One Piece RPG
Cace seus sonhos - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» On The Top Of The World
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 21:32

» A justiça não é cega!
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Van Hoje à(s) 20:27

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» Faíscas da Revolução
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Cace seus sonhos - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cace seus sonhos

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySab 25 Nov 2017, 15:34

Relembrando a primeira mensagem :

Cace seus sonhos

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Coldraz Anne Stine. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Coldraz
Mercenário
Mercenário


Data de inscrição : 12/11/2017

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySex 08 Dez 2017, 19:43


- Heheheh!

Não podia me segurar, meu plano havia sido um sucesso absoluto; comprovado quando a garota me mostrou um cartaz de procurado. Não me importava com a falta de educação da jovem indigente. Seu nome não era importante, mas me chamar de maluco na minha presença, lhe renderia o apelido de "tetuda dos cães".

Infantil ? Bastante. Mas não é como se eu fosse chamar ela assim em voz alta. Ainda. Então pegava o cartaz e contemplava meu alvo. Primeiras impressões ? Eu tava f#dido, quero dizer, é sério, só pela fotografia já dava para notar que aquela coisa teria o dobro do meu tamanho e 5x o meu peso. Um soco e eu ia pra ilha do céu num instante.

Mas era o que eu tinha, e nenhuma garota mal-educada ou gigante iria me impedir. Ainda mais com uma recompensa de 6kk.

- Estou interessado. Onde podemos achar esse cara ?

Após fazer a única pergunta que me importava naquele instante, esperaria pela resposta da jovem tetuda dos cães. Uma aliança era bem-vinda naquele momento. A menos que ela fosse algum tipo de cúmplice que atraia idiotas para esse tal de "Rufus" devorar no meio da floresta. Mas só começaria a pensar nisso se ela me levasse até uma floresta.

No caso dela saber exatamente onde procurar, ou pelos menos ter uma ideia de por onde começar; eu apenas seguiria ela até onde quer que me levasse. Não havia muito mistério, de vez em quando eu daria uma olhada ou outra na bunda dela se a oportunidade surgisse, mas só para passar o tempo. Gostava de mulheres com mais curvas, e as dela estavam bem camufladas naquela roupa.

Adoraria pensar em algumas coisas obscenas como os mistérios que aquelas roupas escondiam, mas provavelmente esse não é o melhor momento ou lugar, então darei prosseguimento.

Mas talvez ela estivesse tão perdida quanto eu e não soubesse por onde começar a procurar, se fosse esse o caso, eu então perguntaria para ela - O que ele fez para conseguir essa recompensa ? Podemos começar a procurar de acordo com seus fetiches -

Parecia bem plausível para mim. Se você é um criminoso procurado, provavelmente é procurado por alguma coisa que você fez. Ladrões de banco gostam de bancos; assassinos de mulheres gostam de lugares com muitas mulheres; lutadores gostam de ringues etc.

Se fosse preciso que a gente debatesse sobre o modus operani do Rufus e ela não soubesse, as coisas ficariam um pouco complicadas, já que eu também não fazia a menor ideia de onde encontrá-lo. Já havia procurado por várias tavernas e bordéis, então me concentraria para tentar lembrar de alguém parecido com ele.

Se eu fosse obrigado a me relembrar das tavernas e bordéis que visitei, e por algum milagre me recordasse de ter visto o criminoso, eu então diria para ela - Sei por onde começar - e então me dirigiria até o local. No caso de eu ser obrigado a me relembrar, mas o óbvio acontecesse e eu não lembasse de nada, eu apenas ficaria um pouco irritado e daria um tempo para pensar.

Mas se todo esse papo de se lembrar dos frequentadores das tavernas e bordéis que visitei mais cedo fosse desnecessário e ela soubesse o motivo do Rufus ser um procurado, começaríamos por aí, eu perguntaria para ela - Então, onde ele iria se quisesse fazer essas coisas de novo ? - e esperaria pela resposta. No caso de ser positiva, eu apenas seguiria a mesma até onde quer que ela me levasse; uma espiadinha ou outra na sua bunda viria bem a calhar. Mas no caso de não termos a menor ideia de para onde poderíamos ir, eu apenas esperaria alguns instantes para ver o que poderia fazer naquela situação.

Mas se ela NÃO soubesse o motivo que levou o criminoso a ter sua recompensa. Eu apenas suspiraria fundo e daria um tempo para pensar.

No caso dela saber o motivo mas não querer compartilhar, eu não insistira em saber suas razões, apenas diria - Onde você acha que ele iria se quisesse repetir sabe-se lá o que ele fez para ter uma recompensa pela sua cabeça ? - e esperaria pela sua resposta.

Acho que não preciso dizer que se ela soubesse a resposta eu apenas a seguiria até o local que ela me levasse. Mas o que você acha que eu faria se ela NÃO soubesse ? Isso mesmo; nada.

Objetivos:
 

Histórico:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenway
Pirata
Pirata
Kenway

Créditos : 29
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 25/11/2016
Idade : 20

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptyDom 10 Dez 2017, 20:35

A pergunta do jovem era rápida e direta, e assim era também a resposta da moça, que aparentava estar ainda com maior vontade de capturar o brutamontes do cartaz. — Ele geralmente fica na floresta, mas ninguém é louco de entrar lá, seria suicídio. — pausou, esperando poucos instantes por qualquer possível resposta ou reação do rapaz — A idéia seria você servir de isca e eu alvejá-lo à distância, mas como soa suspeito até demais, a isca será eu mesma e você terá que dar seu jeito de surpreendê-lo. — a garota já se preparava para guiá-lo quando parou brevemente, para falar algo mais — Ah, quase esqueci, eu apenas preciso de ajuda para capturá-lo pois ele tem um companheiro, assim como tenho os meus. Só que dos grandes. — prosseguiu para o local onde seria feita a emboscada.

O caminho era um tanto quanto longe, a caçadora parou próxima à entrada da floresta. — Não podemos ir adiante. Muitas armadilhas. — suspirou, como quem se depara com um dilema, não, como quem se depara com algo que lhe dói fazer. Retirou de um de seus bolsos um isqueiro, junto de um pequeno vidro tendo dentro dele alguma substância transparente, ao abrir, deu para notar que o cheiro era forte. Com o que tinha, fez-se fogo, aparentemente estava planejando algum incêndio controlado.

Os olhos dela foram de encontro ao de Coldraz — Se posicione, ele virá em breve — empunhou o arco e deu ordens aos cães, para que eles ficassem a sua frente sendo mais específico, a mão destra estava na arma e a canhota ia de encontro a uma das flechas da aljava, colocando-a rente ao seu par natural. Em breve tudo que fora arquitetado na cabeça da arqueira seria posto em prática.

O aspirate a Caçador de Recompensa precisava posicionar-se, haviam pedras medianas, arbustos e árvores vizinhas à selva, os quais poderiam ser usados como cobertura. O lutador deveria traçar seu plano de ação de uma vez, a fim de poder provir suporte à sua companheira temporária na hora de abater o criminoso que estavam a procura.
OFF:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha
Spoiler:
 

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda
:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 22

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptyTer 12 Dez 2017, 17:12


— A idéia seria você servir de isca e eu alvejá-lo à distância, mas como soa suspeito até demais, a isca será eu mesma e você terá que dar seu jeito de surpreendê-lo.

Mal sabia a jovem que eu estava mais do que disposto a servir de isca. Sinceramente, essa era quase a estratégia que eu havia arquitetado em minha mente: ataco de frente e ela evita que eu morra durante a batalha. Mas não era o plano que chamava minha atenção, mas o quanto ela estava determinada a capturar esse criminoso.

Ela sabia onde ele estava, sobre seus companheiros, e quando chegamos no local, se mostrou rápida em encontrar o inimigo e elaborar uma estratégia. Vingança ? Era bem provável, embora ela exibisse uma serenidade incomum para o tipo vingador. Talvez guardando sua fúria para o alvo; isso certamente explicaria o porque dela escolher a linha de frente. Eu seria apenas aquele que deixaria ela ter seu combate sem distrações.

Ou talvez ela fosse mesmo uma cúmplice e estivesse armando para me matar. Isso explicaria como ela encontrou o lugar tão rápido. Mas vamos esquecer a paranoia por um instante e focar no combate, afinal, ele estava prestes a começar, então eu diria.

— Eu prefiro a linha de frente, senão se importar.

Eu sei, eu sei, estava jogando toda a estratégia da tetuda dos cães na lama e fazendo as coisas do meu jeito, mas foi ela quem pediu minha ajuda, agora teria de aguentar meu jeito de fazer as coisas.

— Não vou me esconder atrás de uma garota, e seu arco é perfeito para ataques a distância. Só tente não me acertar.

Como eu disse, o combate corpo-a-corpo fazia mais meu estilo. Não me importava com o que ela dissesse; estando ali para se vingar ou me emboscar, eu lutaria na linha de frente. Dito isto, eu me posicionaria na frente da jovem, nenhuma pose de combate complexa, apenas ficaria ali mesmo, parado, de pé, o mais visível possível. Empunharia meu jutte com a mão esquerda, mas o deixaria descansando sobre o meu ombro enquanto segurava (representação). Não era uma posição de batalha, era apenas uma forma de dizer "Eu vim lutar e você tá f#dido".

Ignoraria qualquer coisa que a jovem dissesse; no caso dela concordar, eu já havia passado meu plano, eu ataco e ela evita que eu morra. Porém se ela estivesse apenas dizendo que eu deveria seguir o plano dela e essas coisas, em protesto ao meu método, eu apenas diria — É melhor você se esconder logo, ele pode chegar a qualquer momento — e seria a única coisa que eu diria caso ela continuasse a protestar; mesmo que ela concordasse depois.

Pulando a parte em que eu tentaria obrigar a tetuda dos cães a seguir o meu plano simples; vamos passar para a etapa de combates.

Eu não fazia ideia do estilo de combate do Rufus, mas a julgar pela cara de burro, provavelmente seria um combatente corpo-a-corpo; talvez algum machado, martelo ou coisas do tipo. Ele não parecia ser muito versátil.

Dessa forma, se eu o avistasse, me prepararia para o combate tendo em mente o estilo de combate que formei em minha mente. No caso dele já aparecer me atacando, eu tentaria uma esquiva jogando meu corpo atrás de alguma pedra, arbusto, árvore ou fosse o que houvesse para ficar entre mim e o brutamontes. Sei que não parecia muito heroico, mas estratégia era uma coisa boa e eu certamente não daria minha cara a tapa para aquela aberração.

Porém, se o Rufus aparecesse sem me atacar, quem sabe monologando como os vilões costumam fazer, ou se vangloriando de sua enorme estatura; eu então faria o primeiro movimento, não seria nenhum mistério para falar a verdade, a primeira coisa que eu faria seria avançar correndo em sua direção, e uma vez que me aproximasse o suficiente, usaria minha super-técnica-especial-mega-over-power, isso mesmo, eu usaria o Golpe na cabeça ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]). Este também seria meu movimento no caso do Rufus me atacar, como descrito no trecho anterior, e eu conseguisse me esquivar.

Agora que falamos das minhas reações aos encontros mais prováveis, vamos passar para a minha parte menos favorita; o momento em que descrevo o que faria QUANDO fosse acertado. Era certo que isso aconteceria, então vamos nessa. Se ele me acertasse com algum de seus golpes físicos, tais como socos, chutes, machadadas e essas coisas, eu a princípio, percebendo meu fatídico destino, tentaria bloquear o ataque usando meu jutte em um movimento rápido na horizontal, visando acertar o que quer que ele usasse para me atacar (mãos, pés, machado, martelo etc) enquanto jogava meu corpo para trás. Talvez isso reduzisse o dano de seus golpes.

Porém se meus bloqueios fossem simplesmente inúteis, eu apenas tentaria tomar uma posição de combate o mais rápido possível; meu jutte a frente e olhos no adversário. No caso de eu cair no chão, tentaria usar minha mão direita para pegar a areia que estivesse no chão, ou caso não houvesse areia, uma pedra; e quando me levantasse, tentaria jogar a areia/pedra em sua direção e investir contra ele com meu jutte em um golpe vertical simples, feito de cima para baixo, mirando no topo de sua cabeça. Se não houvesse pedra ou areia, eu apenas me levantaria e assumiria minha posição de combate.

Acho que já falamos bastante do Rufus brutamontes, que tal falarmos agora das flechas e projéteis ?!

Sei que era pouco provável, mas talvez o Rufus fosse na verdade um exímio atirador, ou quem sabe o companheiro do qual a tetuda dos cães mencionou fosse. Diabos, talvez ela mesma decidisse mudar de lado e me acertar uma flechada pelas costas, tudo era possível, esse era meu primeiro combate. E se tem uma coisa que eu sei é: a primeira vez é sempre uma merda.

Independente de quem e quando tentassem atirar o que quer que fosse em mim: flecha, tiro, pedra, merda de cavalo etc. Se isso ocorresse em algum momento, fosse antes, durante ou depois dos meus movimentos, eu me jogaria no chão tão rápido quanto uma barata quando se acende a luz. Vamos chamar essa habilidade especial de esquiva suprema.

Falando sobre a minha esquiva suprema, ela era uma tática simples que eu acabei de inventar, em que eu jogo meu corpo na direção de uma pedra, arbusto, árvore, carroça, jegue ou qualquer coisa que houvesse para ser meu escudo improvisado no meio daquela floresta. Uma vez feito isso, eu procuraria a fonte do disparo; e depois ? Não sei, vai depender de quem disparou, e esse post já tá bem longo, então vamos apenas nos esconder.

Claro que mesmo sendo suprema, não quer dizer que minha esquiva funcionaria, portanto, se eu fosse acertado pelo disparo, apenas tentaria procurar a fonte deste, enquanto me arrastaria atrás de algum lugar para me esconder. Nossa, isso pareceu patético, mas eu teria acabado de tomar um tiro, tipo, UM TIRO, o que você faria ?

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenway
Pirata
Pirata
Kenway

Créditos : 29
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 25/11/2016
Idade : 20

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySab 16 Dez 2017, 12:43


A moça engoliu em seco e fechou o cenho, tinha muito a falar e pouco tempo para poder explicar o porquê dela precisar ser o fronte. Outrora pouco tivera o tempo para remoer ter escolhido justamente um ajudante desobediente: aves ralharam e os pequenos roedores passaram correndo na direção oposta à seta pronta para ser disparada; os animais anunciavam e precediam uma calamidade. — Garotos, flancos. — Os animais fitaram-na atentos e seguiram a ordem como bons soldados. O ruivo correu para a esquerda, deferindo um arco para a direita e o cinzento fez o espelho daquilo.

Indiferente à estratégia, Coldraz correu em linha reta ao primeiro sinal do inimigo, pouco após da partida dos cachorros. Montado em seu lobo gigante, Ruff, galopava por entre as árvores e fazendo sua montaria seguir evadindo por conta própria de quaisquer que fossem os obstáculos, como se aquela floresta fosse a plena extensão do seu ser. Tomava as rédeas de seu animal com a canhota, firme e impassível e em sua outra mão carregava uma espessa e ameaçadora lança. Como se não bastasse, à tiracolo pendia o seu machado, preso em uma alça de couro surrada com filamentos que fariam qualquer um crer que se tratava de um escalpo humano.

Jannete! — grunhiu, o monstro, intrépido pelo solavancado avanço da besta. — parece que você não cansa de perder mais vidas para levar a minha. Eu valho tanto assim? — gargalhou; gutural e irônico. — Bom, eu valho mesmo! Seis milhões é muito dinheiro e você sabe que não é capaz... nem você, nem esse magricela!

No momento certo o herdeiro Stine saltou. Bradando o nome do seu golpe aos sete ventos. No ar, o tempo pareceu passar mais devagar. Podia ser o medo por entender bem que ele teria chances nulas de evadir um golpe que fosse deferido em um momento como aquele ou fosse o sempre temor de ser empalado por uma flecha de sua inditosa inimiga. Ergue os braços, elevando o jutte para o golpe e a tempo de sentir o ar que as duas flechas repeliam ao passarem pelos seus dois flancos e alvejarem o criminoso em casa um dos seus ombros, mas não o impedindo de deferir um arco que bloqueasse o golpe de Coldraz. As flechas nasceram como uma salvação, e o gênio entedia bem que ele estava há pouco de ser empalado se não fosse o movimento de Jannete.

O encontro dos dois corpos em movimentos, levaram o de menos massa a ser atirado para trás como uma míssil. Chocando-se contra o solo e perdendo todo o ar de seus pulmões. Não obstante, do outro lado, Ruff fora derrubado de sua montaria, se emaranhando em seu animal e possuindo sua perna esquerda esmagada pela criatura. Ambos levantaram em um salto, o monstro  e sua besta, todavia, visivelmente incrédulos com o ataque completamente descabido de um rapaz com aquele estatura.

Insolente. — cuspiu a palavra como se fosse um veneno na ponta de sua língua. — Pensei que você fosse mais fraco, baixinho, mas parece que terei de leva-lo a sério — arremessou a lança como um dardo, fazendo-a voa como um projétil disparado por uma balestra. A lança voou na direção do aspirante a caçador que saltou de encontro ao solo. Deitado ele vislumbrou a árvore logo atrás de si ser empada como se fosse feita de madeira podre.

Só errarei uma vez! —grunhiu, contrariado. Arrancando da alça seu machado e correndo em sua direção em passos pesados. Alcançou o Coldraz e, dessa vez, ele ergue sua arma contra o rapaz. O garoto teve de fechar os olhos, frente a sentença.

Agora! — ouviu-a gritar, firme e peremptória. Ainda de olhos fechados, o herdeiro, ouviu o rosnado dos cães e um barulho de algo pesado sendo largado à grama.

Me solte, cachorro desgraçado! — bradou, petulante. — Feyer, pege-os! — ele ordenou e seu lobo gigante obedeceu, rosnando e indo atrás dos cães que logo se emaranharam mata a dentro. De olhos abertos, Codraz Anne Stine, viu a arma do seu oponente afundada na grama e o ouviu grunhir enquanto esfregava os pulsos onde escorriam filetes de um sangue grosso e vil.


Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha
Spoiler:
 

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda
:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 22

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySeg 18 Dez 2017, 12:57


Rápido. Foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça.

Tudo havia sido tão rápido, que eu mal tive tempo de processar o que aconteceu. O lobo que o Rufus montava havia sido uma grande surpresa, mas eu já estava na investida, recuar seria suicídio; felizmente esse ataque kamikaze serviu para me mostrar de que lado a tetuda dos cães estava, afinal, se ela quisesse me matar, bastava não ter atirado as flechas no Rufus.

Menos um problema para me preocupar.

E as coisas estavam para melhorar; eu certamente não teria chance contra o Rufus, mas agora que seu lobo desaparecia mata-a-dentro, ele havia perdido suas armas e estava ferido. Essa parecia uma bela oportunidade para atacar.

Eu sei o que você está pensando, "outra investida ? Você é maluco ?" Mas eu não tinha nenhuma arma de longo alcance e agora as coisas pareciam mais equilibradas, o que eu poderia fazer ? Aquela brecha poderia me ajudar. Afinal, meu primeiro movimento não havia sido muito eficaz.

Claro que desta vez eu tentaria ser um pouco mais astuto. É claro que eu faria uma investida, mas não era tão simples assim, ainda estava de dia, por esta razão, tentaria aproveitar ao máximo o ambiente ao meu redor.

Então investiria na direção do Rufus, deixando o sol nas minhas costas; correria ao redor dele até que o sol estivesse atrás de mim, se fosse preciso. O importante era que minha visão não fosse afetada pela luz e que atrapalhasse meu adversário. Porém, se não houvesse sol, talvez alguma nuvem maldita ou as árvores atrapalhassem, eu apenas correria em direção ao Rufus, pelo lado esquerdo do mesmo; ele havia se mostrado destro pela forma que jogou sua lança, então esta poderia ser uma boa jogada, mesmo que ele estivesse esperando.

Uma vez que eu me aproximasse do Rufus, eu então utilizaria meu incrível-ataque-supremo-que-acabei-de-inventar e usando meu jutte, balançaria ele de baixo para cima em um movimento simples, visando atingir seu queixo com o mesmo. Pode parecer um golpe simples, e era mesmo, mas ainda assim, seria meu movimento, talvez isso deixasse ele zonzo, caso acertasse.

Meu próximo movimento ? Muito simples, independente de se eu conseguisse ou não acertar o primeiro golpe, eu daria um chute em seu joelho direito (ou no esquerdo, caso estivesse mais próximo) na esperança disso dificultar sua locomoção. Minha força provavelmente não seria o suficiente para quebrar algum osso ou causar grandes danos, mas vai saber, talvez ele já tivesse um joelho ruim ou eu acertasse algum ponto vital maluco que apenas um médico renomado saberia explicar.

Por fim, eu me afastaria do Rufus, mas não em qualquer direção, nenhum movimento poderia ser desperdiçado naquela situação; eu tentaria pegar o machado que ele havia deixado cair durante o ataque dos cães, e então, jogar o mesmo na direção da tetuda dos cães. Quanto mais ferido e menos armas ele tivesse, mais fácil seria derrubá-lo. Porém, era possível que ele já houvesse pegado seu machado, ou eu fracassasse em pegar o mesmo, nesse caso eu apenas recuaria.

Independente de se após minha investida eu conseguisse ou não pegar o machado do Rufus, eu apenas correria para uma direção em que o sol permanecesse atrás de mim, ou caso não houvesse sol, eu apenas me colocaria na direção oposta a da tetuda. Poderia facilitar se atacássemos de dois flancos diferentes.

Agora que falamos da minha incrível estratégia de combate, vamos falar sobre minhas incríveis habilidades defensivas. Mas desta vez, eu deixaria um pouco de lado a paranoia para com a tetuda.

Se em algum momento durante minha investida algum dos meus ataques fosse bloqueado ou esquivado, eu não me deixaria abalar, seguiria para o próximo movimento. Jutte na cara >> chute no joelho >> pegar machado >> tomar distância. Não era nenhum mistério, apenas tentaria me manter em movimento, parece uma estratégia simples, mas para mim, parecia bem aceitável em um momento de tensão; cada um dos meus movimentos era completamente diferente do anterior, dessa forma, ele teria de se adaptar a cada um deles, e não apenas a um tipo específico como vários socos e essas coisas. Torceria para que isso diminuísse sua velocidade de reação e aumentasse minhas chances de sucesso.

Agora que falei a respeito da defesa do Rufus, vamos passar para suas prováveis investidas, afinal, era difícil acreditar que um cara tão grande fosse simplesmente ficar parado enquanto um moleque como eu atacava.

Se seu contra-ataque fosse algum tipo de soco ou qualquer tipo de golpe disferido com a parte superior do corpo (braços, cabeça, peitoral, língua alongada, olhos laser etc) eu não tentaria bloquear, seria estupidez; eu apenas me esquivaria um pouco para o lado, tentando sempre me manter do lado esquerdo do corpo de Rufus, e então usaria meu jutte para disferir um golpe feito de cima para baixo, visando acertar o cotovelo, no caso de ser um soco ou algo que utilizasse seus braços; e no topo da cabeça, caso ele utilizasse a mesma para o ataque. E quanto ao tórax ? Bom, se fosse esse o caso, o movimento seria diferente, eu então faria um movimento horizontal tentando acertar sua gargante. Independente de como ele atacasse, se eu obtivesse sucesso em contra-atacar, eu então seguiria para os meus ataques padrões, retomando de onde houvesse parado quando ele atacou.

Mas não é apenas de braços e cabeças que o ser-humano é feito, também haviam pernas e... bom, você sabe, aquela coisa que Deus negou as mulheres, mas esperava que não fosse utilizado no combate, isso seria, no mínimo, traumatizante para mim. Então se ele utilizasse alguma espécie de chute para me acertar, eu apenas saltaria, caso fosse uma rasteira, e então, ainda no ar, tentaria dar um chute no joelho da perna que ele usou para me atacar; se isso não fizesse ele mancar, eu estaria muito f#dido daqui pra frente. Mas vai saber, ele poderia ser um mestre taekwondo que conseguisse dar um chute na altura da minha cabeça, e se fosse esse o caso, eu acho que não seria capaz de saltar tão alto, então tentaria uma coisa diferente; eu me abaixaria o mais rápido possível e usaria meu jutte para acertar o tornozelo do pé que ele usava para apoiar no chão, movimento simples: horizontal e rápido, nada complexo.

Independente do contra-ataque que ele utilizasse, se eu obtivesse sucesso em bloquear/esquivar de qualquer coisa que ele fizesse, eu então continuaria minha sequência de ação, o importante era não parar. Mas é claro que era possível que ele me acertasse, afinal, o cara era um caçador badass que montava em um lobo; mas se isso acontecesse, tentaria não me abalar e apenas ignoraria a dor pelo ataque e continuaria minha sequência de ataques, recorrendo ao mesmo padrão de esquivas e bloqueios que descrevi a pouco.

Seria uma batalha difícil e eu precisaria usar tudo que pudesse ao meu favor.

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenway
Pirata
Pirata
Kenway

Créditos : 29
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 25/11/2016
Idade : 20

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySex 29 Dez 2017, 11:07

Tudo que Coldraz podia vislumbrar vindo de Ruff era ódio, uma fúria descontrolada podia ser vista de seus olhos ardentes e de sua boca quase espumante, o caçador quebrou as flechas ainda fincadas em seu corpo robusto, sem deixar de encarar o Stine, dando apenas um breve olhada em sua arma caída no chão, o homem rugiu, extinguindo qualquer traço de humanidade de sua voz, gritou como uma besta ensandecida pela raiva, virou as costas para seu oponente em completo desdém sacando outro dardo e arremessando-o contra Jannete, o projétil cortou o braço canhoto da moça, que largou o arco.

Ao virar-se novamente para o rapaz, teve sua visão comprometida pela luz que invadiu seus olhos de penetra, dando a vantagem para Coldraz, o monstro apenas ergueu os braços numa tentativa desesperada de bloquear qualquer golpe, por puro azar, seu rival havia sido astuto o suficiente para visar seu queixo em uma pancada ascendente que atingiu seu queixo de supetão, seguido de um chute em sua perna já ferida pelo peso de seu companheiro animal, o impacto quase o obrigou a ceder contra o chão, contudo, a necessidade de se aproximar demais para o golpe, deu a Ruff a oportunidade perfeita para um golpe. As mãos largas agarraram o ombro do Stine, puxando-o bruscamente, pôde sentir a mão livre em seu dorso e viu-se sendo erguido com facilidade, para de conseguinte ser arremessado para o alto como um boneco, que chocou contra o chão maciço.

Não serei derrotado tão facilmente! — berrou o brutamontes, cuspindo em seguida contra o chão um líquido espesso e avermelhado. Abaixou então para catar o machado jogado ao gramado, seus dedos já beijavam o cabo da arma quando algo o surpreendeu, uma faca visitava sua bochecha direita, cortando a carne de forma fugaz fazendo o sangue escorrer em sua face. A caçadora ainda havia formas de auxiliar Coldraz e derrubar de vez seu arqui inimigo que, por ora, ainda não cedera.

O bandido vil já não tinha mais arpões, tinha a movimentação de seu braço destro limitado e ainda que mancasse ia em direção de Jannete lenta e dolorosamente, não proferindo qualquer som que indicasse incômodo, tendo a pura sede de sangue como morfina para suas dores, a moça não aceitaria tão facilmente sua morte e sacou uma faca de arremesso, que era insignificante se comparada a arma de seu algoz.

O corpo de Coldraz a essa altura já implorava por socorro, tendo seus músculos e ossos abalados pelo último impacto, o jovem ainda podia se levantar mas não sem ter seus movimentos debilitados, além do constante incômodo poder interferir em suas ações e possivelmente até impedir algumas ações mais complicadas, contudo, a única opção era mais uma vez ir contra a fera indomável, a vitória não pendia mais para um lado do que para outro, pelo contrário, tudo indicava que qualquer um poderia vencer aquela batalha.


OFF:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha
Spoiler:
 

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda
:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 22

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySab 30 Dez 2017, 17:18


— Desgraça

Não que fosse uma surpresa, mas os golpes do Rufus eram realmente "impactantes". Perdoe-me pelo trocadilho, sei que foi horrível, eu também não ri, embora que talvez isso se deva ao fato de que parecia que eu havia recebido um tiro de canhão bem no estômago.

Mas vamos ser positivos, pelo menos ele estava tão f#dido quanto eu; estávamos na vantagem em 2 contra 1; e eu tava ficando com cada vez mais raiva, talvez isso tudo me ajudasse a arrebentar a cara dele e acabar logo com esse combate para que eu pudesse ir ao médico... Pensando bem, provavelmente meus ferimentos iriam sarar logo, acho melhor economizar dinheiro, peraí, acho que estou viajando aqui, vamos voltar para a batalha.

O idiota estava agora concentrando seus ataques na tetuda dos cães que, de longe, era a que estava em melhor estado dentre nós 3. Isso poderia ser útil, mesmo que ela fizesse alguma burrada como enfrentar o Rufus de frente sem ter um plano.

Meu adversário não estava prestando atenção em mim, seu braço direito estava debilitado, mancava, espumava pela boca como um cão raivoso e parecia estar deixando de lado seu instinto de caçador e sedendo ao seu lado mais primitivo. Pareciam ótimas notícias para mim, mas seriam ainda melhores se eu pudesse me mexer sem ouvir um estalo vindo dos meus ossos e aquela coisa não tivesse a força de um urso e um machado em punhos.

Sem mais delongas, vamos ao meu novíssimo e melhorado (todo mundo junto agora) PLANO DE ATAQUE!

Já estava ficando cansado das minhas estratégias mirabolantes, apesar de estarem funcionando com uma frequência assombrosa. Mas não, dessa vez ele estava na pior e essa luta já tinha durado o suficiente, mais alguns golpes e eu podia quebrar algo importante; então estava na hora de partir para a ignorância, bancar a isca e acabar com o serviço ou dar a chance para a tetuda fazer isso.

Meu movimento seria, como eu disse, simples. Eu começaria investindo contra o Rufus o mais rápido que eu conseguisse, visando a sua perna fraca (no caso das duas estarem ruins, eu miraria na esquerda) e então me aproximando por detrás deste, usaria meu jutte para acertar ao lado do joelho. Cara, como eu queria que esse meu movimento quebrasse algum osso dele, mas vamos parar de monologar. Em seguida eu tentaria um ataque bem simples, a essa altura ele já devia esperar que eu acertasse sua cabeça, por isso eu não o faria, desta vez meu alvo seria seu tórax.

Por que o tórax ? Muito simples, certa vez quando era criança, recebi um soco no peito de alguns vadios na rua, e podia jurar que estava morrendo sufocado, não sei a ciência por detrás disso, mas talvez funcionasse com ele também. Claro que ele era grande e tal, talvez não funcionasse, mas era minha melhor opção. Claro que se o peito dele estivesse inacessível por algum motivo que me impossibilitasse de acertá-lo, eu mudaria meu alvo na mesma hora, e visaria acertar sua costela, aquela parte do tórax que fica no lado, embaixo do braço. Se mesmo assim esta também não estivesse exposta, meu alvo seria sua nuca.

... Desnecessário dizer que após minha sequência de ataques eu tomaria distância do meu atacante, certo ?! Sempre me mantendo na direção oposta a da tetuda dos cães, embora desse preferência em deixar o sol atrás de mim.

Eu apenas não sairia de perto do Rufus EXATAMENTE após meus ataques, se ele deixasse cair sua arma; nesse caso eu tentaria pegá-la e jogar na direção da tetuda dos cães, e então tomar distância, seguindo a mesma regra de antes. Sol atrás de mim >> lado oposto ao da tetuda.

Normalmente eu me preocuparia mais, porém, meu último ataque serviu para mostrar que ele não estava se adaptando aos meus ataques, na verdade, ele parecia estar muito preso ao seu próprio estilo de combate, suas defesas e ataques eram bem simples. Um simples brutamontes que usa seu tamanho como vantagem, ele não era um caçador, era só um cara grande e forte.

Claro que eu não abaixaria minha guarda. Berserkers não passam de brutamontes e mesmo assim são uma arma letal no campo de batalha e, vai saber, talvez ele ficasse maluco e se transformasse em uma máquina de matar agora que estava p#to.

Então se ele em algum momento durante meu ataque tentasse revidar de algum modo, eu então tentaria me esquivar o mais rápido possível e seguir para o meu próximo movimento, sempre mantendo a ordem. Golpe no joelho >> Golpe no peito >> Tomar distância.

Se o seu ataque fosse algum tipo de soco ou quem sabe uma machadada, eu torceria para que seu balanço estivesse prejudicado e então me abaixaria na direção em que o golpe dele vinha. Se viesse da direita para a esquerda, eu esquivaria para a esquerda e vice-versa. Mas não me jogaria no chão, eu apenas me abaixaria, colocando minhas mãos no chão obviamente, porém não me jogando, usaria isto para minimizar as chances de receber o ataque e então seguir para o meu próximo movimento. Porém, se acontecesse de eu acabar caindo, eu apenas me levantaria e seguiria conforme o plano.

No caso do seu ataque ser, por mais improvável que fosse; uma rasteira ou chute. Eu então saltaria e daria um chute em seu joelho, seguindo para o meu próximo movimento, sempre me mantendo atento ao meu plano de ataque.

Agora vou adicionar uma nova alternativa que Rufus me mostrou durante minha última investida, o seu incrível agarrão. Essa era uma manobra que eu não esperava dele, e provavelmente não iria se repetir agora que ele tinha um machado, mas ainda era possível. Se fosse esse o caso, eu então torceria para ele me levantar tão alto quanto da última vez e então usaria o meu jutte para acertar o seu pescoço ao mesmo tempo em que iria disferir um chute com as minhas duas pernas, visando acertar o seu peito. Vai saber, esse movimento poderia: A) me soltar; B) machucar ele; ou, a melhor de todas C) todas as anteriores.

Se eu fosse atingido, perfurado, cortado, empurrado, derrubado, jogado, chutado, socado etc. E nenhuma das minhas manobras de defesa fossem úteis, eu me levantaria, sacudiria a poeira e voltaria para o combate de onde eu havia parado. Ataque no joelho >> Ataque no peito >> Manter distância.

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenway
Pirata
Pirata
Kenway

Créditos : 29
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 25/11/2016
Idade : 20

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySab 06 Jan 2018, 01:32

Coldraz se esforçava para se apressar-se o máximo que podia, cada parte de seu corpo doía, seus ossos passavam a sensação que eram cacos apesar de estarem inteiros e seus músculos ardiam como as chamas do inferno, mas apesar da dor angustiante ele ainda podia andar, ia em direção do único possível alvo que tinha ali, Ruff. Que ia a passos lentos em direção da garota indefesa, sentenciando-a a morte.

A montanha fora atingida, pelo Stine, a perna da monstruosa figura cedeu no mesmo instante, dando lhe alcance apenas para alvejar a perna de Jannete. Fazendo-a sangrar e a impossibilidade de usá-la algum dia mais uma vez. A moça gritou em dor o mais alto que sua garganta permitia, mas o caçador conteu demonstrar qualquer sinal de que estava sofrendo apesar de ter sua perna claramente quebrada. Girou seu eixo, na tentativa de fincar o machado no corpo do rapaz, mas falhou. O que abriu passagem para um golpe em cheio em seu tórax, o deixando desnorteado.

O gigante caiu, derrotado, grunhindo e murmurando palavras inaudíveis. Os pássaros voaram para fora das copas das árvores, e passos pesados eram escutados vindos de dentro da floresta, era o Urso e os cachorros, o urso ferido e um cão também apesar do outro estar ileso, a besta veio as pressas como se soubesse que Ruff estava com problemas. Assim que preparou-se para saltar no aspirante a Caçador de Recompensa, ambos os cães pularam, mesmo que o mais claro enfrentasse dificuldades, atacando seu pescoço com força fazendo seu impulso ser enfraquecido. Caiu de pé próximo a Coldraz, Jannete se pôs de pé, quase não conseguindo se aguentar, segurava uma flecha com alguma coisa agarrada a ponta, onde fica a lâmina.

Ela ordenou que seus garotos mantessem a fera parada, e eles assim o fizeram, atacando seus pontos fracos enquanto fugiam de seus ataques, a não ser pelo mais claro que, já ferido, fora arremessado por uma patada do Urso. Mas seguraram o suficiente para que a garota alcançasse-o, fincando a flecha na criatura, fazendo-a cambalear e cair em alguns instantes, não havia dúvidas de que a arma estava envenenada. —
Vamos, me ajude a amarrar este… monstro…
— disse, pegando uma corda de sua bagagem.


OFF:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha
Spoiler:
 

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda
:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 22

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySab 06 Jan 2018, 13:16


— Finalmente

Após uma batalha que fazia eu me sentir dentro do estômago de um rei do mar sob ataque furioso de uma frota pirata; uma forma mais longa de dizer que eu me sentia totalmente acabado. Finalmente o Rufus tombava. Devo admitir que fiquei um pouco preocupado quando o urso de estimação dele veio correndo em minha direção, mas não tinha força o suficiente para gritar ou mesmo ficar irritado.

Mas certamente acharia um pouco de força para ficar furioso se eu morresse ali, devorado vivo logo depois de vencer meu adversário. Mas vamos deixar isso de lado; apesar de eu apenas desejar me jogar no chão até que todos os meus ossos voltassem para o lugar correto, meu trabalho de verdade estava apenas começando.

— Vamos, me ajude a amarrar este… monstro…

Essa frase me fazia voltar a realidade. O mais fácil havia sido feito, eu acabava de capturar um criminoso procurado, mas agora eu teria de levar esse monte de carne surrada até outra ilha e entregá-lo a marinha para abdicar da recompensa por sua cabeça. O que poderia dar errado ?!

Eu então iria até a tetuda dos cães e a ajudaria a amarrar o criminoso, mas não antes de fazer a pergunta que não saia de minha cabeça — E então ? O que você quer fazer com ele ? Se quiser matá-lo, eu não tenho nada contra, vocês parecem ter uma história — na verdade eu esperava que a resposta a minha pergunta houvesse sido respondida durante a batalha, talvez com um momento de fúria e uma flecha bem encaixada na jugular do Rufus, mas ela parecia estar se contendo.

Eu sabia que a marinha reduziria a recompensa se eu o entregasse morto, mas no meu estado atual, seria muito problemático carregar ele por todo esse caminho até Loguetown; ele poderia tentar escapar, me matar ou no mínimo, me dar uma baita dor de cabeça quando acordasse. Sem contar que seria muito problemático carregar ele ou garantir que não saísse correndo na primeira oportunidade, por essas e tantas outras razões, achava bem mais razoável cortar a cabeça dele e entregar apenas esta para a marinha.

Embora que talvez isso pudesse alarmar algumas pessoas, mas acho que um moleque levando um brutamontes acorrentado pelas ruas teria o mesmo efeito.

Por esta razão, se a tetuda dos cães optasse por matar o Rufus, eu não protestaria de forma alguma, apenas deixaria que ela executasse o serviço e, caso ela não arrancasse a cabeça dele fora, eu mesmo o faria. Após ela extravasar toda sua raiva por, seja lá o que ele fez com ela no passado, eu então pegaria o machado do mesmo e o usaria para golpear seu pescoço quantas vezes fossem necessárias para desgrudar sua cabeça do resto do corpo, e então, uma vez que o fizesse, eu rasgaria uma peça de roupa qualquer do Rufus e amarraria em volta de sua cabeça de forma que servisse como uma bolsa.

Porém, talvez ela tivesse um grande senso de justiça, ou quem sabe não tivesse culhões para terminar o serviço, mas eu realmente não estava afim de carregar ele até que o mesmo acordasse e tentasse escapar, por isto, se ela se mostrasse indisposta a executar o Rufus, eu mesmo o faria:

Nesse caso eu diria — Beleza, deixa que eu faço — e então usaria o mesmo método descrito anteriormente, pegaria o machado do Rufus e o usaria para golpear seu pescoço quantas vezes fosse necessário até arrancar sua cabeça do resto do corpo, e uma vez que o fizesse, pegaria uma peça de roupa dele para amarrar em volta de sua cabeça.

Mas eu ainda sentia que aquela era a missão pessoal dela, eu não passava de um ajudante, por isso, se ela sentisse que o Rufus precisava pagar pelo que fez e passar o resto da vida em uma jaula, ou ser enforcado em praça pública, a decisão era dela. Então se no caso de eu me apresentar para a execução deste, ela não se sentisse confortável com a minha proposta e decidisse protestar; talvez me ameaçando com alguma arma, com seus animais ou até mesmo com lágrimas e fúria, eu apenas deixaria que ela tomasse as rédeas da situação.

Porém se eu me oferecesse para executar o Rufus e ela não se mostrasse apreensiva ou não conseguisse levantar a voz (ou uma arma) em protesto. Com ela apenas dizendo algo como: "não é ético", "você não pode fazer isso" etc, eu apenas ignoraria a mesma e seguiria com meu plano. Arrancar a cabeça do Rufus com um machado >> colocar a cabeça em uma de suas peças de roupa.

Agora, voltando a possibilidade de que eu me oferecesse para matar o Rufus, mas agora tendo em vista de que a tetuda dos cães foi capaz de levantar a voz ou quem sabe até empunhar uma arma para me impedir. Se ela conseguisse mostrar confiança e deixasse claro que QUERIA e/ou PRECISAVA dele na cadeia ou enforcado em praça pública, eu não discutiria, apenas deixaria meu plano de lado e então começaria a revistar os bolsos do Rufus em busca de algum dinheiro ou item de valor que este pudesse ter, e caso encontrasse, pegaria para mim.

Uma vez que passasse o debate sobre o destino de Rufus daqui em diante, independente do desfecho, eu me voltaria para a tetuda dos cães e diria — Precisamos levar ele para Loguetown, você tem algum barco ? — e então esperaria por sua resposta. No caso de ser positiva, eu apenas seguiria a mesma até o barco desta.

Porém se após a discussão eu descobrisse que a mesma não possuía um barco ou que não pretendia me acompanhar até Loguetown, eu então estaria com mais um assunto para resolver, então voltaria para Porto Branco em busca de alguma embarcação que pudesse me levar para Loguetown. E no caso dela não pretender me acompanhar, eu então pediria o cartaz de procurado do Rufus que ela carregava, seria um problema se alguém me abordasse sobre o que eu fazia e eu não possuísse alguma prova de que se tratava de fato de um criminoso.

Objetivos:
 

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenway
Pirata
Pirata
Kenway

Créditos : 29
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 25/11/2016
Idade : 20

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptySeg 08 Jan 2018, 23:33

Após diversas tentativas de tentar derrotar Ruff, o objetivo do Stine finalmente se tornou realidade. Trazendo consigo, além da dor, o trabalho de carregar o monstro até o porto, para enfim levá-lo a cidade mais próxima que tenha um QG, ou seja, Loguetown.

Não, ele está indefeso agora, matá-lo faria de mim uma pessoa ainda pior que ele próprio. Mas se esse for seu jeito de fazer as coisas, tanto faz — respondeu Jannete enquanto, agachada, verificava a pata de um de seus companheiros.

Levantou-se, enquanto fugazmente retirava da bainha uma faca que não parecia servir para combate, era velha e desgastada porém afiada. — Já que irá matá-lo, não precisará da minha ajuda. Boa sorte e obrigada — o semblante que até agora se fez sério sorriu pela primeira vez, enquanto seguia em direção ao urso e logo começava a esfolá-lo.

Belos “splashes” de sangue vivo e vermelho foram lançados contra Coldraz enquanto a lâmina do machado cortava a carne de Ruff, com barulhos grotescos provindos da ação. Enfim sua cabeça estava separada do corpo, o que facilitaria a viagem. O tecido usado para cobrir o objeto teve uma parte enxarca em carmesim, fazendo pingar gotas do sangue rubro contra o chão.

Com o cartaz em mãos e o procurado, ou parte dele, consigo, o Caçador partiu para Porto Branco, onde não aparentava ter qualquer indícios de conseguir transporte para seu destino. Até que uma fagulha de esperança surgiu, dois marinheiros, um bem mais novo que o outro, andando em direção a saída da cidade carregando bagagens. O que era bem estranho visto que ali não havia um QG da Marinha, indicando que a dupla estava saindo da ilha.


OFF:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha
Spoiler:
 

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda
:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coldraz
Mercenário
Mercenário
Coldraz

Créditos : 14
Warn : Cace seus sonhos - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 22

Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 EmptyTer 09 Jan 2018, 11:37


— Já que irá matá-lo, não precisará da minha ajuda. Boa sorte e obrigada

Não que eu estivesse esperando algum tipo de conexão, algo do tipo: "eu me tornei caçadora para encontrar esse monstro por ter matado meus pais" ou "foram pessoas como ele que destruíram minha vida, não vou deixar que mais ninguém sofra como eu sofri". Mas devo admitir, me senti um pouco usado... Ou será que fui eu que usei ela ?! Quero dizer, ela nem mesmo pediu parte da recompensa, só me deu o cara de bandeja e foi embora.

Mulheres, fazer oquê ?!

Bom, isso não importava agora, ao meu ver, eu tinha saído no lucro e, pra falar a verdade, não precisava mais dela, então não tinha porque me importar com as motivações dessa tetuda dos cães misteriosa.

Não era de se espantar que quando eu cobri a cabeça, o tecido logo mudou de cor, mas não era exatamente minha intenção disfarçar que eu carregava uma cabeça, esse fato seria óbvio para qualquer um com meio-cérebro. O pano era mais para as pessoas não saírem gritando: "AHH! Ele está carregando uma cabeça decepada ". Olhares estranhos seriam inevitáveis para um jovem ferido, ensanguentado e carregando um pano carmesim com alguma coisa dentro.

E assim como era de se esperar, não houve gritos. Ainda. Então estava tudo bem, claro que eu ainda precisava deixar aquela ilha e rumar para um QG da marinha e a oportunidade sorria para mim sob a imagem de dois marinheiros de malas feitas.

Eu poderia pensar em 1001 razões para um primeiro contato entre 1 cara ensanguentado carregando uma cabeça decepada e 2 agentes da lei, não ser exatamente amistoso. Mas ainda precisava de uma carona.

Então eu não pensaria muito. Na verdade, nem tinha no que pensar. Iria na direção dos marinheiros e pela primeira vez em muito tempo, seria cordial com um estranho. Começaria com um sorriso leve, sei que muitas pessoas ficariam assustadas com isso, dada as circunstâncias, mas ficar sério teria o mesmo efeito. Enfim, daria um sorriso e então diria — Senhores, com licença. Sou um caçador de recompensas e gostaria de saber se poderiam me dar um carona para o QG da marinha mais próximo para que eu possa entregar este criminoso — diria a última parte mostrando o saco onde estava a cabeça do Rufus.

Acho que isso serviria para evitar que eles me atacassem. Eu realmente preferia ir para Loguetown, mas não queria abusar da hospitalidade deles. Por enquanto.

Claro que eles poderiam entender errado a situação, por isso se me questionassem quanto ao fato de eu ter decapitado um homem, eu apenas responderia dizendo — Foi legítima defesa, o cara era enorme e era eu ou ele — e/ou caso me questionassem sobre a identidade do criminoso, eu então mostraria o cartaz de procurado dele. Tentaria manter um sorriso leve e um contato visual com quem estivesse fazendo as perguntas. Usava essa tática no internato quando queria pegar uma garota, normalmente funcionava.

Mas, talvez eles não fossem as pessoas mais mente-aberta de todas e nem quisessem me escutar. Era bem possível. Nesse caso eu NÃO reagiria, sei que era estranho, mas isso apenas complicaria minha situação e talvez eles se acalmassem caso se sentissem no controle da situação.

Porém, nem sempre as coisas vão como o esperado. Talvez eles nem estivessem de fato deixando a ilha ou quem sabe fossem uns babacas que não estavam afim de me dar uma carona. Acho justo, eu também não daria uma carona se as circunstâncias fossem opostas. Mas nesse caso, não tinha muito o que fazer, apenas deixaria que eles fossem embora e seguiria meu caminho.

Não tinha exatamente um plano traçado na minha mente, tudo que eu faria seria ir para o porto por que, sabe; porto, navios, carona. As chances de conseguir alguém para me levar até Loguetown eram maiores no porto do que na mercearia.

Então se os marinheiros não pudessem me levar para Loguetown e eu fosse obrigado a ir para o porto, eu imediatamente começaria a procurar por qualquer capitão, navegador ou até mesmo algum bêbado que tivesse um barco. Não precisava de muito, iria indo de um em um perguntando — Quanto custa para me levar até Loguetown — a pergunta, é claro, era por educação, qualquer valor acima de B$20.000 seria ignorado e eu passaria para o próximo dono de barco. Em nenhum momento diria quanto tenho ou deixaria o cartaz de procurado a mostra (infelizmente não tinha como esconder a cabeça também), vendedores sempre sabem dar de orçamento exatamente o quanto você tem.

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

"Sou um homem afortunado e devo buscar minha fortuna."
— Henry Avery, 1694 —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~ Narração ~
~ Fala ~
~ Pensamento ~
~ Fala NPC Acompanhante ~
~ Fala NPC ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cace seus sonhos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cace seus sonhos   Cace seus sonhos - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cace seus sonhos
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: