One Piece RPG
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Shiro Hoje à(s) 17:46

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 16:50

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 16:32

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Ceji Hoje à(s) 16:14

» Kit - Ceji
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:23

» [ficha] Arthur D.
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 15:15

» Mini-Aventura
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34

» Mini-Aventura
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58

» Jade Blair
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10 ... 15  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyDom 12 Jun 2016, 18:55

Relembrando a primeira mensagem :

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island.

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Julieta Cheesecake e Ryu Tetsuya. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takamura
Civil
Civil


Data de inscrição : 03/06/2016

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyDom 25 Set 2016, 05:18

Uma luta colossal!



Ryu e Jacob dialogam entre si e no final acabam batendo os punhos consequentemente transmitindo todos os sentimentos em relação a futura batalha bem como ganham um maior entendimento da forma em que ambos pensam. O alpinista utiliza uma posição ortodoxa enquanto locomove seus pés para frente e trás, durante esse mesmo momento, o cozinheiro entende a mensagem cujo é para deixar os seus inimigos virados de costas um para o outro e como resultado decide avançar até o brahka da direita.

A luta inicia quando os boxeadores partem pra cima dos seus adversários, contudo o que eles não esperam é que a dupla selvagem avança ao mesmo tempo e isso não impede do culinário de soltar um soco na barriga de seu oponente, mas infelizmente devido a pouca força do botânico - Que fraco! não surte efeito nenhum no Brahka bem como nota uma pequena dor nos ossos da mão dado que para Allan aparentemente atacou uma estrutura corporal dura como rocha e também é debochado pelo homem peludo.

Em outro ponto de vista, está o lutador de rua enganando seu inimigo uma vez que pula para o lado - Meu nome é Victor, quando você for derrotado.. precisa saber quem foi o responsável hahaha! O rapaz selvagem revela seu nome e também sua personalidade convencida, alguns segundos depois Tetsuya avança com um perfeito direto de esquerda e reage diferente de seu parceiro uma vez que  bloque-a a investida com uma defesa com os braços em forma de x, todavia devido a força do garoto desloca Victor alguns centímetros para trás.

O cozinheiro executa um segundo soco de direita visando as costelas, contudo finaliza da mesma maneira da primeira ofensiva e não para por ai dado que Allan executa mais uma ofensiva que para na resistência do selvagem. - Com esse nível de força não vai me machucar, afinal sou Logan, o mutilador! O Brahka anuncia sua nomenclatura enquanto gaba-se da sua força

O plano de ambos pugilistas concretizam-se dado que respectivos inimigos encontram-se um de costas para o outro. À medida que a batalha acontece, gritos podem ser ouvidos daquela casa e porém cessa rapidamente; Não demora mais do que cinco minutos para Iúria sair pela janela com um sacola imensa nas costas bem como um quantidade imensa de sangue tanto nas mãos quanto na boca e sem ligar para a luta vira-se em direção á uma outra moradia. O que tinha na sacola? O porque do sangue? As respostas são óbvias, mas será que a dupla consegue ter tempo de perceber?

Em suma, a pequena guerra continua quando o alpinista utiliza o mesmo movimento contra Victor - De novo? Está me insultando? Dessa vez, o selvagem usufrui de uma estratégia diferente visto que com o braço direito meramente empurra o punho esquerdo do intimidador.

Mas aquela defesa não destrói o espirito de luta do menino uma vez que o mesmo prossegue utilizando um corkscrew direto de direita visando a têmpora na qual atinge em cheio. Como resultado, Victor acaba ficando um pouco desnorteado demonstrando facilmente isso devido o balançar de cabeça. - Maldito.. A raiva do selvagem pode ser naturalmente notada pelas suas palavras de frustração.

O chefe dos Brahka está aprontando nas redondezas e não há ninguém para ajudar. O que os dois farão?
Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyDom 25 Set 2016, 08:20

A força de um homem  

Qunado ideais são mais fortes que socos







O corpo daquele homem era duro como uma rocha, a dor de sentir meus ossos tocarem aquele físico fez com que meu cérebro acordasse, mesmo depois de tanta fúria, tanto desejo imposto o inimigo mostrava-se superior em poder e para um homem nada é melhor que um desafio para mostrar o seus ideais, eu tinha duvidas mas naquele momento eu compreendi de forma completa e integral, aquilo era uma provação, era a forma do universo me mostrar o quanto eu estava determinado a continuar e eu não poderia decepciona-lo. Enquanto retirava cada parte da parte superior de meu terno podia escutar as palavras de Logan, o homem a quem eu enfrentava, meu olhar baixo porem atento para seus movimentos mantinha-se concentrado para que todo o meu cerne sentisse os meus desejos, cada peça tocando o chão era uma lembrança daquele velho homem que me dizia coisas como : ” Um inimigo muitas vezes será mais forte que você jovem Jacob, ele será duro, rápido, forte, ele será inteligente, sagaz  e perspicaz, ele será cruel, ele será imbatível e como pretende lidar com isso? Baixando a cabeça? Desistindo como desistiu de seus sonhos antes? “  as palavras ecoavam a minha mente , ecoavam para me lembrar que nem sempre eu serei o homem mais poderoso, mas que eu sempre serei o homem que pode mudar isso e em minha mente apenas uma resposta poderia ser dita ” Não, não será desistindo velhote...será lutando.” e enquanto admirava aquele chão toda a minha vestimenta superior era retirada ate eu estar pronto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Lentamente levantei meu rosto enquanto abria meus braços e olhava aquele homem que se gabava de sua força, não estava querendo intimida-lo mas sim mostra-lo o que ele enfrentaria, que tipo de homem enfrentaria, não tratava-se de um homem qualquer, um homem que desistia na adversidade, não era um homem fraco, era um homem determinado, um homem que tinha o desejo de vencer mesmo que aquilo não fosse provável e foi de braços abertos e com um olhar sincero que proferi aquele homem a minha frente as palavras que ele demonstrava não compreender:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Meu chapa, olhe bem para mim, observe bem cada musculo do meu corpo, cada traço em minha pele, não esqueça nenhum detalhe do meu rosto, pois esse será o homem que irá de derrotar.





Mês pés giraram no próprio eixo, um gingando rápido foi feito no momento que minhas mãos se ergueram mostrando meu real estilo de Boxe, Hitman, enquanto um braço era rapidamente levantado para proteger sempre a lateral do rosto/corpo, o outro começava a balançar em um gingado próprio que mostrava apenas uma coisa, eu estava pronto. O inimigo era capaz de uma compreensão de estratégia peculiar o que mostrava uma certa falha ao enfrentar um inimigo experiente e era isso que eu me aproveitaria, naquele momento aquele ser passará de um simples incomodo para um desafio real da minha força , os joelhos flexionaram no momento que me encontrei pronto para poder combater , os dedos em meu sapato se contraíram e indicaram que era a hora, o Dash na direção do inimigo mostrava claramente que era uma investida crua, se sombra de duvidas, uma investida para que os golpes começassem a ser desferidos na região do tronco, porem , os meus pés se cravavam milésimos antes da proximidade total, giravam o corpo como um dínamo  gerando uma esquiva de velocidade total para o lado que os golpes eram direcionados/e ou eram protegidos, fazendo  com que meus joelhos flexionassem levemente para que o próximo golpe fosse um grande soco (utilizando-se do braço esquerdo se a esquiva for para a esquerda, direito se a esquiva for para a direita ) alavancado pelo poder de velocidade e força na região do rosto do oponente com o máximo de precisão possível.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Um golpe como aquele não afetaria o corpo duro daquele homem, mas como o velho cozinheiro sempre me falou ” Um homem luta com tudo o que tem, se a casca é impenetrável existe ai uma fala, pois aqueles que se confiam no seus músculos esquecem daquilo que é fraco. Quando você mata uma lagosta, o que você arranca primeiro garoto? “ e foi com isso que veio a minha próxima investida,  se a dureza vinha da resistência, vamos deixar ele com a desvantagem da dor que ele nunca sentiu e com um gingados rápidos para esquivas direcionadas as quatro direções  (Cima , Baixo, Esquerda e Direita ) em seus sentidos inversos caso o mesmo resolvesse contra-atacar foi o momento do meu golpe “debilitante” para acabar com aquele martírio duro.  No momento da proximidade utilizando-me da grande velocidade que me foi datada um golpe na região do rosto foi desferido novamente mas no momento que o soco era direcionado a mão se abria levemente na eminencia do golpe para que para que as falanges secundarias do dedo adentrassem no globo ocular do adversário enquanto minha mente falava “ Os olhos são a primeira parte que se tira de uma lagosta antes de matá-la. “ e no mesmo momento do golpe movimentando-se em uma gingada rápida para o lado oposto do ataque para que com isso aproveitasse o máximo de esquiva possível.


O inimigo era implacável, tinha de trabalhar com a mesma dureza, os socos não seria o suficiente, mas com o golpe anterior se tudo fosse como planejado ele teria uma dificuldade maior de acerto e com isso poderia utilizar todo o potêncial de meu golpe que viria a seguir, pois ele definiria não só o quanto estava me esforçando mas o rumo da luta que estava começando a tomar tempo de mas, e poderia ser arriscado não para mim o homem que lutava por sua força e pelos outros que contavam com ele , mas os inocentes que não poderia se defender daquele homem que restou e que pelos sons parecia estar começando a fazer uma algazarra na ilha e isso não podia demorar  .





Meu golpe agora seria a minha esperança de virar o jogo, com tudo feito corretamente seria o que poderia definir o que estava para seguir , meu inimigo se mostrava simplório, mostrava-se um ser rustico que tinha como objetivo algo simples se vangloriar de suas capacidades, mas um homem não se vangloria, ele faz e como uma vez o velho disse ” Quando seu inimigo estiver pronto para ser servido...acabe com ele, mas não esqueça de servi-lo uma boa bebida “. E um leve sorriso se formou em meu rosto, um olhar sincero para aquele que seria o meu alvo foi dado, os pés giraram em torno do próprio eixo, um soco foi preparado rapidamente, o braço rotacional a medida que o golpe era desferido, a distância era curta  o que o tornava mais efetivo, o olhar era concentrado para um movimento de esquiva mínimo para que o golpe não fosse parado e que pudesse causar o máximo de estrago possível, os joelhos flexionaram para que o golpe fosse mais rente ao que precisava acertar, a cabeça inclinou para que o corpo pudesse levar o máximo de força e o golpe foi desferido com um grito poderoso enquanto a mente falava ”Não se preocupe velho, servirei a ele a melhor bebida”

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Black Cow!!!


Meus golpes dependiam de minha velocidade e meu desempenho em enganar meu inimigo, uma besta selvagem que dizia-se um homem não seria pario para mim, eu tinha um objetivo, não só por mim, não só por um egoísta sentimento de me superar, eu tinha que ganhar por uma vila que merecia justiça, por uma mulher que tentava ficar bem em seu barco, por locais que tentavam viver uma vida, por um menu que eu tinha que completar e por um amigo que desejava vencer aquela luta e se todos esses desejos não me dessem força, ao menos estavam ali para me dar peso no soco desferido. E enquanto tudo acontecia meus olhos atento preparados para captar o  menor sinal de hostilidade já alertavam o meu corpo para esquivas futuras que se mostrassem necessárias tentando sempre manter a posição favorável.



Black Cow!:
 



bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Afro-Afro em Seg 26 Set 2016, 00:34, editado 1 vez(es) (Razão : Colocação da Técnica utilizada - Apenas para fins de uso do narrador.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyDom 25 Set 2016, 16:26



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O nome da criatura era Victor, mas a essa altura, qual importância isso teria? Apresentações, ou melhor, palavras, já não eram mais necessárias, apenas violência e força bruta. Não havia ódio no rosto do pugilista, não... Isso seria um sentimento desnecessário naquele momento. Havia somente uma frieza ímpar, tão serena quanto um rio que corre calmo sem desviar-se do seu caminho. A agressividade não estava somente nos seus olhos penetrantes, mas também em seus próprios punhos, tão mortais e afiados quanto às garras de um dragão.

Se o Brahka precisava de um nome ele teria. Não viria da boca do jovem de cabelos loiros, mas das suas garras. Ele era o próprio Dragão, aquele que destroça suas vítimas com uma força avassaladora.

Sentiu o primeiro dos três socos encontrar o cross arm block no caminho, porém não desanimou. O segundo, desferido na mesma trajetória, tinha sido defendido com ainda mais facilidade. Victor não sabia, mas os primeiros movimentos não passavam de um mero chamariz, uma distração se é que pode ser dito dessa forma. O corkscrew encaixou com perfeição acertando têmpora da criatura, contudo não tinha sido o suficiente para finalizá-la.


“Ainda não... Ainda não é o bastante. Embora seja uma simples besta ele parece ter um algum conhecimento mínimo sobre boxe. Preciso ser mais cauteloso nos meus próximos movimentos.” – não estava satisfeito com o resultado final da primeira investida, entretanto tinha aprendido algo importante sobre o oponente. A criatura mesmo se mostrando acéfala, possuía vasta experiência em combates, essa era a única razão para ela ter usado uma defesa tão específica.

Ignorou qualquer murmúrio ou provocação. Com o oponente desnorteado, a chance perfeita para encerrar a contenda tinha aparecido. Era imprescindível manter a calma, bastava um único erro e tudo viria por água abaixo. Retornou o braço direito formando aquela guarda fechada e ortodoxa para uma possível reação desesperada do alvo.


“Fique calmo Ryu, fique calmo. Não precisa se afobar. Ele está desnorteado, e se tentar algo agora será por mero desespero. Meus próximos golpes precisam ser encaixados com perfeição.” - Se ele atacasse por cima mirando sua cabeça, Ryu simplesmente se abaixaria uma, duas, três vezes se fosse preciso. Já golpes desferidos em seu corpo mereceriam uma abordagem distinta. Esquivar-se-ia para trás movendo o tronco para esquerda ou para direita dependendo de onde fosse mirado.

É importante frisar que aqueles dois não estavam em um ringue. Chutes poderiam ser dados e nesse caso o recuo para trás não poderia ser feito somente com o tronco. O longo alcance de um chute lateral faria com que o pugilista simplesmente saltasse para trás com grande impulso ao usar a flexibilidade dos seus joelhos. Chutes frontais porém, eram mais fáceis de serem esquivados, bastaria mover-se para a esquerda ou para a direita.


De qualquer maneira, essas ações só seriam necessárias caso o oponente atacasse. Claro que o rapaz não permitiria isso, pelo contrário, tinha a total intenção de agir primeiro. Primeiro olharia para qual lado Victor estaria pendendo devido ao desnorteio, e só então atacaria. - "Não posso deixar a oportunidade passar."

Com os punhos cerrados e a sua força concentrada neles, encurtaria ainda mais a distância com um forte impulso dos pés. Rotacionaria os quadris desferindo um hook na lateral do crânio atingindo parcialmente o rosto. O braço utilizado dependeria da confusão de Victor. Se ele pendesse para a esquerda, o soco viria desse lado, se fosse para direita... Bem, você entendeu.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- O que foi, já está cansado? Você ainda não aprendeu a usá-lo. Levanta-se rapaz, esse é um soco que todo boxeador deve aprender.

A princípio eu não compreendi muito bem o que o velhote queria dizer. Eu estava exausto, tinha treinado o dia inteiro. A claridade do dia aos poucos estava indo embora com o sol despedindo-se no horizonte. Meu corpo esgotado já não tinha mais nenhum pingo de energia, levantar os braços tinha se mostrado uma tarefa tão árdua quanto levantar 200 quilos. Ainda assim o velhote insistia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Você sabe o porque do hook ser tão importante? Não, é claro que não sabe. Tentar explicar algo a essa cabeça dura é inútil, nesse caso que tal eu lhe mostrar na prática?

O meu pai não era um cara muito paciente, e eu também não era um aluno tão aplicado. Naquela situação tudo o que eu queria era um bom descanso, mas nem isso ele teve a cortesia de me dar. Ao invés disso foi se aproximando, jogou as mitts na grama do nosso quintal e adotou a postura de um boxeador. O velhote não era lá muito ameaçador, mas naquele momento eu senti um frio na espinha. Ele se aproximou tão rápido que a sua idade parecia algo completamente irrelevante. Não pude ver o seu soco, não porque era muito rápido, mas sim porque não saberia dizer se viria da sua esquerda ou da sua direita.

- É um soco invisível!

Esse foi o meu primeiro pensamento, mas claro, você não deve levar na literalidade o que uma criança diz. O hook que meu pai estava tentando me ensinar atacava da lateral do alvo vindo por um ponto cego. Normalmente quando ele era percebido já era tarde demais. Então sim... Você pode meio que dizer que é um soco invisível. Eu também percebi que quanto mais curto o balanço, mais efetivo e rápido é o golpe, por isso que ele ficou tão próximo e eu não vi brechas para contra-atacar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Que bom que você entendeu, mas não é somente por isso que ele é tão efetivo. Eu irei atacá-lo novamente, só que dessa vez eu quero que você se esquive dele e tente revidar. Não se preocupe, eu ainda consigo levar alguns socos, isso é... Se você me atingir.

Eu não queria lutar contra ele, não queria machucá-lo, mas depois que vi aquele sorriso presunçoso pensei comigo mesmo "Quem sabe ele me dará um descanso após levar umas pancadas na cabeça." Eu não tive chances. Quando o velhote veio e desferiu o hook eu me agachei, nesse momento tudo o que vi foi seu punho acertando em cheio na minha cara. Um short upper, e então um segundo golpe ainda mais forte. Depois disso eu apaguei e só acordei devido a um balde de água fria. Ele estava do meu lado, sentado, admirando as estrelas."

- Ryu... Eu já lhe contei muitas história sobre os dragões, talvez até demais pelo o que posso recordar. Me diga, você sabe qual é o momento mais importante da vida de um dragão? É quando eles batem as suas asas pela primeira vez na vida e alcançam o céu.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


As pessoas chamam esse momento de Ascensão do Dragão. Um dia Ryu, você também baterá suas asas.


O segundo soco estava tão claro em sua mente quanto aquela lembrança. Com seu punho direito giraria a cintura desferindo um short upper bem no queixo do oponente. Era um movimento simples, mas bastante poderoso. Caso Victor tivesse se abaixado para desviar do primeiro golpe as consequência seriam ainda mais catastróficas. O impacto viria bem no meio do seu rosto atingindo o nariz, e a boca.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


"Oyaji... Chegou a minha hora de voar. Como eu queria que você estivesse aqui." - Sorriu lembrando do seu velho. Ahhh quanta saudade Tetsuya sentia dele, chegava doer no seu âmago como se uma lâmina fria tivesse atravessado o seu coração. O próximo golpe era um uppercut diferente de todos os outros. Flexionou os joelhos, e girando todo o seu quadril saltou com grande impulso aplicando uma força devastadora no seu gancho direito. O joelho direito levemente erguido perto da cintura, e o pé esquerdo longe do chão... Não tinha dúvidas, aquele golpe era...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Citação :
As imagens são meramente ilustrativas



____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aries
Civil
Civil
Aries

Créditos : 6
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Data de inscrição : 09/09/2016

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptySeg 26 Set 2016, 01:04


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Eu estava inconsciente. Ferido após uma caçada fracassada em busca de um heroísmo longe, de um eu que já fora esquecido ou até mesmo engolido pelo passado. Não era uma época muito boa para mim aquele tempo. Para falar a verdade não ligava muito para isso ou quem sabe estava tentando fingir, escondendo essas coisas de mim mesmo. É como um fechar de olhos e um caminhar incessante. Era isso o que eu estava fazendo naquela fria manhã tão jovem, tão imaturo e inconsequente. Ainda consigo sentir os cristais de neve tocar meu rosto, o sangue quente, seu calor, agarrar-se entre meu corpo estirado naquela floresta. Eu estava morrendo.

Sabe aquele momento em que se vê num túnel e toda sua vida passa como se fosse um filme? Era quase isso. Aquele lugar era melhor do que minha vida naquela época. Estava quase desistindo dela quando escutei uma voz. Ela balbuciava. Era uma voz enérgica que dizia: “Não desista, falta pouco. Não desista! Vamos, olhe para mim!”. De quem diabos, era essa voz? Como ela teve a audácia de me chamar de se intrometer quando eu estava quase morrendo ou então, a um passo do inferno ou do paraíso? Seja lá o que exista do outro lado. Até hoje eu a culpo por essa intromissão.

Porém, essa é uma história que vai esperar para ser contada em outros momentos.


.


.


.


Em  Dawn Island...

Agora, estou em algum lugar em alguma parte dessa ilha perdido. Talvez você esteja se perguntando: “como uma pessoa inteligente e brilhante pode estar perdida?” Mas tenho que lembrar que quando recebi aquela carta não havia muitas informações apenas alguma frase simples e aleatória do tipo “estarei lhe esperando em tal lugar”. Sendo assim respondendo a essa mesma pergunta: Eu sou um idiota. Simples, porque mesmo sabendo quem havia me enviado essa carta eu não poderia tê-la aceitado pois obviamente, esse problema de estar perdido seria natural. Afinal ''ele'' que me mandou. Isso quer dizer que algum problema deve ter ou melhor, vários.

Mesmo cansado, visto a minha melhor roupa: uma calça muito bem alinhada sob a costura de um alfaiate legítimo que por sinal me cai muito bem, isso nem precisaria dizer pois qualquer roupa fica bem em mim. Junto com uma camisa com botões que sobem até o pescoço com acabamentos de primeira qualidade, calçando uma bota de couro com brasões finamente desenhados.

Cheguei até esse local já faz algumas horas numa caminhada em busca da voz. Por enquanto não irei revelar de quem ela pertence. Até porque o motivo de eu estar ali nessas condições, é ela. Minha raiva está direcionada pura e unicamente a essa pessoa para deixar bem claro. Qual o problema de desenhar uma porcaria de um mapa? Entretanto antes de qualquer coisa, preciso encontrar alguma loja que venda espadas. De que adianta eu estar em uma aventura se não tenho sequer um tipo de arma?! Poderia ter trazido minhas katanas favoritas mas qual seria o sentido de eu estar saindo de casa em busca de meus sonhos, com coisas que eu não conquistei por minha conta e risco? Um homem a meu ver deve conquistar as suas aspirações com as próprias mãos nem que para isso, tenha que se arrastar para tê-las. Calma, se arrastar com elegância, também não pense que irei ficar no chão como algum animal rastejante também não é bem assim. Tudo para mim, deve ser feito com postura. Essa é uma de muitas filosofias que tenho. Continuando, caminho e caminho com meus olhos característicos escarlates, olhando para todos os lados com atenção. Passos curtos, porém, elegantes, com meus 1,83 de altura e porte atlético. Agora, dependeria da sorte para achar alguma loja com armas. Quanto tempo levaria?
-...Sempre me metendo em confusões...Você não mudou nada pelo jeito. Hehe...Logo, terei que relembrar algumas coisas importantes que você se esqueceu, seu idiota...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptySeg 26 Set 2016, 10:58

Uma virada de jogo!



A batalha inicia quando Victor avança com uma tentativa de arrancar a cabeça do gênio com os dentes, mas Ryu prevê o movimento do adversário e como resultado esquiva-se abaixando sua estrutura corporal. O brahka situa-se desnorteado, todavia não impede do mesmo ter uma ação ofensiva e no entanto os efeitos de seus atos são negativos uma vez que abre uma enorme brecha para o garoto voltar a posição original e acertar um hook de esquerda no crânio lateral do selvagem consequentemente o derrubando no chão.

Enquanto isso, a determinação do cozinheiro faz com que ele retire sua camisa para demonstrar seus músculos visto que não pretende intimida-lo e sim mostrar com quem Logan está lidando. - Você chama isso de vigor? Eu vou expor a verdade dessa palavra!! A reação do humano é como sempre segura e como consequência faz o peludo apertar as mãos com força com o objetivo de enrijecer os músculos, além de no final parecerem muito maiores do que antes. Porém, essa cena não intimida o botânico dado que novamente parte pra cima e antes de encontrar com seu destino, o  Brahka levanta os dois braços esticando pra frente e posteriormente para cima.

O propósito do mutilador é de descer os membros superiores como um martelo no solo, no entanto o sedutor evita o impacto quando desvia pro lado e então solta um soco de direita na bochecha do seu adversário, mas novamente a resistência supera a pouca força do culinário uma vez que apenas faz a cabeça do selvagem virar um pouco pra esquerda e a pior parte está na sua mão que acaba por ter uma pequena trincadura nos ossos bem como uma enorme dor no local. - Eu já disse, é inútil!! Hahaha Mais um deboche é feito por Logan que ri descontroladamente por causa dos resultados do combate.

Depois de alguns segundos Victor levanta=se, mas antes balança a cabeça para retirar a tontura do seu corpo - Filho da.. a raiva consumia o interior do selvagem, o ódio dele por ser humilhado é indescritível e antes que pudesse completar sua frase é acertado por um short upper no maxilar consequentemente levantando a cabeça ao mesmo tempo que cuspi sangue, no momento em que a cabeça volta a abaixar, Tetsuya termina a luta com um uppercut avassalador que têm como resultado tirar os pés do gigante do chão enquanto desloca-se para trás até que finalmente cai deitado no solo inconsciente.

Aqueles danos para o nutricionista pode ser comparado a nada graças ao homem que ele é, Allan avança com um soco de esquerda visando o meio dos olhos, bom é o que o acelerador queria que todos presentes na luta pensassem já que após aproximar o punho no nariz do inimigo abre a mão e como sequela enfia um dedo em cada olho do selvagem. A falha do humano colossal é sua confiança excessiva na defesa na qual permitiu a sua derrota, um liquido vermelho encobre os dedos do botânico e o selvagem no que lhe diz respeito coloca as mãos sobre a cara, ao mesmo tempo em que ajoelha-se no chão. - Maldito... eu vou mata-lo....

Antes que a luta pudesse ter continuidade, Iúria pula de uma sacada enterrando a cara do seu subordinado no chão e uma poça de sangue aparece em baixo da sola do sapato do Brahka chefe - Seu inúteis.. Como ousam perder para esses retardados? A raiva do homem de três metros pode ser claramente visível aos olhos nus, a sua sede de sangue em seus órgãos de visão podem intimidar até mesmo os pequenos que o visualizem no meio entre eles. A casa onde tinha invadido anteriormente não havia nenhum sinal de vida e a sacola que antes estava nas costas do selvagem, agora não situa-se perto dele.

O punho direito de Allan está com uma pequena rachadura, mais um ou dois golpes talvez quebre completamente e em relação ao Key encontra-se ofegante, cansado devido aos vários golpes executados numa resistência dura como pedra.

No outro lado da ilha está Kei perdido em Porto Branco, a vestimenta dele é elegante como seus olhos avermelhadas uma vez que várias mulheres espreitam para o homem enquanto fofocam baixinho pra suas amigas do lado e uma risada graciosa por parte delas não pode faltar. Em relação aos humanos do sexo masculino, apenas visualizam com raiva dado que estão com inveja da atenção que recebe, contudo se analisasse mais de perto consegue perceber as roupas chiques que usufruem bem como as vastas joias que eles contém em qualquer parte do corpo.

Infelizmente para o espadachim, não encontra a loja de armas e acaba mais perdido ainda no meio da rua, as opções dele seriam continuar procurando de qualquer maneira ou então perguntar para as pessoas. O que o trio fará?
Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Aries
Civil
Civil
Aries

Créditos : 6
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Data de inscrição : 09/09/2016

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptySeg 26 Set 2016, 13:46


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Enquanto direcionava seus passos àquele pequeno lugar em busca da loja de armas sua atenção se prendia para o seu lado esquerdo e direito, em alguns momentos olhava para frente e para trás, claramente deslocado e perdido. Chikage nunca precisou ir a lojas ou qualquer coisa do tipo já que sua família pertencia à nobreza em sua ilha. Para ilustrar de uma forma simples: para realizar os seus desejos bastava apenas um estalar de dedos e “voalá”. Isso deixava o navegador um tanto incomodado com a situação na qual se encontrava. Acostumado a possuir tudo agora iniciava uma nova forma de viver. Um aventureiro... Um sonhador! Também era a única forma de manter seu humor, colocar a sua imaginação e criatividade em funcionamento. Não tinha saído de casa para uma aventura? Então! Eis a aventura. Agora precisa lidar com a situação, e isso era um desafio que ele estava disposto.

A sua volta, mulheres balbuciavam enquanto notavam a presença e beleza de Kei. Claramente era possível notar tais mulheres, inclusive direcionava seus olhos avermelhados piscando-os levemente com sorrisos entre abertos ao passo que sua mão direita movimentava seus cabelos, que caiam em seus olhos com um belo sorriso para as mesmas. Era a forma que ele via de ser educado e achava que as mulheres devem ser sempre referenciadas com louvor.

Isso era algo que o acompanhava desde seu nascimento, sua presença esmagadora tão parecida com a luz entre as sombras. Onde ele estava... O que ele fazia... Era como se fossem a claridade.

O que o deixava alegre era o fato de aquele lugar não parecer momentaneamente, perigoso. Ao aproximar-se das pessoas que surgiam em sua volta, ele conseguia notar cortes de roupas aceitáveis, pois para Kei não era todo o tipo de roupa que o dinheiro pudesse comprar que eram boas, porque além do dinheiro é necessário boa aparência e bom gosto. Porém, joias espalhadas por todo o corpo para Chikage era o maior insulto à elegância. E aqueles homens não tinham esse refinamento. Ele sentia seus olhos invejosos como cobras olhando com desdem para o próprio, e ele não ligava. Como ligaria para esses seres? Não tinha essa intenção já que estava em um nível bem acima, quase como anjos e seres humanos, e no caso Kei era o anjo belo ali. E o resto eram mortais. Que ousadia teriam em repudiar-lo? Já que aqueles homens possuíam joias que deveriam ser cautelosamente escolhidas e depositadas em partes especificas do corpo, mas ali era observado um excesso tenebroso que fazia com que ele demonstrasse repugnância com aquela agressão diante de seus olhos. Talvez em alguns momentos tivesse revelado seus sentimentos, ou melhor, poderia ter escapado sem a sua intenção. Afinal não seriam todas as pessoas que teriam o gosto privilegiado que ele possuía. Deus havia dado tudo isso a ele. Já que não tinha escolha, teria que ir até o grupo que estava mais a sua frente. Como o azar é cruel nesse momento.

Esbanjaria um sorriso enquanto direcionaria seus passos para esse mesmo grupo que o fitava, colocaria sua melhor expressão e tom de voz mais cativante e gentil, dizendo com timbre manso e fala suave:
- Cavalheiros! Peço licença pela minha intromissão. Não me demorarei... mas peço a gentileza de uma informação. Nesse momento sua voz inundaria formosura e espontaneidade que chamaria a atenção daqueles homens por tamanha postura de um exímio nobre. Seu modo de falar e seus gestos revelariam sua alta linhagem para aqueles homens, mostrando educação e respeito, e claro acompanharia de um pensamento característico irônico.. -...Onde acho alguma loja de armas? Ficarei honrado em saber de cavaleiros que representam a alta nobreza e bom gosto, como vocês. Posso até notar os olhos daqueles damas, estão deslumbradas pelos senhores.  ''...Hehehe...Elogiar ironicamente é meu forte. Quem sabe elogiando, posso ganhar uma informação. Mas deveria alertar-los de suas joias? Seria caridoso da minha parte...Hehehe...''

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyTer 27 Set 2016, 02:34

Tudo ou nada!!!  

Sacrificios





Meu pulso, era como se eu tivesse sentido uma marretada nele, dor de ter sido ferido de forma tão contundente, isso não era nada bom pois talvez não suportasse outra enxurrada de ataques como tive de fazer para distrair aquele muro de concreto, mas por fim parece que tudo funcionou, o golpe fora tão preciso quanto poderia ser, de fato me confortou perceber que meu oponente era egocêntrico o suficiente para não esquivar-se, ele confiava no seu taco , mas um homem deve confiar também no seu cérebro. Ao ver que poderia finaliza-lo fui interrompido pelo dínamo que mais parecia ser um torpedo ao atingir o solo, forte e poderoso esmagou a cabeça daquele homem a qual enfrentava, pude compreender a dimensão de sua força, mas não poderia recuar afinal “ Um homem nunca recua quando entra em uma batalha” .

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Apesar de extremamente poderoso, podia se ver nos olhos dele algo que apenas em homens de grande poder poderia se ver, “ Fúria “  mas com tamanho poder destrutiva vem a facilidade na não percepção das reais intenções, contar com isso poderia ser de fato algo bom, mas ate mesmo e situações como essa deve-se ter cautela, afinal um homem furioso pode tornar-se não imprevisível mas sim “ imparável”. Respirei fundo olhei de rabo de olho para meu companheiro de ringue, naquele momento, nossas vidas estavam sendo ameaçadas não por um inimigo qualquer, mas por um inimigo capaz de nos derrotar com um mero impacto de seus punhos em nossos corpos, rapidamente foi olhando para o chão que procurei algo que pudesse ser utilizado de algum modo como catalizador de dano e amortecedor de impacto para meus pulsos, aquilo ajudaria, ao menos por hora e por isso mesmo que um pano seria útil e foi me colocando em posição de ataque que afirmei meu estado e pronunciei as palavras que poderiam indicar o começo de tudo , obviamente enquanto atento permanecia para um movimento esquivo contra o oponente caso o mesmo tenta-se algo “ instintivo” demais:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Estou bem aqui meu chapa e olhe  quem está aqui para festa,  lembra quando eu disse que as coisas poderiam ficar duras e difíceis? Pois é meu chapa, acho que acabou de compreender o que está a nossa frente. Mas não vamos nos abater, afinal, quando um homem luta com um monstro, ele mostra para o mostro quem é mais rápido e inteligente, transa do que falo ? Agora vamos cuidar desse “ gatinho assanhado “  

Curvei-me da melhor maneira possível, precisava de todo o impulso que pudesse contar, não poderia falhar, aquele homem era um dínamo e um movimento errado poderia custar a minha vida e a vida de meu companheiro de ringue, quando o impulso foi dado eu já esperava muitas variáveis, pois contar com as possibilidades era o máximo que podia fazer agora, meu movimento era seguir em linha reta mesmo que o homem avança-se ou que tenta-se atacar, esquivas colocadas em lados contrários e gingados para mudar a direção do movimento de finda seriam dados para que a região inferior do corpo do homem pudesse ser um alvo fácil, homens grandes possuem respostas mais lentas sobre suas pernas, aprenderá isso com dificuldade na infância, mas seria um ótima vantagem a ser usado e por isso a usaria, no momento do ataque com o punho esquerdo as costas eram flexionadas em conjunto com os joelhos e a rotação de pés era feita para o golpe ocorrer no momento que a esquiva/movimento de ginga se dá para a finta contrária , indo para o lado esquerdo e deixando as costas como base para um apoio do seu companheiro de ringue, o golpe visava claramente a região joelho/rotula, local composto puramente de osso e articulação, o golpe não tratava-se de um golpe direto, tratava-se de um golpe “rasteiro” que visava atingir apenas as partes moles, ao ficar na posição  de finta contrária devido ao movimento cruzado levantei-me e falei com os braços abertos e preparado para possíveis esquivas em pontos contrários e cardiais.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sabe “ Gatinho” , acho que você deveria ser um desafio não? Seu amigo era mais interessante que você, afinal ele era mais homem ao menos, transa o que eu falo ?  

Após minhas palavras proferidas, minha posição já mostrou-se levemente alteradas, mostrando que meu próximo ataque viria com tudo, não tinha opções, tinha que acabar com aquilo da maneira mais prática possível, no momento que meus joelhos se flexionaram em minha mente veio as palavras daquele velho miserável ” Lembre-se, um bom churrasco quando é preparado deve-se considerar três partes, file, patinho e cartilagem e com isso formamos um T , mas para conseguirmos faze-lo descentemente, é preciso amaciar...” e foi esboçando um simplório sorriso que o respondi mentalmente “ Não vou esquecer de amacia-lo “ e logo mais uma investida se sucedeu, dessa vez criando um movimento ainda mais rasteiro, porem já preparado para isso meus pés criaram uma plataforma de deslize para que eu pudesse manobrar a velocidade e força aplicada, não criando assim uma brecha de investida e sim criando uma forma de esquiva de interrupções indesejadas, com esse movimento a proximidade era o que eu tinha que contar e foi com ela que utilizei a técnica que visava nos dar a vantagem que precisávamos para aquela luta, por mais que meu pulso pudesse ser o custo disso, quando próximo um grito foi proferido:

T-BONE!!!!!!!

Técnica aprovada:
 

E foi nesse momento que meus pés já se prepararam para o recuo feito não por um pulo mas por um deslize por baixo das pernas do homem para que suas costas fossem o ponto a ser posicionado, com isso assim pudesse relaxar o pulso para baixo enquanto pensava comigo preparado para todos os movimentos de esquivas que os pontos cardiais me permitissem esquivar ” Agora é com você baixinho...”





bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Afro-Afro em Ter 27 Set 2016, 02:38, editado 1 vez(es) (Razão : Correção de Code)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyTer 27 Set 2016, 04:04



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Timing, precisão, e força. Tudo tinha sido perfeito na execução do golpe. O Shoryuken despertava como um dragão ascendente que bate as asas pela primeira vez causando um grande impacto. Naquele instante sentiu como se o mundo tivesse entrado em slow motion. Viu com clareza o corpo de Victor sendo jogado para trás, assim como algumas pequenas gotas de suor que voavam devido ao contato. Riu satisfeito na certeza de que o tinha finalizado, deixando uma sensação indescritível preencher o peito.

“Oyaji eu consegui... A sua combinação... Eu finalmente aprendi a usá-la.”– seus olhos miraram o céu encontrando um mar de estrelas sem fim. Queria que aquele momento tivesse durado mais, só um pouco mais, enquanto permanecia suspenso no ar. A gravidade veio tão dura quanta a realidade puxando-o para baixo. Seu corpo girou devido à rotação do quadril até que seus pés tocaram, enfim, o chão. Tinha saído vitorioso da primeira batalha.


- Obrigado. – Olhou a criatura de cima agradecendo com um tom seco. O semblante continuava duro e pesado como uma rocha. O Brahka apesar de não ter lhe causado qualquer ferimento tinha sido um grande oponente. Curvou-se colocando o joelho esquerdo no chão enquanto apoiava o braço direito no outro. – Graças a você eu finalmente pude bater as minhas asas pela primeira vez.Erguer-sei-ia com a respiração um pouco ofegante enquanto algumas gotas de suor escorriam pela face pingando no chão.

- Sobre o meu nome... Alguma vez você já viu um dragão dizer o seu nome as suas presas antes de devorá-las? – virou-se, dessa vez para confirmar a vitória do cozinheiro, mas fora surpreendido pela aparição repentina de Iúria esmagando o crânio do próprio subordinado contra o chão. Quanto impacto, quanta força... O garoto ficou boque-aberto e sem reação diante tamanha brutalidade.

“Esse cara... Ele matou seu próprio companheiro.” – trincou os dentes sentindo uma mistura de raiva e medo. Para Ryu era inaceitável uma atitude daquela, mais do que isso, era desprezível e covarde. Alguém que trata um amigo dessa forma não vale absolutamente nada “Desgraçado... Como pode fazer isso?” – cerrou os punhos com tanta força que sequer sentiu seu braço trepidar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Ryu... Lembre-se de uma coisa. Você jamais deve ceder à raiva. Se em algum momento um oponente lhe deixar furioso lembre-se da minha voz. Você deve ser sempre frio em uma batalha, ser racional. Contenha os seus sentimentos, e os use no momento certo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Oyaji... Como posso me manter calmo vendo todas essas atrocidades?”– Olhou para um lado vendo rastros de sangue e casas arrombadas. A sua frente o crânio esmagado formando uma poça. Baixou a cabeça permitindo que seus cabelos dourados cobrissem seus olhos. Em toda a sua vida jamais tinha sentido tanto desprezo e ódio por alguém. - “Eu preciso, ou melhor, eu irei destruí-lo.” – Ele só não sabia como. Lá no fundo sentia um frio que descia pela espinha.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Hahaha, você não tem jeito mesmo Ryu. Está com medo desse cara? Isso não combina com você. Vamos, não precisa tremer desse jeito, relaxe seus braços – A voz familiar pegou Tetsuya de surpresa deixando-o incrédulo. Kei estava ao seu lado, crescido, usando aquelas suas roupas pomposas e cheias de frescura. O sorriso no canto do rosto como sempre era o mais irritante.

“Tenho certeza que não levei nenhuma pancada na cabeça. Só posso estar alucinando.” - Não podia ser ele, é evidente que não. Era apenas o seu subconsciente tentando lhe ajudar da melhor maneira possível. Se você preferir, pode imaginar que é uma invenção da cabeça do rapaz. – É claro que está alucinando, mas isso realmente importa agora? Veja, você não está sozinho. O seu amigo está do seu lado, e apesar de ferido ele não tem medo algum. Por que não bota essa sua cabeça para funcionar um pouco? Se você reparar, essa besta deselegante não parece ser tão ágil.

Com Kei ao seu lado tudo parecia muito mais fácil de encarar, mais simples. Ryu balançou a cabeça tentando se livrar do fantasma, mas ele continuava ali ao seu lado. Quando o garoto percebeu, seus braços posicionados lateralmente ao corpo já estavam completamente relaxados e a insegurança desaparecido. – “Só você mesmo em Kei, para chamá-lo de besta deselegante. Cara, eu to num problemão e você me vem com essa. Como sempre, ou melhor, quase sempre, você está certo.”

- Que bom que você concorda, hahaha. Nesse caso porque não da uma olhada no que o grandão plebeu está fazendo? Por sinal, ele não tem o menor tato ou delicadeza com as mulheres. Naquele instante Jacob parecia procurar algo no chão, algo que pudesse lhe ajudar a enfrentar a besta enfurecida. Tetsu faria o mesmo, qualquer coisa serviria, até mesmo uma pedra para bater com mais força. - Agora que você já se acalmou, eu posso ir embora. Ryu, não se preocupe, nós nos encontraremos novamente.

Chikage sumira tão rapidamente quanto tinha chegado, sem fumaça ou qualquer coisa do tipo. Simplesmente tinha desaparecido em pleno ar sem deixar qualquer vestígio. – “Kei... Obrigado. Tenho certeza que iremos nos encontrar, mas primeiro observe enquanto eu derroto esse monstro desgraçado.”– Encheu-se de determinação. Jacob ao seu lado fazia piada provocando o inimigo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Está tudo bem ai grandão? Você parece um pouco abatido. Tem certeza que não quer tirar um cochilo enquanto eu venço esse monstro? - O velho Ryu estava de volta, menos tenso, menos raivoso e mais otimista. Apesar da brincadeira ele entendeu a mensagem do cozinheiro. Eles não poderiam resolver as coisas como antes, individualmente e confiando somente em suas habilidades. Bastaria Jacob avançar e o garoto de olhos cor de mel reforçaria sua guarda. Braços frente ao corpo, cotovelos apontados para baixo e as mãos protegendo o rosto.

O cansaço já não lhe incomodava. A tensão no ar e a expectativa do que viria fez com que ele se focasse exclusivamente na batalha. Permitiria que Alan fosse à frente, e em seguida iria em direção ao inimigo a partir da posição que se encontrava. Daria um impulso com suas pernas ainda ágeis, e baixaria a cabeça movendo-a de um lado para o outro esquivando-se de qualquer ataque mirado nela. Ataques frontais diretamente no seu corpo seriam esquivados para a direita flexionando os joelhos fazendo um spin. Se fosse um chute aproveitaria a brecha para girar e contra-atacar a parte de trás do joelho com um direto de direita.

Obviamente seria muita burrice se Iúria lhe atacasse primeiro, uma vez que ignoraria Jacob ficando aberto para qualquer ataque. Ryu contava não somente com isso, mas também com a falta de agilidade da criatura. Veja bem, mover um corpo gigante como aquele requer muita energia, e principalmente, muito treinamento para alcançar uma velocidade satisfatória. Se Alan estivesse a sua frente, começaria a sua investida usando as suas costas como um trampolim. Pisaria com a força necessária para ganhar um grande impulso, e então saltar verticalmente.

Ao ganhar o ar provavelmente a luz da lua ficaria as suas costas, e tudo o que Iúria veria ser uma grande sombra descendo. Com a guarda fechada desceria de forma compacta, e a uma velocidade extrema. O soco no punho direito já estava preparado, e se Jacob tivesse criado a distração perfeita aquele seria um golpe formidável.  Seu quadril giraria, assim como o seu ombro e todo o restante do braço dando vida ao punho do dragão.


TOMA ESSA SEU IDIOTA!!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Miraria em qualquer olho, isso era o de menos. O importante é que o ataque acertasse em cheio o um dos orbes. O garoto cairia logo do lado direito, (atrás do monstro caso ele estivesse focado no cozinheiro), enquanto Jacob continuava atacando pelo outro. Mesmo em uma posição privilegiada Tetsuya não podia baixar a sua guarda. Iúria poderia acertar um golpe de sorte, e só Deus sabe quais seriam as consequências. Por isso fez os mesmos movimentos de esquiva de antes só que de forma aprimorada, sempre atento ao inimigo. Contra os ataques frontais, assim como os socos vindos de cima verticalmente, preferiria mover seu corpo de um lado para o outro usando sua velocidade e força dos dedos dos pés. Quanto a cabeça manteria a tática anterior. Chutes lateralmente eram o maior problema. Se o chute desferido pegasse em uma posição mais elevada, se agacharia revidando com um hard upper no saco, já se fosse em uma posição muito baixa, simplesmente daria um salto grande salto para trás (devido ao alcance do inimigo) com um grande impulso.

Cerrou os punhos novamente, e então investiu com um grande impulso. Atacaria a parte de trás do joelho que Jacob não tinha atingido ainda usando um cruzado de esquerda, e para finalizar de vez rotacionaria o quadril desferindo um hard uppercut bem no saco do cara. Essa sim era uma combinação mortal e esmagadora de ovos. Caso Iúria tivesse caído antes disso daria um hook em seu ouvido ao invés de um uppercut.


Citação :
As imagens são meramente ilustrativas

Spoiler:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamura
Civil
Civil
Takamura

Créditos : 3
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2016
Idade : 22

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyTer 27 Set 2016, 11:20

The Boss!



Antes da luta final acontecer, Max, o marinheiro na qual salvou Ryu anteriormente surge do nada nos céus dando um soco na cara de Iúria cujo infelizmente não surte efeito nenhum visto que o selvagem apenas vira o rosto enquanto mostra um sorriso na face. - Seu maldito.. assassinou todos os meus companheiros, eu já chamei reforços e antes deles chegarem, vou matar você! A raiva em suas palavras é muito fácil de ser percebida, principalmente com seu olhar e sem perder tempo avança contra o gigante.

A velocidade do marinheiro não é pequena, vários golpes são executados bem como em diversos locais e no entanto nenhum atinge. - Então sobrou uma mosca no final? O homem peludo dialoga no mesmo momento em que bloqueia todas as ofensivas do soldado e possuindo somente uma brecha consegue tocar o rosto do ruivo com um soco poderoso no meio do nariz consequentemente mandando a estrutura corporal para longe. O corpo do defensor arrasta-se pelo chão enquanto gira no solo e por fim para na frente de Lucy. -Ent..re..ga pa..ra eles! Antes da morte alcançar sua constituição física, o militar retira com dificuldade dos bolsos dois pares de soqueiras e conforme as últimas forças esvaem da sua robustez, no fim deixa cair no chão as armas.

- Jacob..farei isso! Pelas experiências passadas ao lado de Allan, aquela cena não intimida ou assusta a dama e só por imaginar ter uma chance de ajudar seu amado consequentemente pega os itens sem pensar duas vezes. - Oque? Soqueiras? Pode entregar para eles! Após alguns segundos a madame começa a corre em direção dos dois pugilistas e o Brahka no que lhe diz respeito compreende a situação tendo como resultado uma pequena frase de permissão. Depois de uns três minutos, a menina finalmente encontra com a dupla de boxeadores presenteando com belas soqueiras prateadas.

- Vamos começar a festa? No mesmo instante que a mulher percorre um trajeto até a lateral de uma das moradias, Ryu e Jacob equipam os objetos em respectivas mãos bem como o colossal na qual balança com as mãos aberta chamando os garotos para a luta. O primeiro que parte para cima é o cozinheiro dado que corre em linha reta contra o seu oponente, o botânico executa alguns gingados e desvio para os lados portanto esquiva facilmente quando o selvagem dispara diversos socos e assim que encontra seu objetivo não perde tempo com um direto de esquerda visando a área do joelho.

Mas para a surpresa de todos, a velocidade de bloqueio do Brahka é ágil o suficiente para levantar a perna por conseguinte mudando o lugar atingido pelo nutricionista uma vez que o mesmo bate com o punho esquerdo na canela. O resultado dessa ação é avassalador porque a pele do chefe é mais dura do que seus subordinados e por esse motivo além de uma dor imensurável no membro superior também consegue uma pequena trincadura na mão esquerda, o garoto foi salvo pela soqueira visto que sem a arma, tinha chance do pulso quebrar.

- Acha que eu sou burro como eles? Eu vivi mais de 20 anos e por esse motivo é óbvio que treinei meus ponto fracos! O peludo fala mais do que todos pensam e comunica-se com confiança, determinação, no meio da sua oração planejar matar Allan com um soco vertical visando todo o crânio e antes disso acontecer, Tetsuya aparece do nada pulando nas costas de seu parceiro e então desce no ar com uma técnica poderosa.

Por azar do alpinista, a habilidade possui uma enorme falha quando é utilizada nos céus uma vez que estando no alto, não consegue esquivar-se bem como seu rosto está desprotegido e como resultado Iúria estica sua mão agarrando a cabeça do lutador de rua. A vantagem do gigante nessa ocasião é a envergadura do seu braço - Não atrapalha! o homem estica a mão para trás puxando a estrutura corporal do distraído para o mesmo sentido e com um impulso para frente joga o gênio contra um casa a dez metros quebrando a parede frontal e rachando a parede traseira.

A possível morte de seu amigo abre uma brecha para o cozinheiro utilizar sua técnica, primeiramente com um smash no queixo acertando em cheio levantando a cabeça do colossal e posteriormente finaliza com um cruzado na bochecha direita consequentemente fazendo o Brahka virar o crânio para a esquerda. -Hahahaha! O inimigo apenas retorna seu rosto ao normal para visualizar o acelerador enquanto solta uma risada maligna e os resultado da técnica meramente aumenta o tamanho da rachadura dos ossos tornando-se grandes.

Mesmo com suas mãos quase completamente destruídas, isso não elimina a velocidade do pugilista uma vez que continua desviando dos golpes verticais ou horizontais do monstro. Ryu estava inconsciente, mas aos poucos desperta-se e como resultado pode perceber um sangramento escorrendo pela nuca e pelo rosto bem como uma enorme tontura. A sua volta pode encontra todos os tipos de arma que imaginar, além de umas correntes, cordas, algemas de todos os tamanhos e também encontra uma diversidade de itens.

Em porto branco está Kei andando em direção ao grupo de homens e graças ao seu modo de falar muda a opinião dos mesmos. -Nossa.. tu és muito diferente do que pensamos, caminha até o fim da rua pela direita e no final vai ter dois caminhos, escolhe o da esquerda. O nobre responde a questão do espadachim facilmente, mal sabiam o que realmente o navegador pensa dos ricos presentes na conversa.

Após obter a informação, o estratégico segue o circuito citado anteriormente e enquanto caminha pode notar várias casas com uma diversidade de detalhes com ouro ou objetos raros. No fim do trajeto, encontra o estabelecimento que procura bem como há um QG na frente da loja e do lado da central da marinha localiza-se o banco mundial. O que tem ao redor do edifício de armas? Meramente casas. Além disso tudo, existem dois marinheiros na porta do quartel visualizando diretamente o prédio e por fim, pessoas andam de um lado para outra fazendo diferentes tarefas.

Um calor acima de trinta graus é percebido por toda a população da ilha, salvo aqueles que estão em casa cujo a temperatura é reduzida por algum aparelho consequentemente fazendo as pessoas transpirarem. O que o trio fará?
Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyTer 27 Set 2016, 20:58




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ryu...

Ryu...

ACORDE SEU IDIOTA!


A voz era como uma simples gota que ecoa ao tocar em água parada. Nada mais do que isso.

Ryu abriu os olhos vagarosamente enxergando tudo muito turvo ainda. Somente quando a visão melhorou foi que notou algumas gotas de sangue pingando do seu cabelo e rosto, criando uma pequena poça no assoalho. Estava sentado encostado em uma parede. Não havia ferimentos visíveis nos braços soltos ao lado do corpo, e nem nas pernas estiradas. Sentiu um calor na cabeça e ao passar a mão involuntariamente constatou o sangramento.


- Oyaji... Eu fui derrotado. Meu melhor golpe... Sequer fui capaz de atingi-lo. Por favor me deixe descansar. Meu corpo está dolorido e eu já não tenho mais forças. Não há nada mais... Nada do que eu possa fazer.

Não precisou olhar de lado para notar o velhote, podia sentir a sua presença claramente. Ele vestia um terno preto engravatado enquanto dava uma tragada no charuto. Seria uma mera criação da sua mente, ou teria o seu pai retornado do além para uma última lição? De qualquer forma a única coisa que realmente importa é que ele estava ali para ajudar o seu filho a se levantar. Os pais são assim.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Eu vi tudo... Você foi massacrado por um oponente muito mais forte e teve seu orgulho pisado. No entanto isso não é o fim do mundo. Você ainda tem condições de lutar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Não diga bobagens, sinto meu corpo quebrado, e o ferimento na cabeça está sangrando muito. Além disso, como posso lutar contra alguém tão poderoso e vencer? Aquele monstro... Ele está em um nível completamente diferente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Sim, é verdade... Você está machucado, e o inimigo continua ileso. Entretanto você está se esquecendo de uma coisa importante. Ryu, durante toda a sua vida você só lutou por si mesmo. Mesmo quando Kei estava ao seu lado você era egoísta. Está na hora de amadurecer um pouco.

Se você se der por vencido agora a garota que lhe entregou a soqueira, e o seu amigo irão morrer. É isso que deseja? Levante-se meu filho, e lute.



O seu espírito de luta ainda não estava morto, bastou o incentivo certo e a chama cresceu exponencialmente. Cerrou os punhos com uma força de vontade inabalável, e apoiando as costas na parede levantar-se-ia com dificuldade. Desistir era a opção mais fácil, mas isso não quer dizer que era a correta. Não sabia quanto tempo havia passado desde que tinha ficado inconsciente, no entanto lá no fundo tinha a certeza de que o cozinheiro não tinha desistido. Ryu também não tinha desistido dele.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Eu preciso ajudá-los... Aquele idiota, ele deveria ter ficado na vila com ela. Eu jamais me perdoaria se eles morressem por minha causa.

Embora Jacob e Lucy fossem meros conhecidos o rapaz do interior não queria vê-los morrer. A garota tinha se arriscado indo ao campo de batalha, e Jacob contava com ele para derrotar Iúria. A sua derrota não era somente sua, mas de todos envolvidos nessa situação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Esse é meu garoto. Vá Ryu, e jamais olhe para trás. Não importa o que aconteça, eu estarei olhando por você.

Haverá um dia em que o garoto da pacata ilha de Dawn Island se tornará um homem. Quando isso acontecer seus braços abraçarão o mundo, e os seus punhos se tornarão muito mais pesados do que agora. Mas por hora ele precisava vencer o desafio a sua frente.

.
.
.



A volta ao campo de batalha se daria a passos rápidos e ritmados. Os dez metros seriam deixados para trás facilmente, mas ainda assim para o rapaz o tempo gasto pareceria uma eternidade.

Apresentaria-se com o casaco amarrado na cabeça (ensopado de sangue) enquanto carregava em suas costas uma espécie de bazuca presa com uma faixa ao redor do seu peito. Traria nos bolsos da calça quatro granadas (duas em cada bolso) de fumaça e uma corrente grande e grossa presa ao ombro direito. Em suas mãos haveriam duas máscaras para filtrar o ar. Todos esses itens e armas teriam sido achados, obviamente, na casa onde Tetsu estava anteriormente.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Desculpem fazê-los esperar tanto, mas uma mosca acabou me acertando. - Falaria com certa ironia sem abandonar a seriedade em nenhum momento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Jacob, marque bem a localização dele. Nós iremos enjaular esse monstro.

Tiraria duas granadas do bolso, e levando-as entre os dentes puxaria os  pinos simultaneamente para em seguida soltá-las na frente e atrás de Iúria. A primeira delas, que seria jogada aos pés do Brahka teria uma tonalidade vermelha e serviria para marcar a posição do alvo. O gás se espalharia a frente da criatura com um grande estouro diminuindo o seu campo de visão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


This is the last round!


Jogaria uma das máscaras para o companheiro ao seu lado e em seguida colocaria a sua. Vale ressaltar que as máscaras protegeriam todo o rosto tendo um mecanismo próximo ao queixo para filtrar o ar. Assim que Jacob a vestisse lançaria uma das extremidades da corrente para ele, jogando as granadas restantes no lado direito e esquerdo do inimigo. O ambiente rapidamente ficaria tomado por uma fumaça cinza, com exceção de um único ponto onde ela era a tonalidade era distinta.

Ryu não poderia ver nem mais um palmo a sua frente, mas o mesmo valeria para o Brahka. A grande diferença é que a corrente servia como uma espécie de elo entre ele e Jacob. Vale ressaltar que a substância contida era uma espécie de gás lacrimogêneo, e sem a proteção correta causaria uma queimação intensa nos olhos.


"Precisamos ser rápido, e terminar isso antes que a fumaça acabe." - Tendo marcado o posicionamento do inimigo, o rapaz começaria a correr ficando do lado esquerdo do alvo. Com a força de suas pernas e usando toda a energia que lhe restava, correria zig-zageando com a cabeça curvada para frente (a ideia aqui é dificultar de ser atingido por qualquer ataque aleatório) o mais rápido que pudesse, passando a corrente por trás dele nas pernas. Retornaria para o ponto de origem passando pela frente, formando dessa maneira uma espécie de costura. A cada volta Iúria ficaria mais preso e sem mobilidade. Tinha que confiar na sua estratégia, e principalmente, no seu amigo.

"Esse é o momento decisivo. Eu não sou muito bom de mira, mas se ele estiver tão perto não terá como eu errar. Eu só preciso de uma distração." - Assim que a fumaça acabasse e Jacob causasse alguma distração tirando o foco de Ryu, o loiro saltaria usando toda a força das suas pernas já com a bazuca preparada e mirada no Brahka.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Eu estou aqui seu monstro.

HASTA LA VISTA BABY!


No instante em que Iúria se virasse dispararia a bazuca contra o seu rosto.

Citação :
As imagens são meramente ilustrativas



Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 EmptyQua 28 Set 2016, 10:07

Quando se luta por todos!

Dor e luta






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Arg!!!


Meus pulsos  doíam, mas eu tinha que resistir, apesar de todos os ataques frustrados, de todas as dores sentidas, eu tinha que continuar resistindo, meus sonhos e meus desejos encontravam-se em meus punhos, a juventude de um homem encontrava-se em nossa vitória, a proteção de pessoas de uma vila dependiam de nosso êxito, as dores que eles sentiriam depois disso seriam nossa responsabilidade e tudo isso era algo que homem algum deveria deixar acontecer e eu não seria esse homem, eu não seria a pessoa que deixou tudo isso acontecer.

Vi meu companheiro ser arremessado ao longe, não, ele não morreria com isso, ele não se curvaria a uma besta como essa que não compreender nem mesmo o significado de lutar, afinal um homem não desiste não é mesmo “ Ryu”, acho que erra esse seu nome e enquanto me esquivava dos golpes consecutivos o encarava, aquele inimigo era forte, sabia se defender mas lhe faltava algo que transformava ele em um oponente de fato, faltava-lhe coração, faltava-lhe ideal sólidos e isso não era algo que podia ser aturado, quando esquivo o suficiente ,  olhei para a bela donzela e falei com um olhar carinhoso:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Tudo vai dar certo Broto, apenas espere e verá, lembra-se que ainda tomaremos um Drink?  

E foi nesse momento que ainda preparado para toda e qualquer esquiva  que me virei para meu  oponente, com um olhar determinado e apontei para seu rosto, sim, mostrando que é com ele que estava falando, mostrando que era com ele que eu tinha o interesse de demonstrar toda a minha repulsa e desatei a falar:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Meu chapa, quero que se lembre muito bem desse lero que irei te passar agora, pois quando cair será a primeira coisa que irar pensar nessa sua cachola de merda: Você não é digno de nada e será derrotado por isso. Transou o que eu falei ? Ótimo, odeio ter que repetir os meus leros , principalmente para imbecis fracos como você.  





Meus pés começaram a se mover o mais rápido que eu podia, as minhas esquivas se davam nos momentos que os golpes eram eminentes, era a única forma de fazer com que a esquiva fosse eficaz com toda a certeza, do contrário esse inimigo seria  o que poderíamos chamar de mais próximo do “ meu fim “,  utilizando todos os pontos cardiais para me movimentar criava um percurso de esquivas interessantemente complexo pois o intuito era entretere-lo o máximo de tempo possível, precisava de Ryu ali ou seria um grande problema lutar contra aquele homem sozinho, principalmente com os pulsos avariados , após deixar o mesmo de costas para onde estava Ryu  meus movimentos foram começando a fazer uma espécie de onda de esquivas enquanto apenas um sorriso era esboçado par aprovoca-lo, mostrando que ele não era tão rápido quanto ele pensava para poder atingir um oponente.

Não tinha como continuar muito tempo, meu corpo cansaria uma hora, por mais que ele estivesse fazendo o maior trabalho de se cansar, e foi nesse momento que fiquei em posição favorável para poder ver o jovem loiro, estava pronto para a sua estratégia qual ela fosse, por isso apenas estiquei a minha mão para o mesmo falando de forma clara e objetiva.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Meu chapa, não estou mais com paciência para perder com esse “pulha” então, me passa o que precisa que eu faça que o resto eu faço, transa o que eu falo?  


Com o máximo de minha velocidade acatei o que foi me dado e me posicionei para que os movimentos começassem, utilizando-me de toda a velocidade possível tentei fazer os movimentos inversos que o meu companheiro, movimentos esse que pudessem fazer o nosso inimigo encontrar-se em um fogo cruzado, um fogo cruzado que seria utilizado como zona 0 para a nossa conclusão de ataque, mesmo com as dificuldades impostas minhas esquivas seriam ainda executadas em eminencia para que o inimigo não pudesse ter a chance larga de uma esquiva não premeditada, porem enquanto fazia movimentos evasivos favoráveis falava para o imbecil:


Acho que não compreendeu borra botas, você encontra-se acabado transa o que eu estou falando?


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


E no momento  em que sentisse o mesmo bem preparado para o momento de ataque surgiria para o mesmo na frente com toda a sua velocidade e direcionaria meu pulso para o mesmo mas na eminencia  guinando para o lado e fazendo com que o soco não fosse para o mesmo e sim para o vazio, tal movimento não era para acetar o inimigo e sim distrai-lo para que o próximo golpe de Ryu fosse o que  poderia nos salvar, dependíamos de sua estratégia, dependíamos de suas ações, seja o que for que ele pretendesse, eu tinha que confiar no baixinho.






bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island
Voltar ao Topo 
Página 5 de 15Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10 ... 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: