One Piece RPG
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Kit - Garou]
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:06

» V - Into The Void
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:03

» Mini - DanJo
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor DanJo Hoje à(s) 02:51

» Crisbella Rhode
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 02:48

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Wave Hoje à(s) 00:53

» O vagabundo e o aleijado
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Ghastz Hoje à(s) 00:40

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:16

» O Legado Bitencourt Act I
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Faktor Ontem à(s) 22:16

» Apenas UMA Aventura
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Van Ontem à(s) 17:49

» Bellamy Navarro
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Greny Ontem à(s) 12:43

» Unbreakable
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor Ainz Ontem à(s) 11:55

» (Mini) Gyatho
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 01:02

» (MEP) Gyatho
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:53

» [M.E.P]Tenzin
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:43

» [Extra] — Elicia's Diary
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 00:27

» M.E.P DanJo
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:27

» Mini Aventura - No Mercy
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:15

» Retornando para a aventura
Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Chapter Zero - The Path of Order

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Hyo
Civil
Civil


Data de inscrição : 30/11/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySeg 19 Dez 2016, 23:43


-  Você consegue informações assim e pode tentar se alistar no quartel principal da cidade, no caso de Sheels Town é obviamente o grande quartel da marinha no centro da cidade, boa sorte garoto.

Eram as palavras que eu escutava após perguntar para o marinheiro aonde eu poderia me alistar, por alguns instantes tais palavras me deixavam eufórico, afinal o marinheiro se mostrou amigável e até me desejou boa-sorte em meu alistamento, eu apenas olhava enquanto o marinheiro se virava de costas e retomava a sua caminhada com seus passos acelerados.

Meus olhos também não podiam deixar de reparar naquele momento na pessoa que estava próxima ao marinheiro, enquanto ele falava comigo eu podia ver mais ou menos o jovem, um garoto de orelhas pontudas, parecidas com orelhas de cachorro, e com uma mochila branca e azul em suas costas, após o marinheiro ter me dito as informações eu podia lhe ver seguindo seu caminho, fazendo-me pensar que talvez ele também quisesse entrar para a marinha, após isso olhei para o céu por alguns instantes dando uma longa respirada.  

“À princípio parece que não vai ser muito difícil, pelo menos o caminho para chegar lá, já o alistamento pode ser mais complicado, mas nada que eu não possa superar”

Após alguns instantes perdido em meu pensamento eu viraria minha cabeça para os lados, na tentativa de enxergar o edifício do quartel general da marinha, caso da onde eu estivesse eu não pudesse ver o edifício do quartel, eu apenas olharia ao meu redor a fim de encontrar alguma placa que me mostrasse a direção do centro da cidade. Se por um acaso não tivessem placas eu apenas seguiria pela mesma direção em que o jovem de orelhas pontudas seguiu, afinal ele usava uma mochila com cores da marinha, e não estava trajado como um marinheiro então ou ele podia já ser algum soldado da marinha que estava indo para o seu expediente, ou podia ser alguém que estava querendo se alistar também.

Em seguida caminharia na direção em que tivesse escolhido, a fim de encontrar o quartel general, expressando um sorriso amigável para qualquer pessoa que me encarasse enquanto caminhava, se por um acaso alguém falasse comigo eu responderia educadamente a pessoa e manteria a velocidade dos meus passos, assim que eu chegasse ao quartel eu tentaria olhar para alguma fila ou para alguma placa em que tivesse a indicação de recruta-se, afinal toda base militar provavelmente tem informações na entrada ou pessoas que indicam por onde ir para chegar a determinado local. Após achar o local aonde eu pudesse fazer o alistamento eu tentaria falar com a pessoa responsável, mantendo a postura, com o meu peito estufado, o tronco reto, mantendo sempre a cabeça em uma altura razoável que pudesse olhar no olho da pessoa, tentando manter sempre uma boa postura em meu corpo, em seguida caso conseguisse falar com quem estivesse fazendo o alistamento, falaria tais palavras em um tom confiante.

– Olá me chamo Hyo, e estou aqui para me tornar um marinheiro, o senhor pode me instruir em como prosseguir a partir daqui?

Mantendo sempre um olhar calmo e serio para a pessoa e uma expressão confiante em meu rosto. Em seguida caso fosse instruído, seguiria as instruções que me fossem dadas, e olharia para os lados reparando no máximo de pessoas que eu pudesse reparar, cumprimentando qualquer pessoa que me cumprimentasse caso ninguém falasse comigo eu apenas ficaria calado seguindo as instruções.


Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySab 24 Dez 2016, 04:41

Valhalla
awaits me
Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits! Soon I will die. Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits me, when i'm dead!



Não vou narrar as condições do dia porque acredito que já tenha sido feito pelos outros narradores. Então vamos para o que interessa. A caminhada de Daemon fora rápida, pois seu caminho já estava trassado de alguns instantes atrás, quando era 50k mais rico. Um infortúnio talvez ter de gastar dinheiro com um material que poderia vir a ser fornecido pela própria marinha. Bem, indiferente, agora equipado com seu material de armazenamento, se encontrava em frente a um balcão muito bem sinalizado com uma placa escrito “Alistamento” e uma seta para baixo. Não muitos passos atrás vinha Hyo, ainda com seus 50k em bolso.

Uma mulher já um pouco acima do peso com brincos de argolas extravagante, loira e com cabelo encaracolado, prontamente, porém de forma tediosa e lenta, o respondia.

-Papelada? Sim... Sempre tem papelada... Aqui. *Colocava uma prancheta e uma caneta juntos a um papel* Preenche isso com as informações que pede e devolve pra mim depois e vai pra aquele canto *Apontando para próximo a um portal que levava a uma área descoberta, porém no interior da base*... Próximo!

A essa altura Hyo já estava atrás do cachorro e pôde ouvir sua conversa. (A verdade é que eu só to com preguiça de pensar em um outro diálogo... kkk)

-Acho que você ouviu o que é pra fazer... Mas se tiver alguma dúvida, é só perguntar pro outro rapaz... Quando terminar, me devolve e segue o garoto.

Uma segunda prancheta com papel, porém dessa vez um lápis, eram postos acima do balcão.

Ficha escreveu:
Nome
Idade
Profissão (se tiver)
Caso de doença séria em membro próximo da família[Pais, irmãos] (caso tenha)

O lugar não estava muito movimentado. Alguns marines levavam alguns presos para mais adentro do QG. Outros apenas caminhavam de um lado para outro com diversos papéis em suas mãos.




Notas: Post Nº I



Off:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teru
Soldado
Soldado
Teru

Créditos : 37
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2014
Idade : 22
Localização : F3 + Teru

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptyDom 25 Dez 2016, 16:05


Chapter Zero - The Path of Order
The First Jorney

I bite way more than I bark
A Dog In Big City V
.

Após uma curta viagem, Rin havia finalmente chegado ao quartel da marinha, o facto de alguém um simples ser humano ter sido capaz de chegar a um ponto em que era capaz de comandar um estrutura daquela dimensão e muito mais comandar todas as almas que vagueavam naquele local deixavam-lhe ligeiramente invejoso. Após olhar em redor Rin conseguiu encontrar exatamente o que procurava, um simples balcão com uma placa de sinalização com a palavra alistamento embutida sobre ela, aproximando-se do local o cachorro conseguia ver uma senhora, uma humana ou pelo menos mais humana que ele sentada junto do balcão, a seu ver ela era uma grande apreciadora de comida, o seu aspeto parecia ser tirado de um filme ou de um livro de banda desenhada, o estereotípico aspeto de uma trabalhadora do governo (gorda, lenta e monótona). Efetuando a sua pergunta, do que era necessário para ingressar na marinha e ironicamente acertando na resposta restava-lhe apenas ouvir o que tinha a fazer visto que esse foi o motivo para ir ali.

- Papelada? Sim... Sempre tem papelada... Aqui. Preenche isso com as informações que pede e devolve pra mim depois e vai pra aquele canto. Proximo!

- Ah okay. Muito obrigando, vou preencher...

Sendo lhe entregue uma caneta e um pedaço de papel para preencher, Rin afastou-se ligeiramente e deixou que a próxima pessoa que estava na fila fosse atendida, olhando de forma discreta o cachorro conseguia ver que era o mesmo rapaz de a pouco que tinha perguntando ao marine como chegar naquele local. Obviamente ele tinha levado exatamente a mesma resposta, mas fora isso nada lhe surpreendia, focando a sua atenção no que tinha a preencher e tendo uma caneta Rin não se podia dar ao luxo de errar as coisas. O primeiro item era bastante simples, porém deixou-o um pouco receoso, ele tinha saído do West Blue pois queria um começo novo, longe dos créditos e fama que os seus pais tinham criado e sendo a sua mãe uma pessoa com estatuto importante no Quartel de Las Camps parte de si esperava que não conseguissem fazer a ligação devido a semelhança do nome, a próxima coisa era razoavelmente simples a sua idade, ele estava vivo a razoavelmente dezassete anos de vida e dois meses. Restava-lhe agora preencher as ultimas duas coisas da lista, a parte de profissão era algo meio “complicado” para si, Rin nunca tinha trabalhado oficialmente, ele tinha se graduado na escola de medicina de Las Camps a razoavelmente dois anos e a ilha era literalmente uma das maiores fontes de conhecimento de todo o Blue mas tendo em conta que provavelmente era má ideia deixar espaços em branco o cachorro decidiu preencher com o oficio de medico.

Acabando de preencher o folheto, visto que a pergunta era se tinha alguma doença na família e Rin tinha quase a certeza que não, o cachorro aproveitou para coçar o corpo (um dos péssimos hábitos que tinha desde pequeno) ele tentaria ser eficaz e discreto, de seguida simplesmente regressou para o balcão para devolver o folheto preenchido juntamente com a caneta que lhe foi emprestada e iria em direção a suposta porta que aquela senhora lhe tinha indicado, o cachorro não sabia exatamente o que lhe esperava, porém não seria nada de fora do normal. Caso encontrasse o rapaz de a pouco visto que ele já o tinha vindo a acompanhar a uns bons dez a quinze minutos, Rin iria sorria baixando as orelhas caninas ligeiramente e acenar para o jovem dando um simples ola, nada muito informal ou amigável, apenas um cumprimento comum como sinal de boa educação.



Folheto Preenchido escreveu:
Nome: Rin D. Terumi
Idade: 17 anos
Profissão (se tiver) Médico
Caso de doença séria em membro próximo da família[Pais, irmãos] (caso tenha): Nenhuma


Objectivos:
 


Última edição por Teru em Ter 03 Jan 2017, 22:28, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hyo
Civil
Civil
Hyo

Créditos : 6
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 8010
Data de inscrição : 30/11/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySeg 26 Dez 2016, 00:12

Após caminhar por alguns minutos até o quartel general da marinha, Hyo chegava ao seu destino, seus olhos brilhavam ao ver tantos marinheiros reunidos em um único local, enquanto começava a ficar animado por estar próximo de realizar um de seus maiores objetivos, que era o de se alistar na marinha. Ao chegar ao local Hyo olhava discretamente para todos os cantos, tentando olhar da melhor forma possível o máximo de instalações que seus olhos conseguissem ver.

Após alguns instantes Hyo conseguia visualizar um balcão, muito bem sinalizado e com uma placa escrita “alistamento” caminhando em direção ao mesmo para começar a se alistar. Ao entrar na fila, seus olhos podiam ver a sua frente o jovem que vira antes na cidade ao conversar com o marinheiro ao pedir informações, recebendo instruções de uma atendente, um “pouco” acima do peso que parecia trabalhar lentamente, sem muita vontade, apenas lhe fazendo o que era obrigada para receber o seu salário. Hyo podia escutar as palavras que eram ditas ao jovem a sua frente.

– Papelada? Sim... Sempre tem papelada... Aqui. Preenche isso com as informações que pede e devolve pra mim depois e vai pra aquele canto. Próximo!

“Bom parece que eu estava preocupado por bobeira, afinal pelo menos a primeira etapa é só assinar papelada o que não é muito difícil”

Hyo aguardava perdido em seus pensamentos, até que o jovem de aparência curiosa sair da fila, até que chegasse sua vez, e ao chegar apenas pegava o papel em sua mão enquanto a atendente concluía sua fala.

– Acho que você ouviu o que é pra fazer... Mas se tiver alguma dúvida, é só perguntar pro outro rapaz... Quando terminar, me devolve e segue o garoto.

Agradecendo a atendente de forma gentil e com um sorriso amigável no rosto. Hyo pegava a prancheta em cima do balcão e o lápis que lhe era dado enquanto começava a caminhar para algum local em que pudesse ter um bom apoio para escrever. Em seguida começava a analisar com calma e focado cada informação no papel, não era nada muito difícil a princípio mas Hyo tinha que ter certeza que não erraria nada, afinal se por um acaso erasse na assinatura já não teria começado bem o seu alistamento. Hyo começava preenchendo seu nome escrevendo letra por letra de forma legível, em seguida preenchia sua idade no campo profissão, apesar de nunca ter exercido a profissão em si, Hyo preenchia que era arqueólogo, durante um bom tempo de sua vida estudou arqueologia em diversos livros, e também tinha o sonho de conhecer os segredos escondidos pelo mundo, o que o faria cada vez mais, fora que tentaria aperfeiçoar seus conhecimentos na marinha. Em seguida ao chegar ao último item Hyo pode sentir um frio em sua barriga, enquanto uma gota de suor escorria em sua face, o garoto tremia levemente por alguns segundos enquanto observava o último item. O último item perguntava se alguém de sua família já teria passado ou tinha alguma doença seria, por alguns instantes um flashback passava em sua cabeça apesar de não ser uma doença contagiosa Hyo podia lembrar dos últimos momentos de vida de sua mãe, que ficou internada com uma forte pneumonia até o ultimo dia de sua vida, após algum tempo perdido em seu passado, Hyo levava a mão até o cabelo, em seguida respirava fundo, e voltava a mão para o papel preenchendo o último item.

Ao terminar de preencher o que lhe restava preencher, Hyo caminhava calmamente em direção ao balcão da atendente para lhe entregar a prancheta com o papel escrito, entregando a prancheta junto ao lápis para a mesma, agradecendo pelo lápis, em seguida olhava para os lados na tentativa de encontrar o garoto de antes, afinal a atendente lhe instruiu a quando terminasse seguir o garoto, Caso visualizasse o garoto caminharia em direção ao mesmo com um sorriso no rosto, ao chegar esticaria a mão para um aperto de mãos enquanto falaria.

– olá, me chamo Hyo prazer, espero que ambos sejamos aceitos na marinha.

Hyo olhava as orelhas do garoto espantado porem sem preconceito com o mesmo, afinal nunca tinha visto nada parecido antes caso o garoto se irritasse ou ficasse com vergonha apenas iria dar um sorriso amigável, olhando para o lado para disfarçar. Por dentro Hyo tinha uma boa impressão sobre o garoto e sabia que fazer uma amizade iria lhe ser útil ao decorrer de sua carreira militar. Se por um acaso a resposta do alistamento fosse positiva, Hyo já iria perguntar para a pessoa que lhe deu a resposta, aonde poderia treinar algum estilo de combate ou estudar pela base.


Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala (#008B8B - Darkcyan)
Pensamento (#228B22 - ForestGreen)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySeg 26 Dez 2016, 20:09

Valhalla
awaits me
Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits! Soon I will die. Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits me, when i'm dead!



Um encontro predestinado. Assim poderia se resumir o que ocorria naquele simples aperto de mão. Palavras trocadas e apresentações feitas. Ao menos por parte da dupla. Escorados em uma parede, uma leve brisa batia e bagunçava o cabelo dos dois. Suas roupas também tremulavam um pouco. Seu tempo para cumprimentos não seria muito, pois logo um homem de estatura média e um tanto esguio, seus óculos fundo de garrafa eram muito bem trabalhados, assim como sua gravata borboleta de cor azul-escuro, se aproximava dos dois. Falava baixo. Não inaudível, mas baixo, até mesmo para o silêncio que se fazia no local.

-D-desculpa... Qual dos dois é o sr.Terumi e qual é o sr.Hyo?

Esperando a resposta, e com as fichas em mãos, logo prosseguia com suas falas, entregando um adesivo com um número para cada um deles. Para o humano era “69”, para o humanoide era “24”.

-A-aqui... Co-colem em suas camisas e não percam. Se não vão ter que começar do zero... Me sigam.

Sem muito tempo para perguntas ou palavras de algum dos dois, logo ia para o “exterior interno”, uma espécie de campo aberto. O chão era terra batida, com alguns tufos de grama crescendo em pequenos espaços aleatórios. Uma área estava repleta de marinheiros com seus armamentos se digladiando em duplas ou as vezes em grupos maiores. Uma área com obstáculos, pesos, pneus e marcações no chão compreendia um pequeno grupo variante por mulheres e homens. Algumas com o sexo indefinido a distância em que estavam. Uma área com vestiários a direita dos garotos exalava um forte odor.

-B-bem, agora vocês terão de passar por três testes. *Levantava sua mão e mostrava o número no estilo alemão (dedão, indicador e médio)* O primeiro será um teste de resistência. Ou se.. Se preferirem podem chamar de treino. Logo ali tem uma área de equipamentos. Chegando lá, façam um aquecimento e se exercitem um pouco. Vocês serão pontuados pelo desempenho...

Caminhando até o lugar, logo sacava um bloco de notas e uma caneta, observando atentamente os rapazes.



Notas: Post Nº II



Off:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hyo
Civil
Civil
Hyo

Créditos : 6
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 8010
Data de inscrição : 30/11/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptyTer 27 Dez 2016, 15:32

Hyo podia sentir a leve brisa batendo em sua face enquanto estava encostado na parede ao lado de seu novo companheiro, um aperto de mão, algumas poucas palavras trocadas mantinha o sorriso no rosto enquanto dizia seu nome.

– me chamo Hyo, espero que possamos ser bons companheiros afinal, ambos seremos soldados logo logo.

Hyo estava confiante de que seria aceito na marinha, encostado na parede ao lado de seu novo companheiro, seus cabelos bagunçavam com a leve brisa que estava no local e o mesmo apenas ignorava, fechando os olhos enquanto aguardava futuras orientações até que um homem começou a caminhar em sua direção.

Ao aproximar-se, Hyo olhava para o mesmo fixamente prestando atenção em suas características, o homem tinha uma estatura mediana, seus óculos eram bem trabalhados e o mesmo tinha uma gravata borboleta, de cor azul-escuro, minha primeira impressão do mesmo fora que era alguém de patente mais alta, talvez um tenente ou outro oficial, afinal óculos bem trabalhados, gravata borboleta já se diferem da maioria dos soldados que tem seus trajes padrões. Após alguns instantes observando o homem, ele falava algumas palavras quase que inaudíveis. Com os olhos eu prestava atenção em sua boca para entender melhor o que falava.

-A-aqui... Co-colem em suas camisas e não percam. Se não vão ter que começar do zero... Me sigam.

Em seguida ele esticou o braço e me deu um adesivo com um número e em seguida caminhou ao lado de Rin, o entregando outro, para mim era o número 69 enquanto para Rin deu o número 24.

Eu levava a mão ao zíper da blusa, abrindo a mesma, colando o adesivo em meu peito na parte esquerda parece que não ia ser tão simples como eu pensava entrar na marinha, por breves momentos eu tinha achado que era só assinar algumas papeladas e eu já poderia arrumar um bom treinador, ou uma boa biblioteca para estudar, em seguida seguia o instrutor até chegar em uma área aberta, a princípio um campo de treinamento, seu chão era de terra com um pouco de grama em algumas partes, me deixando aliviado por não ser barro afinal o barro pesa a roupa e sendo um campo seria um fardo a menos para me preocupar a priori, também tinham diversos marinheiros lá lutando em equipes ou as vezes um contra um, eu podia notar também uma área com alguns obstáculos como pneus e pesos, com um pequeno grupo de pessoas, e um cheiro forte de odor entrava em meu nariz.

“Parece que o teste de resistência começou já.”

– B-bem, agora vocês terão de passar por três testes.

Eu ficava apreensivo mas prestava atenção em todas as palavras que o instrutor falava, mantendo o olhar fixo nele enquanto escutava as instruções.

–B-bem, agora vocês terão de passar por três testes. O primeiro será um teste de resistência. Ou se... Se preferirem podem chamar de treino. Logo ali tem uma área de equipamentos. Chegando lá, façam um aquecimento e se exercitem um pouco. Vocês serão pontuados pelo desempenho...

É parece que agora é a parte difícil eu cochichava comigo mesmo, em seguida eu começava a caminhar em direção a área especificada. Ao passar por Rin eu sussurraria em uma altura que somente ele pudesse ouvir.

– Boa sorte no primeiro teste, espero que ambos consigamos passar sem problemas.

Ao chegar ao local que me fora instruído eu esticava ambos os braços para os lados para ter certeza que teria espaço o suficiente para fazer meu aquecimento.
“Preciso tomar cuidado para não me cansar muito mas também não posso não fazer nada se não tenho chance de perder pontos...”

Após ver que teria distancia suficiente para realizar meu treinamento eu começaria com algumas flexões rotativas, abriria um pouco as pernas de forma que os pés ficassem na altura dos ombros e em seguida deixava o tronco dobrado relativamente as pernas sob um ângulo de noventa graus, enquanto as mãos ficariam esticadas para os lados, começaria a efetuar meus movimentos levando a mão esquerda a perna direita primeiro, enquanto a mão oposta deixaria esticada para trás e em seguida repetiria o mesmo movimento porem com o outro braço, fazendo repetições das mesmas quinze vezes.

Em seguida começaria alongar meu tríceps levando o braço para trás da cabeça e com a mão livre empurraria o braço de forma que sentisse o musculo alongar. Faria o movimento três vezes com cada braço com duração de dez segundos cada.

Por último faria uma completa, começando por flexões, deitando-me sobre minha barriga e colocando as mãos esticadas no chão na altura dos ombros, um pouco mais largo do que a altura dos ombros em seguida manteria meu corpo reto, sem curvar o tronco descendo o mesmo até próximo do chão, mantendo sempre o tronco reto novamente empurraria o tronco fazendo esse movimento vinte vezes sempre me lembrando de respirar nos momentos certos, em seguida ao acabar eu me levantaria deitando de costas, certificando-me que minha coluna estivesse devidamente apoiada ao chão, em seguida levaria ambas as mãos à cabeça, trazendo o joelho até um ângulo de quarenta e cinco graus fazendo movimentos como se estivesse em uma bicicleta. Tocando o joelho esquerdo com o cotovelo direito e vice-versa durante vinte vezes e para finalizar meu aquecimento faria dez polichinelos, fecharia as pernas e colaria ambos os braços em meu corpo, em seguida começaria o movimento a cada pulo abriria ambas as pernas e ambos os braços, os braços no máximo que eu pudesse esticar, ao terminar eu pararia. Ficaria de pé respirando calmamente, tentando ganhar o máximo de energia que pudesse ganhar naquele provável pouco tempo que eu tinha.

“Espero que tenha sido um bom aquecimento e que o avaliador tenha gostado”

Se por um acaso Rin estivesse próximo eu falaria em uma altura que somente ele pudesse escutar.

– cuidado para não se cansar muito, afinal pode atrapalhar as próximas etapas do treinamento

Caso o instrutor me mandasse não parar eu apenas repetiria a série de exercícios novamente sempre com um olhar confiante no rosto, aguardando a instrução do próximo teste.


Objetivos:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala (#008B8B - Darkcyan)
Pensamento (#228B22 - ForestGreen)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teru
Soldado
Soldado
Teru

Créditos : 37
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2014
Idade : 22
Localização : F3 + Teru

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptyQua 28 Dez 2016, 03:35


Chapter Zero - The Path of Order
The First Jorney

I bite way more than I bark
A Dog In Big City VI
.

Uma curta apresentação era o termo correcto para a fraca tentativa de interacção entre Rin e o humano aspirante a marinheiro, tendo em conta que já se tinha cruzado com ele três vezes e todas essas vezes tinham sido num curto período de tempo, ironicamente o cachorro começava a acreditar que era um acto do destino. Depois de ambos terem entregado a respectiva papelada, ambos tiveram de aguardar momentaneamente para que fossem chamados, não tinha sido algo duradouro e obviamente já tinham existidos socializações mais longas naquele lado do oceano porém foi o suficiente para ao menos saber o nome da criatura que poderia ser muito possivelmente um futuro parceiro de equipa, subordinado ou capitão.

– me chamo Hyo, espero que possamos ser bons companheiros afinal, ambos seremos soldados logo logo.

- Rin. Muito prazer. Veremos o que o futuro nos espera...

A conversa tinha sido rapidamente terminada com a presença de mais um colaborador da marinha, desta vez tinha sido um homem razoavelmente da altura de Rin, talvez um pouco mais baixo ou até mesmo um pouco mais alto visto que a altura era medida dos pés ao topo da sua cabeça e não dos pés as suas orelhas (como no caso do humanoide). O homem era razoavelmente magro, ao ponto de o mink chegar a questionar se a marinha sequer se dava ao trabalho de alimentar os seus membros correctamente, em seu rosto o homem possuía um par de óculos com um nível de pormenor incrível, aqueles óculos obviamente eram e sem exagero nenhum mais caros do que toda a roupa que o cachorro tinha no corpo, o humano falava num tom de voz baixo mas tão baixo que parecia que a sua gravata azul estava a impedir que o som saísse das suas cordas vocais. Até Rin, uma criatura com audição apurada tinha ligeira dificuldade em decifrar o que o homem pronunciava, algo que lhe fazia questionar se Hyo sequer conseguia ouvir o homem uma vez que a audição de um Mink é sempre melhor do que a deu um humano.

-D-desculpa... Qual dos dois é o sr.Terumi e qual é o sr.Hyo?

- Senhor…? não é bem o estatuto cronológico no qual eu me identifico. Mas  sim eu sou o Terumi

Após ter-se identificado, o homem entregou aos dois um par de autocolantes, cada um como um número diferente, o número de Rin era o vinte e quatro e de Hyo, o humano que tinha acabado de conhecer, tinha ficado com o número sessenta e nove. De seguida o homem pediu-nos que colássemos os respectivos números nas nossas roupas, de preferência nas camisas visto que era a parte de acesso visual mais facilitado, não só isso como também aconselhou-nos a ter atenção com adesivos pois se os perdêssemos  teríamos de voltar ao inicio, por momentos Rin havia ficado em duvido, ele não tinha percebido o suposto “inicio” para o qual voltariam caso perdessem o número uma vez que eles tinham literalmente acabado de chegar e não tinham feito absolutamente nada exepto preencher um simples folheto com meia dúzia de dados. Sem questionar o pedido, o cachorro colou o adesivo na sua camisa (mais especificamente no seu abdominal esquerdo) e seguiu o homem que os guiavam, tanto ele como a Hyo, para uma secção adjacente da marinha, era essencialmente uma local semelhante a um campo de treino exterior porém embutido numa secção especifica do edifício, uma construção bastante inteligente a seu ver visto que substituía a necessidade de ter que arranjar o chão ou as paredes sempre que decorre-se uma sessão de treino mais “agressiva”.

O chão do campo era essencialmente terra batida com alguns míseros espaços verdes espalhados aleatoriamente, havia dezenas de marinheiros espalhados pelo recinto, cada um deles envolvido no seu treinamento/tarefa. Maior parte deles estavam divididos em pares ou em grupos consideráveis o que de certa forma provava que os rumores sobre a marinha eram reais: "um local onde a cooperação e o trabalho de equipa eram essenciais " e melhor de tudo é a primeira vista que não parecia haver nenhum daqueles lobos solitários ou jogadores solo que se isolam dos outros por… motivos. Continuando a explorar o local visualmente, Rin conseguia ver uma área com inúmeros homens, mulheres e outras criaturas de género indefinido, percorrendo uma área com obstáculos, pneus entre outros tipos de ferramentas rudimentares que a população usava como treino, de todos os lugares o seu menos preferido foi sem dúvidas o balneário, sendo uma criatura de olfato apurado, o cheiro proveniente daquele lugar era o suficiente para lhe deixar com uma sensação desagradável no nariz e de certa forma meio enojado.

- B-bem, agora vocês terão de passar por três testes.

Ao ouvir esta frase, Rin desligou-se dos seus arredores e ficou-se nas palavras do homem, ele nem sabia se o homem já tinha começado a falar, uma vez que tinha a fama e o péssimo habito de ser algo distraído, mas caso o homem tivesse mencionado algo, o cachorro estava feliz por ter começado a prestar atenção na parte mais importante.

-  O primeiro será um teste de resistência. Ou se.. Se preferirem podem chamar de treino. Logo ali tem uma área de equipamentos. Chegando lá, façam um aquecimento e se exercitem um pouco. Vocês serão pontuados pelo desempenho...

"Eu odeio testes"

Assim que acabou de falar o homem desejou boa sorte e afastou-se ligeiramente do local, retirando do bolso um pequeno bloco obviamente para puder tirar algumas notas sobre o comportamento e avaliar o físico dos novos recrutas. Rin não sabia mais ao menos do que esperar a nível de rigidez na avaliação e este era sem dúvidas um pormenor que o deixava preocupado, se o homem tivesse um elevado grau de expectativa, seria importante tentar impressiona-lo pois se não estivesse no grau de expectação do homem a entrada na marinha poderia ser negada, mas por outro lado se os padrões de qualidade fossem baixos tentar sobressair poderia sem uma má escolha visto que ninguém gosta de exibicionistas e os outros marinheiros poderia tentar castigar de formas menos oficiais tais atitudes. Enquanto que Rin lutava com este conflito interno de como enfrentar o desafio, as suas orelhas captaram um som vindo de Hyo fazendo com que o jovem humanoide se virasse para o mesmo numa tentativa de tentar saber o que este pretendia.

– Boa sorte no primeiro teste, espero que ambos consigamos passar sem problemas.

Dando um ligeiro sorriso, Rin agradeceu acenando ligeiramente com a cabeça, pelos vistos o humano já tinha algo em mente ou pelo menos uma ideia de onde começar e sem tempo nenhum começou a efetua-lo. Olhando em geral e especialmente para Hyo de modo a ter uma pequena orientação do que fazer, o cachorro reparou que este tinha começado pelo aquecimento e sendo esta a atitude mais correcta a tomar visto que o aquecimento ajudava a prevenir dores musculares entre outro tipo de inconvenientes decidiu fazer o mesmo especialmente pois esta etapa inicial era uma prova de resistência. Iniciando então o seu aquecimento Rin começou por colocar ambas as patas na cintura e rodar a cabeça da esquerda para a direita e da direita para a esquerda efectuando movimentos circulares, sendo uma pessoa que tem o habito de dormir ou pelo menos de adormecer em locais inconvenientes e disparatados, este exercício fez estalar o seu pescoço de forma quase instantânea, foi um estalar agradável semelhante ao estalar de dedos após uma atividade cansativa com as mãos, de seguida e mantendo a posição em que estava Rin afastou ligeiramente as pernas uma da outra de modo a ter uma postura solida, começou a rodar o tronco da esquerda para a direita semelhante ao que criança fazem com um arco, não era nada de especial comparado ao que os outros marinheiros estavam a fazer mas pelo menos não lhe fazia parecer tão fora do elemento.

Após ter repetido aqueles dois exercícios cerca de trinta vezes, aproximadamente 15 vezes para cada lado, Rin passou as restantes partes do corpo, ao fazer este aquecimento, o cachorro aproveitava para escolher o local onde iria depois de acabar o seu aquecimento, ele não queria começar na parte de pesos visto que ele nunca teve uma grande aptidão para forma e sempre preferiu velocidade em vez de poder. Prosseguindo para a próxima etapa do aquecimento Rin começou por juntar os joelhos e os flexionar ligeiramente, de seguida iria colocar ambas as patas sobre eles, uma pata em cada joelho e rodar circularmente para a esquerda e depois para a direita, ao fazer este aquecimento especifico o humanoide prevenia qualquer tipo de lesões a nível de articulações e definia o local para onde ia para ser avaliado, a área com pneus. O mink era uma criatura razoavelmente rápida e saltar em pneus era uma activade razoavelmente simples, especialmente porque tinha os seus instintos animais do seu lado, por fim restava-lhe apenas fazer o seu exercício de aquecimento final, mantendo as pernas semiabertas Rin iria abaixar-se esticando uma das pernas e flexionando a outra mantendo o calcanhar no chão e focando o seu peso na perna actual, uma vez que iria focar a sua prova num exercício onde utilizava as pernas, Rin queria ter a certeza que dava o seu melhor e que acima de tudo não se envergonha-se em público.

"Aquecimento feito. Vamos lá"

Com o aquecimento concluído, Rin iria se descolar para a área onde estavam vários pneus de carros alinhados em duas filas, lado a lado, ele sabia exactamente o que fazer ali, não só por experiência própria, mas também porque observaria os marinheiros para se certificar que o faria em condições. Se a memoria não lhe faltava o objetivo daquele exercício era chegar ao fim da fila atravessando os pneus colocando um pé dentro do buraco de cada pneu, retirando o pé e colocando no próximo buraco e repetindo o exercício até chegar ao fim. Resumindo era essencialmente atravessar a fila de obstáculos pisando o espaço entre os pneus, porém o mais importante deste exercício era fazer isto sem cair, não só pela humilhação publica, mas sim porque ao ter os pés dentro de pneus a aterragem seria tudo menos suave. Aproximando-se do local, Rin ficaria atrás de algum marine que estivesse a fazer fila, esperando a sua vez para tentar a sua sorte no campo de obstáculos, caso não estivesse ali ninguém perto ou a utilizar a pista de obstáculos naquele momento, Rin iria respirar fundo e tentar passar por aquele desafio o mais depressa que conseguisse, tentando manter a calma, a concentração e o equilíbrio.


Objectivos:
 

____________________________________________________

L£t Me bE yOur gUIdE, in tHiS pAth of MeGaLoMaNiA


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração   -   Pensamento  -   Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptyQui 29 Dez 2016, 04:00

Valhalla
awaits me
Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits! Soon I will die. Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits me, when i'm dead!



Alguns marinheiros intrigados com o que acontecia ali, observavam a dupla. Outros apenas por diversão e para se recordar de bons e velhos tempos que provavelmente jamais voltaram. Rapidamente os dois tentavam se familiarizar com seu novo ambiente. Um bom começo, acreditavam estar a fazer, o aquecimento básico antes de suas atividades físicas.

A cada movimento feito per cada um dos rapazes, a caneta do avaliador zunia mais que uma abelha, sem falar que movia-se mais rápido que uma flecha. Páginas eram viradas e outras quase arrancadas pela velocidade de anotação do rapaz. Algo deveras incomum, seja onde fosse.

A dupla concluía sua primeira etapa sem necessitar se desgastar muito. O que era bom, pois o que estava para vir não seria tão simples quanto uma rotina de exercícios ou então atravessar pneus.

-M-muito bem, acho que isso deve servir por enquanto. N-não foi o melhor que já tivemos, mas geralmente esses não duram muito no teste seguinte. Me sigam, por favor.

O homem os levava agora para a parte conhecida como “Arena”. Os marinheiros em seu caminho paravam de se digladiar enquanto se aproximava, até que enfim ficassem os três no centro do lugar.

Alguns comentavam entre si, coisas como. “Carne fresca!” “Aquilo é um cachorro?!” “Peguem a coleira anti-pulgas.”

Nem sempre palavras agradáveis vem de gente que prega a justiça, mas aquilo não importava muito. Com sua mão para cima, o franzino homem pronunciava-se.

-Quem se oferece para lutar contra eles?

Um grande homem dava um passo a frente, talvez 2,70 de altura. Usava regata com o símbolo da marinha e bermuda azul-marinho. Seus músculos eram enormes, uma monstruosidade de ser.  Com suas luvas de boxe em punho, preparava-se dando alguns socos no ar e fazendo seu jogo de pernas.

-Certo, mais alguém?

-Eu...

A rouca voz vinha de um homem não tão jovem, porém ainda não velho, com um cigarro em sua boa. Usava calça e camisa de manga longa. Seu cabelo era curto. Mais dos lados que encima. Em sua mão direita um bastão de madeira se encontrava.

-Bem, agora tragam as armas...

Os marinheiros ao redor dos 5 traziam armas de diferentes tipos, porém quase todas em madeira e ou couro. Nada “letal”, em si. A madeira era pesada, para realmente simular o peso natural de suas respectivas versões de metal.

-Quando estiverem prontos, escolham seus adversários...



Notas: Post Nº III



Off:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hyo
Civil
Civil
Hyo

Créditos : 6
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 8010
Data de inscrição : 30/11/2016

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptyQui 29 Dez 2016, 17:59

Quando estava no aquecimento, Hyo podia escutar o barulho frenético da caneta de seu avaliador, que não parava em momento algum enquanto anotava em sua caderneta todas as informações sobre o exercício que era feito pelo garoto.

Após concluir o seu exercício, Hyo estava soado mas se sentia bem, parece que os exercícios feitos pelo garoto tinham surtido um efeito positivo sobre o mesmo, o garoto apesar de estar um pouco cansado estava bem empolgado com a próxima etapa da avaliação que viria a seguir enquanto aguardava instruções de seu avaliador.

-M-muito bem, acho que isso deve servir por enquanto. N-não foi o melhor que já tivemos, mas geralmente esses não duram muito no teste seguinte. Me sigam, por favor.

Hyo podia escutar as palavras do avaliador, palavras que talvez tivessem sido ditas para desanima-los ou até mesmo para os fazer querer mostrar que são melhores do que os outros que foram citados. Em seguida Hyo começava a caminhar seguindo o avaliador, ao chegar ao local, seus olhos podiam notar marinheiros lutando entre si em um local que era uma espécie de arena e à medida que ia adentrando a mesma, os marinheiros começavam a parar de lutar até que os garotos junto ao avaliador chegavam ao centro do local. Hyo também podia notar alguns comentários que eram ditos pelos marinheiros comentários que não o agradavam.

– "Carne fresca!” “Aquilo é um cachorro?!” “Peguem a coleira anti-pulgas.”

Hyo apenas ficava com um semblante sério em seu rosto, começando a ignorar os comentários que eram feitos ao seu redor, em seguida olhava para o avaliador mantendo o foco ao mesmo. Até que o homem levantava a mão em direção ao céu pronunciando-se.

– Quem se oferece para lutar contra eles?

Hyo podia notar um homem gigante, gigante aos olhos de Hyo que tinha apenas um metro e setenta de altura, o homem usava uma camiseta regata com o símbolo da marinha e uma bermuda azul-marinho. Suas luvas de boxe já estavam em punho enquanto o mesmo começava a se preparar para a luta dando alguns socos no ar e movimentando-se.

“Esse parece ser um adversário difícil, mas pela altura talvez seja bem lento e fácil de acertar”

Hyo mantinha os olhos ao grande marinheiro enquanto seus pensamentos eram cortados pelo avaliador

-Certo, mais alguém?

-Eu...

Hyo podia escutar a rouca voz, virando-se em direção ao mesmo na intenção de visualiza-lo, ao visualizar o homem podia notar que ele aparentemente já tinha uma certa idade mas não era um idoso. E também era viciado em nicotina assim como Hyo.

“Esse também deve ser perigoso, pela idade deve ser veterano”

-Bem, agora tragam as armas...

Os marinheiros que estavam ao redor quase que instantaneamente começavam a trazer diversos tipos de armas, e Hyo podia notar que eram todas de madeira ou couro, o que era ao seu ver óbvio afinal é um teste e seria estranho ter armas letais no mesmo.

-Quando estiverem prontos, escolham seus adversários...

Hyo olhava para Rin com um olhar sério, e em seguida olhava para os dois adversários fixamente.

– Bom parece que teremos uma luta difícil aqui, tomarei a liberdade de escolher primeiro Rin, e eu espero que você tenha sorte com o seu adversário, não perca, quero que você vire um soldado assim como eu também virarei.

Em seguida Hyo levantava o braço de forma que o mesmo ficasse reto em direção ao marinheiro de mais idade.

– escolho você para ser meu adversário, e se eu te derrotar vou querer um cigarro em troca da boa luta, afinal eu tenho certeza que você é muito forte, e eu não vou precisar de nenhuma arma também para a luta.

Hyo abria um sorriso amigável em direção ao senhor e em seguida assumia a sua postura de luta levando a perna direita a frente e a esquerda um pouco mais atrás, levantando os dois braços em direção ao seu rosto começando a balançar um pouco o corpo mas sem sair do lugar novamente seu olhar se tornava sério. Prestando atenção em todos os movimentos do senhor, Hyo mantinha a guarda alta pronto para o início do combate.


Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala (#008B8B - Darkcyan)
Pensamento (#228B22 - ForestGreen)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teru
Soldado
Soldado
Teru

Créditos : 37
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2014
Idade : 22
Localização : F3 + Teru

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySex 30 Dez 2016, 02:36


Chapter Zero - The Path of Order
The First Jorney

I bite way more than I bark
A Dog In Big City VII
.

Concluindo a primeira etapa do treino com alguma facilidade, Rin respirava de alívio por não ter tido o azar de ter sido eliminado no primeiro segmento do alistamento, parte de si sabia que o procedimento não era nenhum quebra-cabeças visto que a sua mãe era marine e sempre que o mink lhe perguntava sobre o assunto, ela apenas respondia com um sorriso e a expressão:  “não é desafio impossível, bastava ter convicção”. Olhando em redor o cachorro reparava que tanto ele como Hyo tinham atraído a atenção dos locais, neste tipo ocasiões as coisas podiam correr a seu favor ou contra ele porém não era nada no qual o cachorro tinha de se consertar (pelo menos por agora), Poucos momentos depois o homem estranho da marinha que os pediu que o acompanhassem para uma outra divisão da marinha, Rin estava feliz pelo facto de tanto ele como Hyo terem passado nesta parte do alistamento e agora era homem de passar a próxima fase.

- M-muito bem, acho que isso deve servir por enquanto. N-não foi o melhor que já tivemos, mas geralmente esses não duram muito no teste seguinte. Me sigam, por favor.

Acenando ligeiramente em sinal de concordância, Rin apenas sacudiu a poeira do seu corpo e roupas, mantendo as suas orelhas caninas baixas, uma para cada lado, tentando demonstrar uma atitude calma serena e relaxada. Ele sabia que nem todos os humanos toleram a presença dos minks na sua sociedade, criaturas que apesar de não serem tão menosprezados e discriminados como os tritões, continuavam a não ser totalmente aceitos uma ideia que apenas reforçada pelo acontecimentos que vinham a seguir. Acompanhando o marinheiro desnutrido por mais um conjunto de corredores aleatórios, Ria foi recebido por um conjunto de comentários algo rudes porém engraçados uma vez que já os tinha ouvido antes, assim que chegaram a arena um local de treino espaço rodeado por inúmeros marinheiros 3 algum deles bastante bem guardados.

“Carne fresca!” “Aquilo é um cachorro?!” “Peguem a coleira anti-pulgas.”

"Ate aqui,,? Realmente essas piadas vão me seguir a vida toda

Colocando os pés na suposta arena, Rin quase adivinhava qual seria o próximo teste: simulação de combate. Era algo bastante óbvio e que de certa forma era totalmente previsível, o primeiro teste consistia em averiguar se tanto ele como Hyo tinham mobilidade suficiente para sobreviver no mundo, este segundo obviamente tinha como objectivo provar ou pelo menos demonstrar ao homem que ambos tinham alguma capacidade de combate para impor ordem no mundo. Perguntando aos restantes marines se algum deles queria se candidatar para um combate amigável, apenas dois deles responderam, o primeiro era um humano monstruoso com quase três metros de altura e tantos músculos aglomerados no seu corpo que o homem parecia uma nuvem ambulante de carbono, o segundo adversário ou melhor dito voluntário era um homem de uma idade mais avançada viciado em tabaco.

Bom parece que teremos uma luta difícil aqui, tomarei a liberdade de escolher primeiro Rin, e eu espero que você tenha sorte com o seu adversário, não perca, quero que você vire um soldado assim como eu também virarei

– Sim. Eu vou dar o meu melhor…

Após uma resumida troca de palavras entre o humano e o mink, Hyo escolhia o adversário de forma instantânea, o seu “adversário” também partilhava o mesmo vício de nicotina que ele. O que sobrava o cachorro para enfrentar o gigante, juntamente com isso o marine magricelas pedia aos seus companheiros para trazerem um baú com armas ou melhor dito com réplicas das armas actuais, maior parte delas era feita de couro ou madeira entre outros materiais que não conseguia identificar. Retirando duas espadas de prática e segurando ambas na sua pata esquerda, o cachorro olhou para o homem para que este (tal como no exercício anterior) explicasse o treino, algo que também seria bastante oportuno visto que dava a Rin algum tempo para formular a sua estratégia de combate.


Objectivos:
 

____________________________________________________

L£t Me bE yOur gUIdE, in tHiS pAth of MeGaLoMaNiA


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração   -   Pensamento  -   Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sakaki
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Sakaki

Créditos : 6
Warn : Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 1010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2013

Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 EmptySeg 02 Jan 2017, 02:17

Chapter Zero - The Path of Order
Fuck The System

O sol surgia no horizonte trazendo o amanhecer, as rajadas de luz solar começavam iluminar a ilha, os comércios começavam a abrir para mais um dia de vendas, os civis começavam a acordar um por um para mais um dia na "excitante" cidade de Shells Town, e em meio ao caos do monótono povo daquela ilha se encontrava Yato, um dos jovens mais " excepcionais" que a ilha tinha para oferecer, sentado em algum banco de alguma praça qualquer recobrando a lucidez após algumas das poucas horas de sono diário que ele tinha. Abria a boca bocejando de forma assombrosa, passava as mãos em seus olhos retirando resquícios de remela e secava a saliva seca no canto de sua bochecha, os preparativos estavam feitos, Yato estava pronto para se erguer daquele banco com um sorriso no rosto e dar a cidade Shells Town tudo que ele tinha a oferecer.

Aquele dia estava de alguma forma diferente, o jovem estava simplesmente cansado de viver como um mendigo, a realidade é que ele não tinha nada a oferecer para a cidade, era só um garoto preguiçoso que dormia em praças publicas a noite, sobrevivia fazendo pequenos trabalhos como faz-tudo por toda a cidade, e o que ele ganhava diariamente não era o bastante nem para comprar a droga de uma maçã no comércio da esquina, sobrevivia de algumas economias que mantinha a tempos, já havia pensado em vários meios para sair daquela vida, roubar, pedir esmolas, fazer shows de arremesso de faca em praças, se prostitu... Mas nenhuma era viável para se ter a vida que Yato desejava, o garoto só possuía um talento, técnica de combate, ele só podia usar aquilo para duas coisas, para pirataria ou para proteger os cidadãos como um marinheiro, assim como seu mestre, por mais que a vida de pirata tivesse suas tentações o jovem não queria estragar a memória de seu mestre, e se ele se tornasse um pirata só provaria que todos estavam certos sobre ele, e ele não suportava essa imagem em sua mente, já era hora de Yato sair daquela vida, e ele sairia como um marinheiro.

O garoto lamberia a palma de sua mão e passaria no cabelo o deixando posicionado igual um mauricinho, estamparia um sorriso no rosto e começaria a andar em direção ao seu brilhante e glorioso futuro, um futuro tão glorioso e resplandecente que ofuscava sua... Logo o garoto interrompia seus passos e pensava:

"Mas aonde fica a droga do QG?"

Envergonhado por viver naquela cidade desde seu nascimento e não saber aonde fica um dos maiores pontos de referencia de toda a ilha o garoto se encontrava perdido, ele abaixava a cabeça e entrava novamente em seus devaneios:

"Pensa Yato! Na marinha os marinheiros matam bandidos, e para matar os bandidos eles precisam de ARMAS! Isso mesmo, eu preciso de armas e depois posso perguntar ao vendedor aonde fica a droga do QG, ele é um vendedor ele tem que saber, HAHAHA! Eu sou um gênio"

Yato estampava novamente o sorriso confiante em seu rosto, mas logo sua expressão viria a mudar ao ver o quanto restava de suas economias, míseros 50.000 Berries, com a expressão de decepcionado o jovem sussurra para si mesmo ouvir:

- Deve dar para comprar algumas Shurikens...

Assim, o garoto parte em direção a loja de armas mais próxima visando comprar algumas shurikens, caso ele chegasse com sucesso na loja, sacaria seu pequeno saco de dinheiro do bolso, e diria com um sorriso estranho em seu rosto:

-Eu quero a droga das Shurikens mais baratas que você tiver.

Caso tudo corresse bem ele pagaria ao atendente o devido preço do produto, e depois se esgueiraria pelo balcão até próximo ao atendente como se fosse lhe contar um segredo, e então sussurraria em um tom de larapio:

-Sabe, acredite ou não eu estou prestes a me tornar o marinheiro mais famoso do mundo, mas algo esta me impedindo, algo que você meu caro senhor(a) pode me ajudar. Pra que lado fica esse QG?

Caso o atendente lhe apontasse o caminho ele exageradamente agradeceria com um grande sorriso no rosto e como se fosse um grande favor, e após isso ele sairia pela porta da loja pirilampo em busca do QG, na direção apontada pelo atendente. Mas caso o atendente não soubesse, ele faria uma cara de nojo e murmuraria um obrigado insincero, e sairia da loja, e repetiria o discurso que fez para o balconista para cada alma viva que cruzasse seu caminho, alguém naquela ilha nojenta teria que saber não é?

Caso ele conseguisse a informação de alguma forma, ele partiria na direção que foi passada com um sorriso confiante no seu rosto, como se fosse o melhor dia de sua vida, mas caso não conseguisse simplesmente sairia pela cidade perambulando em busca do local. Se ele tivesse sucesso em chegar no local iria procurar a porta de entrada em busca de qualquer pessoa que usasse um uniforme, e ao encontrar tal pessoa ele recitaria seu discurso:

-Olá senhor marinheiro, acredite ou não eu estou prestes a me tornar o marinheiro mais famoso de todos os mares, mas... Como eu faço pra me alistar?

Ouviria atentamente a resposta do homem e seguiria todos os passos ditos por ele caso ele conseguisse extrair alguma informação da pessoa abordada.

Objetivos:
 

Citação :
Legenda

- Fala
"Pensamento"

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter Zero - The Path of Order   Chapter Zero - The Path of Order - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chapter Zero - The Path of Order
Voltar ao Topo 
Página 2 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: