One Piece RPG
II - Selecção Natural - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bellamy Navarro
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:27

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:05

» (Mini) Gyatho
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:02

» (MEP) Gyatho
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:53

» [M.E.P]Tenzin
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:43

» Mini - DanJo
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:42

» [Extra] — Elicia's Diary
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 00:27

» M.E.P DanJo
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:27

» Mini Aventura - No Mercy
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:20

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:15

» Retornando para a aventura
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:13

» Começo
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:12

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:38

» Aaron DeWitt
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 20:55

» Apenas UMA Aventura
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor Mirutsu Ontem à(s) 19:08

» [M.E.P] Ichizu
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:38

» [MINI-Ichizu] O Aprendiz de ferreiro
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:37

» Cap I: Veneno de dois Gume
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor Noelle Ontem à(s) 13:02

» mini-aventura
II - Selecção Natural - Página 6 Emptypor guatemaia Ontem à(s) 09:55



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 II - Selecção Natural

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial


Data de inscrição : 10/08/2015

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyQua 06 Dez 2017, 18:58





Kiss From A Rose



......Roxanne também não estava bem, não só pelo facto de estar ferida mas também por ter participado de uma grande batalha q liderou a morte de muitos. O facto de saber que ela era contra toda aquela matança me fazia pensar sobre o que ela estaria pensando sobre mim, me comparando a quando nos conhecemos, mesmo só tendo revelado um pouco sobre o real eu.
......Infelizmente não tive coragem para tentar reconfortar ela, eu poderia ter evitado a morte de todos os marinheiros se não tivesse tão preocupada em ficar descontrolada e sedenta devido às alucinações, se eu tivesse pensado com mais calma eu teria conseguido revelar o disfarce de Bragnis com o menor número de aliados abatidos. Ajudei ela com os ferimentos dela, mesmo que não tivesse experiência na área fiz o meu melhor para parar o sangramento.
......Tivemos que correr até a saída do submarino e o curativo não foi o ideal, mas certamente iria dar para o gasto por algum tempo. Saltamos para o navio mais Roxanne não foi tão bem sucedida, ficando para trás em cima do submarino.
“Droga! E agora?”
......- Deixe ela para trás. – disse Samael já no convés.
“Não posso abandonar ela!”
......-Se você for rápida a derrotar eles ela ficará bem. – argumentou Samael calmamente.
......- Roxanne! Fique aí! Vamos parar o navio e já voltamos para te pegar!– diria para ela.
......Rapidamente subiria para o convés, para subir a corda eu elevaria o máximo com o braço esquerdo e segurar-me-ia à corda com a boca e repetiria o processo até ao topo. Assim que chegasse ao topo verificaria se o caminho estava livre e, se assim o fosse, agarrar-me-ia à madeira e subiria para o convés.
......Quando subisse no navio ficaria preparada para defender de qualquer ataque. Para me defender de chutes baixos eu tentaria pular para cima da pessoa e enfiar a minha ninjaken em seu ombro e empurrando ela para o chão; para o caso de chutes médios ou altos eu rapidamente me abaixaria e então me jogaria na outra perna para que ela caísse, tentaria não ficar por baixo da pessoa; Para socos eu me esquivaria para baixo em arco para o lado oposto do soco, no caso de socos frontais eu esquivaria para baixo em forma de arco mas para a direita e então eu perfuraria a coxa do pirata, e se fossem socos verticais eu daria um salto para a minha direita e tentaria realizar um corte horizontal no torso do agressor; Para ataques cortantes ou de impacto, eu usaria o seguinte padrão de defesa: contra golpes horizontais direcionados acima do pescoço eu rolaria para a frente e então tentaria enfiar a minha ninjaken no fígado do pirata, para golpes de estocada eu esquivar-me-ia para a esquerda e então tentaria enfiar a ninjaken no antebraço da pessoa; contra golpes horizontais direcionados abaixo do pescoço e acima da cintura eu daria um salto para trás de modo a evitar receber o golpe; se fossem golpes horizontais focados às minhas pernas eu saltaria o mais alto possível para cima da pessoa e enfiaria a minha ninjaken no seu ombro e então e encostaria a minha ninjaken no seu pescoço e faria um pequeno corte como aviso, se ele tentasse alguma gracinha rapidamente usaria o cabo da ninjaken para bater no nariz dele.
......Se tentassem disparar com armas de fogo contra mim procuraria um abrigo e saltaria para lá e esperaria que descarregassem o pente para poder partir para cima. Usaria a minha aceleração para chegar o mais rápido possível dele e então tentaria realizar um golpe diagonal ascendente da direita para a esquerda focando a barriga mas sem ser muito profundo e imediatamente um corte profundo no joelho direito, aproveitaria para usar o pirata como refém para fazer o outro pirata desistir. Eu tinha que ter ser rápida em derrota-los mas eles tinham que ficar vivos segundo Platão.
......Se tentassem lançar projéteis contra mim, usaria a técnica “Dance Of Knives” e então utilizaria a minha aceleração para correr na direção do pirata mais próximo e tentaria realizar um golpe horizontal da esquerda para a direita em suas pernas o mais profundo possível.
......Se quando eu subisse no navio conseguisse pegar algum pirata desprevenido, enfiaria a minha ninjaken no centro da espinal medula bem acima da cintura, dessa forma apenas as pernas parariam de funcionar e não o levaria à morte, não por enquanto.
Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 25
Sangue: (03/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz no olho esquerdo
Perdas: Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis - Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar) - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso;
Objetivos:
 
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyQua 06 Dez 2017, 23:29



- Roxanne! Fique aí! Vamos parar o navio e já voltamos para te pegar!–

- Aye! – A resposta cansada era firmada com um aceno de cabeça.

Não era fácil subir por uma rede de cordas usando apenas uma mão e os dentes, mas por ser uma Mink e ter seus dentes naturalmente mais afiados e fortes, Skyller foi capaz. Claro que não sem precisar fazer um enorme esforço e sentir gosto de sangue em sua boca saídos de sua gengiva que latejavam com o esforço.

Chegando ao topo ela não avistou Platão de imediato, mas podia ver onde os piratas estavam buscando proteção. Optando por entrar mesmo assim, ela pousou no convés e logo dois tiros foram disparados contra si, vindos de dois ângulos diferentes, mas da mesma direção. Ela foi forçada a saltar por cima do canhão logo a sua direita. Tomou um tiro de raspão na lateral da nádega esquerda.

Tanto o capitão quanto o careca pararam de disparar e Skyller tentou avançar, mas recuou após levar mais um tiro de raspão, dessa vez em cima do olho, na sobrancelha. Agora suas cicatrizes em volta do olho seriam simétricas. O sangue do ferimento escorria e cobria sua visão a cegando momentaneamente de um lado.

- Cadê a vantagem que vocês estavam falando? Rendam-se e posso atestar que nos ajudaram para que tenham sentenças reduzidas.

- Haha é essa cadela caindo aos pedaços que te da essa confiança toda?

- Bom, ela está viva, seus homens não. Se insistirem nisso em breve não estarão também.

- FILHO DA PUTA!! VOU TE MATAR SEU CACHORRO DA MARINHA!!! Gritava o capitão de repente.

E assim mais uma rodada de tiros era trocada, e mais uma vez Platão falhava em negociar a rendição. Parecia que ele não era muito bom nisso...


Skyller ainda não conseguia avistar Platão, mas pelo som de sua voz e o posicionamento de todos ali, assim como os tiros, poderia inferir onde o homem estava.


Conves:
 
off:
 

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial
Skÿller

Créditos : 10
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptySeg 11 Dez 2017, 19:51





Kiss From A Rose



...... A subida tinha sido difícil e dolorosa, com o braço direito incapacitado eu tinha minhas opções limitadas pela metade. Assim que subi para o convés tive o azar de tomar alguns tiros de raspão.
- Haha é essa cadela caindo aos pedaços que te da essa confiança toda? – disse um dos piratas
- IIIIH! Chamou de cadela. Vai deixar? – disse Samael troçando.
“Você não é muito diferente do Tenebris sabia?”
- Pensa em mim como 3 em 1. – disse cheio de si.
As negociações de Platão estavam obviamente correndo mal, tínhamos que parar logo o navio ou Roxanne ficaria para trás. Passei meu braço pela minha sobrancelha para limpar o sangue enquanto eu pensava em alguma forma de conseguir derrotar os piratas sem mais ninguém morrer.
- Seus homens tiveram duas opções. Decidiram a mais difícil. – diria para os piratas – Vocês preferem morrer e deixar a memória deles morrer ou preferem ficar vivos? Nenhuma morte é em vão se pelo menos uma pessoa viver para contar a história. – diria com um tom profundo, afinal eu era a portadora da memória do meu clã.
- Se vocês são piratas do East Blue devem ter ouvido falar nos Van Der Veen. Minks bárbaros sedentos que bebiam o sangue dos seus oponentes. – diria caso tentassem resistir à minha tentativa anterior de os convencer a desistir – Um dia, do nada, o East Blue parou de ouvir novidades sobre o clã, era como se ele tivesse desaparecido. Bem, senhores, eu sou o que resta dele. O East pode não se lembrar muito dele, mas eu lhes garanto que eu faço questão de mostrar a todos o que o meu clã era.
- A marca do clã é uma cicatriz em forma de rosa. – diria se eles reconhecessem o clã mas duvidassem sobre a minha identidade – Eu tenho essa marca e posso mostrar-vos, mas para isso devem abaixar as armas.– quando abaixassem as armas eu mostraria a cicatriz brevemente para eles.
- Bem, se escolherem se entregar um de vocês deve atirar a arma ao mar e o outro parar o navio para pegarmos a sobrevivente que ficou lá em baixo. – diria se aceitassem a desistência.
- Manter a memória dos vossos companheiros viva e ter sentença reduzida para que possam voltar a ter as vossas vidas mais tarde ou continuar a negar e ter que lutar até a morte. – diria caso continuassem a resistir – Pensem bem, mesmo que ganhem esta luta… Vocês são apenas dois piratas num navio de bandeira preta se dirigindo para Logue Town. Vários dos navios que estavam indo até Logue Town já foram intercetados e destruídos, se chegarem em Logue apenas restará para vocês a morte sem questionamentos. A maioria dos marinheiros têm um certo ódio por criminosos.
Se eles desistissem e fizessem o que mandamos, me levantaria lentamente e guardaria a minha ninjaken. Então ficaria de olho do pirata que ficou com a arma e mandaria o outro ajudar Roxanne a subir, porém, se em algum momento existisse algum mau comportamento por parte dos piratas rapidamente sacaria a minha ninjaken e relembraria o acordo. Deixaria o resto das cortesias nas mãos de Platão até a chegada em Logue.
Obviamente poderiam recusar a desistência, então a única opção seria lutar. – Senhor, ainda tem o escudo? – diria propositalmente alto para que os 3 ouvissem e sentissem o meu ar confiante – Saia da sua cobertura com o escudo virado para a frente do navio pelo lado esquerdo e avance com tudo. Vai ter um porquinho bem na sua frente.
Eu não conseguia ver o Sargento, mas eu sabia que ele não estava atrás de mim e nem atrás dos piratas, então ele deveria estar próximo de mim. Se ele fizesse como o sugerido, eu imediatamente correria atrás dele e o usaria como cobertura até chegar ao primeiro pirata ao qual aplicaria um golpe diagonal ascendente da esquerda para a direita focando as mãos dele ou então a mão que estaria segurando a arma. Se não fosse necessário atacar o primeiro pirata eu faria isso com o segundo.
Se conseguisse desarmar o primeiro pirata colocaria a minha ninjaken perto da sua cabeça e diria – Deite a sua arma ao mar ou matarei seu companheiro. – se ele não demorasse para reagir cortaria a orelha dele – Se amigo tá sofrende, escolha rápido.


Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 26
Sangue: (04/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz em baixo do olho esquerdo; Cicatriz na sobrancelha esquerda; Cicatriz na bunda.
Perdas: Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis - Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar) - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso;
Objetivos:
 
Spoiler:
 

____________________________________________________


~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptySex 15 Dez 2017, 01:14

Ao ver que as habilidades de negociação de Platão eram ainda piores do que as suas, Skyller se viu forçada a tentar ser a diplomata da dupla. Mesmo sem saber ela usava a antiga estratégia do “pau e da cenoura” onde uma hora oferecia benefícios e outra hora os ameaçava, ela tentava fazer com que os dois piratas se rendessem. Talvez a menina tivesse um dom natural para essas coisas, mas como sua criação foi focada em morte e assassinatos, ela só agora começava a descobrir isso.

- Seus homens tiveram duas opções. Decidiram a mais difícil. Vocês preferem morrer e deixar a memória deles morrer ou preferem ficar vivos? Nenhuma morte é em vão se pelo menos uma pessoa viver para contar a história.

- Não dê ouvidos a ela Capitão. Nós vamos sair dessa! –
O Careca era o homem que melhor conhecia seu capitão e sabia muito bem de suas inclinações.

- Se vocês são piratas do East Blue devem ter ouvido falar nos Van Der Veen. Minks bárbaros sedentos que bebiam o sangue dos seus oponentes. Um dia, do nada, o East Blue parou de ouvir novidades sobre o clã, era como se ele tivesse desaparecido. Bem, senhores, eu sou o que resta dele. O East pode não se lembrar muito dele, mas eu lhes garanto que eu faço questão de mostrar a todos o que o meu clã era.

- É FÁCIL CLAMAR SER UMA DELES. DIFICIL É PROVAR! NÃO SE DEIXE ENGANAR MEU SENHOR!!

E foi aí que o destino dos piratas foi selado. Assim que a menina mostrou sua marca e insistiu mais um pouco, o capitão Morgan perguntou – E-em quanto tempo minha sentença seria reduzida.

- Isso depende de quanto vai nos ajudar. Se a ajuda for grande o suficiente pode ser que não fique encarcerado nem por três anos!


- Como você garante isso?

- Sou um sargento e em breve me tronarei um tenente. Assim que acabar essa missão. Posso não garantir muita coisa, mas pelo menos isso sou capaz.

Platão reaparecia na conversa bem no finzinho, e assim os piratas se rendiam. Um já havia jogado a arma no mar graças a Skyller, agora o Careca via que não tinha volta. Teria que se render se junto ao capitão. Assim jogava sua arma pelo chão também em direção aos marinheiros.

Finalmente, a situação parecia estar sob controle. Pegando um mapa que carregara consigo dobrado no bolso, Platão ia até o Capitão Morgan e dizia. – Sabe para onde temos que ir agora.

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial
Skÿller

Créditos : 10
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptySex 15 Dez 2017, 17:32





Kiss From A Rose



...... Felizmente não foi necessário lutar, os piratas deitaram suas armas ao mar e agora o navio estava em nosso controlo. Rapidamente me lembrei que Roxanne estava no mar esperando por nós. Olhei para trás e também percebi que a máscara dos Van Der Veen ficara para trás, no fundo do mar. Num único dia tinha deixado duas coisas para trás e estava prestes a deixar uma terceira, estava na hora de recuperar o que ficou para trás.
– Sabe para onde temos que ir agora.
- Buscar Roxanne. Volte para trás e busque ele. – diria firmemente para o pirata.
- Ih! A menina acha que já manda. Dando ordem para um superior – disse Samael num tom de troça.
“Cala sua boca.”

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Começaria à procura de uma corda para poder jogar para Roxanne quando nos aproximássemos e pediria ajuda ao pirata para a puxar para cima. Se não encontrasse uma corda maior eu mandaria um dos piratas buscar Roxanne.
Se, por algum motivo, Platão for contra voltar para trás para buscar Roxanne eu responderia friamente – Mostre algum respeito, só hoje seus soldados o salvaram no mínimo duas vezes, sendo ela um deles. Não há motivo para abandonar um companheiro.
- Eu mesma irei fazer o navio voltar par trás se ninguém o fizer. – diria caso Platão continuasse a não querer voltar.
Assim que Roxanne estivesse a bordo começaria a andar pelo navio para saber o que ele tinha que pudesse ser útil, como um kit médico e bebida. Se encontrasse partilharia com Roxanne e Platão e ficaria de olho nos piratas até a nossa chegada a Logue Town.
- Você está bem? – perguntaria para Roxanne com um tom preocupado. Abraçaria ela – Prometo não deixar você para trás de novo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Isso não é por causa da máscara né? – perguntou Samael.
- Nunca pensei que mataria tanto num só dia… - diria, pela primeira vez, com um tom abalado por matar tantos – Também nunca tinha ficado tão magoada assim. Hahaha…. – procuraria um local para me encostar e descansar por alguns momentos.
Eu não podia me dar ao luxo de ficar tão confortável, tinha que ficar atenta, afinal a missão ainda não tinha acabado. Ainda existiam inimigos no mar preparados para atacar Logue, então assim que visse algum navio inimigo avisaria de imediato Platão e esperaria por ordens.
Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 27
Sangue: (05/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz em baixo do olho esquerdo; Cicatriz na sobrancelha esquerda; Cicatriz na bunda.
Perdas: Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis - Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar) - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso;
Objetivos:
 
Spoiler:
 

____________________________________________________


~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptySeg 18 Dez 2017, 20:02


Apesar de ter ouvido o tom de ordem nas palavras da menina, ele ignorou isso apenas olhando como se fosse alguém que acabara de se lembrar de algo importante. – Ah sim, certo, certo.  – Com isso não houve discussão alguma em torno do assunto.

Rapidamente a menina achou uma corda e com o navio fazendo uma volta, a lançou em direção a sua amiga. Realmente ela não estava em condição de puxar a moça e tentou fazer os piratas lhe ajudarem apenas para ouvir o Capitão Morgan dizer – Não se engane mocinha, pelo que entendi você precisam de navegadores, que nesse caso somos nós. Sem a gente não vão a lugar algum. Apesar de termos feito um acordo de ajuda-los no ataque, não vá pensando que pode ficar nos dando ordens. A não ser é claro que ao invés de cumprir a pena encarcerados nós pudéssemos fazer algum tipo de regime aberto. Até mesmo trabalhando para vocês e obedecendo as ordens hehe.

Naquele momento Morgan mostrava sua sagacidade e como, apesar de sua covardia, conseguiu se tornar capitão de uma tripulação feroz. Claro que sem a ajuda dos piratas, sobrou para Platão ter que puxar Roxanne do mar.

- Obrigada Sargento.

- Tente se secar a ajeitar seus curativos da melhor forma possível. Dentro de uma hora nós vamos começar o round dois. – Respondeu ele de forma tranquila mas passando um certo cansaço na voz. Metade de seu rosto estava roxo e inchado, mas ele não parecia ligar para isso.

Nesse momento Skyller retornava com um kit de primeiros socorros nas mãos que havia encontrado na parte interna do navio. – Você está bem? Prometo não deixar você de novo. – Skyller abraçava a loira de forma apertada enquanto falava essas coisas.

- Hei, hei. Para que tudo isso? Ainda estou em um pedaço só não é mesmo? – Respondia a medica de forma brincalhona enquanto dava leves tapinhas nas costas de Sky. Ela ficou um pouco embaraçada pela aquela demonstração de afeto, mas sentiu seu coração “se aquecer” com isso.

- E você tá olhando o que hein? Nunca viu alguem se abraçando não seu pervertido de merda? Acha q não vi esse olhar? – De repente Skyller se viu afastada enquanto Roxanne falava grossamente com o careca, que desde o momento que viu as duas se abraçarem não conseguiu tirar os olhos da cena, inconscientemente levando as mãos até suas genitálias e ficando sem piscar. Queria gravar aquela cena em sua mente.

Sendo pego no flagra, deu um risinho maroto e voltou a ajeitar as coisas necessárias para avançarem rapidamente. No leme, capitão Morgan olhava tristemente para o horizonte. Seus pensamentos um mistério.

Após arrumarem os curativos Platão veio ao encontro delas. – Vejo que ambas vão precisar de um cirurgião e algum tempo para se recuperarem completamente. Não posso contar também com aqueles dois para uma luta corpo a corpo. Por isso a estratégia mais sensata é não abordar os navios inimigos. Vamos carregar todos os canhões. Eu vou lhes mostrar como mirar em um alvo, disparar e recarregar. – Com isso dito o homem começou a mostrar o passo a passo, tentando explicar da melhor dorma possível e até fez dois disparos mostrando.

- Dá para dizer que o canhão é uma espécie de revólver gigante: dentro dele, uma peça metálica (o martelo) bate numa munição cheia de pólvora, causando uma explosão que cospe um projétil em direção ao alvo. Num canhão, o tiro não pode sofrer alterações de trajetória e alcance depois do disparo.

Na família dos canhões também existem os obuseiros, que fazem um tiro um pouco diferente. Enquanto os canhões dão tiros retos e curtos, de até 3 km, os obuseiros dão tiros em forma de parábola, a até 11 km de distância. Tirando essa diferença, tanto canhões como obuseiros funcionam de um jeito bem parecido.

A primeira providência para disparar um tiro de canhão é fixar a arma. Quando chegam ao local da batalha, os soldados abrem as flechas do canhão, duas hastes fincadas debaixo da terra em troncos cortados para evitar que o canhão se mova com os disparos. Depois da fixação, é hora de ajustar a mira. A posição do tubo é ajustada por duas manivelas, uma para o movimento lateral e outra para a elevação. Essa posição é calculada de acordo com a distância do alvo, o canhão usado, a munição e a velocidade do vento.

Existem alguns modelos onde se carrega por trás, mas os desse navio se carrega pela frente. Por isso, e pelo fato que estamos em um navio, as flechas são adaptadas, permitindo que o canhão recue um pouco com o coice da arma. Nesse momento você recarrega ele inserindo a bala pela boca da arma e ajeita a posição dela novamente, a mira e puxa uma cordinha. Ela solta uma mola comprimida que, por sua vez, empurra uma espécie de martelo contra a base do estojo, e essa batida do martelo contra a base do estojo provoca uma fagulha que queima a pólvora da munição. Essa queima libera rapidamente um grande volume de gás, que empurra a granada pela boca do tubo a uma velocidade de até 1 700 km/h.


Após a explicação ele se calou para deixar as meninas absorverem as informações. – Vamos a parte prática então.

Desnecessário dizer que a parte pratica foi um desastre. Por sorte o canhão não explodiu. Na terceira tentativa uma delas conseguiu realizar com sucesso um disparo, mas errou o alvo imposto por Platão. Na quinta tentativa ambas conseguiam atirar, só não acertavam nada.

- Bom, espero que se saiam melhor com alvos maiores. Sigh.

- Esse briguê tem três canhões em cada lado. Nós vamos chegar por trás dos oponentes, virar o navio e disparar os surpreendendo. Para manter a eficiência no máximo, Roxanne você me ajudará recarregando o canhão que eu estiver mirando após cada disparo, e Skyller fará o mesmo com o Careca. Se tudo der certo, terminaremos com a batalha sem precisar fazer mais nada. Mas se tivermos azar e algum navio revidar fogo, vindo em nossa direção, o Careca vai ter que ajudar o piloto com as manobras evasivas. Assim vocês vão ter que tomar conta de um canhão cada, assim como eu. Alguma dúvida?

O plano era simples, mais uma vez. Mas será que a execução dele seria também?

Após algum tempo eles se aproximaram da área da batalha, e antes mesmo que pudessem vê-la de fato, já podiam ouvir os barulhos que rebombavam. Em breve uma cena apareceu que fez Platão suspirar e balançar a cabeça negativamente. Roxanne arregalou os olhos e levou a mão até sua boca. O Careca abriu um sorriso de orelha a orelha enquanto Morgan apenas olhou de relance para Platão estreitando os olhos.

A informação que eles tinham era que haveriam cinco navios piratas. Mas ali, haviam sete. E dos quatro navios da marinha, um já havia sido destruído.
 
Off:
 
Tabuleiro:
 

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial
Skÿller

Créditos : 10
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyQui 21 Dez 2017, 18:25





Kiss From A Rose



...... O pirata se recusou a ajudar a puxar Roxanne, felizmente Platão ajudou, parando para pensar o pirata tinha razão em negar o pedido, afinal ele era pirata e não marinheiro. Não consegui sentir raiva ou responder para o pirata, pois acabei por ser tomada por um sentimento de alívio ao ver Roxanne, por algum motivo ela me fazia lembrar das minhas irmãs e meus irmãos antes do grande dia chegar, agora que estava sem a máscara ela era a única coisa que me mantinha ligada a eles.
......- Fica de olho nesses caras… - disse Samael – Podem nos trair a qualquer momento.
“Vamos dar o benefício da dúvida.”
......- Hei, hei. Para que tudo isso? Ainda estou em um pedaço só não é mesmo? – disse Roxanne num tom brincalhão.
......- É… Estamos as duas aos pedaços. – disse sorrindo.
......- E você tá olhando o que hein? Nunca viu alguem se abraçando não seu pervertido de merda? Acha que não vi esse olhar? – repreendeu Roxanne o pirata careca de imediato.
......- A suposta raça mais inteligente feita pelo criador, senhoras e senhores. – disse Samael desapontado – Não acredito que essa cabeça de vento foi feita com o mesmo molde que eu.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......Fiquei com uma cara confusa, eu não sabia muito sobre os pensamentos comuns das pessoas, principalmente sobre sentimentos e desejos. A última coisa que uma máquina assassina precisa são sentimentos, claro que eventualmente acabará por os ter, faz parte da nossa natureza, mas nunca serão iguais e na mesma intensidade que os das outras pessoas.
......– Vejo que ambas vão precisar de um cirurgião e algum tempo para se recuperarem completamente. Não posso contar também com aqueles dois para uma luta corpo a corpo. Por isso a estratégia mais sensata é não abordar os navios inimigos. Vamos carregar todos os canhões. Eu vou lhes mostrar como mirar em um alvo, disparar e recarregar. – disse Platão.
......- Sim, senhor. – respondi.
......Então Platão começou a explicar e demonstrar de como tínhamos de fazer para carregar e disparar os canhões, gostaria de dizer que tinha percebido tudo mas estaria obviamente a mentir. Fiquei imóvel olhando para Platão por alguns segundos tentando assimilar toda a informação até que consegui perceber os pontos mais importantes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......– Vamos a parte prática então. – disse o sargento.
......Foram necessárias cinco tentativas para conseguirmos disparar, embora não conseguíssemos acertar nada. Eu nunca teria imaginado que esta missão fosse tão complicada, engraçado como eu e Roxanne poderíamos ter evitado essa missão se tivéssemos ficado nos meus estudos, mas se isso tivesse acontecido o submarino teria afundado com todos os marinheiros e ninguém poderia enfrentar os navios prestes a atacar Logue Town.
......- Será que vocês conseguem parar todos? – perguntou Samael.
......- Esse briguê tem três canhões em cada lado. Nós vamos chegar por trás dos oponentes, virar o navio e disparar os surpreendendo. Para manter a eficiência no máximo, Roxanne você me ajudará recarregando o canhão que eu estiver mirando após cada disparo, e Skyller fará o mesmo com o Careca. Se tudo der certo, terminaremos com a batalha sem precisar fazer mais nada. Mas se tivermos azar e algum navio revidar fogo, vindo em nossa direção, o Careca vai ter que ajudar o piloto com as manobras evasivas. Assim vocês vão ter que tomar conta de um canhão cada, assim como eu. Alguma dúvida? – explicou Platão.
......- Se as balas acabarem o que fazemos? – perguntei.
......Não foi preciso muito tempo para chegar nas águas agitadas pela batalha, obviamente estávamos em desvantagem e um dos navios da marinha já estava afundando. A minha reação era a de um sorriso, claro que estávamos em maus lençóis mas isso não significava que era hora de bater retirada, pelo contrário, se morrêssemos ali seria uma morte honrada. O sorriso ficou cada vez maior assim como os batimentos do meu coração. Sacaria a minha ninjaken e levantá-la-ia para o céu junto de um grito libertador. Não conteria o riso.
......- Acho que hoje é um ótimo dia para morrer. Pena que não é o nosso dia. – diria caso estranhassem. – Abram essas caras e vamos para a batalha. Reclamar da situação não irá melhorar ela.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

......Rapidamente ficaria preparada para começar a carregar os canhões com o Careca e esperaria o sinal de Platão para abrir fogo. Faria assim como ele ensinou, colocaria a bala na boca do canhão e ajustaria o canhão junto do Careca para que este disparasse. Não esperaria um momento, assim que as minhas mãos ficassem livres imediatamente pegaria em outra bala de canhão e repetiria o processo.
......Assim que começassem a abrir fogo faria sinal para o careca ajudar o seu capitão e eu começaria a tomar conta do canhão sozinha. Carregaria, apontaria para os navios piratas/revolucionários e abrira fogo na hora certa, recomeçaria e repetiria. Sempre que eu percebesse que estariam vindo tiros contra nós, eu gritaria em plenos pulmões.
......- FOGO PESADO! SE ABRIGUEM! – gritaria enquanto procuraria um abrigo das lascas que provavelmente iriam saltar, dando atenção a proteger a minha cara.
......Se eu estivesse sozinha no canhão eu tinha que jogar pelo seguro e apontar para o meio do navio inimigo, um pouco mais acima. No máximo a bala iria até na base do mastro, o que era excelente, afinal sem mastro eles não teriam como sair dali, porém, o ideal talvez fosse acertar no casco dos navio, mas como eu não era muito boa de mira com canhões decidi jogar pelo seguro.

Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 28
Sangue: (06/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz em baixo do olho esquerdo; Cicatriz na sobrancelha esquerda; Cicatriz na bunda.
Perdas: Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis - Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar) - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso;
Objetivos:
 
Spoiler:
 

____________________________________________________


~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptySab 23 Dez 2017, 16:34

.- Se as balas acabarem o que fazemos?

- Vamos orar para que isso não aconteça. Mas se for o caso, vamos ter que abordar mais um navio e toma-lo. – A naturalidade com a qual Platão falou sobre essa missão impossível foi tanta que Roxanne quase acenou concordando antes de perceber o significado da frase.

- Acho que hoje é um ótimo dia para morrer. Pena que não é o nosso dia. – falava a menina rindo, e completava ao ver a cara de todos que a olhavam Abram essas caras e vamos para a batalha. Reclamar da situação não irá melhorar ela.

- A situação é bem pior do que a prevista. Mudança de planos. Velocidade total a frente. Sigh. Do jeito que as coisas estão, aquele navio (FH-7) vai ser feito de sanduíche e encontrar o mesmo destino do outro (CE-11). Enquanto aqueles dois (AC-13/15 e CD-3/5) devem conseguir destruir os navios adversários rapidamente, ambos serão cercados por mais dois navios logo em seguida, e aí fim de jogo. – Platão rapidamente analisava o campo de batalha e explicava para o resto apontando para cada navio enquanto falava.

– Então o que nós precisamos fazer é destruir esse ritmo. Vamos seguir em frente em velocidade total e passar rente aquele navio (FH-8), tendo tempo para realizar quatro disparos ao todo com os canhões da esquerda. Eles estão em batalha e vão ser pegos de surpresa. Como não vamos reduzir a velocidade, não sofreremos retaliação. Isso deve aliviar a situação do nosso lado (FH-7).

- Nesse momento o navio (EC-10) pirata vai estar manobrando a estibordo tentando alcançar a batalha logo ao lado. Desde que a gente incline a direção levemente a estibordo também, seremos capazes de entrar com a proa na parte traseira do navio deles. O choque vai trazer a parte frontal deles em nossa direção, e nesse momento disparamos com os canhões da direita. Claro que o nosso momento surpresa já vai ter acabado e há a possibilidade de recebermos fogo inimigo. Mas ainda assim, é a nossa melhor opção.

- Com sorte nossos aliados (AC-13/15) vão ter eliminado aquele bando (EC-12) e estarão em combate com o outro (JH-13). Se nós vencermos a nossa própria poderemos ir prestar ajuda. Enquanto isso os outros navios da marinha estarão engajados em batalhas 1x1 e o maré terá virado para o nosso lado.

- Vamos lá.

Enquanto se aproximavam mais e mais da batalha, gritos de animo e de dor se misturavam com o choque de armas e disparos de revolveres e canhões. Os planos de Platão se tornaram realidade e ele e Careca dispararam duas vezes cada com a ajuda de Skyller e Roxanne. O estrago era imenso e narrava o provavel fim daquele bando pirata (HF-8). Em seguida os quatro correram para os canhões a direita do navio e se seguraram para não se machucarem com o choque dos navios.

Tudo correu conforme o esperado. A parte traseira do navio (EC-10) foi destruída e logo os quatro começaram mais uma saraivada com os canhões na parte frontal. Mas receberam fogo inimigo também. .- FOGO PESADO! SE ABRIGUEM! – Gritava Skyller buscando se proteger da melhor forma possível das lascas e projeteis vindos do navio inimigo.

Já tendo passado por uma batalha antes, dos vinte e cinco tripulantes originais, apenas treze piratas estavam vivos quando os navios se chocaram, três morrendo nesse momento. Com os disparos do grupo de Skyller, mais quatro foram ao mar. Agora apenas seis sobreviventes restavam, e apenas dois atiravam pelos canhões. Um corria para o leme tentando fazer algo, outros dois, um com uma espada e um com um machado pulavam no navio de Skyller. O ultimo não podia ser visto.

- MERDA!! PLATÃO? PLATÃO? – Quem gritava era Roxanne, enquanto verificava o corpo do Sargento que estava caído desmaiado com uma ferida na cabeça que sangrava bastante.

____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial
Skÿller

Créditos : 10
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyTer 26 Dez 2017, 01:36





Kiss From A Rose



...... Foi assim como Platão disse que seria, conseguimos provocar estragos no inimigo mas, infelizmente, levamos fogo pesado e estávamos sendo abordados, não tínhamos outra opção a não ser lutar pelo barco, desta vez conversar não resolveria nada.
......- MERDA!! PLATÃO? PLATÃO? – escutei Roxanne gritar.
......- Agora não temos tempo para isso, tenho a certeza que ele está bem. Temos que tratas desses caras o mais rápido possível. – gritaria para Roxanne enquanto sacaria minha ninjaken correndo em direção dela.
......- Ah, ele só tá tirando um cochilo. – disse Samael brincando – Volto quando você tiver acabado de com esses caras… Ou... Você sabe... Quando eles tiverem acabado com você. – disse ele flutuando lentamente para o céu.
......Ficaria observando os inimigos, se os piratas nos ignorassem (eu, Roxanne e Platão) e fossem em direção dos navegadores eu tentar-me-ia aproximar discretamente, porém rápido, deles e atacar o pirata que estivesse por último atravessando a minha ninjaken diretamente no seu coração. Os golpes precisavam ser rápidos e certeiros, numa luta prolongada eu acabaria por perder devido ao meu corpo aleijado.
......Para ataques cortantes, com exceção de armas pesadas, direcionados à minha cabeça na horizontal eu abaixar-me-ia e tentaria realizar um golpe vertical focando o braço que estaria segurando a arma de forma a arranca-lo fora, o alvo seria o pulso ou o cotovelo dependendo de como fosse mais conveniente; Se os ataques fossem verticais ou diagonais eu esquivaria para a direita com um rodopio e enfiaria a minha ninjaken na zona dos pulmões do pirata com um movimento horizontal circular; Para ataques direcionados ao meu tronco eu esquivar-me-ia para trás com um pequeno pulo após rebater o ataque; Se os golpes fossem direcionados às minhas pernas eu pularia o mais alto possível e tentaria realizar um golpe horizontal no pescoço do oponente.
......Para ataques de armas pesadas (machados por exemplo) eu agiria de forma diferente, afinal o mais comum é que o ataque seja lento, porém, destruidor, então assim que o ataque fosse realizado eu rolaria para a esquerda e imediatamente me colocaria atrás do inimigo para então enfiar a minha ninjaken na sua espinal medula no centro das costas.
......Se eu percebesse que Roxanne ou um dos navegadores estivesse em dificuldades faria o melhor para chegar perto e tentar rebater a arma do inimigo (daria prioridade a Roxanne). Se eu estivesse no meio de um conflito enquanto eu percebesse isso eu tentaria atacar o joelho do pirata com um golpe diagonal ascendente da esquerda da direita e então correria até ao agressor do meu aliado.
......Numa situação de um para um, eu preocupar-me-ia mais em conseguir aproveitar as brechas nos seus movimentos para então realizar um golpe penetrante em algum dos seus órgãos vitais, mas se os órgãos vitais não fossem o melhor alvo eu tentaria fazer o alvo se abaixar realizando um golpe horizontal na cintura para então, se ele se abaixasse, eu acabar com um golpe que atravesse a sua cabeça.
......Numa situação dois para um onde eu estivesse em menor número, eu apenas ficaria na defesa e rebateria os ataques, esperando que um dos meus aliados viesse a meu socorro. Não tinha muito o que eu pudesse fazer naquele estado sem arriscar muito; Mas se o inimigo estivesse em menor número eu partiria para cima dele com tudo fingindo um ataque vertical ascendente, porém, quando chegasse perto dele realizaria uma finta para a direita para então cortar o seu tronco com um golpe horizontal.
......Para uma situação dois para dois eu tentaria ficar costas com costas com um aliado, dando preferência a Roxanne. Eu bloquearia os golpes o melhor possível com a minha ninjaken, a menos que o ataque fosse realizado com uma arma pesada, nesse caso eu avisaria Roxanne para ter cuidado e então rolaria para longe do ataque. Se ela demorasse para se esquivar eu puxaria ela para uma distância segura.
Se eu tomasse um ataque que me deixasse sangrando eu respiraria fundo, afastar-me-ia para uma distancia segura e colocaria a mão na ferida e então saborearia o meu próprio sangue, no final guardaria a minha ninjaken. Arrancaria a minha blusa da marinha ficando apenas com meu sutiã e calças da marinha, usaria a blusa para apertar a minha ferida evitando que eu volte a sangrar como uma fonte, então fecharia os meus olhos por praticamente meio segundo. Olharia para os olhos do inimigo e começaria a sorrir.
......- OLHA A MALUCA! RINDO NO MEIO DA BATALHA! - gritaria Samael do alto. - A primeira filha não passa de uma psicopata. Uma anarquista cheia de compaixão.

"Psicopata? Talvez. Mas acabei de perceber a minha missão aqui."

......- E qual seria? - a voz de Samael ficaria séria e com um tom de preocupação.

"A marinha está a cair. A marinha precisa de alguém forte no poder, alguém firme mas justo. Se eu tiver que ser a ditadora benevolente terei todo o gosto..."

......- Você quer mandar na marinha? - perguntaria Samael. - Você não foi mandada para aqui para liderar nada!

"As decisões mais difíceis são aquelas que nos fazem questionar o nosso próprio código, e as minhas me trouxeram até aqui. Matei aqueles que chamei um dia de família e agora procuro acalmar o meu espírito com outras pessoas que lutam ao meu lado contra aqueles que foram contaminados com a tua maldição. A história pode me marcar como uma psicopata, uma louca ou um animal selvagem... Mas o que importa é eu seguir o que eu acredito."

......- ROOOOOOOOOOOOOOOOOOAR! - rugiria em fúria com o propósito de intimidar os inimigos enquanto voltaria a sacar a minha ninjaken e ficaria preparada para a batalha novamente.
Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 29
Sangue: (07/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz em baixo do olho esquerdo; Cicatriz na sobrancelha esquerda; Cicatriz na bunda.
Perdas:  Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis -  Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar)  - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Careca - Um pirata com excesso de confiança;
Capitao Morgan - capitao pirata que concordou em colaborar com a marinha em troca de uma pena reduzida.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso; Troca na fantasia de Lux e Tenebris por Samael  
Objetivos:
 
Spoiler:
 
Off: post focado bem mais na defesa que no ataque para ver o estilo de combate de todos os inimigos Takamoto Lisandro

____________________________________________________


~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Wild Ragnar
Narrador
Narrador
Wild Ragnar

Créditos : 41
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 24/06/2014
Localização : Rio de Janeiro

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyQui 28 Dez 2017, 01:09


Os dois piratas mal haviam pisado no deck quando o bárbaro foi alvejado pelo Careca e pelo capitão Morgan. Veja bem, não é porque eles eram piratas que teriam alguma simpatia ou hesitação perante um inimigo pirata. Eles sabiam que no momento em que o primeiro disparo de canhão feito pela Jolly Rogers atingiu o alvo, a situação deles era irreversível. Ao menos por enquanto.

O espadachim nesse meio tempo correu em direção a Platão e Roxanne que estavam na frente de um canhão. Skyller correu para socorre-los e entrou em combate com o pirata, se abaixando para desviar de um golpe e usando sua ninjaken para cortar a mão do homem fora, fazendo-o ficar desarmado. Ele por sua vez deu um chute nela enquanto urrava de dor – UAAAARRRRGGGHHHH!!! – apenas para ser silenciado com um soco certeiro em sua cabeça por parte de Roxanne que usou seu braço bom para isso. Os cravos da luva entraram em sua têmpora e foi game over para o espadachim.

Após ser chutada, a ninja cambaleou para trás batendo contra um mastro, foi quando viu um homem que se aproveitara da situação para entrar sorrateiramente no navio e tentar atacar o piloto sorrateiramente, Capitão Morgan. Assim Skyller correu com tudo para cima do homem que claro percebeu a aproximação da moça. Se preparando para confronta-la e bloquear o ataque vertical ascendente que previa, porém, quando ela chegou perto de si, ele percebeu tarde demais que o movimento não passava de uma finta e que o verdadeiro golpe era um horizontal buscando cortar seu tronco.

Apesar de receber o golpe, e até mesmo começar um movimento de contra-ataque, dois tiros em seu torso o pararam e o fizeram cair no chão. Não estava morto, mas estava gravemente ferido. Quem havia atirado era foi Morgan quando percebeu a situação. O que ninguém sabia é que antes de atirar, sua mira havia caído sobre Skyller por alguns segundos, até que ele escolhesse acertar o pirata.

- ROOOOOOOOOOOOOOOOOOAR! – rugia a mulher em fúria após rir por alguns momentos, causando calafrios na espinha de Morgan, assim como um olhar conflituoso. Havia tomado a escolha correta?

Enquanto isso Careca continuava a atirar com o canhão e Roxanne fazia um rápido curativo na cabeça de Platão. Ele estava vivo mas desmaiado. O último disparo de Careca, por sorte ou habilidade, quem sabe um misto de ambos, eliminara os dois atiradores inimigos. Com isso aquela batalha havia encerrado, mas não sem perdas. Platão estava fora do ar, a Jolly Rogers levemente avariada e pior, seria possível ver que as situações de dois navios da marinha (FH7 e BD13) não eram nada boas. Devido as batalhas pelas quais passaram anteriormente, estavam quase naufragando e prestes a perder suas próprias batalhas.


Tabuleiro\mapa atual:
 
Off:
 



____________________________________________________


Hao:INSPIRE VIDA | EXPIRE MORTE
"Pensamento"
- Fala -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

code by sant
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente Especial
Agente Especial
Skÿller

Créditos : 10
Warn : II - Selecção Natural - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 24
Localização : seilá

II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 EmptyQui 28 Dez 2017, 18:02





Kiss From A Rose



...... O navio inimigo foi abatido, os piratas que abordaram o nosso navio não tiveram um melhor final. O careca abateu um, Roxanne e Morgan finalizavam os restantes com a minha ajuda. A adrenalina começava a subir à cabeça e a minha sede também aumentava. Olhei para o pirata caído no chão gravemente ferido e respirei fundo, o cheiro do mar com o de sangue era algo divinal.
......- Era exatamente o que eu precisava… Uma refeição. – diria enfiando a minha ninjaken no meio da testa do pirata.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


......Após isso verificaria as suas mãos, se algum dedo tivesse anel cortá-lo-ia fora, guardaria o anel (sem dar muita atenção a ele) e colocaria o dedo na boca como se fosse um charuto e começaria a morder lentamente. Rapidamente correria para Roxanne e pediria ajuda para colocar Platão num lugar seguro, ele não podia ficar muito próximo, poderia ser um fardo se caísse ao mar ou se tropeçássemos nele.
......- Vamos atacar aquele navio agora… – diria apontando com a ninjaken para o navio (EF14). – Se ajudarmos aquele navio marinheiro (CD13) podemos deixar este navio ou deixar eles entrarem aqui. Assim serão mais pessoas para tomar conta dos canhões. Ou então atacamos aquele (FH13) e ajudamos este (FH14). Não podemos ficar parados, temos que ajudar o mais rápido possível.
......Se algum dos piratas começasse a questionar sobre a minha liderança eu responderia - Eu me auto-nomeei lider do ataque. Não confio em vocês os dois o suficiente para o fazer, não estou ciente de suas capacidades. Eu e Roxanne devemos ter o mesmo conhecimento sobre batalha naval, então se alguma coisa der errado eu ficarei com as culpas.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


......Enquanto o navio estivesse virando eu carregaria os canhões para que, assim que ele estivesse na posição ideal, disparar contra a proa do navio pirata escolhido e teria o cuidado evitar ao máximo acertar os navios marinheiros.
Se conseguíssemos abater algum navio pirata e estivéssemos perto de um navio marinheiro gritaria em plenos pulmões para que algum marinheiro nos percebesse. Carregava sempre comigo o chapéu marinheiro em minha cintura, então pegaria nele e levantaria para conseguissem perceber que tinham aliados num navio pirata.
......- HEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEY! – gritaria – SOMOS MARINES DE SHELLS TOWN, VIEMOS AJUDAR! NÃO DISPAREM!
......-O Sargento Platão, a soldado Skÿller e a soldado Roxanne de Shells Town. – diria se perguntassem quantos marinheiros tinha no navio.
......- Qual o estado do vosso navio? – Perguntaria para os outros marinheiros. – Se precisarem podem vir para o nosso e tragam as vossas balas de canhão! – Se esse fosse o caso eu diria para os piratas pararem ao lado do navio marinheiro.
......- Não se preocupem, apenas guardem as vossas armas que estará tudo bem. – diria para os piratas aliados – Eu vou tentar convencer eles a não matar vocês.
......Assim que os marinheiros entrassem no navio ou nós entrássemos no deles eu perguntaria quem era o marine com a maior patente. Faria uma continência e então falaria – Sou a soldado Skÿller! O Sargento Platão ficou inconsciente, a soldado Roxanne já realizou os curativos no Sargento. Aqueles dois são piratas mas concordaram e nos ajudar. São de confiança, se quisessem já ter-nos-iam traído há muito tempo. Precisamos de todos os pares de mãos que tivermos, prendê-los ou acabar com a vida deles agora não traria nenhuma vantagem para nós.
......Mudando ou não de navio, ficaria preparada para voltar a focar outro navio, dando preferência ao navio pirata que estivesse atacando algum navio da marinha aliado, mas se o mais certo a se fazer fosse atacar outro assim o faria. Quando a luta acabasse diria para os navios da marinha se juntarem, os navios mais danificados e impossíveis de continuar viagem deveriam ser abandonados e as pessoas neles deveriam subir para os outros navios, quando estivessem todos preparados para seguir viagem tentaria tirar um momento para descansar.
......Se durante a batalha o navio em que eu estivesse ficasse com gente de sobra, eu daria espaço para os outros soldados irem para os canhões e gritaria "PRONTOS SOLDADOS? TODOS AO MESMO TEMPO! MIRAR! PREPARAR! DISPARAR! RECARREGAR!" mesmo que tivesse um superior, era óbvio o que eles tinham que fazer, mas deveriam todos tentar manter o ritmo.
......Quando estivéssemos a caminho de Logue Town eu procuraria um dos outros marines pedindo 2 algemas para os piratas, se eles não estivessem cuidando da viagem eu me aproximaria deles.
......-Platão está inconsciente, mas o acordo ainda é válido. Se ele estiver indisponível para cumprir a parte dele eu irei fazer o melhor para honrar o acordo. - diria levantando as algemas - Agora, se não se importam... Permitam eu colocar as algemas, a maioria dos marinheiros não se sente confortável ter dois piratas armados e livres no mesmo navio. - assim que seguissem a ordem eu colocaria as algemas neles.
Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics




Citação :

Nome da Personagem: Skÿller Van Der Veen
Nº de Posts: 30
Sangue: (08/15)
Ganhos: Bainha para ninjaken; Cicatriz em baixo do olho esquerdo; Cicatriz na sobrancelha esquerda; Cicatriz na bunda.
Perdas:  Máscara do Clã
Personagens:
Alfer - um homem muito alto e com um ar cansado, por algum motivo não gosta de contato pessoal. Btw ele tá morto.
Braganis -  Traidor que matou dois marines e tentou culpar Skyller. Virou comida de psicopata.
Loirinho - um marine que se acha herói
Platão – um sargento que Skyller conseguiu salvar da hipnose de Bragnis, agora está liderando a missão.
Roxanne (acrescentar)  - Ficou surpresa pelo vício de Skÿller, embora sinta uma óbvia aversão pelo vício, a marinheira parece não querer cortar laços com Sky por enquanto.
Careca - Um pirata com excesso de confiança;
Capitao Morgan - capitao pirata que concordou em colaborar com a marinha em troca de uma pena reduzida.
Coments Extras: Usando farda da marinha; Ombro esquerdo fudido; Braço direito incapacidade e Ferrado; Sangrando; Buraco no torso; Troca na fantasia de Lux e Tenebris por Samael  
Objetivos:
 
Spoiler:
 

____________________________________________________


~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




II - Selecção Natural - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Selecção Natural   II - Selecção Natural - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
II - Selecção Natural
Voltar ao Topo 
Página 6 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: