One Piece RPG
Primeiro Ato: Maestria no caos XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Evento Natalino - Amigo Secreto
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Ryoma Hoje à(s) 02:30

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 00:30

» One Piece RPG Awards 2020
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:31

» BOOH!
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:33

» O Samurai
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor K1NG Ontem à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Oni Ontem à(s) 21:28

» Cap.1 Deuses entre nós
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Tensei Ontem à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:27

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor K1NG Ontem à(s) 15:56

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Ryoma Ontem à(s) 15:02

» The Hero Rises!
Primeiro Ato: Maestria no caos Emptypor Achiles Ontem à(s) 14:36



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Primeiro Ato: Maestria no caos

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyTer 11 Out 2016, 01:17

Primeiro Ato: Maestria no caos

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Ayame Yomogawa. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beethoven
Civil
Civil
Beethoven

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 4010
Data de inscrição : 25/07/2014

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyDom 23 Out 2016, 11:36

First Chaos.





Uma ilha famosa por seus modelos(as) e panos recebia agora alguém que admirava ambos e poderia muito bem ser um deles. Ayame, admiradora de todo e qualquer tipo de arte, finalmente colocava seus pés em terra firme novamente. “Será que aqueles homens já estão apodrecendo em meio ao mar? Seria uma visão deslumbrante vê-los ser devorados por urubus! Ahh… Uma pena não poder ficar pra ver.” Pensava consigo mesma a moça, enquanto respirava fundo fechando os olhos no processo sentindo os ares daquele novo local. Começaria a caminhar então a direção de qualquer tipo de civilização caso tivesse visão de alguma, caso não tivesse, apenas andaria por ai até que encontrasse algo ou alguém. -Hey! Sou nova por aqui… Sabe me dizer onde encontro uma loja de armas?- Diria quando encontrasse alguém e, obtendo a resposta, seguiria até o local indicado agradecendo em uma reverência medieval sorridente puxando o lado do vestido levemente para o lado enquanto dobrava o joelho um pouco. Suas expectativas para esta ilha eram realmente boas. Mal havia chegado mas algo dentro dela queimava em empolgação dizendo-lhe que teria alguma realização artística grandiosa naquela fatídica ilha. “Briss Kingdom… Esse era o nome que eles haviam dito que era a ilha mais próxima, provavelmente é onde estou agora. Esse nome não me é estranho, mas não consigo me lembrar porque. Humpf, vai ver é só uma familiarização com o nome mesmo.” Sem se esforçar muito para tentar entender porque não conseguia lembrar de onde conhecia este nome, afinal, não conseguiria lembrar mesmo que tentasse, pois estava relacionado a seus pais e como tal era parte de sua amnésia.

“Espero que tenham dançarinos por aqui, já faz um tempinho que não danço e adoraria conhecer novos ritmos !”


Como sempre empolgada com o fato de possivelmente poder manifestar seus dons, seguiria a moça ilha adentro balançando seu corpo ao ritmo de uma melodia que imaginava em sua conturbada cabeça. Seu bom humor não lhe faltava neste primeiro dia de sua nova jornada e seu coração palpitava com a simples ideia do que ainda lhe aguardava por este vasto mundo. Havia ficado tempo demais estagnada com aqueles piratas e só agora percebia o quanto perdia de seu tempo, tempo este que poderia ter sido gasto admirando novas artes, construindo novas obras, magnificando o mundo com seus paladar artístico tanto quanto… Incomum. Apesar de pra ela ser algo normal, com certeza não era algo que agradaria ao grande público, todavia, não é como se ela se importasse tanto assim com a opinião de alguém além dela mesma.


Historico:
 

”Objetivos desta aventura”:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :

~Fala~
"Pensamento"

Voltar ao Topo Ir em baixo
Whiteshark
Civil
Civil
Whiteshark

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 1010
Data de inscrição : 29/07/2013

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyQua 26 Out 2016, 01:18

Logo após matar toda a antiga tripulação que fazia parte, Ayame desembarca de seu botinho na orla de Briss Kingdom e a primeira coisa que a garota pode perceber é uma velha cabine que dava para o mar e uma floresta escura e densa a sua frente. O sol estava quente, devia ser perto do meio-dia e o céu estava limpo, com poucas nuvens a distância, o que deixava o clima quente ainda mais inquisidor. Ela olha para o mar, não havia nenhum vestígio sequer do navio que ela afundou nem de seus antigos companheiros, todos já estavam mortos no fundo do mar (ou era o que ela achava)...


Do ponto na costa em que Ayame se encontrava, dava para se ouvir um ruído quase inaudível. Algo que se assemelhava batidas, risos e gritos de alegria vindos de dentro da floresta. Como havia apenas uma estrada que passava por aquela mata densa, a garota foi obrigada a seguir por este caminho. Dez minutos de caminhada depois, e a garota se depara com uma cidade em festa. O caminho que ela percorreu pela floresta fez-lhe ficar de cara com um grandioso desfile. A cidade havia parado por completo e nomes como Gerrard e Loren eram aclamados pelo público. Assobios e palmas preenchiam a atmosfera a cada momento que um ou outro modelo saia do camarim com um luck totalmente diferente do anterior.


A moça, a procura de uma loja de armas, aborda a primeira pessoa a sua frente. Era um homem alto, moreno e corpulento, cerca de 2 metros de altura, braços fortes e uma barba grande e espessa para contrastar com sua cabeça tão careca que parecia uma bola de bilhar. Ele sorria para Ayame e falava:


- Nunca pensei que encontraria uma cliente num desfile desses. Para a sua sorte, eu vendo o que procuras. Meu nome é Derak. Se vier comigo lhe mostrarei meu estabelecimento, mesmo achando que armas não foram feitas para garotinhas, farei o que desejas caso possa me pagar.


Derak leva a garota para duas ruas da rua do desfile e mostra-a sua loja. Era um estabelecimento arrumado. Prateleiras e prateleiras cheias dos trabalhos do ferreiro. Havia de tudo, de katanas e kunais até grandes espadas e grevas de aço. Derak da a volta no balcão e fala com um sorriso no rosto:


- O que vai querer? Se é que tem dinheiro para pagar, hihi.


Enquanto isso, na praia de Briss Kingdom, dois dos sobreviventes do antigo navio de Ayame conseguem sobreviver a tragédia que a garota proporcionou e estão com um único pensamento. O de ir atrás daquela maldita garota e vingar seus companheiros, mesmo que custe as suas próprias vidas.



Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beethoven
Civil
Civil
Beethoven

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 4010
Data de inscrição : 25/07/2014

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyQua 26 Out 2016, 15:38

This swing is banging my soul





A dançarina se movia na direção da qual vinha o som e logo sua expressão tomava um semblante de felicidade e admiração, como uma criança que acabava de receber aquele presente que tanto queria. “Whooooa! Tantas cores! Tão vibrantes!” Porém, logo chacoalhava a cabeça e voltava ao normal. “Foco Ayame! Preciso encontrar logo uma loja…” Questionando a primeira pessoa que encontrava logo após pensar isto, acabava por tirar a sorte grande, havia entrado em contato justamente com quem podia lhe fornecer o que queria: Uma foice. Enquanto seguia o vistoso homem, inclinava levemente a cabeça como um cão em estado de dúvida ao analisar a forma como o sol refletia sobre a brilhosa careca do homem. “Que homem mais inteligente, fez de sua cabeça um espelho assim todos podem admirar a si mesmo enquanto conversa com ele. Poxa vida! Queria ter pensado nisto também, assim poderia ver as artes dos outros refletidas na minha testa, hihihi” Apesar de ser uma entusiasta fervorosa do mundo artístico, Ayame acreditava em autenticidade, logo, preferiu não seguir a ideia do homem já que estaria apenas o imitando. Durante o trajeto até a loja, trataria de se apresentar em resposta ao cumprimento do homem.


-Ayame Yomogawa. Prazer ! Ah, também não gosto muito de armas, mas precisamos delas para fazer certos tipos de coisas, não acha? Ah propósito, adorei o que fez na cabeça moço.


Era sincera no que dizia, afinal, realmente havia gostado da careca do Derak. -Nossa! Você realmente se dedica a isto não? São todas obras maravilhosas. Adoraria aprender a moldar metais com tanta perfeição assim um dia… Mas por hoje, ficarei com uma foice apenas.- Após fazer seu pedido, esperaria pelo valor do item em questão e, caso o homem não lhe dissesse, apenas soltaria um “Quanto?” quando já estivesse com o item em mãos. Pagaria o valor indicado e acenaria com a cabeça com um simpático sorriso no rosto. -Então, o que é tudo isto aí fora? É algum feriado? E esses nomes que todos estão gritando, são artistas famosos né?! NÉ?!- Apesar de ter começado calma, a última parte de sua fala recebia uma empolgação incomum e acabava saindo em tom elevado. Era difícil para a dançarina conter sua alegria ao entrar em contato com algo do gênero, principalmente se fosse alguém famoso. Ouviria a explicação de Derak e independente dele voltar com ela para o desfile ou não, apenas seguiria o caminho pelo qual havia chegado ali para voltar ao desfile. Algo em seu senso artístico lhe dizia que algo de bom aconteceria por lá.


“Será que é uma dançarina? Ou um cantor? Um pintor?! Oh, céus… Essa curiosidade está me remoendo…”


Por mais que Derak possivelmente tivesse explicado o que estava acontecendo ali, estava animada demais para prestar atenção em todos os detalhes e provavelmente nem se atentaria a maioria deles, deixando passar até mesmo o que faziam os “famosos” nos quais tinha tanto interesse. Embora não fizesse a mínima ideia, sua última obra não havia saído exatamente como queria e dois sobreviventes aportavam em Briss Kingdom. A chance de se encontraram em meio ao desfile era possivelmente bem alta já que só havia uma entrada na cidade pela qual ela havia passado ainda a pouco, logo, chegariam ao mesmo local em breve. Apesar de que o possível cheiro e vestimentas de ambos os denunciariam de longe para a moça, ainda seria algo bem inconveniente.
O f f:
 


Historico:
 


”Objetivos desta aventura”:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :

~Fala~
"Pensamento"

Voltar ao Topo Ir em baixo
Whiteshark
Civil
Civil
Whiteshark

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 1010
Data de inscrição : 29/07/2013

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptySex 28 Out 2016, 14:28

“Isso se chama calvície garota e não sou assim por que quero”... pensava o ferreiro com lágrimas nos olhos depois de lembrar do seu antigo cabelo. Pelo menos a garota parecia sincera, então Derak não ligou muito para o comentário e levou-a para a sua loja. Quando entraram, a garota ficou maravilhada com a exposição dos trabalhos do ferreiro, o que quase lhe deu a vontade de aprender a moldar metais tão bem quanto ele, porém, o mais importante para ela naquele momento era a foice que pensava em comprar.


Derak puxa debaixo do balcão uma foice grande com um cabo longo de madeira e a garota pergunta seu preço. Como resposta, o ferreiro fala após entregar a arma para a garota::


- Custa 30.000 Berries. - O ferreiro pega a grana das mãos da Ayame e recebe um doce sorriso da garota.


-Então, o que é tudo isto aí fora? É algum feriado? E esses nomes que todos estão gritando, são artistas famosos né?! NÉ?!- Pergunta a garota totalmente animada. Derak sorri para a reação da garota e explica:


- Esse é mais um dos corriqueiros desfiles que ocorre nesta ilha por causa do Gary. Ele é o governante da ilha e o dono da agência de modelos local. Ele faz desfiles grandes desse jeito uma vez por mês. Tirando estes grandes eventos, ele faz seletivas para descobrir novos talentos. - Ele olha bem para a garota e fala:


- Até que você é bonita, quem sabe você não tem chance de ser contratada? Há várias hospedagens na cidade que são bem baratinhas e boas de se ficar. Ainda nessa semana Gary deve fazer um novo concurso de talentos. Se ficar na cidade poderá participar. Ah… e os nomes gritados pela plateia são dos mais lindos modelos da ilha.


Depois de ter todas as dúvidas sanadas, a garota volta com sua foice em mãos pelo caminho que percorreu do desfile até a loja do Derak e se viu num lugar completamente diferente de antes. As ruas estavam meio sujas, então haviam funcionários que retiravam as cadeiras e limpavam o lixo deixado pela população, que em grande maioria, já havia dispersado do local. Um ou outro pedestre passava de um lado para o outro. Infelizmente para a garota, os dois marinheiros remanescentes da sua antiga tripulação haviam alcançado o centro da cidade na mesma hora que ela. E com poucas pessoas a andar por ali, o seu alvo foi detectado facilmente:


- Pare ai sua pequena piranha!! - Falava um dos piratas que seguia em sua direção com as mãos nuas. O que Ayame fará?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beethoven
Civil
Civil
Beethoven

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 4010
Data de inscrição : 25/07/2014

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyDom 30 Out 2016, 19:04

Lurkin'






Apesar do breve momento inconveniente, Ayame apenas pensava consigo mesma se algum dia poderia ser aflingida por tal doença. “Será que isso dá em mulher também? Hmm… Melhor não pensar muito nisto, vai que atrai.” Dando de ombros, finalmente tomava em mãos uma foice. Logo em seguida conseguia sua resposta e não era nada do que havia imaginado mas sim modelos. Um tipo de arte com a qual Ayame não havia tido contato até então, apenas ouvia falar… A alfaiataria e suas deslumbrantes vestimentas e modelos que usavam tais criações. -Ohhhhhh! Sério?! Eu?! Nunca fiz nada parecido, mas só de ver todas essas cores e combinações já me sinto preenchida por essa atmosfera maravilhosa de desfiles!- Seus olhos brilhavam como o de uma criança que recebia aquele brinquedo tão querido no natal depois de esperar o ano todo por tal item. -Ter meu nome sendo aclamado por uma multidão e ainda poder vestir essas obras maravilhosas… Uoooh! Já gostei desse lugar.- Enquanto já caminhava sozinha em direção ao local do desfile novamente, continuava com esses pensamentos sobre as supostas maravilhas deste novo mundo que acabava de descobrir. Durante o trajeto acabava por ver alguns funcionários limpando o local, o que lhe sanava uma outra dúvida. “Ahh, então é assim que o lixo some depois de uma festa… Sempre achei que tivesse algum ser mágico que limpasse tudo sem que ninguém visse. Isso explica bastante coisa.” Apesar de extremamente inteligente, Ayame tinha algumas dúvidas bobas devido a sua falta de experiência com o mundo externo, mas qualquer nova descoberta era rapidamente entendida e logo se juntava a base de conhecimento da mulher.

-Hey pessoal… Acho que esqueceram dois lixos bem ali oh. Sim, aqueles dois sujos ali, foram materiais da minha última peça mas não deveriam existir mais, pode jogar fora.

Falaria em um tom mais elevado para que os funcionários que estivessem próximos pudessem ouvir. A dançarina não estava sendo irônica ou sarcástica, ela realmente acreditava que aqueles dois sobreviventes não passavam de restos inacabados de uma peça teatral que já tinha terminado seu ato, logo, realmente acreditava no que havia dito para aquelas pessoas em volta. -Vocês não são zumbis né? Me lembro de não ter visto ninguém se mexer depois de ter terminado aquele ato!- Fazia uma postura de defesa com as mãos e uma cara de assustada, como se realmente (E acreditava mesmo) que aqueles dois tivessem voltado a vida de alguma forma. “Seja lá o que forem esses dois, não posso cuidar deles por aqui… Preciso de discrição por enquanto, pelo menos até entender mais sobre a ilha.” Apesar de sua fala descontraída e pensamento levemente conturbado, ela tinha um intelecto avantajado e uma calma incomum, logo, conseguia manter tudo no local mesmo em uma situação aparentemente desesperadora. -Certo zumbis, que tal terminarmos logo esta apresentação em um local mais apropriado? Vou até mudar o nome da peça de “Churrasco de Piratas” pra “Resident Evil” depois dessa, o que acham?- Falaria isto já caminhando na direção oposta de onde os dois se encontravam. Começaria a correr assim que eles fizessem o mesmo e, caso não fizessem, apenas continuaria andando até onde não pudesse enxergar mais ninguém em volta. Durante o trajeto, independente de correndo ou andando, prestaria atenção para onde estava pisando, afinal, não queria tropeçar em nada dando oportunidade para ser pega antes da hora, além, claro, de manter sua atenção nos dois também para que não fizessem nada inesperado antes da hora.

-Então, como é o outro lado? Tem um Ser Superior realmente ou apenas mito?
Uma leve curiosidade sobre o suposto retorno da morte daqueles dois assolava a garota, que, apesar de bem conversada, continuaria com sua atenção e calma completamente estável. Não faria nada até que chegasse ao local mais isolado, porém, não esperava que seus antigos companheiros fizessem o mesmo, logo, aproveitando de sua acrobacia e passos de danças, caso notasse algum tipo de arma a distância na mão de um dos dois, saltaria para o lado direito, ou para trás de algo que pudesse impedir o projétil que estivesse por ali. No caso de ser uma arma corpo-a-corpo, apenas continuaria correndo até que estivessem sozinhos, afinal, eles provavelmente estariam em condições bem piores que a garota, logo, não seria dificil correr mais que eles. Contudo, caso conseguissem, giraria seu corpo para o lado esquerdo caso o ataque viesse na parte superior de sua cintura, como em uma passo de ballet. Se viesse na parte inferior, giraria em torno de seu próprio eixo no ar, como uma régua girada horizontalmente e utilizaria do corpo do atacante para se empurrar para trás. -Tsc… Vocês não sabem mesmo esperar o inicio da peça em? Tudo bem, vamos começar logo então.- Comentaria antes de suas próximas ações caso um dos homens a atacasse, mas não tinha planos de atacar até então, apenas quando chegassem no local, seja lá onde fosse isto. Como não conhecia a cidade, apenas andaria por ai até achar o isolamento pra sua apresentação particular para aqueles dois.

Historico:
 


”Objetivos desta aventura”:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :

~Fala~
"Pensamento"

Voltar ao Topo Ir em baixo
Beethoven
Civil
Civil
Beethoven

Créditos : Zero
Warn : Primeiro Ato: Maestria no caos 4010
Data de inscrição : 25/07/2014

Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos EmptyTer 01 Nov 2016, 21:02

Cancelando aventura

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :

~Fala~
"Pensamento"

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Primeiro Ato: Maestria no caos Empty
MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato: Maestria no caos   Primeiro Ato: Maestria no caos Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Primeiro Ato: Maestria no caos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: