One Piece RPG
A Caçada - Parte I XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bellamy Navarro
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:27

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:05

» (Mini) Gyatho
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:02

» (MEP) Gyatho
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:53

» [M.E.P]Tenzin
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:43

» Mini - DanJo
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:42

» [Extra] — Elicia's Diary
A Caçada - Parte I Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 00:27

» M.E.P DanJo
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:27

» Mini Aventura - No Mercy
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:20

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:15

» Retornando para a aventura
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:13

» Começo
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:12

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:38

» Aaron DeWitt
A Caçada - Parte I Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 20:55

» Apenas UMA Aventura
A Caçada - Parte I Emptypor Mirutsu Ontem à(s) 19:08

» [M.E.P] Ichizu
A Caçada - Parte I Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:38

» [MINI-Ichizu] O Aprendiz de ferreiro
A Caçada - Parte I Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:37

» Cap I: Veneno de dois Gume
A Caçada - Parte I Emptypor Noelle Ontem à(s) 13:02

» mini-aventura
A Caçada - Parte I Emptypor guatemaia Ontem à(s) 09:55



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 A Caçada - Parte I

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A Caçada - Parte I 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I EmptySab 22 Jul 2017, 19:39

A Caçada - Parte I

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçador de Recompensas Gabriel Garcia Marques. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sen Wang
Civil
Civil
Sen Wang

Créditos : Zero
Warn : A Caçada - Parte I 10010
Masculino Data de inscrição : 01/06/2013
Idade : 23

A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: Re: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I EmptySab 22 Jul 2017, 21:43

Definitivamente não me lembrava de estar ali. Minha cabeça doía, e a última memória era a de estar com meus improváveis companheiros em uma caçada insana. Stella... sim, era por ela. Pelo menos o meu motivo era esse. Os outros buscavam o dinheiro, talvez a fama ou status entre os demais caçadores, por cumprir uma missão tão perigosa quanto o assassinato de uma nobre.

Mas minha motivação era mais simples, mais primitiva do que aquilo: eu queria sentir e ter aquele corpo quente sob o meu. Era pedir muito!? Aparentemente sim, pois sofri um apagão e acordei em um local completamente diferente de onde estava, dentro do mercado negro de Shells Town. Nenhum sinal dos meus antigos companheiros. Nenhum sinal de tempo. Seria dia ou noite, fazia frio ou calor? Ainda estava um pouco atordoado, grogue, o gosto do sono na boca. Ao menos ainda tinha meus pertences. Seria uma pena perder todo aquele dinheiro, e era reconfortante saber que minha pistola estava ali, no coldre.

Senti minhas cicatrizes coçarem. Geralmente era mau sinal, mas quem sabe hoje isso não seria diferente? Definitivamente eu não reclamaria se fosse um bom presságio. O peso das notas e das moedas em minha carteira fazia com que a necessidade de trabalhar fosse anulada, pelo menos por enquanto. Jamais pensei que viveria este tipo de vida. "De servo a homem livre a caçador de recompensas, huh? Quem diria, Gabriel... quem diria....", as palavras passam por minha mente e me permito sorrir. No entanto, um sonoro ronco no estômago interromperia essa alegria momentânea. "Pelo menos não preciso roubar ou trabalhar em troca da comida", e batendo na roupa para tirar um pouco da poeira, procuraria me encaminhar ao Grand Drinqs, mas não sem antes passar os dedos alvos pelos cabelos ruivos, deixando-os desordenadamente arrumados. Seria interessante estar do outro lado da relação comercial, como cliente desta vez. Queria muito ver a cara do velho Tom ao perceber que eu não havia voltado para a cozinha, mas para comer.

Caminharia pela rua de maneira calma, mas atenta. Jamais levaria a mão esquerda para muito longe da cintura, para que ela ficasse sempre próxima ao coldre. Acenderia um cigarro e tragaria, respirando profundamente antes de soltar a fumaça levantando a cabeça. Cumprimentaria eventuais conhecidos pelos quais passasse com um sorriso de canto de boca, no máximo um "oi, tudo bem?" rápido, sem parar de andar. Uma vez que chegasse à taverna, o que não deveria ser muito complicado pois conhecia bem o caminho, entraria cumprimentando com um aceno de cabeça quem estivesse perto da porta. Procuraria uma mesa no canto, e sentaria de maneira que pudesse ver a porta.

Com um aceno com a mão, chamaria o primeiro funcionário que visse. Se fosse Tom, ainda diria seu nome, num tom amistoso, descontraído.

- Opa, tudo bom? Me vê um sanduíche de pernil e uma caneca de chopp - não pediria a bebida caso percebesse que ainda estava de manhã. Não tinha nada contra beber tão cedo, a não ser que tivesse planos para o dia. Era justamente esse o caso. Eu pretendia dar prosseguimento à minha mais nova carreira. Ou você acha que escolhi comer no Grand Drinqs sem nenhum motivo? Sabia que poderia encontrar os cartazes de procurado no mural, e era exatamente o que eu faria assim que acabasse de comer (e talvez beber?) e pagasse o que devia.

Ignoraria os procurados que fossem muito fracos. Buscava alguém com, pelo menos, B$2.000.000 pela sua cabeça. Teria uma atenção especial aos cartazes femininos. Não precisava do dinheiro, apenas do desafio, e seria duplamente interessante caçar uma mulher, pois poderia adicionar uma dose de prazer ao trabalho. Manteria o cigarro aceso, continuando a tragar eventualmente enquanto olhasse para os cartazes.

- Quem será, quem será...? - Diria para si mesmo enquanto procurasse.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnnyh
Civil
Civil
Johnnyh

Créditos : Zero
Warn : A Caçada - Parte I 1010
Masculino Data de inscrição : 06/06/2013

A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: Re: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I EmptySex 04 Ago 2017, 23:24

A Caçada - Parte I
O princípio da caçada






Desnorteado, levantava Gabriel sem nem saber que eram seis horas matinais, viajado em breves pensamentos não demonstrava reação, porém a duração não era demorada. A brisa do mar o alcançava, carregando consigo sua tempestade de pensamentos, o caçador parecia estar decepcionado com o que ocorreu a pouco. O Sol nascente não era novidade, seu raios resplendores cobriam a ilha pouco nublada, sua subida era vagarosa, reforçando a vermelhidão no horizonte leste, previsão do dia ? Um dia escarlate.

Graças a seus dias anteriores o homem de cabelo rubro possuía agora uma economia avantajada o suficiente para que não houvesse uma necesidade de roubar, ou trabalhar, parecia que por este motivo um sorriso abria em seu rosto, enquanto retirava a poeira de sua vestimenta, e em sequência, atenuava seu cabelo avermelhado ajeitando o seu penteado usual.

Ele se colocava a caminhar, andava vagarosamente lembrando homens da lei por sua atenção focada, parecia estar preparado para qualquer surpresa ou espanto, mas provavelmente não iria ocorrer, já que, nem oito horas da manhã eram ainda. Suas saudações aos conhecidos, que não eram muitos, eram bem singelas, porém sinceras, então ele chegava na porta daquele local.

O famoso Grand Drinqs, era este o local que o caçador parecia e dirigir, geralmente ocorrem muitas confusões nesse local, porém cedo da manhã, seria possivel ? Bom, nunca podemos duvidar do ser humano. Gabriel que outrora já havia trabalhado no local, não parecia estar voltando para pedir emprego, mas sim como cliente, o que poderia causar certo espanto para o funcionários do local, já que poucas pessoas colocam fé na mudança de vida de trabalhadores humildes.

Os fios vermelhos pareciam ser os primeiros a adentrar no local, chamava toda a atenção, e então ele poderia perceber a ausência de Tom no local, cedo demais, deve estar dormindo. Mathias percebia sua presença, e o chefe e retirava da cozinha para cumprimentar o antigo companheiro.

- Bom dia Gabriel, o que fazes por aqui  tão cedo ? - O jovem parecia saudoso com Mathias, e em sequência pedia um sanduíche.

Poucos minutos seria a sua espera, o local estava praticamente vazio, haviam apenas doi homens sentados em uma mesa distantes lendo o jornal, o silêncio que por ali não era comum parecia reinar, o alimento era colocado na mesa enquanto um funcionário aparentemente novo desejava um bom apetito para o caçador, que não parecia ter pressa e saboreava delicadamente aquilo que em seguida se colocava a pagar.

Gabriel e colocava frente ao mural, analisava todos o procurados com cuidado, o numero havia diminuído bastante em relação a ultima vez que viu aquela lista, porém aperecia algo curioso, ou melhor, alguém, o caçador demontrava interesse por aquela presa, Erza, era tudo que tinha sobre ua identificação além da foto, uma linda ruiva, aparentemente procurada por executar inúmeros assaltos ultimamente, relatado por quem a viu, parece portar uma espada.





Off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sen Wang
Civil
Civil
Sen Wang

Créditos : Zero
Warn : A Caçada - Parte I 10010
Masculino Data de inscrição : 01/06/2013
Idade : 23

A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: Re: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I EmptyQua 09 Ago 2017, 13:02

Certamente era bom rever Matias, o homem que havia sido meu chefe direto durante minha passagem como cozinheiro do Grand Drinqs - ainda que tenha durado apenas um dia de trabalho. E de fato, havia sido um pouco inocente esperar que eu poderia encontrar o Tom tão cedo. Talvez voltasse lá em um horário de pico, mas na verdade não me importava muito em vê-lo de novo. Teria sido um reencontro potencialmente divertido, mas nada além disso.

O sanduíche foi servido por um funcionário que ainda não conhecia. Estava bem gostoso, apesar de não conseguir identificar exatamente do quê era feito. Pensei em pedir a receita, mas logo mudei de ideia. Não estava aqui para conversar. Buscava uma missão - e ponto final. Assim, ao terminar de comer, lambi os dedos e me levantei de uma vez. Ao chegar no mural de procurados, um misto de sentimentos. Por um lado, estava feliz de que ele se encontrava mais vazio. Havia menos piratas pelos mares do leste, então. Por outro, isso me desapontou um pouco, pois poderia ser mais difícil encontrar novas caçadas.

Passei os olhos por alguns tantos piratas, mas nenhum me chamou muito a atenção. Até ela. Erza, uma ruiva bastante bonita. - É você... - disse baixinho, sorrindo com o canto da boca. "Parece que não paro de encontrar ruivos ultimamente. Que coisa". Assim, retiraria o cartaz de procurado do mural. Além do fato de que tê-lo seria útil na caçada, não queria que mais gente tivesse acesso à informação de que ela estava por aí. Quanto menos competição, melhor.

"Ela usa uma espada, então? E comete assaltos. São duas informações úteis. Já posso começar a me preparar tanto para a parte do combate quanto para a parte da busca por ela. Terei que manter a distância, o máximo que conseguir, e ao mesmo tempo tenho que pensar em lugares que podem atrair sua atenção para que cometa mais crimes. Talvez lojas de joias? Hm... não sei. Nessa parte deve ser melhor procurar informantes."

Falaria com Matias? Não, ainda não. Ainda estava muito cedo para isso. Na verdade, estava muito cedo para qualquer coisa. A maioria das lojas ainda não deveriam sequer estar abertas. Fiquei um tempo encarando o mural, mas com a mente bem longe, imaginando o que poderia fazer. Talvez andasse um pouco pela cidade, procurando algum lugar com sombra para deitar. "Esquece. Essa maldita ilha não é nada como Dawn Island. Quase não tem mato, e se deitasse na rua me confundiriam com um vagabundo..."

Assim, sairia do Grand Drinqs um pouco sem rumo. Caminharia com passos lentos, despreocupado e com preguiça. Sacaria o cartaz do bolso, olhando para minha nova presa. "Erza..." - o que poderia fazer para capturá-la? Talvez fizesse dessa uma caçada mais divertida, capturando-a sem matar. Seria um desafio a mais, com certeza. Para isso, precisaria de alguns equipamentos. Teria que esperar que as lojas abrissem, e para isso, iria até a praia. Preferencialmente perto do Awa's Shells, gostava do clima relaxado de lá.

Procuraria algo sobre o quê pudesse me deitar, para não sujar as roupas de areia. Talvez uma canga, uma folha de bananeira, algo do tipo. Retiraria as os sapatos já surrados e antes de deitar, molharia os pés na água. Uma vez deitado, ficaria com as pernas cruzadas, admirando o céu e o mar, pensando em maneiras de encontrar e capturar Erza.

"Ok... se eu fosse um ladrão, o que eu roubaria? Ou melhor - uma ladra. Ela pode ter gostos diferentes dos meus, por ser mulher. Bem... com uma recompensa de apenas B$2.300.000, ela não deve ser tão forte. Isso deve interferir com os roubos dela. Joias, bolsas, roupas... deve ser esse tipo de coisa. Então se eu for para uma parte da cidade que tenha esse tipo de lojas, devo estar na cola dela. Talvez eu vá perguntar no Lar das Queixas. Não ouvi falar coisas tão boas de lá, mas é justamente nesse tipo de submundo que se consegue as melhores informações. Então é isso... ah! Vou precisar de cordas, correntes e armadilhas, também. Agora sim. Primeiro vou no Lar, descubro as informações que puder, depois faço umas compras e finalmente vou à caçada, hoje à noite."

Com um plano em mente, mas ainda sendo muito cedo pela manhã, não havia muito a fazer. Ficaria deitado na praia, olhando a vida passar e esperando algo acontecer. Deixaria a mão do revólver sempre perto da arma, e com a outra, usaria o cartaz de Erza para me abanar às vezes.

Estava com uma preguiça especialmente aguda naquela manhã.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincentão
Revolucionário
Revolucionário
Vincentão

Créditos : 31
Warn : A Caçada - Parte I 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: Re: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I EmptySex 01 Set 2017, 13:30

Gabriel Marques







Escolhendo sua presa, Gabriel pensava em quantos ruivos havia encontrado recentemente. Além de ajudar o jovem na caçada, retirar o cartaz do mural privaria alguns outros caçadores de terem a informação de que a ruiva estava pela cidade e para o ruivo quanto menos competição era melhor. Ainda parado em frente ao mural o rapaz pensava nas informações úteis que havia retirado dali sobre o tipo de arma que a ruiva utilizava e os tipos de crimes que a mulher cometia. Era preciso tomar distância o máximo possível e ao mesmo tempo o jovem teria de pensar em locais que chamassem a atenção da mulher para cometer mais crimes. A procura de informantes o rapaz cogitava falar com Mathias, entretanto o jovem achava ser muito cedo para fazer qualquer coisa, já que a maioria dos estabelecimentos ainda abriam.

Saindo do Grand Drinqs, Gabriel caminhava a passos lentos sem nenhum rumo aparente despreocupado e com certa preguiça. Enquanto andava o rapaz retirava o cartaz de seu rosto e observava atentamente o rosto de Erza que estampava o objeto pensando em como captura-la, o ruivo queria diversão na caçada e para isso a capturaria sem matar com ajuda de alguns equipamentos. Tendo que esperar o comércio local abrir o atirador agora tinha um destino certo para onde ir, a praia escolhendo ficar próximo do Awa's Shells, pois gostava do clima relaxado do local. Ao chegar no lugar, o rapaz buscava algo em que pudesse se deitar para não acabar sujando suas roupas de areia. Achando uma folha de bananeira o jovem tirava seus sapatos surrados e antes de se deitar molhava os pés na gélida água.

Deitado, o jovem cruzava as pernas e fitava o belo céu da manhã e as ondas do mar começando a pensar em um plano para capturar a ruiva. Primeiramente o jovem iria até o Lar da Queixas pedir algumas informações e depois compraria cordas,correntes e algumas armadilhas para quando a noite chegasse iniciar sua caçada. Sem ao menos resistir, Gabriel adormecia olhando o mar e com a mão do revólver encostada sobre a  arma. Já havia se passado um pouco mais do meio-dia e o jovem continuava a dormir serenamente em cima da folha de bananeira, até que o atirador começou a sentir alguns cutucões de alguma pessoa - Ei garoto!! a voz gritava próxima ao ouvido de Gabriel. O jovem acordara um pouco assustador por conta do barulho feito por uma pequena loira - Hehe foi mal eu não queria te assustar.. a pequena ria um pouco envergonhada - Conhece essa moça? a loira mostrava uma velha foto onde ela e Erza pareciam muito felizes - Ah desculpe esqueci de me apresentar, Eu sou Felt e você? a garota estendia a mão sorrindo. Felt possuía além de seus curtos cabelos loiros, olhos vermelhos, pele alva e usava poucas roupas apenas um colete com uma faixa e uma rasgada meia-calça que cobriam suas partem íntimas, também usava um cinto onde guardava uma faca, um par de luvas, um grande cachecol e por fim um par de sapatos. Gabriel havia encontrado alguém que conhecia sua presa seria ela quem o ajudaria capturar Erza?
Off:
 

Felt:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Caçada - Parte I Empty
MensagemAssunto: Re: A Caçada - Parte I   A Caçada - Parte I Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Caçada - Parte I
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: