One Piece RPG
#1 Principium - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A primeira conquista
#1 Principium - Página 4 Emptypor Rangi Hoje à(s) 08:10

» Bitch Better Have My Money
#1 Principium - Página 4 Emptypor Kylo Hoje à(s) 06:54

» Pequeno Gigante
#1 Principium - Página 4 Emptypor Teo Hoje à(s) 03:53

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
#1 Principium - Página 4 Emptypor Teo Hoje à(s) 03:53

» Vol 1 - The Soul's Desires
#1 Principium - Página 4 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 02:47

» VIII - The Unforgiven
#1 Principium - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 02:41

» Art. 4 - Rejected by the heavens
#1 Principium - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 02:28

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
#1 Principium - Página 4 Emptypor Shideras Hoje à(s) 02:25

» [MINI-Koji] Anjo caído
#1 Principium - Página 4 Emptypor Makei Hoje à(s) 01:53

» [M.E.P] Koji
#1 Principium - Página 4 Emptypor Makei Hoje à(s) 01:52

» ZORO
#1 Principium - Página 4 Emptypor Makei Hoje à(s) 01:52

» The Hero Rises!
#1 Principium - Página 4 Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:03

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
#1 Principium - Página 4 Emptypor Furry Ontem à(s) 23:16

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
#1 Principium - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:46

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
#1 Principium - Página 4 Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 22:08

» Um Destino em Comum
#1 Principium - Página 4 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 21:59

» Kit - Jinne
#1 Principium - Página 4 Emptypor GM.Jinne Ontem à(s) 16:17

» [LB] O Florescer de Utopia III
#1 Principium - Página 4 Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 16:07

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
#1 Principium - Página 4 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 16:05

» Meu nome é Mike Brigss
#1 Principium - Página 4 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 #1 Principium

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptyQua Dez 28 2016, 22:08

Relembrando a primeira mensagem :

#1 Principium

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shimizu Raiden. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takezo
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySab Jan 13 2018, 04:02

Por mais ingênuo que eu era em tempos necessários e situações adversas, parecia que eu encontrara um mais ingênuo que eu em minha frente. -Não houve ofensa. Sou um pequeno ser amaldiçado pelos meus descendentes deuses, pessoa com comportamento estranho. Ao terminar de falar dava um leve tapa em suas vestes para sacudir qualquer poeira ou pedaço de carne que pudessem estar ali, encerrando prematuramente essa situação e virando seu cabeção para a direção de outro ser presente naquela situação. Este me parecia mais nervoso e sério, indagando se eu, um ser majestoso de uma linhagem incrível, era um pirata. Aquela acusação me deixava um pouco decepcionado, afinal, eu esperava que houvessem pessoas mais espertas, de tal forma que pudessem me guiar para procurar meus semelhantes.

-Erm... Dava uma pequena respirada mais forte como se estivesse retirando algo de sua garganta. -Não sou um pirata, meu bom senhor. Sou apenas um viajante procurando por sua família. Não sei exatamente onde estou. Mas muito prazer. Acreditava que aquilo podia ser suficiente para o homem que cerrou seus punhos ao falar pirata ficasse mais tranquilo e, quem sabe, não pegasse muito no seu pé. Porém, logo após isso, o homem com muitas dobradiças em seus braços ia comprimentá-lo, respondendo gentilmente com movimentos simples e calmos, tocando sua mão inteira, aberta, no punho do homem e ainda sim não chegando a parte deste mesmo punho.

"Preciso desses seres de tamanho grande que vão com minha cara para que possam me ajudar. Eles não parecem ser inimigos, pelos trajes e pela forma como estão falando sobre piratas ou situações..." Observava a minha volta para sair da beirada do barril, afinal, não era um local muito esperto de continuar enquanto em movimento.

-W-we---west blue?! Em um movimento inconsciente, sinto meu corpo ficando pesado para trás ao ouvir que estava em um outro oceano, distante do meu próprio, enquanto ia levando minha mão direita até minha testa, puxando o pouco de cabelo que ficava nela para cima, enquanto ia buscando com a estrutura de suas pernas a obter novamente um equilibrio. -Sou originalmente de algum lugar muito perdido e longe, mas vivia na floresta de Micqueot, no North Blue. Eu sofro de amnésia... não lembro os últimos anos da minha vida, só sei que tinha voltado à costa de Micqueot e, quando fui procurar pelos meus semelhantes, não os encontrei. Tudo estava empoeirado e quebrado. Desde então me joguei ao mar em busca de notícias e informações sobre eles. E não faço ideia de como cheguei até esse local. Eu falava tudo de uma só vez, sentia que não era necessário tentar mentir para aquelas pessoas, principalmente por ser um assunto tão delicado para mim, que me deixava nervoso, sem conseguir esconder o sentimento de perda, raiva e indignação sobre toda essa situação. Minha cabeça era forçada a olhar para baixo, em uma forma de vergonha, não conseguindo olhar nos olhos daquelas pessoas em sua volta.

Meu breve momento acabara rápido, com uma voz interrompendo a situação toda informando que haviam chegado a um local ao qual continuava não sabendo. Porém, aquela situação e aquelas pessoas acabavam por me dar uma ideia. "Ao invés de sair viajando ilha por ilha, perdido em barris por ai... se eu me juntasse a uma força global, talvez seria uma forma interessante de conseguir obter o que desejo... Essas informações podem vir a chegar nos ouvidos da marinha por volta do mundo..."

-Ei, você... Virava para o homem mais sério daquele grupo, o mesmo que cerrou seus punhos quando falou em piratas. -Como faço para virar um de vocês? de forma sem pensar duas ou três vezes, perguntava para obter uma resposta logo. Sentia necessidade de adiantar minha situação e não ficar na mesma picuinha, mesmo que naquele momento isso não parecesse a situação ideal, visto que estava acontecendo algo ali, naquele momento.



Off: mals post longo, mas foi necessário visto que preciso introduzir meus 20cm nessa história de forma mais condizente. q. Se possível fazer minha admissão na marinha, eu agradeceria muito. <3


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySab Jan 13 2018, 17:10

Achando que Takezo era alguém muito religioso/supersticioso, Harry, Chris e Júlio não comentaram o assunto de deuses e etc. Maikão só ignorou por que não dava a mínima, enquanto Raiden pensou que o anão estava alterado pelo uso de substancias.
Takezo estava agora sobre um caixote, as roupas limpas e havia terminado de narrar a todos a sua história. – Ah, então tu se perdeu dos seus pais, tipo uma criança no shopping.

– Entendo... Olha, talvez haja algum registro sobre o que aconteceu com seus conhecidos, lá no arquivos e bancos de dado da marinha. Posso dar uma olhada para você, assim que terminarmos aqui, se quiser... – A aproximação dos civis forçava Júlio a mudar seu foco e direcionar suas atenções a missão. Harry foi o primeiro a descer da carruagem, enquanto que Raiden, o primeiro a falar com o povo, seguido de Maikão, que também os recepcionou de forma descontraída. – Coé, rapaziaaada?! O rango chegou! – O jeito divertido de Shimizu e do braços longos, que pôs a cabeça pra fora, agitando os membros superiores no ar enquanto falava arrancaram sorrisos das crianças mais velhas, que até agora estavam acanhadas e tristonhas.

– Está correto, estamos com os seus suprimentos! – Responderia a pergunta de Raiden, mas direcionando a resposta ao povo, saindo da caravana e sorrindo para eles. – Maikão, Raiden, Christopher, Harry, queiram, por favor, descarregar e distribuir os mantimentos igualmente para essas pessoas, seguindo a lista contida no formulário da missão. – Juntos, o time de recrutas começava a fazer o que lhes foi mandado, quando o anão direcionou a Harry uma pergunta que, na realidade, foi respondida por Júlio. – Ahn? Você quer entrar para a Marinha? Bem, eu sempre ouvi relatos sobre anões na corporação, mas achava que fosse brincadeira... Olha, é pouco ortodoxo, mas eu tenho um formulário de inscrição extra na minha prancheta... Se terminar de preencher rápido, pode nos ajudar aqui e isso contará como seu teste operacional. – Prestativo e com vontade de ajudar, como sempre, o soldado ofereceria uma caneta, que era de tamanho normal a Takezo, repousando a prancheta, com a folha do formulário, diante dele no caixote.

Pouco a pouco os recursos que trouxeram na carroça iam se acabando, sobrando apenas caixas vazias e alguns restos não aproveitáveis de comida no chão do veiculo. Pelo menos uma hora havia se passado desde que saíram do QG, ainda estavam dentro do prazo. Com todos a bordo, Júlio deu o comando para que Christopher partisse, levando os recrutas e ele de volta, junto do anão.

Já na base, Chris estacionava, outra carroça já estava ali, e mais uma vinha chegando logo depois do time de Raiden. Um soldado da marinha vinha para tratar dos cavalos, trazendo baldes com agua para que bebessem e um saco de maçãs. – Parece que todos estão aqui... Bem, as fichas com os detalhes a respeito dos seus desempenhos será avaliada mais tarde, agora nós iremos para a ultima etapa do exame de admissão: Preparação Física. – A Sgt. Heaven é que conduziria esse ultimo teste os convidou a seguirem-na até um pequeno campo de obstáculos. No caminho Júlio falou, discretamente, sobre Takezo e sua intenção de se tornar marinheiro, informando-a quanto a presença do anão ali e, possivelmente, nas provas de admissão. Chegaram a um campo que contava com coisas como pneus deitados um lado do outro no chão, um mini pântano artificial coberto com uma rede de arame farpado erguido a alguns centímetros do mesmo, um muro de madeira com cordas, dois postes de 2,5metros de altura, ligados por um grosso cabo de aço. Com Heaven soprando um apito, um soldado da marinha que já estava posicionado no ponto de partida da pista de treinos, apenas esperando o sinal, deu início a travessia do percurso: Para passar pelos pneus ele dava pequenos “saltos laterais” pondo os pés no meio do espaço vazio no centro de cada roda; chegando no “tapete de lama” que tinha 5 metros de comprimento, ele se deitava no chão e se arrastava utilizando pernas e braços para impulsionar-se pra frente, tomando cuidado de permanecer abaixo da altura do arame; após isso era a vez da parece com as cordas, no qual ele escalava usando a corda como ponto de apoio, saltando do outro lado do muro ao chegar no topo e indo para o ultimo desafio; se segurando no cabo de aço, ele precisava avançar os 4 metros que separavam os postes, sem que seus pés tocassem no chão, sem soltar os cabos em momento algum, assim concluindo o percurso.[color=violet] – Vocês terão de fazer isso 3 vezes! Uma da partida até a chegada, então fazer o caminho contrário, do fim até o início, e depois repetir a travessia do princípio para o fim. Compreenderam? Então, em suas marcas, agora!

– Aqui será avaliado o tempo gasto e a proficiência para superar esses obstáculos. Preparar... Apontar... *PRRRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIÍ* – O apito soava, anunciando que eles deveriam iniciar a prova.









OFF: Não sei por que ainda tem isso de “Post Treino” entre as condições para se entrar na marinha, agora que não existe mais treino em aventura... Mas fazer o que, né? :/
Só narrar mais ou menos como fizeram o percurso, eu acho... Takezo, pode participar também se tiver preenchido a folha lá. Como o muro não é fodalhaço de alto, não tem pq ter Alpinismo pra subi-lo...

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 21/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySab Jan 13 2018, 23:49

- Maikão, Raiden, Christopher, Harry, queiram, por favor, descarregar e distribuir os mantimentos igualmente para essas pessoas, seguindo a lista contida no formulário da missão.

- Aye Sir!

   Seguindo as instruções do soldado, Raiden distribuía os mantimentos de acordo com a lista, notava também de canto de olho sempre atento as conversas alheias que o anão pedia parar 'ser um deles', ou seja, participar do teste para marinheiro, sorrindo o jovem seguia suas atividades entregando os caixotes e logo após terminar notou que uma prancheta e uma caneta foram entregues pro anão, teve de soltar uma risada pois a caneta era do mesmo tamanho do anão e a prancheta bem maior, como ele iria preencher aquilo? Só de pensar em fazer-lo o jovem ria sozinho, após suas tarefas terminadas sentaria próximo de Takezo na volta e auxiliaria-o com o preenchimento..

- Deixe-me lhe ajudar Takezo, eu pergunto o que preencher no campo e você vai me auxiliando, ok? Nome completo..

   Tomando a prancheta e a caneta manteria na vista de Takezo o preenchimento do formulário perguntando o que o campo pedia para o anão, após terminar de preencher tudo entregaria para o anão fazer sua assinatura apontando e pedindo por isto, uma vez concluído entregaria para Júlio a prancheta agradecendo pela oportunidade para o anão. Chegando na base notava que uma carroça já estava ali e outra vinha logo após seu grupo, não aguentando virou-se para Harry dizendo..

- Está vendo Harry? Pra que a pressa? hahah.

- Parece que todos estão aqui... Bem, as fichas com os detalhes a respeito dos seus desempenhos será avaliada mais tarde, agora nós iremos para a ultima etapa do exame de admissão: Preparação Física.

   Apenas para provar seu ponto anteriormente sobre a pressa de Harry para a missão, uma vez de volta a base e com ordens da sargento Heavens seguiria para a próxima etapa do exame. Chegando no local notava pneus, uma reprodução de pântano, muro alto com cordas, um campo de treinamento como antes já havia imaginado que teria, ouvindo um apito observava um marinheiro passar pelos pneus, jogar-se de peito nas lamas e escalar a corda, passando pelo cabo de aço e concluindo o percurso, aquilo com certeza era uma demonstração e Raiden prestaria atenção aos detalhes do soldado, logo após concluída a tarefa Heavens concluiu..

- Vocês terão de fazer isso 3 vezes! Uma da partida até a chegada, então fazer o caminho contrário, do fim até o início, e depois repetir a travessia do princípio para o fim. Compreenderam? Então, em suas marcas, agora!

- Sim, senhor! - Trataria de ir pra sua marca mas não poderia deixar de comentar - Takezo vai fazer o mesmo percurso?

   Disse com uma voz abafada mais como um pensamento alto porém deixara escapar em palavras, olhando para o lado em direção ao anão, logo voltando seu olhar para o trajeto sem pensar em mais nada a não ser nos movimentos que precisaria fazer para concluir, tinha de completar o percurso 3 vezes sendo uma delas ao contrário, passava o percurso em sua mente da mesma forma que o soldado anterior havia demonstrado, o caminho tomado, os movimentos, tentava gravar tudo para sua vez..

- Aqui será avaliado o tempo gasto e a proficiência para superar esses obstáculos. Preparar... Apontar... *PRRRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIÍ*

~ Pernas ligeiras nos pneus, pisadas firmes e rápidas como se estivesse chutando o chão para o pé não prender.. Arrastar-se na lama como uma lesma, não empinar muito o corpo e movimentar-se para os lados para avançar em linha reta punhos fechados.. Escalar as cordas com a parede de apoio, força nos braços ali terá de ser grande, tentar fazer em um fôlego só dando tudo de mim.. O último eu preciso traçar as pernas em "X" acima do cabo e avançar empurrando-me com os braços, não posso tocar o chão.. Chegando lá será tudo o mesmo na volta menos a parte da corda, será descida, não posso me soltar direto para não me espatifar no chão, preciso ir com os braços me balançando segurando firme, de um lado pra outro sem apoiar a perna em nada, foco! ~

   Com tudo em mente executaria conforme pensado, na ida, volta e ida novamente, faria o percurso 3 vezes e caso saísse mal com alguma estratégia na primeira ida adaptaria para uma nova tendo em vista o 3º round que seria o mesmo trajeto, concentrado partiria para concluir sua missão e tornar-se marine.

Histórico:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptyDom Jan 14 2018, 15:11

Meu pavor e desespero ao contar a história foi quebrado facilmente ao ouvir levemente uma resposta clara e vazia sobre tudo que eu acabara de contar para aqueles homens. Ah, então tu se perdeu dos seus pais, tipo uma criança no shopping. Havia certa indignação na minha cara, eu abria várias vezes a boca para responder, mas ao puxar ar pela boca para começar a falar, sempre desistia. Mais ou menos isso... Respondia meio triste pela generalização, enquanto abaixava a cabeça e fazia um leve facepalm.

Oba! Sim, eu desejo muito. Muito obrigado a vocês! Sua fisionomia mudava um pouco ao ouvir que poderia procurar por eles nos arquivos mais tarde e que se eu quisesse me juntar a esses marinheiros, poderia o fazer naquele momento. "Que pessoas estranhamente prestativas... tenho uma boa sensação sobre isso."

-Hmm, será que se eu usar minha mão para pegar um pouco de tinta e ir escrevendo no formulário vai dar cert Eu era pego de surpresa quando o humorista do grupo resolvia falar que ia me ajudar, já sentando-se perto de mim e pegando a prancheta e a caneta em mãos. Alegremente ia respondendo todas as perguntas que ele ia me fazendo para finalizar a inscrição. Você é muito bondoso, Raiden, não é mesmo!? Muito obrigado. Mas, apesar do meu tamanho, eu sempre fui bem curioso e aprendi a ler nesses livros de folhas que, as vezes, são maiores que eu, hahaha. Até aprendi a fazer anotações nesses livros, usando minha própria mão com um pouco de tinta. Era estranho, mas mesmo falando um pouco de mim mesmo, me sentia estranhamente feliz. Parecia ter tanto tempo que eu não conseguia ser tranquilo ao conhecer alguém e que meu coração estava tão cheio de tristeza e depressão, que aquele pequeno ato de conexão com os marinheiros enchia meu coração de uma certa leveza, consequentemente me dando uma expressão de felicidade e sorriso de lado a lado do rosto.

Após terminasse o formulário, ia auxiliar naquela distribuição. Como seu tamanho impedia um pouco e tornava algumas situações complicadas, sabia que era melhor auxiliar na questão dos formulários das pessoas e fazer a relação delas com os itens a serem dados para eles. Vou ajudar aqui na parte de controle da distribuição e não na distribuição física em si. E dessa forma iria auxiliando. Fazendo as etapas que me mandavam, me lembrando de vários velhos contos sobre bons samaritanos ajudando a população, com trabalho duro e com o foco na esperança.

Pouco tempo depois, nos víamos no Quartel General daquele local. Ao chegar lá, fui instruído para ir a um local onde iria ser feito um teste físico, o qual me animava, afinal, eu vivia fazendo esse tipo de coisas na cidade em Miqueot. Começava fazendo um pequeno aquecimento pois realmente queria dar o máximo de mim nesse treinamento e demonstrar que, apesar da minha maldição, meus 20cm eram a definição de potência.

Aproveitava que um soldado ia na frente após o apito ser soprado e ia pensando em como adaptar aquele local para alguém do meu tamanho, pensando e vendo quais poderiam ser os eventuais problemas que eu teria. "Então como será?... Nos pneus, eu posso dar saltos com cambalhota para me impulsionar para o meio do outro pneu, creio que esse desafio é o que irá mais me cansar, pois irei precisar dar vários saltos firmes e precisos. Após isso, eu posso descansar e recuperar o folêgo na parte da lama, não precisarei ficar estirado no chão, precisando ser rápido mas tomando cuidado com minha cabeça sensível na parte do arame, mas acelerando enquanto inclino o corpo para a frente pode me dar tanto a velocidade que eu preciso, quanto fugir de ser acertado pelo arame de tal forma também que meus pés fiquem em pouco contato com a lama, para não me atrasar tanto. Quanto ao muro, eu tenho duas possibilidades, utilizar o máximo de velocidade que eu tenho e aproveitando o campo de pântano que me deu certo impulso por causa da aceleração e ir correndo em direção a parede e utilizá-la para me impulsionar na corda, esta seria tranquila de subir pois é algo que eu estou bem acostumado, ou analisar o muro, que não deve ser totalmente novo, a procura de pequenas brechas entre ele para utilizando elas para colocar minha mão e pés e ir subindo. Tais brechas geralmente são criadas por usos e por itens que podem acabar riscando a parede, facilitando alguém do meu tamanho a utilizá-las como vantagem. Bom, por fim, os postes é só apoiar as mãos e os pés, como se estivessem cruzados, para que me dê apoio para que eu possa me movimentar de um lado ao outro.

Eu já havia tomado minhas decisões, agora só esperava pelo tempo em que eu iria mostrar que um anão pode sim ter êxito em situações físicas desse porte. Ainda mais por ser um gatuno, esse tipo de treinamento acabava aguçando tudo que eu já almejava antes mesmo, destreza física, movimentação, controle, aceleração e análise. Assim que fosse minha vez, tentava manter um certo cálculo para gastar mais energia nas etapas que eu sabia que eram mais díficeis, para que na parte subsequente, fosse possível restaurar um pouco da energia e folego.




Histórico:
 

____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySeg Jan 15 2018, 12:16

O apito soava mais uma vez quando o último dos aspirantes concluía o percurso. Durante toda a prova Heavens, Júlio e outros marinheiros observaram com atenção os recrutas, com relógios de bolso numa mão e alguns blocos de nota na outra. A sargento rapidamente tratava de mandar 2 dos que tiveram o pior desempenho possível para fora do QG, o sonho deles de ingressar na marinha acabaria ali. Restavam agora apenas 11 aspirantes (contando com Takezo), a maioria suada e cansada demais, ofegando e respirando pela boca. – Muito bem, meus parabéns por terem sido aprovados nesse último teste. Se ainda estão aqui é por que seu condicionamento físico esteve dentro do desejado para um marinheiro. Mas... Ainda não é seguro afirmar que todos aqui se tornarão soldados. Lembrem-se de que ainda iremos avaliar seu desempenho durante do Teste Ocupacional, cujos relatórios recebemos dos oficiais que os acompanharam durante a missão anterior. Por enquanto, tentem aproveitar o sucesso obtido e sintam-se convidados a usufruir dos chuveiros e refeitório da marinha. Dispensados. – Já era perto de 12:00h e realmente se via a movimentação de pessoas indo até onde deveria ser o refeitório. Raiden sabia que sim, que era exatamente para lá que os soldados se dirigiam, pois já tinha tido a oportunidade de, mais cedo, fazer um tuor pela base e verificar mais ou menos onde cada prédio ficava.    

– Se desejarem ir até o nosso refeitório, passem antes pelo vestiário e se lavem, as regras de higiene e normas sanitárias do nosso restaurante são rígidas. Não se preocupem, o almoço será servido até as 14 horas. – Quem dizia isso era uma mulher que vestia o uniforme branco da marinha, tinha uma aparência de pouco mais de 25 anos, usava óculos e trazia uma prancheta em suas mãos, o tempo todo havia agido como uma espécie de secretária/braço direito da Sargento Heaven. –Aqueles que quiserem ir até o vestiário, venham comigo.

Raiden e Takezo sentiam que aquele exercício havia mesmo aberto seus apetites, assim como o de todos os outros recrutas, que se punham a seguir a soldada. Heaven e os soldados que acompanharam as equipes no teste ocupacional saiam juntos indo em uma outra direção, provavelmente para uma sala de reuniões onde iriam relatar em detalhes sobre como os aspirantes se saíram na missão. Júlio, porém, era o único a acenar com um “tchauzinho” para Raiden, Takezo, Maikão, Christopher e Harry antes de ir. Esses três últimos, inclusive, se juntavam ao resto dos recrutas na caminhada até os chuveiros. Maikão, que parecia ser o único “animado” após a realização do percurso, ergueria seus longos braços no ar, fazendo sinal com as mãos caso Raiden ou Takezo não estivessem já vindo com eles. – Chega mais, bora lá desenrolar esse banho pra depois rangar.

Chegando no [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], que contava com diversos armários, compridos bancos de madeira e espelhos, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], a soldada que os guiou até ali, parava ainda na porta, passando orientações sobre onde eles poderiam encontrar, lá dentro, toalhas limpas e sabonetes ainda lacrados para usar. A soldada partia, deixando os homens livres para se lavarem antes do almoço.

Christopher e Harry entravam junto de todos, já removendo as vestes e pegando uma toalha, na qual se enrolavam e iam até os chuveiros, levando os sabonetes de que dispunham. Maikão, por outro lado, só catava a toalha, tirava as roupas e ia peladão para dentro de um dos [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], como eram todos os chuveiros. Havia um número grande o bastante de boxes para todos os que estavam ali, embora talvez fosse mais apropriado para Takezo se banhar na pia ou, quem sabe, usando as mangueirinhas ao lado de cada privada.
O clima geral dentro do banheiro era de constrangimento e pressão. Constrangimento pois para alguns seria a primeira vez que tomavam banho/se despiam “na frente” de outros homens, e pressão devido a ansiedade de não saber se foram ou não aprovados como marinheiros. Todos se lavavam em silencio. Com exceção de Maikão, que chegava até a cantar debaixo da agua fria do chuveiro, enquanto se ensaboava. – ♪♫ Que ela tava carente. Duas palavras, entrei na mente, arrastei e dei um pente. Qual o esquema, bebê? Pergunta pras cliente. Tipo ginecologista, de buceta nois entende.  ♪♫            

Saindo do banho, quem eles encontrariam seria Júlio já no vestiário, um sorriso enorme no rosto e uma pilha de roupas brancas dobradas sobre as mãos. Parecia muito entusiasmado. – Oi pessoal, só vão fazer o anuncio mais tarde, mas eu não aguentei esperar... Christopher, Harry, Maikão, Raiden... Bem-vindos a marinha!! – Empolgado com a notícia, o soldado acabou querendo vir entregar pessoalmente os uniformes aos recrutas que ele mesmo supervisionou, ele era esse tipo de pessoa. Harry ficou sem palavras por um instante, mas, sem querer deixar transparecer qualquer emoção, foi o primeiro a se aproximar e pegar um dos conjuntos de uniforme que Júlio trouxe. – Obrigado, senpai... – Maikão também não hesitou em pegar uma das fardas para si, olhando animado para seu branco impecável, enquanto estendia com os cumpridos braços a regata aberta em frente ao rosto. Christopher chegava a se emocionar com a notícia, contendo as lagrimas ao mesmo tempo em que apanhava seus novos trajes e tratava de rapidamente vesti-los para poder olhar para si mesmo no espelho, usando as cores da marinha. Tinha ainda um conjunto destinado a Raiden. – Foi mal, carinha. Você se saiu bem na minha avaliação e foi aprovado no teste físico, mas ainda falta fazer o exame de proficiência em combate. Depois disso terei orgulho em lhe trazer um uniforme também. – Júlio diria, em voz baixa e discretamente para Takezo, não querendo constrange-lo em público, caso o mesmo estivesse ali no banheiro/vestiário.
Maikão e Harry também já começavam a vestir seus trajes brancos e azuis, até mesmo os calçados haviam sido trazidos por Júlio. O marinheiro tentou ainda explicar que após isso teria uma cerimonio para a entrega de medalhas de admissão e tudo mais, e que o fato de eles serem os únicos a receberem seus uniformes agora, não significava que os outros não haviam sido aprovados, apenas que ele era um apressado e afobado que queria dar logo as boas noticias aos “seus protegidos”. O anuncio oficial seria feito apenas depois do almoço.
               
 

Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 21/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptyQua Jan 17 2018, 00:37

De todos os grupos qual participaram desta etapa restaram apenas 11, Raiden estava suado mas havia completado sua tarefa com êxito, ainda tinha esperanças de virar um marinheiro. Sua barriga roncava e levando a mão até a mesma olhava para os lados, notou que já era 12h e como qualquer QG deveria ser hora do almoço, bem na hora, o jovem seguia com seus companheiros para o vestiário por ordem de Heavens, Júlio dava um tímido 'tchau' para Raiden e seus companheiros, assim o jovem respondia com o mesmo aceno porém notava que Júlio fora o único a se importar, o restante simplesmente deu as costas e foi embora, aquilo já dizia muito da personalidade do soldado, era alguém com quem gostaria de ter uma amizade futuramente..

- Chega mais, bora lá desenrolar esse banho pra depois rangar.

- To grudando e não é só de lama.. Necessito banho antes de comer, vamos lá!

   Chegando ao vestiário guiado por uma soldada os jovens despiam-se para tomar banho, todos enrolando-se nas toalhas para chegar até as cabines individuais tomar suas duchas, com exceção de Maikão e Raiden que apanhavam as toalhas e partiam pelados para o chuveiro, o levava sua toalha na mão com medo de sujar-la de lama, chegando até o box colocaria a toalha pendurada e tomaria seu banho com calma, lavando bem e tirando toda a lama que tinha em seu corpo, lavaria bem pra tirar até mesmo aquela crosta de suor que parecia fazer parte de sua pele, logo após sair do box enxugando os cabelos com a toalha mostrando a todos como veio ao mundo nota Júlio aparecer ali..

- Oi pessoal, só vão fazer o anuncio mais tarde, mas eu não aguentei esperar... Christopher, Harry, Maikão, Raiden... Bem-vindos a marinha!!

- ISSO!!! HAHAAAA!!

   Empolgado pela situação viu Harry pegar o primeiro uniforme, correndo atrás tratou de pegar um pra si, notava que tinha calça, boné com o símbolo da marinha estampado, uma camisa de manga longa e sapatos, colocando tudo em seu devido lugar via-se no mesmo uniforme que Júlio, aquilo estampava um sorriso no rosto de Raiden..

- Foi mal, carinha. Você se saiu bem na minha avaliação e foi aprovado no teste físico, mas ainda falta fazer o exame de proficiência em combate. Depois disso terei orgulho em lhe trazer um uniforme também.

~ Verdade, ele chegou no meio do caminho não participou do combate anterior entre os aspirantes a marinheiros e os reais marinheiros. E pelo tamanho dele será que conseguirá dar conta? Não sei, posso estar julgando mal por causa de seu tamanho mas torço por ti Takezo! ~

- Relaxa maninho - Abaixando-se próximo de takezo e com a voz no mesmo tom de Júlio diria - o combate até que foi fácil, te dou algumas dicas se eles deixarem, acredito em você Takezo, vestiremos o mesmo uniforme, tenha fé!

   Como sempre atento as conversas alheias Raiden não deixaria de notar aquele diálogo entre Júlio e Takezo, era parte de seu vício saber de tudo. Com tudo pronto e o uniforme novo tinindo de branco em seu corpo Raiden seguiria as ordens de Júlio com orgulho, iria até o salão para almoçar mas não antes sem chamar seus companheiros..

- Como diria Maikão.. Vumbora rangar galera!

   Acenando para que o seguissem pegaria o boné em seu rosto puxando-o para baixo escondendo seus olhos e abrindo um sorriso largo, para logo após seguir até o refeitório, uma vez lá pegaria sua bandeja com a refeição do dia, fazendo escolhas a seu gosto caso tivesse de fazer e assim que acabasse de comer ficaria conversando com seus amigos esperando pelo anúncio oficial dos marinheiros sobre o teste.

Histórico:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptyQua Jan 17 2018, 04:27

Eu olhava para baixo, para meu próprio corpo e ia passando a mão pelo mesmo. Estava todo sujo, misturado lama, suor e sujeira dos diferentes ambientes que eu passei durante aquele exercício físico, por isso, não estranhava logo quando ouvia a possibilidade de ir para o banheiro e tomar um banho. Seguia a todos eles enquanto iam para o tal local e, ao contrário de alguns, não me sentia envergonhado e nem pressionado naquela situação por tudo que estava acontecendo. Ficava nu sem nenhum tipo de pudor e ia procurando um local propício para banhar.

~Hm... dificil, dificil... Não vejo locais adequados... Acho que ali deve servir... Colocava força nos joelhos e no calcanhar para me impulsionar na medida que chegasse na pia. Naquele espaço, ia tomando meu cuidado para procurar algum tipo de rolha para tampar a mesma. Conseguindo, abria até certo ponto e mergulhava após tirar as roupas como se fosse uma banheira. Caso não conseguisse, abria de forma leve, sem ser muito para que não afetasse a pressão da água. Pulava para dentro da pia e começava a tomar banho ali mesmo.

Com banho tomado e apenas as vestes ainda imundas, me limpava com a toalha limpa, porém vestiam minhas antigas roupas, afinal, naquele momento ainda não tinha vestes boas do meu tamanho. Após aquela situação, eu me sentia extremamente leve e com um furo na barriga, afinal, o ronco que ela dava não era brincadeira, necessitando comida.

"Quais serão os tipos de comida que servem em um quartel? Bom, preciso me alimentar bem para continuar a fazer essa bateria de testes hehehehe." Meu rosto deformada em felicidade enquanto pensava em comida, ia passando a mão direita em cima da barriga enquanto ia imaginando diversos tipos de alimentos deliciosos que já provei em minha vida.

Enquanto terminava de se vestir, era informado sobre alguns membros ali presentes tinham sido aprovados nos exames e seriam realmente marinheiros a partir daquele momento. Não era dificil notar que meu nome não foi citado entre os falados. Aquela sensação me deixava cabisbaixo, pois achei que seria uma real possibilidade de descoberta sobre pistas do que ocorreu com minha pequeno tribo. Aparentemente esse desânimo que eu sentia era notável, visto que Júlio veio a falar discretamente para mim que ainda teria uma outra etapa a ser realizada e Raiden dizia que estava torcendo por mim. ~Farei meu melhor! Hihihihi Sinalizava eles com o dedão da mão esquerda para cima enquanto o restante do punho estava fechado.

Com a esperança renovada, agora iria em direção ao refeitório, seguindo todos os outros ali presentes, afinal, precisávamos comer. Algo que eu sentia que estava demasiadamente demorado a chegar. Ou talvez era o simples fato da fome aumentar a cada minuto, me fazendo pensar que estava demorando mais do que realmente estava. "Melhor eu comer o suficiente para saciar a fome e ganhar energias novamente, afinal, não sei quando ele vai querer me testar em teste de proficiência em combate..." Ia seguindo o pequeno grupo para se localizar e ir ao refeitório. Chegando lá, sentaria em cima da mesa mesmo e comeria próximo ao prato, quando fosse possível.


Off: Ok então, não sabia se realmente seria assim com você ou não, por isso as formas diferenciadas de movimentação maior com base no tamanho e destreza.

Histórico:
 


____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptyQua Jan 17 2018, 16:38

A performance de Raiden imitando Maikão arrancou risadas de Christopher e Júlio. – Qualé, referência? Eu não falo desse jeito ai não, tá de zoas... – Maikão parecia confuso por não ter entendido a piada, já que realmente não achava que falava assim, e isso aumentava a gargalhada dos outros dois.

Convocados por Shimizu, o “Time Júlio” partia rumo ao refeitório antes dos outros recrutas no vestiário. Talvez por ser muito pequeno, Takezo conseguia passar pela “segurança sanitária” do restaurante e se sentar, literalmente, à mesa, mesmo estando com roupas sujas. O resto do time: Maikão, Júlio, Christopher, Harry e Raiden iam se servir antes, voltando cada um com uma bandeja cheia de comida, a única exceção era o, em breve soldado oficial, Harry McGarden. Esse trazia duas bandejas, ambas praticamente iguais na composição e quantidade de alimentos. Depositava uma delas bem à frente de Takezo sem dizer nada, tentando não chamar atenção para aquela sua atitude “solidária” para com o anão, que ele viu que não tinha ido preparar o próprio prato. Em seguida se sentando do outro lado da mesa, junto de Christopher, ficando de frente para Raiden, Maikão e Takezo, que estavam lado a lado.

A mesa era comprida e contava com dois bancos longos, um de cada lado dela. O ambiente era repleto de barulho, com o som dos talheres de metal se chocando contra a porcelana do prato vez ou outra, o vozerio das diversas e indistintas conversas entre os que almoçavam nas outras mesas, o ruído que vinha da cozinha, onde mais refeições eram preparadas a todo instante e os pratos devolvidos pelos que terminavam de comer eram lavados.        
O local estava bastante movimentado, embora fosse de se esperar que fossem ter mais pessoas ali, quando se leva em conta a quantidade de mesas e assentos vazios. Harry parecia ter se atentado a esse fato enquanto olhava em silencio, pensativo, para o grande número de lugares vagos. Júlio, acompanhando a direção dos olhos do recruta e vendo para onde ele olhava, se entristeceu um pouco, visivelmente, encolhendo os ombros e baixando o rosto, mirando o próprio prato com um olhar perdido. – As coisas não tem ido muito bem pra marinha... Nesses últimos tempos a ilha tem sido muito atacada. Tivemos diversos soldados morrendo no cumprimento do dever. – Mesmo seu tom de voz era melancólico, diferente de como foi até agora, desde o momento em que se conheceram. – Outros pediram afastamento e transferência, por medo... Acho que não posso culpá-los... Mas esqueçam isso! Foi por coisas assim que eu decidi me tornar um marinheiro, pra fortalecer essa ilha de novo! – Mudando de humor no fim da frase, voltando a ser alegre e sorridente, afastou aqueles pensamentos, dando a deixa para que os outros falassem o por que de quererem ser marinheiros.

Maikão, sem fazer cerimonias, já emendou logo que Júlio terminou de falar, dizendo para todos o porquê de ter entrado na marinha. Contou que fazia isso para se sentir desafiado, poder enfrentar os mais fortes, viver coisas memoráveis, partir em aventuras e sentir que está deixando sua marca no mundo. Mas claro, não disse com essas palavras, e ao final meio que completou dizendo algo sobre pegar mulher. Christopher, um tanto encabulado, mas com orgulho, disse que seu objetivo era dar uma vida melhor a sua família, que era bastante pobre e simples. Ele queria ser capaz de ganhar a vida honestamente, construir uma boa carreira e conquistar algumas promoções, enquanto captura alguns criminosos procurados, para poder enviar o dinheiro para casa, onde estavam sua mulher e filhas pequenas. Suas considerações finais foram ao dizer que se, durante o processo, ainda tivesse a chance de fazer justiça, seria um bônus daqueles.
Ficando por último, era chegada a vez de Harry, todos o olhavam, e o rapaz, cedendo a pressão, resolveu falar. – Vocês querem saber? Então tudo bem, eu lhes digo... Meus pai e minha mãe morreram. Eles estão entre a enorme pilha de corpos criadas por piratas aqui nessa ilha, onde passei minha vida inteira. – Seu tom era sério e pesado, contendo traços de raiva e frustração, enquanto encarava o vazio, como que se recordando dos acontecimentos a medida que os relatava. – Meu pai era um marinheiro, minha mãe apenas uma civil. Mas isso não impediu aquele tritão de matar os dois sem pensar duas vezes, do mesmo jeito... Para eles. Para esses piratinhas, não faz diferença quem você é ou o que faz, se tem sonhos, família... Eles destroem tudo o que veem pela frente. E nós fazemos direitinho papel de vítimas para esses vilões. Eu decidi que eu não. Eu não serei mais uma vítima. É por isso que faço o que faço. – Aquilo trazia um clima pesado para a mesa. Até mesmo Maikão ficou calado ao ouvir aquele relato, embora não parecesse estar realmente comovido ou triste, apenas, talvez, em sintonia com o clima no momento.              

Enfim o almoço terminava. – Bem... Acho que todos já terminaram, então. Vamos lá pro pátio. É quase hora da cerimonia de entrega de medalhas de admissão. Vocês serão oficialmente soldados da marinha!! – Júlio se levantaria, recobrando a empolgação de antes. Christopher, Maikão e Harry se levantavam, recolhendo suas bandejas, o homem da tribo de braços longos ainda se voluntariava a levar a de Takezo até a “moça que lava os pratos”. – Deixa com o pai, sangue bom. – No momento em que estavam se retirando da mesa, Olivia surgia e ia até o anão, olhando para ele por um segundo e notando seus trajes sujos, o que a deixou incomodada. – Queira me acompanhar, Sr. Takezo. – Se dirigiu a saída após isso, indo numa direção contraria a do resto da equipe de Júlio.

Se desfazendo dos talhes e bandejas sujas no local indicado, o Time Júlio avançava até o pátio, onde encontravam os outros recrutas do vestiário, já trajados com roupas brancas da marinha e lado a lado, em formação de linha olhando para frente com o peito estufado. Posição de sentido. Um deles porém, não estava mais ali, não havia sido aprovado no teste ocupacional que estava sendo discutido durante o almoço. Cotando com Raiden e os outros, restaram apenas 9. Júlio os orientava pra que se juntassem a formação também, se separando deles e se posicionando junto a uma banca de oficiais, composta dos soldados que participaram dos exames, os 3 sargentos de antes e uma figura de ainda mais autoridade. Pelas marcações do uniforme e medalhas, era um tenente.
Harry, Maikão e Chris logo estavam lado a lado, junto dos outros recrutas.

– Vejo que estão todos aqui. Então, comecemos. – O Sgt. Liu Ryu, ouvindo o comando do tenente, trazia, por cima de uma almofada cerimonial vermelha, uma pequena caixa aberta, que contava com a presença de 9 medalhas de insígnias belíssimas e brilhantes. – Eu, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], tenente da marinha, tenho o prazer de premia-los com a medalha Admission Mark. Com isso, vocês se tornam, oficialmente, parte do corpo de soldados da marinha. – Caminhando até a fila de marinheiros, seguido pelo sargento, ele ia fixando as medalhas nas vestes dos soldados a medida que dava seu discurso. – Vocês agora são mais do que apenas homens. Vocês são símbolos. Símbolos que representam a ordem. A . A confiança. A honra. – Disse a ultima palavra da frase ao condecorar Harry. – A esperança. – Prendeu a insígnia no peito de Christopher, que notavelmente lutava para conter as lagrimas de alegria e manter a compostura em posição de sentido. – A honestidade. – Entregou a medalha de Maikão. – E a justiça. – Diria ao entregar a última condecoração, fixando no uniforme de Raiden a medalha que confirmava seu ingresso na Marinha, enquanto o olhava com orgulho e firmeza nos olhos.

– Senhores... Convido-os a olharem para suas próprias mãos. Contemplenas com respeito. Pois essas são as mãos que conduzirão a justiça, construirão o futuro e guiarão o mundo em direção a Paz. Sejam bem vindos a Marinha. – Com isso uma salva de palmas irrompia pelo QG, não apenas os soldados e sargentos do pátio aplaudiam, mas pessoas de toda a base, mesmo de dentro dos prédios, os olhando pelas janelas. Os aplausos, porem, não eram para o tenente e seu discurso. Eram para Raiden e os outros recrutas, que agora eram autorizados a deixar a formação e se abraçam, parabenizando uns aos outros, emocionados ou contentes. Harry esticava o tecido da camisa, encarando a própria medalha, admirando-a em silencio, sem abraçar ninguém, refletindo em meio a comemoração dos outros.      



Enquanto isso, Takezo, se tivesse seguido a soldada Olivia, teria chegado até uma sala com tatames, onde seria conduzido seu último exame de entrada nas forças armadas. Vestido com luvas de boxe e shorts do mesmo esporte marcial, um homem careca e bombado dava socos nos sacos de areia no extremo do comodo. – O teste é bem simples. Você lutará contra o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], e eu avaliarei objetivamente seu desempenho. Golpes letais não serão permitidos, devem combater visando demonstrar suas habilidades, e não incapacitar ou ferir gravemente o oponente.

– Dai tu me complica, Olivia... Qualquer golpe sério meu vai desmontar esse baixinho. – O soldado ria enquanto fazia pouco caso de Raiden, se encaminhando para o centro de um dos tatames e batendo uma luva na outra duas vezes, entrando em posição de combate e esperando que Takezo se juntasse a ele. Enquanto o boxeador fazia tal preparação, Olivia falava: – Tivemos dificuldades para encontrar armas não letais para alguém do seu tamanho. Mas um dos soldados trouxe isso de casa. – Mostrava para o anão uma pequena caixa de brinquedos, com varias armas de plástico compatíveis com sua altura. Ele poderia escolher uma delas para usar durante a prova.
   



OFF: Se quiserem, na parte do refeitório, podem pôr suas próprias causas para se tornar marines entre as falas dos outros, antes do Harry falar e tals, pq ele só falaria se fosse o ultimo a ainda não ter dito.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Raiden

Créditos : Zero
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 21/05/2011
Idade : 27
Localização : ᕦ(ò_óˇ)ᕤ

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySab Jan 20 2018, 03:57

   Raiden colocou seu prato e sentou-se a mesa com seus companheiros, primeira refeição com o uniforme pretendia não sujar-lo então tomou cuidado para não pegar molhos e não entornar bebida na roupa, afinal era seu primeiro dia não queria sair sendo taxado como desajeitado, sua refeição seguia em silêncio quando Júlio decidiu irromper e dizer para todos em bom e alto som o que lhe tinha feito escolher ser marinheiro, Maikão não perdendo a oportunidade seguiu o discurso com o seu próprio, contudo Raiden não tinha certeza do que tinha levado-o a fazer aquele teste, não tinha um objetivo tão forte e bonito de dizer quanto os dois então optou pelo silêncio, achou que seria o mesmo para Harry que não era de dizer muito, todavia o garoto surpreendeu ao falar..

- Vocês querem saber? Então tudo bem, eu lhes digo... Meus pai e minha mãe morreram. Eles estão entre a enorme pilha de corpos criadas por piratas aqui nessa ilha, onde passei minha vida inteira. Meu pai era um marinheiro, minha mãe apenas uma civil. Mas isso não impediu aquele tritão de matar os dois sem pensar duas vezes, do mesmo jeito... Para eles. Para esses piratinhas, não faz diferença quem você é ou o que faz, se tem sonhos, família... Eles destroem tudo o que veem pela frente. E nós fazemos direitinho papel de vítimas para esses vilões. Eu decidi que eu não. Eu não serei mais uma vítima. É por isso que faço o que faço.

   Aquilo surpreendeu não só a Raiden mas a todos em sua volta, deixando-os quietos em suas mesas, até mesmo Maikão o que em si já era um feito, Raiden não sabia que Maikão conseguia ficar quieto, apostando que todos ali também não o sabiam. Logo após Júlio notando que todos haviam acabado de comer levantou e chamou-os..

- Bem... Acho que todos já terminaram, então. Vamos lá pro pátio. É quase hora da cerimonia de entrega de medalhas de admissão. Vocês serão oficialmente soldados da marinha!!

- Deixa com o pai, sangue bom.

- Mal posso espera por isto!

   Ainda acanhado levantou-se e seguiu o grupo, notando que a soldada de antes que levou-os para tomar banho chamou Takezo para acompanhar-la, Raiden sabia que seria para o banho, aquela mulher deveria ter algum toc com coisas sujas e tinha arranjado a tarefa perfeita dentro do QG. Raiden olhou para Takezo e abriu um singelo sorriso, esticou o punho fechado no ar, distante, apenas para simular que tocaria a mão do anão desejando-lhe sorte na próxima etapa com aquele gesto. Logo viraria-se e levaria a bandeja para lavar, para depois acompanhar Júlio até o pátio, uma vez lá notou um homem com inúmeras medalhas no peito qual falava em alto e bom som..

- Vejo que estão todos aqui. Então, comecemos. Eu, Derek Krauser, tenente da marinha, tenho o prazer de premia-los com a medalha Admission Mark. Com isso, vocês se tornam, oficialmente, parte do corpo de soldados da marinha. Vocês agora são mais do que apenas homens. Vocês são símbolos. Símbolos que representam a ordem. A fé. A confiança. A honra. - Agora condecorando os marinheiros dizia - A esperança. A honestidade - ao colocar a medalha em Raiden dizia - E a justiça.

   Raiden mantinha o olhar firme nos olhos do tenente agradecendo por cada palavra e pela final em especial, tentaria honrar aquelas palavras a todo momento enquanto fosse um marinheiro, reparava que o tenente era sério e tinha firmeza nos olhos, aquela aparência Raiden queria ter a mesma uma vez que estivesse naquela patente, agora já tinha em mente seu objetivo, que é subir as patentes da marinha até o mais alto possível..

- Senhores... Convido-os a olharem para suas próprias mãos. Contemplenas com respeito. Pois essas são as mãos que conduzirão a justiça, construirão o futuro e guiarão o mundo em direção a Paz. Sejam bem vindos a Marinha.

~ Tenente da marinha.. Ele certamente têm uma boa oratória, eu também sou bom nisso mas será que um dia posso ser igual a ele? Não igual, mas será que posso superá-lo? Cara, os marinheiros são muito legais! Eu quero a maior honraria deles! Quero ser seu melhor homem! Justiça.. Aplicarei justiça à todos os injustos! Já sigo um código destes desde jovem, vou me adequar fácil.. A melhor escolha que fiz na vida foi ingressar na marinha e estou apenas no início! Sou apenas um recruta! Estou feliz de ter dado o primeiro passo ~

   Olhando para suas mãos e ouvindo o tenente, Raiden viajou em sua mente por um momento até mesmo durante as palmas até que acordou e começou a bater palmas junto com seus companheiros, notou que todos gritavam e jogavam bonés para o alto, se abraçavam, se emocionavam, olhou para seus amigos Maikão como sempre fazia uma festa, Chris também cumprimentava alguns e Harry ficava apenas atônito no meio de tanta euforia olhando seu uniforme, Raiden já sabia o que precisava ser feito e andou em sua direção, ao se aproximar de Harry não diria nada, apenas próximo abriria os braços e abraçaria-o firme, dando dois tapas em suas costas e apertando forte, na sua orelha diria..

- Conseguimos cara, somos marinheiros! Nossa missão aqui é ficarmos fortes, cada vez mais fortes, para proteger todos na ilha, não deixar que ninguém tenha o mesmo destino que muitos iguais os seus pais tiveram, vamos deter os piratas de qualquer jeito, certo Harry? Eles não farão mais nenhum mal a nenhuma família, promete pra mim Harry?

   Emocionando-se Raiden deixaria cair uma lágrima de seu rosto no ombro de Harry abraçando-o mais forte, não queria que Harry continuasse mal humorado, ele tinha que redirecionar aquela raiva dele para foco e Raiden ajudaria-o a fazer isto, foco em tornar-se forte para proteger todos ali, o jovem também não ficaria para trás, buscaria ser cada vez mais forte para proteger a todos que precisavam dele, não queria deixar ninguém pra trás e para isto precisava ser forte, pra tanto, faria tudo que fosse possível dentro da marinha para se tornar mais forte, sempre.

OFF:
 

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takezo
Soldado
Soldado
Takezo

Créditos : 10
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySab Jan 20 2018, 04:24

A alimentação era feita sem muitos problemas, tirando o papo mais sério que me deixou por fora, visto que acabei focando na comida que estava ali em minha frente. Não fazia muitas cerimônias e comia satisfatoriamente tudo que eu percebia que estava presente ali. Não muito tempo depois, todos iam começando a se levantar e a saindo, porém o homem de braços estranhos aproveitou e pegou o meu prato, no qual agradeci com um singelo movimento de cabeça e um sorriso. "Esses homens realmente são o que pensei, bons. Há uma aura neles diferente dos que eu conheci até hoje..."

Colocava as palmas de minha mão no local em que eu estava sentado para me auxiliar a levantar. Não muito tempo depois, uma moça chega pedindo para que eu a acompanhasse. Okay... Minha resposta era mais por curiosidade sobre o que iria acontecer, visto que também houve a sensação de aquilo ter sido uma ordem.

Wooow. Que local grande, não parecia ter tanto espaço nessa localidade assim... Eu não me segurava ao notar que havia também uma sala com tatames naquele local. Mais um para adicionar a lista de coisas que viu. MEUS ASCENDENTES! Apontava com uma das mãos para o homem que estava ali presente, com luvas de boxe e shorts de artes marciais. Eu já li sobre essas artes marciais antes! Sentia que meus olhos não iam caber em seu pequeno espaço, de tão arregalados que eles estavam. Já havia lido sobre aquela artes marciais antes, porém nunca havia visto uma pessoa de fato portando aquelas luvas.

As frases tanto do boxeador, desmerecendo meu tamanho e minha capacidade, quanto de Olivia me informando sobre as armas presentes, me faziam querer demonstrar o verdadeiro poder de minha tribo. Não é por terem amaldiçoado meu tamanho, que significa que sou fraco.... eu falava de forma a quase murmurar para mim mesmo sobre aquela situação. Sentia que era necessário ficar sério, afinal, era mais uma avaliação. Não só bastando isso, era também uma forma de demonstrar que não era certo brincarem comigo.

Ia até o local dos itens de brinquedo, procurava por algum específico que parecesse mais uma pequena adaga, algo que pudesse, pelo menos, dar umas picadas no inimigo. Somente li sobre seu estilo de luta, será um prazer ser seu companheiro de treino hoje, por favor, fique esperto. Ao encontrar um item semelhante ao citado, entraria no tatame.

Flexibilizava meu joelho de tal forma que pudesse colocar a mão que não continha nenhuma arma no chão, enquanto me preparava para movimentos rápidos. "Boxeadores são lutadores exímios em utilização de movimentação de pés e golpes em forma de socos rápidos e fortes. Preciso mostrar a ele que meus movimentos são rápidos e que eu sei muito bem tirar proveito de meu tamanho... Forçarei ele a lutar de forma corcunda, tendo que mirar no chão e flexibilizar os próprios joelhos para me acertar, forçando a perder um pouco da velocidade por não poder movimentar seus pés... Hmm... acho que pode funcionar... Assim que era dado o sinal que pudesse começar a lutar, eu me movimentaria rapidamente, forçando meu próprio condicionamento físico a utilizar do método de zig zag para aproximar do inimigo. Tentaria a todo momento estar próximo ao mesmo, fazendo movimentações próximas ao corpo do inimigo de tal forma que force o mesmo a utilizar e movimentar sua cabeça para que seus olhos consigam acompanhar minha velocidade e localidade. A primeiro passo, tentaria circular o inimigo, segurando firmemente na arma que estava em minha mão direita. Flexibilizaria meu pescoço de tal forma que ficasse a observar o inimigo e tentar pegar um ângulo sobre a movimentação do mesmo, seja utilizando as pernas, os braços ou até mesmo acompanhando com a cabeça.

Meu plano principal era cansar o inimigo a tal ponto de abrir sua abertura de defesa. Se em algum momento notasse que o boxeador não conseguiu acompanhar meu corpo em movimento, eu me aproximaria de seu corpo, ainda em zigzag, para desferir um golpe rápido com a arma, focando sempre em suas articulações, afinal, o objetivo da minha movimentação é cansar e forçar o inimigo a utilizar sempre as mesmas articulações para que pudesse acompanhar. Em caso de ataque do inimigo, utilizaria do meu tamanho para me aproximar mais ao chão e ir distanciando para o lado contrário onde o inimigo se encontra, tudo para forçar o inimigo a ter que se esforçar ainda mais para conseguir chegar e alcançar meu pequeno corpo.


Off: Raiden, estava esperando vc <3.

Histórico:
 

____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 15
Warn : #1 Principium - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 26
Localização : Bem atrás de você...

#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 EmptySeg Jan 22 2018, 14:16

OFF: Que bom que estão gostando :D Eu já pensei mais ou menos em como desenvolver/guiar o Takezo na sua busca pelos da sua tribo, mas ficaria pra uma próxima aventura, não sei... Bem, isso se forem me querer como “narrador fixo”.    

~ Raiden ~

Harry não retribuía o abraço, mas também não o recusava, recebendo as palavras de Raiden e sentindo a lagrima lhe molhar o ombro do uniforme de forma sutil. Notavelmente ele não esperava algo assim vindo de Shimizu, e ficou sem reação por um momento. – Sim, principalmente aquele pirata e seu bando... Eu irei detê-los. Definitivamente irei. – Era visível a determinação em sua voz.

Em meio àquela comemoração, uma figura menos empolgada era vista deixando o QG pelo portão principal enquanto os aplausos já começavam a cessar. McGarden direcionou seu olhar para o homem, percebendo que era um dos que antes estavam com eles no vestiário, um dos recrutas, o único dos que passaram pelo teste de percurso com obstáculos e não foi aprovado no ingresso na marinha, por ter “falhado” no exame ocupacional anterior. Alguns poderiam considerar aquele cena de vê-lo partir como lembrete de que nem todos alcançaram o sucesso e se tornaram soldados aquele dia. Harry franziu o cenho ao vê-lo ir embora e então virou o rosto, se desfazendo do abraço de Raiden. – Já chega disso... – Foi se afastando do grupo de soldados recém admitidos e indo para dentro do prédio principal da base. – Eu prometo. – Disse enquanto partia, de forma discreta, mas audível, para Raiden.

– Parabéns, pessoal!! – Júlio direcionou suas felicitações a todos, porém em seguida se aproximou dos que antes compuseram sua equipe no exame ocupacional. – Eu posso ser seu senpai, mas agora estamos no mesmo nível, galera. Somos todos soldados da marinha, então não precisam fazer cerimonias quando forem falar comigo! – Seu rosto sorridente e amigável como sempre, combinando com seu tom de voz e atitude. Christopher o abraçava em lagrimas agradecendo pelo seu apoio, era um homem simples e bem emotivo quanto aos seus sonhos. – Ei pessoal, o que me dizem de virem comigo? Vou lhes mostrar onde é o alojamento, onde aqueles que não moram na ilha vão poder dormir e... – Sua fala era interrompida pela de Maikão. – Que mané alojamento, meu bom? Com a empolgação que nóis tá, daora mesmo seria pegar uma missão! Quem tá comigo? – Júlio não entendeu qual a pressa em partir tão cedo em uma missão, e até tentou explicar que teriam muito tempo para fazer isso depois, mas no fim acabou sendo convencido pela empolgação do braços longos e concordou em leva-los até o local onde poderiam ser designados para missões. – Então tá bom! Aqueles do “Time Júlio” que quiserem começar a servir em missões, venham comigo! – Dito isso Júlio começaria a caminhar na mesma direção que Harry foi mais cedo.    

Raiden sentiu algo tocar seus cabelos de leve, bem no topo da cabeça. Logo depois alguma coisa caiu, suavemente na ponta de seu nariz. Era gelado e derreteu quase que de imediato ao entrar em contato com o calor do corpo do novo soldado. Todos então notaram uma precipitação alva que caia de forma vagarosa do céu. Pequenos e frágeis flocos de neve começavam a tomar conta do céu, vindo ao chão. Estava nevando! As pessoas admiravam confusas e maravilhadas aquele fenômeno fora de época e estação. O tenente Derek, entretanto, cruzou os braços olhando para cima com uma cara séria e com tons de preocupação. – Então ele finalmente resolveu agir... – Falou para si mesmo, pensando alto. Seu olhar reflexivo e contemplativo.
         
     

~ Takezo ~

O plano do anão estava dando certo, Yago lhe direcionou um soco, mas acertar um corpo tão pequeno em pleno movimento parecia ser uma tarefa impossível quando você ainda precisa se curvar para isso. Tentava não perder Takezo de vista, endireitando o corpo e mantendo a guarda alta, enquanto movia a cabeça para os lados, na tentativa de manter contato visual e uma base firme. - Pretende só ficar correndo, igual uma barata? – Começava a se irritar com o anão.  

Sua furtividade natural, aliada a sua altíssima capacidade de aceleração, tornavam Takezo um alvo muito complicado de se atingir, ou mesmo de se manter os olhos por muito tempo, quando em movimento. E por isso não foi difícil para ele se posicionar bem detrás do boxeador, que não sabia mais onde o anão estava e olhava para os lados desesperado para encontra-lo. O gatuno então partiu pro ataque, atingindo, após saltar meio metro no ar, a parte de trás do joelho esquerdo de Yago com a adaga de plástico, que por ser uma peça pequena, não se partia ou entortava com o impacto e força empregada.

Mesmo não tendo lhe furado a pele, por ser um objeto sem ponta, a dor causada por uma estocada com tanta força focada em um ponto tão pequeno era considerável. Yago foi obrigado a dobrar o joelho, caindo no chão assim, se apoiando com a mão direita no tatame. Olivia se impressionou com a capacidade e sagacidade de Takezo, que obviamente tinha seus métodos para lidar com inimigos nitidamente várias vezes mais altos que ele.
Aquele golpe havia, porém, revelado sua posição para o boxeador, que já virou o rosto lhe mirando um gancho com a mão esquerda, que foi evadido por Takezo ao se abaixar e afastar, infelizmente, não o suficiente para evitar o chute lateral de Yago, que atingiu todo o lado esquerdo do seu corpo e, por sua baixa estatura e peso, foi arremessado a vários metros, se chocando contra uma janela de vidro que não se partiu. Poderia ver, através dela, o céu nublado que apareceu quase que de repente, despejando uma constante quantidade de neve sobre o QG e a ilha.

Olivia, tendo seus olhos seguindo o desenvolvimento da luta, também notou a nevasca e parece ter se impactado com isso. – Não é só por que as regras do boxe não permitem o uso dos pés que eu não posso usa-los em uma luta real! Aprenda a estar pronto para todo tipo de ataque em uma briga, nanico! – Yago parecia ser o único a não perceber a nevasca que se formou lá fora, e se levantava para voltar a lutar. A soldada da prancheta, por outro lado, dava uma enorme atenção a isso, se aproximando da janela onde Takezo estava bem no batente, e olhando lá para fora. – Esse teste acabou! Takezo, você lutou bem, está aprovado! Vá até o prédio principal para buscar seu uniforme. Preciso ir ver a Sgt. Heaven! – Dizendo isso a marinheira saia apressada pela porta principal. Takezo, mesmo estando ali na base pela primeira vez, não teria dificuldades em identificar qual era o prédio principal, já que ele era perceptivelmente destacado em relação aos outros pelo tamanho e design.
             

   

OFF:
Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




#1 Principium - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: #1 Principium   #1 Principium - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
#1 Principium
Voltar ao Topo 
Página 4 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: