One Piece RPG
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Seasons: Road to New World
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 14:46

» Revan Yamamoto
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:29

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 13:57

» Um Destino em Comum
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 13:26

» Supernova
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Shroud Hoje à(s) 13:09

» [Kit] Broly - DragonBall Super
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:59

» Meu nome é Mike Brigss
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:42

» Phill Magestic
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:33

» The One Above All - Ato 2
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 00:49

» Primum non nocere
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 00:18

» Tidus Belmont
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 23:48

» Cap.1 Deuses entre nós
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 22:52

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:25

» Cap. 2 - The Enemy Within
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor King Ontem à(s) 22:19

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:56

» Enuma Elish
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:50

» BOOH!
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:34

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor Pippos Ontem à(s) 21:31

» [Kit] Kat
Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 21:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Crônica do Leste: Uma nova vida

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyDom 21 Maio 2017, 14:58

Relembrando a primeira mensagem :

Crônica do Leste: Uma nova vida

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Elrick Alfagor. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Blackfish
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 12/04/2016

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyDom 17 Set 2017, 20:10

Heureux les doux qui habite en paix


Caminharia junto aquele pequeno grupo de desordeiros sem capitão, ainda me perguntaria o porquê do capitão deles ter sido preso, para alguém que vale quinze milhões de berries ele deve ser casca dura. Esses homens não são muito inteligentes, pressionaria levemente os olhos e morderia o lábio inferior enquanto caminharia e raciocinava ao meu redor. São dez homens afim de resgatar apenas um, já fizeram a conta de quantos marinheiros, agentes do governo e caçadores de recompensa deve ter em Loguetown? Aliás, pelo pouco que sei essa ilha é referência aqui no East Blue, mas eles parecem não ligar, são uns putas megalomaníacos! Meu Deus! Eu tenho que salvar a minha pele, por mais que eu tenha um trato de afeto com Ruth.

Enquanto me dividiria entre meus devaneios e as breves palavras de um sujeito com cara de quem segura fezes ficaria atento ao meu redor e nas palavras do mesmo.

A prioridade? — Sussurraria — Salvar a minha bunda!

Borboletas começavam a querer voar em meu estômago, sinal de entusiasmo e nervosismo, mas minha mente canalizava aquilo em ondas de euforia e adrenalina deixando meu corpo mais alerta que o normal, eu me sentia quase como incapaz de perder o controle dos meus atos e raciocínio lógico, porém ainda não havia me tornado uma pedra de gelo que ignorava emoções, mas confesso que aquele clímax de invasão ao presidio me deixava muito contente com as probabilidades. Antes que o ruivo fosse abrir a tampa para que nós pudêssemos escapar me agacharia e ficaria atento a quaisquer movimentos; Estaria calmo, confiante e alerta, ficaria de olho em Ruth.

Seguiria a mulata tomando um pouco de distância, uma média de três passos dela, porém não ficaria fora da aglomeração de piratas, assim sobre qualquer imprevisto não seria o primeiro a ficar em linha de fogo, minha presença ficaria omitida entre aquele monte de crânio e eu poderia me perder entre as pessoas.

Após passar o túnel me moveria silencioso, antes de sair deixaria que ao menos dois homens fossem na frente para me certificar que aquilo não seria uma armadilha. Caso acontecesse algo com eles, recuaria dois passos e esperaria o ruivo tomar as rédeas, em primeiro plano me certificaria de entrar sem ser danificado e se precisasse daria uma ideia ao sujeito.

Vamos pelas beiradas, colados com a parede, camarade! Sussurraria — Se formos em campo aberto seremos alvos fáceis, vamos separar em grupos para que possamos confundir o inimigo, andando em zigue-zague para evitar tiros e em passos curtos e rápidos.

Se ocorresse tudo bem acompanharia Ruth porém tomaria a dianteira, observaria ao redor fazendo uma analise no local, um mapa em minha mente se houvesse guardas por cima, quantos prédios haviam naquele terreno, se era aberto ou fechado, a locação de cada qual, pessoas presentes, o ambiente e isso sem perder o passo sorrateiro.

Se houvesse algum imóvel onde não estivessem guardas por perto me locomoveria para perto da parede não ficando em área aberta, faria uma visão do local para perceber onde estava e onde seria o presidio principal, como já fui preso antes sabia que todo terreno obteria algum espaço de vigilância e eu me certificaria de abatê-lo primeiro, procuraria o caminho mais rápido e seguro para o mesmo, se houvesse empecilhos no caminho me esconderia para depois criar uma tática.

Se fosse atacado e não houvesse escapatória utilizaria de saltos transversais sempre rodopiando meu corpo para dificultar a mira de tiro, faria pousos suaves para ter estabilidade para ataque e logo me aproximaria do inimigo quase como em passos de dança, tentando confundi-lo e me focalizar.

Kick Shot (キック影響)!

Visaria utilizar minha técnica para nocautear ou na medida do possível matar o inimigo, arrastar seu corpo para alguma grama alta ou atrás de pilastras e avaliar os espólios.


Kick Shot (キック影響):
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptySeg 18 Set 2017, 20:20

Narração

A invasão ao presídio começou e a adrenalina começou a tomar conta de Erick, se ele não fosse uma pessoa naturalmente calma certamente teria congelado. Só aqueles com grande força de vontade eram capazes de resistir aquela pressão, afinal estavam em um lugar completamente perigoso e surpreendente. Ruth seguia na frente do mentiroso e ao começarem a observar o local, podiam ver que o ruivo já tinha avançado rapidamente e estava agarrado a um dos vigias, restando outro na porta que também foi pego por outros 2 companheiros. Os restantes prosseguiam e conseguiam entrar na prisão. Pela hora, era normal que todos estivessem dormindo e assim o local acabava deserto. As chaves eram pegas e finalmente abriam as celas. Sem muita demora, o Capitão do bando saía. Ele era um homem alto, com cabelos na altura dos ombros e um tapa-olho na orbita esquerda. Era notável o respeito dos nakamas, pois todos prestavam uma leve reverência ao vê-lo pela primeira vez. O líder fez um sinal e rapidamente uma arma lhe foi dada. Ele a manuseou com maestria ao verificar a quantidade de balas e se estava destravada.

- Vamos, meus filhos…

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A missão parecia ter acabado com sucesso e todos viravam de costas para fugir, porém nesse momento o Capitão disparou 6 tiros, eliminando todos aqueles piratas, restando apenas Ruth, o ruivo, um homem musculoso e Erick.

- Esses vermes… Tsc… Só 6 balas… Preciso de mais… A Marinha vai me dar uma colher de chá se eu deixar piratas mortos para eles na prisão. Ajuda a trocar pela minha soltura… Espero que me entendam…

O Capitão então caminhou lentamente até um dos atingidos e pegou outra arma, essa totalmente carregada. Ruth e o Ruivo começaram a chorar, destruídos mentalmente por terem sido traídos. O musculoso se enchia de raiva e começava a correr em direção ao atirador. Erick estava logo atrás deles, observando toda a cena. O que ele fará agora?

Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Blackfish
Pirata
Pirata
Blackfish

Créditos : 7
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 8010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2016
Idade : 22
Localização : Loguetown - East Blue

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyTer 19 Set 2017, 19:21

Trágica façanha do barão francês


Eu me sentiria um pouco monótono naquela situação, faltava algo para mim já que aquela invasão estava ocorrendo tudo nos conformes, Ruth e o Ruivo haviam me prometido um caos e ali eu só encontrava paz, era a noite e eu sentiria um pouco de frio logo me agasalharia mais em minha jaqueta novíssima, fiquei meio melancólico seguindo a morena e seu supervisor, uma essência de batalha estava faltando naquela situação.

Ao encontrarmos com o capitão eu avaliaria-o de cabeça aos pés, não negaria que o sujeito tinha presença, não o suficiente para me pressionar, tal como aquela situação, mas me surpreendeu por ser até mais novo do que eu imaginária.

Eu esperava mais... — Sussurraria ao vê-lo.

Ao pegar a arma eu já me depararia com suas intenções, aquele era um capitão pirata raíz, com quinze milhões pela sua cabeça, ou ele vai matar todos nós ou ele vai matar todos os marinheiros pra criar guerra, alguma das duas.

Ao ouvir os tiros e ver pela minha frente apenas sorriria, sorriria cinicamente por estar certo, e eu adorava estar certo, fiquei triste rancoroso com aquele sujeito por ele estar matando possíveis futuros capangas meus, eu não era fã de matança, mas pelo visto aquele sujeito iria me fazer derramar sangue.

Fils d'une prostituée! — Gritaria em uma confusão de raiva e surpresa observando todos os mortos — Precisava matar todos eles?! Porco maldito!

O capitão era um maestro pistoleiro, eu raciocinaria rapidamente que a distância era meu pior inimigo, graças a Deus que eu sou um praticante de taekwondo e seu usar o corpo-a-corpo a meu favor, lutaria de perto para de começo deixá-lo desarmado e ter uma maior chance, logo em seguida recobraria a pose de Ruth e Ruivo para que me ajudassem em batalha, não subestimaria aquele sujeito pelo valor de sua cabeça para marinha, nós temos uma grande diferença de custo e calcularia aquilo em maestria em combate.

Como ataque usaria o sujeito que avançou em minha frente desenfreado como um breve escudo, me concentraria e utilizaria de minha técnica Lois de la Vie: Focus (フォーカス)
para ter maior concentração para esquivar caso precisasse, como tinha uma distância considerável e um escudo humano que aguentaria alguns tiros avançaria usando também outra de minhas técnicas,
Kick Shot (キック影響), visando antes de executar a técnica em linha retilínea logo após pular por cima do corpo do rapaz após receber os projeteis ou bater de frente com o capitão e desvencilhar minha técnica descendo como um arco no ombro do capitão afim de pelo menos quebrar os ossos no quais servem de sustento do braço segurando a arma e deixá-lo incapaz de usar o mesmo. Logo depois de desvencilhar o ataque pousaria no chão abaixando meu dorso e realizando uma rasteira tentando derrubar o rapaz e chutar a arma que o mesmo tinha em outra mão para por fim se aproximar de Ruth e o Ruivo.

Como minha defesa era usar o homem que avançou em minha frente como escudo humano não sairia de trás do mesmo, se o próprio parasse também pararia e não deixaria que o pistoleiro visse sua presença atrás do escudo. Caso estivesse na mira da pistola usaria de seus saltos acrobáticos para tentar desviar da mira e se esconder atrás do corpo do sujeito, usaria de sua flexibilidade para criar movimentos rápidos elásticos para maior mobilidade.

Contra-atacaria caos conseguisse me esquivar ou usar o rapaz como parede humana, avançaria com o dorso abaixado evitando qualquer ataque direto e jogaria meu ombro para impulsionar o resto do corpo em qualquer movimento brusco do homem, se o pirata levantasse qualquer braço jogaria meu dorso ao lado contrário impulsionando um pequeno salto mortal afim de acertar um chute com o calcanhar no pulso do sujeito, o confundiria com minhas ações e tentaria ser preciso nos ataques.


Lois de la Vie:
 
Kick Shot (キック影響):
 

____________________________________________________

Fala Pensamentos Narração
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyQua 20 Set 2017, 20:49

Narração

A cena dramática afetava à todos de maneira distinta. Erick era o único que mantinha a calma e conseguia pensar antes de agir e com tal frieza foi capaz de utilizar o pirata descontrolado para ser o seu escudo e após ouvir os disparos soube que era a hora de saltar por cima do jovem e atacar o atirador. Um chute era desferido com força e atingia o oponente em cheio, porém o capitão era alguém realmente notável e conseguia girar o tronco, recebendo todo o dano no ombro esquerdo, tendo este braço inutilizado devido ao dano recebido, porém manteve o braço direito ileso, o qual ainda conseguia atirar com perfeição. Uma rasteira era desferida em seguida, porém o adversário saltava para trás num dash bastante rápido. Bang, bang… E Alfagor quase era atingido nos pontos vitais, senão fosse um foco extra no combate e suas acrobacias, certamente teria sido pior. Erick conseguiria sentir um ardor no antebraço esquerdo e na bochecha direita, eram os cortes provenientes dos tiros que passaram de raspão, porém lhe machucaram.

- Oh… Você é bom, garoto… Conseguiu sair vivo… Vamos ver quanto mais aguenta!

Enquanto eles trocavam olhares entre si, Ruth caía de joelhos enquanto chorava ao se sentir traída, totalmente desolada. O ruivo tentava acudir o companheiro que acabara de ser morto pelo atirador, também com lágrimas nos olhos, porém em seus olhos apenas ódio existia. Por fim, finalmente um barulho saía da prisão, um soar de emergência era disparado e era possível ouvir. Diversos prisioneiros saíam e começavam a enfrentar os marinheiros que estavam no local e alguns outros que acabavam de chegar.

- Tsc, irei lhe matar antes de fugir… Tenho poucos minutos, mas precisarei apenas de segundos!

O que Erick fará agora?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Blackfish
Pirata
Pirata
Blackfish

Créditos : 7
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 8010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2016
Idade : 22
Localização : Loguetown - East Blue

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyQui 21 Set 2017, 19:14

Sinfonia do Caos


Meu âmago estaria aguçado e excitado para o combate, meu corpo tremeria de euforia e sentiria meu coração em disparada como um galeão francês em alto-mar, o frenesi já estava tomando todo meu corpo e aquele choque adrenalina dos disparos de raspão havia me incentivado cada vez mais.

Em ações rápidas para não abrir brechas para o ataque do inimigo passaria a mão esquerda sobre a bochecha e cerraria os dentes em sinal que estaria sentindo o ardor dos tiros de raspão, logo após morderia o lábio inferior tentando conter um pouco da vontade de batalhar.

Esse frenesi...— Sussurraria ao sentir o ardor —... Me deixa tão animado, bienheureux!

Os prisioneiros estavam fora de suas celas, Ruth e Ruivo não recobravam suas posições em combate e agora possivelmente dobraria a quantidade de marinheiros, isso me deixava inquieto e um pouco nervoso pois a minha rota de fuga poderia ser interditada se continuasse prolongando aquela batalha, meu foco era salvar a mim mesmo e algo dentro de mim dizia que futuramente eu ainda precisaria de Ruth e Ruivo, porém, iria depender das ações dos dois se iria valer a pena salvá-los ou deixá-los ali, ficaria com uma pulga atrás da orelha enquanto batalharia com o capitão demônio.

Droga... — Ficaria minimamente aflito observando ao redor.

Avançaria em zigue e zague, quase como se saltasse em passes curtos para um passo em minha frente alternando entre a esquerda e a direita, visando deixá-lo confuso, não ficaria por mais de dois segundos parado no mesmo lugar. Impulsionaria meu ombro esquerdo para frente afim de levar a minha perna esquerda também em um salto mortal para frente realizando um arco em sentido horário, a intenção do salto era padrão confundir e dificultar a mira. O chute em arco era com a finalidade de acertar a traqueia do capitão, para deixá-lo sem respirar e dificultar sua mobilidade e raciocínio lógico, sem ar logo sem mira e sem luta. Adicionando uma segunda ação para finalizar pousaria com as pernas dobradas sem o joelho encostar no chão para deixar meu corpo abaixo da cintura do rapaz, prevenindo possíveis reações, logo levantaria colocaria minhas mãos no chão para servir como contra-peso para meu corpo e chutaria com máxima força os dois joelhos do homem para trás, com meus conhecimentos de anatomia, e meu corpo devidamente posicionado e com o peso focalizado utilizaria aquele golpe para quebrar os joelhos do homem e dobrando-os para trás impossibilitando que o mesmo andasse e logo caísse no chão, assim correria para pegar a pistola da mão do mesmo, desvencilhando um tiro em seu crânio.

Passe de contra-ataque esperaria seus primeiros passos e desvencilharia um passo de ginástica chamado estrela, jogaria seu corpo para quase como desenhar-se pelo ar e logo depois esperar uma falha da pose do sujeito e escorregar pelo chão afim de esquivar de quaisquer ataques no ar e altos, tentaria aparecer atrás do sujeito realizando um chute onde minhas mãos estaria de contra-peso no chão e a ponta do meu pé focalizado no começo da espinha dorsal do sujeito, intencionado um chute com a finalidade de deixá-lo paralítico, para logo depois pegar sua pistola e atirar em seu crânio.

Caso o chão fosse de terra tentaria realizar esquivas nas quais eu pudesse saltar, rodopiar e dar cambalhotas e minhas mãos encostarem no chão a ponto de conseguir pegar um pouco de terra e, sem o adversário perceber, atirar nos olhos do mesmo dificultando sua visão e logo depois impulsionaria meu corpo, com tensão no mesmo; Meu ombro na qual serviria para dar um empurrão no homem para pegar sua arma.

A batalha alegrava meu espírito, aquele caos me trazia paz e mesmo que eu não conseguisse vencer ou o capitão escapar procuraria-o depois, não aceitaria perder e muito menos não ser o principal em nada. Caso tivesse alguma oportunidade no qual não fosse prejudicado; Se os marinheiros estivessem vindo atrás em número maior e mostrassem ser uma ameça considerável correria de volta para o túnel, antes tentaria passar para puxar Ruth e o Ruivo pela gola da camisa, caso precisasse escolher entre um dos dois deixaria Ruivo para trás.

VAMOS! DÉSHONNEUROS! Gritaria com ambos.

____________________________________________________

Fala Pensamentos Narração
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyQui 21 Set 2017, 19:50

Narração

O mentiroso continuava focado no combate e apesar do caos em que a prisão se encontrava, ele ainda mantinha a calma e enfrentava o Atirador. A luta era boa e ambos se movimentavam todo o tempo, diminuindo as chances de serem atingidos pelos respectivos golpes. Enquanto Erick golpeava e esquivava, Olho Profundo desviava e disparava, porém ambos se equivaliam em combate.

Enquanto o combate rolava, finalmente a Marinha começava a tomar conta da situação e os marinheiros agora focavam a dupla. Olho Profundo agiu primeiro e correu para dentro do presídio, o motivo? Impossível saber, porém ao mesmo tempo, os marinheiros apontavam suas armas para Erick e disparavam.

- PEGUEM ELE… ELE É O RESPONSÁVEL PELA REBELIÃO…

VAMOS! DÉSHONNEUROS!

Gritou Alfagor ao arrastar o Ruivo e Ruth para dentro do buraco de fuga. A dupla ainda estava inconformada e destruída. Ruivo, ainda com raiva, agiu num impulso e no buraco começou a socar as paredes ao redor. Poucos segundos depois e o buraco começava a desabar. O trio corria e os marinheiros que estavam em sua caça sumiam nos escombros e na poeira. Alguns minutos se passaram e finalmente chegavam no ponto de partida. De tantas pessoas, apenas o trio havia restado. Ruth caiu em uma crise de choro e o Ruivo ficou de pé com a testa colada na parede, chorando de raiva enquanto socava o concreto para aliviar a dor. Todos estavam arranhados, sujos e precisando de cuidados médicos. O que Erick fará agora?

Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Blackfish
Pirata
Pirata
Blackfish

Créditos : 7
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 8010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2016
Idade : 22
Localização : Loguetown - East Blue

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyQui 21 Set 2017, 20:26

Maresia & Karma


A habilidade em combate parecia se igualar constantemente, a equivalência era unanime e ambos não conseguíamos acertar golpes para finalizar um ao outro, isso pouco me incomodava pois não gostaria de perder para aquele capitão, porém, eu adoraria batalhar com ele outra hora mas valendo vida ou morte agora, com apenas um vencedor, obteria toda calma do mundo para quando isso acontecer.

Enquanto avançaríamos em disparado em direção ao túnel não deixaria de fazer  uma cena para todos aqueles marinheiros, eu estava acostumado a ser sempre o foco de todo karma, e eu adorava isso, para provocá-los eu levantaria os braços acima da minha cabeça mostrando o dedo do meio, sorrindo cinicamente para afrontá-los enquanto ziguezagueava das balas.

Ao finalmente chegar ao túnel sentiria meu coração em disparada e as veias sobre minha epiderme sobressaltas, meu corpo fervia e não conseguia ficar quieto, com o túnel desabado me sentiria mais seguro já que mesmo próximo aos marinheiros não tinham acesso a nós. Como será que o capitão sairia daquele local? Confesso que se alguém o matasse eu ficaria imensuravelmente puto da vida, se a própria marinha fizesse tal ato eu juraria guerra a mesma, minha vontade é decidir o melhor de nós dois. Respiraria fundo, mesmo não estando estressado e apenas um pouco irritado, a postura de Ruth e do Ruivo havia me deixado imensamente nervoso, não ao ponto de me descontrolar, mas como colocaram minha vida em risco eu precisaria tomar uma atitude para impor respeito, por mais que sejamos companheiros.

Filhos da puta... — Sussurraria com as costas para ambos.

Avançaria ainda no frenesi de batalha e desvencilharia um chute controlado nas costas do ruivo, não ao ponto de matá-lo mas apenas machucá-lo. Logo após avançaria dando um soco também controlado no estômago de Ruth e a levantando do chão tirando seus pés do solo, era nítida a decepção e raiva em minha face.


Ruth, eu sou um pirata... — Respiraria ofegante e bufando com raiva controlada —...Disgrâce! Vocês dois não tem postura para batalha, me colocaram em risco por causa de secouant, vocês acham que somos heróis? Inferno! Minha vida não vale a daquele lixo!

Soltaria a garota e logo bateria a poeira de minha vestes, passaria a mão na bochecha para passar uma breve analise dos danos, jogaria minha cabeça para o lado e para o outro afim de estalar meu pescoço simbolizando preparação para combate ou algo relativo, me sentia mais sério por ter deixado meu objetivo pela metade, era resgatar ou matar o capitão, e estávamos preso no túnel e o sujeito a deriva junto aos marinheiros.

Ou vocês estão comigo para matar aquele porc filha de uma puta! — Diria caminhando lentamente para fora do túnel — Ou vocês estão abraçando sua morte, estando contra mim e contra a marinha, eu não sou um assassino mas também não sou um trouxa de plantão, agora, se vierem comigo prometerei nada mais nada menos que... — Viraria para ambos e sorriria pressionando os olhos — ... O caos!

Caso Ruth ou Ruivo pretendesse revidar com minha atitude para trazê-los de volta a realidade jogaria meu corpo em passos de dança para evitar de golpes em arco, e saltaria caso precisasse me esquivar de golpes abaixo da cintura, como contra-ataque desvencilharia todo o âmago em cima de Ruivo atacando em uma chuva de chutes com meu pé direito flexionado com tensão de uma faca, afim de ser tão fortes quebrar os ossos e perfurar seus órgãos vitais do peitoral. Apenas jogaria Ruth contra a parede para deixá-la desacordada, se fosse a necessidade chutaria seu joelho para trás afim deq quebrá-lo, deixando-a junto com o Ruivo dentro do túnel.

Caso ambos avançasse junto a mim correria de volta para o bar, mesmo no calor da batalha minha mente trabalha super calma, precisaria descansar um pouco e possivelmente recrutar mais seguidores, a marinha estaria atrás de nós agora e isso poderia ser bom ou ruim. Procuraria descansar para realizar o próximo passo, e esperaria as informações sobre o capitão.


Obs:
 

____________________________________________________

Fala Pensamentos Narração
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptySex 22 Set 2017, 19:37

Narração

Depois de toda a bagunça, o Mentiroso parecia querer começar outra. De uma hora pra outra, ele agredia Ruth e o Ruivo sem motivos. Os dois ficavam assustados e acuados. As palavras do pirata entravam em suas mentes e aos poucos os semblantes mudavam, deixando a tristeza de lado e passando para o último estágio do luto: Aceitação.

- Sabe, jovem… Você discursa igual o Capi… Olho Profundo… Ele nos prometeu aventuras e até foi preso para nos salvar, porém ele mudou na prisão… Eu saí querendo aventura… A Ruth foi porque estava apaixonada pelo Capitão… Mesmo sabendo que eu sempre a amei…

- Ruy…

A morena então abraçou o companheiro e o beijou com amor. Ele não entendia nada, porém aceitava e ambos se abraçavam com força.

- Eu só estava na tripulação por você… Você admirava o Olho e eu acabei fazendo o mesmo por ti… Não importa aonde queira ir, vou com você!

O casal agora se abraçava sem calcular o tempo, nada mais parecia existir. Para Erick, o tempo passava e assim ele começava a andar em direção ao bar, porém antes de sair, foi seguro pelo Ruivo. Poucos segundos depois era possível ouvir um monte de passos. A Marinha estava fazendo buscas nas redondezas e sair do galpão seria perigoso. O que farão agora?
Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Blackfish
Pirata
Pirata
Blackfish

Créditos : 7
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 8010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2016
Idade : 22
Localização : Loguetown - East Blue

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptySab 23 Set 2017, 08:10

Crônicas do Leste


Enquanto o casal se abraçaria eu olharia com uma expressão de nojo e confusão ao mesmo tempo, fiquei perplexo e quase que boquiaberto, mas no fundo de meu âmago eu estava com uma leve inveja do Ruy.

Filha da puta...— Inveja era nítida em meus olhos —... Eu queria essa Princesse negra pra mim, como ela pode se encantar pelo capitão, ficar junto comigo e ainda ser eternamente apaixonada por esse Ruy? — Expressaria uma feição de desgosto olhando aquele abraço meloso — Mulher é foda!

Não saberia como estaria a situação fora do local onde me encontro, porém, a solução mais efetiva aparente era voltar para o bar. Coloquei a mão em meu queixo observando o horizonte e tramando uma rota em minha mente.

 Tive uma ideia! — Diria para ambos — Não muito inteligente... Mas medidas drásticas pedem à des mesures desesperadas, preciso que o Ruy tire sua camisa e amarre na cabeça!

Seguiria de exemplo retirando minha capa e colocando em minha cabeça, omitindo meu rosto, caso Ruy fizesse o mesmo explicaria o plano.

É o seguinte! — Diria — Ruth corre na frente, em zigue-zague, tenta achar becos ou vielas, sempre vai por les arbustes... Algo que esconda sua presença, corre! Não ataquem, isso é uma retirada estratégica. Eu e Roy vamos juntos correndo no mesmo sentido até um ponto spécifique, porém, nossos rostos tampados vão confundi-los, eu acho que eles pensam que eu sou o mandante disso tudo... — Diria levantando os ombros emponderando minha grandeza — Sempre sou o mandante de tudo né, muita habilidade envolvida fazer o quê... — Cortaria o assunto —... Enfim, eles não vão saber quem é quem, por isso, vamos correr cada um para um lado por quê até o tempo deles identificarem quem de nós é quem já criamos uma distância, então, além de diminuir o tanto de pessoas para fazer a perseguição vão estar mais confuso e isso cria uma brecha pra gente correr pro bar le front! Lá a gente some... Troca de roupa, sei lá, improvisem!

Esperaria que entendessem minha tática um pouco pressagiada e mal elaborada, porém, era o quê aquela situação me proporcionava. Caso eles entendessem me prepararia para o avanço.

Esperaria Ruth correr na frente, isso era um modo que eu me certificaria que estava seguro já que ela seria o primeiro foco dos marinheiros, salvando minha pele e abaixando o nível de periculosidade, eu estava salvando a mim mesmo, mas de quebra ajudando eles. Quando Ruth já estivesse avançada uns cinco passos correria junto com Roy, procuraria estar na mesma velocidade que o mesmo, e sempre avançaria em zigue-zague para desviar rotas de tiro, avançaria para quaisquer arbustos ou algo assim que possa me ajudara omitir minha presença, quando estivesse em uma distância boa dos marinheiros me separaria de Roy e tomaria outra rota para o bar.

Caso precisasse sempre deixaria minha guarda levantada se fosse surpreendido por algum marinheiro escondido, ou uma armadilha, para tiros usaria minha mobilidade, elasticidade e praticidade em dança padrão para desviar de tiros, mas dessa vez sempre me jogando no chão em direções diferentes uma das outras para confundir a linha de disparo.

Se fosse uma necessidade me esconderia em algum beco por algum tempo para não ser pego pela marinha, não tinha muitas opções mas usaria tudo que estivesse em minha frente para me esconder, lata de lixos e coisas afins.

Eu... Nessa situação... — Pensaria enquanto estaria na rota de fuga—... Eu não gosto de fugir, mas a desigualdade aqui é muito grande... malédiction

Se eu chegasse no bar salvo e vivo correia logo para o meu quarto, me certificaria que não obtinha ninguém me seguindo, respiraria ofegante na cama esperando Ruy e Ruth para planejarmos o próximo passo.


Obs:
 

____________________________________________________

Fala Pensamentos Narração
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptySab 23 Set 2017, 17:01

Narração

O líder do trio agora tinha uma escolha pela frente e tentava bolar um plano, embora não fosse sua especialidade. A ideia de tampar o rosto não era inteligente, mas funcionaria principalmente por ser de madrugada, então todos concordaram com parte do plano, pois na hora de correr, Ruth e Ruy foram juntos, o casal jamais se separaria novamente, fazendo com que Erick corresse sozinho em outra direção.

Sem olhar para trás, ele conseguia ouvir disparos e gritos. Alguns marinheiros tentaram lhe alcançar, porém o perderam de vista pouco tempo depois e assim ele alcançou o bar, aonde se abrigou sem que lhe perguntassem nada. Em seu quarto, ele esperou, esperou e esperou. O dia amanheceu e o sono bateu e as dores dos ferimentos afetaram bastante agora que o sangue esfriava. Ele precisava descansar para se recuperar.
Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Blackfish
Pirata
Pirata
Blackfish

Créditos : 7
Warn : Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 8010
Masculino Data de inscrição : 12/04/2016
Idade : 22
Localização : Loguetown - East Blue

Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 EmptyDom 24 Set 2017, 17:57

Limbo


Meu corpo estaria quase em exaustão, o dia ainda não tinha terminado, ou meu tempo estava atrasado já que viramos a madrugada correndo da marinha, estaria sendo afetado pelo sangue esfriando em meu corpo.

Faleci... — Diria bocejando.

Por uma fração de tempo até esqueceria que eu compartilhava o quarto com Ruth e Ruy, trancaria a porta e me jogaria na cama, o sono estava estancando e meus olhos mais pesados do que pedras de granito, descansaria as noites mal dormidas e a correria.


" Sonhos Inalcançáveis
21h AM "
 

Estava em um lugar negro, não sentia o piso de baixo dos meus pés e nem ar entrando em meus pulmões, porém, não me sentia mal era como se eu estivesse no nada, não sentia nada, não precisava de nada e não podia ver ou ouvir nada, tudo era negro.

Finamente paz... — Disse em voz alta ouvindo um eco como resposta — Estou morto?

Comecei a caminhar como estivesse flutuando, não sentia as direções e muito menos senso de profundidade, nem ao menos poderia dizer se estava caminhando para frente ou para trás, realmente era tudo tão estranho, meu subconsciente sabia que tinha algo de errado porém minha imaginação seguia como se tudo estivesse correto.

Eu me sinto tão triste... — Diria enquanto caminhava.

A melancolia foi o primeiro sentimento que brotou como uma rosa em mim, uma melancolia angustiante que sugava minha energia vital, a cada passo me sentia mais fraco, e quanto estaria prestes a parar ouvi uma pessoa chamando meu nome, gradativamente muitas vozes diferentes chamavam meu nomes inúmeras vezes, isso me motivava para seguir em frente.

Eu sou grande...— Diria me encorajando —...Todos clamam a mim!

O clamor e atenção que eu estava recebendo em minha caminhada me encorajava a prosseguir cada vez mais, mais confiante e mais forte, minha mente estava estagnada dentro do sonho, já não me sentia perdido e agora estava me sentindo caminhando no solo, por cima de um gramado, a cada passo me sentia tão grande que quase não conseguia conter isso dentro de mim até que por um minuto parei.

Observei ao redor, puxei rudemente o ar para dentro de meus pulmões e levantando a perna direita, desvencilhei um chute em arco para frente quebrando o espaço como se fosse uma simples vidraça, sequência de chutes que me deixavam feliz quase como um orgasmo, estava quebrando minha realidade e levando o clímax de meu ser...

 
" Fim dos sonhos inalcançáveis
06h PM "

Levantaria da cama em um pulo, sentiria meu corpo suado e minhas pupilas dilatadas, minha respiração estaria ofegante porém minha mente nunca se abalaria com tais coisas, sentiria que fosse só meu corpo, chacoalharia meu cabelo e levantaria para ver através da janela. Iria tomar um banho e dar uma ajeitada nas minhas vestes, deixaria nos trinques. Uma limpeza bucal, um trato na cabeleira, padrão pra elas.

Desceria para o bar, porém enquanto desceria as escadas iria bem calmo e com os ouvidos atentos para qualquer movimentação estranha, fiquei perdido pela noite passada e não sei o quê está acontecendo, só procuraria tomar algo como café da manhã e procuraria Ruth e Roy para arquitetar o plano.

Esse sonho me conturbou... — Pensaria.

____________________________________________________

Fala Pensamentos Narração
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Crônica do Leste: Uma nova vida   Crônica do Leste: Uma nova vida - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Crônica do Leste: Uma nova vida
Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: