One Piece RPG
Dawn of a New Era - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] Bonny
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:48

» [MINI-Bonny] FishBone!
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:44

» [E.M] - Lista de Desafios e Prêmios
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor War Hoje à(s) 18:21

» [Ficha] Joe Blow
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:29

» Joe Kisame Blow
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:28

» Forxen Dalmore
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Madrinck Dale Hoje à(s) 17:01

» (Mini-Aventura) Prólogo
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:35

» [M.E.P.] Yuki
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:34

» Mini-Aventura
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:33

» Cap.1 Deuses entre nós
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:45

» Um novo tempo uma nova história
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor new man reformed Hoje à(s) 15:27

» Cap. 2 - The Enemy Within
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 15:21

» Xeque - Mate - Parte 1
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:18

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 15:14

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Gates Hoje à(s) 09:20

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Handa Hoje à(s) 02:45

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 01:46

» Enuma Elish
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 01:09

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Narrador de Evento Hoje à(s) 00:32

» II - Growing Bonds
Dawn of a New Era - Página 2 Emptypor Vincent Hoje à(s) 00:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Dawn of a New Era

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 10
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Entre a faca e a parede

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySex 15 Jul 2016, 04:22

Relembrando a primeira mensagem :

Dawn of a New Era

Aqui ocorrerá a aventura da Civil Agatha Evergreen Scarlight. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Scarlight
Civil
Civil


Data de inscrição : 01/07/2016

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptyQui 04 Ago 2016, 23:13


O tal de John havia arrumado para mim um suporte para por minha foice, apesar do cabo quase base no chão, a lamina ficava muito segura, sendo um item muito bem apreciado e de graça. Ao menos eu havia conseguido algo fazendo com que ele se irritasse, não é mesmo? Encontrei mais um jeito de conseguir o que eu queria. Infelizmente, as chances de dar certo eram baixíssimas e isso poderia me arrumar problemas. Que lástima.

Enquanto andava procurando algo para fazer, observando as pessoas de Porto Branco caminharem para seja lá onde elas iam. Agora que eu havia saído de uma negociação que não havia sido muito boa, tudo o que eu queria era uma bebida ou coisa parecida.

E parece que minha vontade foi atendida com sucesso. Cheguei até uma taverna que parecia ser bem movimentada, mais do que outros lugares que havia visitado. Como eu ainda não vim visitar este lugar neste período de tempo que eu estive aqui nesta cidade sem qualquer marinheiro ou com uma segurança parecida? A placa estava com o nome do estabelecimento um pouco fosco, mas ainda era possível ler "Nefesto Bar". Sem mais delongas, após ler o nome do local, entrei pela porta da frente.
O interior da taverna era agradável de certa forma, se algo ou alguém gostasse de lugares horríveis. Haviam várias mesas que tinham um estilo de leme de navio, cadeiras de madeira um tanto quanto rústicas, lustres esquisitos, quadros na parede com cabeças de diversos animais estampados, numa decoração de muito mau gosto em minha opinião.
Haviam várias pessoas ali, entre elas muitos homens bebendo, algumas garçonetes em seus uniformes anotando e levando pedidos, uma dupla de barman atrás do balcão que poderia servir quem quer que se sentasse ali e um homem cantando algumas músicas antigas. As pessoas conseguiam ser mais desinteressantes que o lugar em si, e eu desejaria não tê-lo encontrado. Porém, eu já estava ali, então é aqui mesmo que iria beber alguma coisa.

INÍCIO DO APRENDIZADO DA PERÍCIA "SEDUÇÃO"



Me sentei num banquinho localizado no balcão. Os banquinhos eram tão desconfortáveis quanto pareciam, mas pelo menos serviam para que eu não ficasse em pé enquanto tomava algo, apesar de parecer uma melhor opção do que ficar sentada ali. O barman veio me servir, ele estava com o que parecia ser seu uniforme de trabalho, uma camisa branca por baixo de um colete marrom e um avental amarrado à cintura. Ele tinha uma barba rala e parecia cansado enquanto esperava o meu pedido.

- Quando eu decidir eu lhe chamo - Disse eu, olhando para o cardápio.

Enquanto observava as bebidas mais alcoólicas possíveis naquele cardápio de merda, logo uma mulher se senta ao meu lado, olhando o cardápio também.  Tento observa-la mais atentamente. Ela era atraente, de certa forma, com um rosto bonito, um corpo curvilíneo, cabelo negro e longo, liso e sedoso, encaixada num vestido vermelho. Cruzava as pernas numa enorme delicadeza. Com certeza alguma prostituta qualquer.
Tentei ignorá-la, mas logo um homem apareceu ao seu lado. Ele tinha cara de tarado, cabelo lambido, uma penugem acima da boca, corpo esguio e alto, e usava roupas de gigolô. Ele começou a enrolar um fio da pequena penugem de cabelos de seu "bigode".

- E aí, gata, ta interessada em alguma diversão? - Perguntou ele à mulher ao meu lado.

Ela olhou para ele de forma que poderia encantar qualquer pessoa. Parecia tão mais atraente e sedutora do que antes, e se inclinou para frente, deitando sua cabeça sobre suas mãos, que lhe pareciam um travesseiro no momento.

- Oh - Disse ela, observando o homem, parecia estar sorrindo - Bom, se você me pagar uma bebida, talvez...

Ela parecia muito atraente para qualquer pessoa que a visse. O homem logo sorriu e abriu sua carteira e olhou para o homem, pedindo um drink para ele e para a mulher. O barman logo trouxe uma taça com uma bebida semitransparente. Provavelmente era um martíni.
A mulher bebeu seu drink com delicadeza, e quando o tarado esguio fez gesto para que ela o seguisse, ela apenas piscou um olho para ele e então o ignorou. Não parecia que ele estava conseguindo chamar sua atenção novamente, então simplesmente pagou a bebida e foi para outro canto.
Observei a mulher com cuidado. Ela era simplesmente o que eu procurava. Alguém para poder me ensinar as táticas de sedução para poder enfeitiçar qualquer pessoa para que pudessem fazer qualquer coisa para mim. Mas para acontecer isso, antes eu deveria pedi-la.

Puxei meu leque e o abri, tapando minha boca, escondendo os movimentos de minha risada maliciosa e logo em seguida me abanava. A mulher olhou para mim, e deu um sorriso malicioso, logo piscando o olho para mim. Guardei o leque e então me virei para ouvir o que ela tinha a dizer.

- Bom, não é? - Ela perguntou - A arte de seduzir. Até mesmo os homens mais poderosos simplesmente baixam todas as guardas para uma mulher que sabe como seduzir de maneira certa. Quer que eu lhe ensine?
- Com toda a certeza - Dizia eu, enquanto tamborilava os dedos sobre o balcão - Me chame de Scarlight.
- Meu nome é Venus - Dizia ela - É um prazer. Certo, primeiramente, para poder aprender a arte da sedução, é preciso ter confiança, até mesmo o excesso dela é bom. Só vai funcionar se você se sentir confiante o bastante. A próxima etapa é fazer um movimento suave, algo que mostre que você esta interessada em seu alvo. É uma das etapas mais importantes, visto que é neste primeiro movimento que a pessoa irá ficar interessada. Tente jogar o máximo de charme possível após isso, mas não deixando a delicadeza de lado, e faça isso até que a pessoa baixe a guarda e você possa manipular ela. Muitas vezes o alvo fará algum movimento. Serve para muita coisa, acredite em mim. Esta pronta para testar com alguém?

Ela esperava minha resposta. Enquanto eu processa tudo o que tinha que fazer na minha mente e memoriza a ordem dos fatos, ela me observava com uma energia faiscante nos olhos. Parecia ter visto algum potencial oculto em mim, e se fosse isso mesmo eu estava com sorte, iria aprender a seduzir alguém rapidamente com aquela mulher me ajudando.

- Certo, vou tentar - Disse eu - Algum alvo em mente, Venus?
- Tente aquele homem que esta sentado na ponta do balcão - Disse ela, apontando para um homem sozinho e vestido de maneira comum, que não parecia querer ser incomodado.

Me levantei e me dirigi até ele, com toda a confiança que eu tinha - o que não era difícil de se encontrar, visto o tipo de pessoa que eu era fisicamente e psiquicamente -. Logo, me sentei ao seu lado rapidamente e peguei meu leque, abrindo-o, observando-o.
O rapaz apenas me olhou pelo canto do olho e me ignorou, e continuou bebendo e comendo o que havia pedido. Esperei alguns segundos para que ele falasse algo, mas vendo que ele não fez nada, voltei para o lugar onde estava.

- Você está fazendo isso errado - Disse Venus, com calma, mas parecendo aborrecida - Não se sente tão perto dele e nem abra esse seu leque enorme de primeira, ou vai acabar espantando ele. Você precisa estar numa distancia um pouco maior, porém segura, de forma que ele possa lhe notar. Onde estamos não é possível ele notar nem mesmo eu, e guarde este leque. A propósito, tente algo com aquele outro ali sentado numa mesa observando o homem cantar.

De má vontade, fechei o leque e o guardei, sorri e me levantei para ir até o homem que estava a mesa. Já iria sentar junto dele... mas espere um pouco. Se eu me aproximasse de uma maneira muito brusca, é bem provável que ele se assuste e nada aconteça novamente. Não acredito que quase ignorei esta última regra. Me sentei numa cadeira ao lado da dele, observando o cantor horrível cantar suas músicas antigas e sem graça, porém, com um ar charmoso. Cruzei as pernas e me descontraí de certa forma, inclinando e escorando minha cabeça sobre a palma de minha mão, fingindo estar interessada. Não tardou muito para que eu percebesse que o homem já estava me observando. Olhei para ele e então dei uma piscadela, e voltei a observar o show de fiascos.
Passado cerca de 2 minutos, uma garçonete logo chega com uma bebida dourada numa taça. Parecia-se muito com champagne. Me lembrei agora que não havia pedido nada e olhei para ela com um ar de interrogação.

- O homem ao lado disse para lhe dar uma bebida, senhorita - Disse a garçonete aos sussurros - É por conta dele.

Ela então saiu, deixando a taça. Bebi ela aos poucos, goles delicados e belos, enquanto olhava para o homem ao meu lado com o canto do olho, e ele já estava concentrado apenas em mim, parecendo ter se esquecido daquele show horrível que estava sendo tocado.
Não tardou muito para ele se sentar comigo, com uma expressão maliciosa, enquanto eu estava apenas jogando todo o charme que eu conseguia.

- Será que posso lhe pagar mais alguma coisa? - Perguntou ele, a voz grossa. Era um sujeito que estava um pouco acima do peso, trajando roupas simples, não chamava muita atenção.
- Claro, eu aceito mais uma ou duas bebidas, se não for pedir muito - Disse eu, dando um sorriso.

Ele logo chamou a garçonete e pediu mais bebidas, e logo veio trazendo uma cerveja para ele e mais uma taça de champagne para mim. Enquanto bebericava e ouvia ele dizer alguma coisa do qual não estava prestando atenção, eventualmente lançava uma piscadela para o mesmo.
Quando eu acabei com a segunda taça de champagne, ele disse que iria ao banheiro e perguntou se eu queria ir para um lugar mais reservado. Apenas dei um sorriso e um olhar de malícia, e ele deve ter entendido isso como um sim, então saiu.
Nesse meio tempo, caminhei até Venus, com delicadeza e um leve sorriso no rosto.

- Acho que eu consegui - Disse, me sentando com ela - Mesmo não sendo um dos mais atraentes aqui, apesar de não haver muitas pessoas que possam realmente serem chamadas de atraentes.

O meu descontentamento com a falta de homens realmente atraentes naquele lugar era tamanho. Era uma taverna que eu não iria querer voltar mais tão cedo, a nenhuma hora, a menos que eu estivesse morrendo de sede e este fosse o único lugar onde poderia ter algo para me hidratar.

- Acho que você já sabe como fazer isso sem minha ajuda. Esta perfeito - Disse ela - Nem eu achei que seria algo tão rápido, sabe? Lhe desejo boa sorte.

Com isso, ela se levantou em toda sua magnificência e saiu pela porta da frente. Já era minha hora também, e não tardou muito para o estranho chegar me chamando para ir junto com ele.

- Hoje não, doçura - Disse eu, olhando diretamente em seus olhos, minha voz enfeitiçadora ecoando em seus ouvidos - Espero que não se importe com isso, mas agora tenho que ir.

Ele estava sem entender muito, mas parecia estar totalmente perdido em minha pessoa e no som de minha voz, e não parecia estar muito preocupado com o fato de eu ter dado um calote nele. Menos mal, era bem mais fácil assim, não é mesmo? Logo me levantaria e sairia em direção a porta da frente do bar, saindo por ela.

A arte da sedução... que perversa.



FIM DO APRENDIZADO DA PERÍCIA.

Após todo aquele aprendizado com aquela mulher aleatório que agora havia desaparecido, estava satisfeita comigo mesmo. Se num futuro próximo ou distante eu fosse capaz de fazer tudo isso corretamente, significava que eu estava pronta para qualquer outra coisa. Porém, por agora, era preciso eu ir andando. Havia mais treinamento para fazer, tanto físico quanto psicológico. Vamos ver o que mais Porto Branco pode fazer por mim, não é mesmo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySex 05 Ago 2016, 21:14

~~ Narração ~~


Haviam passando-se algumas horas desde que, Evergreen havia adentrado na taberna, o local era animado e a música junto dos pedidos não paravam. Agatha pode perceber que o mural de recompensas estava do outro lado do estabelecimento, porém, alguns homens de aparência escrota tentavam escolher alguma presa fácil.

O musico que tocava seu violão e cantarolava durante tanto tempo, fazia uma breve pausa enquanto pegava um copo de água para lubrificar sua garganta. Ele avistava de longe a jovem celestial e ficou intrigado com suas asas, poucos minutos depois o sujeito aproximava-se. – Olá madame! Espero que esteja gostando do meu santuário? Ele profere ao aproximar-se da mesa que Eve estava. O homem possuía um sobretudo vermelho, cabelos longos e negros. Usava uma faixa na testa vermelha que combinava com seu sobretudo vermelho e seus olhos avermelhados também. A beleza parecia ser bem exótica do homem, pois não possuía músculos exagerados como a maioria dos homens, porém sua altura aproximava-se dos dois metros, o que dava um certo destaque no sujeito. – Posso me juntar a você? Fiquei curioso porque uma mulher tão bela veste roupas usando um par de asas? Não vai me dizer que é uma fada? Hahaha! Ele profere ao sentar-se em frente de Agatha e ao terminar suas falas solta uma risada charmosa.

Dono do Bar:
 

Histórico Scarlight:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySex 05 Ago 2016, 22:00


Não sei bem o que aconteceu, mas decidi ficar na taverna ridícula por algum tempo até aparecer alguma coisa. Por algum motivo, mais horas haviam se passado do que eu esperava, todo aquele treinamento tentando seduzir quem quer que fosse e induzir pessoas a me pagarem bebidas, enquanto ouvia aquele cantor esquisito tocar suas músicas e cantar o que quer que fosse. Havia alguns homens de aparência grotesca observando um mural... mural? Como não havia percebido isso antes? Era com toda a certeza um mural com cartazes de procurados pelo Governo! E pareciam estar procurando por uma presa muito fácil... francamente, aqueles que procuram a vitória facilmente não podem se auto proclamar vitoriosos verídicos.

Seja como for, enquanto pensava em me levantar e ir até o quadro pegar algum cartaz e sair andando por aí com suas informações, o músico para de tocar e percebo que ele ficou com a garganta seca, pois tomava água enquanto estava no palco. Ele pareceu me notar, pois alguns instantes depois ele já estava ali, querendo conversar comigo.

O homem era, de certa forma, bonito. Eu pensava que ele era horrendo, mas na verdade não havia prestado muita atenção a ele. Ele representava muito bem a cor vermelha. Tinha um sobretudo vermelho, e uma faixa vermelha que amarrava os cabelos negros e longos, além de olhos vermelhos. Parecia ser um pouco mais alto que eu, e sua pele era de uma coloração branca, como a minha. Ele era realmente bonito.

- Olá madame! Espero que esteja gostando do meu santuário? - Disse ele, sua voz era grossa e bonita, não era por acaso que era um cantor de taverna - Posso me juntar a você? Fiquei curioso porque uma mulher tão bela veste roupas usando um par de asas? Não vai me dizer que é uma fada? Hahaha!

O que ele estava fazendo debochando de minha cara? Bom, não era inegável que ele era um gato, realmente, mas parecia estar fazendo piada com o fato de eu ser uma das poucas fadas a realmente começar a ter contato com os seres humanos. Apesar da falta de respeito, eu realmente não resistiria a jogar um pouco de charme para ele.

- Sente-se, não faz mal algum - Diria, olhando para ele com provocação - Esta zoando comigo, "Red Boy"? É claro que sou uma fada! Mas e você, por que motivos esta vestido assim? Querendo seduzir alguém com essa cor ardente?

Minhas intenções pareciam, no mínimo, interesseiras. Meus gestos e meu olhar deveriam estar cheios de malícia. Puxaria meu leque e abriria o mesmo, abaixo de minha cabeça, para poder me abanar um pouco, em gestos rápidos e curtos.

- Está calor aqui, não está? - Iria dizer para o rapaz - Estou ficando com sede também... Mas enfim, por que este interesse repentino em mim, Red Boy?

Talvez eu conseguisse alguma diversão com ele, não é? Pessoas assim sempre estão interessadas em algo, e mesmo que não fosse sexo, certamente ele teria algo de bom para falar, não iria vir aqui somente para poder conversar fiado comigo... ou iria? Será que minha aparência provocativa chamava a atenção de todos ali?

Mesmo que este rapaz lindo, charmoso e atraente estivesse interessado em mim, eu tinha um trabalho a fazer. Caçar criminosos certamente era uma tarefa que não poderia ser deixada de lado, além do dinheiro da recompensa que sempre vinha com a entrega dos corpos deles, vivos ou mortos, é claro!

- E o que você quer dizer com santuário? - Perguntaria para ele, logo dando uma olhada de cerca de 4 segundos para o mural com cartazes de procurado, apenas desejando pegar algo, mas logo voltando meus olhos para os olhos vermelhos daquele rapaz.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySeg 08 Ago 2016, 17:40

~~ Narração ~~


O homem de aparência exótica ouvia as palavras de Agatha mantendo um sorriso carismático. A celestial parecia doida para ir até o mural e agarrar um dos procurados para ganhar um dinheiro de uma vez, porém a atração que sentia emanando do corpo do dono do local fazia Eve permanecer sentada. – É realmente uma fada?! Hahaha... não se vê isso todos os dias! Ele profere enquanto fazia um sinal para a garçonete servir dois copos de cerveja. – Confesso que fiquei intrigado com sua presença! Uma bela mulher, trajando asas, uma foice e uma voz estupenda, você não acha que isso chamaria atenção? Ele profere ao pegar a caneca e tomar um gole da cerveja.

Era realmente estranho o canto ter chegado naquela mesa e ter puxado papo, mas fazia sentido suas falas, pois Eve era uma mulher com asas e charmosa, isso chamava muita atenção para quem realmente soubesse apreciar assim como o homem de olhos escarlate. – Sim, esse é meu santuário! Eu sou o dono desse local, perdoe minha falta de educação! Me chamo Nefesto. Sou cantor, compositor, pintor e dono desse humilde lugar! Ele profere ao tomar mais alguns goles daquela bebida. – Vejo que está interessada no mural de procurados? É uma caçadora? Ele perguntava ao fintar constantemente os olhos da jovem Scarlight, apesar de ela abrir seu leque e tampar metade do seu rosto, os olhos sempre estavam expostos e Nefesto a olhava enquanto dialogava. – Soube que existe um pirata em Dawn que anda causando grande desgraça aos cidadãos! O chamam de: Lobo Sangrento! Sua recompensa é de 3.500.000 mil bellys. Ele profere ao franzir sua testa e expressar uma face mais séria. – Já ouviu falar nele? Alguns caçadores tentaram pegar sua cabeça, mas nenhum conseguiu! Poucos sabem como é sua aparência, pois a maioria que lhe viu, foi morto ou gravemente ferido! Ele profere enquanto mexia levemente sua caneca, como se estivesse perdido em seus pensamentos.

Logo o chamam para voltar a cantar e ele toma o restante da cerveja largando o copo em cima da mesa e levantando-se. – Foi um prazer lhe conhecer! A bebida fica por conta da casa, voltarei a entreter meus clientes, se precisar de algo, sabe onde estou! Ele curvava-se mostrando respeito, como os antigos cavalheiros faziam a suas damas e então retirava-se daquele local, seguindo até a ala musical. Ele possuía essa mania de sentar e conversar com seus clientes, algo meio obvio, pois quanto maior a clientela maior a grana que entraria para seu estabelecimento, fora que conversar com uma garota tão linda, era um bom bônus. Caso Agatha resolvesse ir até o mural, poderia perceber que todos cartazes haviam sido retirados, porém apenas um permanecia, estava limpo e até novo, talvez ninguém o tivesse pegado ainda! Havia um motivo, pois o cartaz que estava lá era do pirata que Nefesto havia comentado, o nome no cartaz estava: Azkaw, Lobo Sangrento. A recompensa era boa, mas não havia nenhuma outra informação além do nome.

Procurado:
 

Histórico Scarlight:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySeg 08 Ago 2016, 20:07


A conversa daquele rapaz era, de certa forma, muito peculiar. Ele falava em como era ótimo poder ver uma fada e como ficava intrigado com minha presença. Mas isso é muito óbvio, não? Qualquer pessoa que tivesse o mínimo de senso comum iria ficar intrigado em minha presença, imagine só se um dia uma bela fada simplesmente caminha entre os seres humanos? Provavelmente é a coisa mais surreal que alguém já vira, apesar de que qualquer um pudesse ver que é real. Seja como for, há realmente algo de estranho nesse cantor.

Enquanto me abanava com o leque, ele tomava sua cerveja aos goles. Eu não gostava muito de cerveja, preferia coisas que não fossem tão... patéticas. Uma bebida patética bebida por gente patética. Seria melhor se ele tivesse me servido algum drink caro, eu estaria melhor.

Sim, esse é meu santuário! Eu sou o dono desse local, perdoe minha falta de educação! Me chamo Nefesto. Sou cantor, compositor, pintor e dono desse humilde lugar!

Então, era ele o tal Nefesto. Estava conversando com o dono daquele bar furreca, mas seria bom se ele me desse mais algumas bebidas de graça, contanto que não fosse cerveja. Além disso, ele era realmente muito atraente, talvez eu pudesse conseguir alguma diversão com ele.
Mesmo assim, algo me chamava mais atenção. O quadro de procurados, principalmente, ali devia haver algum procurado do qual eu pudesse capturar sem maiores problemas, mas estava presa nessa conversa com o dono do bar do qual eu estava interessada somente em seu corpo nu e em seu dinheiro, e também em suas bebidas caras.

Vejo que está interessada no mural de procurados? É uma caçadora? - Ele prosseguia com a conversa, enquanto eu abria meu leque frente a minha face, mas de modo que meus olhos ficassem visíveis. Contato visual sempre é importante em uma conversa – Soube que existe um pirata em Dawn que anda causando grande desgraça aos cidadãos! O chamam de: Lobo Sangrento! Sua recompensa é de 3.500.000 mil bellys.

B$3.500.000?! Isso era uma quantia muito boa para uma caçadora inicial. Na verdade, essa quantia poderia me salvar de gastos desnecessários que eu preciso gastar, afinal, o que é a vida sem luxos e caprichos, não é mesmo? Se ele possuísse alguma informação, talvez pudesse me ajudar na captura do tal "Lobo Sangrento".

- Já ouviu falar nele? Alguns caçadores tentaram pegar sua cabeça, mas nenhum conseguiu! Poucos sabem como é sua aparência, pois a maioria que lhe viu, foi morto ou gravemente ferido!

Enquanto ele dizia tais palavras, mexia na caneca com um pensamento perdido, como se estivesse em outro lugar mas conseguisse se comunicar normalmente comigo. Muito peculiar esse rapaz, com toda a certeza. E charmoso também.
Ele logo se despede, tomando o último gole de sua cerveja e dizendo que era por conta da casa e que eu não precisaria pagar. Ótimo, pelo menos assim sou capaz de salvar dinheiro. Ainda disse que se eu precisasse eu poderia procurá-lo. Era quase que uma certeza que iria vê-lo novamente.
Ele se curvou e então saiu. Acho que fazia bem para os negócios conversar com os clientes para poder fazer fregueses e assim aumentar o dinheiro ganho.

Assim que me levanto, deixando toda a cerveja ali sem nem toca-la, vou direto ao quadro de procurados. Lá encontro um único cartaz, parecia que estava ali fazia algumas horas, pois estava limpíssimo e com aparência nova. O motivo era por ser o cartaz de procurado do tal Lobo Sangrento, que possuía o nome Azkaw. Ali só havia a informação da recompensa, nenhuma sobre onde o tal Lobo Sangrento poderia estar, e havia uma foto que não revelava muita coisa sobre o procurado.

Pegaria o cartaz e então observaria com cuidado, dando um sorrisinho enquanto dobrasse-o e guardasse-o por entre os meus seios, para que não fosse pego de maneira nenhuma. Nefesto... está tentando fazer alguma brincadeira comigo? Acha que sou uma fada ingênua ou coisa do tipo? Você é um tanto quanto suspeito, mas enquanto eu não fazer as investigações necessárias, não é possível fazer movimento algum contra sua pessoa, não havia provas o suficientes. O que esta tramando?

Bom, já que eu precisava logo saber qual a verdadeira identidade do tal Lobo Sanguinário ou seja lá qual for o seu nome, acho que a primeira coisa é procurar por pistas de onde ele possa estar. Nefesto havia dito que todos que o encontraram ou foram mortos ou foram gravemente feridos. O fato de alguém ter sido gravemente ferido significava que a pessoa poderia estar viva, então esse era meu primeiro passo: achar alguém que conseguiu encontrar com o criminoso e sobreviver, apesar de que esse alguém provavelmente perdeu um braço ou uma perna, ou talvez um órgão... enfim, vamos à procura. Talvez em algum hospital e conversando com as atendentes para ver se alguma delas sabe de alguma informação, enfermeiras costumam ser bem fofoqueiras.



off: esqueci de perguntar, já posso usar a sedução ou só se ela for aprovada?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptyQua 10 Ago 2016, 13:14

~~ Narração ~~


Após pegar o cartaz e achar algo suspeito vindo daquele homem chamado Nefesto, Eve estava em busca de achar algum lugar que pudesse ater suas informações e porque não num hospital? Logo ao sair da taverna pode perceber que já estava noite e que o hospital ficava poucas quadras daquele lugar, pois o símbolo estava destacado na construção hospitalar.

A fada celestial poderia notar que poucas pessoas peregrinavam naquela noite, apesar do céu estrelado ser lindo, da lua cheia ser deslumbrante! Já era um horário onde poucos no comercio ficavam ativos, apenas alguma tabacarias, tabernas e tendas religiosas ficavam até tarde abertos. Eve levava cerca de quinze minutos para chegar no hospital, poderia notar que havia alguns guardas do próprio local, eram barrigudos e estava dormindo mesmo estando no horário de serviço. A ceifadora ao adentrar pela porta hospitalar, pode notar alguns médicos e enfermeiras para um lado e para o outro, diversos civis feridos ou apenas com dores esperando serem atendidos, lá era um bom local para buscar suas informações.



Histórico Scarlight:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptyQui 11 Ago 2016, 19:44


Pegando o cartaz e saindo do bar, assim que chego ao lado de fora, inspiro o ar com intensidade e então expiro ele como alívio. Nefesto que se me desculpe, porém, sair daquele buraco que chamavam de taverna é um alívio. O local fedia, era horroroso e a única coisa boa que havia lá era a beleza de Nefesto, aquele Red Boy delicioso... mas não era hora de pensar isso, agora era momento de investigar, procurar o máximo de informações possíveis sobre o Lobo Sangrento ou coisa assim e poder finalmente começar a caçá-lo. Infelizmente, não havia nenhum posto da Marine nesta ilha, era simplesmente uma ilha bastarda, sem qualquer garantia de segurança. Por que eu havia caído numa ilha como essa? Poderia ao menos ser em uma do East Blue que possuísse um Quartel General.

Seja como for, já era noite quando saí daquela espelunca. As estrelas brilhavam no céu como se fossem diamantes caríssimos e lapidados, e a lua cheia estava enorme, com seu brilho prateado que na verdade eram raios solares refletidos em sua superfície. Não havia muitas pessoas na rua, a maioria estava indo descansar em suas casas depois de um longo dia de trabalho ou estavam em tavernas, além daquelas que não tinham o que fazer andando por Porto Branco pois tinham tudo o que precisavam em suas casas e empregados que poderiam simplesmente pegar qualquer coisa que precisassem - os famosos "nobres". Vez ou outra um cachorro de rua aparecia, mas nada muito anormal. Já era horário de poucos comércios estarem abertos, em geral apenas as tavernas e algumas outras lojas onde os comerciantes insistiam em ficarem abertos por mais tempo para ver se iriam conseguir vender mais coisas, mesmo sendo óbvio a pouca quantidade de pessoas na rua.

Pois bem, o destino era o hospital, e minha caminhada era lenta e num ritmo constante. Queria aproveitar a noite, queria abraça-la por um momento até que pudesse fazer minhas investigações necessárias para poder encontrar o tal Lobo Sangrento, queria um pouco de paz antes de tudo começar, pois quando a caça da fada começar, não há maneira alguma de ser interrompida. Passou-se 15 minutos até que eu chegasse no hospital sem problemas alguns.

A princípio, pelo menos externamente, o local parecia calmo. Simplesmente um hospital comum, com pacientes descansando e enfermeiras e médicos trabalhando para que pudessem curar cada um deles. As vezes havia algumas complicações, as vezes haviam pessoas que morriam. Não era de todo mal, seres vivos vão morrer em algum momento, seja por causas naturais ou seja por doenças trágicas. Era nesse hospital que eu tinha a possibilidade de encontrar a primeira pista sobre o meu procurado.

Assim que entro, vejo uma correria enorme. Várias enfermeiras correndo de um lado para o outro tentando socorrer as pessoas, recepcionistas com pressa tentando ajeitar os arquivos corretamente, médicos pedindo coisas às enfermeiras ocupadíssimas, pacientes feridos aguardando para serem atendidos, outros com algumas dores, mas era estranho toda aquela correria. O que havia acontecido ali?

Sem hesitar, iria tentar falar com algum ferido ou com alguma recepcionista, as vezes até mesmo com alguma enfermeira que tivesse parado por alguns segundos para pegar alguma coisa. Não queria interromper o fluxo do trabalho, mas se eu não chegasse a perguntar nada, nunca iria encontrar o que procuro.

- Com licença, por que essa correria toda? O que aconteceu? Pode me dizer? - Iria perguntar para alguém, tentando persuadir o máximo possível para que eu consiga uma resposta.

Após receber a resposta sobre a causa do hospital estar esta baderna, se tivesse alguma coisa relacionada com quem eu procuro, iria fazer mais algumas perguntas para a pessoa em questão. Se não, iria procurar alguma outra pessoa, procurando por alguém que saiba do paradeiro do Lobo Sangrento.

- Poderia me dizer se sabe de alguém conhecido por "Lobo Sangrento"? - Iria ser minha pergunta, até que conseguisse minha resposta.

Se por acaso alguém não soubesse de nada, iria pelo menos tentar extrair informação sobre alguém que tenha encontrado com o Lobo Sangrento, alguém que já tenha lutado com ele, talvez.

- Conhece alguém que já tenha encontrado com o Lobo Sangrento? - Iria ser outra de minha pergunta - Ninguém? Alguém que tenha encontrado com ele e sobrevivido? Ouvi dizer que há pessoas que conseguiram sobreviver, porém, com graves ferimentos, isso é verdade?

Com certeza eu iria encontrar alguma informação no hospital. Inicialmente talvez não, mas não é possível que não haja um simples ser que não saiba nada sobre o tal Lobo Sangrento, ainda mais com seu cartaz de procurado exposto em tavernas e nas ruas. Apesar disso, existia uma probabilidade mínima de ninguém saber nada, e talvez eu devesse procurar em algum restaurante ou com algum vendedor, mas para isso precisaria ser pela manhã, visto que já estava anoitecendo e ficar vagando por aí sem que ninguém estivesse acordado para que possa me fornecer alguma informação era desnecessário.



off: como foi o post? Consegui destinar o char de maneira correta? Foi de maneira correta e boa mas foi correta e muito fraco? Pode me dar algumas dicas pra melhorar mais? Ah, e desculpe pelo atraso, fiquei com um pouco de preguiça de postar, mas quero fazer o char crescer logo~

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySex 12 Ago 2016, 20:25

~~ Narração ~~


A jovem celestial percebia a movimentação do hospital que por sinal estava mais agitado do que o costume, percebendo tal cenário, Scarlight logo interrompe uma das enfermeiras do hospital questionando sobre o que ocorria e a resposta foi clara. – Um dos piratas da ilha atacou novamente, houve várias mortes no porto, alguns marinheiros que ficaram na sede improvisada trouxeram os corpos e alguns companheiros feridos! A enfermeira parecia assustada, talvez pela quantidade de corpos e pelos próprios defensores da lei terem sido inúteis ao tentar capturar o procurado.

Logo a enfermeira é chamada e seguia até o quarto para atender os pacientes, Agatha poderia notar alguns marines no fundo da ala médica, suas faces expressavam terror. Evergreen imediatamente aproximava dos marines e pergunta sobre o pirata, logo ao pronunciar a alcunha do pirata um dos marines colocava as mãos sobre a cabeça e grunhia mostrando estar em choque. – Garota, se você é um dos caçadores que está tentando capturar esse pirata, esqueça! Nem mesmo cinco soldados puderam combater essa monstruosidade, estávamos em busca desse pirata algumas semanas já e fomos emboscados no porto! Dois dos meus camaradas morreram, um está em coma e como pode notar, esse está em choque... eu já me deparei com muitos procurados, mas nada igual a essa criatura! Agora se me der licença! Ele profere enquanto ajudava seu colega marine a ficar de pé e levar para dentro de um quarto. Duas coisas Eve tinha certeza, uma era: havia ocorrido um ataque no porto! E a segunda era: o pirata lobo sangrento era forte. O que a jovem celestial faria a seguir?



Histórico Scarlight:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptySeg 15 Ago 2016, 16:43


Quando cheguei lá e observei a situação, consegui abordar uma enfermeira e ela logo fez questão de falar o que estava acontecendo. Acho que eu estava ficando boa com o fato de conseguir informações de maneira rápida. Certamente, minha manipulação era exemplar.

- Um dos piratas da ilha atacou novamente, houve várias mortes no porto, alguns marinheiros que ficaram na sede improvisada trouxeram os corpos e alguns companheiros feridos!

Um dos piratas da ilha... seria esse o tal Lobo Sangrento ou algum outro pirata aleatório que fosse mais desinteressante que o último? Se fosse o Lobo Sangrento, acho que eu iria ter muita sorte nesse hospital, visto que a maioria dos enfermos ali presentes haviam acabado de chegar do ataque. Alguns que foram maltratados, outros que foram bem feridos e provavelmente houve alguma morte ali. Bom, vamos continuar a procurar.

Havia também alguns marinheiros que estavam no fundo da ala médica, provavelmente esperando para serem atendidos - coisa que não parecia que fosse demorar muito. Eles pareciam estar traumatizados assim que olhei para suas faces, banhados em terror, como se tivessem ido até o inferno e voltado após vários anos. Assim que pergunto algo para um deles, ele olha pra mim com olhos cheios de medo, assustado como nunca.

- Garota, se você é um dos caçadores que está tentando capturar esse pirata, esqueça! Nem mesmo cinco soldados puderam combater essa monstruosidade, estávamos em busca desse pirata algumas semanas já e fomos emboscados no porto!

O porto? Ótimo, era tudo isso que eu precisava. O próximo passo seria checar o porto e procurar por rastros que pudessem haver ali, alguma pista, alguma marca que pudesse revelar para onde o Lobo Sangrento havia ido após o combate contra o marinheiros.

- Dois dos meus camaradas morreram, um está em coma e como pode notar, esse está em choque... eu já me deparei com muitos procurados, mas nada igual a essa criatura! Agora se me der licença!

Ele ajudou o homem que parecia estar em choque com o que havia acabado de ver a se levantar e ir com os próprios pés até o quarto. Francamente, o que esses marinheiros pensam que são? Acham que sou uma pessoa qualquer que não consegue cuidar de alguns empecilhos como um oponente forte além da conta? A qualidade da Marinha estava caindo, cinco soldados simplesmente não puderam fazer nada contra uma única pessoa, isso era demais, pareciam até ser figurantes de uma história. Era uma pena que meu destino era ser como um cão de caça para essa gente, caçando criminosos por onde quer que eles pudessem ir. Mesmo assim, ser um cão de caça significa que é possível ter muito dinheiro, e isso já está bom para mim.

Bom, agora só restava ir até o porto e procurar por pistas. Era certo que havia acabado de ocorrer um ataque violento ali que resultou em mortes, feridos, traumatizados, enfim, tudo havia caído sobre um bando de 5 marinheiros. Com isso em mente, iria caminhar até o porto, por mais que demorasse, ainda deveria ser cedo, ainda poderia ficar acordada por certo tempo antes de precisar descansar.

Assim que chegasse no porto, iria observar a situação superficialmente, as primeiras impressões eram importantes. Analisar cada coisa dessa primeiras impressões parecia ser algo idiota, porém crucial, normalmente é possível saber até mesmo onde esta cada integrante apenas por observar superficialmente. Após observar apenas superficialmente, iria então começar a procurar por pistas mais detalhadas, como por exemplo, analisar o local mais detalhadamente, procurar por algum objeto, talvez alguma poça de sangue que estivesse diferente. Vamos ao trabalho, criminosos não se caçam sozinhos e o dinheiro não vem até mim de maneira rápida. Ainda.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptyTer 16 Ago 2016, 16:05

~~ Narração ~~


Após conseguir as informações sobre o pirata procurado, Agatha saia do hospital e caminhava até o porto, pois lá era o local do último ataque do Lobo sangrento. O porto não ficava longe, pouco menos de meia hora Eve já havia chegado e pode notar que estava uma zona naquele lugar. Diversas cargas de alimento, flores e objetos destruídos e sangue para todo lado.

Scarlight ao caminhar pelo local e visualizar tal cena, acabou deparando-se com um braço decepado que por sinal uma grande poça de sangue o circulava. Realmente parecia filme de terro, não havia nenhuma alma naquele lugar até porque era tarde, mas o intrigante era que não havia mais marinheiros no porto, talvez pelo fato da ilha não possuir um quartel. Eve não possuía sentidos aguçados, porém um rastro de sangue e um barulho baixo, como se fosse um animal se alimentando chamava a atenção da garota celestial. Cada passo que Agatha daria seguindo aquele rastro e som, mais alto o barulho ficava e maior era a quantidade de sangue! Um muro na lateral da caçadora separava ela de um beco, a parede possuía marcas de garras e quando Eve parou em frente ao beco, notou uma um ser agachado e um corpo no chão, não dava para dizer ao certo, pois era noite e o beco estava bem escuro. O cheiro repugnava qualquer um que não estivesse acostumado, dava para dizer certamente que era um cadáver.

Apesar de não conseguir enxergar bem o meio do beco, com certeza aquilo era canibalismo, algo realmente raro hoje em dia, diferente de Agatha aquela criatura possuía sentidos aguçados, pois havia notado um humano a dez metros de distância. – Está presa és minha! Corra ou morra. O beco estava escuro e não tinha como saber se era o pirata ou não, todavia um ser que fazia canibalismo boa pessoa obviamente não era. A voz daquela criatura era roca e enquanto Agatha vislumbrava tal cena asquerosa, porém a pergunta era: aquela criatura era humana? Era o pirata lobo sangrento? O que a fada faria a seguir?



Histórico Scarlight:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scarlight
Civil
Civil
Scarlight

Créditos : 15
Warn : Dawn of a New Era - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/07/2016
Idade : 20

Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 EmptyTer 16 Ago 2016, 19:16


Logo que cheguei no cais, após uma caminha um tanto longa, vejo uma bagunça e tanta. O local estava uma zona, bem diferente do que deveria ser. Estava com várias cargas de alimentos jogadas pelo chão, de modo que algumas estavam rasgadas e havia algumas coisas como arroz espalhadas pela madeira. Algumas flores que provavelmente pertenciam a carga e também alguns objetos que não pude analisar no momento. E sangue. Muito sangue. Havia várias poças de sangue, além de sangue respingado nas mercadorias.

Logo comecei a caminhar para analisar melhor o local e encontrei um braço decepado. Que coisa nojenta. Não era como se eu fosse me assustar ou coisa do tipo, eu me mantinha calma todo o tempo, já esperava encontrar coisas como sangue e corpo, mas um baço decepado era muito estranho. Enfim, nada de novo sob o sol, não havia nenhuma alma viva no local e nenhum marinheiro mais, apesar de eu achar que os marinheiros todos estavam ainda no hospital.

Seja como for, antes de ir embora me deparei com um rastro de sangue levando a algum local. Bom, isso é definitivamente uma pista, apesar de que eu simplesmente não posso descartar as outras pistas. Enfim, cada vez que eu prosseguia seguindo o rastro de sangue, mais sangue surgia, e era possível ouvir barulhos de algum animal se alimentando de alguma coisa que parecia esguichar muito. Era baixo, mas ainda assim era audível na calada noite.

Havia um muro que me separava do beco sem saída. Nesse muro haviam várias marcas de garras marcando profundamente a parede de pedra, e assim que cheguei até a entrada do beco, pude ver a silhueta de algo agachado sobre outra coisa, os sons de mordidas e o barulho de algum líquido escorrendo de algo, provavelmente de dentes. Não era possível ver mais que a silhueta por causa do escuro, e apesar de ser uma celestial eu não consigo ainda enxergar pelo escuro. O cheiro era horrível, era cheiro de sangue que parecia estar começando a apodrecer, e isso incomodava meu nariz em enormes proporções, tanto que cheguei a abrir meu leque para abafar o cheiro para longe de minha face.

De qualquer maneira, logo a criatura percebeu que eu estava ali, pois o barulho de algo mastigando carne havia parado e então deu lugar a uma voz rouca e esquisita.

- Está presa és minha! Corra ou morra! - Dizia a voz.
- Não tenho interesse em carne de quinta, pode ficar - Seria minha resposta.

Simplesmente iria guardar meu leque e puxar minha foice, e me iria recuar de forma lenta, gradativa, como se estivesse analisando bem a situação. Lutar a noite assim seria algo desvantajoso para mim, visto que eu não possuía nenhuma visão noturna e iria dificultar tudo, além do fato de que era uma criatura que eu não conseguia nem mesmo identificar. Bom, ao menos analisando todos esses acontecimentos, é possível deduzir que estou de frente com o Lobo Sangrento, apesar de não conseguir ver ele naturalmente.

- É você o conhecido como Lobo Sangrento? - Seria minha pergunta para ele, ainda me afastando lentamente, tomando cuidado aonde quer que eu pisasse.

Iria aguardar a resposta. Eu estava calma, aquilo não poderia me abalar. Seria uma vergonha procurar tanto por esse ser e simplesmente ficar nervosa no último momento, era algo muito idiota. Contudo, não era necessário ser imprudente e avançar no meio da escuridão com uma total desvantagem de campo e de tempo. Iria aguardar um pouco.



off: ala a Akuma no Mi Zoan

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fala
Falas alheias
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Dawn of a New Era - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Dawn of a New Era   Dawn of a New Era - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dawn of a New Era
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: