One Piece RPG
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» BOOH!
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 15:44

» [M.E.P][MINI-doflamingoPDC]-Busca por orientador
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Doflamingo pé de caximbo Hoje à(s) 15:19

» Kenzö Tenma
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:14

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Doflamingo pé de caximbo Hoje à(s) 15:12

» 10º Capítulo - Parabellum!
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 15:06

» Um Destino em Comum
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 15:01

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 14:33

» The Hero Rises!
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 14:29

» Ideias para missões/plots - Utilidade pública
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 12:34

» MEU TOPICO
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor ZORO.MP3 Hoje à(s) 11:24

» ZORO
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor ZORO.MP3 Hoje à(s) 11:21

» [KIT] Hisoka
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Veruir Hoje à(s) 11:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor GM.Midnight Hoje à(s) 10:43

» Kit kenshin
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Blum Hoje à(s) 08:46

» Bitch Better Have My Money
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:54

» The One Above All - Ato 2
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 02:16

» Seasons: Road to New World
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:33

» Que tal um truque de mágica?
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Veruir Hoje à(s) 00:21

» Pedido de Kit Drake
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Volker Ontem à(s) 23:29

» Everybody Wants to Rule the World
#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 22:01



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 #1 When the hunter becomes the hunted

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 11 ... 20  Seguinte
AutorMensagem
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 24
Localização : 5ª Rota - Pindorama

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyQui 29 Dez 2016, 22:20

Relembrando a primeira mensagem :

#1 When the hunter becomes the hunted

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Akul. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
OverLord
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 31/03/2012

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyDom 15 Jan 2017, 00:43

Akul acordava finalmente na cela, ele notava seu companheiro de cela e os outros da cela da frente e do lado, ele tirava conclusões precipitadas sobre quem estava por trás daquilo, ele achava que era o garoto coincidência, aonde fora ele, que havia dado a informação da taverna e da loja de armas para o tritão. Ele perguntava para o polvo sobre a localização deles, sobre as algemas e quem eram as pessoas que haviam feito aquilo com eles. O polvo então, dizia. – Bem, estamos num navio. As algemas são para nos prender e as pessoas, provavelmente mercadores de mercadorias valiosas. Traficantes.

Ele questionava o grupo misto de quanto tempo eles estavam lá, enquanto batia suas mãos na parede, na intuição de quebrar o que prendia as mãos dele, mas havia sido em vão. O polvo dizia. – Três dias. Já o lobo, respondia dois dias. O gorila, dizia. – Eu estar aqui, quatro dias. O lagarto então, respondia. – Seis dias. A única ideia que vinha na mente do tritão, era de retirar suas mandíbulas e quebrar as algemas, só que os braços dele estavam para trás e com sua língua não seria eficiente, por isso, ele pedia a ajuda do polvo, pedia para que ele desse uma cabeçada nele para que os dentes caíssem, o tritão escutava, mas era interpelado pelo lagarto que dizia. – Um outro tritão pensou a mesma coisa, mas não deu certo. Na melhor das hipóteses, ele está em outro local. Na pior, morto.

Com isso, o polvo voltava ao que estava fazendo antes, olhar para o nada e sem nenhuma ideia, Akul questionava se alguém tinha algo em mente, o mink da cela ao lado então, virava um pouco para o lado, mostrando as costas para a dupla de tritão e o espadachim poderia ver que a mão esquerda não tinha e a algema só estava agora de um lado. Mas a mão esquerda parecia estar retornando numa casca aos poucos e em seguida, o lagarto voltava para a parede com as costas encostada nela. – Só esperar o momento certo agora, para eu tirar a outra e conseguir abrir a cela.

Hara e Mitsuna saiam da taverna e iam na direção da loja de armas, a garotinha não desistia de chamar a mulher para seu bando, a mesma sorria para o que a menina falava, não respondia a lanceira e quando chegavam na loja, Mitsuna deixava que a garotinha agisse sozinha, a menina entrava na loja e já pedia uma lança. O vendedor dava um sorriso para a garota e lhe entregava a lança, dizendo o preço. 30.000.

Enquanto ela adentrava, a mulher ficava pelo lado de fora e lá, ela começava a ser assediada por quatro homens, cobrindo a presença dela ficando envolta dela e segundos depois, ela ficava inconsciente. Hara então, ao pagar começava a sair da loja e poderia ver Mitsuna ser levada por quatro homens de estatura normal e se a lanceira os seguisse, a perseguição a levaria para um local um pouco abandonado, uma casa um pouco grande, mas simples e lá, ela poderia ver um cavalo acoplado com uma carroça.



Gorila:
 

Lobo:
 

Lagarto:
 

Polvo:
 

Homem loiro com corvos:
 

Mulher de cabelo azul:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptySeg 16 Jan 2017, 15:50

Akul Post: 04 Ganhos: -X- Perdas: -X-
Cárcere II



"Contrabandistas que movimentam mercadorias valiosas... HUM! Considerando que só tem espécies não humanas aqui, algo relacionado ao submundo, talvez.” – Com a informação de que o lagarto era o preso com maior tempo, esse grupo provavelmente havia instalado seus negócios na ilha fazia uma semana aproximadamente, ou então simplesmente vieram em escala de outra ilha. Meu plano havia ido por água abaixo e eu estava deveras frustrado. "Khünd, aquele velho rabugento e reclamão que agia severamente em quase tudo. Porém, sempre com seu enorme coração, me ensinou diversas coisas durante anos. Havia me alertado sobre esse risco... Que saudades, meu amigo, eu não vou morrer aqui."

Porém, ainda havia uma luz no fim do túnel. O mink lagarto mostrava a condição de seus braços, de maneira sorrateira. Ele não tinha sua mão esquerda e só sua mão direita estava com as algemas. – Por que simplesmente não abrir a cela com essa oportunidade? Vai esperar sua mão se regenerar pra fazer algo? – Respondia ante ao posicionamento do lagarto.

A ordem era sentar e esperar, até que o mink se resolvesse. Nesse tempo, procuraria em minha cela, algum item, uma ferramenta qualquer que pudesse ajudar em minha fuga. Iria me manter de pé, caso estivesse sentado. Queria descobrir alguma janela. Caso o lagarto conseguisse fugir, pediria por ajuda para abrir a cela, se ele conseguisse tirar nossas algemas, melhor ainda. Senão, pediria para que arrancasse um dos meus dentes para prosseguir com o plano anterior.

Akul escreveu:
Iria inserir o dente entre o mecanismo de bloqueio e os dentes da algema. Deslizaria-o para dentro do mecanismo de bloqueio para que ele passasse ao longo dos dentes; basicamente, estaria inserindo-o dentro da algema ao longo do aro. Com o dente servindo como um calço no lugar seria a hora de apertar um pouco a algema. Conforme eu estivesse apertando a algema, eu empurraria o calço. Acreditava que ao término desse procedimento, a algema deveria estar destravada.

– Ei colegas, vocês tinham armas quando chegaram aqui? Se sim, nós vamos atrás das armas, é uma boa oportunidade para eu me armar também. – Diria ao sair da cela. Esperava que eles me guiassem até uma saída. Para me defender de possíveis inimigos, usaria minhas pernas para atingir o inimigo com força entre o peito e o abdômen. Como também os braços, projetando do mesmo lado em que estivesse vindo os ataques, simultaneamente, fecharia o punho da mão livre e desferiria um soco em uma das áreas vulneráveis da cabeça do adversário, como o queixo, o nariz ou a garganta.




Nota:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hara Sakura
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Hara Sakura

Créditos : 6
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 16/12/2016
Localização : Navegando

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyQua 18 Jan 2017, 00:09



Mitsuna e eu partimos para a loja de armas, no caminho tento novamente recruta-la para meu bando, mas não recebo uma resposta da parte dela, algo que não me abala nenhum pouco. Chegando no estabelecimento comercial, já faço meu pedido, nem sequer presto atenção na estrutura do lugar ou se há mais clientes, meu desejo em adquirir uma lança fala bem mais alto.

"Esta deve servir..."

Penso, observando a lança que o vendedor me entrega. Apesar de usar lanças, não sei diferenciar uma boa para uma ruim, mas meu lado otimista me diz que a arma é boa. Após efetuar o pagamento, e supostamente guardar o troco nos bolsos de meu short, saio da loja agora com a lança em mãos e pronta para questionar Mitsuna sobre Loguetown, sendo ai que presencio uma cena bem estranha... Mitsuna está sendo levada por quatro sujeitos, aparentemente contra a vontade dela.

- EI VOCÊS!!! - Gritaria, de maneira impulsiva para os quatro homens. - O que estão fazendo?!? -

Minha mente se encontra bem confusa, nunca estive em uma situação assim, Zhao me alertou de que há muitas pessoas malignas espalhadas pelo mundo, pessoas má intencionadas que são bem perigosas.

"Será que estas pessoas são do mal???"

Apertaria o cabo da lança, um tanto quanto inquieta, pois já considero Mitsuna uma amiga e não poderia simplesmente deixar que levem ela assim, contra sua vontade. Então, sem pensar muito, avançaria na direção de um dos homens, o que estiver mais próximo à mim. Assim que ele estiver ao meu alcance, seguraria a lança com ambas as mãos e efetuaria uma estocada, numa tentativa de fincar a ponta da lança um pouco lado da barriga do alvo, mas não aprofundaria muito a ponta, apenas o suficiente para causar algum ferimento leve e quem sabe assusta-lo.

Recuaria erguendo a lança para cima e moveria ela em diagonal para baixo, na tentativa de aplicar um corte superficial do ombro do alvo até a cintura de lado oposta ao ombro deste. Realizaria este ataque no mesmo alvo da estocada ou em qualquer um que tentar se aproximar. Em movimentos ágeis, saltaria para cima, na direção de algum outro inimigo e tentaria atingi-lo com uma estocada na cabeça, porém, utilizando da parte sem ponta da lança, apenas para causar alguma dor nele e afasta-lo, o pulo seria para conseguir alcançar sua cabeça, mas se ele for muito alto, focaria no queixo dele em uma estocada para cima, ainda assim utilizando da parte sem ponta.

- Mitsuna você está bem??? - Perguntaria para a moça. Se eu tiver conseguido retirar ela dos braços do sujeito, falaria cutucando ela, em uma tentativa de desperta-la.

Mas não abaixaria a guarda, afastaria quaisquer oponente com estocadas nos joelhos, usando a parte sem ponta da lança. Se me atacarem, tentaria me esquivar saltando para os lados livres e dando cambalhotas se necessário, também poderia recuar com largos passos para trás, optaria pela melhor opção no calor do momento.

Post: 4
Vantagens: Ambidestra, Visão na Penumbra, Aparência Inofensiva e Liderança.
Desvantagens: Curiosa, Devoção e Sinceridade Excessiva.
Perícias: Acrobacia, Doma e Treinamento.
Ganhos: Uma Lança.
Perdas: 30.050 Berries.
Npcs: Mitsuna.
Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Comentários: Ainda não sei fazer post de luta.
Objetivos:
[ ] Encontrar o Akul (Blind).
[x] Conseguir uma lança.
[ ] Me tornar uma pirata procurada.
[ ] Recrutar npcs para meu bando.
[ ] Conseguir uma embarcação.
[ ] Viajar para Loguetown.

Credits: Masquerade Girl by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyQua 18 Jan 2017, 15:36

Akul parecia querer saber o do porque o lagarto esperava a mão dele retornar para começar a agir, então, o mink apenas sibilava o som típico dos lagartos e ficava por lá. Poderia se escutar passos vindo do andar de cima enquanto que, Akul procurava algo dentro de sua cela, enquanto se levantava. Mas nada era achado a não ser o seu companheiro polvo. Não havia janelas no andar de baixo, fazendo o tritão ficar de pé à toa. Sem que ele percebesse, a mão esquerda do lagarto já voltava ao normal e com isso, ele podia fazer a mesma coisa com a outra mão e assim, se livrar da algema, mas viu uma ideia melhor com isso, chamava Akul para perto e com a mão livre das algemas, arrancava dois dentes e deixava um deles com o próprio tritão.

O lagarto abria a fechadura da algema da mão que faltava, enquanto que Akul, tinha dificuldades para usar o dente na fechadura da algema pois as mesmas estavam nas mãos que estavam nas costas, o lagarto tinha sorte de seu poder regenerativo, mas o tubarão não. Enquanto Akul se debatia, o mink já havia aberto as algemas da pessoa do lado dele, da cela e estava na cela da frente, abrindo e ajudando o gorila e o lobo que então, seguiam o lagarto para a cela do espadachim. O mink ajudou o polvo enquanto que o companheiro espadachim ainda se debatia. Eles podiam escutar passos de descida, indo para o segundo andar, enquanto que todos estavam já soltos, faltando Akul, o companheiro do mink de cela, arrebentava a corrente que ligava as algemas, libertando o rapaz, mas deixando a algema nos pulsos dele. Era passos de duas pessoas descendo.

A garotinha presenciava o sequestro de sua amiga, Sakura gritava para os sequestradores, perguntando o que eles estavam fazendo, mas eles não davam bola e continuavam. Confusa com aquilo e por nunca ter estado em uma situação daquelas Hara apertava o cabo de sua lança e corria na direção de um dos homens, mas corria por um tempo. Quando conseguia se aproximar de um, ela tentava uma estocada na barriga do alvo, que era acertado e gritava de dor. Seus companheiros paravam, mas ele dava a ordem deles continuarem e então, o trio entrava na cabana com Mitsuna, enquanto que o que havia sido acertado pela garota, se virava para Hara, puto.

A lanceira recuava, enquanto que o homem retirava um bastão de suas costas e dizia. – Sua pirralha insolente. Sakura então recuava e tentava um golpe na diagonal com sua lança, para aplicar um golpe superficial no sujeito, que então recuava para trás e então, o boujutsu ia na direção dela e pulava na direção dela, com o bastão vindo de cima para baixo, como se fosse uma marreta na direção da cabeça dela, mas a garotinha foi mais rápida, saltava para a direita, assim, escapando do ataque. Ele começava a girar o bastão, como naqueles filmes de artes maciais que o mestre começava a girar o bastão com perfeição. O que Hara faria? Lá dentro estava Mitsuna e três dos quatro caras e à sua frente, um deles com um bastão. O que a garotinha faria?



Companheiro de cela do lagarto:
 

Gorila:
 

Lobo:
 

Lagarto:
 

Polvo:
 

Homem loiro com corvos:
 

Mulher de cabelo azul:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyQui 19 Jan 2017, 15:32

Akul Post: 05 Ganhos: -X- Perdas: -X-
Liberdade




–  Boa, Camaleão. Conseguimos rapazes, vamos dar o fora daqui. – Bradava ao ser libertado pelos meus colegas de cárcere. A algema que em meu pulso continuava, tiraria ela tomando os maiores cuidados para não prender de novo. Duas pessoas estavam descendo, provavelmente iriam conferir a situação de nós presos, então precisávamos ser rápidos. Primeira coisa que faria seria sair da cela, não queria voltar para lá de jeito nenhum e dar a chance dos sequestradores trancarem a cela novamente. Manteria meus pés um pouco mais largos à largura dos os ombros, e manteria os punhos acima dos olhos e na frente do meu rosto. Para o caso de avistarmos algum inimigo e  ele tentasse me dirigir um soco atravessado, então colocaria minhas mãos nas orelhas e deixaria meus cotovelos cobrirem meu rosto. Então contra-atacaria com socos na direção do rosto dos adversários e chutes altos na altura entre o umbigo e a virilha.

Apesar de ter nascido tritão eu nunca tive contato com minha ilha natal, e apesar de achar muito bonito as histórias da ilha, não foi possível ser treinado na arte do Karatê Tritão, o estilo de luta que resolvi aprender para suprir isso foi uma outa arte, a arte das armas brancas. Sendo um espadachim, sentia que sem uma espada nada disso fazia sentido e sentia como se faltasse um pedaço de mim. Agora, mas só por agora, quando a situação exigisse eu estaria usando dos meus conhecimentos em luta de rua, que adquiri nas muitas vezes que arrumava confusão nas ruas de Ilusia Kingdom ou defendendo a propriedade de Khul. Porém, precisava conseguir uma espada o quanto antes e se me deparasse com um inimigo usuário de arma branca, eu lançaria chutes no joelho, na parte de trás do joelho ou na panturrilha para incapacitá-lo e desestabilizá-lo e assim aumentar as chances de roubar sua katana e sair dali o mais rápido possível e procurar chegar a superfície do navio.




Nota:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hara Sakura
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Hara Sakura

Créditos : 6
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 16/12/2016
Localização : Navegando

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptySab 21 Jan 2017, 08:54



A situação se desenrola de uma maneira inesperada. Tinha e ainda tenho em mente salvar Mitsuna, mas pelo visto não será uma tarefa tão fácil assim. Consigo ferir um dos sequestradores, mas não sou capaz de impedir os outros três de seguirem para a cabana, levando Mitsuna com eles. O sujeito que acertei fica para trás e se revela um habilidoso lutador de bojutsu. De inicio começo levando a melhor, já que evito de ser atingida pelo golpe dele, porém, o andamento do confronto pode mudar de rumo a qualquer instante, embora eu não sinta nem um pingo de preocupação ou medo, afinal, já enfrentei perigos bem maiores na floresta, mesmo que tenha sido salva por Zhao na maioria das vezes.

"Eu não tenho tempo para perder aqui, tenho que ir salvar a Mitsuna."

Penso, rangendo os dentes e franzindo as sobrancelhas, em uma expressão séria e até aborrecida, algo bem raro da minha parte. Teria de passar pelo indivíduo, não me sinto intimidada com a forma que ele gira o bastão, mas sim um pouco surpresa, ele certamente tem mais domínio daquele bastão do que eu com a minha lança.

- Soltem minha amiga! - Exclamaria.

No mesmo instante, avançaria novamente na direção do homem, no trajeto, estaria pronta para me esquivar de qualquer ataque dele, mas sem deixar de avançar, pois minha intenção seria passar ao lado do homem e golpear a parte de trás do joelho dele com o cabo da minha lança, em uma estocada com toda minha força. Também realizaria um golpe horizontal, segurando a lança com ambas as mãos e completando com um rodopio da direita para a esquerda, aonde buscaria fazer com que a lâmina da minha lança entre em contato com a perna do homem - ou com as costas dele, caso meu ataque anterior tenha o colocado de joelhos -.

Me esquivaria de ataques com movimentos de evasivas para os lados, devolvendo com contra-ataques relâmpagos, que seriam estocadas simples com a lança o mais depressa possível, para aproveitar-me do fato do oponente estar focado no ataque e quem sabe encontrar uma brecha na defesa dele com isso.

Mas minha prioridade ainda seria libertar Mitsuna, então se eu conseguir encontrar alguma brecha, não perderia tempo brigando, ou quem sabe eu consiga atordoar o sujeito por algum tempo, em qualquer uma dessas situações, me encaminharia com bastante pressa para a cabana, acelerando os passos e expondo minha agitação. Tentaria invadir a casa pela porta da frente. - MITSUNA! CADÊ VOCÊ?!? - Gritaria caso consiga entrar no lugar, e se isto se concretizar, provavelmente me depararia com os outros três sujeitos. Distribuiria estocadas no torso de qualquer um que se aproxime de mim. Buscaria por Mitsuna, para tentar acorda-la sacudindo ela e liberta-la do lugar.

- Você está bem? Temos que sair daqui! - Diria para Mitsuna, na ocasião de conseguir desperta-la.

Post: 5
Vantagens: Ambidestra, Visão na Penumbra, Aparência Inofensiva e Liderança.
Desvantagens: Curiosa, Devoção e Sinceridade Excessiva.
Perícias: Acrobacia, Doma e Treinamento.
Ganhos: Uma Lança.
Perdas: 30.050 Berries.
Npcs: Mitsuna. Caolho (?).
Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Comentários: N/A.
Objetivos:
[ ] Encontrar o Akul (Blind).
[x] Conseguir uma lança.
[ ] Me tornar uma pirata procurada.
[ ] Recrutar npcs para meu bando.
[ ] Conseguir uma embarcação.
[ ] Viajar para Loguetown.

Credits: Masquerade Girl by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Qual usar? Eis a questão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptySeg 23 Jan 2017, 21:01

Akul parecia satisfeito que havia sido libertado e agora, o grupo com seis pessoas distintas, sendo três tritões e três minks estavam libertos e poderiam fugir do navio e com a descida das pessoas, no total de duas, o grupo parecia se preparar e saia da jaula, mas então, o lobo e o lagarto saiam correndo nas quatro patas e interceptavam os dois homens que caiam no chão surpresos e assustados. Fazendo assim o que Akul pretendia falhar, ele não precisaria lutar. Enquanto que o que o lagarto havia pegado estava vivo e com a boca tampada para não gritar, a do lobo era morta, tendo a jugular arrancada e em seguida, as garras do lobo eram penetradas no crânio, assim, esvaindo a vida do sujeito de vez.

O do lagarto era levado para a cela onde estavam e o polvo algemava ele com uma das que ainda estavam intactas e o lagarto destampava a boca dele e perguntava. – Para onde vocês pretendem nos levar? O mink então percebia que ele ia gritar e rapidamente tampava a boca novamente e o outro tubarão se aproximava e dizia. – Responda, se não terá consequências..  O tubarão tirava os sapatos dele, deixando-o descalço, fazendo o cara estranhar e então, o tubarão abria a boca para morder o pé dele, notando aquilo, ele soltava as palavras. – Pretendíamos levar vocês para Yakira Town para serem atrações lá.

Então, o tubarão ia para as costas dele, o mink tampava a boca do sujeito, o tritão então, mordia a mão direita do homem e a arrancava, decepando a mesma. A mão ficava no chão e o lagarto com uma das mãos, arrancava uma parte da roupa do cara e fazia uma faixa no pulso, estancando o sangue. O mink levava ele para fora da cela e o grupo o seguida e eles começavam a subir e eles podiam perceber que a embarcação estava se movendo. Akul podia ver que o homem morto pelo lobo, possuía uma espada e também, que o gorila tinha quatro metros.

Lá em cima, eles poderiam ver funcionários lá, tinham vinte, sem contar os dois que haviam sido pegos lá embaixo e quando viam os prisioneiros livres, ficaram em estado de alerta, enquanto que o lagarto ia até a borda do navio e lançava o refém no mar. Assim, o tubarão, o gorila, o lobo, o lagarto e o polvo se preparavam para lutar.

A lanceira queria que o usuário do bastão soltasse sua amiga, por isso, ela exclamava para ele, mas o sujeito não dava a mínima. A menina avançava na direção dele, pronta para se esquivar se precisasse, mas não precisaria, pois ele estava esperando para um contra-ataque. Ela corria para passar pelo lado do boujutsu, mas era impedida por uma tentativa de ataque, mas a menina se esquivava para os lados e então, contra-atacava com estocadas, fazendo o sujeito saltar para trás recebendo alguns arranhões da ponta da lança.

Com uma brecha, a garota começava a pensar em ir para a cabana e resgatar sua amiga, mas o adversário vendo que ela começava a correr, iniciava uma corrida para impedir e ela poderia escutar barulho dos cascos de cavalo, mesmo assim ela corria para a cabana e o cara atrás dela, até que escutava um barulho de algo batendo no chão. Se ela parasse, veria um o usuário de bastão caído no chão com duas shurikens na batata da perna direita dele e ela podia ver o homem. Ela poderia ficar lá ou entrar na casa. Dentro da casa, ela poderia ver que não tinha nada, mas tinha uma porta que levava para o porão, descendo as escadas e veria diversas celas, quatro e ninguém nelas ou na casa. Em todas as portas não tinha nada e tinha uma porta dos fundos que deveria ser por lá que eles deviam ter fugido.





Companheiro de cela do lagarto:
 

Gorila:
 

Lobo:
 

Lagarto:
 

Polvo:
 

Homem loiro com corvos:
 

Mulher de cabelo azul:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyQui 26 Jan 2017, 01:28

Akul Post: 06 Ganhos: -X- Perdas: -X-
Ações



"Caramba" – Foi o que pensei no momento em que o lobo e o lagarto, providos de toda sua mobilidade em quatro patas, atacaram dois dos nossos sequestradores. A cena que presenciei do lobo foi como um caçador matando sua presa, ele matou seu carrasco com requinte de crueldade. O homem morto era portador de uma espada, e eu aproveitaria a oportunidade em minha frente para finalmente me armar. – Deixem que eu fique com a espada, eu sou um espadachim e posso ajudar em combate. – Indagaria para meus companheiros. Caso houvesse resistência por parte de alguém, manteria minha forte presença e não desistiria da espada, tentaria chegar a ela primeiro que qualquer um.

Na contramão, o lagarto poupava a vida do seu refém e trazíamos-lo até a cela para maiores informações. – Servir como atrações? Só por sermos não humanos? Merda!!! – Eu fiquei visivelmente indignado diante da revelação do homem, não entendia o por que dessa indiferença para com minha espécie, por que os humanos não podiam procurar outra forma de entretenimento, por que mexer com outras espécies senão o seu orgulho?  

Havíamos decepado o refém responsável por nos dizer o destino da embarcação, estávamos indo para a superfície do navio e para piorar a situação o navio estava se movimentando. Chegando a parte de cima, notei a presença de vinte outros homens, todos da mesma laia, e com sorte com o mesmo destino, a morte. É lógica, eu poderia simplesmente me lançar ao mar e nadar de volta até a ilha, mas havia outros três minks que não teriam a mesma oportunidade e provavelmente ficariam a mercê desses homens mal intencionados, não que eu me importasse, mas eu odiava a crença de ter que servir de atração por ser de determinada espécie para o divertimento de outras pessoas.

– Vamos lá, homens. – Gritaria em alto e bom tom em uma chamada de guerra.  

Ficaria com o pé direito à frente, segurando minha arma com o cabo paralelo ao meu joelho direito e a ponta de minha lâmina apontando na cara dos oponentes, eu pretendia estocá-los de baixo para cima, quando tivesse a oportunidade, e alternaria em ataques de cima para baixo, fosse na vertical ou diagonal. Manteria esticado o polegar da mão direita ao longo da empunhadura visando proporcionar maior firmeza nas receptações. Para minha defesa colocaria a interceptação no forte da lâmina, mantendo sua ponta sempre orientada para os adversários e combaria, caso a situação exigisse, com chutes baixos na direção das canelas, tornozelos, interior ou a traseira das panturrilhas.

– Vamos matar o máximo desses filhos de umas putas possíveis.
– Indagaria enquanto em combate.

Para o caso de não conseguir adquirir a espada, mesmo contrariado, mesmo que eu deixasse meus sentimentos junto daqueles minks e tritões, eu não iria permanecer por muito mais tempo no navio e me dirigiria até a borda do navio onde me lançaria ao mar. Em alto mar, usaria de nados livre e borboleta para chegar a primeira superfície em meu alcance.  



Nota:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hara Sakura
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Hara Sakura

Créditos : 6
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 16/12/2016
Localização : Navegando

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptySex 27 Jan 2017, 11:50



O indivíduo logo à frente, permanece parado, como uma muralha inabalável. Com passos pesados, avanço na direção dele, mas sou interceptada por uma ação ofensiva. Tudo bem! Consigo me esquivar perfeitamente para o lado e arranha-lo com a ponta da minha lança, nada de tão incrível, mas ainda assim uma coisa bem positiva para mim.

Eis que noto uma brecha para uma fuga até a cabana... Agarro tal oportunidade, porém, o homem do bastão se mostra bem insistente, vindo logo atrás de mim, querendo me impedir de seguir com meus planos. Alguns sons estranhos atraem minha visão para trás. "Um cavalo?" O som de cascos entregam um animal comum e bastante conhecido, e para a minha surpresa, a "muralha" foi derrubada por algumas shurikens na perna, vejo uma oportunidade de ouro! Nem sequer avalio ou observo a situação com mais atenção, talvez tenha mais alguém presente no lugar, porém, nem reparo neste detalhe, me encaminhando com bastante pressa para a cabana.

"O que foi isso?" - Penso a respeito das shurikens, uma das poucas armas que desconheço. E também sobre quem as lançou. - "Bem, não importa!"

Adentro na residência, percebendo que o lugar está completamente vazio, não havendo nenhum sinal de vida ali dentro.

"Cadê ela?"

Descendo para o porão, vejo algumas celas vazias e pouco depois encontro a porta dos fundos, que parece ser o único caminho restante. Ainda com a lança em mãos, minha confiança continua intacta e não hesitaria em seguir adiante. Passaria pela porta, procurando rastros ou algum caminho que pareça me levar até Mitsuna.

Com passos acelerados, procuraria por minha amiga, atenta para não cair em nenhuma armadilha óbvia.

- MITSUNA!!! ESTÁ ME OUVINDO?!? - Gritaria.

Estaria pronta para seguir qualquer resposta da parte dela, mas se não houver uma, tentaria encontra-la por conta própria. Resgata-la aparentemente não será uma tarefa nada fácil, mas não desistiria tão facilmente. Ela tem de estar em algum lugar, vi com meus próprios olhos ela ser levada até a cabana, então não deve estar tão longe assim, pelo menos é o que eu imagino.

Caso consiga encontra-la, correria até ela para liberta-la e verificar como ela está.

- Mitsuna, como você está? Se sente bem? Está machucada? - Como de costume, faria diversas perguntas, com uma feição de preocupação. Cortaria com a lâmina da lança, qualquer amarra que possa estar prendendo ela.

Mas se algum daqueles outros três homens surgir e se colocar em meu caminho, mostraria uma expressão mais séria.

- Soltem ela agora! - É tudo o que diria.

E apontaria minha lança para ele(s), segurando firmemente pelo cabo com ambas as mãos, ameaçando atacar a qualquer instante. Em última opção, eu posso não encontrar Mitsuna e nenhum dos três homens, então teria de voltar tudo, até o homem do bojutsu, imaginando que ele estaria no mesmo lugar, para questiona-lo sobre onde encontrar a moça de cabelo azul.

- Você! Para onde levaram Mitsuna? - Perguntaria, se encontra-lo.

Provavelmente não teria uma resposta, mas se tiver, correria para o lugar indicado, e se não souber onde fica, sairia na busca ainda assim.

Post: 6
Vantagens: Ambidestra, Visão na Penumbra, Aparência Inofensiva e Liderança.
Desvantagens: Curiosa, Devoção e Sinceridade Excessiva.
Perícias: Acrobacia, Doma e Treinamento.
Ganhos: Uma Lança.
Perdas: 30.050 Berries.
Npcs: Mitsuna. Caolho (?).
Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Comentários: Fiquei bem confusa sobre se apareceu outra pessoa ou não. E desculpa se o post ficou repetitivo, mas não sei bem o que fazer.
Objetivos:
[ ] Encontrar o Akul (Blind).
[x] Conseguir uma lança.
[ ] Me tornar uma pirata procurada.
[ ] Recrutar npcs para meu bando.
[ ] Conseguir uma embarcação.
[ ] Viajar para Loguetown.

Credits: Masquerade Girl by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Qual usar? Eis a questão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptyDom 29 Jan 2017, 02:16

Ninguém foi contra Akul em ele pegar a arma branca, com isso, o tritão já estava em posse da espada e lá em cima, se encontravam numa situação de combate em desvantagem numérica. Eram cinco contra vinte. Lá no convés, Akul gritava como um grito de guerra para seus companheiros, que nem precisavam de incentivo, já partiram para cima dos homens no convés. Akul ficava numa posição, na espera de seus adversários, que vinham em sua direção, o espadachim conseguia acertar alguns ataques nos simples peões, fazendo-os cair no chão, foram dois apenas. Mas ele não contava com uma coisa.

Um arpão. Sim, um arpão atingia a barriga do tritão, fazendo-o sangrar e dar alguns passos para trás. Então, surgia uma pessoa, estilo Tarzan, só que com roupas simples e com habilidades de falar normalmente. – Parece que as atrações conseguiram escapar, mas logo vão retornar. Em sua outra mão, tinha um outro arpão também. Ele puxava uma corda e o outro arpão saia da barriga do tritão, novamente, o homem estava com o outro arpão em punhos e a distância era de seis metros um do outro. O gorila, o polvo, o lobo, o lagarto e o outro tritão tubarão estavam ocupados para ajudar Akul no momento.

Hara Sakura parecia desconhecer as armas utilizadas para atingir o cara de bastão, mas no momento, ela se importava com Mitsuna, então, ela prosseguia o caminho. Entrava na casa que estava vazia, descia no porão e via as celas vazia e agora, ia para a porta dos fundos, preparada para caso algo acontecesse, mas nada ocorria. Ela abria a porta e gritava pela amiga. Que não retornava com a resposta da garotinha. A lanceira poderia notar marca de patas de cavalo e de roda. Talvez o cavalo significasse isso, a fuga dos três restantes com Mitsuna e com quem mais tivessem nas outras celas.

Ela retornava para a entrada, aonde havia enfrentado o cara de bastão, mas ela havia retornado tarde demais, o cara de antes, o da shuriken, havia matado o homem e questionava-o sobre a localização de seus comparsas, notando aquilo, o ninja de antes diria. – Criança, eu matei ele, o sujeito não vai falar nada, mas eu vi um cavalo com uma carruagem, com pano sobre algo, cobrindo toda parte de trás. Naquele momento, Hara podia escutar um som familiar, a de corvos por perto e então, um corvo passou por ela, no rasante. O mesmo homem dos corvos surgia então, com a ave pousando em seu ombro, no mesmo instante que o ninja lançava uma kunai no cara caolho, que bloqueava com a espada. – Parece que seus reflexos melhoraram, Asikoha. O ninja agora com o nome, sorria para o homem e dizia. – Você parece o mesmo, Nido.

Nido então, caminhava para perto da garotinha, o som clássico dos corvos no céu continuava um pouco e depois paravam. – Os caras que levaram sua amiga estão indo para o porto. Se quiser salva-la, temos que ir agora para lá. E então, Nido e Asikoha iam na direção do porto, sem esperar que a lanceira o seguissem. Se ela acompanhasse o ninja e o caolho, chegariam no porto um pouco atrasado, o cavalo estaria lá, mas o que estava na carruagem não. Um barco acabava de zarpar á trinta segundos, com nos três de antes no convés e outra pessoa navegando.




Companheiro de cela do lagarto:
 

Gorila:
 

Lobo:
 

Lagarto:
 

Polvo:
 

Homem loiro com corvos:
 

Mulher de cabelo azul:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 EmptySeg 30 Jan 2017, 14:03


Khajit

Um brinde aos furtos do dia.




– Era uma casa muito engraçada,
Não tinha teto, não tinha nada,
Ninguém podia entrar nela não, Porque
Na casa não tinha chão ...
Hunhunhun hunhun hun....


Não que alguém estivesse ouvindo, ou que sua voz fosse muito bonita, ou ainda fosse uma bela canção, mas Royce cantava e ronronava, por quê? Estava contente é claro.. O jovem havia finalmente deixado à floresta, havia visto o quão vasto era o mar e agora havia chego a sua primeira cidade... É ele estava feliz, mas a cidade já não lhe causava tanto espanto, afinal já eram alguns os dias os quais ele estava ali.

Já havia é claro roubado algumas carteiras nesse meio tempo, e visto muitos dos cantos da cidade. Ele é claro não era um completo ingênuo e logo percebeu o cuidado que deveria tomar por ali. Umas conversinhas aqui, uma bisbilhotada ali, uma ida no “mercado” foram o suficiente para informar o jovem que deveria ter cuidado ali.

Ainda assim, estava contente... Deitado sobre um telhado próximo ao porto com um pequeno galho seco no canto da boca olhava o céu azul e o mar a sua frente. Ouvindo a balburdia das pessoas abaixo de si a correria do dia a dia e de suas obrigações e isso só o deixava ainda mais contente por não ter obrigações.

– Ninguém podia fazer xixi,
Porque penico não tinha ali...


Royce preferia a noite, onde ele enxergava bem e os outros nem tanto. A noite onde era fácil se esconder e afanar o que não estivesse grudado ou pesado de mais para se carregar. A noite onde a marinha tinha mais dificuldade de encurrala-lo.
Havia sido no dia anterior seu primeiro contato com a marinha, um susto e tanto. Fez o jovem gato perder a maior parte de seus roubos.

- Eu-gara tinha gostado tanto daquele dedal.

Cinquenta mil berries eram tudo que havia restado depois da fuga da marinha. Mas agora ao menos ele sabia o que devia evitar. Descobrirá que a cidade estava em uma espécie de estado de alerta e que com isso devia se cuidar.

A dias vinha rondando a loja de armas e planejava faze-la uma visita esta noite... Usar suas garras para abrir a fechadura, pegar quem sabe uma espada, uma adaga, uma lança, um canhão....

– Acho que o canhão é de mais... – refletiu.... essa compulsão as vezes saia de controle, mas era realmente divertido. – Mas isso fica pra mais tarde, ta muito claro ainda. – diria Royce se sentando no telhado.

Instintivamente sua cabeça viraria para o lado, olhando para a lateral do telhado por onde havia subido, sua expressão tornando-se amarga por um momento. Era mais fácil subir em árvores, onde suas garras travavam facilmente na madeira, já na cidade precisou apelas para alguns caixotes na lateral da casa apenas para alcançar o telhado.

Logo que voltou olhar o mar sua expressão se aliviou, começou olhar os navios que por lá circulavam e a imaginar a si mesmo dentro de um navio, indo para todos os mares do mundo assim como os piratas dos quais ele furtava os pertences quando apareciam em Kyanon.





E ai Over... Invadindo essa bagaça... Me auto coloquei no porto e sem nenhum objetivo imediato para que você possa usar da minha desvantagem curioso e fazer talvez o navio onde Akul está me chamar a atenção.

”objetivos”:
 

Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




#1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 When the hunter becomes the hunted   #1 When the hunter becomes the hunted - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
#1 When the hunter becomes the hunted
Voltar ao Topo 
Página 2 de 20Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 11 ... 20  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: