One Piece RPG
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 XwqZD3u
One Piece RPG
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 12:32

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Meursault Hoje à(s) 09:29

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 02:56

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Wild Ragnar Hoje à(s) 02:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 01:30

» União Flasco: Inicio do Sonho
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 01:11

» Wu-HA!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:58

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 00:29

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:34

» Ato III: Not Fast but Furious
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 23:19

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 22:58

» Hey Ya!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:47

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Far Ontem à(s) 22:00

» Livro Um: Graduação
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:12

» [Kit] Silver Ash
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:09

» [mep] Luna
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor lunabrag Ontem à(s) 19:46

» [mini-luna] Afiando
Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Emptypor lunabrag Ontem à(s) 19:44



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Um novo dia. Uma nova vida.

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 10 Set 2016, 15:07

Relembrando a primeira mensagem :

Um novo dia. Uma nova vida.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Saitan Vlad. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento


Data de inscrição : 22/12/2011

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptyQua 21 Set 2016, 23:54

Mini Chicken.



O suor escorria por meus músculos após ser terminado o serviço no convés, não eram lá grandes coisas, mas ainda assim podiam ser chamados de tal forma uma vez que atendiam minhas necessidades de maneira satisfatória. Observava o cenho de meu anfitrião, sua aparência não era a de quem havia gostado daquilo que viu, porém ainda assim o mesmo me convidava para caminhar ao seu lado e apresentava um lugar novo.

A academia nunca havia sido mesmo em minha vida anterior algo no qual prestasse atenção, era fraco no quesito força, não tinha grandes aptidões em levantar cargas elevadas ou qualquer diferencial em resistência, todo meu talento baseava-se em minha capacidade de correr, precisão e inteligência, nada conivente àquele ambiente e também nada que me viesse à mente após despertar.  - Hã... C-Certo!! - Dizia ainda pensativo em como poderia fazer para impressionar o rapaz de cabelos azuis. Os “homenzarrões” que treinavam pareciam estranhar minha presença ali, seria a enorme mancha em meu peito ou apenas todos os meus "músculos"? Ainda perdido me colocava a caminhar na direção do bebedouro, toda aquela tarefa no convés havia despertado em mim uma imensa sede.

Os marinheiros no local pareciam fazer uma disputa entre quem erguia mais peso, cada um colocava cada vez mais cargas em suas barras e cabos, não entendia muito bem qual seria a finalidade daquilo, olhava meus braços e percebia pela primeira vez o quanto eles eram finos se comparados aos dos frequentantes dali. Afinal, talvez aquela fosse a resposta, precisava tornear meus braços e, uma vez decidido isso ia em direção a um forte homem que puxavas alteres individuais um em cada membro, me colocava ao seu lado e pegando um par de pesos de cinco quilos começava a repetir os movimentos do mesmo. Incrivelmente não levava mais que uma série de doze "puxadas" para meus músculos começarem a latejar, estaria eu fazendo algo de errado? Repeti o exercício com a carga baixa em outras duas séries e me dirigi até um local onde um rapaz deitado levantava uma barra na frente do peito.

O Supino era algo realmente interessante de se ver alguém fazer, esperei o usuário sair do aparelho e imitando sua postura, me deitei na mesa e segurei a barra, tentei erguer a mesma e falhei, pois, seu peso era elevado demais para mim, então diminui a carga para dez quilos em cada lado e no caminho derrubei uma anilha devido a espantosa carga daquele "biscoito" de ferro. Por fim, iniciei minha série de supino similar à um sósia, repetia religiosamente os movimentos do rapaz que havia acabado de sair e antes que chegasse na décima segunda elevação da terceira série, larguei a barra em seu apoio com eufórico desespero, não estava aguentando mais a mesma.

Levantei-me e com calma fui novamente apanhar um copo de água, estranhamente todos aqueles exercícios envolviam uma prática que não parecia muito convidativa para alguém com minha estatura, um pouco relutante voltei para próximo de meu avaliador e com certo pesar e desejo de clemência na voz, perguntava. - Não existe outra coisa que eu possa fazer além de levantar esses “biscoitos”? - Fitava o mesmo com ar sereno, calmo, típico de meu temperamento, afinal, por mais que não soubesse naquele momento ainda era o mesmo homem, somente estava em um local fundo demais para ser encontrado tão facilmente.






Objetivos:
 

Histórico:
 


Última edição por Luna em Sab 24 Set 2016, 14:48, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySex 23 Set 2016, 18:44

O marinheiro dava um sorriso para a expressão do jovem, ele parecia ter um pouco mais de fé no garoto a sua frente. - Vamos, não temos tempo a perder! - Ele dava uma gargalhada enquanto encaminhava o ruivo para uma sala diferente, passavam por algumas portas e pequenos corredores, apesar de estarem em um navio aquele realmente não era apenas um simples navio, os navios da marinha eram bem equipados, seus membros poderiam ter orgulho de suas instalações, como um membro do governo eles também poderiam aproveitar desta mordomia, não sempre, contudo de vez em quando era algo agradável. Chegavam a uma sala totalmente branca, sem janelas ou algo do gênero, ao centro do local um homem se parecia presente, grande e musculoso era como uma parede viva.

- Então esse é o novato? Vamos ver do que ele é capaz! - O homem levantava-se e corria em direção do ruivo, seus punhos estavam cerrados próximos a seu queixo e ele parecia ter um ótimo movimento de corpo, nas suas costas o marinheiro que conhecia antes saia pela porta e fechava a mesma, começava um combate ali, do que se tratava tudo aquilo? Seria mais um teste?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 24 Set 2016, 14:49

Killer Instinct.




O marinheiro sorria de minha cara e por algum motivo retribuía o mesmo, estava começando a entender que sorrir era uma das coisas da qual gostava, partimos logo em seguida dali juntos, enveredamos pelo interior da nau em uma rápida caminhada e pude perceber que em muito ela se assimilava a um prédio, com longos corredores e esquinas, portas e entradas. Não obstante, por fim chegávamos à um local mais isolado da nau, parecia com um quarto de manicômio, totalmente branco e sem aberturas, vazio a não ser por mim e outro homem ali presente.

O brutamontes ao notar nossa presença vinha em minha direção, não entendia inicialmente "bolhufas" do que estava ocorrendo, porém, meu instinto agilmente reagia a ofensiva do marinheiro e correndo sem nem mesmo saber porque começava a circular o mesmo em longos arcos. Uma enorme mudança estava ocorrendo em meu interior, sentia um absurdo frio na barriga e seco na garganta, afinal o que era aquilo? Estava excitado e ao mesmo tempo ansioso por alguma coisa, minhas mãos começavam a suar e meu coração palpitava aceleradamente a cada vez que o enorme lutador se aproximava de mim e com ágeis passadas me afastava.

Algo estranho estava aflorando com aquela luta, algo parecido com uma fúria, uma sede insaciável que apenas aumentava cada vez que me esquivava das investidas do mesmo, fugir não parecia ser o suficiente, aquele não parecia ser eu. Estaria entrando em um estado de transe? Seriam alucinações de novo? Que vontade insana era aquela me empurrando para a ofensiva? Sentia meu sangue começar a ferver e conforme a luta avança um enorme sorriso doentio surgia em meu rosto, estava amando tudo aquilo, havia nascido para aquilo.

Partia na direção do mesmo em linha reta inclinando meu tronco para frente, sentia um sabor em meus lábios, não era o de carne ou sangue, era um gosto diferente, gosto por matar. Aproximava-me do mesmo e me lançava de joelhos pelo solo escorregando enquanto quase apoiava minhas costas no chão visando passar por baixo das pernas deste e exatamente no momento em que estivesse abaixo da sua genitália desferir um ágil soco a fim de fazer meu rival se ajoelhar de dor. Uma vez em suas costas, lançaria meu corpo para frente com um impulso vindo da parte superior do meu tronco e girando em meus calcanhares agilmente retiraria minha camisa e em um movimento sincronizado visaria caso esse estivesse curvado saltar e enfiar ambos os dedos médios em seus olhos, puxando sua cabeça para trás e cegando-o com uma enorme sensação de satisfação no olhar. Estando esse desnorteado e com a cabeça inclinada, pegaria a camisa anteriormente segura por uma de minhas mãos e passaria pela frente de seu pescoço segurando sua outra ponta com a mão livre, então giraria meu tronco envolta do próprio eixo criando uma espécie de nó em sua garganta com o tecido e ainda em suas costas deixaria a gravidade empurrar meu corpo para baixo enquanto puxaria o tecido com força visando estrangular meu rival sentindo toda uma alegria e satisfação inexplicável em meu olhar, sorriria longa, aberta e saborosamente ouvindo os últimos suspiros de vida deixar os pulmões do mesmo.

Lembrando que me esquivaria dos socos do mesmo com saltos para trás e para os lados, correndo sempre para trás e ao seu redor em círculos. Caso quando eu me lançasse de joelhos meu rival tentasse pisar em mim no caminho, giraria para o lado e seguiria com o plano de atacar sua genitália durante seu "delay" da pisada e seguir com as ações retrocitadas. Por fim, caso meu oponente conseguisse me erguer mesmo eu o puxando para trás com toda minha força, tentaria nesse momento dar um giro com meu corpo em cento e oitenta graus, apertando ainda mais o tecido e ficando de frente para as costas do mesmo, procuraria apoiar ambas as solas dos pés em sua coluna e puxar com mais força a "forca" criando assim uma espécie de alavanca com meu corpo. Se por ventura o enorme homem tentasse se projetar para trás a fim de me esmagar, então rapidamente ao notar seu corpo sair do chão, procuraria correr olhando-o descer e calculando visualmente onde seu corpo iria cair, tentaria dobrar minha perna e colocar meu joelho no ponto onde seu pescoço cairia, em seguida subiria em cima desse, enfiaria a camisa em sua boca, tamparia seu nariz e com força empurraria ambas as mãos para baixo, uma segurando o tecido a outra apoiada em seu rosto tampando suas vias nasais, apenas soltaria quando não houvesse mais sinal de vida nos olhos do mesmo, claro, sem nunca retirar o inexplicável sorriso do rosto.



Objetivos:
 

Histórico:
 

VIAGEM:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 24 Set 2016, 16:41

Seu combo de golpes e movimentos rápidos faziam o gigante ao seu lado se ajoelhar com a dor recebida, antes que o mesmo pudesse colocar um fim a sua vida uma lamina acertava seus dedos que soltavam o homem que lhe era parceiro de luta, a lamina vinha do marinheiro anterior, seus dedos pareciam levar um golpe forte, porem não levava qualquer tipo de corte, ele tinha o acertado com o lado cego da espada. - Você é bem forte hahaha, acho que a organização fez bem... - Ele dava um sorriso, enquanto ajudava o homem derrotado a levantar-se meio que sem jeito, ele tinha sido derrotado completamente. - Vamos, tenho que lhe mostrar algumas coisas agora que você é oficialmente um agente do governo, parabéns. - Jogava para ele uma medalha, medalha esta que era padrão para todo aquele que entrava na organização de maior influencia do mundo.

Os mesmos andavam ate o local onde ficava o leme do navio, no local uma mesa de madeira era possivel ser encontrada, nela um mapa que parecia ser semelhante aos blues, o mesmo era um pouco menor do que a mesa mas era grande o bastante, o maior que o ruivo poderia ter visto ate aquele momento. - Nos estamos aqui – Um homem apontava, seus cabelos loiros e olhar afiados lembravam no ruivo que ele não era o único cara ali que poderia ser forte. - Quando chegarmos em loguetown vamos encontrar a familia Austchiws, uma grande familia nobre, não podemos vacilar. - Ele olhava diretamente para o novato que nem mesmo portava um terno, uniforme padrão para os agentes. - Ei desgraçado, quem diabos é você e porque não está usando seu terno? - Ele se aproximava do jovem ruivo, contudo era impedido pelo marinheiro que se jogava na frente do novato – Minha culpa, não tivemos muito tempo desde que chegamos aqui.[/b] - O loiro fazia um barulho de incomodado com a boca e saia do local. Com um sinal de mão o marinheiro chamava o ruivo.

- Aquele é Hazeru, ele é um agente do governo bastante... não sei como dizer... enfim, ele não faz parte de britannia, eu não irritaria ele se fosse você hahahaha.[/b] - Jogava um terno para o novato e esperava que ele o utiliza-se. - Temos algum tempo ante chegar a ilha desejada, acho que você deveria andar por ai e conhecer a tripulação, vai ser bom para você [/b]-

- 04/06 - posts para chegar em loguetown

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 24 Set 2016, 18:04

Government Agent.



A sensação de sentir a vida de uma pessoa se esvair em minhas mãos era simplesmente inigualável, havia mergulhado em um mar de prazer e uma dor abrupta puxava meu corpo para superfície, sentia uma fisgada nos dedos e era obrigado a soltar a camisa, o enorme corpo do brutamontes caía de lado e ainda acordando daquele insano transe em que estava ouvia a respiração do mesmo ofegante, como se houvesse sido salvo de um afogamento. – Mas o que... – Olhava e a minha frente estava o marinheiro de madeixas azuis portando uma espada, o maldito havia me golpeado e impedido que o pior ocorresse. – O que aconteceu? – Olhava para o grande homem no chão, havia vergonha em sua face e certo desespero.

- Você é bem forte hahaha, acho que a organização fez bem... – Dizia o anfitrião ajudando meu rival a levantar-se, também levanta e enquanto massageava meus dedos era obrigado a pegar por puro reflexo um objeto lançado até mim. Olhava aquela pequena coisinha em minha mão direita, era uma medalha e com ela agora possuía o cargo de agente do governo mundial. – Obrigado, eu acho. – Dizia sorrindo sem jeito respondendo às congratulações do mesmo que partia tendo-me logo a seu encalço.

Os corredores da nau agora pareciam mais convidativos, finalmente fazia parte de um grupo, aparentemente era o que achava. A sala de reuniões estava em avançado ritmo de debate, um homem de cabelo loiro dava aparentemente as instruções para os agentes e marinheiros subalternos ali presentes, havia certo ar de superioridade em sua voz e uma antipatia que ficou clara quando esse dirigiu-se a mim.  - Ei desgraçado, quem diabos é você e porque não está usando seu terno? – Olhava o mesmo com certo ar de indiferença e curiosidade enquanto ele avançava em minha direção e era impedido por meu companheiro, apenas me dava conta que minha mão direita estava “empunhando” o ar em minhas costas por puro instinto quando todo aquele clima de tensão passava e finalmente podia ter um âmbito de visão melhor do ambiente.  – O que foi isso? – Olhava para a mão de maneira intrigada enquanto recomendações eram dadas pelo marinheiro.

O terno caía por fim perfeitamente bem, vestia-o e sentia certo conforto, minha medalha agora estava belissimamente oculta por trás do tecido negro do mesmo e olhando de relance para o enorme mapa no centro da sala, seguia para fora junto de meu parceiro. – Aquele mapa, me parecia bem ... – Começava quando era interrompido sendo dispensado pelo mesmo. – Detalhado. – Uma vez sozinho pela nau, iria até o convés calmamente caminhando com as mãos no bolso, chegando no mesmo me aproximaria da murada e apoiando-me fitaria o horizonte, estava indo para uma ilha desconhecida, acompanhado por pessoas que não conhecia para proteger uma família nobre sob o comando de um cão de briga. – Diabos... – Fitava a marca negra escondida por minha camisa, era horrível pois se destacava em minha pele como chama em meio à noite. Cobria a mesma e observava logo acima dessa, estava ali, uma belíssima e brilhante medalha que despertava certo orgulho em mim. – Vou trazer muita glória para o governo mundial. Para... – Olhava para a camisa na região onde estava a marca e lembrava dos cabelos negros daquela mulher, do seu olhar pra mim, a voz voltava a minha mente e determinado concluía. – Britannia.






Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySeg 26 Set 2016, 08:23

O jovem caminhava pela embarcação, chegava a uma parte onde um grupo de marinheiros pareciam conversar em uma roda, jogavam baralho e pareciam beber um liquido vermelho, provavelmente não era nada alcoolico, porem a diversão parecia ser saciada por todos ali. No meio da roda uma mulher ria, batia suas mãos no chão e tirava sarro de outros marinheiros, seus cabelos vermelhos eram semelhantes aos do assassino, sua vestimenta demonstrava que fazia parte do governo mundial, suas ações porem não pareciam nada profissionais – Ganhei mais uma, pode me passar o restante do dinheiro hahahahahaha. - Ela ria enquanto pegava alguns trocados do marinheiro que perdia nas cartas. Ela observava o jovem que chegava para perto, seus olhos pareciam percorrer todo o corpo do mesmo ate parar na altura de seus olhos – O que você está olhando novato? Está afim de jogar? - Ela dava um sorriso enquanto embaralhava as cartas com velocidade.

- Mas o que diabos está acontecendo aqui? - O mesmo loiro surgia novamente, rapidamente todos que estavam brincando levantavam-se e faziam a padrão saudação militar, ele dava um chute na mesa que voava por alguns poucos metros - Vocês só podem estar de brincadeira, principalmente você agente Angelin, a filha do grande Angelin Marks fazendo esse tipo de coisa, seu pai deve estar se revirando no caixão neste momento. - Suas palavras faziam a garota engolir em seco, seu olhar triste anunciava que existiam sentimentos profundos ali. - Escutem, vamos nos separar, Angelin vai seguir com vocês três, serão chamados de esquadrão beta, eu e mais os outros três inúteis iremos fazer o esquadrão alfa, iremos nos reunir na base sessenta e três e partiremos para o ponto Roger a meia noite. - Aquelas palavras pareciam não fazer sentido para o ruivo, talvez o treinamento militar que eles recebiam antes de cada missão talvez realmente fizesse falta para o mesmo.

off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySeg 26 Set 2016, 22:56

Brad.



Era sem dúvidas muito entediante ficar abordo de um navio sem ter nada para fazer, poderia aprender algo novo em minha área ou até mesmo exercitar minha mente de forma sadia, porém, naquele momento nenhuma opção parecia muito atraente e acabava por fim apenas caminhando a esmo pelo convés ansioso pelo momento do desembarque.  – Ganhei mais uma, pode me passar o restante do dinheiro hahahahahaha. – A característica voz feminina chegava até mim, nada passava por minha audição aperfeiçoada. – Se você ensinar... –  Sorria para a garota respondendo seu convite para a partida com tom de embaraço, parte por não saber jogar, parte pelo longo e detalhado “check in” do meu corpo feito pelos olhos da garota.

A perna direita já estava indo na direção da garota quando a voz inconfundível do Loiro ecoou pelo convés. – De novo esse cara?! – Indagava mentalmente sem me virar para fitar a aproximação do mesmo que chegava até o local do “carteado” chutando toda a brincadeira pelos ares.  – Ele tem sérios problemas de humor. – Pensava estando cem por cento calmo com toda aquela situação e só então me dava conta que todos estavam prestando continência, ainda que um pouco atrasado apressava-me em imita-los.  – O baralho é meu, agente Hazeru, a agente Angelin foi influenciada por mim. – Dizia ainda mantendo a continência, as palavras ditas pelo homem pareciam ter machucado a ruiva e naquele momento “aliviar” aquele peso sobre ela me parecia a coisa certa a ser feita.

Aparentemente não era de grande importância o que eu dissesse para o mesmo, afinal, ele sequer levava em consideração qualquer uma de minhas palavras, era como se um inseto tivesse pronunciado aquela frase.  – Sim, senhor!! – Diria após as recomendações dadas pelo Loiro estressado, fazia parte agora do esquadrão beta junto de Angelin e isso era sem dúvidas bastante apetecível, a mulher era atraente e em uma primeira opinião poderia afirmar que também era extrovertida, na realidade por mais que ela fosse gorda, feia e ranzinza seria melhor companhia que Hazeru.

Seguiria o ritmo dos meus demais companheiros do governo, acompanharia os mesmos em seu percurso e me deixaria ficar um pouco para trás, não estava muito à vontade para conversas com desconhecidos ainda, toda aquela história era muito recente e ocorria de maneira insanamente rápida. Menos de vinte e quatro horas atrás meu papel ia de Prometeu à agente do governo, era um imenso baque, principalmente pelo fato de não lembrar absolutamente nada de meu passado.

Prosseguiria minha caminhada e caso a ruiva viesse falar comigo, ouviria a mesma respondendo se essa quisesse saber porque intervi por ela. – Bom, não me parecia justo ele usar você como mártir, todos estavam se divertindo. – Fitaria o rosto dela inicialmente com um olhar sereno e sincero, depois sorriria simpaticamente quase fechando os olhos. – Afinal, qual é o problema dele? – Me referia ao Loiro e quando falava isso levava ambas as mãos com os dedos cruzados para trás da cabeça, segurando a nuca com elas.  – Sabe, espero que o tal Roger seja mais simpático que Hazeru e que no meio do caminho você possa me ensinar a jogar. – Concluiria de maneira despreocupada e sincera, dando um leve sorriso e inclinando a cabeça para trás, talvez houvesse sido bom aquele recomeço.






Objetivos:
 

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptyTer 27 Set 2016, 17:46

O barco ancorava na ilha, os tripulantes saiam com velocidade, não tinham muito tempo para gastar com aquilo, os marinheiros de patente mais baixam descarregavam o navio enquanto os dois grupos se mantinham em velocidade pelas ruas da nova ilha, o porto estava bastante calmo, a lua se fazia presente, o som do vento era a trilha sonora para tudo aquilo que estava acontecendo. O ruivo seguia o grupo da garota, junto do casal mais duas pessoas os acompanhavam, marinheiros simples, contudo pareciam bastante atentos. Chegavam a certa parte da cidade cada um seguia por um caminho, um time para a direita outro para esquerda, o time do assassino que pegava a direita caminhava por algum tempo ate chegarem a um beco onde a jovem para o esquadrão para dar ordens. - Chegamos na ilha, é de conhecimento de todos que um grupo revolucionário chamado Escorpi está tentando sequestrar a filha de nosso alvo, não podemos deixar isso acontecer. Fomos encarregados de se reunir com o outro esquadrão vindo de outra ilha para ajudar nesta defesa, aqui. - Ela soltava uma espécie de bolsa no chão, dentro da mesma existia todo tipo de lamina, com certeza algo que agradava o jovem estaria por ali.

Eles precisavam de armamentos, de aliados e de bastante coragem, mesmo que o grupo não tivesse uma grande fama eles já tinham causado bastante estragos financeiros, era hora de dar um basta naquilo. Com um sinal de mão a agente mandava os homens irem na frente, contudo puxava o ruivo para trás por um instante. - Obrigado... - Apenas uma palavra, seguiam em direção ao lado oeste da ilha, seus passos rápidos e ritmados eram seu meio de locomoção ate chegarem a certa parte do plano, algo estava errado, homens vestidos de preto e vermelho estavam na frente de um galpão velho onde eles deveriam se encontrar, obviamente faziam parte dos revolucionários, porem o que eles faziam ali? Já tinham eles descoberto todo o plano? - tsc, não tem jeito, vamos ter que abrir passagem. - A jovem se escorava na parede do beco que dava passagem em direção ao local, eles não tinham um plano e nem sabiam quantos homens existiam ali, porem apenas na porta da frente dois se mantinham de prontidão.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptyTer 27 Set 2016, 22:27

Happy at Work.



O ar noturno orquestrava o início de uma noite que sem dúvidas seria longa. Corríamos em um quarteto pelos becos e ruas de Loguetown, havia certa pressa em chegarmos até nosso destino, afinal, qualquer atraso poderia gerar falhas e quando se está a muito tempo nessa vida acaba-se por aprender que falhas e filhas de nobres são uma péssima combinação. - Chegamos na ilha, é de conhecimento de todos que um grupo revolucionário chamado Escorpi está tentando sequestrar a filha de nosso alvo, não podemos deixar isso acontecer. Fomos encarregados de se reunir com o outro esquadrão vindo de outra ilha para ajudar nesta defesa, aqui. – Dizia a jovem para nós três enquanto uma bolsa repleta de armas era disponibilizada para podermos nos armar.  

Um jogo de facas era meu objetivo, procurava as mesmas e as prendia na parte de trás do cinto deixando fácil acesso para as mesmas, um em cada lado, também apanhava uma pequena adaga de corte que pudesse facilmente ser manuseada tanto para perfurações quanto para cortes ágeis. Já estava partindo quando a ruiva puxava meu ombro e com sua doce voz agradecia por minha interseção. Um estranho frio envolvia meu estômago e por um instante fitava seus olhos e tomava noção de quão belo eles eram, não durava muito tempo já que Angelin agilmente partia, porém, era o suficiente para por alguns segundos me deixar sem reação.

A distância até nosso destino final rapidamente era vencida com ágeis passos, mas algo estava fora do planejado. Uma dupla de guardas protegia a entrada do galpão e ambos não pareciam em nada ser vigias noturnos. -  tsc, não tem jeito, vamos ter que abrir passagem. – Fitava a mesma agora mais concentrado. – Talvez consigamos fazer algo... – Minha cabeça começava a maquinar um ágil plano de ação, não sabíamos quantos dos revolucionários estavam lá dentro ou se o outro grupo havia sido capturado ou não, não podíamos simplesmente ir de peito aberto para a luta.  – Até onde sabemos podem haver outros cinco lá dentro e nosso grupo auxiliar ter sido interceptado no caminho. – Me ajoelhava aproximando-me da agente. – Talvez a melhor opção seja nos separarmos. – Começava a rabiscar o chão com a ponta da adaga de corte fazendo uma espécie de plano. – Veja, esse é o galpão. Eu vou pela porta da frente levando vocês dois “algemados” como prisioneiros e damos cabo da dupla na porta. – Me dirigia a ambos marinheiros. – Enquanto isso a agente Angelin nos dá cobertura aqui do beco e caso falhemos contorna o local buscando uma segunda opção de entrada. – Olhava profundamente nos olhos da agente. – Não quero ser um herói aqui nem nada do gênero só que sou o único desconhecido de nós três que pode fazer o papel de revolucionário.

O plano era relativamente simples falando só que, uma vez em prática qualquer dúvida dos guardas poderia me colocar de novo em um estado de morte e não haveria mais ninguém para me trazer de volta dessa vez. Estando tudo decidido, me levantaria e faria o sinal para os marinheiros se algemarem, diria antes que ambos fechassem as algemas. – Não tranquem elas, deixem-nas próximas do ponto de tranca para que caso eles venham verificar de perto vocês com apenas um empurrão consigam fecha-las. – Demonstrava com uma delas. – Pode ser que outros guardas saiam daquela porta após os dois serem interceptados, é muito importante que estejam em condições de lutar se necessário for. – Concluía com um sorriso amigável e entregava as algemas a ambos. – Vamos lá. – Dizia com uma voz descontraída, incrivelmente aquela situação não me deixava nervoso. – Meu nome é... – Um flash de memória vinha até mim e ouvia a voz ecoando pela água. -"Projeto V."-  Pode me chamar de V. – Sorria para Angelin de maneira simpática.

Os pequenos flash’s eram inexplicáveis, mas usando ao máximo de meu temperamento calmo, partia indo direção a porta de entrada do galpão ainda intrigado por aquela voz. Levaria a minha frente os marinheiros tendo os braços algemados para trás, simularia a posição de minhas mãos como se estivesse segurando as algemas dos mesmos e os guiando para dentro do covil. A realidade era que na mão direita portava a adaga de corte escondida pelo tronco de um dos marinheiros e na mão esquerda não trazia nada para que quando chegasse próximo de ambos pudesse dar um empurrão no marinheiro do lado dessa e com voz de amigo de causa, começar o ato. – Boa noite rapazes. – Acenava de palma aberta. – Cabo S. se apresentando, fui designado para ser o interceptador à paisana de possíveis ameaças e encontrei esses dois vermes se esgueirando pelos becos. – Parava cerca de três metros dos mesmos. – Permissão de aproximação. – Fitava seriamente o rosto de ambos e caso a permissão fosse dada, continuaria calmamente levando os marinheiros até a dupla de guarda, uma vez próximo o suficiente para usar minhas facas, empurraria ambos marinheiros para frente a fim de que os mesmos fossem revistados e nesse meio tempo dispararia pelo espaço entre ambos usando de minha aceleração. Procuraria tomar a frente dos marinheiros e ficar entre eles e os revolucionários, tentaria usar o deslocamento dos “intrusos” para tirar a atenção da dupla e cravar de baixo para cima minha adaga de corte no peito do revolucionário da direita, não perderia tempo e agilmente girando nos calcanhares largaria a adaga de corte e durante o giro sacaria com a mão que anteriormente segurava a adaga de corte uma das facas presas no kit em meu cinto, com a mão esquerda seguraria então a faca de corte que havia largado e com a mão direita agora portando outra adaga tentaria cravar a mesma na perna do revolucionário do lardo esquerdo, sem perder tempo puxaria a faca de corte presa no tronco do meliante da direita visando dilacerar seu peito e no caminho giraria a faca fincada na perna do marinheiro da esquerda para fazer o mesmo vacilar por conta da dor, então largando a faca presa em sua perna, puxaria a cabeça do mesmo com a mão direita e trazendo a faca de corte retirada do tronco do outro revolucionário desferiria uma “cravada”  da mesma no pescoço guarda da esquerda, na região abaixo do pombo de adão, onde todos tem uma pequena concavidade. Por fim, me certificaria de o marinheiro da direita não tocar nenhuma sirene rapidamente soltando o “defunto” da esquerda e tentando empurrar o marinheiro da direita contra a parede ou subir em cima do mesmo com o intuito de calar sua boca com uma das mãos enquanto lentamente sacaria uma das adagas presas em meu cinto e cravaria em sua garganta, observando o mesmo afogar-se em seu sangue e me deliciando com a sensação de após tanto tempo matar dois homens.

Caso a dupla pedisse para que eu parasse e viesse um dos homens para revistar a ambos marinheiros, empurraria ambos em cima desse e partiria usando de minha aceleração em cima do outro seguindo com o plano como já retrocitado, alterando que agora o primeiro alvo seria o revolucionário que ficou para trás e depois o outro. Caso algum deles conseguisse bloquear um de meus golpes ou desviar mesmo com o fator surpresa ao meu lado, contaria com a ajuda dos marinheiros que não estavam de fato algemados para pelo menos imobilizar ou ocupar um dos guardas enquanto concentraria minhas atenções no outro. Seguiria com o plano de aproximação com o guarda mais distante deixando ambos marinheiros com o outro deles, então avançaria e atacaria meu alvo com uma estocada de baixo para cima com a adaga de corte, visava que esse desviasse e nesse caso sacaria uma de minhas facas e lançaria essa na direção do mesmo. O intuito verdadeiro em lançar a faca contra meu rival não era o de acertá-lo ou feri-lo com ela e sim o de distraí-lo para uma possível fonte de dano e me aproveitar disso para usando o máximo de minha aceleração encurtar nossas distâncias e com um corte horizontal focar o peito do mesmo de baixo para cima da direita para a esquerda. Saltaria em um dash na direção desse após o corte assim que meu pé de apoio chegasse ao chão, então indo em sua direção tentaria uma estocada contra seu peito junto com um “encontrão” de nossos corpos visando jogar meu oponente no chão e fincar minha arma em seu peito, então sobre o mesmo sacaria uma adaga de meu cinto e cravaria essa sem titubear na região já descrita abaixo de seu pombo de adão. De qualquer forma, amaria fazer aquilo já que após tanto tempo era ótimo deixar de ser o morto, só para variar.






Objetivos:
 

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 23

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 01 Out 2016, 18:42

Um ataque surpresa!



A primeira ação do gatuno após receber as ordens da jovem é de pegar um kit de facas para utilizar em batalha, portanto o rapaz coloca em lugares específicos uma vez que influenciará na luta. Ocorre uma ocasião estranha para o atuador quando Angelin aproxima-se do homem dizendo algumas palavras cujo deixa o mesmo sem ter possibilidade de retornar o dialogo.

Depois de algumas horas finalmente encontram com seu destino, no entanto algo está errado uma vez que tem dois guardas na frente de um galpão consequentemente Saitan começa a bola um plano enquanto agacha-se para interpretar com um desenho no chão. - Entendi.. é um bom plano, nós executaremos-o! A dama fala num tom de voz baixo, mas contém uma extrema confiança e firmeza na sua oração.

Mais uma explicação da estratégia pode ser escutada, dessa vez é na parte dos marinheiros algemados e eles por sua vez apenas escutam. No momento em que Vlad revela seu nome, um pequeno flash entrega outra nominação para ser usada na frase e por conseguinte agora é conhecido pelo trio como V.

Assim que tudo está pronto para ser efetuado, o agente usufrui de sua grande habilidade em atuar bem como seu temperamento calmo para caminhar com os soldados na sua frente, escondendo a arma nos troncos dos mesmos. - Quem é aquele? Um dos possíveis revolucionários de cabelos dourados, olhos azuis e três linhas horizontais em seu rosto faz uma questão para seu parceiro, o homem demonstra uma certa duvida uma vez que não compreende o porque da presença daquele indivíduo.

- Não sei, eu vou verificar.. A outra metade da dupla, na qual possui cabelos e olhos pretos, confirma com seu vocabular que também não sabe nada do que está acontecendo consequentemente no final anda em direção da tríade. No tempo em que o quarteto encontra-se, o gatuno atira seus companheiros em cima desse e sem perder tempo avança sozinho contra o outro guarda.

- É um.. A expressão de surpresa do segurança não é algo diferente dado que a velocidade do furtivo é incrivelmente alta quando chega em poucos segundos até seu oponente. O destro procura acertar uma facada no tronco do loiro, no entanto o mesmo desvia facilmente pulando para a direita, contudo Saitan já espera por esse resultado e portanto atira outras facas na direção do seu adversário.

Infelizmente para o ator, sua mira é horrível já que não acerta nenhuma vez e por conseguinte permite rapidamente o boxeador colocar as manoplas na mão. A luta continua com mais ofensivas vinda de Vlad e dessa vez o lutador bloquear todos os golpes, o rapaz não tem muito força para empurrar seu adversário no chão consequentemente ficam os dois parados em pé na frente da grande porta.

A arma localiza-se no meio da luva do pugilista e por causa de sua concentração não sabe o que está acontecendo ao redor, exceto uns barulhos de batalha naquela posição aonde está o trio. A temperatura do lugar pode ser notada como abaixo de cinco graus, bastante frio para aquela noite. Qual sera a ação do antigo caçador de recompensa?
Aquele Trio:
 

Aquela Dupla:
 

Spoiler:
 

Citação :
Numero de posts do narrador: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 EmptySab 01 Out 2016, 20:39

Devil's Trap.



O soturno frio da madrugada envolvia nosso corpo e o ambiente tornava-se nada amigável para ambos os lados. Éramos um total de cinco pessoas em combate e para minha felicidade estava no grupo de maior número, contudo, não sabia quanto tempo estaríamos em vantagem uma vez que dentro do galpão poderiam existir dezenas de outros revolucionários.  – Você é rápido. – A voz calma apenas demonstrava um interesse despreocupado por aquele boxeador me encarando. – O ponto negativo é que... – Lentamente sacava outra faca de meu suporte preso ao cinto e levava o olhar inexpressivo da lâmina ao loiro. – Ainda assim é lento demais. – Disparava em uma ágil ofensiva empunhando ambas as armas contra meu oponente, inclinava inicialmente o tronco para frente mantendo os olhos focados no mesmo, o elemento surpresa não mais seria de grande valia, contudo, ele não era meu único talento.

Avançava retilineamente em alta velocidade contra o boxeador e nos metros finais me lançava de joelhos ao chão escorregando com o tronco inclinado para trás visando passar pela lateral do mesmo muito próximo a sua perna direita, então com a adaga de corte em mãos visaria cravar sua lâmina na panturrilha/coxa de meu rival e utilizando de todo impulso de meu corpo mudar meu centro de gravidade puxando a arma fincada em minha direção e girando meu tronco na ponta dos pés para cima e para frente na direção das costas do loiro. Caso não conseguisse fincar a arma em sua carne inicialmente, tentaria então transpassando seu corpo efetuar um corte na região atrás da sua perna direita entre a coxa e a panturrilha igualmente girando na ponta dos pés e fazendo a movimentação com meu tronco para as costas de meu rival. Não perderia tempo e uma vez caso conseguisse chegar nas costas do mesmo procuraria desferir uma estocada lateral na região das costelas/flanco esquerdo do mesmo com a faca retirada do estojo, simultaneamente desprenderia outra lâmina de sua carne ou não caso não tivesse conseguido inicialmente acertá-lo com ela e então passaria a mesma envolta de sua garganta e sem hesitar, diria de uma forma prazerosa e fria ao mesmo tempo. – Arrivederci. – Puxaria a lâmina para o lado e para trás cortando a garganta do mesmo de orelha a orelha e ficaria sorrindo, apenas vendo seu corpo cair. – O frio chega mais cedo para uns que para outros. – Daria uma boa baforada vendo o ar condensar-se a minha frente e então partiria com olhar de criança em parques de diversão na direção do outro revolucionário.

Se por ventura quando eu me lançasse de joelhos meu oponente girasse seu tronco tirando sua perna de meu alcance, rapidamente inclinaria meu dorso para frente ficando na ponta dos pés e usaria a ponta da adaga de corte fincando-a no chão para desacelerar. Uma vez perdendo velocidade, usaria um movimento de contra-impulso e me puxaria na direção do loiro arrancando em uma ágil aceleração em seu encalço, procuraria encurtar nossas distâncias e me manter perto do mesmo aguardando esse me atacar com os punhos, então usando de minha atuação esboçaria um ar de surpresa enquanto o golpe do mesmo viesse em minha direção, então, próximo ao momento de sua mão acertar meu corpo, me projetaria para o lado e para frente em um dash na direção do homem de olhos azuis, ao mesmo tempo que avançasse meu corpo para frente tentaria passar meu mesmo braço que o braço atacante por baixo de seu golpe e cravar a lâmina em sua áxila usando toda minha impulsão para fincar a arma o mais profundamente possível. Sem titubear deixaria meu corpo transpassar o de meu rival lateralmente e contornaria o mesmo passando o braço portando a outra lâmina pela frente do pescoço do revolucionário aproveitando de seu espanto diante da dor e situação inesperada e sem hesitar, prosseguiria da maneira já descrita. – Arrivederci. – Seguindo minhas ações como já mencionado.  – Afinal, talvez não hajam suficientes de vocês para me saciar. – Um sorriso fino, angulado e maligno nos lábios surgia.

Caso meu rival tentasse pisar em mim enquanto avançasse em sua direção, então deixaria minhas costas encostar no chão e rolaria lateralmente para baixo do mesmo, na direção do rolamento tentaria ficar uma de minhas lâminas na parte interna da coxa do boxeador enquanto que puxando-me na direção da mesma visaria rasgar sua carne e elevar meu tronco para cima, efetuando uma estocada com a outra arma na região da barriga do mesmo e novamente me puxando para cima utilizando a adaga como apoio, subiria agora ficando de pé de frente para o loiro e com um fino sorriso na face, concluiria cravando a primeira adaga a entrar no corpo de meu oponente no buraco abaixo de seu pombo de adão enquanto observaria o sangue engasgar sua respiração e fala, maravilhado com tudo aquilo. –  Lento demais. – Puxaria a adaga de dentro da "garganta" do mesmo e como já retrocitado, seguiria em direção ao outro revolucionário.






Objetivos:
 

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Luna em Ter 04 Out 2016, 22:51, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um novo dia. Uma nova vida.   Um novo dia. Uma nova vida. - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um novo dia. Uma nova vida.
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: