One Piece RPG
Mau presságio - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Mau presságio - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 16:14

» I - A Whole New World
Mau presságio - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 14:37

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Mau presságio - Página 5 Emptypor Furry Hoje à(s) 12:39

» [ficha] Arthur D.
Mau presságio - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 12:25

» Enuma Elish
Mau presságio - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:22

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Mau presságio - Página 5 Emptypor Fiest Hoje à(s) 10:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Mau presságio - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 10:10

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Mau presságio - Página 5 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 7:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Mau presságio - Página 5 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 6:02

» Hey Ya!
Mau presságio - Página 5 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 2:56

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Mau presságio - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 2:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
Mau presságio - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:38

» Raveny Moonstar
Mau presságio - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Mau presságio - Página 5 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 1:11

» Escuridão total sem estrelas
Mau presságio - Página 5 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 0:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Mau presságio - Página 5 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 0:27

» Arco 5: Uma boa morte!
Mau presságio - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
Mau presságio - Página 5 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Seasons: Road to New World
Mau presságio - Página 5 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
Mau presságio - Página 5 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Mau presságio

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 13 ... 21  Seguinte
AutorMensagem
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : Mau presságio - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyTer 21 Nov - 16:42

Relembrando a primeira mensagem :

Mau presságio

Aqui ocorrerá a aventura do(a)s Piratas Draguren Hynno e Doppio Pannacotta. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
OverLord
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 31/03/2012

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyTer 16 Jan - 15:52


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Como você venderia a morte? Literalmente a experiência definitiva! Sem seguro, sem enjoo, sem discussão, uma viagem só de ida"
Post: 14 | Localização: Farol




Max aparentava ser forte e, quando lançava aquela shuriken, nem o anão e nem o carteiro fizeram nada para impedir, o primeiro, apenas tentava bloquear, pois até o último instante, achava que seria nele, mas era em Max. O mesmo aparentava não ameaçado ou assustado, ele permanecia naquela cadeira e bloqueava com sua foice, esta que, quebrava aquela estrela ninja ao meio. Agora, o anão dizia que, o psicopata não abriria a boca em breve, como resposta do agradecimento do pirata. A luta entre Imgim e Hynno então começava, cada um dos lados estava praticamente por igual e o primeiro movimento havia sido do psicopata que, acertava superficialmente o tórax do anão e a disputa havia começado a ficar mais acirrada e no final, Imgim era o mais prejudicado, com sangue jorrando adoidado e Hynno, apenas com uma possível fratura em seu ombro esquerdo por causa do martelo pesado do lacaio de Max, mas tirando seu ombro esquerdo, Imgim estava numa situação pior, em breve, ele cairia por falta de sangue. E Max, ainda continuava sentado, mas agora, parecia impaciente.

Com seu sorriso no rosto, Hynno dizia para o anão: - Bem, acho que seu chefe não tem mais fé em você, nem eu teria. Em breve, irá cair e eu, Draguren Hynno, o Piromaníaco, terei sido seu último oponente que enfrentará na vida. Prestaria atenção enquanto falava, não queria ser pego distraído enquanto falava. Agora, o psicopata ficaria na defensiva, sabia que o anão iria aguentar aquelas feridas por pouco tempo e gastaria o tempo dele, apenas iria ficar na defensiva e esperaria o momento do contra-ataque. Se ele avançasse e tentasse um golpe com seu martelo na horizontal, o psicopata daria um salto para trás, mas, ao mesmo, colocaria sua espada na vertical, para o caso de não conseguir se esquivar totalmente e então, se encontrasse uma abertura, tentaria um corte na vertical, na cabeça desta vez e em seguida, se afastaria, ainda na defensiva. Caso Imgim bloqueasse o corte, Hynno apenas continuaria a se afastar, na defensiva e faria a mesma coisa, se fosse uma esquiva para os lados, mas, se fosse uma recuada, avançaria com sua aceleração e tentaria novamente, outro na vertical, este, funcionando ou não, procuraria se afastar rapidamente de Imgim, o inimigo agora era o tempo e o tempo não parava e a morte vinha e com ela, as chamas do inferno.

Se o ataque do bárbaro fosse na vertical, o espadachim procuraria se esquivar para o lado e se fosse possível, com a mão esquerda, tentaria segurar o anão e se fosse um sucesso, lançaria ele de imediato contra o carteiro, mas, se notasse que não conseguiria segura-lo, apenas tentaria uma estocada rápida na cabeça do anão e se afastaria do sujeito.

Agora, se fosse um na diagonal, Hynno procuraria se saltar para o lado oposto e então, durante o salto, tentaria um na diagonal, visando o pescoço do anão e em seguida, rapidamente, se afastaria de Imgim. E caso ele se esquivasse ou bloqueasse, executaria os mesmos planos do início, só que, seria na diagonal.

No final de tudo, se Imgim estivesse morto, procuraria pilhar o pequeno, se tivesse algo útil para uma pessoa de estatura normal feito o psicopata, o pirata tomaria para si e depois, levaria o anão até a fogueira e jogaria o mesmo. – Nem tem muito o que aproveitar da arte de um anão. Diria, olhando para Max. Faria a mesma coisa, se não tivesse nada para Hynno, para pilhar de Imgim. Iria então, até o corpo de Edik, lá, pilharia o mesmo e pegaria tudo que fosse útil e necessário, dinheiro, arma, se ele fosse espadachim ou boxeador ou então, arma de fogo, para Pannacotta, após a pilhagem, levaria o corpo do lobo solitário até a fogueira e tamparia a visão dos espectadores e com sua espada, cortaria as mãos dele, mas antes de tal, a plateia questionava. – Vai fazer o que? E com um sorriso psicótico, cortava as mãos de Edik e então, ficava atrás do encapuzado, como se fosse um ventríloquo e diria, com uma voz distorcida: - Por vocês, eu ponho as minhas mãos no fogo. E após a fala que era para ser interpretada como se fosse do lobo solitário, Hynno mostraria as mãos decepadas do encapuzado e jogaria na fogueira e em seguida, arrancaria a cabeça de Edik fora jogando o resto no fogaréu.

Com a cabeça em uma das mãos, Hynno procuraria se aproximar do palco e jogaria a mesma em Max. – Falta mais um pouco. Diria, desviando rapidamente seu olhar para as duas garotas e depois, retornando para Max e o carteiro. Buscaria bloquear e se esquivar das coisas que fossem arremessadas em sua direção. Agora, focaria sua atenção em Max, já que, Pannacotta estava enfrentando o outro, apenas faltava o ceifador e as duas garotas, mas ambas eram indefesas pelo jeito e Max, seria o oponente. – Eu ficarei com as garotas, enquanto você foge, pode ser?


Objetivos:
 

Contador do piromaníaco:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Civil
Civil
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Mau presságio - Página 5 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 21
Localização : Hospício

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: [color=#608000][/color]   Mau presságio - Página 5 EmptyTer 16 Jan - 19:02

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
14/?? | 2 Páginas | Caverna 10



Um grande estúpido esse viadinho das cartas, mas vou precisar levá-lo a sério. — Pode ir parando com esse tom de galudão aí, todo superior da porra toda; — Os ombros doem; as cartas neles presas me lembram da última, tão forte e rápida quanto minhas próprias balas. Assustador e intrigante; ele teria que me falar mais sobre isso, é claro. — Cê vai cair rápido demais pra alguém que demora tanto pra falar. — Cuspi e me abaixei um pouco; nunca deixando de mirá-lo, mesmo que até aqui, só com os olhos.

Pena que vou ter que fazer isso tudo com essa porcaria de arma. Senti falta de Silentia, a pistolinha que estava comigo desde o início. Iria tê-la de volta, sem dúvidas; pisquei e disparei. Correria pelos espaços entre mesas e pilastras, decidindo o melhor caminho tão rápido quanto meus olhos estudavam as ações do cartista e ainda voltavam para me guiar pelo espaço mínimo disponível no mar de assentos. Evitaria toda parte frontal, me emaranhando em máxima velocidade e indo em direções supostamente randômicas.

Se Hynno conseguisse alguma arma de fogo pra mim, tentaria pegá-la.

A manobra preventiva tiraria a vantagem dele e traria-a toda para mim; era ele quem estava exposto agora. Caso atire suas cartas na direção das mesas, usaria-as como barricadas, passando por entre e por baixo delas. Sempre que uma região do mar de mesas fosse alvejada, investiria.
Se fossem atiradas muito perto de mim, abandonaria o mais rápido possível e pelas rotas mais improváveis esta posição e depois dispararia dois tiros. O primeiro iria ao baralho que ele segurava e o segundo na coxa esquerda. Não o queria morto, mas desarmado e parado.

Isso se repetiria até que a arma descarregasse e quando ela o fizesse, recarregaria-a, ainda escondido sob as mesas.

Caso as mesas não suportassem barricar as cartas, apelaria ao poder recém obtido, volvendo os mesmos pensamentos etéreos à mente e a sensação ao corpo; faria o mesmo se fosse necessário atravessar as mesas ou até mesmo a mão armada por elas.

Fugir é o caralho seu ventrílouco.



Histórico:
 


Principais objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Mau presságio - Página 5 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyTer 16 Jan - 22:20

Mau Presságio



Trupe Corvinata
Irritado com a marra demonstrada pelo cartista, Doppio logo respondeu-lhe, sabendo que precisaria levá-lo a sério, já que os ferimentos recebidos mostravam-lhe que não podia levá-lo na brincadeira. - Pode ir parando com esse tom de galudão aí, todo superior da porra toda. – A fala do pirata só serviu para deixar o homem ainda mais sorridente. - Cê vai cair rápido demais pra alguém que demora tanto pra falar. – Voltou a falar o Pannacotta, intrigado com a velocidade que as cartas do homem iam em sua direção, como se houvesse disparado-as com uma arma. - E você me lembra um ditado, que eu ouvia bastante da minha mãe. Cão que ladra nunca morde. – Zombaria o homem, enquanto observava o pirata indo para trás da primeira pilastra à esquerda, procurando se defender das cartas do artista, que riu enquanto pensava em o quão aquilo era inútil, pois um homem que não sabia o que era uma Akuma no Mi, jamais saberia o poder que suas cartas carregavam.

Enquanto Doppio corria procurando se esconder, sentindo falta da arma que sempre carregara consigo, até ser roubada pelos homens com quem lutava no momento, Hynno tinha uma conversa esclarecedora com Imgim. - Bem, acho que seu chefe não tem mais fé em você, nem eu teria. Em breve, irá cair e eu, Draguren Hynno, o Piromaníaco, terei sido seu último oponente que enfrentará na vida. – Com a fala do psicopata, o anão se irritou. - Já te disse para não me subestimar maldito!! – Gritou o nanico, que, apesar de seu estado, jamais deixaria de investir contra seus adversários enquanto estivesse vivo. Logo o anão voltou a fazer um pesado golpe vertical com seu martelo, que passou direto pelo Draguren, já que este havia saltado para a direita, e preparava uma estocada, que ia na direção da cabeça de Imgim, mas o contra-ataque foi infrutífero, já que este se abaixou, evitando ser acertado.

Logo em seguida, o anão usou sua grande força para retirar seu martelo do lugar em um golpe horizontal da direita para a esquerda, mas com um salto para trás, Hynno evitou totalmente a investida de Imgim, e antes do final do golpe deste, o piromaníaco já estava no chão, e vendo a grande abertura a sua frente, desferiu um golpe vertical de cima para baixo, na direção do anão. Neste momento, o nanico se encontrava em um estado de torpor, via a lâmina vindo em sua direção, mas em câmera lenta, era como se estivesse em um estado de Deja Vu, já que fora a mesma coisa que acontecera consigo não muito antes. Vendo que só havia uma alternativa, Imgim largou seu martelo e saltou para a esquerda, mas por estar desacostumado a fazer o movimento, este saiu de forma desajeitada, e não caiu muito bem no chão, de forma que demorou a se estabelecer de pé, e quando finalmente o fez, viu a lâmina de Hynno descendo em sua direção, como se fosse a foice da própria morte, trazendo seu destino final, o que não foi muito diferente, já que o golpe acertara seu pescoço, abrindo um grande talho, por onde uma grande quantidade de sangue começou a descer poucos segundos depois, o anão pôs ambas as mãos tentando parar o sangramento enquanto desmoronava lentamente.

Vendo o anão morto à sua frente, Hynno andou até o mesmo e começou a apalpá-lo, vendo se havia algo que poderia roubar deste, mas nada havia além de sua armadura e seu martelo, vendo que o mesmo não lhe provia vantagem alguma, o piromaníaco fez como dizia sua alcunha e jogou o cadáver de Imgim no fogo vendo-o queimar lentamente, logo depois este foi até seu antigo aliado, Edik, e fez uma cena que causou horror em ambas as mulheres que apenas observavam a luta, o medo que sentiram era tão grande que nada saia da boca destas. A cena que causou tal horror nas mulheres não fora nada bonita, já que Hynno primeiramente pilhou seu antigo aliado, não havia muita coisa com o encapuzado, uma bota simples, um punhado de dinheiro e uma pequena flauta, depois de pilhá-lo, arrancou ambas as mãos do homem e a cabeça deste, logo depois recitou uma bizarra frase. - Por vocês, eu ponho as minhas mãos no fogo – E em seguida jogou ambas ao fogo, e logo em seguida, o corpo do homem também era incendiado aos poucos, junto com o corpo do anão, mas a cabeça do homem, fora parar no palco, aos pés de Max, jogada pelo psicopata, que disse logo depois: - Falta mais um pouco. – Depois disso olhou ambas as garotas, que se encolheram de medo e de volta para Max, este que se mantinha sentado impassível. - Acabe logo com isso Liam, daqui a pouco o fogo vai consumir esse lugar inteiro, e espero não estar mais aqui. – Disse o azulado, ainda sentado, mas não obteve resposta do cartista, que ainda lutava. Enquanto isso Hynno olhou para trás, procurando Doppio, e o viu atrás de uma mesa que ficava ao lado do pilar, onde este se escondera pouco tempo antes.

O Pannacotta se mantinha esperando o movimento que o cartista, recém-denominado Liam, logo o fez, e mandou voando três cartas na direção de Doppio, que abaixado, viu irem em sua direção. Rapidamente o diabrete correu para o lado, procurando abrigo em outra mesa, vendo as cartas despedaçando a mesa, onde se escondia a pouco. Aproveitando que o homem lançara as cartas a pouco, disparou dois projéteis, quase que simultaneamente, e isso acabou atrapalhando Liam, que tendo que escolher apenas um local para evitar, escolheu a mão direita, e inclinou seu corpo para a esquerda, evitando ser acertado pelo disparo que tinha a intenção de lhe desarmar, mas outro disparo o acertou, na perna esquerda, e ao sentir a bala aos poucos penetrarem sua carne, uma raiva incontrolável subiu por suas entranhas. - Maldito seja, vai pagar por isso. – Rosnou Liam, perdendo seu sorriso pela primeira vez em combate, e em uma rápida movimentação lançou outras três cartas, que acabaram indo com mais velocidade que as outras, e vendo que teria dificuldade de desviar destas, se concentrou e entrou em seu estado etéreo, usando seu corpo todo, mas diferente do que pensava, as cartas o acertaram, uma acertou sua bochecha esquerda, de raspão, outra ficou fincada no centro de sua coxa direita, e olhando para a carta, esta tinha uma estranha coloração preta, depois de trespassar a mesa que lhe dava proteção, e a última lhe deixou um corte profundo entre a 7ª e a 8ª costela do lado esquerdo. - Eu te disse para não me subestimar, retardado. Você não sabe a origem do meu poder, então nem pense em me subestimar seu inútil do caralho. – Riu o homem, mas este parecia estranhamente ofegante, para alguém que fez poucos movimentos. Logo após a fala do homem, Max levantou-se, e tinha seu alvo definido. - Que imprestáveis, não foram capazes de parar dois vagabundos quaisquer. – Falou Max, como se estivesse pensando alto. - Prepare-se piromaníaco, porque agora será a sua vez de sucumbir. – Voltou a dizer, mas dessa vez direcionado para Hynno, inclusive dizendo sua alcunha, com aparente desprezo.  - Eu ficarei com as garotas, enquanto você foge, pode ser? – Perguntou o piromaníaco, deixando o azulado bastante irritado com a ousadia do pirata. - Não se ache tanto seu maluco, vou te mandar para o hospício, de onde você nunca devia ter saído! - Rosnou Max, partindo para o ataque finalmente.

Legendas:
Hynno
Doppio
Imgim
Liam
Max

Histórico do Over:
 

Histórico do ReiDelas:
 

HP: 248 | 248 SP: 126 | 126 POSTS: 14 POST NARRADOR: 05

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 


Última edição por Raiden Fuji em Qua 17 Jan - 21:27, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Civil
Civil
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Mau presságio - Página 5 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 21
Localização : Hospício

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: [color=#608000][/color]   Mau presságio - Página 5 EmptyQua 17 Jan - 1:55

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
15/?? | 3 Páginas | Caverna 10


Um maldito poder que eu também não conhecia; se o meu poder vem de uma akuma no mi, esse é capaz de sobrepujá-la. Ah, e também parece empretecer as coisas, maneiro. Tsc. Dor e ardor trovejam sobre meu corpo esmirrado que sangra em resmungos molhados e vermelhos. Não dou a porra da mínima. — De que adianta a porra de um poder desses se cê é a merda de um alvo fácil sem poder sair daí? Imbecil de uma porra. — Estou puto pra porra de um caralho sujo e fedido agora;

Essa maldita luta é um marco; um oponente cuja força se equipara à dos inimigos mais fortes que já enfrentei até aqui e que estará em breve sob meus pés como eles não estiveram. Fito-o como uma serpente fita a lebre antes de pô-la para dormir entre suas presas. Estou oculto entre as mesas; a vantagem ainda é minha. Saco as cinco facas que ainda tenho comigo e penso. Que situação de merda.

Elas são meu último caso; Se meu maldito poder não funciona, tudo que tenho que fazer é impedir de chegarem até mim. Giro as facas no dedo e aproveito a perna ferida do cartista. Estou atento à sua mão armada. Não pisco; os olhos cor-de-noite captariam seus mais ínfimos movimentos e trataria de respondê-los à altura. À cada carta negra disparada, seguiria uma faca girando em sentido anti-horário cujo trajeto seria concorrente ao da carta, intentando desviar seu trajeto para cima, para cravá-las no teto da caverna.
Ele está visivelmente cansado, seus movimentos tendem à lentidão; os meus não. Mesmo ferido, aparentemente a fadiga não é tão ávida em mim quanto nele. Me aproveito disso. Fala pra caralho. Tão focado nele que sua imagem era mais próxima e nítida que qualquer outra na sala, leria seus ataques e movimentos para encontrar uma única falha sequer em sua guarda.

Caso encontrasse, alinharia a arma a ele com a mão livre de facas e apertaria a porra do gatilho como um ninfomaníaco borta o dedo num botão. pow; enviaria uma bala pelos ares zunindo e assobiando direto no peitoral do estúpido homem das cartas, visando perfurá-lo e fazer seu sangue tão vermelho quanto o meu esguichar por ali, sinalizando sua morte iminente.

Se não conseguisse pô-lo abaixo ali, tentaria continuar emaranhando-me entre as barricadas e me mover o mais sorrateiramente possível, evitando exibir minha localização; se necessário, voltaria a disparar duas vezes, uma contra sua cabeça e em subsequência, contra o baralho em sua mão.

Obtido sucesso, erguer-me-ia e caminharia, mancando bizarramente até o tal membro da Trupe. A arma ainda em mãos; recarregaria-a durante a caminhada. Não dou atenção ao resto do ambiente, quando me foco em uma coisa, eu realmente foco. Assim que chegasse aos pés dele, cuspiria em sua cara e pisaria em seu peito ferido. — A porra do combinado; desembucha. Akuma no mi, essa porra de poder aí e... — Uma respirada funda e pulmões inchados. Desceria-lhe uma coronhada na boca, sem tanta força. — CADÊ A PORRA DAS MINHAS COISAS SEU FODIDO DE MERDA?!

Tendo todas minhas dúvidas sanadas de maneira satisfatória, daria-lhe misericórdia com um tiro em sua cabeça, saquearia seu corpo e atentaria-me ao último inimigo.




Histórico:
 


Principais objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : Mau presságio - Página 5 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyQua 17 Jan - 23:01


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Como você venderia a morte? Literalmente a experiência definitiva! Sem seguro, sem enjoo, sem discussão, uma viagem só de ida"
Post: 15 | Localização: Farol




O anão era realmente um bárbaro com aquele martelo, mas ele sabia, Hynno sabia, ele não ficaria vivo por muito tempo e era questão de minutos para que, ele sucumbisse a falta de sangue e morresse. Era só evitar os golpes de Imgim e ele iria perecer, mas, o anão cometia um erro e havia visto uma brecha e lá, ele pereceu. Duas mortes num intervalo de tempo curto, dois corpos queimados com o acréscimo do local, o inferno estava comendo a caverna e o piromaníaco estava na presença do Diabrete, faltava apenas o Diabo. Edik não ficava de fora, o espadachim pilhava ele e fazia a mesma coisa, mas antes, brincava com o corpo do mesmo e dizia algumas palavras que, supostamente era para ser do morto e com algumas coisas feitas, assustava as garotas, iria botar medo nelas, pois iria capturar elas e se não temessem o espadachim, do que adiantaria?

Logo depois, descobria que o cara das cartas se chamava Liam. Imgim era o anão, Oliver o cara que Doppio havia matado, Donl, o tritão e Liam, o das cartas. Notava que o nanico estava atrás de uma mesa, poderia ajuda-lo contra Liam, mas decidia que ele poderia se virar, junto com suas novas habilidades e por isso, seu último oponente do momento, era Max. O ceifador parecia não estar contente com os serviços de seus lacaios e por isso, decidia que, ele mesmo iria acabar com aquilo e primeiro, seria Hynno, cuja alcunha, o ceifador conhecia. Mas, foi com as palavras do pirata que, irritava Max e ele vinha para a ofensiva.Com o dinheiro e a estúpida flauta guardada e com as botas em mão, rapidamente, jogava um dos pés, o que Doppio precisava e jogava para o mesmo. – Toma de presente. Com o outro pé, Hynno jogaria na direção de Max e gritava, antes de executar sua técnica: - NÃO VAI ADIANTAR!! E por fim, executava a sua técnica, Peão Peãozinho. Sua espada estava na mão direita ainda e o avanço seria no ziguezague, onde visaria acertar o peitoral de Max, nas duas vezes.

Se conseguisse executar a técnica totalmente, se conseguisse acertar, o espadachim tentaria uma estocada em seu pescoço para finalizar Max rapidamente e em seguida, se afastaria do ceifador o mais rápido possível, para não ficar no alcance de sua foice. Mesmo se conseguisse executar a técnica, mas, não tivesse êxito em acertar Max, o pirata avançaria na direção do ceifador e tentaria um corte na diagonal, da direita para a esquerda e se, ele se esquivasse para o lado, apenas saltaria naquela direção e faria um na diagonal só que agora, de baixo para cima, tanto o primeiro quanto o segundo, seriam na cabeça de Max. Caso ele fosse para trás, ao invés de ir para o lado, Hynno usaria de sua aceleração e corrida para chegar mais próximo do seu oponente e tentaria um corte na horizontal, visando seu pescoço. Agora, se ele se agachasse para se esquivar do golpe, Hynno tentaria um na vertical no meio do caminho, visando a cabeça de Max e logo após, se afastaria de imediato do ceifador. Se fosse para os lados, o psicopata apenas saltaria naquela direção e continuaria o golpe, a mesma coisa para caso ele se afastasse. Agora, se ele bloqueasse seu golpe, Hynno se agacharia de imediato e daria um giro enquanto se agachava, com sua espada na horizontal, tentando cortar os joelhos de Max e logo após, se afastaria.

Agora, lá no início, se a estocada não funcionasse, isto é, ele se agachasse, o espadachim tentaria um corte na vertical, visando a cabeça do ceifador e em seguida, recuaria um pouco de sua posição. Se Max se esquivasse para os lados, Hynno acompanharia o oponente e tentaria um golpe na horizontal com sua espada, visando o pescoço de Max ainda e se, ele bloqueasse este golpe, o piromaníaco se agacharia e em seguida, faria um arco na horizontal, focando nos joelhos do ceifador e em seguida, recuaria um pouco dele. Se ao invés de se esquivar para os lados ou se agachar, Max recuasse da estocada de Hynno, o psicopata avançaria com velocidade total e no último instante, rolaria para a diagonal mais aberta e possível e assim que o rolamento terminasse, o espadachim procuraria um corte na horizontal, visando acertar o joelho da perna daquele lado e logo após, procuraria se afastar do sujeito. Agora, esquecendo as esquivas, caso ele bloqueasse a estocada, Hynno se agacharia e durante o agachamento, daria um giro e durante o giro, colocaria sua espada na horizontal, tentaria acertar um corte na barriga de Max e logo após, recuaria.

Agora, se Max decidisse contra-atacar, com um golpe na vertical, Draguren procuraria se esquivar, saltando para o lado mais livre e assim que seus pés tocassem o chão, daria um impulso para a frente e tentaria um golpe na diagonal com sua espada, visando o pescoço de Max e em seguida, o espadachim recuaria do ceifador e da sua arma. Se o contra-ataque fosse na horizontal, Hynno procuraria dar um salto para trás e assim que achasse alguma brecha, avançaria com tudo contra Max e tentaria uma estocada em seu pescoço, onde se ele se esquivasse ou bloqueasse, executaria as mesmas ações do início contra aquilo. Por último, se fosse na diagonal, o contra-ataque de Max, o pirata procuraria se esquivar para o lado oposto e avançaria com um impulso para a frente, onde tentaria um corte na diagonal, visando acertar o peito de Max.

Caso o ceifador se esquivasse do golpe na diagonal em seu peito, saltando para trás, o espadachim não daria espaço para ele, usaria de sua corrida e aceleração para diminuir a distância deles e tentaria uma estocada no meio da cabeça de Max e as ações seguintes, executaria as mesmas, se ele se esquivasse ou bloqueasse a estocada.  Se ele bloqueasse o golpe na diagonal, o piromaníaco se agacharia e rolaria para a diagonal que estivesse livre para o rolamento e então, tentaria uma estocada no joelho daquele lado, procuraria limitar a movimentação do ceifador e em seguida, funcionando ou não, não iria perder tempo e se afastaria rapidamente de Max.


Objetivos:
 

Contador do piromaníaco:
 

Histórico:
 


Spoiler:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Mau presságio - Página 5 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyQui 18 Jan - 21:12

Mau Presságio



Trupe Corvinata
Este era um momento crucial, duas batalhas ainda restavam para que o vencedor sobrepujasse o perdedor, duas lutas completamente diferentes, contra dois oponentes com pensamentos diferentes, fúria e estratégia, contra loucura e uma possível vingança, ninguém poderia arriscar o vencedor de tais embates, um estava prestes a começar, o outro em equilíbrio, com mínimas vantagens para cada lado. Max, dono de tamanha fúria, partia para cima de Hynno, que não aparentava estar intimidado pelo ceifador, tanto que analisava os itens que conseguira a pouco do cadáver de seu antigo aliado, Edik, viu entre eles um par de botas, pegou um dos pés e jogou para seu companheiro, Doppio, que havia perdido um dos pés do sapato que estava em seu pé. A bota caiu ao lado do atirador, que estava irritado com Liam, o cartista com quem lutava por conta de seus ferimentos causados pelo poder deste, desconhecido ao Pannacotta. – De que adianta a porra de um poder desses se cê é a merda de um alvo fácil sem poder sair daí? Imbecil de uma porra. – Rosnou o diabrete para Liam, que olhava com desdém para Doppio. – Desculpe, não consigo entender o que você tá latindo aí. Hahahaha – Riu o artista, que mantinha sua mão direita sobre as cartas, que estavam presas em um suporte em sua coxa direita.

Já com Hynno, as coisas estavam mais dinâmicas, Max estava se aproximando deste, mas ele não deixou que o ceifador dominasse a luta, então começou executando uma de suas técnicas, chamada Peão Peãozinho, mas Max pôs o cabo de sua foice na frente e conseguiu bloquear a técnica, mas o piromaníaco logo saltou para trás, se livrando do choque entre as armas, para logo em seguida avançar, realizando um golpe diagonal da direita para a esquerda. Max saltou para trás, e Hynno voltou a avançar com outro golpe diagonal, mas esse sendo de baixo para cima, o azulado esquivou-se para sua direita, mas não contava com a velocidade do golpe realizado pelo Draguren, e a ponta de sua espada acertou-lhe levemente a bochecha esquerda. Diferente de sua atitude anterior, Max sorrira desafiador para o psicopata, que voltou a assumir a dianteira, avançando e fazendo um corte horizontal, este que fora bloqueado preventivamente pelo ceifador, e imediatamente após o bloqueio, o pirata agachou-se e realizou um giro com o corpo, deixando sua espada na horizontal, com o intuito de acertar os joelhos do azulado, que logo saltou para trás, aproveitando a situação, Hynno atacou-o com um golpe vertical de cima para baixo, mas Max saltou para a esquerda, e com sua foice, fez um golpe diagonal da direita para a esquerda, não havia muitos espaços para Hynno saltar lateralmente, e não teve de saltar para trás, porém, o alcance da foice parecia ser mais longo do que deveria, de forma que, a lâmina acertou seu peitoral direito, deixando um corte superficial da esquerda para a direita no músculo. Com esse eletrizante início, Max saltou para trás, deixando uma boa distância ente ele e o piromaníaco. – Você não é tão ruim, mas não é páreo para mim. – Desdenhou o azulado.

Enquanto isso, ao lado desta luta, a luta entre Doppio e Liam pouco avançara, o cartista apesar de ter mais poder de fogo, não podia lançar suas cartas à esmo, já que apesar de ter uma grande quantidade destas, não eram infinitas, além de que seu poder lhe consumia muita energia de si, precisava ter cautela para atacar, caso contrário sairia derrotado, Doppio parecia ter noção da mesma coisa, mas para este a situação não era fácil, Liam se equipara aos mais fortes inimigos já enfrentados pelo atirador, talvez até mais forte, mas se esconder como um rato não lhe adiantaria muito, portanto o mesmo sacou cinco facas de seu bolso de facas, e levantou levemente a cabeça para olhar o cartista, mas esse imediatamente percebeu o movimento e lançou uma nova carta, direcionada ao rosto do pirata, mas este logo trocou de mesa, teve de passar por outras duas, sentindo-as serem destroçadas atrás de si pelas cartas anormais de Liam. Estando novamente escondido, Doppio voltou a atacar, saiu pelo lado esquerda da mesa onde se encontrava, e logo disparou duas balas. Liam foi pego de surpresa pelo disparos, e só conseguiu evitar o que lhe feriria fatalmente, de forma que não conseguiu evitar ser desarmado ao receber uma bala que trespassara sua mão, pouco acima do polegar, deixando-o com tal mão inutilizada. O cartista não teve outra alternativa a não ser partir para cima, por sorte, ele sabia o básico do boxe, para caso necessitasse lutar corpo-a-corpo, Doppio voltou a se esconder e por isso não viu a  movimentação deste, e somente descobriu que Liam tinha deixado sua posição, quando sentira o impacto atravessar a mesa onde se escondia e acertar-lhe o ombro esquerdo, fazendo um alto estalo ser ouvido por ambos, indicando que o osso havia sido fraturado. Com seu esconderijo descoberto, Doppio somente pôde se afastar, ainda mais depois que viu a mão esquerda de Liam completamente preta, da mesma forma que a carta que ainda se mantinha presa à coxa do Pannacotta, mas não teve oportunidade de fazê-lo, pois o cartista logo o alcançou e acertou-lhe um soco no estômago, mandando-o de encontro à pilastra que estava do lado esquerdo, mais próxima ao palco. O pirata necessitava saber mais sobre todos aqueles poderes que lhe eram desconhecidos, mas poria sua vida ainda mais em risco para tal? Mas se estivesse disposto para correr tal sacrifício, não demoraria muito para tal, Liam não estava em seus melhores dias, os ferimentos obtidos na luta cobravam seu preço, e seu novo poder somente fazia com que o desgaste fosse ainda maior.

Já do lado de Hynno, o combate estava bastante tenso, o piromaníaco hora alguma deixara de ir para a ofensiva, mas seu adversário, Max, não se sentia pressionado, o piromaníaco fazia de tudo para acertá-lo, mas a agilidade do ceifeiro era tão grande, que este parecia estar lutando contra uma enguia, a dificuldade de pegá-lo era extremamente grande, horizontal, diagonal, vertical, estocadas, nada conseguia acertar o azulado, ele sempre encontrava uma brecha para escapar, e sua tranquilidade era tanta, que não fazia esforço algum para contra-atacar, parecia estar satisfeito em somente não se deixar ser acertado pela lâmina do Draguren. – Eu pensei que vocês eram melhores, acho que me equivoquei, meus homens que eram inúteis, para não dar conta de piratas tão inúteis. Vou tentar pegar leve com você, venha com tudo, Draguren Hynno, o Piromaníaco. – Disse Max, com desdém, procurando provocar o psicopata, que se via em uma situação nada favorável.

Legendas:
Hynno
Doppio
Liam
Max

Histórico do Over:
 

Histórico do ReiDelas:
 

HP: 248 | 248 SP: 126 | 126 POSTS: 15 POST NARRADOR: 06

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : Mau presságio - Página 5 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptyDom 21 Jan - 22:57


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Como você venderia a morte? Literalmente a experiência definitiva! Sem seguro, sem enjoo, sem discussão, uma viagem só de ida"
Post: 16 | Localização: Farol




Um embate interessante entre Hynno e Max, seria um treino para o que viria adiante, estava animado e eletrizante, estava pegando fogo, metaforicamente. Não estava deixando o ceifador dominar a luta e durante as trocas, Draguren conseguia acertar um golpe nele, mas, não era o suficiente para corta-lo, havia sido apenas de raspão e não parecia intimidar ou irritar com aquilo e de alguma maneira, o alcance da arma de Max parecia um pouco longa, pois o espadachim era atingido pelo golpe da foice, acertando o lunático em seu peitoral, era apenas superficial, como a do rosto de Max. O ceifador até elogiava o psicopata e ainda levantava seu ego perante Hynno, que apenas sorria diante aquilo e continuava na ofensiva. Era estranho, era esguio, sempre achava algum lugar e escapava do golpe, evitando quase a todo momento, a espada do lunático. – Bem, continue pegando leve e você será consumido pelo inferno.

Utilizaria novamente aquela técnica, Bloody Hell, buscaria acertar a cintura de Max, sua ideia como sempre, era começar a incapacitar seus oponentes, uma morte rápida não era muito legal, mas não podia evitar aquilo se, os oponentes fossem fracos, mas, Liam e Max eram diferentes e não seriam abatidos tão facilmente e por isso, Hynno lambia a parte inferior de seu lábio, poderia aos poucos, incapacitar o ceifador e ele morreria por hemorragia ou, pela piedade do psicopata ou na terceira alternativa, cortaria as pernas e as mãos do ceifador, tentaria estancar, pilharia ele, o que ele possuísse naquela caverna e roubaria as garotas e o deixaria naquela caverna pegando fogo e que, em breve, desmoronaria por causa do incêndio. Não havia a possibilidade de Max sair vivo daquilo, mas a dupla de piratas e as garotas, ainda tinham uma chance de sair daquela caverna com tudo que pudessem pegar.

Caso a técnica fosse um sucesso, tanto no termo de execução quanto em acerta-lo ou então, em uma das hipóteses, Hynno tentaria um corte na horizontal, visando o pescoço de Max e em seguida, sem cessar, avançaria com um impulso para a frente, seu rosto ficava totalmente psicótico, com sua corrida e aceleração e outra vez, tentaria uma estocada no meio do peito de Max. Caso a estocada não funcionasse, isto é, ele se agachasse, o espadachim tentaria um corte na vertical, visando a cabeça do ceifador e em seguida, recuaria um pouco de sua posição. Se Max se esquivasse para os lados, Hynno acompanharia o oponente e tentaria um golpe na horizontal com sua espada, visando o pescoço de Max ainda e se, ele bloqueasse este golpe, o piromaníaco se agacharia e em seguida, faria um arco na horizontal, focando nos joelhos do ceifador e em seguida, recuaria um pouco dele. Se ao invés de se esquivar para os lados ou se agachar, Max recuasse da estocada de Hynno, o psicopata avançaria com velocidade total e no último instante, rolaria para a diagonal mais aberta e possível e assim que o rolamento terminasse, o espadachim procuraria um corte na horizontal, visando acertar o joelho da perna daquele lado e logo após, procuraria se afastar do sujeito. Agora, esquecendo as esquivas, caso ele bloqueasse a estocada, Hynno se agacharia e durante o agachamento, daria um giro e durante o giro, colocaria sua espada na horizontal, tentaria acertar um corte na barriga de Max e logo após, recuaria. Agora, ao invés de se esquivar, o ceifador bloqueasse o golpe no pescoço, o espadachim daria um salto para trás e logo em seguida, avançaria novamente, tentando agora, um corte na vertical, visando acertar a cabeça de Max.

Caso ele se esquivasse do golpe na horizontal que visava o pescoço dele, se agachando, o lunático no meio do caminho, com um rápido movimento no cabo, viraria a lâmina, botando ela para baixo e tentaria fazer a mesma coisa que havia feito com Killmurk, Max seria a pedra e a minha espada, seria a arma que ficaria presa na pedra e logo após, se afastaria rapidamente, se isto funcionasse ou não. Se o ceifador se esquivasse do golpe no pescoço se esquivando para o lado, o psicopata procuraria acompanhar o ceifador á todo vapor e ao se aproximar do mesmo novamente, o piromaníaco procuraria ao invés de continuar o golpe na horizontal, tentaria um na diagonal, visando a cabeça do oponente e logo após, recuaria alguns metros, ficando novamente, na defensiva. Se a esquiva não fosse nem para algum dos lados e nem se agachar e sim, se afastar ainda mais, o espadachim iria correr até ele e ao ficar próximo do inimigo, fingiria que daria um impulso para frente, mas na verdade, daria um salto para trás, um blefe, e em seguida, agora sim, daria um impulso para frente, usando de sua agilidade toda para alcançar Max rapidamente e então, se agacharia e faria um corte na horizontal, visando acertar os dois joelhos do ceifador e em seguida, iria retornar para uma distância segura do oponente.

Caso o ceifador iniciasse seu contra-ataque e ele fosse na vertical, o piromaníaco procuraria rapidamente se esquivar para os lados, o que estivesse disponível e logo em seguida, tentaria fazer um arco na vertical, visando o cotovelo do braço que empunhava a foice, mas, se ele empunhasse com ambos os braços, apenas focaria no cotovelo mais próximo do espadachim e logo após, recuaria de Max. Se fosse na horizontal ao invés de ser na vertical, o psicopata buscaria dar um impulso, na diagonal livre e oposta de onde o golpe vinha e então, daria uma rolagem após o impulso e em seguida, tentaria um corte na horizontal, buscando acertar o calcanhar de Aquiles de Max e em seguida, procuraria rasgar a panturrilha com a lâmina até onde pudesse e em seguida, rapidamente, procuraria se afastar do ceifador e de sua arma. Se o espaço não tivesse disponível para o impulso e a rolagem, Hynno apenas procuraria saltar para trás para se esquivar da lâmina da foice de Max, botando sua espada na vertical, para a pior das hipóteses e logo após, fingiria que avançaria, para provocar o retorno da foice, se conseguisse provocar, esperaria que ela retornasse e então, com sua aceleração iria na direção de Max e adicionava a corrida logo após o início para que, conseguisse encostar no oponente antes que ele pudesse fazer algo com a foice para impedi-lo e então, tentaria um corte na horizontal no pescoço de seu interessante oponente e se, ele tentasse alguma coisa defensiva, como um bloqueio ou uma esquiva, o espadachim seguiria o caso acima, ao executar a técnica.

Se fosse na diagonal ao invés de ser na horizontal ou vertical, o psicopata procuraria saltar na diagonal, para o lado oposto do ataque que vinha, se o lado estivesse livre para fazer tal movimento, após saltar, procuraria fazer um corte na diagonal, de cima para baixo, no pescoço de Max e em seguida, iria correr para se afastar do mesmo, mas sem abaixar a guarda para uma investida do ceifador. Se o espaço não estivesse livre para o salto, procuraria apenas saltar para trás e colocaria sua arma branca para bloquear no pior dos casos e em seguida, procuraria segurar a mão de Max, isto é, se notasse que conseguiria agarrar a mão dele e então, como um predador, procuraria morder os dedos mais próximos e tentaria arranca-los, se notasse que poderia fazer isso sem prejudicar sua arcada dentária, tentaria e em seguida, cuspiria na direção do ceifador enquanto se afastava ainda mais de Max e ria feito louco. Se percebesse que aquilo prejudicaria seus dentes, Hynno pararia de morder e tentaria puxa-lo para mais perto e em seguida, giraria seu corpo para o lado e então, tentaria um golpe na horizontal, visando o pescoço do oponente e em seguida, retornaria para uma posição defensiva. Caso notasse que não conseguiria agarrar a mão de Max, o pirata avançaria contra o oponente e tentaria um golpe na horizontal, visando acertar os olhos de Max e se ele tentasse alguma esquiva ou bloqueio, procuraria executar as contramedidas dita anteriormente.





Objetivos:
 

Contador do piromaníaco:
 

Histórico:
 

Bloody Hell:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Civil
Civil
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Mau presságio - Página 5 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 21
Localização : Hospício

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptySeg 22 Jan - 8:06

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
16/?? | 3 Páginas | Caverna 10


Jogado na pilastra, pareço derrotado. Acordado, são e vivo; derrotado. Não estou. Diante do cartista e de sua força latente, não me permito ficar em silêncio. — Isso é t-tudo que cê pode fazer? — Cuspo uma pelota de sangue na direção de seus pés e a deixo se esparramar por lá. A expressão artística de um "seu merda" tingindo o chão e exibo um sorrisinho ensanguentado. — Bate que nem moça, caralho.

O intuito era fazê-lo vir até mim novamente; apesar das dores aterrorizantes e o gosto de sangue que a língua não parava de sentir, já tinha formulado um jeito de virar o jogo de uma vez por todas. Caso ele caísse na provocação e partisse pra cima, decidindo me esmagar com seus punhos, o click na cabeça ecoaria.

As íris parecem menores e mais escuras que nunca e as pupilas se dilatam; a pele exibe o suor frio que dela germina e os dentes forçados uns contra os outros naquele sorriso diabólico e vermelho tremem e batem uns nos outros. A mão armada tem firmeza e o polegar vacila pra lá e pra cá, não sei se é frio ou ânsia. Atiraria em Liam durante seu trajeto até mim, alternando entre as pernas, ombros e peito. Cada centímetro que se aproximasse me deixaria mais irritado e instigado a abatê-lo.

Deixaria no mínimo uma bala no pente caso não conseguisse fazê-lo ruir antes de chegar perto o suficiente pra atacar. Seria como adiar um tiro.

Se chegasse até mim — que já ignorava as dores em nome d'uma prioridade — moveria a cabeça, o tronco ou todo o corpo pras laterais do ataque, até contornaria a pilastra se necessário; deixaria que afundasse seu golpe no pilar e nesse momento alinharia a pistola com seu peito. Sorrio abominavelmente. Disparo.

Liam não devia morrer na hora; se caísse, tomaria uma distância segura. Tento falar, ainda com dificuldade. — Akuma no mi. Minhas malditas coisas e esse seu poder. Cumpra sua palavra. — Caso ele se negasse, atiraria num de seus ombros, joelhos, cotovelos; ele podia negar seis vezes. Se contasse tudo, seria todo ouvidos e depois o deixaria para morrer. Ele não merece morrer rápido.

Se Liam sequer desse ouvidos à provocação, lutaria à distância. Miraria seu peito e ombros e dispararia quantas vezes fosse necessário para fazê-lo cair ou parar de se mover.




Histórico:
 

Principais objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Mau presságio - Página 5 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptySeg 22 Jan - 18:35

Mau Presságio



Trupe Corvinata
Após a tentativa de provocação de Max, Hynno sorriu perante ao que lhe foi dito, e retrucou. – Bem, continue pegando leve e você será consumido pelo inferno. – Já pelo lado de Doppio, a luta também teve uma curta trégua, que o diabrete aproveitou para cutucar Liam, seu adversário. – Isso é t-tudo que cê pode fazer? – O mesmo teve interromper sua fala para expelir uma bola de sangue que veio à sua boca, mas logo que a cuspiu, continuou falando. – Bate que nem moça, caralho. – O cartista não caiu na provocação do Pannacotta, mas partiu para cima deste, na intenção de acabar com aquela luta de uma vez, sua novo poder fora adquirido pelo mesmo a pouco, e por conta disto, ainda não era muito acostumado a usá-lo.

Durante a investida de Liam, Doppio já tinha em mente o que faria para derrotar seu adversário, e assim durante a corrida desse, fez 5 disparos alternados, dos 5 apenas um acertou o cartista, de raspão, no ombro esquerdo, mas isso não impediu o avanço de Liam, que se encontrava cada vez mais perto de Doppio. O pirata resolveu guardas alguns projéteis em sua arma, por isso não os disparou mais, e esperou o ataque do cartista chegar até si, um soco com a mão com a mão esquerda, novamente embebido no estranho poder do homem e mirando a costela direita do Pannacotta, que saltou para a esquerda, vendo que o soco já ia em sua direção. Liam vendo que erraria o golpe, alternou a direção deste, acertando o ombro direito de Doppio, que voou para trás, quebrando duas mesas flamejantes no caminho, até cair. Mas assim que fora acertado, o pirata mirou no peito esquerdo de Liam, e sorrindo disparou, antes de acertar a primeira mesa e quebra-la.

Já pelo lado de Hynno, este disparou rapidamente na direção de Max, realizando sua técnica, chamada Bloody Hell, sua intenção era acertar a cintura do azulado, mas este saltou para trás, pondo o cabo de sua foice no caminho entre si e a lâmina do piromaníaco. Depois do choque entre ambas as armas, e com o salto, estavam separados logo depois, e sem dar espaço para um ataque do ceifeiro, o Draguren avançou com um corte horizontal da altura do pescoço de Max, que mais uma vez saltou para trás, mas dessa vez, esqueceu de sua passividade e desferiu um arco vertical na direção da cabeça de Hynno, que saltou para a direita, e fazendo o mesmo que o azulado, fez um golpe vertical na direção do cotovelo esquerdo do ilusionista, que saltou para a direita e fez um corte horizontal da direita para a esquerda, Hynno tentou saltar para o lado, mas uma coisa bastante estranha aconteceu, uma névoa de cor esbranquiçada se desprendeu da lâmina da foice, dando um prolongamento à mesma, e dessa forma, acertou o corte logo acima do umbigo do psicopata, que por conta do corte, voou um par de metros para trás.

Levantando, Hynno partiu para cima de Max, com uma face psicótica, e desferiu uma estocada no direção do peito do ilusionista, que tentou usar a lâmina de sua foice para desviar o curso da lâmina do piromaníaco, mas falhou em partes, pois desviou, mas não totalmente, de forma que a gélida lâmina acertou-lhe bem abaixo da costela do lado direito, a estocada realizada com força, perfurara a carne com velocidade, de forma que a ponta da katana do pirata saiu pelas costas do ceifador, mas este usou sua mão direita para segurar a lâmina, causando um corte na mão, mas aproveitou o momento e desferiu um arco vertical de cima para baixo, mas por fazer com sua mão esquerda, que não era a principal, não conseguiu direcionar a lâmina para onde queria, de forma que somente acertou o ombro direito de Hynno, deixando um corte profundo no mesmo. Ao mesmo tempo, Max soltou sua foice do ombro do pirata e saltou para trás, fazendo uma careta de dor enquanto a katana do pirata saia do ferimento que adquirira a pouco, depois do primeiro salto, deu mais dois para trás, conseguindo uma boa distância do Draguren. – Hoho, devia desistir piratinha, ou então aqui será seu descanso final. – Disse o ilusionista com um sorriso zombeteiro.

Nesse momento, Doppio se levantava de onde havia caído e andava na direção de Liam, que estava caído de bruços, o diabrete o virou de barriga para cima, e viu que este estava ofegante, com os olhos fechados devido à dor. – Akuma no mi. Minhas malditas coisas e esse seu poder. Cumpra sua palavra. – Disse o Pannacotta, com bastante dor no ombro direito, acertado pelo cartista, que sabia que morreria caso não falasse nada, então suspirou e ainda deitado começou a falar. – Certo. Primeiro a Akuma no Mi, Akuma no Mi também conhecido como Fruta do Diabo, é um fruto místico encontrado no mundo, que dá a pessoa que comer um deles um poder, dependendo do tipo e da variação do próprio fruto. Meu poder é conhecido como Haki, Haki é um poder de natureza misteriosa que se encontra em todos os seres vivos, no entanto a maioria das pessoas não o percebe ou não consegue despertá-lo. Em geral, existem dois tipos de Haki comuns a todos, dada a formação adequada; embora haja um terceiro tipo que somente um determinado grupo de "escolhidos" conseguem despertar. Em termos simples, Haki é a capacidade de sentir a energia espiritual (Kenbunshoku), usar a força vital (Busoshoku) e dominar inimigos (Haoshoku). Mas suas coisas eu não sei onde estão. Somente Max pode lhe responderr..... – Terminaria a explicação desmaiando devido à perda de sangue e a fadiga causada pela utilização prolongada do Haki. Agora só restava um inimigo, Max, ele detinha o poder de mais forte da caverna, mas será que era o suficiente para lutar contra os dois piratas? Pois para atingirem seus objetivos precisariam derrota-lo, pois ele obtinha as respostas e os itens que necessitavam para continuar sua viajem.

Legendas:
Hynno
Doppio
Liam
Max

Histórico do Over:
 

Histórico do ReiDelas:
 

HP: 248 | 248 SP: 126 | 126 POSTS: 16 POST NARRADOR: 07

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : Mau presságio - Página 5 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 EmptySeg 22 Jan - 23:16


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Como você venderia a morte? Literalmente a experiência definitiva! Sem seguro, sem enjoo, sem discussão, uma viagem só de ida"
Post: 17 | Localização: Farol




O embate ficava mais caloroso e não era por causa do fogo que consumia a caverna e sim, pela troca de golpes e sangue que cada um derramava, bem, Hynno não estava nas melhores condições, mas, Max não era diferente, pois, depois da última troca de golpes, ele havia ferido a mão quando segurava sua lâmina e havia conseguido perfurar o corpo do ceifador, fazendo sua espada transpassar aquilo. Do lado do espadachim, havia sido atingido com um corte um pouco acima do seu umbigo e o mais estranho, era que a névoa esbranquiçada se desprendia da foice e o alcance da arma era prolongado, que nem da última vez e aquilo que resultava no corte acima do umbigo. O próximo golpe, havia atingido seu ombro direito e depois daquilo, o embate retornava e Max se distanciava ainda mais, só que, podia notar aquela expressão que ele havia feito mesmo que, tenha feito rapidamente. Estava doendo o golpe recém feito e ele precisaria tomar cuidado, mas, Draguren não estava numa melhor situação. – Adorei essa sua careta de dor, parece que estamos nos divertindo com isso, faz tempo que não sou entretido com um embate eletrizante. Começava a rir diante daquilo.

Agora, pelo que notava, apenas Max restava de oponente, as garotas apenas ficavam lá paradas, apavoradas e usaria o pavor para transforma-las em escravas. – Se já acabou aí, Pannacotta, poderia fazer algo e vir aqui acabar com ele, é um pé no saco. Então, com sua espada na mão direita, passava agora para a outra mão, a mão esquerda e então, com a direita, colocava ela no bolso e retirava uma coisa e no mesmo instante, dava um salto para a frente e retirava a arma do bolso, a shuriken e então, lançava na direção de Max, visando acertar o joelho direito do mesmo e com um giro, lançava a segunda que estava abaixo da primeira e aquela estrela ninja, visava acertar os dedos da mão direita do ceifador e por fim, retirava a única arma que não parecia uma estrela ninja e lançava na direção do pescoço de Max e então, corria na direção de Doppio, passando por trás do mesmo e sussurrava em seu ouvido, antes de retornar para a posição anterior. – Cuidado, ele possui algum truque, onde ele faz a névoa se desprender da foice e do nada, a arma dele tem um tipo de alcance prolongado. Ah, em breve, precisarei de uma distração, uns cinco segundos, acho que você notará quando for, pois, irei embainhar a espada. E então, rapidamente, retornava para a posição de antes, colocando a espada na mão direita agora, segurada pelo cabo. Era isso, apenas lançaria aqueles instrumentos ninja e ficaria longe, sabia que o nanico possuía habilidades por causa da fruta mágica e por ser um atirador, só precisaria alternar e aquilo acabaria.

Era estranho, pois Doppio e Hynno, nunca haviam lutado juntos, cada um havia ficado com seus combates separados e agora, precisariam cooperar para acabar com Max, um atirador e um espadachim, seria um pouco difícil e se a sincronia não fosse muito boa, Hynno poderia acabar sendo atingido sendo de raspão ou não, por “fogo” amigo. Desta vez, ficaria na defensiva contra Max, não partiria para o ataque, aquela névoa era estranha, um truque barato feito por Max de alguma forma que fazia o alcance do golpe dele aumentar, já havia sido pego duas vezes pelo mesmo truque e não poderia deixar aquilo continuar. Esperaria que agora, Max fizesse o primeiro movimento e então, se ele fizesse, ficaria na defensiva e então, se ele tentasse um golpe na vertical, o espadachim procuraria se esquivar para o lado mais acessível e assim que se esquivasse, tentaria um corte na horizontal visando o pescoço de Max e, caso ele se esquivasse, Hynno não buscaria avançar contra o mesmo e se, ele bloqueasse o golpe, o espadachim buscaria se agachar rapidamente enquanto dava um giro permanecendo no mesmo lugar e com sua arma ainda na horizontal, buscava acertar um corte nos joelhos de Max ou pelo menos, em um deles e logo após, não perderia tempo e se afastaria do mesmo com dois saltos para trás para que, a sua arma não atingisse o psicopata.

Ao invés de ser um na vertical e fosse na horizontal, o espadachim procuraria se esquivar para trás, dando dois saltos, procuraria não cair no mesmo truque do prolongamento da lâmina da foice e por segurança, colocava sua espada na vertical e em seguida, sacaria de seu bolso duas shurikens e as lançaria ao mesmo tempo, uma atrás da outra, visando acertar o pescoço do ceifador, pretendia fazer a primeira estrela tampar a visão da segunda, mas valia a pena arriscar. Estava usando armas não convencionais para um espadachim, mas também, não poderia partir para cima de Max com aquela habilidade de fazer o alcance da foice aumentar, ele estava ferido e sangrando, assim como o lunático e para ambos, era só uma questão de tempo para fraquejar e cair, por falta de sangue e morrer ou por algum golpe ou numa terceira opção, pelas chamas da caverna.

Caso o golpe fosse na diagonal, ao invés de ser na vertical ou horizontal, o espadachim procuraria se esquivar para um lado acessível, daria um salto para o lado e em seguida, um para trás, enquanto colocava sua espada na frente, para a pior das hipóteses por causa daquele truque, precisava ficar alerta para golpes fora do alcance normal de uma foice, pior do que enfrentar atiradores ou um capitão da marinha. Após se esquivar, Hynno procuraria avançar rapidamente contra o oponente e então, tentaria um corte na diagonal, de cima para baixo, visando acertar o rosto de Max e logo após, buscaria se afastar tanto de Max, quanto de Doppio e de sua mira.

Se Max decidisse não atacar mais o psicopata e sim o nanico, Hynno começaria a lançar estrelas ninjas contra o ceifador, utilizando a mão direita, seriam quatro, uma atrás da outra, não ao mesmo tempo e uma encobrindo a outra, lançaria individualmente cada uma durante o trajeto do oponente contra Doppio, uma delas, visava a mão daquele lado visível de Max, a outra, o pescoço dele, a terceira seria no pé do ceifador e a última, Hynno saltaria para o lado oposto da direção que Max corria e tentaria acertar as costas do mesmo com a quarta estrela ninja.


Objetivos:
 

Contador do piromaníaco:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ReiDelas
Civil
Civil
ReiDelas

Créditos : 3
Warn : Mau presságio - Página 5 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 21
Localização : Hospício

Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: [color=#608000][/color]   Mau presságio - Página 5 EmptyTer 23 Jan - 21:15

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
17/?? | 3 Páginas | Caverna 10


E mesmo tomando pau atrás de pica, ainda tô de pé. O tal cartista não parecia querer morrer tão cedo; notei seu desmaio. — Boa noite, princesa. — Alinharia a arma com sua testa, sem mover nada além do braço armado (e extremamente dolorido). BLAM; dispararia. Puta que pariu caralho; Vacilei um pouco e me apoiei na pilastra, respirei fundo. Meus planos no momento incluíam...

A porra de uma montanha de dinheiro e uma cama quente.

Talvez até um vinho daquela merda de Micque--! — Se Hynno ouvisse bem, me pegaria quase murmurando sozinho; embora mencionar a ilha tenha me trazido recordações importantes, a indignação com a porra do pedido fodido do merda do Draguren Hynno falou mais alto. Feições de criança espancada — ainda que com a pitada de alívio de uma vitória sofrida — esculpidas no rostinho vermelho (de sangue) e branco (da pele caralho) mudam prum completo e muito bem explícito "tá de sacanagem?"

Tá de sacanagem? — Já tinha ajudado pra caralho o tal do piromaníaco também em Micqueot salvei sua maldita vida, diga-se de passagem, e o cara ainda me tem as bolas de pedir pra deitar o cara que ele não aguentou? DE NOVO? — Vai tomar no seu cu incompetente do caralho. — Puta merda, mano. Esse cara me faz questionar o motivo de seguir viagem com ele. É cada uma nessa porra que puta que pariu. — Não bastou salvar seu rabo em Micqueot ainda quer que coloca gelinho? — Não sei mais como expressar o quanto tô puto. Meu ombro nem me deixa atirar direito e mais essa.

Mas é isso ou nada, nessas condições eu também não ia peitar o cara. Estalei a língua; tsc. Escarrei. — Cê tá me devendo. Duas. — Faria meu melhor; apesar da atual situação que tô, tenho ainda a porra de uma noção do que o cara faz. Se Hynno me informar algo sobre o oponente, assentirei — Eu também tenho meus truques. — carrancudo pra caralho que nem o tio-avô do Ghirga voltando da casa de suingue sozinho. Malucão, mas meu motivo é diferente do dele, claro.

Inicialmente, procuraria me ajoelhar no chão. Meio atrás da pilastra, me protegendo um pouco e sentindo o latente calor advindo das chamas aquecendo-me as costas. O joelho esquerdo vai ao chão e o direito fica alto; nele apoio o braço direito. Meu ombro não tem que fazer tanto esforço; é um alívio. Se fosse necessário, recarregaria a arma sem deixar cair uma munição sequer mesmo com a dor e dificuldade que fossem. Ademais, miraria. — Cê só tem que deixar ele longe de mim. Não falha até nisso, porra. — Sério, se o fodido do Hynno deixasse o cara passar, eu ia dar um tiro nele. Não tô zoando; pode não ser agora, mas vai rolar. Anota.

O par de olhos escuros e afiados como os de águia seguia Max e cada um de seus movimentos. Saber quando e onde acertá-lo seria simples graças a Hynno. Pelo menos isso. Inicialmente, ciente de que a mira não tava das melhores, não arriscaria tiros que fossem ferir o aliado. Muito. Em qualquer instante que o espadachim fizesse a guarda do ceifador se abrir, independe se meu tiro iria acertá-lo (de raspão) ou não, dispararia; se deixasse as pernas expostas, dispararia em sua perna de apoio no instante em que desviasse ou bloqueasse Hynno. O inverso seria feito caso exposse o tronco e membros superiores. Nunca cabeça; não o quero morto.

Será que esses caras dançam também? Meu ato mais ousado variaria dependendo da direção que o Piromaníaco viesse; se pelo flanco esquerdo de Max, dispararia no chão à direita do mesmo alvo assim que ameaçasse se mover pra lá e também o inverso; isso tiraria seu espaço e chance de esquiva, mas seria realizado só quando o melhor ataque do espadachim viesse, para abrir o ceifador completamente à finalização.

Caso Hynno falhasse em mantê-lo ocupado, eu estaria em maus lençóis; ele viria até mim. Quando me alvejasse, usaria novamente a pilastra em minha vantagem e me jogaria num saltinho, com um equilíbrio duvidoso graças às dores e feridas, contornando-a para parar logo na retaguarda dele. Se fosse necessário, até usaria o braço fodido pra contornar a pilastra com mais precisão. Além de servir como defensiva contra os disparos certamente tortos de meu companheiro de viagem, essa evasão também atentava contra sua arma, esperando que nesse movimento ela se cravasse na estrutura
Se obtivesse a vantagem atrás do inimigo, estouraria um tiro à queima roupa em sua mão armada; algo que faria seus dedinhos ficarem pendurados ou até sair voando pro fogo.

Se o inimigo ruísse, pela primeira vez em muito tempo, me daria tempo para sentir o tanto que eu apanhei; um momento de silêncio e inércia total ilustrados apenas por uma cara de moleque quando quebra um bracinho. Se for parar pra analisar, é uma expressão até sutil pro tanto de merda que meu corpo virou. Depois;

quebraria meu silêncio com uma ordem de capitão pra Hynno, num tom bem soberbo e esnobe, só pra tirar uma com a cara do folgado. — Cuida dessa merda aí marujo. — Ainda parado, descansava.




Histórico:
 

Principais objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Mau presságio - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Mau presságio   Mau presságio - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mau presságio
Voltar ao Topo 
Página 5 de 21Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 13 ... 21  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: