One Piece RPG
Primeiro Círculo, o Limbo XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Felix Hoje à(s) 15:18

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 15:14

» Akira Suzuki
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:58

» Lurion
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Seasons: Road to New World
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:04

» Supernova
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Jinne Ontem à(s) 16:34

» Um Destino em Comum
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 15:13

» A busca da liberdade
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 14:12

» Karatê Cindy
Primeiro Círculo, o Limbo Emptypor Oni Ontem à(s) 13:11



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Primeiro Círculo, o Limbo

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptyQui 15 Dez 2016, 14:20

Primeiro Círculo, o Limbo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Lilith. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felicity
Membro
Membro
Felicity

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Data de inscrição : 28/11/2016

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptySex 16 Dez 2016, 10:31



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Lilith sempre foi uma entusiasta de livros. Devorava-os em poucas horas e nunca se cansava de conhecer o mundo e as histórias de grandes escritores. Há alguns meses a ruiva havia lido “O Inferno” que é a primeira parte da “Divina Comédia” de Dante Alighieri. No poema, o inferno é descrito com nove círculos de sofrimento localizados dentro da Terra. A jovem ficou muitíssimo interessada, mas não considerou mais do que uma simples alegoria do conceito medieval de Inferno. Hoje, nem se lembrava mais da linguagem pesada e complicada dos versos de Dante.

Mas, apesar de não perceber naquele momento, Lilith estava no Primeiro Círculo do Inferno, o Limbo. Estava no início de uma nova fase desconhecida em sua vida, destinada a caminhar novamente por caminhos escuros e sem apoio. Na obra, o Limbo é onde as almas são fadadas a vagar sem destino na mais completa escuridão - onde não é possível enxergar nada. Segundo Dante, é o círculo que representa a mente que nunca foi iluminada pela mensagem do Evangelho. Assim como a vida de Lilith nunca foi iluminada por algo realmente bom. Ao contrário dos outros círculos do Inferno, no Limbo as almas não gritam de dor: aqui só podem ser ouvidos os seus suspiros.

E, entre suspiros, Lilith procuraria novas oportunidades na sua vida. Estava decidida a viajar até Lvneel, mas para isso a ruiva precisava comprar algumas coisas e planejar melhor a viagem. Em sua lista estava um chicote e um bom estoque de doces para sobreviver ao seu vício. Depois, descobriria a melhor forma de realizar sua viagem. Caminharia lentamente em direção ao centro de lojas, com o seu rebolado natural, olhando atentamente o lugar em busca do primeiro estabelecimento que atendesse suas necessidades.

Quando encontrasse uma Loja de Armas, entraria lentamente, olhando todos os produtos da loja feitos para causar morte e dor. Simplesmente adorável. Seus passos seriam leves e a jovem manteria a postura reta ao andar, tocando os objetos por perto com a ponta dos dedos finos, apenas como um gesto involuntário. Se apoiaria no balcão, com um sorriso no canto dos lábios vermelhos, olhando atentamente para o/a vendedor/a. Por fim, pediria com sua voz encantadora, sem nunca perder o contato visual.

—Olá. Porque não me mostra as opções de Chicote que vocês têm por aí?

Observações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hornigold
Hornigold
Hornigold
Hornigold

Créditos : 12
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Masculino Data de inscrição : 06/02/2014
Idade : 20

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptyTer 20 Dez 2016, 20:23


Era mais um dia em Micqueot, com um frio de tremer o mais robusto dos homens, a neve caia como um véu aos chãos da cidade, cobrindo toda a sua imensidão com uma pura mistura de cristais de gelo, tão brancos quanto um papel recém processado.

Lilith, a própria personificação da Succubus, caminhava pelas ruas cobertas de neve, refletindo sobre seu futuro e tudo que gostaria de fazer antes de viajar em direção a Lvneel. Enquanto caminhava recordava-se de um antigo livro que havia lido a não muitos meses atrás, O Inferno, uma obra sublime de Dante Alighieri, que misturou o conceito medieval de inferno junto a nobre viagem de um escritor que enfrentou toda uma descida conturbada aos confins da terra e de tudo que há além dela. Mal sabia a ex prostituta que o começo de sua jornada haveria de representar o primeiro círculo do Inferno, segundo Dante, o Limbo.

Seu objetivo principal era encontrar uma loja, pelos tempos vivência Lilith já sabia a localização de alguns estabelecimentos e decidiu dirigir-se a um deles. Ao entrar na pequena loja de objetos para combate vislumbrou uma série de armas por toda sua extensão e assim colocou-se a deslizar seus pequenos dedos delicados nos equipamentos que pertenciam ao diretório de armas cortantes, passando seus dedos por cabos de lanças, bainhas de espadas e katanas e por fim adagas de variados tipos.

Ao chegar no caixa, deparou-se com um enorme homem com roupas de mulher, maquiagem chamativa e um vestido púrpura com uma série de adereços de variadas cores, além de possuir uma belíssima tiara que complementava toda a sua exuberância, misturando um corpo musculoso e robusto a delicadeza de uma jovem dama dotada da mais bela inocência. Lilith então debruçou-se no balcão e olhou o poético ser a sua frente, e então perguntou com sua voz aveludada e doce:

—Olá. Porque não me mostra as opções de Chicote que vocês têm por aí?

O aveludado okama olhou nos olhos da jovem e percebeu de quem se tratava, nada mais nada menos que a ex prostituta homicida. O vendedor iniciou um olhar de inveja pelas belas curvas da moça misturado a um olhar de desgosto por tudo que a mesma já fez e foi no passado, com um tom de voz fino e ao mesmo tempo grave, o okama recitou algumas palavras em tom de deboche e superioridade:

-Olha o que temos aqui, se não é a belíssima homicida. É lógico que eu possuo belíssimos chicotes para uma garota tão... graciosa como você

Diria isso com um tom de deboche, claramente afrontando a beleza da jovem, que por mais bonita que fosse ainda causava um certo tom de inveja ao homem que sonhava em se tornar a mais bela dama daquela cidade. Após isso, o okama trouxe 3 tipos de chicote ao balcão do estabelecimento, cada um de uma cor, um deles era preto o outro vermelho e o último verde, e por fim o robusto okama falou em bom som o custo do chicote

-São 30.000 berries cada.

Okama:
 

Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

Fala(#663300)
Pensamento(#006600)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felicity
Membro
Membro
Felicity

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Data de inscrição : 28/11/2016

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptyQua 21 Dez 2016, 14:43



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Felicity não chegou a se importar com o tom de voz da Okama, observando os três chicotes oferecidos atentamente. Pegaria em cada um deles, sentindo a textura, o peso, a mobilidade. Enquanto isso, conversaria com a mulher, distraidamente, e usando toda a sua voz encantadora para deixa-la a vontade.

— Obrigada pelos elogios, minha querida. Os chicotes são todos lindos. Um pouco caros, não acha? Não imaginei que teria que gastar tanto das minhas economias com essa arma... – A jovem iria sorrir, aproveitando da sua boa aparência, olhando atentamente para as roupas da Okama. — Mas aposto que você não tem problemas com dinheiro, não é? É toda produzida... Aah, como eu já sofri em lojas de roupas querendo todos os vestidos! Sabe como é, querida? Imagino que sim, todas nós, mulheres, sentimos isso. – Lilith havia gostado bastante do chicote vermelho e ficaria sentindo-o em suas mãos, sem parar de conversar com a mulher. — Mas você tem muito bom gosto, sabia? Eu seria capaz de voltar para o puteiro por essa tiara, fala sério! Seu vestido também é deslumbrante. -  Já decidida em levar o chicote vermelho, esperaria alguns segundos e em seguida usaria toda sua voz encantadora para tentar convencê-la. – —Enfim, vou parar de babar um pouco. E então... será que dá pra me dar um descontinho, meu bem?

Conseguindo ou não o desconto, compraria o chicote, agradeceria e sairia dali em busca de doces. Toda aquela mentira tinha a deixado com uma vontade enorme de açúcar. A jovem nem se lembra de ter ido em alguma loja de vestidos algum dia. Com um suspiro, entraria na primeira loja de doces/guloseimas que encontrasse e iria em direção a pirulitos, balas, chocolates e qualquer coisa que tivesse um alto teor de açúcar. Quando encontrasse o/a vendedor/a pediria, com um sorriso nos lábios, para que lhe mostrasse todas os doces e quais os seus preços, bastante animada. Faria as contas de quanto dinheiro ainda tinha e dedicaria boa parte dele para as guloseimas, escolhendo sempre as mais baratas e com o mais alto teor de açúcar.

— Vocês têm alguma bolsa ou mochila para que eu possa levá-los?

Se a resposta fosse positiva, já pegaria e começaria a enchê-la com os doces que mais eram vantajosos de acordo com seus critérios. Se não, colocaria nas sacolas tradicionais de lojas ou qualquer coisa que tivessem disponível. Quando finalmente tivesse um estoque considerável, perguntaria quanto ficaria. Também olharia bem ao seu redor, um hábito antigo, para ver se alguém estranho a observava ou a reconhecia, enquanto esperava a resposta.


Observações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hornigold
Hornigold
Hornigold
Hornigold

Créditos : 12
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Masculino Data de inscrição : 06/02/2014
Idade : 20

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptyQui 22 Dez 2016, 07:13


Para o Okama era clara a intenção vinda de Lilith, bajulação já havia acontecido com este antigo dono de loja diversas vezes, e não era dessa vez que iria dar certo, o robusto ser poético arrebitou o nariz, cruzou os braços e balançou a cabeça enquanto dizia ironicamente:

-Ora ora, além de homicida é também uma bajuladora de marca maior, ora essa, é lógico que eu não te darei um desconto, eu sei que sou linda e não preciso que uma pouca bosta feito você me diga isso, agora, compre isto ou saia da minha loja... metidinha.

Sem ter concluído sua tentativa de adquirir desconto, a jovem agradeceu ao okama, por mais arrogante que ele fosse e foi em direção a porta. Mas logo em frente a loja haviam um grupo de 5 pessoas com grandes túnicas negras que cobriam totalmente sua face, a esperando, conheciam o passado de Lilith e possuíam más intenções relacionadas a ela, por estarem seguindo a mesma a muito tempo estavam esperando sua saída , em prontidão para golpear a ex-prostituta e assim sequestra-la, e assim foi feito. Logo que a personificação de Succubus pisou para fora da loja foi golpeada de surpresa por algo cilíndrico e pesado, provavelmente um pedaço de madeira ou um cano de ferro, Lilith desabou ao chão, praticamente inconsciente, mas sentia ser arrastada para algum lugar pelos homens, talvez um beco vazio, mas após passado um certo tempo do golpe a jovem acabou ficando inconsciente, quando acordou viu um de seus maiores pesadelos de volta a tona.

Ao acordar Lilith veria uma grande sala com fraca iluminação mas o suficiente para ver tudo que estava lá, estava sem seu chicote. Dentro da sala além de Lilith haviam 10 mulheres, mais jovens que ex prostituta e algumas mais velhas também, todas suspiravam e sussurravam em cantos distintos, sozinhas, algumas chorando e se lamentando por estarem naquele lugar, era uma atmosfera desagradável, suja e triste. Havia uma mulher resmungando mais alto que as outras e isso chamou a atenção de Lilith, então atentamente ela escutou a seguinte frase:

-Malditos sejam, me trouxeram aqui sem mais nem menos e eu ainda tenho que pagar por serviços sexuais a homens tão porcos e sujos, isso é o inferno, eu estou presa neste INFERNO!

Tudo de ruim que aconteceu um dia a Lilith voltou a tona, a jovem estava novamente no lugar que mais odiava, um prostíbulo. As vozes que ecoavam pela sala faziam jus ao lugar, era literalmente O Inferno, ironicamente o local parecia uma analogia ao primeiro círculo que havia no livro de Dante, o limbo, as almas presentes ali sussurravam o seu pesar e seu sofrer, algumas irritadas, outras extremamente arrependidas e algumas simplesmente estavam quietas, o que levava a transparecer um conformismo proveniente delas.

Lilith estava em um dos cantos da sala e sem mais nem menos uma das mulheres veio ao seu encontro, era uma bela mulher, corpo esbelto, seios fartos, bunda empinada e um rosto de dar inveja a várias mulheres, ela olhou nos olhos de Lilith e com uma voz tão doce quanto da própria Succubus se apresentou, dizendo seu nome e lhe dando algumas dicas:

- Olá, deve estar apavorada, eu sinto muito por ter sido pega, como pode ver esse foi o destino de todas aqui, inclusive eu, a gente tenta não deixar desse lugar um inferno, mas algumas garotas simplesmente não suportam, desculpe pelos resmungos de algumas delas. Você chegou num bom momento, eu diria, estamos a um dia de colocar nosso plano de fuga em prática e acho que sua ajuda seria muito útil para nós, mas para sobreviver aqui você precisa saber lidar com os clientes e com os nossos chefes, não é fácil, mas eu posso te ensinar algumas coisas que eu descobri em tanto tempo presa aqui, então, se quiser minha ajuda apresse-se, não temos muito tempo para iniciar nosso plano e você parece destreinada aos meus olhos. Ah, já ia me esquecendo, meu nome é Kaede, muito prazer.

Kaede:
 

Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

Fala(#663300)
Pensamento(#006600)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felicity
Membro
Membro
Felicity

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Data de inscrição : 28/11/2016

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptyQui 22 Dez 2016, 15:41



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

— Que merda aconteceu? – Lilith perguntaria a si mesma, ainda meio tonta, assim que abrisse os olhos no lugar desconhecido. Tentaria se lembrar melhor do que houve, lembrando vagamente de ter sido sequestrada e arrastada para uma espécie de beco até finalmente perder a consciência por completo. —  Droga...

A sala que estava era pouco iluminada, com muitas mulheres em desespero. Lilith conhecia aquela atmosfera incômoda, triste e imunda como a palma de sua mão. Já viveu aquilo tempo demais para simplesmente se esquecer. Nem precisou ouvir as lamúrias de uma mulher sobre serviços sexuais para saber que estava em um maldito puteiro. O ódio tomava conta de sua mente, sendo distraída por uma mulher extremamente bela que se aproximou e começou a conversar, com um tom doce.

—  Obrigada. Me mostre tudo que sabe, por favor. – diria Lilith, após ouvir tudo, com seu temperamento naturalmente calmo. Não estava apavorada. Iria se levantar com a cabeça erguida, tirando a poeira da roupa com as mãos e olhando as mulheres ao seu redor. Realmente, ela estava destreinada.  Fazia quase dois anos desde a última vez que teve que sentir um homem dentro de si contra sua vontade e ela não estava nem um pouco ansiosa para que isso voltasse a acontecer.

Respirando fundo, decidiria fazer de tudo para fugir dali. Como já havia feito antes. Já estava mais velha, mais madura e ainda mais bela. Seu estômago embrulhava ao pensar que precisaria viver tudo aquilo novamente, mas não havia outra escolha. Não tinha receios sobre seu desempenho na cama ou da influência de seu corpo, mas ainda tinha um problema em convencer com as palavras certas. Precisava ter lábia e só uma profissional como Kaede poderia te ajudar nisso.

— Preciso que me ensine a nobre a arte da bajulação, Kaede. – pediria, olhando ansiosa para a mulher.

Aprendizado: lábia

Spoiler:
 


Fim de aprendizado


Sentindo-se cansada, porém orgulhosa de seu trabalho, Lilith estava preparada para colocar em prática o resto do plano de fuga.  Obedeceria tudo que Kaede mandasse e agiria da forma mais convincente possível com os donos e clientes, como sempre fez. Submissa, obediente, experiente e sexy. É tudo que a maioria dos homens querem e tudo que precisava fazer.

A jovem lembrou-se quando era mais nova, no início de todo o caos de sua vida. Lembrou-se de como desejava ter nascido homem. Homens não podem transar sem prazer, eles precisam que endureça lá embaixo. Homens raramente são estuprados ou violentados, e quando acontece, é por outro homem. Isso sempre a deixava pensativa. Além do fato de que a maioria dos cientistas que lia ou conhecia sobre eram homens.

Hoje em dia já não perdia tanto tempo tendo inveja do sexo oposto. Havia matado tantos homens que nem se importava com as vantagens em ter aquelas bolas entre as pernas. Aceitando sua feminilidade e sabendo muito bem como utilizá-la, ela faria tudo e mais um pouco para sair dali e voltar para sua vida como cientista, explorando e conhecendo nossas ilhas, novas pessoas e vivendo novas experiências, muito longe dos puteiros e lutas mortais.  

— Aliás, tem algum doce ou algo com açúcar por aqui? .



Observações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hornigold
Hornigold
Hornigold
Hornigold

Créditos : 12
Warn : Primeiro Círculo, o Limbo 10010
Masculino Data de inscrição : 06/02/2014
Idade : 20

Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo EmptySab 24 Dez 2016, 10:40

A lábia, instrumento mais volátil existente, principalmente para as mulheres. Ter uma boa lábia implica em saber as palavras certas nas horas certas e nos tons certos, uma arte sublime realmente, apenas as mentes mais dotadas conseguem alcançar a perfeição da arte da astúcia. Realmente poético.

Ao término do despejar de conhecimento dado por Kaede, Lilith já estava praticamente pronta para enfrentar, talvez, uma das situações mais difíceis de sua vida. Era claro que o que viria depois daquilo seria extremamente complicado.

Kaede foi a um dos cantos da sala, onde se guardavam as fantasias das prostitutas, e de lá retirou um papel enrolado dentro de um vestido vermelho. Era um mapa, segundo Kaede, era um desenho de todo o espaço que abrigava o prostíbulo. A sábia prostituta então se dirigiu diretamente a Lilith e começou a explicação do que seria o plano de fuga de todas elas.

-Desculpe, não temos doces por aqui, mas logo após que nós sairmos daqui conseguiremos tudo! Inclusive, preciso te explicar o plano, já que você é uma novata na área, mesmo assim será de grande ajuda para todas nós-  

Kaede parava, levava uma de suas mãos até a cintura enquanto com a outra acariciava seus belos cabelos, então, após um suspiro iniciou a explicação

-Vamos lá, logo que anoitecer vai acontecer algo grande aqui. Os magnatas do vinho se reunirão no salão para comemorar a despedida de solteiro do filho de um deles, o pai desse garoto que organizou tudo e por isso chamou todos os amigos pessoais dele, segundo o desgraçado, vai ser algo ''inesquecível''-  

Kaede faria as aspas com os dedos após a ultima frase, enquanto esboçava um sorriso malicioso.

-É ai que nós todas entramos nisto. Tem alguns meses que mantenho contato com alguns clientes e peço informações e itens para eles, graças a eles consegui juntar um bom estoque de armas e algumas outras regalias.

A prostituta diria isso apontando para um dos cantos da sala que era coberto por uma caixa, mostrando claramente que era ali que eram guardada as futuras armas que seriam usadas na grande rebelação.

-Mas direto ao plano. Estamos no porão do local, se subirmos aquelas escadas chegaremos aos bastidores do palco que fica no salão, onde também fica a porta que da diretamente a uma fábrica clandestina de papel e atrás do salão há os quartos para os serviços sexuais. Com o tempo meu contato juntou um pessoal que vai estar do lado de fora da fábrica esperando o nosso sinal, não são muitos, mas são o suficiente para dar tudo certo.  

Kaede suspirou por um segundo, afinal, a explicação era extensa demais e tudo já estava próximo de acontecer.

-O plano é simples, vamos pegar as armas que temos, escondê-las e vamos todas fantasiadas para o salão, cada uma ficará posicionada no local certo. Haverão guardas nas portas de saída, alguns perambulando pelo salão, um em cada ponta do palco e talvez uma dúzia deles espalhados pela fábrica falsa, o organizador da festa é muito desconfiado com tudo, o velho nunca relaxa. O sinal será dado quando uma música especifica começar a tocar e você colocará o disco dela na vitrola, será simples, te darei o disco e depois que a segunda dançarina entrar no palco você irá colocá-lo.-

Kaede dava mais um suspiro e levava ambas as mãos para debaixo de seus seios e os erguia para o alto e terminava sua fala

-Bom, é isso. Siga-me agora... INCLUSIVE TODAS VOCÊS! Está na hora de nos prepararmos!-

A bela mulher iria em direção ao canto antes mostrado junto de todas as outras prostitutas, havia uma caixa aparentemente pesada lá, porém era apenas algo falso que escondia um buraco no chão do local, estava repleto de armas de variados tipos, uma das armas presentes lá era um chicote, bem pomposo por sinal.

-Peguem suas armas e vistam suas fantasias, o show está perto de começar!-

Lilith era apresentada a uma fantasia de gato, era bastante curta, a mais curta das fantasias ali presentes, Kaede com um sorriso espontâneo e ao mesmo tempo sensual se virou para Succubus e disse

-É a última que restou, perdão por se muito curta, mas você ficara uma graça nela, eu juro.-

O tempo passava e a hora do plano iniciar apenas se aproximava, todas as prostitutas estavam se aprontando para iniciar o motim dentro do prostíbulo, era uma boa hora para conversar, tirar dúvidas e se armar ao seu bel prazer para a ação que estava a poucas horas de iniciar.

Histórico:
 

MAPA DO LOCAL INTEIRO PORRA EU SO FODA FIZ UM MAPA:
 

Off:
 

____________________________________________________

Fala(#663300)
Pensamento(#006600)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Primeiro Círculo, o Limbo Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Círculo, o Limbo   Primeiro Círculo, o Limbo Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Primeiro Círculo, o Limbo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: