One Piece RPG
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Que tal um truque de mágica?
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:58

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The Hero Rises!
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:56

» The One Above All - Ato 2
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15

» A primeira conquista
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor Rangi Ontem à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:26



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyQua 25 Jan 2017, 11:24

Relembrando a primeira mensagem :

O feioso ser humaninho Joe Kerr perambulava pela cidade logo cedo naquela manhã, não tinha um destino certo, fazia o que lhe desse na telha e na hora que lhe fosse conveniente.
Vestia seu terno roxo surrado sobre uma camisa laranja desbotada e velha, calças no mesmo tom do terno, luvas combinando com sua cartola negra para que ficasse na moda, afinal, já bastava ser feio igual o filho do capeta, tinha que andar com estilo.
Andava de um modo cômico, levantando os joelhos mais do que o necessário e mexendo o quadril conforme os passos, como se fosse uma dança maluca.
Parou repentinamente de andar, coçou seu queixo por algum tempo e pensou:

Hummm... vida monótona essa minha, ando comendo, dormindo e certamente se tivesse Netflix nesse mundo eu estaria assistindo.... Acho que deveria ocupar meu tempo... vou virar um revolucionário, eles são legais!

E simplesmente foi o que decidiu, iria se tornar um revolucionário. Não fazia a mínima ideia de como iria fazer para se tornar um, ou com quem falar... certamente não seria algo fácil.

– Como diria vovó, "Quem tem boca, não entra mosquito", vou perguntar como faço para me tornar um!

Logo, tomou seu rumo até o centro da cidade, onde procuraria algum senhor com cara que vivido para que pudesse perguntar como se tornar um revolucionário
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Bijin
Civil
Civil


Data de inscrição : 17/01/2017

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptySeg 13 Mar 2017, 12:48



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



Kerr e o homem saíram da sala e foram seguindo o corredor, alguns passos depois Joe ouve tiros e o grito dos homens. Olhando para trás o sorriso era estampado no rosto dos oficias da marinha que ficaram para trás.

- Não se preocupe. - Disse o homem de terno calmamente. - Eles foram condenados a morte e foram executados, nada mais do que a justiça.

Alguns passos metros depois desceram a escada e entraram em uma sala com uma mesa simples de madeira e duas cadeira. Estava apenas Kerr e o home de terno. Sobre a mesa simples Joe viu sua roupa e suas adagas.

Joe Kerr. - Disse o homem se sentando em uma das cadeira. - Pelo que investigamos você não faz parte dos revolucionários, não cometeu nenhum grande crime a não ser jogar cerveja sobre um oficial. Talvez tentar mata-lo também. Enfim Joe, estou aqui para te fazer um convite. Você gostaria de ser um agente do governo mundial?
Voltar ao Topo Ir em baixo
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyTer 14 Mar 2017, 02:05

Os sentimentos de Joe as vezes davam as caras, as vezes se afeiçoava com alguém, como aqueles dois homens em sua cela, mas então lembrou-se porque preferia agir como um completo maluco. A linha entre a vida e a morte era muito tênue, os sentimentos apenas lhe faziam sofrer mais, como com sua mulher grávida. Claro que a intensidade era menor, mas aqueles dois pobres coitados apenas buscaram justiça... Na verdade Joe os animou com uma possível chance de escapar, agora ambos eram apenas números, mais um dos vários homens mortos na busca por justiça.

Ouviu o homem de terno dizer algo após a execução, mas não dera atenção, maquinava como iria sair e em como iria dar o troco em um por um. Desceu as escadas em silêncio, passo a passo e então adentrou na sala.
Pôde ver suas roupas e suas adagas em cima da mesa simples no centro da sala, sentou-se na cadeira de madeira e então olhou fixamente para o homem.


Homem Misterioso escreveu:
- Joe Kerr. Pelo que investigamos você não faz parte dos revolucionários, não cometeu nenhum grande crime a não ser jogar cerveja sobre um oficial. Talvez tentar mata-lo também. Enfim Joe, estou aqui para te fazer um convite. Você gostaria de ser um agente do governo mundial?


Era a proposta perfeita... ao menos para sair de lá com vida. Por mais que sua intenção fosse oposta, seria algo válido sair de lá vivo, mesmo sob um título temporário de agente do governo. Pensou até mesmo além, poderia ser um agente duplo...

"Dizer sim de prontidão para essa resposta soará no mínimo vago... Devo parecer convincente"

Joe olhou para o homem, virou seu rosto de lado de forma a observar bem o homem e então disse:

- Muito me agrada sua proposta, além de me tirar com vida, me propõem um emprego, mas.... Porque eu? O que o faz contratar um comediante desfigurado que tentou atacar um marinheiro simplesmente do nada? Seria algum tipo de cota? hahaha

Kerr cerrou o sorriso abruptamente olhando para baixo, por mais que tentasse, não conseguia entender a proposta do homem, talvez fossem mais loucos que ele... De qualquer forma, precisava estar livre para fazer sua justiça, olhou novamente nos olhos do homem e disse com um tom normal, forçando certa desconfortabilidade em sua voz:

- Vou ser sincero com você, mataria cada revolucionário mesmo se fosse de graça, ganhando para isso melhor ainda... Devo a eles esse meu belo rosto. Ataquei os marinheiros ao ouvir a palavra revolucionário, joguei o copo de cerveja no oficial e disse que continha veneno para que eu pudesse ficar a sós com aquele homem. - Pigarreou para limpar a garganta, respirou fundo e então continuou - Quero derrubar cada revolucionário com minhas próprias mãos. Estou agradecido pela oferta e eu a aceito... Não como uma forma mais fácil de sair daqui e sim como um trabalho válido fazendo o que me daria prazer. Quero saber onde se localizam, quem são e como achar cada um desses caras!

Kerr não fazia drama, utilizava a raiva contida na morte dos dois homens e revidada em um ódio imaginário nos revolucionários, com isso imaginava parecer bem convincente.

 

____________________________________________________

Objetivos nessa aventura::
 


A voz do Joe:
 


Aventura:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyTer 14 Mar 2017, 23:44



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Agente duplo, triplo...



  Joe Kerr pela primeira vez sentiu um pouco de alívio com a sua situação no presídio, afinal ele se achava em uma espécie de corredor da morte, mas em vez de morrer o futuro aguardava uma coisa muito interessante, um trabalho com seu inimigo natural, mas ainda havia uma coisa que estava perturbando o jovem comediante, o por quê?

  - Boa pergunta! – Falou o agente a sua frente. - Mas a razão ésimples. Você se disse revolucionário, lutou contra marinheiros, ajudou a fuga de um revolucionário, ele já falou de você para os líderes dele, já capturei ele, interroguei ele, e sei que os revolucionários virão te convocar. Acredito que você pode ser um belo agente duplo.

  Joe sabia que a intensão do governo era fazer dele um agente duplo, exatamente o que ele pretendia fazer com o governo, mas o que ele seria, um agente duplo, duplo... será que inflitrado no meio revolucionário ele poderia ajudar os revolucionários como?

  Nesse momento a porta se abre e Joe rapidamente percebe que o homem que é levado para dentro preso por algemas e com o corpo cheio de ematomas era o mesmo que havia fugido do bar no dia anterior.

  - Você já o reconheceu?! – Falou novamente o agente se virando para o homem espancado. - Ele fez a parte dele e disse a todos que você deveria ser recrutado, mas agora ele ouviu lá de fora que você aceitou o governo mundial e que aceita matar qualquer revolucionário. Aqui esta sua chance, suas armas estão a sua frente e o revolucionário também. Como fechamento do nosso acordo quero que mate ele a sangue frio. Se fizer isso esta empregado, caso contrário nossa conversa também não vai durar muito.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyQui 16 Mar 2017, 00:49

Joe ouviu atentamente a resposta do homem misterioso, o observava procurando entender suas intenções.


Homem Misterioso escreveu:
- Boa pergunta!  Mas a razão é simples. Você se disse revolucionário, lutou contra marinheiros, ajudou a fuga de um revolucionário, ele já falou de você para os líderes dele, já capturei ele, interroguei ele, e sei que os revolucionários virão te convocar. Acredito que você pode ser um belo agente duplo.


Joe estava tão perto de se tornar revolucionário, ainda iria se tornar um, mas agora seria um caminho mais longo e completamente diferente do que pensava a princípio. Olhou para o agente e respondeu prontamente com um sorriso falso:

- Interessante... então de certa forma eu teria que ajudar os revolucionários em parte

A porta é subitamente aberta, fazendo Kerr ver um homem totalmente escoriado e preso por algemas entrando no recinto. Não percebeu a princípio, mas aquele era o homem que ele havia ajudado na fuga. Certamente tinha sido ele o revolucionário a explicar a situação para o líder revolucionário.


Homem Misterioso escreveu:
-Ele fez a parte dele e disse a todos que você deveria ser recrutado, mas agora ele ouviu lá de fora que você aceitou o governo mundial e que aceita matar qualquer revolucionário. Aqui esta sua chance, suas armas estão a sua frente e o revolucionário também. Como fechamento do nosso acordo quero que mate ele a sangue frio. Se fizer isso esta empregado, caso contrário nossa conversa também não vai durar muito.

Joe demorou até entender a real situação, ou mataria alguém ou seria morto. Deveria ser uma grande piada do destino, o homem que ele lutou para salvar na tentativa de se tornar um revolucionário, seria o homem que ele mataria para se tornar um agente do governo. Se matasse aquele homem, o sangue estaria em suas mãos ou na do governo? Kerr procurou não pensar muito. Evitou pensar se ele tinha família, sonhos ou algo do tipo.

Seu maior ato de loucura iria acontecer em sã consciência metal, pegou sua adaga, teria que ser homem naquela situação, por isso escolheu sua adaga negra Romeo. Foi até o homem, não iria desviar o olhar, ou tentaria mudar o mundo, ou seria morto sem nem ao menos tentar. Lembrou do que havia dito ao monge na loja de armas - Os fins justificam os meios" - Fez um rápido e profundo corte na garganta do homem enquanto dava um berro gutural de fúria.

- HAAAAAARRRR

Para os marinheiros e o agente poderia simplesmente parecer uma fúria contra os revolucionários, mas era muito mais que isso. Seus sentimentos eram confusos, não sabia o que sentia, mas jurou naquele momento para si mesmo que aquela morte marcava um marco em sua vida. A primeira vez que Joe Kerr matou alguém marcava também o dia que definitivamente deixaria de ser apenas um humorista peso morto.

Olhou para o agente, com olhos em fúria ainda, boca manchada de sangue devido a abertura de suas cicatrizes com o urro e disse:

- Feito... - Pegou sua outra adaga enquanto limpava o sangue na roupa de presidiário e por fim tornou-se a sentar novamente.

____________________________________________________

Objetivos nessa aventura::
 


A voz do Joe:
 


Aventura:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyQui 16 Mar 2017, 13:58



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Agente do governo



- Fico muito feliz com a sua escolha de ser um agente do governo. - Falou o homem com calma. - Achei sinceramente que você não iria agir tão rápido, nunca é fácil tirar uma vida. Mas confesso que ainda não tenho plena confiança em você, por isso fiz uma gravação de toda a nossa conversa. - Então o homem aponta para um canto escuro.

Se o Joe se virar ele vê isso::
 

- Desculpa, mas precisamos nos cuidar! - Disse o agente sem alteração de voz. - Então quero lhe informar agora o que vai acontecer. Geralmente você passaria um bom tempo esfregando chão e recebendo treinamento, mas não tenho tempo para isso, por isso vai para um breve treinamento. Você vai conhecer toda a sua equipe, que vão dar suporte para você. Depois você vai ser açoitado publicamente pelo seu crime e vai ser libertado, sua missão, entrar em um grupo de revolucionários. Mas me diga que perícia gostaria aprender?

Os oficias que lutaram contra os revolucionários e Joe no bar entraram na sala, traziam algumas folhas escritas e colocaram sobre a mesa. Não falaram nada, apenas permaneceram de pé do lado da mesa.

- Ótimo! - Disse o agente. - Esse é o relatório sobre a sua luta com eles, se não tivessem feito eu teria que lutar com você. Existe mais alguma coisa que posso te ajudar antes de inicio d seu treinamento?

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyQui 16 Mar 2017, 20:54

Joe não deu tempo para o homem dizer uma só palavra, se ele implorasse por sua vida certamente iria titubear, não poderia dar brechas para ser questionado da veracidade de suas ações.


Agente escreveu:
- Fico muito feliz com a sua escolha de ser um agente do governo.  Achei sinceramente que você não iria agir tão rápido, nunca é fácil tirar uma vida. Mas confesso que ainda não tenho plena confiança em você, por isso fiz uma gravação de toda a nossa conversa.


Olhou para o homem com um olhar menos frio, a fúria do assassinato começava a ficar mais contida e menos expressiva. Olhou para o den den mushi gravador no canto escuro da parede e disse então com um tom de voz tão monótono como o do agente:

- Quem tem confiança num cara desfigurado e maluco? Você foi o primeiro e também não será o ultimo a não confiar em mim... pera... acho que eu falei errado



Agente escreveu:
- Desculpa, mas precisamos nos cuidar! Então quero lhe informar agora o que vai acontecer. Geralmente você passaria um bom tempo esfregando chão e recebendo treinamento, mas não tenho tempo para isso, por isso vai para um breve treinamento. Você vai conhecer toda a sua equipe, que vão dar suporte para você. Depois você vai ser açoitado publicamente pelo seu crime e vai ser libertado, sua missão, entrar em um grupo de revolucionários. Mas me diga que perícia gostaria aprender?


Aquilo de certa forma deixou Joe menos irritado, a morte de um inocente por suas mãos lhe faria ficar mais forte. Ouviu tudo até a parte do "açoitado publicamente".

- Opa opa, opa opa, opa opa.... Você disse açoitado? Tipo chibatadas e coisa e tal? Não sou muito fã dessa tara ai não! Mas se te satisfazer.... O crime em questão é por ter jogado a cerveja no bonitão ali ne? - Fez um gesto apostando com o polegar para o oficial em quem atirou a cerveja - De qualquer forma, saber que não vou limpar o chão é um grande avanço, com relação a pericia, gostaria de aprender Toxicologia e preparar venenos, sou um gatuno, meu intuito é me tornar um assassino e usar os venenos como armas.  


Oficial escreveu:
- Esse é o relatório sobre a sua luta com eles, se não tivessem feito eu teria que lutar com você. Existe mais alguma coisa que posso te ajudar antes de inicio d seu treinamento?


Kerr coçou a rala barbal que começava a crescer em seu rosto, o homem ali estava se oferecendo com mais alguma ajuda, mas o que poderia pedir? Um barco? Uma akuma no mi? Superpoderes? Sua mente delirava nas mais diversas opções de pedidos. Voltou para si após um breve delírio, tateou sua calça em cima da mesa e pegou sua carteira de sapo, mostrando-a vazia para o agente:

- Algum dinheiro seria bom, comida porque tô cagado de fome, talvez algum equipamento, uma arma nuclear.... Sei lá, não to acostumado com essa burocracia do governo e da marinha, não sei o que é viável pedir e o que não é




____________________________________________________

Objetivos nessa aventura::
 


A voz do Joe:
 


Aventura:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptySex 17 Mar 2017, 12:31



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Buki "A Louca" Bijin



  - Se você não sabe o que pedir é porque não sabe o que quer. - Disse calmamente o agente. - Você vai voltar agora para sua cela, vai receber a visita de um especialista em venenos que vai te treinar. Os dois oficiais aqui vão te levar até a sua cela. Por fim, pode me chamar de Duke e seus pertences ainda precisam ficar aqui, depois vai egar tudo quando sair em liberdade

  Assim que termina de falar, os oficias esperam Joe devolver tudo e não vão permitir a saíde de Joe sem verem as duas adagas na mesa. Depois o levam para a cela e lá o deixam trancado. Passa menos de meia hora e um homem entra na cela.

Velho:
 

  - Meu nome é Jin Mo. - Disse o velho. - Trouxe o material para te ensinar o que posso sobre venenos. Podemos começar?!


OFF: escreveu:
Agora faça seu treinamento. Leia as regras e lembre-se, tem que ter prático e teórico. Faça o seu melhor.

Vou passar o fim de semana fora, em um acampamento. Segunda volto a postar. Aproveita o tempo e faz um super mega power post.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptySeg 20 Mar 2017, 04:33

Joe aguardou a saída do agente, seu nome era Duke Duck... se perguntou mentalmente como um agente respeitoso como aquele poderia se chamar "pato" , mas achou melhor guardar aquilo para si.
Com um tremendo amargor e desgosto, tornou a colocar as adagas em cima da mesa, ficara tão pouco tempo com elas, fez um sinal de ok com as mãos para os oficiais e então deixou a sala a caminho da cela, esperava que não fosse a mesma cela ou que ao menos já tivessem limpado o sangue e o cadáver dos dois outros homens.

Aguardou sozinho, lembrou-se que era comum a situação de solidão nos meses que ficou trancafiado em sua casa, no auge de sua loucura.  Em momentos como aquele, o silencio era algo bom, ouvia nada mais que passos no corredor do lado de fora.
O silêncio foi então quebrado com a abertura da porta de madeira em sua frente, notou um velho careca, sobrancelhudo e com  uma barba de sábio mestre, obviamente um visual que impunha respeito e conhecimento. O homem sentou-se a sua frente e disse prontamente

- Meu nome é Jin Mo. Trouxe o material para te ensinar o que posso sobre venenos. Podemos começar?!

Joe pôde observar livros, anotações, béqueres, potes e amassadores, além  dos mais diversos "trecos e coisas" que não conseguia distinguir o que era. Deu um sorriso para o velho e disse:
- Bora fazer uns veneno louco!


TREINO


Jin entregou o livro maior para Joe cujo título era "Toxicologia e preparo de venenos básicos" era roxo e possuía capa dura, Joe não era muito fã de leitura, mas estava fazendo algo produto e que seria de suma importância para melhorar suas habilidades, logo, endireitou-se na cadeira e começou a leitura.

"...A toxicologia é definida como uma ciência que visa estudar os efeitos nocivos decorrentes de substâncias químicas no organismo de seres vivos..."
"...A palavra "Toxikon" significa veneno das flechas. As pontas das flechas eram preparadas com material bacterialmente contaminado, por exemplo pedaços de cadáveres ou venenos vegetais, com o intuito de acelerar a morte dos animais, levando a paralisia do músculo cardíaco e da musculatura esquelética e organismos vivos..."


Joe leu por cerca de uma hora, notou então o velho se levantando, sacou um giz branco de um de seus bolsos e virou-se para a parede de pedra negra da cela. Fez um risco de teste e, para surpresa se Joe, ficou incrivelmente nítido.

- Ótimo, ótimo... Você já teve tempo de ler o básico, vou iniciar a parte teórica de seu treinamento.
Venenos estão presentes no nosso mundo nas mais diversas formas, líquido, como o expelido pelos animais peçonhentos; gasoso; como por exemplo o gás mostarda, e sólidos como plantas e diversos minerais. Nós ainda podemos dividir os venenos em animais, minerais, vegetais e artificiais.
Para manipular um veneno, primeiro de tudo precisamos saber de duas coisas, qual o efeito desejado que queremos produzir e de que forma podemos obter esse efeito na natureza, por exemplo: Quero envenenar pontas de flechas com o intuído de torná-la letal, é sabido que os antigos faziam isso com plantas; temos então o efeito desejado e a forma de obter, dessa forma um livro de botânica nos auxiliaria na missão de encontrar qual planta teria o melhor efeito.
Um outro exemplo:  Quero produzir algum efeito paralisador no oponente, impedir o movimento de algum músculo, qual seria a forma mais fácil de achar algo similar na natureza, animal vegetal? Talvez mineral?  O que você indicaria Joe Kerr?  


Joe coçou a cabeça, passara muito tempo ouvindo e anotando informações em pedaços de pergaminho em cima da mesa. Depois de algum tempo, disse:

- Err... as plantas produzem venenos voltados mais para sua defesa, minerais podem produzir efeito similar, mas acredito que teria que ocorrer todo um preparo com antecedência, fora o conhecimento de química... Acho que a forma mais fácil seria no meio animal, as cobras geralmente paralisam suas prezas de modo a auxiliar na captura e ingestão, né?

Jin pareceu surpreso com a resposta de Joe, apesar de sua aparência grotesca e modo de agir diferentes do normal, Joe Kerr já fora chamado de gênio em sua juventude, sua loucura aparecia apenas em alguns momentos. O velho coçou a barba e disse de forma lenta:

- É uma resposta muito válida, de fato temos venenos de cobras agindo de forma neurotóxica, ou seja, afetando o sistema nervoso e causando a paralisia dos músculos, mas em sua maioria, os venenos de cobras e de animais peçonhentos se enquadram em coagulantes e hemorrágicos. Veja a Tabela 1 no livro azul em sua frente, página..hummm - Coçou a cabeça careca por uns instantes - Ah sim, página  158, a idade está chegando shishishi

Joe deu um riso de canto de boca e voltou-se para o livro azul na mesa, intitulado " Venenos: Como atuam e como os neutralizar". Virou as folhas até atingir a página 158, onde visualizou a seguinte tabela:

• Neurotóxicos: Afetam o sistema nervoso causando inicialmente paralisia dos músculos faciais. Em alguns casos nos músculos responsáveis pela deglutição e respiração, podendo assim, causar asfixia e consequente morte.
• Coagulantes: Aglutinando o sangue podem causar obstrução de veias e artérias. Casos mais sérios, como os de coágulos cerebrais ou pulmonares, levam à morte.
• Anticoagulantes: Impedem o sangue de coagular, fazendo o ferimento causado pela serpente sangrar continuamente.
• Hemorrágicos: Torna os vasos sanguíneos permeáveis ao sangue, causando hemorragias internas e externas, levando ao sangramento das gengivas e narinas. Em quadros mais agravados, as vítimas podem apresentar hemorragias cerebrais e a falência dos rins, levando-as à morte.
• Hemotóxicos: Também conhecidos como hemolíticos, destroem as hemácias, causando falência renal e uma possível insuficiência respiratória.
• Miotóxicos: Causam danos aos músculos, especialmente aos relacionados à respiração. Por meio de paralisia da função neuromuscular, similar aos efeitos dos venenos neurotóxicos, causam a morte por falência renal, cardíaca ou respiratória.
• Proteolíticos: Também conhecidos como citotóxicos ou necrotóxicos, destroem os tecidos levando à necrose, resultado da ação das enzimas digestivas presentes no veneno, que ajudam na digestão da presa.
• Nefrotóxicos: Causam dano diretamente aos rins.
• Sarafotóxicos: Veneno presente apenas em algumas serpentes africanas. Promove a constrição da artéria coronária, dificultando a circulação sanguínea, podendo causar um ataque cardíaco.


Joe encarou a tabela enquanto Jin dava prosseguimento:

- Podemos obter esses efeitos no corpo humano, cada veneno com sua determinada função. Voltando a pergunta, você acertou em partes... Temos diversas cobras na natureza, cada uma com seu tipo específico de veneno juntamente ao seu efeito; você precisaria do auxilio de um bom livro para identificar a cobra correta, mas... Temos outro animal, um bem menor, muito mais fácil de ser encontrado, as bactérias! Dentre elas a que causa o Botulismo, veja, bactérias uma vez coletadas, devido a sua fácil proliferação e alta resistência, são idéias quando o assunto é produção de venenos, podem ser facilmente armazenas, e se corretamente manipuladas, se tornam uma fonte quase inesgotável de produção.

Jin parou para respirar, observou Joe anotando e olhando para os livros e então continuou:

- Mas estamos estudando toxicologia, ou seja, temos outros pontos a abordar, o diagnóstico e o tratamento. Sempre leve isso em consideração quando for utilizar venenos em combate, saiba que é uma faca de dois gumes, oponente pode tomar proveito de seus venenos e os utilizar contra você, portanto sempre carregue consigo um frasco com o antídoto. O preparo de um bom antídoto é tão ou mais importante que o preparo de um bom veneno. Neste mesmo livro azul, pagina 233, leia.

Parou então de anotar e virou as paginas do livro como ordenado

"Apesar de existirem soros específicos para diferentes tipos de veneno, o processo de produção da maioria deles segue o mesmo padrão. O veneno é introduzido no organismo de um animal de grande porte, que reage desenvolvendo anticorpos. E são esses anticorpos que, após serem retirados do animal, formam o soro.
1. O primeiro passo para se produzir o soro é extrair o veneno do animal— ou de um grupo delas do mesmo gênero, se o objetivo for uma vacina “multiuso”.
2. O animal recebe o veneno em pequenas e sucessivas doses, que não prejudicam a sua saúde. Ele então começa a produzir anticorpos contra a peçonha.
A planta Belladonna, utilizada como veneno,  também fornece um importante remédio no tratamento de venenos, é possível retirar a Atropina, que pode retardar por horas os efeitos da maioria dos venenos , podendo encaminhar a vítima até um médico, ou esperar até o preparo da antídoto, quando maior a quantidade de veneno no corpo da vítima, menor o tempo de ação do medicamento.


Jim,  foi lentamente apagando os rabiscos de giz  com um pano úmido, Joe não tirava os olhos do homem, tentava absorver o máximo dos conhecimentos do homem. Finalmente a parede estava limpa como outrora, o homem caminhou até a mesa e disse no mesmo tom monótono:

- Agora lidaremos com a parte prática, como preparar e manipular de fato um veneno, você imitará tudo o que eu for fazer, os mesmos movimentos... tudo - Joe concordou com a cabeça - Vamos colocar essas luvas de proteção, o primeiro a manipular são as plantas, essa flor em cima da mesa é um Acônito, ele causa sufocação e asfixia, é muito utilizado em crimes e assassinatos anônimos devido ao rápido efeito e dificuldade de se encontrar no organismo, como é uma planta muito rara, tudo isso ficará em posse do governo.  Primeiro pegaremos o suporte e o amassador, colocamos a folha, e gentilmente fazemos movimentos de pressão e raspagem da flor, o intuito é retirar o máximo possível de seiva da planta, quantos mais tirarmos, maior e melhor o efeito.

Jim passou o amassador e o suporte para Joe, pegou outros para si, calçou as luvas e começou colocando a flor no recipiente. Kerr, de forma devagar e atenta fez o mesmo procedimento. O velho então começou a bater o amassador gentilmente na flor com movimentos verticais contínuos, Joe observava o modo como o homem amassava as regiões disformes da flor de modo a tornar uma espécie de pasta, percebeu que conforme a flor ia sendo amassada, um pequeno líquido ia surgindo.

Depois de algum tempo amassando, o velho fez um sinal para Joe iniciar, que rapidamente atendeu a ordem. Bateu da mesma forma que o homem, seguindo o mesmo padrão observado, fazia movimentos verticais e sutis com o amassador, tornando a flor em uma pasta de aparência regular. Jin observou o trabalho e disse:

- Você fez a pasta e conseguiu extrair a seiva, mas compare os dois recipientes... Veja que no meu não há pedaços da flor em meio a mistura, apenas a pasta com consistência e formatos homogêneos, você deverá amassar até obter tal aspecto.

Joe Kerr assim fez, amassava as pequenas sobras da flor em meio a mistura até que obtivesse uma aparência idêntica ao do velho. Por fim Joe obteve tal ponto, Jin então pegou outros aparatos no mesa, um par de peneiras, outros dois amassadores com pontas mais grossas, dois funis e dois pequenos frascos com tampa.

- Agora que transformamos nessa pasta, nós iremos retirar todo o líquido, é uma parte que requer um pouco de força, mas principalmente jeito, veja.

Lentamente Jim  colocou o funil encaixado no frasco, colocou a peneira sobre o funil e despejou todo o conteúdo do recipiente na peneira, fez de forma a não sobrar absolutamente nada no recipiente que havia amassado. Dessa vez era como se fosse uma espécie de raspagem, a pasta era pressionada contra a peneira  com o amassador e Jin fazia movimentos horizontais e circulares, aos poucos gotas passavam pelo funil e caiam até o pote.

Novamente o homem fez sinal para Joe iniciar, fez como o observava, encaixou o funil no frasco, peneira sobre o funil e com o amassador, derrubou toda a mistura na peneira.  Começou fazendo movimentos horizontais e então a raspagem para  a extração da seiva, via que a pasta começava a perder líquido e que conforme pressionava, mais difícil ficava para extrair a seiva, por fim Jin fez um sinal de ok com a mão.

- É o suficiente, as sobras servem como um bom coagulante, mas como você não é médico, é melhor não mexer.

O velho retirou o funil, colocou as peneiras juntas em um canto, e então guardou os dois frascos tampados no bolso de sua calça. Coçou um pouco a barba e disse:

- Agora, como extrair o veneno de animais... De modo geral, o modus operanti para a extração do veneno de animais é: Capturar o animal, observar de onde o veneno é expelido e então com MUITO cuidado e com luvas de proteção, extrair o veneno... veja.

Joe notou que o velho senhor pegara um pote fechado que estava em cima da mesa, não havia notado antes mas ele fazia barulhos de chocalho e possuía pequenos furos em toda sua extensão. De modo ágil e prático o homem pegou uma espécie de garfo, abriu o pote e em pouco tempo  sacou uma cobra do saco, era negra com uma cabeça em formato triangular.

- Essa é uma Naja Real, possui um veneno neurotóxico como antes aprendido. Você deve segurar a cabeça com uma mão e o corpo com a outra. Deve-se pegar com o polegar e os outros quatro dedos fazendo uma forma de pinça com a mão. Automaticamente ela abrirá a boca, então basta pressionar as presas contra o béquer. Vamos, é sua vez!

Joe pegou o garfo de duas pontas um pouco sem jeito e fitou a naja

-  Agora com o garfo você prende a cabeça, faz a pinça com uma mão e a outra você pega no corpo dela.

Joe assim o fez, foi rápido com o garfo para que a cobra não desviasse, pegou a cabeça fazendo o formato de pinça com a mão e com a outra soltou o garfo e segurou firme no corpo do réptil, automaticamente o animal abriu a boca, então Kerr colocou a cabeça na direção do béquer e pressionou as presas de encontro ao vidro, notou o líquido amarelado escorrendo pelo vidro. Por fim Joe despejou a cobra de volta ao pote.

- Acho que é isso né?

- Exato, muito bem feito. Agora por ultimo mas não menos importante, o preparo do antídoto...

O velho foi até a porta, Joe viu ele falar algo com o guarda e passados cerca de dez minutos visualizou algo que não era muito comum em uma cela de prisão: um cavalo.

- Esse é o Pé-de-pano, o veneno da mesma cobra já foi introduzido nele dias atrás, agora com uma seringa você deve extrair o sangue, o flanco é a melhor região pois o animal sente menos dor.


Joe deu de ombros, pegou a seringa em cima da mesa, introduziu no animal  que relinchou um pouco e então retirou o sangue com a seringa.

- Sem muito segredo até então não é mesmo? - Deu dois tapinhas na cabeça do cavalo, deu uma maçã para o mesmo, que a comeu em uma bocada só e então devolveu ao oficial que aguardava frente a porta.

- Agora temos que extrair o soro do sangue. Colocaremos em tubos de ensaio e então centrifugaremos manualmente ou com algum equipamento, no caso eu trouxe um.

Jin tomou a seringa de Joe, colocou o sangue em dois tubos de ensaio,  os fechou e então de sua mochila um equipamento em tanto estranho. Possuía uma manivela, dois suportes para encaixar o que julgou ser o tubo de ensaio e um pedaço de madeira interligando todos os componentes.

- Basta encaixar os tubos de ensaio e girar a manivela bem rápido! Faça isso!

Joe, ainda focado, pegou com cuidado os tubos com o sangue, encaixou no equipamento, certificou-se de estarem bem presos e começou a girar a manivela de forma rápida, fez durante poucos minutos, até ser interrompido pelo velho.

- Isso, isso. Olhe para o tubo de ensaio, a parte transparente é o plasma,  ou seja, nosso soro. O resto é descartável ou em grandes quantidades é devolvido ao animal. Isso finaliza seu aprendizado meu jovem agente!


FIM


Joe suava, estava mentalmente exausto. Fazia muito tempo que não exigia tanto de sua mente, seu estômago roncava. Virou-se para Jin Mo e disse:

- Ei tio, não tem como descolar um rango pra mim? Na fome que eu to comeria até o cavalo. Ah, e posso ficar com o veneno da cobra e o antidoto? Claro, depois de sair da cela e coisa e tals, me ajudaria muito- Disse Joe num tom amigável utilizando sua lábia.

____________________________________________________

Objetivos nessa aventura::
 


A voz do Joe:
 


Aventura:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptySeg 20 Mar 2017, 17:12



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Treinamento não para



Joe estava com fome, na verdade passou um bom tempo desde que eles começaram o treinamento, mas já estava na hora da boia e como alguém estivesse lendo a mente do humorista ele vê alguém abrindo a porta com duas bandejas de comida, uma requintada entregue a Jin Mo e uma com um mingau mal cheiroso entregue a Joe.

- Shishishi. - Ri o velho. Desculpa a risada, mas deve ser Duke querendo me bajular. Faça o seguinte, como a minha comida e eu como a sua.

O velho realmente queria trocar a comida, de Joe não permitisse a troca teria que ser muito convincente para manter-se com o seu prato.

- Por mais que queira você não vai sair daqui com nada mais do que entrou. - Comentou o Jin enquanto comia. - Mas assim que comermos existe uma parte importante que você ainda precisa aprender antes de ser liberado, a arte de criar e decifrar mensagens secretas, a criptografia.

Assim que ambos acabaram de comer o velho se levantou e foi a porta e deu uma batida. Logo a porta se abriu.

- Amanhã eu volto! - Afirmou Jin Mo. - Vou trazer o material necessário para estudar com você a criptografia. No início de sua infiltração você vai ter que fazer apenas relatórios para nós, mas isso deve ser criptografado, por isso é importante ter sucesso nisso. Agora vou, descanse e durma bem, a mente tem que estar boa para amanhã.

Assim que se despede de Joe, Jin Mo sai e um soldado vem recolher as coisas, Joe percebe que o soldado esta desconfiado de Joe, um outro na porta com uma mão na espada embainhada espera o colega pegar todas as coisas.

Se Kerr não aprontar nada a noite passa tranquila, logo de manhã a porta se abre e Joe vê Jim entrando com uma bolsa cheia de coisas.

- Bom dia Joe! - Disse o velho sorridente. - Esta pronto para estudar a boa e velha criptografia?


Perícia nova: Criptografia escreveu:
Criptografia: você sabe criar e decifrar mensagens secretas.

Essa aqui é por conta do governo, assim como fez com a Toxologia faça o seu melhor agora.

Histórico::
 

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TheJoker
Agente Graduado
Agente Graduado
TheJoker

Créditos : 20
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/01/2017
Idade : 26

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyTer 21 Mar 2017, 05:20

Por mais que Joe tentasse ser simpático, ainda se lembrava que aquele velho era um agente, em um futuro próximo ele seria seu inimigo. Por mais que o problema de tudo fosse o governo mundial, ele teria que começar eliminando a base para se chegar até o topo.

Percebeu a porta se abrindo e com ela dois pratos de comida, um file com purê muito apetitoso entregue a Jin, e uma gororoba verde entregue a Joe. Ficou levemente puto, mesmo tendo matado um inocente a sangue frio, ainda o tratavam como um criminoso simplesmente por ter atirado um maldito copo de cerveja no maldito oficial; claro, os motivos de Kerr eram muito mais profundos, mas para os agentes era essa a história e ponto.


Jin Mo escreveu:
- Shishishi. Desculpa a risada, mas deve ser Duke querendo me bajular. Faça o seguinte, como a minha comida e eu como a sua.


- Por mim está otimo! Você só pode ser vegetariano pra recusar um bifão desses!

Em poucos minutos já havia devorado a carne e o purê, estavam  deliciosos,certamente a melhor comida que já havia comido em muito tempo. Enquanto o velho comia, dizia a Joe:


Jin Mo escreveu:
- Por mais que queira você não vai sair daqui com nada mais do que entrou. Mas assim que comermos existe uma parte importante que você ainda precisa aprender antes de ser liberado, a arte de criar e decifrar mensagens secretas, a criptografia.


Aquilo não interessava muito a Joe, mas seria um agente triplo, certamente seria algo útil e por isso concordou com a cabeça dizendo:

- Hogobogo! Quero dizer... beleza!


Jin Mo escreveu:
- Amanhã eu volto! Vou trazer o material necessário para estudar com você a criptografia. No início de sua infiltração você vai ter que fazer apenas relatórios para nós, mas isso deve ser criptografado, por isso é importante ter sucesso nisso. Agora vou, descanse e durma bem, a mente tem que estar boa para amanhã.


Joe concordou com a cabeça e acenou em despedida para o velho. Pouco tempo depois, percebeu dois soldados na cela, ambos muito desconfiados a cerca de Kerr. Deu de ombros e simplesmente se levantou da cadeira e foi até a cama, estava mentalmente exausto, certamente já estava era tarde da noite, Gerrard deveria estar furioso por não ter se apresentado no aniversário, lembrou-se de seu dia e de como ele havia sido incrivelmente longo.
Quando se deu conta, já estava acordando,  dormira como um bebê e imóvel como uma pedra. Passou algum tempo caminhando pela cela até a chegada de Jin Mo

Jin Mo escreveu:
- Bom dia Joe! - Disse o velho sorridente. - Esta pronto para estudar a boa e velha criptografia?


- Bora fazer umas criptogração...ou algo assim.


TREINO


Dessa vez Jin trouxera apenas um livro, alguns pedaços de papel e um lápis. Sem delongas, aproximou-se diante a  mesma parede da noite passada, sacou um giz branco do bolso e começou a rabiscar a lousa.

- Diferente de ontem, hoje será algo um tanto mais simples, mas que irá exigir mais de seu raciocínio. A palavra deriva de outras duas: kryptós, que significa escondido, e gráphein,  cuja tradução é escrita, e nada mais é que o estudo dos princípios e técnicas pelas quais a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível, de forma que possa ser conhecida apenas por seu destinatário. Como você será um agente infiltrado, seus relatórios deverão passar por uma criptografia para que sua identidade não seja descoberta. Abre o livro na página 8, seu trabalho será decorar as principais formas de criptografar e então criar uma chave secreta que será utilizada em suas mensagens no futuro.[/color]

Joe abriu o livro marrom em sua frente cujo título era "Descriptando a Criptografia", achou o trocadilho genial, abriu na pagina 8 e então começou sua leitura.

" Augustus, número-chave, palavra-chave e código dos prisioneiros são as principais formas de criptografia utilizadas para cartas e mensagens.
Augustus, ou Código Agostiniano, cada letra é substituída por sua vizinha direita no alfabeto, a letra "a" vira "b", "b" vira "c", "c" vira "d" e assim por diante. Essa é uma das criptografias mais fácies de se utilizar, entretanto a mais fácil de ser descriptografada também.
Código numero-chave é escolhido um número qualquer. Usando o 41 como exemplo, isso significa que a primeira letra do alfabeto é substituída pela sua quarta vizinha à direita e que a segunda letra do alfabeto deverá ser substituída pela sua vizinha. Desse modo, a frase: "Odeio piratas" ficaria "Seijs qmseuet".

Código palavra-chave, é escolhida uma palavra de cinco ou mais letras na qual nenhuma letra se repete. Utilizaremos como exemplo a palavra "death". Escreva-a em um papel e complete com as primeiras letras do alfabeto que não estejam na palavra até chegar a 13 letras, desse modo: "DEATHBCFGIJKL", e depois as outras 13 letras "MNOPQRSUVWXYZ", basta igualar as duas colunas e cada letra será substituída pela letra da coluna vizinha
D=M, E=N, A=O e assim por diante.
No codigo dos prisioneiros, suponhamos que deseja mandar a mensagem "Hello" para alguém. É gerada uma tabela de modo a formar 5 colunas e 5 fileiras, como podemos ver no exemplo. Primeiro, deve-se encontrar a letra "H" na tabela: à sua esquerda, temos o número 2 e, acima, o número 3. Então você deve bater em algo duas vezes, pausar e bater três vezes. Dessa maneira, o seu amigo saberia que você se refere à letra "H", pois sinalizou segunda coluna, terceira fileira. Basta seguir esse padrão para mandar qualquer mensagem. No código do prisioneiro, a palavra "hello" deveria ser passada da seguinte maneira: 2 batidas, pausa, 3 batidas, pausa, 1 batida, pausa, 5 batidas, pausa, 3 batidas, pausa, 1 batida, pausa, 3 batidas, pausa, 1 batida, pausa, 3 batidas, pausa e 4 batidas..."


Exemplo:
 

Quando Joe finalmente terminou de ler tudo, fechou o livro, olhou para Jin que lia o jornal na cadeira em sua frente e disse:

- Pronto, acredito que entendi tudo.

Jin sorriu, entregou um papel enrolado a Kerr e disse:

- Agora você terá duas tarefas, descriptografar uma mensagem, e criptografar outra. Neste primeiro pergaminho, a chave é 23.[/color]

Desenrolou o papel e visualizou a seguinte mensagem: "Kvur hdtd xreh rhtggu coixo wgprr"

Joe pegou então um lápis, começou a rabiscar o papel, seguindo a ordem e pulando duas letras na primeira letra e três na segunda letra de cada frase, por fim obteve a mensagem  "Isso fará você perder algum  tempo". Fez uma careta zombativa e disse a Jin:

- HÁ-HÁ, muito engraçadinho tio
- Shishishi, bom trabalho, em um bom tempo também, agora será sua vez de criptografar algo.

Joe Kerr riu, era sua vez de dar o troco. Como Jin Mo era um homem experiente, ele poderia dificultar as coisas. Iria utilizar o código palavra chave, e modificar a frase: "Todos os meus pelos também são verdes"

JOKERABCDFGHI
LMNPQSTUVWXYZ

Iniciou com as modificações e então obteve a frase:"Bmvma ma opca epjma bsotpo asm dpqvpa"

- A chave é "JOKER" - Disse Joe batendo palmas com um sorriso.

Rapidamente Jin Mo começou a rabiscar o papel e em pouco mais de um minuto dera um sorriso sem jeito um tanto embaraçado:

- Shishishi, você me pegou... Mas acredito que essa era uma informação que eu não queria saber... De qualquer modo, parabéns Joe, acho que é isso por hoje


FIM


____________________________________________________

Objetivos nessa aventura::
 


A voz do Joe:
 


Aventura:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 EmptyQui 23 Mar 2017, 13:04



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Julgamento



Assim que o treino acaba Jin Mo parecia bem animado.

Shishishi, parece que você entendeu bem. - Disse o velho careca sorridente. - Mas tenho também que te passar algumas ultimas instruções a pedido do Duke. Daqui a pouco chega sua comida e logo depois você vai ser julgado em público. Vai receber uma sentença pesada pelo seu crime e vai ser libertado. Vai voltar para a rua do jeito que entrou. Assim que os rebeldes entrarem em contato com você ou você entrar em contato com eles você deve entrar em alguma célula rebelde. Seu dever será apenas um, fazer tudo o que os rebeldes mandarem você fazer. Ocasionalmente vamos entrar em contato com você e você deverá então passar um relatório.

O velho fez uma pausa quando a porta começou a se abrir. Lá estavam mais dois homens e uma garota, todos de ternos pretos, entrando na sela. A garota trazia uma bandeja com um bom pedaço de carne, purê, legumes e saladinha e entregava para Joe.

- Essa será nossa equipe. - Disse Jin Mo. - Vou apresentara cada um deles com calma para você gravar o melhor possível cada informação.

O velho deixou que Joe recebesse a bandeja e se ajeitasse para continuar a fala.

- O primeiro é Akira. - Jin aponta para o homem perto dele. - Ele é nosso navegador, especialista em pistolas e um homem meio resservado para si.

Akira:
 

O segundo homem é Satoro. - Jin aponta para o homem que havia ido em direção a janela observar se havia alguma coisa do lado de fora. - Ele é nosso interrogador, além disso é um excelente artista marcial, provavelmente o mais cuidados de nós, por isso ele sempre cuida da nossa vogilância.

Satoro:
 

- Finalmente a garota Amaya. - A garota se posta ao lado e sauda Joe com uma pequena reverência. - Ela vai estar mais próxima de você. Nossa ninja. Uma assassina fria e calculista. Sua espada esta sempre embebedada dos venenos pais potentes. Um grande talento e nossa arma mais forte.

Amaya:
 

- Por fim, eu mesmo! - O velho da um sorriso. - Sou o líder do grupo, quando estamos eu operação todos estão subordinados a mim. Sou o estrategista e a força do grupo. Enquanto eu estiver com vocês não a nada nos blues que precisem temer.

Todos olham para Joe esperando que ele fale alguma coisa.

- antes de falar alguma coisa ainda flata eu falar do Duke. - O rosto de todos se fecharam. - Ele é o burocrata, o chefe da equipe diante do Governo Mundial. Fique a tento com ele, para ele te entregar para os lobos basta o vento soprar mais fraco. Ele é um manipulador, montou nossa equipe e tem praticamente cada um de nós em suas mãos. Mas agora fale de você.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr   Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Desventura 1 - Seu nome é Kerr, Joe Kerr
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: