma nevasca noturna, e isso era um alivio no povoado. Umas últimas mulheres e crianças passando pelos arredores do porto. Pescadores indo pros iglus. E uma senhora. Sentava-se numa cadeira de balanço do lado da entrada de um dos poucos iglus incomuns da ilha. Parecia mais sólido, janelas em gelo fino, paredes em blocos e neve compactada. Lindo. Sobre ela, uma pele de urso estendida. Ela parecia ter sempre um sorriso no rosto, e ele aumentou quando avistou a dupla. Eles também a viram, e foram até ela.

Saiam já desse frio, vão acabar tendo uma hipotermia! — Estava coberta em peles grossas, provavelmente vindas de um urso bem parrudo. Correu até a dupla e os arrastou amigavelmente até a coberta. Nem sequer ouviu o que Hanna disse e já logo foi os levando pra dentro de casa. Era, com certeza, algo surreal. Era grande, metade da metade de um casarão. No centro, um furo circular na neve e uma superfície de pedra polida encaixada. Nele, um punhado de lenha seca queimava. Mantinha a temperatura ambiente. Isso já fazia os corpos de Lee e Hanah voltarem a relaxar.

Sentaram-se num banco de madeira de dois lugares e a senhora numa poltrona acolchoada. Estavam sobre um carpete com fundo emadeirado. Um luxo. Era algo estranho demais de se encontrar numa ilha desse tipo. — Perdoem-me o alvoroço que causei lá fora, por favor. — Abaixou a cabeça brevemente, e então ofereceu uma caneca de leite quente para cada um dos visitantes. — Meu nome é Ádora, a propósito. Gostaria muito de ouvir os seus nomes. — Lançou-lhes um sorriso caloroso. A mulher parecia uma vóvó que toda criança adoraria. Era uma legítima demonstração da hospitalidade dos lugares mais inóspitos. Ela adoraria ouvir suas histórias e motivações ou qualquer coisa que quisessem falar. Se perguntada a respeito do visível "luxo" comparado aos outros iglus, coçaria uma das bochechas e um sorrisinho sem graça. — Isso é coisa do meu marido, mas não reclamo, haha. Ele é um desses pescadores que vocês devem ter visto até chegar aqui; mas ele é mais experiente e esperto que a maioria. Mas não se enganem, nosso cafofo aqui não é nem um terço do que vocês podem ver mais pro norte. O iglu onde Natasha, a líder do povoado, mora, é quase um palácio de gelo! — Ela gargalha; era uma brincadeira. — Mas, me digam, o que traz vocês aqui? Não é um lugar muito atrativo pra turistas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo EmptySex 15 Dez 2017, 15:00

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]"Hanah é meu nome, meu pai o escolheu por gostar de palíndromos, que nada mais são do que palavras que se escrevem da mesma forma da direita para a esquerda e vice-versa..."

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Pensamentos inúteis são mesmo uma forma estranha de reagir a encontros inesperados, foi a essa conclusão que eu chegaria após a sucessão de acontecimentos que nos trouxeram até aqui. Estava escurecendo e Deus sabe o que poderia acontecer se não achássemos abrigo, teria deixado escapar lágrimas diante da hospitalidade daquela gentil senhorinha, e assim, minha expressão sincera diria tudo que era necessário, ao menos para mim, tudo que faria era aceitar a acolhida o mais rápido possível e seguir para dentro de seu… “Uau… Que Iglôo legal…” Tentaria não deixar transparecer demais a minha admiração, enquanto me sentasse no lugar oferecido perto do fogo. “Que sensação boa...” Involuntariamente abriria um sorriso e diria de forma bem animada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Que calorzinho gostoso, hunmmm, me chamo Hanah. Faria uma pausa e olharia para Lee caso ele desejasse se apresentar. Só então seguiria dizendo. – Muito prazer em conhecê-la Ádora, a sua casa é linda! Foi então que ouviria as explicações daquela senhora, e devo confessar que lutei contra minha própria sagacidade, para não duvidar da acolhida de uma querida como ela, mas algo errado definitivamente não me parecia certo. “Um pescador, mesmo aqui, será que consegue manter esse luxo?” Essa questão ficaria sem resposta por enquanto, já que aquele copo de leite fumegando me faria salivar. Tomaria sem demora soprando de leve para esfriá-lo se necessário, e tão logo aquecesse meu interior qualquer resquício de dúvida quanto a nossa anfitriã sumiriam de minha mente dando espaço a outro sentimento. – A senhora teria torrões de açúcar? Meus olhos brilhariam se ela afirmasse que sim, e se por acaso ela me desse alguns, a impediria de colocar no leite estendo a mão esquerda a frente. – Aqui por favor, eu gosto de lambê-los. E tal como um felino, provaria com cuidado aquele doce e inebriante sabor.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Satisfeita com açúcar, ou não, caso não me fosse oferecido, apenas tomaria a caneca de leite olhando para cima, me pegou de surpresa a última pergunta daquela senhorinha, até então, eu não tinha de fato uma resposta, o melhor que faria seria dizer a verdade que me fizera chegar até ali, aproveitaria para espiar a reação de Lee a tudo que eu contasse, será mesmo que ele poderia já se importar com algo, que uma estranha como eu era para ele, dissesse? – Vivo a algumas horas daqui na verdade, mas eu não estou preparada para viajar, sei disso agora, por isso andei até aqui pra encontrar um casaco de pele, e foi aí que encontrei esse garoto, acho que tenho vontade de conhecer outras ilhas, não tinha pensado nisso até saber sobre a história dele, mas sem muito dinheiro, e sem uma boa blusa, não sei se vou a lugar algum não é mesmo… Hahaha. A risada sem graça na verdade, ensejaria meu olhar direto para o fogo procurando conforto no cintilar da chama, criando um certo distanciamento de espírito naquela hora.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]– Papai… o que você faria agora… Me voltaria para Rock Lee, finalmente, caso ele estivesse sentado a meu lado, tentaria buscar algum conforto me aconchegando com cuidado, apoiando minha mão direita em sua perna, colocaria o lado esquerdo da minha cabeça em seu colo, de forma inesperada, mas natural, até mesmo para mim que acabara de me deixar levar. – Lee, você tem saudade da sua família? Por quê afinal você quer ser um marinheiro? Será que mesmo na sua idade você sabe porque vale a pena viver uma vida pela justiça? Até aqui eu não sabia exatamente o que gostaria de ser ou fazer no futuro, mas cada experiência de vida, cada palavra me ajudariam a ajuizar um bom caminho para seguir, pelo menos, assim eu achava que seria.

Histórico:
 

Considerações e Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo   Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 01 – Hanah na ilha do gelo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: