One Piece RPG
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Ronco do Bárbaro
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Ghastz Hoje à(s) 02:29

» Sangue e Pólvora! O Caminho do Atirador!
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 23:50

» Nox I - Loucura
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Jin Ontem à(s) 23:18

» Unbreakable
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Hooligan Ontem à(s) 22:05

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:42

» I - Pseudopredadores
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Domom Ontem à(s) 21:03

» Galeria Volker ~
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Volker Ontem à(s) 19:27

» Untraveled Road
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Layla Morningstar Ontem à(s) 19:07

» Arthas Mandrake
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Wing Ontem à(s) 18:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Coldraz Ontem à(s) 16:42

» Coldraz Anne Stine
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:59

» Karelina Lawford
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:57

» O vagabundo e o aleijado
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Tensei Ontem à(s) 15:32

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Polyn Ontem à(s) 15:09

» Bastardos Inglórios
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Dante Ontem à(s) 14:14

» [Ficha] Mikhail Vermillion
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Homero Ontem à(s) 13:43

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Alvin Stigma Ontem à(s) 13:11

» Latiffa Blackheart
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Sunken Ontem à(s) 12:45

» Gato de Convês
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Ainz Ontem à(s) 09:37

» O Legado Bitencourt Act I
A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Emptypor Ineel Ontem à(s) 05:38



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 A Ascensão de um Bando sem Nome

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 13, 14, 15
AutorMensagem
Bread
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 03/04/2017

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptyQua 13 Set 2017, 20:01




METZA



CONOMI ISLAND / POST 23





O coração da loira descalça pulsava freneticamente quando o rojão avermelhado podia ser visto cortando os céus. Ela se apressa na preparação das velas enquanto sua respiração acelerava e seus membros formigavam de ansiedade. *Estamos próximos de fugir! Não podemos ser pegos agora!*


Ela procurava buscar com seu olhar a todo o tempo Alibaba, que era o mais experiente em navegação presente. Metza não se recordava muito bem como seus companheiros piratas faziam para preparar as velas, e sua vaga lembrança a preocupava demais principalmente pela falta de tempo e da aproximação do inimigo. Fitava Alibaba e franzia a testa para se concentrar nas instruções do navegador.


Pelo pouco tempo que poderia vir a ter de descanço, Metza expira profundamente em alívio, fazendo com que até um assobio possa ser ouvido de tanto ar que saíra de seus pulmões e tanta preocupação que deixava suas emoções. Os revolucionários possuiam navios lentos e Metza tenta manter o foco em sua tarefa para deixá-los comendo "ondas".


Conforme pegavam velocidade ela sorri e ergue seu braço direito, gritando a altos pulmões enrubrecendo sua face e dando o maior sorriso que a tripulação presente já vira da loira para que até Bijin pudesse ouvir mesmo se ainda estivesse no andar inferior: - LOGUETOWN, AI VAMOS NÓS!!!




Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Pirata
Pirata
Bijin

Créditos : 28
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptySeg 18 Set 2017, 10:53



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



   Continuava a dormir e recuperar a energia que havia perdido, depois do primeiro sonho ainda tive um sono agitado, cheio de imagens desconectadas e confusão, cenas de correndo no mato e de outras da minha casa pegando fogo, nada com muito sentido, mas ainda assim o corpo relaxava e recuperava suas energias.

Depois de algum tempo determinado pelo narrador acordei. Olhei para o lado e comecei a recordar onde eu estava e cheguei rapidamente a conclusão de que o dia anterior realmente não foi um sonho, realmente tinha saído de Conomi.

Procurei o armário do quarto ou algo equivalente e coloquei minhas coisas lá, andei pelo barco em busca de um banheiro e assim que encontrasse um me jogaria debaixo da ducha. A sensação de ainda não ouvir nada era terrível. Lágrimas vazaram de meus olhos em meio a ducha de água fria. Não havia sabão nem toalha, por isso me vesti e voltei ao quarto. Peguei minha garrafa de vinho e tomei um gole. Parecia vida entrando dentro do meu corpo, mas na verdade estava com fome.

Peguei meu dinheiro e contei o valor, eu havia pegado uma quantia com o Tacoman e não sabia exatamente quanto, mas torcia que seria o suficiente para um médico me tratar. Depois me levantei e fui procurar o pessoal, estava na hora de rever meus amigos.


Histórico:
 
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Reino Para Sempre:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 55
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 27

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptySeg 18 Set 2017, 16:35




UNNAMED

Não tão Alones


A ruiva sentou-se no Zepelin, na segunda fileira ao lado de uma senhora idosa que por sinal já estava dormindo com a cabeça pendendo. Layla também logo se distraio com seus devaneios.

O zepelin logo decolou, uma partida suave que permitiu que a jovem pudesse finalmente relaxar.

>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<

A distância os revolucionários foram ficando, e logo tudo que o trio do convés via era uma imensidão de água. O jovem navegador traçou o rumo para Logue Town e após os primeiros ajustes da vela não foi mais necessária a ajuda de Poo e Metza. O vento constante os guiava rumo ao seu novo destino.

Poo logo voltou a apreciar sua bebida e a jovem loira sentou-se na proa do navio apreciando o horizonte distante. Horas mais tarde o sol começou a nascer.

Dentro do quarto Bijin acordava. O repouso havia lhe feito bem e embora ainda não fosse capaz de ouvir claramente ela conseguia perceber ruídos indistintos, sons abafados chegavam aos seus ouvidos lhe indicando que sua audição tinha ‘concerto’. Banhou-se e acabou por vestir a mesma roupa, pois não possuía alguma outra.

Contou o dinheiro que havia pego, era em torno de 600k, mas a quesito de exatidão contou novamente e percebeu possuir 587k, fora o dinheiro que já possuía anteriormente. Seria o suficiente para o tratamento médico e provavelmente se juntasse com o que possuía para um novo martelo, claro que se fosse do desejo dela comprar um martelo.

Por fim bebeu e foi para o Deck, já passavam de 9 da manha. O navegador continuava atento ao curso, mas tanto Metza quando Poo dormiam no chão perto da proa do navio.

- Lá! - Anunciou o navegador, e embora Bijin não tivesse entendido notou pelo som abafado que ele havia dito algo e olhando-o viu que o mesmo apontava para frente e assim guiando seu olhar naquela direção viu uma ilha ganhando contornos no horizonte.

Passou-se outra hora ate que aportassem, nesse ponto JJ havia levantado e ajudou Alibaba com o procedimento de aproximação, depois desceu e amarrou o navio no porto. Eram por volta de 10hs da manha o movimento no porto era intenso. Outros dois navios aportaram logo a seguir.

Um oficial chegou com uma prancheta, vendo que pretendiam deixar o navio ancorado no porto. Se dirigia na direção de Bijin.

- Bom dia senhoritas e senhores. Bem vindos a Logue Town. Temos uma diário para manter o navio no porto de 10 mil berries o dia. Primeira vez de vocês na nossa cidade? Se precisarem de ajuda podem se dirigir ao balcão de informações. - Bijin não entendia nada, mas Metza que começava a descer do navio conseguiu ouvir o que o homem falava.









____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Pirata
Pirata
Bijin

Créditos : 28
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptyTer 19 Set 2017, 10:48



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



   Finalmente estava em outra ilha, só não sabia qual, mas se não era Conomi já era algo bom. Fui na direção do Poo, acordei ele com calma e assim que ele abriu os olhos sorri para ele.

  Chegamos! - Disse animada. - Chegamos em algum lugar que eu não sei. Mas parece ser uma cidade grande. Levante e vamos sair.

  Logo corri na direção da Metza falando sem muito controle do volume, afinal que surdo sabe que esta gritando.

  - Metza!!! - Pulei nela alegremente. - Chegamos em uma ilha muito legal. Vamos sair. - Mas faria uma pequena interrupção. - Olha, aqui tem 587 mil Berries, controla esse dinheiro por nós, ele estava com o cara do taco, o bando venceu ele, ele pertence ao bando então. - passaria todo dinheiro que tirei do Tacoman para Metza.

  Animada e recuperada sai do navio assim que ele atracou no porto. Tinha um homem falando alguma coisa para nós e eu não entendi absolutamente nada, mas com um sorriso respondi para ele.

  - Se é importante fala com a loira. - Falei apontando para Metza. - Ela é a responsável por mim... Mas o senhor poderia me apontar para a direção onde posso encontrar um médico?

  Esperaria algum sinal dele e se ele e a Metza conversassem esperaria com calma, a mesma calma de um labrador vendo seu dono segurando uma bola preste a joga-la para longe.

  - Vamos para um médico né? - Perguntei para Metza e olharia para o Poo, se ele não tivesse apenas gritaria em vez de falar. - POO, vem com a gente.
Vamos comer alguma coisa também.
- Nesse momento me lembrei de um rapaz loiro que estava conosco e provavelmente ele que conduziu o navio nessa viagem. rapaz do cabelo loiro, vem conosco!

  Assim que saíssemos estaria a procura de um médico, seguindo a indicação do homem do porto e acompanhando a Metza e o Poo, caso ele gostaria de nos acompanhar. Precisava resolver o problema da surdez, mas tinha que confessar, estava morrendo de fome também, a ultima coisa que comi foi um crepe com a Metza a muito tempo, por isso meus ofato estava extremamente aguçado para comida e se no caminho encontrasse alguma barraca de comida, pararia para comprar algo para comer também. Não estaria economizando no momento, queria comer bem.

Exemplo:
 

  Assim que tivesse comido, se é que parei para comer, continuaria seguir em busca de um médico com a ajuda da Metza, pois combinamos anteriormente ao escrever que ela me acompanharia, e do Poo, caso estivesse conosco. Ficaria quieta, principalmente se já tivesse comido, mas caso contrário minha impaciência seria extremamente visível.

  Quando fosse atendida pelo médico explicaria para ele o que havia acontecido.

  Olá doutor(a). - Falaria com um sorriso. - Estava em uma festa com fogos de artifício, mas acho que deu problemas em um deles e ele voou na minha direção estourando muito próximo de mim, desde então estou surda. Ouço alguns sons abafados e tal,
mas não consigo identificar. Me ajuda.


Rosto triste pela situação:
 

  Faria o melhor que poderia para seguir as orientações do médico, confiaria no tratamento dele, mas isso também porque pelo menos a Metza estava lá comigo. Esperaria o tratamento acabar, ou tomaria algum remédio que ele me passasse e esperaria os resultados aparecerem de olhos fechados. Queria voltar a ouvir atentamente o que estava a minha volta e assim que os sons voltassem a surgir na minha mente abriria um grande sorriso.

cara feliz:
 

  - Doutor te amo! - Avançaria no médico(a) e lhe daria um grande abraço e um gostoso beijo na bochecha. - - Você é meu (minha) salvador(a), se precisar de minha ajuda é só pedir.

  Logo me voltaria para Metza e para o Poo, abraçaria os dois feliz esperando ouvir novamente a voz deles, nesse momento estava feliz. Por vários momentos achei que ficaria surda definitivamente, mantinha esperança, mas a dúvida sempre foi algo que rondou meu coração.

  Metza! - Parei em um espanto. - Nós temos que ir as compras. Nossa fantasia.

  Embora ninguém soubesse o porque eu insistia tanto nesse assunto, mas era uma questão para honrar meu mestre, recuperar o uniforme que ele me deixou e seguiria agora a procura de algo bem parecido, para não dizer, exato, com o que eu usava em Conomi nas noites em que me aventurava limpando a cidade do lixo.

  Sobre o pagamento do médico(a) esperaria que Metza pagasse por ele, afinal o que sofri foi acidente de trabalho, mas se ela não pagasse e eu fosse cobrada pagaria o valor exigido pelo médico(a), mas o importante era sair e procurar alguma loja de roupas, fantasias e finalmente conseguir montar meu novo uniforme.

Fantasia pretendida:
 

  Assim que tivesse essa nova roupa na mão pagaria o que fosse pedido por ela e com cuidado guardaria ela. Finalmente me acharia mais completa. Uma lágrima escorreu dos meus olhos. Não escondi a emoção de ter esse uniforme novamente.

  -Mestre! - falava baixinho para mim mesma, mas ainda quem tivesse do meu lado seria capaz de ouvir. - Vou te honrar e me tornar forte para que nunca mais precisa roubar de inocentes e nem ser vítima dos fortes.

  Olhei para Metza e abracei ela segurando a sacola com minha roupa nova.

  - Obrigada por tudo. - Disse no seu ouvido baixinho. - Obrigado por confiar em mim e por estar do meu lado. Vou estar sempre do seu lado e enquanto navegarmos juntas não importa onde ou com quem, mas você será minha capitã. Seja justa e sincera, lute pelo bem e honre seu nome acima de todos, te farei a rainha deste mundo e vamos fazer dele algo melhor.

  Talvez houvesse um pouco de exagero nos meus dizeres, mas a realidade era que eu sou uma pessoa que paga o bem com o bem e pago o mal com o mal. Se me ajudar, ajudarei, se quiser me derrubar, eu matarei. Olhava para o mundo de uma maneira diferente do que a duas semanas atrás, onde achava que minha vida era um inferno por causa de meu pai, mas a realidade que muitas pessoas tinham problemas e muitas vezes via que o forte queria prevalecer sobre o fraco, eu fui fraca, mas a partir de agora serei mais e mais forte e um dia voltaria a Conomi e destruiria aquela ilha que era como simbolo do mal no meu coração.

  Soltaria meu abraço de Metza e olharia para o Poo caso estivesse conosco. Ele também era um cara fiel, eu ajudei ele primeiro e ele me ajudou depois, estávamos quites em questão de ajudar um ao outro, mas ele havia comprado viver meu sonho e eu o ajudaria a viver uma boa vida.

  -Metza, - voltaria a olhar para ela. - Perdi meu martelo em Conomi, preciso comprar uma arma nova, se importa de me acompanhar?

  Mas na verdade queria mais do que uma nova arma, queria aproveitar que estaria entre ferreiros buscando uma nova arma para ver se achava alguma coisa relacionada a engenharia. Embora meu pai não tenha me ensinado nada sobre a arte de um ferreiro, lembro dele dizendo para a mãe como o curso de engenharia que ele fez ajudou muito a melhorar a qualidade das armas dele. Se encontrasse qualquer uma dessas coisas, que valia uma perícia, facilmente pagaria pelo curso (livro), mas continuaria minha busca até achar uma arma que me agradasse e se encontrasse rapidamente negociaria com o dono da loja para comprar.

Arma desejada:
 


Histórico:
 
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Reino Para Sempre:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Pirata
Pirata
Bread

Créditos : 35
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 29
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptyQua 20 Set 2017, 00:21




METZA



LOGUETOWN / POST 24





O sorriso de Metza era empolgante. Estava estampada em sua face a alegria de voltar a velejar novamente após tanto tempo... a brisa batendo em seu rosto, o barulho do ruflar das velas, e a visão das ondas sendo cortadas por um navio glorioso. Aquela sensação era tão nostálgica e boa que a loira deixa rolar algumas lágrimas de contentamento pelo seu rosto, contrastando completamente o riso emanando felicidade que ela dispunha.


A bela de cabelos coloridos chama por Metza aos berros e vem correndo em sua direção. Ainda tomada pelo clima agradável em que estava, Metza se limita a sorrir ao receber o forte abraço de sua colega que a fez inclusive dar dois passos para trás com o impulso. Bijin era realmente doida, mas era leal, feliz, forte e se identificava com Metza. Não havia ninguém mais nesse mundo que a moça de pés descalços confiava mais do que a Louca.


Bijin entrega um saco com muito dinheiro. Os olhos de Metza arregalam de forma rapidamente estalada e sua boca não consegue ficar fechada pelo espanto proporcionado *Mas... mas... o que...?*. Metza não via tanto dinheiro fazia muito tempo, e as palavras de confiança de Bijin, mencionando um "bando", fazem a loira se emocionar ainda mais de nostalgia e chorar de emoção mesmo que Bijin não tivesse entendendo: - Obrigada! Cuidarei muito bem minha amiga!. O seu bando estava tomando forma, e a Louca confiava nela como capitã... seus sonhos estavam se realizando aos poucos...


- Bom dia! É nossa primeira vez mesmo! Essa taxa diária é cobrada pelo senhor mesmo?
Apesar de estarmos de passagem, essa cobrança pode acabar pesando no nosso orçamento sabe?

Com sua jogada de charme e sorriso encantador, Metza tenta fazer com que o fiscal fizesse vistas grossas para a cobrança. Mais do que não pagar pelo serviço portuário, ela tentava analisar o quão afiada suas habilidades manipulatórias ainda estavam depois da loucura em Conomi Island.


Metza acompanharia Bijin no provável "lanchinho", e logo após no médico. Ela ficava orgulhosa em saber que sua companheira era dura na queda e que havia ficado até mesmo surda para proteger o grupo. Bijin não se cansava de provar que era um membro indispensável no futuro bando que Metza queria formar. Ela esperaria Buki tomar a iniciativa de pagar o próprio médico, pelo fato dela ter entregado tanto dinheiro de mão beijada. Mas caso ficasse um ambiente meio estranho por Bijin esperar que Metza pagasse, ela não pestanejaria e entregaria o pagamento do doutor do dinheiro que recebera de bom grado.


Metza não faria questão de uma fantasia a não ser que encontrasse algo mais chamativo e imponente que o vestido amarelo que havia pego no navio de Kuronin. Ela desejava muito aprender a se disfarçar e se utilizar de roupas e maquiagens para parecer com outras pessoas, porém não encontrara ainda um professor disposto a lhe ensinar a arte do Disfarce. Talvez mais de uma roupa pudesse ajudá-la a se arrumar melhor para um futuro próximo...


Metza estava se emocionando demais em pouquíssimo tempo. Agora as palavras de Bijin a colocando como capitã eram puramente diretas. A pirataria estava no sangue de ambas e sabia que no de Poo também estava. Metza tenta segurar suas lágrimas emotivas dessa vez e acena rapidamente coma a cabeça falando de forma firme e imponente: - Obrigada pela confiança minha amiga! Não falharei! Vamos erguer não um bando, mas um REINO de conquistas, glórias e prosperidade para nós!


- Sim! Minha fiel escudeira não poderia ficar desarmada... poderia?
Ela sorri enquanto acompanha Bijin até a loja de armas ou ferraria.




Historico:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 55
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 27

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptyQui 21 Set 2017, 16:47




UNNAMED

Não tão Alones


Bijin animada com a perspectiva do recomeço e com a emoção da chegada na nova ilha começa a acordar os dorminhocos a bordo. Poo sabendo do problema dela para ouvir apenas sorri e se levanta para ajudar o navegador a manobrar o navio a fim de para-lo no porto.

Saltando acaba por acordar Metza de susto, mas a loira logo sorri perante o entusiasmo da louca que falava muito mais alto do que o normal. Afinal após tanto tempo sem ouvir nada a ‘noção’ que a pessoa geralmente tem acabava por ir se esgotando.

Atracaram e Alibaba anunciou que ia dormir um pouco e que qualquer coisa encontravam-se mais tarde e com isso ele seguiu para dentro do navio.

Bijin, Metza e Poo que pularam para fora foram logo abordados pelo oficial do porto. Este foi logo surpreendido pelo grito de Bijin fazendo-o arregalar os olhos em surpresa e levar uma das mãos para tampar os ouvidos.

- O que você tem garota? Até parece que é surda! - exclamou o agente portuário se atrapalhando e deixando cair sua prancheta. Metza se abaixa junto com o homem, deixando assim suas faces bem próximas e diz sorrindo para o mesmo.

- Bom dia! É nossa primeira vez mesmo! Essa taxa diária é cobrada pelo senhor mesmo?
Apesar de estarmos de passagem, essa cobrança pode acabar pesando no nosso orçamento sabe?


As bochechas do homem tornam-se um pouco rosadas e ele gagueja um pouco antes de articular a resposta.
- Sim, sou eu que cobro...Ahhh, as senhoritas não vão ficar muito então. - diz levantando-se e encarando Metza nos olhos com as faces se tornando um pouco mais vermelhas. Acho que podemos deixar assim já que ass ss s senhoritas vão ficar tão pouco tempo em nossa bela cidade, mas certamente teriam tempo para um jantar não? - nisso Metza já estava indo embora abanando para o homem e deixando-o sem jeito no porto, infelizmente o mesmo não havia dito onde poderiam encontrar um médico.

O trio saiu adentrando-se na cidade de Logue, o movimento de pessoas era vasto, muitas apressadas, outras nem tanto. As ruas principais estavam apinhadas, enquanto muitas travessas laterais encontravam-se desertas. Haviam gatos e cachorros na rua, pombos nos telhados e cheiro de comida no ar, afinal aproximavam-se do centro do lugar.

La havia uma fonte no centro de uma ampla praça e em um dos lados dessa praça um grande plataforma. Se chegassem a ouvir as histórias poderiam descobrir qual era aquele plataforma, ou se já tivessem ouvido saberiam que aquele era o local de execução do rei dos piratas.

Por ali comeram, bateram papo e seguiram sua jornada com 30mil beries a menos. A partir do centro não foi difícil encontrar o médico. Após uma história triste e comovente. O doutor começou a examina-la, enfiou algum tipo de aparelho em seu ouvido e escreveu algumas coisas no papel.

Poo e Metza esperavam na sala de espera onde após algum tempo o doutor e Bijin saíram.

- Ela vai precisar de algum tempo ainda para voltar a ouvir. Os tímpanos acabaram por ser danificados e então inflamados. Receitei um comprimido e um soro para fazer a limpeza e eles devem melhorar. O ideal é tampar também os ouvidos com algum algodão para evitar que barulhos muito altos prejudiquem ainda mais os tímpanos dela.. Mas logo deve voltar a ficar bem.

Com isso, uma cartela de remédios e 200k mais pobres o trio saiu do consultório e embora Bijin ainda não fosse capaz de ouvir nada seu humor estava melhor, pois o médico havia lhe escrito as recomendações avisando que dentro de 1 ou 2 dias sua audição deveria voltar, com sorte menos, mas que devia tomar cuidado com qualquer som alto.

Seguiram seu passeio, Metza acabava por ser arrastada junto a Poo pela animação da louca que divertia-se com sua nova liberdade, afinal ali ninguém a conhecia e podia ir e vir sem ser julgada, apontada, ou temida.

A fantasia custou-lhe mais 150K. E por fim o taco outros 30k. Ao todo haviam gasto 200k no médico, 30k na comida, 150k em uma fantasia para Bijin e 30k na arma. Metza satisfeita com sua roupa atual foi efusiva em dispensar o presente de Bijin e Poo estava contente em mostrar sua pança por ai.

Na mesma loja de armas Bijin conseguiu encontrar um livro relacionado a engenharia, um exemplar grande, grosso e bastante pesado, possuía uma capa dura com uma grande engrenagem na frente. O exemplar foi ‘salgado’ custando para a jovem 500k. Ao todo haviam gasto 880k berries, parte utilizado do dinheiro que Bijin carregava parte do dinheiro que Metza havia recebido dela. ( Decidam entre vocês como foi feito esse pagamento e me informem no próximo post.)

Ali Bijin podia ainda não ouvir o que Metza dizia, mas o sorriso na face da loira era suficiente para que a louca entendesse que o sentimento que demonstrava para a mesma era reciproco estreitando assim o laço de amizade e cumplicidade entre elas.

Talvez fosse o suficiente para um novo começo, precisavam apenas decidir como prosseguiriam dali.








Fiz o post meio resumido, se eu fosse me ater a descrever todos os detalhes de intarações n postaria hoje e provavelmente nem amanha e como sumo no final de semana ja viu.... skoakoas, Assim o post está completo embora as ações sejam representadas de forma pouco convencional ao que costumo escrever. De todo modo é pra finalizarmos e colocarmos os pingos nos I.

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Pirata
Pirata
Bijin

Créditos : 28
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptySex 22 Set 2017, 10:08



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



   Depois de gastar uma enorme quantia de dinheiro, 500k com uma perícia, 200k com médico, 150k com a fantasia e 30k com seu novo taco, olhei minhas economias e vi que estava pobre novamente, mas já estava melhor do que quando comecei a sair da prisão após matar meus pais. Além disso estava satisfeita com tudo o que eu havia adquirido e minha sede consumista havia passado, bastava agora melhorar minha audição.

- Metza, Poo! - Chamaria meus amigos ainda meio que sem controle do volume, afinal ninguém me dizia se estava falando alto ou não. - Vou voltar para o barco, fazer o tratamento e estudar engenharia, até melhorar não devo sair. Poo conto com você para me levar os mais deliciosos pratos para comer.

Retornaria para o barco na esperança de encontrar alguns momentos de sossego e paz, desta maneira iria afiar minha mente e meu corpo para se tornarem ainda mais forte. Era preciso estar forte e preparada, afinal não me esqueci que os mascarados tinham base em alguma outra ilha, afinal estavam levando Kuro para algum outro lugar, quem sabe essa ilha, mas isso era algo que precisaria investigar no futuro.

Chegando no porto se visse o senhor que nos recebeu dando informações sobre o custo do da diária eu lhe daria um grande abraço e tentaria falar baixinho no ouvido dele. "Adoro vinho e um bom jantar, hoje a noite vou estar aqui no barco." Logo depois lhe daria um beijo na bochecha e sairia para o barco.

Provocar homens era algo que estava na minha natureza, não tinha como fugir disso. Ria muitas vezes de mim mesma por causa desse meu lado, as vezes ficava com pena dos homens, mas como esse senhor, nem olhava para trás.

No barco fui direto para meu quarto, sim, já tinha tomado conta daquele quarto. Peguei a garrafa de vinho no armário e me deitei na cama para descansar um pouco e começar a estudar engenharia. Se a Metza estivesse junto pediria para ela me ajudar a segui todas as orientações do médico para me cuidar, tomei os remédios que ele me mandou tomar e comecei a estudar o livro de engenharia durante o resto do dia.


Histórico:
 
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Reino Para Sempre:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Pirata
Pirata
Bread

Créditos : 35
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 29
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptyDom 24 Set 2017, 01:23




METZA



LOGUETOWN / POST 25





Metza sorriria orgulhosa de si mesma conforme se afastava do inspetor de barcos do porto. Seu charme havia conquistado o rapaz a ponto de conseguir uns tempos sem cobrança de taxas pela estadia. *Esse vestido amarelo parece estar começando aos poucos a mostrar seu poder... talvez isso não fosse possível sem você!* A loira alisa a parte da saia como se estivesse cuidando de um bichinho de estimação enquanto se sentia aliviada por deixar para trás os trapos de antes.


Metza, Poo e Bijin se separam de Alibaba. Talvez ele tivesse ficado no meio do caminho mas a loira não se deu conta de quando ele havia sido perdido de vista. Apesar de ele ter conduzido muito bem o grupo, Metza conhecia muito pouco ele para garantir o seu novo navio nas mãos de praticamente um estranho (apesar de educado).


Bijin voltou para o barco para iniciar seus estudos em engenharia. Metza também tinha ainda muitos objetivos a cumprir. Ela estende a palma da mão esquerda e começa a contar nos dedos cada um de seus desejos: - Preciso comprar um instrumento... violino de preferência! Quero treinar disfarces e melhorar minha lábia... além disso agora preciso encontrar o Alibaba ou um navegador novo. Não podemos ser um bando pirata sem um navegador!


A loira de pés descalços tinha muitos objetivos para cumprir mas nenhum ponto de partida. Ela vagaria pelas ruas de Loguetown como se tivesse em suas mãos uma lista de supermercado, mas em um que não possuísse placas de indicação. Assim que ela encontrasse nas diversas prateleiras algum produto de seu agrado ela compraria.


Tinha agora dinheiro, uma roupa nova e desejos. Iria se separar de Bijin e Poo por ora e conhecer a cidade nova. Quem sabe quais aventuras a esperavam neste novo local! *Tomara que não tenha nada tão louco como foi a galera do Grambus!*




Historico:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 55
Warn : A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 27

A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 EmptySeg 02 Out 2017, 18:34

Deixando para trás um homem com o rostro rubro e com a imaginação certamente muito aflorada Bijin adentrou o navio seguindo então para seu quarto, onde se pôs a ler e a descanar.

Poo se separou de Metza pouco tempo depois, dizendo-lhe que iria procurar os mantimentos que o navio precisaria. Alcançavam o centro da cidade, Metza chegava agora junto a uma bonita, mas simples fonte em uma praça circular da onde diversas ruas saiam em formas de aro. Ali seria pelo visto seu novo ponto de partida.


Avaliação Layla


Perdas:
● 45 Mil Berries OK.

Ganhos:
● 30 Mil ( Descontado a passagem de Zepe) OK.
● Mascara de ópera OK.
● Arma - Bota da Loja - Dano: 2 OK.
● Garrafa de Vinho - 8 usos sobram 2 OK.
● Pericia Meteorologia. OK.

Relação de personagens:
Kuronim – NPC importante – Conheceu-o no bar, onde ela havia comprado uma garrafa de bebida, foi simpático e se mostrou muito prestativo. Inicialmente parece bastante contente com a companhia da jovem lançando-lhe até mesmo pequenos Flertes chegou a convidá-la para a festa da colheita. OK.

Kevin – NPC – Conheceu na pousada a tarde com quem bebeu um pouco, ele a interpretou mal achando que ela estava dando mole, até escreveu um poema para ela, o qual ela achou muito bonito por sinal. OK.

Grambos – NPC Importante- Conheceu ele em meio a uma confusão durante a festa que ocorria em Conomi, logo após ir buscar ajuda para com o rapto de Kuronin. Ele ameaçou prendê-la assim como a todos os que ele considerou baderneiros ali (Levi, Bijin, Metza e Poo). OK.

OBS: Há também a relação com os players conhecidos na aventura, e isso deixarei a cargo da player.

Exp: 15
EdC: 15

Localização: Zepelin para Illusia ( Post do embarque, faltam 3 para chegar.) OK.


~Avaliação Bando sem Nome~


Bijin

Perdas:
● 8 doses consumidas de vinho. Ok
● Martelo da Ficha. Ok
● 880k BerriesOk

Ganhos:
● Pericia Forja Ok
● Pericia engenharia - comprada Ok
● Garrafa de vinho. Ok
● Fantasia comprada. Ok
Spoiler:
 
● Taco de basebol Arma loja lvl1 Ok
● Tratamento Médico para a surdez do ouvido. Ainda necessário algum tempo de recupereção para voltar a ouvir. Mais 3 posts para curar. Ok
● Npc companheiro - Negado - A descrição está muito simplificada, não explica direito a relação do NPC com o player, tente novamente na próxima aventura com uma descrição melhor.

Relação de personagens:
Player fará na ficha. Ok

Exp: 14
EdC: 14

Localização: LogueTown Ok


Metza

Perdas:
● 15k berries Ok

Ganhos:
● B$587.000 Ok
● 3 garrafas de rum (Dosagem: #1 7/10, #2 0/10, #3 0/10) Ok
● Vestido elegante amarelo. Ok
Spoiler:
 
● Escuna Normal - Por consenso das jogaras isso ficará na ficha da Metza que é a capitã. Ok


Relação de personagens:
Player fará na ficha. Ok

Exp: 15
EdC: 15

Localização: Logue Town Ok



GOD

Perdas:
Ok

Ganhos:
Ok


Relação de personagens:
Player fará na ficha. Ok

Exp: 2
EdC: 2

Localização: Logue Town Ok

Quantidade de posts do(s) Narrador(es): 30 GM.Furry Man Ok

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Bando sem Nome   A Ascensão de um Bando sem Nome - Página 15 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Ascensão de um Bando sem Nome
Voltar ao Topo 
Página 15 de 15Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 13, 14, 15

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: