One Piece RPG
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Legado Bitencourt Act I
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Faktor Hoje à(s) 20:28

» O vagabundo e o aleijado
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Tensei Hoje à(s) 19:11

» V - Into The Void
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 14:09

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 12:32

» Unbreakable
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 8:23

» O Ronco do Bárbaro
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor West Hoje à(s) 8:11

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 3:18

» [Fiction] — The Legend
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 18:46

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 17:23

» Mini - Serana
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Serana Ontem à(s) 16:42

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 9:37

» [Ficha] Pandora
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Sex 15 Nov - 21:20

» ~ Mudanças Importantes ~
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor DEV.Ryan Sex 15 Nov - 20:45

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Wesker Sex 15 Nov - 19:54

» Apenas UMA Aventura
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Van Sex 15 Nov - 19:00

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Sex 15 Nov - 13:00

» Cap I: Veneno de dois Gume
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor Noelle Sex 15 Nov - 12:12

» Retornando para a aventura
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor rafaeliscorrelis Qui 14 Nov - 20:00

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor TheJoker Qui 14 Nov - 11:44

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov - 15:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Pierce
Revolucionário
Revolucionário


Data de inscrição : 25/07/2017

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyDom 27 Ago - 23:01

Após enrolar o tagarela do vendedor, finalizei meu perseguidor como o porco imundo que ele era e saqueei seu corpo sem o mínimo de respeito, na realidade se não fosse a visão das pessoas ao redor eu teria mijado no corpo dele para mostrar quem manda, mas sob o holofote dos curiosos eu precisava fingir alguma classe.

Um isqueiro e em torno de setenta mil berries foi tudo que encontrei no corpo daquele delinquente, mais dinheiro do que eu tinha no começo do dia e um utensílio para meu fumo e quem sabe talvez, tendências incendiárias.

Parti então em busca de poder de fogo para sobrepujar a puta rainha do bar dos escravocetas betinhas; nem mesmo compreendia o apreço deles por ela, não possui uma gordurinha, pêlo ou dente torto... Tem alguns atrativos aqui ou ali, mas lhe falta o básico. Revirando algumas lixeiras e jardins, consegui o necessário para formar três frascos de veneno concentrado de coceira, infelizmente não consegui explosivos para fazer granadas, mas procurarei melhor depois que pegar algumas recompensas, com o dinheiro correto as pessoas transformam merda em ouro pra você, afinal de contas o cliente ricaço sempre tem razão.

Obviamente durante todo esse tempo minhas escoriações ardiam e incomodavam, isso me deixava cada vez mais puto e com vontade de pegar a salafrária, vigarista, filha de uma vaca leiteira, aquela cadela sardenta da Rosa Morález. Blerrgh... Até mesmo o nome é de uma puta magra de pirata dos blues.

Meus pensamentos então clareavam ao ver alguns dos meus perseguidores a minha frente, em uma tentativa de desviar dele, acabava me enfiando num beco. A brisa se tornava uma ventania, um cantante arauto da tempestade que ameaçava chegar, apesar da tormenta batendo a porta da ilha, os capangas de Rosa se mantinham vigilantes em frente ao bar... Malditos.

- Finalmente você apareceu...


Uma voz falou atrás de mim, havia sido descuidado e permitido ser pego, deveria agir rapidamente e minha mão descia a um fraco de veneno, pronto pra lutar por minha vida. No entanto, o dono da voz saiu calmo das sombras, se vestia de forma diferente do povo do bar e seu jeito de se posicionar não oferecia perigo imediato, parecia que ele queria uma conversa comigo, eu o ouviria com um frasco de veneno numa mão e atento aos meus arredores para o caso de isso ser uma distração.

- Não se preocupe, não estou te caçando assim como os capangas da Morález. Na verdade, estou aqui para te fazer uma proposta. Sou um caçador de recompensas e estou caçando Rosa já faz alguns dias, esperando pelo momento certo para ataca-la. Hoje na taverna, antes do seu showzinho, consegui a informação de que ela irá se reunir com um capanga de um dos chefões do submundo e um revolucionário hoje de madrugada para formar uma aliança que pretende tirar o domínio de Shells Town da Marinha. Será a oportunidade para capturar três procurados de uma só vez e faturar uma boa grana. Estou indo de encontro com meu parceiro, pois ele tem as informações de onde a reunião irá acontecer. Hoje mais cedo eu vi um pouco de suas habilidades e tenho certeza que com sua ajuda será tranquilo de conseguir estragar o encontro desses idiotas. O que me diz, aceita formar uma aliança?


Eu ouvia suas falas, mas não confiava em paçocas.

-Então você não é um dos capangas, até acrredito nisso já que não deu nenhum alarrme, mas caçadorr atrrás da Rrosa querrendo ajuda de alguém que ainda nem tem nome famoso?

Não conseguia pensar motivos para ele me trair e não ter ainda me delatado para os capangas, ao mesmo tempo não conseguia imaginar um desconhecido tendo interesse em dividir recompensa comigo, não podia confiar nele.
Meus olhos se estreitavam junto com a luz do sol que começava a dar passagem a noite, o vento forte uivava causando dor em minhas feridas, com uma breve olhada via que os capangas não mais rodeavam o bar. Ou haviam reentrado no bar, ou haviam partido, não os encontraria facilmente agora sem ajuda... Minha boca se contorcia em desagrado da ideia.

-Uma aliança você diz, mas eu terria que segui-lo a um local que desconheço, me encontrarr com um homem que desconheço, parra então teorricamam trabalharrmos juntos de forrma que eu acrredite que você me darrá minha parrte... Isso está um pouco unilateral demais não? Você disse que querr minhas habilidades parra pegá-los nesse "encontrro", o que posso entenderr é que você querr um arqueirro que possa verr de noite e acerrtarr com um mínimo de precisón, logo você não possui um, ou se possui não é dos melhorres. Farremos assim, trabalharrei com vocês, mas tenho condições... Primeirra, não vou seguí-lo a qualquerr lugarr, esperrarrei no Grand Drrinqs, é um local bem neutrro, o garrçom não permitirrá brrigas lá dentrro e ele parrece bem forrt. Segunda, após você me darr os detalhes farrei minha parrte no serrviço e levarrei os corrpos com você para receberr o pagamento, dividirremos em 60/40, sessenta parra vocês, quarrenta parra mim; uma divisão igualitária com um bônus pra mim já que você não acharrá facilmente um arqueirro com visão noturrna e a marrinha já pagará os valores separrados quando forrmos. E é clarro... Se você me trairr eu te dou um banho de veneno e um tirro no cu... Nada demais... De acorrdo?

Com os olhos fixos no homem a minha frente, manteria a mão direita segurando um frasco de veneno e as pernas arqueadas para uma esquiva.

Caso ele concordasse com meus termos, diria um -Então te vejo depois..., e seguiria pro bar onde adentraria após olhar pela janela se a mulher não estava mais lá. Lá dentro faria mostraria a palma das mãos ao garçom demonstrando que estava ali normalmente e diria -Querro um maço de cigarrôs e uma porrçãozin de queijo com limão.
Acenderia o cigarro com o isqueiro, fumaria e comeria devagar esperando o homem voltar, no entanto cheiraria os cigarros e comida antes, fingiria uma degustação, mas na realidade procuraria veneno.

Caso ele discordasse, diria -Então se virre sem um arqueirro com precisão noturrna, porque vai precisarr...Adieu. E em seguida sairia de ré e me viraria apenas quando fosse sair do beco e da visão do homem, para então ir ao bar fumar e comer uma porção de salame como previamente dito.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Red
Membro
Membro
Red

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 20
Localização : Pão de queijo

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyTer 29 Ago - 20:20

Pierce Von Lesouille



O homem escutava atentamente tudo que o mink tinha para dizer, permanecendo quieto e não demonstrando reação até que houvesse acabado - Parece que sua experiência de mais cedo fez com se tornasse mais cauteloso. Só acho que teremos que discutir a divisão dos lucros, talvez 65/35 seja uma divisão mais justa, mas isso é discussão para depois que terminarmos a captura. Nos veremos mais tarde na Grand Drinqs então. Até. – o homem saia do beco e seguia em silêncio pela rua até virar em uma esquina e desaparecer. Pierce espiava pela janela da taverna para verificar se Rosa e seus capangas não estavam lá, mas o bar estava vazio, com apenas uns três bêbados dormindo sobre as mesas, a tempestade que se aproximava parecia ter espantado até mesmo os clientes do bar. Ele entrava no local e se sentava afastado mais afastado das outras pessoas, e pedia por um maço de cigarros e uma porção de queijo, que eram trazidos sem muita demora, lhe custando um total de B$12.000.

Pierce esperava por alguns minutos, suficientes para que terminasse de fumar seu cigarro e comesse quase toda a porção de queijo. A tempestade já caia com toda sua força, com o barulho da chuva e dos ventos podia ser ouvido mesmo dentro do ambiente quente da taverna, e de vezem quando um pouco do vento frio adentrava pelas frestas das janelas e da porta principal, causando arrepios em todos no local. Um trovão retumbava tão alto que fazia até mesmo o chão tremer, e era após esse trovão que o homem que Pierce espera adentrava na taverna, completamente encharcado, e atrás dele, vinha um humano de estatura baixa, que devia ser mais alto que o próprio mink por pouco, cerca de 15 centímetros, tão encharcado quanto o outro homem. Seus cabelos loiros estavam presos em uma espécie de trança, usava roupas pretas, luvas brancas e um casaco vermelho. Os dois avistavam o roedor e iam a sua direção, se sentando na mesa em que ele se encontrava.

- Oba, adoro queijo! – dizia o baixinho ao se sentar, puxando o prato de queijo para mais perto de si e começando a comer o que restava. O outro homem sentava ao seu lado, ambos de frente para Pierce, pegava um pedaço de queijo e começava a falar com o mink - Antes de mais nada, deixe eu me apresentar corretamente. Eu sou Hayashi e este aqui é o Leon. – ele apontava para o loiro que apenas fazia um sinal de paz e amor com a mão por estar com a boca cheia de queijo - Agora que estamos reunidos e a hora do encontro está se aproximando, então vou recapitular tudo que sabemos para montarmos uma estratégia efetiva de ataque. – ele olhava ao redor, para verificar que ninguém prestava na conversa, e voltava a falar num tom de voz mais baixo - Daqui a uma hora, Rosa Morález, capitã pirata, irá se reunir com Miroslav Burokov, líder revolucionário que propôs uma aliança para derrubar a Marinha na ilha. Eles irão se encontrar com Lamar Quintton, ele é comandante do bando de um líder do submundo e um os principais traficantes dos Blues. Ele será nossa maior preocupação, já que tem praticamente um exército à sua disposição, além do fato de que é extremamente forte. Se apenas nós conseguimos descobrir sobre a reunião, temos que presumir que a Marinha também deve ter descoberto e irá tomar uma providência. – ele parava de falar e cutucava Leon, que se surpreendia, mas parecia entender o motivo do cutucão e soltava o prato que agora tinha apenas um pedaço de queijo, que era pego por Hayashi - O lugar do encontro será em um armazém abandonado no porto oeste da ilha, onde o navio do Quintton tá escondido. Tentei ir lá antes de vir para cá, mas os capangas dos três cabeças já estavam fazendo ronda, o lugar está repleto de homens armados até os dentes, não faço ideia de como iremos entrar no armazém. Alguém tem alguma ideia? Aliás, qual é seu nome mesmo? – ele indagava ao roedor enquanto seu parceiro colocava três cartazes em cima da mesa, pertencentes aos cabeças da reunião. Por coincidência do destino, o homem do cartaz que o mink havia pegado no quartel iria participar da reunião junto de Rosa, que ele havia encontrado ali mesmo no Grand Drinqs. Mas a maior coincidência era o terceiro cabeça. O dono do cartaz era o homem em qual Pierce havia esbarrado ao sair da loja de armas. Seu nome, como já havia sido informado por seus aliados, era Lamar Quintton, e possuía uma recompensa de B$16.000.000, o que era extremamente alta para os Blues. Com tudo que havia sido lhe contado, o aspirante a caçador de recompensas percebia que estava se metendo em uma encrenca bastante perigosa, mas que seria extremamente recompensadora caso ele conseguisse supera-la. Será que ele estava preparado para o que estava por vir?

Leon:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Red em Ter 29 Ago - 20:26, editado 2 vez(es) (Razão : cor das falas tava bugada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyQua 30 Ago - 14:22

Com o cigarro queimando entre meus dedos, tragava sua fumaça de forma vagarosa enquanto comia o queijo ao som da chuva, não demorou tanto quanto esperava para que minha companhia chegasse, o homem e seu companheiro chegavam ensopados pela chuva e o menorzinho deles já chegava puxando o prato de queijo pra si.

- Oba, adoro queijo.

Eu olhava fixamente tentando entender a folga que o homem tinha, mas preferi não dar muita atenção, além do mais a porção já estava no fim mesmo.

- Antes de mais nada, deixe eu me apresentar corretamente. Eu sou Hayashi e este aqui é o Leon. Agora que estamos reunidos e a hora do encontro está se aproximando, então vou recapitular tudo que sabemos para montarmos uma estratégia efetiva de ataque.

Hayashi prestava atenção ao seu redor para ver se ninguém prestava atenção na conversa, algo que eu também fazia.

- Daqui a uma hora, Rosa Morález, capitã pirata, irá se reunir com Miroslav Burokov, líder revolucionário que propôs uma aliança para derrubar a Marinha na ilha. Eles irão se encontrar com Lamar Quintton, ele é comandante do bando de um líder do submundo e um os principais traficantes dos Blues. Ele será nossa maior preocupação, já que tem praticamente um exército à sua disposição, além do fato de que é extremamente forte. Se apenas nós conseguimos descobrir sobre a reunião, temos que presumir que a Marinha também deve ter descoberto e irá tomar uma providência.


-Humph... Isso se já não tomarram... E quase semprre a prresença deles vai darr merrda parra nós... O ideal serria acabarmos com isso sem ajuda e antes deles se meterrem.

Hayashi cutucva Leon que se esbaldava em queijo e esse então começava a falar.

- O lugar do encontro será em um armazém abandonado no porto oeste da ilha, onde o navio do Quintton tá escondido. Tentei ir lá antes de vir para cá, mas os capangas dos três cabeças já estavam fazendo ronda, o lugar está repleto de homens armados até os dentes, não faço ideia de como iremos entrar no armazém. Alguém tem alguma ideia? Aliás, qual é seu nome mesmo?

Os cartazes dos três eram postos na mesa e por coincidência, os outros dois que eu desconhecia eram o meu outro cartaz e o homem com o qual esbarrei comprando armas.

-Me chamo Pierrce... Mas enquanto me pagarr pode até me chamarr de mama conchita que eu não ligo... Creio que rrato deve tornarr mais fácil de lembrarr, nom? Enfim... Entrarr no armazém nom é o prroblema... Em grrupos de bandidos como estes há uma hierrarqia igual a de uma matilha, o mais forrte é líderr, então se entrarrmos lá fazendo barrulho, terremos que lidarr com o carras mais perrigosos sem o fatorr surrpresa... Contudo, este aqui eu encontrrei hoje, numa loja de arrmas, talvez se a gente forçarr a barra com o vendedor ele nos diga algo produtivo. Porrém sem mais nenhuma novidade ao caso, estamos em prroblemas, com mais tempo eu poderria mandar tudo pelos arres, mas sem este fica difícil, precisamos reunirr informaçóm e porr enquanto a loja de arrmas é a única opção que temos... Felizmente eu tenho um sorrinho da verrdade comigo, o que acham?

Eu ouviria o que tivessem a dizer e caso concordassem em ir a loja de armas de antes, os guiaria até a mesma em busca de ver se o vendedor de antes estaria por lá ou se teríamos pistas de aonde estaria e caso o visse apontaria ele com a cabeça para hayashi e diria:

-É aquele ali mesmo...

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyougin
Narrador
Narrador
Kyougin

Créditos : 8
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 25

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyQua 30 Ago - 21:00

"Vais encontrar o mundo." - era a frase que açoitava minha mente à medida que cada gota atingia meu peludo corpo.

Àquele dia estava mais absorto que nunca em meus mórbidos pensamentos. De costume não era assim, mas toda vez que se misturava meu passado e um temporal como aquele era de certeza me vir um medo. Na verdade poucos sabiam; partindo do princípio de estar naquela ilha quase como um desconhecido a algum tempo. Passam-se os dias e até mesmo eu esqueço o emaranhado em que estou. Não havia a priori maior necessidade de se envolver com as pessoas da cidade.

Caminharia a passos largos na direção da Taverna se a pudesse encontrar em meio a tempestade. Havia um silêncio não proposital em meu caminhar. Era como uma quebreira que amolentava meus desejos, traduzindo saudades de um passado que jamais tivera. Sem porquês, o querer de meus pais latejava em meu seio e transportava para um espaço há muito perdido. Procurava em zumbidos impossíveis algo que recordasse o tempo em que repousava calma cabeça.

Se chegasse na Taverna sentaria, observaria - comedido - o espaço e então esperaria ser atendido. Não alcançando o local, procuraria um remanso daquele momento e esperaria a chuva cair. Quando despertei e senti o bafo do dia talvez já imaginasse que seria assim, mas não podia supor que de repente seria acometido de tudo aquilo. Havia acordado com os planos de começar sua vingança pessoal aos Piratas. Procuraria um equipamento se fosse possível, mas aos seus olhos seria inviável àquela altura. Esperaria! Esperaria em minha camiseta cerrada de opaco marrom, bermuda de negritude e olhos no teto, seja lá o teto da natureza ou de algum baluarte baço.

Histórico:
 
Objetivos:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Falas - | "Pensamentos"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

DADOS MEMORÁVEIS:
 

Aventuras:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Red
Membro
Membro
Red

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 20
Localização : Pão de queijo

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyQui 31 Ago - 1:51

Pierce Von Lesouille



- Eu acho que você fala engraçado – o baixinho respondia a pergunta de Pierce, mesmo que não fosse a nenhuma das repostas que o roedor esperava - E rato é muito sem graça. Vou te chamar de dentuço. – ele completava e logo após apoiava os pés em cima da mesa, colocando as mãos na parte de trás da cabeça, assumindo uma pose completamente relaxada e desleixada. Hayashi soltava um longo suspiro enquanto levava a mão até a testa, balançando a cabeça negativamente durante o processo. Mesmo parecendo conhecer bastante bem o loiro, ele parecia não acreditar na atitude infantil dele, era quase como se estivesse com vergonha. Ele colocava a mão sobre os cartazes e parava para refletir, passando o olho de cartaz em cartaz várias vezes. Por fim ele dava mais um suspiro e quebrava o silêncio que permanecera por alguns segundos.

- Não tem a mínima chance da loja de armas estar aberta a essa hora e com essa tempestade. Além do mais, não acho que ele teria alguma coisa importante para nos falar, provavelmente o Quintton estava apenas verificando o nível da concorrência. Sobre a ideia de bater de frente com a segurança e invadir o lugar... – ele parava e dava uma breve coçada na cabeça, ou melhor, no capacete, voltando a falar logo em seguida - Pode até funcionar, mas nenhum de nós é exatamente alguém que fica na linha de frente sem medo de tomar danos. A menos que por algum milagre uma montanha de músculos entre por aquela porta, não vejo como isso pode funcionar. – o homem terminava de falar e cruzava os braços, olhando frustrado para o teto. O som da porta as abrindo podia ser ouvido, acompanhado de um forte vento frio que adentrava na taverna, fazendo os pelos do mink se arrepiarem. Leon estava de frente para a porta e sorriu, cutucando Hayashi para que este voltasse sua atenção para onde ele olhava. O mascarado arregalava os olhos ao ver o motivo por qual o loiro sorria, parecia não acreditar no que estava vendo - Tá brincando... – ele dizia perplexo - Acho que você falou cedo demais, Huhuhuhuhu – respondia Leon. Pierce se virava para ver do que se tratava toda aquela cena, e não podia deixar de também se surpreender com o que via.

Keroi Oino



Keroi caminhava sem rumo por Shells Town, apenas uma frase preenchia seus pensamentos. As gotas de chuva provindas da tempestade e o forte vento castigavam seu grande corpo peludo, mesmo alguém como o ursídeo não estava imune à natureza. Para se proteger, o mink procurava em a chuva por uma taverna,um lugar onde poderia esperar até que o temporal tivesse um fim, e avistava uma ao final da rua, caminhando silenciosamente até ela. Ele simplesmente adentrava no local sem nenhuma cerimônia, a água escorrendo de seus grossos pelos e caindo no chão até então seco do estabelecimento. Ele se sentava e observava o local, um ambiente simples, decorado com algumas esculturas de madeira e peles de animais. Haviam apenas oito pessoas na taverna, três bêbados que dormiam debruçados cada um em sua própria mesa, um anão gorducho atrás do balcão e um homem mais alto que parecia ser o garçom, além de um grupo intrigante composto por dois humanos, um baixo e loiro, e outro alto e que usava um capacete e uma máscara, e também por um mink rato baixinho que se vestia de forma estranhamente similar. Eles alternavam olhares para o urso e entre si, e Keroi conseguia ver a boca do loirinho formando a frase “Quem vai lá falar com ele”. Ele era obrigado a desviar a atenção do grupo quando o garçom aparecia ao seu lado, dizendo as palavras “Em que posso lhe ajudar?”.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyougin
Narrador
Narrador
Kyougin

Créditos : 8
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 25

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptySex 1 Set - 16:28

Só Vai Doer Até Você Morrer
Av. 01


Reconhecia praticamente ninguém naquele estabelecimento. Sentado, compreendendo o pouco que conseguia fazer de leitura labial àquela penumbra, procurava se aquecer. O vento era gelado, mas minha densa camada de pelos parecia suficiente. Começava a acalmar, mas ainda incomodado. Viver de incertezas deveras seria a pior forma de se viver!

"Será que meus pais ainda vivem?!", era uma delas. Aquilo poderia me consumir por dentro, mas minha personalidade se esforçava para não se alterar sob aquelas condições. Precisava superar aquela situação, aliás. Não poderia viver um em falso no passado.

A surdez tinha pequena parcela de culpa nisso, mas ela sempre fez parte da minha vida, embora eu só tenha tomado real conhecimento dela na adolescência. Desconfiar sempre desconfiei e neguei também, pois apenas quem vive essa sensação pode explicar o processo de aceitação. É complicado, até chegar naquele ponto em que se torna impossível continuar vivendo como se nada estivesse acontecendo.

Devo confessar que algumas das pessoas que sabem olham como se estivessem procurando algo errado em mim, como se eu não pudesse ser bem resolvido quanto a esse assunto. Aquilo é complexo; é como se a surdez fosse um fato insuperável na vida de uma pessoa, principalmente para mim que sou surdo oralizado! Inclusive, sempre se senti um gênio na Leitura Labial e como naquela situação, talvez conseguisse entender com exatidão o que era dito na minha direção mesmo que não escutasse o que falavam. Sendo assim, atento ao moço, responderia:

- Que bebida vocês tem aqui? Quanto é sua caixa de cigarros?! - interrompendo, sabia que não eram seus preferidos, mas certamente era o que encontraria ali.

Olharia por cima do moço, fitando mais uma vez todo o estabelecimento e continuaria:

- Aliás, podemos fumar aqui dentro? - pararia por um período longo e esperaria se o garçom fosse capaz de responder seus questionamentos.

Era verdade que na maioria dos lugares mofinos da cidade era praticamente tudo perdido, mas não me sentia obrigado a ser rude e deixar de cumprir o papel mínimo de sociabilidade. Apesar de tudo, tive uma educação bem padronizada e aquelas lições de ética sempre sondavam minhas atitudes. Sentia por vezes que precisava de algo para libertar tantas amarras, ser mais espontâneo e quem sabe, sanguinário. Precisaria de algo pra se divertir e isso procuraria ali porque há muito sequer saia para caminhar.

"Por que, aliás, decidi sair pra andar em um dia tão chuvoso?" - eram muitas dúvidas em sua cabeça, mas não havia tempo para seguir se indagando desnecessariamente.

Se no cardápio existisse alguma bebida que me agradasse, pediria:

- Eu quero um conhaque. Esse de vocês é envelhecido? Esses são fortes pra caramba. Eu quero! - conhecia pouco sobre essas bebidas, mas pelo que já poderia ter lido sabia que eram fortes. Se forem fortes, arriscar-se-ia.

Antes que o garçom pudesse ir embora, perguntaria quase sussurrando:

- O que aqueles rapazes estão fazendo? Eles não param de olhar na minha direção! - pausaria, olharia novamente na direção deles e concluiria: - Na verdade não estou procurando briga, nem estou incomodado. É apenas curiosidade mesmo.

Falado isso, passaria a pata onde ainda estivesse muito encharcado e tentaria limpar sua roupa se estivesse suja. Observaria os movimentos das pessoas que estavam ali e tentaria gravar as informações, repetições, rastros! Não se preocuparia com os bêbados praticamente em estado de coma, mas ficaria de olho nesses porque pessoas embriagadas são completamente loucas.

Naquela posição, ficaria absorto em meus pensamentos enquanto meus pedidos eram entregues. Procuraria uma mesa mais distante do grupo de homens conversando e que, vez ou outra, encaravam. Mudaria de posição e sentaria nessa nova mesa. Não os fitaria diretamente, mas aproveitaria a distância para compreender melhor o que diziam um ao outro, afinal a qualidade que mais admirava era minha capacidade de leitura. Não faria movimentos, mas também não agiria estranho. Era um civil quase normal não fosse meu tamanho e aparência.



Histórico e Objetivos:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Falas - | "Pensamentos"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

DADOS MEMORÁVEIS:
 

Aventuras:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptySex 8 Set - 23:51

O menor dos homens decidiu me chamar de dentuço e o outro não gostou da ideia de ir olhar a loja, a motivação dele não gostar pareceu boa o bastante para que eu não questionasse. Porém meu parceiro mascarado deu a ideia de usarmos algum fortão. Por coincidência um enorme urso adentrava o bar nesse momento e os dois humanos ficavam fitando o mesmo que parecia só querer se aquecer.

Esperaria um pouco e caso os outros dois não tomassem a dianteira, diria:

-Aiai, sou o menorr da mesa, mas parrece que eu tenho as maiorres bolas...

Me levantaria e iria em direção ao urso, uma vez perto dele diria:

-Ei você, estamos a procurra de um carra forrte como você para um serrvicinho... Se precisarr de uma grraninha venha beberr com a gente um pouco...

Depois voltaria a minha mesa e com um aceno e uma fala num tom discreto, pediria ao garçom um vinho.
Histórico:
 
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Red
Membro
Membro
Red

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 20
Localização : Pão de queijo

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptySeg 11 Set - 21:02

Pierce Von Lesouille & Keroi Oino



O mink urso respondia o garçom perguntando quais as bebidas que eram servidas no local e quanto custava um caixa de cigarros, com a boca do garçom formando “Dez mil berries” em resposta. Quanto às bebidas, ele entregava para o urso um cardápio, que continha todo tipo de bebida, fermentadas e destiladas, além de seus preços. Enquanto analisava o cardápio ele indagava se era permitido fumar dentro da taverna, e o garçom apenas balançava a cabeça positivamente em resposta. Ele finalmente achava o que procurava no cardápio, e pedia uma garrafa de conhaque, perguntando sobre o grupo antes que o garçom fosse buscar seu pedido. “O rato chegou já faz um tempinho, pediu um maço de cigarros e uma porção de queijo e ficou quieto fumando e comendo” Keroi lia os lábios do homem enquanto ele falava “Os outros dois chegaram à pouco tempo, se sentaram junto dele e começaram a conversar sobre recompensas ou algo do tipo, devem ser caçadores de recompensa” ele então finalmente saia em busca do pedido do urso, enquanto ele novamente percebia os olhares dos homens em sua direção.

Enquanto isso, Pierce esperava um pouco para que um dos homens tomasse iniciativa, mas com a falta desta, ele provocava os dois e levantava da mesa em direção ao ursídeo, ao mesmo tempo em que o garçom de mais cedo saía de perto da mesa. O roedor se aproximava do urso que passava a pata pelo corpo para limpar as gotas de chuva que ainda estavam em seu grosso pelo, e falava para ele que sobre um serviço para faturar uma grana, partindo de volta a sua própria mesa deixando um confuso Keroi para trás. Ele não havia conseguido entender direito o que o rato falara devido ao sotaque dele, apenas tinha pegado a parte sobre conseguir grana e se sentar junto aos homens para beber, mas o começo da frase tinha confuso, algo sobre um carro forte. Neste meio tempo, o garçom voltava com a garrafa de conhaque e o maço de cigarros, colocando-os à frente do urso, na mesa. Ele anunciava o preço de tudo, dizendo que custaria “Quatorze mil”, e saia em direção da mesa do rato e dos outros dois homens para atender um pedido. Os humanos constantemente trocavam olhares entre o rato e o urso, como se esperassem por algo vindo dos dois, mas o rato apenas ficava quieto esperando seu pedido chegar. Como a situação se desenrolaria?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyougin
Narrador
Narrador
Kyougin

Créditos : 8
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 25

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyQui 14 Set - 2:56

Só Vai Doer Até Você Morrer
Av. 01



Depois que o garçom se afastou guardaria o primeiro valor que ele havia dito. Verificaria se estava com todo meu dinheiro e só então relaxaria. Logo que mudei de posição um dos homens sentados decide se aproximar. Era o rato. Fiquei tenso, mas não preocupado porque agora podia perceber que ele era muito menor que eu; inclusive mesmo eu estando sentado! Aquela situação fez com que esquecesse quase instantaneamente os maus pensamentos que estava tendo quando acordei. Precisava de toda ou maior parte de minha atenção ali.

O primeiro contato com o Mink foi estranho e não pude compreender o todo, contudo ele me falou sobre dinheiro, em sentarem juntos e sobre um carro forte. Certamente era completamente louco quando em uma mesma frase pensar em conseguir dinheiro através dos carros fortes. Estava mais interessado em entender que fim levaria aquilo do que no que soava ser um assalto.

Obviamente também acharia extremamente suspeita aquela aproximação devido o lugar em que estavam e na ocasião que se encontravam, mas relaxaria mesmo que de modo maquilado. Sendo assim, responderia:

- Se tem dinheiro no meio tenho interesse. Vou apenas esperar meu pedido chegar e me aproximarei. - ainda estava sem entender o motivo que tive dificuldades na leitura labial, entretanto minha maior preocupação era de seguir atento e preparado para caso precisasse usar de força.

Voltando com meu pedido, gravaria novamente o valor da compra que o garçom mencionava. Aproximaria o maço do corpo o deixaria onde pudesse ver. Ainda não guardaria consigo porque seguia úmido e não arriscaria molhar um item tão importante. Era viciado! Na verdade se tornei depois de algum tempo. De fato algumas pessoas acabam se entregando a sensações confortáveis (na maioria artificial) para superar certos fatos da vida e eu havia sido um desses!

Segurando a garrafa firmemente para que não escorregasse, levantar-se-ia e caminharia na direção do grupo. Assim que chegasse falaria:

- Olá. Eu sou Keroi, qual o nome de vocês? - procuraria onde se sentar e então continuaria: - O que vocês estão pensando em fazer?!... Que história é essa de carro forte?! Vocês devem estar loucos, mas parece revigoran... - cessaria a palavra se sentindo estranho por usar aqueles termos. Às vezes parecia soar muito formal. Como poderia consertar aquilo? De certa forma aquela maneira de viver, de se portar sempre o remetia lembranças à época que morava no pseudo-orfanato; prisão se for usar os termos mais corretos.

Inclusive, talvez algo não parecesse estranho naquele rato. Talvez fosse engano da minha própria cabeça! Em uma cidade como aquela não fazia sentido conhecer alguém, afinal jamais se importara de interagir com as pessoas nos poucos anos que morava em Shells Town.

- Não parece nada de mais! - continuaria concluindo a frase.

Pausaria alguns segundos, esperaria resposta e se essa não necessitasse de tréplica ofereceria a bebida, dizendo:

- Vocês querem beber um pouco? Sei que jamais tomaria essa garrafa só. Aliás, já que estou sozinho e vocês me convidaram, que tal fazermos um brinde? - sentir-se-ia mais relaxado agora. Caso não houvesse copos suficientes se viraria ao garçom e falaria: - Poderia trazer alguns copos para a gente?... - solicitaria. - Obrigado! - agradeceria quando tudo estivesse pronto!

Se por acaso os rapazes lhe indicassem algo que precisasse de resposta, pensaria melhor no que falar e só depois de algum tempo decidiria oferecer a bebida, contudo já de pronto tomaria um gole para provar o sabor de licor como dizem possuir.



Histórico e Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Falas - | "Pensamentos"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

DADOS MEMORÁVEIS:
 

Aventuras:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptySeg 18 Set - 23:05

Sentado em minha mesa finalmente, encheria meu copo de vinho e esperaria a vinda do urso, em seguida diria:

-O plano é de vocês, convençam o grandão... Já fiz o serviço de trazê-lo aqui...


Eu beberia enquanto ouço a conversa calmamente, degustando das palavras e do vinho barato. No fim da explicação viraria para o urso e diria:

-E então topa ou non topa? Aproveite para dialogarr enquanto tomo meu pinard.

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 EmptyTer 19 Set - 17:28

A participação do player Kyougin nessa aventura está encerrada a pedido do mesmo.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)   Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer) - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Le Petit Souille Pt1(Só vai doer até você morrer)
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: