One Piece RPG
Emerald Lady Strikes - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:11

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor GM.Thomas Hoje à(s) 01:37

» Xeque - Mate - Parte 1
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 01:14

» A inconsistência do Mágico
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 00:49

» Hey Ya!
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:50

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 22:51

» Livro Um: Graduação
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 22:48

» A Ascensão da Justiça!
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:46

» Ato I - Antes da tempestade
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» Right Punch, Left Punch!
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:42

» Hizumy Mizushiro Mayan
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 22:36

» X - Some Kind Of Monster
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:11

» Takamoto Lisandro
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:44

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:09

» Alipheese Fateburn
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:02

» Alejandro Alacran
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Wu-HA!
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Oni Ontem à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
Emerald Lady Strikes - Página 5 Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 15:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Emerald Lady Strikes

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyQui 15 Dez 2016, 14:17

Relembrando a primeira mensagem :

Emerald Lady Strikes

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Elise Von Bernstein. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 12/06/2017

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptySeg 11 Set 2017, 16:00

Edmund Dante





Dante ficara um pouco curioso pela formalidade apresentada pelo revolucionário e também pelo QG ficar no centro da ilha, entretanto o que homem não sabia era que a ilha era ocupada pela organização a alguns anos e eles que cuidavam da proteção dos habitantes. Com um sorriso amistoso o ruivo estendia a mão para o major e proferia algumas palavras para o homem - Tudo bem, vamos até um lugar mais reservado onde você poderá me contar tudo O azulado fazia um sinal com a mão para que Date o seguisse. Ambos caminhavam em um corredor cheio de portas, até que pararam em frente a última porta do corredor, ali ficava uma espécie de mini-sala onde alguns revolucionários conversavam sobre as missões que teriam de realizar - Entre e fique á vontade Nejima dava espaço para o ruivo adentrar o local.

Por dentro a sala realmente era muito simples, várias cadeiras velhas e uma grande mesa era o que dominavam o lugar predominantemente, todavia oque mais chamava atenção era a grande variedade de mapas espalhados pelas paredes e também documentos que formavam pilhas em cima da mesa. O major puxava duas cadeiras para que ambos pudessem se sentar sobre o objeto - Comece o homem falava ao se sentar sobre a cadeira. Dante começava a contar sua história e os momentos difíceis que passara durante a destruição de seu império - Você me parece ter motivos o suficiente apesar das poucas informações dadas o homem sorria brevemente - Seja bem-vindo a revolução! Nejima se levantava - Espero os grandes feitos, que você poderá realizar ainda sorrindo o homem estendia novamente. Após o Major terminar de falar, o ruivo começava a falar que buscava seu pai e filha perguntando se o homem não sabia algo sobre o assunto - Sabe, de uns dias pra cá estamos perdendo alguns contatos, mas podemos procurar por mais informações Nejima assumia uma postura séria, depois de suas breves palavras.

Antes que o major pudesse pronunciar novamente era interrompido pela abertura da porta - Com licença, ouvi dizerem que você está alistando alguém Nejima Sara entrava calmamente no local - Sim estou, Dante essa é Sara o azulado falava com a mulher e depois passara a olhar o ruivo - Prazer Dante! a mulher sorria estendendo a mão.  Após cumprimentar a mulher o ruivo perguntava sobre as missões que teria de realizar - Olha, eu acabei de mandar uma novata também para uma missão, se você quiser posso enviá-lo também oque acha? a revolucionária tomava a frente do homem que se mantia calado. Dante agora pedia algumas goiabas, já que era a fruta que o daria gás para realizar aquela missão - Goiabas? pedido estranho, se quiser algumas posso te levar até o refeitório a mulher ainda sorria para o ruivo.
 
Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptySeg 11 Set 2017, 20:09

A Paganstorm





Bom, acredito que a sinceridade aqui no fim das contas deu certo, agora só preciso demonstrar o meu valor em campo “o que não deve ser tão difícil assim também haha.” Mas deixando de pensar no futuro, sentia-me confiante agora. Uma energia positiva havia surgido de dentro para fora de meu corpo, vibrava na ponta de meus dedos uma emoção de esperança agora. Nejima parando para me ouvir, reservando até mesmo um local privado fora algo muito generoso de sua parte que merece respeito, e me dava uma sensação boa até então. No fim das contas os revolucionários não parecem ser os caras maus da história, meu pai estava certo em não firmar acordo nenhum com o governo, o que aconteceu foi que eles apenas revelaram sua verdadeira identidade. - Sabe, de uns dias pra cá estamos perdendo alguns contatos, mas podemos procurar por mais informações. – Isso não me é de todo uma noticia ruim, pois na verdade ele deixou seu arsenal de informações aberto para mim, podendo me passar o necessário para encontrar minha filha caso eles consigam encontrar algo relacionado. “Hmm, um futuro promissor me aguarda nessa organização, eu tenho certeza.” E isso... Deixava-me feliz! – Obrigado Nejima, Obrigado mesmo. – Falava eufórico perante a situação.

Logo depois entrava uma mulher na sala proclamando-se revolucionária também, mais uma convicta com a causa. Esses são meus semelhantes, agora estarei cercado de companheiros. “E mulheres, hehe” Pensei, maliciosamente enquanto um semblante pervertido quase imperceptível se formava em minha face, com um sorriso muito sutil. Com a mesma dando a mão a estender, iria devolver o cumprimento apertando-a com a mão direita, e de relance, suavemente puxaria Sara com essa mesma mão, me aproximando da mesma e maviosamente iria beijá-la na bochecha, enquanto seguraria delicadamente sua cintura com minha outra mão, terminando de cumprimentá-la de um modo mais “afetivo” Hehe. Sussurrando com a voz abafada e grave, iria dizer – Prazer Sara. – Lançando-lhe um olhar diretamente para os olhos, tentando ser “sedutor”, não que fosse o meu forte. – Isso, mostre-me o refeitório, levarei algumas goiabas para a viagem e já conhecerei o lugar. Logo após isso farei esta missão. – Mal podia esperar para desfrutar do presente divino que Ymir deu aos homens quando fez com seu corpo o mundo, e então seguir rumo a minha primeira missão, onde eu finalmente iria mostrar meu valor com o intuito de subir na vida com os revolucionários. No caminho, falaria olhando para Sara – Inclusive, quando eu terminar essa missão nós deveríamos tomar uns drinks pra comemorar, que acha? – Falaria em um tom levíssimo de comando, esperando qualquer que fosse a resposta dela.

Assim que chegasse ao refeitório pegaria algo em torno de Quatro goiabas, para então colocar em minha bolsa de suprimentos nas costas, exceto por uma, que iria comer muito devagar, desfrutando cada abocanhada e me deliciando com o sabor do pseudofruto. – Vamos ao que interessa... Você – Deixaria escapar e ficaria meio sem graça, olhando de relance para o chão e de volta para Sara, falando em um tom embaraçoso – Digo... Você sabe os detalhes da missão que vou fazer? Tudo que se sabe até agora, e o que tenho que fazer.  – Terminaria agora sério, pronto para a missão. Sentia que a cada missão que fosse cumprida, toda vez que eu demonstrasse o meu valor, Odin me recompensaria de certa forma. Talvez com o retorno de minha filha, assim eu espero. – E também como chegar lá, eu sou novo na ilha, caso não tenha notado haha – Terminaria com uma leve gargalhada, sorrindo para a mulher.

Iria apenas morder uma vez a mesma fruta lá dentro, e outra no caminho para a missão que Sara indicara, colocando no bolso da minha calça para pegar depois. Rumo ao lugar, tomaria passos rápidos cada vez mais ansioso pela ação, ou pelo o que estava por vir. "E quem será essa novata? Seria ela mais bonita que Sara?" Riria sutilmente, revelando certa malicia para aqueles que conseguissem notar.


off:
 

Histórico do Dantão:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Dante em Ter 12 Set 2017, 03:33, editado 1 vez(es) (Razão : Histórico esquecido, palavras repetidas e pq sim n importa grr)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 48
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017
Idade : 18

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyQui 14 Set 2017, 14:40

Edmund Dante





A sinceridade realmente tinha dado certo e o ruivp agora pensava em mostrar seu valor em campo, isso de certa forma deixava Dante mais confiante e uma energia positiva surgia de dentro para fora do seu corpo e na ponta de seus dedos vibrava uma emoção de esperança. A atenciosidade de Nejima o levando para um local reservado e tendo escutado sua história deixava Dante alegre, agradecendo o major euforicamente -Que nada, eu apenas enxerguei em você o desejo de destruir o governo o homem sorria para o ruivo. A entrada de Sara na sala fazia com que o homem começasse a pensar maliciosamente e um semblante pervertido se formava em sua face quase que imperceptível. Estendendo sua mão de volta no cumprimento, Dante puxava a mulher para perto de si suavemente e depositava um beijo sobre a face da mulher, fazendo seu rosto levemente corar um pouco envergonhada pelo ato do homem. O ruivo também aproveitava para colocar sua mão sobre a cintura da mulher e sussurrar em seu ouvido com uma voz abafada e grave tentando ser sedutor, oque claramente não era o forte do boxeador.

Dante pedia para que a mulher o levasse até o refeitório, onde ele apreciaria oque chamava de presente de divino dado por Ymir - Então vamos! a mulher fazia um sinal para que o ruivo a seguisse. No caminho até o lugar o ruivo falava olhando para a revolucionária que ambos deveriam tomar alguns drinks para comemorarem o término da missão do homem - É claro! nada como comemorar uma vitória com uns bons drinks! Sara tinha um sorriso tímido em seu rosto. Chegando no local o ruivo ia até um balcão onde continha vários alimentos, além de suas tão desejadas goiabas das quais ele apanhava 3 para colocar em sua bolsa e 1 para comer muito devagar. Deixando escapar que estava interessado em saber sobre a mulher, Dante ficava sem graça e olhando rapidamente de relance o chão voltava seu olhar para Sara reformulando sua frase, agora perguntando sobre a missão em um tom sério - Bem, temos algumas suspeitas de que o dono da Daichi Carne esteja contatando o governo mundial a mulher começava a explicar calmamente. Dante sentia que a cada missão poderia ser recompensado por Odin, talvez com o retorno de sua filha e por isso perguntava com uma breve gargalhada alegre, aonde ficava o local onde realizaria sua missão - A loja fica próxima ao rio que corta a ilha, na direção sul daqui da Grande Casa a revolucionária terminava sua explicação.

Antes de sair do QG revolucionário o ruivo dava uma mordida em seu fruto amado, começando a caminhar saindo do local a passos rápidos cada vez mais ansioso para missão. Durante o percurso, Dante dava uma última abocanhada em sua goiaba e por fim a guardava em seu bolso para terminar de comê-la mais tarde. Rindo sutilmente o homem pensava na novata que encontraria na missão revelando certa malícia em seu rosto para os civis que o olhavam. Aquela era primeira missão do ruivo que buscava se tornar alguém grande para reconstruir seu império e acabar com a tirania do governo mundial.

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyDom 17 Set 2017, 00:06

Então bo almossa vey :arroz:






A sensação de ter a melhor criação divina em minha boca (Ohhhh S-s-senpai...) era inexplicável apenas com palavras, mas eu poderia contar como é algo próximo disso. Mastigar essas bolas verdes enquanto fecho os olhos e sinto apenas o prazer e o gosto, aliviando minhas papilas gustativas e ampliando a sensação de felicidade em meu corpo. A cada mordida, um turbilhão de explosões orgásticas poluía o meu corpo, e o alivio de saciar o meu maior desejo rotineiro tornava o meu ser mais feliz, apesar dos pesares.

“Aliás, agora que me sinto livre de meu vicio, talvez eu tenha algum tempo para treinar...” Pensaria ali na rua, no caminho da missão com meu andar solene, ocupando espaço e fazendo gingas com as pernas para exibir superioridade. Mesmo que coisas em excesso façam mal às vezes, melhorar nunca é demais. Seria muito útil se eu soubesse como forjar minhas próprias manoplas... Quer dizer, eu confio mais nas minhas próprias mãos para fazer o serviço na forja do que em outro ferreiro que nunca olhei na cara ou sequer li seu nome nos jornais. Sem pensar no fato de que moldar uma arma ao meu próprio gosto parece muito mais atrativo. “Hmm... Quanto mais rápido eu terminar essa missão, mais rápido terei meu salário em mãos e tempo pra concluir um treininho...” Fora flertar com a revolucionária lá. Soa promissor pra mim.

Em meu caminho seguiria atento, usando as indicações de Sara para seguir até o meu rumo. Quando eu chegasse ao local, procuraria a loja de carnes Daichi. Observaria o local de ponto a ponto, cada partícula e objeto que me fosse suspeito. Daria a volta se fosse possível no perímetro, olhando por tudo até mesmo na lixeira, procurando por formas de contato como Den Den mushis de longo alcance e afins. Prestaria atenção na movimentação, se encontrasse o dono da loja, - imaginava que talvez fosse um velho, geralmente são donos de propriedades haha – observaria este. Quando não houvesse mais o que olhar, me encaminharia até o local e procuraria pelo homem, começar um dialogo com o mesmo para testá-lo.

- Oi meu chapa, você é o dono dessa loja? – Me aproximaria lentamente sem querer levantar qualquer suspeita, abanando minha mão esquerda com um sorriso convidativo, e em um tom de voz calmo e expressando tranqüilidade falaria – Sempre procuro os melhores, e os melhores vem a mim. Alguém que entende de carnes, presumo que o dono seja o perito nisso. – Pausaria rapidamente para respirar e pensar em como burlar um falatório suspeito. Se o dono é aliado ao governo, deve haver alguma coisa aqui na loja que indique isto... – Então, sou novo na ilha, poderia me contar sua história? E no caso, de onde vem sua carne? – Encararia o homem nos olhos ao falar, e depois eu ficaria procurando suas expressões tanto faciais quanto corporais, qualquer coisa que indicasse nervosismo ou uma possível mentira.

Se ele hesitar por algum momento, seja antes ou depois, talvez contar minha história o ajude a se sentir mais confortável. – Eu venho de uma ilha distante da Grand Line, existem pescarias e carnes bem exóticas por lá, você tem algo desse mar? – Procuraria saber isso para ver se ele teria algum fornecedor poderoso ou importante, que seria capaz de trazer até mesmo carnes e pescados da grande linha e do novo mundo. O que poderia indicar talvez uma ajuda do governo em troca de informações daqui? Motivo de ele contatá-los também. Antes e depois do dialogo, prestaria atenção já dentro da loja, emblemas, decorações, produtos e tudo que poderia ser uma denuncia de seu crime em potencial.




Histórico do Dantão:
 


Off:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
King
Revolucionário
Revolucionário
King

Créditos : 24
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 13/09/2012
Idade : 19
Localização : Cisplatina

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyDom 17 Set 2017, 20:35

Ai Meu Deus



Bom, parte de minhas metas havia sido alcançada. Entrar no exército revolucionário havia sido bem mais fácil do que pensei, bastava agora concluir minha primeira missão. Certa curiosidade palpitava em mim. Não tinha noção de que minha primeira tarefa seria contatando um dos homens mais influentes de toda ilha. Talvez Laura realmente tivesse gostado de mim, ou aproveitaria da nova recruta para uma missão suicida.

Continuava a caminhar para fora da sede, mas meu plano simplesmente não me acompanhava. A imagem daquela bela moça ficou impregnada em minha mente. Eu conseguirei algo com ela, tenho certeza, basta concluir a missão. E o que diabos eu faria? Pensar nisso enquanto estou na trajetória para a casa da vítima talvez seja um pouco improvisado, mas que se dane. Arramcar informações de um idoso não é tão desafiante quanto estou imaginando, eu espero.

Daichi Carnes, que nome escroto. Como uma pessoa assim conseguiu tanto poder para si? Mal avistei o inimigo, e já borbulhava de raiva. Caminhei um pouco pela cidade, e já consegui avistar o local. Não parece grande coisa, o QG revolucionário me impressionara mais. Alcançado o objetivo, é a hora de conseguir o que Laura tanto quer: As informações.

Adentraria ao local, revirando-o com meu olhar, procurando alguém ou algo que me desse pistas sobre a situação de Daichi. Manteria, a todo momento, um semblante simpático, um pouco forçado, tentando transmitir carisma a qualquer um que estivesse no local. "Caralho, eu odeio isso" Todo esse trabalho não valia meu esforço. Procuraria por algum funcionário, cliente, até mesmo pelo próprio Daichi. - Olá! Eu sou da agência sanitária do governo, posso fazer algumas inspeções por aqui? Indagaria, para a pessoa que encontrasse. Provavelmente, essa conversa mole funcionaria. Se os revolucionários são tão inocentes, meros trabalhadores não devem ser tão diferentes assim. Caso não encontrasse ninguém, ou fosse mal atendida, retiraria-me do local, procuraria por algum lugar com que conseguisse me esconder e esperaria a movimentação de pessoas no local aumentar. Com a mão direita segurando no cabo da Katana, ficaria atenta a movimentação de qualquer idoso que passasse pela porta do local.
OFF

POSTAR PELO CEL É MT RUIM Dat Beard Qualidade e Quantidade vão aumentar conforme eu me acostumar Pai do ano (Histórico eu posto dps)

____________________________________________________

Narração

– Fala –

"Pensamento"

Título

Ouça a voz da Elise:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 48
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017
Idade : 18

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyQui 21 Set 2017, 15:49

Elise Von Bernstein







Enquanto caminhava até o Daichi Carnes, Elise tentava em pensar em um plano, entretanto a imagem de Sara não saia dos pensamentos da jovem. Acima de tudo a espadachim precisava pensar em algo, talvez fosse inviável planejar algo em cima da hora, mas arrancar informações de Daichi poderia ou não ser desafiante para a jovem. Sem nem chegar ao local Elise já borbulhava de raiva e quando pode avistar o local sua raiva aumentou ainda mais. Ao adentrar o lugar a jovem observava todos os lados procurando algum funcionário, um cliente ou até mesmo o próprio Daichi. Olhando melhor a jovem podia notar que o local era relativamente simples com apenas o balcão onde ficavam as carnes, um atendente e uma única porta atrás do atendente que levava até a sala do dono do local. Mantendo um semblante simpático forçado e tentando transmitir carisma o que claramente não era seu melhor lado - O que quer? o atendente não parecia ser nada simpático. Quando escutou a jovem falou sobre ser uma inspetora sanitária do governo e se poderia fazer algumas inspeções no local o homem assumiu uma cara de deboche - Do governo é? HAHAHA uma breve gargalhada pode ser escutada pela espadachim - Não sei quem te mandou vir aqui fazer alguma piada, mas pode dizer pra ele que ao invés de ficar inventando mentiras me traga um documento! HAHAHA rindo o homem debochava pela ingenuidade de Elise ao tentar se passar por alguém do governo sem documentação. Mal atendida a jovem nada mais disse e saiu do local procurando algum local para se esconder até a movimentação no local aumentar se atentando aos homens de meia-idade que pudesse aparecer, fora nesse momento que um ruivo esbarrava em si.
Edmund Dante

Algum tempo antes de Elise chegar a loja de carnes, Dante caminhava pelas ruas saboreando sua doce fruta. A cada mordida o homem aliviava suas papilas gustativas, além de deixá-lo mais feliz. No meio da rua o ruivo pensava sobre já ter saciado seu vicio no dia e agora poderia ter um pouco de tempo para treinar. A cada passo o homem demonstrava seu andar solene, ocupando espaços na rua e fazendo gingados no ar tentando demonstrar superioridade para os civis que encontrava. Ele ainda cogitava em fazer seu próprio par de manoplas, pois não confiava em qualquer que não havia visto a cara ou então visto no jornal, fora o fato de moldar seu próprio par de manoplas ao seu próprio gosto soava mais atrativo para o ruivo. Dante pensava também em terminar a missão rapidamente para realizar um treino e ainda conseguir flertar com Sara. Durante todo o percurso o ruivo se mantinha atento seguindo as indicações da revolucionária para chegar até o local sem quaisquer imprevisto.

Ao chegar no local o homem começava observar todo o perímetro de ponto a ponto e cada partícula que ao seu ver lhe parecesse suspeito. Dando voltas ao redor do local, olhando para todos os lados e até mesmo nas lixeiras buscando formas de contato como den den mushis de longo alcance e outros afins. Mesmo analisando cuidadosamente, Dante não conseguia encontrar nada que fosse suspeito e qualquer tipo de den den mushi. Passando mais uma vez pelos fundos a fim de encontrar algo o ruivo pode encontrar um homem de aparentes 40 anos de idade, alguém relativamente jovem para um dono de estabelecimento e o abordava lentamente para não levantar suspeita por parte do homem - Olá, sou o dono sim Daichi parecia estar um pouco nervoso por estar sendo parado ali por um desconhecido, percebendo isso o ruivo abanava sua mão com um sorriso convidativo e expressando tranquilidade num tom calmo de voz, Dante falava sobre sempre conhecer os melhores e antes que pudesse continuar fora interrompido pelo homem - Me desculpe! estou com pressa agora, se quiser conversar por favor volte mais tarde o homem saia apressadamente pelo mesmo caminho que o ruivo tomara para chegar até os fundos. Sem entender muito a situação, Dante voltava para a frente da loja se esbarrando em uma jovem de cabelos negros. Seria ali o começo de uma parceria? e por que Daichi fugira do ruivo? será que estava devendo na praça?
Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptySab 23 Set 2017, 00:46

Start of A Dream






Era um pouco frustrante vasculhar todo o local e não encontrar nada, porém, momentos monótonos fazem parte de uma investigação, isso é bem normal. Por isso nunca fui muito fã desse tipo de busca, se pudesse partir direto para a ação e dar uns bons socos nos meliantes o faria duma vez. “Só que não é assim que as coisas funcionam haha” Queria poder resolver todos os meus problemas de uma só vez, mas pelo que tenho visto minha vida toda só tem sido um grande mistério, uma grande investigação... “Cadê vocês” Pensaria na minha filha e pai, depois do velhote sair as pressas. O que não deveria ser tão incomum, talvez ele esteja só atrasado para algo, mas ainda vou ter que investigar isso mais a fundo.

Recuaria uns passos e levantaria as mãos para cima por alguns segundos e em um tom de voz alto e nervoso vociferaria - CARALHO LIMÃO – Falaria, um pouco espantado ao esbarrar na garota de cabelos negros e pele esverdeada. Não que fosse feio ou algo do tipo, na verdade até ficava um pouco estonteado por gostar da cor esmeralda na mulher, só que, não era todo dia que eu esbarrava em alguém, especialmente alguém v@rde. “Sara disse que o outro revolucionário seria uma novata, com a, ou seja, uma mulher hehe, será que é essa?” De fato os revolucionários não parecem ser tão exigentes quanto aos seus soldados, apesar de terem que fazer uma inspeção para não haver espiões creio eu. Não duvidaria que a novata fosse essa, mas já que estou aqui... – Oi meu limãozinho, sabe o que essa cor verde deliciosa me lembra? – Falaria em um tom suave e calmo, com os olhos vidrados na mulher. Descendo maviosamente meus olhos para suas curvas até os pés, voltaria novamente para seu rosto – Goiabas... Sabe o que eu faço com goiabas? – Diria malicioso, com um sorriso extremamente provocante e interpretativo, dando a ela entender muitas coisas. - Isso mesmo, eu as coloco na minha mochila! - Falaria, quebrando totalmente o clima e puxando minha mochila sutilmente e abrindo, mostrando as goiabas dentro para logo depois fechar e por de volta.

Assim que eu notasse sua Katana, iria levantar minhas suspeitas de que talvez ela fosse a tal novata, e não me esquecendo do velhote que tinha acabado de fugir, iria me apressar, e com certo receio de perdê-lo de vista avançaria o nosso “encontro” para o próximo estágio, pulando as apresentações e indo direto para a exploração, enquanto me viraria para a garota e falaria em um tom solene e apressado – Se você é quem eu estou pensando, a novata, me siga. Eu sei por onde devemos ir, agora, rápido. – Diria rápida e claramente, já me posicionando para o caminho do velhote, iria seguir com passos rápidos por onde ele foi até conseguir tê-lo em meu campo de visão novamente, e quando isso ocorresse, iria me esgueirar pelas paredes e beiradas, lugares que eu tivesse visão dele, no entanto ele tivesse pouquíssima possibilidade de me notar. Com passos mais lentos e calmos, visando não chamar atenção para apenas manter minha atenção no homem. “O que esse velho ta tramando...”Pensaria, com dúvidas sobre tudo aquilo, se era tudo só um grande mal entendido ou se aquele velho realmente estava traindo os revolucionários. Ele deve ter dado muitos motivos para suspeitarem assim dele...



Histórico do Dantão:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
King
Revolucionário
Revolucionário
King

Créditos : 24
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 13/09/2012
Idade : 19
Localização : Cisplatina

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyDom 24 Set 2017, 16:49

A Rival Appears

Mas que tremendo filho da puta. Tudo bem, me fingir de agente estatal não parecia ter sido uma ideia tão boa assim. Por que diabos eu tentei isso? Quando questionada, não consegui esboçar ação alguma, simplesmente segui o restante de meu plano, esgueirando-me do lado de fora da loja. Era óbvio, nenhum funcionário público teria cor semelhante a musgo, ou qualquer outra coisa verde e insignificante. Daqui em diante, preciso formular melhor meus planos. Mas esse maldito funcionário tá na minha lista, mais cedo ou mais tarde, pagará caro pelo o que disse.

Enquanto botei o restante do plano em ação, alguém esbarrara em mim. - Mas que porr - Reagiria com um pequeno murmúrio. Era só um cidadão trouxa, assim como os outros. Mas aquele lunático não parou por aí. " Ele tá me comparando com frutas? " Rangia meus dentes, com a boca fechada, enquanto meu olhar se entortaria diante a fala do sujeito. - Tu me chamou de limão? - Cerraria os punhos, como reação de algo tão fútil. Se não estivesse comprometido com a missão, já teria arrancado a cabeça desse palerma fora.

E ele continuava. Aquela agitação parecia não ter fim, até que me mostrara goiabas em sua mochila. Tentaria enfiar minha mão direita o mais rapidamente possível nela, retirando uma das goiabas de lá. Com um sorriso cínico preenchendo meu rosto, diria: - E sabe o que eu vou fazer com esse saco de amoras que carrega no meio de suas pernas? - Suavemente, pausaria minha fala, estendendo a mão com a goiaba para sua frente, para que, logo em seguida, tentasse comprimisse o fruto entre meus dedos, viraria a palma da mão para cima, deixando os restos caírem no chão. - Não me venha com apelidos, ruivo desgraçado. Você pode até ter ligação com os revolucionários, mas não comigo. - Terminaria, com a cabeça levemente inclinada para cima, deixando ar de superioridade ao final de minhas palavras.  Se não conseguisse agarrar o fruto, gesticularia com o dedo médio da minha mão todo o ódio que o homem havia me causado, até então.

E então, gesticularia com a cabeça, movimentando-a para cima e logo em seguida para baixo, indicando que o acompanharia em direção ao velho Daichi. Ele pode estar mentindo, não ter relação alguma com os revolucionários, e se eu perceber isso, acabarei com ele no mesmo instante. Não consegui êxito sozinha, e duvido que esse palhaço consiga também. Mas, quando ele falhar, e eu sei que falhará, farei questão de estar presente. Com meus conhecimentos sobre furtividade, seguiria seu caminho, esgueirando-me da melhor forma possível.

____________________________________________________

Narração

– Fala –

"Pensamento"

Título

Ouça a voz da Elise:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 48
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017
Idade : 18

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyQui 28 Set 2017, 18:13

Edmund Dante e Elise Von Bernstein





A reação que Dante tivera ao trombar fora recuar alguns passos para trás e levantar as mãos vociferando em um tom alto e nervoso, espantando até mesmo quem passava na rua. Elise apenas soltou um pequeno murmúrio e em seguida rangia seus dentes com a boca fechada, enquanto seu olhar se entortava diante da fala do ruivo e o questionava cerrando os punhos como reação de algo fútil. De fato a jovem não era uma das pessoas mais belas presentes ali sua pele de cor esverdeada atiçava a curiosidade de alguns cidadãos que passavam encarando ambos. Não que o homem achava a cor da pele da jovem feia, pelo contrário ficava estonteante com a cor esmeralda inusitada da garota e o boxeador tinha certeza que a espadachim era a novata que Sara havia lhe falado. Em um tom suave e calmo o ruivo perguntava para jovem sobre o que a cor verde o lembrava, além de chama-la de limãozinho. Com os olhos vidrados, Dante descia seus olhos maviosamente por todas as curvas da garota e resolvia voltar a falar, dessa vez maliciosamente com um sorriso provocante e interpretativo falando sobre as goiabas e o que ele fazia com elas. Quebrando o clima que havia sido instaurado entre os dois o boxeador abria sua mochila sutilmente mostrando o conteúdo, as frutas que o ruivo tanto amava.

Antes que o homem pudesse fechar sua mochila, a jovem enfiava sua mão e puxava uma das goiabas. Sorrindo cinicamente a jovem falava o que faria com o "saco de amoras" entre as pernas do homem e pausando sua fala suavemente, Elise comprimia a fruta entre seus dedos da forma que só alguns pedaços sobrassem sobre a palma de sua mão que a jovem virava os derrubando sobre o chão. Terminando de falar a espadachim inclinava sua cabeça levemente para cima, deixando um ar de superioridade em suas palavras. Sem querer perder Daichi de vista o ruivo pulava as apresentações e agora falava apressadamente para perseguirem o homem em um tom claro recebendo um sinal de que a jovem concordara em segui-lo. Se pondo em direção que Daichi seguira ambos começavam a caminhar rapidamente para alcançarem o homem, entretanto uma multidão os impedia de seguir a diante - Atenção todos! vejam como o incrível Zack prevê seu futuro! um homem loiro com um pássaro em seu ombro gritava para os civis que o cercavam - Não escutem o que ele fala, é tudo mentira o pássaro ao seu lado desmentia sua fala, entretanto o loiro tampava seu bico em seguida - Cale-se! o homem colocava um pano na boca do pássaro que se debatia - Eu também sei sobre crimes e é claro pessoas desaparecidas, mas tudo tem seu preço! um sorriso aproveitador surgia em seu rosto. Nesse mesmo momento uma dupla de homens adentrava a loja, usavam roupas elegantes parecidas com as de um nobre, porém estavam longe de serem tão importantes. Agora a dupla precisava escolher entre ir atrás de Daichi, perguntar algo a Zack ou então investigar os homens que entravam na loja.
Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
King
Revolucionário
Revolucionário
King

Créditos : 24
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 13/09/2012
Idade : 19
Localização : Cisplatina

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyTer 03 Out 2017, 14:36


E enfim, conseguia causar certa estabilidade no local, apesar de toda incoerência vinda do homem ruivo. Infelizmente, a calmaria não durou muito. Antes de perceber, me via no meio de uma multidão, com uma voz masculina fazendo certos anúncios e, quando vi, parecia se tratar de um cartomante, um típico farsante. Trabalhara no circo por anos, conseguia reconhecer uma farsa quando via uma, na verdade, não era uma tarefa tão difícil desmascarar o homem, seu próprio pássaro falante entregou sua verdadeira natureza.

Era incrível, as pessoas cercavam o homem de tal maneira, que não conseguia descrever. Seja por entretenimento, ou por realmente acreditar nas palavras daquele charlatão, mas isso não era problema meu. De fato, via como o brilho no olhar das pessoas havia mudado, e com o sujeito de madeixas ruivas, a situação não havia sido tão diferente. Não podia perder uma oportunidade como essa, era o momento perfeito para importuna-lo. - Aquele loirinho parece ter mexido contigo. Dizia, de forma um tanto quanto cínica ao suposto revolucionário, tocando-lhe levemente no ombro esquerdo. - Espera um pouco, eu arranjo um dinheiro pra você falar com ele. Continuaria.

Eliminar dois coelhos com uma cajadada só. Notei a passagem de dois homens pela loja de Daichi, e o ruivo ficaria entretido com o cartomante, tempo suficiente para desaparecer na multidão e continuar com a missão. E meus conhecimentos de malandragem se provariam mais uma vez. Conforme a multidão se movimentar, buscaria acompanhá-la, seguindo o fluxo com o maior número de pessoas. Com pouco espaço e, consequentemente andando mais próximo as pessoas, abateria algumas carteiras das pessoas que passassem por perto de mim. Não só carteiras, vasculharia com meus dedos seus bolsos, buscando por qualquer coisa que pudesse valer algo. Documentos, dinheiro, metais, acumularia-os e colocaria todos em meus próprios bolsos, buscando ser discreta e olhando despistadamente para os lados, vendo se alguém além do ruivo me observava. Caso alguém notasse o movimento esquisito em suas calças, casacos, fingiria uma leve queda no chão, e logo em seguida esboçaria um semblante típico de uma garota desastrada. - Desculpa, eu tropecei e tentei segurar em você, acontece, sabe ksksks Daria uma curta risada, Deus, eu odeio fingir esse tipo de coisa, mas quando se tem uma pele verde, você deve dançar conforme a dança.

Quando conseguisse dinheiro o suficiente para o cartomante, me aproximaria novamente do ruivo, entregando o dinheiro discretamente. 30.000 berries, algo próximo isso deve ser mais que o necessário. E se não for, esse maldito pervertido completa. Com uma rápida piscadela, daria a volta no ruivo, e o empurraria na direção do cartomante. Agora, sem mais obstáculos, prosseguria com a missão. Notei o movimento de dois homens, com vestes um tanto quanto, estranhas, para uma ilha de domínio revolucionário. E estes mesmos se dirigiam em direção a loja de Daichi. Apesar de seguir na direção oposta, falar com aqueles homens, ou pelo menos observá-los, traria informações cruciais para a missão. Talvez fossem simples clientes, mas devo verificar.

Enquanto o ruivo fosse na direção do cartomante com meu empurrão, moveria-me para fora da multidão, tentando não chamar tanta atenção e caminhando, com passadas largas, para a loja de Daichi, seguindo os homens. Se já tivessem entrado no estabelecimento, esgueiraria-me ao redor, sem causar grandes ruídos, buscando observar suas ações e escutar uma possível conversa, procurando por frestas e janelas, para tal. Caso ainda não tivessem entrado, apertaria o passo, tentando acompanha-los e adentrar na loja, novamente, evitando contato com a pessoa que outrora me respondeu, e prestando mais atenção nas ações e falas dos homens.

____________________________________________________

Narração

– Fala –

"Pensamento"

Título

Ouça a voz da Elise:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Emerald Lady Strikes - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 EmptyTer 03 Out 2017, 20:03

But tell me, did you sail across the sun?




De fato a verdinha fazia parte dos revolucionários como suspeitei. Maldita novata, conseguiu quebrar todo o romance junto da goiaba. Com ela, esmagou meu coração junto. Era uma goiaba a menos no meu estoque, e de quebra uma explosão de felicidade a menos também. “Pergunto-me se ainda terei alguma até a missão acabar?” SERÁ QUE NINGUÉM CONSEGUE COMPREENDER O AMOR QUE EU GUARDO POR ESSAS BELEZINHAS? P$@A MERDA! Com um misto de tristeza e raiva latente em mim, esboçaria no meu rosto consequentemente depois que a garota esmagasse minha goiaba. Mas não estava triste por ser rejeitado, na verdade tudo que me importava ali era aquele fruto, e se ela não dá importância a ele também, nem merece meu romance.

De nervoso, iria retirar a goiaba já mordida de meu bolso em um movimento rápido, e de relance já morderia ligeiramente, ainda bravo. Iria devorar rapidamente de um modo bruto, em um ritual para não descontar a minha raiva na novata, enquanto que me depararia com o tal do incrível Zack. “Prever futuro, HAHA, que tipo de piada você é?” Só mais um caloteiro, um desses ciganos que engana essa gente que acredita em signos. Mas um pássaro falante? Viraria a cabeça para o lado e inclinaria as sobrancelhas, surpreso. – Heh, interessante. – Nunca vi um desses, mas deve ter muitos na Grand Line, nada de espetacular aqui.

No mesmo instante que o homem falasse que sabia sobre crimes e pessoas desaparecidas, virar-me-ia de imediato na direção de Zack, e com os olhos arregalados brilhando, murmuraria para mim mesmo, espantado – O QUE CÊ FALO? – Impressionado agora, essa certamente era minha chance de encontrar meus parentes. Isso não tem nada a ver com signos, os deuses estão me recompensando. ”Charlatão nada, eu que sou muito descrente.” Depois de ouvir a garota falar me encaminharia até o homem como um cachorro farejando churrasco, totalmente iludido por sua proposta fosse ela falsa ou não. Chegando até o homem, passando pelas pessoas seja desviando no caminho ou até dando leves empurradas iria falar casualmente

– Hey, quanto você faz para eu saber sobre o paradeiro da minha filha e pai? E... – Me aproximaria do homem o máximo possível, e sussurraria próximo ao seu ouvido como quem fosse falar um segredo – Sobre o velho Daichi – Feito isso, veria o preço e esperaria pela garota me trazer o dinheiro que havia falado. Se faltar algo, iria tentar barganhar, levantando ambos os braços como se estivesse me rendendo – Porra isso ai ta um roubo, fui assaltado ali na esquina e me levaram menos que isso. – Baixaria as mãos agora, esboçando desaprovação com a boca e balançando a cabeça pro lado - Coe,faz um precinho mais amigo ai – De qualquer modo, se ainda fosse caro e barganhar não desse certo teria que pegar do meu dinheiro restante também e juntaria tudo que fosse possível pra pagar o homem.

Eu me aproximava em um passe de mágica, é como hipnose, qualquer chance de encontrar minha filha agora deve ser usada. Não posso desperdiçar nenhuma oportunidade, prometi a minha mulher e a eu mesmo protegê-la a todo custo. “Por mais que esse homem talvez seja um farsante, não custa tentar. Ou custa no caso né haha” Estava ansioso para saber onde aquilo iria dar, e muito curioso, pois talvez o tal incrível Zack saiba onde eles estão, e mesmo que eu já tenha alguma ideia relacionada ao governo, não é certeza. Heh. Ouviria o homem atentamente, e também prestaria muita atenção em suas expressões faciais e corporais, coisas que indiquem nervosismo, qualquer tentativa de mentira. Movimentos inseguros, tom de voz, congruência na sua história e gesticulação, tudo.




Off:
 


Histórico do Dantão:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Emerald Lady Strikes   Emerald Lady Strikes - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Emerald Lady Strikes
Voltar ao Topo 
Página 5 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: