One Piece RPG
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Sangue e Pólvora! O Caminho do Atirador!
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 23:50

» Nox I - Loucura
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Jin Ontem à(s) 23:18

» Unbreakable
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Hooligan Ontem à(s) 22:05

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:42

» I - Pseudopredadores
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Domom Ontem à(s) 21:03

» Galeria Volker ~
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Volker Ontem à(s) 19:27

» Untraveled Road
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Layla Morningstar Ontem à(s) 19:07

» Arthas Mandrake
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Wing Ontem à(s) 18:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Coldraz Ontem à(s) 16:42

» Coldraz Anne Stine
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:59

» Karelina Lawford
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 15:57

» O vagabundo e o aleijado
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Tensei Ontem à(s) 15:32

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Polyn Ontem à(s) 15:09

» Bastardos Inglórios
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Dante Ontem à(s) 14:14

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Homero Ontem à(s) 13:43

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Alvin Stigma Ontem à(s) 13:11

» Latiffa Blackheart
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Sunken Ontem à(s) 12:45

» Gato de Convês
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Ainz Ontem à(s) 09:37

» O Legado Bitencourt Act I
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor Ineel Ontem à(s) 05:38

» SeaGull Newspaper - Edição de destaque de final de ano.
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 05:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQui 06 Out 2016, 20:52

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Merique Captor. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
tiagoluis14
Civil
Civil
tiagoluis14

Créditos : Zero
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 26/08/2016
Idade : 26
Localização : São Paulo

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyDom 16 Out 2016, 23:02

Merique desembarcou em Conomi Island perto do meio dia, uma mochila nas costas com algumas provisões e a vontade de fazer a diferença, isso era tudo que ele carregava. Ele tinha ouvido que nessa ilha uma Célula Revolucionária tinha conseguido se estabelecer e criar raízes por isso a tinha escolhido para começar algo novo em sua vida após ser expulso de casa.

"50.000 berries é tudo o que eu tenho, preciso encontrar um trabalho logo, talvez a célula revolucionária me aceite logo de cara e me arranje um trabalho, talvez até me deem um bastão depois de saberem o que posso fazer com um na mão. Bem não custa tentar, mas primeiro tenho que achá-los, talvez em algum bar ou taverna eles possam me informar onde encontrá-los.

Merique usando sua audição após desembarcar, iria tentar identificar algum marinheiro por perto no cais, se conseguisse, se aproximaria e perguntaria

-Boa tarde senhor, pode me dizer onde fica a taverna mais próxima? E sabe onde fica a base dos revolucionários nessa ilha?

____________________________________________________

*Pensamento*
-Fala-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 19

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptySeg 17 Out 2016, 18:27


Acabando de se aportar em Conomi Island, o jovem Merique, cego como sempre foi, começa a caminhar pela mesma. Sua audição aguçada permitia que o mesmo ouvisse vários pássaros cantando ao seu redor, visto que era uma ilha em que o verão costuma vigorar. A pele do rapaz estava ficando gradativamente mais quente. Era um local agradável de se estar.

Só havia um problema. O problema era que Merique é um rapaz cego. Ele simplesmente não exerga nada. Apesar de ter olfato aguçado e audição aguçada, isso não negava o fato de que não consegue ver simplesmente nada, e por isso, não conseguia ver o local muito bem. Era possível sentir o cheiro de laranjas no local.

O rapaz estava procurando por algum marinheiro na ilha. Infelizmente, aquilo era uma ilha sem Quartel General algum da Marinha. Conomi Island é dividida em duas cidades, uma cidade planta arroz, e a outra laranjas. Pelo cheiro, era notável que o rapaz esteja na cidade da plantação de laranjas. Não conseguindo encontrar qualquer marinheiro, simplesmente encontrou um cara qualquer e começou a falar sozinho.

- Tem uma taverna logo ali... E exército revolucionário? Um cego se juntar ao exército revolucionário?! HAHAHAHA - Disse o homem com voz grossa.

Ele simplesmente desatou a rir. Parece que não iria ajudar o rapaz tão cedo, mas mesmo assim, ele poderia tentar ir até a taverna. Apesar de ser difícil, visto que ele não possui qualquer instrumentos para guiá-lo ou qualquer coisa do tipo. Era possível sentir um fraquíssimo cheiro de álcool vindo do norte de onde ele esta.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
tiagoluis14
Civil
Civil
tiagoluis14

Créditos : Zero
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 26/08/2016
Idade : 26
Localização : São Paulo

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyTer 18 Out 2016, 00:27

"Todos me subestimando, sempre assim."

Merique daria um sorriso seco e sem afinidade alguma para o homem respondendo.

-Obrigado pela informação senhor.

Merique começaria a andar na direção que o homem tinha indicado, se guiando pelo leve cheiro de álcool que conseguiu identificar.

"Preciso muito de um bastão, vai ajudar muito não só nas lutas, mas para me guiar também."

Merique usaria sua audição e olfato privilegiados para tentar não esbarrar em ninguém e chegando na taverna entraria tentando verificar através dos barulhos e cheiros como era o ambiente e onde seria o balcão. Descobrindo isso pediria para falar com o taverneiro, para ver se conseguia algumas informações.

____________________________________________________

*Pensamento*
-Fala-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 19

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyTer 18 Out 2016, 13:59


Parecia que todas as pessoas subestimavam o jovem Merique Captor por ele ser cego. Uma tristeza, apesar de que é inegável o fato de que a cegueira gera várias limitações em sua vida. O fato de não ser possível enxergar nada em sua volta realmente é algo quase que frustrante, pois impede várias outras sensações, tanto experimentais quanto emocionais, que o lutador de bojutsu poderia obter.

Seja como for, após agradecer o homem, Captor começa a caminhar para onde o cara de voz grossa havia dito. Lentamente, com as mãos levantadas para que pudesse identificar onde estava, ouvindo os sons do local e sentindo o cheiro, o rapaz se guiava por aquela cidade. Conomi é uma ilha que é regida por um Revolucionário, mas parece que ninguém o ajudaria pelo fato de que ninguém querer um revolucionário cego. A sociedade costuma ser burra as vezes.

Seja como for, sem quer o rapaz tropeçasse em qualquer coisa durante o caminho até a taverna, mas indo bem lentamente pelo caminho, até o momento de identificar onde é a porta e com isso abri-la, logo se encontrou dentro da taverna.

Não sabia o nome pois simplesmente não conseguia ler a placa, mas assim que entrou era possível ouvir o som de conversas. Pessoas conversando sobre todos os tipos de assunto, rindo, comendo. Havia também um cheiro no ar, dos mais variados tipos. Cheiro de carnes feitas em chapa, temperos de bar muito baratos mas que se bem usados tem um ótimo sabor. O cheiro de álcool era quase que totalmente enfraquecido pelo cheiro da comida, mas ainda assim era bem perceptível. Também havia o cheiro de várias pessoas desconhecidas, de forma distinta, além do cheiro de suor. O local era um pouco abafado.

Com certa dificuldade, Captor conseguiu encontrar uma mesa vazia e se sentar, em um canto próxima a parede. Era notável que era um tanto quanto bamba, e a pintura da mesma parecia se descascar. Não tardou muito para que ele ouvisse a voz de alguém, ao seu lado.

- O que irá pedir, senhor? - Disse uma voz feminina.

O cardápio estava ali, mas não havia como ver o que havia. Talvez ele pudesse conseguir algumas informações neste local. Só restava a vontade de Merique para fazer o que tem de ser feito.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
tiagoluis14
Civil
Civil
tiagoluis14

Créditos : Zero
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 26/08/2016
Idade : 26
Localização : São Paulo

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQua 19 Out 2016, 01:40

"Minha jornada vai ser mais complicada do que eu pensei, mas foco, preciso mostrar a esse mundo que até mesmo um cego pode chegar no auge!

Merique com o capuz abaixado, para mostrar o rosto bonito que todos diziam que ele possuía, se viraria na direção da moça e diria:

-Boa tarde senhorita, gostaria de uma cerveja gelada e algumas informações, primeiramente qual é o seu nome e o dessa taverna, vocês alugam quartos aqui também e quanto seria a estadia? Em segundo lugar, sabe se o dono possui algum bastão que ele gostaria de vender? Pode ser de bambu ou alguma madeira resistente ou até mesmo de ferro. Por último gostaria de saber se a senhorita sabe algo sobre a os Revolucionários, sabe onde eu poderia entrar em contato com eles?

Merique esperaria pelas resposta prestando atenção no cheiro da moça para poder identificá-la depois com mais facilidade.

____________________________________________________

*Pensamento*
-Fala-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 19

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQua 19 Out 2016, 12:51


A mulher estava com uma voz um tanto quanto indiferente, mas logo Merique resolveu fazer o seu pedido. Uma cerveja bem gelada, como ele realmente gosta, e a mesma anotava o pedido. Logo, ele pergunta seu nome e o nome da taverna onde está. Merique também perguntava se ali havia algum quarto para alugar, onde ele possa dormir sem problemas. A mulher mascava um chiclete enquanto ouvia as perguntas do rapaz, que logo perguntava se aqui há alguém onde possa vender um bastão, de qualquer material. Provavelmente estava querendo algo para se guiar.

Não se sabia ao certo sua expressão, apenas era possível ouvir sua caneta deslizando sobre papel e o som de seu chiclete sendo mascado.

- Meu nome é Jenny, a taverna onde você esta é a Honeybone. E...

Antes que pudesse continuar, Merique logo perguntou onde poderia entrar em contato com os revolucionários, e se alguém sabia algo sobre eles. Ela logo parou de mascar o chiclete e de escrever em seu bloco de notas, ficando em silêncio, algumas mesas entorno de Merique fizeram silêncio por alguns segundos, mas logo começaram a conversar novamente, apesar de estarem conversando um pouco baixo demais, sobre os mesmos assuntos de antes. Talvez estejam tentando entender a conversa.

- Ahn... acho que o senhor deveria procurar alguma loja de armas para poder comprar o bastão que deseja. É só isso o seu pedido?

Ignorou completamente o fato do rapaz ter perguntado sobre os revolucionários, e antes que ele pudesse falar qualquer coisa, ela logo se afastou. As pessoas voltaram a falar no tom anterior, comum, sem falar aos sussurros. O que era isso tudo? Aquilo não deveria ser uma ilha onde se alistavam revolucionários? Certamente, estranho.

Não demorou muito para que a moça voltasse e colocasse uma caneca na frente de Captor, colocando um papel embaixo da mesma, provavelmente sendo a comanda. A bebida estava gelada, e provavelmente era a cerveja que o rapaz havia pedido. Repentinamente, o cheiro de perfume barato com o de alguém que trabalhou por muito tempo logo chegou ao nariz de Merique.

- Ouça bem, se quiser ser um Revolucionário, venha aqui mais tarde, as 10 horas da noite - Disse a mulher, aos sussurros, diretamente no ouvido do rapaz - Aproveite e tente comprar um bastão desse que você disse, enquanto isso.

Após tal feito, a mesma se afastou. Merique estava agora ali, parado, com a cerveja em cima da mesa. O que faria o cego?
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
tiagoluis14
Civil
Civil
tiagoluis14

Créditos : Zero
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 26/08/2016
Idade : 26
Localização : São Paulo

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQua 19 Out 2016, 16:54

Merique ouviu bem a mulher do perfume barato, gravando o cheiro o máximo que pode, mas não expressou nada, só continuou tomando sua cerveja como se nada tivesse acontecido.

"Tá tudo muito estranho aqui, porque todos estão tão precavidos em falar dos revolucionários, essa não era uma cidade controlada por eles?!"

Merique passaria os dedos pelo papel para conseguir ler com o tato o quanto devia pela cerveja e para verificar se havia algo mais escrito, terminaria sua cerveja, e chamaria Jenny levantando a mão para poder pagar pela cerveja, quando ela se aproximasse pediria informações sobre onde era a loja de armas mais próxima e se desculparia pelas perguntas talvez inconvenientes.

"Preciso de um bastão o mais rápido possível, depois disso é só esperar pela mulher de perfume barato e ver no que isso vai dar."

Merique se recebesse as instruções de como chegar na loja de armas mais próxima, iria para lá sempre usando seus sentidos mais aguçados para não esbarrar em ninguém e ter um panorama geral do ambiente ao redor nas ruas. Ao chegar na loja entraria e diria estar em busca de um bastão de qualidade.

____________________________________________________

*Pensamento*
-Fala-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 19

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQui 20 Out 2016, 14:52


Merique achava estranho o fato de que as pessoas se calavam ao ouvirem o nome "revolucionário", visto que aquilo era realmente uma ilha revolucionária. Bom, não poderia saber ao certo o por que disso. Não conseguia enxergar as expressões de ninguém, além do fato de que não consegue ler a mente das pessoas. Uma lástima.

Tentou passar o dedo pela comanda, mas não conseguiu entender nada. Aquela escrita em caneta era muito fraca, não criava nenhum relevo sobre o papel, além do fato de que não era uma escrita braille, e sim normal. Assim que se levantou para pagar a bebida, Jenny foi até ele.

- Certo, são B$500. - Disse ela, aguardando o dinheiro.

Não demorou para que Merique fosse capaz de entregar as notas para ela e a mesma abrir alguma bolsa e logo após fechar. Com isso, ela ouve a pergunta sobre uma loja de armas próxima dali.

- Tem uma loja de armas a umas 4 quadras daqui, numa esquina, basta ir em frente, pelo lado direito deste estabelecimento.

Após isso, o rapaz levou algum tempo para sair pela porta do estabelecimento e começar a ir pela direita, encostado na parede. Não iria adiantar nada usar audição aguçada ou mesmo olfato aguçado para que pudesse encontrar uma loja de armas, afinal, uma loja dessas não possui aroma algum, e não fazem barulho. Com isso em mente, após andar por 4 quadras, era possível notar que na esquina havia uma porta de algum estabelecimento, porém, estava trancada. O que deveria fazer?

Histórico:
 




off: bem, são 4 quadras, mas não significa que tenha só uma esquina, visto que o local é dividido em 4 ruas, por isso, 4 esquinas. Boa sorte tentando encontrar a loja de armas. Lembre-se, não adianta narrar que utilizou olfato e audição pra saber onde esta a loja, seu char não é um radar ambulante qq

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
tiagoluis14
Civil
Civil
tiagoluis14

Créditos : Zero
Warn : Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! 10010
Masculino Data de inscrição : 26/08/2016
Idade : 26
Localização : São Paulo

Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! EmptyQui 20 Out 2016, 17:27

off::
 

Após isso, o rapaz levou algum tempo para sair pela porta do estabelecimento e começar a ir pela direita, encostado na parede. Não iria adiantar nada usar audição aguçada ou mesmo olfato aguçado para que pudesse encontrar uma loja de armas, afinal, uma loja dessas não possui aroma algum, e não fazem barulho. Com isso em mente, após andar por 4 quadras, era possível notar que na esquina havia uma porta de algum estabelecimento, porém, estava trancada.

Merique bateria na porta e perguntaria:

-Há alguém aí? Por acaso essa seria uma loja de armas?

Se alguém abrisse, respondesse e fosse a loja de armas, Merique diria estar procurando um bastão de qualidade.

Caso não fosse a loja de armas ou ninguém respondesse Merique usaria seu olfato para tentar identificar se há no ar o cheiro de óleo, normalmente lojas de armas podem possuir um leve aroma de óleo que é passado nas lâmina para evitar perderem o fio e não enferrujar. Caso identificasse esse aroma o seguiria para tentar chegar na loja.

Se não conseguisse identificar aroma algum, seguiria tentando esquina por esquina, perguntando onde era a loja de armas para qualquer pessoa que encontrasse no caminho. Sempre usando sua audição e olfato para tentar não esbarrar em ninguém.

Se conseguisse chegar na loja, perguntaria pelo preço dos bastões, quais tipos teriam e de quais materiais.

____________________________________________________

*Pensamento*
-Fala-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty
MensagemAssunto: Re: Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!   Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Livro I - Ato 1 - Um Cego Iniciante!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 5Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: