One Piece RPG
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Momoko Yuki
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:49

» [Ficha] Joe Blow
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:46

» Akira Suzuki
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Ceji Ontem à(s) 23:18

» Revan Yamamoto
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:18

» Revan Yamamoto
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:17

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Licia Ontem à(s) 22:44

» Uriel Seraphim
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:25

» Sorte ou Azar? Uma Ascensão Pirata!
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 21:13

» Cap IX ~ Esperança ~
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Alek Ontem à(s) 21:06

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Alê Ontem à(s) 21:00

» Pedido de Kit Drake
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:58

» Azura V. Pendragon
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:51

» Hello darkness my old friend...
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Alek Ontem à(s) 20:29

» Livro Um: Graduação
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:26

» ||Tesouro|| Ambição dos vadios - Down Island
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 20:26

» ~ Mudanças Importantes ~
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:21

» Que se ascenda o fogo!
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Tensei Ontem à(s) 19:47

» The One Above All - Ato 2
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:26

» Bell Farest
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Far Ontem à(s) 19:20

» A primeira conquista
Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Emptypor Misterioso Ontem à(s) 18:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo 1 - Manchado de Sangue

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyDom 02 Jul 2017, 23:52

Relembrando a primeira mensagem :

Capítulo 1 - Manchado de Sangue

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Vincent Arkaryas. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyDom 17 Set 2017, 10:40

Finalmente eu conseguira convencer o loiro com sua passagem de saída da ilha dada pela mulher que o caçava. Ao chegarmos na embarcação pude perceber que o não era um simples navio de passageiro, mas sim de pesca com um forte cheiro de peixe em seu convés. O capitão da escuna era um velho com uma perna pau que ao ver a mensagem enviada por Bethos resmungava que a mulher ainda iria o levar a falência e nos mandava embarcar. De partida, eu me sentava sobre o piso sujo para iniciarmos o aprendizado, entretanto o loiro recuava mais me perguntando o que eu queria saber e dizendo que não iria se sentar no piso, talvez por "nojinho".
Inicio do Aprendizado da Pericia Falsificação

Encarando Jalan eu apenas via em seu rosto o nojo que sentia por estar em um fétido navio de pesca. Sinceramente aquele cheiro não me incomodava, mas se ele sentia nojo não era eu que o faria mudar de ideia - Desejo saber Falsificação falava calmamente sem desgrudar meus olhos do homem - Está bem o homem remexia em sua mala e pegava alguns objetos que talvez fossem ajuda-lo a explicar melhor o assunto - Primeiramente, antes de você aprender como falsificar tem que saber como reconhecer algo falsificado. eu estava atento para tudo oque o homem dizia - Por exemplo algumas pinturas antigas, tem em sua madeira a chamada pátina que é quando a madeira está envelhecida e é algo muito difícil de se reproduzir até mesmo para excelentes falsificadores o loiro pegava e me mostrava dois quadros - Outro método para se descobrir algo falsificado, mas com apenas pinturas de óleo é seu cheiro, já que apenas sai com o passar dos tempos o homem tomava um pouco de ar para retomar a explicação.

Aos poucos eu entendia o que o loiro explicava - Outro exemplo como os vasos, podem ser reconhecidos como falsos, a partir do tipo do barro utilizado e as características do local em que o objeto fora fabricado o homem guardava os quadros que tinha em sua mão e pegava dois vasos que ao meu ver não demonstravam tantas diferenças - Um pequeno teste agora, olhando assim você consegue reconhecer qual destes dois foi fabricado com um barro de regiões desérticas? Jalan sorria cinicamente, enquanto eu tentava imaginar qual daqueles dois seria o vaso certo - Vou no dar esquerda eu apontava para um vaso mais rústico e aparentemente mais detalhado que o vaso ele segurava em sua mão direita - Julgando sua escolha não fora a errada, ambos foram feitos para ter características de regiões desérticas, mas vasos como este tendem a ser menos resistentes e quebradiços ou seja duram poucos anos o loiro mostrava o lado detrás do vaso que já estava com algumas pequenas rachaduras deixadas pelo tempo - Vamos para uma parte mais interessante agora, creio eu que você não curta muito saber sobre vasos Jalan adotava sempre um sorriso cínico em seu rosto.

Em todo o tempo naquela breve explicação ele se mantinha em pé, sem importar com o balançar do navio seu orgulho realmente deveria ser muito alto para não se sentar sobre o piso - A última parte, mas não menos importante em falsificação é onde falsificamos cartas, documentos importantes e até mesmo assinaturas Jalan parecia dizer esta parte um pouco mais orgulhoso - É importante te dizer que a caligrafia, o tipo de papel e a reprodução corretamente da escrita importa muito quando for fazer isto guardando os vasos que pegará em sua bolsa o homem puxava uma folha de papel , em minha visão aquilo parecia o documento oficial da marinha, entretanto algo parecia estar errado mesmo que eu olhasse diversas vezes para o papel não conseguia identificar o que estaria errado - Você deve ter percebido algo de errado, mas não sabe me dizer certo? ele voltava a colocar seu sorriso no rosto - Sim ao dizer aquilo ele parecia intensificar seu sorriso - O que está errado aqui é a assinatura que não foi reproduzida corretamente deixando alguns pequenos erros quase que imperceptíveis ele me mostrava os detalhes que poderiam acabar entregando que aquele documento era falso - Entendo, mas se eu quisesse fazer algum documento antigo? eu o questionava calmamente - Bem isso é algo relativamente simples, você teria primeiro de envelhecer o papel e a tinta usando alguns métodos ele terminava de falar pondo novamente um sorriso.

Jalan me sobre todos os métodos que eram utilizados para envelhecer papel, mergulhar no chá que o deixava em um tom claro, com café que deixava em um tom mais escuro e colocar em uma gaveta com grilos para os insetos fizessem suas fezes em cima do papel que além de deixar com o mesmo tom dos métodos anteriores o deixava com aspecto de deterioração natural. Usamos o método do café, já que não haviam grilos para ser pegos dentro do navio.  Após mergulhar o papel dentro do líquido era preciso esperar algum tempo para que a folha secasse e eu pudesse escrever na folha - Se quiser pode utilizar fogo para secar o papel mais rápido e o deixar como se fosse um daqueles pergaminhos, porém mantenha por 5 ou 6 minutos até que o papel comece a enrolar rapidamente ele acendia uma pequena chama e começava a passar por baixo do papel, enquanto eu segurava - Mas lembre-se você não pode deixar a folha parada sempre a movimente para não acabar queimando ela ele me fazia movimentar o papel, enquanto mantinha o fogo parado.

Por fim o homem pegava uma outra folha acompanhada de uma pena e um tinteiro, lápis e uma caneta - Agora vamos treinar sua caligrafia o homem começava a escrever algo com os três objetos - Você terá de replicar essas 3 assinaturas o loiro me entregava o papel em que havia escrito juntamente das canetas e do lápis - Tem uma ordem pela qual devo começar? perguntava pegando tudo de suas mãos - Não têm uma ordem certa pode começar por qual quiser, mas aconselho ir do mais difícil para o mais fácil e a mesma coisa com oque você vai escrever ele falava colocando em seu rosto mais uma vez seu sorriso cínico. Eu começava com a pena na assinatura que julgava ser a mais difícil para logo no começo ter algum desafio e depois terminar rapidamente. Na primeira tentativa com a pena foi algo realmente complicado, já que eu não conseguia escrever do jeito certo, com o lápis a dificuldade diminuiu um pouco mais, entretanto fora difícil replicar com precisão e pelo menos com a caneta eu conseguia fazer do jeito que queria. Na segunda assinatura eu novamente não conseguia escrever corretamente com a pena e isso a fazia borrar demasiadamente demais na folha, já com o lápis consegui por pouco replicar a assinatura e terminando com a caneta dessa vez não pude realizar do jeito que queria.

Minhas mãos doíam pelo esforço realizado naquela atividade e também suava por conta do sol que brilhava em cima do meu rosto, porém ainda não era a hora de parar. Na terceira assinatura eu ainda não conseguia escrever com a pena e isso realmente me deixava um pouco frustrado - Assim você não nunca vai conseguir escrever, tem que escrever suavemente se forçar a pena irá borrar tudo mesmo Jalan me repreendia pelo jeito errado que escrevia. Com a dica do homem eu agora conseguia escrever quase que perfeitamente utilizando a pena e depois usando os outros objetos rapidamente repliquei a assinatura. Depois que havia terminado o loiro começou a analisar tudo oque eu havia feito no papel - Você replicou melhor, apenas a última assinatura que foi quando conseguiu utilizar todos os métodos Jalan me parabenizava por ter conseguido - Bem acho que agora você sabe oque precisa para falsificar, mas tome cuidado para não cometer mais os mesmos erros ele guardava os tudo novamente em sua bolsa.


Fim do Aprendizado da Pericia Falsificação


Depois de tanto esforço minhas mão estariam tremendo pelo cansaço, procuraria algum lugar para recostar a cabeça e então dormir. Após descansar procuraria por algo para comer e assim saciar um pouco da fome que sentia. Não sabia se a viagem seria longa e por isso para me distrair ficaria observando os arredores e o mar.

Histórico:
 


Última edição por Vincent Arkaryas em Dom 17 Set 2017, 18:22, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyDom 17 Set 2017, 12:05



Manchado de Sangue


Viagem até Loguetown (?)




Dawn Island -> Loguetown — Tarde — 17 h 34 min — Viagem 1/4


A embarcação zarpava e Vincent, juntamente ao loiro, tomava rumo até Loguetown. Como prometido o loiro ajudou o ruivo no que ele precisava. Foram longas horas de viagem. Já era tarde e ambos encerravam o compartilhamento de informações. O ruivo, cansado, achou um amontoado de cordas e lá repousou. A última visão que ele tinha antes de padecer era do loiro olhando para o horizonte.

Dawn Island -> Loguetown — Tarde — 21 h 15 min — Viagem 1/4


Era noite. Vincent acordava após quase quarto horas de descanso. O silêncio era interrompido pelo romântico barulho das ondas e a brisa que mudava drasticamente o tempo. De um clima quente de verão agora estava fazendo frio. A cada sopro, quem não estivesse agasalhado de maneira correta poderia pegar um resfriado. Caso olhasse ao redor, Vincent veria que estava só ali.

Era uma embarcação um tanto quanto pequena. A luz de uma cabine estava acesa e o barulho de gritos e risadas poderia ser ouvido pelo jovem, porém eram abafados pelas janelas e portas do local. Caso o rapaz tentasse se levantar, ele veria que seus pés estavam presos a um aglomerado de cordas, talvez os homens tivessem jogado ali e não haviam visto o rapaz.

Dentro da cabine acontecia um belo jogo de cartas onde o loiro jogava com outros três homens. O restante olhava enquanto bebiam rum que estava em um barril de trinta litros no interior da locação. O ruivo podia ver em cima da mesa onde acontecia o jogo de cartas que haviam soqueiras parecidas com as suas. De fato eram as dele. O loiro as usava como objeto de aposta.

- Droga, pelo que vejo vocês irão me depenar! – afirmava o loiro. Os homens apenas riam. De fato, os três homens já estavam com certa quantidade de objetos, esses eram do loiro. O loiro então embaralhava as caras e dava para outro homem embaralhar e assim foi passando de um em um. – É o seguinte, quem chegar mais perto de vinte e um ganhará tudo, o que acham? – questionou o loiro. Os homens, animados por estarem ganhando, toparam na horo. Aqueles que assistiam não se importavam muito com o que acontecia ali, conversavam entre si. O capitão não estava ali.

O loiro então pegou suas duas cartas e as guardou. Em sequência os homens foram mostrando seus jogos. O primeiro mostrou dezesseis. O segundo, animado, mostrou dezenove. Praticamente confiando em sua vitória, ele já pegava tudo da mesa, porém, o terceiro homem mostrava seu jogo: vinte. Todos ficavam impressionados, porém o loiro soltava uma risada. – Muita calma meus amigos, eu ainda não mostrei o meu! – o loiro então mostrava a combinação que formava os tão temidos vinte e um. Número raro de se formar. Vincent do ângulo que estava podia ver que o loiro guardava uma carta em sua meia enquanto distraía os homens.

Caso Vincent se interessasse pelo capitão, ele estava na outra extremidade da escuna — direção contrária de onde o ruivo havia dormido antes. Para chegar até lá tinha de contornar a locação. O velho estava sentado na borda do navio. Ele tragava seu cachimbo enquanto soprava aos céus. — Acho que meu tempo como capitão está chegando ao fim... – comentava consigo mesmo, sendo audível para Vincent, caso ele fosse lá.

Se Vincent se distraísse com o jogo, já encontraria o velho entrando no local. – Quem está pilotando essa embarcação? - questionou o velho. Aquela era a maneira dele encerrar aquela farra e voltar todos para suas funções. Os marujos rapidamente guardariam suas bebidas e iam para as suas funções. O velho pegaria uma caneca e botaria uma caneca de rum para ele, onde revezaria com o cachimbo em sua boca.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySab 23 Set 2017, 13:58

Ao acordar percebia que o sol já havia se posto dando lugar para o brilho da lua. As brisas no vento mudavam o clima quente para um frio, oque particularmente não gostava. Olhando ao redor eu percebia que havia ficado ali no convés sozinho, talvez por já estar esfriando e os marujos querendo se divertir. Tentando me levantar podia ver que meus pés estavam presos em meio a um aglomerado de cordas, ao meu ver os homens deveriam ter jogado as cordas, enquanto estava adormecido sem ver me ali. Assim que conseguisse soltar os meus pés, me levantaria e me encaminharia até a cabine iluminada e que de longe poderia ser ouvido as risadas e os gritos abafados dos marujos. Quando entrasse no local, poderia notar que os homens estavam jogando cartas e é claro apostando pertences e dinheiro. No meio dos homens estava Jalan, esse que parecia estar perdendo, já que eu reconhecia facilmente algumas de suas coisas que ele havia perdido para os homens. Assim que notasse minhas soqueiras sendo apostadas pelo loiro em cima da mesa, me aproximaria dele e pegaria em sua camisa - O que você pensa que está fazendo!? diria em um tom raivoso, esperaria sua resposta e caso respondesse para me acalmar ou que tudo estava sob-controle o soltaria - HAHAHA riria em uma risada sem graça, cerraria meu punho e procuraria acertar em seu rosto um soco direto - Ah, ele iria trapacear nesse jogo sorriria cinicamente ainda olhando seus olhos e depois passaria a olhar os marujos.

Antes de sair do local pegaria as soqueiras e caso os marujos tentassem impedir que eu levasse me dizendo que eu deveria jogar para tê las de volta - Elas são minhas e não dele, como não as apostei e nem pedi para que ele o fizesse tenho o direito de pega-las de volta falaria calmamente. Se os homens ousassem provocar uma briga procuraria desviar de seus golpes com saltos para trás e jogando meu corpo para trás e para os lados. Assim que conseguisse uma oportunidade a aproveitaria dando uma cotovelada no estômago do primeiro que viesse para cima - Vamos, mostre do que você é feito! gritaria com um sorriso cínico no rosto, caso conseguisse acertar seu estômago. Prosseguiria com um soco no maxilar do meu oponente, mas se não acertasse a cotovelada procuraria voltar a desviar-me dos golpes realizados pelo homem. Me distraindo com a luta não poderia perceber a aproximação do capitão da embarcação perguntando sobre quem estava pilotando a escuna, fazendo automaticamente os homens voltarem as suas obrigações - Me diga velhote, vamos demorar para chegar em nosso destino? perguntaria calmamente. Caso sua resposta fosse sim responderia - Entendo meu tom de voz sairia um pouco indiferente, mas se fosse sim responderia um pouco mais animado, queria chegar rapidamente meu destino.

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySeg 25 Set 2017, 13:37



Capítulo 1


Manchado de Sangue



Sem ter muita paciência para trabalhar junto ao loiro em seu golpe, Vincent chegou logo abordando o loiro de maneira ferrenha. Com um soco desferido, ele pegou suas coisas de voltar em nenhum momento ele foi interferido pelos homens que apostavam assustados, focaram suas atenções no loiro larápio.

Uma luta ali se iniciou. O loiro tentava se esquivar dos golpes dos outros três homens. Alguns ainda bebiam e riam do que acontecia ali. Sem perceber, o capitão estava ao seu lado. Questionando o velho pela distância da viagem, Vincent recebeu de início apenas um olhar sério do homem, que mandou o restante trabalhar ao invés de ficar ali vadiando. O que salvou o loiro.

— Acho melhor você ir dormir garoto, quem deve se importar com a duração da viagem sou eu! — afirmou o velho se dirigindo até o barril de saquê.

Entendendo, Vincent então saiu até o convés, onde sem perceber já havia dormido sentando olhando para a noite que já estava perto do madrugar. O loiro sentava um tanto quanto distante do ruivo, ainda estava incomodado por ter sido atrapalhado por ele, porém, logo pegou no sono.

Dawn Island -> Loguetown — Manhã — 06 h 27 min — Viagem 2/4

Ao acordar, Vincent perceberia a brisa do amanhecer bagunçando seus cabelos ruivos. O loiro ainda dormia, assim como alguns marinheiros que descansavam antes de seu turno se iniciar. O capitão, imponente, estava ali, pilotando a embarcação enquanto o substituto dormia. Como sempre, a fumaça de seu cachimbo seguia o fluxo da brisa que soprava, se perdendo na imensidão daquele mar.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySab 30 Set 2017, 13:23

Havia conseguido com êxito pegar minhas soqueiras do loiro e ainda sem quaisquer interferência por parte dos marujos que ficaram lutando com Jalan, talvez tivessem ficado irritados pela tentativa de trapaça do homem. Após a resposta do capitão eu me dirigira até o convés, onde novamente adormecia, dessa vez sentado olhando para noite. Ao acordar podia perceber a brisa do vento balançar meus cabelos, alguns ali pareciam ainda dormir profundamente, já que estava muito cedo. O único que conseguia ver acordado era o capitão que pilotava a embarcação, enquanto o substituto dormia. Rapidamente me levantaria de onde estava sentado ou deitado e me espreguiçaria para espantar um pouco da preguiça, faria também exercícios como flexões e abdominais para esquentar o corpo. Depois de alguns minutos procuraria algo para comer e para isso buscaria uma cozinha ou uma espécie de cantina onde os marujos se alimentavam. Caso conseguisse achar o local entraria e pediria por comida - Um pão para o bonitão aqui! gritaria convencidamente para os que estavam ali. Se me dessem o alimento, sairia dali voltando ao convés, onde sentaria e começaria a mastigar lentamente a comida. Se não tivesse ninguém por ali ou me negassem me dar o pão pegaria por mim mesmo o alimento - Fala sério, bando de imprestáveis! andaria pelo local e olharia para todos os lado buscando o alimento. Caso conseguisse achar comeria por ali mesmo, mas se não achasse sairia para o convés um pouco frustrado "poderiam pelo menos dizer onde estava, malditos inferiores!" pensava saindo do local.

Sem nada para fazer no convés iria até os aposentos do capitão e entraria no local em busca de algo de valor para pegar "emprestado" sem tempo determinado para devolução. Caso tivesse um cofre procuraria algo que pudesse me auxiliar para arrombar o cofre, se não achasse algo útil o faria apenas usando as soqueiras. Caso conseguisse abrir o objeto retiraria tudo o que estivesse dentro e sairia do local assoviando como se nada tivesse acontecido ali. Se não obtivesse êxito em abir o cofre continuaria a procurar algo para roubar, não sairia de mãos abanando até que encontrasse algo. Se me descobrissem dentro do local me fingiria de vítima - Opa, eu achei que pudesse entrar por aqui sorriria fingidamente para pessoa e deixaria o local apressadamente. Caso a pessoa tentasse chamar pelo capitão ou então fosse o próprio capitão procuraria silenciosamente desacordar a pessoa com um soco e assim evitar algum problema futuro, como toda tripulação tentando me jogar ao mar, o que claramente eu não deixaria tão facilmente.
Off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Vincent Arkaryas em Qua 04 Out 2017, 15:39, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySab 30 Set 2017, 19:46



Narração


Viagem até Loguetown



Vincent, após acordar e realizar seus exercícios matinais se dirigiu até o interior da escuna. Seu objetivo era encontrar pães, porém, não foi bem isso que ele encontrou. Na verdade só havia bebida ali, muita bebida. O jovem podia não saber, mas marujos costumavam comer vegetais e hortaliças, junto à carne, praticamente todo o dia. Essa era a dieta de um marujo.

— Se você quiser algo terá de ir pescar, se souber é claro — falou certo homem que estava ali, descamando um peixe que acabara de pescar — Mas, se não souber, pode comprar algum, ou negociar em troca de favores, é claro... — concluiu o pensamento o homem terminando de descamar seu café da manhã.

Sem encontrar nada, Vincent decidiu então sair dali bradando com os “imprestáveis” marujos que estavam ali. Vagando pela embarcação, o rapaz encontrou os aposentos do capitão. Sem pensar duas vezes, o rapaz entrou no local e iniciou uma busca de alguns minutos, esses foram pouco para ele achar algo, já que foi interrompido por um pigarrear. Era o capitão!

— O que você está fazendo ai? — falou o homem com um grande facão em mãos. Vincent, amedrontado, mudou logo de assunto, porém, a conversa do rapaz não satisfez o velho totalmente, mas deixou que ele permanecesse vivo por enquanto. — Saia daqui agora! Se eu notar que você está fazendo algo suspeito, junto ao sue amigo, os dois não sairão vivos desse barco! — bradou o velho.

Por azar, o turno do velho pilotando havia acabado. O ruivo então voltou para onde estava, faminto, sem energia — devido à fome — e agora só tinha o loiro de conhecido. Esse estava com a cara totalmente inchada e não olhava com bons olhos para Vincent. O loiro olhava o mar e permanecia calado, porém, sua mandíbula se movia incessantemente, porém, de costas para Vincent, que não podia ver nada ocorrendo.

Viagem: 3/4

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyQua 04 Out 2017, 15:37

O dia mal havia começado e eu apenas acumulava algumas frustrações por não conseguir o que queria. Pra começar um dos marujos havia conseguido pescar um peixe, porém eles aparentemente não dividem seu alimento e fazem com que todos tenham que lutar por seu alimento. Depois eu mal tinha entrado dentro dos aposentos do capitão e lá estava o velho com um facão em mãos ordenando para que eu saísse da cabine. Voltando para o convés faminto e sem energia a única coisa que poderia fazer naquele momento era me sentar novamente sobre o piso e observar as ondas esperando chegar rapidamente ao meu destino. Não tinha muito oque fazer ali e tampouco com quem conversar, apenas conhecia Jalan que ainda deveria estar remoendo o soco que tinha lhe dado. Me deitaria sobre o piso e ali mesmo ficaria observando as nuvens, é claro não iria dormir de novo, pois adormecer era a única coisa que havia feito no navio, talvez eu pudesse ajudar os homens com seus afazeres, entretanto não era do meu feitio auxiliar alguém em coisas nada interessantes. Com o passar de alguns minutos deitado, me levantaria e iria de encontro a Jalan, ele ainda poderia me ser útil se conseguisse convencê-lo a cooperar comigo. Em pé me aproximaria do homem com passos calmos - Hey! você ainda deve estar bravo certo? fingiria um sorriso descontraído para não levantar muitas suspeitas. Caso o homem me perguntasse o que eu queria, seria o mais direto possível com o loiro - É o seguinte, a gente poderia se juntar e pelo menos roubar algo para comer o que acha? sussurraria em seu ouvido da forma que mais ninguém pudesse escutar o que estava sendo dito por mim a Jalan.

Se o homem aceitasse me ajudar mais uma vez sorriria cinicamente - O que tenho em mente é o seguinte, você distrai as pessoas e eu furtivamente roubo oque precisamos explicaria calmamente sem tirar o sorriso de minha face. Caso o homem não aceitasse, o encararia por poucos minutos em sinal de desaprovação - Se prefere rejeitar me ajudar por causa do orgulho, tudo bem você que sai perdendo viraria de costas para o homem e voltaria a me sentar um pouco afastado do loiro. Já sem muitas alternativas do que fazer me deitaria mais uma vez para observar o passar das nuvens. Não tentar fazer algo sozinho, pois estava farto de tantas frustrações que havia tido num mesmo dia.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Vincent Arkaryas em Qua 11 Out 2017, 00:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyTer 10 Out 2017, 01:12



Narração


Manchado de Sangue




As palavras de Vincent faziam o loiro ponderar a ideia de se aliar ao ruivo, porém, o fato de ter um trambique atrapalhado por Vin não saía da mente do larápio. Erguendo-se, o homem se espreguiçou, deu um longo bocejo, coçou sua nuca enquanto, com a outra mão, coçava suas costas. — Por mim tudo bem, amigo, faremos o que você quiser! — Forçou um sorriso o loiro enquanto escorou-se na borda da embarcação. — Porém, fazer isso aqui é perda de tempo, o máximo que vai conseguir é resto de peixe fedorento — fingiu estar vomitando — O local de nosso plano deve ser ali! — Apontou para o horizonte.

Ao longe uma visão se erguia diante de vossos olhos. Era a ilha de Loguetown. O navio enfim chegara no local de destino e, naquele ponto turístico do East Blue, o loiro havia planejado agir, com ou sem o ruivo. — O que me diz? Prefere peixe velho ou um café da manhã digno? — Questionou.

Ao chegar na ilha, o navio pararia no porto, onde havia um grande fluxo de pessoas indo e vindo. Eram turistas, mas, também tinha trabalhadores, pescadores, vendedores, era um grande fluxo de pessoas ali naquele local, nada demais para Loguetown a última ilha antes da Grand Line. — Extra! Extra! Grupo envenena ilha revolucionária e está foragido! Cerveja viciante é descoberta em Conomi Island! Tentativa de assassinado do imperador de Dawn! Extra! Extra! — Bradava um garotinho vendendo jornais. — Olha o peixe, filé sem espinhas, peixe bom, perfeito! Olha o peixe! — Bradava outro homem vendendo peixes em uma banca ali próximo.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptyQua 11 Out 2017, 00:38

Eu havia mais uma vez convencido Jalan a me ajudar e ainda me dava algumas ideias sobre o que fazermos - Prefiro um café digno do que peixes sorriria cinicamente para o homem. Assim que aportamos em Loguetown, já podíamos escutar os sons dos vendedores que gritavam para as pessoas que passavam pelo cais. Antes de desembarcamos olharia para o loiro mantendo o sorriso cínico em meu rosto - Tem alguma ideia? diria calmamente, é claro a desconfiança me deixava um pouco inseguro, já que ele aceitara me ajudar novamente muito facilmente. Caso ele não tivesse algo em mente, resolveria as coisas do meu jeito - Bom, a gente faz o seguinte, você bate nas portas das casas de pessoas bem de vida e distrai quem atender a porta, enquanto eu entro por um a janela ou outro local explicaria calmamente para o homem - Quando eu estiver lá dentro, vou procurar cofres e coisas de valor para roubar pra depois a gente vender terminaria a explicação me direcionando para o lado do barco em que eu pudesse desembarcar. Depois que descêssemos do navio, procuraria pelo garoto dos jornais - Hey garoto! me deixa eu ver um desses jornais aí! vociferaria quando visse o menino.

Após dar uma lida rápida nas notícias que estavam ali, entregaria de voltar em suas mãos e seguiria o caminho para começarmos a realizar nosso plano. Se Jalan tivesse um plano para termos, o escutaria atentamente para não ter dúvidas - Tudo bem falaria em seguida ao término de sua explicação. Caso realmente o homem não pensasse em nenhum plano, enquanto caminhávamos pela cidade seguiríamos meu plano. Olharia para todos os locais analisando todos os edifícios e casas que visse pela frente, buscando algum lugar "chique" para realizarmos o assalto. Esperaria Jalan começar a distração para procurar um método de adentrar a casa furtivamente, caso encontrasse uma janela onde pudesse entrar o faria rapidamente e silenciosamente. Dentro da casa /estabelecimento buscaria por algo de valor que pudesse ter ali, talvez quadros, jóias ou dinheiro. Se eu apenas conseguisse achar um cofre, iniciaria um processo para arrombar o cofre e retirar o que estivesse dentro do objeto. Caso não achasse nenhum lugar de fácil acesso ou então "chique" usaria o plano B, comprar a comida com meu dinheiro, isso é claro se eu não o tivesse deixado nos bolsos na outra calça que eu estava usando. Precisava de algum alimento o quanto antes, não havia me alimentado bem nos últimos dias e para isso precisava utilizar todos os métodos para conseguir comida.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySeg 16 Out 2017, 18:39



Narração


A Taverna do Grande Porco



— Não se esqueça, ruivo, você está falando com Jalan, “O Larápio”! — Afirmou o loiro. Logo em seguida, o homem saltou da embarcação, que ainda descia sua carga e se dirigiu até onde estava o garotinho vendendo jornais. Enquanto uma mulher comprava um ao garoto, o loiro rapidamente pegou um que estava em sua bolsa, e, quase que dançando, voltou para onde o ruivo estava.

— Tenho que me manter informado, claro, agora, vamos para a nossa missão. Primeiramente temos que analisar o melhor lugar para conseguirmos informação, então, olhando aqui... — falou o loiro lendo o jornal que pegara anteriormente – “Taverna do Porco Gigante”, é aqui que iremos! “Famosa por suas gostosa bebida e aperitivos comestíveis. Esses locais sempre têm gostosuras! É para lá que iremos! — Afirmou o loiro.

Enquanto caminhavam até o local, o loiro não parava de ler o jornal. Para o ruivo, essa poderia ser uma surpresa, o charlatão realmente gostava de se manter atualizado aos acontecimentos, mas, para o próprio loiro, a questão não era essa. — Veja, esse grupo causou problemas aos revolucionários, isso realmente não é inteligente, principalmente se não forem marinheiros ou agentes, mas, eu gosto desse tipo de gente. São pessoas abominavelmente perigosas. Não sabemos o que pensam ou o que farão... isso é sexy! Essa loucura aliado ao meu poder de manipulação e o seu... É... Enfim, você, poderíamos ser um forte grupo de Piratas e conseguir roubar tudo que quisermos! — Afirmou com enorme brilho no olhar.

Sem perceber, pelo menos o loiro, a dupla já estava no local indicado e planejado. Era uma taberna com forma arredondada, o que lembrava um porco, essa esse o motivo do nome, talvez. — Enfim chegamos! — Falou Jalan fechando o jornal — Sonhar é bom, mas não enche a minha barriga. Vamos entrar em ação, ruivo! — Afirmou entrando no local.

No interior, a dupla poderia avistar um estabelecimento bem cômodo. Quem servia a bebida era um jovem garoto loiro e quem o auxiliava era um porco. Isso de início não impressionou o loiro, mas, após algum tempo, ele estava maravilhado com o que via. — Ruivo, isso vai ser mais fácil do que pensava. Uma criança cuidando desse lugar, e um porco, a porra de um porco. Vamos aproveitar que os pais dessa criança não estão aqui e vamos comer à vontade. Na hora de pagar, eu já tenho algo em mente! — Afirmou ele se dirigindo até uma das mesas onde estava vaga.

Após algum tempo, o garoto se dirigiu até a mesa onde estava o loiro para atendê-lo. — O que manda hoje, loiro? — Questionou o garoto. O loiro então afirmou querer o melhor prato e a melhor bebida dali. O garoto, feliz por imaginar ter um bom lucro, então rapidamente foi até o outro lado do balcão e preparou a bebida. Seu amigo porco, trazia em seu lombo a bebida em uma bandeja com copos e um vinho muito bom.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 EmptySeg 23 Out 2017, 10:48

Esse pouco tempo que fiquei junto de Jalan, puder perceber que o homem tinha ótimas habilidades de roubar coisas sem que as pessoas notassem. Ele facilmente surrupiara o jornal da bolsa do garoto que os vendia para uma mulher se distraindo com a mesma. Depois de ler um pouco do jornal ele rapidamente decidira o rumo que iriamos seguir na ilha um lugar chamado Taverna do Porco Gigante. Enquanto caminhávamos o loiro não tirava os olhos do jornal que lia algo surpreendente Jalan devia gostar de se manter informado, mas a questão não era essa e sim que ele lia sobre um grupo que causara problemas aos revolucionários. Ele continuava dizendo que aquelas eram pessoas abominavelmente perigosas e que poderíamos formar um bando pirata no futuro, porém uma coisa verdadeiramente me incomodou foi o loiro não saber no que eu tenho habilidades isso me deixava até um pouco ofendido. Sem ao menos percebermos já estávamos no local particularmente o formato da taverna era curioso arredonda do jeito que lembrasse qualquer que a visse um porco, talvez esse fosse o real motivo do nome. Por dentro pudemos avistar que o lugar era bastante cômodo e outro fato que me deixava mais intrigado que o formato do local um garoto loiro auxiliado por um porco era quem servia as bebidas. O loiro já tinha algo em mente para fazermos ali naquela taverna iriamos beber e comer á vontade antes que os pais do garoto chegassem e na hora de pagar ele tinha planejado algo para dizer. Depois de terminar de falar, Jalan se dirigiu até uma das mesas vagas e se sentou pedindo ao garoto a melhor comida e bebida da taverna.

Não querendo ficar sem comer por nenhum minuto a mais, eu rapidamente me sentaria na mesa onde o loiro estava sendo servido pelo porco com um vinho e alguns copos. Assim que o garoto ou o animal chegasse com a comida do homem chegaria minha vez de pedir a melhor comida - Ei garoto! me traz a melhor comida também e vai rápido que eu estou faminto exigiria e em seguida encheria um dos copos que o porco trouxera com um pouco de vinho. Não era muito de beber, mas era algo para saborear enquanto esperava o menino chegar com meu prato de comida. Quando o garoto loiro viesse com o que eu havia pedido, pegaria de suas mãos para começar a degustar lentamente o alimento para aproveitar ao máximo tudo que aquela comida podia me proporcionar. Enquanto comíamos aproximaria meu rosto ao ouvido do loiro - Hey, o que você tem planejado ai? perguntaria em um tom baixo para apenas Jalan entender minhas palavras. Caso o homem me dissesse algo interessante sorriria cinicamente para ele - Boa ideia continuaria sorrindo, enquanto falava novamente baixo para o homem. Se a ideia que o loiro tivesse fosse ruim ou então de um modo que só ele se desse bem passaria a encara-lo seriamente - HAHA, não vou te ajudar em uma coisa dessas só não o agrediria novamente, pois fora eu que pedira sua ajuda e ele poderia querer me provocar me relembrando desse fato. Se Jalan começasse alguma movimentação após terminar de comer eu o esperaria para ver o que iria acontecer para então eu ajudá-lo com o que precisasse.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - Manchado de Sangue   Capítulo 1 - Manchado de Sangue - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 1 - Manchado de Sangue
Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: