One Piece RPG
To the grand line! - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O vagabundo e o aleijado
To the grand line! - Página 5 Emptypor Tensei Hoje à(s) 22:11

» V - Into The Void
To the grand line! - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:09

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
To the grand line! - Página 5 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 15:32

» Unbreakable
To the grand line! - Página 5 Emptypor Ainz Hoje à(s) 11:23

» O Ronco do Bárbaro
To the grand line! - Página 5 Emptypor West Hoje à(s) 11:11

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
To the grand line! - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 06:18

» [Fiction] — The Legend
To the grand line! - Página 5 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 21:46

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
To the grand line! - Página 5 Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 20:23

» Mini - Serana
To the grand line! - Página 5 Emptypor Serana Ontem à(s) 19:42

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
To the grand line! - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 12:37

» [Ficha] Pandora
To the grand line! - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20

» ~ Mudanças Importantes ~
To the grand line! - Página 5 Emptypor DEV.Ryan Sex 15 Nov 2019, 23:45

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
To the grand line! - Página 5 Emptypor Wesker Sex 15 Nov 2019, 22:54

» Apenas UMA Aventura
To the grand line! - Página 5 Emptypor Van Sex 15 Nov 2019, 22:00

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
To the grand line! - Página 5 Emptypor Akuma Nikaido Sex 15 Nov 2019, 16:00

» Cap I: Veneno de dois Gume
To the grand line! - Página 5 Emptypor Noelle Sex 15 Nov 2019, 15:12

» Retornando para a aventura
To the grand line! - Página 5 Emptypor rafaeliscorrelis Qui 14 Nov 2019, 23:00

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
To the grand line! - Página 5 Emptypor TheJoker Qui 14 Nov 2019, 14:44

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
To the grand line! - Página 5 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov 2019, 18:54

» MEP Serana
To the grand line! - Página 5 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov 2019, 17:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 To the grand line!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Teru
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 04/01/2014

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptyQua 03 Jan 2018, 15:07


Chapter One  -To the Grand line!
Sea Hound

I bite way more than I bark
A Dog At Sea VIII
.

Chegando ao suposto local onde teria que trocar de roupa de modo a vestir o uniforme certo correspondente a sua actual graduação, Rin deparou-se com uma situação engraçada ao ver que a suposta pessoa que ali estava sofria da visão ao ponto de lhe confundir com uma mulher, uma circunstância engraçada mas que ironicamente para o cachorro não era a primeira vez e segundo a sua sorte estava muito longe de ser a última. Chegando ao local e ouvindo os comentários da velhota, o mink achou melhor apenas colaborar com o que a senhora julgava visto que tentar corrigir a situação tornaria as coisas muito mais estranhas do que já eram, ironicamente o uniforme de sargento não era muito diferente do estereotipo vestuário de soldado, era basicamente o mesmo com algumas pequenas mudanças aqui ou ali para dar a falsa sensação de progressão, algo que Rin não reclamou pois tudo o que não tivesse que sair da carteira dele e não fosse visualmente horroroso era bem-vindo.

Aproveitando para trocar de roupa ali mesmo, tendo apenas o ligeiro cuidado de tentar esconder as orelhas dentro do seu chapéu como já era habito, o cachorro decidiu trocar de roupa ali mesmo visto que não fazia muito sentido perder tempo com questões de privacidade especialmente porque a senhora não via muito  bem e qualquer pessoa que ali entrasse de certeza já tinha visto um moço nu pelo menos duas ou três vezes durante a sua vida. A velhota felizmente fez questão de entregar o que era um uniforme "feminino" aos olhos dela mas na realidade era um uniforme normal ao seu género adequado, mesmo depois da insistência de entregar o que supostamente era uma saia, Rin apenas acabou por deixar a mesma em cima das suas roupas ou melhor dito uniforme antigo, dobradas num canto para não causar muito incomodo.

Com todo pronto restava a Rin regressar para junto do seu superior visto que mesmo depois da promoção o tempo de descanso era pouco e o mink supostamente já tinha uma primeira missão agendada. Ironicamente a adaptação a uniforme novo ainda lhe causou um pouco de transtorno visto que o Terumi passou sem exagero nenhum cerca de cinco a dez minutos a coçar o corpo, talvez fosse um dos seus instintos de cachorro a falar mais alto ou uma reacção alérgica mas seja qual fosse a explicação infelizmente era algo um pouco complicado demais para conseguir evitar porém era algo que era facilmente resolvido depois de alguns instantes. Antes de partir para junto de Thor para ter as informações sobre a próxima missão, Rin procuraria um espelho ou algum tipo de superfície reflectora para ajustar o seu uniforme de sargento uma última vez de modo a se apresentar de forma correta. Seriam pequenos ajustes como por exemplo endireitar as calças, ajustar a camisa de modo a cobrir o relevo na suas costas onde a sua cauda estaria, algo que apesar de estar enrolada ao torso sempre precisa de uns últimos ajustes e por último garantir que conseguia cobrir ambas as orelhas dentro do seu chapéu de sargento, com tudo concluído o mink iria finalmente sair do local e caminhar para junto de Thor para dar inicio a sua missão.


Objectivos:
 
Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 19
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySab 06 Jan 2018, 21:31




A tão sonhada viagem!


  • Todos


A visão ruim da senhora que cuidava dos uniformes a princípio parecia que seria um problema, entretanto acabou que tudo ocorreu bem, já que a própria visão ruim dela a fez pegar o uniforme correto. Sem nenhum problema e deixando o uniforme antigo, além da saia, lá, Terumi se arrumou e seguiu para a sala de Thor, para tratar da próxima missão que iria executar. Assim que chegou na sala do líder do QG, já devidamente arrumado, Thor o recepcionou com um sorriso. - Ah, senhor Terumi! Pode se sentar. Estou apenas esperando mais algumas pessoas para eu iniciar as instruções da próxima missão. Espero que não se importe em esperar um pouco.

A missão de Lars também, por sorte, havia terminado, com uma ajudinha no final de outros soldados chamados por Rin. Com um novo sargento assumindo a missão de busca e apreensão, a missão de Lars e Rin de buscar provas estava concluída, e poderiam finalmente voltar para o QG e resolver o problema da missão com Thor. E o Sparkbolt não pensou duas vezes antes de o fazer, indo com sua companheira direto para a sala do sargento que comandava a ilha. - ...em esperar um pouco. - Thor parecia estar falando com alguém, mas logo que a porta foi aberta, sua atenção mudou para Lars. - Senhor Sparkbolt, é bom ver que está bem. Quando Rin chegou com as provas e pedindo ajuda, pensei que você tivesse morrido. Estou feliz que estava errado. - Ele disse, com um sorriso. - Agora só falta mais dois.

A batalha para Magnus havia finalmente terminado, e finalmente ele e Mayu poderiam resolver com Thor sobre a ida para a Grand Line. Os dois e os soldados se organizaram para levar os prisioneiros e os uniformes, e logo seguiram para o QG. Assim que chegaram lá, Mayu chamou a atenção de Magnus. - Deixe os prisioneiros conosco. Melhor você ir na enfermaria tratar desse veneno. - Assim, após pegar os dois prisioneiros que Magnus carregava de modo a levar para as celas, o jovem foi até a ala medica. Sem demoras uma enfermeira veio atende-lo. - Tsc, vocês marinheiros não tem o menor cuidado mesmo. - Ela disse, enquanto tirava o sangue do sargento para produzir o antigo, usando propositalmente uma enorme agulha com pelo menos 10 cm de comprimento. Logo que conseguiu fazer o antidoto, a mulher o deu para Magnus, novamente com uma agulha enorme que dava calafrios só de olhar. - E vê se toma mais cuidado da próxima vez. - Disse, o dispensando, para que ele fosse em seguida para a sala de Thor.

Thor havia acabado de pedir para Lars, Rin e Terumi que esperasse um pouco quando um outro individuo entrou gritando sobre a viagem e ter recuperado uniformes, mas saiu e fechou a porta antes que qualquer um pudesse responder, o que tornou a cena muito estranha. Sem falar nada, Thor se levantou, abriu a porta, foi até ele e o trouxe de volta, puxando-o pelo colarinho da camisa, forçando-o a sentar-se na cadeira de sua sala. - É muito bom que tenha recuperado os uniformes, mas tenho instruções para passar. - Disse, e logo Mayu entrou na sala também, juntando-se a Magnus. - Ótimo, estão todos aqui. Bom, sei que estão animados para ir para a Grand Line, o que é meio estranho alguém querer ir espontaneamente para aquele inferno, mas vocês que sabem. A missão que levaria vocês para a Grand Line mais próxima estava marcada para daqui a 4 dias, mas como foram muitos pedidos eu procurei algum outro modo de fazer a viajem. - Thor pegou algumas folhas de papel e entregou uma cada para um dos presentes, papel esse que mostrava a foto de um homem.

- Esse é Christoff Dragominoff, um cientista de uma ilha da Grand Line que estava foragido. Wonderful Land, a ilha da qual ele fugir pediu que o levássemos de volta vivo, e ele atualmente se encontra preso na prisão de Loguetown. Falei com o pessoal de lá e eles concordaram e incluir vocês 5 na missão. Ela vai ser liderada por dois tenentes, Victoria Scarlett e Dereck Jackson, os quais fui informado que já se encontram no navio, que vai partir daqui a 30 minutos com destino à Loguetown para pegar o prisioneiro e escolta-lo em direção à Grand Line para que seja julgado em sua terra natal. É só isso. Se preparem e estejam no navio antes que ele parta, senão terão que esperar mais 4 dias para ter outra oportunidade.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teru
Soldado
Soldado
Teru

Créditos : 37
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2014
Idade : 22
Localização : F3 + Teru

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySab 06 Jan 2018, 22:53


Chapter One  -To the Grand line!
Sea Hound

I bite way more than I bark
A Dog At Sea IX
.

Chegando ao suposto local onde teria que trocar de roupa de modo a vestir o uniforme certo correspondente a sua actual graduação, Rin deparou-se com uma situação engraçada ao ver que a suposta pessoa que ali estava sofria da visão ao ponto de lhe confundir com uma mulher, uma circunstância engraçada mas que ironicamente para o cachorro não era a primeira vez e segundo a sua sorte estava muito longe de ser a última. Chegando ao local e ouvindo os comentários da velhota, o mink achou melhor apenas colaborar com o que a senhora julgava visto que tentar corrigir a situação tornaria as coisas muito mais estranhas do que já eram, ironicamente o uniforme de sargento não era muito diferente do estereotipo vestuário de soldado, era basicamente o mesmo com algumas pequenas mudanças aqui ou ali para dar a falsa sensação de progressão, algo que Rin não reclamou pois tudo o que não tivesse que sair da carteira dele e não fosse visualmente horroroso era bem-vindo.

- Ah, senhor Terumi! Pode se sentar. Estou apenas esperando mais algumas pessoas para eu iniciar as instruções da próxima missão. Espero que não se importe em esperar um pouco.

- Não faz mal, eu sou paciente mas por favor não me chame se senhor. Pode me chamar sargento apenas. Não gosto de me sentir velhor - comentou o mink procurando um lugar para se sentar.

Alguns instantes depois de se colocar confortável e de ver o suposto capitão ou comandante, algo irónico pois mesmo depois de tanto tempo o cachorro ainda não sabia sabia qual era o rank do homem, honestamente nem o nome completo do mesmo ele sabia pois as únicas coisas que sabia é que o seu nome era Thor e tudo o que era força militar naquela ilha era comandado e coordenado por ele. Momentos depois um grupo de dois indivíduos ter entrado na sala, humanos ou pelo menos mais humanos que ele considerando as circunstâncias, Rin limitou-se a sorrir e acenar sem mencionar uma única palavra, nenhum deles parecia demasiado intimidativo o suficiente para que o cachorro se levantasse do seu confortável lugar, o nome do individuo masculino era "Sparkbolt" que por si mesmo era um nome redundante mas nada que pudesse criticar seriamente visto que o seu próprio nome era sexualmente ambíguo no melhor das circunstâncias.

O mink limitou-se a olhar e continuar o seu momento de repouso visto que segundo Thor faltava mais uma dupla naquela divisão, alguém que supostamente tinha tido uma missão e estava prestes a regressar ou já tinha regressado e estava quase a chegar, detalhes pouco importantes considerando que Rin não sabia a mínima ideia quem era logo restava-lhe aguardar e tentar fazer uma imagem mental de quem entraria pela porta. Por fim o último par de pessoas acabou de chegar, primeiro entrou um moço que momentos depois uma mulher entrou na divisão concluindo por sim o grupo de pessoas que receberia as informações para a aquela missão, do pouco que sabia estavam a ser feitos vários pedidos para serem recolocados na Grand Line, que por sua vez era um local mais perigoso dos que os tradicionais Blues mas que sem dúvida nenhum eram o método mais efectivo de fazer uma rápida progressão de carreira, após um curto resumo da razão pela qual foram convocados, Thor iniciou o discurso.

- Esse é Christoff Dragominoff, um cientista de uma ilha da Grand Line que estava foragido. Wonderful Land, a ilha da qual ele fugir pediu que o levássemos de volta vivo, e ele atualmente se encontra preso na prisão de Loguetown. Falei com o pessoal de lá e eles concordaram e incluir vocês 5 na missão. Ela vai ser liderada por dois tenentes, Victoria Scarlett e Dereck Jackson, os quais fui informado que já se encontram no navio, que vai partir daqui a 30 minutos com destino à Loguetown para pegar o prisioneiro e escolta-lo em direção à Grand Line para que seja julgado em sua terra natal. É só isso. Se preparem e estejam no navio antes que ele parta, senão terão que esperar mais 4 dias para ter outra oportunidade.

- Bem se é isso que temos a fazer, assim será.

Assim que as informações da missão foram estabelecidas, Rin começou a olhar em redor observando as "interessantes" figuras que predominavam a sala, dois humanos do género masculino com aspecto semelhante aos protagonistas das histórias que por coincidência estavam acompanhados por duas outras criaturas do sexo feminino com grande "personalidade". Se não fosse o traje da marinha que ambas usavam, o cachorro quase que as confundiam por uma daquelas acompanhantes de luxo que rondavam as ruas de noite em buscar de dinheiro extra, o adequado seriam manter-se calado e esperar que um deles falasse algo sobre a missão ou sobre a organização do grupo para a missão, alguma coisa, o que quer que fosse para pelo menos ter uma ideia da personalidade e da mentalidade que tinham.

- Acho que é adequado da minha parte fazer uma boa primeira impressão, o meu nome é Rin Dae... Terumi, Rin Terumi mas podem apenas tratar-me por Rin. Espero que façamos uma viagem bem-sucedida

Dito isto o mink iria colocar os braços junto ao corpo e fazer uma pequena vénia em sinal de respeito aos outros membros, visto que nunca tinha ouvido falar de nenhum dos indivíduos que estavam presentes na sala e existia a possibilidade de um deles ter a possibilidade de o expulsar da marinha por uma brincadeira de mau gosto ou discordância de personalidade. Caso houvesse alguma resposta, Rin iria aproveitar para formar um curto dialogo e de certa forma conhecer melhor os seus "companheiros de equipa" para esta especifica missão, a sua primeira escolta prisional e que por sua vez vinha incluída com uma viagem de ida gratuita a Grand Line, caso nenhum deles fosse assim tão socializeis e como ainda tinha cerca de trinta minutos para ir ao local de embarque, o cachorro iria aproveitar para requisitar algum tipo de equipamento ou material que lhe fosse útil para a viagem visto que agora que tinha um cargo mais elevado, de certeza que tinha acesso a um melhor arsenal de bens.

OFF:
 

Objectivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

L£t Me bE yOur gUIdE, in tHiS pAth of MeGaLoMaNiA


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração   -   Pensamento  -   Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Sargento
Sargento
gmasterX

Créditos : 9
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 20
Localização : Na minha casa,ué

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySeg 08 Jan 2018, 16:30

HERE WE GO,BOYS!




Wohoo! To inteirinho e novo em folha! Precisava de férias, mas tanto faz. Thor parecia ter algo de importante para dizer a mim e... Um grupo bem peculiar... Quero dizer... Eu não esperava encontrar um cara com cheiro de cachorro, um loirinho que me parecia bem doido e uma jovem de óculos com grandes “habilidades”...? Bom... Pra estar ali, é o mínimo que nós temos de ter... Enfim! Após ter a minha reentrada deverás “forçada” na sala. Eu não consegui me conter e não comentar.

-Hm... Parece que esses músculos não são de enfeite. – Eu disse antes dele passar o esquema da nossa viagem.

- É muito bom que tenha recuperado os uniformes, mas tenho instruções para passar. – Ele disse, parecendo querer agilizar logo as coisas.

- É claro que é bom... É sempre ótimo quando alguém impede que a ilha sofra um ataque terrorista ou algo do gênero... – Proferi e olhei para o lado, brevemente chateado por achar que eu não recebi o devido reconhecimento. Pra ser sincero, eu não vou chegar a lugar nenhum se eu ficar reclamando e reclamando sobre isto.

- Ótimo, estão todos aqui. Bom, sei que estão animados para ir para a Grand Line, o que é meio estranho alguém querer ir espontaneamente para aquele inferno, mas vocês que sabem. A missão que levaria vocês para a Grand Line mais próxima estava marcada para daqui a 4 dias, mas como foram muitos pedidos eu procurei algum outro modo de fazer a viajem. – Disse o grandalhão, entregando umas fotos de um maluco que me parecia muito maluco.

-Sinto cheiro de uma missão de captura ou escolta... – Pensei comigo mesmo, tendo breves flashbacks das minhas experiências mais recentes de tortura. – Bom... Eu tenho que ter um pouco mais de fé dessa vez, por que o velho e monstruoso Thor está mandando gente competente desta vez! – Segui raciocinando, tentando amenizar o meu medo.

- Esse é Christoff Dragominoff, um cientista de uma ilha da Grand Line que estava foragido. Wonderful Land, a ilha da qual ele fugir pediu que o levássemos de volta vivo, e ele atualmente se encontra preso na prisão de Loguetown. Falei com o pessoal de lá e eles concordaram e incluir vocês 5 na missão. Ela vai ser liderada por dois tenentes, Victoria Scarlett e Dereck Jackson, os quais fui informado que já se encontram no navio, que vai partir daqui a 30 minutos com destino à Loguetown para pegar o prisioneiro e escolta-lo em direção à Grand Line para que seja julgado em sua terra natal. É só isso. Se preparem e estejam no navio antes que ele parta, senão terão que esperar mais 4 dias para ter outra oportunidade. – Ele seguiu, passando as informações da missão.

- Então eu só tenho que entrar naquele barco e garantir que aquele esse cara não seja morto até lá? – Na minha cabeça, isso soa muito mais simples do que parece, mas eu tenho que manter os pés no chão aqui... Por que das últimas três vezes que eu fiz isso, a minha sorte me recebeu com um pé na cara.

Certo, então ta na hora de me preparar! Vamos fazer as mala primeiro! Mas que malas você pergunta? Bom... É uma ótima pergunta a se fazer, já que a ultima mala que estava recheada de nada, aparentemente está no fundo do mar...  Mas isso é fácil de providenciar, mas a questão das questões aqui é... Há algo que me pertence e eu não estou carregando neste exato momento? Bom, até onde eu sei... Só tem aquilo... Mas aquilo pode ficar pra depois.

Ao fim daquele papo todo, eu finalmente lembrei do que eu realmente queria falar com o Thor. Nesse momento, eu puxei a faca envenenada que estava guardando comigo e a cravei sobre a mesa para chamar sua atenção.

-Antes de ir,deixarei esse presente contigo. Uma faca com um tipo especifico de veneno, parece que ele só mexe com os sentidos do oponente, mas a faca tem uma quantidade boa do veneno e pode ser analisada. - Mas agora... Por onde eu começo..?

Durante devaneios e devaneios, decidi que o mais educado a se fazer, seria me apresentar aos demais companheiros. Eu o faria de forma bem breve e resumida, pois estava pronto me arrumar.

-Hm... Bom! Prazer em conhecê-los! Chamo-me Magnus! Gran Magnus! Mas podem me chamar de G, sargento, caipira ou aquele carinha que vive sorrindo. No fim, eu lhe responderei desde que eu não esteja ocupado. Só peço que tenha educação. – Diria e complementaria minha frase com um grande sorriso para demonstrar minha simpatia perante meus companheiros. – Bom! Vejo vocês no barco! - Me despediria e seguiria com:



3
2
1
GO!!



– Mayu! Vamos fazer as malas! Me encontre no porto! – Então eu me retiraria do local e seguiria para o estoque, o local onde as coisas acontecem, o mais rápido o possível e sem ser interrompido.

- Bom dia e desculpa o mau jeito e a pressa, mas poderia me dar um suporte pra machado de guerra, um uniforme de sargento e uma mochila? Bem... A maior que tiver. – Eu proferiria ao chegar lá, pronto para me retirar novamente. Caso o responsável pela área não tivesse posse de algum dos itens ou os dois, eu diria: - Obrigado pela atenção! – E então eu iniciaria uma corrida em direção a cozinha/refeitório. Dessa vez, eu olharia em volta por algo que pudesse comer a caminho do porto. Mesmo que provavelmente eu fosse ser alimentado dentro da embarcação, eu não posso ficar mais um minuto sentindo essa fome. Tentaria não parar de comer enquanto busco pelo meu lanche e ao encontrar, eu o pegaria alguns, os jogaria na mochila,  pegaria um ultimo e o seguraria com os meus dentes para poder dispor dos meus dois braços caso haja algum obstáculo.

Ao encontrar o que eu queria na cozinha, eu partiria para o meu quarto e se tivesse a minha mochila em mãos, eu jogaria minhas roupas de civil e... Meu chapéu...? Meh... Eu não tenho muito pra levar... BOM! EM FIM! Quando estivesse com tudo em mãos, eu tomaria cuidado evitaria multidões para simplesmente não ser embarreirado. Se conseguisse chegar ao local sem problemas e os demais não estivessem lá, eu me sentaria e descansaria para recuperar meu fôlego. Se todos estivessem lá, me aguardando, eu não pararia de correr e simplesmente adentraria o navio, sem era nem bera.


NPC ACOMPANHANTE:
 


Legenda:
 

Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 


Última edição por gmasterX em Dom 08 Jul 2018, 12:30, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptyTer 09 Jan 2018, 14:25

O Milagre Da União (Depois De Quase 10 Posts De Aventura)


Finalmente iria me livrar daquela desgraça de Blue. Com a missão finalizada, eu só precisava agora relatar as coisas a Rema-Cu e ter minha linda e maravilhosa viajem para Grand Line. Eu sabia que Rin provavelmente estava mais animada que eu para aquela viajem, e em parte havia começado com isso por causa dela, mas de fato era uma ideia/sonho muito bom. Estava andando animado em direção à sala do chefão, quando então me lembrei de uma coisa que ele havia dito, e suei frio. De repente uma enchurrada de memória da conversa anterior com ele me inundaram e um trecho em específico ecoou abruptamente pela minha mente. "Daqui a alguns dias", "daqui a alguns dias", "daqui a alguns dias"... Não um, não dois, mas um número incerto, três ou mais... O BARCO PARA A GRAND LINE NÃO IRIA VIR HOJE OU AMANHÃ, MAS DAQUI A NO MÍNIMO TRÊS DIAS!!! Meu andar logo se transformava em um arrasto, percebendo que teria que ficar mais dias naquela ilha, mas dias naquela monotonia. Nesse momento uma chama de otimismo se ascendeu em mim, e eu comecei a pensar em coisas como ele ter nos zoado, ter encontrado outro meio, ter esquecido de uma outra viajem mais rápida, ou coisas assim, e percebi que se ficasse para baixo o Thor talvez ficasse com pena de mim, e isso era a última coisa que eu queria.

Retomando minha anterior agitação, adentrei na sala aonde o chefinho falava com outro sargento que parecia bem familiar - Senhor Sparkbolt, é bom ver que está bem. Quando Rin chegou com as provas e pedindo ajuda, pensei que você tivesse morrido. Estou feliz que estava errado - Oownt, que fofo, não precisa se acanhar, thorzinho, sei que você não queria mais ver minha cara, eu causo esse efeito nas pessoas - Dizia brincando, embora estivesse me incomodado por ter me chamado de "Sr. Sparkbolt", já que ser tachado pela minha família era a última coisa que eu queria. Quando ele falou sobre só faltar dois, me lembrei também que ele havia dito que mais gente havia pedido para ir a GL antes de mim, obviamente se inspirando na minha conversa com Rin, aqueles copiadores; mas tudo indicava que os outros que haviam pedido (três, no caso) eram o sargento familiar que estava lá e os outros dois que ainda não haviam chegado. Foi só eu pensar neles que um cara de repente abriu a porta, falou algo de uniformes roubados, viajem para a Grand Line, e então fechou a porta e foi embora. Todos ficaram com cara de cu perante a situação, mas eu segurava meu riso. Aquele mongol veio falar sobre a viajem com o Thor e sequer ficou para saber se já tinha informações! Aquele cara com certeza era dos meus. Eu tentava segurar o riso, mas ver Thor puto saindo da sala, pegando ele pelo colarinho e arrastando de volta foi irresistível e eu não consegui me segurar, virando o rosto enquanto ria - Ótimo, estão todos aqui. Bom, sei que estão animados para ir para a Grand Line, o que é meio estranho alguém querer ir espontaneamente para aquele inferno, mas vocês que sabem. A missão que levaria vocês para a Grand Line mais próxima estava marcada para daqui a 4 dias, mas como foram muitos pedidos eu procurei algum outro modo de fazer a viajem - Uma lágrima solitária caia do meu olho enquanto gritava mentalmente. Eu sabia! Sabia que ele não nos faria esperar os 4 dias! Continuando, Rema-Cu pegou um papel com a foto de um cara bizarro e deu a todos nós - Esse é Christoff Dragominoff, um cientista de uma ilha da Grand Line que estava foragido. Wonderful Land, a ilha da qual ele fugir pediu que o levássemos de volta vivo, e ele atualmente se encontra preso na prisão de Loguetown. Falei com o pessoal de lá e eles concordaram e incluir vocês 5 na missão. Ela vai ser liderada por dois tenentes, Victoria Scarlett e Dereck Jackson, os quais fui informado que já se encontram no navio, que vai partir daqui a 30 minutos com destino à Loguetown para pegar o prisioneiro e escolta-lo em direção à Grand Line para que seja julgado em sua terra natal. É só isso. Se preparem e estejam no navio antes que ele parta, senão terão que esperar mais 4 dias para ter outra oportunidade.

Minha animação havia voltado a toda, meia hora e quatro dias era uma diferença enorme, e agora finalmente sabia meu destino: Wonderful Land. Eu não tinha conhecimento das ilhas da Grand Line, mas o nome daquela ilha me passava boa impressão. Interrompendo minha animação, meus companheiros começará, a se apresentar, começando pelo de aparência familiar - Acho que é adequado da minha parte fazer uma boa primeira impressão, o meu nome é Rin Dae... Terumi, Rin Terumi mas podem apenas tratar-me por Rin. Espero que façamos uma viagem bem-sucedida - E nesse momento me lembrava dele - Ahhhhhhhhhhhh, bem que você parecia familiar! Você é aquele cara de orelhas estranhas que fez uma missão liderado por mim. Lembra, aquela dos bandidos assaltando a loja de joias? Bom, infelizmente por motivos, de, err... Força maior, por assim dizer... - Diria olhando de canto de olho para Rin - Não vai dar certo de chamar de Rin. Vou te chamar de Teru, ok? - Dizia, logo antes do segundo se apresentar - Hm... Bom! Prazer em conhecê-los! Chamo-me Magnus! Gran Magnus! Mas podem me chamar de G, sargento, caipira ou aquele carinha que vive sorrindo. No fim, eu lhe responderei desde que eu não esteja ocupado. Só peço que tenha educação - Eu pensei por um instante em dizer que educação não era meu forte, mas achei melhor deixar isso de lado e me apresentar logo - Bom, eu sou Lars, Lars Sparkbolt. Também pouco me importo em como me chamem, desde que não passem dos limites do aceitável - Então olharia para Rin esperando que ela se apresentasse, mas se não o fizesse, eu diria - Essa daqui é Rin, veio comigo do North Blue e é o motivo de não poder chamar o Teru de Rin. Duas pessoas com o mesmo nome é bem chato.

Não havendo mais nada na sala, eu sairia esperando que Rin saísse também. Diria a ela que era melhor já irmos arrumando nossas malas, e assim iria para qualquer quarto ou lugar onde tivesse deixado minhas coisas, juntaria tudo novamente em uma mala, provavelmente a mesma que trouxe de Wars Island, e iria para o lugar de embarque. Caso sobrasse tempo, entretanto, em vez de seguir direto para o local de embarque, eu passaria rapidamente no banco para sacar meu salário, e então seguiria para o local. Caso Rin ainda não estivesse lá, em ficaria olhando na direção que ela supostamente viria esperando por ela, mas caso já estivesse lá eu simplesmente iria até ela e esperaria o horário chegar. Na hora do embarque, eu entraria no navio junto do pessoal e procuraria ou um lugar para deixar a mala ou um dos tenentes que fosse liderar a missão, o que viesse primeiro, mas se o tenente que encontrasse não fosse falar nada, eu voltaria a procurar um lugar para deixar minhas coisas.
[/color]


Histórico do Ceji:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 19
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySab 13 Jan 2018, 22:16

   



Hora do embarque!

  • Todos


A missão havia sido passada, e cada um se animava do seu próprio modo com a iminente ida para a Grand Line. A cada segundo que se passava a viagem estava cada vez mais próxima, e logo depois da apresentação individual dos marinheiros escolhido por Thor para a missão, cada um seguiu seu caminho. Terumi pediu por equipamento para a missão, entretanto não havia muito o que se fazer para uma simples missão de escolta, e ele teve que ir de mãos abanando. Magnus seguiu para o arsenal do navio, onde um homem bem vestido o recepcionou. - Está à procura de que? - Perguntou, recebendo a resposta do garoto logo em seguida. O homem entrou e procurou nos itens que ali haviam, e logo voltou com um suporte para machado. - Infelizmente não temos nenhuma mochila. E os uniformes são no final do corredor. - Ele informou, apontando para a direita.

Seguindo até lá, o espadachim encontrou uma senhorinha bem velha que não parecia enxergar direito. - Ah, você é o tal de Grand Magnus, não é? Hm, deixe-me ver aqui. Grand Magnus... G. Tamanho G. - Ela parecia ter se confundido com a letra, e pegava para Magnus uma roupa claramente grande demais para ele. - Se essa ficar pequena, tenho essa outra aqui também. Tamanho GG. - Era difícil acreditar que alguém fosse grande o suficiente para precisar de um uniforme maior do que aquele, mas a visão ruim da senhora pareceu ser útil, pois ela pegou um uniforme aparentemente do tamanho de Magnus por engano, achando ser de um tamanho maior. Não havia por que discordar dela, então era apenas questão de pegar o uniforme correto e ir embora.

Logo em seguida o homem seguiu para a cozinha, onde a comida ainda estava sendo feita, entretanto parecia que demoraria para sair. Para sua sorte, havia um pote com barrinhas de cereal para o caso de algum marinheiro estivesse com fome e não fosse hora do almoço ou janta. Magnus seguiu para o pote e começou a guardar as barrinhas para depois. Três barrinhas haviam sido afanadas e mais três estavam em sua mão até que uma das cozinheiras o impediu, segurando sua mão. - Você não é o único nesse QG, seu esfomeado. Pode ir largando. - Pegando uma última para comer, no final o espadachim conseguiu pegar somente 4, contando a que comia.

Lars se despediu temporariamente de Rin e seguiu para o banco mundial para sacar o salário de sua missão, e um homem de terno com o rosto enfaixado prontamente o atendeu. - Senhor... Sparkbolt, não é? Bom ver um Sparkbolt da nova geração. Aqui está. - Ele disse, entregando para ele um bolo de notas com 6.060.000 berries.  

Assim, todos os 5 marinheiros designados para a missão arrumaram suas coisas e seguiram para o navio que os esperava no porto. O navio que finalmente os levaria para a Grand Line. Pouco depois de embarcarem, o navio saiu do porto e começou a viagem para a próxima ilha, até que um homem com cicatriz no rosto apareceu. - Um, dois, três, quatro... É, acho que os cinco vieram. - Ele disse, contando os marinheiros. - Sou Dereck Jackson, é um prazer. Victoria está lá dentro se arrumando na cabine dela, então acho que ela ainda vai demorar um pouco. No mais, sintam-se livres para fazer o que quiserem para matar o tempo. A viagem daqui até Loguetown não será curta. - Terminando a fala, ele foi até uma cadeira de praia, pegou um livro e começou a ler.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 


Última edição por Hoyu em Qui 18 Jan 2018, 18:04, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Sargento
Sargento
gmasterX

Créditos : 9
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 20
Localização : Na minha casa,ué

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptyTer 16 Jan 2018, 22:19

Blue is the color





  Cara, pela primeira vez desde o dia que eu me juntei à marinha, eu me sinto genuinamente animado. Tirando o fato de que eu estou animado quase sempre, essa é a primeira vez que eu estou animado com um motivo. Depois do rebuliço com o ladrão no meu primeiro dia na ilha, tudo acabou indo bem... Uh... Ladeira a baixo. Quero dizer, mesmo que algumas das muitas vezes, tudo aquilo foi totalmente, quase que completamente, minha culpa.

Consegui uma viagem para o lugar mais interessante que eu já conheci. Além disso, eu consegui algo para o meu estomago digerir e mais gente pra me ajudar. Hm... Mais gente pra dar uma força é até bom, mas eu tenho total e plena confiança na Mayu, ela é alguém que já me salvou diversas vezes e me ajudou mais ainda, então eu já a considero uma profissional nisso.

— Prazer em conhecer-lo! Tenente Dereck senhor! — Eu proferi, o saudando e sorrindo logo após, para me mostrar mais descontraído e relaxado. Não quero que ele pense que eu sou um soldadinho fanático, só por que eu o cumprimentei. Depois de todas as formalidades eu prossegui com: – Esta que me acompanha é minha gloriosa bem-feitora e incrível companheira, Mayu Miki. – E logo após, afagaria a cabeça da mesma. – E eu sou o sargento Gran Magnus, também conhecido como Guardião de Organ, mas pode me chamar de G. – Eu completaria com o meu sorriso mais cortês.

– Bom, caso precise de mim, é só chamar. – Eu acenaria brevemente com a cabeça para prosseguir explorando o navio. Procuraria por um quarto para me acomodar. Se não tivessem quartos disponíveis para mim naquele navio, procuraria um local em que pudesse ficar sozinho, um local fechado e com espaço para me esticar. Eu então colocaria lentamente os itens que estava carregando de lado. Cada um deles carregando uma emoção, um nome, uma historia e muito sangue.

– Isso tem que acabar... De um jeito ou de outro... – Sussurraria, colocando minha mão sobre minha testa.



FLASHBACK


– O que achou que ia acontecer? Você ia puxar a sua espada e tudo ia se resolver? – Disse Del Rose em tom de desaprovação. – Eu não passei esse tempo todo gastando saliva e energia pra você simplesmente se arrepender de maneira tão patética. – Ele continuou, exalando fúria em suas palavras.

Não importava pra onde eu olhasse, a cabana de madeira do lendário espadachim estava coberta de sangue. Meu corpo estava quase que completamente dominado por feridas e o tom vermelho rubro. As feridas apenas me faziam sentir uma ardência de como se eu tivesse me ralado brincando pela floresta, mas o sangue tornava tudo aquilo mais macabro. No momento em que eles estavam me enfrentando, o meu sangue estava fervendo e eu não queria raciocinar, mas mesmo assim eu não consigo me esquecer da cara deles enquanto eu os cortava. Aquele momento, eu estava muito exausto para fazer algo, por isso eu apenas me sentei e abaixei a minha cabeça, como se estivesse aguardando pelo julgamento dos meus crimes. A população comemorava enquanto uma besta enfrentava outras bestas, e quando o rei dos mares simplesmente se retirou com o seu olho ensangüentado, eu percebi que eu estava agindo como eles.

– Eu fui tolo em pensar que isso seria tão simples como se livrar da corja – Eu disse em tom baixo.

–Qual é! Todo esse esforço e dedicação valeram à pena! Pare de ser dramático e falar merda! Você não vai começar a agir que nem essas crianças estúpidas de hoje em dia, não é? – Del Rose retrucou, tentando me animar enquanto me repreendia – No fim de tudo, esse seu conflito interno de adolescente na puberdade não vai lhe levar a lugar nenhum e ficar chorando que nem uma moça que acabou de menstruar não é a coisa mais genial a se fazer! – Ele complementa. –Se você desistir de tudo bem agora, eu vou ficar extremamente decepcionado com você. Você precisa aprender que o trabalho sujo deve ser feito por alguém e este alguém faz parte deste grupo auto-intitulado de “Heróis”. – Ele cruza os braços e se senta perto de mim. – Lembre-se que na vida, essas escolhas devem ser tomadas por aqueles que se julgam insatisfeitos, então você já sabe o que fazer. – Ele relembra os avisos que me passa em meio aos contos de sua época na marinha. De como a corrupção e o sistema do Governo mundial o fizeram ter cada vez mais vontade de se aposentar. – E não se atreva a jogar todos os meus ensinamentos no lixo, por que se não eu vou te bater com tanta força que você vai se lembrar de todas as surras que você já tomou na sua vida.



Fim do flashback


– Droga... Decolei de novo... – Pensei enquanto encarava minhas armas no canto do quarto. Eu voltaria ao que eu estava fazendo, tiraria minhas vestes, as dobraria e as colocaria perto de meus outros pertences. Em seguida, eu pegaria meu novo uniforme e o colocaria, ajeitando à gola, as mangas, a barra da calça e no fim eu me agacharia pra colocar os meus sapatos.

– Bem mais confortável, se a minha patente melhora a minha vestimenta, pelo menos eu tenho um incentivo pra trabalhar melhor. – No fim, eu pegaria tudo que tinha deixado no chão e procuraria um lugar para guardar meus pertences. Deixaria quase tudo por lá, levaria comigo apenas minha Agnis e a espada estranha que eu encontrei no meu quarto no QG.

–Aldebaran... – Diria lendo a inscrição – Não é o nome de uma estrela? – Complementaria. Ela parece que foi muito bem cuidada e feita com bastante carinho, por isso eu decidi ficar com ela.

Depois de me arrumar e guardar minhas coisas, eu procuraria por um caderno e algo para escrever nele e depois procuraria por uma sala com uma mesa e uma cadeira, se não encontrasse tal espaço, eu retornaria ao convés e me sentaria no chão, me encostando a alguma estrutura próxima, apoiando o caderno em minha perna. Com cuidado, eu desenharia linhas horizontais, seguindo o padrão do caderno de caligrafia que ganhei quando era pequeno. Puxaria uma barra de cereal dos meus bolsos e logo após eu morderia um grande pedaço para poder mastigar bastante. No fim, eu passaria meu tempo escrevendo sobre a minha historia até o presente momento, tentando manter as palavras na linha com minha mão esquerda. Meu irmão dizia que devemos praticar esse tipo de coisa com técnicas simples como algo que você já está acostumado a fazer e eu preciso muito de mais habilidade e destreza com minha mão esquerda.


NPC ACOMPANHANTE:
 


Legenda:
 

Histórico do Gezão:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 


Última edição por gmasterX em Dom 08 Jul 2018, 12:37, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teru
Soldado
Soldado
Teru

Créditos : 37
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2014
Idade : 22
Localização : F3 + Teru

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptyDom 21 Jan 2018, 21:52


Chapter One  -To the Grand line!
Sea Hound

I bite way more than I bark
A Dog At Sea X
.

Sem muita sorte no upgrade desejado para o seu armamento, Rin seguiu caminho em direcção ao barco visto que mais nada lhe prendia ali e o mink não queria correr o risco de ficar para trás no caso de um embarque prematuro. Enquanto embarcava, sendo um dos primeiros a chegar com muita certeza, pelo menos um dos primeiros do grupo, Rin observava outros marinheiros a subir para a embarcação, enquanto que uns carregam itens e mercadoria para a viagem, outros despediam-se das mulheres e filhos, efectuando um último adeus antes de uma grande e prolongada viagem onde muitos nem sequer tinham chances de retorno. Por mais que tentasse evitar parte de si não conseguia evitar a certa solidão que sentia ao ser entregue no mundo com pouco ou quase nada a zelar por ele, apesar de não se arrepender das escolhas que tinha feito nada disso significava que conseguia suportar as mesmas sem nenhum tipo de imunidade moral e psicológica, agarrando as alças da mochila com ambas as patas e baixando o rosto, o cachorro apressou o passo para dentro do navio e parando junto ao mastro principal, encostando as costas ao mesmo de modo a não perturbar a passagem do mesmo aguardou que os restantes marinheiros chegassem, algo que apesar de demorado não foi substancial mas pelo menos venho acompanhado de uma chamada de nomes ao estilo de escola primária.

- Um, dois, três, quatro... É, acho que os cinco vieram. Sou Dereck Jackson, é um prazer. Victoria está lá dentro se arrumando na cabine dela, então acho que ela ainda vai demorar um pouco. No mais, sintam-se livres para fazer o que quiserem para matar o tempo. A viagem daqui até Loguetown não será curta.

Após a apresentação de Dereck e com a conhecimento de uma tal Victoria, Rin limitou-se a estar calado e observar o clima, a viagem em alto mar era algo na qual nunca tinha experimentado visto que a única viagem que fez na vida foi de Zeplim logo parte de si estava curioso para ver como é que iria desenrolar. Olhando para Magnus e a sua suposta assistente, Rin começava questionar se todos tinham direitos a uma criada pessoal e o mink tinha apenas esquecido o recado, talvez fosse algo que viesse com alguma missão mas seja como fosse era algo que não importava muito, assim que o importante fosse dito iria apenas tossir de leve para chamar a atenção e iria pronunciar as suas intenções de ficar a vigiar o suposto prisioneiro visto que essa era realmente a verdadeira missões que lhes permitiu fazer a viagem, não havia nada de grátis no mundo logo era bom aproveitar as supostas "boas" oportunidades da triste e cruel trama que chamávamos de vida.

- Bem acho que vou ver o prisioneiro, alguém tem de prestar atenção nele

Afastando-se do grupo mantendo as orelhas baixas e as mãos nos bolsos, Rin iria em direção ao porão visto que este era o local mais apropriado para manter um prisioneiro, o problema agora era descobrir o local sem se perder mas tendo em conta que era um barco e não um castelo, o ideal seria procurar algum tipo de escadas que lhe levasse para baixo, o importante agora era manter-se produtivo visto que todos estavam a ser avaliados de alguma forma e o cachorro não pretendia ser o primeiro a receber uma marca negativa. Assim que encontrasse o que procurava, algo que não seria muito complicado após uns bons quinze a vinte minutos se tivesse sorte e por fim perguntaria ao responsável sobre a situação actual, o homem não iria ser deixado sozinho visto que foram destacadas quase meia dúzia de pessoas para garantir que o mesmo chegava ao seu destino sem causar nenhuns problemas, seja como for seria apenas arranjar algum lugar para se sentar e observar o tal criminoso, talvez ele fosse simpático e arrependido pelos crimes e tivesse apto para conversar ou talvez não, o que importava agora era encontrar e cumprimentar.

- Hmm olá. Vim apenas ver se precisavam de algo? - questionou o cachorro colocando as orelhas de lado de forma curiosa.

Tomando um lugar numa cadeira vaga ou numa mesa vazia que não fosse perturbar ninguém ou até mesmo contra uma parede de costas para a mesma mantendo sempre o criminoso no seu campo visual mas nunca efectuando contacto visual visto que muitos acham que era algum tipo de tratamento de superioridade, Rin tentaria conversar com alguém que lá tivesse de modo a descobrir o que fazer durante a duração da viagem. Não havia muito que pudesse estudar e o mink tinha quase a certeza que havia algum tipo de médico mais especializado logo era algo que não precisa de ser algo que lhe cobria a sua mente. Analisando bem a situação talvez seja melhor tentar saber melhor sobre o lugar que ia, a Grand Line, muitos falavam sobre o luxo e aventura que aquele lugar era mas curiosamente nunca tinha ouvido qual era o seu aspecto físico, será que era dividido em ilhas e oceanos? Talvez um super continente? Será que nevava ou era sol todo o ano? Será que algum dos soldados lhe saberia dar uma resposta caso perguntasse? Tentar não custava tempo em conta a exagerada carga de viagem que tinha pela frente.

Objectivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

L£t Me bE yOur gUIdE, in tHiS pAth of MeGaLoMaNiA


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração   -   Pensamento  -   Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySeg 22 Jan 2018, 18:48

MONEY, BITCHES


Pela primeira vez em muito tempo, ou o que parecia muito tempo, eu estava de bom humor. Sair daquela merda de ilha estava sendo um santo remédio para meu humor, e melhor, eu saía em direção à Grand Line! Claro, claro, íamos passar rapidamente por Loguetown antes, mas isso não imporaba muito. Sinceramente, eu estava pouco me fodendo para a missão, só me importava para a carona marota, mas infelizmente uma das condições para embarcar naquela maravilha de navio foi participar daquela desgraça de escolta, então para o meu azar eu teria que fazer o joguinho deles, mesmo achando que seguir de Shells direto para a GL seria bem mais eficiente e menos frustrante. Mas vida que segue, não é mesmo?

Seguia assobiando em direção ao banco sacar o dinheiro da missão. Não sabia o que encontraria na GL, e gostaria de ter dinheiro sempre em mãos, para caso quisesse comprar algo ou precisasse de dinheiro para alguma burocracia. Sabia que só estava na marinha a dois dias, e havia feito apenas três missões, então não esperava grandes quantidades de dinheiro. Ao menos o que havia recebido da última vez havia sido ótimo para mim, mesmo não sendo muito, pois era a primeira vez que recebia salário, MEU dinheiro, e dessa vez era provável receber um pouco mais, visto que agora era sargento. Chegando no banco, me deparei com um senhor de meia idade todo enfaixado; não sabia em que tipo de merda ele havia se metido para ter que ficar todo enfaixado, mas para ir trabalhar todo enfaixado por causa de ferimentos, aquele velhinho deveria ser bem vida loka. Sem perder tempo, logo pedi para sacar meu salário, mas fui agraciado pela maravilhosa noticia de que o cara conhecia minha família, então se referiu a mim como Sr.Sparkbolt, e não pelo meu nome - É Lars para você - Por um instante pensei em adicionar ", arrombado" no final, mas decidi que não valia o esforço, principalmente em meio a minha animação. Decidi simplesmente pegar logo o dinheiro e vazar, e assim o fiz, sem nem olhar quanto tinha no bolo.

Não tardou e eu voltei para s proximidades do navio, e logo embarcamos. Era um navio da marinha padrãozão, então não tinha muito o que olhar lá, mas fomos logo abordados por um sujeito com uma cicatriz estilosa ma lateral do rosto. Após verificar que estávamos todos lá, ele se apresentou como Dereck Johnson (embora eu tenha estranhado seu nome ser Dereck e não Derick), um dos tenentes responsáveis pela missão, além de nos informar que a outra responsável era uma preguiçosa e ainda estava em sua cabide. Ele saiu depois de nos sugerir achar algo para matar o tempo visto que a viajem ia ser longa, o que me fez revirar os olhos, já que não queria ainda mais demora, mas fazer o que, viagens são viagens, não é mesmo? Eu não sabia bem o que fazer para passar o tempo, então simplesmente decidi conferir minhas coisas antes de mais nada. Sugeriria para Rin arranjar um quarto para por suas coisas logo também, e seguiria para o meu, independente se fosse quartos específicos designados ou para pegar qualquer quarto vazio. Uma vez lá eu logo deixaria minha mala em um canto e iria verificar o meu dinheiro, para ter certeza que não faltaria.

Enquanto pegava o dinheiro, me lembrava que da última vez que verificada meus salários, havia ganhado cerca de 40.000, então já que eu agora era sargento, esperava ter uns, sei lá, 100.000 ou um pouco mais no total. Para minha surpresa, entretanto, quando comecei a contar as notas, o logo no inicio elas passavam de 500.000! Meus olhos se arregalaram nesse ponto, e eu continuei a contar, com uma expressão cada vez mais espantada, até contar FODENDOS 11 MILHÕES DE BERRIES!!!! Onze. Milhões. Isso era mais do que eu já tinha recebido na minha vida toda. Eu me sentia rico, e nem ao menos sabia de onde tinha vindo todo aquele dinheiro! Se a simples mudança de patente tinha aquela diferença toda, os Almirantes deveriam ganhar bilhões! Isso era algo absurdo, mas um lado bom tinha, me dava mais motivos para querer subir de patente na marinha. Sério, eu nunca iria imaginar que aquela merda de instituição militarizada me daria tanto dinheiro. Se eu soubesse, não teria ficado tão relutante em entrar. Pelo dinheiro, claro, não pelas tradições de família. Me segurando para não jogar as notas para cima e fingir que é chuva de dinheiro, guardo-as com mais uma renovação no humor, e então sairia da minha cabine em direção dos outros. Eu sinceramente não sabia o que fazer, então tinha uma pequena esperança de me juntar a alguém em seu contratempo. Caso não achasse ninguém para me juntar ou nada para distrair, simplesmente iria para a borda do navio e ficaria olhando o mar e a ilha diminuindo atras. Aquela era minha primeira vez viajando de navio, afinal, então não poderia deixar de apreciar a paisagem.
Histórico do Ceji:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 19
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptyQua 24 Jan 2018, 21:54




O início da viagem!


  • Todos


Depois de tudo que eles passaram, finalmente a viagem se iniciava, e o navio se afastava do porto de Shells Town. Finalmente eles seguiam a diante, rumo à tão prometida Grand Line. E, para começar tudo, eles conheceram o superior que lideraria a missão, junto da outra que ainda não havia dado as caras. Pelas suas palavras, a viagem até Loguetown seria um tanto quanto enfadonha, então seria bom que arranjassem algo para fazer. Terumi parecia querer passar uma boa impressão, e anunciou que iria ver o prisioneiro, saindo enquanto Dereck o olhava incrédulo. O mink andou alguns metros até que o tenente viesse até ele e o parasse, com a mão em seu ombro. - Você tá bem, garoto? A passado mal ou algo assim? - Dereck parecia genuinamente preocupado com o mink. - Porque, tipo, já era para vocês saberem, mas só vamos pegar o prisioneiro em Loguetown. - Aquela situação era constrangedora demais, mas para quem via de fora provavelmente era muito engraçada.

- É, o Thor comentou sobre isso. - Mayu comentou, se segurando para não rir. Passado o mal-entendido criado pelo mink, cada um seguiu para seu quarto. O navio não era muito pequeno, então havia quartos vazios o suficiente para os 5 marinheiros e os 2 que comandariam aquela missão. Depois que Magnus guardou suas coisas e refletiu um bocado consigo mesmo, foi a procura de um loca sossegado para poder escrever. Sem encontrar nenhuma sala para isso, o sargento teve que se limitar a sentar-se contra a parede do convés, em um dos cantos, e começar a escrever. Depois de um tempo quieto, uma mulher de tapa-olho se aproximou. - Tá escrevendo o que ai? - Disse, tentando ler o que estava escrito no caderno. - Ah, já ia esquecendo. Sou a tenente Victoria Scarlett, prazer.

Assim como os outros, Lars havia se separado de sua companheira na hora de procurar um aposento, e logo depois de se arrumar e surtar por causa do dinheiro que havia recebido, o Sparkbolt voltou até o convés, e sem o que fazer acabou por aproveitar a vista, enquanto Shells Town diminuía no horizonte. Cada instante que se passava, a ilha se tornava mais distante, enquanto o vento soprava contra a vela do navio. Sem demora, uma voz familiar chamou sua atenção. - Lars! - Rin chamou, atrás dele, fazendo ele se virar até ela. - Já me arrumei no meu quarto. - A garota informava para Lars, que se virar novamente para ver o mar, mas dessa vez viu algo um pouco... Diferente. Assim que se virou novamente, viu algo grande, branco e com manchas pretas indo rapidamente em sua direção, crescendo rapidamente até bater com tudo contra seu rosto. Desnorteado, o sargento caiu para trás, jogado pelo impacto repentino. Assim que processou o que havia ocorrido, o jovem viu, ao seu lado no chão do navio, uma gaivota desesperada, batendo as asas loucamente, mas sem sair do chão, como se tivesse tendo espasmos ou uma convulsão. Logo ela conseguiu ficar de pé, deu uma ultima olhada para Lars e saiu voando, indo embora, enquanto Rin olhava para ele e se segurava para não rir.


Viagem:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : To the grand line! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 EmptySex 26 Jan 2018, 15:17

A Revolta Dos Pássaros


Ganhar dinheiro é sempre bom, mas melhor ainda é achar dinheiro. Tipo quando você enfia a mão no bolso e acha uma nota de dinheiro que não se lembra de estar lá, e se sente com a sorte renovada. Eu estava em uma situação parecida, embora o dinheiro sempre esteve lá, só eu que fui retardado a ponto de não contar. Sair da ilha e achar aleatoriamente 10 milhões no meu bolso haviam salvado meu dia, mas também, provavelmente seria algo que salvaria o dia de qualquer um, e eu achava que dessa vez, não havia como algo tirar meu bom humor... Infelizmente eu estava redondamente enganado.

Inocentemente guardei minhas coisas e me dirigi ao lado de fora do navio. Eu queria achar algo para fazer, mas, bom, meu companheiros não pareciam colaborar muito. Gê estava desenhando em um canto, Rin ainda não havia terminado de arrumar suas coisas, e Teru... Bom, Da última vez que fiz missão com ele, ele havia se negado a proferir uma única palavra comigo, e agora havia dito que ia ver o prisioneiro, como se ele estivesse aqui e não em Loguetown, então eu duvidava das competências mentais dele. Sem opções, simplesmente guia a amurada e comecei a observar a ilha diminuindo. Viajar de barco era algo muito comum, e só agora eu percebia o quão estranho era eu nunca ter viajado em um. Parecia que agora que eu estava na marinha, aquele tipo de viajem seria bem comum, mas isso não me impedia de admirar a beleza daquele tipo de viajem. As ondas quebrando atras do barco conforme ele passava, os pássaros gralhando quase como em despedida, o balanço suave e aconchegante do navio... era como se eu estivesse em um mundo à parte apenas para aproveitar aquele momento. Conforme nos afastávamos da ilha, a mesma se encolhia cada vez mais pela distância, como se representasse as poucas memórias que teria de lá. Em dado momento, deitei minha cerca de lado na aburada e, com um dos olhos fechados, estendi minha mão e posicionei meu indicador e polegar rentes a ilha, como se a segurasse entre os dedos, e permaneci daquele jeito por um tempo, estreitando o espaço que "segurava" conforme a ilha exigia menos espaço no meu campo de visão.

Eu estava perdido em pensamentos quando uma voz me chamou, me fazendo despertar de meu topor com um salto. Era Rin vindo avisar que já havia terminado de arrumar suas coisas. Eu não sabia ao certo se ela que havia demorado ou se eu havia ficado na verdade por pouco tempo olhando o horizonte, mas definitivamente meu senso de tempo vacilou por um instante. Assim que ela terminou de falar, coutei meu rosto novamente para onde se localizava a ilha no horizonte, para conferir se a velocidade que a ilha sumia correspondia com o tempo que eu acabava que ficará olhando a mesma, mas não consegui ver a ilha para confirmar. Mas havia algo estranho, eu não via a ilha porque ela havia sumido no horizonte, mas porque eu não conseguia ver o horizonte. Era como se houvesse algo bloqueando minha visão, algo branco, aumentando muito rápido, e quando percebi o que estava acontecendo, era tarde demais, aquela coisa me acertou com tudo no rosto, me fazendo voar meio metro e cair no chão. Meu rosto doía e eu estava tonto com a porrada repentina, mas consegui virar a cabeça e identificar uma forma branca torcida comos e estivesse se convulsionando no chão. Uma gaivota. A porra. De um. GAIVOTA. Puta que pariu, aquela era a prova definitiva que o mundo não gostava da minha felicidade. Bastava eu ficar calmo por alguns minutos que o mundo mandava a caralha de uma gaivota fudida fazer cosplay de kamikaze e se tacar na minha cara. Torcia para que tivesse quebrado a asa, aquela filha da puta. Ainda desnorteado, fiquei algum tempo a encarando como se estivesse tentando mandar minha raiva por vias telepáticas ao pássaro imbecil, mas gaivota fudida logo se recuperou, e me deu uma encarada como se dissesse "estou de olho" antes de levantar voo e ir embora.

Após finalmente me levantar, me deparei com Rin se segurando para não cair na gargalhada. Por um instante, quase gritei com ela, mas me lembrei de quando descontei minha raiva nela em Wars, e em como havia decidido não deixar isso acontecer de novo. Assim, apenas fechei a cara e me virei novamente para apoiar os braços na amurada, dessa vez me certificando que nenhum objeto estava voando em minha direção, após algum segundos, respirei fundo para tentar me acalmar, e me virei de novo - Tá. Rin, pretende fazer o que até chegarmos no destino? Eu estava olhando o oceano, mas parece que o mundo desaprovou a ideia - Perguntava, fechando a cara enquanto falava a última parte. Esperava que que ela tivesse alguma ideia do que fazer, mas caso não tivesse, ou caso fosse algo vago, eu tentaria puxar assunto - E aí, já ouviu falar dessa tal Wonderful Land para onde vamos? - Esperava que ela soubesse ao menos algo sobre a ilha, porque eu mesmo nunca havia ouvido falar. Se ela soubesse pouco ou nada sobre a ilha, diria - Ao menos o nome passa uma boa impressão, né? - Caso continuasse sem saber o que fazer e sem muita noção sobre a ilha, perguntaria para Dereck ou para a tal Victoria, caso a achasse, o que eles sabiam sobre a ilha, para ao menos ter noção básica de aonde estava me metendo. Se ainda assim estivesse sem nada para fazer, e Rin estivesse fazendo algo iria até ela para ver o que fazia, e talvez a ajudar, se precisasse.

Histórico do Ceji:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




To the grand line! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: To the grand line!   To the grand line! - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
To the grand line!
Voltar ao Topo 
Página 5 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: