One Piece RPG
Em busca do Quepe - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Jack Reed
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor BlackHole99 Hoje à(s) 00:07

» Rumo à Grand Line?
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:19

» Unidos por um propósito maior
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 22:57

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 22:52

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Mazino Ontem à(s) 18:17

» Um Rugido Inicial
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Graeme Ontem à(s) 16:51

» [MINI-BlackHole] Um bom malandro
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Far Ontem à(s) 16:24

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 14:36

» Faíscas da Revolução
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor ArcenioStorm Ontem à(s) 08:22

» Phantom Blood
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Licia Ontem à(s) 05:22

» [MINI - Masques] A far off dream
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Masques Ontem à(s) 02:57

» [Ficha] Jin Ryuji
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Kallieel Ontem à(s) 02:03

» O Sapo Mágico
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 02:03

» A justiça não é cega!
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 00:04

» Cap.2 - O caminho de sangue
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Sex 29 Maio 2020, 18:25

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Sex 29 Maio 2020, 17:49

» Akira Suzuki
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Ceji Sex 29 Maio 2020, 14:53

» II - Eternas Ondas
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Mephisto Sex 29 Maio 2020, 11:21

» Jhonathan Wolf
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Gyatho Sex 29 Maio 2020, 11:08

» Al mare!
Em busca do Quepe - Página 2 Emptypor Fanalis B. Ria Sex 29 Maio 2020, 07:21



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Em busca do Quepe

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQua 30 Nov 2016, 19:33

Relembrando a primeira mensagem :

Em busca do Quepe

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Elliot Irwin. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Elliot Irwin
Civil
Civil


Data de inscrição : 20/11/2016

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQua 21 Dez 2016, 16:39

Elliot estava indo se indicar para um cargo de faxineiro em um estabelecimento quando viu um senhora com dificuldades de colocar um cartaz, foi em direção a senhora e ofereceu ajuda, a mesma pareceu ficar bastante feliz com a ajuda, e ao lhe dizer que suas mãos estavam fracas e trêmulas, o médico se sentiu como se tivesse feito uma importante missão para a marinha, pois apesar de ser um simples ato, foi o suficiente para ajudar uma pessoa necessitada.

Elliot pretendia ajudá-la e ir até o estabelecimento para que pudesse ganhar o dinheiro que estava precisando, mas não foi possível já que a senhora insistiu tanto para que entrasse e tomasse um chá com ela que o médico não pôde recusar. Apesar do contratempo, não poderia deixar de sorrir, a mulher falava bastante, mas mostrava um grande sorriso, como se não houvesse ninguém para conversar por um bom tempo.

O mesmo se distraiu um pouco, então não conseguiu acompanhar tudo o que a senhora lhe falar, mas ela disse uma coisa que lhe deixou bem curioso e chocado, ela disse ter a habilidade de fazer as pessoas lembrarem de coisa a muito esquecidas.

Elliot pensaria rapidamente e descobriria que com a habilidade da senhora poderia lembrar do seu passado, nunca conseguira acessar nenhuma memória anterior aquela estranha fuga.

- Eu gostaria sim, por favor. - Diria Elliot querendo mais um pouco de chá para se acalmar. - É uma boa habilidade, qualquer pessoa ficaria orgulhosa dela. Eu gostaria de pedir se não for muito incômodo, se a senhora não poderia usá-la em mim, quando eu era mais novo, aconteceu alguma coisa e não lembro de mais nada antes disso. - Pediria olhando seriamente para a senhora.

Bebendo mais um pouco do chá, Elliot se sentou para esperar uma resposta da senhora.


Fala Elliot

Objetivos Gerais:
 

off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felicity
Membro
Membro
Felicity

Créditos : Zero
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Data de inscrição : 28/11/2016

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQui 22 Dez 2016, 11:04



– Então você tem problemas de memória, meu filho? Que coisa horrível de se viver! Claro, claro, podemos tentar fazer algo. Afinal, você me ajudou. Mas não hoje. Preciso preparar o ambiente, tem anos que não faço isso... E você precisa de um acompanhante. Não pode fazer isso sozinho, tem que ter alguém para te ajudar quando lembrar de coisas que talvez deveriam ficar esquecidas! Estou tão animada! Vamos, vamos, quero preparar tudo! Volte aqui amanhã!

E, entre passinhos animados, trêmulos e pequenos, o homem foi expulso dali pela velhinha empolgada. Novamente, a rua estava à sua frente. No entanto, já estava escurecendo e um grupo de homens mal-encarados ficaram o olhando por longos minutos, depois voltaram a conversar. Eram quatro, todos bem fortes e altos, com as roupas de inverno que aquela ilha exigia.

A maioria das lojas parecia ter fechado, podendo ver movimentação apenas no bar, onde as pessoas bebiam, cantavam, dançavam e se divertiam. Também era possível ver uma luz na costa onde o barco da Padmé estava ancorado, caso Elliot olhasse naquela direção. Havia uma pequena luz no hospital, indicando que ele está funcionando caso tenha alguma urgência, mas não havia qualquer movimentação lá dentro.  Qual seria a escolha de Elliot dessa vez?

Histórico do Ayrtonmanso1369:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Elliot Irwin
Civil
Civil
Elliot Irwin

Créditos : 12
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/11/2016
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQui 22 Dez 2016, 14:18

Depois de terminar seu chá e escutar a resposta da senhora, Elliot ficou feliz por poder recuperar suas memórias, mas ficou um pouco decepcionado por não poder realizar o procedimento naquele momento, e acabou sendo expulso da biblioteca para que a senhora pudesse arrumar o local para que sua memória fosse restaurada, ela lhe disse para voltar no dia seguinte e trazer com ele uma pessoa para o acompanhar.

Ao sair da biblioteca, Elliot pôde ver que o céu já estava escurecendo, desanimou-se pelo fato de que a chance de conseguir a vaga no estabelecimento para virar um faxineiro e conseguir o dinheiro para navegar até Wars Island. Mas enquanto ficava perdido e seus pensamentos na porta da biblioteca, por conta da noite que rapidamente se aproximava, o frio aumentava cada vez mais, ao sentir o frio se intensificando, o médico acordou. Viu quatro homens lhe olhando fixamente, ele se manteve firme, pronto para qualquer problema que viesse a ocorrer, mas felizmente não foi preciso fazer nada já que depois de um tempo os homens voltaram a alguma conversa que Elliot não tinha interesse.

Olhando as lojas, a maioria estava fechada, pensando não conseguir nada, o médico se sentiu triste, mas viu que havia o bar aberto com uma boa movimentação, na costa havia também uma luz, que era proveniente do barco de Padmé e por fim havia uma luz no hospital, mas não havia nenhuma movimentação do mesmo.

Seu ofício estava lhe chamando bem alto em sua mente, mas Elliot iria ver que por não haver qualquer movimentação no hospital, dificilmente conseguiria alguma coisa lá, lembraria que tinha dito a Padmé que voltaria ao barco pela noite, mas precisava do dinheiro, então decidira que o melhor para si seria ir até o bar. Se chegasse no bar sem problema algum, entraria no mesmo e iria até o barman.

- Boa noite, eu gostaria de saber se vocês tem alguma vaga para trabalhar por aqui? - Diria Elliot para o barman.

Caso não conseguisse nada no bar, ele iria até o hospital e procuraria alguma pessoa e lá faria a mesma pergunta, caso também não conseguisse nada novamente tomaria seu caminho em direção a costa para voltar ao barco de Padmé. Se conseguisse o trabalho em algum dos outros lugares, abriria um sorriso e esperaria alguma indicação do que fazer.

Objetivos Gerais:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sonho de Consumo:
 


Objetivos Futuros:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQua 28 Dez 2016, 17:51

Todos em geral costumam ter momentos em que distraem-se de seus focos. Alguns mais que outros. Para Elliot, tudo que havia até então visto era diferente do que realmente acontecia. Motivo: Simples, ainda não acostumado com aquela civilização demorou certo tempo para de fato entender como a vida era por ali.

Ao chegar na ilha encontrou-se com uma jovem navegadora em uma espécie de porto, e depois de andar alguns poucos metros por uma pequena estrada chegou a um amontoado de iglus, onde ajudou uma velha moradora local a colocar um novo bloco de gelo que havia quebrado em sua casa.

Não haviam bairros, afinal aquela era uma ilha tão minúscula que algo assim seria praticamente inviável. Haviam apenas 2 km³ de ilha, de um ponto privilegiado e com uma visão acima da media não deveria ser difícil enxergar uma extremidade da outra.

As “casas quentes” eram padronizadas, todas iguais, feitas de neve e gelo. Iglus que apenas eram distintos por uma placa de identificação em alguns casos, e em outros por pequenas irregularidades quanto ao formato. Não eram muitos, mas haviam alguns que tinham um design mais ousado e excêntrico.

Uma destras construções mais peculiares, possuía uma placa com os dizeres: “O Bar”. Era um iglu um pouco maior do que a maioria. Entrando lá Elliot encontrou-se na companhia de míseros outros 5 homens. Um deles atrás de um balcão de madeira com algumas bebidas no mostruário. Era um bar pequeno como já dito. Além do balcão haviam apenas duas mesas e uma porta para os fundos. Visto como viviam, provavelmente sua casa aos fundos da loja.

As bebidas expostas eram de grande maioria desconhecidas. Rótulos feitos a mão, embora houvesse algumas que parecessem ter uma qualidade melhor. Os quatro homens presentes estavam distribuídos em duplas. Uma na mesa da direta. Outra no balcão, todos sorridentes conversando amigavelmente entre os cinco.

A forma que se vestiam era também semelhante, roupas pesadas de frio como todos os outros na ilha, e sem exceção, os cinco tinham barbas grossas e compridas. – Bem-vindo. - cumprimentou alegre o balconista. Mas fez logo uma expressão mais tristonha ao ser perguntado a respeito de trabalho. – Embora seja pacifico por aqui, os negócios não andam nos melhores dias. Não tenho como contratar um novo funcionário.

Abriu novamente e pegou um dos copos e encheu-o com um liquido âmbar até a metade. – Mas ao menos posso lhe pagar uma bebida. Fique à vontade, você está tremendo. – E de fato estava, de forma inconsciente.

O frio da ilha era intenso. Sem roupas apropriadas qualquer um passaria por problemas. Se prestasse um pouco de atenção Irwin notaria estar com as mãos dormentes e avermelhadas com os dedos já um tanto azulados. Como medico sabia que se prosseguisse daquela maneira os resultados poderiam ser catastróficos. Mas ainda eram reversíveis, apenas precisava de roupas quentes.


OFF: Então. As coisas vão mudar BASTANTE. A Felicity talvez não tenha lido a descrição da ilha, pois ela deu uma descrição bem diferente enquanto te narrou. Vai haver BASTANTE estranheza a principio mas acho que vai dar tudo certo bro Em busca do Quepe - Página 2 3997999705

Ah sim. A velha vai ser uma xamã e vai poder fazer a parada de ver suas memorias ou algo do tipo ainda.

Pequenas Dicas:
1 - Até agora tu ainda não demonstrou nenhum sinal de compulsividade. Sendo que a sua é bem “simples” de cumprir.
2 – Não foque tanto no que aconteceu no post passado. Pode reescrever no seu ponto de vista, mas não precisa dar tanta atenção na maioria das vezes, torna os posts mais cansativos de se ler.
3 – Isso é completamente pessoal. Se importa em por a imagem na sua assinatura em spoiler? To nem aí!
4 – Vai aparecendo mais coisas com o passar do tempo.

Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elliot Irwin
Civil
Civil
Elliot Irwin

Créditos : 12
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/11/2016
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQua 28 Dez 2016, 23:26



Elliot Irwin

Depois de dar uma boa olhada naqueles iglus, que pareciam dar algum conforto perante o frio intenso que fazia naquele momento na ilha, Elliot virou-se em direção a um outro iglu, que se diferenciava dos outros pelo tamanho, já que sendo um bar o mesmo era maior do os iglus utilizados como moradia.

Ao entrar, Elliot pôde ver que dentro do estabelecimento haviam apenas 5 homens, um que ficava atrás de um balcão de madeira e uma variedade de bebidas atrás de si, e os outros quatro estavam espalhados nas outras duas mesas e no balcão que haviam naquele pequeno bar, aquela quantidade era compreensível devido a hora do dia que era naquele momento. Todos os homens tinham o aspecto bem parecido roupas grossas para protegê-los do frio e barbas grossas e compridas, após o cumprimento do médico e do balconista, o forasteiro lhe perguntou sobre alguma vaga para trabalhar no local, mas devido os negócios da ilha não estarem muito prósperos, o jovem não conseguiu algum emprego, mas pôde finalmente descobrir sobre o frio daquela ilha, o que não havia percebido antes devido a sua distração, o que poderia lhe causar danos mais danos, visto que já chegara ao um estado de hipotermia, por sorte o mesmo era médico e sua hipotermia era leve, então se conseguisse uma roupa que pudesse lhe estar poderia se recuperar.

Elliot aceitaria a bebida oferecida anteriormente pelo barman daquele bar, e usando suas mãos, esfregaria-as nos dois braços, buscando um pouco de calor para depois então se virar novamente em direção ao barman, que provavelmente estaria pondo-lhe a bebida e pediria. - O senhor pode me arranjar alguma parecida coma que está vestindo? Estou precisando aquecer meu corpo. - Pediria Elliot, passando a mão pelos cabelos, procurando se acalmar, devido a sua ira consigo mesmo pelo vacilo que cometera anteriormente. Se fosse lhe negado a roupa diria ao mesmo que tinha dinheiro e poderia lhe pagar pela roupa. Se não conseguisse a roupa com o barman, tentaria pedi-la a algum dos outros homens, fazendo a mesma oferta feita.

Após conseguir a roupa, terminaria a bebida que lhe fora posta e agasalhado corretamente, sairia daquele iglu, passou a mão pelos cabelos procurando pensar melhor sobre o que faria naquele momento, e decidiu que procuraria pela estrada que viera e a seguiria, andando até o barco onde Padmé havia lhe oferecido um lugar para ficar. Se a encontrasse ainda fora do barco, a cumprimentaria e falaria a mesma sobre os acontecimentos ocorridos com a senhora que havia lhe oferecido uma oportunidade de reaver suas memórias perdidas, e não contendo sua curiosidade, lhe perguntaria sobre o que seriam os papeis que estava mexendo mais cedo, quando se encontraram na primeira vez. Caso não encontrasse a mesma, tentaria chamá-la para ver se estaria dentro do barco e lhe diria a mesma coisa caso encontrasse-a fora do barco, em qualquer um dos casos, agradeceria-a por lhe deixar passar a noite no barco.

Se a navegadora não escutasse seu chamado ou não estivesse no barco, andaria de volta até a pequena "cidade", que nada mais era um amontoado de iglus, e tentaria ver com alguma pessoa se poderia lhe conceder algum lugar para passar durante aquela noite gelada.

Objetivos Gerais:
 

______________________________________________________________________________________

Obrigado pelas dicas, principalmente sobre a narração, me ajudou bastante, acabei não lendo também a descrição da ilha [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.].

Tinha esquecido sobre a parte da compulsividade  e fiz como você sugeriu, pus a imagem em spoiler [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

De qualquer forma, obrigado

Obs: Pensei melhor sobre e mudei as perícias que queria aprender
thanks juuub's @ cp!  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sonho de Consumo:
 


Objetivos Futuros:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQui 29 Dez 2016, 02:27

Ainda no bar. Enquanto aproveitava sua bebida o médico pedia por agasalho ao dono do local. Segundo ele havia um par de roupas usadas que ele concordava em fazer por 2 mil. Um preço um tanto quanto baixo. Mas que ainda assim Elliot poderia se ver tentando a recusar por quaisquer que fossem seus motivos.

Do contrário. Uma vez que o valor fosse pago, ele vestisse roupas apropriadas para o frio iria retornar até a rua. Era um casaco de pele longo, surrado e antigo. Era quase imperceptível, mas se aproximasse o nariz poderia sentir um leve cheiro a mofo. Mas nada que uma lavagem não pudesse resolver.

Seguindo por um caminho breve voltou até onde encontrou a navegadora que estava terminando de arrumar e guardar os mapas dentro do barco. Em uma breve conversa ele comentou sobre a necessidade de companhia durante o ritual onde a idosa havia prometido respostas sobre o passado. – Claro, eu posso ajudá-lo. – Respondeu com um sorriso. – Podemos ir pela manhã? Durante a tarde chega o grupo que comentei antes e no dia seguinte já podemos seguir com a viagem. – Ela temeu um pouco e esfregava os braços através das vestes. – Está frio, quer entrar? – Ela olhou em direção ao navio e então ao rapaz. Por um breve momento ele poderia ter a impressão de ter visto seu rosto ficar avermelhando. Mas não era possível ter certeza.


OFF: Cara, dá uma olhada na tua ficha e pensa com calma que pericias quer aprender. Se ainda quiser essas duas me fala no próximo post Em busca do Quepe - Página 2 3997999705

E outra, quando tiver narrando eventos passados é desnecessário mencionar o assunto do post detalhadamente sendo que eu mesmo acabei de escrever. Quando estiver fazendo uma recapitulação do post tente focar no seu personagem e nas reações dele, não as informações.
(Eu não sei se ficou complicado de entender isso.)

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elliot Irwin
Civil
Civil
Elliot Irwin

Créditos : 12
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/11/2016
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQui 29 Dez 2016, 05:03



Elliot Irwin

Foi com surpresa que Elliot aceitou o preço de ฿2.000, pois o preço estava bem baixo, mesmo que o agasalho já estivesse bem gasto, o que só demonstrava o quanto os negócios locais iam mal. Fora do iglu, o mesmo se pôs a caminho do barco onde dormiria a princípio,ao chegar lá encontrou a navegadora. Em uma rápida conversa conseguiu com que ela lhe acompanhasse no dia seguinte durante o processo de restauração de sua memória, descobriu também que os companheiros dela chegaria no dia seguinte e no outro dia poderia ir até Wars Island, para que o médico enfim pudesse começar sua carreira na Marinha, o que o deixou feliz, já que não precisaria ficar muito mais tempo tendo que aguentar o frio terrível que pairava sobre a ilha.

Pouco depois, Padmé sentindo o frio, que começava a piorar, convidou-o para entrar no barco, o jovem que estava distraído pensando sobre seu futuro, concordou com a mesma e entrou no barco. Dentro da embarcação, Elliot, não contendo sua curiosidade, olharia em volta, observaria toda a estrutura do barco, tentando ver se havia ornamentos, cores, enfeites ou quadros, e por fim  esperaria que a navegadora lhe indicasse o local onde passaria a noite.

Quando acordasse, Elliot iria ao banheiro para realizar suas necessidades, e depois andaria pelo barco, procurando qualquer pista sobre o paradeiro da navegadora. Caso a encontrasse, tentaria acordá-la gentilmente, mas devidamente alerta, para que não sofresse nenhum ataque caso a mesma lhe atacasse achando que estava tentando fazer alguma coisa com ela. Se não fosse possível encontrá-la, o jovem iria pôr seu agasalho, que comprara no dia anterior, e iria para a parte externa do barco, e ao chegar, procuraria um local onde pudesse sentar para poder aproveitar o leve frio que provavelmente estaria fazendo naquela manhã e também para esperar que Padmé aparecesse.

Quando a encontrasse, Elliot iria lhe dizer que precisariam comer algo e depois ir até o iglu da senhora para poder realizar o processo de sua recuperação da memória. Os dois tomariam o desjejum no barco se houvesse algo, se não iriam para a pequena "cidade" para comer alguma coisa, ao chegar lá, procurariam algum estabelecimento onde poderiam comer. Depois de alimentados, os dois seguiriam até o iglu da senhora, e ao chegar, bateria na porta e esperaria a porta ser aberta, para assim poder cumprimentar a xamã que ajudou no dia anterior.

- Bom dia senhora. Como prometido voltei hoje com uma acompanhante para que pudéssemos começar o processo de recuperação da minha memória. - Diria Elliot sorrindo cordialmente.

Elliot

Objetivos Gerais:
 


--------


Vi depois que já tenho as perícias que falei antes [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

E também nem me liguei nessa parte da narração [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Mas espero estar melhorando [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

thanks juuub's @ cp!  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sonho de Consumo:
 


Objetivos Futuros:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptySex 30 Dez 2016, 03:43

Acompanhando Padmé até o barco o médico se viu em uma embarcação simples. Haviam apenas dois quartos em todo o barco, o da navegadora e um para o hospede, haviam diversas redes e alguns baús pelo quarto, todos vazios, mas disponíveis para caso ele tivesse algum pertence para deixar por ali. Haviam ao todo, outras 3 redes que passaram a noite vazias.

Na manhã seguinte. Acordando cedo ele vestiu suas roupas e uma vez realizadas suas atividades matinais foi até o exterior do barco onde encontrou-se com a navegadora que olhava concentrada para o vasto oceano na extremidade frontal do navio. Ela demorou a notar a presença de Elliot e até mesmo se assustou quando o fez. – Não vi você ai. – Disse ela sem jeito.

Havia uma refeição pronta na cozinha, feita pela própria navegadora. O gosto não era nada especular, mas servia muito bem para encher um estomago vazio. Concluindo o desjejum que não se prolongou por muito tempo, foram até o iglu da noite passada onde a velha senhora o aguardava do lado de fora. – Acordando só agora? Bando de jovens preguiçosos. – Pelo visto ela havia acordado muito mais cedo do que qualquer um. Mas ainda assim ela aparentava um bom humor e um sorriso fazendo parecer uma piada.

Entrando em sua morada havia um tapete no chão e todo o espaço do local havia sido aberto para o ritual. Ervas estranhas estavam em potes distribuídos pela sala, alguns deles com ervas em brasa exalando uma fumaça com cheiro incomum, embora possuísse conhecimentos medicinais não era capaz de identificar de nenhum meio as ervas usadas.

- Bom, deite-se aqui. – Disse ela apontando para o tapete onde sentou-se sobre os joelhos deixando as coxas livres. – Coloque sua cabeça aqui. – Disse. Uma vez que as instruções fossem seguidas, ela iria molhar as mãos com uma bacia com água e também ervas desconhecidas. Após isto colocaria as mãos entre os olhos e orelhas do médico. – Segure a mão dele. – Diria a garota antes de começar a realizar uma espécie de reza em um idioma incompreensível.

Ouvindo-a entoar o canto por um tempo que parecia passar de forma inconsciente, a princípio Elliot sentia-se estranho. A visão da fumaça que começava a cobrir o local parecia embaçar seus sentidos e antes que ele percebesse seus olhos iriam se fechar, seu corpo iria adormecer e então ele se via em um local tomado pela escuridão.

Estava flutuando no nada, até que pouco a pouco a escuridão em sua volta começava a sumir e ele se via em um local diferente...


Histórico:
 

OFF: Você vai ser livre pra narrar sua “visão”. Tudo que você ver DE FATO ACONTECEU. Por isso é um evento do passado, qualquer parte que você bem entender, apenas narre uma memória. E no meu próximo post você vai acordar. Quanto a memória eu gostaria que não fosse nada muito explicito e sim algo mais fragmentado, mas se quiser fazer ela bem descrita ai é contigo.

Quanto a sua narração vamos ir trabalhando ela ao longo dos posts. E quanto a informações, você tenta obter um pouco demais. Eu sou o tipo de narrador que não da tantas informações que não vão me parecer uteis.
Outra coisa, eu prefiro que quando você disse que vai falar com os NPCs coloque a fala. As vezes vai ser desnecessário quando for pra adquirir uma informação mais simples tipo uma loja. Mas quando é uma conversação com um NPC que você já está tendo uma certa intimidade é bom aproveitar pra tentar desenvolver uma relação e assim dar mais profundidade pro seu personagem.

Mas eu estou chapado enquanto escrevo estes comentários, então eles podem parecer sem sentido ou desconexos. I have my own problems, sorry bro.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elliot Irwin
Civil
Civil
Elliot Irwin

Créditos : 12
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/11/2016
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptySeg 02 Jan 2017, 13:23



Elliot Irwin


Taking my Memory Back

Ao abrir seus olhos no dia seguinte a sua chegada em Ferdinand Ice Island, Elliot sentiu-se extremamente agradecido pelo calor que envolvia seu corpo, já que tivera um princípio de hipotermia, o que era de certa forma preocupante, aquele não poderia ser o local de sua morte de maneira alguma, havia pouco tempo desde que decidira que seguiria seu sonho, não podia deixar que um descuido seu fizesse com que esse sonho fosse arruinado. Assim que tomou consciência do que deveria fazer, levantou-se e foi ao banheiro, realizou suas atividades matinais e partiu para a parte externa do barco para encontrar com Padmé.

Ao chegar lá se encontrou com a navegadora, que parecia estar perdida em meio a seus devaneios, vendo a mesma, o jovem médico pensou em como poderiam ser os companheiros dela, esperava que nenhum deles lhe causasse problemas para embarcar, mas aquilo era um pensamento para um outro momento. Esquecendo sobre isso, ele chamou a navegadora, que obviamente tomou um susto por não ter sentido o mesmo se aproximar, então ela disse que havia algo que pudesse comer na cozinha do navio. Elliot foi rapidamente para a cozinha comer o que lhe esperava, já que estava ansioso para acabar com aquele procedimento, mas mesmo praticamente engolindo a comida que tinha sido posta à sua frente, o jovem teve tato suficiente para agradecer à jovem que havia lhe deixado algo sem mesmo parecer preocupada em lhe pedir algo em troca.

Depois disso, os dois seguiram em direção ao iglu onde seria feito o ritual de recuperação das memórias de Elliot. O jovem ainda estava ansioso e nervoso com isso, então constantemente passava sua mão direita sobre o cabelo para tentar aplacar seus sentimentos negativos, e por alguns  momentos conseguia, mas para os mesmos voltarem logo a seguir. Ao chegarem no iglu, a senhora, que por sinal era uma xamã, os recepcionou com uma pequena piada, que o mesmo resolveu ignorar e lhe deu um cumprimento normal. A senhora mandou-os entrar, e foi ai que o médico percebeu o motivo de ter que esperar o dia virar para que o ritual pudesse enfim ocorrer, já que o interior do iglu parecia pertencer a outro deles, por sua estrutura estar bem diferente, mas não pôde observar com clareza o ambiente, já que a senhora mandou se deitasse e pusesse sua cabeça em suas pernas, ao mesmo tempo que Padmé segurava suas mãos a pedido da xamã.

Quando a mulher começou a falar algo em uma língua que o mesmo não pôde compreender, sua visão começou a embaçar, como se algum tipo de fumaça penetrasse seus olhos, mas Elliot não pôde pensar sobre, já que logo após isso, algo muito estranho lhe aconteceu, ele sentiu sua mente deixando seu corpo e passando a flutuar pelo cômodo em que se encontrava, quando seu corpo foi sugado diretamente de volta ao seu corpo, mas ao se chocar com o mesmo, uma escuridão tomou conta de tudo e Elliot não pôde ver mais nada.

O jovem médico com medo de ter perdido sua visão começou a se desesperar, foi nesse momento que algumas luzes apareceram, mas as luzes não ficaram, apareciam por um momento e desapareciam, isso durou bastante tempo na visão do mesmo, já que não poderia determinar quanto tempo aquele fenômeno durara ou duraria. Então do nada tudo se apagou novamente, Elliot já estava começando a achar que a xamã tinha lhe dado algum tipo que alucinógeno quando algo fora de sua compreensão aconteceu, como num telão uma imagem de um bebê apareceu, além da visão privilegiada, os sons saíam naturalmente, era como se ele estivesse presente na própria cena.

Mas infelizmente o evento não durou muito, logo depois a imagem se apagou e foi substituída por outra, um pequeno bebê andava sem rumo, ele deveria ter cerca de dois anos, mas não parecia perdido, estava apenas se divertindo com um enorme sorriso no rosto, quando se virou para dois adultos, um homem de cabelos negros e ondulados com um sorriso gentil no rosto, e ao seu lado uma mulher de cabelos lisos e da mesma cor que o homem e olhava para o bebê de uma que se não fosse apenas uma criança, poderia ser possível dizer que estava apaixonada, o que levou Elliot a deduzir que estes seriam os pais da pequena criança.

A cena se apagou novamente, e quando voltou a aparecer, a criança já tinha seus 5 anos, e ao olhar bem todos os traços daquela criança, ele foi capaz de perceber que se tratava dele mesmo, ainda não podia dizer com exatidão o motivo daquilo não ser um filme completo de sua memória perdida, e sim apenas alguns flashes isolados. Mas não podia pensar naquilo naquele momento, já que teria que ter uma atenção dobrada em cima dos acontecimentos para poder entender o que exatamente ocorreu antes de sua mente ser apagada. E voltando sua atenção para o "telão", ele pôde ver a si mesmo correndo em direção a uma casa e adentrar na mesma, lá dentro chamou seus pais e lhes mostrou um pequeno projeto de barro que construíra, parecia apenas barro acumulado, mas o jovem insistia que aquilo era um navio de guerra, e ficou irritado por acha que seu pai não acreditava nele.

-É um navio de guerra, como você não consegue reconhecê-lo pai? Está zombando de mim? - Perguntou com raiva o pequeno Elliot.

- P-P-Por favor, não atire contra a gente, se não vamos morrer. - Disse o pai, fazendo uma encenação, o que arrancou uma bela gargalhada de seu filho e fez com que sua mulher respirasse aliviada, já que achou que os dois teriam uma briga.

Mas nesse momento, a imagem trocou novamente. Dessa vez, não havia qualquer tipo de felicidade na expressão do menino Elliot, muito pelo contrário, parecia estar com medo e assustado, o mesmo continuou correndo até chegar em casa, e já chegou gritando.

- Mãe, Pai, precisamos nos esconder, tem tiro... - O pequeno travou sua fala em uma cena que chocou até mesmo o Elliot adulto que assistia a cena, sua mãe jogada no meio da sala com um buraco na sua testa, de onde saía muito sangue e próximo a ela estava seu pai, ao menos seu corpo, já que sua cabeça estava jogada a cerca de um metro para longe do corpo. O pequeno começou a chorar e tentou se virar para correr, quando o Elliot adulto escutou o barulho de uma pancada com um taco de baseball e a cena voltou a se apagar.

Quando a cena voltou a aparecer, o garoto estava em uma prisão, usava inclusive roupas que deixavam bem claro o que ele era. Ele estava deitado em uma cama de pedra que ficava encostada em uma parede, quando um homem o chamou, ele tinha cabelos castanhos longos, uma barba pequena que passava pelo seu maxilar e queixo, além de uma cicatriz que vinha desde acima de sua sobrancelha esquerda até quase a base do seu maxilar esquerdo.

- Oe moleque, como vão os preparativos para nossa fuga? - Perguntou o homem misterioso.

- Já disse para não me incomodar, Baldstan. O plano já está formado, só precisamos esperar pelo momento certo para escaparmos desse inferno. - Disse Elliot sério, passando a mão direto pelo cabelo, mas com uma inabalável determinação.

Depois desse rápido diálogo, a cena mudou, quando voltou, a primeira coisa a ser percebida era o som de uma sirene tocando, o que demonstra que eles já tinham fugido, não tinha sinal algum daquele homem chamado Baldstan com quem o Elliot da memória conversara anteriormente. Quando o mesmo olhou para trás ao ouvir um barulho de um disparo, mas quando voltou a olhar para frente tropeçou em algo e a última coisa que viu foi sua cabeça indo em direção a uma pedra, quando tudo apagou e Elliot perdeu a consciência.

Quando sua consciência voltou, sua cabeça doía, provavelmente pelas memórias que foram retomadas, ele ainda se encontrava na mesma posição de antes do ritual ser iniciado, e ainda estava um pouco confuso.

- Quanto tempo se passou desde que eu apaguei? - Perguntaria Elliot com certa dificuldade para as duas mulheres que o acompanhavam naquele momento.

Elliot
Elliot Memória
Pai de Elliot
Baldstan


Baldstan:
 

Objetivos Gerais:
 

---------------

Acabei seguindo a sua dica de não por a memória completa, ma estive pensando em ele ter algumas outras visões durante os posts mais a frente, como uma dor de cabeça seguida por um pequeno flash, fazendo ele aos poucos recuperar toda a memória perdida.

E vou tentar aproveitar melhor a relação com os NPCs como você disse.

OBS: Pus mais dois objetivos para a aventura, para poder me encontrar com outros players na próxima aventura.

thanks juuub's @ cp!  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sonho de Consumo:
 


Objetivos Futuros:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQua 04 Jan 2017, 18:57

Algum tempo passou-se. Elliot permaneceu deitado tendo visões do que parecia ser uma parte do seu passado, embora as memorias não pudessem ser claras o suficiente para que ele de fato lembrasse da infância, era capaz de tirar algumas conclusões do que havia visto. Quando finalmente acordou estava suado e ofegante. A cabeça latejava um bocado, mas não parecia nada preocupante.

- Você dormiu por duas horas. – Respondeu a velha. – Tudo bem com você? – A navegadora parecia preocupada. – Você ficou murmurando algumas coisas sem sentido por um tempo. Fiquei preocupada. – A velha de imediato deu uma gargalhada. – Não se preocupe, é sempre assim, eu diria até que ele respondeu bem.

Ela estava sentada em uma poltrona agora, uma vez que não precisava dar tanta atenção ao jovem médico. – Parece que conseguiu ver alguma coisa. Algo de útil? – Uma vez que Elliot escolhesse ou não contar sobre sua visão, seria aconselhado pela senhora quanto aos próximos movimentos. – Bem, esse ritual acaba sendo desgastante ao paciente, infelizmente não posso realiza-lo uma outra vez tão cedo. Tome um pouco mais de cuidado hoje e descanse bem. A cabeça ainda deve doer por mais algumas horas, mas amanha você já vai se sentir novo.


Histórico:
 
OFF: Então, basicamente você tem amnésia, uma DESVANTAGEM. Segundo o sistema é relativamente simples ganhar uma nova desvantagem, mas extremamente difícil perder uma. A ideia que eu tinha nesse post era só fazer você ter fragmentos de memoria, nada que fosse muito descritivo, tal como nomes ou localizações. Pra ser honesto eu meio que passei os olhos só na cena por que não é importante pra mim como narrador saber desse tipo de coisa, afinal, apenas o seu personagem viu isso, nada mais nada menos.

Não prefere que eu te encaminhe direto pra Loguetown? Lá Tem um QG tbm pra você se alistar e já vai ficar perto do farol pra uma próxima aventura.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elliot Irwin
Civil
Civil
Elliot Irwin

Créditos : 12
Warn : Em busca do Quepe - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/11/2016
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 EmptyQui 05 Jan 2017, 01:46



Elliot Irwin

Depois de acordado e ser informado que se passaram duas horas durante o tempo que Elliot recuperava uma parcela mínima de suas lembranças, perdidas à muito. Mas infelizmente o que vira não foi suficiente para poder saber tudo o que se passou com ele durante sua infância, já que sabia que havia muita coisa a ser descoberta. O médico ficou envergonhado ao saber que dissera coisas estranhas durante o tempo que ficou em transe, mas depois se surpreendeu ao saber que Padmé se preocupara com o mesmo, já que nunca esperara que isso pudesse acontecer, a velha xamã disse que era uma reação normal.

- Não se preocupe Padmé, estou bem fora essa dor de cabeça. - Disse Eliot sorrindo para a navegadora. - E senhora, essa pode ser uma reação normal, mas me preocupa muito saber que tais coisas aconteceram comigo involuntariamente. - Disse dessa vez se voltando para a senhora que o ajudara.

Ao ser questionado se recebera alguma informação útil, Elliot pensou alguns segundos se deveria responder a verdade ou contar uma mentira, já que o que vira somente dizia respeito a si mesmo, mas pela senhora tê-lo ajudado e não serem informações muito secretas, resolveu que poderia confiar tanto nela, quanto na navegadora que estava presente.

- Não recuperei muitas memórias, mas pude entender e lembrar de algumas coisas, como o rosto tanto do meu pai e da minha mãe, da morte de ambos, e um pouquinho da minha infância. - Disse Elliot, com um sorriso meio desanimado por lembrar da morte dos pais.

A senhora lhe disse para que tivesse cuidado , já que o ritual era desgastante para quem o recebe, no caso Elliot, e que a dor de cabeça ainda duraria algumas horas a mais, e que se quisesse ter outra sessão, deveria esperar até o dia seguinte. Elliot sabia que não teria esse tempo todo, então decidiria descartar fazer outra sessão daquela.

- Eu lhe agradeço pela oportunidade minha senhora, mas não poderei fazer outra sessão dessa, amanhã eu irei partir da ilha, então não tenho tempo para fazer. Mas de qualquer forma, muito obrigado, essa sessão de hoje já me ajudou bastante. - Disse o médico para a senhora, se curvando levemente para demonstrar respeito. - Vamos Padmé? Eu quero tentar comer alguma coisa antes de chegarmos ao barco, essa dor de cabeça está me matando, preciso dormir um pouco quando chegar no barco. - Disse para a navegadora desta vez.

Quando saísse pela porta do iglu, Elliot iria olhar para o céu e passaria a mão pelo cabelo, pensando que agora que conhecia parte de seu passado, sentia-se mais motivado ainda de entrar para a Marinha, aquele incidente com seus pais lhe fizera querer buscar a justiça, para que nenhuma criança passasse pelo que o jovem médico passara. E num ato de impulsividade, o mesmo gritou para os céus. - A Justiça sempre prevalecerá!!

Elliot


-------------------


Objetivos Gerais:
 

OFF: Para ser sincero, ainda falta bastante coisa sobre as memórias perdidas que eu pensei em por, mas como eu disse antes, estava pensando em pôr as lembranças, em forma de flashes que passariam pela cabeça dele em um acesso de dor de cabeça, seria flashes rápidos, mas ao longe de um bom tempo, ele associaria os flashes com as lembranças e assim iria recuperar toda a memória perdida, mas isso demora, como dito que as desvantagens são difíceis de perder.

Agora sobre ir para Loguetown, Eu pretendo ir para lá no final da aventura, porque vou me encontrar lá com alguns Players, e pelo que me disseram, se eu fizer a missão de admissão e um outra missão, eu já posso ser promovido para Sargento, e também me disseram que eu poderia ir para essa patente na primeira missão, então se possível, eu gostaria de fazê-los  Lulzsec


thanks juuub's @ cp!  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sonho de Consumo:
 


Objetivos Futuros:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Em busca do Quepe - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Em busca do Quepe   Em busca do Quepe - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Em busca do Quepe
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: