One Piece RPG
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Licia Hoje à(s) 04:25

» Vallerie P. Breathnach
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:48

» Vallerie P. Breathnach
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:46

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 00:38

» Enuma Elish
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 00:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 00:04

» [Kit - Makei] Red Saber/Mordred Pendragon
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Makei Hoje à(s) 00:02

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Pippos Ontem à(s) 23:31

» Xeque - Mate - Parte 1
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 23:26

» Arco 5: Uma boa morte!
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:12

» Supernova
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:34

» I - O bêbado e o soldado
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Masques Ontem à(s) 21:39

» Capítulo I: Raízes Perdidas
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 21:30

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:27

» Drake Fateburn
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:59

» Hermínia Hetelvine
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:51

» Akira Suzuki
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Sette Bello
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46

» Bell Farest
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor Far Ontem à(s) 19:43

» Alipheese Fateburn
Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 19:31



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Vol. 2 - Ascensão do Reino

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 12 ... 20  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptyTer 19 Set 2017, 13:10

Relembrando a primeira mensagem :

Vol. 2 - Ascensão do Reino

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Samantha Evergreen. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Sargento
Sargento


Data de inscrição : 01/09/2017

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySeg 16 Out 2017, 14:17


Vol. 2  - Ascensão do Reino





Samantha Evergreen & Buki Bijin


O velho parecia cada vez mais animado com a presença das garotas e do urso ao seu lado, a bebida lhe fazia se sentir cada vez mais revigorado e tudo aquilo se resultava em uma boa e alegre festa para o senhor de idade sentado. Ele ouvia o insulto de Samantha e o ignorava não dando bola a garota. Ele se espantava com a reação de Bijin ao saber que estava ouvindo de novo e dava ainda mais uma gargalhada quando ela subia na mesa procurando pelo taverneiro disposta a pagar mais uma bebida a ele.

O taverneiro ficava irritado com a atitude da garota de subir em cima de sua mesa, mas perdoava ela ao ver os cinco mil berries balançando no ar, ele pegava mais uma garrafa de vinho de baixo do balcão e trazia para ela, pegava os seus cinco mil berries e cobrava mais uma. - Você ainda está me devendo 10 mil berries! CADA UMA custa esse preço! - Dizia em um tom claro e que fosse entendível para a jovem. Buki sentava-se ao lado do velho mais uma vez que não a abraçava, mas encostava seu ombro ao dela enquanto abria a garrafa de vinho com as mãos.

Samantha esboçava uma reação a resposta da civil, mas o velho era mais rápido que ela quando se tratava de falar. - Recompensa? Eu? - Dava uma gargalhada alta e um gole em seu vinho enquanto podia ver sua mão tremendo. - Eu não tenho nenhuma recompensa em minha cabeça. Embora muitas artes minhas podem ser vistas por aqueles prédios ou cartazes de quem tem uma faca pendurada em seu pescoço. - Ele continuava a beber sua bebida e nessa brecha de tempo, Evergreen exclamava sobre o homem musculoso que tinha saído do estabelecimento. Poo olhava para Bijin para ver sua reação e a cutucava um pouco para chamar a sua atenção, seus olhos estavam assustados, mas também não conseguia tirar os olhos da bebida que o velho tomava. - Sete milhões e meio é pouco comparado ao que já passaram pelas minhas mãos. - Suas mãos continuavam a tremer, dava mais uma gargalhada e terminava de tomar a sua garrafa com metade derrubando em suas roupas manchadas espirrando um pouco nas vestes da civil. - Você quer saber mais sobre aqueles que passaram pelas minhas mãos? Pague-me mais uma. - E ficava com seus olhos fixos para Bijin esperando que ela pagasse. Samantha se apresentava para os dois e era rude com o velho novamente, ele olhava para Evergreen e lhe dava uma risada apontando seu dedo para ela e logo voltava a olhar para Buki.
Metza

A garota acordava após um sono pesado, seus amigos tinham saído do bardo e chamado Metza que infelizmente não acordara com o chamado, o sol estava quente sobre o seu vestido amarelo e seus cabelos loiros, podia se ver poucas nuvens ao céu e ao longe do barco, na cidade, a população estava agitada e podia se ouvir o som de conversas de dentro do barco.

A loira descia do barco com algumas coisas em mente, estava a procura de um violino e um navegador, onde ela acharia um navegador por aquela região desconhecida ela não sabia e teria que procurar arduamente até achar alguém que lhe proporcionasse tal função em suas aventuras guiando sempre para o caminho certo de uma forma esperta.

O calor podia ser refletido no suor na testa da civil enquanto ela caminhava procurando por uma loja de instrumentos musicais, até agora ela só tinha passado por um teatro de três carinhas e um bar, mais a frente ela podia ver alguns marinheiros fazendo a ronda pela cidade e a população conversando, as crianças brincando pela rua inocentes como sempre. Após um trajeto de distância média, ela encontrava uma loja daquilo que queria, ela tinha passado por uma loja de armas e uma loja de vestimentas, mas aquilo não tinha lhe chamado a atenção tanto quanto a de instrumentos musicais. Ela conseguia ver violões, teclados e um violoncelo. Com um foco maior em sua visão, ela conseguia ver aquilo que ela tanto desejava, um instrumento de madeira clara envernizada com dois desenhos pretos em sua face e quatro cordas em uma vitrine do lado de dentro da loja, junto com ele podia ser visto um pedaço de madeira como se fosse um arco para uso das quatro cordas sem trastes que o instrumento proporcionava.
 

Considerações:
 

Aparência da taverna:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySeg 16 Out 2017, 15:15



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



  Eu estava realmente feliz naquele momento, fazia tempo que não podia ir para uma taverna e sentar e conversar com as pessoas, olhares maldosos sempre me acompanhavam e apenas Poo e Metza, mesmo conhecendo meu passado, não foram maus comigo, pelo contrário, ficaram, ao meu lado.

  Agora havia uma outra ruiva e um velho que estavam sentados na mesma mesa que eu estava. O taverneiro atendia meus pedidos com um pouco de rigidez, mas me atendia, de uma maneira gostosa sentia que eu não era descriminada e nem temida aqui, isso era bom.

  Mas o velho disse que ele não tinha nenhuma recompensa pela cabeça dele, mas que já havia aprontado alguma coisa, foi nesse momento que a ruiva interrompe o velho e solta uma informação interessante, que o rapaz que acabava de sair aqui valia sete milhões e meio, estava ansiosa para lutar com alguém assim e testar minhas capacidades e quem sabe meu "The Crazy Omelet", ver o quão forte eu era fora de Conomi, afinal nunca tinha saído de minha ilha natal.

  Pouco depois a mesma ruiva me da outra informação só que não tão importante como a primeira, seu nome Samantha Evergreen. Embora a informação não seja importante em termos financeiros, ela é extremamente educada, ter pessoas interessadas em falar seu nome para mim significa que me respeitam como pessoa e isso era coisa rara na minha vida.

  - Desculpa minha falta de respeito! - Disse com um sorriso para Samantha. - Eu me chamo Buki Bijin, mas muito me chamam simplesmente de a Louca. - Então apontaria para meu amigo panda. - Meu inseparável amigo Jack Jet Poo. Mas pode chamar ele de grande sábio da culinária.

  Estava pensando que deveria sair o mais rapidamente com Poo atrás daquele pirata, mas o velho voltou a falar algo que rapidamente também captou minha atenção, que os sete milhões e meio eram pouco em relação ao dinheiro que ele já pegou, mas outra coisa terrível aconteceu, fiquei curioso sobre sua história e resolvi esperar um pouco mais antes de pegar o pirata.

- Tiooooo do bar! - Chamei o taverneiro. - Você não viu o vovô pedindo mais uma garrafa de vinho?! - Logo sacava mais 20.000 berries. - Vamos manter o ânimo pessoal.

Logo pega meu vinho e tomava mais um gole, não seguia o rítmo do velho, diferente dele eu era uma apreciadora do vinho e não uma pinguça, mas agora queria saber como essa história iria acabar.

- Samantha! - Chamaria a atenção da ruiva. - Fica aqui do meu lado e deixa o vovô contar a história dele para sua neta aqui. Se interromper ele te dou um beijo. - Terminava de falar para ela com um olhar cheio de malícia e então provocava o velhinho mantendo um olhar sexy. - Concorda com a punição vovô?


Histórico:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sioux
Pirata
Pirata
Sioux

Créditos : Zero
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/05/2017

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySeg 16 Out 2017, 20:21

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ascensão do Reino


Seria muito tarde para ir embora dali? Pois não conseguia acreditar que a moça estava interessada no que aquele ser caquético tem a dizer! Nada além de história para boi dormir, na minha opinião.

Foi uma oratória desnecessária, quase um monólogo, aquilo era realmente entediante, a real curiosidade que eu tinha é: por que a garota está tão interessada nisso?

   - Desculpa minha falta de respeito!  - Falou sorrindo para mim -  Eu me chamo Buki Bijin, mas muito me chamam simplesmente de a Louca. - não imaginava o motivo desse apelido - Meu inseparável amigo Jack Jet Poo. Mas pode chamar ele de grande sábio da culinária. - Então aquele urso era um cozinheiro, a comida dele eu não me atreveria a provar, imagina o quanto de pelo cai.

- Muito prazer em conhecer você Buki, a Louca! E você grandão, finalmente, alguém que parece poder me satisfazer... Encantada. - Diria soltando uma pequena risada, para mostrar que minhas palavras não passavam de brincadeira... Até o momento.

Apesar das minhas tentativas falhas de fazer aquele ser ficar quieto, me assusto quando Buki pede para que eu deixe o velho falar, eu me revolto com isso, ele se mostrava nada além de um cachaceiro! Ela praticamente ignora o valor do grandalhão que passou por ali, já que seu foco era nas palavras do velho.

- Não venha com essas brincadeiras para meu lado, Buki, desse tipo de argumentação eu entendo! - Responderia indignada, e em seguida, tentando não ser interrompida diria - Não percebe que esse vigarista só está lhe tirando dinheiro sem sequer dizer alguma informação sobre essa fama dele? Se teve realmente essa fama, dinheiro e os demais dotes citados, não enrolaria tanto para falar, o que mais você quer para parar de embromar?

Eu sabia que não tinha nada a ver com a situação, e estava de intrusa ali no meio, entretanto assim como ele, fui convidada a sentar nessa mesa, e por fim, não toleraria esse tipo de atitude, e esperava uma resposta concisa daquele embuste, e devo admitir que estou curiosa, pois se for verdade o que senhor fala, seria uma informação e tanto.

Afinal, se uma garota empoderada consegue o que quiser, imagina quando são duas em prol de uma só causa.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Spoiler Alert:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySeg 16 Out 2017, 21:05




METZA



LOGUETOWN / POST 02





A incidência do Sol em Loguetown batiam contra o rosto de Metza, esquentando sua testa e fazendo com que a loira de cabelos curtos cerrasse um pouco os olhos para evitar o contato direto com a forte claridade. Estava em uma cidade desconhecida e em volta de pessoas desconhecidas. Tinha seus objetivos em mente mas sabia que cedo ou tarde precisaria se reencontrar com Bijin para dar sequência a ascensão de seu bando. A loira divagava em seus pensamentos com um sorriso jocoso em seus lábios, fazendo piadas para sua própria mente: *Hmmmm por que um bando se eu posso ter um Reino?*


Dizem que Loguetown é uma cidade dominada pela Marinha. Uma ronda no meio de seu caminho começa a provar aos poucos a veracidade da história. Se as garotas já tinham armado confusões gigantescas em uma cidade dominada pelo Exército Revolucionário, o que não fariam aqui? Felizmente ela e Bijin não tinham uma recompensa por suas cabeças, deixando as duas (assim como Poo) fora da mira da Marinha.


A boca de Metza abre bastante em pura alegria quando ela se depara com um violino na vitrine. Ela se debruça um pouco contra o vidro namorando seu objeto de desejo como uma criança pequena quando encontra o brinquedo de seus sonhos. Ela tenta arregalar os olhos procurando por alguma etiqueta indicando o valor para não ter surpresas, mas independentemente do valor do violino, ela adentraria a loja. Afinal, a estadia gratuita no porto poderia indicar uma faísca de grande sorte e fortuna em seu dia!


Metza tentaria jogar seu charme para cima do vendedor (independentemente do sexo do mesmo) e barganhar um desconto atrativo para o violino. Caso fosse uma vendedora, sua sedução viria acompanhada de um leve ruborescer em suas bochechas, pois um envolvimento assim fatalmente a lembraria da ruiva Layla de Conomi Island. Se debruçando com os cotovelos em cima do balcão, e na ponta dos pés com um sorriso tentadoramente sexy, Metza contaria o seguinte:


- Acabei de chegar em Loguetown... Assim que desembarquei essa loja prontamente chamou minha atenção...
A charmosa loira manipulatória rasparia o indicador de sua mão esquerda em círculos no tampo do balcão, como uma criança ou donzela precisando de proteção e ajuda.
- Faz anos que não toco violino e eles são sempre tão caros! Você poderia fazer um precinho especial para mim?
Seu pescoço se inclinaria um pouco para o lado, em uma mistura perfeita de sensualidade e inocência (fingida, é claro...)




Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptyQua 18 Out 2017, 11:45


Vol. 2  - Ascensão do Reino






Samantha Evergreen & Buki Bijin


O tempo parecia passar devagar dentro daquela taverna, o homem de terno pedia mais uma bebida, mais alguns clientes chegavam pela porta, era um homem de kimono e careca e uma mulher de cabelos rosas acompanhada de um de cabelo castanho, o de kimono se sentava no balcão enquanto que os outros dois sentavam em uma mesa mais separada dos outros.

O cheiro do vinho era apaixonante pelos seus amantes e todos naquele local estavam sentindo vontade de toma-lo. Poo estava se divertindo acabando com sua garrafa e chegava um pouco com a cadeira para mais perto de Samantha ao terminar das apresentações das duas, ambas garotas pareciam estar se gostando mais a cada momento, embora a pirata ficava brava vendo o velho se aproveitando de Bijin que estava a pagar suas bebidas, ele dava uma gargalhada alta quando ela exclamava e brigava com ele daquele jeito e em seguida tomava mais um gole do delicioso vinho que escorria pela sua boca até suas vestes. -  Embromar? Não estou a enrolar, estou contando minhas história! Filha, eu era jovem, e antes da bebida eu tinha as mãos firmes, eu juro, eu pintava, era um artista e no fim tatuador, eu fiz tatuagens para membros do bando do Roger. - ele dava uma pausa para tomar mais um gole do vinho e podia se notar suas mãos tremendo bastante. - Eles eram fortes e destemidos, não se via um olhar de medo em seus olhos o que era incrível para aqueles piratas. Ah! Sinto saudades de fazer tantas pinturas. - Suas mãos ainda estavam tremendo e o vinho ficava balançando conforme ele o segurava. O velhote continuava bebendo sua garrafa e ele virava para o taverneiro dessa vez. - Parrow! - exclamava por seu nome. - Me traga aquela pintura! A-q-u-e-la! - Dizia quase soletrando as letras para se referir a uma específica.

Parrow trazia a pintura em seguida pegando de baixo do seu balcão e colocava na mesa, a pintura. O velho exibia um semblante de triste por um momento e podia ver que ele estava com a sua mão tremendo tocando na pintura, ele se recompunha. -Esta é uma pintura que sempre para o Parrow deixar guardado, é uma grande amiga e sua filha, hoje não sei mais onde estão, mas as noites que passei ao seu lado foram incríveis, se é que vocês me entendem. - dizia enquanto mexia seus cotovelos para o lado dando cutucadas com eles. A garrafa mais uma vez se acabava e podia ver que o velhote começava a cambalear pela primeira vez após tanta bebida. - Pague-me mais uma, linda moça Bijn. - Tentava olhar para o centro das três Bukis que ele via tentando convencê-la.

Uma música começava de violão podendo ser escutada vindo da mesa do jovem casal, ele tocava para ela uma melodia linda e romântica como uma declaração de amor e isso chamava a atenção do grupo e do homem de terno que balançava a bebida em contraste com a música.
Metza

Metza estava de frente para a loja olhando-a com bons olhos, o lugar era esplêndido para qualquer músico que passara por ali, sem se importar com as pessoas que estavam por perto ela se debruçava na vitrine admirando o que via e um homem do lado de dentro de cabelos negros e uma barba grossa que ia até seu pescoço com tatuagens em seu corpo de demônios, esqueletos ou diversos outros tipos de formatos com piercings em seu nariz e um na boca. Ele vestia uma regata preta que estendia por todo seu corpo volumoso e peludo e suas calças camufladas expandiam suas grossas coxas com uma bota de coturno em seus pés.

A jovem civil entrava na loja após tanta admiração e olhava com atenção a etiqueta de preço custando 770 mil berries. Ela jogava seu charme para o homem de aparência estranha e nada comum naquela região, ele caia facilmente no charme da loira e dizia pegando o instrumento envernizado. - Para você, eu faço por 750 mil berries. Fico feliz que tenha entrado em minha loja, é um grande prazer sempre estar agradável para os variados públicos e para uma linda donzela como a senhorita. - Dizia ele com seu olhar encantado pela garota esperando receber seu pagamento antes de lhe dar o violino.

O cheiro do local era agradável, podia se sentir um leve aroma de ervas e flores vindo de uma sala aberta atrás do balcão marrom que separava os dois, Metza estava rodeada de instrumentos ao seu redor e nas paredes podiam se ver alguns quadros de possíveis bandas marítimas.

Considerações:
 

Aparência da taverna:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sioux
Pirata
Pirata
Sioux

Créditos : Zero
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/05/2017

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptyQua 18 Out 2017, 15:48

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ascensão do Reino


Afinal, o velho tinha alguma especialidade que não fosse falar besteira. A conversa rendia, e cada vez mais aquela criatura bebia mais e mais, contudo após minha grosseia, ele finalmente começou a falar algo mais interessante.

O movimento da taverna está calmo, nada muito além de nossa mesa, e mais algumas pessoas, que eu diria até estranhas, bebiam e parecem estar cuidando da vida deles, mas nunca se sabe, o dono do bar me aconselhou a não ficar por muito aqui, confusão atraí ordem, e quem cuida da ordem dessa ilha, não gosta muito de mim.

Bebendo apenas um pouco do vinho que Buki havia me pago, para molhar a garganta, até tenho que o local nos induz a querer beber, para entrar no clima, de alegria e diversão, mesmo que eu tenha refém saído de uma briga de bar. Beberia, enquanto ouvia o velho falando a resposta de minhas indagações.

- Embromar? Não estou a enrolar, estou contando minhas história! Filha, eu era jovem, e antes da bebida eu tinha as mãos firmes, eu juro, eu pintava, era um artista e no fim tatuador, eu fiz tatuagens para membros do bando do Roger. -  Ele falou, para me contestar, era então verdade que ele tinha envolvimento com pessoas dessa laia, quer dizer, da minha laia, infelizmente agora sou do mesmo time deles.

Para exibir seus dotes, ele pede para trazer um quadro, uma obra dele, que retrata duas em uma praia, se não me engano, e quisera eu negar que era um quadro bem feito, porém não havia como, jamais conseguiria fazer algo daquele gênero, delicado e sofisticado, me admira um homem conseguir fazer isso.

Por um breve me perdi analisando o desenho e pensando o motivo por eu ter esquecido que meninos tem esse lado menos primitivo, mordo meus lábios como modo de aliviar essa incomodação, que criei em meu inconsciente, essa mania que tenho de generalizar tudo me faz cega! Lamor era um exemplo disso, um artista nascido para atuar, e péssimo em lutas, e até mesmo eu demonstro a diversidade desse mundo, não sabendo fazer algo delicado como uma pintura, mas tendo conhecimento de como lutar, pelo menos um pouquinho.

- É uma pintura muito linda... - diria sem aquela minha agressividade de antes, dessa vez, ele conseguiu me calar.

Ele explica que trata-se de uma amiga e sua filha, realmente estava surpresa por tanta doçura nesse quadro, até que ele fala que teve noites incríveis com a mulher, reviro meu olhos, voltamos a estaca zero, todavia meu temperamento já estava bem mais calmo e conseguia desfrutar das novas companhias.

 -Pague-me mais uma, linda moça Bijn - Mais uma tentativa de usurpar da garota peculiar, falaria antes que ela pudesse responder - - Deixe essa comigo, afinal ele fala de um linda moça, você já foi abusada demais por esse velho!

Falaria de uma forma bem gentil e engraçado, não era um ataque, dessa vez, e então pediria uma outra dose dessa bebida dele e entregaria o dinheiro na mesma hora, para não ter que me estressar mais tarde.

Uma melodia começa a tocar, algo bem romântico, para embalar noites de casais, até imagino que algo deve estar acontecendo pelo lugar, mas  apenas um casal que aproveita a taverna que está tocando em seu violão, e o homem de terno que entrou faz pouco, aproveitava o ritmo...

Daria uma encarada nessas pessoas, acho bom nada estar acontecendo ali, pois agora estou suspeitando de algo, alguém de terno em um ponto como esse, após uma briga, não estaria gostando de uma música romântica alheia! Voltaria meu foco a conversa, para não perder mais detalhes da história do senhor, entretanto ficaria alerta ao meu redor.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Spoiler Alert:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptyQui 19 Out 2017, 00:53



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



  Tinha que começar a admitir que a ruiva ao meu lado estava certa, esse velho realmente era um chato e parecia que apesar de ter muitas histórias na cabeça não conseguia entender uma única qualquer. Mas quando estava pensando em ir embora e correr atrás do homem de 7,5 milhões de berries.

  O que eu esperava ganhar do velho era experiência, buscar entender como funciona o mundo fora de Louguetown, mas não foi isso que eu estava ganhando, nem uma única informação útil foi dita até aquele momento. Mas então ele começou a falar sobre piratas, sobre pinturas e isso despertou novamente a minha atenção.

  Logo Parrow, o taverneiro, foi nos apresentado trazendo uma linda pintura, eram duas jovens, mas logo o velho apresentou elas como uma mãe e filha, logo após ele ele se vangloriou dos dias que passou com a mulher, embora ele fale como uma conquista do passado, parecia que havia marcas ainda no presente.

  - Bonita pintura vovô! - Falei embora não entendesse nada de arte, mas parecia valer muito para aquele velho. - Mas agora essa mulher deve ser uma velha acabada, vale a pena o senhor pensar nela quando você esta diante de uma ruiva extremamente bonita?

  Um pouco depois o velho volta a falar sobre bebida, realmente o copo dele ja estava vazio, só não entendia como ele bebia tanto enquanto falava e ainda assim mantinha um certo estado de lucidez, já ia pegar mais um dinheiro no bolso mas agora parece que a ruiva entrou de vez na brincadeira e resolveu pagar a rodada da vez.

  - O senhor deveria ser um grande homem no passado. - Dizia para o velho animada. - Apesar dela parecer contrariada ela já esta pagando bebida para o senhor.

  Por outro lado se gostava de provocar, também sabia reconhecer, mas por algo simples e bobo a ruiva ganhou um pouco mais do meu respeito e olhei para ela acenando positivamente reconhecendo que ela era uma boa pessoa.

  Mas enquanto o velho estava calado e a bebida não chegava observava as pessoas a minha volta, o casal com musica romântica era a coisa mais fofa. mas o homem solitário parecia diferente, provocador de alguma maneira, não era nada o que ele realmente estava fazendo, era simples instinto.


Histórico:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptyQui 19 Out 2017, 18:42





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

METZA VAN HAWTHORNE



LOGUETOWN / POST 03






Os olhos de Metza brilhavam para aquele violino. Era quase um sonho possuir um instrumento musical próprio para poder tocar e compor belas melodias o momento que quisesse. Era uma excelente musicista, mas nunca teve seu próprio instrumento. De qualquer forma, o violino de Bart era seu preferido, com o corpo de madeira escura e detalhes clássicos ele possuía um timbre divino que encantava o coração da loira e dos presentes que apreciavam sua arte.


O rapaz do lado de dentro era um tanto quanto peculiar. Mas vendedores são vendedores e não é a aparência dele que iria afastar a garota de seus sonhos e objetivos. Ela estava determinada a sair daquela loja apenas com o violino, e barganharia de qualquer maneira para que isso fosse possível.


Porém a etiqueta de preço fez a jovem gelar da cabeça aos pés. Aquele valor era extremamente alto e ela não tinha aquele dinheiro. Precisaria usar seus dotes para convencer o vendedor estranho a fazer um desconto considerável. Não pretendia de forma alguma falhar em sua investida...


Apesar de ter conquistado certa simpatia do musicista, Metza não conseguiu nem de perto o desconto que precisaria. Ela segura seu ombro esquerdo com a mão direita e desvia o olhar, fazendo certa cara de tristeza, enquanto tentava uma nova investida para desconto:
- Obrigada... é que... eu sempre quis ter um violino só meu, faz muito tempo que não toco! E depois de tanto tempo trabalhando nas ruas eu só consegui juntar B$500.000...


Caso a nova investida de Metza falhasse, ela abriria um largo sorriso para o homem e bateria palmas leves, simulando uma empolgação:
- Já sei! E se eu provar para você que mereço ser dona deste violino tocando e cantando uma bela canção, você faria ele por B$500.000? Por favorzinho vai! Diz que sim?
Para ampliar seu convencimento, Metza seguraria com carinho o braço do homem, tentando ampliar sua simpatia e proximidade com ele e assim conseguir o que tanto almejava.




Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySex 20 Out 2017, 07:44


Vol. 2  - Ascensão do Reino






Samantha Evergreen & Buki Bijin


O velho gostava de saberem que seu quadro agradava os outros mesmo tempo passado bastante tempo após ter feito ele, estava feliz com seu rosto todo avermelhado e suas roupas manchadas e não deixava de responder Bijin sobre a mulher. - Ah! Mas ela mexia os quadris de uma forma incrível que nunca irei ter o prazer com a ruiva extremamente bonita. - e terminava dando uma gargalhada.

Samantha oferecia para pagar ela bebida e todos ficavam surpresos com aquilo, Poo dava uma leve risada de fundo e sua garrafa já parecia estar vazia, os olhares dos outros presentes que não tinha percebido o grande urso panda que estava sentado em uma das cadeiras era de um tom hilário misturando surpresa com ironia. Buki engrandecia o velho falando que ele poderia ser um grande homem no passado e dava uma brincadeira com Evergreen ao fato de ela estar pagando a bebida dessa vez. O taverneiro não perdia tempo e trazia mais uma garrafa, essa estava um pouco mais empoeirada pegada de baixo das outras e parecia ser um pouco mais cara pela qualidade que apresentava sua embalagem com dourado. - 10 mil, mas sei que você já sabe. Aqui está. - Ele não aumentava o preço, parecia gostar bastante dos velhos e dos seus clientes presentes no momento.

- Não fui um grande homem, mas tive meus feitos. - Abria a garrafa e tomava um gole derramando mais sobre sua blusa. - Teve um tempo que eu lutei contra piratas e marinheiros, mas era uma Loguetown bem diferente que os marinheiros eram terríveis e os piratas eram todos um pedaço de fezes. - Olhava para ver se todos estavam prestando atenção, suas mãos tremiam e ele continuava. - Um clã envolveu em uma das melhores brigas que eu vi até hoje. Eram sete homens enfrentando vários marinheiros na praça principal de Loguetown, era sangue, soco, chute, virou uma cena de guerra na cidade e não sei como, mas os homens ganharam contra todos os marinheiros que lutaram. Eles olharam para a cidade e viu o que tinham feito, de imediato jogaram todos os marinheiros no mar e fizeram a marinha tentar reconquistar o seu próprio QG. - Ele dava uma pausa para dar mais um dos goles em sua garrafa.

- As cidades ficaram bem mais calmas depois que isso aconteceu, os piratas tinham feito a maior baderna pela cidade na falta dos marinheiros, eles são chatos, mas não preciso para sustentar a cidade ou uma presença de grande impacto na população que era o que nós não tínhamos e temos. Eu conversei muito com esses sete homens e virei amigo deles, eles eram um clã de espadachins. - Ele estava cambaleando bem mais sobre a cadeira e sua bebida derramava ao chão enquanto passava pelos seus lábios e caia dentro de sua garganta algumas vezes. A música de fundo continuava sendo tocada e a voz da garota podia ser ouvido durante a melodia linda que era exibida, o taverneiro ficava pasmo com aquilo e o velho terminava.
- Sei que já abusei de mais de vocês, mas me paguem-me mais uma e te direi sobre a riqueza. - Ele lutava para ficar na cadeira enquanto que a garrafa em suas mãos tremiam e a garrafa mexia de um lado para o outro acompanhando o homem, a garrafa estava quase vazia e o velhote terminava ela batendo sobre a mesa.

Metza

O vendedor era inteligente e via que a garota não haveria como pagar pelo seu violino naquele exato momento, mas estava encantado sobre a beleza do vestido amarelo que Metza estava a usar olhando para a jovem das cabeças aos pés e ouvindo as suas palavras vindo da sua doce voz. - Você gostaria de tocar uma agora? - Ele parava esperando a ação da jovem enquanto olhava para seus olhos.

- Toque uma aqui, se eu gostar, me faça um show de rua e lhe darei ele e ficarei com o lucro e os 500 mil. Trato feito? - estava pensativo enquanto sentava-se sobre o próprio balcão e a garota recuava, ele esticava o violino para a garota pegar.

A agitação na cidade estava boa para tocar, as pessoas estariam para olhar um músico tocando pela suas ruas e parecia ter um leve chapéu no balcão onde ela poderia usar para guardar os seus lucros se fosse permitido pelo atendente. O sol queimaria um pouco da cabeça da garota, mas nada de longo prazo que fosse incomodar futuramente.

Considerações:
 

Aparência da taverna:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySex 20 Out 2017, 10:41



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



  O movimento da taverna se mantinha, um homem no balcão e um casal romântico. O taverneiro parecia mais animado com o serviço e movimento, ele já tinha levado um bom dinheiro, já estava achando que o bom negócio é abrir meu próprio bar. Será que a Metza toparia? Sei que o Poo gostaria, mas ele me levaria a falência... talvez viajar pelo mar seja a solução mesmo.

  Mas agora o velho estava dando informações sobre o passado de Louguetown, sete homem, todos de espada, lutaram contra marinheiros e o expulsaram da ilha. Deveriam ser guerreiros poderosos, fortes, talvez no nível do Grambos, que era a pessoa mais forte que eu conhecia.

  Nunca tinha me cercado de amigos, a ideia de formar um bando, um clã ou uma irmandade era algo que parecia ser muito legal, ter amigos que você podia contar, ter amigos que você sabe que na hora do perigo estariam lá do seu lado. Esses sete homens talvez fossem uma inspiração. Mas onde será que a Metza estava para poder conversar com ela sobre isso?

  Mas finalmente o velho havia acabado com seu combustível, desperdiçava muito vinho deixando cair pelos cantos da boca, escorrendo pela barba e finalmente pousando em sua camisa manchada. Logo ele pedia mais uma bebida.

  - Parrow! - Gritava para o taverneiro. - Traz mais um vinho para esse velhinho simpático. - falava enquanto apertava a bochecha dele e com a outra mão tirava o dinheiro para pagar a bebida..

  Parecia que nesse momento ele estava para falar algo realmente importante, não queria que as pessoas a nossa volta prestassem atenção e precisava de um plano para distrair eles. Por isso fui na direção de Poo e falei com ele baixinho.

  - Poo, pega esse dinheiro. - Tirava outros dez mil. - Vai até aquele casal e não deixa eles ouvirem a nossa conversa, oferece pagar um vinho para eles, seja cortes mas atrapalhe a visão deles sobre nós.

  Não tinha como distrair o homem solitário, mas ele era apenas um, acho que poderia cuidar dele qualquer coisa, acho que a ruiva também deveria sair, mas ela ajudou a pagar a bebida para o velho, se houvesse a chance de obtermos algum ganho acho que ele deveria ter direito a uma parte.


Histórico:
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 EmptySab 21 Out 2017, 12:40





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

METZA VAN HAWTHORNE



LOGUETOWN / POST 04






- Claro, claro!
Respondia quase saltitando a loira de cabelos curtos e belo vestido amarelo à pergunta do vendedor sobre tocar uma música para ele. Metza não só gostava de demonstrar sua arte para os outros como estava ansiosíssima para testar aquele violino e essa apresentação poderia ser a chave para finalmente comprar um instrumento musical próprio.


*Achar esse vestidinho lindo no navio do Kuronin foi muita sorte! Me desculpa Layla, mas ele com certeza será muito mais útil para mim do que para você*
Procurando estar atenta aos olhares do vendedor, mesmo que Metza não percebesse de fato que ele se encantou pelo seu vestido ela sabia que no fundo caso ainda fosse maltrapilha não teria o mesmo poder de convencimento. Tal roupa já estava lhe trazendo alguns frutos e poderia trazer muitos mais no futuro...


- FEITO!
A garota responde em tom alto e bem empolgado enquanto pegava com animação o violino das mãos do vendedor com um largo sorriso. Ela fica na ponta dos pés para dar um beijo em sua bochecha direita tentando evitar a barba do homem. Tendo esse beijo algum efeito ou não, pelo menos seria uma retribuição honesta à oportunidade que recebera.


Faziam pelo menos dois anos que Metza não encostava em um violino. Sua empolgação seria notável e ela segura o arco com a delicadeza de uma lady e começa a tocar as cordas com o arco segurando o instrumento de uma forma delicadamente elegante. Para completar a apresentação, ela certamente entoaria com sua deliciosa voz umas frases de uma canção improvisada para empoderar ainda mais sua performance. Mesmo um tanto quanto enferrujada, seu conhecimento para a música era notório e o tempo não deveria ser nenhum empecilho, tentando a todo tempo tocar a alma do rapaz e fazendo ele se arrepender de ainda cobrar B$500.000 por uma arte tão divina.


Após terminar sua apresentação particular para o vendedor de instrumentos, Metza olharia no fundo dos olhos dele com um sorriso marotamente sagaz, cheia de si caso percebesse o vendedor entusiasmado e tentando se beneficiar novamente do trato encaminhado:
- E ai, gostou? Ainda preciso mesmo tocar em público ou você concorda comigo que esse violino nasceu pra mim?


Se infelizmente o vendedor negasse a oferta Metza daria de ombros um tanto quanto triste pela ganância do homem em se aproveitar de suas habilidades. Tal atitude faria com que Metza não mais tivesse tanta simpatia pelo vendedor e apenas seguisse com a apresentação pública pelo trato acordado. Ela tocaria então 3 músicas utilizando o chapéu para arrecadar o dinheiro e então entregaria o chapéu para o homem, respondendo de uma forma mais séria e menos simpática dessa vez demonstrando seu arrependimento com a ganância do rapaz enquanto virava suas costas saindo da loja com seu prêmio:
- Obrigada, até mais!




Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Vol. 2 - Ascensão do Reino   Vol. 2 - Ascensão do Reino - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Vol. 2 - Ascensão do Reino
Voltar ao Topo 
Página 4 de 20Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 12 ... 20  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: