One Piece RPG
First Act - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
First Act - Página 5 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:11

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
First Act - Página 5 Emptypor GM.Thomas Hoje à(s) 01:37

» Xeque - Mate - Parte 1
First Act - Página 5 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 01:14

» A inconsistência do Mágico
First Act - Página 5 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 00:49

» Hey Ya!
First Act - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:50

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
First Act - Página 5 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 22:51

» Livro Um: Graduação
First Act - Página 5 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 22:48

» A Ascensão da Justiça!
First Act - Página 5 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:46

» Ato I - Antes da tempestade
First Act - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» Right Punch, Left Punch!
First Act - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
First Act - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:42

» Hizumy Mizushiro Mayan
First Act - Página 5 Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 22:36

» X - Some Kind Of Monster
First Act - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:11

» Takamoto Lisandro
First Act - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:44

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
First Act - Página 5 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:09

» Alipheese Fateburn
First Act - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:02

» Alejandro Alacran
First Act - Página 5 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Wu-HA!
First Act - Página 5 Emptypor Oni Ontem à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
First Act - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
First Act - Página 5 Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 15:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 First Act

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: First Act   First Act - Página 5 EmptySeg 04 Set 2017, 02:58

Relembrando a primeira mensagem :

First Act

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Alariel. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Alariel
Membro
Membro


Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptyQui 05 Out 2017, 01:56

Com o calor da batalha tomando conta do ambiente Alariel se via contagiada por aquela situação, sua investida não tinha sucesso e ela quase foi levada ao nocaute pelo líder do grupo de revolucionários, e para piorar a situação não era somente ela que encontrava dificuldades pareciam que seus aliados passavam por momentos ruins também.

Um campo de batalha repleto de sons feitos pelas armas se chocando era maravilhoso, e o cheiro de sangue que se espelhava pelo local, não poderia haver lugar melhor que esse, todos esses fatores faziam meu sangue ferver de empolgação, mas ser derrubada por aquele inseto não estava em meus planos, a pancada foi forte o suficiente para derrubar, porem não havia me deixado inconsciente para o azar dele, já que não acabou comigo quando teve a chance....

Mesmo caída, sentindo uma dor desagradável na cabeça junto com aquele zumbido, ainda eu conseguia ver ao meu redor com minha visão embaçada, pelo visto os outros estavam tendo problemas para lidar com os ratos também., mas a vovó era realmente ardilosa usar um golpe como aquele, mas parece que a idade era sua pior inimiga, e o atorzinho não parecia levar jeito contra o fracote da lança.
"Não podemos ficar assim para sempre, vamos você precisa reagir e ajuda-los."

E ainda com essa maldita fedelha me atormentando não poderia me deixar mais irritada, assim que que minhas dores passaram e eu consegui localizar a adaga de antes, foi até fácil recupera-la, mas parece que minha presa estava realmente disposta a ser perseguida, só espero que ele não esteja superestimando a si mesmo e seus aliados fracotes.

-Você deveria ter me matado quando teve chance.
Mesmo com a dor me incomodando e o braço cortado eu certamente estaria sorrindo naquela situação, quanto mais eles resistem e lutam maior é a satisfação de caça-los.
Eu iria de encontro contra minha caça com toda minha velocidade deixando minha ferocidade exposta, quando estivesse próxima o suficiente eu saltaria o "abraçando" pela barriga e o apunhalaria diversas vezes com a faca na região já machucada e com a outra mão eu fincaria minhas garras em seu corpo para me prender a ele. Se eu conseguisse derruba-lo eu me manteria em cima dele e começaria a ataca-lo com golpes cortantes usando minha faca e as garras da mão livre. -Eu disse ratinho, você teve sua chance.
Caso ele tentasse me atacar na cabeça como antes eu abaixaria apenas o suficiente para desviar do golpe, se o ataque fosse na vertica ou diagonall eu daria um pequeno pulo na diagonal de direção oposta (se ele me atacasse diagonalmente) para desviar e me aproximar mais dele antes de prosseguir saltando diretamente contra ele, caso ele mirasse horizontalmente só que numa região mais abaixo do que minha cabeça eu daria um pequeno passo para trás jogando meu corpo na mesma direção antes de avançar.

Caso não conseguisse derruba-lo eu me soltaria dele assim que o impulso do meu pulo acabasse antes que ele pudesse contra-atacar, então me colocaria de pé ha uma distancia segura e sem dar tempo para ele avançaria novamente para realizar um corte diagonal com a faca que fosse desde sua cintura até os ombro e com a mão livre eu o empurraria me certificando de cortar ou perfurar sua pele, tentando desequilibra-lo.
Se ele tentasse me atacar com um golpe alto eu rolaria por baixo ficando próxima e realizaria o golpe dando um pequeno pulo para cima.
Caso ele tentasse um ataque verticalmente eu ziguezaguearia entre seu ataque.
E se de alguma forma ele mirasse em minhas pernas eu saltaria por cima mirando sua cabeça ou o mais alto possível com as garras dos pés antes de ataca-lo.
-Deixe me escuta-lo sofrer, grite, chore, implore para mim, você não sera salvo.

Se algum dos outros tentassem vir até mim, eu desviaria deles dando passos grandes para longe deles para tomar maior distancia.


Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 


Última edição por Alariel em Sex 06 Out 2017, 01:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptyQui 05 Out 2017, 14:16


First Act



A batalha estava intensa e o sol latejando a cabeça de todos, o líder continuava avançando para cima da garota que decidia revidá-lo, ela tentava lhe dar um movimento parecido como uma bala em direção a sua barriga e o mesmo era certeiro, o homem ainda de pé lidava para se livrar da gata que segurava com suas garras e a apunhalava, ele não deixava de fazer o mesmo furando as costas da Mink abrindo cortes, ambos se soltavam e caiam no chão, estavam feridos e o ferimentos pareciam ser graves dada a situação. O Ator caia sobre a borda da escuna, ele a segurava e o lanceiro ria caminhando em sua direção, a velha e Mino pareciam cada vez perdendo mais a batalha e recuando para trás. O líder gritava com as dores e Alariel não deixava de fazer o mesmo, a adaga tinha perfurado pela capa e atingido sua carne, por sorte, os golpes não tinham pego em nenhum dos seus órgãos. - Eu devia mesmo ter te matado!

Era nesse momento que podia ser escutado um megafone vindo da direita do barco, em alto e bom som podia ser escutado. - Parem com o ataque e as batalhas! É a Marinha! Iremos intervir nesse exato momento! - Todos os revolucionários pareciam se assustar e parar com aquele combate, o lanceiro corria até o Líder e o ajudava a se levantar, um som de tiro podia ser escutado e atingia em cheio a armadura do homem, perfurava por meio de sua barriga e aos esforços eles recuavam para seu barco, os gêmeos não se safavam ilesos também, assim que viravam suas costas para correrem ao seu barco eram recebidos por bengalas e cortes de Mino e Crystal. O de bastão se levantava com esforço e se jogava no mar, era a única salvação estando tão longe do barco.

Os revolucionários cortavam suas cordas que prendiam os dois barcos e viravam o leme, Alariel era ajudada pelos seus companheiros de barco a ficar encostada ao lado da escada, ela estava muito fraca para negar a ajuda, a marinha encostava e ancorava seu barco todo azul e com as velas do símbolo da marinha ao lado, O galã se erguia de onde estava segurando e soltava a ancora no mar, os dois barcos estavam emparelhados enquanto os revolucionários fugiam dali. Um homem musculoso usando uma camiseta da marinha e calças azuis com botas pretas pulava do barco, ele de imediato ia até a Mink para lhe ajudar lhe trazendo bandagens. - Traga o médico!  - gritava o que parecia ser um Sargento. A garota estava fraca e podia sentir seus olhos pesando e o sono ficando cada vez mais pesado.

Parecia ser de noite quando ela acordava, ela estava deitada em uma cama de barco, a luminária acesa e o mesmo homem sentado em uma cadeira dormindo ao pé da cama, Lillith parecia ter ficado dormindo por enquanto. Tinha uma enorme janela que podia ver que estava de noite, o barco não parecia estar se movimentando e eles estavam ancorados diante daquilo. Os outros companheiros estavam bem? O que tinha acontecido em sua ausência? Quem era aquele homem dormindo? A garota estava com seu corpo todo dolorido, a sua cabeça com uma bolsa de gelo e onde tinha tomado as apunhaladas estavam todas enfaixadas, estava com uma coberta até a cintura.

Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alariel
Membro
Membro
Alariel

Créditos : Zero
Warn : First Act - Página 5 10010
Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySex 06 Out 2017, 01:39

A batalha tomava proporções indesejadas para a felina, ela conseguia causar uma ferimento significativo no líder deles, porem o homem revidava com a mesma intensidade, no final a gata o sujeito ficaram muito machucados até que a marinha surgia para interromper toda a situação.

Parecia que os ratinhos estavam levando a melhor sobre o povinho da escuna, todos possuíam alguma vantagem, até mesmo a vovó estava perdendo a luta, não que isso fosse me incomodar.
Com a dor dos golpes sofridos e caída no chão em meio aos gritos de dor eu sorriria psicoticamente por debaixo da mascara, colocaria uma mão sob o ferimento nas costas e me arrastaria até o ratinho líder apoiando uma mão no chão.
-Eu disse, você perdeu sua chance.

E assim que escutasse o megafone eu ficaria bem decepcionada com aquilo, afinal estava chegando na melhor parte, porem eu soltaria uma risada enquanto observava o líder e diria alto o suficiente para que ele pudesse ouvir.
-Parece que você esta com sorte ratinho, diferente daquela garota medíocre com o chicote que eu tiver o prazer de arrancar seu ultimo suspiro de vida, ela nem teve tempo de dizer suas ultimas palavras. Assim que terminasse de dizer isso me colocaria a rir de sarcasmo e deboche. Eu queria que ele ficasse profundamente irritado comigo e sentisse muito ódio de mim a ponto de querer vir atras de mim até os confins do mundo.
-Se esta achando ruim, tente vir até mim novamente e eu te mandarei para o mesmo local que ela e aquele atiradorzinho estão agora.

E assim que os ratos fugissem e os viessem tentar me ajudar eu os encararia com seriedade.
-Vocês vão deixa-los fugir mesmo? Tsc..
Então uma das ultimas coisas que poderia me lembrar era um sujeito com roupas da marinha se aproximando de chamando um médico até minha consciência se esvair.

Assim que despertasse eu daria uma boa olhada eu estava, tentaria achar algo familiar, o homem de antes agora estava sentado dormindo bem próximo, eu me sentaria sob a cama me mantendo coberta, segurando a bolsa de gelo na cabeça e tomando cuidado para não fazer nenhum movimento brusco para não sentir dor e as feridas abrirem, olharia o céu noturno pela janela e deixaria um sorriso singelo escapar.
-A noite é tão linda...
Então a admiraria por mais um tempo.
"Esse homem é um marinheiro, espero que ele não me traga problemas ou para as pessoas da escuna."

Olharia melhor para o homem sentado de cima a baixo e o chamaria no começo seria baixo e iria aumentando o tom de voz gradativamente até que ele acordasse.
-Hey! Oi! Senhor!
E assim que ele acordasse eu diria com uma voz bem calminha.
-Desculpa te acordar, acho que foi você quem me salvou certo?
Eu curvaria um pouco minha cabeça no sentido de gratidão.
-Muito obrigada por isso, talvez eu não estivesse viva se não fosse por você, mas acontece que eu preciso saber aonde estão as pessoas que estavam comigo, uma velhota baixinha, um rapaz loiro com rosto bonito e um sujeito com uma espada. Ah sim e também gostaria de saber o que aconteceu enquanto eu dormia e aonde estão minhas coisas.

-Eu sei que você também deve ter perguntas para fazer, e eu ficaria muito contente em responder todas.
Eu dobraria minhas pernas e abraçaria meus joelhos sorrindo simpaticamente para o rapaz, e assim que ele fosse conversando comigo eu observaria a vista pela janela novamente, mas prestaria atenção em tudo que ele tivesse para contar.


Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySex 06 Out 2017, 14:47


First Act



Após um intensa batalha, parecia ser o momento de descanso e recuperação da Mink, ela estava com roupas novas, um top preto e um shorts pequeno preto de origem desconhecida. Alariel se sentava com dificuldade, seus ferimentos doíam de uma forma imensa e a pancada na cabeça ainda parecia estar fazendo efeito lhe dando uma tontura quando se levantava. A noite estava limpa e sem nuvens, a lua estava cheia e bem visível no topo, era uma daquelas noites que podiam se passar inteira acordada olhando para o céu estrelado e lindo. O sargento dava alguns roncos e tossia de vez em quando, mas parecia não acordar daquilo até que a Mink resolvia tentar acordá-lo o chamando, após três tentativas e um aumento de tom gradativo, o homem acordava com um - Hum? - e colocava-se com as mãos nos olhos limpando as remelas após um sono, ela via a garota sentava e lhe dava um aceno de cabeça, a voz suave e doce da gata alegrava seus ouvidos e ele respondia. - Não se importe em ter me acordado, não era para eu ter dormido. Sim, foi eu e os médicos de minha embarcação. - Ele movia a cadeira para trás ao se levantar e colocava-se com um pé encostado no lado da porta enquanto olhava para a felina com os braços cruzados. Ela começava seu agradecimento ao homem e perguntava dos seus companheiros de viagem, ele a olhava com calma e dava um bocejo antes de começar a falar. - Me chamo Erick, ainda bem que está viva. Eles estão repousando em uma pousada dentro de Baterilla, nós estamos no porto em minha embarcação, devido aos equipamentos médicos que se encontravam aqui você não pode ser movida para outro lugar. Suas roupas de antes estão ali. - Ele apontava para um criado-mudo ao lado da cama, a capa com os furos e sangue, as suas roupas de antes e sua máscara em cima, todas as vestes se encontravam dobradas. A garota tentava se colocar em uma posição que se sentisse mais confortável, mas aquilo lhe fazia soltar um gemido de dor e negar. - Deite-se, a senhorita ainda não está bem o suficiente para lhe mover tão livremente. Espere pelo menos para o amanhecer, amanhã eu faço as questões, por agora, só descanse. - Erick se colocava com os dois pés no chão e abria a porta, uma leve brisa gelada entrava pela mesma, mas era bem gostosa e deixava um clima mais agradável, ele se espreguiçava na porta e dava para ver seus músculos se torneando. - Eu vou dar uma volta pelo barco, conto com você ficando aqui, quando for de manhã eu te levo aos seus amigos. - Erick virava sua cabeça para ela e sorria com seu sorriso branco e brilhante antes de sair pela porta e fechar a mesma. A garota ainda estava com um leve sono que poderia lhe proporcionar um descanso mais apropriado, mas também poderia sair em busca de seus amigos, o barco estava ancorado ao lado do porto e uma corda se encontrava no convés, que se jogada, poderia ser utilizada para descer.

Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alariel
Membro
Membro
Alariel

Créditos : Zero
Warn : First Act - Página 5 10010
Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySex 06 Out 2017, 23:16

Assim que a marinha chegava no local os revolucionários haviam fugido, a os marinheiros haviam ajudado a felina e seus amigos, mas a felina só tinha consciência disso quando o homem chamado Erick que dormia próximo a sua cama acordava e lhe contava o que havia acontecido.

Assim que acordasse eu repararia em minhas roupas desconfiando de como elas haviam parado ali.
"Isso não é meu. E quem as colocou em mim? Espero que não tenha sido nenhum tarado. Hunpf. Alem do que elas são um pouco apertadas, gosto de roupas folgadas, mas é melhor do que não vestir nada.
E afinal elas estão limpas e inteiras."


Porem a bela visão do céu naquele momento pela janela me impediria de tomar alguma ação precitada.
-A lua é sempre tão bela, mas quando esta cheia meche comigo forma tão agradável, e esse céu com tantas estrelas.... Poderia sentir meus olhos brilharem enquanto observaria a vista privilegiada.

E assim que o Erick acordasse e me contasse sobre que não deveria ter dormido eu o olharia surpresa.
"Sera que ele ficou aqui até agora?"
Quando ele falasse aonde estavam minhas coisas e sobre as pessoas da escuna eu sorriria e suspiraria como quem quisesse dizer: Urfa... Ainda bem que eles estão a salvo.
Porem quando ele me falasse sobre os equipamentos médicos e que eu não poderia sair dali, eu faria uma expressão de tédio para ele.
-Hunpf... Odeio me sentir presa, mas não deve ter outro jeito, nessa situação esta difícil até para sentar na cama.
Então me deitaria com a barriga para baixo para não deitar em cima das feridas em minhas costas olhando para ele assim que terminasse de me aconselhar.
E quando ele fosse caminhar em direção a porta e abrisse eu conversaria com a voz mais gentil possível.
-É.. Erick certo? Teria problema deixar a porta um pouco aberta ou abrir as janelas por favor? Esse vento de agora foi muito gostoso.

E antes que ele saísse eu faria um ultimo pedido apontando para minhas roupas.
-Desculpa te pedir mais coisas, porem eu gostaria de saber aonde eu poderia lavar e costurar aquele sobretudo, as outras roupas já não devem ter salvação. Logo em seguida eu diria para ele sorrindo de maneira fofa carinhosa.
-Obrigada por ter ficado comigo até agora e também pelas roupas novas só me incomoda não saber que as colocou, porem me senti confortável com você aqui, e agradeça a equipe médica por mim também.

E assim que ele saísse eu retiraria a coberta pois eu iria querer aproveitar a temperatura mais fria da noite ainda estando deitada de barriga para baixo.
"Espero que ninguém tente me espiar"
Então viraria de lado observando a lua novamente colocando os braços cruzados por baixo do travesseiro.
-Porque esse sujeito da marinha esta cuidando tão bem assim de mim? Isso é no minimo estranho. Porem nesse estado mesmo que eu quisesse não conseguiria fugir daqui, esta doendo até me sentar quanto mais descer até o porto, quando eu estiver melhor, me sentirei mais segura, para seguir meu caminho.
Mas acho que posso confiar nele, por enquanto..."


A medida que fosse olhando para a lua e as estrelas sentiria meus olhos ficarem pesados e fechando aos poucos até tudo se tornar escuro, e então poder adormecer sob a luz do luar.

Após um tempo eu me encontrava numa floresta completamente escura iluminada somente pela lua e estrelas que formavam diversas constelações que pareciam dançar no céu interagindo uma com as outras.
Mas ainda sim eu conseguia enxergar perfeitamente bem naquela floresta, ela possuía arvores grandes e bem próximas como um bosque, e nesta paisagem também haviam diversos animais em volta de uma fogueira eles pareciam conversar entre si e alguns vagalumes também voavam entre as arvores, ao me aproximar dos animais eu pude observar que a fogueira se moviam de forma estranha como se estivesse vivo, e assim que fosse me aproximando da fogueira o fogo iria aumentando de tamanho, cada vez mais e mais, até que ele me atingisse, porem não me machucava, era ao contrario ele me fazia bem, o calor era aconchegante e protetor, servia como uma armadura que era util para me proteger, queimar meus inimigos e fazer eu me sentir aquecida.
Então eu comecei a perceber que aquele fogo se movia pelo meu corpo da forma que eu desejasse eu podia controla-lo livremente, e a medida que eu fosse ficando mais acostumada com ele, o seu tamanho iria crescendo porem ele não queimava a floresta, ele e a floresta pareciam ser um só, e assim que eu percebesse a lua havia sumido junto com as estrelas e os vagalumes, mas a floresta estava tão clara como se estivesse de dia e a unica luz naquele lugar era do fogo que me envolvia.
E assim eu pude aproveitar estar naquele local completamente escuro sendo a unica coisa que o iluminaria ate acordar. Provavelmente eu acordaria bem melancólica e até mesmo romântica depois de um sonho tão fantasioso e satisfatório como esse.


Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySab 07 Out 2017, 11:56


First Act



Erick olhava para a garota deitada de bariga para baixo e fechava a janela do lado de fora após o seu pedido, ele parecia estar encantado com a beleza de Alariel. O tempo parecia passar depressa quando se olhava para as estrelas, mas a sensação era tão boa que mal se importava com aquilo, a brisa estava suave como antes e fazia os pelos da felina arrepiarem após um leve calafrio do frio. Ela acabava por dormir, seu sonho era estranho e a sensação quente era diferente do clima que estava antes na noite, após as horas se passarem, o sol já via a colocar e os pássaros do porto piavam, muitas vezes atrás de peixes que saltitavam perto da costa.

Um rangido da porta era escutado e isso acordava com a audição aguçada da felina, ela olhava e era Erick, seus olhos estavam com orelheiras, era claro que ele não tinha dormido na noite passada, a Mink estava confortável e toda torta na cama, mas aquilo não lhe fazia mal e simplesmente soltava um riso do sargento que ali a olhava. - Você é engraçada. Desculpe-me acordá-la, vim lhe chamar para um passeio pela ilha até os seus amigos, suas feridas devem estar melhores hoje. - Dizia com um sorriso, mas ele estava estranho, era como se ele estivesse apaixonado pela garota.

Ele esperava para ajudar a garota a se levantar, segurando em suas mãos quando a mesma sentasse e quando levantasse a soltaria. O barco tinha escadas até o convés e do convés podia se ver uma rampa que levava ao piso do porto. Se ela olhasse aos lados poderiam ver outros barcos ancorados, deviam ter três ou quatro barcos da marinha e vários mercadores trabalhando no que parecia ser dez da manhã.

Considerações:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alariel
Membro
Membro
Alariel

Créditos : Zero
Warn : First Act - Página 5 10010
Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySab 07 Out 2017, 19:59

A gata dormia novamente para descansar um pouco mais e seus machucados se recuperarem um pouco mais, e logo de manhã era acordada por Erick que a convidava para dar uma volta pela cidade.


Assim que eu acordasse pelo rangindo da porta imediatamente olharia para sua direção assustada mas assim que avistasse Erick ficaria mais tranquila, então me consertaria na cama enquanto ele falasse comigo e me espreguiçaria relaxando os músculos e testando para saber se os machucados ainda doíam então observaria a feição do sargento, e aceitaria sua ajuda sentando na cama cruzando as pernas
"Ele parece que realmente gosta de mim, espero que isso não cause problemas futuramente e também não pretendo magoa-lo."
Então sorriria para o rapaz muito contente por ter tido uma bela noite de sono e cumprimentaria ele de forma carismática para anima-lo.
-Bom dia! Como você esta?
Em seguida ficaria emburrada cruzando meus braços e faria uma expressão brava com ele.
-Hunpf.. Você deveria ter dormido também. Como pretende cuidar de mim se estiver muito cansado? u.u
Eu piscaria para ele e mostraria para que perceba que estava apenas brincando com ele.
-Não sou engraçada.... E devo estar horrível acabei de acordar.
Após isso eu me aproximaria da janela e olharia a vista respirando fundo para sentir o ar fresco em meu rosto, também para escutar os pássaros e poder ver o peixes saltando.

Tentaria me colocar de pé fora cama por conta própria mas se não conseguisse a ajuda de Erick seria bem vinda.-Eh.... Então... Acho que preciso de uma ajudinha aqui, a cama ta mais alta do que quando subi nela kishishishi..
E me aproximaria de minhas coisas estavam e as pegaria enquanto olhava para o sargento.
-Eu posso deixar isso aqui? Não vai atrapalhar? E também também queria saber aonde posso lavar e consertar a roupa.
Se a resposta fosse negativa eu levaria a mascara e o sobretudo comigo, caso contrario deixaria as coisas la mesmo, e se minha bota estivesse perto eu tentaria coloca-las sozinha, se não desse pediria ajuda novamente mas dessa eu olharia para baixo e colocaria meus dedos indicadores um contra o outro. -Erick.... Acho que preciso de sua ajuda novamente, não fica bravo >.<

Depois de colocar as botas eu concordaria em ir com Erick, mas antes diria para ele com uma expressão decidida. -Tudo bem, eu quero mesmo recontra-los, a vovó deve estar furiosa, mas antes preciso me ajeitar, não posso aparecer la com cara de quem acabou de acordar, aonde fica o banheiro?.
Esperaria que ele me guiasse e quando chegássemos eu me aproximaria da pia lavaria meu rosto e ajeitaria meu cabelo se ele estivesse bagunçado, não me importaria caso ele estivesse olhando e deixaria a porta aberta se tivesse uma, mas assim que acabasse eu a fecharia.
-Agora você não pode ver. u.u Nem espiar se tentar eu te mordo. :3

Então demoraria um pouco mais do que o esperado apenas para deixa-lo ansioso e sairia do banheiro com o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ficaria alguns segundos para ele olhar bem depois voltaria novamente para o banheiro e sairia com o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], ficaria novamente alguns segundos para ele ver depois fecharia novamente a porta e sairia com o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],e faria a mesma coisa de deixar ele observar por alguns segundos e fecharia a porta, faria isso mais duas vezes [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].
E depois perguntaria a ele.
-Então, de qual você gostou mais? E sorriria para ele, e por qual escolhesse eu usaria, mas se ficasse muito indeciso iria com o cabelo solto.

Quando estivéssemos saindo do barco eu olharia para o porto, vendo os barcos da marinha e os mercadores para ver se algo me chamava a atenção e assim que estivéssemos andando eu abraçaria o braço do sargento passando minhas garras sobre ele mas sem arranha-lo, e apoiaria meu rosto nele.
-Você esta sendo sempre tão gentil comigo, me faz até desconfiar. ^^
-Fedelha você vai acabar enlouquecendo-o.
Então daria um sorriso travesso e observaria o sargento e responderia Lilith de forma que Erick não percebesse e achasse que eu estivesse falando com ele.
-Eu sou uma garota que gosta de atentar mesmo.
"Provoca-lo um pouquinho não vai fazer mal, e afinal que garota não gosta de se sentir desejada."
Se ele deixasse eu ficar abraçada com ele, eu o morderia de leve sem machuca-lo apenas para marca-lo com meus dentinhos.
-Ops... Meus dentes escorregaram desculpe, mas pensa positivo agora você tem algo para se lembrar de mim.
Então faria uma expressão fofa para que ele não ficasse bravo.
-Eu gostaria de saber um pouco mais sobre a ilha, poderia me contar

Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptyDom 08 Out 2017, 12:23


First Act



Os ferimentos da Mink já não doíam tanto quanto antes, mas ainda assim lhe causavam uma sensação de desconforto terrível. A garota conversava com o Sargento e ele apenas acenava com a cabeça rindo dela, de uma forma engraçada e não rude. Ele a observava se levantando e quando ela pedia ajuda para suas botas, Alariel não parecia ter percebido que suas botas tinham caído no mar quando as tirou antes da batalha, aquilo lhe colocava em uma espécie de vazio do tipo: " O que aconteceu com minhas botas mesmo?! "  O sargento lhe ajudava a levantar, a garota sentia aquela dor terrível do seu corpo sobre os ferimentos e dava um leve empurrão em Erick como se fosse cair, ele a segurava firme. A garota conseguia ficar de pé e não parecia ter dificuldade para isso e logo concordava com Erick sobre ir até os seus companheiros. - Banheiro? Venha. A propósito, se quiser levar seus pertences ou arrumá-los, há uma costuraria na cidade, se tivermos tempo, mais tarde te levo lá. - Ele a levava até uma porta com um boneco desenhado de vestido e a Mink entrava, lavava seu rosto e começava a realizar diversos tipos de penteado mostrando ao marinheiro que estranhava o seu comportamento. No fim, ele dizia. - Esse é o melhor de todos os outros. - Erick estava estranho, algo parecia estar o preocupando, ele batia seu pé sobre a madeira do navio enquanto estava a Mink terminar de se arrumar e então desciam pela rampa do barco.

O porto estava agitado e podia se ver algo parecido com uma guarita no meio dele, haviam grandes quantidades de marinheiros trabalhando no porto revistando algumas embarcações que chegavam durante o dia, vários pescadores com caixotes de peixe podendo sentir pelo cheiro da felina que despertava a sua fome. A gata se agarrava ao braço do homem que parecia se desconforto com aquilo, aquela era uma ação um tanto estranha e ele parava, com o outro braço pegava a mão da garota e gentilmente a retirava do seu braço. - Me desculpe, vamos apenas indo, tudo bem? - Ele ainda estava com aquela expressão no rosto que algo lhe preocupava e a Mink pedia ele para falar mais sobre a cidade em que se encontravam. - Aqui é Baterilla, é uma cidade bem calma e tranquilha, as crianças podem brincar a noite e terem certeza que irão voltar bem para casa sem nenhum problema, a marinha é muito ativa nessa região e não tem problemas nenhum com piratas, ninguém passa pelo porto sem passar por uma dura revista e o sistema rígido de patrulhas fazem dessa cidade uma enorme fortaleza contra piratas. - Ele dava uma pausa e parava, olhava para trás e apontava o dedo. - Está vendo aquele Farol? É uma das mais belas visões que eu já tive, de lá de cima dá para ver tudo. A cidade é muito bem visitada por turistas de diversas regiões, você deveria dar um passeio no guia turístico da cidade, mas antes, vamos ao encontro de seus amigos.

A cidade era muito tranquila e todo mundo estar com um sorriso no rosto, não havia o menor sinal de alguma pertubação nos habitantes e podia se ver diversas vezes alguns pontos turísticos como estátuas ou algumas esculturas de barcos da marinha, algo que a chamava atenção era a empresa Apple, com um grande cartaz e um prédio, em seu alto podia se ver algo que parecia uma grande embarcação de metal. Não demoravam muito ao caminharem pelas ruas até chegarem a hospedaria que seus amigos se encontravam. Os músicos, Mino, o ator e a vovó estavam sentados esperando a presença de Alariel. - Ainda bem que você está bem garota, mas parece bem acabada. - dizia Crystal sorrindo para a garota. O clima parecia de alegre para começar a ficar tenso, os músicos não pareciam estar os mais felizes, Mino desviava o olhar de todos olhando para o chão e o ator estava com uma cara triste, a vovó parecia estar diferente, ela estava sorridente e não rabugenta, estava tudo muito estranho. Alariel se sentava junto a eles e o sargento era o único de pé, ele colocava uma mão em suas costas e ficava ereto, estava mantendo a pose. O lugar era simples, era um enorme salão com um sofá no meio e uma balcão ao longe com uma recepcionista, o local estava com cinco marinheiros fazendo a guarda contando com Erick, de repente, todos batiam o pé no chão e ficavam eretos com uma das mãos dobradas em suas costas e a outra reta até a sua coxa.

Um homem alto entrava pela mesma entrada da hospedaria que a garota tinha entrado, ele devia ter pelo menos 1,85m, tinha uma espada longa embainhada em sua cintura e usava uma farda da marinha com a capa de uma patente superior. Ele demonstrava respeito por onde entrava e estava com um cigarro aceso em sua boca, seus cabelos eram negros e desarrumados e estava com a sua mão direita coçando a sua nuca. Ele olhava para todos presentes ali e dizia. - Descansar. - Todos os soldados batiam o pé novamente e ficava mais livres de suas posições. Ele se aproximava mais das pessoas e então começava seu discurso. - Bom senhores e senhoras, eu sou o capitão Troy e não posso deixar de ver os incidentes de vocês. Vocês tiveram uma batalha contra alguns revolucionários e quero saber informações sobre isso. O que tem a me dizer? - E esperava a resposta de algum deles e nenhum parecia querer falar. A aparência de Troy era despojada, mas podia se sentir uma intimidação vinda dele, era uma pessoa perigosa para quem lutasse contra, disso poderia ter certeza.

Considerações:
 

Aparência de Troy:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alariel
Membro
Membro
Alariel

Créditos : Zero
Warn : First Act - Página 5 10010
Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptyDom 08 Out 2017, 19:08

Assim que saíssem do navio, Alariel passeou enquanto escutava um pouco sobre a ilha através de Erick, alem de poder observar um pouco melhor a cidade até chegarem ao seu destino aonde a gata pode reencontrar o povo da escuna, mas estavam estranhamente diferentes, até que um sujeito de presença intimidadora aparecia.

Eu pegaria minhas coisas em cima da mesa, dobraria a capa e a carregaria apoiada em braço, com a mascara presa entre meu braço e corpo, antes de ir para o banheiro.
-Vou sim, querer levar isso para um remendo.
Assim que saísse do banheiro pela ultima vez repararia no comportamento ansioso do sargento.
"Acho que alguém esta apressadinho, Sera que ele reparou em mim? Bom não importa."
Quando saíssemos do barco e eu pudesse ver os marinheiros revistando todos que chegavam aquilo me faria encara-los.
"Sera que eles são tão paranoicos por vigilância assim?"
E assim que sentisse o cheiro do peixe eu tentaria ignora-lo mesmo estando com fome, esperaria um pouco mais para comer depois, e quando Erick segurasse em minha mão evitando que eu abraçasse seu braço, faria uma expressão entediada olhando para frente.
"Que chato.... Ele deve ser todo certinho."
Assim que Erick me contasse um pouco mais sob a ilha eu prestaria atenção nele, então o responderia demonstrando interesse.
-Isso explica toda essa paranoia por segurança, e aqui as crianças grandes brincam como? Seria uma pergunta retorica não esperaria uma resposta então comentaria sobre o farol com confiança e motivação na fala e olhar. -Com certeza eu subirei naquele farol pode anotar kishishi. E por um instante mudaria o tom de voz para algo mais debochado. -Guias são chatos blehhh Prefiro explorar por conta própria.
Quando passássemos pela Apple eu a olharia com um semblante impressionado para aquela construção em seguida faria um comentário irônico como se fosse uma piada. -Sera que se eu pedir eles fazem um barquinho de papel para mim?

Então a medida que fossemos caminhando pela a cidade eu a observaria vendo seus pontos turísticos.
Assim que chegássemos na hospedaria a primeira coisa que faria seria responder a vovó com um sorriso empolgado no rosto.
-Se eu estou acabada é porque você não viu o outro cara, com certeza ele estar pior. Diria para ela me referindo ao revolucionário de bandana. Então colocaria a mão no queixo e inclinaria a cabeça para o lado. -O que aconteceu aqui vovó, você roubou o animo de todo mundo? Me referiria ao fato das pessoas estarem em um clima ruim.
Eu chegaria próximo a Mino e daria um peteleco em sua testa para chamar a atenção.
-Cade toda aquela recepção calorosa e a pose teatral? Então sorriria mostrando a linguá para tentar fazer com que ele se anime.
Em seguida chegaria perto de Adams e me inclinaria para ficar com meu rosto na altura do dele e olharia dentro de seus olhos.
-Hey bonitinho, eu não esqueci da nossa bebida com certeza você ficaria animado.
Por fim olharia para os músicos decepcionada e levemente brava.
-Porque esse clima de velório? Ninguém morreu, eu acho....

E que escutasse os vigilantes ficarem em posição de guarda eu olharia na direção deles, e assim que avistasse o sujeito responsável por aquilo eu o observaria com dúvida.
"Sera que ele é o responsável por esse clima pesado?"
E assim que começasse a falar eu não me permitiria ficar intimidade por sua presença.
-Fedelha, ele parece ser forte e importante, talvez devêssemos nos aproximar dele.
Nesse momento eu esboçaria uma reação surpresa e cobriria minha boca com umas das mãos e a responderia baixo.
-Que raro, você ficar interessada por alguém.
-Não estou interessada ainda, apenas curiosa, assim que eu ver do que ele é capaz, talvez eu guarde seu nome, porque todos os outros ratinho ficaram acuados apenas com sua presença.

Percebendo que ninguém queria falar com ele eu me prontificaria de forma despreocupada e soltaria um sorriso empolgado e simpático para ele levantando uma das mãos e falando diretamente.
-Eu bati em alguns deles em Centaurea, não exatamente eu... só que esse detalhe não deve vir ao caso, mas da ultima vez eles conseguiram fugir. :/
Então observaria a reação dele e diria.
-Eu não me importaria de te contar todos os detalhes, mas estou com fome agora, se importaria se eu comece algo antes? E também apague esse cigarro estamos em um local fechado pode prejudicar alguém, na verdade você nem deveria fumar isso não faz bem u.u Eu diria isso para ele mas não tentando desafiar sua autoridade, apenas para ver sua reação e bom senso.

Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : First Act - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySeg 09 Out 2017, 02:04


First Act



Erick olhava para a garota com um olhar mais sério diante da personalidade mais engraçda de Alariel, Crystal a olhava com o sorriso de sempre e sorria ainda mais quando ela falava do líder que havia sido perfurado ao seu lado, Mino exibia um leve sorriso quando era acertado pelo peteleco e respondia. - Provavelmente ficaram no barco - e ficava com um leve sorriso torto, a garota não parava e ia até Adams que parecia querer abraça-la, mas não fazia o mesmo, seus olhos eram de tristeza e falava. - A bebida ainda continua em pé. - e dava um sorriso. O pessoal do teatro eram os mais desanimados, ninguém exibia a menor reação a não ser o de tristeza.

Alariel se interessava pelo homem que entrava naquela sala e o seu clima intimidador não era só aparência, ele não parecia gostar nenhum pouco da personalidade amigável da Mink e aproximava o seu rosto dela, seu olhar era assustador, ele tinha olhos vermelhos e exibia uma feição de bravo. - Héé?! - Ele bufava e não estava afim de enrolar muito aquilo, pegava seu cigarro e jogava no chão, com seu pé amassava as suas chamas, Troy pegava o cigarro do chão e jogava em uma lixeira do lado. - Erick! - o sargento se aproximava. - Traga alguns lanches para esse pessoal, peça ajuda de alguém da cozinha. - Erick começava a andar para dentro da hospedaria indo em direção a uma porta. O capitão não parava por ali e pedia uma das cadeiras de madeira do local, se colocava com a cadeira virada para trás e sentava nela a frente de Alariel. - Você só sairá daqui hoje batendo em todos os marinheiros ou me contando com detalhes o que aconteceu. Começando, primeiro, quem foram os caras que te bateram? Quem eram os homens que estavam no barco te perseguindo? O show dos músicos começam em cinco horas e parece que irão se atrasar. Então acho melhor você começar a dizer logo. - Ele imitia uma tensão no ar gigantesca e não parecia que Erick demoraria a voltar, os outros seus companheiros estavam aflitos e pareciam com medo do capitão dele cancelar o show por causa da Mink.

O capitão ainda continuava a coçar a cabeça, parecia ser um hábito dele ou um vício, a espada embainhada parecia pesada, após ele sentar, ela parecia puxar o cinto da bainha para baixo e isso podia dar certeza que Troy não sentia aquele peso o incomodar.

Considerações:
 

Aparência de Troy:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alariel
Membro
Membro
Alariel

Créditos : Zero
Warn : First Act - Página 5 10010
Data de inscrição : 01/08/2017

First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 EmptySeg 09 Out 2017, 15:17

O rapaz que carregava uma presença intimidadora era Troy um marinheiro de patente elevada, o sujeito não parecia querer perder seu tempo e intimidava Alariel para que ele contasse tudo que quisesse saber, e até mesmo ameaçava seus companheiros de viagem.

Quando escutasse que nossa bebida estava de pé eu faria carinho no cabelo de Adams e em seguida o bagunçaria, então piscaria para ele tentando fazer parecer uma piada.
-Se você me abraçasse muito forte agora provavelmente me machucaria, então contenha a vontade um pouco mais, e aproposito eu sempre quis fazer isso desde que coloquei os olhos nesse cabelo todo certinho.

Assim que Troy aproximasse seu rosto do meu eu o encararia de volta observando seus olhos profundamente como se quisesse saber tudo sobre ele analisando também sua expressão de raiva, mas eu não me sentiria intimidada com ele ali, eu não pretendo contraria-lo alem do que se eu conseguir com que ele abaixa sua guarda Troy poderá ser um precioso amigo.
"Ele me lembra um pouco a mim mesma, sempre atento e com a guarda levantada, como sera sua natureza por dentro de toda essa intimidação?"
-Gatinha acho que o esquentadinho esta tentando nos assustar, existem coisas bem piores do que uma cara feia.
Então colocaria meu dedo indicador no meio de suas sobrancelhas e mexeria tentando desfazer sua expressão irritada.
-Esquentadinho, não precisa ficar tão bravo eu não pretendo ser uma inimiga para você, não precisa confiar em mim, prefiro provar que mereço sua confiança. Ahh.. E nenhuma garota vai querer sair com você se continuar com essa cara fechada sempre.

Assim que ele me falasse sobre bater nos marinheiros eu sentiria meu sangue ferver e meu olhar mudar perdendo um pouco o controle.
Então analisaria todos os marinheiros como se estivesse considerando essa possibilidade e morderia meus em sinal que realmente estava gostando da ideia, e por fim voltaria meu olhar para Troy, em seguida diria para ele de forma desafiadora.

-Se tem algo que eu amo é ser desafiada, por mais que seja tentador a ideia de acabar com toda essa sua confiança, eu seria idiota se fizesse isso com o meu corpo nesse estado.
Antes que a situação ficasse pior eu me acalmaria observando a situação vendo que eu não seria a unica prejudicada caso fizesse alguma decisão errada, então retomando o controle eu respiraria fundo diria para ele casualmente.
"Espero que Lilith não tenha arruinado tudo."
-É uma história longa, mas irei resumi-la. Em Centaurea dois revolucionários se meterem nos meus negócios e acabaram morrendo, uma mulher que usava um sobretudo vermelho e um chicote e o o outro era um homem atirador.
Nessa hora eu fecharia meus olhos e sacudiria a cabeça, aquelas memorias me incomodavam e só de lembra-las os flashs de seus corpos mortos me dava uma sensação ruim, em seguida eu tentaria me recompor e continuaria a história com um tom de voz triste e decepcionado.
-Então os companheiros deles formaram um grupo de busca para me perseguir,
foi então que eu encontrei a vovó e sua escuna de artistas, e vi ali uma oportunidade para fugir da ilha, então pedi para a vovó se eu podia ir com ela para observar os artista e ela permitiu, então eu conheci Mino.
Eu apontaria para Mino -E o bonitinho ali. Apontaria para Adams. -Então o grupo de busca que estava atras de mim na ilha continuou a me perseguir com um barco, então o povo da escuna tentou me proteger deles sem saber nada sobre mim, então eu acabei nesse estado. Eu ficaria de pé e me viraria para ele mostrando minhas costas aonde levei os golpes. -Basicamente essa é a minha história, a vovó e seus artistas não sabiam de nada apenas me acolheram e protegeram, podiam muito bem ter me jogado ao mar, mas eles são boas pessoas não cancele o show deles por isso, eu sou a pessoa que você quer.

Eu sorriria para Troy amigavelmente, tentando persuadi-lo a liberar o grupo de artistas, então complementaria minha fala.
-O atirador falou algo sobre seu líder Starx se não me engano, mas eu não sei quem é, talvez seja o líder das pessoas que vieram até mim, esse líder usava uma faca e uma bandana, e com ele tinham mais quatro pessoas atras de mim, um homem feio com cicatrizes na cara que usava uma lança e armadura leve, dois gêmeos carecas e um sujeito do cabelo lambido para trás com um bastão de ferro.
Eu faria uma pausa tomando um pouco de ar.
-Acho que era isso que você gostaria de saber, se quiser os detalhes eu os conto sem problemas, mas não sei se você teria tempo para isso.

Em seguida eu fitaria Troy interessada e sorriria levando uma das mãos ao rosto.
-Esquentadinho, agora preciso de sua ajuda, já que você parece alguém importante para a marinha acho que saberia me dizer como faço para entrar no governo mundial.

Objetivos:
 

Histórico:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




First Act - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: First Act   First Act - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
First Act
Voltar ao Topo 
Página 5 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: