One Piece RPG
I - Murder Club - Página 11 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Far Hoje à(s) 22:00

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 21:37

» Livro Um: Graduação
I - Murder Club - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 21:12

» [Kit] Silver Ash
I - Murder Club - Página 11 Emptypor rafaeliscorrelis Hoje à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Blum Hoje à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
I - Murder Club - Página 11 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Pippos Hoje à(s) 20:09

» [mep] Luna
I - Murder Club - Página 11 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:46

» [mini-luna] Afiando
I - Murder Club - Página 11 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:44

» Tony Redstorm
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Dante Hoje à(s) 18:26

» Ep 1: O médico e o marinheiro
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Rangi Hoje à(s) 18:22

» 2° Versículo - Return in Peace!
I - Murder Club - Página 11 Emptypor ADM.Kiodo Hoje à(s) 17:59

» Sonny Delahunt
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Shogo Hoje à(s) 17:31

» [FICHA]Zeus
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 17:02

» Making Wonderful Land a Real Wonder
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:18

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Kyo Hoje à(s) 16:00

» Lilith BlackWater
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 15:50

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
I - Murder Club - Página 11 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:04

» Ato III: Not Fast but Furious
I - Murder Club - Página 11 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
I - Murder Club - Página 11 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - Murder Club

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptySab 03 Set 2016, 23:48

Relembrando a primeira mensagem :

I - Murder Club

Aqui ocorrerá a aventura do Civil Nakigitsune Shiro. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Alek
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 09/06/2013

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyQui 03 Nov 2016, 03:18





Mao L. Ima

"A Filha do Caos."



- O que vamos fazer com ele?

Isara perguntava, levando sua atenção à marinheira com a pistola. Mao não tinha muito do que pensar quanto àquela situação. Sabia que, a partir daqueles ferimentos que infligira no revolucionário, seria moralmente obrigada a finalizá-lo, do contrário, teria de tratar dos ferimentos antes de o entregar aos marinheiros.

- Ele está no nosso caminho. - Se direcionaria à loira, sem tirar os olhos do revolucionário. - Eu e o raposo ali cuidaremos dele. Por favor, vá para o navio e prepare a nossa saída. Procure pelo dono da embarcação.

Não queria que a garota viesse a se ferir naquela luta, tampouco que tivesse contato com a ninjaken embebida do suposto veneno, afinal, prezava a vida de Isara tanto quanto prezava a sua e dos seus companheiros desmaiados.
"Enquanto ele não me atacar, eu terei a vantagem."

Durante os próximos instantes, Mao movimentaria-se lateralmente em um raio em volta do revolucionário, impedindo-se de ficar em uma linha reta para com Shiro e pudesse ferí-lo com balas destinadas ao oponente. Posicionada, levaria a sua mão canhota à coxa e puxaria a segunda pistola, a qual também apontaria ao revolucionário. Rapidamente e aproveitando de qualquer brecha, dispararia uma sequência de quatro tiros de cada pistola, de forma alternada, almejando atingí-lo em seus membros superiores, mas forçando uma margem de erro mais próxima de seu tronco. Não dispararia todos os tiros de uma vez, já que procuraria analisar, após o primeiro disparo, os seus movimentos e buscar disparos contra as posições futuras em casos de esquivas por parte do revolucionário, em casos assim, apenas iria disparari após o fim de sua movimentação, ou mesmo aproveitando-se de seu foco em Shiro.

Caso viesse a ser focada, saltaria por sobre os golpes, ou abaixaria-se, a depender do que viesse a ser mais conveniente, ou fintaria para as laterais nos casos de golpes verticais, diagonais, ou até mesmo retilíneos. Manteria-se atenta à sua própria audição, que poderia revelar golpes provenientes de direções diversas, assim, prevendo possíveis ataques surpresas. "Os amigos desse aí podem ter escutado os tiros. Provavelmente não temos muito tempo."

Caso viesse a ser ataca e tivesse de forçar uma esquiva, dispararia contra o membro atacante duas vezes com a pistola que ainda tivesse balas, e, aproveitando de sua dor, voltaria um terceiro tiro na direção de seu rosto, finalizando-o.
Ao descarregar oito balas de uma das armas - ou quando percebesse ter uma brecha - recarregaria ambas as armas com novos cartuchos.






Meu Histórico:
 

Objetivos:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 110
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyQui 03 Nov 2016, 20:05

Narração
Era uma luta muito desbalanceada, mas nenhum dos lados se mostrou incomodado com isto. Isara seguiu os comandos da atiradora e partiu diretamente ao barco, correndo rapidamente sem deixar o inimigo intercepta-la. Os dois marinheiros no chão eram pulados e ela olhava bem os arredores, calmamente analisando onde estaria o dono daquela embarcação, além de começar os preparos para a fuga do grupo. Shiro era o único que parecia realmente focado na luta. Não houve nenhum pronunciamento e ele avançou como distração, Mao tinha de fazer aquilo valer o risco. A primeira investida não pareceu nem um pouco correta. Kenesis afastou os golpes com as mãos nuas, aproximando-se do mink enquanto afastava os braços dele de um modo que não era acertado. O erro dele foi deixar uma abertura para os disparos de Mao.

Dois tiros acertavam em cheio o braço direito do revolucionário. Por um instante ele se descuidou e estava ainda mais ferido. Um problema sério e pelo seu semblante não parecia que iria se repetir. – Vai se foder! – Recuou em pulos, fixou o olhar em Mao e começou uma investida na direção dela. Os ataques de Shiro eram parados por disparos, assim como a atiradora que não apenas escutava os tiros. – Finalmente. – Um tiro acertava em cheio a panturrilha direita dela e neste tempo Kenesis avançava, acertando-a com uma cotovelada no rosto. Mao era jogada para trás, observando o céu enquanto caia no chão e podia ver mais para trás de onde estavam, uma dupla de atiradores no topo de algum telhado. O mink não era acertado por estar mais longe, mas tinha os ataques parados por hora e podia ver seu oponente avançar em sua direção com algum ataque preparado.

Kenesis iniciava com um chute alto de esquerda, mirando o rosto da raposa. Um golpe simples que serviu apenas para impedir Shiro de ver uma shuriken aproximar-se de seu ombro direito, penetrando o bastante para deixar difícil movimentar aquele braço livremente. O revolucionário recuou não tão rápido quanto poderia anteriormente, mas fazia um belo trabalho mesmo com sua perna ferida. Era questão de tempo até ele não conseguir mais mover sua perna e antes disto o sujeito rasgava partes de sua vestimenta para estancar os ferimentos atuais antes de continuar o combate. Enquanto todos se recuperavam, mais dois revolucionários surgiam. Ambos tinham katanas na cintura e avançavam para próximo de Kenesis. Os atiradores ainda estavam longe, mas conseguiam disparar daquela distância e poderiam se movimentar neste tempo.

O tempo que nada acontecia deixou Isara aproximar-se dos dois homens desacordados logo depois de arrumar o barco, não tendo sucesso em encontrar o dono. As opções eram poucas e ela resolveu fazer algo prático e rápido. Com ambas as mãos, golpeava o rosto de Wander, batendo com a palma da mão sem medo de causar dor nele. Necessitou de algum tempo até o mink acordar sentindo-se estranho, ainda atordoado com o ocorrido. Alucard tomou o mesmo caminho e acordou com o rosto dolorido, vermelho e Isara por cima de seu corpo. O campo de batalha não era muito bom para eles. Três oponentes na esquerda deles, um mais ferido e os outros ainda intactos. Ambos reconheciam quem era aquele pequeno ferido, mas pouco importava sua identidade. Se ele não fosse derrotado a saída da ilha seria impossível.



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyTer 20 Dez 2016, 15:23



Konpaku no Elegie

Sentia o frio metal da shuriken perfurar meu ombro direito – tsc – Aquilo certamente não era nada agradável, não conseguia mover agora mais apropriadamente meu braço, a situação não parecia nada favorável naquele instante visto que duas novas pessoas pareciam surgir para ajudar aquele revolucionário duro na queda, não poderia mais recuar, tinha que apostar algo, afinal grandes recompensas me esperavam quando chegasse ao quartel general, ou assim acreditava. Suspirava, com a mão esquerda puxava de uma vez a shuriken e a jogava ao chão, com a mesma mão rasgaria uma parte daquele pano preto em que estava envolto, uma tira, amarraria por cima do ferimento, não eram cuidados apurados nem mesmo para serem chamados de primeiro socorros, porem era o que poderia fazer no momento. Suspirava fundo novamente, era hora de retomar ao combate, teria que vencer meu oponente rapidamente ou os outros poderiam se intrometer, era hora de uma investida com tudo que tinha.

Dava dois passos para trás, fechava e abria a mão direita em busca de saber as condições de uso daquele braço, porem ele não aparentava ser inútil, ainda tinha uso e era hora de utilizar do mesmo. Retraia um pouco as pernas, era hora de mais um ataque, apenas mais um, não teria a chance de um novo caso falhasse nesse novamente, meus companheiros poderiam ajudar, porem um felino sempre sabe que não pode contar com aliados. - Taijutsu - Kami supīdo - Soltava minhas pernas em um impulso forte para a frente, tentava utilizar de minha aceleração em conjunto com meu jutsu de velocidade em busca de surpreender mesmo que um pouco meu adversário, porem talvez não fosse bem sucedido de fato, ele já tinha experiência anterior com a mesma, teria que improvisar no momento mais a frente, apenas a velocidade não seria o suficiente. Iria chegar a aproximadamente cinco metros do mesmo, puxaria a kunai com minha mão esquerda e a colocaria em frente de meu corpo, a direita iria se manter abaixada, ainda que não estivesse inutilizável não era o momento de a utilizar ainda, iria fingir que a mesma não passava de um membro morto para meu adversário.

Iria chegar ao alcance de minha kunai e com velocidade tentaria acertar um corte em diagonal, da esquerda para direita, porem minha intenção não era de fato atingir seu corpo, a pouco tinha avistado o que parecia ser uma ninjaken, aquela com certeza era a arma adequada para aquele combate, tentaria cruzar laminas com o mesmo, conseguindo o feito iria rapidamente ao encontro de armas utilizar de minha mão direita, colocaria as garras para fora, de todos os dedos, com ferocidade iria acertar a mão que segurava a lamina ao meu encontro, tentaria fazer o mesmo ao choque da dor física soltar a lamina e rapidamente a seguraria com a mesma mão direita. O plano sendo um sucesso era o momento do ataque definitivo, iria dar um passo para trás, pegaria um pequeno impulso para um ataque mais forte – Kenjutsu - Shinigami no tameiki - Com a ninjaken em mãos iria passar a mesmo para a mão esquerda cuja eficiência ainda era notável, com o impulso iria dar um passo a esquerda e seguiria em direção do adversário, com a lamina em horizontal tentaria acertar um corte em seu pescoço degolando a cabeça do mesmo.  

Caso o mesmo notasse minhas intenções com as garras iria dar um salto para trás e repensar meu plano, caso o mesmo esquivasse do meu corte em horizontal tentaria prosseguir com o ataque em busca de uma nova oportunidade. Caso o mesmo tentasse lançar shurikens como fizera anteriormente durante minha corrida em direção do mesmo tentaria com pequenos saltos em diagonais, não padronizados, esquivar de suas armas de longo alcance, aquela era a hora de acabar com aquela missão suicidada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Posts: 22
Localização: East Blue - Conomi Island Ganhos: Kunai x1
Perdas: 40k berries
Desvantagens: Trauma - Fumaça/Fogo

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : 26
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyQua 21 Dez 2016, 01:11

Atacar!!!

Era a segunda vez no mesmo dia que conseguiam me deixar desacordado, isso era estressante e vergonhoso, o lado bom que ninguém além de mim, Wander e os revolucionários da ilha sabiam que eu havia sido desacordado pela primeira vez; logo essa falha poderia entrar para o esquecimento, e contar como apenas uma de batalha. Não sabia por quanto tempo tinha ficado desacordado, mas acordava com o rosto em chamas de dor, e sentia que tinha alguma coisa em cima de mim, quando abria os olhos via uma garota em cima de mim, parecia que iria desferir outro tapa em meu rosto.

- Calma, calma, já acordei. Falaria tentando me levantar sem machucar a mesma, não tinha visto essa menina antes, mas era grato por ela ter me acordado em uma situação tensa, para que eu pudesse ajudar o resto do grupo. – Primeiramente obrigado, e segundo, quem e você? Independente da resposta, percebia que a nossa esquerda se encontrava três oponentes, e não precisava ser um médico para identificar que um deles estava consideravelmente ferido, enquanto os outros dois estavam intactos.

Caso a menina não falasse me viraria para os inimigos falando. – Deixa para mais tarde, primeiro temos que sair dessa ilha! Falava calmamente enquanto tirava minha katana da bainha, e observaria calmamente o senário da minha luta, não sabia se Wander conseguiria lutar logo teria que dar conta dos três sozinho.

“Tá na hora de tentar me redimir pelos erros hoje cometidos” Pensava olhando para os três alvos, logo correria diagonalmente para a direita, com um ângulo pequeno em relação a vertical, meu objetivo não era afastar-me tanto do trio e sim investir na lateral deles. Durante a corrida, deixaria a ponta da espada na esquerda enquanto a segurava com a direita. No momento em que estivesse próximo aos adversários (ao vir pela lateral deles e quando se encontrassem em um momento de esquiva, afastamento ou defesa dos ataques de um ao outro) visaria um dos que estivessem bem e realizaria meu primeiro ataque. Projetaria um corte horizontal movimentando a espada da esquerda para a direita até alinhá-la com meu braço direito esticado, o mesmo visaria a região acima da cintura do alvo.
Contudo, se os oponentes se movimentassem a ponto de ficarem a minha frente, iniciaria uma corrida em círculos quando estivesse a não mais de seis metros de distância deles. Assim que tivesse uma oportunidade de estar de frente para as costas de um dos dois intactos, avançaria com um corte diagonal de baixo para cima e da esquerda para a direita em suas costas. No entanto, na possibilidade de ser atacado antes de meu primeiro ataque, realizaria uma esquiva para posteriormente seguir com o movimento planejado. Tal movimento de defesa consistira em utilizar da velocidade da corrida para flexionar o pé esquerdo e saltar para a direita rolando no chão e usando o ombro direito como apoio.
Depois de meu primeiro ataque possivelmente estaria na mira dos outros alvos, ou ainda dos três, caso meu ataque tivesse falhado, se fosse alvo de uma investida, tentaria movimentar-me para o lado oposto do ataque e daria alguns pulos para trás tomando uma distância segura dos inimigos, sempre prestando atenção para não ser surpreendido por algum dos atacantes. Após estar em uma distância razoável voltaria a visar os inimigos, assim faria uma investida em zig-zag em direção a eles, o mais rápido que eu conseguisse, segurando a lamina com as duas mãos com o fio de corte voltado para cima, visaria fincar a espada no abdômen de um dos inimigos que estivessem “bem”. Caso tivesse algum ataque de algum outro, tentaria me esquivar fazendo força com as pernas contra o chão, e pularia para o lado contrário, logo retomaria minha investida ao meu alvo, assim que fincasse a katana, faria força na vertical para que cortasse o homem de baixo para cima e em seguida daria alguns pulos para trás sempre tomando cuidado para não ser surpreendido, e assim daria uma boa olhada em quantos inimigos ainda restavam.
Histórico:
 

____________________________________________________

I - Murder Club - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyQua 21 Dez 2016, 23:28





Mao L. Ima

"A Filha do Caos."



- NHAAAAAAAAH - Uma dor insuportável tratava de desnortear meus movimentos. Cambaleava conforme a dor causada pelo disparo se espalhava por minha perna direita e irrompia através dos meus nervos. Sem muito tempo para reagir, o revolucionário atingia-me com uma cotovelada, que lançava-me para trás com o impacto.

Os instantes à seguir passaram-se com estranha lentidão. Podia ver os céus acima, e quase esquecer de tudo o que acontecia à minha volta, quase que sentindo-me apenas uma com a tranquilidade passada pelo céu profundo. O rosto formigava após o impacto da cotovelada, e, aos poucos, a dor transformava-se em uma sensação relaxante de cócegas. Os poucos instantes pareceram meses de inércia, mas enfim, durante esse momento, conseguia ver os atiradores responsáveis pela minha falha, acima de um telhado, e era essa a visão que me trouxera de volta à realidade.

Ergueria-me rapidamente, sentindo as pontadas de dor na panturrilha a cada movimento brusco que faria. Procuraria afastar-me da luta que acontecia em volta de Shiro e dos outros, deixando que eles se resolvessem com aquilo e voltaria as minhas atenções aos atiradores que prestavam reforços aos outros revolucionários.

- Não fuja da dor. - A voz cochichava no fundo dos meus pensamentos, referindo-se à pontada aguda que ardia em minha perna e impedia os meus movimentos mais complicados. - Sinta-a. Absorva-a. Aproveita-a. - Tentava seguir seus conselhos, por mais difícil que fosse. Tentaria conviver com aquela dor e acostumar com ela, ao ponto de, assim como no rosto, apenas sentir formigamentos e cócegas a partir dela. - Prazer. Sinta prazer.

Manteria-me segurando ambas as pistolas em mãos, enquanto que viraria-me para os atiradores, tentando ignorar o combate em solo que acontecia por ali, apenas me afastando um pouco deles. Quanto aos atiradores, eu sabia que tinha a melhor mira possível, e provavelmente melhor que a de qualquer um ali, portanto, tornava-se apenas uma questão de velocidade; Eu precisava disparar primeiro.
Sem mais pensar, alinhei ambas as pistolas, uma para cada atirador. Aspiraria o ar novamente e me prepararia para desviar de qualquer tiro que eles pudessem vir a disparar. Lançando-me para o lado esquerdo e inclinando-me para baixo, com um impulso da perna saudável, quantas vezes fossem necessárias para sair da linha de seus disparos, de forma que ficasse mais próxima possível do chão.

Quando fosse seguro para reagir, ou antes mesmo de precisar desviar, dispararia todos os projéteis de ambas as minhas pistolas contra os atiradores em questão, primeiro a direita, depois a esquerda, em sequência com pouquíssimo intervalo de tempo, cada arma com o foco em um dos atiradores. Minha mira, entretanto, estaria em seus troncos e cabeça, de forma a eliminá-los o quanto antes, afinal, não precisávamos de mais uma distração.

Caso, porém, tivesse de desviar de pessoas que se aproximassem por trás, procuraria percebê-las com a minha audição aguçada, de forma a conseguir mergulhar-me para a diagonal esquerda à minha frente, dessa forma, desviando de possíveis golpes na vertical, horizontal e retilíneo, os quais seriam os mais prováveis golpes para uma aproximação sorrateira pelas costas, já que, nesses casos, o objetivo principal é eliminar o oponente em um único e preciso ataque.






Meu Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

I - Murder Club - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 110
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptySab 24 Dez 2016, 12:29

Os principais combatentes da marinha já estavam feridos e isto dificultava a movimentação e os ataques deles. Shiro precisava se mover mesmo com o braço naquela situação, pois logo seria alvejado pelos disparos dos atiradores e não seria aconselhável ficar parado. O mink precisou de algum tempo, estancou de forma básica o ferimento, testou o braço ferido e logo começou seu avanço. A luta da raposa seria solitária. Seus companheiros estavam enfrentando os novos inimigos, focando em alguém que atrapalharia o combate do ninja. Kenesis não pareceu se incomodar com a falta de ajuda já que sua ideia inicial era derrotar todos sozinhos, e com sua força, talvez fosse possível se todos não tivessem trabalho juntos com distrações e ataques de todos os lados. Quando o ataque finalmente começou, todos conseguiram ver que os movimentos de Shiro foram incríveis. Antecipando o ataque do revolucionário, conseguiu cruzar sua kunai com a ninjaken. A força do garoto era incrível, conseguindo até mesmo rachar a kunai da raposa pouco antes de ser golpeado com as garras, algo sem chances dele conseguir evitar a tempo. – MEEERDAAAAA! – Gritou com a dor que lhe fez largar sua única arma de curto alcance. A chance do mink foi esta, segurou firme a nova arma e executou uma movimentação rápida o bastante para confundir Kenesis. O malfeitor tentou recuar, mas recebeu o ataque no pescoço pouco antes de dar um passo para trás e foi apenas isto que realmente conseguiu fazer. A força de Shiro não foi o bastante para cortar a cabeça do revolucionário fora, alcançando um ponto bem fundo que o fez sangrar até a morte enquanto tentava estancar o sangramento com as próprias mãos. E agora o mink havia conseguido uma nova arma e perdido uma das kunais.

Depois da derrota de Kenesis, Mao, Alucard e Wander cuidavam de derrotar os outros dois mais fracos. O espadachim avançou ao encontro do que se encontrava a esquerda, atacando-o enquanto Wander e Mao focavam no outro. Alucard não teve problema algum em atacar seu alvo, que um pouco lento, não pegou a espada da cintura e acabou por executar disparos desesperados sem foco e isto resultou em sua derrota inevitável para o marinheiro, com ajuda de alguns disparos da atiradora na direção em que ele estava. Já a dupla tinha pequenos problemas com o outro atirador, pois este conseguia executar disparos antes deles realmente conseguirem atacar. Mao foi protegida pelo bárbaro, que ao se jogar na frente dos disparos, bloqueou alguns e outros dois acertaram em cheio seus braços. Mesmo ferido, não houve qualquer pausa nos ataques deles enquanto o revolucionário estava recarregando sua arma após os disparos. Os disparos da garota passavam ao lado de Wander e se aproximavam do inimigo, acertando-o no peito e logo em seguida no pescoço. O bárbaro alcançou o alvo logo depois dos tiros acertarem, jogando o sujeito para longe com a força do golpe com seu martelo.

Isara havia desaparecido durante este tempo, retornando pouco depois do fim dos combates. Junto com ela estava o dono do barco em que eles tinham navegado e ele não parecia exatamente feliz com a situação, entrando de imediato na embarcação e logo gritando aos marinheiros. – Vamos logo! – Pareceu como uma ordem e Isara resolveu atender ao comando do mink, chegando perto de Mao para ajuda-la a andar até o barco. – Algum de vocês consegue fazer os primeiros socorros? – A garota falava para todos os presentes, apontando logo depois para Kenesis no chão. – Ele tem uma recompensa. – Wander logo carregou o garoto e levou ao barco, entrando junto com Shiro e Alucard. Isara fez um pouco de esforço e carregou Mao em seus braços até o interior da embarcação, onde a colocou sentada em um canto qualquer. Quando todos já estavam arrumados no barco, ele começava a se mover com os comandos do mink e o grupo finalmente se movimentava para fora da ilha pouco antes de um grupo consideravelmente grande chegar ao porto onde eles estavam.


0/1


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyDom 25 Dez 2016, 01:01



Natal

Meu ataque conseguia atingir seu objetivo, a kunai em minha mão se despedaçava como migalhas de pão, porem minhas garras eram de fato mais fortes do que a pele áspera que sentia daquele baderneiro, sentia a bainha da ninjaken em minhas mãos, o jutsu realizado alcançava a garganta de meu adversário que caia se afogando com seu próprio sangue. Tinha derrotado um oponente incrível daquela vez, sentia minhas pernas um pouco tremulas, meu limite novamente parecia estar chegando, ou já tinha o ultrapassado a tempos. - Acho que é hora de ir... - Falava baixinho enquanto arrastava-me em direção a embarcação que nos recolhia daquela situação nada agradável, aquela com certeza era uma missão, um combate, que iria guardar na memoria. Recolhia a kunai que tinha deixado ao chão, a que ainda estava em bom estado, girava a mesma com o dedo médio e a guardava em um local apropriado. A ninjaken ainda mantinha em minhas mãos, seria de fato útil caso alguém aparecesse durante a viagem, porem no estado em que estava não me agradava a ideia de mais uma batalha, afinal o chakra utilizado ali foi mais do que o planejado.

Chegando a embarcação jogaria meu próprio corpo como se fosse um saco de batatas, suspirava forte, porem não retirava a mascara, ainda era um shinobi em uma missão. Iria permanecer deitado, as palavras de uma recompensa pela cabeça do homem que acabava de vencer eram de fato uma boa noticia, talvez não fossem batalhas sem sentidos as que a pouco estava travando, mesmo que um pouco sentia as melhoras em minha forma de combate em relação ao homem robô que tinha enfrentado no quartel, sentia que o caminho que estava percorrendo era o certo, iria me tornar mais forte mesmo que todos aqueles músculos que latejavam naquele instantes se auto destruíssem. Iria tentar ficar sentado na embarcação, iria observar o que estava acontecendo no momento de nossa fuga, afinal se perder em pensamentos era algo que não gostava de admitir mas acontecia frequentemente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Posts: 23
Localização: East Blue - Conomi Island Ganhos: Kunai x1 Ninjaken x1
Perdas: 40k berries 1xKunai
Desvantagens: Trauma - Fumaça/Fogo

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Kenshin Himura

Créditos : 26
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyDom 25 Dez 2016, 20:07

Viagem 2

Após ser acordado pela garota misteriosa, via que estava diante de alguns inimigos, e que parecia eram eles que impediam que voltássemos para o barco e déssemos o fora da ilha, Wander se juntava a luta. Sem cerimonias partia em direção ao homem a esquerda, enquanto os outros cuidavam de seus alvos, logo eu conseguia fazer um ataque bem-sucedido, já que meu alvo se desesperava e errava todos os tiros, assim desferia um golpe que o derrotará rapidamente. “Vamos ao próximo!” Pensava enquanto me virava para o campo de batalha e via que tudo tinha sido resolvido, ao menos quase tudo, parecia que Mao havia se ferido no processo.

Mas antes que eu pudesse ir em direção a eles para poder ajudar, a garota que tinha me acordado voltava, e junto dela estava o mink dono da embarcação que estávamos usando, o mesmo parecia um tanto estressado com a situação que nos encontrava, e logo adentrava no barco gritando algumas ordens para nós. – Vamos logo! Assim guardava minha espada e seguia em direção ao barco, enquanto a garota seguia em direção a Mao para ajudá-la ao mesmo tempo que falava.

– Algum de vocês consegue fazer os primeiros socorros? E em seguida apontava para o garoto nos informando que ele tinha uma recompensa, assim Wander o carregava para o barco. – Não se preocupe, tentarei fazer os primeiros socorros nela, espero que tenha algum Kit no barco! Falava para a garota enquanto seguia para o barco. Assim a garota carregava Mao para dentro do barco e a encostava no chão.

O barco então zarpava da ilha a tempo de não sermos emboscados pelos reforços dos revolucionários, agora tínhamos que cuidar dos feridos e seguir viagem para reportar tudo aquilo que havíamos conseguido na ilha, bom se algum dos outros tenha conseguido algo, porque eu e Wander não conseguimos quase nada.

- Senhor, por acaso tem algum Kit de primeiros socorros por aqui? Esperaria a resposta por alguns segundos, já que deveria agir o mais rápido possível. Caso ele tivesse um Kit primeiros socorros pegaria no local indicado e seguiria para aonde Mao estivesse.

- Vamos lá Mao, cuidarei disso para você ficar boa logo logo! Falaria dando um sorriso para confortar a garota, talvez pelo fato de ser eu quem estava cuidando dela poderia melhorar as coisas.

Assim abriria o kit, e iniciaria o procedimento, não poderia fazer muito naquela situação, até porque não estávamos em um local propenso para isso, logo o máximo que conseguiria era extrair a bala da panturrilha dela e controlar o sangramento da ferida. Primeiro colocaria as devidas luvas que com certeza teria no kit, em seguida deitaria Mao de uma forma com que eu pudesse cuidar da ferida, assim pegaria uma pinça e passaria álcool nela para que pudesse esteriliza-la, passaria a gaze na região e assim, tentaria retirar a bala do local, com a maior precisão possível, assim que retirasse a bala, pegaria algumas bandagens e pressionaria contra a lesão utilizando a palma da minha mão, iria fazer isso por mais ou menos dez minutos, e toda vez que a bandagem ficasse encharcada de sangue eu as trocaria rapidamente até que o sangramento seja estancado. Em seguida colocaria algumas gazes no local e amarraria com uma bandagem para deixá-las firmes, mas de forma que não lesionasse mais.

Mas caso não tivesse um kit de primeiros socorros, o máximo que eu poderia fazer naquele momento e estacar o sangue, mas como a bala continuaria dentro da lesão, isso iria machucar muito, mas era o que precisava ser feito, retiraria meu sobretudo e o rasgaria em várias tiras, em seguida deitaria Mao em uma forma propensa para que eu pudesse controlar o sangramento. Pegaria o retalho e pressionaria contra a lesão utilizando a palma da minha mão, iria fazer isso por mais ou menos dez minutos, e toda vez que retalho ficasse encharcada de sangue eu as trocaria rapidamente até que o sangramento seja estancado. Depois enrolaria a feriada com mais um pedaço do meu sobretudo amarrando de forma que não machucasse mais. – O máximo que pude fazer, assim que chegarmos na ilha precisamos levar você para o hospital! Falaria calmamente para a garota.

Assim independente de qual situação fosse apresentada, me sentaria alguns centímetros de distância, pegando minha garrafa de vinho, daria alguns goles nelas, para tentar me acalmar um pouco sobre o que acontecera naquele último dia, em seguida me viraria para a menina que estava junto do grupo e falaria. – Voltando sobre o assunto anterior, quem é você garota? Assim tamparia a garrafa e a guardaria novamente, esperando a resposta da garota.

Histórico:
 

____________________________________________________

I - Murder Club - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyDom 25 Dez 2016, 20:23





Mao L. Ima

"A Filha do Caos."



- Vamos logo! - Ao momento que o último dos revolucionários era lançado para longe com um golpe poderoso de Wander, o mestre da embarcação surgia, aparentemente não tão contente com a situação em que havíamos nos enfiado.
Sentindo a urgência da ordem do mink, apressei-me de guardar ambas as minhas pistolas em seus respectivos coldres, presos às coxas por baixo da saia. A perna canhota seguia à frente, fixando-se ao chão como forma de dar sustentamento aos movimentos da perna ferida.

- Algum de vocês consegue fazer os primeiros socorros? - Isara se aproximava, trazendo os seus braços por sob minhas pernas, elevando-me de forma a fazer o meu caminho até a embarcação, tendo em vista a minha perna destra ferida. Ela falava sobre a recompensa que aquele revolucionário possuía pela cabeça, mas aquilo pouco me chamara a atenção no momento, já que eu não tinha as condições necessárias para fazer tanto pelo homem. - Se o vamos manter vivo, precisamos ao menos cuidar de seus ferimentos. Não há motivo para ferir uma presa se não iremos mantá-la de uma vez. - Balbuciaria aos outros, enquanto era carregada até o convés da embarcação e deixada em um dos cantos, sentada.

- Obrigada, Alucard. - Sorriria, mostrando o local do ferimento da bala, em minha panturrilha direita e permitindo que ele fizesse o tratamento inicial.






Meu Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

I - Murder Club - Página 11 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 110
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyTer 27 Dez 2016, 18:18

As necessidades deles eram atendidas. Alucard arrumava os equipamentos necessários para tratar de Mao, retirando a bala e lidando com o sangramento como devia ser feito naquela situação. O tratamento estava bom o bastante até chegarem ao QG. Nenhum deles tinha muitas coisas para dizer, mas Alucard insistiu em perguntar sobre quem era a garota que acompanhava a atiradora. – Me chame de Isara. Eu sou de uma família nobre, mas depois de conhecer a Mao acabei resolvendo acompanhar vocês. – Isara havia escapado de uma vida nada boa, ser nobre nem sempre é vantajoso. Depois de algum tempo no barco, o grupo finalmente alcançou Loguetown, foi uma viagem curta, pois já tinham desembarcado em Conomi anteriormente e agora não havia muito mais o que se fazer. A imagem do QG era vista logo do porto, onde o barco ia sendo ancorado e a preparação para descer já estava pronta.

1/1


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Murder Club - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 EmptyTer 27 Dez 2016, 22:46



Tameshi no Mon

Durante a viagem de barco pensava um pouco sobre o que acabava de acontecer, relaxava um pouco os músculos, não por muito tempo, logo a frente a silhueta no mar denunciava a presença de Loguetown, uma ilha de fato encantadora, não estive de fato na mesma, porem o pouco que sabia sobre a mesma era vindo de contatos que tivera anteriormente, afinal mesmo que Loguetown seja uma ilha de predominância gigantesca de marinheiros, ao contrario de nosso ultimo destino, sempre existe a sombra atrás de uma grande luz e quanto maior a luz maior será a sombra, assim era a ilha que conhecia, porem não era nada diferente de qualquer outra, não é mesmo? Abria um sorriso no rosto, estava cada vez mais perto da famosa Grand Line, iria encontrar oponentes cada vez mais fortes e quem sabe um dia descobrir de quem eram aquelas sombras que outrora afastava mas instintivamente as abraçava, uma contradição infeliz.

Desembarcava, meus músculos ainda doíam de fato, porem não iria começar a reclamar ali. Dava pequenos chutes com ambas as pernas ao chão tentando afastar um pouco a possível sujeira dos mesmos ainda no porto, iria chegar em péssimo estado ao QG então tentaria deixar ao menos um pouco apresentável minha aparência. Tentaria ajeitar minhas vestimentas para não ficarem tão maltratadas, meu cabelo tentava o deixar de forma que não parecesse um porco espinho de resto não se podia fazer muito. - Vamos entregar essa missão logo, não aguento mais essa correria... - Resmungava um pouco enquanto com passos lentos caminhava em direção ao majestoso quartel general de Loguetown. Enquanto caminhava iria prestar atenção as pessoas ao redor, tentaria obter qualquer tipo de informação que apenas um gatuno como eu teria a oportunidade, afinal estar em loguetown era uma ótima situação para conseguir a preciosidade do mundo, as informações.

Chegando ao meu destino iria procurar a primeira pessoa que encontrasse na porta, provavelmente um porteiro da marinha ou algo parecido e iria me apresentar de fato – Soldado Nakigitsune Shiro voltando de uma missão. Devo me apresentar ao Capitão desde quartel general o quanto antes, tenho informações sobre o exercito revolucionário de Conomi Island. - Iria falar com convicção, porem apesar de minha apresentação não conseguia confiar em mim mesmo, afinal nem mesmo um uniforme padrão estava usando, ao contrario, com aquelas vestes pretas mais parecia um daqueles baderneiros, a que ponte tinha chegado? Com a autorização iria entrar de fato ao local, iria seguir as possíveis indicações e junto de toda aquela escolta que trazia comigo, esperava para saber que tipo de informações eles tinham conseguido, afinal eu tinha reconhecido seus lideres e descoberto seus planos, iria exigir um feito de igual importância ou não os iria tratar como iguais.  

Chegando ao responsável pelo quartel general iria fazer o cumprimento padrão colocando a mão acima dos olhos e me apresentando, logo iria começar a soltar as informações que tinha comigo. Iria esperar para ser dispensado de minha posição de guarda e iria sentar-me na primeira cadeira que estivesse naquele local, iria esperar por novas ordens um pouco mais relaxado do que estaria no momento, foi uma missão que exigiu muito de meu corpo e tinha que atender as necessidades do mesmo, um bom descanso e uma boa noite de sono seriam o melhor remédio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Posts: 24
Localização: East Blue - Conomi Island Ganhos: Kunai x1 Ninjaken x1
Perdas: 40k berries 1xKunai
Desvantagens: Trauma - Fumaça/Fogo

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - Murder Club - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Murder Club   I - Murder Club - Página 11 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - Murder Club
Voltar ao Topo 
Página 11 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: