One Piece RPG
Tróia - Parte 1 - Página 9 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 07:55

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 07:12

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Wesker Hoje à(s) 05:00

» Draguren Hynno
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor OverLord Hoje à(s) 04:31

» Duncan Dellumiere
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:11

» Aaron DeWitt
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Yami Hoje à(s) 01:40

» There's no good man in the west
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 01:31

» [Mini-Shinki Karan] Ficha
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 00:21

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Aesop Ontem à(s) 23:24

» Hey Ya!
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Megalinho Ontem à(s) 23:23

» Naomi Yumi
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 23:22

» Capítulo I - Despedida
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 23:16

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:04

» Joe Kerr
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:38

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:34

» Laith Kinder
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:33

» Karyo Shen
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:30

» Noskire M. Hughes
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:27

» Alexsander Kaelum Colt
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:22

» Hizumy Mizushiro Mayan
Tróia - Parte 1 - Página 9 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Tróia - Parte 1

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyDom 10 Set 2017, 17:18

Relembrando a primeira mensagem :

Tróia - Parte 1

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Achiles Wolf. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 01/09/2017

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptySeg 15 Jan 2018, 17:11


Tróia - Parte 1






Era uma estratégia simples que pegava nossos inimigos de surpresa, com lama em seus olhos e um forte soco que os acertava na brecha que havia dois caíam e um terceiro conseguia acertar um chute onde causava uma dor enorme em mim, o mesmo era abatido logo depois de acertá-lo na barriga e Jason finaliza-lo. O meu companheiro estava sendo bem útil também neutralizando os outros dois com tiros em suas pernas e o chefão parecia não estar gostando nenhum pouco do acontecimento e se colocava na batalha pedindo para que os seus subordinados saíssem dali.

O lobisomem me perguntava qual era meu nome, conseguia sentir uma sensação diferente da qual estava sentindo antes e a empolgação deixava cada vez eu mais agitado. Meu semblante sério era de se esperar e eu não sabia bem como lutar contra uma criatura agressiva que perfurava suas vítimas com as suas garras ferozes que deixavam crianças sem dormir quando suas histórias eram contadas. Ele parecia subestimar a nós e aquilo me deixava ainda mais empolgado mostrando que seria uma boa luta. - Você tem um corpo bem estruturado. - Me moveria bem lentamente me aproximando do homem que havia tomado um tiro na cabeça esperando que o lobo não se movesse passando os olhos rapidamente no corpo do homem procurando por um sinalizador que estavam a usar durante todo o tempo. - Meu nome é Achiles... Tá comigo?! - Gritaria alto esperando que Jason me entendesse rápido continuando focado com os olhos no chefão a minha frente. Se eu tivesse visto o sinalizador me abaixaria rapidamente e correria para atrás de uma das árvores com a maior velocidade que eu encontrasse tentando não escorregar na lama e pisar firme sobre a mesma para dar um pequeno buraco na terra e não perder tempo ou me machucando escorregando. Caso não houvesse um sinalizador com aquele homem procuraria apenas correr em direção a árvore usando da mesma forma citada antes.

Meu plano desta vez era diferente da forma que eu costumava lutar, havia pensado em uma estratégia para não me machucar tanto como da última vez ou tentar diminuir o dano tentando ficar atrás de uma árvore e fora de seu campo de visão. Não me surpreenderia se Jason houvesse dito não e ido atrás de Adlet para ajudá-lo, mas caso ele ainda estivesse comigo procuraria olhar ao meu redor rapidamente para ver sua localização. Tomaria precaução se ele tentasse me acertar por trás da árvore movendo o seu braço e espada através e me agacharia o mais rápido que eu pudesse contando com que meus reflexos fossem rápido o bastante, tentaria acertá-lo com um soco em seu braço ou punho na tentativa de fazê-lo largar a espada. Se visse que a mesma não iria soltar procuraria dar um impulso nas raízes das árvores e voltar a correr para uma outra qualquer. Caso ele soltasse a espada procuraria me aproximar rapidamente em sua direção e dar um pulo tentando acertar um gancho em seu queixo com a mão direita e independente do resultado procuraria aterrissar ao chão e correr em direção a sua espada tentando agarra-la pelo cabo e dar um giro tentando joga-la longe, torcendo para que caso Jason estivesse comigo atirasse no lobo com a guarda baixa.

Se ele tentasse contornar a árvore aproveitaria do momento que ele não estivesse me vendo para tentar acertar um soco em seu estômago, rapidamente me abaixando e tentando empurrá-lo para trás em seguida se ele ainda estivesse no meu alcance, caso contrário procuraria dar passos para trás, me virar e correr em direção a mais uma árvore. Em caso de eu conseguir sair correndo para uma próxima árvore, esperaria ele estar próximo o bastante mantendo minhas mãos sobre a lama e tentando levanta-la rápido em sua direção, daria uma esquiva para a direita ou esquerda se ele tentasse me atacar as cegas com um ataque vertical ou me abaixando em uma tentativa de uma horizontal alta ou pulando em uma horizontal baixa e procuraria tentar acertar um gancho em seu queixo. Independente do resultado dessas procuraria correr para uma outra árvore, esta em um ponto alto. Esperaria que Jason conseguisse ver a brecha que havia aberto se ele estivesse comigo para poder disparar contra o lobisomem.

Se conseguisse achar uma árvore com uma elevação esperaria ele estar bem próximo para apontar o sinalizador em sua direção e apertar o gatilho tentando pega-lo desprevenido e uma distância bem curta para que não errasse o disparo e caso errasse acertasse o solo. Diria um - Boom! - se conseguisse disparar. Tentaria me distanciar o máximo o bastante se o tiro fosse certeiro em seu peito e colocasse fogo em seus pelos. Em caso de não acertar procuraria jogar o sinalizador em sua direção e partir em sua direção andando reto, se não houvesse um sinalizador usaria lama assim que ele tentasse contornar ou eu visse ele se aproximando. Procuraria me abaixar ao chegar próximo se ele tentasse um ataque horizontal escorregaria pelo chão com lama e tentaria puxar o seu pé para baixo, jogaria-me em cima do lobo e tentaria dar socos encaixados em seu rosto. Se viesse um corte vertical tentaria dar um pequeno salto para o lado e depois um para a esquerda abaixado tentando desviar de uma horizontal alta ou uma outra vertical para no fim dar um último salto em direção ao seu queixo com a maior força que encontrasse.

As chances de ele me alcançar durante qualquer uma de minhas corridas eram altas e se isso acontecesse tentaria me esquivar da melhor forma. Abaixando-me para horizontais altas(acima do meu peito) e tentando acertá-lo com um forte soco em sua costela direita para abrir espaço e conseguir correr para uma das árvores. Em cortes verticais tentaria esquivar-me dando um pequeno pulo para uma das direções tentando nunca bater contra uma árvore, pedra ou que estivesse no caminho tentando a partir daí iniciar uma outra corrida. Se viessem cortes de horizontal baixa(abaixo do meu peito) tentaria dar um mortal para trás levantando lama com os meus pés e tentando com elas joga-las em sua direção para abrir um espaço e eu conseguir correr até alguma árvore.

Em caso de ser acertado por ser sua espada ou apenas cair/ser derrubado. Tentaria me levantar com um jogo de corpo para frente para ser rápido e tentando uma nova sequência de esquivas/contra-ataques ou uma corrida dependendo da distância entre eu e meu inimigo e eu de uma árvore. E não deixaria de soltar um " " A cada soco para amenizar a dor que poderia estar sentindo aquela hora, tendo recebido o golpe, algum ponto que abriu ou apenas o cansaço físico.

Lutar era uma das coisas que mais me deixava vivo e não podia deixar de sentir uma empolgação ao estar em uma luta, era algo que eu sempre gostei de fazer e me envolver quando era por uma boa causa. Ainda estava preocupado com Rannah, mas com aquele Chefão a minha frente impedia de ir procurar ela e Adlet também não saia da minha cabeça junto com Amber que estavam em perigos, esperava que Jason fosse conseguir salvá-los se me deixasse cuidar sozinho do lobisomem.



Objetivos:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyTer 16 Jan 2018, 07:21

Não há pacto entre leões e homens




O Boxeador já com segundas intenções respondia a pergunta do mink, ele já havia batido o olho no sinalizador o que não demorava na realidade, o homem caído estava na parte de trás da calça, ele então simplesmente abaixava rápido correndo pra dentro da “mata”. - Então é um covarde em?- Já Jason não respondia a pergunta de Achiles, ele acreditava que isso abria brechas pra simplesmente o lobo já saber o que eles poderiam fazer, então o boxeador não tinha certeza do que aconteceria.

O lobo avançava para as matas enquanto o boxeador estava a espreita esperando. - Essa vai ser uma boa brincadeira humano, mas hoje é o dia do caçador.- Falava ele começando a gargalhar, o que entregava sua posição, assim que via o lobo o primeiro soco era focado na mão dele queria derrubar sua arma e conseguir uma vantagem em cima disso, entretanto, apenas com um movimento de giro ele bloqueava o punho com a ponta do cabo da espada, e a voltando com a lâmina para cima ele se virava para o boxeador, que não tinha desistido, e preparava um próximo soco.- Forte mas ainda tem demais a aprender, se sobreviver é claro.- ele girava a espada colocando ele com seu meio para frente bloqueando o golpe com o miolo da espada.

E rapidamente partia desferindo um golpe no nosso herói, era rápido e forte mas ele em poucos milímetros conseguia desviar, ele era obrigado a sair para a próxima árvore mas essa aqui lhe dava melhor vantagem a cobertura dela, bem maior que da anterior, ele teria uma chance de atirar agora, apenas uma questão de esperar e ver acontecer ao que se mostrava, mas era uma das poucas chances de sair ileso. Ele finalmente via a criatura que se virava pra ele. -Então o muleque está aqui.- e no exato momento o disparo era feito, a luminosa coisa ia para o peito do gigante, era um enorme estrondo de impacto, que queimava a área que batia, entretanto como estava chovendo o fogo não se espalhava por toda a pelagem se restringindo ao ponto de impacto.

O barulho ensurdecedor, acabava ali com audição do lobo, que já tendo seus sentidos aguçados era ainda mais prejudicado, a visão dele era bem ferrada, ele mantinha apenas o olfato funcionando perfeitamente bem, apesar de esse estar nerfado pela chuva. - Você está fodido moleque.- os outros que estavam ali por perto ouviam o impacto, era nesse momento que Jason corria para Adlet e Amber rapidamente e como os chefes corriam adentrando na floresta era o momento perfeito, ele adentrava seguindo pra onde imaginava que Achiles correu, a fuga estava pra começar dali.

Entretanto o lobo não desistia seus instintos animais afloravam a cada segundo que se passava ali o que o mostrava muito resistente a dor, ele corria em 4 patas ate mesmo esquecia de sua espada. E ele acompanhava o boxeador, a coisa era assustadora, nunca ele tinha presenciado tal velocidade, que agarrava seu pescoço. - Medo de morrer? Há não mesmo, você vai viver e cada pedaço desse seu corpo vai ser arrancado de você seu maricas cheio de truques.- As mãos apertavam o pescoço e mesmo com Achiles socando ele num impulso não dava para soltar. Mas era esse o momento que de cima da árvore a gatinha saltava rapidamente indo bem na cabeça do lupino, cravando as garras no olho direito do indivíduo que soltava o boxeador no mesmo momento.

Aquela era a sumida Rannah, que no salto havia removido o lupino do golpe. - SUA MALDITA!! VOCÊS VÃO QUEIMAR NO INFERNO.- bradava o peludo, eles precisavam correr mais rápido dali, pois logo os outros chefes estariam ali, mas pra onde seguir? Aquele ínfimo momento ele via Jason mais a frente que passava com Amber e Adlet pelo meio das árvores, havia virado de fato um jogo de pique esconde, mas qual a próxima saída de Achiles? O que ele faria depois de tudo o que tinha acontecido, e em principal, o alívio de a gata estar ali perto dele agora, além disso, o que movia o motor de todos aquela noite chuvosa.

As gotas de água que caiam se mostravam ainda mais fortes naquela hora, a lama ficava mais fina do que anteriormente pela adição de mais e mais água incessantemente, o lobo agonizava ainda com o sangue de seu olho furado e sua fúria o fazia rugir, os outros lideres ainda estavam muito longe, nem mesmo eram vistos ou ouvidos ali onde eles estavam, deviam ter corrido pra o sinalizador, em vez de direto ao som dos gritos de ódio do lupino. Já Jason tinha suas preocupações voltadas a fuga do boxeador, ele sabia que ele tinha condições de lutar contra um deles sozinho, mas talvez mais que isso se tornasse perigoso, e ele não estava ali no seu melhor estado ate o momento, se as coisas fossem mesmo pelo rumo que ele estava pensando estavam diante do pior cenário possível, então ele torcia pra que não.

Já longe dali, Ramiel começava a acordar e fazer a preparação do barco, tinha se passado em torno de uma hora e meia, o que era metade do tempo que eles tinham, o bruto se perguntava onde eles poderiam ter ido, mas imaginava que eles simplesmente pudessem ter ido atrás de alguma fruta ou animal pra comer carne quem sabe, entretanto ele olhava pra Yami, parecia reconhecer o indivíduo, mas nem dava muita importância para tal fato, apenas deixava as coisas seguirem, talvez tivesse mais por trás daquilo do que todos tivessem pensado, mas agora as coisas cabiam de fato a os novos recrutas de se virarem, ele não movia-se para tentar nada.

Em outro canto algo ainda era intrigante os revos que patrulhavam a cidade, haviam encontrado um ser peculiar por ali, um homem com aparência deformada, um tapa olho, e uma das mãos substituídas por um gancho, ele parecia ser alguém que iria ainda trazer problemas pra os tais agentes. - Então me contrataram para dar fim a agentes? Onde estão eles?.- Falava a criatura, que talvez nem mesmo pudesse ser chamada de homem, e a outra figura imponente do outro lado era claramente um Major revolucionário.- Eles estão de saída da ilha, me disseram que um dos barcos saiu, creio que seguirão todos pra logue, eu não quero que eles cheguem lá. Intercepte o barco, e mate eles antes que cheguem e terá seu dinheiro.- Falava o major, pegando um saco com umas moedas e jogando aos pés do caolho.- Metade como combinado, já sabia, mas me diga por que não mandar pessoas do exército?- O Major não o respondia apenas dava uma rizadinha se retirando, enquanto o caolho partia para fazer o que lhe fora cogitado, essa noite ainda ia render muito, mas muito além do que eles pudessem imaginar, claro que nenhum deles sonhava se quer com essa conversa, agora era apenas ser guiado pelo vento e se colocar sempre pra frente, não tinham muitas opções afinal.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 32
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyTer 16 Jan 2018, 14:55


Tróia - Parte 1






Sinalizador em mãos! Estratégia pronta! Correr! Conseguia alcançar uma árvore logo em seguida e o lobo vinha atrás, ele era de falar bastante quando estava em combate e aquilo era mais do que uma desvantagem, pois entregava sua posição facilmente e eu aproveitava para acertar alguns socos no mesmo, imaginei que o animal não iria cair nos primeiros socos e conseguia desviar de uma de suas espadas. Quando corria para uma segunda árvore continuava esperando o mesmo, a chuva caindo forte era mais do que reconfortante naquelas horas prejudicando que ele me encontrasse tão facilmente e nessa brecha conseguia atirar o sinalizador em seu peito, infelizmente a chuva atrapalha o fogo de se espalhar, mas conseguia deixá-lo bem prejudicado e isso já era mais do que uma vantagem para mim.

Na hora de correr para uma última árvore, o animal largava a sua espada, o lobisomem voltava as origens de sua história correndo de quatro patas e em uma grande velocidade me alcançava sem que eu pudesse ao menos ter uma reação, suas patas envolviam o meu pescoço e meus socos não funcionavam com a fúria do lobo, ele dizia algumas palavras e um grande alívio vinha a seguir, Rannah aparecia atacando e me salvando dos braços, ela acertava os olhos do animal e nos abria uma vantagem ainda maior e esse era o momento de nós fugirmos com Jason a nossa frente.

Olharia para Rannah e sorriria para a mesma, ela havia garras? Não era uma pergunta para agora. Aguentaria as dores da minha perna se estivessem a doer ou a queimadura em meu peito apenas para correr, procuraria seguir com os meus companheiros. Toda aquela situação começava a me lembrar da história do lobisomem que meu pai contava ás vezes quando havia algum livro.

" Era uma vez um homem que vivia em cavernas, seu corpo era bem peludo e vivia caçando animais para a sua comida, vivia com medo de machucar qualquer ser humano e o seu arco era o fiel companheiro. Em toda lua cheia seu instinto assassino surgia,seus pelos cresciam e sua força aumentava, uivava dando alô para noite e uma boa noite para as pessoas, suas garras e presas eram enormes e o seu olfato era apurado. Uma família nobre acampava nesse dia de lua cheia e ela foi atacada pelo lobisomem. Em meio aos gritos de dor surgiu um homem, seu machado em punhos partiu contra o lobo, sangue jorrou de ambos lados até que apenas só restava o bárbaro pegar o grande lobo de surpresa. Corria de árvore em árvore e fazia coisas diferentes em cada uma, na primeira árvore feriu a barriga. Na segunda ele feriu os olhos e na terceira ele feriu seus ouvidos. Quando pensou que só restava um senso de direção se jogou na lama do dia chuvoso para mascarar o seu cheiro e calor. O lobo procurava sem saber a direção e a maldição daquele homem acabou naquele dia, a cabeça decepada se transformava no homem peludo e era um dia que a família nunca iria esquecer. "

Se conseguíssemos nos distanciar bastante tentaria sussurrar para Rannah. - Se aquele lobo é esperto o bastante, ele deve estar nos rastreando com o cheiro. Vamos nos jogar na lama e se ele vier, é melhor estarmos preparados. - Dito isso deitaria rapidamente sobre a lama colocado uma fina camada por dentro da minha regata e shorts e depois abriria os braços e pernas fechando-os em seguida e abrindo mais uma vez, viraria-me de barriga para baixo e faria o mesmo. Levantaria e olharia ao redor, tendo Rannah feito o mesmo ou não, continuaria quieto após isso tentando dar um impulso em minhas pernas, mesmo que feridas, havia de ser rápido o bastante para alcançá-los.

Estaria esperto caso o lobo estivesse perto de nós, ficaria de olho no mesmo e continuaria correndo, se ele chegasse perto demais ou sacasse que eu estava ali tentaria me esquivar de algum salto dele em minha direção tentando ficar sempre perto de alguma árvore, para caso dele saltar em minha direção bater contra a madeira. Se o visse perto de meus companheiros aceleraria ainda mais os meus passos e gritaria em sua direção para alertá-los caso não tivessem visto. - Cuidado! - Minhas pernas provavelmente estariam bastante doloridas, mas caso conseguisse chegar perto a ponto de salvá-los procuraria jogar-me em uma ombrada contra o lobo e continuar a correr com os meus companheiros.

Se fossemos atacados por qualquer outra pessoa, tentaria me esquivar da melhor forma possível usando das mesmas movimentações padrões e dar árvores para me dar uma melhor cobertura de qualquer ataque em área tentando usa-las como escudo para um possível golpe e tentando contra-atacar com algum gancho em sua direção quando ele tentasse contorná-la.

Caso eu acabasse sendo agarrado ou caindo em meio as movimentações, tentaria me soltar o mais rápido possível batendo sobre quem me segurava dando cotoveladas ou socos contra o membro, me levantando se houvesse caído e tentando me esquivar em seguida.

Com problemas ou não, se conseguíssemos chegar até o barco tentaria alertar Ramiel e Yami rapidamente para que pudéssemos zarpar na maior velocidade possível. - Revolucionários estão próximos! Vamos! - Tentaria subir na embarcação com alguma corda, madeira ou em último caso tentando subir escalando o mais rápido e seguro possível usando dos meus braços para aguentar o peso do meu corpo tentando não forçar muito as minhas pernas.



Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyTer 16 Jan 2018, 20:44

Não há pacto entre leões e homens




O jovem boxeador tinha ali a melhor das ideias, ele apesar de correr simplesmente parava e flava com Rannah sua ideia era simples, rolar na lama, para assim camuflados em relação ao cheiro poderem partir na paz. - Boa ideia Nyan.- falava ela seguindo os passos do boxeador, o lobo bradava lá atrás sem o cheiro ele não podia seguir eles. - Onde estão vocês?- ele ainda corria e tinha um perfeito senso de direção e localidade, mas não tinha certeza de onde estava Achiles, apenas uma leve ideia, de qualquer forma eles conseguiam achar o caminho certo correndo ao maximo.

Não demorava muito ate que eles se encontrassem com Adlet e Aber já fora da floresta, mas dessa vez a coisa estava pior, o barulho de botas não parava, simplesmente era ali que as coisas pioravam, os revos incessantemente perseguiam eles, o que já era péssimo por si só, depois de mais de 30 minutos correndo, as dores de Achiles pioravam um pouco, por sorte nada tinha se rompido ainda, mas era possível que ocorresse depois de tanto tempo em constante combate e corrida.

Eles avistavam o navio, Yami estava recostado bebendo alguma coisa, enquanto Ramiel já estava aparentemente apressado, os 4 ainda chegavam, por fim, dando péssimas notícias.- vocês são um mini imã de problemas em?- Falava o maromba que gargalhava zarpando dali rapidamente e partindo em direção a loguetown. Perigoso ? Não era bem o que ele pensava, era um suicídio ficar naquele porto meio a tantos revolucionários.

O mal encarado Yami brincava com seus insetos em um lugar isolado, não chegava a dizer nada depois de todos partirem, mas o olhar dele e a cara de reprovação de fato poderiam provocar Achiles, e isso não era nada agradável, mas não se tinha muito o que fazer de verdade naquele momento, Rannah estava bem feliz e se aproximando do jovem finalmente tinha seu primeiro segundo de paz com ele. - Estou feliz que esteja bem, achávamos que estivesse sendo torturado em algum lugar por aqui, por isso saímos.- completava ela sobre o que tinha acontecido mais cedo.

Ramiel parecia calmo mas tinha algo se estranho no seu olhar talvez fosse só uma leve impressão o que poderia facilmente ser apenas por terem tido uma enorme demanda de coisas pra fazer no dia atual, a chuva forte era o que mais poderia incomodar todos ali, e não parava de crescer, o clima meio tempestuoso para aquele alto mar, mas não tinham mais muitas coisas que se fazer, ninguém pode controlar o tempo, ou talvez possa, mas não era de fato o caso entre os nossos compatriotas ali presentes.

Mas agora vinha o maior problema já começando seu caminho outro barco mais atrás se aproximava deles, um caolho era o seu capitão aparentemente, enquanto eles tinham quase 10 tripulantes visíveis o que poderia resultar em mais outra batalha de desvantagem, mas dessa vez talvez mais justa eles tinham alguém de patente elevada com eles, o Caolho se pronunciava. - Se entreguem seus malditos, e levarei vocês vivos ao meu contratante, lutem e MORAM COMO OS RATOS QUE SÃO.- bradava ele com uma enorme imponencia.

O musculoso então se posicionava. - Jason pra os canhões danifique o navio deles, além disso eles podem tentar atirar, creio que a escolha deles será invasão, eles tentarão tomar o barco, Achiles e Rannah impeçam a subida deles, perto da popa, já vocês Adlet e Amber, lutem na Proa, eu e Yami cuidaremos do que conseguirmos no meio, eles adentrarão de qualquer jeito, mas os que caírem são 1 a menos, e não se enganem eles não são só 10, devem ter muitos mais, ou seriam idiotas de me atacar assim hahahaha. - Ele colocava a máscara no rosto travando o leme no curso para o qual caminhavam desde o início, e com as duas foices em mão se posicionava onde avisou que ficaria, as cordas com ganchos eram lançadas no barco, e todos precisavam tomas suas posições, era de fato uma invasão.

O barco inimigo estava pela esquerda, ponto esse que era onde todos lutariam, já o jovem Jason preparava os canhões iniciando os tiros que eram devolvidos, o barulho dos impactos eram ensurdecedores, e balançavam os navios, eles aparentemente tinham só um canhão, já o barco dos agentes tinham 4 mas só 1 atirador pra trabalhar neles, então a diferença era 0, todos começavam a subir pelas cordas e ganchos mas o que nosso boxeador faria agora nessas ações? Bem cada escolha dele escrevia uma pequena passagem do que seria seu destino, era um livro cheio de páginas em branco, hora de preenchê-lo não é? O dia de hoje, com certeza, tomaria muitas de suas páginas.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 32
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyTer 16 Jan 2018, 23:16


Tróia - Parte 1






Rannah concordava com a minha estratégia de rolar na lama e isso dava certo, o lobo sabia que estávamos perto, mas não a nossa localização exata e isso nos dava uma chance ainda maior de escaparmos. Os passos fortes podiam ser ouvido em nossas costas e não demorava muito tempo até que chegávamos no barco. Ramiel dizia que nós éramos um imã de problemas com um tom irônico e eu não podia discordar nenhum pouco daquilo vendo que apenas nos tínhamos metido em problemas desde que saímos de Shells... O rei do mar, homens atacando nosso navio, uma ilha inteira de revolucionários e vários ferimentos. Todos estavam bem para a minha alegria e tudo aquilo me confortava, finalmente estávamos navegando em alto mar. - Estou feliz que todos tenhamos escapado dessa! Fico feliz em saber que tenha ido atrás de nós. - Sorriria de uma forma desajeitada para a garota.

O nosso sossego era bem pouco comparado a que um Caolho gritava ao longe pronunciando sobre nós, um barco já estava próximo prestes a nos atacar e o que pareciam ser dez homens apenas era uma observação negada por Ramiel que colocando a sua máscara colocava nós em posição dando ordens para onde deveríamos ficar. Eu estava feliz vendo o que estava acontecendo e quando percebia estava empolgado mais uma vez por ter mais uma luta se aproximando tendo a vontade de bater em mais revolucionários ou piratas.

A minha primeira reação ao ver as cordas com ganchos sendo jogadas em nosso barco seria tentar tira-las, avaliaria se aquilo era possível mexendo rapidamente no gancho de forma se ele estava bem preso e não fossem machucar as minhas manoplas ou mãos tentando retirá-lo dali puxando para trás e depois largando com força. Se não houvessem inimigos tão próximos ainda procuraria retirar a minha regata cheia de lama e jogar contra o primeiro inimigo que eu visse se aproximando rapidamente.

Haveria três reações para a tentativa deles invadirem o barco, a primeira começaria eles tentando se esgueirar pelas cordas com ganchos lançados para invadir ao barco e isso eu tentaria balançar as cordas o máximo que eu pudesse para que o homem perdesse o equilíbrio e caísse ao mar. Se não o homem não caísse assim que ele chegasse próximo tentaria marretar as sua cabeça juntando as minhas duas mãos e aplicando um golpe vertical e tentando esquivar de qualquer golpe cortante ou não me movendo para o lado e tentando aplicar mais marretadas em sua direção. Se meus golpes fossem ineficazes contra o mesmo tentaria o empurrar para o mar com toda a força, mas tentando segurar-me a amurada da embarcação para não ir junto e se algum deles me agarrasse durante isso tentaria repetidamente socá-lo em seu rosto para me largar.

A segunda se basearia em direcionar diretos e empurrões para quem tentasse pular de um barco para o outro tentando atingi-los no ar ou na borda assim que aterrissassem para empurrá-los em direção a água e tentar impedi-los de invadir. Em caso dele resistir bastante, tentaria mover as minhas mãos para mais debaixo de seu corpo como a perna e jogá-lo com o ombro para a água tentando conter com a água e lama para minha pele estar escorregadia e ele não conseguir segurar em mim.

A terceira seria caso invadissem, forçaria um combate direto provocando dos contra-ataques como a primeira medida ofensiva, os homens estariam com sangue nos olhos e coragem para estar invadindo e isso poderia acabar pegando a guarda deles mais exposta com a confiança aumentada. Procuraria me esquivar de qualquer tipo de ataque mantendo a cabeça abaixada e movimentando para os lados em um golpe vertical, agachando para um golpe acima do meu tórax e dando um pequeno salto para trás se viesse um golpe abaixo do tórax. Todos os meus contra-ataques seriam empurrões ou socos na direção do mar para que o meu inimigo caísse e pudesse lidar com outros mais próximos.

Tendo tido sucesso algumas vezes empurrando os meus oponentes seria uma melhor hora para reavaliar as condições, seria quando olharia para o lado e prestaria atenção em meus companheiros por poucos segundos para ver se precisavam de ajuda. Se houvesse alguma espada ao chão ou objeto cortante, teria tentar usar o mesmo para cortar a corda mais próxima de mim. Caso tivesse alguém próximo o bastante, teria golpeá-lo das formas citadas antes deixando o objeto cortante por perto e tentando continuar com isso se conseguisse derrotá-lo.

Se não houvesse sucesso em impedir que os piratas/revolucionários conseguissem invadir a embarcação gritaria alto espalhando para todos os meus companheiros e tentando recuar um pouco do foco deles para tentar não ficar preso em meio a popa da embarcação. - Eles estão invadindo pela popa! - E continuaria recuar tentando pegar um lugar da embarcação em que conseguisse sustentar uma luta um-contra-um e caso recebesse uma ajuda minimizando o número de inimigos tentaria avançar desferindo socos na direção e tentando me esquivar das mesmas maneiras.

Tudo se baseava em tentar fazê-los não invadirem deixando Ramiel para cuidar do maior chefe deles, pois com o meu estado e cansaço aquilo me parecia ser impossível de enfrentar no momento e não sair com pelo menos quatro das costelas quebradas e um membro a menos. Estaria disposto a mexer o timão ou leme se necessário tentando mudar o curso do barco se fosse pedido pelo anjo ou me aproximar do mesmo.

Se tudo estivesse a dar errado e fossemos cada vez recuando mais até o momento que estávamos cercados esperaria para ouvir as palavras de Jason ou Ramiel, se o desejo fosse atacar tentaria abrir uma brecha desferindo socos e tentando me esquivar da maneira que fosse possível movimentando o meu corpo. Estaria disposto a realizar um movimento com as pernas para levantar rapidamente e tentar voltar ao combate me recuperando rapidamente através de cada golpe em qualquer uma situação.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyQua 17 Jan 2018, 21:57

Não há pacto entre leões e homens




Como o fortão tinha previsto muito mais saiam do interior do barco as cordas com ganchos eram lançadas a torto e a direito, pra Ramiel trabalho simples, todas as que eram lançadas eram rapidamente cortadas, freneticamente ele fazia isso, os inimigos que tentavam a proeza do salto facilmente eram jogados de volta ao mar com um simples chute circular do ceifeiro, do lado dele Yami cortava fácil as cordas com uma adaga, dando um único corte rápido e preciso para que fosse cortada.

Adlet e Amber apesar de cansados, lutavam muito bem ali no meio sempre impedindo que eles subissem, eles faziam um combinado, Adlet cortava as cordas o mais rápido que podia, e já a ruiva derrubava os que tentavam subir através de saltos. E claro Achiles não era diferente junto com Rannah apesar de que era um trabalho mais individual, ela cortava tudo com as garras e cuidava dos que subia, já o boxeador que era um ímã de problemas tinha mais uma complicação.

Elem não era cortante, o que o fazia ter de puxar o gancho para o remover, não poderia apenas cortar, isso era mais demorado e muitos ganchos vinham de uma única vez mas ele não era burro, começava pôr a direita um homem se aproximava demais de chegar a subida, rapidamente e muito bem pensado, jogava a regata enlamaçado no rapaz, e derrubava ele em pouco tempo posteriormente, juntando as duas mãos e marretando o inimigo, os que saltavam não tinham melhor fim ele era rápido, e normalmente os pegava no ar sem muitas dificuldades, os jogando de volta pra água com um soco bem-dado no tórax dos indivíduos, os poucos que conseguiam a já difícil proeza de subir também se complicavam, ele usava da proeza de água e lama que cobria seu corpo para ficando mais liso dificultar que fosse agarrado ou golpeado, e assim empurrar com menos riscos eles para fora do barco.

Com Jason as coisas estavam difíceis os canhões de ambos os lados era incessantes, a fumaça negra dos barcos atingidos se juntava a paisagem que era a chuva, o cheiro dela felizmente pra todos não era um incomodo, era praticamente anulado pelo forte vento que acompanhava as gotas de água pelo lugar, os navios estavam sendo dizimados, mas o que tranquilizava Jason era que o navio em posse dos agentes era muito superior em poder defensivo o que de fato facilitava a possibilidade de sobreviverem e ainda terem navio.

Por quase 15 minutos eles lutavam freneticamente nesse mesmo ponto derrubando inimigos canhões atirando e todo o momento de tensão que se mostrava pra eles, mas finalmente a primeira vitória o barco inimigo passava a afundar, infelizmente aquilo era uma distração e Ramiel percebera isso mas não havia mais tempo, 6 homens haviam saído de bote dali a algum tempo atrás e já haviam subido pela outra lateral do navio, entre eles o caolho que gargalhava falando diretamente com Ramiel. - Conheça meu exercito pessoal ceifador, o chamo The big five reunidos o melhor que achei de cada blue.- ele falava enquanto eles se posicionavam, de frente pra Achiles estava Karonte, o carrasco do submundo, logo ao lado para enfrentar Rannah estava Naevy a albina, para Adlet e Amber era uma dupla como eles um mink touro, junto duma moça amazona de escudo e espada.

E para Yami e Ramiel, tinham o caolho e Saruman, o sábio, a batalha se formava e a ordem era dada para os 5 guerreiros formidáveis. - Espero que todos se satisfaçam hoje, e que sede de sangue seja cessada, lutem meus meninos.- Falava ele avançando para cima do seu inimigo assim como todos faziam, mas como reagiriam cada um apenas o momento dirá não tinha trégua todos aquela altura deveriam estar cansados eles tinham lutado e lutado mais um pouco desde a chegada em conomi estavam na merda diria, o homem que se aproximava do jovem agente dizia. - Hey garoto eu não quero matar um desconhecido, me diga qual seu nome?- falava ele olhando seriamente pra o boxeador, pergunta que para outros poderia talvez ser irelevante mas era a segunda vez que isso acontecia naquela noite e novamente um espadachim, será que era um codigo entre eles? Bem talvez mas não era algo que ele tinha muito tempo pra pensar.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 32
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyQui 18 Jan 2018, 01:15


Tróia - Parte 1






A estratégia de mante-los para fora do barco estava começando cada vez a ser mais eficaz, o time todo estava trabalhando em conjunto e conforme iam aparecendo mais homens com cordas e ganchos a mesma quantidade caia sobre o mar. Rannah usava de suas garras, enquanto havia de usar as minhas mãos, para mim era bem estranho a garota estar usando como se fosse um felino e isso me deixava cada vez mais surpreso me perguntando onde ela havia conseguido aquela arma.

Estava sendo longa a batalha e cada vez que passava todos nós ficávamos cada vez mais cansados, estávamos conseguindo ganhar aquela batalha e o barco dele começava a afundar, aquilo me dava uma sensação de alívio, mas era eles quem nos surpreendiam vindo para o nosso barco escondidos e pegando-nos de surpresa e um combate maior estava para acontecer com novos monstros das histórias aparecendo, desta vez um minotauro.

Mais uma vez estava lutando contra um espadachim e por mais que estranho que pareça, ele me fazia exatamente a mesma pergunta que o lobisomem e da última vez que não havia dito nenhuma palavra para meu inimigo não tive tantos problemas quanto falei com os revolucionários e adotava aquilo como uma superstição não o respondendo e encarando-o com o cenho franzido.

Havia um grande ódio sobre aquele tipo de gente, piratas ou revolucionários, ambos traziam o mal para este mundo e meus punhos seria o fim para esse tipo de pessoa. Começaria avançando em sua direção usando da velocidade em meu corpo para aproximar rapidamente pela sua direita, tentaria ignorar a dor e o cansaço naquele momento para conseguir atingir uma boa velocidade, com a minha mão direita estaria fazendo em forma de concha um pouco mais esticada e quando estivesse mais próximo jogaria a quantidade de água adquirida em direção ao olho do meu adversário, sua aparência era forte, mas havia uma grande desvantagem em ter apenas um olho e aquela era a minha chance de derrotá-lo.

Tendo aberto ou não uma brecha em sua defesa por ter que fazê-lo defender contra as gotículas de água, me moveria para a esquerda que era o seu ponto de visão menor já me mantendo abaixado a partir desse ponto para que qualquer ataque acima do meu tórax não me acertasse e tentaria saltar para acertar um gancho em seu único olho. Se conseguisse acertar, tentaria encaixar um soco em seu joelho para que perdesse o seu equilíbrio e prosseguir tentando agarrar o seu pescoço por trás e fazer sua cabeça contra o chão tentando acertar diversos socos até estar inconsciente ou morto. Estaria esperto para cancelar a minha investida em qualquer momento que eu acabasse escorregando com o piso molhado, se estivesse próximo o bastante e sofresse do escorregão tentaria agarrar a sua perna e deslizar pelo chão ou apenas puxar para mim tentando derrubá-lo, não insistiria nisso e se em um único movimento não conseguisse tentaria rolar para o lado tentando desviar de qualquer possível ataque.

O espadachim poderia acabar tentando me atacar antes que eu pudesse atirar a água em sua direção ou apenas estar muito próximo e nesse caso mudaria a minha estratégia para deslizar pelo chão se viesse um ataque horizontal premeditado na altura do meu tórax e tentaria rapidamente além de puxá-lo comigo tentando agarrar com a parte de dentro do meu cotovelo e me levantando buscando apoio em sua perna se não houvesse caído para colocar minha cabeça entre suas pernas e com a força em meus ombros jogá-lo para trás caindo com ele como um tipo de suplex.

Com o possível sucesso ou fracasso de meus golpes, haveria de esquivar de qualquer maneira procurando estar sempre prevendo o seu ataque e me movimentando livremente. Em ataques verticais tentaria ser mais rápido e movimentar-me para o lado inclinando minha cabeça e corpo e tentando rapidamente fazer um avanço para acertá-lo em suas costelas ou ombro com um soco forte. Em ataques horizontais na altura do abdome para cima tentaria agachar o máximo possível com os joelhos flexionados e tentar saltar para frente com um gancho e em ataques horizontais abaixo do meu abdome tentaria dar um mortal para trás inclinando e fazendo um arco com meus braços e pés. Também estaria esperto com ataques em diagonais onde tentaria pular para trás tentando manter uma distância segura desse tipo de ataque tentando esperar ele me atacar de uma outra forma para que pudesse esquivar e contra-atacar, se fosse o caso de ele não parar tentaria achar um ponto mais alto da embarcação onde pularia e tentaria acertar um soco encaixado em seu queixo.

Me levantaria do chão tentando jogar as minhas pernas para frente e estar em um arco para ter o maior impulso e velocidade para caso viesse a ser acertado e cair, tentaria recompor tentando colocar a mão sobre o meu corte tentando pressioná-lo para segurar o sangramento por um instante e me acostumar melhor com a dor, depois de tantos cortes esperava que a dor estivesse bem menor pelo costume.

Estaria esperto para desviar de qualquer ações dos outros revolucionários/piratas que estivessem dentro do barco procurando me esquivar movimentando o meu corpo para o lado ou agachando e tentando acertá-lo com um soco localizado em sua garganta para romper a traqueia me preocupando com o meu combate contra o espadachim.

Lutas me empolgavam sempre e isso era um dos motivos quais mais gostava de estar lutando, a sensação de acertar e deixar o meu inimigo irritado após desviar de seus ataques. Se um companheiro meu caísse, eu tentaria correr em sua direção para tentar salvá-lo tentando ganhar uma distância do espadachim que estava lutando comigo e tentando acertar um soco em sua cabeça saltando para que ele largasse de meu companheiro e eu obtivesse uma chance de salvá-lo. Caso meio ao combate eu visse algum companheiro meu que seria atacado pelas costas, gritaria em sua direção alertando-o. - Cuidado! Atrás! - E voltaria o foco ao espadachim.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptyQui 18 Jan 2018, 23:58

Broken, Beat & Scarred




O espadachim esperava a resposta que não parecia ir tão cedo, ele lembrava de uma velha canção da sua terra bem longe dali, os trechos iam vindo a mente passo a passo, era como se o pequeno boxeador refletisse isso pra ele, era notável os ferimentos e o cansaço do mesmo por mais que seu espírito de luta permanecesse forte.

You rise.
You fall.
You're down, then you rise again.
What don't kill you make ya more strong.
You rise.
You fall


Achiles ignorava o espadachim, o que o deixava um pouco irritado mas ele tinha uma coisa que ficava encucando a cabeça do inimigo, a cicatriz no rosto, os cabelos brancos e todas essas características, ele agora tinha certeza que sabia com quem estava lutando, mas claro sem esperar nem mesmo por um segundo, ele avançava rapidamente pra cima do espadachim que não saia do lugar, ele literalmente não se movia, a água voava no olho bom do inimigo que fechando por ínfimos momentos o boxeador que já corria abaixado, subia pra socar o queixo do espadachim que descia o cabo da espada chocando ele com a manopla descendo ele como se fosse literalmente um golpe descendo, o bloqueio era bem-sucedido mesmo tendo usado do salto o bloqueio era suficiente pra parar ele, mesmo o boxeador ainda forçando a força dele era inferior à do espadachim.

Mesmo com a falha ele prosseguia agora com um soco no joelho, o golpe era bem forte o que fazia a perna do espadachim ser deslocada do lugar mas ele não demonstrava grande dor, era uma resistência monstruosa de se observar, claro que ainda nem tinha se provado tão grande mas era uma questão de tempo para que o boxeador percebesse o que acontecia ali, Aproveitando a chance que se formava a partir dali o próximo golpe era direcionado a parte de trás da cabeça depois do jovem passar para lá, mas com um rápido e leve movimento, ele golpeava o torax de Achiles com a parte não cortante do ferro.

Não o machucava muito mas o afastava pra trás, coisa que não era tão preocupante. -Estava pensando agora sei quando te vi, você é um Wolf não é?- falava ele com o olhar pensativo, a serenidade no olhar dele e a calma poderiam ate mesmo ser irritante, ele tinha também toda essa pose que de fato não ajudava a gostar dele, mas bem ainda era hora da luta e o boxeador não estava errado em atacar, aliás o espadachim não estava levando aquilo a sério, parecia se confiar mesmo no seu poder ofensivo e defensivo.

Breaking your teeth on the hard life comin'.
Show your scars.
Cutting your feet on the hard earth runnin'.
Show your scars.
Breaking your life, broken, beat and scarred
But we die hard


Ele continuava com a melodia na cabeça e claro o boxeador ainda não tinha motivos pra ter qualquer atenção a ele ate por que não tinha tomado nenhum dano, apenas uma leve pancadinha de leve que o afastou, do ponto que queria, e apenas tinha acertado o golpe no joelho. - Se você é um Wolf, bem acho que você seja o que eu estou pensando, o que o pai morreu nas mãos de um assasino não é?- ele completava olhando bem profundamente os olhos do boxeador, e então movia a espada deixando ela em uma postura de ataque apenas colocava bem para trás o braço segurando o cabo e levantando o outro para a frente acompanhando a lâmina que ficava apontada lembrava a ideia de uma estocada, como se fosse uma ameaça. -Se for mesmo você eu conheci seu pai, você tem olhos bem parecidos com o do homem que conheci pelo menos, eu ajudei ele em uma época ai, a mulher dele estava doente, e eu dei dinheiro pra os remédios que ele não podia comprar, mas era incurável ao que me disseram- ele falava olhando bem firme para o boxeador.

Depois disso ele dava mais dois passos para trás, parecia esperar uma movimentação do garoto e continuava tentando extrair algo dele aparentemente. - Eu tenho coisas que talvez depois queira saber, eu já estive bem ai no seu lugar, a insígnia é bonita né?- o espadachim tagarela tinha sido um agente? O estado físico dele não era o que parecia ser o correto pra um, nem mesmo a maneira dele de se mover, que lembrava mais um animal selvagem, mas se bem que quando pensamos, não há uma padronização entre os agentes, isso ficava claro se olhasse pra Rannah e Jason, seres esses muito diferentes entre si mas servindo no mesmo grupo.

Inclusive logo ali do lado ela lutava contra sua inimiga por enquanto nenhuma outra preocupação ao boxeador, já que todos estavam focados em suas lutas, ainda não havia qualquer desequilíbrio, Ramiel nem suava contra o caolho ate o momento, estava se defendendo e segurando as coisas perto do timão, já que ele não queria que o barco fosse controlado, sair daquele posto daria essa liberdade ao caolho, Yami não tinha acertado nada efetivo no bárbaro ainda, e mantinha uma base de esquivas rápidas, parecia tentar cansar o inimigo, mas não se via muitos ataques ali, Adlet e Amber apesar de estarem quase no limite lutavam muito melhor do que o esperado para pessoas naquele estado, enquanto isso lá para o fundo Jason tentava terminar seu trabalho nos canhões.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 32
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptySex 19 Jan 2018, 05:06


Tróia - Parte 1






Palavras ditas mexiam com a minha cabeça, não sabia bem como reagir a uma pessoa que falava tanto e ele conseguia me reconhecer de uma forma que ninguém nunca havia mexido. Meu coração acelerava mais e seu motivo não era simplesmente a batalha ou a adrenalina, mas ele conhecia parte de meu passado e isso mudava um pouco a situação da batalha, havia conseguido acertar apenas um golpe em sua perna e ser acertado pela parte não cortante de sua lâmina que não machucava. Sua posição de combate assemelhada a uma possível estocada chegava a mexer com a minha cabeça, o meu psicológico e físico estavam longe de estarem nas melhores condições nessa luta. - Achiles Wolf para ser exato. - Manteria o meu cenho franzido demonstrando a minha raiva.

A sua cantoria me incomodava de um modo que ele não parecia estar levando a luta muito a sério, seria aquilo que chamavam de frustração por nenhum dos meus socos estarem dando certo? Sua espada era perigosa e grande e havia de tomar cuidado com aquilo, mesmo ele me conhecendo sabia que ele não conhecia o meu estilo de combate ou as minhas ideias e isso começava a me dar cada vez mais ideias para tentar atacá-lo. - Eu não ganhei nenhuma insígnia... E quem diabos é você?! - Cerraria os punhos abaixando um pouco do meu corpo, estaria mantendo-o com a cabeça mais abaixada e os braços mais largados, minha sensação era de aquilo seria mais perigoso e eu haveria ter uma boa estratégia para lutar contra.

Meus movimentos seriam mais simples, meu corpo cansado não me providenciaria a mesma velocidade de como eu estivesse cem porcento, mas estava precisando de suas forças o máximo que eu pudesse. Fixaria os meus olhos em suas mãos movendo para o corpo inteiro não perdendo a atenção sobre o meu inimigo e começaria a correr em sua direção. Meus movimentos mais leves me permitiriam me esquivar de alguma estocada que viesse a partir daquela postura movendo-me para o lado e tentando me impulsionar se viesse a estar perto de uma amurada para dar um salto mais alto tentando passar por cima dele ou apenas me esquivar com velocidade de um futuro ataque com sua espada.

Assim que estivesse próximo o bastante para poder aplicar algum soco, tentaria focar os meus punhos para acertar o seu estômago ou sua costela para tentar deixá-lo mais fraco. Tentaria obter uma distância se conseguisse acertá-lo ou não tentando me esquivar rolando ao chão para não ser pego em meio ao alto com um salto. Conseguindo uma distância tentaria me aproximar o mais rápido possivelmente novamente sem dar tempo para ele se recompor completamente se conseguisse acertá-lo onde tentaria prever o seu ataque e sendo um ataque mais alto que meu tórax escorregaria pela madeira da embarcação tentando agarrar a sua perna onde tentaria acertar mais uma vez o mesmo lugar em que havia acertado antes, isso desestabilizaria ele combinado aos golpes da costela ou estômago e poderia lançar um ataque em direção ao seu pescoço tentando acertar a sua traqueia com um direto preparado. Se viesse um golpe abaixo do meu tórax pularia em sua direção tentando acertá-lo juntando os meus dedos e dando uma espécie de marretada em direção ao seu único olho e depois tentando acertar múltiplos socos em seu estômago e costela para tentar finalizar com um gancho em seu maxilar.

Minhas esquivas seriam baseadas em inclinar o máximo de meu corpo da mesma forma que vinha fazendo da última vez, mas tentando não contra-atacar e apenas abrir uma brecha para que eu pudesse acertá-lo com meus ataques preparados. Tentaria prever mais os golpes usando da minha visão e da confiança que como estava me subestimando e falando bastante não estaria tão atento a movimentação.

Caso não houvesse êxito em nenhum dos ataques, procuraria olhar a minha volta a procura de alguma coisa como um objeto ou arma perdida em meio ao tudo tentando manter aquilo em minha mão após agarrá-la se houvesse preparando para usar aquilo em mais algum ataque. Agachando para esquivar de um ataque horizontal acima do tórax, pulando e tentando me movimentar para o lado em um ataque vertical e tentando recuar em ataques horizontais ou me abaixar dependendo da situação e se eu não fosse pego no contra-pé.

Não estava querendo mais ouvir a voz daquele espadachim e acabar aquele luta logo, algo me cheirava mal vindo dele e não estava querendo reviver o meu passado em meio ao combate, estava exausto depois de tanto tempo andando e tendo que me virar, apenas queria ter um descanso decente e vivo. Tentaria me recompor rapidamente e continuar com os meus ataques quase fosse acertado, procuraria sempre estar esperto com o que estivesse acontecendo ao meu arredor para não ter riscos de ser acertado por alguma batalha alheia.


Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptySex 19 Jan 2018, 16:56

Of Wolf and Man




O Espadachim não enxergava o garoto pequeno como de fato um enorme ou potencial inimigo, subestimava ele completamente, apenas prosseguia com o discurso que estava fazendo, principalmente agora que ele tinha recebido algum retorno com as palavras de Achiles, ele então ainda preparado com a mesma pose, falava. - Então eu estava certo mesmo, eu me chamo Karonte, sou um Ex CP5, costumava cobrar impostos em Shells quando estava na CP1, ninguém gostava de fazer isso na época, e apostávamos num cara ou coroa, eu nunca tive sorte com apostas.- completava ele, que nesse momento já tinha notado a aproximação do boxeador.

No momento que estava bem próximo do espadachim ele mirava seu estomaga estava pronto para desferir um golpe mas a espada que antes se mostrava imóvel partia para o ombro de Achiles, o soco era bem forte e funcionava, acertava bem no ponto, mas o sentimento era como socar uma pedra, ele contorcia um pouco o rosto como se fosse aquela dorzinha incomoda de uma pancada na quina da mesa, ele então acertava em contrapartida o ombro do nosso herói. Era uma estocada a curto fio, ele pronunciava algo quando falava. - Nighthingale Style: Fúria do Pica-pau.- O jovem poderia sentir o terror na precisão daquele ataque, era como se ele não tivesse tido como escapar pela curta distância, o que é o oposto do poder de uma estocada, que visa ter uma impulsão do corpo, e aquela espada gigante, ele brincava como se fosse papel, aquele golpe era literalmente como uma bicada de pica pau.

Ele não ia muito a fundo no ombro mas machucava era algo de fato relevante a entrar ali.- Calma garoto não se afobe.- E claro ele não ia ouvir aproveitando do momento, ele se jogava para o chão com um relamento e agarrando a perna do indivíduo a martelava com mais um soco que dessa vez o equilibrava quase o derrubando, e sem trégua levantando ele avançava aplicando um METEORO DE PEGASUS!!!!! golpe rápido e depois outro e mais outro no torax do oponente era bem rápido e forte uma sequência de finalização, mas no último golpe que subia ao pescoço era frustrantemente bloqueado pela espada com sua lateral levantada para aparar o último golpe.

Ele não revidava mas agora levava a mão para o estômago, e olhava pra o garoto. - Quando é uma sequência assim é bem forte em? Mas vamos com calma rapaz, bater assim não vai te ajudar a terminar mais rápido. - Ele movia a espada para as costas a guardando e puxando uma katana que ficava na lateral da bainha nas costas dele onde guardava a espada maior, essa era bem mais leve, esse era o momento que o garoto via uma garrafa de vinho caída no chão e em um rápido movimento girava no chão a pegando, ele a lançava rápida e forte bem na cara do espadachim que virava o rosto com a pancada e agora franzia a testa. - Isso não foi legal. Estou te contando uma história aqui, sabe por que eu sai das CP? Quando eu vim da Grand Line resolver algumas coisas aqui, me mandaram matar um homem em shells town, ele tinha uma dívida pequena com os impostos, mas me neguei e fui embora, então eles contrataram um mercenário pra fazer o meu trabalho.- completava ele voltando a sua postura e olhando bem nos olhos de Achiles, ele não parecia mentir.

Karonte se preparava para continuar aquele combate mas falava mais umas coisas importantes-Eu sei quem deu a ordem garoto, ele não faz mais parte da organização e está por ai, e sei que o mercenário está vivo, o homem que você viu com a espada cravada no peito do seu pai, não foi quem o matou, apenas tenho noção disso, não sei também o motivo de ele estar lá naquela hora, mas o homem está vivo, e está bem longe dos blues, Grand Line, é onde ele está, posso te dar um nome se desejar.- E por fim completava a postura com a katana girada para a lateral, mas ainsa um tanto alta, ele tinha um rosto sério e menos descontraído que no começo, e de fato parecia ter interesse de verdade no garoto, ele não parecia pretender matá-lo mas também não mostrava querer morrer.

Do lado deles Rannah estava tendo uma batalha que começava a desequilibrar, mas ainda não pesava demais pra nenhum dos lados, mas a albina pressionava muito contra as cordas o que iria se tornar talvez um problema grande pra se lidar se deixassem isso acontecer. Afinal se alguém caísse um 2 contra 1 começava. Fora esse detalhe Amber era quem estava na pior, a amazona era mais rápida forte e experiente o que a tornava mortal pra ela, qualquer vacilo podia simplesmente ser a última luz do dia, mas pra equilibrar Adlet a ajudava sempre que conseguia se bem que o Touro não dava muitas tréguas, o poder de destruição daquela arma fazia ele ainda mais perigoso a cada movimento que acertava. Yami não tinha mudado muito seu jogo defensivo, mas o barbaro não demonstrava qualquer cansaço o que de fato iria mostra a necessidade de uma mudança estratégica. Enquanto que Jason terminava seu trabalho, estava quase que pronto para apenas finalizar e voltar a luta. Ramiel de fato estava numa boa, apenas protegia o leme e levava a melhor, o Caolho começava a entrar em desespero e pensava em uma retirada mas seu orgulho era tudo que o prendia.

Spoiler:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 32
Warn : Tróia - Parte 1 - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 EmptySex 19 Jan 2018, 23:58


Tróia - Parte 1






A sensação de socar uma parede era a mesma que eu sentia quando meu punho tocava o seu corpo, o homem era perigoso e tudo se tornava cada vez pior naquela batalha, suas palavras eram como navalhas, vinham quietas e rastejantes e quando chegava perto o suficiente, causavam um impacto grande, embora fosse mais utilizada em cabelos e barba. - Se você realmente está dizendo a verdade, por que não correu atrás da justiça? O real assassino foi capturado pela marinha e tinha sua execução a caminho.

Em meio a minha batalha acabava tendo a sua espada perfurando o meu ombro, aquele golpe poderoso e suas palavras ditas pareciam eram estranho para mim, não estava familiarizado com nenhuma postura ou golpes daquele e isso me assustava por um momento, as minha estratégia de deixá-lo com dores não pareciam estar funcionando tão bem, o homem estava em pé após receber uma sequência enorme e uma garrafa em sua cabeça, precisava forçar cada vez mais aquilo. - Um ex-agente que presenciou um mal e agora está do lado do mal?! Não passava de uma hipocrisia sem fim, cansei de suas ladainhas! - Não era perito em mentir e não afirmava a verdade, aquilo estava me deixando cada vez mais curioso, com dúvidas e a raiva aumentava em meu peito.

Meu inimigo havia trocado sua postura guardando a sua espada maior em suas costas e pegando a maior em uma bainha que guardava em suas costas, para mim aquilo era horrível, pois estava começando a me acostumar com o seu estilo de batalha lento e com diversas aberturas, com a espada leve tudo pareceria mudar, a sua maestria com a arma parecia ser absurda vendo que a espada grande estava se comportando como uma arma que não havia peso algum.

Meu ataques seriam mais ordenados e tentaria não atingir lugares que não provocassem uma grande dor, precisava ser preciso em meus golpes acertando áreas mais frágeis independente se a pessoa havia um músculo mais forte ou não, minhas manoplas estavam para absorver o impacto e aumentar o dano causado e era disso que precisava para socá-lo. Olharia uma última vez ao meu arredor para verificar se havia alguma outra garrafa caída sobre o barco próxima e tentaria pegar a mesma se houvesse. Meu ataque seria simples partindo em sua direção, caso estivesse com a garrafa atiraria em sua direção procurando obter uma abertura na hora que ele tentasse a cortá-la ou se esquivar pulando naquela sua direção e tentando acertar um soco forte em seu rim ou seu estômago mais uma vez para causar uma dor maior e debilitá-lo mais. Se não estivesse com a garrafa tentaria esquivar-me de um golpe primário que ele tentasse realizar como um ataque vertical ou horizontal me esquivando das maneiras mais simples para depois tentar acertá-lo em seus rins ou seu estômago, procurando não me manter parado a sua frente estando sempre golpeando e após golpear abrir uma distância sobre o mesmo.

Se houvesse uma amurada por perto após dar algum golpe, tentaria me apoiar sobre a mesma para aplicar um saco e conseguir uma melhor altura, se ele estivesse esperto com a tentativa de pular estando a me observar quando fosse realizar o movimento, abortaria e tentaria uma nova abordagem correndo em sua direção. Em caso dele estar virado ou o olho que não havia visão tentaria dar um pulo e acertar seu pescoço ou garganta que eram áreas mais frágeis.

- Você simplesmente está só jogando conversa fora! - Diria após abrir uma distância. O cenho franzido e a raiva impulsionariam mais os meus golpes tentando aplicar cada vez mais força em cada um e ignorar a dor ou o cansaço que estava sentindo para acabar com aquele inimigo, ele já estava me desafiando bastante e mesmo com uma situação pior, contava com Ramiel para ajudar qualquer necessitado para não tornar um 2x1.

Estaria tentando me esquivar das mesmas maneiras de antes procurando abrir sempre uma distância sobre ele quando o mesmo tentasse atacar, meu padrão era simples, mas ficava bem eficaz quando se tratava em movimentar para conseguir sempre uma boa conclusão e esquiva sobre o mesmo. Se conseguisse acertar pelo menos cinco soco, minha próxima sequência seria diferente, tentaria movimentar em sua direção normalmente como havia fazendo no combate todo e com a mão mais atrás em forma de concha tentando ajuntar uma certa quantia de água da chuva ou apenas a acumulada em meu corpo. Ao chegar próximo o bastante jogaria contra o seu rosto mais uma vez e me moveria para esquerda onde havia um menor raio de visão e saltaria bem pouco em sua direção tentando enganá-lo que estaria indo em direção ao seu olho e tentaria acertar o seu estômago por uma última vez. Se o soco fosse um sucesso tentaria assim que chegasse ao chão acertar outro em seu olho. Caso ele conseguisse prever o movimento o bastante para tentar me acertar um golpe antes que eu chegasse próximo, tentaria cancelar o ataque o bastante tentando dar um passo trás. Se estivesse próximo demais para cancelar, tentaria escorregar pelo chão e mais uma vez acertar a sua perna.

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Tróia - Parte 1   Tróia - Parte 1 - Página 9 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Tróia - Parte 1
Voltar ao Topo 
Página 9 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: