One Piece RPG
Perdidos na Ilha do Gelo XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Jack Reed
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor BlackHole99 Hoje à(s) 00:07

» Rumo à Grand Line?
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:19

» Unidos por um propósito maior
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Milabbh Ontem à(s) 22:57

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor TheJoker Ontem à(s) 22:52

» Navegando por uma nova história. A revolução começa!
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Mazino Ontem à(s) 18:17

» Um Rugido Inicial
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Graeme Ontem à(s) 16:51

» [MINI-BlackHole] Um bom malandro
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Far Ontem à(s) 16:24

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Oni Ontem à(s) 14:36

» Faíscas da Revolução
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor ArcenioStorm Ontem à(s) 08:22

» Phantom Blood
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Licia Ontem à(s) 05:22

» [MINI - Masques] A far off dream
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Masques Ontem à(s) 02:57

» [Ficha] Jin Ryuji
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Kallieel Ontem à(s) 02:03

» O Sapo Mágico
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 02:03

» A justiça não é cega!
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 00:04

» Cap.2 - O caminho de sangue
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor ADM.Tidus Sex 29 Maio 2020, 18:25

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Kiomaro Roshiro Sex 29 Maio 2020, 17:49

» Akira Suzuki
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Ceji Sex 29 Maio 2020, 14:53

» II - Eternas Ondas
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Mephisto Sex 29 Maio 2020, 11:21

» Jhonathan Wolf
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Gyatho Sex 29 Maio 2020, 11:08

» Al mare!
Perdidos na Ilha do Gelo Emptypor Fanalis B. Ria Sex 29 Maio 2020, 07:21



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Perdidos na Ilha do Gelo

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 11 ... 21  Seguinte
AutorMensagem
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptyTer 19 Jul 2016, 12:19

Perdidos na Ilha do Gelo

Aqui ocorrerá a aventura dos civis Takamoto Lisandro e Nakamura Blumayden. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 48
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySex 22 Jul 2016, 15:31

Perdidos na Ilha do Gelo 180592023 Voltando a ativa!

Ah! Esse cheiro de lugar novo, pena que faz bastante frio aqui. – Falei logo ao chegar em Fernand Ice Inland, fazia tempo que estava estagnado em Karate Island e poder viajar por ai como antigamente me animava ainda mais. – Tomara que meu restaurante não esteja em apuros sem mim. – Sorria enquanto andava pela neve e procurava me localizar, porém não sabia onde realmente estava e não trazia muita coisa comigo nesta viagem. Apenas um trocados e a faixa que meu pai me deu.

Tanto frio.. – Resmungava sem perceber, esta ilha era diferente das tropicais ilhas do East Blue, Shells Town realmente era uma ilha aconchegante e quente. Um calafrio de nostalgia passava por minha espinha, ainda continuava andando sem direção ao certo, olhando ao redor descobria que a ilha não tinha uma cidade em si e sim um monte de igloos. – Realmente se chamam iglus? – Não sabia se esse era mesmo o nome dessas casas de gelo, será que por dentro são quentinhas?

Não é como se fosse ficar apenas parado pensando, andaria por esta terra gélida e procuraria algum igloo que parecesse com uma loja de armas, realmente era bastante estranho pensar que um estabelecimento foi feito com tijolos de gelo, mas por aqui deveria ser algo normal. – Por algum lugar deve existir uma loja de armas. – Afirmei, de início não iria comprar meu par de manoplas, mas quando sai de Karate Island, o dono do dojo de boxe passou altas horas comentando que deveria comprar e passando dicas pra saber que manopla seria a melhor e muitas outras baboseiras, não prestei nem tanta atenção... Só vou comprar a mais barata por enquanto.

Andaria observando ao redor, uma ilha nova teria novos costumes e também pratos que nunca vi antes, acho que depois de comprar o par de manoplas irei me dirigir a algum restaurante. Talvez trabalhar lá por algum tempo, apenas tempo o suficiente para aprender um pouco mais sobre a culinária da ilha. – Aqui nem mesmo tem uma base da marinha ein.. – Será que esse povo não tem medo de ser atacado por piratas? Não sei ao certo se aqui tem marinheiros para protege-los, mas se tem são poucos..

Ao achar o tal igloo/loja de armas, iria entrar sem cerimonias, olharia para o atendente e perguntaria qual era o par mais barato de manoplas, depois de ver se o preço fosse acessível pegaria o quantia do meu bolso e daria para ele. Pegaria minhas manoplas e sairia do igloo com um sorriso no rosto e agora prestaria atenção em onde ficaria um restaurante, precisaria de grana pra comprar outras coisas.


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySex 22 Jul 2016, 16:53


Cap. I
Perdidos na Ilha do Gelo!

Começou
Fome e Aventura

Meus olhos estavam cansados e ardendo um pouco – já estava com olheiras -, fazia dias que não dormia bem, confesso que não tomava um banho há dias, não tinha como tomar com este frio.

Este frio infernal não me deixava dormir, além de passar dias sem comer nada. Minha barriga roncava aos prantos. Não tinha força nem para andar direitos, me arrastava por aí pela a cidade. Meu corpo não era o mesmo, ele estava fraco – meus braços pareciam um palito. Ninguém podia ver meu estado atual por estar coberto de roupas. O azar estava me atacando novamente, mas isto irá mudar com certeza.

Por sorte juntei um pouco de dinheiro fazendo alguns trabalhos estranhos. Parece que tudo está rodando ao meu favor, assim espero. Porém sentia que tinha algo errado para acontecer, e dessa vez não era apenas minha intuição.

Olharia para aquele céu e depois ao meu redor me perguntando. – Onde diabos estou?! – Fazia um bom tempo que estava aqui, e nem sabia o nome dessa cidade. – Enfim, quem se importa? Vou ali bater um rango. – Minha curiosidade era derrubada pela a fome. Não ia fazer nenhuma diferença na minha vida, e pouco me importava.

Sairia pela a cidade a procura de algum local que se parecesse com um restaurante. Se aparecesse alguma pessoa andando, iria para frente dela e colocaria cada braço em um ombro e perguntaria para o mesmo. – Onde tem comida? Me ajude... – Esperaria que esta pessoa me informasse algum local.

Caso encontrasse algum restaurante, entraria no mesmo. Me sentaria na primeira cadeira vazia que tivesse, manteria uma boa postura. Sei que eles poderiam desconfiar de mim por parecer um vagabundo. Quando avistasse algum garçom, chamaria a atenção dele. – Um arroz, por favor... Traga também maionese. – Falaria em um tom morto. Não conseguia expressar outros sentimentos. Quando chegasse minha comida, comeria de forma educada, enquanto escutaria as conversas aleia.

Spoiler:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySeg 25 Jul 2016, 03:01

Uma dupla de pessoas andava pelas ruas de Fernand ice island. Embora não tivessem se encontrado, já se conheciam de uma situação anterior. Ambos estavam distantes um do outro, perambulando em partes separadas naquela pequena ilha.

Takamoto estava a procura de uma loja de armas. Havia chego a ilha não fazia muito, e ainda não estava devidamente preparado para o frio daquele lugar. Tentava se aquecer enquanto enfregava os braços e caminhava entre os iglus até encontrar um com uma placa sobre a porta de entradas.

“Ferraria” eram seus dizeres, e parecia ser o único lugar na ilha onde seria possível encontrar algum tipo de arma. O iglu era um pouco maior do que os outros, e dentro havia um bocado a mais de espaço. Havia apenas um homem lá com um casaco pesado e peludo. – Bem vindo forasteiro. – Disse ao notar o ruivo. – Você não parece nem um pouco preparado pra esse frio. Vai morrer em breve se não vestir um casaco. – Riu ele fazendo graça com uma tragédia. – Se quiser um casaco, visite o Leny, ele mora a uns três iglus daqui. – Disse ele apontando em uma direção. – Mas o que quer de mim? – Nas paredes, haviam algumas armas. Mas eram poucas e a qualidade não parecia ser a melhor de todas. Mas ainda assim era um trabalho razoável.(Armas de nível 1 comum só)

Lisandro dizia a que havia vindo e o homem entrou na porta que havia para outra sala, aquele iglu era bem construído. Saiu de lá rapidamente, e com um par de manoplas nas mãos. – São 30 mil. – Disse ele cobrando ao entregar as armas. – Mas eu realmente recomendo que você compre um casaco. -

Logo depois ele saiu andando a procura de um restaurante.

Por outro lado, Blumayden, estava faminto. Tinha algum tempo que residia naquela ilha, por isso estava propriamente vestido e aquecido. Mas ainda assim, com fome, e tal fome havia-lhe deixado magro. Caminhava enfraquecido se apoiando as vezes em construções e objetos na rua.

Em sua frente, via uma figura turva devido à falta de sono e fraqueza, mas ainda assim se aproximou e alcançou o ombro do indivíduo a frente com a mão. Perguntou onde tinha um restaurante, mas Takamoto, o ruivo que ele havia alcançado também não saberia responder já que ele mesmo estava à procura de um. Por sorte, um pedestre que passava não muito distante ouvia a pergunta e sabia responder. – Estão procurando um restaurante? – Ele se aproximou calmamente e sem parecer ter malicia ou agressividade. – Essa ilha é bem pequena não temos nenhum. – Ele olhava para o enfraquecido de cabelos azuis que agora, podendo vermelhor (Prassodia), reconhecia o amigo. O homem parecia preocupado quanto ao aspecto do ex-mendigo. – Vocês tem dinheiro? Se tiverem tem podem comprar comida ali. – Apontou em direção a um iglu mais afastado. – Lá eles vendem comida, mas vão ter que preparar. Se quiserem podem usar minha casa pra isso. – Ele parecia gentil, e também mostrou qual iglu era o seu. Não tinha mais do que 1,60 de altura, era bem baixo e não parecia muito velho, por volta de seus quinze a dezoito anos. Ele vestia também um longo casaco quente, como todos na ilha. E do pouco que era possível em ver de seu rosto devido o capuz do casaco, ele tinha um rosto amigável e um pouco de seu cabelo verde a amostra.
OFF: Vocês fazem os históricos You!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 48
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptyTer 26 Jul 2016, 22:52

Pai do ano Poderia ter feito o post maior colocando casos de cozinha e talz, mas deixei até chegar na casa porque pode acontecer alguma coisa naquela loja de comida e os casos seriam descartados. E seria tanto trabalho para nada, realmente um titulo explicação... Fodaci! :arroz:

Opa! Ferraria, aqui deve ter as manoplas. – Entrava no igloo e avistava um homem com um casaco peludo e bem grande pra falar a verdade, ele me dava as boas-vindas e me chamava de forasteiro. Realmente, considerando que todos usam esses casacos para afastar o frio e eu só com esta camisa simples, de longe eu sou o estrangeiro. Ele avisava que deveria arranjar um casaco se não morreria de frio, ele estava certo, encontrar roupas adequadas para esta ilha seria de grande ajuda para o frio que estou sentindo, parece até que vou congelar a qualquer minuto.

Bom saber que esse tal de Leny vende casacos, mas o que desejo é um par de manoplas. – O homem entendia o que queria e logo entrava por uma porta, olhei ao redor e vi que a ferraria era bem construída e espaçosa, havia várias ferramentas e armas espalhadas pelo igloo. Sem demora ele saia trazendo com sigo as minhas manoplas. Dizia o preço e entreguei a quantia e logo saia não antes dele dizer novamente que precisaria de um casaco.

As pessoas daqui são bem gentis, acho que é por ser uma ilha pequena e congelada que as pessoas tem que se manter unidas e um ajudar o outro, não veria isso em Shells Town por exemplo. Andava em busca do restaurante, se existia uma ferraria porque não um restaurante? Mantinha a atenção em placas para ver se alguma tinha escrito o que queria encontrar.

Senti uma mão no meu ombro, olhei para trás e não vi ninguém. Será que é um fantasma?! Olhando um pouco para baixo e via um cara de cabelos azuis com um rosto um tanto pálido, me perguntando onde havia um restaurante. Ele tinha uma tatuagem no olho meio estranha, seria algum de tatuagem pirata feita para identificar o bando? Talvez, mas não sabia ao certo.

Ele parecia um fantasma. – Olha, é isso mesmo que também estou procuran.. – Fui interrompido por um civil que se aproximava normalmente e explicava por causa da ilha ser bem pequena não havia um restaurante. Aquilo me decepcionava e ao mesmo tempo me alegrava, uma forte chama de ambição atingia meu peito e criava o desejo de fazer o primeiro restaurante na ilha de gelo.

O que parecia ser uma criança apontava para um igloo e falava sobre lá vender comida, mas deveríamos prepara-la. O jovem era bastante bondoso assim como o ferreiro que me vendeu as manoplas. – O povo daqui realmente é bastante gentil. – Afirmava sorrindo para o garoto. – Já que é lá onde vende comida, vamos comprar o bastante para alimentar nós três! Deixo que eu cuido de cozinhar.

Pegaria o cara azul que mais parecia estar esfomeado, talvez fosse um mendigo das redondezas já que estava vestindo farrapos e tinha parte de sua face coberta mostrando apenas um pouco de sua tatuagem, mexas azuis e olhos castanhos. – Vou te carregar por enquanto, mas não vá se acostumando.

Indicava para o garoto guiar a gente até o igloo e depois caminharia perguntado algumas coisas. – Dá para perceber que sou recém chegado né? Valeu pela ajuda, o povo daqui é bastante acolhedor. – Passaria mais um tempo andando e falaria de novo. – Gostaria depois de arranjar um casaco parecido com o que você estar usando, um tal de Lenny vende estes casacos, pode de me dizer quanto custa um?

Ouviria as reposta e chegando ao igloo pegaria alguns vegetais, carne são mais caras e só possuía 20.000 berries comigo, deveria ser mais econômico e mesmo se tiver apenas um nabo e um pedaço de mato, posso cozinhar uma deliciosa refeição. Como cozinheiro tentaria comprar vegetais mais frescos e em boa quantidade para três pessoas, ficaria atento ao preço para não passar dos 20.000 berries.

Depois das compras pediria novamente para o garoto nós guiar até sua casa e assim que chegássemos largaria com cuidado o mendigo no chão, ele devia estar fraco, não se alimentar direito rendia nisso.

[/color]


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Última edição por Takamoto Lisandro em Qui 28 Jul 2016, 19:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptyTer 26 Jul 2016, 23:27


Cap. I
Perdidos na Ilha do Gelo!

Começando!
Ajude o mendigo

Andava me arrastando pela a cidade como um pobre cachorro de rua.

De repente aparecia um jovem de cabelos ruivos, talvez ele pudesse me salvar. Andei na direção dele coloquei meus braços em seus ombros, nem mais forças tinha para aguentar-me em pé. Fixava os meus olhos nele, mas apenas via o seu rosto bem embaçado, a única coisa que podia ver direito era suas mexas avermelhadas.

Antes que ele pudesse responder, um cidadão simpático da ilha começava a conversar com a gente. – Que cara legal. Ele salvou minha vida... – Até choraria, porém tinha que economizar o máximo de água no meu corpo e as restantes energia que residia nele.  

E do nada o garoto ruivo se voluntariava para me ajudar. Em todo esse tempo que eu passe nessa ilha eu nunca encontrei pessoas gentis como eles.  - Será que hoje é meu dia de sorte? Finalmente me livrei desse azar maldito que sempre me persegue. – Estava contente por dentro, entretanto, não conseguia expressar minha felicidade com a minhas palavras, sairia um tom morto e horroroso saindo da minha boca. - O-o-obrigado. - Não estava com força nem para falar. Minha garganta também estava um pouco seca, talvez devido ao clima.

- Não sei nem cozinhar um ovo direito, ainda bem que esse cara está me ajudando. – Olhava para ele direito e sua aparência era-me familiar, ao olhá-lo, alguma coisa em meu cérebro começava a pinicar. – Caso ele fosse aquela pessoa, ele teria me reconhecido. Não é bom tirar conclusões precipitadas. Vou perguntar o nome dele, depois da refeição. Quando recuperar as minhas forças. – Perdia-me em meus pensamentos, enquanto olhava o mesmo.

Então me apoiaria no ruivo e deixaria que ele me levasse até o igloo que vendia comida. Ficaria apenas o observando escolher a comida, - e minhas suspeitas estavam se confirmando aos poucos -. Ajudaria o garoto a escolher os ingredientes também, pegaria arroz e maionese. Caso não encontrasse perguntaria a pessoa responsável pelo o estabelecimento. Não sabia que ele iria pagar tudo, mas caso ele não pudesse levar alguma coisa por conta do dinheiro, iria inteirar o que estava faltando.

Quando ele terminasse de escolher os ingredientes, me apoiaria de novo no mesmo. Não estava em posição em recusar ajuda.

Caso chegasse na casa do tal cidadão bondoso iria tentar me acomodar em uma cadeira, caso não tivesse nenhuma, iria me sentar no chão. Olharia ao redor para ver se tinha mais pessoas dentro do igloo. – Será que esse garoto não tem pais... – Guardaria esse pensamento comigo.

Spoiler:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptyQua 27 Jul 2016, 01:24

A dupla de conhecidos pareciam não reconhecer um ao outro. Apesar de Blum demonstrar suspeitas. Acompanhados do garoto de cabelos verdes eles caminhavam até o iglu onde haveria comida a venda. – Não são tão caros, uns 6 mil. – Disse o garoto no caminho. Chegando ao lugar, eles viam que o que estava à venda não era da melhor qualidade. Haviam vegetais relativamente frescos, mas pareciam ter sido colhidos prematuramente, provavelmente o ambiente gelado não era dos melhores para a plantação de vegetais. Ainda assim haviam opções a sua disposição.

Além de verduras, haviam carnes e peixes a amostra. Estes pareciam melhores do que os vegetais. Havia abundância em peixe e embora não tanta carne vermelha, parecia bem fresca e de ótima qualidade. Haviam outras opções, temperos, grãos. Haviam diversas opções a escolha, embora produtos mais requintados eram raros naquela região pouco povoada.

O vendedor era um homem no fim dos 40, era amistoso como todos os outros, e ele também incentivava Takamoto a comprar um casaco, e apenas naquele tempo fora do iglu ele já havia sentido o frio e notado que também era necessário. Compras apenas para uma refeição em trio custaria apenas 2,5 mil. Caso o ruivo já quisesse uma quantia maior o valor teria de ser discutido.

Uma vez que fora do iglu-venda, poderiam ir comprar um casaco para o cozinheiro, ou ir direto em direção a casa de... – Paco. – Disse ele olhando em direção a dupla. – Tinha esquecido de me apresentar. Sou Paco Khalfjer, e vocês? – Ele estava com um sorriso animado ao fazer a pergunta.

Na loja, caso fossem, Takamoto apenas teria de escolher a cor de seu casaco. Preto, branco, cinza ou marrom. Todos eram feitos de peles de animais distintos e custavam 6 mil. Sem exceções.

Chegando a casa de Paco, qualquer que fosse o trajeto para chegar lá, seriam recepcionados por um iglu simples e não tão grande. Dentro havia apenas duas camas, uma área separada que parecia um banheiro. Uma sala junto a cozinha e quarto. Um sofá, uma geladeira feita do próprio gelo da casa, uma televisão, fogão e algumas mesas e bancadas para apoiar objetos. – Eu não sou um cozinheiro muito bom, então estou bem ansioso. – Ele de fato parecia.

A cozinha tinha todos os utensílios que Lisandro precisaria para fazer uma refeição. E ao mendigo, Blum, podia ficar sentado e esperando ansiosamente sua comida junto com Paco.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySex 29 Jul 2016, 22:56


Cap. I
Perdidos na Ilha do Gelo!

Comendo
Arroz com Maionese

Todos íamos em direção a respectiva loja, o garoto dizia que os preços eram bem baratos. Algo que alegrava o meu bolso, já que estava praticamente falido.

Chegando na loja, o ruivo começava a escolher os ingredientes. – P-por favor, não se esqueça do arroz com m-maionese... – Falava, com a voz quase rouca.

Na hora de pagar, faria questão de dividir a conta com aquele cara. Apesar de ser um mendigo, me incomodava não ajudar com a conta. Por incrível que pareça ainda habitava minha honra, horas só porque eu sou um mendigo, achava que eu ia perdê-la?

Então apenas seguira o ruivo mesmo, até o porque eu não podia andar sozinho mesmo. Enquanto seguíamos para ir comprar a vestimenta do possível cozinheiro, o jovem cidadão começava a puxar conversa.

- Meu nome...– Esperaria que o outro cara contasse o nome dele... E então ouvia o nome dele: Takamoto Lisandro, o nome do meu velho amigo. Amigo, uma palavra que não ouvia a muito tempo. Rapidamente meu cérebro processava várias informações, lembrava de todas as velhas lembranças que aconteceu no passado, as boas e as ruins.

Não iria contar o meu nome. Já sabia como esse cara era, logo ele iria querer me ajudar no meu objetivo, no qual era ser o melhor espadachim. Esse maldito faria qualquer coisa por um amigo. Não posso deixar que a vida dele corra perigo só por causa de um sonho quase impossível. É melhor eu traçar esse caminho sozinho, como sempre.

- Blue... – Responderia – esse era o melhor nome que eu podia inventar naquele momento -. Sabia que ele nem iria me reconhecer até mesmo por causa do meu estado. Além de estar bem diferente de antes.

Seguiria os mesmos, ainda me apoiando no Taka. Estava feliz por dentro de pelo menos reencontrar o meu velho amigo e saber que ele estava bem.

Depois que ele comprasse o seu casaco e quando chegássemos na casa do garoto. Iria me sentar em qualquer lugar, se tivesse uma cadeira iria me acomodar lá. – Ah, eu quero arroz com maionese, Taka... – Por impulso falava o apelido dele sem querer. Esperava que ele não notasse que eu falei o apelido, abaixaria a minha cabeça na tentativa inútil de me esconder.

Aguardaria a refeição. Quando a comida chegasse, comeria de forma educada.

Histórico:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 48
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySab 30 Jul 2016, 23:12

Pai do ano Postando pelo pc do pai... É dificil postar por aqui, o teclado é esquisito e tô no escuto. Perdidos na Ilha do Gelo 2869820699 Isolaaaaado!

Então apenas 6.000 berries, minhas manoplas foram mais caras que este casaco. Não sei dizer se o preço é barato demais, por agora isso ira ajudar no meu bolso. Finalmente chegávamos a tal loja de comida cujo tinha vários tipos de ingredientes, desde os temperos até as carnes. Faria bem comprar alguns vegetais e estes peixes frescos, renderia um bom prato para se comer, vou fazer ficar delicioso. Parece que esse amigo aqui gosta de arroz com maionese, não seria um dos melhores pratos já vistos, mas se ele gosta não vou deixar de fazer.

Pegando arroz, vegetais, 3 peixes frescos e maionese. Daria para a quantia certa para o vendedor e diria. – Obrigado por esses ingredientes frescos, vou falar bem dessa loja no meu futuro restaurante. – Sorria e depois falaria novamente. – E obrigado pela preocupação, vou comprar este maldito casaco. Vocês são irritantes. – Terminaria em um tom brincalhão, saindo da loja com os ingredientes e agora o destino seria a loja de casacos pra finalmente acabar com este frio que estou sentindo.

Enquanto ia para a loja com esse peso nas minhas costas, o pequeno cidadão da ilha de gelo revelou seu nome. Ele se chamava Paco, o segundo nome é meio difícil de pronunciar então o vou ficar com apenas Paco mesmo. – Eu sou Takamoto Lisandro, pode me chamar de Lisandro ou apenas Taka. É assim que amigos me chamam. – Diria olhando para frente.

Ao chegar à loja de casacos ficaria feliz de adquirir um desses casacos que custam apenas 6 mil berries, escolheria um com uma cor avermelhada escura, ou a cor mais parecida com a mesma, pagaria a quantia. Pegaria mais 6 mil de berries, Blue.. Esse nome seu nome não me é estranho. Parece até com o Blum aquele riquinho bundão de Shells Town, tomara que ele esteja bem.

Deixando essas memórias de lado, finalmente chegávamos ao ponto final dessa jornada. A casa de Paco era bem comum, tinha duas camas, alguém mora com ele ou será apenas para visitas? A melhor parte era a cozinha que parecia ter tudo que eu precisava para fazer uma comida decente, não ficaria tímido por estar na casa de alguém que acabei de conhecer, se ele me deu a permissão para cozinhar, que tipo de cozinheiro não o faria. Vendo ansiedade do garoto, pegaria minha faixa branca no pulso e a amarraria em minha testa com um sorriso selvagem no rosto, afinal de contas, cozinhar é uma selva interminável.

Picaria os vegetais em rodelas e depois os colocaria em uma frigideira para frita-los com margarina enquanto pegaria os peixes frescos e os temperaria com sal e pimenta, pegaria uma panela e pegaria uma pequena parte dos vegetais fritos na margarina e os picaria para colocar em uma panela e depois a encheria de agua proporcional para a quantidade de arroz para três pessoas e adicionaria uma quantidade sal.

Esperaria ferver e iria em direção aos peixes para coloca-los em uma forma e depois cobri-los com os vegetais fritos para que encorpassem e melhorasse o sabor fresco do peixe. Quando a agua fervesse pegaria o arroz e o colocaria na panela e fecharia sua tampa assim preparando o arroz.

Esperaria o tempo para ficar o arroz e os peixes prontos ao mesmo tempo, fazer os dois componentes do prato saíssem ao mesmo momento seria de fato benéfico. Tiraria o peixe do forno espalhando o aroma do mesmo ao redor do igloo e para que deixasse os dois jurados babando pela comida. Pegaria três pratos e colocaria uma porção de arroz para cada e depois um peixe para cada, em um dos pratos acrescentaria maionese já que o Blue gosta. Depois de finalizar os pratos tiraria a faixa de minha cabeça e diria convicto e confiante no meu prato. – Não foi nada!

Depois disso veria o que eles falariam do meu prato enquanto me sirvo e preencho meu estomago com minha própria culinária. Ao receber as criticas, faria uma pergunta para Paco. – Tô meio falido Paco, conhece alguma coisa para conseguir dinheiro rápido?


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Perdidos na Ilha do Gelo 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo EmptySeg 01 Ago 2016, 15:33

A dupla, depois de comprar os ingredientes e um casaco marrom avermelhado para Takamoto, foi até a casa de Paco, onde o ruivo encarregou-se de preparar a refeição para o grupo. Peixe com vegetais e também arroz com maionese para o estranho “Blue”, como ao menos ele havia se apresentado.

Enquanto o grupo desfrutava da refeição, o cozinheiro parecia interessado em dinheiro, e por sorte aquele jovem garoto sabia como responder a pergunta. – Existe um rumor de que nessa ilha tem um tesouro escondido. – Começou ele. – Dolphan encontrou um mapa um tempo atrás e ficou paranoico dizendo que todos queriam roubar o tesouro dele e acabou por se isolar do povoado. Ele mora em um bloco de gelo afastado da ilha, como está sempre em movimento o bloco, a localização não é muito exata, mas tem um jeito de prever a movimentação se tiverem interesse. – Concluiu o garoto dando a ultima garfada em seu prato, assim como os outros dois que terminavam sua refeição.


OFF: Não esqueçam do histórico You!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Perdidos na Ilha do Gelo Empty
MensagemAssunto: Re: Perdidos na Ilha do Gelo   Perdidos na Ilha do Gelo Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Perdidos na Ilha do Gelo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 21Ir à página : 1, 2, 3 ... 11 ... 21  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: