One Piece RPG
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P] Joe Blow
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Licia Hoje à(s) 03:45

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 03:15

» Sidney Thompson
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49

» Seasons: Road to New World
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:26

» Hello darkness my old friend...
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Zed Hoje à(s) 00:09

» Phantom Blood
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P]Kujo
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Kujo Ontem à(s) 23:42

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 23:30

» Enuma Elish
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 23:07

» Xeque - Mate - Parte 1
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Ceji Ontem à(s) 22:22

» Ain't No Rest For The Wicked
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 22:00



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyDom 12 Jun 2016, 18:55

Relembrando a primeira mensagem :

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island.

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Julieta Cheesecake e Ryu Tetsuya. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Convidado
Convidado



Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyTer 10 Jan 2017, 20:07



Li concordava com Jacob, assentindo com a cabeça assim que ele terminava de dizer que o melhor a ser feito era deixar o local o quanto antes. Ryu compartilhava da mesma opinião, apesar de desejar ter explorado Porto Branco um pouco melhor.

- Levarei o mais rápido possível! - assentia com certa energia, passado o grande perigo ela exibia muito mais tranquilidade. - Venham!

Ela então apontava para uma estrada que passava pelo vilarejo e ia até a cidade, onde educadamente alguns moradores cumprimentavam os forasteiros. A noite estava muito bonita e serena, quase não se ouvia nada além da rotina noturna dos camponeses.

Após cerca de quarenta minutos de caminhada, contornavam as muralhas da cidade até chegarem no porto. O movimento daquela hora não era muito alto, perfeito para uma fuga. A Mink examinava cuidadosamente cada uma das bandeiras, até que se animava ao identificar o navio mercante que mencionara. Alguns homens carregavam e arrastavam caixas de diferentes tamanhos até a embarcação por uma larga rampa.

- É aquele ali. - indicava uma fragata mediana de velas vermelhas e amarelas. Naquele momento a rampa estava prestes a ser removida, quando a panda decidiu intervir. - Esperem! Por favor! Sou eu, Li Wan! Peteca, você está aí?

Os homens se entreolhavam, e finalmente a reconheceram e anunciaram que esperassem. Menos de um minuto depois o capitão do navio se revelava no topo da rampa. Talvez Peteca não fosse exatamente o que se esperaria de um mercador, para início de conversa, se Li já fosse baixa com seu um metro e meio, o outro não devia passar de um metro. Sobre a cabeça tinha um chapéu de couro alto de abas longas, óculos escuros arredondados e trajava roupas impecáveis e sofisticadas, típicas de um sujeito bem abastado que deseja expor suas riquezas. No canto da boca fumava um longo cigarro e baforava lentamente, quase que com desinteresse. Entretanto, o que realmente mais chamava atenção era sua fisionomia: assim como Li Wan, era um humanoide, mais precisamente um Mink felino de longos bigodes e pelagem amarelada.

- Senhorita Wan! - o desinteresse se transformava em uma saudação alegre, o pequeno capitão abria um grande sorriso e erguia os braços. - Que grande surpresa, fazia tempo que não tinha o prazer de rever um Mink. O que a traz até meu nobre Novelo Vermelho?

- É uma longa história... eu e meus amigos precisamos deixar a ilha o quanto antes, e lembrei que você iria até Loguetown! Será que pode nos levar? Por favor!

O sorriso do gato desaparecia aos poucos novamente, e para ganhar tempo dava uma longa baforada.

- Sempre considerei o pedido de um verdadeiro amigo irrecusável, é claro que posso lhe dar uma carona, seria um imenso prazer. Venha, minha querida! - ele a chamava com um gesto, e antes que os rapazes também subissem a rampa, foram impedidos. - Caham! A senhorita Li Wan é bem-vinda, mas o que os cavalheiros tem a oferecer para Peteca Pancho?

Peteca Pancho:
 





Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Citação :
Numero de posts do narrador (Gekido Shimashita): 25
Numero de posts do narrador (Wolfgang): 14
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyTer 10 Jan 2017, 21:55




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A floresta foi ficando para trás paulatinamente, dando lugar a um novo cenário pouco explorado. Primeiro passaram por uma estrada que cortava o vilarejo, em seguida pela cidade onde alguns moradores os cumprimentavam. Ryu retribuía a gentileza de forma mecânica.  Mergulhado em seus próprios pensamentos, mal conseguia esconder a preocupação com o que poderia ter acontecido na caverna. À medida que o tempo passava a sensação de ter feito a escolha errada ia aumentando.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Nós não deveríamos ter deixado o velhote sozinho. – sua voz baixa rompia o silêncio da noite suavemente, claramente arrependido de ter fugido com o rabo entre as pernas. Embora a sua consciência soubesse que essa era a escolha mais acertada, por assim dizer, o seu coração sentia justamente o contrário. Infelizmente, mesmo que deixassem Li Wan em um lugar seguro, era tarde demais para retornar.

- Eu realmente me sinto culpado por não ter encarado a situação de frente... Nós poderíamos ter feito algo. – fitava o céu estrelado com um semblante sério, frio, mas por dentro a frustração devorava as suas entranhas. Os braços relaxados e cruzados atrás da cabeça mascaravam a vontade de quebrar tudo. – Sei que a prioridade era proteger a senhorita Li Wan, mas o modo como agimos...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Deteve os seus passos baixando a cabeça, fazendo com que seus cabelos cobrissem parcialmente o seu rosto. As mãos que antes estavam posicionadas gentilmente atrás da nuca, pendiam agora lateralmente a cintura, cerradas e com as veias saltando. – Lá no fundo eu simplesmente não posso aceitar. Não é coisa de homem! – trincava os dentes, a franja desmanchava-se com o vento que parecia reagir ao seu espírito.  

Aos poucos o vento foi se acalmando, e com ele os ânimos do próprio loiro, relaxando o corpo, e aceitando o que ficou para trás. Tetsu era o tipo de pessoa que podia ser como uma brisa suave, delicada, mas quando devidamente provocada poderia se tornar um furacão avassalador. Durante o restante do trajeto não disse mais nada, e ao chegarem ao barco “prometido”, acabou se deparando com um gato humanoide.

A figura usava um chapéu de couro, óculos escuros e além das roupas finas, um cigarro preso a boca. O mal humor do boxeador desapareceu instantaneamente, deixando escapar um “puft” quase deixando escapar o riso contido. – “Um gato fumante... A noite não poderia ter ficado mais estranha hahaha.” – Como a mink tinha falado anteriormente, a passagem obviamente não seria de graça.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- A senhorita Li Wan não para mesmo de me surpreender... – o tom era o de sempre, suave, encantador, assim como o sorriso. No entanto ele não tinha a menor intenção de “resolver” a situação com o gato fantasiado. – Senhor Pancho, você pode tratar as negociações com o aniki, mas esteja ciente que não tivemos uma noite muito agradável. – pouco importava se as suas palavras poderiam soar como uma ameaça. Procuraria algo para se encostar, e cruzando os braços, apenas observaria o desenrolar da situação.  




Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQua 11 Jan 2017, 05:22

Quando um cozinheiro paga

A Cozinha  e sua Arte







Não trata-se de deixar alguém para trás, trata-se de deixar um ideal para continuar...

” Continuar Lutando “ era um lema que sempre levei comigo, mas de nada adianta lutar se nem mesmo sua morte levaria um proposito, um homem não destrói sua vida para que outros possam continuar fazendo atrocidades, ele morre por um bem maior, e que esse ideal perdure, em suas palavras o jovem Ryu não percebia mas ele estava dizendo exatamente o que aquele antigo rei queria, o que seu cavaleiro desejava e o que ele mesmo ansiava , “ Continuar Lutando “ e por isso após ver a sua conclusão com um leve tapa no ombro continuei a caminhada com ele e a bela mulher panda enquanto complementei :


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


...E não existe ideal maior do que o de “ Continuar Lutando e Mudando a Tudo e a Todos “, transa o que estou falando ?  

Após passos largos e rápido conseguimos chegar onde tínhamos de chegar. O navio mercante estava pronto para partir, a sorte que tivemos em chegar a tempo só não foi maior que a sorte que tivemos aos gritos da Srt.Li serem ouvidos pelos homens que chamaram o sue capitão. Estava com dores, o braço ainda incomodava mas não era mais a dor incrível que antes tinha que suportar, mas foi ao ver o pequeno “ Homem-Gato” que eu fiquei realmente boquiaberto, o ser era curiosamente “ Elegante” mas ainda era um verdadeiro vigarista, podia se ver pela pelugem de seus bigodes ( Nunca se deve confiar em um gato de botas) , mas foi ao ver o “flerte” dado por ele a Srt.Li que me fez arquear a sobrancelhas tamanha a petulância daquele gato, mas como não estava em condições de contrariar nada no momento apenas olhei serio e com desaprovação quando as palavras dele foram dirigidas a nós. Pela reação de Ryu tudo estava em minhas mãos, então tratei de me pronunciar:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Sabe “Bichano”, podíamos prometer “Bufunfa” e ate mesmo “Trampo”, mas nesse momento “Bichano” tenho a te oferecer um verdadeiro “Serviço Único” , na sua frente encontra-se o cozinheiro com o Melhor Menu do South Blue e que logo será conhecido como o melhor Menu do Mundo e ele será servido ao longo da viagem apenas para você e sua tripulação, transa do que estou falando?


A minha mão passou pelo meu cabelo enquanto me ajoelhava, para ficar do tamanho do gato, não pretendia provoca-lo, era a única coisa que podíamos oferecer,  não tínhamos bens, mas tínhamos convicção e por isso não tive escolha se não complementar com um olhar sereno e falar:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Não podemos oferecer mais que isso, do contrário “Bichano Pancho”  teremos que deixar a Srta.Li partir em segurança e ficaremos. Mesmo que me parta o coração não ir com mina bela donzela, transa do que falo?

A resposta seria crucial e apenas isso esperei na posição que fiquei.

bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQua 11 Jan 2017, 16:41


A responsabilidade da negociação era passada ao cozinheiro, que desprovido de ouro ou jóias, podia apenas oferecer seus serviços de culinária.

- Por favor, Peteca. Eles são boas pessoas, me ajudaram até agora e se não fosse por eles eu poderia nem estar viva! - o pedido da Mink somado ao jeito único de Jacob se expressar, fazia com que o felino pensasse silenciosamente durante um tempo, alisando o queixo felpudo com a pata.

- Oscar, vem aqui! - obedientemente, um homem ia até o gato, enxugando o suor da testa. - Como está o Rostom?

- Ele ainda não está bem, senhor. O Moray é que está fazendo a comida, e sinceramente...

- ...A comida dele é pior que cheiro de cachorro molhado, eu sei. - completava, voltando a fitar os rapazes. - Está bem, vocês podem entrar, desde que o Senhor "Melhor-menu-do-South-Blue-e-que-logo-será-conhecido-como-o-melhor-menu-do-mundo" cumpra com sua palavra de nos oferecer uma boa refeição. Quanto a você... preciso que algumas caixas sejam levadas até o armazém do navio, ou talvez você prefira limpar o convés. Desde que paguem suas passagens de alguma maneira, não tenho queixas.

Li sorria em comemoração, parecia um pouco surpresa e aliviada, pois o Mink era realmente inflexível. A panda conduzia os jovens até o navio, mas Peteca a impedia gesticulando aos seus homens. - Rapazes, levem o cozinheiro para a cozinha, e mostre ao outro onde estão os caixotes. - imediatamente, obedeciam ao capitão e separavam os companheiros. - Tudo em ordem? Certo, içar velas, removam as âncoras e... - algo chamava a atenção de todos, mas principalmente aos ouvidos atentos do felino. - Ai ai... de novo esses marinheiros? Deixem que eu veja o que eles querem, enquanto isso preparem o que ainda falta para zarparmos. Não quero perder tempo. - de fato uma pequena tropa de soldados se aproximava, enquanto Pancho retornava para o topo da rampa para que pudesse recepcioná-los. Era a última cena que viam, já que Jacob era apresentado à cozinha e Ryu desaparecia em meio aos caixotes. Li permanecia no convés.




- Aí está a cozinha do Novelo Vermelho, deve ter os utensílios necessários e alguns ingredientes frescos, que acabamos de comprar. Divirta-se... os homens daqui são bem exigentes. - era Oscar que lhe explicava e o deixava sozinho com um homem cochilando na ponta da mesa, que se encontrava no centro do recinto.

Era uma cozinha mediana, haviam os utensílios básicos de qualidade razoável. A geladeira possuía algumas garrafas de leite, água, alguma variedade de carnes, mas principalmente peixes em grande quantidade. Legumes e vegetais com certa abundância, e ao lado do refrigerador havia um saco com muitas batatas. Havia alguns sacos de farinha espalhados pelo armário, assim como latas de feijão, ervilha e grandes potes de conserva de palmito e picles. Alguns pequenos potes deveriam ter especiarias, como temperos e pimenta. Alguns caixotes compridos revelavam uma variedade de frutas, principalmente laranjas e bananas; e alguns tonéis cheios de rum. Por fim, próximo do enorme fogão haviam alguns sacos com grãos, entre eles, arroz e cereais. Os móveis eram todos de madeira, bem rústicos, mas agradáveis.

- Uahhh... que sono da desgraça. - o homem acordava, bocejando longamente e se espreguiçando. Ele esfregava os olhos antes de dar uma boa olhada no loiro, e então exibia seus dentes de ouro num largo sorrido debochado. - É você o malandro que vai cozinhar pra essa patacada toda aqui? Guahá! Eu sou Moray, não tenho muito saco pra cozinha, mas como o cozinheiro tá nas últimas e eu to devendo uma grana pro Petecão, me escolheram. - cuspia no chão. - Se precisar de algo, pode me dizer, mas desde que não peça pra eu lavar a louça, capiche?



- Bem, as caixas são essas. Precisamos levar eles até o armazém lá embaixo, passando ali pelos quartos até o final do corredor, próximo do arsenal. - um homem careca cheio de tatuagens explicava. Os caixotes eram bem grandes, alguns eram carregados por dois marujos, enquanto outros se arriscavam a levar sozinhos as caixas menores, ainda assim bem pesadas. - Se quiser fazer outra coisa, os esfregões ficam na cozinha bem ali do outro lado do convés, só não fique parado, certo?

Apresentados aos seus ofícios provisórios, Peteca voltava a gritar algumas ordens e os homens preparavam o Novelo Vermelho para deixar Dawn Island.

- Não era nada, esses marinheiros apenas gostam de encher o meu saco peludo. Dei uma boa bola de pelos para eles, quem sabe assim aprendem. - todos riam sem deixar seus postos, e em pouco tempo o porto se afastava, e o navio abria caminho pelo oceano em direção a Loguetown.

Posts de viagem: 1/4





Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Citação :
Numero de posts do narrador (Gekido Shimashita): 25
Numero de posts do narrador (Wolfgang): 15
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQua 11 Jan 2017, 18:14




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Aparentemente o senhor Pancho não era lá um homem que cobrava caro pela viagem, até porque, a julgar pelas suas necessidades, principalmente na cozinha, ele não tinha muita opção. Ryu observava os dois conversarem, certo de que Jacob estava roído por dentro devido a intimidade com que o gato tinha tratado Li Wan. Apenas assentiu com a cabeça quando o acordo foi fechado, e passando pelo irmão, deu uma suave paumada no seu ombro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Pensei que você ia fazer um ensopado de gato, aniki, hahaha. – deu uma pequena gargalhada deixando o ambiente menos pesado, em seguida, subiu a rampa entrando no navio. A panda teria os conduzido a embarcação, mas Peteca, talvez por ciúmes, deixava a tarefa a cargo dos seus capachos. – Conto com a sua descrição senhor Pancho. – soltou um curto sorriso e antes de ser movido para a parte interna.

Lá dentro, o homem orientava o loiro a transportar as caixas até o armazém. Ryu fez uma cara feia só de imaginar em ter que fazer aquele trabalho braçal, entretanto, que outra escolha ele tinha? Fosse passando o esfregão ou erguendo as caixas, nenhum serviço lhe animava. – Nesse caso eu ficarei com o esfregão.– iria até a cozinha, aproveitando a oportunidade para ver o seu irmão.

- Yo aniki, como estão às coisas por aqui? – entraria sem qualquer formalidade, procurando o esfregão e obviamente um balde de água. Em seguida iria para o convés, onde derramaria um pouco de água passando a esfregar o chão. Para alguém tão sonhador quanto Ryu, ir embora da ilha onde tinha crescido sob essas circunstâncias tão deploráveis não era nada legal.

Com a cabeça baixa, aproximar-se-ia da panda sem parar o “ofício”. O navio já estava zarpando, e dali ele poderia ter uma última vista de Dawn Island. – Senhorita Li Wan, está tudo bem para você... Ir embora dessa forma? Você poderia ter dito a marinha que nós te obrigamos a nos seguir... Eles provavelmente acreditariam. – passou o rosto na manga da camisa enxugando o suor, parando para observar a ilha que ia ficando cada vez mais distante.

- Desde que saí de casa, eu estava decidido a viajar pelos oceanos em busca de novas aventuras... Agora que estou aqui, percebo o quanto sentirei saudades desse lugar. – Seus olhos brilhavam, como se a ilha refletida nas suas íris fosse uma joia perdida no oceano. O esfregão, apoiado entre as pernas, era segurado com uma mão em cima da outra no cabo, como se fosse uma longa espada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


"Oyaji... Não sei quanto tempo ficarei longe, mas não se preocupe, isso não é um adeus, eu com certeza voltarei aqui para te visitar. - Referia-se, é claro, ao túmulo do seu pai sentindo uma saudade incomensurável. Com a mão direita segurou o medalhão preso ao pescoço, observando a figura do dragão encrustada nele. Havia algo a mais que ele precisava fazer além de se aventurar pelo mundo. "Eu definitivamente descobrirei quem é a minha família."





Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQui 12 Jan 2017, 14:51

Cozinhando

A cozinha é uma Guerra!






Obrigado “ Bichano” ,  não se arrependerá.

Não era do meu feitio, não estava morrendo de amores pela situação, mas era o melhor a se fazer, apenas concordei, pois um homem as vezes precisa aceitar suas “ derrota “ quando trata-se de seus ideais e conquistas de seus objetivos, logo começamos a ser dirigidos para as nossas respectivas áreas de atuação, tal minha surpresa ao perceber que a  “Cozinha “  do Novelo Vermelho era de fato bem equipada para um “ pardieiro “, estalei meus dedos , adentrei lentamente sentindo o aroma familiar, foi quando o homem preguiço veio falar comigo, estiquei minhas mangas, observei lentamente o local e quando ele acabou falar apenas fui prático e objetivo ao responder:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Acredito que não compreendeu o que vamos fazer aqui não é mesmo ? “ Sous-chef”, você aqui cozinha, prepara, corta, se corta, sofre, chora, se irrita, se apaixona, se encanta, encanta e se realiza, se não esta preparado para cozinha você não está preparado para a vida, então coloque o sue avental , nos vamos cozinhar e você “ Sous-chef”, não se esqueça, a cozinha é o âmbito do profissionalismo, não falhe quando eu disser algo, agora me traga esses materiais...capiche?  

Uma lista extensa foi dada, contendo batatas , cebolas, cenouras, cebolinhas, tomates, maçãs, temperos diversos, açúcar, pimentas, arroz e afins, tudo para que as comidas fossem preparadas, como óleo era uma coisa preciosa, a solução foi solicitar gordura animal, as carnes vermelhas possuíam isso e por isso foi delas que foi delas que foram retiradas, obviamente o Sous-chef não faria aquilo sozinho, não sem o cozinheiro fazer/ajuda-lo, quando tudo estava pronto para que pudéssemos cozinhar, foi que o show começou. Cortei tudo rapidamente , habilidades com a cozinha não me faltava, o fato de ser ambidestro ajudava, a mão que segurava os legumes era a mais lesionada o que me fazia com que a outra pudesse ser mais útil para o corte, alguns legumes devido a finura do corte tinham que ser cortados mais lentamente, foi quando tudo estava devidamente pronto que comecei a refogar todos os legumes enquanto apontava para o arroz e para a panela para que  Sous-chef apenas adiantasse o serviço, nada que não pudesse ser feito depois, apenas queria trabalhar com Timing , tudo tinha que ser coordenado como uma orquestra, no fim, tudo foi colocado na panela grande com os temperos diversos e deixado cozinhar, esse preparo é rápido tão rápido que quando escutei a voz de Ryu falei em tom sereno para meu irmão:


Cortes e preparos:
 




” Ryu” , a cozinha é um ambiente sagrado, apenas entre e converse com o cozinheiro se algum pedido não saiu como o desejado...nos falamos depois.


Não era grosseria, era praticidade, não tina tempo a perder, como falei, tudo tinha seu tempo, tudo tinha que estar pronto, palavras não eram ditas para o Sous-chef, apenas comandos com sinais básicos, poupar energia, ser objetivo, testar a capacidade de seu auxiliar, tudo isso era importante, precisava que tudo fosse bem elaborado, aquilo para  mim não era um simples “ rango “ era o trabalho de minha vida, aquilo era a cozinha,  meu santuário, por fim enquanto tudo cozinhava fiz uma leve pausa  de costas para o Sous-chef e falando:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Preciso que fique de olho no cozido e no arroz, as cascas de babatas as guarde na câmera fria ou o que quer que seja, vamos usa-las na próxima refeição e a panela com gordura derretida, reserve a gordura para o próximo uso, apenas mais um é recomendado ela não está queimada...ouvi dizer que sua comida é ruim, vamos torna-la melhor, afinal a comida é a honra de um cozinheiro não é mesmo, Sous-chef?

Para um cozinheiro ser Sous-chef de um grande Chef é uma honra, e ser chamado pelo seu cargo é de fato uma honra maior, pois é a forma prática de saber a sua posição e sua capacidade futura como Chef, por isso nada de nomes, apenas cargos, nada de sofrimentos apenas decisões, era isso que estava tentando passar aquele homem, ele tinha potencial, apenas não estava vendo.

bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQui 12 Jan 2017, 17:24


Ryu se sentia incomodado pela sua partida não ter sido das mais glamourosas ou dignas de si, seus interesses conflitavam com as situações que se envolvera e se sentia contrariado. Apesar disso, não hesitava em pegar o esfregão para dar um jeito no convés. Os homens o olhavam com estranheza, pois conheciam a personalidade muquirana de Peteca e consideravam o preço daquela carona muito baixo.

- Eu sei... eu poderia ficar na ilha, mas não era a primeira vez que o Sargento me incomodou, e se ele ainda está vivo? Consegue imaginar o que ele faria comigo ou com meus amigos? Além disso, eu preciso...

- Senhorita Li, será que poderia nos dar licença por um minuto? - Peteca surgia de trás do mastro, falando da forma mais cortês possível sem deixar o cigarro. A panda concordava e se afastava, apoiando-se à murada para apreciar a vista da ilha desaparecendo no horizonte. - Creio que não nos apresentamos devidamente, se estou certo o seu companheiro cozinheiro se chama Aniki, correto? Ainda não sei o seu nome, e dizem que navegar com um homem sem nome traz infortúnio ao navio. - ele abria um breve sorriso, ajeitando o chapéu com a pata que não levava o cigarro. - Enfim, gostaria que você me encontrasse na minha cabine dentro de alguns minutos, meus homens podem te guiar até lá. Não se preocupe com o esfregão, apenas não deixe de ir. - dito isso, o Mink se dirigia para o interior do navio.



Moray ouvia as ordens do cozinheiro fazendo uma grande careta. - Mas hein? Quanta coisa que cê tá falando! Aqui eu só fazia uns ensopados de batata com carne carne e olhe lá, mas bem que eu to precisando melhorar minha imagem aqui, senão o chefinho me chuta pra fora. - pensativo, ele começava a olhar para os ingredientes. - Se a gente fizer aquele rango dos bons, com certeza vão me olhar melhor. Tehehe! Não preciso dessas frescurices de avental não! - e limpava as mãos na camisa imunda, encarando os ingredientes pra tentar memorizar tudo que Jacob havia pedido. - Sous-chef Moray... taí, curti. - murmurava alegremente, enquanto juntava as cascas da batata com as mãos.

- Jacob... tudo bem se eu entrar? - era Li que estava na porta, colocava timidamente apenas a cabeça dentro da cozinha, hesitante em invadir o santuário do cozinheiro. - Eu preciso falar algo com você, eu não me importo em esperar lá fora.

Posts de viagem: 2/4





Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Citação :
Numero de posts do narrador (Gekido Shimashita): 25
Numero de posts do narrador (Wolfgang): 16
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQui 12 Jan 2017, 18:37




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

De fato Tetsu não conseguia imaginar Li Wan levando sua vida tranquilamente em Dawn Island com o sargento no encalço. O almofadinhas tinha se provado um verdadeiro pé no saco, e se o rapaz não tivesse chegado na hora certa, só Deus sabe o que poderia ter acontecido com ela. Talvez a melhor opção para a panda tenha sido ir embora mesmo, arranjar um lugar mais calmo onde poderia recomeçar a sua vida.

- Aquele almofadinhas... Se ele sobreviveu depois de tudo aquilo é um cara de muita sorte. –fechou a cara apertando o cabo do esfregão só de lembrar-se do sargento e das suas madeixas tão bem cuidadas e cheias de frescuras. De todos os inimigos que tinha enfrentado este, era sem sombra de dúvidas, o mais inescrupuloso e cruel.

Antes que pudesse continuar o diálogo, o mink gato interrompeu a conversa, parecia até que ele não queria que ninguém se aproximasse de Li Wan. Ryu olhou para o homem com certo aborrecimento, mas ao invés de respondê-lo com bravatas, preferiu utilizar uma abordagem mais delicada. – Meu nome é Ryu Tetsuya, e meu aniki se chama Jacob. Como quiser senhor Pancho, logo estarei lá. – disse retribuindo com um sorriso cínico.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


“O que há com esse gato?” – A sensação de que algo estava errado crescia com o passar do tempo, deixando o loiro, inevitavelmente, com uma pulga atrás da orelha. Afinal, o que o senhor Pancho queria conversar? Suspeito, muito suspeito, ainda mais para um cidadão que tinha se livrado da marinha tão facilmente. Largaria o esfregão, e colocando as mãos nos bolsos permitiria que os soldados o guiassem até a cabine.

Daria duas batidas suaves na porta, apenas para deixar claro que tinha chegado. Entraria caso lhe fosse autorizado, passando a observar o cômodo. Aproximar-se-ia cauteloso do dono do navio, analisando a sua postura. Seus dedos, escondidos no bolso da calça, já iam encaixando nas soqueiras para caso houvesse a necessidade de lutar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


– Em que posso ajudá-lo? A noite está agradável lá fora, o senhor deveria aproveitar um pouco. – havia por trás do seu bom humor uma preocupação óbvia, no entanto, fazia questão de escondê-la ao perambular pelo lugar com o seu corpo aparentemente relaxado.




Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 29
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptyQui 12 Jan 2017, 21:06

Quando o cozinheiro ensina

Um cozinheiro se mantem limpo e digno.






Arg...

Aquele sacripanta além de mal cozinheiro era um ser de péssimos hábitos de limpeza, o que para mim era algo inadmissível na cozinha, quando vi o mesmo limpar a mão nas roupas imundas apenas contrai o pulso e rapidamente estiquei a minha mão o puxando pelo colarinho para perto de mim , ao menos assim tentei , pois o mesmo receberia a bronca de sua vida por tal atitude :


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


SEU IMBÉCIL!!! VOCÊ ESTÁ ESQUECENDO DA MAIOR REGRA DA COZINHA, TUDO ESTÁ LIMPO , TUDO DEVE FICAR LIMPO, O COZINHEIRO É O EXEMPLO DE PROFISSIONALISMO NESSE TEMPLO!!! Agora...pegue a porcaria do avental e trate de vestir roupas limpas e decorar tudo o que estou fazendo, pois se souber que cozinhou errado de novo vou cortar suas mãos com um cutelo e cozinha-las para você comer, transa o que estou falando ?  

Soltar ele foi a parte mais fácil, apenas o empurrei enquanto voltei a preparar as coisas para o melhor ensopado picante com maças que aquele navio poderia desejar e não me importando com a reação do mesmo apenas prossegui  com meus afazeres ate que fora interrompido pelo som bela da voz da única pessoa que poderia me tirar daquela cozinha por um instante, a pausa dada pareceu um pressagio do que estava por vir e foi no momento que a voz tímida da Srta.Li surgiu que me virei lentamente com um olhar gentil e sublime e falei em resposta a sua atitude:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Broto, sempre terei um tempo ou dois para você, mas conversaremos lá fora, aqui é um lugar de “ trampo maroto “ , transa o que falo não é mesmo ?


Sorrir para aquela dama era de fato um prazer, enquanto caminhava de costas para o auxiliar permaneci, apenas falei em tom ríspido antes de continuar meus passos e seguir a Srta.Li para fora da cozinha:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Sous-chef não esqueça de ficar de olho e quando voltar, espero já esta tudo arrumado ou terei que pegar mais pesado com você na próxima, capiche?

Ao sair o que fazer se não aproximar-se de Srta.Li com carinho e atenção, segurar em suas mãos e a olhar nos olhos, ficar tão próximo que ela possa sentir a presença daquele bom homem que lutou para protege-la, afinal, um bom cavalheiro protege sempre a sua dama.

bichaelson



Menu Completo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptySeg 16 Jan 2017, 20:36

- Certamente, é uma noite muito agradável. - respondia, sorrindo levemente ao seu convidado.

A cabine de Peteca era realmente bonita, apesar da simplicidade do exterior do navio, todo investimento de luxo foi direcionado ao seu próprio cômodo. Era uma cabine típica de capitão, com uma cama encaixada na lateral e ocultada por cortinas vermelhas, os enfeites foram cuidadosamente talhados na madeira das paredes, do teto e nos móveis. O formato da sala era ligeiramente oval, e no fundo as janelas mostravam a noite estrelada acima do oceano sereno. Pancho estava de costas para as vidraças, sentado em sua mesa bem sofisticada e assinava alguns papéis enquanto Ryu entrava e comentava a respeito da noite. O pequeno capitão educadamente gesticulava para que garoto se acomodasse em uma das duas cadeiras.

- Ryu Tetsuya, um nome bastante sonoro... - e repetia em voz baixa, pensativo. - Não tanto quanto Peteca Pancho, é claro. Enfim, senhor Tetsuya, é bastante incomum que eu aceite convidados no Novelo Vermelho, esta embarcação é a minha princesa, e eu a trato como tal e não confio aos outros que o façam por mim. Veja por exemplo, estou aqui terminando de revisar o inventário, enquanto isso poderia ser passado a qualquer outro. - ele deslizava uma pena sobre os papéis, usando o tinteiro com delicadeza, quase como se aquilo fosse terapêutico. De um belo cinzeiro de porcelana, ele tirava seu cigarro e realizava uma longa baforada.

- Pouco antes de deixarmos Dawn Island, alguns marinheiros me abordaram e questionaram se algum navio havia saído recentemente. Respondi que o último zarpara horas atrás, o que é verdade. Imediatamente perguntaram se eu havia visto um trio de criminosos, ou se por algum acaso eu os estava levando em meu navio. - calmamente, o gato não se distraía de sua tarefa, separava os papéis em pilhas e permanecia revezando entre o cigarro e a caneta. - Eles me conhecem bem, não gosto de marinheiros e tampouco eles de mim, apesar de tudo que eu faço não quebra as regras impostas, somente as... contorna. Disse a eles que a acusação ofendia não somente à minha integridade, como também minha capacidade intelectual. "Jamais levaria no meu Novelo um bando de baderneiros que não tivessem nada a oferecer." - disse, e eles entenderam o recado. Ofereceram uma boa quantia pelos tais criminosos.

- Confesso que hesitei um pouco, foram descritos como dois jovens loiros com uma Mink panda. Eu jamais entregaria a senhorita Li, mas dois piratas encrenqueiros que não me dizem nada? Posso facilmente prender um na cozinha, e outro posso igualmente emboscar em minha própria cabine sem muito esforço, entregar ambos e deixar Dawn Island com mais berries do que o esperado e renovar meus arranhadores. - o clima estava um pouco mais tenso, apesar disso, Peteca não demonstrava qualquer alteração e colocava os últimos papéis sobre uma única pilha. - Não se preocupe, eu não entregaria nenhum amigo declarado da senhorita Li, e vocês estão seguros comigo. Mandei-os embora, é claro, mas isso não foi suficiente. Obrigaram-me a permitir a presença de um oficial em meu navio - disfarçado, é claro - para que identificasse atos suspeitos. Somente deixei isso acontecer para não levantar mais suspeitas, e tenho alguns assuntos pendentes com a Marinha de Dawn Island e isso supostamente pagaria a minha "dívida", principalmente com aquele desgraçado do Sargento Lancelote.

Peteca fazia um aro de fumaça com seu cigarro enquanto olhava para Ryu. Ele baixava os óculos escuros revelando seus grandes e esfíngicos olhos amarelos de felino. O olhar era amigável, mas ao mesmo tempo tinha certo aspecto de advertência. - Eu apenas peço para que tomem cuidado, o "inspetor" está disfarçado de fiscal, então talvez você o veja andando por aí com uma prancheta, fazendo anotações sobre os meus homens. Se vocês forem pegos, Li Wan vai acabar com o mesmo destino, eu já pedi para que meus homens a deixem na cozinha até que tudo esteja melhor.



- Tá bom, tá bom, "tô transando". Vou por a porcaria do avental e até lavar a mão, que saco. - Moray resmungava em resigno, parecia que melhorar sua imagem no navio se sobrepunha a ser tratado daquele jeito com um intruso que acabara de por o pé no Novelo. Ele fazia mais uma série de reclamações, mas Jacob não ouvia nada por estar completamente distraído pela Li. Eles deixavam a cozinha para conversar, mas a panda parecia bem distante.

- Eu... tem algo que eu preciso te dizer. - a Mink estava bastante constrangida, suas pequenas orelhas felpudas estavam um pouco mais baixas do que o comum. Seus olhos evitavam o do cozinheiro e pareciam tristes. - Eu sou de uma família tradicional de uma ilha distante na Grand Line, chamada Mawakun. Existe uma tradição muito forte entre famílias e clãs, e pertenço a uma bastante importante. Uma das razões para que eu deixe Dawn Island, envolve o fato de eu precisar voltar o mais rápido possível para minha família e... - hesitante, ela tirava os olhos do chão pra o encarar. - e encontrar o meu noivo.

- Ora... boa noite. Vocês saberiam me informar onde fica a cabine do Capitão Peteca? - um homem de voz grave se aproximava do casal. Ostentava um robusto bigode preto, combinando com seu cabelo cuidadosamente penteado para o lado direito. Carregava uma pequena prancheta de madeira, e olhava repetidamente para o papel e para Li e Jacob, mantendo um sorriso e aparentemente fazendo algumas anotações.

Posts de viagem: 3/4



Histórico de Pedrão:
 

Histórico de Afro:
 

Histórico de Aries:
 


Citação :
Numero de posts do narrador (Gekido Shimashita): 25
Numero de posts do narrador (Wolfgang): 17
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedrão
Civil
Civil
Pedrão

Créditos : Zero
Warn : Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 15/10/2015

Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 EmptySeg 16 Jan 2017, 23:23




RISE OF THE DRAGON


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Como esperado, a cabine do Novelo Vermelho era de encher os olhos. Embora fosse um lugar pequeno, relativamente oval, os detalhes eram tão peculiares e chamativos quanto o próprio dono, e obviamente não passaram despercebidos. O felino respondia enquanto o convidado, distraído, dava um passo ou dois observando o lugar com curiosidade, até pousar seus olhos no anfitrião novamente.

Seguindo o sinal do senhor Pancho, sentou na cadeira relaxando os ombros. Em seguida tirou as mãos dos bolsos, livres é claro, das soqueiras que permaneciam escondidas. Ainda era cedo demais para determinar se aquele mink era um inimigo ou não, portanto a melhor opção era continuar a observá-lo, ouvi-lo atentamente sem dizer nada.

O que mais lhe incomodava ali era o cheiro do cigarro, deixando escapar uma tosse seca e rápida. O ar puro lá do convés, ou mesmo o dos bosques de Dawn Island, fazia uma tremenda falta nessas horas. À medida que a conversava se desenrolava Peteca explicava o incidente com a marinha, mas sem revelar quais eram os seus planos ou o que ele pretendia chamando o garoto até ali.


“Por que você não vai direto ao ponto e nos poupa tempo?” – Se tinha uma coisa que Ryu não suportava era arrodeios e palavras desnecessárias. Ora parecia que Peteco estava do seu lado, ora parecia justamente o contrário. No fim a razão de ter sido chamado até ali era bem simples. - “Não façam besteiras e tudo ficará bem em?” – A ameaça camuflada no aviso era clara demais para ser ignorada.

Levantar-se-ia cautelosamente indo até a janela ficando de costas para o capitão. Se ela estivesse fechada, Ryu a abriria, ficando parado ali olhando as estrelas e águas que iam ficando para trás. Senhor Peteca. – a palavra “senhor” saía da sua boca cheia de ironia, sem esconder o sorriso sarcástico nos lábios. Educação a essa altura, resumia-se a uma mera cortesia e não mais uma necessidade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


– Não nos compare com meros arruaceiros, ou piratas comuns. A razão de nós estarmos tendo essa conversa foi porque eu permiti, ou você acha mesmo que eu não cogitei a possibilidade de você me emboscar? Até agora aceitei de bom grado a tarefa que foi me dada como uma forma de retribuir a sua gentileza, mas, por favor, não nos subestime. – faria uma breve pausa fechando os olhos, e após apreciar a brisa do mar, caminharia até onde estava anteriormente, ficando em pé na frente da cadeira e consequentemente na de Pancho também.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Principalmente o aniki. Não seria agradável se o Novelo Vermelho ficasse inoperante porque seus homens estão incapacitados. Não sei qual a sua dívida com o almofadinhas, mas talvez você fique feliz em saber que nós demos uma surra nele.

Apesar de não inspirar muito medo a princípio, como se fosse um zé ruela qualquer, Tetsu sabia bem como fazer um discurso pirata, e principalmente, se comportar como um. Seus olhos encaravam o mink irradiando seu espírito de combate, enquanto o sorriso falso e a voz suave, o deixava ainda mais intimidador e enigmático.

- Então, o que o capitão gostaria que eu fizesse? – falava com o tom animado de sempre, como se nada tivesse acontecido, livre de qualquer ressentimento, e esperava que o gato, como um senhor de negócios, compreendesse. Para Ryu, torná-lo um inimigo não era nada interessante.

Pericia Utilizada:
 





Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island!

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island   Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island - Página 14 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma nova lenda. Inicio em Dawn Island
Voltar ao Topo 
Página 14 de 15Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: