One Piece RPG
O raiar de um novo dia XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O vagabundo e o aleijado
O raiar de um novo dia Emptypor Tensei Hoje à(s) 5:11 pm

» V - Into The Void
O raiar de um novo dia Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 12:09 pm

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
O raiar de um novo dia Emptypor Vincentão Hoje à(s) 10:32 am

» Unbreakable
O raiar de um novo dia Emptypor Ainz Hoje à(s) 6:23 am

» O Ronco do Bárbaro
O raiar de um novo dia Emptypor West Hoje à(s) 6:11 am

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
O raiar de um novo dia Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:18 am

» [Fiction] — The Legend
O raiar de um novo dia Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 4:46 pm

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
O raiar de um novo dia Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 3:23 pm

» Mini - Serana
O raiar de um novo dia Emptypor Serana Ontem à(s) 2:42 pm

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
O raiar de um novo dia Emptypor Achiles Ontem à(s) 7:37 am

» [Ficha] Pandora
O raiar de um novo dia Emptypor ADM.Senshi Sex Nov 15, 2019 7:20 pm

» ~ Mudanças Importantes ~
O raiar de um novo dia Emptypor DEV.Ryan Sex Nov 15, 2019 6:45 pm

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
O raiar de um novo dia Emptypor Wesker Sex Nov 15, 2019 5:54 pm

» Apenas UMA Aventura
O raiar de um novo dia Emptypor Van Sex Nov 15, 2019 5:00 pm

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
O raiar de um novo dia Emptypor Akuma Nikaido Sex Nov 15, 2019 11:00 am

» Cap I: Veneno de dois Gume
O raiar de um novo dia Emptypor Noelle Sex Nov 15, 2019 10:12 am

» Retornando para a aventura
O raiar de um novo dia Emptypor rafaeliscorrelis Qui Nov 14, 2019 6:00 pm

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
O raiar de um novo dia Emptypor TheJoker Qui Nov 14, 2019 9:44 am

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
O raiar de um novo dia Emptypor TheJoker Qua Nov 13, 2019 1:54 pm

» MEP Serana
O raiar de um novo dia Emptypor TheJoker Qua Nov 13, 2019 12:49 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 O raiar de um novo dia

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptySab Nov 11, 2017 9:41 am

O raiar de um novo dia

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Brolaf Rakan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rakan_chaos
Membro
Membro
Rakan_chaos

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Data de inscrição : 18/10/2017

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptySeg Nov 20, 2017 3:41 pm

Brolaf desperta coberto de suor a com uma grande dor de cabeça... Quanto tempo faz desde que sua via mudou de forma tão brusca? Por ter sido criado como um animal jamais viu a luz do sol até recentemente, sendo assim o conceito de dia e noite ainda é estranho para ele. A primeira coisa estanha que nota é a ausência de alguém o espetando com uma lança ou de de pessoas gritando de dor ou chorando de medo, por ter sido criado em um ambiente similar ao inferno Brolaf se sente mais perdido do que nunca.

Já fazia alguns dias desde que os marinheiros haviam desmantelado todo uma operação de trafego de escravos e de lutas ilegal em um ilha pequena que mal aparecia no mapa e Brolaf era uma das maires atações de lá... literalmente. Brolaf se levanta e olha para o ambiente ao seu redor imediatamente surpreso por não ver barras de ferro ou grilhões em seus pulsos... seria isso o que as pessoas chamavam de... liberdade? A dor de cabaça passava assim que ele acordava mas era surpreendido por outra dor, mas essa já era bem conhecida... fome.

Brolaf se arrumava com as poucas coisas que possuia e comia as poucos mantimentos que lhe restavam depois disso sentava olhando para a imensidão... divagando sobre o que deveria fazer agora.

"não tenho mais arena... não tenho mais mestre... não tenho mais objetivo... o que vai ser da minha vida agora?"

"Se refere há nossa vida não é meu amor..."


Um arrepio sobe em sua espinha ao escutar aquela tão melodiosa e familiar voz... Samanta... Brolaf não a escutava desde o dia do resgate e achou que enfim tinha se livrado dela. Sua voz era como a de uma amante sussurrando em seu ouvido, e cada palavra vinha com uma torrente de imagens das mais sangrentas vitórias que tiveram juntos com ela o instruindo e guiando sua mão em uma valsa vermelha.

-- Sa... saia da minha mente!!! não há mais fosso!!! Eu... Eu estou livre.


"Livre? Hahahahahaha mi amore tu nunca se livraras de mim... Tu pode realmente não estar mais no fosso... mas olhe este palco magnifico... aqui temos luzes... cenário... tudo que precisamos é de uma pateia e claro... um ator."


-- Saia da minha cabeça!!!! eu não sou um assassino!!!


"é claro que não é meu amor... Tu es um artista... o assassino esconde... o artista expõem... eu ficaria ofendida se escondesse vossa sublime arte dos olhos da plebe."


-- Eu só quero uma vida nova...


"E teremos meu amor... e teremos..."


A voz vai sumindo como se estivesse se afastado dele o que o trazia uma certa paz depois de tudo... Brolaf realmente desejava vida nova, mas... como faria isso? Lutar é a unica coisa que sabe fazer direito... Depois de pensar por algumas horas apenas uma ideia vem a sua mente.

"Talvez eu deva falar com aqueles que me libertaram e me trouxeram aqui..."


E assim ele segue para a base da marinha ainda incerto do que falar ou se ao menos teria respostas, mas... tinha de tentar.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]









[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Edge
Civil
Civil
Edge

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Masculino Data de inscrição : 11/11/2014
Idade : 20

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyTer Nov 21, 2017 9:38 am


Brolaf Rakan, um gigante ainda jovem com seu passado manchado por sangue e vitórias consecutivas agora buscava algo novo. Uma vida mais “normal”. Mesmo não sabendo o que de fato “normal” signifique, ele só almeja algo diferente do seu passado. Chega de batalhas, chega de sangue. Sua vida não era mais aquela e ele só queria esquecer-se de tudo. Mas sua admiradora nada secreta ainda o azucrinava. Samanta. Sua voz suave entra em sua cabeça como agulha, não existe defesas contra aquela mulher. Ela é a personificação do seu lado mais sombrio e Rakan tem pleno conhecimento disso, e por isso a repudia.

Agora, liberto das algemas, Brolaf enfrentava um novo desafio. A vida dos livres, por mais que por um lado possa ser bela aos olhos de um ex escravo, é na verdade um mar de decepções. Um grande adendo a essa nova vida começava ao sentir fome, escravo ou não suas necessidades não seriam saciadas tão facilmente. Um único pão, menor que a palma da sua mão, era a refeição do dia. Ao comelo, Rakan não sentiu diferença alguma, seu estomago agora mais atiçado estremecia por dentro implorando por mais. Essa seria sua nova vida?

Ainda sem rumo, o gigante bárbaro decidia ir ao Quartel dos homens que o haviam libertado. No caminho deparou-se com muitos olhares de desprezo e medo por sua estatura. Sussurros das pessoas em sua volta culminavam sua mente. Onde está Samanta? Ela seria uma boa companhia nessas horas? Independente do seu estado emocional, ou qual quer outra semente que Samanta plantasse na cabeça de Rakan, uma coisa era certa. Shells Town não seria um mar de rosas, mas sim um mar vermelho.
E aê o/:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rakan_chaos
Membro
Membro
Rakan_chaos

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Data de inscrição : 18/10/2017

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyQua Nov 22, 2017 6:43 pm

Brolaf depois deste pífio café da manha e de um breve momento de reflexão dava inicio ao que havia planejado. De inicio andava meio sem rumo... como comentado não está acostumada à liberdade... e tudo que ele sabia da marinha era o simbolo azul em seus uniformes. Pelo seu tamanho ele acampava um tanto longe da cidade, mas suspeitava que não demoraria muito para chegar, ainda mais devido ao seu tamanho. Assim que chegou na cidade não pode deixar de notar os olhares e sussurros das pessoas ao seu redor... e no fundo lembrava das palavras de Samanta.

"Não estou mais no fosso... mas por que todos me olham como se eu ainda estivesse?"

Brolaf podia sentir o que parecia ser um sorriso de satisfação e sabia muito bem de quem era... mas Acima de tudo estava determinado a se convencer de que aquilo não era como o inferno ao qual ele se recorda. Andando pela cidade ele procura a pessoa de aparência mais simpática possível e como estava meio perdido decide por pedir informações. Ele nunca havia interagido com outras pessoas a não ser para separar suas espinhas do resto de seu corpo... mas ele sabia que dessa vez isso não seria necessário... bastaria talvez aquela arte que todos chamam de "dialogo".

Ao se aproximar apesar do tamanho suas mão tremem e ele sua frio... ele acha aquilo estranho já que não se sentia assim desde a sua primeira luta e isso havia sido há muitos anos, mas depois de respirar fundo ele engole seco e verbaliza da melhor forma que pode.

-- B-b-bom d-dia... Eu sou B-brolaf u-um gigante como pode v-ver.


Depois de uma breve pausa ele continua.

-- Po-poderia p-p-por gentileza, m-me dizer aonde f-f-fica o q-q-quartel da m-marinha?


Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]









[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Edge
Civil
Civil
Edge

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Masculino Data de inscrição : 11/11/2014
Idade : 20

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyQui Nov 23, 2017 1:19 pm


O gigante não conhecia nada a não ser morte e violência. Dialogar com alguém era mais difícil do que estripar adversários. Mesmo assim ele persistia, queria mudar de vida, talvez usar seu poder para um lado melhor, pela justiça. Rakan sentia-se intimidado com os olhares apontados a ele, mas não se deu por vencido e criou coragem ao falar com um senhor que batia ¼ do seu tamanho. -- B-b-bom d-dia... Eu sou B-brolaf u-um gigante como pode v-ver. -- O velho que se apoiava em sua bengala tremia, mas não sentia medo. – Hã hã hã... COF – Tossia. – Um gigante? Como eu queria enxergar agora COF COF... Você me rendeu uma ótima sombra senhor gigante... – Brincava. -- Po-poderia p-p-por gentileza, m-me dizer aonde f-f-fica o q-q-quartel da m-marinha? -- Brolaf insistia. – Sua voz está tremula. Algo de errado senhor gigante?

Aquela conversa não o levaria a nada, pelo menos não a onde queria ir. Por sorte um marinheiro reconhecia Rakan e gritava ao longe. – EI, VOCÊ AI. – Aproximava-se. – Você é o gigante bárbaro que a gente libertou não é? – Questionava de forma retórica, pois não havia duvidas. – Venha conosco, as pessoas daqui não estão acostumadas a ver um homem do seu tamanho. – Sorria. – Vá meu filho. Queria conversar mais com você, mas eu seria muito egoísta em pedir isso, aliás, quando eu poderia ter outra oportunidade como essa já em fim de vida hã hã hã... COF - E o senhor seguia seu caminho. – Vamos, é por aqui. Quando chegarmos ao QG você vai ver muitos como eu. Não se intimide eles são muito curiosos. Você está com fome? Temos bastante comida, só não pode acabar o estoque se não o chef me mata. – O homem sorria. Simpático. – Me chamo Bread, sou um cozinheiro da frota que resgatou você naquela ilha. Massa é a minha especialidade. A final, como se chama? – Bread era um homem bem disposto, parecia estar contente a todo momento, um rapaz alegre cheio de energia positiva. Uma ótima companhia enquanto se deslocavam.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rakan_chaos
Membro
Membro
Rakan_chaos

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Data de inscrição : 18/10/2017

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyQua Nov 29, 2017 3:39 pm

Brolaf olhava para o senhor a qual conversará e depois de contatar sua deficiência visual deu um belo de um face palm.

"De todas as pessoas desta ilha eu tive justo de escolher um cego..."


Mas depois de ouvir o velho senhor conversar e ver seu jeito simples porem amigável ele abriu um leve sorriso esperançoso. Talvez mais pessoas fossem como esse senhor que mesmo no fim de sua vida ainda parecia de tão bom humor e tão receptivo que lembrava alguma de suas maes que o criaram enquanto estava encarcerado. Contudo seus devaneios são interrompidos por uma voz mais ao longe e dessa vez para a surpresa dele ela pertencia a um homem que carregava o emblema que procurava, a tal da marinha.

Depois de ver o velho se despedir dele no fundo esperava poder ve-lo novamente... é a primeira vez que ele entreteve alguem sem ser com a violência e isso o alegrava muito... mas não ah uma certa pessoa que obeservava toda essa cena com desprezo... mas por hora se mantinha calada.

Brola anda ao lado do marinheiro fazendo sombra para o mesmo, escutava tudo em silencio... mas ao ouvir o termo comida sua barriga ronca de tal maneira que quase lembra um canhao, mas ele não se envergonha por isso.

-- E-e-eu agradeceria se tiver algo para comer. E não ligo para pessoas me vendo... eu... eu era uma atração no fosso então... estou acostumado com pessoas me vendo e me julgando... ja deixei de me importar.

Um sussuro vem em seu ouvido dizendo:

"mentira... Tu se importas sim... tu desejas ser visto como algo que não es... Mas nos sabemos o que vc é... estás em vosso sangue... estas em sua criação... estas em sua arte..."

Apesar de incomoda Brolaf não refutava Samanta dessa vez e continuava seguindo o homem até a base e possivelmente até a cozinha.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]









[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyTer Dez 12, 2017 4:38 pm

- Ah sim. Terrível aquele lugar não é? Sinto muito que tenha tido que experenciar aquilo tudo. Mas agora está livre meu amigo. E tenho que te perguntar, quais são seus planos pro futuro? – Bread seguia conversando com o gigante pelas ruas da cidade. Muitos olhavam espantados e curiosos, mas ao ver o marinheiro ao lado de Brolaf, percebiam que não haveria problemas ali. Ainda assim, não se aproximavam.

- Eu não vou te enganar fazendo um discurso motivacional ridículo. A marinha é uma instituição longe de ser perfeita. Você vai encontrar pessoas cruéis, pessoas boas, pessoas corruptas e pessoas honestas dentro dela. Pessoas que buscam pela justiça e trazer paz e ordem ao mundo, e outras que só querem se aproveitar para alcançar seus próprios objetivos. Mas o que importa é que existam pessoas que queiram fazer do mundo um lugar melhor. Um lugar onde coisas como a que ocorreu com você não mais aconteçam. Então tenha em mente que para transformar o mundo em um lugar melhor, precisamos fazer o possível para garantir que a marinha seja a melhor instituição que ela possa ser.

Naquele momento eles chegavam a frente de um edifício com uma grande entrada onde podia-se ler sobre as portas “QUARTEL GENERAL DA MARINHA DE SHELLS TOWN”. Ainda assim, a grande entrada só tinha 3 metros de altura, assim como o saguão que ela levava. Bread parecia não se tocar do possível problema que o gigante enfrentaria ali e ia andando em direção a um balcão onde uma mulher estava sentada atrás. Era ali que as inscrições para o recrutamento costumavam a acontecer.

off:
 

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rakan_chaos
Membro
Membro
Rakan_chaos

Créditos : Zero
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Data de inscrição : 18/10/2017

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyQua Dez 13, 2017 5:26 pm

Brolaf escutava Bread com atenção... por mais que a fossa fosse um ambiente vil opressor... ele foi criado lá... tudo que ele sabia e conhecia do mundo de fora era o que as pessoas contavam para ele em sua cela. Claro que ele sofreu dentro da arena mas... parte dele... via se lembrava da gloria da vitória... dos gritos por mais sangue... era samanta em sua mente que jamais permitiria que seu artista largasse o sua obra... mas esses pensamentos eram interrompidos por uma pergunta que ninguem até hoje havia feito para ele.

-- Planos para o futuro? Chega a ser engraçado ouvir isso... fui escravo durante toda minha vida... criado em uma cela por uma mae diferente a cada mes... treinado unicamente para dar um show para aqueles que vissem minhas lutas.


Ele para por um momento e olha para as suas mão que como em um flash parecem pintadas de sangue e depois voltam ao normal.

-- Tenho mais sangue de meus oponentes correndo em minhas veias do que meu proprio... que futuro pode existir para um gigante criado, educado e treinado para matar? Eu por mim pararia com isso... mas ela me puxaria para o campo de batalha de novo e de novo... no fim... a dama carmesim sempre vence...


Ele ignora as pessoas a sua volta por um momento e presta bastante atenção nas palavras do marinheiro. De certa forma ele fica grato por sua honestidade e sendo assim tambem responderá ah altura.

-- Eu não sei diferenciar o bem do mal... certo ou errado... justo ou injusto... aonde fui criado força era a unica lei. A marinha me libertou de minhas amarras então vou considerar ela como "boa" e permitirei que vcs sejam os guias de meus punhos. Você me parece boa pessoa. Não me sinto nervoso falando com você... É como falar com meus irmãos de cela...


Ele dá um sorriso e olha a entrada meio pequena para seu corpo... ele então fica de joelho e tenta entrar para acompanhar seu novo amigo. Ao adentrar se surpreende com o que ve... Madeira... limpeza... e cheirinho de pinho? para quem viveu no fosso isso era um luxo apesar de fazer parte do dia a dia de um marinheiro, até Samanta se mostrava satisfeita com o local.

"Até que em fim um aposento mais digno para um artista com seu potencial meu amor...
Eu sempre soube que o fosso era um insulto ao seu talento... mas não se pode começar do topo não é?"


Mais uma vez ele ignora os sussurros e ele se aproxima da moça no balção ainda meio nervoso.

-- Err co... com li... li... licença. E... eu Go... go... gostaria de me alistar... I... isso é... se permitirem.

"olha no inicio essa timidez era fofa amor mas agora tá me irritando..."


Brolaf Não tinha ideia de como era a vida na marinha mas estava disposto a tentar qualquer coisa por uma vida nova... o problema é que não sabia ler nem escrever então precisava de ajuda com o formulário, para isso contava com a boa vontade do cozinheiro...
e coisas como nacionalidade ou idade eram complicada para ele pois nunca soube sua terra ou ah quantos anos estava preso. Depois de assinar os papeis ficaria a disposição para qualquer teste ou trabalho.


off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]









[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : O raiar de um novo dia 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia EmptyTer Dez 19, 2017 8:22 pm

Ao ouvir as palavras de Brolaf, Bread não pode deixar de suspirar enquanto pensava “Esse homem se posto nas mãos erradas poderia se tornar um desastre. Ainda bem que o resgatamos... preciso manter um olho nele e ensina-lo o caminho da justiça.”

- Vai dar tudo certo xará. Não se preocupe. Hey Anna, encontrei mais um para se juntar ao nosso contingente, procedimento 0063. –
A mulher com quem ele falava era na verdade uma Mink coelha que logo estampou um sorriso no rosto. – Certo, certo. Só um instantinho enquanto pego a papel... – Assim que viu o gigante ela parou de falar e abriu a boca em espanto. – PELOS DEUSES! SEXTA PASSADA FOI AQUELE URSO IMENSO, AGORA TEM ALGUEM MAIOR AINDA?

O grito de espanto da mulher ecoava pelo local e todos paravam para olhar para o gigante que passava quase que engatinhando pela porta.

- Err co... com li... li... licença. E... eu Go... go... gostaria de me alistar... I... isso é... se permitirem.

- Hihi mas é claro, é claro. O capitão vai ficar tão animado hihihi. O último quis se tornar agente e foi uma grande decepção para ele. Mas tenho certeza que vai sentir que valeu a pena.  - É só preencher esses dados e ir realizar o treinamento. Se passar, será integrado com sucesso. Boa sorte – Nesse momento ela pegava um papel e caneta para passar ao gigante, mas vendo que ele provavelmente teria dificuldades em manusear a caneta ela retraiu a mão. – Consegue escrever ou prefere que eu preencha para você?

O documento tinha várias perguntas como nome, idade, altura, raça, deficiencias fisicas, local de origem, preferencia por armas, habilidades, etc (documento igual a ficha do fórum sem os atributos). No fim havia a organização que pretendia ingressar, marinha ou governo mundial.

Uma vez que tudo fosse preenchido ela disse a ele – Bom grandão, a primeira parte já foi, agora tem mais três. Um treinamento disciplinar, um de combate e um treino normal.

Nesse momento Bread já se dirigia para um corredor – Venha, por aqui.

- Hei, não acha que vai ser complicado ele passar por aí? Porque não leva ele para o pátio pelo portão Leste?

- Ah sim! Claro, claro. Desculpas aí cara, é que sou meio distraído sabe? – Respondeu ele falando com o gigante. Assim ele saiu de novo e deu a volta no quarteirão guiando Brolaf, até chegarem um portão que dava para o pátio. Antes mesmo de passar pelo portão o gigante já podia ver a situação dentro do local por cima dos muros. Ali, cerca de dez homens estavam fazendo vários exercícios percorrendo uma pista de obstáculos. Um outro homem fardado com uma lança em mãos gritava “animando” os recrutas. – VAMOS, VAMOS SEUS INÚTEIS! CORRAM VERMES! É COM ESSA VELOCIDADE QUE PRETENDEM CAPTURAR OS PIRATAS?

Não se sabe quem foi o primeiro a avistar a cabeça de Brolaf por cima dos muros, mas logo todos estavam parados boquiabertos olhando para ele. Alguns davam passos para trás, enquanto outros tentavam buscar armas que não estavam em suas cinturas por instinto. O instrutor percebeu que havia algo de errado e também olhou, mas ao contrário dos outros, apenas ergueu as sobrancelhas em surpresa.

Nesse meio tempo Bread abriu o portão e adentrou com Brolaf. – Sr. Desmund, trouxe mais um para você treinar.

- MAS COMO DIABOS EU VOU TREINAR UM GIGANTE? VOCÊ TÁ ACHANDO O QUE? TA MALUCO RAPAZ?

- Então Quer dizer que não se acha capaz?

- NÃO ME ACHO CAPAZ? CAPAZ? CLARO QUE SOU! QUEM DISSE QUE NÃO? VOCê VAI VER, VOU TRANSFORMAR ELE NA ESTRELA DA MARINHA!! CAPAZ, TSC, SE EU NÃO SOU CAPAZ QUEM MAIS VAI SER? HEIN? HEIN?

A mudança era tão repentina que os recrutas esbugalhavam mais ainda os olhos enquanto Bread suprimia uma risada. – Certo, vou avisar ao capitão. Brolaf, de agora em diante siga as ordens do Sargento Desmund e tudo ficará certo.

Após essas palavras ele entrou em um dos corredores e sumiu de vista.

- Então seu nome é Brolaf? Interessante, muito interessante, um gigante nesse fim de mundo. Bom, o treino de combate terá que ser feito longe daqui para não arriscar destruir o QG. Ainda tenho que pensar em como vai fazer o treino normal... vamos começar com o disciplinar então. Ta vendo esses muros altos? A partir de hoje vai ter que passar as tardes limpando eles. Quando acabar pode começar o teto. De noite nós vamos até baira mar para seu treinamento em combate e amanhã de manhã vamos dar um jeitoo para o treinamento normal. Alguma duvida?

Off:
 

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O raiar de um novo dia Empty
MensagemAssunto: Re: O raiar de um novo dia   O raiar de um novo dia Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O raiar de um novo dia
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: