One Piece RPG
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini-Aventura] A volta para casa
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 0:38

» Enuma Elish
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 0:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 0:04

» [Kit - Makei] Red Saber/Mordred Pendragon
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Makei Hoje à(s) 0:02

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Pippos Ontem à(s) 23:31

» Xeque - Mate - Parte 1
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 23:26

» Arco 5: Uma boa morte!
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:12

» Supernova
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:34

» I - O bêbado e o soldado
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Masques Ontem à(s) 21:39

» Capítulo I: Raízes Perdidas
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 21:30

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:10

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:27

» Drake Fateburn
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:59

» Hermínia Hetelvine
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:51

» Akira Suzuki
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Sette Bello
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46

» Bell Farest
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Far Ontem à(s) 19:43

» Alipheese Fateburn
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 19:31

» As mil espadas - As mil aranhas
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Noelle Ontem à(s) 19:08

» The One Above All - Ato 2
Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 18:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Terceiro Ato: The Swordless Knights

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 15, 16, 17, 18, 19  Seguinte
AutorMensagem
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 24
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySeg 26 Dez - 20:53

Relembrando a primeira mensagem :

Terceiro Ato: The Swordless Knights


Aqui ocorrerá a aventura do pirata Buzz Bee. A qual não possui narrador definido.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus


Data de inscrição : 27/04/2013

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptyQui 27 Jul - 21:02

   



Para o alto e avante!


A grande montanha era ameaçadora, e fazia todos pensarem, nem que por um misero instante, como algo daquele tipo era possível. De fato, a cachoeira subindo ao contrario era algo que desafiava completamente a lógica, e o desespero só aumentava a medida que o navio ia se aproximando perigosamente da parede de pedra. – “Broto” é aquela hora que você me diz o que fazer ou batemos e acabou a viagem para todos, saca o que to falando ?!! - Jacob estava assustado, ao contrario de seu irmão, que parecia absolutamente confiante que iriam passar daquilo. - Está com medo aniki? Não se preocupe, não é nosso destino morrer aqui. - Ryu disse, olhando para o estado de choque do irmão. - O que precisa que eu faça? - Buzz perguntou para Umika, enquanto Li Wan descia o mais rápido que podia do mirante. - O vento que está nos empurrando para o paredão! Recolham a vela! Vamos deixar a correnteza nos puxar para o caminho certo! - Umika gritava para todos. - LI WAN! AJUDE UMIKA A SEGURAR ISSO. - Buzz gritava, e a mink respondia de prontidão. - Sim senhor! - Assumindo o lugar de Buzz em segurar o leme, o jovem agora estava livre para soltar e deixar o trabalho de segurar o leme na posição com as duas garotas. O navio se aproximava cada vez mais da entrada, sendo levado tanto pelo vento fortíssimo quanto pela correnteza em ascensão. Sem perder tempo, Jacob começou a recolher a vela com a ajuda dos outros, o que fez o navio ir desacelerando um pouco. –  Vamos lá “ borra-botas”, você consegue nos fazer suar mais que isso! - Jacob tentava provocar a montanha, mesmo ela não sendo um ser vivo. Era como se, com aquele ato ele estivesse desafiando não a montanha em si, mas quem estava por trás de todos aqueles acontecimentos. Caso você seja religioso, esse poderia ser Deus, ou o acaso caso não seja, mas de um jeito ou de outro o ato de provocação de Jacob não pareceu ter passado em vão.

Assim que recolheram a vela, algo começou a no casco do navio. - Droga, devemos estar batendo em pedras que estão muito rasas! Venham me ajudar a virar o leme! - O navio ema balançando com os choques no casco, e todos correram para ajudar Umika e Li Wan no leme. Somente com a força de todos os 4 juntos foi possível virar o leme e mudar o curso do navio. Sim, 4 pois Ryu havia se dirigido até o canhão do lado direito, onde o navio estava perigosamente próximo da borda da entrada. - O que voê ta fazendo? - Gritou Li Wan, preocupada, pois parecia que a lateral do navio ia arrastar contra a borda do rochedo, mas um tiro do canhão, disparado por Ryu foi o suficiente para que o recuo fizesse o navio se deslocar alguns centímetros e evitar o choque, entrando enfim na corrente de subida da montanha. A pior parte havia passado, e agora o navio subia sozinho, sendo carregado pela força da corrente. Pingos que batiam nas paredes de rocha do corredor ou que batiam no casco do navio respingavam, molhando ligeiramente eles enquanto subiam até o que parecia o todo do mundo. O vento soprava seus cabelos, enquanto sentiam o forte cheiro da maresia. Eles haviam conseguido passar pelo desafio, e em poucos instantes estariam do outro lado da montanha. Estariam na Grand Line.
   

OFF:
 


Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySex 28 Jul - 7:27

Uma grande subida!

O corridor para o céu!






Sem gracinhas “Anaki-Boy”. Estamos em um “abacaxi” aqui!

Ryu era um homem otimista, isso era incrível ate certo ponto, mas preocupar-se com o bem estar de sua tripulação era o mínimo que ele teria que fazer para que assim pudesse seguir viagem. Bem, mas não estava no momento de dar uma grande lição de moral para aquele cabeça de vento, não agora onde cada decisão nossa poderia custar nossas vidas. As palavras de Umika nunca tiveram tanto sentido e enquanto Li mantinha-se firme segurando o leme o outro “broto” eu matinha aquelas velas onde deveriam estar usando toda a minha força. Logo tive de largar tudo e ir correr e segurar o leme pois só os dois “brotos” não pareceu o suficiente para segurar o leme e Buzz mostrou-se prestativo a isso também.

Quando Ryu movimentou-se para parte baixa do navio por um momento pensei que ele faria mais uma de suas maluquices, mas logo pode-se ouvir o estampido surdo de um canhão sendo disparado e as roças que seriam o nosso destino se afastarem mesmo que um pouco. Não tenho com descrever o que aquele misto de sensações se tornou nos momentos finais daquela peleja, mas consigo afirmar uma coisa, nunca tivemos uma luta tão “ tudo ou nada “ como essa e com toda certeza me lembraria.

Quando a correnteza começou a nos levar para cima, me segurar em uma das laterais foi o que fiz de mais rápido enquanto podia olhar com um sorriso para o céu que era o nosso destino. Não tenho com quantificar cada sentimento que naquele momento passava por mim, mas ao ver Li, Umika, Buzz e Ryu tive a certeza que daquele momento em diante tudo seria diferente e por isso falei:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


– Quando chegarmos lá eu vou fazer “rango completo”, eu vou ser o cozinheiro que com seu “rango” alimentou o mundo e vou ser o homem que irá “segurar a barra “ dessa tripulação custe o que custar...

O brado dado nada mais foi que uma promessa, uma promessa que me lembraria, uma promessa do que essa tripulação representava para mim. Todos nós tínhamos nossos sonhos, mas todos nós fomos ligados por um único homem, pois dos maiores poderes que Ryu possuía consigo era o poder de fazer aliados que o admiravam que ele deveria se orgulhar mais Minha mão segurava firme, meus olhos buscavam cruzar com o do meu irmão, para que com isso eu pudesse falar as palavras que nós uniriam para sempre.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

– ...EU PROMETO “ANAKI-BOY”, EU SEREI A SUA LANÇA, EU SEREI O SEU ESCUDO, EU SEREI LANCELOT!!!!

O largo sorriso mostrava apenas uma coisa, eu estava pronto para enfrentar o mundo inteiro por eles, mesmo que isso significa-se minha morte, dor, sofrimento ou angustia, eles eram a minha família e família nunca se deixa para trás. Meu olhar voltaria ao horizonte enquanto falaria agora para mim, em um tom baixo, como se tenta-se falar com aquele velho homem que me ensinou tudo que sei:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

–  Vou buscar o nosso “rango completo” , eu vou sim “velhote”.




bichaelson



Menu Completo:
 

Historico Afro:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySab 29 Jul - 13:23

Para a Grand Line: Ainda subindo a montanha


Buzz


* É, até que foi divertido. * Após constatar que havíamos finalmente entrado na correnteza, deslizaria minhas mãos até a parte de baixo do leme e sentaria-me no chão, deixando escapar um suspiro enquanto ainda me segurava para não acabar sendo jogado para trás. * Temos que rever o seu conceito de diversão. * Enfim, sucesso. Nossa primeira viagem de barco juntos havia sido um pouco arriscada no começo, mas parecia que agora estava tudo bem. Iria aos poucos me levantar para fitar o caminho que nosso barco percorria, e guardaria na memória o momento pelo qual tanto esperei. Por anos, sonhei sobre as ilhas que poderia encontrar naquele local, e as pessoas que poderia vir a conhecer. Sempre perguntava a Abraham sobre as ilhas que ele visitou, mas ele nunca me contava como eram. Vez ou outra falava sobre os habitantes, porém nunca sobre as ilhas em si. O motivo? Bem, não era um único motivo, e sim dois. O primeiro era que ele queria manter a surpresa, para tornar minha aventura mais interessante. O segundo era quase um mistério em si. Ele dizia que eu poderia acabar não visitando as mesmas ilhas que ele, e contar sobre as em que ele esteve poderia acabar me frustrando caso eu acabasse indo parar em outra. Não conseguia entender como as ilhas seriam diferentes, e logicamente ele também não falou nada sobre isso. No fim, teria de ver com meus próprios olhos.

Jacob parecia se oferecer para fazer outra refeição, até porque a que tínhamos foi estragada pela chuva, e tomava para si a tarefa de "segurar a barra". Mesmo eu não tendo ideia do real significado disso, diria. - Estamos contando com você. - * Será que eu deveria dizer alguma coisa legal também? * * Tipo o que? Só um cara legal pode falar algo legal. * * Eu sou muito legal! * * Você é muito pé no saco, isso sim. Agora fica calado e aproveita a vista. * Enquanto eu ficava em dúvida sobre o que deveria fazer, o cozinheiro continuou, mandando uma mensagem para o loiro. * Ele fez um trocadilho com lança e Lancelot? * * Pareceu, né? Pode ser que tenha sido proposital, mas acho que não. * * Agora eu definitivamente tenho que dizer algo legal. * * Fuu... Não vou deixar você fazer nós dois passarmos vergonha. Repita tudo que eu disser. * Levando em conta que Staz parecia ser bem mais comunicativo do que eu, resolvi dar o benefício da dúvida para ele. Falaria. - Ah, agora eu entendi. Então eu sou o outro cara. - Começaria a corar levemente e pensaria nervoso. * O que diabos você tá fazendo? * * Confia em mim e continua repetindo. * Mesmo que agora o tal "benefício da dúvida" tivesse ido pro espaço, continuaria. - Então... Eu vou ser o médico e talz, mas não inventem de se arriscar desnecessariamente, se jogando na frente de tiros, por exemplo. - Daria um leve chute na perna de Jac, apenas para ele saber que aquilo tinha sido uma indireta para ele. - Pensem em mim apenas como uma costureira que usa álcool. - * Pera, quê? * * Ué, eu só tô dizendo a verdade. Continuando... * * Continuando nada. Vamos parar por aqui antes que eu tenha que me jogar do navio pra não passar vergonha. * Fingiria não ter dito nada e vidraria meu olhar na frente do navio, rezando para que eles relevassem isso.

Histórico:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptyTer 15 Ago - 20:44

   



No ápice do perigo!


O navio seguia, carregado pelo corrente, sem nenhuma resistência. Naquela altura os ventos marítimos não eram tão fortes quanto os que haviam enfrentado na base da montanha, a água ascendente levava o navio sem maiores problemas em direção ao que parecia o topo do mundo. A montanha era realmente enorme, e com tanta água voando e respingando, além da luz forte do sol era difícil ver com clareza o topo daquela cachoeira gigantesca. Salmões nadavam e pulavam na água em volta do barco, nadando no sentido contrario da cachoeira. Em meio àquela cena, Jacob tomou a frente, fazendo uma promessa frente ao mundo que deixava para trás. Todos estavam ali com um objetivo, pois somente um tolo iria para o mar mais perigoso do mundo sem um sonho a seguir. Palavras eram jogadas ao vento, em um local que nenhuma outra pessoa poderia ouvir, mas enquanto mantivessem aquele espirito ardente dentro de si, aquelas promessas nunca se perderiam. - Eu vou navegar livre pelo mar, sem estar presa por um casamento arranjado! - Li Wan dizia, logo após o discurso de Jacob e o pseudodiscurso de Buzz. - Eu vou encontrar minha irmã e seu uma grande aventureira como ela!  - Umika dizia, assim como os outros, seus desejos antes de adentrarem por definitivo na Grand Line. Todos haviam feito a promessa, com exceção de Ryu. Entretanto, quando o capitão foi dizer algo, uma situação extremamente bizarra se sucedeu. Enquanto o navio subia, a favor da correnteza, um dos salmões que nadava contra a mesma deu um pulo e foi lançado para dentro do barco, e seu corpo musculoso foi de encontro direto contra a cara de Ryu. Interrompido antes de poder falar qualquer coisa, o impacto fez seu corpo ser jogado para trás e bater de costas contra a parede de madeira do fundo do navio, com o peixe se contorcendo desesperado do seu lado. - Realmente aconteceu o que eu vi acontecer? - A cena era bizarra demais para todos ali processarem direito. Com um golpe só, o capitão foi nocauteado pelo peixe, deixando uma marca no formato de uma nadadeira vermelha na cara do loiro. O homem que lutou com Moby, e derrotou ele, nocauteado por um peixe.

- Ahn, acho melhor você ajudar ele. - Umika dizia para Buzz, seu tirar os olhos do jovem nocauteado. Entretanto, antes que pudessem ajudar o capitão, um navio tremeu. - O que diabos foi isso? - Virando-se para frente, seria possível ver que o topo da cachoeira se aproximava, e a água que chegava até ali era impulsionada para cima, em direção à um vazio branco. O barco estava sendo levado para o que parecia um precipício. A situação era desesperadora, entretanto não havia mais nada a se fazer. Com um pulo, o barco foi jogado com tudo para cima, junto das gotículas de água que formavam uma espécie de névoa branca e molhava todos no navio. Foi questão de instantes, enquanto o navio caia para um vazio até que o casco encontrasse novamente a descida do outro lado, que estava oculta pela névoa, e começava uma descida ainda mais rápida do que havia sido a subida. O topo havia sido atravessado, e agora o navio decida com tudo levado pela gravidade e pela correnteza, tendo somente o vento indo no sentido contrário, podendo freá-lo.
   

OFF:
 


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptyQua 16 Ago - 12:58

Segurem esse návio!

Do céu ao chão!






Vamos, mais alto, você pode mais que isso belezinha!

Meu tom provocativo indicava o meu real desejo que aquela montanha me mostrasse o máximo que podia fazer, ouvir os sonhos do todos, ouvir o som a água correndo, sentir o molhado em minhas roupas, sentir o vento em minha face, aquela montanha já tinha me dado tanto mais não tinha mostrado sua real face, ou já tinha?


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Porem não pude acreditar no que vi quando a nau quase chegava ao seu ápice . Um salmão saltou em nossa direção, passando por todos nós e atingindo Ryu em sua face, não posso dizer o quão cómico foi, mas posso dizer o quão chocado fiquei ao e como disforme minha face ficou ao demonstrar o choque da cena que vi. Só posso dizer que o rosto chocado se deu a uma gargalhada em sequência mesmo em situação tão adversa, fazia tampo que não ria como rirá com aquilo, me seguraria no mastro como estava antes, olhei meu irmão por cima do ombro e quando tivesse oportunidade falaria:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


– Levante dai “Anaky-Boy” , não pega bem cair na frente dos “brotos”.

Rir um pouco, era isso que eu tinha que fazer mais vezes e que muitas vezes essas risadas partiam dessa minha nova família tão peculiar. Quando o navio começou a chegar ao cume da montanha, uma leve tremedeira se fez presente. A neblina causada pela evaporação das gotículas de água me fizeram sentir um calafrio na pele, não pelo fato de que aquilo tudo ser assustador ( o que de fato era ) mas pelo fato de que o desconhecido estava a minha frente. Logo o barco tocou a água novamente, sua velocidade aumentou significativamente, nada parecia facilitar a nossa chegada ao pior de todos os oceanos.

Nosso inimigo era a montanha e tínhamos de vence-la, logo então me preparei. Me preparei para as ordens de Umika, o Broto estava comandando o navio naquele momento, era a nossa navegadora, a nossa certeza de que chegaríamos vivos e por isso aguardei um instante para que ela nos desse a instrução para parar o navio ou estabiliza-lo, seguindo obviamente a risca cada diretriz dada, com alterações de reforço ( Enrolar cordas no próprio corpo e em um mastro, auxiliar em uma função já eu a força exigida era maior e etc) apenas caso houvesse a necessidade. Caso não ocorresse, tentaria ir direto para os cabos das velas, baixa-las contra o vento talvez fizessem o barco diminuir a velocidade, porem não seria feito algo sem os devidos cuidados, ar cordas seriam amarradas aos braços, uma volta no mastro seria dada e na parte de trás me posicionaria, com isso caso eu fosse puxado ainda ficaria preso ao mastro pelo impacto, logo puxaria as velas e assim tentaria diminuir a velocidade do barco enquanto gritava:



– Vamos lá , agora é o desafio mais divertido, descer!!

Um sorriso largo seria dado por mim, pois mesmo com medo do desconhecido, a força da minha família esta o meu lado lutando comigo me garantia a certeza de que eu tinha uma chance de mudar tudo aquilo e se essa chance existia, eu me agarraria a ela com todas as minhas forças restantes.




bichaelson



Menu Completo:
 

Historico Afro:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptyQua 16 Ago - 23:54




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O navio subia veloz cortando o mar como uma navalha, refletindo a água lançada contra as paredes do estreito corredor diretamente no bando. Ryu se molhava, mas isso não era incômodo algum, afinal já estava encharcado com a água da chuva. O cheiro da maresia subia impregnando o seu interior com um aroma peculiar, deixando no ar a perspectiva do que viria a seguir. O loiro ouviu o discurso de Jacob e todo o restante do bando pareceu acompanhá-lo naquele momento único.

– Para o topo. – Disse apontando o indicador para o céu enquanto permanecia na frente do navio. Embora as palavras parecessem não bastar para revelar suas intenções, o sorriso largo nos lábios e os olhos brilhantes claramente mostravam o contrário.

– Para a maior aventura de todas! – Não... ele não tinha um objetivo tão importante quanto Jacob ou nobre como de Li wan. Tudo o que lhe interessava era conhecer o mundo e desafiá-lo a sua própria maneira, apreciando cada segundo daquela jornada repleta de perigos e desafios. Aparentemente isso aconteceria antes mesmo que ele pudesse chegar a Grand Line.

Um salmão saltava da água bem a sua frente, arrancando-lhe um semblante cheio de surpresa. O peixe debateu-se em pleno ar, e antes que Ryu pudesse desviar, o animal o acertava em cheio. O garoto era arremessado contra o fundo do navio chocando-se contra a madeira perdendo a consciência por um momento, restando no lugar dos olhos dois redemoinhos esquisitos.


– E-esse beixe me baga... – A voz saía toda embolada, mas ainda que lentamente seu rosto ia voltando ao normal. Tentaria se levantar usando a madeira como apoio à medida que passava a mão no local onde tinha sido atingido, constatando o dano. Quando estivesse inteiramente recuperado, olharia para o peixe fechando uma mão na outra, estralando os dedos.

– Finalmente encontrei um rival a altura. Então você será meu oponente? Aniki, ele é meu. – Não era todo dia que se encontrava um oponente forte, e a cacetada desferida pelo salmão era até mais poderosa que o murro de Moby. Ryu pensou em chutá-lo para longe, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa o navio impulsionava-se para cima “ultrapassando” as nuvens. O garoto correria obviamente para se segurar com firmeza no mastro, ou em qualquer coisa que estivesse ao seu alcance.

O que ele menos desejava no momento era sofrer outra queda. Se não desse tempo, seguraria nas calças de Jacob, ou em sua gravata. Assim que a embarcação caísse de volta na correnteza tentaria equilibrar-se na diagonal jogando o peso do corpo para trás, até se acostumar com a velocidade e inclinação.

Off: Bom, gostaria de pedir desculpa aos meus companheiros pela ausência e atrasado. Como já tinha informado antes, meu avô está na UTI em estado grave há 21 dias já, e a situação por aqui não está nada fácil. Peço a compreensão de todos, e tentarei manter a regularidade.

Objetivos para essa aventura::
 

Histórico de Pedrão:
 

(As imagens são ilustrativas)





Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptyQui 17 Ago - 22:51

Para a Grand Line: 1 Hit K.O.


Buzz


Será que isso era um ritual que todos faziam quando subiam aquela montanha? Acho que é válido pensar isso, já que o ser humano tem uma base religiosa muito forte. Por estarmos tão próximos do céu, talvez isso os tenha induzido a dizer seus sonhos em voz alta na esperança de que eles pudessem se tornar realidade. Quem dera as coisas fossem fáceis assim. Mesmo assim, eu me sentia meio mal por não ter dito meu sonho como os outros. Mas acho que se eu dissesse, eles poderiam ver o quão simplório eu era. Buscar liberdade? Quem era eu na fila do pão com um sonho desses? No fim, talvez eu só não tivesse amadurecido o suficiente para sustentar um sonho que estivesse no mesmo patamar dos demais. * Enquanto isso não acontece, acho que posso me permitir continuar buscando isso. * Olharia para cima à procura da calmaria que as nuvens poderiam me fornecer, se houvesse alguma ali, é claro. Durante nosso percurso, a montanha se mostrou mais perigosa do que aparentava. Em certo ponto, ela praticamente cuspiu para dentro do barco a maior ameaça que o loiro já havia enfrentado: A droga de um peixe.

Dizer que achei a situação engraçada seria amenizá-la demais. Afinal, não é todo dia que se vê um peixe nocautear um ser humano. Primeiramente tentei conter o riso. Não queria ser rude ao rir do infortúnio que recaía sobre o guerreiro, da mesma forma que gostaria que isso fosse feito caso fosse eu em seu lugar. Infelizmente, a comicidade daquela cena superava qualquer autocontrole que eu pudesse ter. Subitamente soltei uma gargalhada enquanto curvava levemente o meu corpo para frente. Tentava manter a respiração constante, já que quando se ri muito, acaba se perdendo o ar. Umika havia me pedido para ajudá-lo, contudo eu não achava que ele precisaria. Mesmo que aquele peixe fosse de pedra, ainda assim aquele homem levantaria-se sem problemas. Não me surpreenderia caso ele mostrasse estar bem fisicamente e ainda fizesse alguma piada com o ocorrido. Quando não está sério, esse é o tipo de pessoa que ele aparenta ser.

Logo meu sorriso começava a desaparecer. Quando percebi o que estava prestes à acontecer, já era tarde demais. Bem, era de se esperar que algo assim fosse acontecer. Eu devia ter imaginado que mais cedo ou mais tarde, teríamos que fazer a descida. Me seguraria firme em algum local, de preferência no mastro, e observaria nossa rota com um olhar meio temeroso. Mesmo parecendo estar mergulhado em meus pensamentos, eu na verdade estaria com os ouvidos bem atentos à qualquer ordem que nossa jovem navegadora desse. Apesar do medo de cair do navio, pensar no que poderia acontecer caso não seguíssemos as ordens dela era ainda pior. Tentaria realizar a tarefa pedida com cautela e tentando manter uma boa base no piso, mas não a realizaria muito devagar. O tempo poderia ser crucial para a nossa sobrevivência naquela montanha russa maluca.

off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySeg 21 Ago - 21:47

   



O velho e o farol!


De fato a pancada desferida pelo peixe em Ryu havia sido bonita, mas aquele momento de descontração fez com que todos se esquecessem do que realmente estava acontecendo ali, e que eles estavam lutando para não morrer naquela montanha maluca. Logo que o navio deu o salto, Ryu acordou, com o rosto dolorido e o peixe pulando freneticamente ao seu lado, e por isso não teve tempo o suficiente de encontrar algo em que pudesse se agarrar para não cair do navio. No final, o pirata se segurou nas calças de Jacob, por serem as coisas mais próximas as quais ele poderia se segurar, e no momento que o navio voltou de novo à correnteza, a força cinética levou o loiro ao chão, trazendo consigo as calças de seu aniki. - AAAAHHHHHHH! - Gritou Umika, envergonhada e se virando de costas enquanto as partes intimas de Jacob balançavam livres e suas calças pendiam nos calcanhares e Ryu as segurava firmemente. - TARADO! - Li Wan disse, enrubecendo. Entretanto, não houve tempo para comoção, já que o navio descia mais e mais, pegando cada vez mais velocidade. Jacob colocou rapidamente as calças no lugar, enquanto Umika percebeu a situação em que se encontravam. - Droga, droga, droga. Rapido, abram metade da vela. RÁPIDO! - Buzz, que já havia ido se segurar no mastro para não cair e Jacob logo começaram a abrir a vela juntos, lutando contra a ventania que os cercava. - Por que não abrimos tudo? - Perguntou Li Wan, que havia voltado para o leme para garantir que os ventos não arrastassem o navio e o fizessem bater nas paredes de pedra. - Quanto maior a superfície de contato, maior a chance da vela rasgar. Se rasgar, a gente esta morto. - Uma que que abriram a vela na metade, o vento começou a frear levemente o navio, como se o pano da vela servisse como um paraquedas, desacelerando o navio graças ao atrito do ar.  

Mesmo com a correnteza descendo, os piratas haviam conseguido usar a corrente de vendo contraria a seu favor, desacelerando o navio o suficiente para que não se destruísse quando chegasse na base da montanha. Em uma velocidade constante, o barco finalmente chegou na base daquela cachoeira mortífera, e logo que sua velocidade foi diminuindo e finalmente parou na base daquela montanha-russa dos horrores todos os seus tripulantes puderam ver uma cena um tanto quanto fora do comum. Haviam destroços e pedaços de um navio espalhados pela água, e logo ao lado um velho estava e um pequeno bote recolhendo os pedaços espalhados pela água e empilhando todos em uma das margens. Ao ver o navio se aproximando, o velho parou o que estava fazendo e se virou para os recém chegados. - Ah, ótimo. Mais novatos. - Disse, e continuou seu trabalho. Do lado esquerdo de onde estavam, entretanto, havia algo que chamava ainda mais atenção do que o velho maluco catador de lixo: um grande e imponente farol se erguia da terra, ao lado de uma pequena casinha. Aparentemente alguém morava ali, e algo os fazia pensar que talvez fosse aquele velho ranzinza.
   

OFF:
 


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuzzB
Pirata
Pirata
BuzzB

Créditos : 83
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2016
Idade : 21
Localização : Nos anais do Acre

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySab 26 Ago - 12:19

Para a Grand Line: A chegada ao Farol


Buzz


Durante o que foi a última parte da nossa aventura na montanha, tudo se desenvolveu de maneira muito rápida. O navio continuava a ganhar velocidade com a nossa descida, e isso dificultava o equilíbrio de todos ali. Como eu já estava mais seguro do que os outros, a minha preocupação se voltou aos outros integrantes que poderiam acabar caindo no mar. O que estava em pior situação era o loiro, que ao invés de ter procurado algum lugar para se segurar logo no começo, resolveu contar com a sorte. Após o peixe e novamente ficar em uma situação perigosa, ele acaba segurando-se nas calças do cozinheiro, que não tem sequer tempo de reagir. Com a tensão de estar em uma situação parecida com uma queda livre, os níveis de adrenalina no meu corpo já estavam bem altos. Mas após o incidente, senti que eles chegavam a beirar o crítico. Apesar de ser um ser que preza a racionalidade, dizer que sou um cara calmo seria o mesmo que mentir para mim mesmo. Sabia que o fato havia sido um acidente, porém mesmo assim sentia que estava começando a entrar em fúria. Ela logicamente não se direcionava à Jac, que nada mais foi do que vítima da situação, mas sim à Ryu, cuja irresponsabilidade de não procurar apoio logo de início quase o fez cair da embarcação, além de nos levar aquela situação odiosa. * Ele é irresponsável a níveis que eu nunca achei que fossem possíveis! Seguir um cara assim é realmente o certo a se fazer? * Ponderava. Ainda não havia decidido se o consideraria como meu capitão, e esse tipo de situação era um exemplo do porquê. Após ajudar com a vela para que diminuíssemos a velocidade, me foquei em minha própria respiração.

Assim que terminamos a descida, nos encontramos próximos à destroços de outros navios, que provavelmente não tiveram tanta sorte quanto nós. Recolhendo-os, havia um senhor já de idade, que não pareceu muito animado com a nossa chegada. À parte disso, havia um pedaço de terra ali, no qual se encontravam duas construções distintas: Uma casinha, onde provavelmente o anoso morava, e um farol que se estendia para o céu. Era uma construção chamativa, contudo que me trazia dúvida. Por que haveria um farol ali? Mesmo que alguém tentasse dar meia volta para sair da Grand Line, o máximo que conseguiria era chegar ao farol e ficar por ali, já que o curso da água deste lado não permite uma subida para voltar para Loguetown. E porque motivo escolheriam voltar ao farol? Não havia praticamente nada ali, o que tornaria a estadia aqui um grande saco. * Acho melhor não pensar muito nisso. Vai fazer sua cabeça fritar e nós dois não queremos isso. Vamos só fazer a entrega e vazar daqui. * De fato, era algo que não valia perder tempo com. Buscando finalizar logo a tarefa que me havia sido incumbida, soltaria-me do mastro e guardaria a corda novamente em minha bolsa, seguindo à seguir até a beirada do navio. Dali, perguntaria ao velho catador. - Por acaso o senhor seria o Don Karthus? - Caso ele respondesse de maneira negativa, mudaria minha indagação. - O senhor sabe onde podemos encontrá-lo? - Se ele me indicasse um local, começaria a descer do navio e diria por cima do ombro para meus companheiros. - Eu vou ir verificar o local. Alguém quer vir também? - Tendo companhia ou não, sairia do navio após atracarmos e seguiria em direção ao local indicado pelo senhor. Já se ele mesmo fosse meu cliente, falaria. - Ótimo! Temos uma entrega da Guin para o senhor. - Com isso, esperaria o navio atracar para só então começar a descarregar a carga. Se fossem muitas ou se tivessem um peso não suportado pelo meu corpo, diria. - Ô cozinheiro, preciso que me ajude a desembarcar isso aqui. - Assim que terminasse a entrega, perguntaria ao senhor. - B-bem, como o senhor mesmo disse, somos novatos. Gost-taria de perguntar se tem algo que precisamos saber antes de continuarmos. Como por exemplo para que lado devemos ir para chegar na próxima ilha e coisas assim. - Aguardaria alguma informação do mesmo e tentaria gravá-la na mente, para repassá-la à Umika caso ela não estivesse presente.

off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

* Pensamento * (Buzz)
* Pensamento * (Staz)
- Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySab 26 Ago - 14:18

Essa é a Grand Line!

O Mar Mais Perigoso do Mundo!






Arg...

Ranger os dentes e respirar fundo foi a única coisa que me restou, a se fazer quando o barco começou a descer e a velocidade parecia me puxar para fora com todas as minhas forças, acontecia uma grande movimentação entre os meus amigos e companheiros, mais foi o desastrado do meu irmão que mais uma vez provocou a maior confusão.

Ao se levantar Ryu puxou minhas calças para baixo, deixando assim as minhas “ ferramentas do amor “ de fora, algo que não posso dizer que foi no mínimo constrangedor. O vento gelado nas partes me fez sentir um calafrio, as palavras de Umika e Li me fizeram ruborescer um instante, por mais que minha nudez não fosse uma novidade ali ao menos para uma delas.  Ryu agira de maneira imprudente, isso era comum de sua parte, para muito poderia ser uma loucura para mim era apenas meu pequeno irmão agindo como meu irmão e por isso não o repreendi a primeiro momento me preocupei apenas em  me vestir e cobrir as minhas “ vergonhas “.

Tudo foi muito rápido e quando as coisas começaram a se acalmar foi quando nos deparamos um a parte final da descida, nela podia ser visto a neblina se dissipar e o grande mar estar a nossa frente, uma emoção única contemplar o mar mais perigoso do mundo, mas acima de tudo era uma emoção única pode contemplar o lugar que nos buscaríamos os nossos sonhos e por isso apenas gritei com um rosto extasiado com o que via:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


– Isso ai  “pedregulho”,  nós leve para nosso “Sonhos”, transa do que to falando?

Meu grito foi obviamente um pico de minha adrenalina, minha calça ter caído, minhas vergonhas terem aparecido, tudo isso era nada comparado ao momento sublime que agora estávamos prestes a concretizar, segurando as velas da maneira devida, com a força precisa para isso e com o coração saltitante, chegamos em fim no mar “ raso “ e com isso um sorriso se abriu em meus lábios ao ver eu em fim tínhamos chegado no local que nos daria a oportunidade de seguir nossos sonhos.

Mas não posso negar que o local era pitoresco, nada além de uma casa, um velho e um farol, o que poderia ser mais monótono que isso? Particularmente, não sei. O velho pareceu demonstrar um certo “ interesse desinteressante “ sobre os novatos que acabaram de chegar, vulgo nós e por isso meu primeiro movimento foi de soltar as cordas, colocar as mãos em meus bolsos e esticar os ombros para estalarem, assim como colocar os dedos nas soqueiras que sempre guardava em meus bolsos para lutas futuras.

Era um local que poderia ser amistoso ou não e por isso precaver foi a primeira coisa que quis fazer, esperaria as ações de meus companheiros e seguiria a mais coerente sobre os fins que tínhamos que fazer ali antes de partir, não saber nada sobre o mar tinha sua peculiaridade que era ser “ leigo “ no que devia ser feito e por isso se alguém se dispôs-se a ir a solo assim o faria acompanhando a pessoa falando um singelo:



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

– Vamos lá , vamos sentir o “ groove” desse lugar e vamos nos aprontar para o nosso “ groove “.

Deixaria um breve recado a Ryu e as jovens meninas ( a não ser que ele fosse o que desejava se retirar do barco ) antes de caminhar com quem estava saindo do barco para terra firme um instante e que auxiliaria em tudo que fosse preciso de fato:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

–  E na volta vamos conversar  “Anaki-Boy”.




bichaelson



Menu Completo:
 

Historico Afro:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 EmptySeg 28 Ago - 20:30




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A cobra serpenteava assustando as meninas, e, no entanto tudo o que Ryu fazia era sorrir da situação com uma expressão radiante e alegre. Assim que o navio tocou a correnteza novamente, o baque contra o assoalho foi seco, surdo, mas de alguma maneira o loiro tinha sobrevivido e estava bem. Com um simples salto colocou-se de pé observando a inclinação do trajeto diminuir consideravelmente.

O frio que sentia na barriga era inevitável, o mesmo valia para a empolgação estampada em seu sorriso. Com o esforço do restante da tripulação a embarcação lentamente foi desacelerando, enquanto Ryu caminhava calmamente até a extremidade com as mãos nos bolsos da calça.

O mar surgia com toda sua imponência e imensidão, sendo o céu o limite. Ao redor, restos de antigos navios faziam jus ao título “túmulo dos piratas”, mas era a presença de um velho caquético que mais chamava atenção no momento. Buzz foi o primeiro a sair da embarcação, como se tivesse algo a resolver com aquele sujeito, já Jacob seguia o fluxo, dando a entender que eles teriam uma conversa séria depois.

Tetsu não respondeu absolutamente nada. Com um dos pés no extremo da escuna, seus olhos miravam o horizonte com um semblante saudosista. Seus pensamentos estavam distantes, atraídos por lembranças antigas.


.
.
.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Tio Jun, eu vou ser um pirata tão incrível como você. Meus socos serão como dinamites, eles vão ser tipo kabummm, bummmmmm, tadãããã.

- Hahahaha, eu fico feliz pelo elogio, mas Ryu... O mundo é grande. Há pessoas por ai muito mais fortes do que eu.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Não! Não existe nenhum pirata melhor do que você Tio Jun. Eu vou juntar a melhor tripulação de todas, e me aventurar pelo mundo. Eu definitivamente irei para Grand Line.

- Hahaha nesse caso me prometa uma coisa Ryu. Independente do que você encontre pelo caminho, sempre continue se desafiando, sempre buscando o topo, jamais se acomode.

.
.
.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


“Tio Jun... Sempre em frente... Esse é o caminho que eu escolhi.” – Cerrou os punhos mostrando um sorriso tímido, enchendo-se de vontade, até respirar fundo, tirando toda a tensão dos músculos. Em seguida virar-se-ia para onde estavam as garotas dentro do navio caminhando até Umika com um ar despreocupado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Yare yare... Por um momento pensei que ia cair do navio, aquele peixe maldito... Aparecendo tão de repente. – Diria à medida que alisava o rosto novamente no lugar onde tinha sido acertado. Apesar da situação cômica, o susto em si tinha sido maior que a dor e o impacto. Assim que chegasse até a navegadora levaria a destra até os seus cabelos, bagunçando um pouco de maneira carinhosa.

- Umika-chan, bom trabalho. Nós estaríamos perdidos se não fosse por você. – Riria já aproveitando o momento para falar bem perto do seu ouvido, colocando uma das mãos na frente da boca para impedir que seus lábios pudessem ser lidos.

- Por sinal, qual é a do Bee com esse velhote caveirinha?




Objetivos para essa aventura:
 

Histórico de Pedrão:
 

(As imagens são ilustrativas)





Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty
MensagemAssunto: Re: Terceiro Ato: The Swordless Knights   Terceiro Ato: The Swordless Knights - Página 16 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Terceiro Ato: The Swordless Knights
Voltar ao Topo 
Página 16 de 19Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 15, 16, 17, 18, 19  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: