One Piece RPG
Rap God - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Evento Natalino - Amigo Secreto
Rap God - Página 3 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 22:49

» Nox I - Loucura
Rap God - Página 3 Emptypor Catuios Hoje à(s) 21:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 20:08

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Rap God - Página 3 Emptypor Achiles Hoje à(s) 19:43

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Rap God - Página 3 Emptypor Sakaki Hoje à(s) 19:34

» [ficha] Hinata Bijin
Rap God - Página 3 Emptypor Bijin Hoje à(s) 18:39

» Apenas UMA Aventura
Rap God - Página 3 Emptypor Van Hoje à(s) 18:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Rap God - Página 3 Emptypor Wesker Hoje à(s) 18:07

» Buki Bijin
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 17:02

» Arthas Mandrake
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 16:58

» Bastardos Inglórios
Rap God - Página 3 Emptypor Wing Hoje à(s) 16:57

» あんみつ - Anmitsu
Rap God - Página 3 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 16:03

» Unbreakable
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 16:03

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Rap God - Página 3 Emptypor Fonseca Hoje à(s) 15:31

» [Mini-Theodore]
Rap God - Página 3 Emptypor Death-D.Obscure Hoje à(s) 15:04

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:40

» Mikhail Vermillion
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:37

» Construindo o Começo
Rap God - Página 3 Emptypor Graeme Hoje à(s) 13:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:35

» Coldraz Vermillion
Rap God - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Rap God

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Skyblazer
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 28/04/2014

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySex 21 Abr - 20:07


Snake Eyes

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A realidade de Roy vinha como um soco - Um dos potentes - a atingir a boca do meu estômago. Os olhos já quase sem brilho, bulbosos, ao encontrarem os meus, infernais e vermelhos; falaram mais do que todos os dicionários e bílblias do mundo, juntos. Ele não sabia, mas era sobre isso que eu estive pensando durante todo o tempo em que afiava minhas espadas. Havia sido um idiota, e pior: Havia descoberto ser muito bom em ser idiota.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Yo, mah nigga, é claro que eu prestei atenção, cabeção! E sobre meu olhar, eu nem sei o que dizer; nasci assim, de dia é chato; Mas, no escuro, posso ver... Yo - Respondia automaticamente, após me permitir alguns microssegundos para que a minha pequena mente simplória pudesse processar todo o estratagema corretamente - E sobre mais cedo, não precisa ter medo; um lobo morde o outro na alcatéia pra valer; mas isso não quer dizer, que a sua vida pelo outro ele não vá ceder; morô? Awww yeah, c'mon, pode crer, hun - Sentia a vibe enquanto rimava, girando acrobaticamente as lâminas em movimentos circulares para, instantes depois, guarda-las simultaneamente, fixando-as bem firme em suas respectivas bainhas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Segurei o projetor den-den-mushi em minhas maõs como o verdadeiro objeto alienígena que aquilo era para mim. Olhei por cima, por baixo, dei pequenas batidinhas ''toc toc'' no casco, colocando no ouvido logo em seguida; explorando em sua totalidade a coisa desconhecida - Chocante, interessante - falei, baixinho, mais pra mim mesmo do que para meu colega. Já havia levado em consideração todos os riscos da missão, e já havia decidido abraçar cada um deles completamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Yo, cabeção, que horas são? - E, caso já fosse um horário próximo da noite, iria falar - Bota o plano pra frente, pode tocar; eu vou levar o bichinho comigo e arrumar um bom local pra gravar; Já sei qual guri usar, vamos ver como ele se sai; E, ow, relaxa essa tensão aí, nigga; confia aqui no Pai - E, dessa vez, seria eu a dar um tapa no ombro do Roy enquanto me lembrava do jovem que tinha encontrado ao sair da loja de armas. Ele seria minha carta na manga para fazer o que estava pensando. E, acredite, o que eu tava pensando era simplesmente do caralho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Pediria então direções sobre o Orfanato e, assim que as obtivesse de Roy, já iria me colocar em movimento. Minha mente estratégica já tinha tudo configurado, mas precisava analisar com previedade o local em que iria colocar em prática minhas artes ninja. Se o Ruivo quisesse vir comigo, permitiria; assim como também permitiria se ele me falasse que tinha algumas outras coisas a tratar antes. De uma forma, ou de outra, tentaria chegar no local em que estava sediado o orfanato.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em hipótese de sucesso, iria fazer um 360º na área, circulando todo o perímetro, fingindo ser apenas um desinteressado; mas, de rabo de olho, procurando lugares propícios à invasão. No final, escolheria alguma parte do muro, ou cercado (caso houvesse) que estivesse na rua que se provasse ser menos movimentada à noite. Iria também, caso não houvesse ninguém por perto, tentar dar uma espiadela na parte de dentro para, assim, obter informações suficientes para criar a rota ideal que me permitisse ir das imediações do Orfanato até o prédio central e, nele, escalar rumo à sua extremidade mais alta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]É válido notar que posteriormente à essas análises, se nada me impedisse, eu iria simplesmente montar tocaia e esperar o ocaso. Com o sol caindo, e as sombras se projetando, seria o quadro ideal para lançar mão do melhor que havia na minha furtividade e agilidade para de fato trilhar a rota antes projetada; abusando também da minha habilidade de enxergar no escuro, faria isso enquanto buscava qualquer indício que houvesse do garoto loiro de mais cedo. Como medida de segurança, se fossem necessárias, faria acrobacias sempre silenciosas para evitar guardas e buscar abrigos estratégicos que me permitissem atingir o topo da estrutura residencial o mais rápido e seguramente possível, pois, seria dali, do ponto alto, que manteria minha vigília para a chegada de Roy disfarçado como investidor.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Vamos Roy - Pensava, dentro da segurança e da furtividade do local escolhido para o meu embuste - Agora dependo de você... Chegue logo, por favor... - Por fora, total confiança. Por dentro, tremulação de medo e ansiedade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Era bom estar em ação de novo.

Habilidades utilizadas:
 

OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySab 22 Abr - 15:21

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ambos continuavam a sua caminhada, mas começavam a chamar demasiada atenção – Ei, dá pra guardar essas espadas e falar mais baixo? Os civis estão começando a nos olhar, queremos o mínimo de rumores possíveis após toda esta confusão - Roy dizia, apontando para entrarem em uma rua menos movimentada. Já estavam nas mediações do orfanato, sendo de grande relevância manter-se comedido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A instituição já estava dentro da visão dos dois, e no alto podia-se ver o que seria uma gaivota azul, o símbolo da marinha. Reyes já queria começar a agir, mas Roy ainda tinha o que falar – Calma lá, ainda está anoitecendo - ele apontava para trás, onde o céu ganhava tons vermelhos e alaranjados – Ah, é claro. Aqui, olhe - mostrava o seu relógio, que apontava serem 17:40 – Só vamos agir de madrugada, até lá não seria bom você ser visto pelos marinheiros, entende? Aliás, você tem duas opções, uma ideal e outra boa: a boa é usar o uniforme que temos para entrar lá, isso pode te salvar em alguma situação ou comprar algum tempo, a ideal é usar de um dos nossos contatos na marinha para fazer você ingressar como membro, ele arranjaria tudo, você seria destinado ao orfanato "legalmente", facilitando o processo, sem ter que se infiltrar e aumentando as chances de sucesso. O ponto negativo, é que vão por uma baita recompensa na sua cabeça, sacou? - Roy continuava com o planejamento, segurando os ânimos de Reyes de ir até o orfanato – Não vá ser visto fazendo algo suspeito pelos marinheiros - complementava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reyes já pegava o Visual Den Den Mushi, a peça fundamental do plano. Roy também o oferecia um cigarro, para caso estivesse nervoso – Pode ir dar uma olhada, eu vou ficar de sentinela por aqui, veja e decida o que vai querer fazer, só preciso que volte e me avise, assim eu me comunico com aquele cara - Roy apertava um botão de seu relógio, fazendo sair de dentro dele mais um Den Den Mushi – Basta eu ligar, daqui mesmo. Depois disso, eu tenho que voltar para um lugar e em duas horas é a minha visita, entendeu? - ele acendia mais um cigarro, já perdendo a conta de quantos havia fumado naquele dia – Se for optar pela segunda, basta ir até a marinha, mas não poderei ir contigo, lá você deve procurar se alistar, será reconhecido assim que pisar lá. Sendo a primeira, arranje um lugar para ficar e quando eu estiver chegando dê um jeito de entrar, seja discreto, seu objetivo são as crianças, não os marinheiros, preciso repetir? - ele estendia o punho, oferecendo um toque para fechar o plano.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Cabia a Reyes ponderar qual opção lhe convia mais.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Destarte, Roy se despedia, dando continuidade ao plano. Reyes se via livre por duas horas, fazendo uma perquirição no local. Com isso, percebia alguns locais possíveis para tornar real a invasão: no térreo, três janelas em cada lateral; uma porta nos fundos; um alçapão que não sabia para onde levava; argolas que saiam da parede, formando uma escada, que levava até a cobertura; uma aba que podia ser alcançada ao pular da escada, que dava para as três janelas do segundo andar, de cada lado. Essas eram suas opções viáveis, além da porta da frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No processo, Reyes achava ter sido percebido por um marinheiro, mas não sabia distinguir ao certo se havia sido sua imaginação que o ludibriava. No entanto, pensava que o marinheiro havia feito contato visual pelo menos três vezes. Não havia jeito de entrar no interior do orfanato sem por abaixo o plano, os marinheiros cuidavam daquele local.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim, ainda faltava cerca de uma hora para o plano começar.







Off


Spoiler:
 

Orientações

* Indicar no post ao usar vantagens/habilidades - exceto as inatas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySab 22 Abr - 17:20


Undercover

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Cerebral. Esse era o adjetivo que mais achei acertado conceder à Roy, conforme o estava conhecendo melhor. Ele, de fato, pensava de maneira muito metódica e selecionadamente correta. Isso seria excepcionalmente efetivo, dado o fato que seu companheiro - Doravante conhecido como Eu - era pouco mais do que uma maré de instinto, ação, adrenalina e força.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Recompensas e recordações são duas coisas que financiam as boas ações; E, nigga, cê não sabe que alguém sempre tem que pagar o preço pros grilhões de escravidão poderem se quebrar, yo? - Respondia, enquanto prosseguia - Mexa seus pauzinhos, Roy; me fingirei de um deles mesmo esse uniforme sendo fêi que dói; chame seu contato, me coloque em pleno ato!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No entanto, era inegável que eu fui ligeiramente descuidado ao deixar transparecer meu interesse no local. Agora um dos milicos havia percebido minhas intenções, ou, pelo menos, era isso que eu acreditava no momento. Dando um ''bump'' com o meu punho no punho fechado de Roy - Ato que selaria nosso acordo e a minha escolha por utilizar-me do plano de infiltração - Iria me despedir e utilizar inteligentemente minha nova linha de ação como subterfúgio para encobrir meu interesse que poderia, ou não, ter sido tido como suspeito. Não queria correr o risco de, por uma bobagem daquelas, eles aumentarem desnecessariamente a segurança do local. Portanto, me aproximava do guarda, rimando

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Yo, irmão; desculpaí a intromissão; tem como cê me dar uma informação? Eu to querendo achar o quartel e fazer minha inscrição; Hun, aww yeah, se liga, cê pode então me dizer aonde fica? - Esperava que ele delegasse à minha suposta ignorância geográfica o interesse pouco usual que talvez tivesse identificado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assumindo que o guarda não teria motivos para negar uma informação tão básica, agradeceria com um aceno; e logo em seguida me poria em marcha dobrada buscando a central da Marinha na qual eu pudesse me "alistar". Buscaria fazer isso de forma rápida e efetiva, tendo em vista que tinha pouco mais que uma hora para estar pronto para dar o backup necessário à Roy no andamento da missão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na hipótese de conseguir chegar ao local sem mais delongas e incômodos; iria me dirigir rapidamente rumo ao que mais parecesse ser o balcão de recepção. Durante o percurso, procurava saber qual forma mais efetiva de se apresentar para que o contato do Roy pudesse entender que eu fazia parte do esquema. Na falta de uma idéia melhor, minhas palavras foram:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reaper Reyes ao seu dispor; Eu sou um ninja, sou o forte, sou o coisa e tal; hoje vim me inscrever; mas meus alistamento é especial, morô, yo! - Até ensaiava uma piscadela utilizando minhas porcas habilidades teatrais; para, só depois, lembrar que estava com meus óculos escuros-breu. A partir daí, iria seguir a ordem lógica dos eventos rezando para que o espaço de tempo que Roy dispôs entre minha conversa com o soldado e minha trajetória até o local tivesse lhe possibilitado se comunicar com as pessoas corretas em sua rede de interesses e contatos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Existia uma possibilidade, talvez remota, de tudo caminhar extraordinariamente bem. De eu ser rapidamente identificado, ganhar logo aquele uniforme horrível - Credo, quem em sã consciência usaria azul quando preto é a melhor das cores? Blerght - E, por decorrência, já ser designado ao orfanato. Se isto ocorresse, iria me apresentar no local já utilizando de minha nova indumentária; entrando pela porta da frente e fazendo um arremedo de continência - Sem cerimônias, meu sinhô, com isso; meu nome é Reaper Reyes se apresentando pra serviço!




OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ


Última edição por Sky em Dom 23 Abr - 22:24, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptyDom 23 Abr - 17:17

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reyes temia que houvesse sido negligente quanto a sua tomada de decisão ao averiguar o local antes de dar inicio ao plano, abordando o marinheiro que, aparentemente, havia-o percebido — Oh, isto é ótimo, fica a três quadras daqui, próximo da praça central - Reyes acenava e ia na direção indicada — Calma, deixe-me te acompanhar! - o marinheiro se oferecia, correndo para o lado do ninja. Assim, os dois seguiam em direção ao quartel general — Você não é daqui, né? De onde veio? - ele perguntava, puxando conversa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os dois andavam a passos rápidos, trotando, quase correndo — Para que tanta pressa? Podemos ir mais devagar! - o marinheiro, que se quer havia sido convidado a estar ali, questionava. No caminho, passavam pela Red's Pub, que estava tendo sua faixada reformulada após uma intensa luta, mesmo passado muito tempo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por fim, Reyes chegava ao quartel, ainda acompanhado do jovem marinheiro. Ambos entravam pelos portões, indo direto ao hall, onde encontavam o balcão. Podia-se notar que as suas chegadas haviam gerado alguma movimentação — Estive aqui há três semanas, na mesma posição que você, mas de quer algumas dicas, pode ficar tranquilo, os testes não são nada complicados! Aliás, o meu nome é Alex, o seu seria? - o soldado persistia, como quem está disposto a fazer uma nova amizade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não demorou muito, logo um marinheiro alto e com algumas medalhas na veste os abordou. Mesmo não sendo usual, ele não carregava o seu nome em seus trajes; não naquele momento — Está dispensado, marinheiro. - ele olhava para Alex, sustentando um semblante severo, como se não o quisesse ali, e realmente não o queria — Estava ao seu aguardo, me acompanhe. - virava-se, indo em direção aos corredores. Ambos andavam juntos, em silêncio, durante alguns minutos — Já está tudo pronto, seu formulário, tudo. Usamos de um nome falso e a imagem de outra pessoa para nos certificar que não descobrirão seu rosto logo, mas eles devem perceber em breve; no entanto, será tarde. Para que disso tudo? Há vigilância no orfanato, logo descubririam a relação entre a identidade falsa e você, mas com isso você ganhará algum tempo extra, segundos preciosos até que identifiquem que você é o novato - ele parava em frente a uma sala, apontando-a — Aqui é o vestirário, troque-se e dois marinheiros estarão te esperando lá em frente, ambos serão remanejados para o orfanato no dia de hoje. Lembre-se de não comentar nada sobre o que acontecerá - ele completava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O homem tinha uma aura álgida, uma voz firme e clara. Antes de entrar na sala, Reyes via em seus olhos uma serena determinação, ainda que oculta naquela faceta fleumática. Era este tipo de homem com que se devia ter cuidado, aqueles que fazem tudo abaixo de seu nariz sem se perceber. Nesta história, Reyes era apenas um peão. Assim percebia, pois o lugar estava cheio de rebeldes infiltrados. No entanto, preferiam usar de uma pessoa qualquer do que um dos seus para realizar o ato.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ainda assim, Reyes vestia-se, com a sua nova vestimenta. Ao sair do lugar, o homem de outrora já não estava mais ali. Seguiu até o pátio externo, onde vislumbrou os dois marinheiros. Juntando-se a eles, os dois jogavam alguma conversa fora, falando sobre o trabalho e coisas afins. Era perceptível que de nada sabiam.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Algum tempo depois, chegavam ao orfanato, entrando pela porta da frente sem maiores problemas. Nenhuma recepção, apenas entravam no lugar, mas sentiam um silêncio soturno. Estavam na primeira sala, mais a frente podia-se ver duas extensões de salões, onde seriam a sala comunitária e a cozinha. Os dormitórios pareciam ser na parte de cima, visto o barulho dos passos. Também não se via crianças rodando por ai a essa hora.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os três mantinham-se juntos, ainda que sem afinidade alguma, pois assim foram designados. Da cozinha, um marinheiro saia; Reyes os reconhecia logo, os responsáveis por surrar aquele garoto de mais cedo — Ei, novatos, se aproximem! - um dos soldados dizia, mascando seu chiclete. Ele olhava para Reyes, abrindo um sorriso — Ora, você! Bem que tinha um jeito de marinheiro, impedindo os moleques de roubarem, seja bem-vindo! - ele dizia, tateando sua espada postas nas costas, para mostrar dominança.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Chamava-se Affleck, que havia bordado em seu uniforme. Mal sabia que Reyes havia-o visto cometer aquelas atrocidades com o garoto, nenhum discurso hipócrita e ardil o convenceria. Da cozinha, ouvia-se alguns ruídos estranhos — Vamos receber uma visita em breve, então eu tenho algumas instruções a passar para vocês: não façam nada idiota. Aliás, as crianças devem ficar lá em cima, está na hora de seu sono, não as pertubem ou abram as portas. - instruia, guiando-as para outra sala — Iremos esperar aqui pela visita, não podemos nos dar o luxo de cometer alguma gafe e deixá-lo esperando quando ele chegar, é um cara importante, sabem? - ele sorria, tudo estava sob o seu controle, pensava.







Off


Spoiler:
 

Orientações

* Indicar no post ao usar vantagens/habilidades - exceto as inatas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySeg 24 Abr - 12:26


Light, Cameras, Action

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Meus olhos encontraram Affleck e, no momento exato do reconhecimento, eu sabia que o vermelho neles contido brilhou mais intenso por detrás dos óculos - Você será o primeiro a morrer, amigão - Pensei enquanto sorria ironicamente em resposta ao marine, fazendo uma atrapalhada continência.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Tentando inteligentemente aproveitar a não proposital deixa do meu inimigo, rimaria - Senhores, melhor focar minhas ações, já que nunca fui bom com recepções; melhor tentar evitar futuras dores; e ver se não tem nenhum diabinho correndo escondido pelos corredores, yo - E analisaria a reação à proposta. Se esta encontrasse um mínimo de receptividade, já iria me encaminhar para a parte superior do prédio, aonde, em prévia análise, julguei ser o setor de dormitórios. Buscava fazê-lo de maneira impetuosa e rápida para evitar companhias indesejadas; mas caso alguém fosse designado ou se prontificasse a ir comigo; retrucaria - Eu cheguei agora e não sei quase nada, melhor vocês ficarem caso role alguma tensa parada; o Affleck já mandou a idéia de que o cara é importante, então relaxa aí que eu volto em um só instante - E voltaria a me mover decidida e rapidamente, tendo bem delineado na mente o plano que havia tecido momentos atrás.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Subindo a escada, olhei para todos os cantos. Visava analisar o local e perceber se era realmente ali onde estavam sendo mantidas as crianças. Na hipótese de não existirem guardas fixos nos corredores, eu iria furtivamente em cômodo por cômodo girando cada maçaneta; na esperança de que não estivessem trancadas. Estando trancadas e sem vigilância, arrombaria cada fechadura utilizando a ponta da minha ninja-ken como alavanca e quebrando a parte de madeira da fechadura. Estando abertas, adentraria todos os quartos, sempre priorizando a busca pelo garoto que já conhecia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Independentemente se o encontrasse ou não, utilizaria o seguinte discurso para todos os garotos que conseguisse falar com privacidade - Yo, mirim, você tem que confiar em mim; Entenda que eu estou aqui pra ajudar você; mas pra isso um favor cê tem que me fazer; Eu vou deixar a porta destrancada de todos os lugares, mas daqui a meia hora cês precisam descer em pares; Lá embaixo tem uma galera que também quer ajudar, só que quando vocês descerem precisam de tudo falar; Das torturas, do que eles fazem, de toda situação; Não é pra esconder nada, podem fazer confusão! - Faria uma pausa, respirando - Eu garanto com minha vida, não precisam se preocupar; o negão aqui não vai deixar ninguém se machucar! Estarão todos livres antes das seis, mas eu preciso saber se posso contar com vocês... - Aguardava a resposta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na situação hipotética de haver uma segurança no local, sendo apenas um ou vários marines, me reuniria com ele(s) e mandaria a rima - A central recebeu informação, de que talvez alguns guris estejam de armação; Me mandou especialmente para averiguar e disseram que uma segurança extra nos fundos do orfanato cê(s) devia(m) formar, yo - E falaria com a postura e semblante mais sérios que pudesse apresentar. Dispersando o problema da vigia, performaria as ações e discurso supracitados, dentro de cada quarto, para cada criança encontrada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Uma vez tendo arrumado tudo no andar superior, e com a sensação de ter o coração batendo à altura da garganta de tanta excitação; voltaria a descer as escadas para me reunir aos demais e aguardar a chegada de Roy - Evento que daria início à execução prática do nosso plano.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Havíamos chegado em um ponto da estrada aonde a volta não era mais opção. E eu gostava disso.




OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySeg 24 Abr - 18:43

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sabendo que haviam inimigos ali dentro e quem eram, Reyes movia-se de forma ágil, apressando-se para sair dali e ir de encontro ao andar superior. Por um instante, Affleck tentou impedilo com algumas falácias, mas o infiltrado já havia ido. O marinheiro até pensou em ir atrás, mas algo o impedia de deixar aqueles outros dois ali sozinhos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reyes subia apressadamente aqueles degraus de mármore, chegando ao primeiro andar. O local possuia dois corredos, que formavam uma cruz. Haviam três salas, com portas de madeira pintadas em branco, com um marinheiro em cada corredor. A iluminação ambiente era feita por luz elétrica, havendo um painel com vários interruptores no corredor horizontal. Podia-se escutar alguns barulhos abafados vindos de um quarto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Destarte, Reaper ia ao encontro de seus "companheiros", dando-lhes ordens falsas. Apesar da postura séria e condizente, não houve um acato imediato. Primeiro, os marinheiros se olharam de forma dúbia — E quem ficará de guarda aqui, você? - uma vez respondido, dois deles desceriam — Affleck disse para não deixar os corredores sem vigia - justificavam. Era notável a influência que o marinheiro tinha sob os demais.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim, ficava cada qual em seu lugar. Reyes não poderia ver o outro marinheiro, assim como o contrário também era verdade.  O ninja ocupava o corredor horizontal e via que uma das portas estavam abertas, visto que a chave estava na fechadura e a maçaneta encontrava-se torta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na verdade, todas as portas tinham a chave por fora, possibilitando Reyes de entrar no primeiro quarto de seu corredor sem ser notado. Lá, haviam diversas crianças, as quais se recolheram aos cantos quando ele entrou. Mesmo com o seu discurso, elas ainda continuavam assustadas e reservadas —Não d-devemos desobedecer os m-marinheiros, o s-silêncio faz b-bem, eles d-disseram - uma delas falava, encolhida entre os joelhos, quase inaudível. As outras crianças apenas davam-se a olhar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reyes já estava de saída, rumo a próxima sala, virando-se de costas, quando algo agarrava a sua perna — N-não nos deixe s-sozinhos - um garoto o olhava com olhos que pediam clemência, demasiado úmidos, com a voz fraca e algumas marcas no rosto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A esta altura, Roy já estava por chegar e Reyes ainda escutava uma batida na porta de seu corredor, seguida de um choro que mal deixava o grito sair — EU B-BÃO QUERO BE BACHUCAR EU QUERO IR BA CASA - o grito era seguido de alguns sons de pancada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Neste momento, Reyes escutava do corredor — Onde está aquele marinheiro daqui? - a criança ainda agarrava os seus pés, puxando a sua roupa e deixando o Den Den Mushi de fora.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Seria um bom momento para usá-lo? Deveria ajudar a criança? Ir para o encontro de Roy ou dar uma lição naqueles marinheiros? Lá embaixo, podia-se ouvir algum movimento e o tocar de uma campainha, mesmo que antes houvesse marinheiros lá fora.







Off


Spoiler:
 

Orientações

* Indicar no post ao usar vantagens/habilidades - exceto as inatas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySeg 24 Abr - 22:25


Respect the Blackers

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]MALDIÇÃO - Minha mente gritava, escondida sob o silêncio dos próprios pensamentos - Eu não contava que fossem voltar tão rápido! - E agora, como se não bastasse, sentia um dos pequeninos me segurando e me dando um olhar de tristeza que me faria matar um almirante de frota, se fosse necessário para fazê-lo sorrir. No fim do dia, eu jamais conseguiria fugir disso: Eu era um herói. Meio torto, mas um herói. Jamais o deixaria para trás, então, me abaixei e abracei o garoto da maneira mais calorosa que pude.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A vida é difícil guri, e o que vai acontecer será bem mais; mas acredite, eu preciso que você aguente só um pouco mais... Aww yeah! Tem um marinheiro que já vem andando, mas confie em mim, eu vou libertar todos vocês, ou vou morrer tentando - E então o liberaria do abraço ao mesmo tempo em que ativava o den-den-mushi de videotransmissão. Dei um forte olhar para o guri e sorri o meu sorriso mais confiante, enquanto segurava o caramujo em uma posição de ''selfie''. No instante seguinte, iniciei o discurso falando em uma altura apenas suficiente para que o transmissor propagasse meu rosto e minha voz.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Meu nome é Reaper Reyes, esse é quem eu sou; Hoje trago pra vocês o que nossa ilha se tornou; Marinheiros corruptos escravizam nossos pequenos, acompanhem então comigo o desenrolar dos eventos - Após falar até a última sílaba demonstrando bem meu semblante de descontentamento e, pra ser honesto, de puro ódio; escondi furtivamente o videotransmissor dentro daquele bolso que havia em toda camisa-padrão do uniforme marine, deixando para fora apenas seus pequenos olhinhos filmadores. E algumas últimas palavras ao menino, foram - Confie em mim, sim? - E seria hora de colocar o meu plano em prática.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sairia para o corredor, em direção àquela voz que ouvi e que parecia estar procurando por mim. Encontrando-o, falaria - Que bom que já voltaram, a averiguação terminou! Eu já ia mesmo chamar vocês, não fazem idéia do que o negão aqui achou. As crianças estavam com um plano de fuga dessa nobre mansão, tinham até mapa e tudo, baita preparação! - Falaria enquanto já guiava o marine para o quarto em que estava antes; falando e agindo rápido para evitar que ele pensasse duas vezes. Lá chegando, prosseguiria - Quando encontrei os papéis do plano, esse aqui botou na boca e engoliu; agora não sei o que fazer se a prova do crime sumiu! - Puxava o guri pelo pescoço, tentando reforçar uma imagem de que eu mesmo fosse um dos malvados.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Como meu plano era fazer com que eles mesmos se incriminassem antes de receberem o poder de minha fúria, lançaria uma gigante ''migalha'' que esperava que apanhassem - Colegas, qual seria, então, a punição padrão, pr'essa situação? Na central me falaram que como aqui eu sou novo, vocês deviam me explicar a operação como um todo... Como eu sei que não tens muito tempo, que tal usar esse daqui pra me dar um exemplo? - E meu coração partiu-se, antecipando o preço que aquele pequenino herói iria pagar pela liberdade efetiva de todos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se meus cálculos estivessem minimamente corretos, o garoto iria apanhar brutalmente e, na pior das hipóteses, eu também teria uma confissão gravada que já começaria a servir de evidência decente para gerar o descrédito na organização governamental que era, no final das contas, o objetivo final da operação. Meus punhos se contrairiam em desejo de justiça; mas eu faria um esforço titânico para não interferir nos atos violentos que o homem inicialmente tivesse. No entanto, tudo tem um limite.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Caso tudo tivesse corrido como esperado e o homem tivesse começado a agredir o moleque, tentaria fazer um cálculo macabro de quanta surra seria o suficiente para chocar a população. Assim que essa quota fosse atingida, faria meu último diálogo de engodo - Então, senhor, vamo torturar só esse garoto ou todos desse setor? Eu não tenho nenhuma pena, por eles nem um acalento; então eles devem sofrer só agora, ou por bastante tempo? - Falaria distraindo-o, meio que já caminhando silenciosamente para trás do algoz da criança e desembainhando minhas duas espadas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao som de sua resposta, uma estocada dupla iria encontrar as costas do marine. As pontas iriam entrar pela parte macia do tórax que há logo abaixo da última costela, e eu faria com os punhos um movimento no sentido ascendente; empurrando fortemente minhas Ninja-Ken buscando o centro do peito daquele covarde, fazendo um ''X'' dentro de seu corpo. Em seguida, removeria ambas as espadas permitindo que o corpo inerte caísse. Daria as costas pras crianças e, olhando apenas uma vez pra trás e deixando que uma lágrima caísse do meu olho vermelho, soltaria um rap uníssono. Fúnebre - Me culpe, garoto. Desculpe. Faço o bem assim, desse meu jeito torto. Desse jeito sem-fim. Pegue a chave, tranque a porta por dentro; Vou salvar o resto das crianças, só vai demorar um momento - E sairia correndo em direção ao cômodo em que ouvi choros; espadas em riste, entrando, gravando e analisando a situação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Entretanto, é válido notar que existia uma rara possibilidade do primeiro marine ter antecipado meus movimentos e não ser pego tão de surpresa quanto eu esperava. Para esta hipótese específica eu reservaria movimentos de defesa simplórios porém acrobáticos de rolamentos para trás; visando ganhar espaço e tempo.




OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptyQua 26 Abr - 17:27

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]As emoções alcançavam Reyes, tocando-o tão intesamente que ele abraçava o garoto em um ato dócil, digno das almas mais virtuosas. Assim, ele dava início a transmissão que reverberaria por toda Loguetown e Conomi.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na praça de execução, sempre muito frequentada, um telão enorme oscilava em tons cinzas, com ruídos estrondosos sendo produzidos. A atenção toda dirigiu-se a ele. Logo, Reyes estava ao vivo para toda a ilha, não só ali, mas em frente ao quartel general e na parte "alta" da cidade, além de diversos meios de transmissão precários desprotegidos, como os dos domicílios.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dessarte, Reyes lubriava o marinheiro que saia há pouco do outro quarto. Ele ficava enraivecido com o que o seu "companheiro" falava, indo de imediato até o outro cômodo — Estes daí a gente dá uma surra! Já pensou no que aconteceria se vazasse daqui que fazemos estas coisas? Agora põe pra fora este mapa já! - o marinheiro socava a barriga do garoto enquanto Reyes o segurava, mesmo o menino balbuciando que não o tinha feito e olhando para o ninja com um olhar de clemência.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os demais garotos e garotas, demasiado traumatizados, se encolhiam aos cantos, sem nada falar. Ao invés de uma confissão, como pedido por Roy, Reaper havia lhes dado a prova concreta do que acontecia ali. Neste momento, a ação era transmitida para toda a ilha. Os revolucionários eram realmente bons em armar estas sabotagens — Bem que eu sabia que eles estavam tramando algo! Não foi a toa que um conseguiu fugir hoje mesmo! Agora digam tudo, desembuchem, ou todos aqui vão levar uma baita de uma surra! - ele pegava um chicote de sua cintura, estralando-o no ar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O menino era castigado, mas não deixava de olhar para Reyes, com os olhos cheios de lágrimas — B-bocê...b-nos...e-engabou - ele dizia forçosamente entre o choro e a vontade de vomitar, dado os socos recebidos, e assim acontecia.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não obstante, ainda o era surrado com duas chicotadas rápidas, apagando no chão e entrando em um estado convulsivo - enquanto isso, tudo era transmitido ao vivo para a população. Até no andar inferior podia-se escutar um grito estridente — MAS O QUE ESTÁ ACONTECENDO? - passos pesados, muito pesados, subiam as escadas, acompanhados de outros dois — Deve ser só uma brincadeira com as crianças, senhor, nada a se preocupar!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O marinheiro que os castigava não havia prestado atenção, devido ao som absurdo que o chicote produzia em seus ouvidos — Castigar aos outros setores? Já o fiz! Pelo menos a minha parte, mas estes aqui, vão apanhar mais ainda, como pretendem ser marinheiros desta maneira?! - a revelação dele mostrava o intuito daquele orfanato, antes de ser corrompido pelos próprios soldados.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Reyes o esperava terminar de falar, para então apunhalá-lo pelas costas, com suas duas ninjakens. As lâminas o penetravam com facilidade, fazendo-o cair de joelhos ao chão enquanto era lentamente finalizado. Após ser trespassado, a porta se abria com violência, um homem ruivo olhava a cena abismado, deixando o seu cigarro cair no chão. Atrás dele, um marinheiro, Affleck, desenterrava o boné de seu rosto, com uma expressão furiosa no rusto, sacando sua espada — Seu bastardo, não vai sair daqui vivo! - ele corria para cima do homem, mas Roy o impedia com o braço — Mas o que diabos está acontecendo aqui?! É isto que a marinha faz?! E ainda recusaram a oferta de meu benfeitor, Bryant, agora sei bem os motivos! - Affleck não acordava, forçando a passagem e apontando a espada para Reyes — Agora você vai ver só, seu merdinha! Você que armou esta bosta toda, não foi?!










Off


Spoiler:
 

Orientações

* Indicar no post ao usar vantagens/habilidades - exceto as inatas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Kekzy em Qua 26 Abr - 21:51, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptyQua 26 Abr - 21:26


Oh shit

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Toda a glória e todo o brilho de saber que tinha conseguido resultados tão mais eficientes do que os que eram esperados de mim naquela operação, eram blindados e ofuscados pelas palavras que o pobre garoto sussurrava antes de desmaiar - Então... esse é o preço que se paga pela fé? Pela liberdade? Pelo amor? - Meus dentes pressionavam uns aos outros em uma pressão imensa, mordendo-se como bastiões do mais intenso e puro ódio; ódio este que não seria aplacado nem mesmo pela percepção de que o seu amiguinho de outrora possivelmente tinha conseguido escapar. Enquanto pensava e arrefecia minhas intensões assassinas, pouco a pouco, eu levantava minha cabeça em direção à Affleck:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sim - Iniciei o rap macabro - Fui eu que orquestrei vocês se fodendo sim; e tira essa careta que cara feia é fome pra mim - Um movimento rápido em ambas as espadas limparia o sangue que pudesse ainda repousar por sobre as lâminas - Nem todo tesouro do mundo paga o gosto de te ver assim, mas ainda vai ficar melhor quando pela raiz te ver comendo capim; motherfucker - Um passo em direção ao Marine, o corpo perpendicularizando-se já tendo seus músculos responsivamente preparados para o que viria a seguir - Eu vi vocês tirarem tudo o que essa garotada tinha, então GRAVEM MINHAS PALAVRAS, OUVINTES DO MUNDO, HOJE REAPER REYES DECLARA GUERRA À MARINHA! - E, enfim, a corrida em velocidade máxima iniciaria-se.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Um salto frontal. Torso virando-se acrobaticamente. Mão esquerda segurando firme e atacando a própria espada do inimigo, buscando removê-la da trajetória retilínea do ataque. Boca mexendo-se, em um grito alto e ensurdecedor - COVARDES, EU AGORA DEIXO VOCÊS À MERCÊ DA PRÓPRIA SORTE... - O corpo continuava o giro, imitando poética e tristemente um brinquedo infantil chamado peão, coisa que talvez nenhum dos pobrezinhos pudesse nem sequer ter tido a chance de conhecer; seria assim que estava sendo iniciado o meu primeiro passo rumo ao desconhecido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O corpo terminava os 360 graus de giro. A mão direita comunicava-se com a esquerda em perfeita sincronia, como uma irmã que ajuda a outra. Este golpe, no entanto, visava aproveitar o momentum do rodopio para intensificar a sua potência e permitir que a lâmina atingisse o centro do peito de meu adversário, causando o máximo de dano que lhe fosse possível - ...E ESTÁ DECLARADA, À TODOS OS CORRUPTOS NESSE MOMENTO EU DOU A SENTENÇA: MORTE - Seus rap, suas rimas, seus movimentos de combate e urros, todos seriam tentativas mesmerizantes de um homem buscando reaver um sentimento que havia perdido ao se deparar com aquela realidade: A Esperança de que exista uma luz no fim do túnel. Ou melhor, a esperança de SER essa luz no fim do túnel.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Uma luz cor que, ironicamente, era cor-de-escuridão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após o giro, sentindo o pé tocando o chão, era hora de permitir que o sangue saisse da concentração natural em sua cabeça e espalhasse pelo corpo lhe concedendo, finalmente, o direito de pensar - Puta que o pariu, estou fodido. Isso aqui vai lotar de milicos em um piscar de olhos... - E pensaria isso enquanto já efetuava movimentos defensivos antecipando algum possível revide de Affleck, caso este ainda estivesse vivo; ou represália de algum de seus comparsas. Tais movimentos consistiriam em uma soma de saltos da esquerda para a direita, visando sempre ganhar espaço entre o movimento atacante e meu próprio corpo. É fato que em todos os movimentos usaria e abusaria da minha aceleração e flexibilidade naturais, pois sabia que apenas dessa forma poderia ter alguma chance de sair dali com vida.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Aproveitaria tais movimentos defensivos para guinar um dash poderoso em direção à Roy - Entendi! - Pensava - Ele é o meu cartão de saída daqui! Eles não querem mais um motivo para escândalo, e pensam que ele é importante! - Faria portanto um grande esforço para evitar os ataques e me aproximar do meu companheiro-em-segredo. Caso obtivesse sucesso, me posicionaria em suas costas fingindo tê-lo como refém e posicionanto a parte cortante da espada bem próxima de seu pescoço. Gritaria para todos os marinheiros que houvessem chegado à essa altura da situação - CÊS SÃO MESMO UM PORRE, UM MOVIMENTO EM FALSO E ELE MORRE! - Tentava ser ameaçador.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em seguida, o puxaria utilizando-o como escudo humano em direção ao corredor e, assim que tivesse um pouco de espaço, sussurraria em seu ouvido - Já dei a vocês o maior dos shows, e agora? Não tá na hora de dar o fora? - E continuaria tentando guiá-lo em direção à sala principal, local no qual, se conseguisse chegar, deixaria o Den den mushi gravador cair para que ele continuasse a eventualmente gravar futuros diálogos que ali ocorressem após o tumulto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sim, eu visava maximizar os danos do meu golpe no coração dessa organização fajuta e corrupta.




OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySab 29 Abr - 1:47

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não podia-se voltar atrás no que já estava feito, assim sabia Reyes. Por mais que devesse alcançar os seus objetivos, o preço a pagar sempre era alto. A justiça não podia ser construída sem sacrifícios. Assim, lá estava, pronto para trilhar um caminho tortuoso e sangrento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Limpava o sangue de suas armas, avançando contra o marinheiro. Utilizava de seu aprendizado e habilidades, pondo tudo de si naquela causa. Saltava, com alguma elegância que convia aos ninjas, direto ao confronto com o marinheiro corrupto. Girava o corpo, pondo mais uma vez as suas ninjakens a trabalhar — Não me use para tirar vidas desta forma, não mais - Reyes tinha um vislumbre em sua mente, um grande e ofuscante cenário branco, com uma mulher no centro, mas que de nada dela podia-se distinguir. Dessarte, seu golpe atingia a lâmina de Affleck, com certo desajeito, o qual amparava o movimento, mas era atirado para o lado, desequilibrando-se.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O espadachim levava algum tempo para recuperar-se, o suficiente para a razão guiar Reyes e lhe proporcionar um plano e tanto para sair dali; afinal, estava em território inimigo. Era de se notar que os reforços logo chegariam e mesmo sendo bom, se fosse encurralado as suas chances de fuga iriam diminuir drasticamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Portanto, Reaper avançava em direção a Roy, tomando-o como refém. A ação foi tão inesperada que o próprio homem se assustou, aderindo a performance em um piscar de olhos. Roy fazia a sua melhor expressão de aterrorizado. Logo, vários marinheiros subiam a escada, e o recém tomado refém suplicava para eles não fazerem nada, que poupassem a sua vida. Repetia de forma incessante o quanto o homem era perigoso, que já havia ferido gravemente a um marinheiro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A priori, os marinheiros hesitavam, não queriam deixar o homem passar. Já estavam próximos a escada, quando enfim concordaram devido ao marinheiro mais experiente convencê-los. Reyes já descia o lance de degraus, de costas, rumo a liberdade, quando dois dos soldados rebelaram-se contra a decisão, avançando contra ele com ímpeto. Estavam envolvidos no escândalo, era óbvio que não deixariam-o sair dali.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Neste momento, um rapaz sai de trás de Reyes, balançando sua espada e ferindo os dois soldados. Estava todo ensanguentado, cheio de hematomas, beirando a inconsciência. O ninja o conhecia, era Alex, que balbuciava algumas coisas sobre justiça e dever, caindo no chão logo em seguida. Os demais marinheiros o olhavam, indecisos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ambos conseguiam sair dali, passando pelas salas do orfanato com facilidade. Reyes avistou a cozinha, de onde viu um corpo no chão, de lá havia um rastro de sangue, o trajeto que Alex havia feito. Também podia ver outro marinheiro na sala, que parecia desnorteado, sem saber o que fazer ou para onde ir, o novato que chegou lá com ele, que o fitava com os olhos arregalados.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por fim, antes de sair, Reyes deixava o Den Den Mushi cair, dentro do pote de uma planta, ficando quase bem escondido. Daria para gravar mais algumas cenas, mas logo que a poeira baixasse, seria descoberto. Todavia, já seria tarde demais.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os dois atravessavam a porta, Roy, enfim, deixava sair um leve sorriso — Puta merda, você arrebentou, agora precisa ir até o porto e rápido! Sabe que a marinha montou um pequeno quartel aqui recentemente, ainda está incompleto, mas já há alguns marinheiros e eles devem estar a caminho! A porr# toda foi mostrada em toda a ilha e em algumas partes de Loguetown, pois o nosso empresário é de lá e precisamos do apoio da população protegida pela marinha para isso, agora me larga ai em um canto qualquer e corra para o porto, há um navio te esperando lá, você não pode mais ficar por aqui cara, mas foi um prazer conhecer um malandro como você! - Roy instruia, falando animado com o sucesso obtido, e repetia alguns palavrões para expressar o que sentia, comemorando enquanto ninguém os via.



Off

Spoiler:
 
Orientações
* Indicar no post ao usar vantagens/habilidades - exceto as inatas.






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Rap God - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 28
Localização : Lvneel - North Blue

Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 EmptySab 29 Abr - 18:04


Sucker Punch

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Havia sido estranho passar por aquilo após tanto tempo sem nenhuma visão. Eu me lembrava em flashes desconexos de, quando criança, ter esses momentos de estranha reflexão aonde eu via essa senhora. Tudo era tão alvo. Tão ofuscantemente branco. Mas, sempre que eu perguntava ao mestre sobre isso, por algum motivo, ele desconversava. Com o tempo, foi ficando cada vez mais raro até que parou completamente... Quer dizer, isso até hoje.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A questão é que eu não pude me dar ao luxo de pensar muito nisso, afinal de contas, olhem pra mim - Eu era um negro, pobre, que havia acabado de pisar pesado no calo de uma das maiores organizações mundiais. Seria completamente insano dizer que eu estou puta orgulhoso disso? Se sim, então podem me chamar de biruta mesmo. A situação se desenrolou de uma forma em que meu plano foi suficientemente bem sucedido, e que me via frente-a-frente com Roy; um total estranho que ganhou meu respeito mais rápido do que provavelmente alguma outra pessoa irá.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Eu nem acredito que saímos dessa vivos, parça. Mas você também deve fugir, caso descubram a farsa - Rimei, liberando-o do papel de refém - Que isso não me sirva de castigo, mas cara... Foi bom trabalhar contigo - Cumprimentava meu aliado com um soquinho no ombro, guardando em seguida minhas espadas deixando-as prontas para serem utilizadas no futuro, caso necessário - Estou indo nessa, mas antes que me esqueça, me deixa reforçar nosso teatro à beça! - E, virando o corpo, desferi um soco de sopetão bem forte no olho de Roy - Eles não iam acreditar que deixei você ir assim, sem nenhum pequeno arranhãozinho, maninho - Sorria, já virando as costas e iniciando uma corrida, que iria contar com toda a intensidade de minha aceleração, rumo ao porto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Essa corrida seria realizada da maneira mais inteligente que me fosse possível, utilizando todos os becos e atalhos que conhecesse. Também faria uso de movimentos de Parkour para vencer eventuais obstáculos, fossem estes urbanos ou naturais, que se apresentassem. Também levaria em consideração a informação lembrada por Roy, evitando, assim, tanto quanto fosse possível, regiões próximas ao QG em construção; e também conglomerados de milicos marines.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Caso conseguisse chegar ao porto, daria um tapa na cara com o tamanho de minha estupidez - Puta que me pariu, como eu vou saber qual barco que é, se tiver mais de um? - Meus olhos procuravam por quaisquer sinais ou pista do meu correto método de fuga. Sob a hipótese de detectá-lo, correria a bordo, agradecendo apenas com um riso e um rápido aceno com a cabeça - E aí, xará; pra onde vamos zarpar? - A adrenalina e euforia circulavam pelo meu sangue tornando quase que difícil respirar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Existia, no entanto, uma rara possibilidade de ter que entrar em uma situação de combate por algum motivo; para essa chance eu reservaria movimentos simples porém efetivos de esquivas para trás, visando ao máximo ganhar tempo para raciocinar apropriadamente. Também voltaria a sacar minhas Ninja-ken e as utilizaria em estocadas rápidas e profundas contra regiões do tórax de meus antagonistas.




OFF:
 

Objetivos na Aventura:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Rap God - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Rap God   Rap God - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rap God
Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: