One Piece RPG
Persona Shutter - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Persona Shutter - Página 4 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:55

» VI - Seek & Destroy
Persona Shutter - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:52

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Persona Shutter - Página 4 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 23:24

» [LB] O Florescer de Utopia III
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:52

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Persona Shutter - Página 4 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 22:34

» Enuma Elish
Persona Shutter - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:05

» 1º Ato - O Despertar
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 20:49

» The Claw
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:46

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:15

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Persona Shutter - Página 4 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:06

» MaikLynn Scarlaiti de Orr
Persona Shutter - Página 4 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 19:24

» II - Aliados
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Hunson Ontem à(s) 19:19

» Tríade Selvagem
Persona Shutter - Página 4 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 19:18

» Escuridão total sem estrelas
Persona Shutter - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 19:17

» Rumo à Grand Line?
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:00

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 18:40

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Persona Shutter - Página 4 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 18:26

» O início da pesquisa.
Persona Shutter - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 18:07

» Yami Sukehiro
Persona Shutter - Página 4 Emptypor Mad Ontem à(s) 17:50

» O Sapo Mágico
Persona Shutter - Página 4 Emptypor K1NG Ontem à(s) 17:47



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Persona Shutter

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptySeg 19 Dez 2016, 20:05

Relembrando a primeira mensagem :

Persona Shutter

Aqui ocorrerá a aventura do(a) agente Aster Mansur Scarlight. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Scarlight
Civil
Civil


Data de inscrição : 01/07/2016

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQua 18 Jan 2017, 01:35


~Continuação do Sonho~


Esperava pelo pior acontecer. Não havia muito para se fazer. Estava cercado, e aquele pesadelo não teria um fim tão cedo, não pelo que eu estava achando. Mesmo assim, a curiosidade que carrego não me permitiu ficar de olhos fechados por muito tempo, então resolvi abri-los, e me vi num mundo totalmente diferente.
O mundo possuía o que parecia ser um céu algo como uma atmosfera quase que completamente branca, apesar de haverem vários desenhos num cinza fosco, que se movimentavam, e não era facilmente perceptível se não pudessem analisados após alguns segundos. Além disso, todo o resto era negro. O chão onde eu estava era completamente negro. Meu corpo parecia estar coberto por alguma espécie de sombra, pois conseguia enxergar apenas alguns por onde quer que eu olhe. Era como se eu fosse uma penumbra ambulante e com um formato definido numa terra caótica. Não havia criaturas vivas neste mundo, apenas eu mesmo.

Sendo assim, sem onde saber onde poderia ir ou o que poderia fazer, resolvi então caminhar. O local era cheio de colinas e morros, raramente havendo partes planas, mas não havia sequer uma alma viva que não fosse a minha naquele local. O que me levava a pensar: "estou realmente vivo? Perambulando por essa terra escura com um céu branco, completamente caótica, está fazendo com que eu duvide de minha sanidade mental. Mas o que pode estar acontecendo?" Não havia ninguém para me fornecer a resposta, até que finalmente acho alguém, uma figura, ao menos.
Estava coberta por sombras, como se fosse uma penumbra, assim como eu. Além disso, parecia ter um longo cabelo, e estava de joelhos, rezando para algum monumento completamente vermelho, parecendo-se um sol preso no topo de um pilar. Achei aquilo algo realmente curioso, e conseguia ouvir o cântico tenebroso vindo da mulher. Mesmo assim, queria respostas de qualquer forma. "Não é como se eu fosse fazer amizade com essa estranha, simplesmente vou tentar saber onde estou."

Assim que me aproximei, algo começou a brotar do chão, perto dela. Antes que eu pudesse fazer qualquer movimento, serpentes negras, escurecidas pelo terreno, subiam com toda a força. Apesar de terem corpo longo e esguio como os de serpentes, observei melhor e vi que elas na verdade possuíam cabeças desconexas com seus corpos. Algumas pareciam cabeças de coelhos de pelúcia, outros se pareciam muito com lobos vorazes, alguns como cavalos marinhos em silhuetas sinistras, sorrindo de algum modo. Suínos estranhos, cabeças deformadas, esquilos. Era tudo realmente muito estranho. "Mais inimigos? Então ela deve ser uma inimiga. Vou acabar com sua vida."
Sendo assim, avancei. Ataquei com tudo, mas estava focando apenas a mulher com seu cântico tenebroso. Desviava com maestria de todas aquelas criaturas, e cada vez mais surgia. Fui obrigado a socar algumas, fazendo com que suas cabeças explodissem em uma explosão com um líquido negro, com energias malignas. Foi preciso algum esforço para que eu pudesse chegar até a mulher e, assim que fui dar um soco em sua cabeça, ela parou seu cântico e virou seu rosto. Logo, enxerguei um rosto muito familiar.

Era o rosto de Sawaza. Um rosto maravilhoso, cheio de lágrimas em seu rosto, mas sorrindo, como se estivesse feliz com algo, apesar do brilho do desespero invadir seus olhos. Fiquei parado quase que instantaneamente, não iria atacar Sawaza por motivo algum. Mesmo assim, antes que pudesse fazer qualquer outro movimento, uma linha vermelha aparecia em seu pescoço, e alongando cada vez mais, e um líquido vermelho começava a escorrer. Não demorou muito e o líquido vermelho começasse a ser jorrado, cada vez com mais intensidade. O sangue parecia que não ia acabar de sair por sua goela e, antes mesmo que pudesse socorrer Sawaza, sua cabeça tombou para trás, caindo no chão e rolando pelo chão enegrecido. Seu corpo havia parado de jorrar sangue e começava a virar uma massa estranha, modelando-se, não encontrando uma forma definitiva, como se estivesse sendo apertado por várias mãos ao mesmo tempo. Aquilo fez com que meu corpo gelasse completamente, e repentinamente fazia com que várias partes do meu corpo começassem a doer, como se eu houvesse sido cortado. Quando notei, vários cortes profundos apareciam em minha pele, escorrendo sangue, iguais aqueles que a revolucionária havia feito. Essa experiência estava ficando cada vez mais tenebrosa, e desesperadora.


...



Histórico:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQua 18 Jan 2017, 16:17

A missão havia terminado. Muitos mortos, barcos destruídos e alguns apenas feridos. Scar era um dos que tinha recebido diversos golpes, acabando seriamente ferido ao ponto de ficar desacordado por um longo tempo. – Nada ainda? – Aquela voz era definitivamente de Lynx, mas o agente ainda nem tinha conseguido abrir seus olhos e já conseguia escutar algo do tipo. Ele estava acordando, sentia que seu corpo tinha sido colocado sobre uma cama bem macia, as luzes estavam apagadas e algumas vozes podiam ser escutadas por perto. Quando finalmente abriu os olhos não conseguiu ver nada. – Scar! – Enquanto a visão se acostumava com a falta de luz, o homem escutava Sawa ao seu lado direito, conseguindo ver seus cabelos quase que brilhando no meio da escuridão. Alguns passos seguiam na direção da porta e logo em seguida a luz do local era ligada. Lynx estava ao lado da porta de entrada, observando o boxeador ainda deitado. – Como esta se sentindo? – A voz da superior soava levemente preocupada.

Scar estava em um quarto comum, quase parecendo um hotel, mas este parecia extremamente equipado com medicamentos em uma prateleira a esquerda e o soro que seguia até seu braço esquerdo. – Se mova com calma, os ferimentos ainda não estão completamente curados. – As dores ainda estavam lá, mesmo que fossem muito mais fracas. – Lynx tinha algo para falar com você, então vou deixa-los conversar. – Sawa sorria por ver o homem acordado, caminhando então para a porta de saída daquele quarto. Foi neste momento que Lynx se aproximou, sentando no canto da cama. – A nossa missão foi um sucesso, conseguimos capturar um dos revolucionários e eles estão resolvendo o interrogatório dele. – A missão de emergência tinha sido completada, só que a missão que eles realmente deveriam fazer não parecia ter ido para o mesmo rumo. – Os ferimentos lhe fizeram dormir por uma semana, nossa missão na Grand Line foi passada para outro grupo e por hora não temos nada para fazer. – A voz não parecia preocupada com a situação que ia sendo descrita, aquela missão não parecia tão importante assim.

As outras crianças também estão feridas, algumas possuem ferimentos complicados como os seus e outras não tem nada de grandioso. Weev foi quem mais se feriu, pois estava no centro da explosão. Nossa situação não é tão boa e ainda precisamos cumprir algumas obrigações nessa ilha... O governo quer uma cobrança dos impostos na cidade, e pediu para que todos fossem participar. Eu estou muito ocupada com os problemas causados por essa confusão no porto, isso me leva tempo, tenho que ligar para os superiores e explicar tudo, além de deixar tudo escrito e explicado. No momento não posso sair do QG e não existe ninguém que poderia comanda-los. – As palavras dela só poderiam significar que Scarlight seria a pessoa em comando da próxima missão. – Sei que acabou de acordar, mas é algo que não podemos atrasar mais. Cobrança dos impostos é algo simples, você conseguirá fazer mesmo com os ferimentos e qualquer problema pode ser resolvido pelas outras crianças. – Lynx só tinha Scar para fazer aquela missão e não mostrava qualquer sinal de que desistiria do seu pedido. – Depois desse pequeno problema, podemos partir para a Grand Line sem mais preocupações... Pode fazer isso por mim? Se não for hoje, ficaremos presos nessa ilha por mais algum tempo... Sei que entende. – Era mais como uma ordem. Se Scar não fizesse isto, sua viagem para a Grand Line seria cancelada para algum outro dia e as coisas seriam complicadas. Quem sabe mais quantas missões ele teria que fazer naquela ilha antes de partir.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQua 18 Jan 2017, 18:09


O sonho estava ficando cada vez pior. O pesadelo que invadia minha mente estava fazendo com que eu ficasse cada vez mais desesperado, procurando algum jeito de sair daquele local. Foi aí que acordei, subitamente, após ouvir algumas vozes e notar que estava em uma ilusão criada pelo meu próprio cérebro para me entreter durante meu sono profundo.
Assim que minhas pálpebras deram espaço para que pudesse observar melhor onde eu estava, vi apenas mais escuridão, apesar de conseguir ouvir algumas vozes. Reconhecia facilmente as vozes de Lynx, e logo a voz de Sawaza, percebendo que eu estava acordado, indo de encontro a mim, me chamando pelo apelido de "Scar." Senti-me aliviado por ela estar bem e o pesadelo ser apenas momentâneo, mas ao mesmo tempo estava ficando aborrecido com ela me apelidando a todo o momento. "Já disse para que ela parar de me apelidar dessa maneira, que apelido mais ridículo!" Mesmo assim, a cama estava macia, e eu finalmente havia acordado, apesar de que os cortes em meu corpo doíam vez ou outra. A mangueira com soro fisiológico estava ligada ao meu sangue novamente, o que fazia com que eu me aborrecesse novamente. "Provavelmente dormi por um bom tempo e agora estou aqui, preso e com esse incômodo no braço."

- Como esta se sentindo? - Perguntou Lynx, a voz serena como sempre.
- Já estive em melhores condições - Disse, aborrecido - Estou com fome, meus ferimentos estão me incomodando, apesar de não estarem doendo, e essa mangueira de soro está cada vez mais irritante. Fora isso, nunca estive melhor.

O sarcasmo na última frase era, de certa forma, palpável. Porém, era uma verdade quase que inegável. Os ferimentos já não me causavam fraqueza pela falta de sangue, mas ainda assim causavam certo incomodo, então tenho que me acostumar melhor para que não me incomode mais. A mangueira de soro já estava ficando familiar para mim, mas ainda assim me irritava, espero que Sawaza não demore muito para retira-la de minha veia. A fome também era um problema, mas creio eu que não iria demorar muito para comer algo, visto que acordei agora.
Sawaza então saiu da sala, dizendo que Lynx precisava conversar comigo, e assim que saiu, Lynx se sentou ao meu lado, preparando-se para contar tudo.
Ao que eu conseguia ouvir, a missão foi concluída com sucesso, mesmo que tenha deixado vários feridos, apesar de que o Governo estava tendo sucesso em interrogar um daqueles ratos imundos. Quando ela disse que eu havia dormido por 1 semana, meus ferimentos doeram muito por alguns segundos, mas logo haviam parado e ficaram nos estados de antes. "Uma semana inteira? É mais do que eu havia dormido da última vez. Maldita Revolucionária. Além disso, a missão foi passada para outro grupo. Que ódio!" Além disso tudo, parece que meus subordinados haviam se ferido, apesar de possuírem gravidades e riscos diferentes e Weev ter sido o que mais sofreu com aquela explosão enorme. "Fico aliviado por isso também, o bem estar deles é tão importante quanto o meu."

- O governo quer uma cobrança dos impostos na cidade, e pediu para que todos fossem participar. Eu estou muito ocupada com os problemas causados por essa confusão no porto, isso me leva tempo, tenho que ligar para os superiores e explicar tudo, além de deixar tudo escrito e explicado. No momento não posso sair do QG e não existe ninguém que poderia comanda-los. - Disse Lynx, enquanto eu pensava sobre o desenrolar dos fatos.

Outro momento perfeito no momento onde estou, onde devo comanda-los novamente para a cobrança de impostos da ilha. E, pelo que ela dizia, não havia apenas aquelas casas menores na ilha toda, e sim uma cidade inteira. "Bem, não é algo muito difícil, mas algumas pessoas podem ser problemáticas nesse momento. Visto que não tenho riscos de ser atingido por algum grupo que não deseja pagar suas taxas, posso muito sem derrotar eles com as forças de meus subordinados. Simplesmente ótimo." Não era uma má ideia, além de que iria ocorrer tudo perfeitamente como o planejado, se sou eu a pessoa quem está fazendo tudo. "E não vai demorar muito. Quanto antes eu fizer essas tarefas, melhor."
Lynx finalmente havia parado de falar, e usava o reforço positivo de que iríamos para a Grand Line o quanto antes acabassem a cobrança dos impostos, além de tentar utilizar emoções para que eu pudesse aceitar mais facilmente. "Não é como se eu fosse negar uma missão simples como essa, ainda mais pelo fato de que vou comandar tudo, então não é necessário utilizar esses métodos contra uma mente sagaz como a minha."

- Não aguento muito mais tempo nessa ilha sabendo que a Grand Line está logo a minha frente - Diria - Prefiro a morte ao fato de ter que ficar mais tempo aqui, então posso muito bem executar essa missão simples. Mas preciso de instruções, o que devo fazer quanto aqueles que não queiram pagar impostos, assim como aqueles que não têm dinheiro para pagarem e também aqueles que se rebelarem? Pode ligar a luz?

Esperaria suas respostas, enquanto tentaria por conta próxima retirar a mangueira de meu braço e pressionar por cerca de um minuto, como Sawaza havia me dito como fazer desde a primeira vez em que havia entrado em um coma temporário. Tentaria me mover enquanto escutava as repostas de Lynx, observando se não haveria muitos problemas em executar tais atos, como as dores invadirem meu corpo novamente ou me atrapalharem muito. Esperava que Lynx ligasse as luzes logo para que eu pudesse me situar onde estava tanto eu como meu uniforme, e observar quais roupas estava usando no momento. Esperaria Lynx acabar de falar tudo o que precisava para que eu pudesse continuar com a conversa.

- Sendo assim, pode chamar os outros agentes que vão me acompanhar, e me situe onde preciso começar a cobrar. - Diria, e logo levantaria o tom de voz - Sawaza! Venha me ajudar, preciso colocar meu uniforme!

Esperava que o que viesse no futuro não fossem empecilhos. Era uma tarefa fácil, mas precisava da colaboração de outras pessoas, e não apenas a do Governo. De qualquer forma, se tivermos problemas, podemos simplesmente dar um reforço para aqueles que são vistos como problemas, mesmo que sejam reforços negativos.



Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQua 18 Jan 2017, 19:31

A luz era acesa e Scarlight tinha liberdade de observar o quarto sem grandes chamativos, apenas a cama em que estava e uma prateleira de remédios a esquerda em especial. – Todos eles vão pagar, é inevitável. O dia de cobrar já passou, eles estão recebendo uma folga durante esses dias para conseguir arrumar o dinheiro. Se alguém negar o pagamento, obrigue-os com força ou palavras. Converse para convencê-los e se não der certo, autorizo o uso de força. Garanto que será algo simples, todos são pessoas normais que não vão atacar. O mais provável de acontecer é algum deles tentar te enganar por estar com esses ferimentos, então se alguém falar que não tem dinheiro, saiba que é uma mentira. – Lynx se levantava, caminhando na direção da porta enquanto o agente ia retirando a mangueira do soro para ter mais liberdade. – Eles vão estar ao lado da porta quando você sair... Eu estarei no QG, hoje a noite vamos partir, pretendo terminar durante a tarde. Agora é dez da manhã, nos encontramos no porto depois das oito da noite. O trajeto que fará esta com Sawa. – A explicação final terminava e Lynx saia, deixando Sawa entrar logo em seguida.

Vestir-se foi rápido, precisando colocar o uniforme de agente para aquela missão. Todos os pertences de Scar eram colocados na cama para poder arruma-los como quisesse. – O mapa esta aqui. – Sawa entregava um mapa da cidade, mostrando cada um dos pontos em que precisaria passar para cobrar os impostos. O caminho era simples, passando por ruas retas e depois virando esquinas para chegar em cada uma das lojas. – Você não pode correr, fazer movimentos rápidos, lutar e fazer força. Tudo isto pode abrir os seus ferimentos e se acabar fazendo algo do tipo, vai ter que ficar mais tempo ainda em recuperação. – Sawa estava preocupada, buscando cuidar de cada ponto errado nas vestes de seu líder enquanto ele ainda não terminava de arrumar os pertences. A garota estava ali para ir junto à missão, com poucos equipamentos, apenas sua mochila que estava sendo preenchida por remédios básicos e tudo que fosse necessário para primeiros socorros.

Abrindo a porta, Scar encontraria um grupo de três pessoas. Sylte estava no meio de dois homens, estes não tinham nada de especial na aparência isolada de cada um, ambos com cabelos castanhos e olhos da mesma cor. Deviam ter cerca de 1,80cm e o porte físico era bom. Os dois se pareciam e só de olhar dava para perceber que eram gêmeos, possuindo apenas isto de chamativo. – Oh, líder. Eu sou Naxys! – A apresentação do primeiro era animada, este tinha apenas uma coisa de diferente do outro, em sua cintura havia uma espada e seu irmão não tinha nada. – Me chame de Nexys. – Além do estilo de combate, suas personalidades também tinham diferenças. Scarlight agora estava no comando daquele grupo e precisava resolver quando começaria a cobrança de impostos, pois por onde deveria ir já estava certo que era apenas seguir reto as ruas. O local em que ele estava não parecia nada com um QG, havia diversos quartos no corredor e se assemelhava muito com um hotel.


Ferimentos: 1/10

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQua 18 Jan 2017, 21:44


O quarto não possuía nada de interessante, era apenas um quarto comum com uma única cama, equipado com aparelhos médicos e havia vários tipos de remédios em alguma prateleira. Pelo visto, Sawaza (ou quem quer que estivesse cuidando de mim) teve um grande trabalho. "Ainda estou surpreso, passei pela morte uma terceira vez, estou ficando cada vez melhor nisso." De qualquer forma, Lynx já ia explicando a situação o melhor que podia. Eu não devo ter muitos problemas para arrecadar os impostos, visto que o Governo deu um tempo para que todos pudessem obter o dinheiro. E, como eu pensei, se não quisesse pagar ou mentissem, uma "ajuda" para fazer com que eles entregassem o tributo já bastava.

- Ah sim, Lynx - Diria, antes que ela saísse - Não se esqueça do meu pagamento.

Lynx terminava falando sobre o horário em que deveríamos nos encontrar no porto para que pudéssemos ir para a Grand Line, finalmente. "Bem, se basta apenas arrecadar todos os tributos para que eu possa dar o fora daqui, não vai ser difícil." Ela então saiu de cena e deixou que Sawaza agora tomasse seu lugar. A bela Sawaza me ajudava com tudo o que era necessário, ajeitando imperfeições em minhas roupas e dizendo tudo o que eu não poderia fazer. Pelo visto, seria melhor se eu ficasse na cama, mas visto que estou precisando desesperadamente de esticar as pernas e respirar ar puro, além de que quanto antes eu for para a Grand Line, melhor.

"Ah, Sawaza, se não fosse por você, estaria morto, por mais grandioso que eu seja" pensei, enquanto organizava melhor os meus pertences. Ela estava sendo realmente útil, desde meu primeiro coma em Micqueot até os momentos de agora, e era possuidora de um poder poderosíssimo, o Haki do Rei, algo muito raro, provavelmente tornando ela uma pessoa especial. "Eu realmente me preocupo mais com seu bem estar do que com o de outros subordinados e companheiros. Acho que estou criando sentimentos por ela, por algum motivo." Além disso, não conseguia parar de pensar que Weevil estava em péssimas condições. "Teria sido um erro meu o fato de ele ter sido pego pela explosão, ou por todos esses acontecimentos, mesmo que tenha sido um sucesso?" A angústia começava tomar conta de minha mente, ao mesmo tempo que os sentimentos por Sawaza ficavam cada vez maiores. "Eu deveria realmente deixar o orgulho de lado algumas vezes? Ou deveria continuar sendo como eu sou, visto que tenho um potencial gigantesco que ultrapassa a maioria das pessoas existentes?" Fiquei numa conversa mental comigo mesmo, tentando encontrar respostas, numa epifania quase que infinita, mas o dever me chamava.

Assim que acabamos de nos arrumar e eu terminei de organizar meus pertences, saímos do quarto e a primeira coisa que eu consegui observar foi o grupo do qual eu devo comandar. Sylte estava entre os integrantes, Sawaza estava junto e carregando uma mochila, enquanto havia mais dois rapazes. Eles estavam uniformizados e não pareciam transmitir nada de interessante, a não ser pelo fato de serem idênticos entre si, em questões de aparência. Um deles se apresentava alegre, animado, chamando-se de Naxys, e carregava uma espada em sua cintura. O outro, desarmado, chamava-se Nexys, e parecia ser bem apático, quase melancólico.
Naxys parecia ser o tipo de pessoa que estava preparado para tudo, pelo menos era o que a primeira impressão dizia. Parecia realmente animado com o fato de ir numa missão de cobrança de impostos, por mais entediante que pudesse ser, e mesmo que estivesse sobre o comando de outra pessoa. "Ou talvez ele só esteja fingindo tudo isso." Já Nexys, parecia um tanto quanto mais calmo, talvez mais aborrecido com o fato de ter recebido uma tarefa tão entediante como cobrar tributos da população de uma ilha que estava lhe aborrecendo. Lembrava a mim, de certa forma, apesar de que ele não possuía tanto potencial como minha pessoa. "O fato de eu estar debilitado momentaneamente não significa que fiquei para trás em algum momento." Sylte estava inexpressiva e calma, como sempre estivera. Sua serenidade era inabalável, sendo até mesmo invejável. "Ela realmente pode crescer algum dia, quem sabe poderia chegar ao meu patamar?" De qualquer forma, ainda precisava fazer minha apresentação e continuar com a missão.

- Certo, me chamem de White - Diria, apresentando-me - Não vai demorar muito tempo, não façam nada que eu não tenha ordenado. Se tentarem nos atacar fisicamente, não hesitem em revidar, apesar de que acho que não vamos encontrar ninguém hostil demais. Sawa, pegue um pouco de comida para mim, estarei te esperando do lado de fora. Agora, vamos.

Falei isso tudo e observei melhor o corredor. Não era nada parecido com o Quartel General, e sim um algum hotel qualquer. "Tanto faz, só quero dar o fora daqui." Procuraria pela saída, caso não conseguisse achar, faria sinal para que Sylte mostrasse. Não havia muita dificuldade em caminhar, mas estava tomando cuidado e seguindo as recomendações de Sawaza, antes que minhas feridas se abrissem ou minha situação piorasse. "Meu bem estar é importante durante essa missão, terei problemas para ir até a Grand Line se alguma complicação viesse a tona.
Provavelmente não estou no Quartel General, então não faz muita diferença, mas preciso logo cobrar esses impostos e voltar antes as 20h de hoje, e ir logo para a Grand Line. De qualquer forma, espero que não haja muitos problemas durante a cobrança dos tributos, usar a força é irritante, a maioria das vezes.
Esperaria Sawaza aparecer com minha comida para falar com ela sobre os primeiros pontos.

- Certo, Sawa, você vai ser a guida - Diria, entre as mordidas que dava no alimento, ou diretamente caso não houvesse trago nenhum - Nos leve para o local mais próximos onde precisamos cobrar.

Tentaria acabar de comer antes que pudéssemos chegar até o local. Assim que chegássemos, bateria na porta do estabelecimento, caso fosse uma casa, ou entraria normalmente se fosse algo como um bar ou loja. Assim que surgisse alguém para atender, mostraria minha insígnia para a pessoa, esperando que ela já soubesse do que se trata.

- Viemos cobrar os impostos - Diria, um tanto quanto aborrecido, os olhos sérios, aguardando o pagamento.

Esperava que não houvesse muitos problemas ali, pois se houvesse, teria que utilizar de métodos mais brutos que a conversa, e estava esperando para que não fosse necessário fazer isso.



Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQui 19 Jan 2017, 01:27

Após o pedido de comida feito por Scarlight, a garota seguia diretamente pelo corredor, atravessando todos os quartos e indo deste modo para fora do estabelecimento. Os outros agentes tomavam o mesmo rumo e chegavam até a recepção, conseguindo observar um homem velho de cabelos pretos e alguns já brancos por conta da idade. O homem curvou-se aos agentes e os deixou partir, pois os pagamentos daquele lugar que era realmente um tipo de hotel já tinham sido pagos. As ruas da cidade estavam tranquilas, poucos civis se movimentavam pela rua por ainda ser cedo, além disto, as lojas já estavam quase todas abertas e em funcionamento. Sem muito vento o sol dominava, mas não fazia o grupo sentir calor mesmo dentro das vestimentas do governo. Sawa retornou enquanto ainda observavam a região, trazendo consigo um sanduíche recheado com algo que parecia queijo e outra coisa desconhecida de coloração vermelha, assemelhando-se a algum tipo de carne.

A garota não tinha reclamações quanto a forma que era chamada, pois não revelava nada de seu nome real e poderia apenas mudar a forma como chamava Scarlight quando necessário. – Certo. A primeira loja é ali. – Apontava para uma joalheria a poucos passos de onde estavam. Aquele local era bonito, tinham diversos acessórios e tudo acabava sendo mostrado através de estantes de vidro. O líder ia à frente, levando todos os agentes inferiores até onde deveria ir e apresentou sua insígnia logo que alcançou o interior do local, falando diretamente com uma mulher do outro lado de um balcão de vidro. – A dona ainda não esta aqui, ela chega normalmente as onze horas. – Havia um relógio na parede atrás da mulher, acima de uma porta, ele mostrava ser exatamente 10:50. A atendente recuava normalmente e ia atender um cliente que chegava no meio da conversa, deixando os agentes no aguardo de quem poderia resolver esta situação. Pouco depois de atender o cliente a mulher retornou, encaminhando o grupo para uma sala no interior do estabelecimento. Entrando no local, avistavam um sofá branco visivelmente caro e grande o bastante para todos sentarem, mesa centra na frente do sofá e então outro sofá, mas este para apenas uma única pessoa sentar. Prateleiras na parede mostravam vários artefatos antigos e algumas peças de ouro extremamente bem feitas.

Outra atendente surgia e deixava o grupo com uma cesta de frutas sobre a mesa, além de uma garrafa de água e outra de vinho, além de taças para cada um. A espera levou mais do que realmente fora dito. Depois de vinte minutos aguardando, uma mulher entrou por uma porta escondida atrás do grupo. Ela caminhava até o sofá menor, sentando-se de frente para o grupo, servindo imediatamente um pouco do vinho para si mesma. – Sente-se. – Dirigiu a palavra olhando apenas para Scar, percebendo de imediato que ele era o líder. – Escutei que vieram receber o dinheiro. – Bebeu um pouco do vinho, sorrindo tranquilamente. – Gostaria de saber a razão de mandarem outro grupo para receber, estou acostumada com os outros e não me sentiria segura entregando para pessoas que não conheço. – Mesmo desconfiada não deixou de tratar bem seus visitantes e continuou. – Vamos começar corretamente... Eu me chamo Faith. – Sorriu e fez um breve aceno com a cabeça, cumprimentando os agentes. – Quem são vocês? – Questionou mesmo vendo todas as insígnias e os uniformes.

Ferimentos: 2/10

Dona:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQui 19 Jan 2017, 17:20


Ordenei a Sawaza para que ela pudesse me trazer comida e ela correu pelo corredor, sumindo logo em seguida após atravessar os quartos. Provavelmente foi fazer o que ordenei, mas não importa muito. Descemos as escadas, entramos em alguns corredores e finalmente nos encontramos no salão de recepção. Eu me cansava um pouco por ter feito aquilo, provavelmente por ter acabado de acordar de um sono de uma semana inteira e em razão dos ferimentos, que chegavam a me incomodar vez ou outra quando fazia certos movimentos. "Espero que eles logo estejam curados."
De qualquer forma, na recepção do que parecia ser o hotel onde eu estava hospedado, nós vimos um idoso, mas ignorei-o a ponto de nem observar muito bem sua aparência. Não demorou muito e Sawaza havia retornado, trazendo um lanche que parecia ser um sanduíche com queijo e alguma carne com uma coloração muito avermelhada. "Espero que não esteja cru." Peguei o sanduíche e tentei comer o mais rápido possível, tentando sentir o seu sabor o melhor que poderia, tanto o do queijo como o da carne. Estava faminto, não havia comido nada em 1 semana inteira, visto que estava em um coma temporário, então comi o quanto antes, devorando tudo. "Devo estar parecendo um selvagem, mas preciso acabar com isso antes de ir cobrar a primeira taxa."

Sawaza então indicou a primeira loja, uma joalheria muito elegante e que provavelmente tinha uma taxa realmente alta quanto aos tributos com o Governo. "Espero que não demore muito." Não demorou muito para que entrássemos. O local era realmente muito belo, e seus produtos para venda ainda mais, só que aquilo tudo não importava no momento, então logo me dirigi para a atendente, que disse que a dona só chegaria as 11 horas, sendo assim, teríamos que esperar cerca de 10 minutos, talvez até mais. "Isso é sério? Estamos aqui a mando do Governo e essa incompetente nem mesmo esta aqui para que possa nos receber? Que aborrecimento." Não fiz nenhuma cena, mas estava de cara fechada por ter que esperar esse tempo todo.
De qualquer forma, após o tempo passar o mais lentamente que pôde, a atendente de antes apareceu e nos convidou para entrar, conduzindo-nos até uma sala que não era acessível pelos clientes. Ao entrarmos, a primeira coisa que eu havia notado era o sofá que deveria valer uma fortuna, e a sala que parecia custar muito. "Riqueza em exagero? Que desnecessário. Riqueza em excesso só é valiosa se servir como um caminho ao poder, do contrário, não serve mais do que o necessário para continuar vivendo." Objetos em ouro reluzente estavam organizados em prateleiras, e deixavam aquele lugar com um aspecto muito mais endinheirado. Apenas ignorei aquilo tudo e aguardei pela dona da loja.

Mais uma pequena eternidade se passou me entediando o máximo possível, até o momento em que surge uma mulher com um cesto com várias frutas, além de garrafas de água e vinho, assim como taças de cristal para cada um de nós. Ela colocou tudo na mesa de centro de vidro e se sentou. Era uma mulher adulta, trajando um vestido cor vinho e além de algumas joias que enfeitavam seu corpo. Seus cabelos negros e longos pareciam ser bem sedosos, e era uma mulher atraente, de certa forma. "Mesmo assim, a beleza de Sawaza consegue ultrapassar a beleza dessa mulher. Vamos logo com isso." Não hesitaria em me sentar de frente para ela, mesmo depois que ela houvesse pedido, e então me serviria de água.

- Escutei que vieram receber o dinheiro - Disse ela, entre goles de vinho - Gostaria de saber a razão de mandarem outro grupo para receber, estou acostumada com os outros e não me sentiria segura entregando para pessoas que não conheço.

"E ela por acaso precisa saber o por que de terem nos enviado? Basta apenas entregar o dinheiro e pode sair, após isso." Observei seus lábios tocando a taça e bebendo o líquido púrpura dela, sua face desconfiada para nosso grupo, como se fossemos ladrões ou coisa parecida. Iria então beber alguns goles de água de minha taça, e após isso a observaria. Pelo visto, chamava-se Faith e quis saber quem somos nós.

- Chame-me por White - Responderia, com um sorriso falso no rosto, fingindo minhas emoções - Bem, senhorita, não tenho permissão para poder revelar as atividades do Governo, posso garantir que até mesmo eu fiquei surpreso quando ouvi que deveria cobrar os tributos da população. De qualquer forma pode ficar tranquila, seu dinheiro estará em ótimas mãos e será entregue ao Quartel General sem muita dificuldade, mas para isso, precisamos de sua colaboração.

Estava tentando utilizar o máximo que pudesse que meu conhecimento em fingir emoções me possibilitasse, tentando tranquiliza-la o máximo possível para que ela pudesse entregar o dinheiro e não houvesse nenhum problema nesse processo. "Apesar de eu não ligar muito se ela está segura entregando o dinheiro ou não, apenas preciso que ela entregue o dinheiro o mais rápido possível para que não me atrase." De qualquer forma, esperaria para que ela pudesse dar continuidade ao seu momento de fala, para que assim pudesse dar alguma resposta. Se ela dificultasse a entrega do tributo, teria que ser um pouco mais ríspido.

- Bem, senhorita Faith - Diria, com um sorriso falso no rosto, tentando mostrar simpatia - Precisamos realmente que entregue o dinheiro para que não ocorra atrasos, ainda há muito o que coletar pela ilha, e eu realmente espero que não haja problemas com a senhorita.

Enfatizei o "realmente" como se fosse um aviso para o que poderia acontecer em seguida se ela não cedesse logo os tributos necessários. O fato de ela estar demorando muito para poder entregar o que precisa e ter feito com que eu esperasse uma eternidade para poder me encontrar com ela me irritava, de certa maneira. Além disso, ainda há vários tributos para serem coletados, e ela estava começando a dificultar a coleta. "Mas que enorme estorvo."





Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptyQui 19 Jan 2017, 22:30

As palavras de Scar ainda não pareciam convencer a mulher de que aquilo seria correto de ser feito. – White... Sua garantia não adianta de muita coisa. – Sorriu. – É claro que confio no governo, mas quem pode me garantir que vocês não são piratas ou revolucionários, mataram os antigos agentes e roubaram suas roupas para vir aqui conseguir algum dinheiro. – Ela não estava errada. Scar realmente era um agente do governo, só não conseguia provar com total certeza para ela que isto estava correto. Faith continuava negando entregar o dinheiro, além de permanecer extremamente calma no seu canto, tomando um pouco do vinho. Os outros agentes continuavam recuados, ficando atrás do sofá sem falar uma única palavra. Aquele serviço era do líder, mas nada o impedia de pedir alguma ajuda dos seus companheiros.

Fale para algum superior comprovar isto ou me dê uma garantia, não posso te dar o precioso dinheiro que tenho sabendo que posso ser roubada... Eu não o vejo como um ladrão, mas é apenas minha forma de entregar o dinheiro em segurança para quem precisa receber. – Faith não tinha nenhuma intenção de entregar o dinheiro para Scarlight. Atuações e palavras normais não funcionariam, ele teria que convencê-la ou fazer algo a respeito daquilo, conseguindo algum superior para provar isto. No momento era impossível dizer se sairia daquele lugar em algum momento, mas o dinheiro precisava ser pego ou a falha cairia sobre o líder. Sawa e os outros agentes pareciam confiar nas decisões que o homem tomava, só não sabiam se aquilo teria um fim bom para eles.


Ferimentos: 3/10

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptySab 21 Jan 2017, 03:39


Enquanto falava, observava a expressão de sonsa que Faith fazia como se estivesse se fazendo de idiota no meio daquela conversa. Estava começando a tomar asco de suas expressões, mas não posso simplesmente deixar que meu aborrecimento se manifestasse de qualquer maneira. "Mas que droga, ela não pode simplesmente entregar o dinheiro e nos deixar ir embora?" Eu precisava logo pegar o dinheiro e passar nos outros pontos recolhendo os outros tributos, mas essa desgraçada estava dificultando tudo.
Ela então começou a responder, e foi então que minha vontade de pegar o dinheiro a força aumentou. Ela simplesmente nos acusou de ser um grupo de revolucionários ou piratas que mataram os outros agentes, pegaram as roupas dos mesmos e agora estão tentando pegar o máximo de dinheiro que consigam. "Mas quem essa cretina pensa que é para me acusar de ser um desses ratos imundos?" Fechei a cara quando ela disse aquilo, mas não disse nada. Minha expressão de desgosto era visível. "Como ela ousa insinuar uma coisa tão absurda quanto essa? Logo sobre mim, que vivo pelo Governo e para fazer com que ele continue no poder? Ela está pedindo para ser presa." Meus outros colegas de trabalho estavam recuados diante a situação, mas não dei muita importância para eles durante esse momento.

- Fale para algum superior comprovar isto ou me dê uma garantia, não posso te dar o precioso dinheiro que tenho sabendo que posso ser roubada... - Disse ela, provavelmente assim que percebeu minha expressão de nojo - Eu não o vejo como um ladrão, mas é apenas minha forma de entregar o dinheiro em segurança para quem precisa receber.

"Você não faz mais do que sua obrigação em entregar o dinheiro, e agora faz exigências?" Definitivamente, Faith estava começando a me aborrecer cada vez mais. O fato de eu precisar atrapalhar um superior para que eu tenha uma comprovação provando que sou um Agente do Governo é simplesmente ridículo. E, o pior de tudo, terei que fazer isso para não haver problemas do tipo. "Ou posso simplesmente fazer como Lynx sugeriu e força-la a pagar sem mais nem menos." Era algo a se considerar, ela não estava facilitando em nada a entrega dos tributos, então por que deveria continuar perdendo meu tempo sendo educado? "Ela vai entregar esse dinheiro, querendo ou não."

- Bem, senhorita Faith, se não vai colaborar, receio que terei que prendê-la. - Diria, olhando diretamente em seus olhos - Pedirei apenas mais uma vez para que você possa nos entregar o dinheiro do tributo. Certo, então, pode nos entregar a quantia certa?

Meu tom de voz era frio e firme ao mesmo tempo. Eu realmente não estava brincando ou fazendo ameaças falsas nem um pouco, e estou esperando para que ela recuse, assim posso simplesmente fazer com que ela receba a humilhação de ser presa. Uma simples ameaça talvez seja o suficiente para que pudesse pressionar a meretriz que estava dificultando tudo, mas se não fosse, tenho outros planos. "Não queria ter que tomar essas medidas, mas mesmo assim, você vai entender que a força do Governo é maior."
Apenas aguardaria sua resposta. Enquanto ouvisse a resposta da mesma, observaria as garrafas sobre a mesa, pensando melhor sobre qual líquido contido nelas eu deveria permitir que invadisse o meu corpo. Caso ouvisse uma resposta negativa sobre o pagamento, com a madame dizendo que não iria entregar seu dinheiro, levaria minha mão até a garrafa d'água.

- Sylte, Sawa - Diria, enquanto tentaria me servir com uma taça de água - Busquem os soldados da Marinha mais próximos que vocês encontrarem, e mandem vir com algemas, estou solicitando reforços. Vamos ter que prender a senhorita Faith até que ela resolva pagar o que é do Governo. Naxys, Nexys, não hesitem em ataca-la e imobiliza-la se ela apresentar alguma ameaça. Ah sim, se os reforços não chegarem, acho que um de vocês será o suficiente para poder escolta-la até o QG.

Após dar a ordem e terminar de me servir com água, levaria a taça à minha boca e tomaria a água delicadamente, ainda olhando fixamente para a mulher que estaria prestes a ser presa caso não entregasse o dinheiro o mais rápido que conseguisse fazer. Esperaria que ela não tentasse nenhum ato imprudente, como me atacar, pois teria que sofrer as consequências de enfrentar outros dois agentes adultos e bem treinados. A situação não era a melhor para a mulher, e essa pressão provavelmente será o suficiente para fazer com que ela entregue o dinheiro. Caso não seja, receio que a voz de prisão será executada sem maiores problemas.

Se ela decidisse entregar o dinheiro em algum momento, finalmente, apenas estenderia minha mão a espera do tributo a ser pago, enquanto a observaria ela entregar o dinheiro. Após isso, apenas entregaria o dinheiro para que Nexys pudesse guardar, daria um sorriso falso e sairia. Esperaria Sawaza voltar ou, se estivesse ali, esperaria para que ela indicasse o próximo local, e indicaria para que ela pudesse nos guiar até aquele lugar. Caso os Marinheiros chegassem e ela precisasse ser presa, apenas observaria ela ser levada, enquanto comentaria algo para os Guardas.

- Enquanto ela não decidir pagar os impostos, não a soltem. Deixem-na presa até que eu volte e recolha eu mesmo, se ela não decidir entregar agora - Diria, e logo após isso, dirigiria-me para meus companheiros - Aceitam uma água antes de irmos?

Como se costumo, aguardaria para que Sawaza pudesse indicar o caminho novamente. Se Faith decidisse entregar o dinheiro antes de ser levada, faria sinal para que a soltassem e esperaria para que ela levasse. "Acho que mostrar meu poder para ela já deva ser o suficiente para que seja provado que somos realmente Agentes do Governo. Detesto ter que fazer isso desnecessariamente, mas não tive escolha. É melhor do que incomodar Lynx com bobagens como essa."



Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptySeg 23 Jan 2017, 08:21

A mulher não parecia surpresa com as palavras de Scarlight. – É como eu já tinha pensado... Não entregar significa que vão usar a força, algo bem estranho para quem gosta de manter tudo escondido da população. – Suspirou sem mais ideias do que fazer. – Vou entregar o dinheiro, nunca duvidei de que é um agente do governo. –  Sorriu, bebendo o vinho em seguida. – Ouvi falar que alguns agentes estão afastados, não sei se foi o mesmo dito para você. De qualquer modo, entregarei aquilo que vieram buscar. – Faith colocou a taça na mesa e posicionou os braços nos apoios do sofá na espera de uma  das funcionárias chegar e se aproximar dela.. – Pegue o que eles querem, seja rápida, já atrasei eles mais do que imaginei. – Quando a subordinada saia, Faith aproveitava o momento para se levantar sorrindo e atravessar a sala, chegando até a porta por onde tinha surgido anteriormente. – Gostaria de brincar mais um pouco, pena não ter tempo para isto. White aconselho algum treinamento nessas suas habilidades de diálogo... Vai chegar um dia em que você não poderá usar a força como sua última estratégia, pois nem todos podem ser forçados a seguir seus pedidos ou ordens. – Por fim se retirou do local sem mais palavras.

A funcionária surgia poucos segundos depois com uma maleta preta e não muito larga. – É apenas isto, podem seguir por aquele caminho. – Direcionava-os ao mesmo caminho por onde tinham entrado, podendo desta forma caminhar para fora e seguir ao próximo problema. A próxima loja era muito mais simples do que o esperado havia poucos itens a mostra e de cara se percebia que era onde faziam armas. Somente um homem estava atrás do balcão, ele tinha cabelos já brancos e roupas sujas, além de luvas nas mãos que seguravam uma espada bem feita. – Olá! O que vocês buscam por aqui? Posso fazer qualquer tipo de arma pelo preço correto. – Falava calmamente e ao fim de tudo mostrava um sorriso amarelado não muito atraente. Aquela loja já não parecia ser um grande desafio para o grupo de agentes, somente a palavra 'governo' poderia o fazer entregar aquilo que vieram buscar. – E então? – Continuava sorrindo como se aquilo fosse atrair mais clientes para o local.


Ferimentos: 4/10

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Persona Shutter - Página 4 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 EmptySeg 23 Jan 2017, 18:52


Faith parecia não estar nem um pouco surpresa quando pedi para que chamassem a polícia. Na verdade, ela parecia até mesmo estar entediada, como se já soubesse que aquilo iria acontecer. "Francamente, ela é algum tipo de criança? Pediu para provarmos que somos Agentes, ignorou as insígnias da Cipher Pol e se fez de sonsa para agora se sentir superior? Quanto audácia. Poderia realmente prendê-la neste momento, mas não vou perder meu tempo com uma rosa espinhenta demais." Não demorou para que ela pudesse desatar a falar.

- É como eu já tinha pensado - Proferiu, fazendo uma curta pausa - Não entregar significa que vão usar a força, algo bem estranho para quem gosta de manter tudo escondido da população.

Ela inspirou e soltou o ar de uma vez, como se estivesse desapontada, suspirando sobre suas expectativas quebradas, e logo concordou em dar o dinheiro de boa vontade, enquanto bebia mais do líquido vermelho e tentador. Ela não parou com insolências e fez comentários que parecem terem surgidos de boatos, apesar de não ser uma mentira absoluta. Dei um sorriso debochado, cínico, enquanto ela proferia suas palavras.

- Bem, senhorita Faith, fico um tanto quanto confuso com sua atitude - Diria, levantando-me - Você nos convida aqui e ignora totalmente nossas insígnias e pede para que provemos que somos realmente Agentes, e assim que ameaço prendê-la você simplesmente baixa a guarda e age como se soubesse de tudo? Francamente, você é desnecessária em tantos sentidos, chega a ser deprimente.

Tentaria então fazer uma expressão de melancolia, tentando parecer o mais triste possível, e depois apenas voltaria a expressão aborrecida novamente, como se não houvesse a feito. Ela se levantou enquanto sua funcionária estava chegando com alguma coisa, fez alguns comentários a mais que ignorei propositalmente enquanto tentava bater a poeira de minhas vestes como se elas estivessem sujas por conta do sofá, e ela então saiu. "Finalmente, eu não aguento mais."
A funcionária surgiu carregando uma maleta de cor preta, de tamanho médio. O tributo devia estar ali dentro, e ela apenas nos entregou. Caso estivesse comigo, deixaria nas mãos de Sylte e então sairia do estabelecimento acompanhado com as outras pessoas. Sawaza já começava a indicar a próxima loja, e não demorou a que chegássemos a ela.
Andar não parecia ser um empecilho, mas não estava andando como se estivesse nas melhores condições possíveis. Mesmo a mínima caminhada fazia com que meus ferimentos doessem, por mais que estivessem me atrapalhando de forma mínima, visto que não estava insuportável. "Não vejo a hora de me libertar desse estado debilitado, por mais que eu ainda continue sendo grandioso. Ainda assim, preciso ter mais cuidado com a movimentação em luta."

Desta vez, temos que cobrar tributos em uma simples loja de armamentos, não apresentando nada de interessante e muito menos nada de surpreendente. "Não devem ter muito dinheiro, ou preferem ser discretos." Entramos sem qualquer hesitação, e logo vimos um rapaz musculoso, cabelos grisalhos, roupas sujas, parecendo que trabalhou a vida toda, mas ainda assim estava cheio de energia. "Vamos pegar logo o dinheiro e dar o fora daqui."
Ele disse o que parecia dizer para todos os clientes que apareciam ali, como se realmente estivéssemos tentando comprar armas ou coisa do tipo. "Que coisa mais manjada." Ele deu um sorriso, mas apenas ignorei, estava observando melhor suas roupas e o estado da loja, até que suas palavras me despertaram, novamente.

- E então? - Perguntou ele, querendo saber o por que de estarmos ali.
- Estamos aqui a mando do Governo - Diria, indiferentemente, enquanto mostraria a insígnia na parte de dentro do paletó - Chame-me de White, viemos cobrar os impostos.

Aguardaria ele dizer alguma coisa sobre. Ele parecia ser alguém bem pobre, mas isso não é desculpa. "Todos precisam pagar os impostos e todos tiverem tempo mais do que o necessário para poderem reunir todo o tributo, não vou aceitar negligências." Assim que ele acabasse de falar, iria tentar tomar posição, caso ele não aceitasse ter que pagar logo.

- Senhor, já demos tempo o suficiente para que todos pudessem recolher seus tributos para o Governo. - Diria, aborrecido - Então faça o favor de entregar logo o dinheiro antes que eu tenha que tomar outras medidas além das palavras.

Caso ele tenha entregado o dinheiro sem problema algum, apenas pegaria e entregaria para que Sylte pudesse carregar, novamente, e então faria um aceno como a cabeça para o homem, despedindo-me, e logo sairia da loja, visando ir para outra para dar continuidade ao recolhimento dos impostos.



Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Persona Shutter - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Persona Shutter   Persona Shutter - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Persona Shutter
Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: